Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS: O FOLCLORE EM PORTUGAL ENCONTRA-SE NUMA VERDADEIRA ENCRUZILHADA!

- É a opinião Dr. José Pinto, Administrador do “Folclore de Portugal – O Portal do Folclore Português”, < http://www.folclore-online.com/> site que mantém em funcionamento há mais de quinze anos, constituindo um dos poucos portais exclusivamente dedicados ao folclore existentes em todo o mundo, e também membro do Rancho Folclórico de Vila Real que neste momento encontra a sua actividade suspensa, tendo sido um dos membros fundadores e o último presidente da Direcção. O BLOGUE DO MINHO entende que esta problemática respeita a todo o movimento folclórico – e não exclusivamente aos membros da Federação do Folclore Português – pelo que decidiu alargar o debate, aliás dentro do espírito que parece presidir a ambas as listas candidatas aos órgãos directivos.

foto para blog.jpg

Nos próximos dias 10 e 11 de dezembro, vai realizar-se, em Leiria (Teatro José Lúcio da Silva), o Congresso Nacional da Federação do Folclore Português, subordinado ao tema «Folclore: entre o material e o imaterial». A partir das 9h15 do dia 11, vai realizar-se uma Assembleia Geral da Federação do Folclore Português (FFP), tendo como ponto único da ordem de trabalhos, a eleição dos corpos sociais da Federação do Folclore Português para o triénio 2017/2019.

Porque neste sítio já várias pessoas se pronunciaram, com propriedade, sobre o tema do Congresso, atrevo-me, antes, a manifestar a minha opinião sobre o dia após as eleições, na certeza de que, não sendo votante nem membro de Grupo que integre a FFP, penso poder exprimir-me sem ser, eventualmente, acusado de ser apoiante da lista A ou da lista B. Neste sentido, reafirmo que, em nenhum momento, qualquer das minhas afirmações (que não passam de meras opiniões) pode ser interpretada como a favor ou contra esta ou aquela candidatura.

Feito este esclarecimento, vamos ao que aqui me traz!

Depois do que fui lendo e tive conhecimento nos últimos tempos, particularmente através das redes sociais, penso que não será crime de lesa-majestade afirmar que a Federação do Folclore Português e, consequentemente, o movimento folclórico em Portugal, se encontra numa verdadeira encruzilhada. Que saiba (e penso não estar errado), é a primeira vez que às eleições para os corpos sociais da FFP se apresentam duas listas. Quero acreditar que os membros de ambas as listas estão imbuídos do espírito de bem servir a causa do movimento folclórico em Portugal, mas “de boas intenções está o inferno cheio”.

Não basta dizer: “A partir de agora é que vai ser!”. É tempo de, efectivamente (e apesar de já estarmos em 2016), o movimento folclórico em Portugal entrar no século XXI, dando um salto de melhoria nas estratégias, nas metodologias, na reflexão e, finalmente, na qualidade do trabalho final a apresentar ao público. E nisto a FFP tem de dar o exemplo e de estar na vanguarda!

Dir-me-ão que já há Grupos que assim fazem: que em todo o seu trabalho primam pela qualidade. Acredito. No entanto, é aqui que eu acho que a FFP pode mudar de atitude e ser mais proactiva: em vez de esperar que sejam os Grupos a apresentar a sua candidatura, deve ser a própria FFP, através de “olheiros” (desculpem-me a incursão no futebol), a ver os que já têm alguma qualidade para, apoiados pelo Conselho Técnico da respectiva região, poderem mais facilmente melhorarem essa mesma qualidade, independentemente de uma futura adesão à FFP.

Posso estar totalmente equivocado na minha análise, mas creio que é tempo de a FFP mudar de paradigma de actuação. Deixou de ser o tempo de “esperar que venham ter connosco”, para se passar ao tempo de “ir ter com os que estão já a trabalhar com alguma qualidade”, dar-lhes estímulo para melhorar ainda mais e não criar-lhes dificuldades, que podem provocar desânimo, frustração e, finalmente, desistência.

É certo que, do que fui conhecendo ao longo dos anos, ser “federado” não era/é sinónimo de qualidade. Nos bastidores do movimento folclórico, muitos comentários são/eram produzidos, alguns certeiros, muitos injustos, sobre grupos federados. Mas todos temos oportunidade de aprender com os erros, próprios e alheios.

Estar ao serviço do movimento folclórico não pode ser com a atitude de um professor do alto da sua “cátedra”, antes com a disponibilidade de aprender com os outros, ajudar sem soberba, “subir” ao nível de quem também quer participar, remar connosco, fazendo caminho juntos.

Seja quem for a lista vencedora das próximas eleições, tem um caminho árduo pela frente. Desejo-lhes as maiores felicidades e a coragem para tomarem as decisões certas, nos momentos certos, na certeza de que serão tomadas para bem do movimento folclórico em Portugal.

CAMPEONATO NACIONAL DA I DIVISÃO: CRAV RESVALA NAS CALDAS DA RAINHA

No dia 3 de dezembro, os seniores do CRAV deslocaram-se às Caldas da Rainha para defrontar a equipa local em mais uma jornada do Campeonato Nacional da I Divisão. Num dia extremamente chuvoso, as expectativas da equipa arcuense não se concretizaram e ficaram à distância de um ponto. O CRAV perdeu o jogo por 13-12.

crav seniores-1 (1).jpg

Segundo a equipa técnica arcuense, o CRAV entrou bem no jogo e adiantou-se no marcador através da marcação de um ensaio convertido. Após este toque de meta, o CRAV manteve a pressão sobre os jogadores da casa, tendo tentado por várias vezes aumentar a vantagem. Mas no final da primeira parte, foi a equipa das Caldas que igualou o marcador, fixando o resultado em 7-7 ao intervalo.

No segundo tempo, o Caldas somou mais 6 pontos ao transformar duas penalidades. Nos minutos finais, o CRAV viria a marcar um ensaio não convertido que não chegou para dar a volta ao resultado.

No próximo sábado, dia 10 de dezembro, o CRAV recebe o Benfica no Estádio Municipal de Rugby, pelas 15h30.

SUB-16 DO CRAV 100% VITORIOSOS EM CASA

Os Sub-16 do CRAV receberam e bateram, no passado sábado, o Sport Clube do Porto por uns expressivos 55-07.

2 - Sub16-1.jpg

Num jogo que foi sempre dominado pela equipa da casa, o CRAV entrou muito bem e marcou 2 ensaios nos primeiros 10 minutos de jogo. Conforme o jogo ia decorrendo mais se acentuava a diferença entre a duas equipas, tendo os arcuenses chegado ao intervalo a vencer por 34-0.

Durante a segunda parte o jogo manteve a mesma toada, com os jovens arcuenses a dominar o jogo. Por apenas uma vez o CRAV deixou o adversário chegar à sua área de ensaio, sofrendo assim um único ensaio e fixando o resultado final em 55-07.

Esta foi a 4.ª vitória em casa dos sub-16, mantendo assim a sua invencibilidade em casa e o 2.º lugar do grupo de apuramento

SUB-A14 DO CRAV POSICIONA-SE EM 6º LUGAR NO TORNEIO DE BRAGA

No dia 4 de dezembro, realizou-se a quarta jornada do torneio Inter-regional norte-centro de outono de sub-14, que se desenrolou em Braga.

sub 14 Braga.jpg

No evento, o CRAV apresentou-se com duas equipas, em jogos muito disputados em que os atletas demonstraram uma franca evolução. Com o tempo atmosférico a ajudar, foram quatro horas de Rugby, em que uma das equipas do CRAV conseguiu o sexto lugar.

Embora pareça um resultado modesto, o facto é que a quase totalidade dos jogadores do CRAV são sub 14 de primeiro ano, tendo jogado com atletas mais velhos e mais fortes fisicamente, o que desequilibrou os jogos.

Não obstante este facto, os jogos foram muitos disputados, com derrotas que também podem ser justificadas com a inexperiência dos jogadores, que não souberam no momento certo converter situações de vantagem em pontos.

