Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CIDADE DE GUIMARÃES ESTÁ CADA VEZ MAIS EXCÊNTRICA!

QUATRO EVENTOS EM DEZEMBRO

Agenda do programa “ExcentriCidade” para o último mês de 2016 no concelho de Guimarães

Cinema abre e fecha o cartaz cultural de dezembro nas freguesias. Quatro diferentes eventos são realizados em quatro locais distintos do território vimaranense.

Guimaraes_ExcentriCidade_Dezembro_2016.jpg

O mês de dezembro do programa de descentralização cultural “ExcentriCidade”, promovido mensalmente pela Câmara Municipal de Guimarães, começa com uma sessão de cinema em Ronfe e termina com a projeção de um filme infantil em S. Torcato. Para Caldelas, está agendada uma peça de teatro e em Briteiros Santa Leocádia há música de Natal.

Este sábado, 10 de dezembro, às 15 horas, o Centro Paroquial de Ronfe é palco da exibição da película “A Canção do Mar”, do realizador irlandês Tomm Moore, na qual se conta a história em torno da magia de um conto de fadas. Organizada em parceria com o Cineclube de Guimarães, a sessão de cinema, com 93 minutos de duração, destina-se a um público com idade superior a 6 anos.

No mesmo dia, mas à noite, com início às 21:30 horas, o Auditório dos Bombeiros Voluntários das Taipas recebe as peças de teatro as peças “Um Pontinho no Meio dos Olhos” e “Adalberto Silva Silva”, ambas com textos da autoria de Jacinto Lucas Pires. A primeira performance, encenada por Marcos Barbosa e com produção do Teatro Oficina, centra-se num livro de contos. Na segunda peça, brinca-se com o formato televisivo de espaços informativos. “Adalberto Silva Silva” é interpretado por Ivo Alexandre, pivô desta comédia de bolso sobre o desejo, o sonho e os chamados problemas práticos.

Na semana seguinte, na sexta-feira, 16 de dezembro, às, 21:30 horas, há dupla jornada cultural do programa “ExcentriCidade”. A Igreja de Briteiros Santa Leocádia é o local do espetáculo “Um Natal Português”, protagonizado por Andreia Alferes Quarteto. Dezasseis temas serão interpretados ao longo de aproximadamente uma hora por Andreia Alferes (voz), André Teixeira (viola), Miguel Amaral (guitarra portuguesa) e Sérgio Marques (contrabaixo), num concerto destinado a um público de todas as idades.

Na vila de S. Torcato, também nesta sexta-feira, dia 16 de dezembro, às 21:30 horas, novamente em parceria com o Cineclube de Guimarães, é exibido o filme infantil “O Principezinho”, de Mark Osborne. Com 108 minutos de duração, a sessão de cinema, classificada para um público com idade superior a 6 anos, será projetada no Centro Comunitário, Hemeroteca e Mediateca Educativa da ADCL.

ARCOS HOTEL CONVIDA A COMEMORAR O NATAL EM AMBIENTE FAMILIAR

Ceia e almoço natalícios em ambiente familiar

Para os que cada vez mais preferem comemorar o Natal fora de casa, o Arcos Hotel Nature & Spa apresenta sugestões para esta época, com uma ceia e almoço de Natal em ambiente familiar, proporcionando o convívio que é tradicional.

Arcos Hotel Nature & Spa - Rest..jpg

A Ceia de Natal decorre no Restaurante Foral de Valdevez, onde o Chef Vasco Pombo apresenta um menu onde as iguarias da época são apresentadas com criatividade. Para entradas, as opções recaem sobre Salada de Bacalhau com grão e coentros, Salada Grega com azeitona preta, Salada Niçoise, Salada de Polvo Marinado, Salada de Ovas com Cenoura, Melão com Presunto, Espargos ao Natural, sortido de salgados, mistura de alfaces, cenoura ralada, tomate, pimento, e pepino, e ainda um aconchegante Creme de Abóbora com azeite virgem e ervas aromáticas O prato principal será o  tradicional Bacalhau com Todos, e Perna de Perú Assada com Castanhas e Cebolinhas. Segue-se um buffet de sobremesas, com doces natalícios, frutas frescas e queijos.  Haverá uma selecção de vinhos, águas minerais, refrigerantes e café.

O preço é de 45 €/ pessoa (crianças dos 0 aos 3 anos não pagam, e dos 4 aos 11 anos pagam 50%).

O Almoço de Natal, no dia 25, abre com  Peixes Marinados, Camarões sobre gelo, Casco de Sapateira, enchidos regionais, Salada de Tomate e Mozarela, Salada Caesar com Frango, Couscous com Camarão, Salada Waldorf com Pato Fumado, Escabeche de Mexilhão, Mini Empadas de Frango com Citronela, Quiche de Cogumelos e Alho Francês e Consommé de Galinha. Como pratos principais, o hotel seleccionou o Polvo Assado à Lagareiro, Bacalhau Lascado com Broa de Milho e Amêndoas e Cabrito Assado no Forno, com acompanhamentos diversos.

Um recheado buffet de sobremesas, bebidas e café completam este almoço festivo.

O preço é de 45 €/ pessoa.

As reservas para este Natal ‘caloroso’, em pleno Alto Minho, devem ser feitas pelo email geral@arcoshotel.com ou pelo tel. 258 093 600

O Arcos Hotel criou também pacotes especiais para os que desejam desfrutar em pleno desta quadra, alojados no centro da lindíssima vila de Arcos de Valdevez, lado-a-lado com o Parque Nacional da Peneda – Gerês.

Arcos Hotel Nature & Spa (A. de Valdevez).JPG

Ceia e Almoço de Natal - Cartaz (Arcos Hotel Nature & Spa).png

CARDADORES DE VALE DE ÍLHAVO E CARETOS DE PODENCE INTEGRAM A COLEÇÃO DE 11 VOLUMES SOBRE OS RITUAIS COM MÁSCARA

No passado dia 6 de Dezembro foram apresentados, no Museu Nacional de Arqueologia, mais dois volumes inseridos na coleção "Rituais com Máscara", fazendo um total de seis volumes que levam até ao leitor as maiores festas portuguesas cuja atração principal é a máscara.

cardadoresilhavo.jpg

A apresentação dos livros dedicados aos Cardadores de Vale de Ílhavo e aos Caretos de Podence contou com a presença de várias personalidades envolvidas no projeto entre as quais o presidente da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros, Duarte Moreno, o vereador de turismo e cultura da Câmara Municipal de Ílhavo, Paulo Costa, a diretora de cultura da Fundação Inatel, Carla Raposeira, o diretor do MNA, António Carvalho, o presidente da Progestur de Hélder Ferreira, o conselheiro de Estado, Adriano Moreira e as autoras destes dois volumes da coleção, Elisa Martins Alves (Rituais com Máscara - Ílhavo) e Patrícia Cordeiro (Rituais com Máscara – Macedo de Cavaleiros).

Os convidados foram recebidos num pequeno cocktail e brindados com o inconfundível barulho dos chocalhos dos Caretos de Podence e com o característico aroma dos Cardadores de Vale de Ílhavo que desfilaram pela sala as suas imponentes máscaras.

Ao longo da apresentação foi reforçada a importância de se fazer uma coleção que pretende dar voz àqueles que vivem genuinamente estas tradições, beneficiando a perspetiva de quem é parte integrante destas festas, mostrando assim a importância das populações na preservação e continuidade destas origens carregadas de simbolismo.

Cada livro foi apresentado pela respetiva autora, tendo sido igualmente referenciado o prazer que as mesmas tiveram na realização da obra, destacando a disponibilidade e amabilidade com que foram recebidas pelos protagonistas destas celebrações, responsáveis por transmitir a verdadeira essência destas tradições que fazem dos Caretos e Cardadores fortes figuras da cultura popular portuguesa.

A “Rota das Máscaras em Portugal”, uma parceria entre a Fundação INATEL e a Progestur, foi abordada pela diretora da cultura da Fundação Inatel, que deu a conhecer mais sobre esta iniciativa que congrega não só as festas de rituais com máscara mas também a gastronomia, património cultural material e imaterial, paisagens, entre muitas outras atrações dos municípios envolvidos.

Foram muitos os interessados na coleção que procuram o posto de venda de livros, não só para comprar alguns exemplares, mas também para obter mais informações acerca do projeto e possíveis colaborações.

Não perca os seis livros, já editados, da coleção "Rituais com Máscara" no site da Progestur e esteja atento/a aos futuros lançamentos já em 2017.

PÓVOA DE LANHOSO É MUNICÍPIO FAMILIARMENTE RESPONSÁVEL

Póvoa de Lanhoso recebeu bandeira de Autarquia Mais Familiarmente Responsável

O Presidente da Câmara Municipal, Manuel Baptista, já trouxe para a Póvoa de Lanhoso mais uma bandeira de Autarquia Mais Familiarmente Responsável – a sétima consecutiva. A entrega decorreu na passada quarta-feira, dia 7 de dezembro, em Coimbra.

Bandeira Autarquia Mais Familiarmente Responsavel 2016 a.jpg

“Foi com orgulho que participei nesta sessão, onde um grupo restrito de autarquias recebeu esta distinção. Não procuramos títulos, porque trabalhamos para as pessoas, mas estes reconhecimentos são um incentivo pois confirmam que estamos no caminho certo”, salienta Manuel Baptista.

A distinção é atribuída todos os anos pelo Observatório das Autarquias Mais Familiarmente Responsáveis, que tem como objetivos principais acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

O Município da Póvoa de Lanhoso tem apostado fortemente numa forte política transversal de apoio aos Povoenses de todas as idades, através de medidas como o Naturalanhoso; como o subsídio de apoio ao pagamento das rendas de casa; como as bolsas de estudo e os prémios de mérito escolar; o apoio social escolar; os transportes escolares; os manuais escolares gratuitos para alunos com mais necessidades; os cartões municipais; a rede de Centros de Convívio; o trabalho do Banco de Voluntariado e da Loja Social; e o Serviço para a Promoção da Igualdade de Género, de entre outras.

Em outubro, a Póvoa de Lanhoso recebeu o prémio Viver em Igualdade, uma iniciativa bienal, promovida pela Comissão para a Cidadania e Igualdade de Género, que distingue os municípios com boas práticas na integração da dimensão da Igualdade de Género, Cidadania e Não Discriminação.

A participação em projetos e redes internacionais também tem sido uma preocupação. O município foi escolhido pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra para realizar os seus estudos sobre as boas práticas em Igualdade de Género implementadas pelos municípios (projeto "Local Gender Equality - Mainstreaming de género nas comunidades locais"), e, neste âmbito, a partilha de boas práticas tem sido uma realidade, nomeadamente através de uma deslocação a Oslo, na Noruega, no final do ano passado. Destaque ainda para a vinda de um grupo de Kyoto, no Japão, à Póvoa de Lanhoso, no último mês de setembro, a convite da CIG.

A par disto, o município foi considerado pela Organização Mundial de Saúde como “Cidade Amiga dos Idosos”, integra a “Rede Internacional de Cidades Educadoras” e prepara-se para ser reconhecida como “Cidade Amiga das Crianças”.

GUIMARÃES VAI SER DISTINGUIDA COM BANDEIRA CIDADES DE EXCELÊNCIA

CERIMÓNIA NA SEGUNDA-FEIRA, 12 DEZEMBRO

Apresentação de rede de percursos cicláveis entre as vilas e a cidade contribuiu para a atribuição da distinção. Sessão protocolar decorre no início da próxima semana.

Guimaraes_Camara_Municipal (1).JPG

A Câmara Municipal de Guimarães recebe na próxima segunda-feira, 12 de dezembro, a Bandeira Cidades de Excelência – Nível II como reconhecimento público do trabalho que a autarquia tem vindo a desenvolver no âmbito da qualificação urbana, valorização patrimonial, ambiental e coesão social. A cerimónia, agendada para o Salão Nobre dos Paços do Concelho, terá início às 11 horas.

A distinção, atribuída pela Rede de Cidades e Vilas de Excelência, é justificada «com o grau de evolução da implementação do Plano de Ação Local» proposto pelo Município aquando da adesão à Rede de Cidades e Vilas de Excelência, em matéria de planeamento estratégico e de ações especificas no quadro dos planos estratégicos, de mobilidade e de regeneração urbana em sede de candidaturas ao Portugal 2020, PI 4.5, 6.5 e 9.8 da Política de Cidades.

No que concerne a estes eixos, o Plano de Ação Local visou o tema da valorização patrimonial, ambiental e coesão social, como sucede com o esboço de toda a rede de percursos cicláveis entre as vilas e a cidade, com lugar à divulgação pública desta intervenção bem como da intenção deste projeto. De referir que esta rede foi englobada e considerada estratégica no plano de mobilidade urbana sustentável e plano estratégico de desenvolvimento urbano de Guimarães.

MONÇÃO REALIZA EXPOSIÇÃO EVENDA DE NATAL

A Casa Museu de Monção, Unidade Cultural da Universidade do Minho, sediada na vila de Monção, conforme é tradição, disponibiliza uma vez mais, a sua Sala de Exposições Temporárias para a exposição/venda de Natal dos trabalhos elaborados pelos utentes da APPACDM - Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental do núcleo de Monção, este ano até 23 de dezembro. 

A entrada é livre!

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES CONSTRÓI PASSAGEM PEDONAL EM LORDELO

EM FASE DE CONSTRUÇÃO

Passagem superior pedonal na VIM instalada em Lordelo no início de 2017

Estrutura está em fase de construção e será colocada em Lordelo no princípio do novo ano. Intervenção vai reforçar condições de segurança. 

Lordelo_VIM_Ponte_Pedonal.jpg

A passagem superior pedonal na Via Intermunicipal (VIM), no lugar de Enxudres, em Lordelo, será colocada no início do próximo ano. O acesso, que demora dois meses a ser fabricado, encontra-se já em processo de construção, desde o dia 23 de novembro.

Em termos de prazos, a empreitada não inicia em campo, uma vez que a estrutura está a ser programada na empresa responsável por executar a edificação pré-fabricada. Com um prazo global de três meses, a obra de construção da passagem superior, orçada em 126.490,80 euros, valor ao qual acresce a taxa de IVA em vigor, iniciará brevemente as suas fundações, ficando posteriormente a aguardar pela conclusão da estrutura, que deverá ocorrer no final do janeiro.

Recentemente, a Câmara Municipal de Guimarães procedeu a obras de requalificação na VIM no percurso rodoviário respeitante ao seu concelho. A intervenção no pavimento abrangeu áreas geográficas relativas aos territórios das vilas de Lordelo e Serzedelo e da freguesia de Guardizela, numa extensão total de 5,7 quilómetros.

Com um valor de 2 milhões e 360 mil euros, as obras tiveram como objetivo aumentar a segurança rodoviária aos automobilistas que diariamente utilizam aquela movimentada via. O âmbito da intervenção contemplou, também, a colocação de separadores centrais que eliminaram o risco de colisões frontais. A reabilitação do pavimento teve igualmente como função diminuir o ruído na circulação automóvel e aumentar o conforto dos utilizadores da VIM, além de ter sido realizada uma reformulação dos órgãos de drenagem de toda a via, entre os quais, aquedutos, valetas e sarjetas.

«O perfil da estrada tem agora um aspeto urbano, com balizadores e marcas refletoras, passeios para os peões, requalificação da rede de iluminação pública com a colocação de novos sistemas nas novas rotundas e cruzamentos, na sequência da elaboração de um estudo que foi efetuado para uma melhor regulação do tráfego», disse o Presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança.