Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOCO DE ESQUERDA QUER REGIÕES ADMINISTRATIVAS

O Parlamento discute hoje, na Assembleia da Republica, um projeto resolução do Bloco de Esquerda, para preparar os procedimentos para a criação das regiões administrativas, (Regionalização).

A Regionalização está consagrada na Constituição da República Portuguesa desde 1976. Contudo, continua por concretizar. Ciclicamente o debate renasce e reacende-se argumentos sobre as vantagens e desvantagens, mas sem resultados concretos. Passaram 21 anos sobre a realização do referendo e tudo continua na mesma.

O processo de “descentralização para os municípios” iniciado na anterior Legislatura, não passou de um processo de municipalização de algumas tarefas do Estado, feito sem os correspondentes meios financeiros e mesmo humanos, sem que daí saiam medidas efetivas de descentralização das políticas públicas. Não retira pertinência à regionalização, antes lhe dá força porque a mostra como inevitável tais são as insuficiências que estão a ser reconhecidas. É necessário relançar o processo da regionalização e é esse o propósito da presente iniciativa.

Começando por onde se deve começar para um processo com um objetivo tão estratégico para o país: lançando um debate profundo. Mas, não ficando pelo debate, estabelecendo já um calendário para a execução dos passos necessários para a criação das Regiões Administrativas.

O nosso projeto pretende desencadear um processo de Debate Público alargado para a instituição de Regiões Administrativas em Portugal a concluir até ao final de 2020 e preparar a aprovação, no primeiro semestre de 2021, do enquadramento legal para a criação de Regiões Administrativas, contemplando a consulta pública e o calendário para a sua implementação.

CapturarREGBLOC1.PNG

CapturarREGBLOC2 (1).PNG

CapturarREGBLOC3.PNG

 

ARCOS DE VALDEVEZ AMPLIA REDE DE SANEAMENTO

Arcos de Valdevez investe mais de 300 mil euros na ampliação da rede de saneamento

A Câmara Municipal procedeu à consignação da empreitada de “Ampliação da rede de Saneamento a Tabaçô (Outeiro do Fojo/Cova do Vale), Guilhadeses (Cadorcas) e Prozelo (Gontilhe)”, pelo valor de 291.418,76Euros.

consignacao_saneamento2.JPG

Com este projeto pretende-se a ampliação do saneamento aos lugares referenciados para fecho de rede, ficando as freguesias de Tabaçô, Guilhadeses e Prozelo servidas na totalidade.

Em Tabaçô serão a instalados coletores numa extensão de cerca de 0.80 km e 20 ramais domiciliários; em Guilhadeses, serão instalados coletores numa extensão de cerca de 2.00 km, 35 ramais e uma estação elevatória e em Prozelo proceder-se-á à instalação de coletores numa extensão de cerca de 0.90 km, 35 ramais domiciliários e 1 estação elevatória.

Este investimento soma-se a outras obras de saneamento em curso no valor global de mais de 1,3 M€.

Mais uma vez a Câmara Municipal realiza investimentos no concelho a pensar no bem-estar da população, bem como no desenvolvimento município.

consignacao_saneamento4.JPG

MUNICÍPIO DE BARCELOS APOIA FREGUESIAS

Câmara Municipal aprova protocolo de 5,3 milhões de euros com as freguesias do concelho. Entre 2010 e 2020 o protocolo rendeu mais de 55 milhões de euros às freguesias

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou, em reunião extraordinária realizada no dia 18 de fevereiro, o contrato de cooperação com as freguesias do concelho, que estabelece a transferência de competências e a correspondente comparticipação financeira para o ano de 2020.

Barcelospaçosbb.jpg

Para assegurar esta cooperação, o Município transfere para as freguesias uma comparticipação financeira no valor equivalente a 200% do montante previsto no Orçamento de Estado para as freguesias, no âmbito do Fundo de Financiamento das Freguesias.

O valor anual a transferir é de 5.332.784,00€ e é igual ao valor transferido em 2019, uma vez que à data da aprovação das Opções do Plano e Orçamento do Município ainda não tinha sido publicada a lei do Orçamento de Estado para 2020, pelo que, ainda durante este ano, o valor será corrigido após a publicação daquela lei.

A Câmara Municipal aprova, assim, pela 11.ª vez consecutiva, o contrato de cooperação com as freguesias, ascendendo a 55.804.550,00€ o valor total atribuído no âmbito deste instrumento administrativo entre 2010 e 2020.

Com este contrato, sai reforçada a autonomia de gestão das freguesias através da execução de um conjunto de tarefas e ações da competência da Câmara Municipal, nomeadamente, ao nível do equipamento rural e urbano, rede viária, património, cultura, desporto, atividades recreativas e de lazer, educação e proteção civil.

