Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

EPATV ASSINALA "DIA DA BOLACHA"

No dia 3 de dezembro, sob orientação dos professores Nuno Araújo e Miguel Lopes, os alunos do Curso Técnico de Pastelaria/Padaria, juntamente com um grupo de utentes do Lar de Santa Casa de Misericórdia de Vila Verde confecionaram a Bolacha Solidária.

Esta iniciativa culminou com a venda da bolacha no dia 4 de dezembro – Dia da Bolacha. A receita, resultante da venda da “Bolacha Solidária”, reverte a favor no núcleo da APPACDM de Vila Verde.

IMG_9955 (Large).JPG

IMG_9958 (Large).JPG

IMG_9966 (Large).JPG

IMG_9968 (Large).JPG

VILAVERDENSES CAMINHAM CONTRA O CANCRO

Na Caminhada contra cancro da mama: EPATV sacode comunidade de Vila Verde

A EPATV (Escola Profissional Amar Terra Verde) promoveu, na manhã de 4 de dezembro, uma gigantesca caminhada pelas ruas de Vila Verde, gerando uma “Onda Rosa” com mais de 900 alunos e professores — liderados pela Diretora pedagógica, Sandra Monteiro — a sensibilizar a população para o rastreio e combate ao Cancro da Mama.

IMG_9998 (Large).JPG

A Vereadora da Educação da Câmara Municipal de Vila Verde, cumprimentou “todos os alunos e professores da EPATV por esta iniciativa com uma magnífica moldura humana. Estão mais uma vez de parabéns, embora seja já habitual a EPATV nos presentear com estas atividades de caráter solidário”.

Júlia Fernandes assegurou que os jovens da EPATV “acabaram por pôr a comunidade de Vila Verde a perguntar, afinal, o que se passa aqui”, num brilhante incentivo aos rastreios e estilos de vida saudável para evitar uma doença que diz respeito a todos nós”. “Muito obrigado pelo vosso trabalho” — concluiu a Vereadora da Educação.

A prof. Paula Costa justificou a escolha este dia, fora do mês de outubro, devido ao mau tempo verificado na data inicial.

A comunidade educativa da EPATV contou com a adesão de outras crianças e adolescentes do Agrupamento Escolar de Vila Verde, saiu da Escola Profissional, percorreu algumas artérias de Vila Verde, passando por pontos de referência, entre eles, o Câmara Municipal, Centro Escolar, o Cento de Saúde e a Escola Secundária. A caminhada, terminou em frente à Biblioteca Municipal Machado Vilela e ao Tribunal com um imenso laço humano cor de rosa. Ao longo do trajeto, alunos do Curso profissional de Pastelaria venderam aos transeuntes a “Bolacha Solidária” confecionada no dia anterior com os idosos da Santa Casa de Misericórdia, com o objetivo de angariar fundos.

A inscrição de cada um dos participantes, no valor de um euro, dava direito a uma t-shirt, uma garrafa de água e um laço rosa, com alfinete, sendo a receita posteriormente entregue à Liga Portuguesa contra o Cancro, que se fez representar por três elementos da Delegação de Braga.

No momento final da construção do Laço Rosa, antecedido de um espetáculo de dança, preparado pela professora Glória Lago, usaram da palavra Sandra Monteiro e a vereadora Júlia Fernandes

A Diretora Pedagógica agradeceu a participação “tão elevada de professores e alunos neste gesto solidário”. Sandra Monteiro teve uma palavra de especial carinho para os estudantes das outras escolas que aderiram a esta caminhada e agradeceu aos Bombeiros Voluntários de Vila Verde por disponibilizar um carro clássico para liderar a caminhada em todo o seu percurso, bem como à Liga Portuguesa Contra o Cancro. A psicóloga Carla Ribeiro, em representação da LPCC, agradeceu “do fudo do coração o empenho de professores e alunos da EPATV nesta jornada. É um imenso orgulho para nós ver gente tão jovem envolvida neste combate porque ajudai-nos a ganhar mais força e capacidade para ajudar as famílias e doentes”.

IMG_0030 (Large).JPG

IMG_0054 (Large).jpg

IMG_9414 (Large).JPG

IMG_9982 (Large).JPG

CERVEIRA LIDERA PRESENÇA NA INTERNET DOS MUNICÍPIOS

Município distinguido com 1º prémio nacional IPIC 2019 atribuído pela UM e AMA

Vila Nova de Cerveira lidera o ranking nacional do Índice de Presença na Internet das Câmaras Municipais (IPIC) 2019. Indicador analisa e regista as melhores práticas (serviços e informação) disponíveis nos websites dos 308 municípios portugueses. Autarca Fernando Nogueira realça o reconhecimento da aposta realizada na prestação de um serviço público de excelência com transparência.

IPIC 1- Créditos Rosa Santos.jpg

A Universidade do Minho (UM) e a Universidade das Nações Unidas (UNU), em conjunto com a Agência para a Modernização Administrativa (AMA), organizaram, esta quarta-feira, 04 de dezembro, em Guimarães, a sessão pública de apresentação dos resultados do Índice da Presença na Internet das Câmaras Municipais 2019 (IPIC), que contou com a presença da Ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão.

O Município de Vila Nova de Cerveira foi o grande agraciado nesta cerimónia, com a atribuição do 1º lugar no ranking global do IPIC 2019, entre os 308 municípios portugueses, além de arrecadar mais duas distinções em subcategorias, nomeadamente, a 1ª classificação a nível nacional nos "Conteúdos: Tipo e Atualização" e uma Menção Honrosa na vertente dos "Serviços Online" atribuída aos 10 finalistas nomeados para cada subcategoria.

Presente na cerimónia, o autarca cerveirense manifestou-se orgulhoso com mais um reconhecimento da prestação de um serviço público de excelência que tem sido trabalhado paulatinamente para assegurar a desmaterialização de processos, de privilegiar o serviço e a informação digital. “É uma honra sermos o 1º classificado a nível nacional, mas não sentimos responsabilidade acrescida, pois este é o nosso modus operandi desde o primeiro mandato, o de estar próximo das pessoas, de procurar resolver os seus problemas, de auscultar as opiniões e críticas. Este prémio é resultado do empenho dos nossos colaboradores e boa relação com a empresa parceira, em prol de uma atuação célere, evitando deslocações desnecessárias e tendo em atenção a vertente ambiental, reduzindo ao papel”, afirmou Fernando Nogueira.

