Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CED 2018 FOI MOTOR DO CRESCIMENTO DA PRÁTICA DESPORTIVA EM BRAGA

Estudo analisou impacto da Cidade Europeia do Desporto

Decorreu hoje, dia 13 de Dezembro, a apresentação do estudo sobre a importância do sector do desporto na economia e imagem do Concelho de Braga – ‘A Influência da Cidade Europeia do Desporto (CED) 2018´.

CMB13122019SERGIOFREITAS000000215138236.jpg

O estudo - realizado sob consultoria científica do Centro de Investigação, Desenvolvimento e Inovação em Turismo, da Universidade do Algarve (CiTUR Algarve) - é focado em duas partes: uma dedicada à perspectiva dos residentes, as suas práticas desportivas e a relação com Braga e a outra focada na óptica de visitação, que identifica o perfil e o comportamento dos visitantes atraídos pelos eventos de Braga CED2018.

Como sublinhou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, a CED foi o motor do crescimento da prática desportiva dos Bracarenses e contribuiu para a afirmação da Cidade enquanto espaço de acolhimento de grandes eventos desportivos nacionais e internacionais. “A CED foi um momento único para os Bracarenses e foi, sobretudo, um passo importante na consolidação da estratégia seguida pelo Município desde 2013 de contínua de valorização do desporto, aliado às vertentes da promoção turística e da dinamização económica”, referiu.

59,3% dos Bracarenses praticam desporto

Para a população residente, e face aos dados identificados em 2014 na elaboração da Carta Desportiva de Braga, os indicadores dos objectivos estratégicos evidenciam uma relação extramente positiva e consistente nas práticas desportivas, formais e informais, para a qual contribuiu decisivamente a CED.

Entre outros dados relevantes, face a 2014, verificou-se um aumento da população que pratica desporto ou exercício físico 2/3 vezes por semana (27,3% para 59,3%; a média nacional é de 26%); um aumento da população pertencente a um clube ou associação desportiva (de 14,6% para 36,2%); e um aumento da população do sexo feminino a praticar desporto (de 25,4% para 41,9%). Nesse sentido, 78,2% dos Bracarenses classificaram de ´Bom´ ou ´Muito Bom´ o trabalho do Município na promoção do desporto.

O legado da CED na perspectiva dos residentes é ainda resumido pelas percepções da população sobre os impactos do programa no território, de onde sobressaem o desenvolvimento económico e o turismo; a melhoria da projecção da imagem no exterior; o aumento da adesão à prática desportiva; o aumento e melhoria das infra-estruturas e o aumento do orgulho e sentimento de pertença à comunidade.

CED 2018 gerou retorno económico de 12,5 milhões de euros

No que se refere aos visitantes atraídos pelos eventos da CED, a média de duração da estadia dos visitantes portugueses é de 1,8 dias, com um gasto de 154,98€. No que se refere aos visitantes de outros países, a média de duração da estadia é de 4 dias com um gasto de 344,40€. A despesa média diária dos visitantes situou-se nos 86,1€.

Assim, o estudo concluiu que a CED 2018 gerou um retorno económico de 12,5 milhões de euros, sendo que o investimento directo foi de 1,5 milhões de euros e o indirecto de 3 milhões de euros.

Em termos do impacto na projecção turística, dos espectadores dos eventos 20,6% visitaram Braga pela primeira vez devido à CED, 89,3% classificaram a cidade na categoria ´Bom´ e ´Muito Bom´, 87,7% recomenda a visita a Braga e 73,5% mencionou Braga nas redes sociais (vídeos, fotos ou comentários). Importa ainda realçar que 93% tenciona regressar num período de 3 anos. Património e Cultura, Gastronomia, Hospitalidade e Segurança Geral foram os elementos mais valorizados durante a visita.

Relembre-se que, em 2018, foram 612 os eventos realizados no âmbito da CED. Estes eventos, de 80 modalidades, envolveram cerca de 131 mil participantes, mais de 375 mil espectadores e 245 entidades participantes.

O relatório foi realizado com co-coordenação científica dos professores Fernando Perna e Maria João Custódio.

CMB13122019SERGIOFREITAS000000215138232.jpg

CMB13122019SERGIOFREITAS000000215138235.jpg

CABECEIRAS DE BASTO APOIA ASSOCIATIVISMO

Câmara Municipal atribui 119.550 euros a associações e instituições

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto aprovou hoje, dia 13 de dezembro, por unanimidade, a atribuição de apoios financeiros a associações e instituições que desenvolvem atividades e iniciativas culturais, recreativas, desportivas, sociais, humanitárias, entre outras, no concelho de Cabeceiras de Basto.

Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (5).JPG

Trata-se de uma verba global que ascende a 119.550 euros, atribuída pela autarquia a 25 associações/instituições com o intuito de impulsionar o desenvolvimento das suas atividades, numa perspetiva de cooperação e parceria com o movimento associativo, cuja ação é crucial ao desenvolvimento concelhio.

De entre os apoios deliberados, destaque para a verba atribuída aos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses (35 mil euros), à Cercifaf (15 mil euros) e à Fundação António Joaquim Gomes da Cunha (14.250 euros).

No que se refere aos Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, foi-lhes atribuído um subsídio no montante de 35.000 euros para apoiar a sua ação no âmbito da proteção e socorro de pessoas e bens. À Fundação A. J. Gomes da Cunha foram-lhe atribuídos 14.250 euros para apoiar as atividades sociais desenvolvidas pela instituição. No que se refere à Cercifaf, a verba atribuída destina-se ao reforço da Equipa Local de Intervenção Precoce, com o intuito de serem prestados, com regularidade, serviços às crianças com necessidades educativas especiais do concelho Cabeceirense.

Com a atribuição daqueles 25 apoios às associações e instituições, a Câmara Municipal reconhece e enaltece todo o trabalho que o movimento associativo, seus dirigentes e associados têm vindo a desenvolver na área social, cultural, recreativa, desportiva, entre outras. As associações/instituições são distintos parceiros do Município, com os quais a Câmara Municipal conta para desenvolver a sua atividade.

De salientar que no próximo dia 19 de dezembro, em cerimónia pública a decorrer no Salão Nobre da Câmara Municipal, serão entregues os apoios a todas as associações que hoje os viram aprovados.

ARCUENSES DEBATEM PLANO DIRETOR MUNICIPAL

2.ª Revisão do Plano Diretor Municipal de Arcos de Valdevez: Participação Pública

Foi dado início à 2ª revisão do Plano Diretor Municipal (PDM). O Plano Diretor Municipal (PDM) é o instrumento de gestão territorial que estabelece a estratégia de desenvolvimento territorial municipal, a política pública de solos, de ordenamento do território e de urbanismo, o modelo territorial municipal, as opções de localização e de gestão dos equipamentos de utilização coletiva e as relações de interdependência com os municípios vizinhos, integrando e articulando as orientações estabelecidas pelos programas de âmbito nacional, regional e intermunicipal.

O período de participação pública decorre até ao dia 8 de janeiro de 2020. Durante este período, os interessados podem consultar a referida documentação na página eletrónica da autarquia em www.cmav.pt e no Serviço de Atendimento ao Público, bem como apresentar sugestões.

A apresentação de sugestões sobre quaisquer questões que possam ser consideradas úteis no âmbito do procedimento da participação pública deve ser formalizada por:

  1. Escrito, através de requerimento dirigido à Câmara Municipal, para a morada Praça Municipal, 4974-003 Arcos de Valdevez;
  2. Por correio eletrónico para pdm2019@cmav.pt;
  3. Por preenchimento em formulário próprio disponibilizado em cmav.pt;
  4. No Serviço de Atendimento ao Público, do Município de Arcos de Valdevez das 09h00m às 12h00m e das 14h00m às 16h30m.

Participe!

2rpdm2019640_640_1_768_768.png

PAN ANTECIPA MEDIDAS DO ORÇAMENTO DE ESTADO

Orçamento do Estado 2020: PAN antecipa acolhimento de medidas

Em vésperas da entrega da proposta de Orçamento do Estado para 2020 na Assembleia da República, e no seguimento das negociações ocorridas, o PAN (Pessoas-Animais-Natureza) antecipa um conjunto de medidas que deverão ser acolhidas pelo Governo.

Como resultado das conversações realizadas, prevemos o bom acolhimento na proposta de orçamento de um conjunto de prioridades e medidas que consideramos fundamentais para responder a algumas das necessidades e preocupações dos cidadãos”, afirma o porta-voz e deputado do PAN, André Silva. Para o OE 2020, o PAN apresentou ao Governo um pacote de mais de 50 medidas em áreas que considera de extrema relevância, como sejam o combate às alterações climáticas, a saúde, a educação, o emprego, a habitação, a proteção e bem-estar animal ou a cultura.

Entre as medidas relativamente às quais o Governo sinalizou convergência, o PAN antecipa poderem vir a constar da proposta de OE as seguintes:

Direitos Sociais

  • A alocação de verba de 7 milhões de euros para criação de uma rede nacional de respostas de alojamento a pessoas em situação de sem abrigo, através de projetos como o housing first;
  • Aumento da oferta pública de rendas acessíveis;
  • Aumento do número de pessoas abrangidas pela tarifa social na fatura da eletricidade;
  • Equipas especializadas em necessidades educativas especiais em todos os estabelecimentos do ensino superior;

Alterações Climáticas

  • Estender os ecovalores a todos os bens que geram resíduos (ex.: cápsulas de café, roupas, cigarros, óleos alimentares, etc.);
  • O fim da fatura em papel, exceto nos casos em que é pedido expresso do sujeito passivo;
  • Executar 29 milhões de euros do PDR 2020 em medidas de apoio à agricultura biológica, designadamente para ações de apoio técnico e certificação na transição para a agricultura biológica;

Violência Doméstica

  • Apoio jurídico para vítimas de violência doméstica, com reforço das bolsas de horas de apoio judiciário gratuito;
  • A consagração de um modelo de baixa (10 dias), integralmente remunerada, para pessoas vítimas de violência doméstica ou violação;

Direitos Laborais

  • Estudo para a requalificação profissional dos trabalhadores das centrais a carvão de Pego e de Sines, a encerrar, respetivamente, em 2021 e 2023;
  • Reforço dos meios técnicos e humanos para a Polícia Judiciária e para as Forças de Segurança, incluindo equipas de psicólogos;
  • Aumentar o número de auxiliares de ação educativa nas escolas, ajustado às reais necessidades das mesmas;

Proteção e Bem-estar animal

  • Implementação de uma estratégia nacional para os animais errantes e abandonados, com cabimentação orçamental adequada, em que se inclui o aumento das verbas previstas para a rede de Centros de Recolha Oficial, alargamento às associações zoófilas, as campanhas de esterilização e de identificação;

Saúde

  • Atribuição de uma verba de 10 milhões de euros para implementação do Programa Nacional da Saúde Mental, que passará, nomeadamente pela contratação de psicólogos para as Unidades de Saúde Familiar;
  • Contratação de nutricionistas para os quadros do Ministério da Educação;

Fiscalidade

  • A subida do valor de isenção prevista no art.º 53º do Código do IVA, para prestadores de serviços, de 10.000€ para 12.000€;
  • O aumento do IVA para a taxa máxima da bilhética nos espetáculos tauromáquicos;
  • Taxa mínima de IVA dos serviços prestados por intérpretes de Língua Gestual Portuguesa (atualmente é de 23%);
  • Redução do IVA da alimentação dos animais de companhia para a taxa intermédia.

O sentido de voto à proposta de OE 2020 só será definido depois de efetivamente conhecida, por um lado, a aceitação que as medidas do PAN mereceram ao Governo e, por outro, depois de apreciado o documento na sua globalidade”, refere ainda André Silva.

PAREDES DE COURA TEM "NATAL ENCANTADO"

“Natal Encantado”: ‘A natureza em realidade virtual’ + ‘Arte em Peças’ + ‘Escola do Rock’

Não faltam motivos para os miúdos de Paredes de Coura terem o melhor Natal. Desde ‘A Natureza em Realidade Virtual’ aos reconhecidos blockbusters ‘Missão YETI: Em busca do Homem das Neves’ ou ‘Frozen 2 - O Reino do Gelo’, mas também as fantásticas construções Lego® do ‘Arte em Peças’ ou os sons contagiantes da ’Escola do Rock’, a Tenda Encantada e muito mais fazem a delícia de todos até ao Novo Ano.

‘A natureza em realidade virtual’, todos os dias das 14h00 às 19h00, numa produção da Wild Immersion & Mk2 VR, transporta-nos para o outro lado do planeta com as suas maravilhas e permite constatar ‘a poucos centímetros de distância’ leões, elefantes, girafas e muito mais. A imersão no mundo selvagem é apoiada por Jane Goodall, embaixadora da paz das Nações Unidas e famosa médica que dedicou sua vida à preservação do meio ambiente e da vida selvagem.

O ‘Arte em Peças’, com uma ampla exposição composta por milhões de peças LEGO® que dão vida a centenas de construções originais dos mais variados temas, e a ‘Escola do Rock’, com 50 jovens e 3 bandas residentes num programa intensivo de seis dias de formação, experimentação e partilha, continuam a merecer particular atenção em mais um ‘Natal Encantado’ em Paredes de Coura, que tem mais uma vez as crianças e os mais jovens no centro das atenções com propostas tão diversas como a projeção dos filmes ‘Missão YETI: Em busca do Homem das Neves’ ou ‘Frozen 2 - O Reino do Gelo’, mas também a Tenda Natal Encantado, entre outras iniciativas que trazem por estes dias um outro colorido e encanto a esta vila no coração do Alto Minho.

A rua principal da vila transpira a magia do Natal. Quando se percorre a Rua Conselheiro Miguel Dantas, a instalação pública concebida por Madalena Martins sugere-nos “Um céu azul estrelado, que faz da noite dia e do frio neve”.

Por sua vez, o Largo Hintze Ribeiro acolhe a Tenda Natal Encantado que este ano dispõe de um maior circuito de insufláveis para toda a família, mas também o ‘Espaço Infantil’ que contempla trampolim, piscina de bolas e microcircuito para crianças entre os 2 e 5 anos. Por estes dias a vila volta a ser percorrida pelo já tradicional ‘O comboio vai partir’, bem como pelas bandas ‘Farra Fanfarra’ e ‘Banda às Riscas’ que dão o tom e o som nos dias que antecedem o Natal. O dia 20, sexta-feira, traz-nos também ‘O Natal com música’, com as ruas da vila a serem percorridas pelo coro CouraVoce e alunos do Conservatório Regional do Alto-Minho/Academia de Música de Viana do Castelo.

Milhões de peças LEGO® encantam miúdos e graúdos

Mas são a ‘Arte em Peças’ e a ‘Escola do Rock’ que trazem uma marca distintiva ao Natal em Coura. Com o ‘Arte em Peças’, visitantes de todas as idades que acorram ao Centro Cultural para mais esta iniciativa promovida pelo Município de Paredes de Coura em parceria com a Comunidade 0937 terão a oportunidade de contactar com milhões de peças LEGO® e de participar em passatempos diversos, na construção de mosaicos, circuitos de comboios, circuito de carros telecomandados, pintar desenhos, experimentar o funcionamento dos mais variados robôs, de criar as suas próprias construções e brincar livremente com as milhares de peças que estarão disponíveis numa área reservada à Playzone, tudo para que possam desfrutar de grandes momentos de diversão.

Já com a ‘Escola do Rock’, e após o sucesso alcançado com edições anteriores, que levou um grupo de cerca de 50 jovens a pisar palcos como os do Festival Vodafone Paredes de Coura, NOS Primavera Sound, Serralves em Festa, Casa da Música, Teatro Rivoli ou Hard-Club, mas também a frequentar residências em Silleda [Galicia] e Castelo de Paiva, a “Escola do Rock - Paredes de Coura” continua a acolher jovens músicos com idade superior a 13 anos que queiram mostrar o que valem num programa intensivo de seis dias de formação, experimentação e partilha. Os jovens músicos provenientes de todo o país desenvolvem competências musicais e criativas, em especial na área da música rock, numa iniciativa complementada com a presença de 3 bandas residentes e que culmina dia 21 com a Apresentação Final da Escola do Rock 2019, na Caixa da Música, pelas 16h00.

À semelhança de anos anteriores, as ruas centrais desta bonita vila no coração do Alto Minho também apresentam um colorido característico, com destaque para a instalação de Natal na Rua Conselheiro Miguel Dantas. O comércio tradicional também vale uma oferta de mil euros em compras. Numa iniciativa do Município, em parceria com a AEPCOURA – Associação Empresarial de Paredes de Coura, são desenvolvidas múltiplas iniciativas como forma de atrair cada vez mais visitantes, bem como proporcionar melhores oportunidades de negócio para o comércio de proximidade durante este período festivo.

BARCELOS VAI TER APOIOS SOCIAIS E DESPORTIVOS

Executivo municipal aprova apoios sociais e desportivos

A Câmara Municipal aprovou, em reunião ordinária de 13 de dezembro, um conjunto de apoios sociais, destacando-se: apoio à renda a 17 agregados familiares do concelho; o apoio às refeições escolares de 14 alunos do 1.º ciclo e jardins de infância; a comparticipação no pagamento de passe escolar para oito jovens que frequentam a Associação de Pais e Amigos das Crianças Inadaptadas; a alteração do contrato de comodato com o Centro Social da Paróquia de Arcozelo, de cedência das instalações da antiga Escola dos Penedos para um Centro de Noite, passando o prazo de vigência para 30 anos; a atribuição de um subsídio no valor de 1.580,00€ à Casa do Povo de Alvito, como comparticipação nas despesas de impressão do livro “Casa do Povo de Alvito 75 Anos ao Serviço do Povo – Registos Históricos e Testemunhos”; a atribuição de um subsídio à Delegação de Aldreu da Cruz Vermelha Portuguesa, no valor de 10.000,00€, destinado à comparticipação na aquisição de uma viatura para transporte de utentes.

Ainda na mesma reunião, o executivo municipal aprovou um contrato de comodato válido por um ano e com possibilidade de prorrogação por cinco anos de espaços desportivos, ringue e balneários do Pavilhão Municipal de Barcelos para a “promoção e organização de espetáculos desportivos e o fomento e desenvolvimento de atividades relacionadas com a prática do hóquei em patins, em benefício dos seus associados e população em geral”.

Também no âmbito desportivo, o executivo aprovou também um contrato programa de desenvolvimento desportivo com a Federação Portuguesa de Natação, para enquadramento técnico às atividades da Escola de Natação nas Piscinas Municipais, que inclui uma comparticipação financeira municipal no valor de 35.000,00€.

Quanto às restantes deliberações, destacam-se: a atribuição de um subsídio à Confraria de Nossa Senhora da Franqueira, no valor de 3.567,00€, como comparticipação na despesa da poda de árvores; a atribuição de um subsídio à Associação Comboios Século XXI, no valor de 1.000,00€, como comparticipação financeira no plano de atividades; a atribuição de um subsídio à Associação Portuguesa de Paramiloidose, no valor de 750,00€, destinado à comparticipação na aquisição de cabazes de Natal; a atribuição de um subsídio à União de Freguesias de Campo e Tamel S. Pedro Fins, no valor de 10.000,00€, como comparticipação na despesa de aquisição de uma viatura para transporte de alunos.

A Câmara Municipal aprovou, ainda, a aceitação de doação de um terreno rústico na freguesia de Macieira de Rates, propriedade de Ana da Conceição Alves da Silva Vila Verde. O terreno passará a integrar o domínio público do Município de Barcelos e destina-se à criação de parque temático e interpretativo associado ao Caminho de Santiago

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE FOMENTA DIVULGAÇÃO DA HISTÓRIA E CULTURA LOCAL

A Câmara Municipal de Esposende vai realizar uma campanha natalícia de venda de publicações do Município, de acordo com deliberação aprovada, por unanimidade, em reunião de Câmara.

IMG_20191213_142320.jpg

No âmbito da sua política editorial, a autarquia tem editado várias publicações abordando temas de cultura local, nomeadamente história, arqueologia, arte, antropologia, etnografia, arquitetura, educação, geografia, entre outros, destacando os valores históricos e culturais do concelho. Estas ficam disponíveis para aquisição, tanto na Câmara Municipal como nas livrarias locais.

Considerando o conteúdo e o interesse das publicações, e dado que o Município não trabalha com distribuidoras do setor do livro, a Câmara Municipal entendeu promover uma campanha de desconto, entre os 10% e 60%, em aproximadamente 30 títulos, que vigorará até ao próximo dia 10 de janeiro. Deste modo, pretende-se incentivar a compra e leitura de livros de História e Cultura local, numa época em que é habitual a compra de presentes. As publicações do Município podem ser adquiridas na Biblioteca Municipal, Centro de Informação Turística de Esposende e Centro Interpretativo de S. Lourenço.

Na mesma reunião, o Município deliberou igualmente tabelar um conjunto de publicações que não têm preço, ou porque foram financiadas e a legislação não permitia, ou porque foram adquiridas aos autores com objetivo de os apoiar.

Como o Município entende que estas publicações devem estar acessíveis ao público em geral e uma vez que as questões legais de financiamento estão ultrapassadas, nomeadamente as publicações de 2016, foi definido o preço de venda das seguintes publicações: Atas do Seminário “Educação e Leitura” (2006) – 5.00€; 25 de Abril – O Renascer da Esperança (1999) – 5.00€; Belemino Ribeiro (2019) – 25.00; Escola Primária de Vila-Chã:1995-2009, (2009) - 5.00€; Gerações da Fundação da Vila de Esposende (2004) – 10.00€; Histórias (Re)Contadas (2006) -10.00€; A Santa Casa da Misericórdia de Fão (2000) – 8.00€; Sob céus estranhos, uma artista chamada Ilse (2013) - 10.00€. A aquisição destas publicações é feita na Biblioteca Municipal Manuel de Boaventura.

Estas medidas enquadram-se no âmbito dos eixos de intervenção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030 da ONU, que o Município de Esposende assumiu para o seu plano de ação.

TERRAS DE BOURO VAI TER CANIL MUNICIPAL

Assinatura do Contrato de Construção de Centro de Recolha Oficial Municipal

Decorreu no dia 12 de dezembro, nos Paços do Concelho, entre o Município de Terras de Bouro e a empresa JOSÉ FIRMINO DA SILVA FERREIRA, LDª a cerimónia oficial de assinatura do contrato de execução da empreitada de construção do Centro de Recolha Oficial Municipal (Canil Municipal de Terras de Bouro).

20191212_111602.jpg

Na presença dos responsáveis máximos das entidades referidas, Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, Manuel Tibo e do Sr. José Firmino da Silva Ferreira na qualidade de Sócio Gerente da Firma JOSÉ FIRMINO DA SILVA FERREIRA, Ld.ª, teve assim lugar este ato que permitirá um investimento de 80. 054,63 € euros, com um prazo de execução global da empreitada de noventa dias.

20191212_111609.jpg

O Centro de Recolha Oficial Municipal de Terras de Bouro, que ficará situado na freguesia de Gondoriz, será um alojamento oficial temporário de animais de companhia, nomeadamente cães e gatos.

Os centros de recolha oficiais, através do alojamento de animais errantes capturados e para além da execução das ações de profilaxia médica e sanitária, consideradas obrigatórias pelas autoridades sanitárias veterinárias competentes, procuram responder a três necessidades objetivas: vigiar zoonoses graves, como o caso da raiva, e controlar a sua propagação; garantir a saúde animal, dado que um animal na rua, sem a proteção dos detentores, tem sérias dificuldades em aceder a água, ao alimento e abrigo e à recolocação dos animais por cedência a outro detentor, de modo a contribuir para a melhoria do bem-estar do animal, através de uma detenção responsável.

CRO-1.jpg

CRO-2 (1).jpg

MUNICÍPIO ARCUENSE APOIA SAPADORES FLORESTAIS

Câmara Arcuense apoia Sapadores Florestais no valor de 150 mil euros

A Câmara Municipal celebrou esta terça-feira, dia 10 de dezembro, os protocolos anuais com as equipas de Sapadores Florestais da Associação Florestal Atlântica, da Associação Florestal do Lima e das Assembleias de Compartes dos Baldios das Freguesias de Cabreiro, Gavieira e Soajo, no valor de 30.000 euros por entidade, perfazendo um valor global de 150 mil euros.

WhatsApp Image 2019-12-10 at 18.44.55 (1).jpeg

Os protocolos agora celebrados têm como principal objetivo a prevenção de incêndios florestais, através da realização de ações de silvicultura preventiva, nomeadamente a criação de faixas de gestão de combustíveis, ações de fogo controlado, vigilância das áreas rurais, assim como ações de primeira intervenção, apoio ao combate e às subsequentes operações de rescaldo e vigilância pós-incêndio. Neste sentido, as equipas de Sapadores Florestais estão integradas no dispositivo operacional municipal, conforme o definido no Plano Operacional Municipal (POM), parte integrante do Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI).

Para além das atividades referidas, estabelecem a limpeza de estradas e caminhos municipais numa extensão de aproximadamente 40 km.

De referir ainda que, em caso de situações meteorológicas adversas deverão estar preposicionados, de forma a responder rapidamente a situações como queda de árvores, pequenos deslizamentos de terras, entre outras situações, assim como proceder ao espalhamento de sal na rede viária quando solicitado pela Câmara Municipal.

Desta forma a Autarquia apoia as equipas de Sapadores Florestais em diversas ações e aumenta os recursos de prevenção e intervenção de incêndios florestais, bem como outras ações de proteção civil.

SANTA MARTA DE PORTUZELO ENTREGA PRÉMIOS DO CONCURSO "SACOS DO PÃO - UMA TRADIÇÃO"

No dia 11 de dezembro foram entregues os prémios aos vencedores do concurso “Sacos de Pão - uma tradição em defesa do ambiente”.

Entrega de prémios do Concurso1.jpg

O concurso premiou cinco trabalhos, um em cada ano de escolaridade, desde o pré-escolar até ao 4º ano, alunos da Escola Básica de Santa Marta de Portuzelo.

O Júri foi composto pela Diretora do Agrupamento, um elemento da Associação de Pais e um professor de  Educação Visual.

O projeto de realização de um Concurso de desenho infantil baseia-se na convicção que a expressão artística contribui para a formação integral do indivíduo, ajudando-o a crescer, a aprender, a descobrir, a divertir-se, a sonhar e a relacionar-se positivamente com o mundo que o rodeia.

Os vencedores foram:

Pré-escolar – Miriam Sousa Cruz

1º ano - Mariana Macedo

2º ano - Gonçalo Borlido

3ºano - Inês Moreira

4ºano - Lívia Amorim

Estes desenhos serão estampados em sacas de pão que serão distribuídas para promover a sua utilização, no sentido de reduzir as sacas de plástico e papel. Este projeto enquadra-se no conjunto de iniciativas da Junta de Freguesia, naquilo que é a sua missão no cumprimento de metas para a defesa do ambiente.

Entrega de prémios do Concurso2.jpg

Entrega de prémios do Concurso3.jpg

PAREDES DE COURA É "ESCOLA DO ROCK"

“Escola do Rock - Paredes de Coura” integra o programa ‘PLAY2GROW!’ da Erasmus + com parceiros de Espanha e Itália. 6ª edição | 15 a 21 dez

Arranca este sábado a 6ª edição da ‘Escola do Rock - Paredes de Coura’. Para além de reunir mais uma vez 50 jovens músicos oriundos de todo o país para uma intensa semana dedicada ao rock, a edição deste ano tem ainda a particularidade de integrar 3 bandas selecionadas por concurso no âmbito do programa Bandas Residentes e que terão a possibilidade de produzir e gravar um single, mas também trabalhar novas competências através da música e ao abrigo do programa internacional do qual a Escola do Rock faz parte.

Esta é a mais recente valência garantida pela Escola do Rock, na sequência da candidatura ao programa ‘Erasmus +’ e denominado “PLAY2GROW! - Development of Key Skills and Values for Youth through Music!”.

Esta parceria estratégica na área da juventude e de apoio à inovação integra como parceiros a EOSA - Estratégia y Organización S.A. (Espanha), o Ayuntamiento de Tomiño (Espanha), a SFOM - Fondazione María Ida Vigliono perla Cultura Musicale (Itália) e o Space Ensemble.

Este projeto pretende desenvolver através da cooperação internacional de 5 entidades complementares ativas no campo da música, formação e juventude, um conjunto de outputs e atividades de formação que contribuirão para a aquisição de uma série de valores, competências - chave e habilidades dos youthworkers e dos jovens, através de uma abordagem baseada na música.

A Escola do Rock decorre entre 15 e 21 de dezembro, uma residência artística com tudo incluído ou um campo de férias de curta duração, com a particularidade de mais uma vez todos os integrantes subirem ao palco para a apresentação de um concerto que antecipará futuras digressões que, em edições anteriores, levaram os jovens músicos a palcos icónicos como o Festival Vodafone Paredes de Coura, Casa da Música, Serralves em Festa, Surfing The Lerez, NOS Primavera Sound e várias outras salas em toda a Península Ibérica. 

Para esta segunda edição do programa Bandas Residentes, que em 2018/19 levou os Wicked Youth, Dream People, Cuckoo Let U ao Surfing the Lerez em Pontevedra, ao Vodafone Paredes de Coura e à sala Radar em Vigo, no âmbito do "A Escola Vira Fest", entre muitos outros palcos, a seleção deste ano recaiu nos The Fekks, Catarina e Gáspea. As bandas selecionadas terão acesso a uma sala de ensaio exclusiva equipada com sistema de som e à possibilidade de gravar e produzir um single com o produtor Manuel Reis, com o apoio e tutoria dos formadores da Escola do Rock, bem como apresentações de concertos durante a residência e tours da Escola.

Esta 6ª edição da Escola do Rock tem ainda uma outra novidade: uma nova identidade gráfica, pensada pelo artista de banda desenhada Miguel Ángel Martín, ilustrador e guionista de bandas desenhadas, que venceu vários prémios, nomeadamente o Prémio Autor Revelação do "Salón Internacional del Cómic", em Barcelona (1992), e que tem feito ilustrações para publicações de renome como o El País, El Víbora, Rolling Stone, GQ, Marie Claire, Rockdelux, entre outros. Miguel Ángel Martín é o criador de personagens e séries míticas como Jack The Brain, El Diabrete, Rubber Flesh, Big Whack! e Psycotronic Records. Colaborou por diversas vezes com editoras e bandas indie espanholas, ilustrando fanzines e capas de discos.

50 alunos + 3 bandas residentes

A “Escola do Rock - Paredes de Coura” é uma iniciativa do Município, que em 2015 foi distinguido com o Prémio ‘UM-Cidades’ instituído pela Universidade do Minho: "É um projeto que nasce com o objetivo de ocupar as férias dos jovens de forma lúdica, pedagógica e artística. Se queremos uma sociedade com futuro temos que investir nos jovens e nos seus anseios, mas de forma séria", explica Vítor Paulo Pereira, presidente da Câmara de Paredes de Coura, acrescentando que “o currículo disciplinar escolar é essencial e tem muito peso na nossa sociedade. Mas a arte, a música, a dança ou outra qualquer forma cultural são manifestações importantíssimas nas formações dos nossos jovens e ferramentas fundamentais de formação, cidadania, até na preparação para aquilo que chamam de mercado de trabalho”. 

Com a colaboração e direção artística do Space Ensemble para a definição do plano de formação, o objetivo da “Escola do Rock - Paredes de Coura” passa por permitir a um conjunto de músicos provenientes de todo o país, desenvolver competências musicais e criativas, em especial na área da música rock. O programa, como vem sendo hábito, envolve ensaios, formação, sessões de cinema, jam sessions, showcases, concertos, demonstrações de instrumentos e workshops. A equipa de formadores é dirigida por Nuno Alves (direção artística).

Mais uma vez, a base de trabalho será o espaço Caixa da Música, criado pelo Município de Paredes de Coura para acolher concertos e residências artísticas como esta. Adicionalmente, os concertos e workshops decorrerão em diversos espaços do concelho, como o Quartel das Artes – residência da companhia de teatro Comédias do Minho --, Quartel dos Bombeiros, escola profissional EPRAMI, associações de freguesias e restaurantes, que acolherão os espetáculos das bandas vencedoras do concurso para bandas residentes: The Fekks, Catarina e Gáspea.

No final dos 6 dias de formação, há o já muito esperado espetáculo de apresentação final, a decorrer no sábado, dia 21 de dezembro, pelas 16h00, na Caixa da Música.

CLÁSSICO OU IRREVERENTE… COMO VAI SER O SEU NATAL?

Duas novidades mesmo a tempo da sua consoada: O Soalheiro Oppaco 2016 e o Soalheiro Alvarinho 2019

Com os preparativos festivos que se avizinham, a primeira marca de Alvarinho de Melgaço lança duas novidades: a edição 2016, do Soalheiro Oppaco e a edição 2019, do Soalheiro Alvarinho. Duas propostas completamente distintas que harmonizarão na perfeição com perfis mais irreverentes ou mais clássicos.

soalheiro_oppaco_2016.jpg

PARA OS MAIS IRREVERENTES!

Começamos pelo primeiro Soalheiro tinto. De perfil único, delicado e elegante, baseado nas castas Vinhão, Pinot Noir e Alvarinho, o Soalheiro Oppaco 2016 continua a apresentar-se de cor rubi mais ligeira, diferente dos tradicionais vinhos verdes tintos de cor carregada e consumo jovem que habitualmente estamos habituados a conhecer. Figurando-se ideal para harmonizar com pratos de peixe gordo, pratos de carne branca (pato e peru por exemplo) ou vermelha, pratos de caça, fumeiro e queijos curados.

Nas duas primeiras colheitas, o lote do Soalheiro Oppaco foi baseado nas castas Vinhão e Alvarinho com a convicção de que a rusticidade do Vinhão é em parte moldada pela elegância do Alvarinho, encontrando um excelente balanço de aroma e sabor.  Mas a busca pela melhor expressão dos “terroirs” levou, no lote 2015, a introduzir uma novidade, a casta Pinot Noir, que agora se mantem. “As uvas de Vinhão (sinonímia de Sousão no Douro) que produzimos na nossa região são muito especiais sobretudo pela concentração em taninos e cor, sendo por isso essencial o lote com outras castas, neste caso particular escolhemos o Alvarinho e o Pinot Noir, para produzir um vinho mais contido e elegante” afirmam os produtores.

MAS UM CLÁSSICO É SEMPRE UM CLÁSSICO!

O Soalheiro Alvarinho 2019, continua a ser, sem dúvida, um Clássico no Soalheiro: perfeito, elegante e com volume. Um perfil mais consensual pela frescura aromática da casta Alvarinho, intensidade gustativa e invulgar longevidade em garrafa.

Intenso e tropical, é perfeito como aperitivo ou para acompanhar mariscos, pratos de peixe ou pratos de carnes de aves. E, por isso, é, sem dúvida, uma das sugestões que não pode faltar na sua mesa este Natal.

Consulte todas as sugestões Soalheiro para a época festiva que se avizinha em:

https://www.soalheiro.com/pt/festas2019

soalheiro_classico_2019.jpg

Oppaco e Clássico.png

image005soalh (1).png

MONÇÃO “ABRAÇA” MOBILIDADE SUSTENTÁVEL COM INSTALAÇÃO DE POSTO DE CARREGAMENTO PARA VEÍCULOS ELÉTRICOS

No penúltimo dia da Cimeira do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU), aberta na segunda-feira, 2 de dezembro, por António Guterres, e que contou com a presença de Greta Thunberg, jovem ativista sueca, Monção dá um passo enérgico na mobilidade sustentável.

postomonç.JPG

Coincidindo com a cimeira realizada em Madrid, relevante na concretização de um compromisso universal para a construção de um futuro melhor para as próximas gerações, o nosso concelho instalou, ontem, o primeiro posto de carregamento para veículos elétricos da rede pública Mobi.e.

Localizado no parque de estacionamento do Porcalho, às portas do centro histórico, compreende dois pontos (tomadas) de carregamento, encontrando-se devidamente identificado com sinalização vertical e espaço adequado para carregamento de dois veículos em simultâneo.

Para o autarca monçanense, António Barbosa, a opção elétrica nos automóveis “constitui a melhor solução de mobilidade para responder às questões atuais do aquecimento global”, valorizando “a qualidade do ar que respiramos” e minimizando “a dependência indesejável dos combustíveis fósseis”.

O posto de carregamento representa uma vantagem para os proprietários de automóveis elétricos do nosso concelho que, desta forma, passam a dispor de um posto de carregamento próximo. Algo que não acontecia até ao momento, criando algumas adversidades aos utilizadores.

A circulação em veículos elétricos é um valioso contributo para a mobilidade sustentável e para o aumento da eficiência energética no transporte. Um contributo que, acredita-se, venha a crescer à medida que a autonomia dos veículos elétricos aumente.