Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILA DE PRADO ESTÁ EM FESTA!

Três dias de festa na Vila de Prado para a centenária Feira dos Vinte

O passar dos séculos não desgastou a centenária Feira dos Vinte que continua de pedra e cal na Vila de Prado. O certame remonta ao longínquo século XIV, em que o rei D. Dinis era o soberano da nação e, desde então, realiza-se sempre do dia 20 de janeiro de cada ano.

DSC_0385.JPG

A feira tem na venda e troca de gado (principalmente bovino e cavalar) o seu ex-líbris, apesar de manter a presença de comerciantes dos mais variados produtos. Adaptou-se ao virar dos tempos e apresenta-se em 2019 acompanhada por um programa alargado que se estende durante três dias, 18 a 20 de janeiro. À semelhança do que aconteceu no ano passado, a programação inclui uma série de atividades que visam reforçar o setor pecuário e manter bem viva a chama da tradição, como o espetáculo equestre, o concurso pecuário, o encontro de reis e o festival de folclore.

DSC_0368.JPG

Este ano, a festa começa ao serão de sexta-feira (dia 18), com a música do DJ Tostas na tenda colocada no Largo de S. Sebastião (vulgo Campo da feira), que será palco de várias das atividades do programa e espaço de convívio durante os três dias do certame.

Com ou sem programação alargada, manda a tradição que a festa comece de véspera, a 19 de janeiro, com a ‘Noite das Provas’, em que se degustam as papas de sarrabulho com rojões e se prova o vinho novo nas diversas tasquinhas e restaurantes pradenses. No entanto, a Junta de Freguesia da Vila de Prado adicionou vários atrativos que vão ajudar a dar novo fulgor ao evento e reforçar o setor da pecuária, que, durante séculos, tornou a Feira dos Vinte tão conhecida e requisitada.

DSC_0301.JPG

Depois de alimentar o corpo é tempo de nutrir o espírito e o programa continua no Largo de S. Sebastião com o encontro de reis, que traz à Vila de Prado vários grupos para cantar a boa nova. Depois, tempo para os sempre divertidos cantares ao desafio que prometem deixar um rasto de alegria e boa-disposição à sua passagem. O público mais jovem não foi esquecido e a animação continua noite dentro com o After-Party do DJ Serafim.

DSC_0049.JPG

Uma feira com séculos de história

No dia seguinte, 20 de janeiro, as primeiras cabeças de gado chegam logo ao raiar da aurora. As tendas dos feirantes começam a ganhar forma e ultimam-se os preparativos para um dia de grande azáfama e movimento. A feira tem na venda e troca de gado (principalmente bovino e cavalar) o seu ex-líbris, apesar de manter a presença de comerciantes dos mais variados produtos. Remonta ao longínquo século XIV, em que o rei D. Dinis era o soberano da nação e, desde então, realiza-se sempre do dia 20 de janeiro de cada ano. A sua importância histórica é incontestada, já que, em tempos idos, era na Vila de Prado que se fixava o preço do gado para o resto do ano. Hoje, comercializa os mais diversificados produtos, apesar de manter uma forte ligação ao setor da pecuária.

DSC_0996.JPG

Além da feira, que decorre durante todo o dia, a manhã de domingo traz também o imponente desfile dos animais e o concurso pecuário, para apoiar e premiar os criadores de gado. De tarde, espera-nos um espetáculo equestre que vai fazer as delícias dos apreciadores dos equídeos e um festival de folclore que promete animação do primeiro ao último minuto. Em pleno Dia de S. Sebastião, muitos fiéis têm por hábito aproveitar o evento para passar na Capela de S. Sebastião, situada nas imediações do recinto, e prestar a sua devoção.

DSC_1056.JPG

DSC_1189.JPG

DSC_1573.JPG

DSC_1705.JPGflyer 20-1 (5).jpg

QUEM NUNCA PROVOU O DELICIOSO ARROZ DE SARRABULHO COM ROJÕES À MODA DE PONTE DE LIMA VAI TER AGORA OPORTUNIDADE DE O SABOREAR… EM LOURES, NO PRÓXIMO DIA 3 DE FEVEREIRO!

Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, engº Víctor Mendes, vai estar presente

Estão quase esgotadas as inscrições para o almoço de arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima e a alheira de galo, numa iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os restaurantes de Ponte de Lima. Resta pouco mais de uma dezena de lugares vagos mas ainda vai a tempo de se inscrever!

IMG_6274

A iniciativa vai ter lugar no próximo dia 3 de Fevereiro em Loures, a ter lugar na cantina da Câmara Municipal de Loures.

IMG_6307

Sob a experiente batuta do Chefe Paulo Santos, da Casa de S. Sebastião, na freguesia limiana de S. Pedro de Arcos, espera-se uma adesão bem mais superior à verificada no ano passado. Os comensais vão ter a oportunidade de saborear uma das requintadas obras do paladar da gastronomia minhota e portuguesa em geral – o arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima!

Trata-se, realmente, de uma iniciativa a não perder e cuja inscrição não deve ser relegada para mais tarde… os contactos são os seguintes:

- Teotónio Gonçalves – 964 006 657

- Mário Oliveira – 914 080 246

CapturarAlmoçoSarrabulho2019

O MINHO É VERDE – FOLCLORE É “VERDE MINHO”!

Disse um dia o escritor transmontano Miguel Torga, “…no Minho tudo é verde, o caldo é verde, o vinho é verde…” – não podiam, pois, os minhotos que vivem na região de Lisboa, deixar de tomar para si a identificação cromática que caracteriza a sua região.

DSCF2430 (2)

Respondendo ao chamamento da terra que os viu nascer, os minhotos que vivem nos arredores de Lisboa, mais concretamente no Concelho de Loures, decidiram em tempos criar um grupo folclórico que os ajuda a manter a sua ligação afetiva às origens. Assim nasceu em 1994 o “Grupo Folclórico e Etnográfico Danças e Cantares Verde Minho”, anunciado como seu propósito a preservação, salvaguarda e divulgação das suas raízes culturais.

Visa através da sua atuação promover as tradições da nossa região nomeadamente junto dos mais jovens ao mesmo tempo que valoriza os seus conhecimentos musicais e da etnografia minhota.

As danças e cantares que exibe são alegres e exuberantes como animadas são as mais exuberantes romarias do Minho. Trajam de linho e sorrobeco e vestem trajes de trabalho e domingueiros, de mordoma e lavradeira, de noivos, de ir ao monte e à feira. Calçam tamancos e ostentam o barrete e o chapéu braguês. As moças, graciosas e belas nos seus trajes garridos bordados pelas delicadas mãos de artista, com a sua graciosidade e simpatia, exibem vaidosas os colares de contas e as reluzentes arrecadas de filigrana que são a obra-prima da ourivesaria minhota.

Ao som da concertina e da viola braguesa, do bombo e do reque-reque, dos ferrinhos e do cavaquinho, cantam e dançam a chula e o vira, a rusga e a cana-verde, com a graciosidade e a desenvoltura que caracteriza as gentes do Minho. O seu reportório foi recolhido em meados do século passado, junto das pessoas mais antigas cujo conhecimento lhes foi transmitido ao longo de gerações, nas aldeias mais remotas das serranias da Peneda e das Argas, nas margens do Minho e do Lima, desde Melgaço a Ponte da Barca, do Soajo a Viana do Castelo. Levam consigo a merenda e os instrumentos de trabalho que servem na lavoura como a foicinha e o malho, os cestos de vime e os varapaus, as cabaças e os cabazes do farnel.

Qual hino de louvor ao Criador, o Minho, terra luminosa e verde que a todos nos seduz pelo seu natural e infinito encanto, salpicado de capelinhas aonde o seu povo acorre em sincera devoção, é ali representado por um punhado de jovens, uns mais do que outros, os quais presenteiam o público com o que o Minho possui de mais genuíno – o seu Folclore!

DSCF2405 (2)

GRUPO FOLCLÓRICO VERDE MINHO PARTICIPA EM LISBOA NAS CELEBRAÇÕES DO ANO NOVO CHINÊS

A convite da Embaixada da República Popular da China, o Grupo Folclórico Verde Minho vai participar uma vez mais nas celebrações do Ano Novo Chinês que vão realizar-se em Lisboa no próximo dia 9 de Fevereiro.