De relembrar que Vila Nova de Cerveira foi eleito o Município do Ano – Norte 2017, na categoria com menos de 20 000 habitantes, com o projeto “Agenda de Cooperação Transfronteiriça Amizade Cerveira-Tomiño”; e em 2019 voltou a figurar a prestigiada lista de municípios portugueses nomeados ao “Concurso Municípios do Ano” - 2019, com o projeto ‘Olympics4All’, tendo recebido uma Menção Honrosa numa cerimónia realizada em novembro, em Arouca, categoria em que foi vencedor o Município de Melgaço.

Para o cálculo global do Índice de Presença na Internet são avaliados e classificados, por observação direta dos 308 websites das câmaras municipais, um conjunto de indicadores agrupados em quatro critérios: Conteúdos: tipo e atualização, Acessibilidade, navegabilidade e facilidade de utilização, Serviços online e Participação.

O período de recolha e avaliação a que se reporta este estudo teve lugar entre os meses de novembro de 2018 e maio de 2019. Além da observação direta dos sítios web, a recolha de dados envolveu ainda o envio de mensagens de email para os serviços Municipais das Câmaras, bem como para os respetivos Presidente, Vice-presidente e primeiro Vereador da oposição dos 308 municípios.

O IPIC 2019 é realizado pela Universidade do Minho, nomeadamente pelo Gávea - Observatório da Sociedade da Informação /Departamento de Sistemas de Informação, e pela Universidade das Nações Unidas, sob o patrocínio da Agência para a Modernização Administrativa.

IPIC 4 - Créditos Rosa Santos.jpg

Fotos: Rosa Santos

CONCELHO DE VIZELA ESTEVE NA COLÔMBIA

Vizela em processo de geminação na Colômbia

Na prossecução da estratégia de desenvolvimento adotada para o Município pelo atual Executivo Municipal, a Câmara Municipal de Vizela esteve presente na última semana de novembro na Colômbia, nomeadamente nas cidades de Villamaría e Manizales, ambas parte integrante do Departamento de Caldas.

visita Colombia.jpg

No âmbito de um processo que culminará no primeiro semestre de 2020 com a celebração de um protocolo tripartido que representará o início da geminação com a cidade colombiana de Villamaría e o reforço da geminação já existente com Caldas de Reis (Espanha), o Município de Vizela fez-se representar pelo Vereador Jorge Pedrosa, tendo sido acompanhado pelo Coordenador do setor do Turismo, Jorge Coelho.

Fruto de diversas reuniões com responsáveis políticos da Governação de Caldas e das cidades mencionadas, bem como com representantes de entidades de distintos setores de atividade, resultou uma Ata de intenção para a subscrição de uma geminação tripartida e que estabelece as bases do acordo a celebrar no próximo ano, prevendo desde já o desenvolvimento de ações respeitantes a cinco eixos temáticos: Setor Educativo, Termalismo, Cooperação Empresarial, Intercâmbio Cultural e Setor Social.

A referida Ata foi assinada pelo Vereador Jorge Pedrosa, por Juan Alejandro Zuluaga, Alcalde de Villamaría e por Juan Manuel Rey, Alcalde de Caldas de Reis, tendo como testemunha oficial Jonathan Ballesteros, Assessor para os Assuntos Internacionais na Governação de Caldas e Cônsul Honorário do Reino de Espanha na Colômbia.

A assinatura foi presenciada por várias outras individualidades e enquadrada numa cerimónia sem precedentes, significado da importância do acordo e do respeito tido pela representação da Câmara Municipal de Vizela na Colômbia.

Vizela representará Portugal em Congresso Iberoamericano de Turismo de Bem-Estar e Termalismo na Colômbia

No seguimento da nova estratégia de consolidação da imagem e identidade do Concelho de Vizela como destino turístico privilegiado, nomeadamente no que respeita à promoção do termalismo, o Município de Vizela esteve presente, a convite da Governação de Caldas e do Município de Villamaría, no 1º Congresso Iberoamericano de Turismo de Bem-Estar e Termalismo, que decorreu de 27 a 29 de novembro na Colômbia e que teve como país convidado a Espanha.

Resultante do interesse das entidades públicas colombianas e da organização do evento nos recursos e produtos que Vizela possui e na dinâmica que atualmente a Câmara Municipal de Vizela desenvolve em torno do turismo e do termalismo, assim como das profícuas relações entretanto criadas, Portugal será o país convidado da segunda edição daquele evento, tendo sido o convite dirigido expressamente ao Município de Vizela em ato público e perante congressistas de várias nacionalidades.

Tendo sido um momento de grande honra para a Câmara Municipal de Vizela, que se fez representar pelo Vereador Jorge Pedrosa, acompanhado pelo Coordenador do setor do Turismo, Jorge Coelho, para além da responsabilidade inerente à representação do nosso país, será certamente uma oportunidade muito significativa para a promoção de Vizela enquanto destino turístico e de elevação da notoriedade que o mesmo merece.

Assim, e dando cumprimento ao previsto no Plano Municipal de Turismo, que considera de enorme importância a promoção de Vizela para potenciar a captação de público, a Câmara Municipal de Vizela reforça a aposta na consolidação da imagem e identidade da cidade e do Concelho.

BARCELOS APOIA FREGUESIAS

Câmara Municipal atribui mais de um 1,4 milhões euros às freguesias

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou, em reunião ordinária de 29 de novembro, a transferência de 1.333.196,00€ para as freguesias do concelho, verba referente ao pagamento do quarto trimestre do contrato de cooperação entre o Município e as freguesias (protocolo dos 200%) que, em 2019, totalizou 5.332784,00€.

Para além desta verba, a Câmara Municipal aprovou subsídios a 11 freguesias, no valor global de 143.530,00€, como comparticipação financeira em obras de alargamento, reparação e pavimentação de vias, construção de muros, entre outras finalidades.

Na mesma reunião, o executivo municipal aprovou um conjunto de apoios sociais, destacando-se: o apoio à habitação social, no valor de 2.146,78€, a uma munícipe; o apoio à renda a 27 famílias e o apoio às refeições escolares de 27 alunos dos jardins de infância e escolas do 1.º ciclo do concelho; a atribuição de um subsídio no valor de 1.000,00€, à equipa sócio-caritativa da Paróquia de Santa Maria Maior de Barcelos, tendo em vista o apoio às famílias mais carenciadas.

Quanto às restantes deliberações destacam-se as seguintes: a aprovação de dois protocolos que têm como finalidade o transporte de alunos do ensino pré-escolar e do 1.º Ciclo, um com a Associação de Pais e Encarregados de Educação da EB1 e JI de Alheira, para transportar os alunos de Igreja Nova e Panque e que inclui uma comparticipação financeira do Município no valor de 10.000,00€, e outro com a Associação de Pais e Encarregados de Educação da EB1 e JI de Martim, para transportar os alunos de Encourados e que inclui uma comparticipação financeira do Município no valor de 3.200,00€; protocolo com a Associação Bandeira Azul, no âmbito da parceira no programa Eco-Escolas, em que o Município assegura o valor de inscrição das escolas de Barcelos, no valor de 70,00€ cada; aditamento ao contrato de desenvolvimento desportivo com a Associação Clube Moto Galos, que inclui uma comparticipação financeira municipal no valor de 1.000,00€, no âmbito da 4.ª Etapa do Campeonato Nacional de Trial 2019; um contrato programa de desenvolvimento desportivo com a Federação Portuguesa de Atletismo, tendo em vista a manutenção do gabinete de apoio ao utente do Centro de Marcha e Corrida de Barcelos, com uma comparticipação financeira municipal no valor de 14.044,00€.

CRAV SOFRE DERROTA AMARGA NO FECHO DA PRIMEIRA FASE

No dia 30 de novembro, no campo de Rugby de Arcos de Valdevez, disputou-se o jogo CRAV - CDUP, a contar para a sexta e última jornada da primeira fase do Campeonato Nacional de Honra, o escalão mais alto do Rugby nacional. A expressiva vitória do CDUP por 0-29 não espelha bem o que aconteceu ao longo de todos os 80 minutos, constituindo um castigo para os erros, alguns deles elementares, que a equipa da casa cometeu.

019amarga (1).jpg

A primeira parte foi marcada pelo equilíbrio. Com efeito, foi o mau estado do relvado, que não conseguiu resistir às últimas semanas de mau tempo, a ditar a filosofia de jogo das duas equipas, marcada pelas progressões com o jogo ao pé, com posterior recuperação de bola por força da defesa pressionante que exerciam. O jogo foi então sobretudo disputado na zona central do terreno, e de forma equilibrada em termos de posse de bola, não obstante as dificuldades do CRAV na fase de conquista estática, uma vez que recuava sistematicamente nas formações ordenadas ("mêlées") e dificilmente conseguia a bola nos alinhamentos ("touche").

Mau grado este equilíbrio, o CDUP logrou um ensaio perto do intervalo, aproveitando a sua superioridade numérica pela saída temporária do sul africano Abu Davids em virtude de um cartão amarelo, que fixou o resultado ao intervalo em 0-5.

No início da segunda parte, o CDUP marcou segundo ensaio (0-12), ainda a aproveitar a sua superioridade numérica. Entretanto, o jogo foi-se tornando mais confuso, sobretudo da parte do CRAV, que não expressava nem um princípio de jogo nem uma ideia coletiva. Foi desperdiçando sistematicamente as ocasiões de posse de bola, perante a defesa eficaz dos visitantes. Previsível, demasiado baseado em iniciativas individuais, o CRAV foi dando ao adversário mais facilidades a todos os níveis: apesar de melhorias ténues no alinhamento arcuense, o CDUP foi-se instalando no meio campo da equipa da casa.

Então aproveitando outro momento de superioridade numérica (saída temporária de Joel Gomes por cartão amarelo), marcou mais um ensaio. A partir do 0-17, assistiu-se ao descalabro tático do CRAV. Lutando intensamente na defesa, nunca teve o discernimento para instalar o jogo no meio campo adversário, jogando incompreensivelmente à mão atrás da sua linha de 22 metros, arriscando desnecessariamente numa zona fulcral do terreno. Estas ocasiões eram aproveitadas pelo CDUP que aproveitava para impor o seu jogo e afirmar a sua supremacia.

Assim foi o último quarto de hora de jogo: três ensaios sem resposta do CDUP, que se limitou a fazer circulação de bola até às pontas, perante um adversário exausto fisicamente e animicamente abatido.

O resultado final de 0-29 irá certamente por em reflexão a equipa do CRAV, que na semana seguinte começa a segunda e decisiva fase com uma difícil deslocação a Montemor-o-Novo no dia 7 de dezembro.

019amarga (2).jpg

019amarga (3).jpg

019amarga (4).jpg

RUGBY DE ARCOS DE VALDEVEZ VIVE DIA GLORIOSO

CRAV_Formacao_001 (1).jpg

Dia glorioso para o Rugby em Arcos de Valdevez

Mais de 400 atletas reunidos em dois campos para disputar competições interregionais

O dia 1 de dezembro foi um dia muito intenso para o Rugby em Arcos de Valdevez. Aproveitando o fim de um ciclo de más condições atmosféricas, realizaram-se dois eventos:

  • Uma edição do convívio interregional norte-centro de sub 8/sub 10 e sub 12, que se realizou no Estádio Municipal de Arcos de Valdevez;
  • A 3ªjornada do torneio interregional norte-centro de sub 14 em rugby de 7, que se realizou no campo José Arieiro, propriedade da A.R.C. Guilhadeses, que gentilmente cedeu as instalações para o efeito.

Relativamente ao convívio dos mais novos, estiveram presentes cerca de 200 jovens, que vieram de localidades do Centro, como Coimbra e Anadia, além dos habituais clubes do Norte, a virem de Porto, Trofa, Braga, Guimarães e Famalicão. A estes somaram-se as equipas de Vigo, da vizinha Galiza, que deram um maior alcance à festa.  Com a realização inicialmente prevista para 24 de novembro, o adiamento por causa do mau tempo foi uma aposta ganha. Com efeito foi um dia de sol, que deixou as jovens promessas brilhar e divertirem-se.

No que toca aos sub 14, foram dua as mudanças a que a jornada do torneio esteve sujeita. Pelos mesmos motivos do que no convívio, passou de 24 de novembro para 1 de dezembro assim como viu o local de realização a ser alterada. Com efeito, as semanas de chuva que se têm vindo a fazer sentir não deram tréguas ao relvado do campo de Rugby de Arcos de Valdevez, razão pela qual teve de abdicar do seu campo, com a generosa ajuda da ARC Guilhadeses. Ao todo, estiveram presentes cerca de 200 atletas, dos mesmos clubes que estiveram no Estádio Municipal.

