Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CENTRO DE ESTUDOS REGIONAIS DO ALTO MINHO APRESENTA CICLO DE ESTUDOS SOBRE GASTRONOMIA E CULTURA

Apresentação do Ciclo de Estudos “Gastronomia e Cultura”

No próximo dia 17 de janeiro, noMuseu de Artes Decorativas, no Largo de S. Domingos, em Viana do Castelo, pelas 17.00 horas, tem lugar aapresentação pública do programa do Ciclo de Estudos “Gastronomia e Cultura”, iniciativa do Centro de Estudos Regionais, que decorrerá entre janeiro e junho de 2019

49720049_2078443588844752_1572132302929002496_n.jpg

O Ciclo de Estudos “Gastronomia e Cultura”, integrado no plano de atividades da Academia Sénior do Centro de Estudos Regionais, é umfórum de partilha de conhecimento e de reflexão, aberto a toda a comunidade. Organizado em torno de um conjunto de conferências e de visitas de estudo, sob a coordenação de José Carlos Loureiro e Pedro Pereira, o ciclo de estudos procura evidenciar a importância patrimonial da gastronomia, analisar os modos de produção e de circulação dos hábitos alimentares e evidenciar especificidades sociais e culturais de diferentes formas de alimentação. 

Na sessão pública, José Carlos Loureiroapresentaráos objetivos do projeto e divulgará o programa integral. O ciclo de estudos de 2019 constitui a décima edição consecutiva desta iniciativa, que tem oferecido à cidade a oportunidade de ouvir investigadores e diferentes atores sociais e culturaissobre as mais diversas temáticas, num fórum de descoberta e partilha de saber, em que a participação é livre. 

A direção do Centro de Estudos Regionais

MONÁRQUICOS EVOCAM CENTENÁRIO DA MONARQUIA DO NORTE

A Real Associação do Porto, em parceria com a Causa Real e as Reais Associações de Lisboa, Braga e Viana do Castelo, vai promover a evocação do Centenário da Monarquia do Norte.

49897833_2118767744859545_1142029403119681536_n.jpg

No próximo dia 19 de Janeiro, Sábado, no Ateneu Comercial do Porto, pelas 18h00, haverá uma Conferência subordinada ao tema “Cem anos da monarquia do norte – uma história de resistência”, na qual serão oradores os historiadores Dr. Carlos Bobone e o Prof. Dr. Nuno Resende.

A conferência é de entrada livre, seguindo-se um Jantar sujeito a inscrição prévia até quinta-feira, dia 17 de Janeiro, ambos limitados à lotação do espaço.

O contributo para o jantar, no valor de 25,00 €, deverá ser efectuado por transferência bancária ou multibanco, para o nosso:

NIB: 0033 0000 0011 1128 3420 5

IBAN: PT50 0033 0000 0011 1128 3420 5

Agradecemos o envio do respectivo comprovativo para a nossa sede ou, preferencialmente, por email para realporto@realporto.pt, impreterivelmente até ao referido dia 17 de Janeiro.

Pelo interesse do tema e pela qualidade dos oradores, temos a expectativa de poder contar com a vossa presença!

KARATECAS DE VIANA DO CASTELO BANHAM-SE NA PRAIA NORTE: OSU!

Uma vez mais e dentro da tradição nipónica, celebrámos o Kagami Biraki 2019 na Praia Norte, com um treino e um banho no Atlântico.

IMG_5525.JPG

Esta é uma cerimónia de inicio do ano e destina-se a renovar o espírito, inculcando nos praticantes de Kyokushin a disciplina e abnegação necessárias para enfrentar os obstáculos da vida e ultrapassá-los por mais difíceis que sejam.

Um bom Ano de 2019 repleto de saúde, paz e sucesso para todos! Osu!

IMG_5317.JPG

IMG_5356.JPG

IMG_5364.JPG

IMG_5367.JPG

IMG_5369.JPG

IMG_5371.JPG

IMG_5376.JPG

IMG_5393.JPG

IMG_5407.JPG

IMG_5414.JPG

IMG_5419.JPG

IMG_5420.JPG

IMG_5431.JPG

IMG_5446.JPG

ALUNOS DA ESCOLA DE HOTELARIA E TURISMO DE VIANA DO CASTELO VÃO SURPREENDER COM HARMONIZAÇÕES IMPROVÁVEIS

Concurso final: 15 de janeiro, 11h00-17h00

Evento, ao estilo “Master Chef”, conta com a participação de 12 equipas e um painel de jurados composto por:

Carlos Fernandes, presidente da Confraria dos Gastrónomos do Alto Minho,

Hélder Fernandes, Chef e antigo aluno da escola e

Lúcia Barbosa, responsável de Produção da Adega da Quinta de Soalheiro.

escola hotelaria viana soalheiro (3).jpg

Na próxima terça-feira, 15 de janeiro, os alunos da Escola de Hotelaria e Turismo de Viana Castelo  vão, em concurso, apresentar o resultado  do desenvolvimento de harmonizações improváveis. Desafiar os paladares de um prato típico da região onde a escola está inserida com diferentes estilos de Soalheiro e consolidar conhecimentos enograstronómicos foi a proposta e as ideias já fervilham na cozinha da escola. Ao longo do primeiro período, os alunos têm vindo a desenvolver os seus projetos e agora chegou a atura de os apresentar a um painel de jurados. O evento, ao estilo “Master Chef”, realiza-se nas instalações da Escola, entre as 11h00 e as 17h30 e conta com a participação de 12 equipas compostas por alunos de cozinha e restaurante. O Júri, externo à escola, é composto por Carlos Fernandes, presidente da Confraria dos Gastrónomos do Alto Minho, Hélder Fernandes, Chef e antigo aluno da escola e Lúcia Barbosa, responsável de Produção da Adega da Quinta de Soalheiro. Trata-se de um desafio que permitirá demonstrar que a gastronomia portuguesa é rica e variada e que pode ser combinada com perfis distintos de Vinho Verde, especificamente dentro da casta Alvarinho.

escola hotelaria viana soalheiro (6).jpg

“O nosso objetivo é contribuir para que estes alunos aprendam a trabalhar com diferentes estilos de vinho,

para que possam adaptar esses conhecimentos a vinhos de qualquer parte do mundo”

afirmam os produtores.

Consciente da importância da formação de base para a criação de profissionais de topo, a Quinta de Soalheiro desafiou a Escola de Hotelaria e Turismo de Viana Castelo para um projeto que permitirá uma educação sustentada dos seus alunos e que contribuirá certamente para criar embaixadores de Portugal e dos vinhos portugueses nos quatro cantos do mundo. O projeto arrancou no dia 20 de novembro. O modelo base do projeto centra-se em visitas formativas ao terroir Monção e Melgaço: a origem do Alvarinho e Master Class sobre as especificidades dos Vinhos Portugueses, com especial incidência no Vinho Verde e na Casta Alvarinho, e os paralelismos destes com os vinhos do mundo. O Soalheiro, pela sua diversidade de gama, disponibiliza ainda um kit de formação composto por vinhos de todas as suas dimensões, um info kit explicativo da origem do terroir, Monção e Melgaço e da história do Alvarinho e Fichas Técnicas dos Vinhos. Este kit formação é utilizado de acordo com as necessidades das escolas e serve de ferramenta de trabalho para professores e alunos nas ações letivas e projetos educativos.

escola hotelaria viana soalheiro (8).jpg

VINHO É CULTURA: PARTIR À DESCOBERTA DE CHEIROS, MEMÓRIAS, LUGARES…

“Não é preciso beber vinho, para ter cultura de vinho” desmistifica o enólogo Luís Cerdeira quando se refere à formação de base em que os alunos começam a frequentar os cursos profissionais com 14/15 anos. Acrescentando, “o vinho faz parte da nossa tradição. Está enraizado na dieta mediterrânea e é fundamental que os jovens aprendam e evoluam. Não é beber por beber. A cultura do vinho tem a ver com a entrega, com a dedicação, com o simbolismo do momento. Podemos dar história, dar dimensão”.

Na primeira fase deste projeto piloto, a arrancar este ano letivo, integram escolas de norte a sul do país e de diferentes níveis de ensino. O projeto abrange, desta forma, alunos com formações diversas: gestão e administração hoteleira, cozinha, catering, restauração e bar, uma vez que, os sentidos devem ser desafiados e trabalhados num todo para que a harmonia final seja perfeita.Durante o primeiro semestre letivo será implementado também nas Escolas de Hotelaria de Fátima, Porto, Coimbra e Faro e na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Instituto Politécnico do Porto.

“Acreditamos que o turismo pede criatividade para dar a conhecer o potencial do nosso país. Não podemos estagnar face ao presente.

É necessário evoluir e desafiar convenções para que façam ver as potencialidades da nossa terra, do nosso património, das nossas tradições.