DSCF8052

As celebrações do próximo ano terão maior escala e importância uma vez que neste ano se comemora o 40º aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas entre Portugal e a República Popular da China e ainda o 20º aniversário da transferência da administração de Macau.

O Porco de Terra é o animal e o elemento do Ano Novo Chinês 2019. O Porco é o animal do zodíaco cuja energia vai ser prevalecente durante 2019, juntamente com a Terra, o elemento do ano.

O calendário chinês rege-se pelos ciclos lunares em conjugação com a posição do sol, iniciando-se na noite de lua nova mais próxima do dia em que o sol passa pelo décimo grau de Aquário. As representações dos doze animais do horóscopo a que correspondem os anos no calendário chinês possuem a sua origem na lenda segundo a qual, os doze animais se apresentaram a Buda, correspondendo ao seu chamamento.

Ascende a mais de vinte mil o número de chineses que vivem em Portugal, oriundos principalmente da província de Cantão em virtude da sua proximidade com Macau, constituindo uma comunidade pacífica e trabalhadora, dedicada sobretudo ao comércio e com uma presença considerável na nossa região.

DSCF8087

DSCF8144

PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PONTE DE LIMA, ENGº VÍCTOR MENDES, VAI PRESIDIR AO ALMOÇO DE ARROZ DE SARRABULHO COM ROJÕES À MODA DE PONTE DE LIMA QUE O GRUPO FOLCLÓRICO VERDE MINHO LEVA A EFEITO EM LOURES

A notícia mais aguardada já está confirmada: O Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, sr. Engº Victor Mendes, aceitou o convite e vai presidir ao Almoço do Arroz de Sarrabulho com Rojões à Moda de Ponte de Lima que o Grupo Folclórico Verde Minho leva a efeito na cidade de Loures, às portas de Lisboa. É dever de todos os regionalistas e amantes do folclore promover a cozinha tradicional da sua região como parte integrante da sabedoria popular. Não podia, pois, o Grupo Folclórico Verde Minho deixar de privilegiar um dos mais valiosos tesouros gastronómicos do Minho – o Arroz de Sarrabulho com Rojões à Moda de Ponte de Lima!

presidente_victor_mendes_1_1024_350 (1).jpg

Estão quase esgotadas as inscrições para o almoço de arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima e a alheira de galo, numa iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os restaurantes de Ponte de Lima. Resta pouco mais de uma dezena de lugares vagos que deverão ser preenchidos dentro de pouco tempo!

IMG_6307

A iniciativa vai ter lugar no próximo dia 3 de Fevereiro em Loures, a ter lugar na cantina da Câmara Municipal de Loures.

Sob a experiente batuta do Chefe Paulo Santos, da Casa de S. Sebastião, na freguesia limiana de S. Pedro de Arcos, espera-se uma adesão bem mais superior à verificada no ano passado. Os comensais vão ter a oportunidade de saborear uma das requintadas obras do paladar da gastronomia minhota e portuguesa em geral – o arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima!

IMG_6274

Trata-se, realmente, de uma iniciativa a não perder e cuja inscrição não deve ser relegada para mais tarde… os contactos são os seguintes:

- Teotónio Gonçalves – 964 006 657

- Mário Oliveira – 914 080 246

CapturarAlmoçoSarrabulho2019

XI ENCONTRO DE CANTARES AO MENINO EM SANTIAGO DE BOUGADO.

Teve hoje lugar na Trofa o XI Encontro de Cantares ao Menino na Igreja da Senhora da Livração, na Trofa Velha.

49773403_2105381722841134_5907085216173785088_n.jpg

Este Domingo celebra o Baptismo de Jesus, dando por concluído assim o Ciclo natalício.

A Organização foi da responsabilidade o Rancho Etnográfico de Santiago de Bougado, da Trofa, na qual imperou pela qualidade dos grupos participantes, grupo Folclórico da Casa do Povo de Santa Cruz do Bispo, Matosinhos, Grupo Folclórico e Etnográfico de Arzila, Coimbra e Rancho Folclórico de S. Félix da Marinha, Vila Nova de Gaia.

