Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

“CÂNTICOS NATALÍCIOS” EM PORTUGUÊS EN(CANTAM) EM ANDORRA

A Aldeia de Natal do Principado de Andorra acolheu no passado sábado o primeiro encontro de “Nadales” ou cânticos natalícios, uma organização do Comú (Câmara Municipal) de Andorra la Vella.

Nadales2016 (2).jpg

O evento contou com participação lusitana através do Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ que proporcionou aos visitantes da Aldeia cânticos tradicionais portugueses de Natal e cantares ao Menino.

A temperatura negativa que se fez sentir na Praça do Povo da capital andorrana não foi desculpa para que os elementos que integraram o Grupo de cantadores e tocadores apresentassem publicamente cinco peças do cancioneiro português dedicado à quadra natalícia. Temas como “O menino está dormindo”, “Foi na noite de Natal”, Ó menino Jesus”, “Natal de Elvas” e “Entrai pastores, entrai” deleitaram o publico assistente não quis perder a oportunidade de assistir às típicas “Nadales” no idioma de Camões.

Os elementos do Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ concluem desta forma um ano repleto de iniciativas culturais para celebrar duas décadas de existência das quais se destaca: a inicio de ano as Janeiras, a organização em Abril do concerto com o artista Mike da Gaita e a sua banda e em Maio do Festival de Folclore “Danças do Mundo”, a organização em Julho da terceira edição do Mercado Tradicional “O Feirão” que este ano contou com a presença do grupo de Cante Alentejano da Casa do Povo de Serpa e a viagem, em Setembro, a Maiorca (Espanha) para intercâmbio com a Agrupación Aires d’Andratx.”

Nadales2016.jpg

JONINHAS VILAR 3º CLASSIFICADO NO CAMPEONATO NACIONAL KARATE DE CADETES E JUNIORES

O Campeonato Nacional de Karaté de  Cadetes e Juniores da presente época desportivo, estabelecido no calendário Federativo, aconteceu nos dias 10 e 11 de dezembro no Pavilhão Gimnodesportivo Municipal Padre Martinho em Seia. O atleta da BAKE-Bushido Associação de Karaté de Esposende, Joninhas Vilar, conquistou mais um pódio, alcançando o 3º lugar no escalão júnior -55kg.

IMG_20161211_143608.jpg

IMG_20161211_143625.jpg

BRAGA REQUALIFICA ESCOLA DA PATEIRA

Edifício da Escola da Pateira ao serviço de toda a comunidade. Espaço foi requalificado e está equipado com diversas valências

Foi inaugurado hoje, dia 11 de Dezembro, o requalificado edifício da Escola da Pateira, cujo usufruto foi cedido pela Câmara Municipal de Braga à União de Freguesias de Merelim S. Pedro e Frossos através de um contrato de comodato.

1bragaescolareq (1).jpg

O edifício foi equipado com novas valências, nomeadamente um posto de enfermagem, um albergue para os peregrinos de Santiago de Compostela, uma loja social, várias salas destinadas às reuniões das associações locais e espaços para ensaios de vários grupos culturais locais. A intervenção, a cargo da União de Freguesias, teve um custo total de cerca de 70 mil euros.

De acordo com Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, o trabalho efectuado no espaço é ´notável´. “Sempre defendemos que cabia à União de Freguesias decidir qual o melhor uso a dar ao equipamento, no sentido de toda a população dele poder usufruir, e hoje ficou provado que tomamos a decisão correcta. É de sublinhar a capacidade demonstrada para reinventar o espaço e dar-lhe as excelentes condições que agora ostenta para servir a população a nível social, lúdico e até turístico”, referiu.

Por seu turno, Ricardo Ferreira, presidente da União de Freguesias de Merelim S. Pedro e Frossos, admitiu que a requalificação do edifício era uma ´ambição antiga´ dos cidadãos. “O espaço está ao serviço da comunidade e de todos os cidadãos, colmatando com as valências com que está equipado, lacunas identificados na parte social e cultural do território”, disse.

