Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PROF. DOUTORA TERESA SOEIRO VAI A LOURES FALAR SOBRE “O CORPO DE DEUS EM PENAFIEL E A SINGULARIDADE DOS SEUS BAILES”

A conferência insere-se no programa do FolkLoures’19, numa organização do Grupo Folclórico Verde Minho que conta com o apoio da Câmara Municipal de Loures

“O Corpo de Deus em Penafiel e a singularidade dos seus bailes” é o tema da conferência que a Prof. Doutora Teresa Soeiro vai proferir em Loures no próximo dia 30 de Junho, a partir das 15 horas, no Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte, local onde habitualmente reúne a Assembleia Municipal de Loures.

Capturar3CONF19.PNG

Por sua vez, o Município de Penafiel far-se-á representar pela Dra. Rosário Marques, Coordenadora do Serviço Educativo e de Gestão de Colecções do Museu Municipal de Penafiel, que há vários anos tem acompanhado o processo de recuperação dos Bailes do Corpo de Deus.

Entretanto, para além das suas danças e cantares tradicionais, o Grupo Folclórico de Penafiel traz no dia 6 de Julho, ao FolkLoures uma das tradições mais genuínas e pouco conhecidas da sua região – o Baile dos Pedreiros!

Natural do Porto, Prof. Doutora Teresa Soeiro é Licenciada em História e Doutorada em Pré-História e Arqueologia, com Pós-Graduação em Museologia pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde exerce a sua actividade docente desde 1981, leccionando diversas disciplinas nos cursos de licenciatura, mestrado e doutoramento em Arqueologia e Estudos do Património.

Professora Associada do Departamento de Ciências e Técnicas do Património da FLUP, é actualmente investigadora integrada do CITCEM – Centro de Investigação Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória”.

Foi Directora do Museu Municipal de Penafiel entre 1985 e 2007, e Chefe de Projecto requisitada pelo Ministério da Cultura para a Estrutura de Projecto do Museu do Douro de 2001 a 2004.

Ao longo do seu percurso profissional e académico tem-se dedicado às áreas temáticas do Património relacionadas com a Arqueologia, a Etnografia e o Património Imaterial, sendo autora de livros e artigos científicos publicados em Portugal e no estrangeiro, tendo igualmente comissariado diversas exposições permanentes e temporárias em vários espaços museológicos.

Dirigiu e participou ainda de escavações arqueológicas no Norte de Portugal e na Galiza, com particular destaque para o Castro de Monte Mozinho, das quais foi Directora Científica entre 1981 e 1999, e Coordenadora do Projecto de Valorização e Dinamização do Parque Arqueológico de Monte Mozinho

Recebeu várias distinções ao longo da sua carreira, nomeadamente o Prémio de Valor e Mérito, atribuído pela Associação de Amigos do Museu Municipal de Penafiel em 2015, o Prémio Pedrón de Honra 2014, atribuído pela Fundación Pedrón de Ouro (Galiza), a Medalha de Honra da Freguesia de Eja e título de Cidadã Honorária atribuído pela Junta de Freguesia de Eja em 2014,e a Medalha de Ouro do Concelho de Penafiel, proposta pela Câmara Municipal e aprovada por unanimidade e aclamação na Assembleia Municipal de Penafiel, em 2000.

Cartaz-2019 (34).jpg

PROGRAMA DO FOLKMONÇÃO É APRESENTADO AMANHÃ À COMUNICAÇÃO SOCIAL NO PALÁCIO DA BREJOEIRA

O FolkMonção "O Mundo a Dançar" decorre entre os dias 27 de julho e 4 de agosto de 2019 com a participação de grupos estrangeiros, vindos de várias regiões do globo, que vão atuar em diversos concelhos do Alto Minho e da Galiza. Todos os espetáculos são gratuitos.

ConviteMundodan.jpg

Considerado um dos melhores do país, este festival reúne milhares de pessoas nas várias atuações, contando com a participação de perto de meio milhar de elementos dos agrupamentos presentes e mais de cem voluntários que servem como interpretes e guias do festival. 

Além dos espetáculos de dança e música, “O Mundo a Dançar” engloba cerimónia de receção, realização de desfiles e ateliês de dança promovidos pelos agrupamentos presentes. O objetivo é proporcionar bons momentos às populações locais e promover um encontro de culturas entre os participantes.

A apresentação do programa à comunicação social tem lugar amanhã, no Palácio da Brejoeira, em Monção.

FOLKMONÇÃO PÕE O MUNDO A DANÇAR

Apresentação do FolkMonção “O Mundo a Dançar”, no Palácio da Brejoeira. 14 de junho, sexta-feira, pelas 16h00

O FolkMonção "O Mundo a Dançar" decorre entre os dias 27 de julho e 4 de agosto de 2019 com a participação de grupos estrangeiros, vindos de várias regiões do globo, que vão atuar em diversos concelhos do Alto Minho e da Galiza. Todos os espetáculos são gratuitos.

Convitefolkmonçao19.jpg

Considerado um dos melhores do país, este festival reúne milhares de pessoas nas várias atuações, contando com a participação de perto de meio milhar de elementos dos agrupamentos presentes e mais de cem voluntários que servem como interpretes e guias do festival. 

Além dos espetáculos de dança e música, “O Mundo a Dançar” engloba cerimónia de receção, realização de desfiles e ateliês de dança promovidos pelos agrupamentos presentes. O objetivo é proporcionar bons momentos às populações locais e promover um encontro de culturas entre os participantes.