Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ALEXANDRE ALVES COSTA APRESENTA LIVRO “INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA HISTÓRIA E ARQUITETURA PORTUGUESA” NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE CAMINHA – APRESENTAÇÃO ADIADA PARA O DIA 27 DE JANEIRO DE 2024

Sessão terá lugar no próximo dia 27 de Janeiro de 2024

Foi adiada para o dia 27 de janeiro de 2024, a apresentação do livro “Introdução ao Estudo da História e Arquitetura Portuguesa”, de Alexandre Alves Costa, que teria lugar amanhã, 17H00, na Biblioteca Municipal de Caminha.

355155309_669885045180333_8420242831815198996_n.jpg

A Câmara Municipal de Caminha está a promover durante este mês o 30º aniversário da Biblioteca e Museu Municipal de Caminha com uma panóplia de atividades muito variada. No dia 14 de Janeiro de 2024, terá lugar a apresentação do livro “Introdução ao Estudo da História e Arquitetura Portuguesa”, de Alexandre Alves Costa, com a presença do autor. A apresentação está a cargo de Eduardo Jorge Fernandes e moderada por Fontaínhas Fernandes. A sessão vai decorrer pelas 17H00, na Biblioteca Municipal de Caminha. É organizada pela Câmara Municipal e Amigos da Rede de Bibliotecas de Caminha.

Com um vasto curriculum, Alexandre Alves Costa tem um longo percurso pedagógico nas áreas de Projeto e História da Arquitetura Portuguesa. Foi Membro da Comissão Instaladora do curso de Arquitetura da FAUP, tendo desempenhado os cargos de Presidente do Conselho Diretivo e Científico. Foi ainda membro das Comissões Instaladoras dos cursos de Arquitetura da Universidade de Coimbra e da Universidade do Minho e diretor do primeiro Programa de Doutoramento em Arquitetura da FAUP.

Exerce a profissão de arquiteto desde 1970. Colaborou, entre outros, com os arquitetos Álvaro Siza, Camilo Cortesão, José Luís Gomes, José Manuel Soares, Alfredo Côrte-Real e Sérgio Fernandez. Com obra construída e vastamente publicada, o seu trabalho, realizado conjuntamente com Sérgio Fernandez, foi distinguido com o Prémio da Associação Internacional dos Críticos de Arte / Ministério da Cultura.

Detentor de uma ampla bibliografia publicada, Alexandre Alves Costa integrou o Conselho Editorial do “Boletim da Universidade do Porto”, da revista “Monumentos” da Direção Geral dos Edifícios e Monumentos Nacionais e do Conselho Editorial do JA – Jornal Arquitetos da Ordem dos Arquitetos. É Membro Honorário da Ordem dos Arquitetos desde 2010. Foi agraciado, em 2006, com o grau de Grande-Oficial da Ordem Militar de Sant’Iago da Espada pelo então Presidente da República, Jorge Sampaio.

Quanto a Eduardo Jorge Fernandes, é de referir que é professor auxiliar do Mestrado Integrado em Arquitetura da Universidade do Minho, onde leciona desde 2001, como responsável por várias Unidades Curriculares das áreas da Teoria, da História e do Projeto.  Investigador integrado do Grupo “SpaceR” do Laboratório de Paisagens, Património e Território (LAB2PT) da UM, desde a sua criação (em 2013). Licenciado em Arquitetura pela FAUP em 1992; Mestre em Planeamento do Ambiente Urbano pelas FAUP e FEUP em 1998; doutorado em Cultura Arquitetónica pela EAUM em 2011, com a tese “A Escolha do Porto, contributos para a atualização de uma ideia de Escola”. É autor de diversos projetos e textos, dos quais se destacam os livros Guia de Arquitectura de Guimarães (Argumentum, 2012), Representações de Poder do Estado em Portugal e no Império (editado com Fátima Ferreira, Circo de ideias, 2019), A Escrita do Porto: Antecedentes (Afrontamento, 2021) e A Escrita do Porto: Construção de uma identidade (Afrontamento, 2023).

As comemorações dos 30 anos da Biblioteca e Museu Municipal de Caminha continuam até ao final do mês. O dia 26 de novembro, dia em que se celebra o aniversário de 30 anos da abertura da Biblioteca e Museu Municipal de Caminha, será marcado com uma cerimónia de comemoração às 11H00, nos dois edifícios e a apresentação do projeto Fotomemória – Fotografia Falada, pelas 15H00, no Valadares, Teatro Municipal de Caminha.

A sessão terá como moderador Daniel Maciel  e como convidados Argas: Octávio Pires – Festa de Arga de São João (22m19s); Argela: Beatriz Rodrigues – Feira do Cerdal (14m23s); Dem: Aida do Céu Martins – Traje de Dem (17m07s); Gondar: José Maria Pires – Domingo de Páscoa (08m10s); Riba de Âncora: Olívia de Jesus Martins – Radionovela (12m49s) e Vile: Henriqueta Areias – Segar Erva (06m21s)

O projeto Fotomemória consistiu na recolha, digitalização e catalogação de fotografias de álbuns pessoais, a partir dos testemunhos de quem cedeu as fotografias. Assume-se como projeto de divulgação e educação ao permitir a livre consulta pelo portal Lugar do Real a este espólio e como projeto de investigação e produção audiovisual ao cruzar-se com outras iniciativas como o Fotografia Falada. É um projeto desenvolvido no âmbito da candidatura “Cultura para todos”, financiado pelo Programa Operacional Regional do Norte NORTE 2020. É uma organização da Câmara Municipal de Caminha e AO NORTE - Associação de Produção e Animação Audiovisual

Projeto “DAR VOZ AOS JOVENS”

Durante este mês está a decorrer um processo de consulta participativa e colaborativa dirigido aos jovens da região do Alto Minho “DAR VOZ AOS JOVENS”. Nesta consulta alargada, o inquérito tem como objetivo conhecer os hábitos culturais e compreender o lugar que a Biblioteca Municipal ocupa na vida dos jovens entre os 15 e os 24 anos. Assim, a RIBAM convida todos os jovens a “DAR VOZ” às suas expetativas colaborando com as Bibliotecas Municipais para que estas possam criar e desenvolver novos espaços e serviços que respondam às suas necessidades e interesses. Este inquérito estará disponível em https://forms.gle/ZnYB4AuHsjFQkaUj7  até ao dia 30 de novembro de 2023. Trata-se de uma iniciativa da equipa da Rede Intermunicipal das Bibliotecas Públicas Municipais do Alto Minho (RIBAM) (Arcos de Valdevez; Caminha; Melgaço; Monção; Paredes de Coura; Ponte da Barca; Ponte de Lima; Valença; Viana do Castelo; Vila Nova de Cerveira).

Foto: Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto