Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ANTONINAS DE FAMALICÃO DECORREM DE 4 A 13 DE JUNHO

Com uma programação reduzida e adaptada às contingências atuais

Falta pouco mais de uma semana para que os famalicenses possam voltar a sentir, ainda que com limitações e uma programação reduzida, o ambiente contagiante das Festas Antoninas, uma das maiores festas populares do Norte de Portugal.

DSC_6495.JPG

Depois de um ano de paragem motivado pela pandemia da Covid-19, a grande romaria de Famalicão está de regresso e as comemorações arrancam já na próxima sexta-feira, dia 4 de junho, para dez dias de festa marcados, sobretudo, por muita música.

Os doze concertos que integram o programa das Festas vão decorrer enquadrados no “Anima-te” e vão, por isso, seguir as mesmas regras que estão estabelecidas para os restantes espetáculos que vão decorrer entre junho e agosto no âmbito do programa de animação sociocultural promovido pela Câmara Municipal.

O palco do Anima-te está instalado no Parque da Devesa, ao ar livre, junto ao lago, numa área limitada e preparada para receber cerca de 882 pessoas com todas as condições de segurança. Todos os espetáculos têm entrada livre, com levantamento obrigatório de ingresso no local do evento (Parque da Devesa) no período das 2 horas que antecede o espetáculo. Cada pessoa poderá levantar até 6 ingressos.

Miguel Araújo (c) Paulo Bico.jpg

Miguel Araújo, no dia 4 de junho, e Zé Amaro, no dia 11, são os principais cabeças de cartaz de um programa que vai também contar com a música dos Cotovia Arisca e da Banda Myllenium, no dia 5, dos Pedra D’Agua e da Banda de Música de Riba D’Ave, no dia 6 de junho, do folclore famalicense e da Associação de Tocadores e Cantadores ao Desafio Famalicense, no dia 10, com a voz de Maria do Sameiro e da Banda Fammashow, no dia 12, e a terminar, no dia 13, com os concertos dos Folc D’Ave e da Banda de Música de Famalicão.

Apesar de anulado, o desfile das Marchas Antoninas pelas ruas da cidade vai ser relembrado através de uma exposição patente no Parque da Devesa e que vai reunir alguns dos arcos que abrilhantaram as últimas edições daquele que é o ponto alto das Festas. Nota ainda para outras duas exposições: as Cascatas a Santo António, na Praça 9 de Abril, e uma última intitulada "Festas Antoninas. Entre o Sagrado e o Profano", patente no Museu Bernardino Machado e nas ruas e praças da cidade.

Para o dia 13 de junho, às 17h00, está agendada a missa em honra de Santo António. Da pequena capela de Santo António, na Rua Alves Roçadas, sairá, através de transmissão digital via Facebook do Município, as imagens em direto para todo o mundo da celebração que marca o feriado municipal famalicense.

Junto ao recinto do Anima-te, no parque de estacionamento provisório localizado nos terrenos da antiga Central de Camionagem, será instalada durante o período das Antoninas uma zona de alimentação que apenas funcionará ao postigo, sem esplanada e com lotação limitada.  

Ao contrário do que estava inicialmente previsto, a hipótese adiantada de criação de uma zona de divertimentos em Ribeirão não se vai concretizar devido ao baixo número de requerimentos apresentados para o efeito por parte dos empresários do setor junto da Câmara Municipal.

Refira-se ainda que durante este período decorrerá também o concurso de quadras “Santo António e a Mobilidade nas Festas Antoninas”.

As centenárias Antoninas de Famalicão terminam no dia 13 de junho, com a habitual sessão de fogo de artifício, às 21h30, no Parque da Devesa.

Programa completo em www.famalicao.pt.  

NOTA:

O programa das Antoninas está sujeito à evolução da situação epidemiológica no concelho e às orientações impostas pela Direção-Geral da Saúde.

Zé Amaro.jpg