Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PÓVOA DE LANHOSO APOIA NATALIDADE E COMÉRCIO LOCAL

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso continua a incentivar a natalidade e a apoiar o comércio local através da medida Naturalanhoso. Na manhã de 24 de fevereiro, decorreu a primeira entrega do ano destes apoios, que irão chegar diretamente a mais 42 bebés Povoenses.

2018 - Entrega Naturalanhoso 1

“Estou agora aqui rodeado destes bebés que representam o futuro do nosso concelho. Espero, acima de tudo, que estas vossas crianças tenham muita saúde e que sejam felizes. Nós cá estaremos para acompanhar o percurso delas, colocando os meios públicos necessários para o seu desenvolvimento”, referiu o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Avelino Silva.

Afirmando-se feliz por a Autarquia estar a cumprir o seu papel de estar ao lado dos Povoenses, apoiando quando necessário e criando respostas como o Naturalanhoso, Avelino Silva revelou que, nos últimos quatro anos, a Câmara Municipal canalizou mais de 240.000€ para este projeto, representando 440 nascimentos, dinheiro que foi diretamente para o comércio local.

“Este é um gesto da autarquia para que vocês sintam que estamos ao vosso lado. Que queremos muito que os Povoenses se fixem na sua terra, que aqui tenham as melhores condições para viver e para trabalhar. Estamos também a fazer um trabalho muito intenso no apoio às empresas, precisamente para que vocês tenham emprego na vossa terra, para que, em família, possam ser Povoenses com orgulho”, acrescentou o autarca.

A entrega dos diplomas referentes a este apoio decorreu no Espaço Jovem, tendo a sessão contado com a colaboração da enfermeira Rosa Carvalho, que abordou temáticas relacionadas com o nascimento.

Os valores atribuídos variam conforme o número de crianças do agregado: 500 euros para o primeiro e/ou segundos filhos; 750 euros para o terceiro filho; mil euros para o quarto filho e seguintes. São elegíveis as despesas realizadas em artigos de puericultura, designadamente vestuário, produtos alimentares, carrinhos de passeio, carrinhos auto, de entre outros produtos destinados ao bebé.

Esta resposta é um instrumento de incentivo à natalidade, contribuindo para promover a melhoria das condições de vida da população, especialmente das crianças nos primeiros meses de vida, e para fomentar a economia do concelho, uma vez que o apoio tem que ser despendido no comércio local.

Em 2017, a Póvoa de Lanhoso renovou a distinção de Autarquia Mais Familiarmente Responsável pelo oitavo ano consecutivo, um reconhecimento pela implementação de medidas transversais “amigas” das famílias Povoenses.

2018 - Entrega Naturalanhoso 2

2018 - Entrega Naturalanhoso 3

FAFENSES DEBATEM EDUCAÇÃO

O Meu Professor é o Melhor do Mundo’ deu mote para Conversa no Museu da Educação

Decorreu, no final da tarde de terça-feira, a segunda ‘Conversa no Museu da Educação’. Debruçada sobre o tema ‘O meu Professor é o Melhor do Mundo’, recordou o conhecido professor Rui Adérito Valente (1945-2002), evocando o seu legado, através do testemunho de antigos alunos e da própria família.

DSA_9923A

A sessão contou com a presença do Vereador da Cultura da Câmara Municipal, Pompeu Martins, do Historiador e Director dos Museus Municipais de Fafe, Artur Coimbra, da Professora fafense Manuela Trigo e vários dos alunos e familiares de Rui Adérito Valente.

O professor foi recordado como sendo “um homem extraordinário que deixou saudade”, "um visionário", "um pedagogo amigo dos seus alunos", "um professor de corpo inteiro dentro e for da sala de aula", enfim, "um cultor da cidadania e das causas ambientais".

Recorde-se que, ao longo deste ano, o Museu da Educação, localizado na freguesia de S. Martinho de Silvares, vai ser palco, de diversas Conversas, com temas e convidados distintos, sempre em torno da temática educativa, numa iniciativa do Município de Fafe, com o apoio da Junta de Freguesia local, no sentido de dinamizar este espaço museológico inaugurado no passado mês de Junho.