As freguesias obrigam-se à apresentação de relatórios de execução trimestrais, condição para o prosseguimento das transferências de competências e das verbas protocoladas a ser pagas pelo Município também de três em três meses.

VIMARANENSES VÃO TER SESSÃO DE ASTRONOMIA

Luar sobre a Montanha: sessão de astronomia na Penha

Depois do Castelo, do Paço dos Duques, da Pousada de Santa Marinha da Costa - o Curtir Ciência promove mais uma sessão de astronomia, desta feita no Penha – Centro Escutista de Guimarães. O encontro, de participação gratuita, realiza-se a 7 de março.

image001penha.jpg

Observar as estrelas e os planetas através de um telescópio no cenário único da Montanha da Penha, é a proposta do Centro Ciência Viva de Guimarães. A sessão decorre entre as 20:00 e as 22:30 horas, sendo aberta a público de todas as idades. A pensar nos participantes mais pequenos a organização assegura atividades de desenho ligadas ao tema da astronomia.  

A sessão conta com o apoio da Junta de Núcleo de Guimarães do Corpo Nacional de Escutas, entidade que gere o Penha, Centro Escutista de Guimarães. Trata-se de uma área de 4,5 hectares com duas casas, um campo para atividades desportivas, um anfiteatro natural e cinco zonas para acampar.

A participação na sessão de astronomia é gratuita mediante inscrição prévia junto do Curtir Ciência: 253510830; geral@ccvguimaraes.pt ou na Rua da Ramada, 166.

RelaxARTE NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ

A Biblioteca Municipal oferece um conjunto de atividades destinadas a proporcionar momentos agradáveis e relaxantes através das Artes Visuais, abordando de uma forma geral os elementos da linguagem visual através de histórias, diversas técnicas de Pintura, com destaque para as "Mandalas".

ATT00001 - Cópia.jpg

O objetivo destas atividades é contribuir para o desenvolvimento integral das crianças, pelo que se aconselha a que cada criança frequente o máximo das sessões agendadas.

RelaxARTE Atelier de Artes Visuais para promover a criatividade, o sentido estético e o relaxamento em crianças dos 3 aos 6 anos.

Com a educadora Sónia Fraga Pinto.

Datas 15 e 22 Fevereiro, 14 e 21 Março 4 e 18 Abril das 15h00 às 17h00 inscrições gratuitas.

Para mais informação por favor ligue 258520520.

PONTE DE LIMA ASSINALA 50 ANOS DE VIDA LITERÁRIA DE CLÁUDIO LIMA

Os 50 anos de Vida Literária de Cláudio Lima merecem especial evocação com uma exposição bibliográfica e documental organizada pelo Municipio de Ponte e Lima, através da Biblioteca Municipal e com o lançamento de uma nova obra do homenageado, com chancela da Editora Labirinto.

EXP_CaludioLima_50anos.jpg

A justa homenagem ao escritor limiano Cláudio Lima vai decorrer no dia 29 de fevereiro de 2020, pelas 15h00, exatamente no mês em que veio a prol a sua primeira obra intitulada “A Foz das Palavras” e que propicia esta comemoração.

O tributo terá lugar na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima e dividir-se-á em dois momentos. Primeiro inaugurar-se-á a exposição “Cláudio Lima – 50 anos de vida literária” que estará patente neste espaço cultural de fevereiro a setembro de 2020 e posteriormente seguir-se-á a apresentação do livro “Contos d’aqui e d’agora” do estimado autor, que estará a cargo de David F. Rodrigues. 

Marque presença nesta homenagem e conheça a mais recente produção literária do autor limiano Cláudio Lima.

MUNICÍPIO DE VIZELA INAUGURA OBRA DE REQUALIFICAÇÃO DA AV. ENGº SÉ E MELO

No seguimento da política de requalificação do centro urbano de Vizela, a Câmara Municipal inaugura no próximo dia 23 de fevereiro, às 10.30h, a obra de Requalificação da Av. Eng. Sá e Melo.

Req. Sá e Melo2.JPG

A Av. Eng. Sá e Melo é uma das artérias principais do centro da cidade e de acessibilidade à Circular Urbana de Vizela e tem início na rotunda dos Rotários e termina na rotunda dos Bombeiros, uma via que se encontrava com o pavimento muito degradado e uma fração dos passeios em mau estado.

A intervenção realizada teve como objetivo a consolidação da identidade do centro urbano da cidade, e contribuir para a sua dinamização, dotando-o com estruturas atrativas e mobilizadoras do sector comercial e serviços e visou sobretudo a melhoria dos espaços públicos, reestruturação dos passeios e o reperfilamento da Avenida, assim como, a retificação da rede de águas pluviais.

O objetivo desta requalificação é assegurar a mobilidade e a segurança de quem diariamente circula naquela via, revitalizando uma das principais ruas do centro da cidade e, por conseguinte, com maior trânsito.

De destacar que a obra de Requalificação da Av. Eng. Sá e Melo se insere no RUS - Plano de Ação - Regeneração Urbana Sustentável, que integra um conjunto de intervenções integradas nos espaços públicos, potenciando a sua atratividade e reforçando a identidade do centro, para que esta não se perca ou sofra descaracterizações, dando uma nova vida a esta área, ao mesmo tempo que potencia a intervenção dos privados. 

Neste Plano de Ação destaca-se a obra de requalificação da Praça da República e Jardim Manuel Faria, mas também de todas as artérias adjacentes, tal como a Rua Doutor Abílio Torres, a Av. dos Bombeiros Voluntários, a Rua Doutor Pereira Caldas (Rua da Rainha), a Rua Joaquim Pinto, a Rua Ferreira Caldas, o parque de estacionamento no Fórum Vizela e ainda a Casa da Cultura.

O RUS iniciou com as obras de requalificação da Rua das Termas e criação de uma pequena praceta de acesso ao estabelecimento termal e da Rua Doutor Pereira Caldas, mais conhecida por Rua da Rainha, obras que já se encontram concluídas.

Na vertente mais sustentável, este Plano integra ainda a requalificação do Parque das Termas, um projeto de fundo para a maior revitalização do Parque das últimas décadas; a requalificação das margens e leito do Rio Vizela, e a criação de uma ciclovia, que fará a ligação da Freguesia de Infias à Marginal Ribeirinha.

Este Plano de Ação - Regeneração Urbana Sustentável - RUS integra assim um conjunto de intervenções integradas nos espaços públicos, num investimento de cerca e 3,5M€, sendo investimento próprio de 1M€, e que irá tornar irreconhecível o centro urbano de Vizela.

RICHARD ZIMLER EM DESTAQUE NO PRÓXIMO “UMA CONVERSA, UM LIVRO E ÀS VEZES UM FILME” EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Sessão terá lugar no dia 29 de fevereiro, pelas 15H00, no Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora

 “Os dez espelhos de Benjamin Zarco”, de Richard Zimler é o destaque do próximo “Uma Conversa, um Livro e às vezes um Filme”. Esta sessão terá lugar no dia 29 de fevereiro, pelas 15H00, no Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora. A conversa será seguida pelo documentário “Noite e Nevoeiro”, de Alain Resnais.

photo by Lara Jacinto -.jpg

“Uma Conversa, um Livro e às vezes um Filme” continua a trazer ao concelho nomes sonantes do mundo literário. Richard Zimler, conhecido do grande público e dos Caminhenses, dispensa apresentações. RichardZimler, o escritor nova iorquino que trocou os EUA por Portugal, vive no Porto desde 1990, onde foi professor de jornalismo, primeiro na Escola Superior de Jornalismo e depois na Universidade do Porto. Nos últimos 23 anos, publicou 11 romances, uma coletânea de contos e cinco livros infantis, que depressa entraram nas listas de bestsellers de vários países (Portugal, Brasil, EUA, Inglaterra, Itália, etc).

Vários dos seus livros fazem parte do Plano Nacional de Leitura, com destaque para“Dança Quando Chegares ao Fim”, “Se Eu Fosse” e “O Cão que Comia a Chuva”.Zimler já ganhou diversos prémios: NationalEndowmentoftheArtsFellowship in Fiction (EUA) em 1994; Prémio Herodotus (EUA) para o melhor romance histórico em 1998; prémio literário Alberto Benveniste 2009; prémio Marquês de Ouro, entre outros. Já proferiu mais de 500 conferências sobre a sua escrita e a cultura judaica, em escolas, museus, bibliotecas, livrarias, sinagogas e auditórios públicos em mais do que 15 países, incluindo os EUA, Inglaterra, Austrália, Portugal, França e Brasil. Em 2009, Zimler escreveu o guião para O Espelho Lento, uma curta-metragem baseada num dos seus contos. O filme foi realizado no verão de 2009 pela realizadora sueca-portuguesa SolveigNordlund e venceu o prémio de melhor filme dramático no Festival de Curtas-Metragens de Nova Iorque, em maio de 2010.

