Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CÂMARA MUNICIPAL DA PÓVOA DE LANHOSO CONVIDADA A INTEGRAR O PROJETO DISTURB

(Arquivo - Vila da Povoa de Lanhoso).jpg

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso foi convidada a integrar o projeto DISTURB, um estudo inovador e vanguardista, que tem como objetivo mapear as dinâmicas locais nas questões da violência doméstica e promover possibilidades de intervenções a nível sistémico.

Este projeto, realizado em conjunto com a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através do SIGO - Serviço para a Promoção da Igualdade de Género e Oportunidades, e a doutoranda em design pela Universidade de Barcelona, Raquel Lima, procura utilizar o design para facilitar a visualização de temas complexos e criar intervenções que possam potenciar a capacidade do sistema de intervir positivamente na questão da violência doméstica.

Como proposta metodológica, a pesquisa vai realizar o levantamento do contexto local através da escuta das narrativas dos/as agentes das diversas instituições, através de inquéritos. O projeto também pretende promover a criação de um mapa que contribua para a visualização do fenómeno nas suas múltiplas esferas. Além da perceção do tema, visa ainda promover a participação de agentes externos para a cocriação de soluções, que tenham impacto positivo no sistema em que atua a Rede SIGO e que, na ótica da inovação social, possam contribuir para compreender o fenómeno da violência doméstica na região.

Como impacto, pretende também beneficiar múltiplas áreas interrelacionadas com o tema, proporcionando uma partilha de saberes e contribuindo para o avanço dos estudos e soluções para problemas sociais complexos. Pretende-se ainda que pessoas e grupos que atuam em rede na solução das questões da violência contra as mulheres possam, através desta proposta, obter uma visão sistémica da questão; apurar a perceção sobre os papéis dos/as intervenientes em rede; encontrar soluções para problemas complexos, que necessitam de múltiplas intervenções; ter a oportunidade de criar intervenções em múltiplos ângulos; promover insights para estratégias e ação; e trabalhar a empatia e promover o trabalho colaborativo.

Estima-se que este projeto tenha a duração de dois meses, contando com a participação das entidades que fazem parte da Rede SIGO e de convidados/as especialistas em inovação social e instituições de inovação social, que queiram juntar-se a este desafio.

O SIGO - Serviço para a Promoção da Igualdade de Género e Oportunidades é uma resposta municipal que trabalha em rede e que atua ao nível da intervenção em casos de violência doméstica e ao nível da prevenção.