ATLETAS DO CRAV APOIAM A SELEÇÃO NACIONAL

Escalões de Formação do CRAV no Convívio de Apoio à Seleção Nacional

No dia 1de dezembro as equipas sub-10 e sub-12 do CRAV deslocaram-se a Coimbra para participar no convívio nacional dos respetivos escalões.

escaloes_formacao_coimbra.jpg

Apesar dos aguaceiros constantes o evento decorreu da melhor forma. Foi marcado pela alegria e prazer de jogar, assim como do mais puro desportivismo.

No final os jovens atletas puderam assistir ao jogo internacional de seniores Portugal-Brasil que os Lobos venceram por 21-17.

GUIMARÃES MELHORA COMPLEXO DESPORTIVO DE URGEZES

Complexo do “Amigos de Urgezes” cresce com inauguração de novos balneários

Três novas valências reforçam componente formativa. Município de Guimarães apoiou construção de equipamento fundamental para centenas de praticantes desportivos.

Guimaraes_Amigos_Urgeses_Inauguracao.JPG

O Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, inaugurou a primeira fase dos novos balneários desportivos dos Amigos de Urgeses, cuja obra foi financiada pelo Município com a atribuição de uma verba de 50 mil euros. O novo espaço, com 120 metros quadrados, oferece agora mais três amplas áreas, aumentando para oito o número de valências balneares de apoio ao Complexo Desportivo, com dois campos de treino em relva sintética.

«O meu maior gosto era que estas instalações fossem novamente insuficientes! Significava que havia muita participação e que o parque desportivo teria de ser ampliado outra vez», disse o responsável pelo Município, numa cerimónia onde marcaram igualmente presença o Vice-Presidente, Amadeu Portilha, com competências delegadas na área do Desporto, Miguel Oliveira, Presidente da Junta de Freguesia, pároco Francisco Oliveira, entre outras individualidades.

Considerando ser importante promover uma aposta no futebol feminino, Domingos Bragança propôs a criação da modalidade nos Amigos de Urgeses. «As jovens têm que praticar desporto! Temos de definir novos objetivos e novos patamares de crescimento e desenvolvimento. Este clube tem o ADN e a matriz genética da família do Amigos de Urgeses. A utilização dos espaços é que justifica os investimentos efetuados e este é um espaço de encontro e de convívio para a prática desportiva», realçou o Presidente da Câmara Municipal.

Apoio à formação

Albino Pereira, Presidente do clube, aceitou a proposta de criar uma nova secção e agradeceu o apoio concedido pelo Município. «Os atletas são a razão pela qual lutamos pelo crescimento substancial e sustentado dos ‘Amigos’. Temos pessoas que nos apoiam e que não esquecem os Amigos de Urgeses, sobretudo pelo seu papel sócio-desportivo», referiu o responsável da coletividade.

Atualmente, o Amigos de Urgeses tem 17 equipas de futebol (veteranos, seniores, infantis, benjamins, traquinas e petizes), 340 atletas, 42 treinadores, 18 diretores, 2 massagistas, 2 fisioterapeutas e 1 psicólogo. Na área social, um total de 25 funcionários presta serviço a 60 utentes da creche, 50 do ATL e 25 pessoas beneficiam do Serviço de Apoio Domiciliário.

BARCELOS DOCE FECHA EM GRANDE OS “7 PRAZERES DA GASTRONOMIA” 2016

O Concurso Barcelos Doce realizou-se este fim de semana, 3 e 4 de dezembro, e colocou o concelho, mais uma vez, na rota da gastronomia regional. Estiveram a concurso 11 padarias e pastelarias produtoras de Bolo-Rei, Pão de Ló e Tronco de Natal do território barcelense, num concurso que tem como objetivo dar conhecer o que de melhor se faz, nesta quadra natalícia, no concelho, e que já se realiza há sete anos.

doçaribarcel.jpg

No sábado de manhã, o júri do concurso, composto pelo Chefe Cândido Mendes, o Chefe Feliciano Silva e pela empresária de restauração Natividade Lourenço, distinguiu a qualidade das composições a concurso, em especial no que concerne ao respeito pelo receituário tradicional do Pão de Ló e Bolo-Rei.

Quanto ao Tronco de Natal, registaram-se incursões mais criativas e diversas que atestam a criatividade dos pasteleiros locais.
O Barcelos Doce marca o culminar de um conjunto de eventos devotados aos 7 prazeres da gastronomia promovido pelo Município de Barcelos, que se inicia em fevereiro com a Lampreia, passa pela Semana Gastronómica do Galo e das Papas, pelos petiscos tradicionais, pelo Bacalhau, pelo Ciclo do Galo até à doçaria tradicional.

O programa de gastronomia, que se desenrola ao longo de todo o ano, posiciona o concelho como um dos principais dinamizadores dos produtos locais, nomeadamente do Vinho Verde, no Norte do país. Particularmente importante em 2016, ano que a região do Minho foi agraciada com a distinção da Região Europeia da Gastronomia.

O júri deliberou atribuir a seguinte lista de classificação por categorias:

Categoria Bolo-Rei:

1º Lugar – Padaria Pacheco

2º Lugar – Rosa Cintilante

3º Lugar – Chá e Nata

Categoria Pão de Ló:

1º Lugar – Pastelaria Lina

2º Lugar – Mercado do Pão

3º Lugar – Pacheco

Categoria Tronco de Natal:

1º Lugar – Rosa Cintilante

2º Lugar – Regresso

3º Lugar – Flor de Durrães

MUNICÍPIO DE AMARES LEVA NATAL A TODOS OS AMARENSES

O Município de Amares promove, durante a quadra natalícia, um conjunto de festividades com o programa “Animação do Comércio Amarense”, que promete espalhar magia e o espírito natalício um pouco por todo o concelho, com especial destaque na Praça do Comércio, em Ferreiros.

     Animação do Comércio Amarense_v1.jpg

De 14 de dezembro a 1 de janeiro vão viver-se dias repletos de muita animação, com atividades diversificadas que convidam os Amarenses a viverem o Natal de forma diferente, com ênfase na promoção e valorização do comércio local e das tradições.

O programa, que conta com a parceria do CDLS 3G, da Valoriza, arranca no dia 14 de dezembro com a Feira de Natal LowCost, com comércio local, artesanato e produtos locais, aberta de segunda a sexta-feira, entre as 10h00 e as 22h00, e ao sábado e domingo, entre as 10h00 e as 23h00.

No dia 26, e com a parceria da Farmácia do Mercado, a tarde é dedicada aos mais novos, com a “ Festa da Criança”, a proporcionar aos pequenos uma matinémuito animada, com insufláveis, dança, pinturas faciais e animação musical.

No dia 27, realiza-se a “Festa dos Idosos”, com o apoio dos comerciantes do Mercado, num momento de partilha, com animação musical à mistura.

A encerrar esta programação e a fechar o ano de 2017 em beleza, no dia 31 de dezembro a boa disposição vai invadir a Praça do Comércio, com a “Festa de Passagem de Ano”.

O Município de Amares deseja a todos os Amarenses votos de um Santo Natal e de um próspero Ano Novo.

CAMPEONATO DE BOCCIA ARRANCA AMANHÃ EM BARCELOS

A época 2016/2017 do Campeonato de Boccia de Barcelos começa já amanhã, a partir das 9h, no Pavilhão Municipal de Barcelos. A iniciativa visa promover a inclusão de pessoas portadoras de incapacidade e seniores na sociedade, estimulando as suas capacidades, reconhecendo valor e promovendo laços sociais e afetivos através da prática desportiva.

BOCCIA (1).jpg

Nesta primeira jornada da competição, a manhã estará reservada à vertente adaptada da competição com a participação de jovens de escolas e instituições do concelho. Já a tarde será dedicada aos mais velhos, na vertente sénior deste desporto. Em ambas as categorias participarão atletas associados a escolas ou instituições do concelho.