Quanto ao livro “Os dez espelhos de Benjamin Zarco” na sinopse lê-se: “Benjamin Zarco e o seu primo Shelly foram os únicos membros da família a escapar ao Holocausto. Cada um à sua maneira, ambos carregam o fardo de ter sobrevivido a todos os outros. Benjamin recusa-se a falar do passado, procurando as respostas na cabala, que estuda com avidez, em busca daquilo a que chama os fios invisíveis que tudo ligam. E Shelly refugia-se numa hipersexualidade, seu único subterfúgio para calar os fantasmas que o atormentam.Construído como um mosaico e dividido em seis peças, Os dez espelhos de Benjamin Zarco entretecem-se entre 1944, com a história de EwaArmbruster, professora de piano cristã que arrisca a vida para esconder Benni em sua casa, e 2018, com o testemunho do filho de Benjamin acerca do manuscrito de Berequias Zarco, herança do pai, talvez a chave para compreender a razão por que Benjamin e Shelly se salvaram e o vínculo único que os une.Um romance profundamente comovente e redentor, com personagens inesquecíveis. Uma ode à solidariedade, ao heroísmo e ao tipo de amor capaz de ultrapassar todas as barreiras, temporais e geográficas”.

A conversa será seguida de “Noite e Nevoeiro”, de Alain Resnais. Sobre o documentário, Edgardo Cozarinskyescreveu: “é o único filme justo sobre o grande horror do século XX: menos o extermínio de um povo do que o programa e administração postos em funcionamento para o executar. Também uma meditação sobre o esquecimento natural e o trabalho da memória”.

Esta iniciativa é organizada pelos Amigos da Rede de Bibliotecas de Caminha e pela Câmara Municipal de Caminha.

É de referir que os Amigos da Rede de Bibliotecas de Caminha (RBC) tornam-se leitores inscritos nas bibliotecas do concelho de Caminha. O estatuto de Amigo da RBC é formalizado através do preenchimento de um formulário, (com os dados biográficos essenciais e contactos) e da oferta de um livro que reverterá para a coleção da Biblioteca Municipal. A participação no grupo de Amigos da RBC é voluntária, exclui qualquer compensação e cessará no momento em que o Amigo assim o desejar. Através da sua ação, os Amigos RBC pretendem contribuir, de modo particular, para o desenvolvimento das competências e serviços das mesmas e, genericamente, para o progresso cultural da comunidade que estas servem.

EPATV AGIGANTA-SE NO CAMPEONATO DAS PROFISSÕES

Foi em clima de festa que encerrou, em Setúbal, a 44.ª edição do Campeonato Nacional das Profissões — WorldSkills — com a presença de todos os 149 concorrentes medalhados no palco e contou com a participação de cinco alunos da Escola Profissional Amar Terra Verde (EPATV) e igual número de docentes. Das 149 medalhas atribuídas, 58 foram de ouro, 46 de prata e 45 de bronze.

IMG_0375.jpg

Em prova estiveram, durante quatro dias (de 10 a 13 de fevereiro), cerca de 500 jovens, oriundos de centros de formação, escolas e empresas das sete regiões do país. A região Norte esteve representada por 115 jovens.

Aluna de estética — Ana Isabel Oliveira — foi destacada na área pelas suas ideias sustentáveis, consumiu sempre água da torneira e na mesma garrafa de vidro tendo recusado as garrafas de plástico, gastou menos de metade das espátulas e das luvas, foi a única concorrente a pedir caixote do lixo para reciclar o filme osmótico usado nos tratamentos corporais.

O evento envolveu convidados de três países parceiros (Espanha, Rússia e Polónia) e mais de 450 jurados que procederam à identificação dos vencedores e restantes medalhados em 44 profissões, agrupadas em seis clusters.

Contribuíram, ainda, para o sucesso do evento 48 entidades parceiras/patrocinadoras e 200 voluntários que ajudaram nas diferentes tarefas necessárias à concretização das provas, nos 8.000 m2 de espaços oficinais, e dos três seminários que permitiram debater temas associados à orientação vocacional, ao emprego qualificado e à igualdade de género na escolha da carreira.

O campeonato nacional das Profissões acolheu mais de 8.500 visitantes, oriundos de escolas e centros de formação de quase todas as regiões do país.

Foi ainda possível eleger 18 profissões que, atendendo às pontuações alcançadas, permitem que Portugal possa estar representado na etapa europeia dos Campeonatos das Profissões – o EuroSkills (a realizar em Graz, na Áustria, em setembro de 2020).

Os jovens que alcançaram medalhas de ouro vão representar Portugal na 46.ª edição do Campeonato Mundial das Profissões (em Xangai, na China, em setembro de 2021).