1bragaescolareq (2).jpg

1bragaescolareq (3).jpg

1bragaescolareq (4).jpg

 

GUIMARÃES CONSTRÓI REDE DE DRENAGEM DE ÁGUAS

A PARTIR DESTA 2ª FEIRA, NO LOTEAMENTO DO MONTE ALVAR

Câmara de Guimarães constrói rede de drenagem de águas para eliminar cheias em Ronfe

Loteamento do Monte Alvar passará a ter uma nova eficiência hidráulica. Execução de rede tem um prazo de três meses. Valor do investimento é de 130 mil euros.

Guimaraes_Ronfe_Loteamento_Monte_Alvar.jpg

A Câmara Municipal de Guimarães inicia esta segunda-feira, 12 de dezembro, na vila de Ronfe, a obra de execução da rede de drenagem pública de águas pluviais no loteamento do Monte Alvar, identificado como uma das zonas mais suscetíveis de inundações. A intervenção, articulada com a Junta de Freguesia, permitirá dotar o local com uma infraestrutura que vai eliminar transtornos causados na última década a cerca de meia centena de famílias que ali residem.

A empreitada, adjudicada pelo valor de 129.985,68 euros, montante ao qual acresce a taxa de IVA em vigor, tem um prazo de execução de 90 dias. A solução preconizada para a rede de drenagem pluvial consiste na execução de caixas de visita, sumidouros e tubagem em determinados arruamentos, drenando para uma linha de água já existente, conforme está oficial e legalmente estabelecido na respetiva Carta Militar.

As câmaras ou caixas de visita têm por objetivo facilitar o acesso aos coletores para observação, operações de limpeza e de manutenção. As valetas destinam-se a coletar e a conduzir as águas superficiais para fora da estrada, enquanto os sumidouros, intercetores de águas pluviais que se escoam superficialmente, são implantados no extremo montante dos troços das redes de drenagem de águas pluviais e em bacias interiores, estando ligados a troços intermédios ou finais da rede de drenagem subterrânea.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE BRAGA ALMOÇA COM OS BRACARENSES

Almoço de Natal da União de Freguesias de Merelim S. Pedro e Frossos. Evento contou com a presença de Ricardo Rio

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, participou este Domingo, dia 11 de Dezembro, no almoço de Natal para os idosos organizado pela União de Freguesias de Merelim S. Pedro e Frossos.

8 (2).jpg

O evento, que contou com a presença de cerca de 170 pessoas, realizou-se no Pavilhão Gimnodesportivo de Frossos e teve continuidade durante toda a tarde, no mesmo local, com uma festa aberta à participação de toda a população.

Na ocasião, o Autarca sublinhou a importância do trabalho efectuado em colaboração entre diversas instituições no sentido de realizar iniciativas que dão à população sénior e às franjas mais necessitadas da população a atenção e o carinho que merecem. “Esse factor é especialmente importante neste período natalício, já que para muitas pessoas são estes convívios que dão o verdadeiro significado a este período do ano. Da parte da Câmara Municipal de Braga, temos efectuado todos os esforços, em diversos domínios, com o objectivo de dar melhores condições de vida aos idosos”, referiu.

Já Ricardo Ferreira, presidente da União de Freguesias de Merelim S. Pedro e Frossos, garantiu que o convívio é importante para os idosos interagirem e combateram a solidão. “É um dia de alegria e animação para a população sénior”, disse.

9 (1).jpg

17.jpg

20.jpg

25 (2).jpg

LISTA “A” VENCE AS ELEIÇÕES PARA OS CORPOS DIRECTIVOS DA FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS

A lista “A” candidata aos corpos directivos da Federação do Folclore Português acaba de vencer as eleições.

Neste momento, está a decorrer a cerimónia de encerramento do congresso. Apesar crispação ocorrida nos últimos dias, verificou-se um apaziaguamento das tensões, o que indicia que o movimento folclórico continuará unido, superando as divergências internas, unindo todos na diversidade de pontos de vista. Como nos foi confidenciado, nas circunstâncias em que teve lugar, não podia ter corridor melhor.