O Campeonato de Boccia de Barcelos tem vindo a crescer anualmente de forma sustentável, sendo particularmente notório o aumento de interesse das instituições do concelho, nomeadamente juntas de freguesia e escolas, na adesão ao campeonato e a este desporto, em geral, bem como o aumento de público e reconhecimento, que se deve à criação de hábitos promovida pelo município.

CERVEIRENSES DEBATEM REVISÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Processo de revisão do Orçamento Participativo arrancou com sessão pública

Na sequência da sessão pública para a recolha de sugestões decorrida na passada sexta-feira, será apresentado em janeiro o novo regulamento para o Orçamento Participativo 2017. Com o objetivo de obter uma intervenção mais ativa e informada da sociedade civil ede reforçar a credibilidade e transparência, a vereadora Aurora Viães apeloua uma maior participação dos cerveirenses nesta fase de auscultação e revisão do processo.

Processo de revisão do Orçamento Participativo arrancou com sessão pública.JPG

Concluído o Orçamento Participativo (OP) 2016, o Município de Vila Nova de Cerveira convidou a população para uma sessão pública de avaliação do mecanismo e de análise de possíveis melhorias no seu funcionamento. O objetivo deste encontro foi fazer um balanço e projetar novas formas de participação dos cidadãos, com vista à edição de 2017.

“Apesar da elevada participação no OP deste ano, gostaríamos que os cerveirenses também fizessem parte deste processo de revisão para 2017, numa lógica de melhoria contínua do exercício de promoção da cidadania por excelência”, referiu a vereadora Aurora Viães.

A edil cerveirense manifestou, ainda, o seu agrado com a edição de 2016 que, ultrapassando as expectativas “veio dar voz à população naquilo que à definição das prioridades do concelho diz respeito, tendo permitido também adequar as políticas públicas municipais às suas necessidades e ambições”.

Introduzido em 2015 sob um formato mais interativo, através da elaboração de um Regulamento específico e da criação de uma plataforma online, o OP de Vila Nova de Cerveira tem despertado o interesse crescente dos cerveirenses, confirmado pela participação recorde alcançada na segunda edição de 30%. Todos reconhecem neste mecanismo de intervenção democrática um enorme potencial na aproximação Município/Munícipe, bem como na definição das prioridades para o concelho.

BARCELOS PROMOVE DIREITOS HUMANOS

A Semana Concelhia dos Direitos Humanos de Barcelos decorre entre os próximos dias 5 e 10 de dezembro

Amanhã, 6 de dezembro, às 14h30, o Auditório da Biblioteca Municipal de Barcelos acolhe o evento mais marcante da programação: uma maratona de cartas intitulada “Uma Carta com Esperança” com a participação da jornalista do Expresso Joana Azevedo Viana, do fotógrafo João Couto C. e ainda de Vitória Triães, representante da Amnistia Internacional.

Durante esta semana, vão passar, um pouco por todas as escolas e bibliotecas do concelho, atividades das mais diversas áreas: música, expressão plástica, cinema e muitas palestras, dedicadas à promoção e consciencialização dos direitos básicos de todos os seres humanos. O programa dirige-se a alunos de todas as idades, do jardim de infância ao ensino secundário.

Informação adicional

A Maratona de cartas é o maior evento de direitos humanos organizado anualmente pela Amnistia Internacional, no último trimestre de cada ano. Durante esta altura milhões de pessoas em todo o mundo assinam cartas em prol de indivíduos e comunidades em risco. Em Portugal são escolhidos 4 casos e, durante essa altura, é recolhida o máximo de assinaturas possível, para chamar a atenção para estes casos, o que poderá resultar numa melhoria das condições de pessoas e comunidades em risco. Centenas de prisioneiros de consciência, como Aung San Suu Kyi, já foram libertadas graças a esta iniciativa promovida pela  Amnistia Internacional.

Nos últimos cinco anos já foram enviadas mais de 6 milhões de cartas de todo o mundo.

Sessão concelhia “Uma carta com esperança”

6 de dezembro | 14:30 | Biblioteca Municipal

  • "É-te igual a violação dos Direitos Humanos?"| Clube É-Te=igual do Agrupamento de Fragoso
  • Conferência, com a participação da jornalista Joana Azevedo Viana, do fotógrafo João Couto C e da representante da Amnistia Internacional Portugal
  • Poema de José Jorge Letria | alunos da Escola Secundária de Barcelinhos
  • Entrega das cartas à Amnistia, da iniciativa “Maratona de cartas”, pelos alunos representantes de todos os agrupamentos de escolas de Barcelos
  • Canção “Heal the world”, de Michael Jackson | alunos da Escola Secundária de Barcelinhos

VOLUNTÁRIOS DE FAMALICÃO TÊM DESCONTOS NO DESPORTO E NA CULTURA

Paulo Cunha lançou Cartão do Voluntário com múltiplo benefícios

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, lançou, esta segunda-feira, o desafio ao comércio local e aos serviços para que incentivem o voluntariado através da concessão de descontos aos voluntários do concelho. Paulo Cunha afirmou que gostava de ver os comerciantes associados ao Cartão do Voluntário, um novo instrumento que vai premiar todas as pessoas que de uma forma livre, desinteressada e responsável se comprometem a realizar ações em prol do bem comum.

AFS_2274.jpg

O cartão do voluntário foi apresentado nesta segunda-feira, na Casa das Artes, no âmbito das comemorações do Dia Internacional do Voluntariado, e permite para já um conjunto de benefícios municipais para os detentores do cartão, nomeadamente descontos no acesso às piscinas e espetáculos na Casa das Artes.

“Estamos a construir um concelho estimulador e amigo da prática do voluntariado”, referiu o autarca salientando que o objetivo deste cartão é “por um lado incentivar o voluntariado e por outro lado tornar-nos mais justos com essas pessoas, criando um conjunto de regalias sociais. Porque uma pessoa que tenha um tributo para a comunidade deve receber por parte da comunidade um gesto de reconhecimento.”

Para além dos benefícios, o Cartão do Voluntário vai permitir identificar todos os voluntários do concelho, não só os que estão inscritos no Banco Municipal de Voluntariado, mas quem de uma forma anónima e natural ajuda e apoia pessoas e instituições, como por exemplo os dadores de sangue, os escuteiros, os vicentinos, etc.

Paulo Cunha falava durante uma conversa descontraída sobre as múltiplas formas de ser voluntário. O “Chá do Voluntário” foi promovido pelo pelouro do Voluntariado e contou com a realização de uma palestra de Isabel Areias, da Nova Acrópole, sobre “a diversidade de ação no voluntariado” e com a entrega de diplomas a cidadãos famalicenses que participaram recentemente em iniciativas de voluntariado.

GUIMARÃES INAUGURA RUA DE S. NICOLAU DOS ESTUDANTES

AMANHÃ, 06 DE DEZEMBRO

Rua S. Nicolau dos Estudantes inaugurada em Guimarães esta terça-feira (11h30)

Novo arruamento da cidade de Guimarães inaugurado no Dia de S. Nicolau. Toponímia vimaranense fica enriquecida com ligação do Largo Conde de Arnoso, no Campo da Feira, ao Parque das Hortas.

Guimaraes_Rua_SNicolau_Estudantes_Inauguracao.JPG

A rua S. Nicolau dos Estudantes, que liga o Largo República do Brasil ao Parque das Hortas, é inaugurada no centro da cidade de Guimarães às 11:30 horas desta terça-feira, 06 de dezembro, dia de S. Nicolau. A cerimónia, que contará com a presença de nicolinos de várias gerações, será presidida pelo Presidente da Câmara Municipal, Domingos Bragança.

A atribuição do nome do padroeiro das Festas Nicolinas à toponímia de Guimarães, articulada com a Direção da Associação dos Antigos Estudantes do Liceu de Guimarães (AAELG), resulta da requalificação urbanística e funcional efetuada pela Câmara de Guimarães no Parque das Hortas e da sua área envolvente, que incluiu os trabalhos de reperfilamento das ruas Dr. José Sampaio, Rei do Pegú e Padre Gaspar Roriz, bem como o arranjo urbanístico do Largo Conde Arnoso.

As Festas Nicolinas têm a sua origem na devoção religiosa dedicada a São Nicolau, que era oriundo da Ásia Menor e terá vivido nos séculos III e IV. Julga-se que terá sido Bispo em Mira, Turquia. As Nicolinas são a única celebração académica de Guimarães, sendo igualmente das festas académicas mais antigas do país, mobilizando todos os anos milhares de atuais e antigos estudantes vimaranenses, entre os dias 29 de novembro e 07 de dezembro.

Este culto terá chegado a Guimarães através dos peregrinos de vários pontos do país e do estrangeiro que aqui se deslocavam para venerarem Nossa Senhora de Guimarães (Padroeira de Portugal até ao séc. XVII), também através da passagem de romeiros de/e para Santiago de Compostela que terão deixado como marca a sua devoção a S. Nicolau, representando atualmente um testemunho intangível do património cultural vimaranense.

CABECEIRAS DE BASTO MELHORA ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto inicia trabalhos de construção de conduta adutora para reforço de abastecimento de água a Moimenta, Cavez

Na sequência de trabalhos de reforço de captação de água realizados em Moimenta, no passado mês de outubro, a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto está a desenvolver trabalhos de construção de cerca de 4 mil metros de condutas adutoras que irão permitir ter mais e melhor água para o reservatório que abastece aquele lugar da freguesia de Cavez.

Câmara inicia trabalhos de construção de conduta adutora para reforço de abastecimento de água a Moimenta.JPG

Atenta às dificuldades de abastecimento de água que se tem registado este ano no lugar de Moimenta, em virtude da redução significativa dos caudais das atuais captações, associado ao aumento de consumo no verão, a Câmara Municipal, nesta segunda fase de intervenção, desenvolve trabalhos tendo em vista a construção de condutas de abastecimento de água e reparação do atual reservatório.

Recorde-se que, numa primeira fase em outubro, ocorreu a realização de trabalhos de reforço de água nas captações, aumentando os seus caudais.

Os trabalhos agora iniciados envolvem também a reparação e impermeabilização do atual reservatório em Moimenta, sendo que, em 2017, serão verificados os ramais domiciliários, no sentido de avaliar e detetar a existência de perdas nas redes de distribuição.

Os trabalhos de reforço de captações de abastecimento de água em Moimenta visam suprir as dificuldades que se têm feito sentir este ano, possibilitando que no próximo ano se obtenha uma melhor qualidade e quantidade no abastecimento de água à população.

ESPÍRITO NATALÍCIO INVADE FAMALICÃO

Aldeia Natal recebeu a visita de milhares de pessoas no primeiro fim-de-semana

O Natal chegou em força a Vila Nova de Famalicão!

Aldeia de Natal (1).jpg

A cidade vestiu-se a rigor para a chegada da quadra e só neste fim-de-semana foram milhares os famalicenses que não quiseram perder a oportunidade de visitar a Aldeia Natal instalada na Praça D. Maria II.

Entre umas compras no Mercadinho de Natal, uma passagem pela Cabana Solidária e uma volta com os miúdos no carrossel, houve ainda quem tivesse aproveitado a oportunidade para atualizar a foto de perfil nas redes sociais com umas selfies junto à mega árvore de Natal e quem tivesse arriscado (e foram muitos os corajosos) a entrar na pista de gelo natural que desde o passado sábado, dia 3, anima quem visita o centro da cidade famalicense.

Recorde-se que as atividades natalícias inserem-se no âmbito da Campanha de Natal 2016 promovida pela Associação Comercial e Industrial de Famalicão (ACIF) e Unidade de Gestão do Centro Urbano, com o apoio da Câmara Municipal.

Este ano, a campanha é lançada sob o mote “Famalicão tem um presente para Si”, mas, na verdade, não é apenas um presente… são muitos presentes.

Aldeia de Natal (2).jpg

Aldeia de Natal (3).jpg

Aldeia de Natal (4).jpg

PAN QUER REGULAMENTAR CRIMES DE VIOLÊNCIA DOMESTICA

Violência Doméstica: PAN quer abordagem integrada das dinâmicas familiares

  • Comunicação entre o Tribunal Judicial e o Tribunal de Família e Menores
  • Priorizar a nomeação de advogado oficioso nos casos de violência doméstica
  • Analisar os benefícios da criação de uma equipa multidisciplinar que dê apoio aos atores do sistema judiciário

O PAN – Pessoas – Animais – Natureza avança esta semana com iniciativas legislativas que pretendem contribuir para uma mais eficaz regulamentação dos crimes de violência doméstica, dos mais denunciados em Portugal e que continua a ser uma realidade para muitas famílias portuguesas.

É urgente prevenir e assegurar os direitos das vítimas e dos seus filhos. A experiência deste tipo de situações fomenta nestas crianças a conceção de um mundo inseguro e assustador, desenvolvendo sintomas de ansiedade e agressividade. Conscientes disso, vários partidos com representação parlamentar vieram propor alterações legislativas, com as quais o PAN concorda, trazendo ao debate mais algumas propostas para que o regime jurídico da regulação das responsabilidades parentais assegure o superior interesse das crianças.

Em situações de violência doméstica a comunicação entre o Tribunal Judicial e o Tribunal de Família e Menores é inexistente não permitindo uma abordagem integrada, global e eficaz das dinâmicas familiares. Por este motivo é fundamental que o despacho de acusação pelo crime de violência doméstica ou a decisão de aplicação de medida de coação seja imediatamente comunicada ao Tribunal de Família e Menores.

Nos casos de sentença de condenação por homicídio em contexto conjugal, o tribunal deve ponderar a inibição das responsabilidades parentais por parte do agressor. Os processos alternativos de resolução de litígios, tais como a mediação, não devem ser obrigatórios já que dificilmente se conseguirá obter consenso entre o agressor e a vítima para além de consubstanciar mais uma agressão para esta.

O PAN propõe ainda que devem ser prestadas consultas de psicologia gratuitas para a vítima e para os filhos que tenham presenciado de alguma forma a prática do crime, assegurando a prestação deste cuidado independentemente da disponibilidade do Serviço Nacional de Saúde. Em paralelo, propõe-se através de projeto resolução que seja avaliado o desempenho do apoio judiciário no âmbito destes dois tipos de processos procurando saber se há vantagem de se nomear um único advogado (oficioso) e se verifique se há possibilidade de dar prioridade na nomeação desse advogado; analisar os benefícios da criação de uma equipa multidisciplinar que dê apoio aos atores do sistema judiciário. 

Diariamente, milhões de pessoas por todo o mundo são privadas do direito de viverem livres da violência física e psicológica. A violência doméstica é um crime contra a Humanidade, transversal a toda a sociedade e tem uma natureza estrutural, económica, social e cultural. Depende de cada indivíduo, mas também do legislador, contribuir para a erradicação da violência, para uma sociedade mais justa e segura para todos.

MUNICÍPIO DE BRAGA REFORÇA SERVIÇOS DE APOIO À INCLUSÃO

Balcão da Inclusão presta atendimento especializado a pessoas com deficiência. Serviço reforçado ao nível dos recursos humanos

O Município de Braga, através de um protocolo com o Instituto Nacional para a Reabilitação, disponibiliza à população um serviço de atendimento especializado sobre a temática da deficiência/incapacidade. O Balcão da Inclusão, localizado no Balcão Único, é destinado a pessoas com deficiência/incapacidades, familiares e público em geral que procura informação sobre esta temática.

CMB05122016SERGIOFREITAS0000003819.jpg

Os objectivos deste serviço são melhorar a prestação de informação às pessoas com deficiência/incapacidade e suas famílias; garantir um atendimento personalizado e qualificado; efectuar o correcto encaminhamento dos cidadãos na resolução dos seus problemas; prestar o apoio necessário ao estabelecimento dos contactos com outros organismos da administração pública e promover a inclusão na sociedade de informação.

Este Balcão pretende prestar atendimento personalizado na área da deficiência abordando as seguintes temáticas: respostas sociais, emprego, formação profissional e apoios para entidades empregadoras; prestações sociais; produtos de apoio; centros de recursos para a inclusão; intervenção precoce; benefícios fiscais; acessibilidade; transportes e educação.

O Balcão foi recentemente reforçado em termos de recursos humanos, estando actualmente duas técnicas do Município ao dispor dos cidadãos às Quintas-feiras e Sextas-feiras das 09h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30. Nos restantes dias o serviço funciona por marcação.

CMB05122016SERGIOFREITAS0000003823.jpg

CMB05122016SERGIOFREITAS0000003827.jpg

SABORES DE AMARES INSPIRAM CRIATIVIDADE NO PASSATEMPO DAS “TARDES GULOSAS” DA ACB

As natas de laranja, da Padaria Aurora do Minho, em Amares, inspiraram a criatividade de Sara Cibrão, de Vila Real, que alcançou o primeiro lugar no concurso de fotografia, promovido no âmbito da 7.ª edição da iniciativa “Tardes Gulosas”, levada a cabo pela Associação Comercial de Braga, ao longo do mês de novembro,com a campanha de 2 pelo preço de 1.

15219376_1175121932556492_8438895005208015337_n.jpg

O presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, o presidente da Associação Comercial de Braga, Macedo Barbosa, e o proprietário do Baltazar Hotel, Gaspar Pereira (patrocinador do primeiro prémio), estiveram, esta manhã, de visita à padaria Aurora do Minho, num gesto simbólico a assinalar a entrega deste prémio, uma vez que a participante não pode estar presente.

Na ocasião, Manuel Moreira congratulou o proprietário da Padaria pela “excelente aposta” que fez nas natas de laranja que desde que foram criadas têm vindo na sua opinião “a despertar a curiosidade das pessoas e a marcar pela diferença, utilizando na base da sua confeção as laranjasde Amares”.

O passatempo “Tardes Gulosas 2016” foi uma ação promocional promovida pela Associação Comercial de Braga, com o apoio do Baltazar Hotel, da Loja do Cabaz e da Sonispace, que decorreu entre os dias 1 e 30 de novembro, incentivando os participantes a colocar uma foto alusiva às “Tardes Gulosas” no seu facebook ou instagram.

As três fotografias com maior número de gostos foram consideradas as vencedoras e premiadas com 1 noite para 2 pessoas no Baltazar Hotel – Gerês (1º lugar), 1 cabaz de produtos regionais oferta Loja do Cabaz (2º lugar) e 1 tratamento premium oferta da Sonispace (3º lugar). Sara Cibrão foi a grande vencedora, seguida de Andreia Silva e Pedro Simões, ambos de Braga.

DSC00001 (1)brrag.jpg

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE FAMALICÃO APROVA VOTO DO PSD PARA CRIAÇÃO DE PASSEIOS E CICLOVIAS NA EN206

Voto aprovado por unanimidade vai ser enviado para a Administração Central

O PSD de Vila Nova de Famalicão quer mais segurança para os peões e ciclistas que diariamente utilizam a Estrada Nacional 206, que liga Vila Nova de Famalicão a Guimarães, e pede à Administração Central que avance para a requalificação da via, reforçando as condições de segurança dos utentes e dando-lhe a capacidade para ser uma verdadeira via drenante que aproxime populações e sirva as empresas.

AFS_9360.jpg

A Assembleia Municipal de Vila Nova de Famalicão juntou-se entretanto a esta preocupação manifestada em sede da Assembleia pelo Grupo Municipal do PSD, aprovando, por unanimidade, na sessão da passada sexta-feira, 25 de novembro, um voto de recomendação ao Governo para a requalificação desta importante via de comunicação

No documento aprovado é referido que, sendo a EN206 uma das estradas com mais trânsito no concelho, “urge implementar medidas de acalmia de tráfego nos troços com ocupação urbana contínua dos dois lados da via, comércio e serviços e ainda naqueles com índices de sinistralidade”.

Uma das soluções defendidas passa mesmo “pela implementação de passeios e ciclovias, criando-se espaços seguros para estes dois tipos de utilizadores que circulam desta forma em muitos dos troços da estrada”.

A recomendação ao Governo lembra que a beneficiação de pelo menos cinco cruzamentos e a construção de duas rotundas são também “soluções preconizadas pela Câmara Municipal de Famalicão e já propostas à tutela”.

Os deputados municipais sublinham que “não se pretende a construção de novas vias” nem “o esbanjamento de dinheiros públicos”, mas antes “a requalificação de uma via que serve uma zona fortemente povoada e onde estão instaladas muitas das empresas que fazem do concelho o terceiro maior exportador nacional”.

Nesse sentido, é recomendado o iniciar dos estudos necessários à requalificação da EN206 e que, na impossibilidade de se intervir de uma só vez, sejam calendarizadas as intervenções necessárias e a sua concretização no menor tempo possível.

Recorde-se que a criação de vias clicáveis na EN206 não é um assunto novo na sociedade famalicense, existindo mesmo um movimento cívico exclusivamente criado para a defesa da intervenção.

O voto de recomendação foi enviado para a presidência da Assembleia da República, presidência do Conselho de Ministros, grupos parlamentares e Infraestruturas de Portugal.

REVISTA BRACARA AUGUSTA CONTRIBUI PARA MELHOR CONHECIMENTO DA HISTÓRIA DA CIDADE E DA REGIÃO DE BRAGA

Volume LXI apresentado no Salão Nobre dos Paços do Concelho

O Município de Braga apresentou hoje, 5 de Dezembro, Dia de S. Geraldo, padroeiro da Cidade, o volume LXI da Revista Cultural Bracara Augusta, que se divide por dois tomos.

CMB05122016SERGIOFREITAS0000003853.jpg

Na cerimónia, realizada no Salão Nobre dos Paços do Concelho, a vereadora da Cultura, Lídia Dias, referiu que a publicação “constitui um valioso instrumento da promoção da história local, sendo mesmo um esteio da reflexão e investigação do património e da história de Braga e da Região”.

Lídia Dias lembrou igualmente que foi no seio da Revista Bracara Augusta que nasceu o Prémio de História Local Dr. Manuel Monteiro. “Nesta primeira edição foram submetidos 14 trabalhos científicos, um número que nos deixa muito satisfeitos e que demonstra o interesse dos investigadores que se debruçam sobre a história de Braga nas suas mais diversas vertentes”, sublinhou a vereadora. 

Já o director da Revista Bracara Augusta, Luís da Silva Pereira, destacou a “colaboração generosa e competente dos investigadores” que permitiu “voltar a publicar, uma revista que, pelos seus conteúdos, contribui para o enriquecimento cultural dos leitores e para o conhecimento da História da Cidade e da Região”.

Este responsável destacou o facto de este volume incluir quatro artigos sobre a celebração de efemérides relevantes para a Cidade e anunciou que o próximo número da revista, a lançar entre Março e Abril de 2017, será inteiramente dedicado ao Mosteiro de S. Martinho de Tibães.

Segundo Luís da Silva Pereira, o próximo volume resultará da “colaboração com o Grupo de Amigos do Mosteiro de Tibães que, ao longo do ano de 2015, organizou um curso de seis lições que procuraram dar a conhecer a casa-mãe dos beneditinos portugueses, os monges, a sua vida e obra e, deste modo, incutir nas pessoas o gosto pela salvaguarda do património”. “Entendemos conveniente e até mesmo exemplar esta colaboração entre instituições que se dedicam à vida cultural”, frisou aquele responsável.

O volume hoje apresentado contém um conjunto de artigos da autoria dos investigadores Amadeu José Campos de Sousa (‘Cinquenta anos a alargar horizontes’, sobre a Escola D. Maria II), Manuel Braga da Cruz (‘No centenário do nascimento de Guilherme Braga da Cruz’), Rui Ferreira (‘A Capela de S. João da Ponte’), Paulo Oliveira (‘Frei Cipriano da Cruz: oração e arte’) e José Marques (análise das actas dos capítulos provinciais dos Eremitas portugueses de Santo Agostinho, de 1538 a 1592; e enquadramento sobre o regulamento do Colégio da Graça de Coimbra).