A EPATV esteve representada por cinco alunos de diferentes áreas: José Pedro Cardoso - Eletricidade de Instalações; Ana Isabel Oliveira - Esteticismo; Alice Daniela Egas - Pastelaria; Joana Gonçalves Teixeira - Serviço de Restaurante e Bar; e João Dias Magalhães - Design Gráfico.

Estes alunos são acompanhados pelos seus professores Aurélio Machado, Maria José Falcão, Olga Martins, Ana Luís Nogueira e Miguel Lopes.

A Presidente da Câmara Municipal de Setúbal, a Delegada Regional de Lisboa e Vale do Tejo do IEFP, o Presidente do IEFP e o Secretário de Estado Adjunto, do Trabalho e da Formação Profissional sublinharam a importância deste evento na construção de um Portugal mais qualificado e deixaram palavras de incentivo para os 400 concorrentes.

A RTP esteve presente no SkillsPortugal, Setúbal 2020 e um dos nossos jurados, Pastelaria — Miguel Lopes, partilhou a sua experiência.

bbf3eb6c-b45f-4327-a5f6-41628ef9bb40.jpeg

2116384b-bb07-4979-9bd5-56b31ad34f8b.jpeg

32736a6e-c401-4faf-b95f-03d5f89885a4.jpeg

e7681bc9-becc-4039-8858-53fb7f410b0b.jpeg

33d2e107-42df-4348-b84a-a090c2166fdc.jpeg

IMG_0311.jpg

IMG_0373.jpeg

QUEIMA DO GALHEIRO DE FRADELOS EM FAMALICÃO É ATRAÇÃO TURÍSTICA DO MINHO

Depois do Carnaval vai tudo ‘pro’ galheiro. Tradição cumpre-se na noite de terça-feira de Carnaval, antes da quarta-feira de cinzas

A tradição ancestral da “Queima do Galheiro” na freguesia de Fradelos, em Vila Nova de Famalicão, foi reconhecida como uma ação turística do Minho, no âmbito do programa Minho Inovação. A iniciativa popular, que surge como uma tradição pagã identitária local, consistindo essencialmente na queima de um enorme pilha de mato e silvas em redor de um tronco de pinheiro - galheiro -  assinalando inícios e fins de ciclos religiosos e das colheitas, tem atraído cada vez mais turistas e curiosos a Fradelos.

DSC_5222fafamal (1).jpg

A "Queima do Galheiro na aldeia de Fradelos – Vila Nova de Famalicão" é agora um projeto do Município de Vila Nova de Famalicão em concertação com a Associação Juvenil  Koklus e outras entidades locais, que pretendem elevar esta festividade popular que ocorre anualmente no Carnaval. Com este projeto pretende-se assim, por um lado registar documentalmente o evento neste primeiro ano e devolvê-lo como evento de dinamização e valorização na edição seguinte. Pretende-se ainda potenciar uma nova vivência da iniciativa, através de criações artísticas que tragam um novo olhar sobre este património intangível.

Para além de uma divulgação mais abrangente e criativa do projeto, a ação contará com um espetáculo performativo de artes de rua, protagonizado pelo INAC (Instituto Nacional de Artes Circenses)e por uma criação cine-documental e musical para apresentar no Carnaval de 2021. O programa de animação conta ainda com um desfile de Carnaval.

No que diz respeitos às Queimas, participam, este ano, os lugares de Quinta/Sapugal e da Povoação. Ao longo do dia, e nos dias anteriores, a população sai à rua amontoando os restos das sementeiras, os galhos velhos das árvores e o silvado, no topo coloca-se um boneco a quem se chama entrudo e pega-se fogo. Os galheiros chegam a atingir os 15 metros de altura. A Queima do Galheiro assinala, assim, o final das festividades carnavalescas e o início da quaresma pascal.

Refira-se que a iniciativa Minho Inovação é dinamizada pelas Comunidades Intermunicipais do Alto Minho, Cávado e Ave, no âmbito do Programa de Valorização Económica de Recursos Endógenos, Estratégia de Eficiência Coletiva, cofinanciada pelo Norte 2020, através do FEDER.

No total a “Queima do Galheiro na aldeia de Fradelos” implica um investimento total de 30.752 euros, contando com um financiamento de 23. 439 euros. O projeto decorre desde outubro de 2019 até março de 2021.

Noutros tempos, a queima repetia-se em diversos lugares da freguesia, quase num despique, para ver quem queimava o maior "Galheiro". Hoje são menos os participantes, mas a alma da tradição mantém-se viva.

DSC_5222fafamal (2).jpg

DSC_5222fafamal (3).jpg