Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CAMINHA: VILA PRAIA DE ÂNCORA ACOLHE II ENCONTRO DE GRUPOS DE JANEIRAS

Espetáculo decorre sábado, dia 19

Caminha volta a promover a tradição de “As Janeiras”. Sábado, dia 19 de janeiro. O Cine-Teatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora vai juntar vários grupos de Janeiras do concelho para o II Encontro de Grupos de Janeiras. O espetáculo começa pelas 21H30 e a entrada é livre.

As Janeiras.jpg

A tradição de cantar as Janeiras faz parte da cultura da nossa região. Este momento cultural pretende evidenciar, valorizar e promover os grupos de Janeiras existentes no concelho, bem como manter ‘vivas’ as tradições.

Pelo palco do Cine-Teatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora vão passar: o Etnográfico de Vila Praia de Âncora, a Associação Recreativa e Cultural de Riba de Âncora - ARA; o Centro de Instrução e Recreio Vilarmourense; os Amigos da Aventura; os Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora; o Grupo das Janeiras do Orfeão Vila Praia de Âncora; o Rancho Folclórico das Lavradeiras de Orbacém; a Comissão Festas da Senhora da Consolação; a Academia Sénior de Caminha. Este II Encontro vai encerrar com o Grupo Festada Portuguesa.

49669522_1996949863692866_5395237908921712640_n (3).jpg

‘RETROSPETIVA 2018’ INAUGURA SÁBADO EM CAMINHA... E SEGUE PARA VILA PRAIA DE ÂNCORA

Anuário de pintura dá a conhecer o trabalho de 20 artistas na Galeria de Arte Caminhense

A Galeria de Arte Caminhense inicia o ano com o anuário de pintura ‘Retrospetiva 2018’. Esta mostra reúne as obras cedidas ao Município pelos artistas que escolheram a Galeria de Arte Caminhense para expor o seu trabalho durante o ano de 2018. A exposição inaugura sábado, dia 19 de janeiro, e permanecerá aberta ao público até 24 de fevereiro.

Galeria de Arte Caminhense.jpg

A exposição Retrospetiva dá a conhecer, no início de cada ano, a atividade da Galeria de Arte Caminhense, espaço cedido a vários artistas para exporem a sua obra. Para além de divulgar o trabalho de cada um dos artistas, esta exposição pretende ainda aproximar os públicos das artes plásticas.

O anuário de pintura é composto pelo trabalho de 20 artistas que em 2018 expuseramna Galeria de Arte Caminhense. Esta coletiva reúne trabalhos de Nelly Rodriguez Sánchez, Charo Trigo, Mário Rebelo de Sousa, Conception Quadrado, Lucie Esteve, Cachi, Rego Meira, Puskas, Vitor Carneiro, Maria Rosário Pedro, Dacha, David Lopes, Santarelli, Maria Cândida Enes, Maria Mondim Pereira, Célia Rebelo Silva, João Barros, Márcia Babosa, Rosa Calisto e Joana Rita Nogueira Rodrigues.

Depois de Caminha a exposição ruma a Vila Praia de Âncora. Na Galeria Guntilanis, em Vila Praia de Âncora, abre no dia 2 de abril onde ficará até dia 28.

Galeria de Arte Caminhense2.JPG

NÚMERO DE PEREGRINOS REGISTADOS NOS POSTOS DE TURISMO CRESCEU 21,3% FACE A 2017

Aumento da procura turística do concelho consolidada em todas as vertentes

O número de peregrinos registados nos Postos de Turismo de Caminha e Vila Praia de Âncora durante o ano que findou cresceu 21,3% face a 2017. Estes valores vêm confirmar a tendência que já se verificava no final do primeiro semestre, traduzindo a procura crescente e consolidada do concelho também por este tipo de turismo.Este registo junta-se aos valores do INE, divulgados na semana passada, que apontavam para um recorde absoluto de hóspedes e dormidas no concelho de Caminha no ano de 2017.

Peregrino.jpg

Ainda em relação aos peregrinos, refira-se que o número dos que pernoitaram no Albergue de Caminha (gerido pela Associação dos Amigos do Caminho de Santiago de Viana do Castelo) cresceu 30,5% relativamente a 2017.

Em termos de nacionalidades, a Alemanha é opaís que mais peregrinos coloca no nosso concelho.Nos nossos Postos de Turismo,a procura por parte dos alemães cresceu 44% relativamente ao ano anterior, assumindo a liderança da tabela de nacionalidades, seguidos da Espanha, Portugal, Itália e Reino Unido.

O aumento do movimento de peregrinos representa um fenómeno consolidado e que vem subindo de ano para ano.  Por exemplo, em 2018, no Albergue, dormiram o triplo de peregrinos relativamente a 2015. Mais: nos últimos cinco anos, o número de pessoas que pernoitaram no Albergue cresceu 656%.

Para o presidente da Câmara, “depois dos números do INE divulgados na semana passada, que apontavam para um recorde absoluto de hóspedes e dormidas no concelho de Caminha no ano de 2017, os números dos peregrinos de Santiago vêm confirmar a aposta certeira do Município na indústria do Turismo e na valorização do território”.

Miguel Alves recorda que “o número de turistas em Caminha cresce a um ritmo superior ao país e á região e os Caminhos de Santiago são um forte veículo de atração”. Existe de facto uma estratégia consolidada, para a qual contribui “o investimento que a Câmara fez na melhoria das condições do Caminho, da sinalética e da sua divulgação, a aposta que muitos hotéis e restaurantes têm feito na promoção de produtos dirigidos aos peregrinos e a tomada de consciência global sobre a beleza e segurança do Caminho Português da Costa vem resultando neste forte crescimento. Creio que estamos todos de parabéns: autarcas, empresas, instituições e população”, conclui o autarca.