Escrevem ainda Franquelim Neiva Soares (D. Frei Bartolomeu dos Mártires e a Cidade de Braga perante a crise dinástica de 1580’), Eduardo Pires de Oliveira (estudo sobre a obra de João Antunes no Porto, Braga e Barcelos), Nuno Cruz Grancho (‘O melhor amigo’, de D. João de Sousa), José Vieira Gomes (‘A arte dos entalhadores de Braga. A concepção e a execução da obra no século XVIII’), João Paulo Braga (‘Braga na vida e obra de Camilo Castelo Branco’) e José Ferrão Afonso (‘Manuel Luís e a Nova Braga de Frei Agostinho de Jesus’).

CMB05122016SERGIOFREITAS0000003854.jpg

CMB05122016SERGIOFREITAS0000003855.jpg

CMB05122016SERGIOFREITAS0000003856.jpg

FAMALICENSE FILOMENA MOREIRA NOMEADA BASTONÁRIA DA ORDEM DOS CONTABILISTAS

Famalicão congratula-se com a nomeação de Filomena Moreira como Bastonária da Ordem dos Contabilistas

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão aprovou em reunião do executivo municipal, um voto de congratulação pela nomeação da famalicense Filomena Moreira como nova Bastonária da Ordem dos Contabilistas Certificados. Filomena Moreira sucede no cargo a António Domingues de Azevedo, também famalicense falecido a 11 de setembro e que liderou os destinos da entidade reguladora da profissão de TOC durante 20 anos.

filomenamoreirabastonaria.jpg

Filomena Maria Abreu Lima Felgueiras Moreira é a primeira mulher a ocupar o cargo de bastonária desta Ordem profissional, que agrupa cerca de 72 mil contabilistas. Tem 44 anos, é natural de Vila Nova de Famalicão e licenciada em Contabilidade Superior de Gestão pela Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão. Está ligada aos órgãos diretivos da Ordem desde 2002 e exerce a profissão de contabilista certificada desde 1997. Assumiu o cargo de vice-presidente no mandato entre 2014 e 2017. 

Para o presidente da Câmara Municipal Paulo Cunha, “trata-se de uma nomeação que dignifica e prestigia o concelho, e para a qual auguramos o maior sucesso no exercício das funções que foi chamada a desempenhar”. De resto, segundo o autarca “a vasta experiência política de Filomena Moreira será certamente um contributo valioso para as novas funções executivas a nível internacional, regressando à participação ativa nas políticas de desenvolvimento e cooperação, proteção ambiental e combate à pobreza”.

FAMALICÃO EVOCA ALBERTO SAMPAIO

Figura de Alberto Sampaio perpetuada no Arquivo Municipal de Famalicão

Foi com o descerramento de um busto de Alberto Sampaio, no Arquivo Municipal de Vila Nova de Famalicão, de que é patrono, que encerraram na passada sexta-feira, dia 2 de dezembro, as comemorações dos 175 anos do nascimento do historiador.

Figura de Alberto Sampaio perpetuada no Arquivo Municipal (1).jpg

Entre os presentes na cerimónia estava o vereador da Educação e Conhecimento e Empreendedorismo da autarquia famalicense, Leonel Rocha, para quem o descerramento da escultura é o “corolário de um trabalho quem tem vindo a ser realizado junto da sociedade civil de divulgação e aprofundamento da vida e obra de Alberto Sampaio”.

O responsável autárquico aproveitou o momento para felicitar as várias entidades envolvidas na organização do programa comemorativo dos 175 anos do nascimento de Alberto Sampaio, cujas várias iniciativas “vieram mais uma vez mostrar que estamos perante uma figura ímpar e uma figura que importa conhecer”. 

No final, Leonel Rocha deixou ainda o repto para que se continue a lembrar Alberto Sampaio. “Ainda há muito para descobrir sobre Alberto Sampaio. Cumpre-nos a nós fazer algo para que isso aconteça e para que estas comemorações não fiquem encerradas”, disse. 

Elaborado em bronze castanho e com uma base em aço, o busto é da autoria do artista plástico Augusto Costa. O escultor, que tem vindo a intensificar a sua atividade de intervenção pública, num processo que envolve até à data mais de 35 monumentos, viu o seu trabalho ser reconhecido por várias vezes, através dos mais diversos convites para participar em eventos de relevo, como a Bienal Internacional de Vila Nova de Cerveira, em 2003. Esse reconhecimento, estende-se ainda através da atribuição de prémios pelas mais prestigiadas instituições como a Sociedade Nacional de Belas Artes, Inatel ou Secretaria de Estado da Cultura do Governo de Portugal. 

Recorde-se que para assinalar a data dos 175 anos do nascimento do historiador Alberto Sampaio (1841-1908), os Municípios de Guimarães, Braga e Vila Nova de Famalicão e várias instituições culturais e educativas nacionais e regionais (Academia das Ciências de Lisboa, Biblioteca Nacional de Portugal, Museu de Alberto Sampaio, Sociedade Martins Sarmento, Associação Portuguesa de História da Vinha e do Vinho, Arquivo Municipal Alberto Sampaio, Instituto Universitário da Maia, Agrupamento de Escolas Alberto Sampaio e Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco) associaram-se à efeméride, integrando uma programação conjunta, com iniciativas em vários pontos do país.

Figura de Alberto Sampaio perpetuada no Arquivo Municipal (2).jpg

TEATRO CINEMA DE FAFE APRESENTA “A DESEJADA”

No próximo dia 11 de Dezembro, estreia, em Fafe, o espetáculo 'A Desejada.'

Promovido pela Plataforma Fafe Cidade das Artes, o espetáculo inspira-se na história de D. Sebastião.

baner 01desejada.jpg

El Rei D. Sebastião serve de mote para a construção de um exercício teatral, de celebração cerimonial e poética, onde o conflito de duas almas, o masculino e o feminino, que habitam no mesmo corpo e nele se enfrentam e confrontam, numa luta desgarrada para poderem vencer a própria morte e assim serem eternos.

Uma atriz vive o conflito de ter que habitar num corpo masculino de um rei, predestinado à morte para alimentar o sonho do seu povo, do seu reino de uma liberdade utópica. No meio do percurso da sua interpretação descobre que o ama da mesma forma como se ama e que o quer salvar para salvar-se. Uma ficção poética que inquieta o universo sebastianista e agita as névoas do imaginário nevoeiro que um dia virá.

Um trabalho de interpretação da atriz brasileira Nayara Homem, em residência artística no projeto Fafe Cidade das Artes, que pretende acender um novo debate sobre a realidade e a ficção do mito sebastianista, tão presente na cultura portuguesa como no imaginário místico do povo brasileiro. Um exercício teatral inovador, inquietante na sua linguagem, no universo do imaginário ao qual se entrega, na proposta dramatúrgica de um teatro que se celebra com o espectador inserido dentro da própria cena.  

A sessão, de entrada livre, tem inicio marcado para as 18h30, no Auditório da Casa da Cultura. 

Recorde-se que o espetáculo é para maiores de 16 anos.

MERCADO DE NATAL ANIMOU CENTRO HISTÓRICO DE MONÇÃO

Promovido pela Associação de Artesãos de Monção Post`Arte, certame decorreu este fim de semana, 3 e 4 de dezembro, na Praça Deu-la-Deu Martins. A organização proporcionou diversos momentos de animação musical e atividades alusivas à época, trazendo muita gente ao centro histórico. O tempo ajudou e muitos cumpriram o slogan: “Uma prenda artesanal é a melhor prenda de Natal”.

Mercado 01 (Large).JPG

A programação de Natal do Município de Monção, promovida pela autarquia local, Associação Comercial e Industrial dos Concelhos de Monção e Melgaço (ACICMM) e várias coletividades do concelho, iniciou-se no passadofim de semana, 3 e 4 de dezembro, com a realização do Mercado de Natal 2016.

Com organização da Associação de Artesãos de Monção - Post`Arte, o certame decorreu na Praça Deu-la-Deu Martins, sala de visitas de Monção “vestida” com a magia e fantasia do Natal através da apresentação de produtos artesanais, artigos alusivos à época, muita animação musical e atividades para miúdos e graúdos.

O corte da fita pertenceu ao autarca monçanense, Augusto de Oliveira Domingues, o qual enalteceu o papel da Post` Arte na defesa e divulgação do artesanato local. Sublinhou ainda que o município está disponível para apoiar a associação na sua missão de fortalecer o nosso artesanato.

Disse: “Um bom pai não foge às responsabilidades. A Associação de Artesãos de Monção nasceu comigo enquanto responsável do pelouro da cultura do município. Tem sido um parceiro fundamental nas nossas realizações. Dentro das nossas possibilidades, estaremos cá para o que for preciso”.

Antes falou a presidente da Post`Arte. Catarina Cardoso agradeceu a presença e o apoio das colegas da associação e dos grupos participantes, convidou o público a visitar o mercado e, puxando pelo slogan, lembrou que uma prenda artesanal é a melhor prenda de Natal.

Além de uma área onde era possível tirar fotografias com o Pai Natal e enviar cartas a pedir aquele presente na noite de consoada, os expositores disponibilizaram muitos produtos artesanais e artigos alusivos à quadra. A animação, preenchida em quantidade e qualidade, ajudou às vendas e ao estabelecimento de contactos.

Resultado: com um sábado mais ou menos temperado e um domingo ameno e convidativo, o Mercado de Natal correu bem com a presença de muitas pessoas no recinto. Umas vieram atraídas pelos artigos em exposição e outras pela animação musical e atividades complementares.

Uma boa aposta da associação que encaminhou crianças e adultos até ao centro histórico da vila. Para ouvirem os grupos “Sons do Gadanha”, “Os Magníficos”, “Gaitas e Cantares da Portela” e “Os Bombolásticos”, participarem na aula de zumba (Ginasticart) e ficarem encantados com a chegada do Pai Natal em cavalo e em mota.

Mercado 03 (Large).JPG

Mercado 09 (Large).JPG

Mercado 26.JPG

Mercado 27 (Large).JPG

Mercado 28 (Large).JPG

Mercado 30 (Large).JPG

TEATRO CINEMA DE FAFE APRESENTA “DIALOGUS IBÉRICOS”

No próximo dia 10 de Dezembro, o Teatro Cinema recebe o espetáculo Dialogus Ibéricos, promovido pela Escola de Bailado de Fafe, em parceria com a Plataforma Fafe Cidade das Artes.

cartaz-web-01 (1).jpg

Através da música, da voz e do gesto, Dialogus Ibéricos leva ao público retalhos de memória, fazendo uma viagem pelas emoções, alegrias e tristezas.

Da Guitarra flamenca do músico Carlos Blanco, procura-se extrair sonoridades que reconstroem sensações ancestrais e se renovam no contemporâneo, propondo novas imagens, sons e melodias.

A isto, junta-se ainda a mestria das percussões executadas por Vanessa Muela e os gestos e fisicalidade de Alexandra Fonseca.

A sessão tem início marcado para as 21h30 e os bilhetes podem ser adquiridos na Loja Interactiva de Turismo.

CAMINHA VAI SER VILA SERRALVES

Miguel Alves aceitou o convite da Fundação de Serralves e o Município de Caminha vai ser o primeiro concelho do país que tem uma vila como sede a ser membro do Conselho de Fundadores da Fundação de Serralves

O Município de Caminha aceitou o convite da Fundação de Serralves e vai ser membro do Conselho de Fundadores da Fundação de Serralves mediante a celebração de um protocolo.

“Para além do reconhecimento do trabalho que o Município leva a cabo, esta adesão a Serralves evidencia uma estratégia que renova o prestigio do concelho e que ganha uma nova oferta para os que nos visitam ou têm aqui a segunda habitação. E cria uma especial relação com os residentes de todos os dias que, agora, poderão encontrar exposições, ações de formação educativa ou espetáculos que só Serralves consegue potenciar. Este é um prémio extraordinário para o concelho e para a vila de Caminha. Este é o primeiro concelho do país que tem uma vila como sede e merece esta distinção de Serralves. É um orgulho e queremos transformar esse orgulho numa melhoria da vida cultural da nossa gente. Somos a primeira Vila Serralves e vamos fazer tudo para a dignificar”, sublinha Miguel Alves. Esta proposta vai ser ratificada na reunião de Câmara que terá lugar quarta-feira, dia 7 de dezembro, pelas 15 horas, no edifício Paços do Concelho.

A Fundação de Serralves é uma instituição de utilidade pública de que são Fundadores, entre outros, o Estado, e um importante conjunto de entidades, singulares e coletivas, que representam a iniciativa privada, a sociedade civil e as autarquias. Serralves tem como Visão ser um polo de referência e um centro de conhecimento, em Portugal e no Mundo, nos domínios da Arte Contemporânea, Arquitetura, Paisagem e temas críticos para a sociedade e seu futuro, promovendo a diversidade da oferta cultural através de uma intervenção inovadora que, de forma sustentada, atraia públicos diversificados e induza o apoio da Comunidade.

Neste sentido, o Município de Caminha considera relevante aceder ao Estatuto de Fundador de Serralves, com vista a proporcionar aos caminhenses uma oportunidade de ampliar os seus hábitos culturais e um contacto mais próximo com as manifestações artísticas e os criadores portugueses e estrangeiros de maior relevância, de acordo com critérios de qualidade e rigor. De facto, enquanto Fundadora de Serralves, a Autarquia pretende desenvolver um conjunto de iniciativas que promovam a cultura contemporânea e a sensibilização ambiental na área das suas atribuições institucionais, bem com beneficiar das competências especializadas da Fundação de Serralves. Além disso, esta adesão a Fundador de Serralves é a continuidade da aposta na cultura que o Município vem reforçando, nos últimos anos, entendendo-a como motor de desenvolvimento económico e social e tem alargado a oferta de modo a poder corresponder ao interesse de todos aqueles que visitam o território, oriundos de Portugal ou do estrangeiro, com particular enfoque na Galiza.

Sobre a importância de Caminha ser uma Vila Serralves, o presidente da Câmara realça: “o convite feito a Caminha pela Fundação Serralves confirma o percurso de afirmação cultural que o concelho tem vindo a trilhar nos últimos três anos. A aposta na Cultura pode não ser de todos mas serve a todos. Serve, sobretudo, todo o concelho de Caminha. A forma nova como as nossas instituições trabalham, cada vez mais em conjunto, a atenção dada ao teatro, seja numa vertente formativa, seja na exibição de peças nas nossas freguesias, o modo como a música se impõe na programação do Teatro Valadares, nas nossas ruas e monumentos ou em grandes eventos como o Festival de Vilar de Mouros e a recuperação do Cineteatro dos Bombeiros de Vila Praia de Âncora têm, agora, um corolário lógico mas saboroso: o convite e a adesão de Caminha à Fundação Serralves”.

O executivo vai ainda pronunciar-se sobre a doação de 30 obras de arte do espólio do Museu Municipal de Caminha à Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Caminha para serem leiloadas, com o objetivo de angariar verbas para ajudar os Bombeiros a adquirirem equipamentos de proteção individual.

Da ordem de trabalhos faz ainda parte o acordo de cooperação entre a Câmara Municipal de Caminha e a Associação dos Amigos do Caminho de Santiago de Viana do Castelo.

FÁBRICA “CONTINENTAL” OFERECE PARQUE INFANTIL A LOUSADO

Presidente da Câmara de Famalicão elogia responsabilidade social do grupo empresarial

O novo parque infantil da Escola Básica de Lousado é o melhor exemplo do que é levar a responsabilidade social das empresas do papel à prática. É o corporizar do envolvimento e da contribuição do meio empresarial no bem-estar da comunidade em que se insere.

AFS_0795.jpg

O equipamento, inaugurado na sexta-feira, 2 de dezembro, resulta de um investimento promovido pelo Grupo Continental, através das empresas Continental Mabor, Continental ITA e Continental Pneus, instaladas precisamente em Lousado, que disponibilizou 16.600 euros. A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão apoiou com 7.500 euros para a execução do pavimento e a colocação de bancos na zona envolvente. 