15350634_553041204887018_3547143283567155273_n.jpg

Assim, os novos corpos directivos serão constituídos da seguinte forma:

Assembleia Geral

Presidente: António Lopes Pires (Rancho Folclórico de Passos de Silgueiros – Silgueiros – Viseu)

Vice-presidente: Maria Manuela Carloto Simplício Silva Carriço (Sócio auxiliar)

Secretários: Elisa Manuela Afonso Alves (Grupo Folclórico das Lavradeiras de S. Pedro de Merufe – Merufe – Monção)

Helena Maria dos Santos Fava (Sócio auxiliar)

Eduardo dos Santos Duarte (Sócio auxiliar)

Conselho Fiscal

Presidente: Luís Manuel Campos Elias (Rancho das Lavradeiras da Trofa – Trofa)

Secretário: Maria Judite de Sá Ribeiro (Sócio auxiliar)

Relator: Francisco Mendes Moreira (Rancho Folclórico S. Tiago de Silvalde – Silvalde – Espinho)

Suplentes: Ana Lourenço Rodrigues Machado (Grupo Regional e Agrícola de Pevidém – Pevidém – Guimarães)

Rodrigo Dinis de Sousa Martins (Rancho Folclórico Luz dos Candeeiros – Arrimal – Porto de Mós)

Direção

Presidente: Daniel Calado Café (Rancho Folclórico de Gouxaria – Gouxaria – Alcanena)

Vice-presidente: António Teixeira Faria (Grupo Folclórico da Associação Cultural e Recreativa Sr.ª Aparecida – Torno – Lousada)

António José Santos Gabriel (Grupo Folclórico e Etnográfico de Arzila – Arzila – Coimbra)

Ana Rita Rodrigues Leitão Granja Vieira (Grupo Típico de Ançã – Ançã – Cantanhede)

Maria Lucília Pereira Alves Santos (Grupo Regional de Moreira da Maia – Moreira – Maia)

Carla Patrícia Basto Meira (Rancho Típico de S. Mamede de Infesta – S. Mamede de Infesta – Matosinhos)

Ludgero António de Jesus Mendes (Sócio auxiliar)

1º Secretário: Carlos Manuel Martins Saraiva (Sócio auxiliar)

2º Secretário: Luís Sousa Fernandes (Rancho Folclórico Danças e Cantares Santa Maria do Olival – Olival – Vila Nova de Gaia)

Tesoureiro: Inácio Martins Soares (Sócio auxiliar)

Tesoureiro adjunto: Joaquim Rocha Neves da Silva (Sócio auxiliar)

Suplentes: João Manuel da Silva Carriço (Sócio auxiliar)

Maria Emília Costa Ferreira Francisco (Sócio auxiliar)

Fábio Fernando da Costa e Sá Ferreira Pinto (Grupo de Danças e Cantares Regionais o Orfeão da Feira – Santa Maria da Feira)

Laura Maria Balsemão Campos (Sócio auxiliar)

NATAL É NA FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA

‘O Natal é na FIL’ recebe mais de 15 mil visitantes nos primeiros dois dias

Foram mais de 15.000 os visitantes que se deslocaram até à FIL para fazerem as suas primeiras compras de Natal, na Natalis, e disfrutarem de momentos de diversão na Fil Diverlândia. Sob a organização da Fundação AIP, ‘O Natal é na FIL’ tem vindo a crescer enquanto mercado de Natal e não pára de surpreender com novidades e diversões para toda a família.

diverlandia.jpg

Ricardo Carriço actua com a sua banda ao vivo no domingo

Este ano Ricardo Carriço, um dos padrinhos da Natalis, irá abrilhantar a festa com um mini-concerto, onde vai apresentar temas do seu novo álbum ‘O Meu Mundo’, no dia 11 de Dezembro, às 18h, no palco do pavilhão 2 da FIL.

Nas atividades musicais destacar ainda flash mob, concertos de Natal e diversos grupos durante todo o Evento.

Prendas para todos e para todas as bolsas

Na Natalis, encontram-se ideias diferentes e para todas as bolsas, desde a moda e acessórios, à decoração, artigos utilitários, entre outros no mercado de Natal, artigos com descontos até 80% no Mercado Outlet e ainda chocolate em diversas formas e feitios no Mercado do chocolate, podem facilitar a escolha dos presentes.

Show cooking e Workshops “achocolatados” para crianças

Durante todo o fim-de-semana quem vier à FIL poderá aprender como fazer novos biscoitos, bolos e até pratos principais para agradar aos seus nesta época tão especial. Pode simplesmente assistir às demonstrações de conceituados Chefs ou permitir que os pequenotes ponham a mão na massa.

Alimentar o Corpo e o Espirito

Para além de poder fazer compras originais, ter novas ideias com as sugestões apresentadas, divertir-se nos mais de 30 equipamentos de diversão, pode sempre apurar o paladar com as iguarias da época e outras alternativas no Pav. 2 (Natalis), com as farturas, pipocas e afins que não faltam na FILDiverlândia (Pav. 1)  ou as famosas Francesinhas típicas do Porto que desceram à capital para si (entre os pavilhões 1 e 2)  

‘O Natal é na FIL’ continua a divertir todos os visitantes, após o encerramento da Natalis no domingo. No pavilhão 1 da FIL, a Diverlândia continuará, até dia 8 de Janeiro, a dar motivos para sorrir, conviver e vencer medos com os mais de 30 divertimentos à disposição de todos os visitantes, este ano com a novidade da pista de gelo.

Mais informações em:

http://natalis.fil.pt/

http://diverlandia.fil.pt/

https://www.facebook.com/Natalis.Fil/

https://www.facebook.com/FILDiverlandia.FIL/

RICARDO RIO APRESENTA MODELO DE GESTÃO FUTURA DAS CIDADES

Presidente da Câmara Municipal de Braga participou no Fórum Internacional MEDays, em Marrocos

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, participou esta sexta-feira, dia 9 de Dezembro, no Fórum Internacional MEDays, em Tanger, Marrocos, organizado pelo Instituto Amadeus. Sob alto patrocínio do Rei Mohammed VI, o MEDays é um dos principais fóruns internacionais realizados em África e no Magrebe, que reúne anualmente dezenas de especialistas internacionais, divididos por diversos temas.

Fórum Internacional MEDays (6).jpg

Ricardo Rio foi convidado para intervir no painel dedicado às cidades, sob o tema “Mobilidade urbana, transportes e infraestruturas: sustentabilidade e competitividade nas economias emergentes”, precisamente para explicar a sua visão do que deve ser uma cidade modelo e o seu modelo de gestão, tendo como base tudo o que tem vindo a ser implementado em Braga nos últimos anos.

Durante as suas intervenções no painel, o Edil destacou a importância das cidades serem geridas de forma sustentável e responsável, “englobando na tomada de decisão todos os agentes, seja ao nível das empresas, das universidades, das organizações da sociedade civil e especialmente dos cidadãos”. 

“Para gerir uma cidade, é fundamental atender também ao seu estado de desenvolvimento, pois as necessidades não são as mesmas em todas elas”, disse. Por isso, o Autarca de Braga considerou que é “fundamental envolver todos os parceiros do município na definição de um plano estratégico e manter esse envolvimento durante a fase de implementação”. E deu o exemplo de Braga e da forma como todos os agentes trabalham em conjunto para a promover, atrair investimento e criar as condições necessárias para o florescimento da actividade económica.

Fórum Internacional MEDays (2).jpg

Reforçando também que é importante que existam parcerias entre os sectores público e privado, Ricardo Rio destacou que “nem sempre as cidades têm conseguido estabelecer parcerias positivas para o interesse público, mas é importante saber cooperar com os privados e juntar sinergias, defendendo sempre os interesses dos Munícipes”.

