Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BARCELOS EVOCA DR. ANTÓNIO FERRAZ NO CENTENÁRIO DO SEU FALECIMENTO

Dia 27 de fevereiro, na Biblioteca Municipal de Barcelos

A Câmara Municipal de Barcelos vai assinalar o centenário da morte do Dr. António Ferraz (1855-1916), com uma sessão comemorativa a realizar no próximo dia 27 de fevereiro, pelas 16h30, na Biblioteca Municipal de Barcelos com a Conferência “O Contributo do Dr. António Ferraz para a História Local", a cargo de António Júlio Limpo Trigueiros, SJ., e a inauguração da exposição “António Ferraz um Barcelense Ilustre”.

Médico, político, historiador e genealogista, Fidalgo Cavaleiro da Casa Real e militante do Partido Progressista, António Ferraz foi um distinto médico barcelense, que exerceu diversos cargos de relevo em Barcelos, foi administrador do concelho de Barcelos (1897 e 1904-1906), vice-presidente da Câmara Municipal (1899-1901) e provedor da Santa Casa da Misericórdia (1899-1901 e 1907-1910).

Como administrador e vice-presidente da Câmara Municipal, teve uma ação preponderante na recuperação e reconstrução do Pelourinho e no projeto de recuperação do Paço Condal de Ernesto Korrodi, que acabou por não ir avante. Como Provedor da Santa Casa da Misericórdia, procedeu a diversas reformas, sendo autor do Regulamento do Hospital da Irmandade da Santa e Real Casa da Misericórdia de Barcelos, em 1900; reformou a Tabela Geral das Dietas, nesse mesmo ano, que substituiu a que vigorava desde 1863, e que ainda se mantinha em 1933; desenvolveu todos os esforços para a edificação do pavilhão de isolamento, na cerca do Hospital. Em 1910, esteve a seu cargo a reconstrução da parte do edifício hospitalar voltado ao Campo da Feira, ano em que a implantação da República o afastou da liderança desta instituição, pela dissolução da mesa administrativa de que fazia parte.

A Câmara Municipal de Barcelos instituiu, em 1985, com o seu nome, um prémio na área da investigação no domínio da história concelhia ganho com o trabalho “A Câmara, a Nobreza e o povo do Concelho de Barcelos. A Administração do Município nos Fins do Antigo Regime”de José Viriato Capela e publicado na “Barcellos Revista”, vol. III, nº 1, 1986.

A 10 de dezembro de 2013, a biblioteca escolar da escola secundária/3 de Barcelinhos passou a ser designada por Biblioteca Escolar Dr. António Ferraz (BeAF).Nesse mesmo ano, a Santa Casa da Misericórdia de Barcelos, em parceria com a Câmara Municipal, publicou o primeiro volume dos “Apontamentos para a História de Barcelos” de António Ferraz e, no ano seguinte, o segundo volume, obra manuscrita em 10 volumes desse insigne historiador e genealogista.