Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO LANÇA MOSTRAS COMUNITÁRIAS PARA VALORIZAR O TERRITÓRIO

As próximas mostras comunitárias realizam-se já neste fim de semana 16 e 17 de março, em Outiz e a 24 de março, na freguesia de Abade de Vermoim

As mostras associativas que, desde há cinco anos, têm vindo a animar os fins-de-semana nas freguesias do concelho de Vila Nova de Famalicão cresceram, ganharam maturidade e envolvem cada vez mais participantes abrangendo toda a comunidade local, numa festa de tradições e costumes populares, mas também na apresentação de novos projetos e ideias. As mostras associativas evoluíram para mostras comunitárias e assentam precisamente na valorização da comunidade, enquanto espaço de interação e partilha.

Mostras associativas.jpg

Promovidas pelo município, através do Gabinete do Associativismo e em parceria com as Juntas de Freguesia, estas iniciativas surgiram no início do primeiro mandato de Paulo Cunha no seguimento do desafio assumido pela Câmara Municipal de apoiar as freguesias do concelho e as suas associações na organização de eventos de promoção e valorização da sua identidade.

“O êxito alcançado pelas mostras associativas superou todas as nossas expetativas, porque mobilizaram e uniram as comunidades, valorizando os territórios e as suas gentes”, explica o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha. “Com a promoção das mostras comunitárias estamos a alargar o leque das participações nestes eventos a toda a comunidade, criando verdadeiras alavancas de desenvolvimento local”.

Assim, a partir de agora as mostras comunitárias irão integrar as associações formais e informais, mas também os artesãos e colecionadores, os restaurantes e um mercado local constituído por produtores de hortícolas, frutas e pecuária, mas também produtos transformados como licores, compotas, enchidos e queijos, entre outros.

O programa de atividades e de animação será desenvolvido pela comunidade e haverá também espaço para iniciativas lúdicas, como os jogos tradicionais e clássicos, pinturas e insufláveis.

“É uma nova filosofia assente na comunidade, no desenvolvimento do território e na valorização de uma cultura de compromisso em prol do bem comum, da coesão e da cooperação”, acrescenta Paulo Cunha.

As próximas mostras comunitárias realizam-se já neste fim de semana 16 e 17 de março, em Outiz e a 24 de março, na freguesia de Abade de Vermoim.

DSC_3033.jpg

Oldtrading APOSTA EM MARCA PRÓPRIA PARA MATERNIDADE

O nicho de mercado da maternidade é a nova aposta da Oldtrading. A empresa famalicense tem como objetivo concretizar ainda em 2019 o lançamento de uma marca própria para o segmento pré-mamã e pós-mamã, investindo na apresentação de uma linha de vestuário seamless em que é especialista.

Oldtrading(1).jpg

“Vamos realizar uma operação de marketing bem estruturada. Produzindo para o casual, o sportswear e a modelação, ao criar uma marca para essas áreas, podíamos colidir com os nossos clientes, que já contam connosco. Trabalhando com a maternidade, o pré-mamã e o pós-mamã, reservamos para nós o desenvolvimento dessa área de negócio com a nossa marca”, avança o CEO, Rui Gordalina.

A Oldtrading foi criada em 2008 a pensar no underwear, mas o sportswear é atualmente a grande aposta da empresa sediada em Vila Nova de Famalicão. Só em 2018, o sportswear cresceu 10%, representando agora cerca de 25% do que se produz na Oldtrading. “Em 2019, acreditamos que vamos conseguir crescer mais 20%”, adianta.

No âmbito de um projeto de inovação produtiva em que está envolvida, a Oldtrading adquiriu três novos teares “com características de última geração, preparados para trabalhar com elastano e fios especiais”, adianta. Foi um investimento que rondou os 300 mil euros, comparticipados pelo Portugal 2020.

Com 50 trabalhadores, dos quais seis se dedicam exclusivamente ao I&D, a Oldtrading exporta 95% do que produz, essencialmente para os países nórdicos e para a Europa Central, com exceção da Alemanha, mercado que a empresa quer conquistar.

Uma das armas para potenciar a exportação é a aposta na sustentabilidade. A pensar nisso, desenvolveu recentemente duas fibras sintéticas inovadoras: uma reciclável e outra biodegradável. 

Em 2019 o objetivo é crescer em volume de negócios. “Queremos continuar o caminho de incorporação de clientes com produtos técnicos. Em 2018 atingimos os 800 mil euros em produtos técnicos e acreditamos que este ano iremos atingir um milhão de euros só em produtos técnicos”, conclui Gordalina.

Oldtrading(2).jpg

FAMALICÃO ESTREIA "VIDA NO CAMPO"

Ensaio para a Imprensa antecipa mais uma estreia. Comunicação Social convidada a assistir a ensaio de “A Vida no Campo”

A Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão prepara o espetáculo A Vida no Campo, que vai estrear no dia 21 do corrente neste teatro municipal.

A Vida no Campo.jpg

Trata-se da mais recente coprodução da Narrativensaio-AC e da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão e que marca a programação cultural deste mês.

No final do ensaio, o elenco estará disponível para prestar declarações à imprensa.

“Dizem os estudos que, dentro de menos de 30 anos, para cima de 70 por cento da população ocidental estará concentrada nas grandes cidades. Abandonará o campo e a chamada província, e com isso acentuar-se-á o declínio de modos de vida.”

A Vida no Campo é uma adaptação livre do diário homónimo de Joel Neto, autor também (entre outros) dos romances “Arquipélago” e “Meridiano 28”.

Com encenação de Luísa Pinto, interpretações de António Durães e Filipa Guedes e participação especial de Fernando Alves, jornalista e radialista, A Vida no Campo é a história de uma crise conjugal. O texto é da autoria de Joel Neto Catarina Ferreira de Almeida, os dois protagonistas do livro a que vai buscar o nome. Põe em oposição a vida urbana e a vida rural, usando como epítome a vida insular – que é talvez um pouco de ambas – mas determinado sobretudo a decifrar o que, no diálogo e nos silêncios estabelecidos entre as duas (ou as três), as separa e aproxima.

Ficha técnica

Texto Joel Neto e Catarina Ferreira de Almeida

Encenação Luísa Pinto

Interpretação l António Durães, Filipa Guedes e Fernando Alves

Espaço Cénico e Figurinos Luísa Pinto

Luz Bruno Santos

Conceção Vídeo Luísa Pinto

Captação e Edição Vídeo Carlos Coelho Costa

Ambientes Sonoros Carlos Tê

Edição e Mistura Sonoplastia Pedro Vidal

Fotografia de Projeto Paulo Pimenta

Assistente de Produção Cláudia Pinto

Coprodução Narrativensaio-AC e Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão

DATAS DE APRESENTAÇÃO:

21, 22  e 23 março l Casa das Artes de Famalicão (ESTREIA)

11 de abril l Castelo Branco l Cine Teatro Avenida

13 de abril l Bragança l Teatro Municipal

26 e 27 de abril l Almada l Teatro Municipal Joaquim Benite

4 de maio l Ilha Terceira l Auditório do Ramo Grande

11 de maio l Ilha S. Miguel l Teatro Micaelense  

FAMALICÃO MOSTRA-SE NA BTL

Bolsa de Turismo de Lisboa decorre de 13 a 17 de março na FIL, Parque das Nações

O município de Vila nova de Famalicão vai marcar presença na próxima edição da Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), que decorre de 13 a 17 de março na FIL, Parque das Nações.

Capturarfamgastr.PNG

O município terá um stand próprio, com nove metros quadrados, no Espaço da Turismo do Porto e Norte de Portugal articulando-se com o MINHOIN. Em destaque, estará a gastronomia famalicense, através da apresentação da iniciativa “Dias à Mesa”, que conjuga as melhores iguarias com a agenda de animação cultural do município, inserindo-se no eixo da Gastronomia e Vinhos. No âmbito do Touring Cultural e Paisagístico, Famalicão irá apresentar a Rota Camilo, um projeto que envolve a Casa Museu Camilo Castelo Branco.

Na quinta-feira, dia 14, a partir das 16h00, as potencialidades famalicenses estarão em evidencia no certame com a apresentação da Estratégia Famalicão Turismo 2020 e dos produtos turísticos. De seguida será promovido um Showcooking com o Chef Renato Cunha, do Restaurante Ferrugem, dirigido a profissionais e operadores turísticos.

Entretanto, no sábado, 16 de março, irá decorrer mais um momento promocional de Vila Nova de Famalicão, pelas 18h30, com a participação do Grupo “Os Delanenses” e com um momento de degustação de produtos locais (vinhos, queijos e enchidos), dirigido ao público em geral.

“A presença de Vila Nova de Famalicão na Bolsa de Turismo de Lisboa é muito importante para nós e para a nossa estratégia turística e económica”, afirma a propósito o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, acrescentando que “a BTL é a maior montra de promoção turística a nível nacional e Famalicão têm que se posicionar enquanto um destino turístico a descobrir”.

A BTL arranca na quarta-feira e vai contar com quatro pavilhões, sendo considerada a maior de sempre. Nos primeiros dois dias é dedicada aos profissionais, abrindo ao público em geral a partir de sexta-feira às 17h00.

Promovida pela Fundação AIP e realizada na Feira Internacional de Lisboa desde 1989, a BTL é reconhecida no sector como o evento mais importante na área do turismo em Portugal e como um ponto de encontro de profissionais. A BTL tem também vindo a reforçar a sua presença no calendário de feiras internacionais de turismo.

Capturarcamilfam.PNG

MUNICÍPIO DE FAMALICÃO VAI DAR NOVA VIDA AO CENTRO URBANO COM REGENERAÇÃO DA ÁREA CENTRAL

Abertura da discussão pública de renovação do Centro Urbano de Famalicão, quinta-feira, 14 de março, pelas 21h00, na Fundação Cupertino de Miranda

Criar condições de atratividade do Centro da Cidade de Vila Nova de Famalicão, colocando as pessoas como prioridade do centro urbano. É esta em linhas gerais a filosofia que está na base da proposta de revitalização e requalificação da Praça Dona Maria II, Praça Mouzinho de Albuquerque e ruas adjacentes, cujas linhas orientadoras da intervenção a Câmara Municipal vai levar para discussão pública.

DSC_0319.JPG

O lançamento da discussão e da troca de ideias sobre o processo da revitalização dos Espaços Públicos da Área Central da Cidade, vai ser feita na próxima quinta-feira, 14 de março, pelas 21h00, em cerimónia pública a realizar no auditório da Fundação Cupertino de Miranda. O período formal de discussão pública realizar-se-á por um período de 15 dias a contar da data da publicação em Diário da República.

A intervenção que se pretende fazer insere-se no âmbito do desenvolvimento do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, que prevê a promoção de estratégias de baixo teor de carbono na cidade, a melhoria do ambiente urbano e a sua revitalização e a recuperação de espaços públicos. Neste contexto insere-se a obra de reabilitação do Mercado Municipal, que foi adjudicada no passado dia 7 de março, em Reunião de Câmara, e a criação de uma rede de ciclovias urbanas, entre outras ações.

“Trata-se de uma intervenção de fundo que vai criar condições para que, do ponto de vista económico, do recreio e do lazer, daquilo que é a capacidade de acolhimento do centro da cidade, haja uma melhoria muito substancial em Vila Nova de Famalicão”, refere a propósito o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha. E acrescenta: “As cidades são para as pessoas que devem ter condições para desfrutarem dos espaços públicos”.

DSC_0325.JPG

HOTÉIS RURAIS DE PORTUGAL PROPORCIONAM EXPERIÊNCIAS RURAIS A OPINIONS MAKERS INGLESES

Visita decorre de 10 a 13 de março na Região Centro de Portugal

A Associação de Hotéis Rurais de Portugal organiza de 10 a 13 de março mais uma missão inversa no âmbito da campanha “Portuguese Rural Experiences 360º”, que tem como objetivo a promoção e divulgação do turismo rural enquanto destino de excelência com experiências inesquecíveis durante todos os dias do ano.

cartazhotfam.jpg

Ao longo de 4 dias, um grupo de blogers e jornalistas oriundos do Reino Unido terão a oportunidade de explorar a Região do Centro e vivenciar autênticas experiências rurais (alojamento, gastronomia e animação turística) em Arouca, Viseu, Figueira da Foz e Aveiro, entre outros.

A campanha de internacionalização “Portuguese Rural Experiences 360º” associa as quatro estações do ano com os elementos ar, água, terra e fogo e relaciona-as com quatro conceitos de experiências: explorar, sentir, viver e saborear. É possível encontrar-se todas estas experiências durante todos os dias do ano na Rede de Hotéis Rurais de Portugal.

FAMALICÃO QUER DIÁSPORA EM REDE DE PARTILHA E DE CUMPLICIDADE

Projeto apresentado no lançamento da segunda geração do Gabinete de Apoio ao Emigrante com a presença do Secretário de Estado

Os famalicenses que estão espalhados pelo mundo têm a partir de agora um novo lugar onde se podem encontrar diariamente, partilhar experiências e apoiar mutuamente. Trata-se de uma nova plataforma digital lançada pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e que pretende aproximar cidadãos famalicenses que se encontrem a residir e trabalhar fora do país.

“Queremos encurtar distâncias em todos os sentidos. Aproximando os famalicenses da sua terra através da partilha de informações e de notícias, fortalecendo os laços de pertença, mas também aproximá-los uns dos outros, porque na realidade estão muitas vezes perto, mas sem terem conhecimento, e assim criar condições para que possam ajudar-se reciprocamente, integrando uma rede de partilha de experiências e de promoção de relações de cooperação profissional e empresarial com parceiros do município”, explicou o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha.

O novo projeto “Famalicenses pelo Mundo” foi apresentado pelo autarca à margem da cerimónia de assinatura do protocolo com a Direção-Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas, para a criação do Gabinete de Apoio ao Emigrante de segunda geração, que contou a presença do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

A nova plataforma já está disponível a partir do portal oficial do município emwww.vilanovadefamalicao.org, dando a possibilidade aos emigrantes de se registarem e se associarem a este projeto comunitário. Para facilitar o contacto e a partilha de experiências e de informações está já também disponível uma página na rede social Facebook com o nome Famalicenses no Mundo.

Este é um projeto que vai de encontro também às novas funções e tarefas do Gabinete de Apoio ao Emigrante de 2.ª geração lançado nesta sexta-feira e que funciona no Balcão Único de Atendimento, do município.

De acordo com o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, esta nova geração de Gabinetes de Apoio ao Emigrante pretende acrescentar novas funções no âmbito do investimento e da economia. “Até agora estes gabinetes tinham uma função essencialmente social, apoiando nomeadamente no que diz respeito à recuperação de pensões e subsídios, também na formação, reconhecimento e validação de competências educativas, assim como na importação de bens pessoais. A partir de agora, os gabinetes vão inserir uma unidade de apoio ao investidor da diáspora, assumindo funções económicas e apoiando e promovendo o investimento”.

O governante destacou a “força da diáspora na internacionalização económica e na atração de investimento estrangeiro”, fazendo a ligação com as exportações e com o turismo. “As exportações crescem mais para os países onde existem comunidades portuguesas, sendo um motor de internacionalização do país”, por outro lado “os portugueses no estrangeiro são uma força motriz de atração de investimento que se verifica também no setor do turismo, com cerca de 25 por cento dos que visitam Portugal com ascendentes portugueses”.

José Luís Carneiro adiantou ainda que “o contributo da diáspora para a capitalização do país faz-se também com as remessas financeiras que todos os anos atingem números muitos impressionantes, e que este ano ultrapassaram os 3 mil e oitocentos milhões de euros”, e que “nos últimos dez anos a diáspora transferiu perto de 35 mil milhões de euros para Portugal”.

Refira-se que o Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) de Vila Nova de Famalicão foi criado em 2009 mediante um protocolo entre o município de Vila Nova de Famalicão e a Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas.

JOANE JÁ TREINA À LUZ... LED!

GD Joane ganha melhores condições de treino com nova iluminação LED

Nem só de um bom relvado vive um campo de futebol. Foi com este pensamento que a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão avançou recentemente com um conjunto de obras de beneficiação em vários recintos desportivos do concelho, entre eles o do Grupo Desportivo de Joane, que esta quinta-feira, dia 7, inaugurou o seu novo sistema de iluminação LED.

DSC_0228.jpg

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, esta intervenção, que implicou um investimento municipal de 30 mil euros, vem trazer melhores condições de treino para os cerca de 280 atletas da formação e equipa sénior do clube. “Todo o relvado reúne agora condições para que os treinos decorram com qualidade e, sobretudo, com segurança, porque o défice de iluminação estava na origem de algumas lesões”, disse o edil.

Com esta intervenção o presidente do Grupo Desportivo de Joane, Custódio Baptista, espera que o clube consiga cativar mais atletas. Concluída que está mais uma etapa, o dirigente do Joane aponta já baterias para o futuro: “Não vamos parar, temos mais obra para fazer”, referiu.

Recorde-se que para além desta inauguração em Joane, na semana passada Paulo Cunha inaugurou as obras de requalificação dos balneários e o novo sistema de iluminação LED da União Desportiva de Calendário. Neste mês de março serão ainda inauguradas as intervenções realizadas nos campos do Bairro Futebol Clube, Clube Desportivo de Lousado e Grupo Desportivo de Cavalões.

No total, estas cinco intervenções implicaram um investimento municipal de cerca de 140 mil euros.

DSC_0272.jpg

FAMALICÃO: FRADELOS CUMPRIU A TRADIÇÃO!

Só com muita força de vontade, persistência e determinação é possível manter as tradições ao longo dos tempos. Foi assim em Fradelos, na noite da passada terça-feira, com a Queima dos Galheiros. Com muito frio, muita chuva e muito vento e com o Entrudo a lutar para não arder.

No final da noite queimavam os galheiros e a tradição cumpria-se. Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, que marcou presença em Fradelos trata-se de “uma tradição muito importante que significa a preservação de uma cultura e de costumes ancestrais”.

Construção do Galheiro.JPG

Refira-se que ao longo do dia, em vários lugares da freguesia, a população saiu à rua amontoando os restos das sementeiras, os galhos velhos das árvores e o silvado, no topo coloca-se um boneco a quem se chama entrudo e pega-se fogo. Os galheiros chegam a atingir os 15 metros de altura.

A Queima do Galheiro assinala, assim, o final das festividades carnavalescas e o início da quaresma pascal. Nos últimos anos, a tradição tem ganho dimensão e qualidade, muito graças ao trabalho incentivador promovido pela Associação Juvenil de Fradelos Koklus em parceria com a Junta de Freguesia que tem procurado envolver as novas gerações na iniciativa.

Galheiro da Povoação (2).jpg

FAMALICÃO TEM MAIS RESPOSTAS PARA OS NOVOS EMIGRANTES E DIÁSPORA

Assinatura de protocolo com a Direção-Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas, realiza-se esta sexta-feira, pelas 10h00, no Salão Nobre, com a presença do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, convida os órgãos de comunicação social para a assinatura do protocolo com a Direção-Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas, para a criação do Gabinete de Apoio ao Emigrante de segunda geração. A cerimónia realiza-se esta sexta-feira, dia 8 de março, pelas 10h00, no Salão Nobre do município e conta com a presença do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

article_63484.jpg

Refira-se que Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) de Vila Nova de Famalicão foi criado em 2009 e com este salto para a segunda geração  passará a dispor de outras valências, nomeadamente de aconselhamento aos utentes sobre matérias relacionadas com investimento em Portugal, em articulação com o Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora (GAID), integrado na Direção-Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas, que está vocacionado para identificar, apoiar e facilitar o micro e pequeno investimento com origem nas Comunidades Portuguesas em Portugal.

Os GAE têm por missão apoiar cidadãos portugueses que tenham estado emigrados, pretendendo responder às questões inerentes ao seu regresso e reintegração em todas as suas vertentes: social, jurídica, profissional e educativa, entre outras, mas também apoiam os cidadãos que continuam a viver no estrangeiro. Os GAE prestam ainda apoio aos cidadãos que pretendem iniciar um processo migratório, para que possam sair do país na posse de mais informação útil sobre o país de destino.

Esta aproximação, apoio e interação com  diáspora famalicense é mesmo uma das principais apostas do município de Vila Nova de Famalicão, como o município a avançar inclusivamente com o projeto Famalicenses no mundo que vai amanhã ser explicado pelo Presidente da Câmara Municipal no decurso da cerimónia.

Foto: Expresso

FAMALICÃO APELA PARA CONSUMO SUSTENTÁVEL

Mercado da Primavera e Encontro Troca de Sementes apelam para um consumo mais sustentável

Realiza-se este domingo, dia 10 de março, o 8.º encontro Troca de Sementes de Famalicão, uma iniciativa promovida pela Associação Famalicão em Transição em parceria com a Câmara Municipal, com o objetivo de promover a recolha e partilha de sementes, de forma a contribuir para a preservação da biodiversidade das variedades alimentares tradicionais e cada vez mais raras.

A iniciativa decorrerá na Central de Camionagem de Famalicão, entre as 14h00 e as 17h00, e desta vez estará também associada à realização de um “Mercado da Primavera”, com a presença de vários projetos, produtos e serviços que apelam para um consumo mais consciente, sustentável e biológico, com menos desperdício e menos lixo.

Estão já confirmadas as presenças dos seguintes projetos: BeWell Reflexologia, Bionutriline, Caseira Nova, Cindinha Bulk Store, Green Diamond, Horticultura Terapêutica, KOLLIB, Mãe Natureza, Marta Carvalho - Taças Tibetanas, Mimos da Natureza, Quinta do Vinhal Papelaria, Rosário Castro - Lavores, Saardinha, SÁBio Sustentabilidade Ambiental Biológica e Yogurtnest.

Quanto ao programa do evento, nota para a realização do workshop “Enxertia”, entre as 10h00 e as 12h30, onde serão dadas a conhecer as diferentes técnicas de enxertia mais utilizadas na agricultura.

A abertura do Mercado da Primavera e da Troca de Sementes está marcada para as 14h00, com a conversa “Transição Para Um Consumo Mais Consciente”.

A entrada é livre.

FAMALICÃO SENSIBILIZA PARA O AMBIENTE ATRAVÉS DO CINEMA

Ambientar-se exibe “O homem que plantava árvores”

A sessão deste mês do “Ambientar-se” está agendada para o dia 15, sexta-feira, e volta a ir ao encontro do público estudantil. “O Homem que plantava árvores” é o filme escolhido para a sessão deste mês da iniciativa, cuja dinamização está a cargo da Associação Famalicão em Transição, na Escola Básica D. Maria II.

“O Homem Que Plantava Árvores” conta a história de Elzéard Bouffier, um pastor de ovelhas, que durante anos cultivou uma floresta num vale desolado nos Alpes franceses. O narrador é um jovem viajante, que um dia encontra este homem nas suas viagens e acompanha a mudança na paisagem no decorrer dos anos. O filme de animação, de Frédéric Back, é baseado no conto homónimo de Jean Giono, e ganhou o Óscar de Melhor Curta-Metragem de Animação.

O ciclo de cinema “Ambientar-se” é promovido pelo Município de Famalicão, através do Parque da Devesa, e pretende despertar a atenção dos famalicenses para as causas e consequências dos problemas ambientais que o planeta enfrenta.

Recorde-se que depois de algumas saídas do Parque da Devesa em 2017 e 2018, este ano as sessões do “Ambientar-se” vão passar a realizar-se também nas escolas, tentando captar a atenção dos jovens para esta problemática.

A iniciativa começa às 10h00 e tem entrada livre.

FAMALICÃO TEM 16 ALUNOS NA FASE INTERMUNICIPAL DO CONCURSO NACIONAL DE LEITURA

Famalicão com 16 alunos na fase intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura 2019

Estão apurados os alunos que vão representar o concelho de Vila Nova de Famalicão na Fase Intermunicipal do Concurso Nacional de Leitura, uma iniciativa lançada pelo Plano Nacional de Leitura, pela Direção-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas e pela Rede de Bibliotecas Escolares, em articulação com as autarquias e os agrupamentos de escolas.

20190218_161838.jpg

A Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco acolheu a eliminatória concelhia deste concurso, onde participaram os 47 alunos apurados no 1.º momento, designado de “Prova nas Escolas”, em representação dos diferentes níveis de ensino dos Agrupamentos de Escolas de Vila Nova de Famalicão. Os alunos participantes nesta fase do concurso foram sujeitos à realização de uma prova escrita, eliminatória, sobre as obras que estavam a concurso e, posteriormente, a uma prova oral que compreendia uma prova de leitura expressiva, uma prova de argumentação e uma prova de conhecimento das obras.

No final da realização de todas estas eliminatórias, o júri da prova composto por José Moreira da Silva, António Pires e Hilário Pereira, na presença do Vereador da Educação e Conhecimento, Leonel Rocha, e do patrocinador dos prémios, António Melo, em representação da Livraria e Papelaria Fontenova, anunciou o nome dos 16 alunos vencedores, 4 por cada ciclo, que seguirão à fase seguinte do Concurso Nacional de Leitura, a Fase Intermunicipal.

Os alunos vencedores do 1º CEB foram Margarida Nunes Maia (Agrupamento de Escolas D. Maria II), Camila da Silva Carvalho (Agrupamento de Escolas D. Sancho I), Martim Branco Barroso (Agrupamento de Escolas de Padre Benjamim Salgado) e Ana Miguel Felgueiras Moreira Antunes (Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco); do 2º CEB foram apurados António Guerreiro Azoia (Agrupamento de Escolas de Padre Benjamim Salgado), Leonor Peniche Sousa (Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco), Pedro Afonso Martins Vale (Agrupamento de Escolas de Padre Benjamim Salgado) e Ana Leonor Mendes de Castro (Agrupamento de Escolas de Pedome); os vencedores do 3º CEB foram Maria Alves Gonçalves (Didáxis, Cooperativa de Ensino de Riba de Ave), Afonso Tiago Carvalho Ribeiro (Agrupamento de Escolas de Gondifelos), Tatiana Sofia Pinto Pereira Ribeiro (Agrupamento de Escolas de Gondifelos) e Francisca Machado (Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco); por último, os vencedores do Ensino Secundário foram Margarida Carneiro (Agrupamento de Escolas D. Sancho I), Margarida Silva Oliveira (Agrupamento de Escolas de Padre Benjamim Salgado), Inês Fonseca (Agrupamento de Escolas D. Sancho I) e Joana Faria (Didáxis, Cooperativa de Ensino de Riba de Ave).

Estes alunos participarão na Fase Intermunicipal do concurso, que realizar-se-á, este ano, em Vila Nova de Famalicão, no dia 29 de abril.

CASA DA JUVENTUDE DE FAMALICÃO É "VIVEIRO DE IDEIAS"

Há um ‘Viveiro de Ideias’ na Casa da Juventude de Famalicão: Inscrições para o programa de desenvolvimento de ideias empreendedoras decorrem de 11 a 28 de março

A Casa da Juventude de Vila Nova de Famalicão vai ajudar os jovens do concelho a tirarem as suas ideias do papel e a empreenderem. O ‘Viveiro de Ideias Gerador’ é um programa de desenvolvimento de ideias empreendedoras e criativas destinado aos jovens até aos 35 anos, promovido pelo pelouro da Juventude e pelo Famalicão Made IN.

Casa da JuventudeFam.jpg

A primeira fase do projeto decorre entre os meses de março e maio e é destinada à apresentação de candidaturas e à participação num conjunto de oficinas.

As candidaturas ao ‘Viveiro de Ideias Gerador’ decorrem entre 11 e 28 de março e poderão ser apresentadas de forma individual ou em grupo, mediante o preenchimento de um formulário disponível no site da Casa da Juventude, em www.juventudefamalicao.org. Já a oficina de ideias decorrerá nos meses de abril e maio, em horário pós-laboral, na Casa da Juventude, dividida em três módulos: desenvolvimento de ideia, desenvolvimento do projeto e modelo de negócio.

Selecionadas as candidaturas, segue-se uma fase de desenvolvimento e aprofundamento da ideia, com ações de mentoria e networking e uma última fase de teste e aplicação que passa pela colocação em prática da ideia/projeto.

Refira-se que os promotores das ideias e projetos inseridos no ‘Viveiro de Ideias Gerador’ dispõem de um conjunto de apoios, sem quaisquer custos, para o desenvolvimento, maturação e estruturação dos mesmos, nomeadamente o acesso a um conjunto de ações de qualificação no âmbito do programa do Viveiro e a um espaço de coworking na Casa da Juventude.

Estimular atitudes e competências empreendedoras e criativas e apoiar os jovens ao nível de conhecimentos, metodologias e instrumentos relacionados com a criação e desenvolvimento de ideias/projetos inovadores são alguns dos objetivos do programa.

SENIORES DE FAMALICÃO MOSTRAM QUE FOLIA NÃO TEM IDADE

Carnaval Sénior com cerca de um milhar de participantes

No Carnaval de Famalicão, a folia não tem idade e a imaginação não tem limites. Isso mesmo ficou provado esta tarde, no Carnaval Sénior que decorreu no Pavilhão Municipal, com cerca de um milhar de participantes.

image60104.jpeg

Em grupo ou individual, todos participam com os seus disfarces carregados de criatividade, cor e muita alegria. É o caso de Jacinta Alves de 63 anos de idade, que costurou o seu próprio vestido de Branca de Neve. “Gosto muito desta festa e não podia faltar” assegurou, referindo que “este ambiente de alegria e convívio dá saúde e anos de vida”. “Desde há seis anos que não perco um Carnaval Sénior”, salientou.

image60113.jpeg

Também para Maria José Machado “esta é uma das tardes mais divertidas do ano”. Desta vez, decidiu colar uma mensagem muita séria à folia carnavalesca, utilizando o seu disfarce para chamar a atenção para a violência doméstica. “Todos os dias vejo notícias sobre a violência doméstica e achei que podia fazer alguma coisa para sensibilizar as pessoas”.

O presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, não quis ficar de fora e juntou-se à festa deixando uma mensagem aos seniores para que “vivam a vida sempre com este espírito de alegria e convívio”. “Participem nas atividades do município, saiam de casa e divirtam-se!”

O Carnaval Sénior contou com a presença de cerca de 16 instituições famalicenses e muitos seniores da comunidade. Depois do desfile sempre muito divertido, começou o baile com animação de um DJ. No final foram anunciados os prémios de Melhor Fantasia, Melhor Grupo e Melhor Folião.

image60086.jpeg

FAMALICÃO LANÇA ESTRATÉGIA PARA CATIVAR MAIS TURISTAS

Estratégia para a promoção turística do concelho foi apresentada ontem

Gastronomia e vinhos, animação turística e eventos, touring cultural e paisagístico e turismo industrial e de negócios. Estes são os quatro eixos da estratégia “Famalicão Turismo 2020” que pretende colocar o concelho famalicense no mapa turístico nacional e internacional.

image60026.jpeg

A nova estratégia para a promoção turística do concelho foi apresentada esta quinta-feira, 28 de fevereiro, em Famalicão, numa sessão pública que contou com a presença do presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP), Luis Pedro Martins, e de vários agentes locais, sobretudo da área gastronómica e cultural, como o Chef Renato Cunha do restaurante Ferrugem.

Para o presidente da autarquia, Paulo Cunha, Vila Nova de Famalicão tem tudo para se atrever a ser uma cidade com potencial turístico. Para isso, explica, “estamos a valorizar o que temos e somos e que merece ser levado além-fronteiras - os nossos produtos, tradições, gastronomia, acervo museológico, as nossas atividades e eventos, a nossa pujança industrial -  num trabalho em rede, de interação e cooperação para o qual são também chamados os nossos parceiros locais, sejam eles restaurantes, programadores culturais, entre outros”.

Uma estratégia elogiada pelo responsável do TPNP, para quem “Famalicão tem tudo para dar certo”.

“Aquilo que Famalicão tem é muito. Tem um pouquinho de tudo aquilo que a nossa região tem e temos que fazer chegar tudo isto aos turistas, mas sem uma estratégia e sem um plano ninguém consegue fazer nada”, referiu Luis Pedro Martins.  

O plano de ação ontem apresentado pretende proporcionar experiências únicas e significativas aos visitantes, aumentar a duração da estadia média do turista, reconhecer e valorizar o património cultural e contribuir para a internacionalização do concelho, entre outros objetivos.

No eixo gastronomia e vinhos, pretende-se potenciar a boa cozinha regional e a sua relação com a cultura local e os produtos endógenos e da época. A iniciativa gastronómica “Dias à Mesa”, que ontem arrancou e que pretende proporcionar aos visitantes uma experiência completa dos sentidos, com sabores únicos e muitos divertimentos, é apenas um exemplo de um projeto inserido neste eixo.

O eixo da animação turística e eventos assenta na programação diversificada e eclética do concelho, capaz de proporcionar uma visita em qualquer época do ano. Aqui, destaque, por exemplo, para a força do Carnaval de Famalicão.

O privilégio de visitar lugares únicos, como são disso exemplo os museus famalicenses, e de contemplar as belas paisagens do concelho será potenciado nas ações e produtos enquadrados no eixo do touring cultural e paisagístico.

Nota, por fim, para o eixo do turismo industrial e de negócios que pretende dar a conhecer a força industrial de um concelho conectado com parceiros internacionais e empresas de referência mundial. Aqui, destaque para o lançamento, em breve, da Rota da Indústria Têxtil, como estratégia para a afirmação da marca "Famalicão Cidade Têxtil".

image60032.jpeg

FAMALICÃO EXPLICA COMO FINANCIAR UMA EMPRESA

Como financiar uma empresa? Finance for Growth explica em sessão em Famalicão

São pequenas e médias empresas, mas querem crescer. Dependem de capital para o conseguir, pelo que garantir acesso a financiamento é fulcral. A banca é a fonte primordial, mas não tem de ser a única. É isso que o Finance for Growth, iniciativa da AEP - Associação Empresarial de Portugal e da AIP - Associação Industrial Portuguesa, pretende explicar aos empresários em Vila Nova de Famalicão, no próximo dia 12 de março, numa sessão que decorrerá no auditório da Fundação Cupertino de Miranda, entre as 10h00 e as 14h00.

Entre os oradores estarão presentes o Vice-Presidente da AEP, Luís Miguel Ribeiro, o Diretor Central de Marketing e Empresas da CGD, Armando Santos, a Presidente da Euronext Lisboa, Isabel Ucha, o Presidente da Comissão Executiva do IDF, Henrique Cruz.

Na roundtable sobre estratégia, inovação e financiamento participarão Miguel Soares, Ricardo Santos e Artur Leite, em representação das empresas famalicenses Partteam, João & Feliciano e Caixiave, respetivamente.

Aumentar a competitividade, a inovação e a internacionalização das empresas portuguesas é o principal objetivo do Finance for Growth, que se propõe fazê-lo através de um reforço da informação e do incremento das competências empresariais ao nível da informação e gestão estratégicas.

Como o financiamento é essencial para as empresas, o Finance for Growth pretende otimizar a estrutura de capitais das sociedades nacionais e sensibilizar as empresas para acederem a (novas) formas de financiamento. E também ajudar as empresas a comunicarem de forma mais transparente o seu modelo de negócio.

A ideia é que as empresas sejam capazes de diversificar as fontes de financiamento, bem como melhorar as condições de acesso ao seu financiamento, e, neste caso, a capitalização assume um papel importante para promoção de estruturas financeiras mais equilibradas, promovendo o acesso a um ecossistema de competitividade, inovação e crescimento sustentado.

Para além da sessão de 12 de março, está previsto para Vila Nova de Famalicão um conjunto de duas dezenas de sessões coletivas de informação e sensibilização. Foco em estratégia, inovação e opções de financiamento no ciclo de vida da empresa.

O projeto Finance for Growth, é uma iniciativa lançada em 2018 pela AEP e pela AIP, cofinanciado pelo Compete 2020, através do Portugal 2020 e do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional e contando para a sua execução com o apoio da Caixa Geral de Depósitos, da Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD) e da Euronext, no âmbito do programa Capitalizar.

As inscrições decorrem em www.financeforgrowth.org.pt.

FAMALICÃO RECEBE FESTIVAL HARMOS

Famalicão é cidade Harmos

De 19 a 24 de março, o festival Harmos volta a reunir em Portugal os melhores alunos de algumas das mais conceituadas escolas superiores de música da Europa. A iniciativa, organizada pela Escola Superior de Música e Artes do Espetáculo do Politécnico do Porto (ESMAE), vai contar com três concertos em Vila Nova de Famalicão.

Azalaïs Quartet.JPG

O primeiro decorre no dia 21, na Igreja Paroquial de Portela Santa Marinha, com a atuação do grupo holandês Azalaïs Quartet (Koninklijk Conservatorium Den Haag). No dia 22, o Aurora Wind Quintet (Norwegian Academy of Music), da Noruega, atua no salão da Junta de Freguesia de Mogege, e no dia 23, o Centro Cultural e Juventude de Joane recebe o concerto do “Imparatus Duo”, da ESMAE.

Todos os concerto estão marcados para as 21h30.

Na celebração do seu 13.º aniversário, o Harmos, cujo mérito tem sido reconhecido nacional e internacionalmente, continua a constituir-se como um evento de referência na apresentação e promoção de novos artistas e das escolas que os formam.

Para além de Famalicão, a edição de 2019 do festival vai também passar pelo Porto, Barcelos, Braga, Mondim de Basto e Santa Maria da Feira. Focar-se-á exclusivamente na música de câmara possibilitando aos músicos uma dedicação total a este reportório potenciando a qualidade das interpretações e dos concertos. Promover a reflexão sobre as fronteiras da música de câmara abrindo espaço para outras perspetivas sobre a música feita em pequenos grupos é outros dos objetivos do festival.