Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ESPOSENDE É TERRA DE MAREANTES E EVOCA A SUA HISTÓRIA

“Festa da História - Esposende, Terra de Mareantes” anima cidade até domingo

Com o cortejo de boas vindas aos mareantes desembarcados e a chegada do Arauto Régio anunciando a Carta de Feira arrancou, esta tarde, a “Festa da História – Esposende, Terra de Mareantes”, um evento cultural e de recriação histórica, promovido pelo Município de Esposende, em parceria com a ACICE – Associação Comercial e Industrial do Concelho de Esposende, e que vai animar a cidade até ao próximo domingo, dia 2 de setembro. Integrado na programação Verão 2018, o evento tem como objetivos a promoção turística do concelho e a dinamização do tecido económico local.

DSC_0016

A segunda edição da Festa da História é dedicada à tradição marítima da cidade, trazendo à memória o Rei D. Sebastião e as razões que levaram este monarca a atribuir, através de Carta Régia, o título de vila a Esposende no longínquo ano de 1572. Ao longo do evento, os visitantes serão convidados a viajar no tempo e a conhecer as origens de Esposende, através de recriações históricas e de toda a envolvência caraterística da época.

Ao longo de quatro dias, a animação será constante, com espetáculos teatrais, atores, figurantes e animadores de rua, música, espetáculos circenses, tendas de comércio, jogos para as crianças e outros atrativos. Componente essencial é também a vertente gastronómica, com alargada diversidade de sugestões.

A expetativa é de que se repita o sucesso da edição anterior, que atraiu milhares de visitantes, fazendo de Esposende um destino cada vez mais procurado neste período. Benjamim Pereira, Presidente da Câmara Municipal de Esposende, realça que “o Município tem desenvolvido uma forte aposta na programação de Verão, promovendo as mais variadas iniciativas e eventos, por forma a atrair todo o tipo de públicos”. Considerou que “a estratégia tem sido bem-sucedida, atendendo ao cada vez maior número de pessoas que escolhem Esposende como destino neste período”. Benjamim Pereira salientou, contudo, que a estratégia do Município passa também pelo combate à sazonalidade, razão pela qual, ao longo de todo o ano, é desenvolvido um conjunto alargado de iniciativas de diversa índole.

O programa da Festa da História está disponível em www.visitesposende.com

DSC_0023

DSC_0006

DSC_0014

BRACARENSES VÃO BENEFICIAR DE NOVA REDUÇÃO DE IRS EM 2019

Propostas de Fiscalidade Municipal analisadas em Reunião de Câmara

Os Bracarenses vão pagar menos Imposto Sobre o Rendimento (IRS) em 2019. A medida será votada na próxima Segunda-feira, 3 de Setembro, em sede de Reunião de Câmara, onde, além da participação variável no IRS, serão analisadas as várias propostas de fiscalidade municipal, nomeadamente a fixação da taxa de Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e o lançamento da derrama.

Braga

Desta forma, e dando continuidade à estratégia de redução progressiva da carga fiscal dos Bracarenses, o Executivo Municipal propõe uma taxa de IRS de 4,10% dos rendimentos dos contribuintes a cobrar no ano de 2019, ao invés dos 4,25% até aqui praticados, revertendo a diferença entre esta participação e a taxa máxima (5%) a favor dos contribuintes Bracarenses.

No que se refere ao Imposto sobre Imóveis (IMI), este cifrar-se-á, em 2019, em 0,35% para prédios urbanos. Os proprietários que exerçam a reabilitação de edifícios degradados terão uma minoração em 20%, incentivando assim a reabilitação urbana, a fixação de população e a atracção de novos residentes para as áreas de reabilitação urbana.

Quanto aos prédios urbanos degradados e sem intervenção, o Executivo Municipal irá aplicar um agravamento de IMI de 30%, como forma de estimular a reabilitação urbana.

Para além destas medidas, e como tem sido prática corrente, haverá lugar à redução da taxa do imposto a aplicar ao prédio ou parte de prédio urbano destinado a habitação própria e permanente, atendendo ao número de dependentes que compõem o respectivo agregado familiar, sendo que existirá uma dedução fixa de 40 euros para quem tem 2 dependentes a cargo e de 70 euros para quem tem 3 ou mais dependentes a cargo.

Quanto à derrama sobre o lucro das empresas, o Município de Braga volta a optar por isentar as empresas que tenham um volume de negócios até 150 mil euros e a aplicar uma taxa de 1,5% às empresas que apresentem resultados superiores a 150 mil euros.