É preciso saber fazer as escolhas adequadas. O futuro deles prende-se com inovação e diferenciação. Só os melhores se vão destacar” - concluem os produtores.

escola hotelaria viana soalheiro (1).jpg

escola hotelaria viana soalheiro (2).jpg

escola hotelaria viana soalheiro (4).jpg

escola hotelaria viana soalheiro (5).jpg

escola hotelaria viana soalheiro (7).jpg

VIANA DO CASTELO REALIZA CAMPEONATO REGIONAL DE CORTA-MATO

Campeonato Regional de Corta-Mato Curto 2019

Foram consagrados a 5 de janeiro, em Darque, no Camping Rio Lima, os novos Campeões Regionais de Corta-Mato Curto da Associação de Atletismo de Viana do Castelo. Em masculinos venceu Duarte Rodrigues, do Centro de Atletismo de Mazarefes, e em femininos Paula Costa, da Academia Desportiva de Arcos de Valdevez. Coletivamente venceu o Centro de Atletismo de Mazarefes, tanto em masculinos como em femininos.

Catarina Amorim (Cópia).JPG

A prova decorreu dentro do perímetro do Camping Rio Lima, no lugar de Cais Novo, em Darque, no acesso à praia do Cabedelo, num terreno relvado sem grandes obstáculos e com um enquadramento paisagístico de excelência. Grande parte da prova disputou-se à volta do lago existente no local onde podem ser observados vários animais como cisnes e patos, bem como na sua margem outras aves e cavalos.Para além do local, cedido para a realização do evento por José Rosas, a Associação Desportiva Darquense e a Junta de Freguesia de Darque colaboraram na organização da prova tendo todos estado presentes da distribuição final dos prémios.

Catarina Amorim 2 (Cópia).JPG

As primeiras provas da tarde de sábado foram disputadas pelos atletas mais jovens já que esta ocasião foi aproveitada para a realização de uma prova de preparação.Criaram-se assim condições para que os corredores, até juvenis, pudessem afinar a sua preparação para tentar chegar ao campeonato regional longo na plenitude da sua forma.

No Campeonato Regional de Corta-Mato Curto participaram atletas juniores e seniores, que competiram num único escalão, tentando atingiro melhor resultado possível, individual e coletivamente.

ColetivoFem1 (Cópia).JPG

Na prova feminina as atletas começaram desde cedo a definir as suas posições tendo as atletas que atingiram o pódio mantido ao longo da corrida as suas posições relativas concluindo a prova no primeiro lugar Paula Costa, da Academia Desportiva de Arcos de Valdevez, em segundo lugar, Catarina Amorim, do Grupo Desportivo Castelense e em terceiro lugar, Joana Barros do Centro de Atletismo de Mazarefes.

ColetivoFem2 (Cópia).JPG

A prova masculina foi disputada com um pouco mais de incerteza quanto ao vencedor final já que Ruben Veloso, da Academia Desportiva de Arcos de Valdevez, tentou nos primeiros quilómetros impor o ritmo que mais lhe convinha e comandou a prova durante as primeiras voltas ao percurso, mas depois, Duarte Rodriguesdo Centro de Atletismo de Mazarefes, quando sentiu que era hora de atacar, tomou a dianteira e terminou a prova à frente de toda a concorrência. Acompanhando de perto estas movimentações esteve Domingos Barros, um atleta já veterano do Centro de Atletismo de Mazarefes, que dando nota de boa frescura física, atingiu o terceiro lugar do pódio.

ColetivoMasc1 (Cópia).JPG

Coletivamente o Centro de Atletismo de Mazarefes, em masculinos, com Duarte Rodrigues, Domingos Barros, Nuno Simões e Mário Crujeira, e em femininos, com Joana Barros, Florinda Fernandes, Célia Silva e Celeste Parente lograram levar para casa os títulos coletivos em disputa.

ColetivoMasc2 (Cópia).JPG

Domingos Barros (Cópia).JPG

Duarte e Domingos (Cópia).JPG

Duarte Rodrigues (Cópia).JPG

Joana Barros (Cópia).JPG

P1170970 (Cópia).JPG

P1170981 (Cópia).JPG

P1170982 (Cópia).JPG

P1170987 (Cópia).JPG

P1170999 (Cópia).JPG

P1180006 (Cópia).JPG

P1180014 (Cópia).JPG

P1180026 (Cópia).JPG

P1180027 (Cópia).JPG

Paula Costa (Cópia).JPG

Paula Costa 2 (Cópia).JPG

PódioFem (Cópia).JPG

PódioFem2 (Cópia).JPG

PódioMasc (Cópia).JPG

PódioMasc2 (Cópia).JPG

RegionalCMcurto2019.docx

Ruben Veloso (Cópia).JPG

Ruben Veloso2 (Cópia).JPG

VIANA DO CASTELO: SÃO SILVESTRE DEU A BÊNÇÃO AOS ANIMAIS EM CARDIELOS

Desde 29 a 31 de Dezembro, o alto do Monte de S. Silvestre, em Cardielos, concelho de Viana do Castelo, recebeu milhares de romeiros que vieram à procura da bênção para si, para os animais e para os campos.