Em termos gerais, os dois eventos correram da melhor forma, onde é habitual a postura descontraída de quem veio divertir-se para jogar Rugby, relegando para um plano menos importante a necessidade de vencer.

CRAV_Formacao_002 (2).jpg

CRAV_Formacao_006 (1).jpg

MONÇÃO REFLORESTA ÁREAS ARDIDAS E SENSIBILIZA ALUNOS PARA A PRESERVAÇÃO AMBIENTAL

Ao longo desta semana, o concelho de Monção está a ser reflorestado com a plantação de 3000 árvores autóctones em locais fustigados pelos incêndios de outubro de 2017. Nesta ação, participam 860 alunos e 96 professores e auxiliares de todos os níveis de ensino (público, privado e profissional).

17 M.JPG

A campanha de reflorestação, inserida no âmbito do Projeto Eco-Escolas, realiza-se em locais que apresentam condições de segurança aos alunos, nomeadamente, Gandarela, em Troviscoso; Castro de São Caetano, em Longos Vales; Merim e Bairro Alto, em Barbeita; e Carvalhas e Portela de Alvite, em Merufe.

Esta manhã, em Merim, Barbeita, a ação de reflorestação contou com a presença do autarca monçanense. António Barbosa meteu as mãos na massa, cavando a terra e ajudando as crianças a plantar a sua árvore, tendo evidenciado, junto da comunicação social presente, a relevância deste género de iniciativas.

Disse: “Além de reflorestar as áreas ardidas em 15 de outubro de 2017, uma data que fica na memória de todos os monçanenses, esta ação tem a particularidade de sensibilizar os alunos para a questão da preservação e valorização ambiental. Trata-se de mais um passo na educação ambiental dos mais jovens que, estou certo, terá um reflexo positivo no futuro”.

Nesta ação, os alunos são auxiliados pelos professores, auxiliares, técnicas do Município de Monção e duas equipas de sapadores florestais. Após a plantação das 3000 árvores autóctones pelos alunos, segue-se a plantação de mais 15000 unidades pelos sapadores florestais.

As espécies arbóreas florestais plantadas são o carvalho alvarinho, o carvalho negral, o castanheiro, a cerejeira brava, a faia, o medronheiro, a nogueira, o sobreiro e o pinheiro bravo. Todos os alunos recebem um diploma de participação.

A presente iniciativa inscreve-se no projeto “Terra de Esperança”, cuja entidade promotora é a Associação Nacional de Empresas Florestais, Agrícolas e do Ambiente (ANEFA), tendo como parceiros a Fundação GALP e a Câmara Municipal de Monção.

04 M.JPG

16 M.JPG

ESPOSENDE ASSINALA DIA INTERNACIONAL DO VOLUNTARIADO

O Banco Local de Voluntariado de Esposende, em parceria com a Loja Social de Esposende, vai assinalar o Dia Internacional do Voluntariado, que se comemora amanhã, 5 de dezembro, sob o mote “Dar é receber”.

DAR É RECEBER.jpg

Através de um Dia Aberto na Loja Social pretende-se dar voz e expressão às iniciativas de voluntariado existentes localmente, procurando atribuir-lhes a visibilidade e o mérito justos, pelo impulso que representam no trabalho da Loja Social de Esposende e noutras organizações do concelho.

Considerando a importância do trabalho individual de cada voluntário para a concretização coletiva da missão de cada uma das organizações em que se encontram integrados, o Banco Local de Voluntariado de Esposende visa expressar publicamente o reconhecimento e o agradecimento a cada um pela dedicação e resiliência demonstradas às causas que apoiam.

Na Loja Social de Esposende, o trabalho voluntário destaca-se pela imprescindível colaboração prestada no seu funcionamento, só possível graças à colaboração de uma equipa de voluntários assídua, que disponibiliza parte do seu tempo a este projeto e contribui para o bem-estar social da comunidade. Em 2018, a Loja Social de Esposende contou com 358 participações de voluntariado, traduzidas em 3 521 horas prestadas pelos voluntários a este projeto.

A materialização de projetos de voluntariado enquadra-se no âmbito dos eixos de intervenção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU.

O Dia Internacional do Voluntariado foi instituído em 1985, por resolução das Nações Unidas, com o objetivo de sensibilizar e incentivar as comunidades a dar visibilidade e a valorizar o trabalho realizado por voluntários que diariamente e de forma desinteressada apoiam com o seu trabalho a comunidade onde se inserem.

EXECUTIVO VIZELENSE VISITA OBRAS DO CENTRO URBANO

No seguimento da política de requalificação do centro urbano de Vizela, o Executivo Municipal, acompanhado pelos Presidentes de Junta, vai efetuar uma visita às obras que se encontram a decorrer no centro urbano, no próximo dia 12 de dezembro, pelas 10.00h.

visita obras.JPG

Assim, será efetuada uma visita às obras da Requalificação da Av. Eng. Sá e Melo, da ligação do Fórum à Rua Doutor Pereira Caldas (Rua da Rainha) e à requalificação da Praça da República e Jardim Manuel Faria. Será ainda apresentado o projeto da Praça da República e Jardim Manuel Faria na Loja Interativa de Turismo.
De destacar que a Câmara Municipal apresentou o RUS - Plano de Ação - Regeneração Urbana Sustentável, que integra um conjunto de intervenções integradas nos espaços públicos, potenciando a sua atratividade e reforçando a identidade do centro, para que esta não se perca ou sofra descaracterizações, dando uma nova vida a esta área, ao mesmo tempo que potencia a intervenção dos privados.
Neste Plano de Ação destaca-se a obra de requalificação da Praça da República e Jardim Manuel Faria, mas também de todas as artérias adjacentes, tal como a Rua Doutor Abílio Torres, a Av. dos Bombeiros Voluntários, a Rua Doutor Pereira Caldas (Rua da Rainha), a Rua Joaquim Pinto, a Rua Ferreira Caldas, a Av. Eng. Sá e Melo, o parque de estacionamento no Fórum Vizela e ainda a Casa da Cultura.
O RUS iniciou com as obras de requalificação da Rua das Termas e criação de uma pequena praceta de acesso ao estabelecimento termal e da Rua Doutor Pereira Caldas, mais conhecida por Rua da Rainha, obras que já se encontram concluídas.
De destacar que o RUS integra um conjunto de intervenções integradas nos espaços públicos, dos quais se destaca a obra de requalificação da Praça da República e Jardim Manuel Faria, mas também de todas as artérias adjacentes, tal como a Rua Doutor Abílio Torres, a Av. dos Bombeiros Voluntários, a Rua Doutor Pereira Caldas (Rua da Rainha), a Rua Joaquim Pinto, a Rua Ferreira Caldas, a Av. Eng. Sá e Melo, o parque de estacionamento no Fórum Vizela e ainda a Casa da Cultura.
Este Plano de Ação - Regeneração Urbana Sustentável - RUS integra assim um conjunto de intervenções integradas nos espaços públicos, num investimento de cerca e 3,5M€, sendo investimento próprio de 1M€, e que irá tornar irreconhecível o centro urbano de Vizela.

MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO TOMA POSIÇÃO EM RELAÇÃO À EXPLORAÇÃO DE LÍTIO NO SEU TERRITÓRIO

Cabeceiras de Basto - Vista Aérea (2).jpg

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto, sob a presidência de Francisco Alves, aprovou, por unanimidade, na sua reunião do passado dia 26 de novembro, uma tomada de posição referente à prospeção e pesquisa de depósitos minerais (ouro, prata, lítio e outros) em território Cabeceirense, documento onde se lê o seguinte:

“Considerando que a Câmara Municipal tomou conhecimento que o Governo da República pretende atribuir licenças de prospeção e pesquisa de depósitos minerais (ouro, prata, lítio e outros) em território Cabeceirense;

Considerando as dúvidas, diferentes posições e pontos de vista que temos observado na opinião pública, populações, poder autárquico, associações e outros intervenientes da sociedade civil, nos diversos territórios onde este assunto tem sido discutido;

Considerando a falta de informação precisa, fundamentada e sustentada, que permita, em consciência, formar uma opinião sobre as vantagens e desvantagens deste tipo de intervenção física no território, e consequentemente, a defesa do bem-estar das populações, a conservação e defesa da nossa fauna e flora, bem como dos recursos hídricos e dos solos;

A Câmara Municipal delibera: não aceitar qualquer intervenção no nosso concelho no que concerne a licenças que o Governo venha a conceder para a prospeção, pesquisa e exploração de lítio, sem que sejam conhecidos e apresentados estudos com o máximo de rigor, referentes às consequências dos factos de ordem económica, social e ambiental; comunicar esta tomada de posição à Assembleia Municipal; comunicar esta tomada de posição à Direção Geral de Energia e Geologia”.

Entretanto, a Tomada de Posição enviada à Assembleia Municipal foi apreciada por esse órgão no passado dia 29 de novembro e aprovada, também, por unanimidade.

Por unanimidade, o executivo municipal aprovou, ainda, nesta reunião dois pedidos de transporte do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto para visitas de estudo a Guimarães; um pedido de apoio à natalidade no montante de 500 euros; um pedido de redução de taxas a um munícipe para frequência na Piscina Municipal de Refojos; um pedido de certidão de desanexação, tendo sido também declarada a caducidade de um processo de licenciamento de obras.

De salientar igualmente que, no que se refere aos assuntos despachados pelo presidente da Câmara, em 12 dias foram despachados 15 projetos de arquitetura e duas licenças para obras, sinal de dinamismo económico na área da construção no nosso concelho, o que apraz registar.

ESPOSENDE SMARTCITY PROMOVE VISITA DE ESTUDO AO ESTUÁRIO DO CÁVADO

O Projeto Esposende SmartCity proporcionou uma visita de estudo ao estuário do Cávado a alunos da Escola Secundária Henrique Medina, de Esposende.

espocavmus (1).JPG

A par da transformação digital em curso, através da implementação de uma rede de infraestruturas de comunicação capaz de agregar toda a informação dos sensores do território, o Esposende SmartCity pretende aliar a inteligência urbana e ambiental à criação artística original, implementada no espaço público. Neste sentido, o projeto assume, como premissa estruturante, a importância da literacia da arte como impulsionadora dos territórios criativos.

espocavmus (2).JPG

Neste contexto, para além da encomenda de obras de arte pública a conceituados artistas de renome nacional e internacional, o projeto contempla a dinamização de ações de caráter pedagógico, promovidas através de uma parceria com o Instituto de Ciência e Inovação para a Bio-Sustentabilidade da Universidade do Minho (IB-s UM), que permitam à comunidade (escolar e/ou outras) apreender, através de um conjunto de ações práticas e multidisciplinares (artes, ciências, tecnologias), os conceitos agregadores do projeto, sensibilizando para as grandes temáticas da sustentabilidade, da economia circular, do património e da cultura.

Neste âmbito, o projeto tem trabalhado com duas turmas do 11.º e 12.º anos de escolaridade do curso de Artes Visuais da Escola Secundária Henrique Medina e com o projeto AMAReMAR – Arte e Comunidade, com o objetivo final da conceção de uma obra de arte coletiva, que será apresentada em finais de maio de 2020, no âmbito do Fórum da Educação, tendo como base de trabalho e inspiração os quatro pilares estruturantes do Esposende SmartCity: Sustentabilidade, Pessoas, Território e Arte. Sob orientação pedagógica dos professores e formadores que trabalham regularmente com os participantes envolvidos, o processo conta com a colaboração regular de profissionais do Município de Esposende, do IB-s UM, da Zet Gallery (grupo DST), assim como do artista plástico local Jorge Braga.

Enquadrado na preparação de todo o trabalho artístico a realizar, a bordo da embarcação “Rabilo”, da Associação Forum Esposendense, foram realizadas visitas de estudo ao estuário do Cávado, com a colaboração de Nuno Catarino, do IB-s UM, e do biólogo marinho Vasco Ferreira, consultor para a implementação do OMARE – Observatório Marinho de Esposende. Neste âmbito, foram partilhados com os alunos da Escola Secundária Henrique Medina envolvidos no projeto alguns aspetos relevantes relativos à biodiversidade do Parque Natural Litoral Cávado, e, em particular, do rio Cávado e da costa marítima de Esposende, assim como princípios importantes relativos à sustentabilidade ambiental e à preservação da natureza, que funcionarão como denominadores comuns para a intervenção artística a desenvolver nos próximos meses. Os alunos tiveram, ainda, oportunidade de visitar a exposição “A Pesca no Rio e no Mar de Esposende”, patente no Museu Marítimo de Esposende, onde se destacam algumas obras de arte de escultura e pintura, respetivamente dos autores locais Belemino Ribeiro e Fernando Rosário.

