Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO CABECEIRENSE VISITA INSTITUIÇÕES DO CONCELHO

O Presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, visitou esta semana diversas instituições sociais do nosso concelho onde desejou um Bom Natal e um Novo Ano de 2017 a todos os idosos, crianças e funcionários dos estabelecimentos por onde passou.

Visita ao Centro Social da Paróquia de Cavês.JPG

O edil e os vereadores que o acompanharam foram recebidos pelos dirigentes das instituições, designadamente Lar do Centro Social de Bucos, Lar Dr. Manuel Fraga e Unidade de Cuidados Continuados Dr. Francisco Meireles da Santa Casa da Misericórdia de Cabeceiras de Basto, Lar e Creche da ARCA - Associação Recreativa e Cultural de Arco de Baúlhe, Centro de Dia da ADIB - Associação Dinamizadora dos Interesses de Basto, Lar e Creche do Centro Social da Paróquia de Cavês e a Fundação AJ Gomes da Cunha.

Visitaram também a Creche e Jardim de Infância do Centro Social de Cabeceiras de Basto e a Unidade Pública de Internamento e Convalescença de Cabeceiras de Basto.

Durante a semana passada e ainda esta semana, o presidente da Câmara participou nas festas de Natal das escolas e jardins de infâncias, dos espaços de convívio e lazer, bem como nas iniciativas natalícias promovidas pelas Juntas de Freguesia. A convite de algumas associações, o presidente Câmara passou também pelas festas de Natal que a mesmas organizaram, desejando a todos um Feliz Natal e sucessos para 2017.

O presidente da Câmara levou a todos um abraço de amizade, reconhecendo o valioso trabalho desenvolvidos pelas diferentes instituições concelhias na promoção do bem-estar e qualidade de vida das pessoas, enaltecendo o trabalho empenhado e dedicado dos dirigentes e dos colaboradores, incentivando-os a continuar a trabalhar em prol do bem comum porque a solidariedade é um dos valores mais importantes da vivência em comunidade.

PORTUGAL É NOTÍCIA EM TODO O MUNDO GRAÇAS À PARTICIPAÇÃO EM INGLATERRA NO OLYMPIA – THE LONDON INTERNATIONAL HORSE SHOW

Cavaleiros portugueses considerados as "estrelas" do The London International Horse Show, as palavras são de Simon BrooksWard, o Show Director que classifica o "Orgulho de Portugal" como um espetáculo inteligente e encantador, elogiando o requinte e a subtileza dos movimentos da performance portuguesa. Acrescenta ainda que nos últimos 21 anos este foi um dos espetáculos equestres com maior impacto e afluência de público, sublinhando assim o sucesso Lusitano.

TheLondonInternationalHorseShow1.jpg

O "Orgulho de Portugal", que tem como ex-libris o cavalo Puro Sangue Lusitano, produto de excelência do mundo rural, foi um enorme sucesso na capital de Inglaterra. Todos os dias, o Cavalo Lusitano arrebata emoções fortes e milhares de espectadores aplaudiram entusiásticos a excelência e qualidade portuguesa.

Também um sucesso foi o espaço no Olympia Shopping Village, onde Portugal esteve representado por quatro importantes destinos equestres, Ponte de Lima, Golegã, Beja e Alter do Chão. Ao longo de vários dias Portugal apresentou uma mostra de produtos endógenos de cada uma destas regiões, desde vinhos, azeite, queijos, enchidos e fumados.

O cavalo Lusitano, ex-líbris de Portugal, encerra 2016 despertando emoções.

TheLondonInternationalHorseShow.jpg

TheLondonInternationalHorseShow2.jpg

CERVEIRA REALIZA OFICINA DE ESCRITA CRIATIVA

Biblioteca Municipal recebe oficina criativa de escrita a 10 e 11 de janeiro

“Palavras, Para que Vos Quero”. As Comédias do Minho propõem arrancar o ano de 2017 com uma atividade didática dirigida aos agentes educativos do concelho. Trata-se de uma oficina criativa de escrita agendada para os dias 10 e 11 de janeiro, entre as 18h00 e as 21h00, na Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira, mediante inscrição.

palavras para quie vo quero.png

O mote está lançado: vamos trabalhar a escrita no formato de conto, partindo de episódios do quotidiano e outras inspirações. Com orientação de Jorge Palinhos, a proposta é para quem quer saltar de palavra em palavra, libertar ideias ancoradas à cabeça ou esquecidas na gaveta, para divertir uma folha em branco. Espera-se que aqui também se possa partilhar, ouvir, rir e descobrir diferentes formas de escrever e de pensar.

Dirigida a professores, educadores, animadores, técnicos, pais e outros agentes educativos, o objetivo desta oficina é promover a escrita e a leitura, através do reconhecimento da língua como instrumento de comunicação, reflexão e objeto estético; estimular a criatividade, a imaginação e a sensibilidade, usando técnicas de trabalho individual e em grupo; experimentar as palavras e analisar o seu uso em vários contextos.

A duração da oficia é de seis horas, das 18h00 às 21h00, dos dias 10 e 11 de janeiro. O limite máximo de participantes é de 12 a 15 pessoas, mediante inscrição por telefone 251708024 ou nas instalações da Biblioteca Municipal de Vila Nova de Cerveira.

CERVEIRA ADERE À TECNOLOGIA LED

Autarquia e EDP – Distribuição adaptam parceria à evolução tecnológica

O Município de Vila Nova de Cerveira, na pessoa do presidente Fernando Nogueira, e a EDP – Distribuição, Energia SA, representada pelo diretor da rede e clientes Norte, Eng.º Mário Guimarães, assinaram, esta quarta-feira, um protocolo de adaptação do contrato de concessão de distribuição de energia elétrica de baixa tensão, celebrado em 2 de maio de 2001, à nova realidade da tecnologia LED.

IMG_0454.JPG

Enquanto concessionária, a EDP Distribuição é responsável pelo estabelecimento e, em regra, pela conservação das redes de iluminação pública dos municípios. Na prossecução da sua atividade, a entidade tem vindo a instalar os aparelhos de iluminação e respetivos suportes metálicos.

Contudo, o paradigma tecnológico nesta área tem vindo a sofrer uma grande evolução, assim como o grau de maturidade atingido pelas luminárias com tecnologia LED. Neste sentido, a EDP Distribuição, Energia SA, acordou com a Associação Nacional dos Municípios Portugueses a revisão do Anexo I ao Contrato Tipo de Concessão já com 15 anos, o qual o Município de Vila Nova de Cerveira subscreveu.

Com a aplicação deste protocolo, a EDP – Distribuição e o Município cerveirense pretendem avançar com o reforço paulatino desta tecnologia no território concelhio, através da substituição de luminárias instaladas, cujos encargos serão repartidos igualmente pelas duas entidades parceiras.

O edil cerveirense Fernando Nogueira sublinha que Vila Nova de Cerveira tem apostado na instalação de tecnologia LED quer no cento histórico, quer nos edifícios públicos, mas também nas freguesias. “É um processo que está a ser desenvolvido faseadamente, e que é para continuar dada a redução dos consumos energéticos e emissões de dióxido de carbono associadas e menor dispêndio monetário na fatura energética”.

MELGAÇO ESTÁ ADORNADO COM PEÇAS ALUSIVAS AO NATAL FEITAS DE MATERIAL RECICLADO

Mostra até 13 de janeiro

Entidades de Melgaço deram asas à criatividade e decoraram as ruas de Melgaço com materiais reciclados alusivos à época natalícia. A exposição dos trabalhos acontece no âmbito do projeto ‘Natal ecológico’ e decorrerá na área urbana da vila até 13 de janeiro.

image003mel.jpg

A APPACDM Melgaço - Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (nas ruínas arqueológicas da Praça da República); os Bombeiros Voluntários de Melgaço - BVM (nas instalações próprias); a Casa da Cultura (à entrada do espaço); Castro Solidário (jardim ao lado do quartel antigo dos BVM); o Centro de Estágios (nas instalações próprias); a EPRAMI - Escola Profissional do Alto Minho Interior (rotunda à entrada da Vila); a Escola Superior de Desporto e Lazer - ESDL (nas instalações próprias); o Espaço Memória e Fronteira (nas instalações próprias); a Melgaço Radical (no largo Hermenegildo Solheiro); Os Simples (junto à Igreja Matriz); a Porta de Lamas de Mouro (nas instalações próprias); e o Solar do Alvarinho (entrada do espaço), são as entidades que ajudaram a tornar esta quadra mais encantadora para quem visita Melgaço. A música natalícia, até 8 de janeiro entre as 10h00 e as 18h00, ajuda a descontrair e convida a passear pelo Município Mais a Norte de Portugal!

‘Natal ecológico’ acontece com o objetivo de promover a preservação do meio ambiente, pelo que todas as propostas foram feitas a partir de materiais reciclados: embalagens domésticas, como por exemplo garrafas de água e sumo, latas, pacotes de leite, desperdícios vários, entre outros, tendo em conta o objetivo de se maximizar a reutilização de materiais e minimizar a aquisição de novos.

Programa de Natal em www.cm-melgaco.pt.

CERVEIRENSES PARTILHAM PRESENTES DE NATAL

Autarquia desafia cerveirenses a partilhar os seus presentes de Natal

Depois da azáfama da compra de prendas, vem a euforia da entrega na noite de Natal. Mas, nesta quadra, há pequenos gestos que fazem toda a diferença, por isso o Município de Vila Nova de Cerveira desafia a população a não desperdiçar os embrulhos de plástico e a doá-los para ajudar na angariação de alimentos para quem mais precisa.

IMG_0459.JPG

A mensagem é simples: mesmo depois de abertos, os seus presentes podem ajudar a espalhar sorrisos. Para isso basta guardar todo o material de plástico dos embrulhos ou mesmo dos presentes, e a partir de segunda-feira depositar nos ecobags da Valorminho colocados junto à Câmara Municipal.

Além dos contornos ambientais, esta campanha de solidariedade vem na sequência da campanha ‘Papel por Alimentos’. Todo o plástico recolhido será convertido em produtos alimentares a reverter para a Loja Social.

A presente campanha estará em vigor até março de 2017.

Neste Natal, dê vida ao seu embrulho. Um presente, duas pessoas a sorrir!

Sem Título.png

MONÇÃO COLOCA GRADEAMENTO NA AVENIDA D. AFONSO III

Instalação de proteção tem como finalidade garantir maior segurança aos peões que transitam naquela zona.

Gradeamento 01 (Large).JPG

Um gradeamento de proteção de peões está a ser colocado no passeio da Avenida D. Afonso III, junto à rotunda de acesso ao Centro Coordenador de Transportes, garantindo continuidade a estrutura semelhante instalada em finais de julho.

O gradeamento, executado em ferro com tratamento para evitar a ferrugem e um comprimento de 63 metros, cumpre as solicitações dos munícipes e assegura maior segurança às pessoas que, sozinhas ou em grupo, tem por hábito caminhar ou correr naquela zona.

Gradeamento 02 (Large).JPG

Gradeamento 03 (Large).JPG

PONTE DE LIMA PARTICIPA NO THE LONDON INTERNATIONAL HORSE SHOW

Terminada mais uma edição do The London International Horse Show confirma-se o grande sucesso que foi este evento para Portugal. O grande objetivo desta participação seria, antes de mais, a divulgação da nossa raça de Puro-Sangue Lusitano, marca de grande referência no nosso país.

Olympia1.jpg

 Portugal fez-se representar pelas localidades que têm tradição de equinos, como Ponte de Lima, Golegã, Beja e Alter do Chão.

Neste sentido, Ponte de Lima teve a oportunidade de se apresentar para o público de todo o mundo, como Destino Equestre Internacional, marca que o Município quer mostrar além-fronteiras.

No Shopping Village Gallery, pessoas de todos os cantos do mundo, puderam deliciar-se com os maravilhosos produtos de origem portuguesa, como os enchidos, presunto, vinhos, queijos, azeite e mel, verdadeiras delicias gastronómicas que cativaram milhares de visitantes.

O balanço da participação de Portugal neste evento internacional é muito positivo e prestigiante, revelando-se importante no setor do turismo.

 

Olympia2.jpg

Olympia3.jpg

Olympia4.jpg

Olympia6.jpg

Olympia7.jpg

Olympia8.jpg

CÂMARA DE CAMINHA CONCLUI PDM E VAI AVANÇAR COM OS PLANOS DE PORMENOR

Documento será apreciado pela Assembleia Municipal

O Executivo aprovou ontem o envio à Assembleia Municipal do novo PDM de Caminha. Em três anos foi possível completar um processo que se arrastava desde 2006, deixando o concelho sem uma estratégia em matéria territorial. O documento é equilibrado, defende a paisagem e as pessoas, potencia o turismo e a economia e permite o crescimento populacional, estando preparado para acomodar um aumento da ordem das 10 mil pessoas ao longo da próxima década.

Com 21 anos, o anterior PDM, que agora se encontra suspenso, estava completamente ultrapassado e desadequado. Por imperativo legal, deveria ter sido revisto há mais de 10 anos, mas o processo só viria a iniciar-se em 2006, nunca tendo o anterior Executivo chegado ao fim da revisão. 

Este Executivo assumiu o processo de revisão como uma prioridade, constituiu uma equipa de técnicos interna, coordenada pelo vice-presidente, Guilherme Lagido, e lançou mãos à obra.

O processo fica marcado por uma intensa participação, que foi bastante além do que a lei obriga. Para não perder mais tempo, e equipa assumiu várias as opções feitas anteriormente, designadamente em matéria de REN.

Conforme sublinha Miguel Alves, o novo PDM resulta de um debate transparente e participativo, de um trabalho realizado sem recursos externos nem a avenças milionárias, como aconteceu antes. Foi possível desenhar um território que, sendo sustentado no turismo, valoriza a paisagem, a qualidade de vida e os espaços públicos cuidados.

Segundo revelou Guilherme Lagido, durante a fase de debate, entre as reclamações recebidas, apenas 2 por cento são provenientes de cidadãos do concelho. Essas reclamações foram analisadas, tendo sido atendidas cerca de 42 por cento. 

O novo texto prepara o concelho para um crescimento substancial, sem comprometer as condições que garantem a qualidade de vida e a sustentabilidade do território de Caminha.

Como também explicou o vice-presidente da Câmara, o território de Caminha é fortemente condicionado em termos de áreas que são reserva em matéria ambiental. No entanto, foi possível preparar a parte urbana para um crescimento substancial. Este não é um crescimento expectável, mas o que importa considerar é que o território não se apresenta estrangulado nessa matéria.

A demora no processo de revisão trouxe também novos condicionalismos, fruto de legislação recente, a que esta equipa teve de submeter o PDM. Acabou por exemplo a “área urbanizável”, passando apenas a existir solos urbanos e rústicos, sendo as exigências, no primeiro caso, bastante restritivas. Refira-se, a título de exemplo, que a lei faz depender o solo urbano da existência cumulativa de várias condições, entre elas as redes de água, saneamento, elétrica, de comunicações e de transportes públicos.

O documento vai agora ser submetido à apreciação e votação da Assembleia Municipal, mas a equipa vai manter-se e trabalhar, a partir de agora, nos planos de pormenor, sabendo-se já que o primeiro a elaborar vai abranger a área entre o campo do Ancorense e a Zona Industrial da Gelfa.

AUTARQUIA DE MELGAÇO QUER REUNIR OS MELGACENSES EM PROL DO COMÉRCIO LOCAL

Nos dias 7 e 14 de janeiro, pelas 15h00, no Salão Nobre da Câmara Municipal

A Câmara Municipal de Melgaço quer reunir novamente os melgacenses, desta vez para juntos definirem uma estratégia de desenvolvimento do comércio local. O evento acontece nos dias 7 e 14 de janeiro, pelas 15h00, no Salão Nobre da Câmara Municipal, tendo como público-alvo os comerciantes e empresários interessados em investirem no concelho.

image002melg.jpg

Com a iniciativa a autarquia pretende assumir um Pacto Comunitário com os melgacenses, ‘um compromisso para o desenvolvimento de Melgaço’, afirma Manoel Batista, Presidente da Câmara Municipal de Melgaço.

Assim, estão previstas duas sessões de formação com os comerciantes e aspirantes a tal, sob a temática ‘Comércio Tradicional em Melgaço - (‘Vamos fazer o que ainda não foi feito…’)’A primeira ação, ‘O que podemos fazer?’, acontece no dia 7 de janeiro, sob a orientação de João Abreu, que desafiará os presentes a pensarem juntos como gerar ideias de negócio criativas com baixo orçamento. Para tal serão apresentados dois casos de sucesso, com comerciantes de outras localidades com as mesmas características da Vila de Melgaço. A segunda sessão acontece no dia 14 de janeiro com o tema ‘Que apoios podemos ter para fazer acontecer?’. A formadora será a Helena Carvalho e focar-se-á em quatro pontos fundamentais para levar avante este compromisso, nomeadamente: soluções de financiamento - Comércio Invest; enquadramento do comércio nos programas e projetos de regeneração urbana; animação comercial associativa; e outros incentivos e financiamentos alternativos.

Manoel Batista, Presidente da Câmara Municipal de Melgaço, e o Arquiteto José António Lopes, autor de estudos estratégicos de planeamento territorial e ordenamento, serão os moderadores da sessão.

O desafio está lançado e a autarquia melgacense apela a que todos participem: ‘queremos ouvir os munícipes e valorizar as suas opiniões. Só assim conseguimos um Melgaço melhor!’

CELORICO DE BASTO APRESENTA RESIDÊNCIA ARTÍSTICA

“Arte nas suas mais variadas formas em permanência no concelho de Celorico de Basto”

Celorico de Basto apresenta esta sexta-feira, 23 de dezembro, pelas 16h00, no Centro Cultural Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, o projeto “Café Cultural Residência Artística”, uma iniciativa que trará a Celorico de Basto, a partir de janeiro de 2017, artistas de várias áreas e de várias pontos do mundo.  

rapadura.jpg

“É um projeto arrojado mas que nos assenta perfeitamente. A nossa comunidade é cada vez mais recetiva às manifestações culturais e associa-se com facilidade a projetos deste âmbito. Temos infraestruturas com todas as condições para receber os artistas que se candidatem a este projeto. Ao mesmo tempo, é importante referir que estamos muito bem situados geograficamente e dispomos de características naturais que se tornam, com facilidade, fonte de inspiração para os artistas” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.

O projeto Residência Artística de Celorico de Basto nasceu de uma parceria entre o município de Celorico de Basto e a organização Café Cultural do artista plástico e produtor cultural Brasileiro – Vicente Coda.

Este projeto iniciará oficialmente em janeiro de 2017 e numa 1ª fase os artistas serão convidados a realizar um projeto artístico que incidirá em trabalho a solo, trabalho conjunto com os outros residentes, trabalho com a comunidade local e uma apresentação final aberta ao público. Esta residência artística abrirá as suas portas à escala global, podendo acolher artistas de todo o mundo que apresentem candidatura ao projeto.

As candidaturas serão analisadas por um conjunto alargado de pessoas ligadas às artes, com currículo firme nas mais diversas áreas.

O epicentro da residência artística será o Centro Cultural Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, mas as atividades decorrem também em outros equipamentos municipais. Este projeto permitirá também o enriquecimento do acervo municipal com os trabalhos realizados pelos artistas envolvidos.

A apresentação pública da Residência Artística conta com a atuação do grupo Brasileiro RAPadura, um coletivo que funde a urbanidade do hip-hop com a música sertaneja e forró mais características das zonas rurais. Com diversos prémios ganhos no Brasil, os RAPadura chegam a Celorico de Basto no final da sua Tournée Europeia que os levou às principais cidades da Europa.

PONTE DE LIMA REABILITA CENTRO HISTÓRICO

Projeto Terra Reabilitar – Reabilita e Revitaliza o Centro Histórico – Ponte de Lima

A Câmara Municipal de Ponte de Lima aprovou na reunião realizada a 5 de dezembro, mais uma candidatura ao programa Terra-Reabilitar. O projeto Terra-Reabilitar constitui um incentivo à recuperação do edificado que esteja em mau estado de conservação sito no Centro Histórico e áreas classificadas.

terras-04.jpg

Com a implementação deste projeto, o Executivo Municipal pretende travar a tendência de degradação sistemática dos edifícios do Centro Histórico, pois quanto melhores forem as condições de habitabilidade e segurança, maior é a possibilidade de que este venha a ser ocupado.

O Terra-Reabilitar apoia técnica e financeiramente os proprietários de edifícios em mau estado de conservação na elaboração de projetos, promovendo a reabilitação urbana através da recuperação dos edifícios para fins habitacionais/comerciais/múltiplos.

A candidatura aprovada pelo Executivo Municipal refere-se a um edifício localizado na rua General Norton de Matos/Largo da Lapa. O interessado pretende recuperar e beneficiar o referido imóvel de condições de habitabilidade, solicitando apoio ao nível dos projetos de arquitetura e especialidades e isenção de pagamento pela emissão das licenças municipais que sejam devidas conforme o disposto no Regulamento Municipal de Edificações do Concelho de Ponte de Lima.

ARCUENSES ADEREM À RECICLAGEM

Município de Arcos de Valdevez e Resulima incentivam a reciclar

O Município tem realizado esforços no sentido de promover a redução da produção de resíduos, bem como incentivar a adesão dos munícipes aos sistemas de deposição seletiva e reciclagem.

campanha_sensibilizacao_resulima_CMAV.JPG

Neste sentido, em parceria com a Resulima, estão a ser promovidas, ações de sensibilização para a importância da reciclagem, com a distribuição de “ecobags” através de contactos efetuados com os munícipes.

Esta campanha arrancou na zona urbana do Concelho, sendo objetivo continuar a contribuir para que, em cada lar, possa haver recipientes adequados para a separação de resíduos, uma vez que a falta dos mesmos é um dos argumentos mais usados por quem não faz essa separação.

Com esta campanha pretende-se que a reciclagem e a separação de resíduos seja um gesto acessível e facilitado para as pessoas. De igual modo é intenção do Município proporcionar as condições necessárias para que um número cada vez maior de arcuenses possa separar os seus resíduos de embalagem, encaminhando-os para reciclagem.

O Município através desta e de outras iniciativas, como sendo a colocação de autocolantes informativos nos contentores alertando para o adequado comportamento que cada munícipe deve ter aquando da colocação do lixo doméstico nos contentores que integram a rede de recolha municipal; a recolha de monstros ou, até, dos óleos alimentares, tenta garantir uma maior salubridade dos espaços públicos, bem como contribuir para um melhor Ambiente e para melhorias muito significativas na nossa qualidade de vida.

De salientar que a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez tem investido para que a rede de recolha de resíduos esteja acessível a toda a população do concelho, através do reforço da colocação de contentores de recolha em várias localidades. Com estes investimentos pode-se afirmar que a população dispõe das infraestruturas necessárias para assegurar uma correta deposição de resíduos, contribuindo para um ambiente mais acolhedor.

QUADRILÁTERO URBANO REFORÇA AMBIÇÃO EM REUNIÃO COM PRESIDENTE DA CCDRN

Projectos de mobilidade, indústrias criativas e cidadania são prioridade

A associação de municípios Quadrilátero Urbano recebeu a visita do presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDRN), Fernando Freire de Sousa, a quem foi apresentado o trabalho desenvolvido e os projectos futuros.

CMB20122016SERGIOFREITAS0000004386.jpg

No encontro, realizado em Braga, Ricardo Rio, presidente do Quadrilátero Urbano, apresentou as acções encetadas nas áreas da mobilidade, do desenvolvimento urbano, da cultura e criatividade, da dinâmica empresarial e rede. “Com o alargamento do Conselho Executivo, ao integrar os nossos parceiros estratégicos, o Quadrilátero Urbano deixou de ser uma simples associação de municípios para se assumir como uma associação do território, abrangendo toda a região com mais força e energia”, enfatizou o também presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio.

Em 2016, o Quadrilátero Urbano – que congrega os municípios de Braga, Barcelos, Guimarães e Famalicão - actualizou com os parceiros o Pacto para a Competitividade e Inovação focado em 3 eixos fundamentais: as Cidades Internacionais, as Cidades Inteligentes, e as Cidades Inovadoras e Criativas.

“A afirmação deste território e a escala que se alcança neste trabalho conjunto é o foco da acção do Quadrilátero. Por isso, actualizámos o Pacto para a Competitividade e a Inovação, no qual os municípios em conjunto com a Universidade do Minho, a Associação Industrial do Minho e o Centro Tecnológico das Indústrias do Têxtil e do Vestuário de Portugal desenvolvem uma visão para o território e um compromisso de desenvolvimento de uma Agenda de Acção Comum até 2020”, expôs Ricardo Rio ao presidente da CCDRN.

Na área da mobilidade, o desenvolvimento de um sistema de informação em tempo real e um plano de bilhética integrada, que se alargaria aos territórios das CIM do Ave e do Cávado, na área das industrias criativas, o projecto 4D, que tendo por elemento transversal o design, pontuado por um grande evento internacional anual, para promover a qualificação dos sectores industriais e o surgimento de novas empresas e produtos inovadores e na área da cidadania, a plataforma de colaboração e participação para crianças +Cidadania, foram algumas das iniciativas apresentadas e para as quais procuraram sensibilizar para a importância do apoio da CCDRN.

Para Ricardo Rio, este território “pode e deve ser o ´living lab´ de muitas iniciativas de investigação e desenvolvimento que podem ser preponderantes para o incremento das empresas e centros de saber, mas sobretudo para um melhor desenvolvimento deste território único no contexto peninsular”.

Presidente da CCDRN na CIM Cávado

Fernando Freire de Sousa visitou ainda a CIM Cávado onde ficou a par das necessidades de investimento na área da educação, nomeadamente nas infra-estruturas escolares; da promoção e valorização do território e dos recursos hídricos, como o projecto ‘Áquacávado’; da ecovia, um projecto emblemático que visa a ligação dos diversos concelhos nas margens do Rio Cávado, ou ainda de questões relacionadas com a rede viária, nomeadamente a necessidade de se concluir a variante de Vila Verde, a ligação entre a EN307 e EN101 (ligação entre Moimenta da Beira, Terras de Bouro e Vila Verde) e a Variante do Cávado;

O presidente da CCDRN ouviu as pretensões e as reivindicações dos Autarcas para os projectos considerados fundamentais para o desenvolvimento do território, manifestando a disponibilidade da CCDRN em assumir o papel facilitador através de um diálogo profícuo entre as instituições.

CMB20122016SERGIOFREITAS0000004390.jpg

CMB20122016SERGIOFREITAS0000004393.jpg

CMB20122016SERGIOFREITAS0000004395.jpg

VIZELA REALIZA FESTIVAL DE REIS

XXVII Festival de Reis de Vizela 2017

A Câmara Municipal e a Casa do Povo de Vizela vão promover mais uma edição do Festival de Reis de Vizela, que terá lugar no próximo dia 7 de janeiro, no Auditório Luís Lopes Guimarães (Centro Pastoral de S. Miguel), às 21.00h.

XXVIIº Festival de Reis de Vizela 2017

7 de janeiro (sábado), às 21h00

Auditório Luís Lopes Guimarães (Centro Pastoral de S. Miguel)

Grupos participantes (ordem de atuação):

  1. Grupo Musical SEDARF;
  2. Grupo Amigos Ideais de Alfaxim;
  3. Grupo Musical ALEZIV;
  4. Conjunto Típico Irmãos Peixoto;
  5. Grupo Coral 2 S. Miguel;
  6. Grupo Folclórico de Santa Eulália;
  7. Sociedade Filarmónica Vizelense;
  8. Grupo de Cavaquinhos da Casa do Povo de Vizela.

AMARES EXPÕE OBRAS DE JOÃO SANTOS

“JOni” em exposição na Galeria de Artes e Ofícios

Foi inaugurada, esta manhã, na Galeria de Artes e Ofícios, uma exposição de quadros do jovem artista amarense João Santos, mais conhecido por “JOni”. Desenhadas à mão e essencialmente marcadas pela cor preta, as cerca de obras 50 obra, de um total de 150 criações do desenhador, podem ser apreciadas até ao dia 3 de janeiro.

DSC00408.JPG

“Esta é uma exposição numa fase ainda de afirmação e apresentação da obra deste jovem artista amarense e a nossa responsabilidade enquanto autarcas é dar visibilidade e criar espaços de promoção para estes jovens para que eles tenham um dia muito sucesso e consigam impor-se na sua vida com esta vertente cultural que gostam para além da sua vida profissional”, sublinhou o vice-presidente da Câmara Municipal de Amares e vereador da Cultura, Isidro Araújo.

“Este é um bom exemplo e há muito outros em Amares e esta foi uma forma que a Câmara Municipal encontrou de promover aquilo que de melhor se faz no concelho, valorizando a criatividade dos nossos jovens”, acrescentou.

“JOni” refere que desde tenra idade ganhou gosto pelo desenho sem bases, nem formação na área do desenho. “Aquilo que posso dizer é que desde cedo senti um gosto imenso e uma paixão muito grande por esta arte”.

Quanto à inspiração, essa, pode vir das mais variadas coisas já que o artista confessa que desenha com liberdade aquilo que lhe vai na alma. “Os meus desenhos são trabalhos sem nome, ou estilo, e, embora tenham algumas caraterísticas comuns como sendo os tons escuros, o preto, não têm uma denominação própria.

A exposição pode ser visitada no horário de funcionamento da Galeria de Artes e Ofícios: às segundas-feiras das 14h00 às 18h00, às terças, quartas, quintas e sextas, entre as 9h00 e as 12h00, da parte da manhã, e as 14 e as 18h00, da parte da tarde. Aos sábados o horário de visita ocorre entre as 10h00 e as 13h00.

DSC00417.JPG

RUSGA DE S. VICENTE DE BRAGA DESEJA-LHE BOAS FESTAS

Que o Natal possa acontecer

Em latitudes apaziguadas,

Já mil e uma luzinhas multicores cintilam.

Bolas e fitas brilhantes,

Enfeitam pinheiros e azevinhos,

Natalinas decorações.

Imaginários natalícios,

Repetidos ou reinventados.

Presépios aos milhares,

Cíclicas e estafadas comemorações.

Lendária e nostálgica poesia.

 

Em Aleppo, numa outra latitude infernal,

Não há tempo nem espaço,

Para o Natal comemorar.

O presépio em Aleppo,

É feito de casas sem teto e sem chão,

De escombros a ruir.

Os ‘bonecos’, são muito especiais.

São de carne e osso, como nós,

Irracional e incompreensivelmente reais.

Eles são mercenários, franco-atiradores,

Bombistas, adultos e crianças-suicidas.

Milhares de desalojados a vaguear.

Quais ‘cordeiros imolados’,

A sofrer e a penar.

 

Em Aleppo, os cânticos de natal,

São gritos de desespero e de revolta,

A ecoar pelos ares.

Entre outros temas,

Ouvem-se espécimes sofridos,

De dor e de angustia…,

Tangidos de indignação.

Onde crianças indefesas,

Injusta e, impiedosamente

Sobrevivem e sofrem, acabando por morrer.

 

Noutras latitudes por identificar,

Existem outras tantas ‘Aleppos’,

Realidades esquecidas por desmascarar.

Realidades assassinas por travar.

 

Neste conturbado tempo natalino,

Como poderemos o Natal celebrar?!

Resta-nos, refletir e agir.

Manifestemo-nos e gritemos bem alto,

O nosso inconformismo, a nossa insatisfação.

Para que, o Natal em todas as ‘Aleppos’

Deste mundo, possam definitivamente nascer.

Para voltar a florir,

Para voltar a crescer,

Para voltar a sorrir…,

Assim possa acontecer.

Braga, Dez. de 2016

José Pinto

PONTE DE LIMA TEM ANIMAÇÃO DE NATAL NA ALAMEDA DE S. JOÃO

“Neste Natal Vem Brincar Connosco”. Animação de Natal - Alameda de S. João

A iniciativa “Neste Natal Vem Brincar Connosco” a decorrer numa tenda climatizada instalada próxima do Centro Histórico de Ponte de Lima, na Alameda de S. João, está atrair a atenção de pequenos e graúdos. Coordenada pelo Município de Ponte de Lima, em colaboração com a Associação Empresarial de Ponte de Lima, conta com a participação da companhia das Artes – Duplaface.

Alameda_tenda de Natal (1).JPG

A iniciativa proporciona a todos momentos de grande animação, sendo a Chegada do Pai Natal e os passeios de charrete as mais concorridas. De realçar ainda outros momentos de grande animação, nomeadamente as músicas de Natal cantadas ao vivo, pinturas faciais, os desenhos e a carta ao Pai Natal, os contos, as Natalícias com os palhaços, construção de marionetas de papel, contos e as oficinas de Natal.

A animação inicia-se todos os dias às 10h00 da manhã, encerrando para almoço às 12h30h, reabrindo das 14h00 às 18h00, exceto dia 24 de dezembro que encerra às 16h00. 

Animação_Natal (1).JPG

Até 24 de dezembro, “Neste Natal Vem Brincar Connosco”, em plena alameda de S. João:

22 DE DEZEMBRO – QUINTA-FEIRA
10h30 – "Um conto de Natal - palavras atiradas e tecidas com música", pelo Teatro da Lua
11h00 – Pinturas Faciais
11H30 – Chegada do Pai Natal
14h00 – Passeios de Charrete com o Pai Natal
14h30 – Oficinas de Natal da Biblioteca Municipal (por inscrição)
15h00 – As Natalícias – Palhaços
16h00 – Eu é Que Conto – Fértil Cultural
17h00 – Chegada do Pai Natal
23 DE DEZEMBRO – SEXTA-FEIRA
10h30 – Músicas de Natal cantadas ao vivo
10h30 – Pinturas Faciais
11h30 – Chegada do Pai Natal
14h00 – Passeios de Charrete com o Pai Natal
14h30 – Oficinas de Natal da Biblioteca Municipal (por inscrição)
15h00 – Pinturas Faciais
16h00 – Desenhos de Natal e Carta ao Pai Natal
16h30 – Chegada do Pai Natal
24 DE DEZEMBRO – SÁBADO
10h00 – As Natalícias – Palhaços
10h30 – Contos na Hora
11h30 – Chegada do Pai Natal
14h00 – Passeios de Charrete com o Pai Natal
14h00 – Pinturas Faciais
15h00 – Contos na Hora
15h30 – Chegada do Pai Natal

AnimaçãoNatal.JPG

final0.jpg

final1.jpg

final3.jpg

IMG_7550.JPG

EXECUTIVO MUNICIPAL BRACARENSE REALIZA REUNIÃO PÚBLICA

Reunião pública do Executivo Municipal. Segunda-feira, dia 26 de Dezembro, pelas 09h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, Braga

O Município de Braga informa que na próxima Segunda-feira, dia 26 de Dezembro, pelas 09h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, terá lugar uma Reunião pública do Executivo Municipal.

No final da referida Reunião, o Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, estará disponível para esclarecimentos adicionais, tais como os vereadores eleitos pelo Partido Socialista e pela CDU.

Em análise estarão, entre outros assuntos, isenções de taxas municipais, os concursos públicos para o Centro Escolar de Merelim S. Pedro e Centro Escolar de Esporões e o reforço dos apoios socioeducativos ao nível das refeições escolares.

A ordem de trabalhos desta Reunião, bem como a acta da Reunião anterior, está disponível para download emhttps://goo.gl/7ETwJX

CÂMARA ASSUME GESTÃO CULTURAL DO CINETEATRO DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Renda mensal permitirá à Associação Humanitária pagar compromissos assumidos com as obras

A Câmara Municipal assume, a partir do próximo mês de janeiro, a gestão culturaldo Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora. O protocolo entre o Município e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora para a utilização do equipamento foi ontem aprovado e assegura também uma verba mensal, que permitirá à Associação garantir o pagamento das obrigações assumidas com as obras.

Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora1.jpg

O excelente entendimento entre o Município e a Associação Humanitária permitiu mais uma vez chegar a bom porto. O objetivo principal do protocolo é a cedência de utilização do Cineteatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora ao Município de Caminha, para que possam ser realizadas atividades sociais e culturais, e ao mesmo tempo apoiar a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora no que concerne à manutenção do referido equipamento.

“Esta proposta é fundamental para a sustentação financeira dos Bombeiros, para suporte do pagamento das obrigações assumidas com a reabilitação do Cineteatro e para fomento da programação cultural em Vila Praia de Âncora e no concelho de Caminha”, defende Miguel Alves.

Nos termos do documento, a Câmara assume a gestão cultural, o que implica a definição da linha programática, contratação, divulgação, promoção e procedimentos em geral. A Câmara responsabiliza-se também pelo pagamento de todas as despesas relativas a energia, água, limpeza, manutenção e recursos humanos, pagando ainda à Associação Humanitária, mensalmente, a quantia de mil euros.

O protocolo tem a duração de dez anos, com início em janeiro de 2017, sendo automaticamente renovável se as partes assim o entenderem.

A recuperação deste equipamento, no qual a Câmara e a Associação de Bombeiros se envolveram em conjunto, em franca cooperação, dará um novo fôlego à cultura de Vila Praia de Âncora. Há também uma componente emocional, de ligação da população ao seu Cineteatro, ao mesmo tempo que fica colmatada uma lacuna, porque a Vila terá agora um espaço coberto, moderno, com todas as condições para receber eventos, em qualquer altura do ano.

“A Câmara reconhece a excelência do trabalho da direção do Bombeiros de Vila Praia de Âncora e, neste contexto, resolvemos as dividas e as trapalhadas do passado, subscrevemos um protocolo com a Associação que permite estabilizar a receita dos Bombeiros (de Vila Praia de Âncora e de Caminha)”, diz o presidente da Câmara.

Depois de cerca de duas décadas encerrado, o Cine Teatro dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora abre as suas portas, completamente remodelado, no próximo dia 7 de janeiro. A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, estará presente na sessão solene. À noite, o palco recebe um grande espetáculo. António Zambujo será o protagonista de um concerto solidário, cujo valor da bilheteira, esgotada nos dois primeiros dias de venda dos bilhetes, reverte para a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Praia de Âncora.

GUIMARÃES RECEBE HOJE CONCERTO SOLIDÁRIO

ESTA 5ª FEIRA, NA SOCIEDADE MARTINS SARMENTO

“TetrAcord’Ensemble” em concerto solidário a favor do programa “Guimarães Acolhe”

Concerto solidário a favor do Plano de Ação do Município de Guimarães para o Acolhimento de Pessoas com Necessidade de Proteção Internacional. 

TetrAcord’Ensemble.JPG

A Câmara Municipal de Guimarães e o programa “Guimarães Acolhe”, com o apoio da Sociedade Martins Sarmento e do grupo de música “TetrAcord’Ensemble”, promovem esta quinta-feira, 22 de dezembro, às 21:30 horas, no Salão Nobre da Sociedade Martins Sarmento, um concerto solidário cujos bens e alimentos, doados pelo público, vão reverter a favor do plano Guimarães Acolhe.

Em função das famílias atualmente alojadas em Guimarães, são solicitados bens alimentares como leite, farinha, massa, bolachas, café, chá, polpa de tomate, frutos secos e especiarias e também produtos de higiene pessoal e produtos de limpeza. Os promotores sugerem também a oferta de brinquedos para crianças, com destaque para divertimentos de menino, na faixa etária dos 3 anos, e brinquedos de menina para as idades de 4, 6 e 7 anos.

O Município de Guimarães, em cooperação com o Conselho Português para os Refugiados e um conjunto de instituições que integram a Rede Social de Guimarães, assinou o Acordo de Cooperação para o Plano de Ação do Município de Guimarães para o Acolhimento de Pessoas com Necessidade de Proteção Internacional – “Guimarães Acolhe”.

Com a sua assinatura, o Município de Guimarães compromete-se a proporcionar condições de bem-estar e segurança às 35 pessoas que se propõe acolher, através do envolvimento da sua rede social, desenvolvendo uma ação local convergente, integrada e articulada entre todos aqueles que nele participam. No âmbito deste trabalho surgem múltiplas necessidades, de bens e de alimentos, com vista a apoiar os acolhidos, proporcionando-lhes condições dignas e assegurando necessidades básicas.