MINISTRO DA EDUCAÇÃO VISITOU OBRAS DE QUALIFICAÇÃO DO PAVILHÃO GIMNODESPORTIVO DO CCD ANCORENSE

O Ancorense tem agora o primeiro “indoor soccer” do distrito de Viana do Castelo

Decorreu ontem uma visita às obras de qualificação do Pavilhão Gimnodesportivo do CCD Ancorense, que contou com a presença do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues. Miguel Alves, presidente da Câmara de Caminha, reconheceu tratar-se de um investimento importante para o concelho: “com este investimento no complexo desportivo do Ancorense, continuamos a dinâmica de modernização do parque desportivo concelhio que iniciámos nas imediações do campo do Âncora-Praia e no Estádio Ilídio Couto em Lanhelas. Conseguimos fazer ver ao Governo, através do IPDJ, que o Ancorense deveria ser distinguido com financiamento, tendo em conta o excelente trabalho que tem vindo a desenvolver e, agora, este clube tem condições para evoluir e fazer ainda melhor o seu trabalho”. Depois da visita a comitiva assistiu ao derby do Vale do Âncora ‘Ancorense vs Âncora Praia’.

Visita campo CCD Ancorense (1).jpg

Para o presidente do CCD Ancorense, todo o trabalho que resultou no dia de ontem, designadamente os trabalhos e a presença de visitantes e público, constitui uma “lufada de ar fresco para o clube. Já tínhamos dito que o caminho se faz caminhando e este foi um passo de gigante”.

Paulino Gomes destaca a capacidade do clube em avançar com a candidatura e a “alavanca” do Município, traduzida em todo o apoio, fatores que se conjugaram e tornaram possível chegar até aqui.

O Ancorense tem agora o primeiro “indoor soccer” do distrito de Viana do Castelo. Isso vai permitir melhorar a formação, nomeadamente dos “petizes” e “traquinas”, mas também desenvolver o clube, que pretende rentabilizar o espaço, através do aluguer a privados, por forma a conseguir um bom encaixe financeiro.

Paulino Gomes refere que o clube viveu ontem “um dia memorável”, destacando que sentiu também um voto de confiança por parte de Executivo municipal e do próprio Governo, através da presença do ministro Tiago Brandão Rodrigues. O público acorreu também em massa, formando uma moldura humana excecional.   

Como referimos, a visita contou com a presença de Tiago Brandão Rodrigues, ministro da educação; Miguel Alves, presidente da Câmara Municipal de Caminha; Paulino Gomes, presidente do CCD Ancorense; Rui Lages e Liliana Ribeiro, vereadores da Câmara Municipal de Caminha, presidente da Junta de Freguesia de Âncora e, ainda, representantes do Instituto Português do Desporto e da Juventude.

Durante a visita, Miguel Alves referiu: “o ministro da Educação, que tutela o Desporto, deu dois exemplos de saber estar em política. Por um lado, percebeu o trabalho que o Município de Caminha e o Ancorense têm feito e decidiu apoiar esta obra; por outro, estando habituado aos grandes palcos do desporto nacional e internacional, deu nota de uma simplicidade motivadora ao querer assistir ao derby do Vale do Âncora, a um jogo da regional pleno de significado para todos nós”.

Esta obra resulta do Programa de Reabilitação de Instalações Desportivas (PRID) que visa promover a modernização e reabilitação do parque desportivo dos clubes e das associações de base local, sendo um dos eixos prioritários do Governo.

O Pavilhão foi alvo de trabalhos de qualificação: foi substituída a iluminação para leds; foi requalificado o recinto para campo relvado sintético e, ainda, foram requalificados dois balneários e uma instalação sanitária.

Visita campo CCD Ancorense (2).jpg

Visita campo CCD Ancorense (3).jpg

Visita campo CCD Ancorense (4).jpg

ILUMINAÇOES FESTIVAS DA CAPELA DE NOSSA SENHORA DA BONANÇA ATRAEM FORASTEIROS A VILA PRAIA DE ÂNCORA

Vila Praia de Âncora está em festa. A capela de Nossa Senhora da Bonança, Padroeira das gentes do Mar, encontra-se iluminada. No largo, o Almirante Ramos Pereira vigia de perto o presépio no qual José e Maria cuidamo Menino Jesus. Pelas ruas da vila, ouvem-se os cânticos graciosos característicos da quadra natalícia – os tradicionais cantares dos Reis – magníficamente entoados de porta em porta pelos componentes do Etnográfico de Vila Praia de Âncora. E, apesar de não se encontrar em época balnear, Vila Praia de Âncora não deixa de receber visitantes, incluindo da vizinha Galiza, atraídos pelo seu encanto e afabilidade das suas gentes.

sdr

“Situada no centro histórico da vila, tem a sua frontaria virada para a Praça da República. Edificada em 1890 sobre uma outra antiga capela oitocentista, esta capela neoclássica de planta longitudinal é formada por nave e capela-mor retangulares, sendo esta mais baixa e estreita. Com acesso por uma escadaria em granito de cinco degraus semi-circulares. Tem em anexo a torre sineira à sua esquerda.

A fachada em empena recortada é rasgada pelo portal em moldura reta sobrepujado de um frontão curvo, que abriga o símbolo das iniciais da Família Medeiros. Este está encimado por uma janela de arco perfeito. É rematado por pilastras jónicas que suportam o entablamento clássico, terminando com fogaréus.”

Fonte: https://www.visitarportugal.pt/

sdr

sdr

Img_181229180557469-1