A RFPTV fez a cobertura do evento e felicitou a organização pela qualidade ímpar do evento. Votos que são secundados pelo BLOGUE DO MINHO.

49864474_2105381579507815_5304624625940955136_n.jpg

49949724_2105381892841117_8596689218346942464_n.jpg

50018945_2105380996174540_1491017718080471040_n.jpg

50143753_2105383246174315_6321705643644289024_n.jpg

50277556_2105381832841123_7704822096643227648_n.jpg

50649960_2105382862841020_4725407595555192832_n.jpg

RANCHO FOLCLÓRICO DANÇAR É VIVER: MINHOTOS REPRESENTAM NA AMADORA O FOLCLORE DO MINHO DESDE HÁ 28 ANOS!

Rancho Folclórico Dançar é Viver é a "embaixada" do folclore do Minho no concelho da Amadora

O Rancho Folclórico Dançar é Viver celebra hoje 28 anos de existência, afirmando-se como o mais lídimo embaixador das tradições minhotas no concelho da Amadora. O BLOGUE DO MINHO endereça-lhe as melhores felicitações!

Constituído por minhotos e seus descendentes radicados no concelho da Amadora, nos arredores da capital lisboeta, o Rancho Folclórico Dançar é Viver, ao longo dos seus 28 anos de existência, tem vindo a promover os usos e costumes das gentes do Minho.

DSCF1995

Este grupo folclórico tem como principal objetivo preservar e divulgar os usos e costumes das gentes minhotas, mantendo assim a tradição das raízes do seu povo e, ao mesmo tempo, preservar a união e a identidade cultural dos minhotos que um dia tiveram de deixar as suas terras de origem à procura de melhores condições de vida.

Fundado a 12 de janeiro de 1991, o Rancho Folclórico Dançar é Viver esteve sediado durante 12 anos na Freguesia da Falagueira. Atualmente, possui nova sede social na Freguesia da Encosta do Sol, também no concelho da Amadora.

O seu Festival de Folclore realiza-se todos os anos inserido nas comemorações do aniversário do Município da Amadora e da freguesia onde se encontra sediado. E, é com bastante empenho que, através dos seus cantares, danças e dos seus trajes, representa condignamente o Minho na vertente do folclore e da etnografia, contribuindo para a aproximação dos minhotos que vivem na região e na preservação da sua cultura.

Desde a sua criação, o Rancho Folclórico Dançar é Viver tem participado em centenas de festas e romarias por todo o país, além de várias representações no estrangeiro, de entre as quais se destacam as realizadas em Espanha, França e Luxemburgo.

DSCF1972 (2)

DSCF9637

10644957_10203394729641780_6377600244493067048_n.jpg

48996027_2383803098359821_3580255970254651392_n

ARROZ DE SARRABULHO COM ROJÕES À MODA DE PONTE DE LIMA VAI TER LUGAR EM LOURES - É UM VERDADEIRO FESTIVAL DE GASTRONOMIA!

Estão quase esgotadas as inscrições para o almoço de arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima e a alheira de galo, numa iniciativa do Grupo Folclórico Verde Minho em parceria com os restaurantes de Ponte de Lima. Mas, praticamente metade das inscrições já estão asseguradas, devendo as mesmas ficarem esgotadas dentro de pouco tempo!

IMG_6274

A iniciativa vai ter lugar no próximo dia 3 de Fevereiro em Loures, a ter lugar na cantina da Câmara Municipal de Loures.

Sob a experiente batuta do Chefe Paulo Santos, da Casa de S. Sebastião, na freguesia limiana de S. Pedro de Arcos, espera-se uma adesão bem mais superior à verificada no ano passado. Os comensais vão ter a oportunidade de saborear uma das requintadas obras do paladar da gastronomia minhota e portuguesa em geral – o arroz de sarrabulho com rojões à moda de Ponte de Lima!

Trata-se, realmente, de uma iniciativa a não perder e cuja inscrição não deve ser relegada para mais tarde… os contactos são os seguintes:

- Teotónio Gonçalves – 964 006 657

- Mário Oliveira – 914 080 246

CapturarAlmoçoSarrabulho2019 (1).PNG