Antes mesmo desta ação, no mês de outubro, os alunos tiveram oportunidade de contactar com a curadora da Zet Gallery, Helena Mendes Pereira, que orientou uma aula sobre “Arte e Natureza”. No mesmo mês, para além de uma sessão formativa sobre os princípios e conteúdos estruturais do projeto, dirigida aos referidos alunos e aos participantes do projeto AMAReMAR, foram dinamizados workshops junto de cerca de 400 alunos do 9.º ano de escolaridade, pelo escultor Volker Schnüttgen, cuja escultura, de sua autoria, “Padrão do Mar”, foi inaugurada a 23 de outubro. Durante o presente ano letivo estão agendadas mais ações pedagógicas, quer em contexto de sala, quer no exterior.

Todas as ações em curso enquadram-se no âmbito dos eixos de intervenção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, com especial realce para Educação de Qualidade (ODS4), Cidades e Comunidades Sustentáveis (ODS11), Combate às Alterações Climáticas (ODS13) e Oceanos, Mares e Recursos Marinhos (ODS14).

Museu Marítimo_3.jpg

CAMINHA E VILA PRAIA DE ÂNCORA RECEBEM PROJETO ITINERANTE CREACTIVITY

Nos próximos dias 16, 17, 18, 19 e 20 de dezembro de 2019 o projeto itinerante Creactivity visitará município de Caminha e queremos convidá-los a participar.

unnamedbacami1.jpg

Creactivity é uma das atividades lançadas pela EduCaixa e dirige-se a grupos escolares e respectivas famílias assim como também a pessoas de terceira idade e a coletivos e/ou associações. É um atividade que se adapta dependendo do público, sendo o nosso público alvo crianças dos 6 aos 16 anos de idade.

Um monitor acompanhará os usuários durante o processo de criação, em sessões gratuitas de 90 minutos por grupo (25 usuários aprox.)

projeto educativo Creactivity, da Fundação "la Caixa" e do BPI, que desde 2018 já passou por mais de 50 cidades em Portugal, conta com um total de 12.754 visitantes entre janeiro e junho de 2019. É um autocarro que se converte numa unidade móvel desenhado para despertar o engenho, a destreza e a criatividade das crianças e jovens.

Tem por objetivo estimular a capacidade de conceção e o desenvolvimento de soluções originais para problemas simples. Os jovens em idade escolar participam em actividades com materiais do quotidiano e ferramentas com diferentes graus de tecnologia para dar vida às suas próprias ideias.

De uma forma lúdica e colaborativa, permite explorar os materiais, planear, criar novos desenhos, utilizar materiais comuns e dar-lhes novas funções, através de propostas abertas e interdisciplinares. Também se trabalham outras competências mais transversais, como hábitos de aprendizagem cooperativos, autoconhecimento para a aprendizagem e a criação e realização de projetos.

Onde se realiza?

O espaço itinerante Creactivity situar-se-á em:

Vila Praia de Âncora no Parque Dr. Ramos Pereira os dias 16 e 18 de dezembro

Caminha no Largo da Feira os dias 17, 19 e 20 de dezembro

unnamedbancami2.png

VIZELA ALTERA HORÁRIOS DE RECOLHA DE RESÍDUOS NOS CONTENTORES

Recolha de resíduos no Natal 2019

Aproximando-se a época natalícia, há necessidade de alterar os horários de recolha de resíduos nos contentores.

recolha contentores.JPG

Assim, a Câmara Municipal de Vizela informa que nos dias 25 de dezembro e 1 de janeiro (quartas-feiras) não haverá recolha de lixo.

Mais se informa sobre as alterações que vão acontecer no período festivo que se aproxima:

  • 24 e 31 de dezembro – Terças-feiras

o    Recolha diurna no horário habitual das Freguesias de Tagilde e Vizela (S. Paio) e Santo Adrião;

o    Recolha nas periferias de S. João e S. Miguel entre as 13h e as 18:30h – os resíduos devem ser colocados na via pública para recolha até às 12:30h;

  • 25 de dezembro e 1 de janeiro – Quartas-feiras - Não há recolha de resíduos
  • 26 de dezembro e 2 de janeiro – Quintas-feiras

o    Recolha diurna no horário habitual das Freguesias de Tagilde e Vizela (S. Paio) e Santo Adrião;

o    Recolha diurna de todos os enterrados instalados.

A Câmara Municipal apela aos munícipes para que não estacionem as suas viaturas junto aos contentores enterrados, impossibilitando a recolha.

Assim, e porque sabemos que os vizelenses estão sensibilizados para as questões ambientais e empenhados em contribuir para um ambiente mais saudável, a Câmara Municipal apela mais uma vez a que depositem os seus resíduos nos novos equipamentos.

A adoção de comportamentos e hábitos ecológicos e a separação correta dos diferentes resíduos produzidos são pequenos gestos que farão toda a diferença para uma ‘Vizela Mais Limpa’, contribuindo para uma melhoria substancial da qualidade de vida de Vizela e dos vizelenses, hoje, e no futuro, para um desenvolvimento mais sustentado do nosso Concelho.

VIZELA CIDADE NATAL ABRE AS PORTAS NO PRÓXIMO SÁBADO

Vizela Cidade Natal - ‘Um Novo Natal no Vale’, abre as portas no próximo sábado, dia 7 de dezembro. A abertura oficial terá lugar às 11.00h, na tenda de espetáculos, no Fórum Vizela – Praça do Município, à qual se seguirá uma visita a todos os espaços do evento. A iluminação de Natal será ligada no sábado, dia 7 de dezembro, pelas 17.30h. No Domingo, dia 8 de dezembro, o Jardim Manuel Faria recebe o programa da TVI Somos Portugal, no Jardim Manuel Faria, a partir das 14.00h. Às 16.00h terá lugar o Cortejo de Natal/Chegada do Pai Natal, com saída dos Bombeiros Voluntários em direção à Casa do Pai Natal na Praça da República.

cartaz natal 2019vui.jpg

De realçar que, fruto da nova dinâmica de impulso implementada no Natal por este Executivo Municipal, a Câmara Municipal de Vizela vai promover o Vizela Cidade Natal 2019 - ‘Um Novo Natal no Vale’, entre 7 de dezembro e 6 de janeiro.