ROMARIA A SÃO JOÃO D’ARGA É UMA DAS MAIS GENUÍNAS DO MINHO

A tradição ainda é o que era! – milhares de romeiros rumaram a Arga de S. João para cumprir promessas a S. João ou pedir-lhe ajuda para arranjarem casamento ou cura de verrugas, quistos, doenças de pele e infertilidade. Nem todos vão a pé como antigamente mas poucos são os minhotos que dispensam esta festa pois ela continua a ser uma das mais genuínas de toda a região e do país. E, até da vizinha Galiza não faltam os nossos irmãos galegos a comungar da mesma Fé – e da mesma identidade cultural!

40368448_1836849859702868_158074626356805632_n

Muitos ainda vêm em ranchos como antigamente, subindo a pé o monte, cantarolando aqui e merendando acolá. Pelo caminho, o “penedo do casamento” é sítio obrigatório de paragem no percurso dos romeiros. Os solteiros atiram-lhe uma pedra para que esta fique em cima dele, dependendo o tempo de espera do casamento das tentativas feitas até o conseguir. Reza a lenda que o penedo “arranja testo para qualquer panela”… porém, como os tempos estão difíceis, vão ouvindo-se com frequência cantar os seguintes versos:

   Ó meu Senhor S. João

   Casai-me que bem podeis

   Já tenho teias de aranha

   Naquilo que bem sabeis

Uma vez chegado ao local do santuário, situado a cerca de 800 metros de altitude, os peregrinos dão três voltas à capela findas as vão dar uma esmola ao santo… e outra ao diabo!

Cumprida a devoção, a romaria dá lugar ao folguedo. Juntam-se os tocadores de concertina e abrem-se as goelas para os cantares ao desafio. Canta-se e dança-se no terreiro até ao amanhecer. Come-se e bebe-se nas tasquinhas à volta do santuário ou nas lojas dos “quarteis” onde também existe alojamento para pernoitar pois, caso contrário, terá de ser feito ao relento, na área envolvente do mosteiro. Apesar de ainda ser Verão, as noites são frias e, como agasalho, recomenda-se um copito de aguardente com mel, uma especialidade típica da Serra d’Arga.

Um poeta alfacinha de que não recordamos o nome, terá criado estes graciosos versos a repeito de S. João Baptista e de seu primo Jesus a quem baptizou nas águas do rio Jordão:

   São João, reparem nisto,

   Teve este grande condão;

   Ao baptizar Jesus Cristo,

   Foi quem fez de Cristo cristão

Mal despontam os primeiros raios de sol, é chegada a altura de regressar a casa. A aldeia regressa à sua habitual pacatez e o silêncio volta à serra. Apenas uma escassa centena de almas habita as pouco mais de duas dezenas de habitações que compõem Arga de S. João, abrangendo uma extensão de treze quilómetros quadrados.

- S. João d’Arga é uma das mais genuínas romarias minhotas. Para o ano lá voltaremos!

Fotos: Município de Caminha

40379629_1836852169702637_6324408969074835456_n

40391314_1836857436368777_2028066012229795840_n

40395555_1836860593035128_421878531358720000_n

40398623_1836855546368966_7266405673452175360_n

40400818_1836861899701664_8719827979422662656_n

40409730_1836856896368831_2136578635841142784_n

40411143_1836859773035210_1730086764690800640_n

40417642_1836853386369182_3041146177702592512_n

40424695_1836859636368557_2276237958556155904_n

40427410_1836855463035641_9094004503752998912_n

40432680_1836857916368729_6744957336177082368_n

40446505_1836851073036080_8583108557526794240_n

40449329_1836859523035235_6219444499551092736_n

40458157_1836858056368715_36102395578548224_n

40227567_1836856266368894_3728220110452686848_n

40269988_1836859103035277_6364208472501780480_n

40273340_1836861756368345_8054576217157795840_n

40284185_1836858736368647_4856914829824229376_n

40290517_1836862233034964_1139687293028663296_n

40293627_1836857509702103_2825760980921745408_n

40294491_1836860813035106_3157412591672754176_n

40297176_1836858663035321_2476521311589892096_n

40301224_1836858893035298_747868438910730240_n

40301329_1836861233035064_8014932522259447808_n

40301831_1836858456368675_7043379661132267520_n

40307369_1836856033035584_4788083958816440320_n

40307430_1836852346369286_7196029103844098048_n

40318654_1836860513035136_7054171049931309056_n

RUI ALARCON, VENCEDOR DA VOLTA A PORTUGAL EM BICICLETA DE 2017 e 2018, CONFIRMADO NO “MONÇÃO E MELGAÇO GRANFONDO - A ORIGEM DO ALVARINHO”

Com organização da Bikeservice e apoio das autarquias de Monção e Melgaço, o “Monção e Melgaço Grandfondo – A Origem do Alvarinho” estreia-se no dia 23 de setembro, domingo, com a presença de dois mil participantes, número limite de inscrições.

alarcon

A partida e chegada faz-se de Monção, percorrendo dois concelhos “cobertos” de beleza, história e tradição, onde o cultivo e produção do vinho Alvarinho se confunde com a singularidade, nobreza e caráter das suas gentes. A prova compreende Granfondo (131 km), Mediofondo (106 km) e Minifondo (62 km).

Com muitas caras conhecidas da modalidade já inscritas, a organização confirmou, esta manhã, a presença de Rui Alarcon, vencedor da Volta a Portugal em Bicicleta deste ano, feito já conseguido no ano transato, com a as cores da equipa W52 – F.C. Porto.

A organização agendou também uma caminhada solidária. Valor de 7,00 € com oferta de t-shirt e lanche. Previsto também um Granfondo Kids, um espaço de diversão para alimentar os sonhos dos pequenos participantes e, quem sabe, lançar as sementes de futuros campeões. Realiza-se no dia anterior, 22 de setembro, pelas 17h00, com inscrição gratuita.

Venha à descoberta da origem do Alvarinho.

ARCOS DE VALDEVEZ APRESENTA CINEMA DOCUMENTAL

Doc's Kingdom 2018, novamente em Arcos de Valdevez de 2 a 7 de setembro

O Seminário Internacional de Cinema Documental - Doc’s Kingdom 2018, volta a Arcos de Valdevez, pelo quarto ano consecutivo, reunindo uma comunidade internacional de 100 participantes para um encontro intensivo de sessões e debates com a presença de 10 cineastas convidados. Intitulado “Máquina do Mundo”, este seminário foi inspirado em Camões, Drummond de Andrade e no Padre Himalaya, notável cientista arcuense do início do século XX.

Cartaz

Organizado pela Apordoc, responsável pelo festival Doclisboa, o seminário será realizado na Casa das Artes de Arcos de Valdevez e terá início no domingo, dia 2 de setembro, às 21h, com a exibição do filme “Out of the Present”, do cineasta romeno Andrei Ujiča.

Este seminário programado pela curadora brasileira Patrícia Mourão em colaboração com o diretor do seminário, Nuno Lisboa, desenvolve um programa de bolsas que este ano conta com 12 participantes, entre jovens cineastas portugueses ou residentes em Portugal, estudantes de cinema do California Institute of the Arts nos EUA, um professor e cineasta brasileiro e uma jovem realizadora romena, vencedora do prémio Verdes Anos para filmes de escola no último festival Doclisboa.

A edição deste ano conta com presenças de referência mundial, como a norte-americana Deborah Stratman, o português João Pedro Rodrigues, a palestiniana Jumana Manna, a brasileira Maria Augusta Ramos, o mexicano Nicolás Pereda e o colectivo Forensic Architecture, entre outros convidados.

A sessão pública de encerramento terá lugar, na quinta-feira, dia 6 de setembro, às 21h30, com a exibição do filme “O Ornitólogo”, de João Pedro Rodrigues, premiado com a melhor realização no prestigiado festival de Locarno e filmado na região do Douro.

De referir, que este momento marcará também o início da parceria com o novo Clube de Cinema de Arcos de Valdevez, responsável, a partir de setembro, pela programação de documentários nas sessões de cinema na Casa das Artes, em colaboração com Apordoc, Doclisboa e Doc’s Kingdom.

Logo após o seminário em Arcos de Valdevez, o Doc’s Kingdom 2018 realiza duas extensões em Lisboa, na Cinemateca Portuguesa na noite de sábado, 8 de setembro, com a presença de Andrei Ujiča, e na galeria Maumaus / Lumiar Cité, segunda-feira, 10 de setembro, com a presença de Maria Augusta Ramos.

Consultar  programa: http://docskingdom.org/pt/actual/actual.html

ESPOSENDE RECEBE SEMANA DA ALFABETIZAÇÃO E DAS LITERACIAS

De 1 a 8 de setembro, Iniciativa Nacional, SEMANA DA ALFABETIZAÇÃO E DAS LITERACIAS alerta poder político e sensibiliza instituições e populações para o flagelo do analfabetismo em Portugal

Capturar1

Autarquias incentivadas a promover ações de sensibilização para erradicação do analfabetismo nos seus territórios .

Decorre, de 1 a 8 de setembro, por todo o país, a iniciativa Nacional Semana da Alfabetização e das Literacias para sensibilizar Portugal para a problemática do analfabetismo que atinge mais de meio milhão de portugueses, um terço em idade ativa, e os priva da liberdade, da autonomia e de plena cidadania e que, desde 2010, o estado ainda não disponibiliza uma solução formativa ajustada.

Atenta aos territórios e consciente do inequívoco do papel dos Municípios, na escolarização e capacitação das pessoas e dos territórios, acentuada pelos desafios de uma sociedade globalizada e pela revolução 4.0, a ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS – Apendências, APEFA, com o apoio da ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE MUNICÍPIOS PORTUGUESES, ANMP, promove, em todo o país e pelos municípios aderentes, a “INICIATIVA NACIONAL EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS - SEMANA DA ALFABETIZAÇÃO E DAS LITERACIAS para de comemoração do Dia Internacional de Alfabetização, assinalado a 8 de Setembro.

Neste sentido, todos os municípios portugueses foram estimulados,  em comunicação dirigida pela ANMP, a promoverem, durante esta semana, a realização de atividades, tão díspares quanto criativas, como saraus ou concertos musicais, teatro ou animações, declamações de poesia, por praças e ruas, partilhas de saberes com artesãos referentes de ofícios e artes em risco de extinção, perpetuando a memória coletiva, apresentação de livros, cinema, espetáculos musicais, folclóricos e etnográficos, exposições de arte, pintura, fotografia, etc. etc., como estratégia de sensibilização das populações para a nossa responsabilidade social, individual e coletiva, e para a simbologia desta data comemorativa do Dia Internacional de Alfabetização e o combate ao flagelo do analfabetismo que Portugal tem de empreender.

São já várias as Câmaras, do norte ao sul e ilhas, que manifestaram a sua adesão a esta iniciativa nacional promovida pala APEFA e vão proporcionar momentos de reflexão, partilha e sobretudo, de alerta para esta realidade do analfabetismo, impensável em pleno sec XXI e que não encontrará, nas próximas décadas, a sua erradicação na demografia.

A Iniciativa Nacional Semana da Alfabetização e das Literacias encerra com um seminário, em Faro, promovido pela APEFA em parceria com a DGEstE, Serviço SegionaL do Algarve  e do IPDJ do Algarve.

Será, por isso, bom para Portugal e para todos os portugueses que esta referência efetiva ao Dia Internacional da Alfabetização induza a sensibilidade suficiente, necessária a criação de ambientes favoráveis e amigos para uma Aprendizagem ao Longo da Vida, a bem e Felicidade das Pessoas e dos Territórios.

Para a APEFA, a Pessoas Felizes corresponde Territórios bem sucedidos! “

Capturar2

FAMALICENSE DESENVOLVE CHAPÉU QUE MONITORIZA PACIENTES COM EPILEPSIA

Dispositivo médico foi defendido em tese de doutoramento na Universidade do Minho

O famalicense Francisco Pinho desenvolveu um dispositivo portátil, esteticamente sob a forma de um chapéu, que possibilita a monitorização de pacientes com epilepsia e outras patologias através da eletroencefalografia (EEG), considerada como uma ferramenta importante tanto para o diagnóstico e classificação como para o tratamento. O sistema proposto demostrou vários argumentos para a possível monitorização destes pacientes, tanto em regime de ambulatório como de avaliação presencial.

AFS_2124

A criação foi desenvolvida no âmbito da tese de doutoramento em Engenharia Biomédica, defendida em julho último na Universidade do Minho, em discussão pública intitulada “Wireless and Wearable EEG Acquisition Platform”. Considerando a originalidade, a natureza inovadora e o valor cientifico da tese, bem como o nível com que decorreram as provas, e ainda as classificações obtidas no percurso de doutoramento, o júri deliberou por unanimidade atribuir o resultado de “aprovado”, com a menção de Muito Bom.

O Presidente da Câmara Municipal realçou o trabalho de investigação de Francisco Pinho e felicitou-o pessoalmente e institucionalmente nesta semana pelo resultado alcançado “pelo contributo que dá ao desenvolvimento científico e tecnológico e pelo exemplo que empresta às novas gerações de famalicenses com o seu percurso de rigor e de dedicação à investigação científica”.

Francisco Pinho tem especialização na Área da Fisioterapia, pela Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro, é licenciado em Engenharia Eletrónica e Informática, pela Escola Superior de Engenharia da Universidade Lusíada, onde conquistou os prémios de melhor aluno da Escola de Engenharia, melhor aluno do Curso de Engenharia Electrónica e Informática, melhor aluno na unidade curricular de Automação e de melhor aluno na unidade curricular de Electrónica. É ainda licenciado em Fisioterapia pela Escola Superior de Saúde do Vale do Sousa do Instituo Politécnico de Saúde do Norte.

Atualmente, é Professor Assistente Convidado no
Instituto Politécnico do Cávado e do Ave da Escola Superior de Tecnologia no curso de Licenciatura em Engenharia de Sistemas Informáticos, Professor Assistente Convidado na Escola Superior de Saúde do Vale do Ave do Instituto Politécnico de Saúde do Norte, no Curso de Licenciatura em Fisioterapia e Professor Assistente Convidado na Escola Superior de Saúde da Universidade de Aveiro, no Curso de Licenciatura e Mestrado em Fisioterapia.

PONTE DE LIMA APRESENTA "GALINHAS DE PORTUGAL"

Apresentação do Livro “Galinhas de Portugal”. 6 de Setembro | 18h00 | Clara Penha – Casa dos Sabores

Integrado num conjunto de publicações que visam, divulgar, preservar e valorizar o património de valor inestimável, que são as raças autóctones da região, o Município de Ponte de Lima, a Associação Concelhia das Feiras Novas, e a Associação dos Criadores de Bovinos de Raça Barrosã, apresentam o livro “Galinhas de Portugal”.

convite_studbook

As raças autóctones foram, outrora, decisivas na construção e definição das paisagens rurais e, por conseguinte, estão intimamente ligadas às populações rurais, aos seus modos de vida, costumes e tradições. Assim, surge este livro, no sentido de alertar para a necessidade e importância da salvaguarda, proteção e valorização das raças autóctones Pedrês Portuguesa, Preta Lusitânica, Amarela e Branca.

A Associação dos Criadores de Bovinos de Raça Barrosã, alertada pelos seus técnicos para as observações feitas junto dos seus associados, atenta à eminência do desaparecimento destas raças, e sem outra entidade que quisesse tomar a seu cargo a difícil mas honrosa tarefa de caracterização, inventariação, identificação e registo das galinhas, com vista à sua preservação, iniciou, no ano de 2003, os trabalhos que conduziram à criação dos Registos Genealógicos das supra mencionadas raças.

O trabalho culminou no livro “Galinhas de Portugal”, cuja apresentação tem lugar no dia 6 de setembro de 2018, na Clara Penha – Casa dos Sabores, às 18h00.

convite_studbook

FEIRA DE ARTESANATO E GASTRONOMIA DE FAMALICÃO ABRE AO PÚBLICO COM NOVIDADES E ANIMAÇÃO

Presidente da Câmara Municipal visita o certame no domingo, 2 de setembro, pelas 16h00

Abrem amanhã, sexta-feira, 31 de agosto, pelas 18h00, as portas da 35ª edição da Feira de Artesanato e Gastronomia de Vila Nova de Famalicão, um dos maiores eventos do género da região Norte, que todos os anos atrai milhares de visitantes à cidade na descoberta pelo artesanato mais genuíno, pela gastronomia tradicional e de qualidade, mas também pela grande animação popular.

DSC_6216

O Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, visita o certame este domingo, dia 2 de setembro, a partir das 16h00, altura em que já será possível perceber sobre a força da adesão do público ao evento. 

À riqueza do artesanato nacional juntam-se os sabores inconfundíveis da gastronomia numa conjugação de saberes e sabores únicos e genuínos. No recinto do antigo campo da feira semana reúnem-se ao longo de dez dias mais de 100 artesãos – muitos deles a trabalhar ao vivo – representantes das várias regiões do país e perto de uma dezena de restaurantes e tasquinhas com as iguarias mais tradicionais. Por aqui, há ainda espaço para os produtores que trazem consigo os vinhos, queijos, presuntos e doces mais puros oriundos de todo o país.

DSC_6085

Duas mãos cheias de novos artesãos estreiam-se este ano. São artistas da bijuteria, da malha, da cerâmica, do vidro, da tecelagem, mas também do gesso e dos bordados, entre outros, que vêm de vários pontos do país mostrar a sua arte, naquela que já é considerada “a maior Feira de Artesanato e Gastronomia do Minho e um cartaz turístico-cultural de referência nacional”, como refere o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha.

Tudo isto animado com um programa de animação diária e constante através da participação de quase três dezenas de artistas musicais, donde se destaca a presença de Augusto Canário & Amigos no dia 4 de setembro. O espetáculo de música popular juntará a tradição das concertinas, cavaquinhos, violões e bandolins à modernidade da bateria e do baixo, com o calor e sabor dos instrumentos de percussão latinos, criando um ambiente vivo, colorido, cheio de ritmo e alegria.

Uma noite para a juventude desfrutar do certame é a principal novidade ao nível da animação da edição deste ano com um concerto do rapper Piruka, na noite de 6 de setembro.

A entrada é gratuita em todos os dias do certame.

DSC_6194

TERRAS DE BOURO FINANCIA PROJECTOS DE VALORIZAÇÃO TURÍSTICA, REQUALIFICAÇÃO URBANA E DE EDIFÍCIOS ESCOLARES

Câmara Municipal aprova financiamento para projetos de 2,2 milhões de euros

A Câmara Municipal de Terras de Bouro aprovou hoje o recurso a uma linha de crédito do Banco Europeu de Investimento para financiamento de um conjunto de projetos aprovados no âmbito dos programas operacionais do Portugal 2020. Desta forma, são assegurados investimentos para execução no concelho num valor global superior a 2,2 milhões de euros.

foto da Câmara Municipal de Terras de Bouro.

Em reunião do executivo camarário, o presidente Manuel Tibo salientou o “impacto positivo para a valorização do concelho de Terras de Bouro” com este primeiro conjunto de projetos que vão já avançar com financiamento de apoios comunitários e cuja comparticipação municipal fica assegurada através do acesso a cerca de 390 mil euros a disponibilizar pelo BEI.

As operações aprovadas com apoios dos Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI) incluem projetos de valorização turística do território, nomeadamente nas vilas do Gerês e de Moimenta, assim como requalificação urbana e de edifícios escolares.

Deste grupo de obras financiadas faz parte a construção de uma rede pedonal estruturante que fará a ligação às áreas centrais de Rio Caldo e Vilar da Veiga, num investimento global de 300 mil euros.

O Município de Terras de Bouro avançará igualmente com a requalificação da Rua Miguel Torga e da Avenida 20 de Junho, na Vila do Gerês, sendo que as intervenções previstas ascendem a quase 320 mil euros.

O Parque da Vila e o troço de Moimenta da ecovia do Homem e Cávado fazem igualmente parte dos projetos financiados, representando um total de investimento de cerca de 950 mil euros.

No âmbito das operações financiadas pelos programas operacionais do Portugal 2020 está ainda a requalificação e adaptação das escolas básicas de Rio Caldo e do Gerês, com um montante global superior a 637 mil euros.

O presidente da Câmara Municipal sublinha que “estes investimentos são uma primeira demonstração da aposta estratégica deste executivo na captação dos programas de apoio e dos fundos europeus para rentabilizar investimentos que são necessários, urgentes e garantem mais valias para o concelho e para a população de Terras de Bouro”.

“Com a reorganização e valorização das capacidades de serviço e trabalho do município, estão criadas as condições para podermos capitalizar mais investimentos e recursos para a modernização e desenvolvimento das nossas terras”, promete Manuel Tibo.

Aprovados e regulados apoios de âmbito escolar

Na reunião do executivo camarário de Terras de Bouro foram igualmente aprovadas normas e regulamentos para a concretização de apoios na área da educação, com o objetivo de melhorar as condições de ensino e educação das crianças e jovens que frequentam os estabelecimentos do concelho.

A Câmara Municipal aprovou comparticipar “na íntegra” as Fichas de Trabalho complementares aos Manuais Escolares, adotadas pelo Agrupamento de Escolas, a todos os alunos que se encontrem a frequentar o primeiro ciclo do ensino básico no concelho de Terras de Bouro.

Foi igualmente aprovado que a Câmara Municipal vai “adquirir os manuais escolares e respetivos cadernos de atividades que não são comparticipados pelo Ministério da Educação, cedendo-os, pelo período letivo, aos alunos do 10 ano do ensino secundário do Agrupamento de escolas de Terras de Bouro”. Os manuais adquiridos constituirão uma Bolsa de Manuais do Município a serem utilizados nos anos letivos seguintes.

Para atribuição e funcionamento do transporte escolar para o ano letivo 2018-2019, o Executivo aprovou uma Norma que vem “definir e clarificar os procedimentos no âmbito dos transportes escolares, nomeadamente no que diz respeito aos apoios contemplados pela legislação em vigor, bem como os concedidos pela Autarquia com caráter facultativo”.

O Município de Terras de Bouro garante, desta forma, o reforço da capacidade de resposta e satisfação das necessidades dos alunos e respectivas famílias no que toca às condições de acesso aos estabelecimentos escolares, levando em conta as especificidades do território e dos acessos no concelho.

No que toca às refeições do 1º ciclo do ensino básico, foi aprovado protocolar com o Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro e com os Centros Sociais a disponibilização do serviço. Serão também garantidos através de protocolos com Centros Sociais e Juntas de Freguesia circuitos de transportes escolares.

Quanto ao funcionamento dos jardins-de-infância, o Município vai assegurar atividades de animação de apoio à família, nomeadamente refeições e prolongamento de horário, mediante a celebração de protocolo com os Centros Paroquiais e Sociais de Rio Caldo, Moimenta e Chorense.

Foi ainda aprovada a regulação dos auxílios económicos às famílias, no âmbito das refeições escolares do 1.º ciclo, mediante o respetivo escalão e número de filhos.

ESPOSENDE ACOLHE PALESTRA “ENTENDER AUTÍSMO”

10 outubro, 18h00 – Auditório Municipal

O Município de Esposende, em parceria com a Associação Vencer Autismo, vai organizar, no próximo dia 10 de outubro, às 18h00, no Auditório Municipal de Esposende, uma palestra, subordinada ao tema "Entender Autismo".

endender autismo

A iniciativa é aberta ao público em geral, com especial interesse para profissionais e pais/familiares de crianças com Perturbações do Espetro do Autismo. Nesta sessão, os fundadores da Associação Vencer Autismo, Susana Silva e Joe Santos, irão explicar em detalhe os desafios associados ao autismo, as suas possíveis causas e as áreas a dar prioridade no desenvolvimento da criança. Haverá espaço para colocar questões e esclarecimento de dúvidas.

A participação na palestra é gratuita, contudo carece de inscrição a efetuar online em: https://goo.gl/forms/VVc4rEmOvNguq8Rf2. Mais informações sobre o evento estão disponíveis em: https://www.facebook.com/events/268293493894777 e/ou

http://vencerautismo.org/evento/esposende.

Fundada em 2010 e com sede no Porto, a Associação Vencer Autismo presta apoio a famílias com crianças e jovens com Autismo, em Portugal, no Brasil e na Europa, dotando-as de ferramentas para ajudar estas crianças e jovens a desenvolver o seu máximo potencial.

Em 2017, a Associação Vencer Autismo foi um dos dez projetos europeus convidados para o evento da Comissão Europeia "Opening Up to an Era of Social Innovation" para apresentar o seu projeto “Autism Rocks!”, que já se encontra a ser implementado na Área Metropolitana do Porto.

LOJA SOCIAL DE ESPOSENDE É FINALISTA DO PRÉMIO MANUEL ANTÓNIO DA MOTA

A Câmara Municipal de Esposende figura entre as 10 instituições finalistas da 9.ª edição do Prémio Manuel António da Mota, que distingue organizações e personalidades que se destaquem nos vários domínios da sua atividade.

Loja Social_

Na edição de 2018, a Fundação Manuel António reconhece as instituições que contribuam com os seus projetos para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), sendo que o Município de Esposende apresentou uma candidatura no âmbito da intervenção da Loja Social enquanto Plataforma Colaborativa de Esposende.

Este projeto traduz-se numa rede de partilha e solidariedade de toda a comunidade, bem como um complemento à intervenção social concelhia, rentabilizando os recursos disponíveis, eliminando a sobreposição da intervenção e permitindo um melhor planeamento entre serviços e entidades que intervêm nesta área.

Esta Plataforma tem-se afirmado como uma iniciativa de elevado potencial de empreendedorismo social, considerando o conceito como um processo de procura de soluções inovadoras e sustentáveis para a resolução de problemas importantes da comunidade. Permite não só apoiar as famílias com vulnerabilidades sociais, mas também aquelas que, com preocupações ambientais e económicas, acedem a este equipamento, através da doação e do processo da troca por troca, entregando os bens de que não precisam por aqueles de que têm necessidade.

O projeto assenta na dinamização de sinergias da comunidade, dos agentes económicos e dos parceiros sociais, estimulando o diálogo e a cooperação entre todas as estruturas locais para reforço das redes estratégicas promotoras de desenvolvimento, empreendedorismo e inovação social. Fomenta-se, assim, a promoção do voluntariado, a educação ambiental, a educação para os direitos humanos, a educação do consumidor e a promoção do desenvolvimento sustentável, que materializam a estratégia da Educação para a Cidadania.

A mudança de instalações da Loja Social, prevista para o início do próximo ano, potenciará a operacionalização de novas atividades em função das necessidades sentidas pela comunidade.

O anúncio da candidatura vencedora do Prémio Manuel António da Mota terá lugar no dia 25 de novembro, em cerimónia a realizar no Centro de Congressos da Alfândega do Porto, após apreciação in loco dos projetos concorrentes, ação esta integrada no conjunto de reportagens que serão realizadas pela TSF – Rádio Notícias com cada uma das instituições finalistas.

O Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, realça que “integrar esta fase do concurso é já um reconhecimento de todo o trabalho desenvolvido diariamente na Loja social de Esposende, pelos seus colaboradores, voluntários, parceiros e todos os intervenientes que contribuem para a concretização deste projeto”.

Em dezembro de 2014, a Plataforma Colaborativa de Esposende foi selecionada como ES+ (Iniciativa de Alto Potencial em Inovação e Empreendedorismo Social) no Mapa de Inovação e Empreendedorismo Social (MIES) de Portugal. Na sequência desta distinção passou a integrar a REDE IES, obtendo o reconhecimento nacional e internacional pelo trabalho realizado, com oportunidades de divulgação e reconhecimento do mesmo, e teve acesso a um networking de pares de grande qualidade e diversidade.

Em 2015, foi nomeada para os Prémios Município do Ano Portugal, que visa reconhecer e premiar as boas práticas em projetos implementados pelos municípios com impactos assinaláveis no território, na economia e na sociedade, que promovam o crescimento, a inclusão e/ou a sustentabilidade.

A Plataforma Colaborativa de Esposende foi também distinguida, em janeiro de 2016, com uma Menção Honrosa, na categoria Inovação e Sustentabilidade, pela Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES), no âmbito da 4.ª edição do Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio.

Loja Social

BARCELOS É CIDADE DESDE HÁ 90 ANOS!

Centenário da Morte de D. António Barroso. 90º Aniversário da Elevação de Barcelos a Cidade

Amanhã, dia 31 de agosto, Barcelos vive uma data histórica ao celebrar 90 anos de elevação a cidade.

Barcelos (56)

Este ano, as celebrações são dedicadas ao Centenário da Morte de D. António Barroso, barcelense ilustre e uma das figuras mais destacadas da Igreja Católica Portuguesa.

O programa começa às 9h30, nos Paços do Concelho, com a tradicional Cerimónia do Hastear da Bandeira, e conta com várias outras atividades ao longo do dia, com destaque para a Homenagem aos missionários barcelenses, às 17h30, no Auditório dos Paços do Concelho.

SERRA D’ARGA É PALCO DO II ENCONTRO DE ESCALADORES DE 31 DE AGOSTO A 2 DE SETEMBRO

A partir de amanhã, o Encontro de Escaladores da Serra D'Arga está de volta ao concelho.  Até domingo, a Serra d’Arga vai reunir praticantes de escalada e amantes de desporto de natureza, num dos locais de referência da modalidade, cujo objetivo é tornar esta área de Portugal numa das zonas escola de escalada de referência a nível nacional.

encontro escaladores Serra d Arga (1)

Esta atividade é promovida pelo Clube de Escalada de Braga em pareceria com a Câmara Municipal de Caminha.

Para o Município, este encontro enquadra-se na sua estratégia de promoção da Serra d’Arga, já que a valorização do território da Serra d’Arga como espaço privilegiado de educação para a sustentabilidade e para o usufruto da natureza de forma integrada é um dos seus objetivos estratégicos. De facto, esta iniciativa assume um papel importante na valorização dos recursos endógenos e diferenciadores do território, como é o caso da Parede de Escalada de Penice, situada em Arga de Baixo, estrutura natural com caraterísticas e potencialidades de destaque para a prática da modalidade de escalada, nomeadamente para a escalada desportiva e bloco. A escalada é considerada um desporto seguro e responsável, que reúne várias gerações e potencia a prática familiar.

Assim, até domingo são muitas as atividades programadas dirigidas para os praticantes de escalada e para os amantes de desporto de natureza. De acordo com o Clube de Escalada de Braga, este ano existem cerca de 20 novas vias num total de mais de 60 vias que variam entre os graus IV e 7b de escalada desportiva. Além das vias de desportiva, existem outros sectores excelentes para os fãs da pratica de bloco, com um muito potencial e com milhares de linhas para serem abertas.

Programa:

Sexta-feira

12h30 - Abertura - Receção dos atletas no Mosteiro de São João d’Arga

Sábado

9h00 – 19h00 -  Atividades de escalada na parede de Penice

20h00 – Jantar convívio no Mosteiro de São João d’Arga

Domingo

9h00 – 17h00 - Atividades de escalada na parede de Penice

18h00 - Encerramento

encontro escaladores Serra d Arga (2)