49616226_10218877780722091_4832414562546352128_n

A Confraria de S. Silvestre serviu nestes dias o afamado cabrito e, nesta festa de inverno, o bom vinho quente. À volta da Capela, deste Papa que se tornou Santo, os crentes cumprem as suas promessas. Há quem vá a S. Silvestre para oferecer cravos e alhos, agradecendo o cumprir dos milagres pedidos por intercessão do Papa Santo.

49380654_10218877779162052_5121836895201918976_n

É tradição antiga, os romeiros visitarem o santuário de São Silvestre, santo a quem é atribuído o poder protetor dos animais, sobretudo bovinos. Os agricultores subiam o monte para recomendar os animais a São Silvestre, levando-os a dar voltas ao redor da capela e a receber a bênção. Agora há poucos animais, mas a romaria continua a chamar muita gente.

São, essencialmente, cavalos que hoje sobem o monte. Antigamente vinha gado monte acima de toda a ribeira Lima. Do lado do rio, vinham muitos devotos que faziam a travessia de barco, no barco do Porto. Quem vinha do lado de Ponte de Lima, com ou sem animais, subia pelo acesso nascente e quem viesse do lado de Viana pelo acesso poente, o único em uso hoje em dia.

49528562_10218877781602113_2195157157920374784_n

Diz-se que a tradição secular a este Santo nasceu quando São Silvestre se colocou na outra margem, no alto do Castro de Roques, e desejou que onde caísse a sua vara aí fosse edificada uma Capela em sua honra. O penedo com a marca a que chamam as pegadas do Santo, situa-se em S. Silvestre, no picoto.

49587678_10218877783522161_6743845674086825984_n

A Confraria, encabeçada por Henrique Parente, apostou forte na romaria deste ano, que pela primeira vez vai realizar a bênção de concertinas. Mais de 200 tocadores são esperados, no sábado, na capela de São Silvestre.

“O objetivo é encher o Largo junto à capela de concertinas, a imagem de marca da nossa romaria, mas como é a primeira vez que promovemos esta bênção esperamos, pelo menos, ultrapassar mais de 200 concertinas”, disse o juiz da confraria de São Silvestre e São Tiago, Henrique Parente.

49671196_10218877779602063_5111129090761424896_n

Após a bênção das concertinas, marcada para sábado, pelas 21h00, “os tocadores partem da capela em rusgas, animando o recinto da festa”.

Além daquela novidade, a aldeia de Cardielos, espera receber entre 29 e 31 de dezembro “milhares” de visitantes atraídos pelas iguarias preparadas pela organização da romaria.

“Temos entre mil a mil e duzentos litros de vinho quente e cerca de 900 quilos de cabrito à São Silvestre para servir”, revelou Henrique Parente.

Segundo Henrique Parente a tradição, “muito antiga”, manda que “os romeiros visitem o santuário de São Silvestre, santo a quem é atribuído o poder protetor dos animais, sobretudo bovinos”.

Texto (adaptado): http://www.radiogeice.com/

Fotos: José Carlos Vieira

49709117_10218877784122176_7574168040447672320_n

49800280_10218877782122126_3825018283778637824_n

49805547_10218877779482060_7227889239965302784_n

SANTA MARTA DE PORTUZELO ATRIBUI PRÉMIOS AOS VENCEDORES DO CONCURSO DE MONTRAS

Concurso de Montras dá prémios em Santa Marta de Portuzelo

A Junta de Freguesia de Santa Marta de Portuzelo entregou os prémios do Concurso de Montras de Natal, realizado durante dezembro de 2018.

49144922_2027822483963604_2965420526975057920_n

Com a presença do Arquiteto Luís Nobre, Vereador da Câmara Municipal de Viana do Castelo, o 1º prémio foi atribuido à empresa Cantamba - Pronto a Vestir.

O 2º prémio foi para Os meus Presentes. E o 3º prémio foi entregue à empresa CPR Santa Marta.

O Concurso teve a participação de 11 empresas locais e o tema era a reciclagem e reutilização de materiais.

Este tema enquadra-se na preocupação ambiental que a Junta de Freguesia tem destacado, sendo uma problemática social a trabalhar nos dias de hoje, num programa de contributo para o desenvolvimento uma sociedade mais atenta pelas alterações climáticas.

49203427_2027822890630230_5537865217247019008_n