De realçar que em 2018, o evento de animação natalícia promovido pelo Município, Vizela Cidade Natal 2018 - ‘Um Novo Natal no Vale’ foi um verdadeiro sucesso, tendo recebido a visita de milhares de pessoas.

De realçar que neste evento, e à semelhança de outros eventos promovidos pela Autarquia, a Câmara Municipal continua a apostar na parceria com as associações vizelenses, neste caso com a Real Associação dos Bombeiros Voluntários de Vizela, com o condomínio dos espaços comerciais do Fórum Vizela - Condomínios & Companhia e com a Associação Comercial e Industrial de Vizela.

Tendo em atenção o sucesso desta iniciativa, a Câmara Municipal continua a aposta neste evento com o objetivo dar mais vida a Vizela, atraindo visitantes, revitalizando o coração da cidade e estimulando o comércio, envolvendo as instituições públicas e privadas e, ao mesmo tempo, devolvendo o orgulho aos vizelenses, despertando o espírito natalício, próprio desta época festiva.

De realçar que este ano, o Natal em Vizela ficará mais iluminado, à semelhança dos dois últimos anos, fruto da aposta deste Executivo no reforço da verba para a iluminação de Natal, trazendo mais brilho à nossa Cidade, numa parceria com a Associação Comercial e Industrial de Vizela, com o objetivo de criar um estímulo adicional para a dinamização do comércio local e para o desejado aumento do volume de negócios naquela época especial.

De realçar ainda a parceria de várias associações vizelenses nesta iniciativa, como a Sociedade Filarmónica Vizelense, a Associação Musical e Recreativa Família Peixoto, os Agrupamentos de Escuteiros de S. Miguel e S. João e a Casa do Povo de Vizela, entre muitas outras.

Do Vizela Cidade Natal 2019 fará parte uma pista de gelo que será colocada na Praça do Município, numa parceria com o condomínio dos espaços comerciais do Fórum Vizela - Condomínios & Companhia e a Real Associação dos Bombeiros Voluntários de Vizela, por onde no ano passado passaram cerca de 8000 pessoas.

O programa inclui ainda um Mercadinho de Natal, a Casa do Pai Natal e um Carrossel de Natal na Praça da República, e ainda uma tenda espetáculos na Praça do Município, que irá receber cerca de 30 espetáculos durante o mês de dezembro, não apenas para as escolas do Concelho, mas também para o público em geral, e por onde no ano passado passaram cerca de 5000 crianças.

Nestes locais, Praça da República, Fórum Vizela e Jardim Manuel Faria, será ainda instalada decoração alusiva à época natalícia, com uma Árvore de Natal gigante na Praça do Município e uma presente de Natal gigante 3D na Praça da República. Durante todos os fins de semana de dezembro haverá também animação natalícia.

Este ano, e no seguimento da estratégia da Autarquia depois da eleição do Bolinhol como uma das 7 Maravilhas dos Doces de Portugal, que passa pelo reforço do Bolinhol nos eventos promovidos pela Câmara, será instalada no Jardim Manuel Faria uma tenda que irá receber os produtores de Bolinhol e Vinho Verde do Concelho, no sentido da promoção e divulgação dos nossos recursos endógenos.

Para marcar a abertura do evento, no fim de semana de 7 e 8 de dezembro, Vizela promove um cortejo de Natal com a chegada Pai Natal, no dia 8 de dezembro, que contará com a participação de várias associações vizelenses, sendo que nesse dia Vizela recebe o programa de domingo da TVI ‘Somos Portugal’, no Jardim Manuel Faria.

Tendo em atenção o sucesso desta iniciativa no ano passado, este ano a Câmara Municipal continua a aposta neste evento com o objetivo dar mais vida a Vizela, atraindo visitantes, revitalizando o coração da cidade e estimulando o comércio, envolvendo as instituições públicas e privadas e, ao mesmo tempo, devolver o orgulho aos vizelenses, despertando o espírito natalício, próprio desta época festiva.

PROGRAMA:

7 DE DEZEMBRO

11.00h Abertura Oficial

Tenda de espetáculos

Praça do Município/Fórum Vizela

11.30h Abertura da Pista de Gelo

Praça do Município

10.00h/21.00h

11h45 Abertura do Mercadinho e Comboio de Natal

Praça da República

Mercadinho de Natal

10.30h às 12.30h / 14.30h às 18.00h

Comboio de Natal

10.30h às 12.30h / 14.30h às 18.00h

12h00 Abertura da Tenda do Bolinhol e Vinho Verde

Jardim Manuel Faria

16h30 Concerto de Natal

Tenda de espetáculos

Praça do Município/Fórum Vizela

17h30 Ligação da Iluminação de Natal – Praça do Município/Fórum Vizela

 

8 DE DEZEMBRO

Pista de Gelo

Praça do Município

10.00h/21.00h

Mercadinho de Natal

Praça da República

10.30h-20.00h

Comboio de Natal

Praça da República

10.30h às 20.00h

14.00h - 20h00 Especial Natal TVI - Somos Portugal

Jardim Manuel Faria

15h30 Espetáculo de Natal ‘Princesas em Concerto’

Tenda de espetáculos

Praça do Município/Fórum Vizela

16h00 Chegada do Pai Natal - Cortejo de Natal

Saída: BVV / Percurso: Av. BVV – Rua Dr. Abílio Torres - Fórum Vizela – Praça da República

Fim: Casa do Pai Natal - Praça da República

 

PISTA DE GELO

Praça do Município

Abertura: 7 de dezembro de 2019

Encerramento: 6 de janeiro de 2020

Dias/ Horário:

07 a 17 dezembro

Segunda a Sexta – 15.00h/20.00h

Sábados e Domingos – 10.00h/21.00h

18 de dezembro a 5 de janeiro

Todos os dias – 10.00h/21.00h

Datas especiais:

24 e 31 dezembro – 10.00h – 17.00h

25 dezembro e 01 janeiro – 16.00h/21.00h

 

CASA DO PAI NATAL

Praça da República

Abertura: 8 de dezembro

Encerramento: 24 de dezembro

Dias/ Horário: Fim de semana: 10h00 às 12.30h e das 14.00h às 19h30

Dia 24 de dezembro - 10h00 às 12.30h e das 14.00h às 17h00

 

MERCADINHO DE NATAL

Praça da República

Abertura: 7 de dezembro

Encerramento: 24 de dezembro

Dias/ Horário: Fim de semana: das 10.30h às 12.30h e das 14.30h às 18.00h

Semana 16 a 20 e dia 23 de dezembro - 15h00 às 17h30

Especial dia 8 – 10h30 às 20h00

Dia 24 de dezembro – 10.00h às 12.00h

 

TENDA DE ESPETÁCULOS

Praça do Município

Abertura: 8 de dezembro

Encerramento: 28 de dezembro

Dias/ Horário:

Dia 8 de dezembro – 15.30h

Dias 14, 21, 22 e 28 de dezembro – 15.30h e 21.00h

 

COMBOIO DE NATAL

Jardim Manuel Faria

Abertura: 7 de dezembro

Encerramento: 05 de janeiro

Dias/ Horário: Fim de semana: das 10.30h às 12.30h e das 14.30h às 18.00h

Semana 16 a 20 e dia 23 de dezembro - das 10.00h às 12.00h e das 14.30h às 17.00h

Especial dia 8 – 10h30 às 20h00

Dia 24 de dezembro – 10.00h às 12.00h

FESTIVAL INTERNACIONAL DE JARDINS EM PONTE DE LIMA VAI SER DEDICADO À TEMÁTICA DAS RELIGIÕES

Festival Internacional de Jardins 2020 – As Religiões nos Jardins

A 16ª edição do “Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima” já está a ser planeada. O júri do Festival já selecionou os 11 jardins, num universo de 40 propostas oriundas de 14países de todo o mundo, dos quais são exemplo instituições ligadas ao ensino: Áustria, com propostas oriundas da BokuUniversityof Natural ResourcesandLifeSciences, Vienna; Polónia, com propostas de alunos do curso de Arquitetura da AcademyofFinancesand Business "Vistula" e da VistulaUniversityLandscapeArchitecture Design; Itália,com uma proposta do LiceoArtistico e Musicale "A. Passaglia", de Lucca; Portugal com osalunos da EPRALIMA, curso de Técnico de Design de Interiores e Exteriores; para terminar o Colégio dos Cedros, de Vila Nova de Gaia.

fij_2020.jpg

Como é habitual, as propostas selecionadas pelo júri vão fazer-se representar neste evento, entre os meses de maio e outubro de 2020.

Sob o tema “As Religiões nos Jardins”, o júri reuniu e avaliou criações provenientes de Portugal, Espanha, Escócia, República Checa, França, Inglaterra, Itália, Áustria, Roménia, Sérvia, Noruega, Polónia, Estados Unidos da América e Brasil. 

O evento distinguido internacionalmente em 2013 com o título GardenTourismAwards, no “NorthAmericanGardenTourism Conference”, em Toronto, Canadá, e em 2017 com a distinção “Europe for Festivals, Festivals for Europe”- EFFE Label 2017-2018, aposta na revitalização dos espaços urbanos, na preservação do ambiente e promove as boas práticas do uso dos jardins.

O Festival Internacional de Jardins é um projeto sustentável, visto que consegue manter a essência de preservar o ambiente, utilizando sempre que possível materiais usados em edições anteriores. Os novos jardins juntar-se-ão ao jardim mais votado da edição 2019, “Vertigem (IR) Reversível” de Portugal.

Confira as propostas selecionadas pelo júri para a 16ª edição do Festival Internacional de Jardins.

-Jardim de Osíris,de Oscar Sá e António Carvalho - Portugal

- La Chapelle,de Maria Jesus Mera Gonzaléz - Espanha

- The Dialogue Garden, de Magda Jandová e Viveiros Adoa - Espanha/ República Checa

- Peregrinação,de RecklessOrchard- Inglaterra

- Pandora's Box,de NACL TEAM (Sandro del Lesto, Martina Pappalardo e Silvia Giuffrida)- Itália

- SanctuaryofInvulnerability, de BokuUniversityof Natural ResourcesandLifeSciences, BalintEnyedi, MelanieMitterer e Claudia Wu - Áustria / Roménia

-TheSearching,de Viena, BokuUniversityof Natural ResourcesandLifeSciences, JuliaLinder, JasminLinder e SigridJystad - Áustria / Noruega

- GardenofLife,de Varsóvia, VistulaUniversityLandscapeArchitecrure Design, Mohyi Mahmoud, KarolinaBeinarovicha, TetianaHumeniuk e KhaledIbrahim- Polónia

- EyeofGod, de AgnieszkaBochenska e AleksandraGierko - Polónia

- AllSaintsDayEarthequake,de Thrace Design Studio, Yuliyallieva e Petar lliev- Estados Unidos da América 

- Jardins Religare,de Valter Nu e Valdir Nunes Santana- Brasil

Como aconteceu nas edições anteriores, durante a seleção das criações para o próximo ano, o Júri lançou o tema para o ano seguinte. Assim, em 2021, o Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima terá como tema “ Os Jardins e as Alterações Climáticas”.

PONTE DE LIMA: CABRAÇÃO RECLAMOU DO ARROLAMENTO DOS BENS CULTUAIS EFECTUADOS EM 1911

Em 21 de Março de 1916, a Junta de Paróquia de Cabração, do concelho de Ponte de Lima, distrito de Viana do Castelo, apresentou reclamação sobre o arrolamento considerado indevido de 11 inscrições do valor nominal de 100$00 cada, bem como títulos particulares no valor de 131$59.

Capturarr1.jpg

Refira-se que desde a reforma administrativa de 18 de Julho de 1835 foram criadas as juntas de paróquia para se destacarem da estrutura eclesiástica que remonta à Idade Média, muito embora os seus limites geográficos fossem coincidentes com esta. Com a Lei nº 621, de 23 de Junho de 1916, a estrutura civil das juntas de paróquia passaram a designar-se por juntas de freguesia – de filius ecclesiae – que, ironicamente, quer dizer “filho da Igreja”.

Fonte: Arquivo do Ministério das Finanças

Capturarr2.PNG

Capturarr3.PNG

Capturarr4.PNG

Capturarr5.PNG

Capturarr6.PNG

Capturarr7.PNG

Capturarr8.PNG

Capturarr9.PNG

Capturarr10.PNG

Capturarr11.PNG

Capturarr12.PNG

Capturarr13.PNG

Capturarr14.PNG

Capturarr15.PNG

Capturarr16.PNG

Capturarr17.PNG

Capturarr18.PNG

Capturarr19.PNG

Capturarr20.PNG

Capturarr21.PNG

Capturarr22.PNG

Capturarr23.PNG