Ricardo Rio defendeu ainda que a principal preocupação de um Autarca deve ser “apostar na melhoria da qualidade de vida dos seus cidadãos e isso exige um desenvolvimento contínuo de políticas sociais para ajudar as camadas da população mais desfavorecidas, uma aposta decisiva na mobilidade sustentável, um tema que tem estado na ordem do dia na gestão das cidades, mas também na promoção de estilos de vida saudáveis, na criação de um ambiente cultural vibrante ou o apoio ao desenvolvimento de sectores vitais, como a educação, a saúde ou no turismo”. 

Um dos aspectos que o Edil defendeu como vital para uma gestão eficaz das cidades foi precisamente a descentralização de competências que o Estado Central deve efectuar para as autarquias e que em Portugal ainda não é uma realidade em muitas áreas. "São os governos locais que estão junto das pessoas, que conhecem as suas dificuldades e os seus problemas e, desse modo, estão melhor preparadas para intervir directamente, pelo que é fundamental que os governos centrais percebam isso e dêem cada vez mais autonomia, política e financeira, aos governos das cidades para intervirem directamente no território.

Questionado sobre qual o melhor modelo para a gestão das águas e dos resíduos, Ricardo Rio considerou que é fundamental manter sob alçada da gestão municipal a maioria do capital destas empresas, pois só assim será possível defender da melhor maneira os interesses dos cidadãos.

Neste painel intervieram ainda diferentes personalidades relacionadas com a gestão das cidades, como o responsável do Programa de Políticas Urbanas da OCDE, Rudiger Ahrend, o diretor da Agência para as Cidades Sustentáveis do Mediterrâneo, Bernard Valero, o CEO da Urban Future Global Conference, Gerald Babel-Sutter e o Secretário-geral de África da United Cities and Local Governments, Jean Pierre Elong Mbassi. Na edição deste ano participaram ainda diversas personalidades de relevo na política internacional, como o antigo Director da CIA durante o mandato de Bill Clinton, Jim Woolsey, o antigo Primeiro-ministro da Grécia, George Papandreou, o antigo Primeiro-ministro Eslovaco, Jan Carnogursky ou o antigo sub-Secretário de Estado para os Assuntos Públicos de Hillary Clinton, P.J. Crowley. Paulo Portas, antigo Vice-Primeiro-Ministro, foi o outro português que participou nesta edição do MEDays.

Fórum Internacional MEDays (1).jpg

DANIEL BASTOS APRESENTA EM COIMBRA LIVRO SOBRE A EMIGRAÇÃO PORTUGUESA

O historiador fafense Daniel Bastos apresentou ontem em Coimbra o livro Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”.

danibast (1).JPG

O historiador Daniel Bastos acompanhado do sociólogo Pedro Góis na sessão de apresentação do livro sobre a emigração portuguesa em Coimbra

 

O livro, concebido e realizado pelo historiador natural de Fafe Daniel Bastos a partir do espólio do conhecido fotógrafo que imortalizou a história da emigração portuguesa para França nos anos de 1960, foi apresentado na FNAC de Coimbra, numa sessão que esteve a cargo do sociólogo Pedro Góis, professor na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra e investigador do Centro de Estudos Sociais na área das Migrações Internacionais.

No decurso da sessão, Pedro Góis qualificou o livro, que se encontra traduzido para português e francês pelo docente Paulo Teixeira, e é prefaciado pelo multipremiado ensaísta Eduardo Lourenço, como um “livro de memórias fundamentais para a compreensão da emigração portuguesa da segunda metade do séc. XX”.

A sessão de apresentação em Coimbra incluiu a inauguração de uma exposição fotográfica evocativa da ligação de Gérald Bloncourt a Portugal, que estará durante os próximos três meses patente ao público na cidade dos estudantes.

Refira-se que esta obra, que reúne testemunhos e imagens originais como as que fotógrafo francês de origem haitiana realizou sobre os emigrantes lusitanos nos bidonvilles dos arredores de Paris nos anos 60, foi também já apresentada nas capitais de distrito de Braga, Porto e Lisboa, assim como junto das comunidades portuguesas em Paris, Luxemburgo e Toronto.

danibast (2).JPG

danibast (3).JPG

 

PEDRO LAGO VIEIRA RECEBEU TROFÉU DE CAMPEÃO

Depois de uma época desportiva coroada de sucesso, o jovem piloto de Ponte de Lima Pedro Lago Vieira viu todo o seu esforço recompensado com a conquista do Título de Campeão Nacional de Ralis Iniciados.

PLV 2.jpg

A cerimónia de entrega de prémios organizada pela Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting decorreu na tarde de sábado, dia 10 de Dezembro no Centro de Congressos do Estoril e reuniu na mesma sala todos os pilotos que atingiram o pódio final nas diversas modalidades onde participaram, desde os ralis aos circuitos, passando pelo todo terreno, pelo karting ou pelas provas de Montanha, entre outras.

Lago Vieira subiu ao palco para receber o troféu do seu primeiro título nacional da sua ainda curta carreira e no final da cerimónia a sensação de realização era plena: "Foi um ano a todos os níveis perfeito!", afirmava Pedro Lago Vieira. "O nosso objectivo principal era conseguir o primeiro lugar no Campeonato de Iniciados e essa meta foi atingida o que nos deixou imensamente satisfeitos.

Conquistamos o pleno de vitórias em todos os ralis que disputamos e acabamos por garantir o título no rali de casa, em Viana do Castelo, o que teve um sabor ainda melhor pois foi frente ao nosso público e aos nossos patrocinadores, a quem desde já quero dedicar estes resultados.

Quero igualmente agradecer todo o apoio que nos fizeram sentir ao longo do ano, desde família e amigos até aos adeptos em geral e um agradecimento especial a todos os elementos da minha equipa de assistência, a Rotações Car porque fizeram um trabalho excelente e este título também é deles.

Por fim, uma palavra de agradecimento também para o meu navegador João Aguiar, peça fundamental para que tudo tenha saído como planeámos e que foi sempre uma imprescindível ajuda em todos os ralis."

Com o aproximar da temporada de 2017, o piloto do Renault Twingo R2 já olha para o futuro estando a preparar novos desafios que lhe permitam evoluir na sua aprendizagem e na sua carreira.

PLV 3.jpg

PLV Viana 2016 (1).jpg

PLV.jpg

PAREDES DE COURA DISPONIBILIZA PINHEIROS NATURAIS NA ÉPOCA NATALÍCIA

O Município de Paredes de Coura disponibiliza gratuitamente pinheiros naturais, para evitar o corte de árvores viáveis e a destruição da floresta em crescimento, durante a quadra natalícia.

45-paisagem protegida-6.jpg

Esta ação tem a colaboração das equipas de sapadores florestais que recolhem pinheiros jovens de dimensão variável em monda feita nas zonas de regeneração natural. A eliminação destas árvores de povoamentos excessivamente densos é essencial para o ordenamento da floresta e para a sua proteção contra incêndios.

O corte e uso de árvores naturais para ornamentação natalícia é apontada como um ato ambientalmente pouco responsável.

Por isso, quem preferir um pinheiro natural pode recolhê-lo nas oficinas municipais e não cortando na natureza.

Recorde-se que Paredes de Coura foi o primeiro município português a apresentar um Projeto – Piloto do Plano de Paisagem, no âmbito do Fórum Internacional sobre a ‘Paisagem do Sudoeste Europeu’, que reuniu especialistas e decisores pela primeira vez em Portugal, em outubro de 2015, na Fundação de Serralves, no Porto.

Esse “Projeto – Piloto do Plano de Paisagem da Unidade Campos de Coura” visa o desenvolvimento do Plano de Paisagem para o território de Coura e tem como objetivos a valorização do património natural, cultural e urbano, bem como definir medidas orientadoras para a gestão da paisagem que preservem o seu caráter e identidade, reforçando a componente da paisagem cultural nas aldeias e lugares incluídos em Rede Natura e na Paisagem protegida.