Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOCO DE ESQUERDA EXIGE A REVISÃO DO PREÇO DO TRANSPORTE PÚBLICO RODOVIÁRIO DE VIANA DO CASTELO PARA O PORTO

O Bloco de Esquerda foi informado por um grupo de utilizadores dos transportes públicos do Alto Minho, que desde 01 de Janeiro de 2024, as deslocações de Viana do Castelo para o Porto em Transporte Público rodoviário vão ficar por mais de 200 € mensais.

De 88 € mensais, o custo com o transporte para um utilizador de Viana do Castelo, passa para 171,60 €, acrescido de 30 € ou 40 €, valor do passe Andante para os trabalhadores, uma vez que o autocarro já não pára no centro do Porto, fazendo o valor disparar para mais de 200 € mensais.

A decisão da Câmara Municipal de Viana do Castelo em apoiar apenas em 40% os passes, contrário ao que, por exemplo, acontece no município de Esposende onde os passes se vão manter nos 88 €, é incompreensível e está em total desacordo com todas as políticas de promoção dos transportes públicos que estão a ser tomadas, tanto em Portugal como na Europa. A aposta em transportes públicos e a consequente redução da utilização do automóvel particular, não tem apenas impactos no fluxo de trânsito em zonas muito saturadas, tem também impactos ambientas e impactos sociais, pois reduz os custos mensais das famílias.

Importa referir, que em Julho de 2022, foi lançado um documento intitulado ALTO MINHO Towards a net-zero energy transition. Co-creating a sustainable future. Este documento, que é um plano de ação integrada, desenvolvido no âmbito do projeto URB EN PACT – together towards net-zero energy cities project (um instrumento da Política de Coesão, co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) e pelos 28 Estados-Membros), em que estiveram envolvidos todos os municípios do Alto Minho, com o apoio da CIM do Alto Minho, refere claramente que uma das fraquezas regionais para a transição energética é a fraca rede de transportes públicos, com uma frota antiga e uma cobertura muito deficiente. Algo, que quem vive no Alto Minho sente diariamente. Ora, sendo que o Município de Viana do Castelo participou deste projecto, torna-se ainda mais inexplicável esta decisão de deixar de apoiar quem quer utilizar os transportes públicos.

Numa região onde a aposta nos transportes públicos fica muito aquém do aceitável, estando em total desfasamento em relação ao que já se faz em muitas outras; as famílias, que já tinham dificuldades em enfrentar as despesas do mês, com os apoios dados até aqui nos transportes públicos, a partir deste mês vão ver o seu orçamento mensal ainda mais restringido com este aumento.

O Bloco de Esquerda solidariza-se com todos os utilizadores dos transportes públicos do Alto Minho e continuará a lutar para que sejam criadas alternativas ao uso do transporte individual por todo o distrito de Viana do Castelo. O passa culpas entre as autarquias e a CIM do Alto Minho é inadmissível e exigimos que o valor anterior se mantenha.