Trata-se de conversas informais, abertas ao público e com entrada livre. A próxima Conversa está marcada para 20 de Março e terá como tema central “O Ensino Especial – Realidade e Desafios”.

DSA_9931A

DSA_9947A

DSA_9951A

DSA_9960A

BARCELOS REALIZA SEMANA DA LEITURA

Semana Concelhia da Leitura decorre entre 3 e 9 de Março na Biblioteca Municipal e nas Bibliotecas Escolares. Conferência sobre arte assinala centenário da morte de José Beça e Menezes marca o arranque da Semana da Leitura

A Semana Concelhia da Leitura, organizada pelos Pelouros da Educação e Cultura da Câmara Municipal de Barcelos, arranca a 3 de março e prolonga-se até ao dia 9 de março, na Biblioteca Municipal e na rede de bibliotecas do concelho.

O dia do arranque desta iniciativa marca, também, o centenário da morte de José de Beça e Menezes (1828-1918) com uma conferência intitulada “Cinco Artistas em Barcelos. Sousa Pinto, Ernesto Condeixa, Veloso Salgado, Teixeira Lopes e Cândido da Cunha”, que será proferido por Hugo Barreira, Professor da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, às 16h00, na Biblioteca Municipal. A sessão, cuja entrada é livre, terá ainda a participação do pianista António Godinho.

Sessões de teatro, ateliês, escrita criativa e exposições integram também o programa da Semana Concelhia da Leitura, que procura fazer uma verdadeira festa da leitura.

De destacar a presença de escritores, como José Fanha e Daniel Completo, autores do livro “Galarotes, Diabinhos, Cabeçudos e Apitos”, que levarão à cena, no Teatro Gil Vicente, um espetáculo de música e poesia, no domingo, dia 4 de março, às 16h00.

No dia seguinte, de manhã, estarão, na EB/JI Martim e na EB Gamil e, de tarde, na EB/JI Cambeses.

Ainda no dia 5 de março, Victor Pinho, historiador e bibliotecário municipal, falará sobre "Um Século de Energia Elétrica em Barcelos", durante a manhã, na Escola Secundária Alcaides de Faria, cuja exposição com o mesmo nome, estará patente durante todo o mês nesse estabelecimento de ensino.

Ainda nesse dia, de manhã, na EBI Fragoso, e de tarde, na EB Galegos Sta Maria, Rui Ramos, contador de histórias, falará do livro “A história engraçada de uma Biblioteca abandonada”, de Carlos Nuno Granja.

No dia seguinte, dia 6 de março, de manhã, na EB de Manhente, e de tarde, na EB Rosa Ramalho, falará do livro “O rapaz sem orelhas de burro”, de João Manuel Ribeiro.

Por sua vez, a ilustradora Alexandra Gonçalves apresentará os seus  livros “E o burro sou eu?” e “Não era uma vez, nem duas, nem três”, no dia 6 de março, durante a manhã, no Centro Escolar António Fogaça e na EB Gamil, e, de tarde, na EB/JI de Aldão – Vila Frescainha S. Martinho.

Rui Sousa Basto falará das suas obras, no dia 8 de março, de manhã, na EB 2,3 Gonçalo Nunes.

A encerrar a semana, no dia 9 de março, ao longo da manhã, no JI de Carapeços e Sta Leocádia e no JI de Vila Boa, e, durante a tarde, no JI de Arcozelo, Inácia Cruz, contadora de histórias, falará do livro “Salto, saltinho, saltão. Cantor de profissão”, de Júlio Borges.

TERRAS DE BOURO REÚNE ASSEMBLEIA MUNICIPAL

O Salão Nobre dos Paços do Concelho acolheu a 23 de fevereiro a reunião da Assembleia Municipal de Terras de Bouro, a primeira sessão de 2018

No decorrer do período inicial da sessão e já depois dos cumprimentos formais e boas-vindas, registaram-se intervenções sobre variados assuntos, nomeadamente: o ponto de situação da reparação da embarcação turística “Rio Caldo”, saneamento básico e água, recolha de resíduos, a recuperação de valores em dívida pelos serviços municipais, entre outros.

capa

Todas as questões apresentadas foram alvo de resposta e esclarecimentos por parte do Presidente da Câmara Municipal, Manuel Tibo.

De seguida e já na Ordem de Trabalhos, além da apresentação usual da atividade das divisões do município por parte do Senhor Presidente da Câmara Municipal, foi deliberado, por unanimidade, adiar a proposta de alteração ao Regimento da Assembleia Municipal, sendo criado para o efeito um grupo de trabalho. Relativamente à recomendação de participação na ANAM – Associação Nacional de Assembleias Municipais, que vai agora ser encaminhada para reunião do Executivo Municipal, voltando posteriormente à assembleia municipal para posição definitiva, a mesma foi aprovada por maioria, com seis votos contra, cinco do Movimento Independente, “Terras de Bouro é o nosso partido” e um voto contra da CDU e ainda três abstenções do Partido Socialista. Foi declarado o reconhecimento oficial da proposta de prescrição de dívidas – Lei dos Serviços Públicos e aprovada por unanimidade a emissão de uma declaração de interesse público municipal tendo em vista a implementação de um empreendimento turístico no concelho. Além da eleição, por maioria, com duas abstenções do Partido Socialista, do Dr. Augusto Braga e da Dr.ª Eduarda Pereira, como representantes efetivos e da Dr.ª Isménia Loureiro como suplente, para assumirem a representação concelhia na Assembleia Intermunicipal da Comunidade Intermunicipal do Cávado, foi também aprovada por unanimidade a proposta de alteração ao Mapa de Pessoal.

O período final da sessão ficou marcado pela apresentação e aprovação, por unanimidade, de um Voto de Pesar pelo falecimento de Carlos Alberto de Sousa Rodrigues Pereira, ilustre e reconhecida personalidade da sociedade terrabourense e Chefe da Divisão Administrativa e Financeira da Câmara Municipal de Terras de Bouro até 2001, sendo consignado pela Assembleia Municipal de Terras de Bouro o respetivo minuto de silêncio como homenagem em sua memória.

"FLORINHAS DO ALTO MINHO" JÁ DANÇAM HÁ 15 ANOS E AS NOSSAS GENTES VÃO CANTAR-LHE OS PARABÉNS

O Grupo Folclórico As Florinhas do Alto Minho festeja no próximo dia 11 de Março o seu 15º aniversário e, para lhe cantar os parabéns, contará com a participação do Grupo Coral Vozes de Almodôvar, além de muitos conterrâneos e amigos.

28450478_1682847548481008_1830291713_n

São minhotos e seus descendentes, muitos deles jovens cujos pais, oriundos de Paredes de Coura e outros concelhos do Alto Minho, migraram um dia para a região de Lisboa à procura de melhores condições de vida. Mas não esquecem as suas origens, os seus costumes e tradições e teimam em preservá-las: é a sua identidade!

Em 2003, já lá vão 15 anos, decidiram constituir o seu agrupamento de folclore – o Grupo Folclórico As Florinhas do Alto Minho.

Encontram-se sediados no concelho de Sintra, mais concretamente na localidade de Sacotes, na Freguesia de Mem Martins. E, desde então, não mais pararam de cantar e dançar tal como outrora sucedia na nossa região, ao som do cavaquinho e da concertina, exibindo os trajes característicos.

10985665_919575344772351_7399568900958492229_n

HISTORIADOR DANIEL BASTOS APRESENTA EM VIANA DO CASTELO CONFERÊNCIA SOBRE MIGRAÇÕES, CIDADANIA E ENSINO

Na passada terça-feira (27 de fevereiro), o historiador Daniel Bastos foi um dos oradores convidados da 9.ª edição dos “Contornos da Palavra”, uma iniciativa cultural organizada pela Câmara Municipal de Viana do Castelo, que durante uma semana proporciona momentos culturais a todos os alunos, professores e educadores das escolas do concelho do Alto Minho.

.

A contar da esquerda, o historiador Daniel Bastos, o moderador Manuel António Vitorino, e a investigadora Irene Flunser Pimentel

 

No decurso da iniciativa, que decorreu na Biblioteca Municipal de Viana do Castelo, no âmbito do Encontro de Bibliotecas Escolares – Conhecer, Respeitar e Incluir, e que computou a presença a investigadora portuguesa dedicada ao estudo do período contemporâneo de Portugal, Irene Flunser Pimentel, o historiador minhoto apresentou em representação da Galeria dos Pioneiros Portugueses, um espaço museológico em Toronto que se dedica à perpetuação da memória e das histórias dos pioneiros da emigração portuguesa para o Canadá, uma comunicação intitulada “Migrações, Cidadania e Ensino”.

Partindo da enunciação de Almada Negreiros “Nós hoje estamos ao mesmo tempo na melhor época da humanidade e na pior”, artista multidisciplinar português homenageado na iniciativa, Daniel Bastos sustentou que por um dever de memória histórica e de dignidade humana, a Europa em geral, e Portugal em particular, tem que integrar e proteger os migrantes. Para o investigador da nova geração de historiadores portugueses, as migrações hodiernas representam um desafio para as políticas dos Estados democráticos, sendo urgente repensar a educação para a cidadania enquanto meio para a promoção da democracia e dos direitos humanos.

FNAC INUNDA PORTUGAL COM 20 CONCERTOS SURPRESA EM 16 CIDADES

Celebrações dos 20 anos FNAC- 28 de fevereiro. Braga e Guimarães estão na rota dos concertos

  • The Legendary Tigerman, Paulo Sousa, D.A.M.A, The Black Mamba, Sara Tavares e Raquel Tavares são alguns dos artistas;
  • 10 horas de concertos surpresa:20 concertos de 30 minutos, seguidos, das 9h até às 18h30;
  • Cidades:Lisboa, Porto, Madeira, Loulé, Vila Real, Setúbal, Coimbra, Braga, Viseu, Vila Nova de Gaia, Leiria, Faro, Guimarães, Cascais, Almada e Évora;
  • Locais:Estação do Oriente; Estação de Comboios do Cais do Sodré; Mercado dos Lavradores na Madeira; Universidades de Évora e Minho; Palácio do Gelo em Viseu; Estação de São Bento; entre outros; 

A FNAC comemora o seu 20º aniversário, dia 28 de fevereiro, mas quem recebe os presentes são os portugueses. Com o lema “Mais perto e fazias parte da banda”, a FNAC promove 10 horas de concertos surpresa, no continente e Madeira, com alguns dos artistas favoritos dos portugueses.

A ação “20 anos, 20 concertos fora de portas” inicia-se às 9h e termina às 18h30, com 20 atuações de 30 minutos, que vão surpreender os transeuntes em alguns dos locais mais movimentados do país, desde mercados, a universidades, transportes públicos e shoppings.

“Neste dia de festa transpomos para as ruas do nosso país aquilo que mais gostamos de fazer todo o ano nos fóruns FNAC, promover cultura acessível, gratuita e numa lógica de proximidade entre o público e os artistas. A ação «20 anos, 20 concertos fora de portas» é, acima de tudo, a nossa homenagem e agradecimento aos artistas e aos portugueses pelos 20 anos de preferência”, sublinha Inês Condeço, diretora de comunicação da FNAC Portugal.

O primeiro concerto irá decorrer na Estação do Oriente em Lisboa, com a banda The Legendary Tigerman, às 9h. Segue-se o artista Luiz Caracol, que atuará na Estação do Cais do Sodré, pelas 9h30.

A festa continua pelo Norte do país, na estação de São Bento, no Porto, onde as pessoas serão surpreendidas às 12h, com o concerto da artista cabo-verdiana Lucibela.

Os conimbricenses vibrarão ao som do músico João Pedro Pais, às 12h30, no Fórum Coimbra. A banda Plastic People, vencedores do concurso EDP Live Band de 2017, atuam às 13h no Campus de Gualtar, da Universidade do Minho, em Braga. O cantor revelação, Paulo Sousa, vai estar às 16h30 na Escola de Arquitetura da Universidade do Minho, em Guimarães, e os D.A.M.A vão surpreender os estudantes da Universidade de Évora, pelas 18h.

O Aeroporto de Lisboa será, também, invadido pelo ritmo e sonoridade da aclamada artista Sara Tavares, que presenteará os viajantes com as músicas do álbum Fitxadu, às 14h30.

As celebrações continuam na Estação de Comboios de Cascais, com o B Fachada, às 17h00, e no Terminal Fluvial de Cacilhas (Almada), com os The Black Mamba, às 17h30.

Os festejos da “FNAC 20 anos Fora de Portas” vão culminar com o concerto  da fadista Raquel Tavares à porta dos Armazéns do Chiado, pelas 18h30. 

A celebração dos 20 anos da FNAC terá continuação ao longo de todo o ano, nos Fóruns FNAC com muitos eventos e surpresas, daquele que é o maior promotor de cultura do país.

CapturarFNAC

VIEIRA DO MINHO ALARGA HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO DA PISCINA COBERTA

Piscina Municipal Coberta com horário de funcionamento alargado em Vieira do Minho

Atendendo à crescente procura da piscina municipal coberta, o Município de Vieira do Minho decidiu  proceder ao alargamento dos horários de funcionamento desta infra estrutura de forma a corresponder às solicitações dos utentes e contribuir para o bem estar físico dos Vieirenses.

Neste sentido, a  piscina municipal coberta irá passar a funcionar:

Segunda, quarta e sexta-feira, das 9h00 às 22h00 sem interrupção, e às terças-feira e quintas-feira, das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 22h00.

Ao sábado e Domingo, o período de funcionamento será entre as 9h00 e as 13h00.

 O novo horário da piscina municipal entrará em vigor a partir da próxima quinta-feira, 1 de Março de 2018.

FAMALICÃO VAI PARAR PARA LER

Na próxima quinta-feira, dia 8 de março, quando passarem quinze minutos depois das dez da manhã, várias entidades públicas e privadas do concelho de Vila Nova de Famalicão vão parar durante quinze minutos para ler.

Semana da Leitura decorre até dia 12 de março

A iniciativa, que desafia todos os famalicenses a interromperam os seus afazeres para usufruírem de breves momentos de leitura, intitula-se “Famalicão a LER” e está inserida na 9.ª edição da Semana da Leitura, que decorrerá entre os dias 5 e 12 de março, na Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, em Famalicão.

No total, 34 bibliotecas da rede municipal e da rede escolar participam esta ano Semana da Leitura. Um evento concelhio que é anualmente proposto pelo Plano Nacional de Leitura às autarquias e aos agrupamentos de escolas e através do qual o Município de Vila Nova de Famalicão, com a Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, e a Rede Concelhia das Bibliotecas Escolares se propõem a celebrar a leitura com um conjunto diversificado de iniciativas que permitam criar ambientes plurais que motivem a participação dos alunos e da restante comunidade famalicense em atividades de promoção do livro e da leitura.  

Este ano, o comércio local de Famalicão associa-se também ao desígnio da Semana da Leitura, com a exibição de excertos de obras de autores nacionais e estrangeiros nas montras das lojas e com a oferta de vouchers para serem trocados por livros na Biblioteca Municipal.

A abertura do evento está marcada para a próxima segunda-feira, dia 5, pelas 15h00, no auditório da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, com as presenças do vereador da Educação do município, Leonel Rocha, do Coordenador Interconcelhio das Bibliotecas Escolares, António Pires, e do escritor José Viale Moutinho, o “padrinho” desta 9.ª edição.

Para além da atividade “Famalicão a LER”, destaca-se ainda do programa a realização de tertúlias, encontros com escritores, oficinas, sessões de contos, entre outras atividades.

RUI OCHÔA APRESENTA EM FAMALICÃO “PORTUGUESES DA AMÉRICA”

O Museu Bernardino Machado, em Vila Nova de Famalicão, tem patente a partir deste sábado, dia 3 de março, a exposição de fotografia “Portugueses da América”, da autoria do repórter fotográfico português Rui Ochôa.

A mostra, que vai estar disponível ao público até dia 3 de abril, baseia-se no livro homónimo escrito por Margarida Marante e é um projeto da FLAD – Fundação Luso-Americano para o Desenvolvimento com vista a dar voz e conferir visibilidade a portugueses que se destacaram na vida política, económica e social dos Estados Unidos da América.

A exposição é de entrada gratuita e pode ser visitada às quintas e sextas, entre as 10h00 e as 17h30, e aos sábados e domingos, entre as 14h30 e as 17h30.

VIZELA APRESENTA NOVA MARCA COM FOCO NO TURISMO

‘Segredos de um Vale’ realça o que de melhor Vizela tem para oferecer

A Câmara Municipal de Vizela apresentou ontem a nova Marca Vizela, uma imagem que pretende criar um novo conceito e uma nova identidade do Concelho.

apres. Marca Vizela

O principal objetivo é melhorar a forma de comunicação com o exterior, através da padronização da imagem da Câmara Municipal.

A nova identidade visual de Vizela teve como ponto de partida o brasão do Município, usando o escudete azul com besantes, um elemento de continuidade Histórica, que simboliza também as 5 freguesias de Vizela.

Outro dos pontos de base foi a forte ligação de Vizela e da sua comunidade à água, não apenas à água termal, mas também ao rio Vizela, ou seja, um símbolo transversal tanto a toda a Cidade como à história de Vizela.

A Marca Vizela, desenvolvida por dois designers gráficos vizelenses, foi apresentada na Loja Interativa de Turismo pelo Presidente da Câmara Municipal, Victor Hugo Salgado.

“Vizela, Segredos de um Vale” é novo slogan da Câmara, um novo conceito que pretende realçar tudo o que Vizela tem para oferecer, atraindo e captando a atenção daqueles que não são da nossa terra.    

As próximas ações passam pela apresentação da marca no Porto Welcome Center, no próximo dia 6 de março, às 16.00h, pela criação de um novo site da Câmara e do Turismo, assim como a criação de um selo, que assinala os 20 anos da elevação de Vizela a Concelho.

logo vizela segredos

COMÉDIAS DO MINHO APRESENTAM EM MELÇAÇO ‘O PRINCÍPIO DA INCERTEZA’

De 1 a 4 de março

A partir do dia 1 de março, as Comédias do Minho estão de volta a Melgaço e trazem ‘O PRINCÍPIO DA INCERTEZA’, um espetáculo com direção de Gonçalo Fonseca que conta as histórias dos elementos da Companhia, muito especialmente, desde a chegada de cada um ao Minho: «Esta é uma viagem no tempo. No tempo das CdM, no das pessoas que lhe dão corpo e no daquelas que nos acompanham: os espectadores.», garante a organização.

O Princípio da Incerteza

A peça estará em palco em vários locais de Melgaço:

1 MAR |Gave - Junta de Freguesia | 21h00

2 MAR | Melgaço - Casa da Cultura | 21h30

3 MAR | Penso - Centro de Convívio | 21h00

4 MAR | S. Paio - Junta de Freguesia | 15h00

A entrada é gratuita e aberta ao público em geral.

Sinopse

Os atores fazem deles próprios, mergulham nas suas histórias e nas histórias das Comédias. De cada um consigo. De cada um com os espectadores. Textos construídos a partir das suas memórias cruzam-se com textos levados a cena pelas Comédias, ao longo dos anos.

A ficção e a realidade misturam-se.

«Esta é uma viagem no tempo. No tempo das CdM, no das pessoas que lhe dão corpo e no daquelas que nos acompanham: os espectadores.

A memória é uma das palavras-chave desta criação. A memória remete-nos para o passado, mas entendemos que o passado nunca morre; nem sequer é passado. Além do mais, este passado, que remete sempre para a origem, não nos puxa para trás, antes nos empurra para diante.

Interessa-nos o aqui e o agora, o presente.

Toma conta de nós a vontade de construir, agora, com os espectadores, novas memórias.

É, assim, também sobre envelhecer. No quotidiano, o nosso rosto pertence aos outros, mas as fotografias revelam a passagem do tempo em nós.

Cinco atores e um músico, com origens exteriores ao território, estão quase todos neste lugar há mais de 10 anos.

O que sentiu cada um nesta deslocação? O que significa estar longe de casa?

Refletimos sobre o que nos trouxe aqui e o que nos mantém.

O que é criar?

O que é criar neste território?

Momentos houve em que quisemos desistir. Voltar. Voltar a casa. Hoje, onde é a nossa casa?

O amor ao que fazemos é grande.

O que queremos dizer? O que temos ainda para dizer ao nosso público?

O que fazemos aqui? O que nos faz querer permanecer?

Neste processo de criação, as incertezas, as dúvidas permanentes, foram o detonador de uma procura incessante. Encontrámos algumas, poucas, respostas. As perguntas aumentaram.

Aqui cruzam-se angústias, alegrias e muitas incertezas.

Queremos arriscar. Queremos falhar. Queremos continuar.»

DIREÇÃO Gonçalo Fonseca

COCRIAÇÃO André Martins, Gonçalo Fonseca, Joana Magalhães, Luís Filipe Silva, Rui Mendonça, Tânia Almeida e Vasco Ferreira

DRAMATURGIA Rui Mendonça

INTERPRETAÇÃO Joana Magalhães, Luís Filipe Silva, Tânia Almeida, e Vasco Ferreira

CENOGRAFIA Hugo Ribeiro

VÍDEO André Martins

DIREÇÃO TÉCNICA E MÚSICA ORIGINAL Vasco Ferreira

AGRADECIMENTO a Pedro Sobrado

A saber que a Comédias do Minho é um projeto cultural que começou em 2003, com a colaboração dos municípios de Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Valença e Vila Nova da Cerveira, destinado a criar uma companhia de teatro profissional.

A sua missão é dotar o vale do Minho de um projeto cultural próprio, adaptado à sua realidade socioeconómica e, portanto, com um enfoque especial no envolvimento das populações, a partir da construção de propostas de efetivo valor participativo e simbólico, para as comunidades a que se dirigem.

ECCE AGNUS DEI: ARTESANATO DE BARCELOS DA AUTORIA DA FAMÍLIA RAMALHO

O Director do Tesouro-Museu da Sé de Braga, Cónego José Paulo Abreu e a artesã Júlia Ramalho, têm o prazer de convidar o vosso Órgão de Comunicação Social para a inauguração da exposição ECCE AGNUS DEI, que terá lugar a 02 de Março, às 18 horas, no Tesouro-Museu da Sé de Braga (Sala de Serviço Educativo/ Exposições). O acesso à exposição é feito a partir da Loja do Tesouro-Museu da Sé de Braga, situada na Rua D. Diogo de Sousa, n.º 114.

Cartaz

A exposição Ecce Agnus Dei, organizada pelo Tesouro-Museu da Sé de Braga, insere-se no programa das Solenidades da Quaresma e Semana Santa.

O Tesouro-Museu da Sé de Braga expõe a partir do dia 2 de Março até 3 de Abril um conjunto de peças de Júlia Ramalho e António Ramalho. Mãe e filho perpetuam um saber fazer que lhes foi transmitido por Rosa Ramalho, figura emblemática da olaria nacional. O nome “Ramalho” é uma referência do artesanato português que ultrapassa gerações. As peças que nascem das mãos destes artesãos são modeladas em barro branco e têm um acabamento vidrado de cor castanho, técnica característica do seu trabalho. Os temas escolhidos são variados e inspirados nas suas vivências quotidianas. O religioso e o profano são igualmente temas recorrentes na sua obra. Júlia Ramalho e António Ramalho partilham memórias, mas também um modo de trabalhar o barro, na mesma oficina, em Galegos S. Martinho.

Júlia Ramalho, reconhecida artesã do figurado de Barcelos, é hoje uma referência do artesanato, em Portugal e no estrangeiro.

As obras de Júlia Ramalho podem ser encontradas no seu atelier em Barcelos mas em lojas dispersas por todo o país.

António Ramalho, nome com que assina as suas peças há mais de 20 anos, é um dos filhos de Júlia e bisneto de Rosa Ramalho, que mostra que a herança de uma tradição ultrapassa gerações. António Ramalho tem participado, juntamente com a sua mãe, em várias feiras de artesanato.

O Tesouro-Museu acolherá esta exposição de 02 de Março a 03 de Abril. Poderá ser visitada de Segunda-feira a Sábado, no período da manhã entre as 09h30 e as 13h00, e no período da tarde das 14h30 e as 18h30. O acesso à exposição é feito a partir da Loja do Tesouro-Museu, situada na Rua D. Diogo de Sousa, nº 114.

MONÇÃO: VISITA A BADIM MARCADA POR APELOS À LIMPEZA DA FLORESTA

No dia 15 de outubro do ano passado, Monção foi fortemente fustigado pelas chamas, causando prejuízos materiais avultados. Um dia assinalado a negro na história recente do nosso concelho que António Barbosa não quer ver repetido. Em circunstância alguma. Nem em sonhos.

DSC_0150 (Large)

Ontem à tarde, no contacto com a população de Badim, no âmbito do “Roteiro de Proximidade”, o autarca monçanense juntou o convite para assistirem à reunião do executivo municipal, à noite, com fortes apelos à limpeza da floresta, cumprindo as distâncias estipuladas na legislação.

Pelo que se viu, o trabalho está em andamento, contudo, ainda há muito por fazer. Um longo caminho que, como assinalou António Barbosa, tem que ser feito por todas as pessoas para que nenhuma seja penalizada em caso de incêndio florestal.
Na companhia de Carlos Vilarinho, presidente da União de Freguesias de Ceivães e Badim, o autarca monçanense, António Barbosa, interagiu com a população local, visitou o Centro de Noite de Badim e inteirou-se das principais prioridades e necessidades.
Uma delas é a deslocalização de fachada de capela, propriedade da junta e localizada em terrenos particulares, para o cemitério da freguesia. Além da colocação em terreno da junta, esta mudança servirá como ponto de partida para a concretização da futura casa mortuária.
Na linha das preocupações, encontra-se também o aumento de sinalização de trânsito, através da colocação de alguns “espelhos” em zonas mais perigosas, bem como o reforço da iluminação pública com a substituição de lâmpadas e a instalação de dois novos postes de eletricidade.
Nesta deslocação, António Barbosa e Carlos Vilarinho tiveram ainda a oportunidade de acompanhar os trabalhos de limpeza florestal em curso em Badim, trocando algumas impressões com quem atua no terreno, neste caso, os Sapadores Florestais de Merufe.

DSC_0190 (Large)

DSC_0193 (Large)

DSC_0203 (Large)

VETERANOS DE VIZELA DISPUTAM TORNEIO DE FUTEBOL

Torneio FUT 5 Veteranos até 10 de março no pavilhão dos BVV

No âmbito do mês de fevereiro, mês da Juventude e Desporto, a Câmara Municipal de Vizela está a promover um Torneio de Futebol de Veteranos com a participação das associações desportivas do Concelho e de uma equipa da GNR de Vizela.

torneio FUT 5

O objetivo do torneio é promover a prática desportiva dos mais velhos e fortalecer laços de amizade entre atletas e associações desportivas.

O torneio decorre até 10 de março no Pavilhão dos Bombeiros Voluntários de Vizela.

Torneio de Futebol de 5 – Veteranos

Pavilhão dos B.V. Vizela

Fase de grupos

Capturarviz

GRUPO DE FOLCLORE DAS TERRAS DA NÓBREGA ORGANIZA MOSTRA DE FOLCLORE

Fundado a 19 de Abril de 2013, o Grupo de Folclore das Terras da Nóbrega é um Agrupamento de Folclore e Etnografia Minhotos sediado na União de Freguesia de Carnaxide e Queijas, e pelo terceiro ano consecutivo trás à Freguesia de Carnaxide, e ao Concelho de Oeiras, as tradições, os usos, os costumes, as danças e os cantares, o Folclore e a Etnografia de Norte a Sul do País.

Englobado na Feira Social do Centro Social e Paroquial de São Romão de Carnaxide, esta IV Mostra de Folclore terá a participação dos seguintes Grupos:

Grupo de Folclore das Terras da Nóbrega (Organizador - Alto Minho Interior)

Grupo Regional de Moreira da Maia (Douro Litoral Norte)

Rancho Folclórico de Geraldes (Peniche - Alta Estremadura)

Grupo de Danças e Cantares Regionais do Orfeão da Feira (Santa Maria da Feira - Douro Litoral Sul)

Rancho Folclórico Os Camponeses de Santana do Mato (Coruche - Ribatejo)

28168735_986730701479280_5734502622049637319_n