Os responsáveis destas empresas, Pedro Carreira, Eduardo Diniz e Pedro Teixeira, respetivamente, e o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, marcaram presença neste momento que reuniu também alunos e professores. 

“Vocês são o nosso futuro”, disse Pedro Carreira às crianças da escola, “pelo que é com sentimento de dever e de grande satisfação que o grupo Continental está aqui hoje convosco para inaugurar este maravilhoso parque infantil”. 

Paulo Cunha enalteceu “a grande vocação social e solidária” da Continental. “Este parque é o trabalho de uma instituição que é muito mais do que uma empresa. A Continental não é só exemplar pelo número de pessoas que emprega e pela sua força exportadora. É particularmente exemplar pelo seu envolvimento com a comunidade”, sublinhou. 

O espaço conta com condições ótimas de recreio mas que também contribuem para o processo de aprendizagem. “Será o palco de muitas aventuras, de dias felizes partilhados, de muitas emoções, de muitas brincadeiras e cumplicidades”, lê-se na mensagem que representa o sentimento de todas as crianças.

A nova Escola Básica de Lousado foi inaugurada em janeiro deste ano. A intervenção implicou obras de ampliação e recuperação total do edifício centenário, num investimento municipal de 775 mil euros.

AFS_0869.jpg

MUNICÍPIO DE VIZELA INTERPÕE RECURSO CONTRA DECISÃO INSTRUTÓRIA NO ÂMBITO DO PROCESSO JUDICIAL RELATIVO À OBRA DO EDIFÍCIO SEDE

COMUNICADO

No âmbito do processo judicial relativo à apreciação da obra do Edifício Sede, foi proferida decisão instrutória através da qual se determinou o prosseguimento para julgamento relativamente ao Presidente da Câmara Municipal de Vizela.

Trata-se de uma alegada violação de normas de execução orçamental, num processo que, como é conhecido e nessa parte, visou acautelar os interesses do Município, tendo em conta o elevado valor de rendas anuais do anterior imóvel arrendado e a proteção do novo edifício que vinha sendo objeto de sucessivos atos de vandalismo e diversos furtos de material e equipamento, como referiu, por diversas vezes, a imprensa local.

O Presidente da Câmara Municipal, enquanto representante máximo do Município, não enjeita as suas próprias responsabilidades e não ignora que em primeira linha é ao Presidente da Câmara, nessa qualidade, que são imputados comportamentos que muitas vezes, como é o caso, não correspondem à sua direta culpa.

Sublinha-se que os comportamentos que são imputados ao Presidente da Câmara não assentam em qualquer desvalor da sua pessoa mas decorrem apenas do exercício da função de Presidente da Câmara.

Como quer que seja, esta decisão instrutória é meramente intercalar e não constitui qualquer caso julgado relativamente a quem quer que seja que tenha atuado no âmbito da referida obra do Edifício Sede.

Não há, insiste-se, qualquer decisão judicial que tenha conteúdo condenatório contra qualquer autarca da Câmara Municipal de Vizela e muito menos contra o Presidente da Câmara.

Irá, assim, ser interposto recurso desta decisão, com a qual não concordamos.

Câmara Municipal de Vizela,

5 de dezembro de 2016

MUNICÍPIO DE VIZELA APRESENTA ORÇAMENTO E OPÕES DO PLANO PARA 2017

Câmara de Vizela presenta Opções do Plano e Orçamento para 2017 em Caldas de Vizela (S. Miguel e S. João) e em Infias

No seguimento das sessões de apresentação dos Documentos Previsionais que têm sido efetuadas pelas freguesias do Concelho, a Câmara Municipal de Vizela apresenta as Opções do Plano e Orçamento para 2017, nas freguesias de Caldas de Vizela (S. Miguel e S. João) e em Infias.

Nas freguesias de Caldas de Vizela (S. Miguel e S. João), a sessão terá lugar na Casa do Povo de Vizela, no próximo dia 14 de dezembro, pelas 20.30h.

Em Infias, a sessão terá lugar na quinta-feira, dia 15 de dezembro, às 20:30h, na sede da Junta de Freguesia de Infias.

CENTRO EQUESTRE VALE DO LIMA É EXCELÊNCIA DE PORTUGAL EM INGLATERRA

A NPimenta estará presente, de 13 a 19 de Dezembro, no London International Horse Show, em Olympia, um dos maiores e mais prestigiantes eventos desportivos equestres internacionais, a promover o Cavalo Puro Sangue Lusitano, marca de excelência de Portugal.

SteffiNeumann.jpg

A NPimenta é uma empresa de turismo, consultoria, atividades equestres e organização de eventos, sediada em Ponte de Lima, é a entidade responsável, em pareceria com a Sussex Lusitanos, pela apresentação de Portugal no Olympia e surge como sinónimo de alma portuguesa, fruto de uma grande paixão pelo Cavalo e por tudo que é nosso.

Portugal terá uma posição de grande destaque no London International Horse Show. Ao longo de 7 dias serão realizados 14 espetáculos, onde o Cavalo Lusitano será o ex-libris, um conjunto de 16 Lusitanos será apresentado como “O Orgulho de Portugal”.

O Cavalo Lusitano é património nacional, produto de excelência do mundo rural é considerado a raça mais polivalente de todas as raças. Muito bom no lazer como cavalo de sela, no entanto desportivamente vai se posicionando em lugares cimeiros. O Cavalo Lusitano é bandeira, embaixador e promotor de Portugal pelo mundo, desperta paixões e une países e culturas em redor de Portugal.

Trata-se de uma oportunidade única para promover Portugal no setor turístico e atividades económicas com ligação ao mesmo.

Em poucos dias de venda, os bilhetes praticamente esgotaram, o que demonstra a importância internacional deste grande evento que contará com a presença de meio de comunicação de todo o mundo.

TheLusitanoHorse-01.jpg

BRAGA RECEBE EMBAIXADOR DA AUSTRÁLIA

Amanhã, Terça-feira, dia 6 de Dezembro, pelas 12h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, Braga

O Município de Braga recebe amanhã o Embaixador da Austrália em Portugal, Peter Brian Rayner, que terá lugar Amanhã, Terça-feira, às 12h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

A recepção irá contar com a presença do presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio.

PONTE DE LIMA COMEMORA 16 ANOS DA ÁREA PROTEGIDA DAS LAGOAS DE BERTIANDOS E S. PEDRO DE ARCOS

O 16.º aniversário da Área de Paisagem Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro de Arcos será assinalado, no próximo dia 10 de dezembro, com a realização da iniciativa “Um dia Pela Área Protegida”.

Cartaz_16aniv-01.jpg

A iniciativa, com início pelas 9 horas na Quinta Pedagógica de Pentieiros, pretende, a par dos objetivos ambientais, promover hábitos de voluntariado a favor do ambiente e do mundo rural e prevê a realização de diversas tarefas tendentes à recuperação do Parque Florestal da Quinta de Pentieiros, que foi devastado pelo incêndio de agosto do corrente ano.

Atendendo ao local onde será desenvolvida a atividade e à natureza da mesma, será ainda assinalado o Dia da Floresta Autóctone.

Da parte da tarde, pelas 14h30, será realizada uma visita ao percurso pedagógico da Quinta. Esta visita será guiada pelos alunos do 6.º ano do Centro Educativo das Lagoas, para demonstração do trabalho realizado, durante o último ano letivo, no âmbito do projeto Ambiente e Mundo Rural, desenvolvido em parceria com o Serviço Educativo das Lagoas.

A participação na atividade “Um dia pela Área Protegida” carece de inscrição prévia obrigatória, até ao próximo dia 5 de dezembro, através do e-mail lagoas@cm-pontedelima.pt ou pelo telemóvel 963518317.

PONTE DE LIMA REALIZA FEIRA DO MEL, SIDRA E DOÇARIA

I Feira do Mel, Sidra e Doçaria. Ponte de Lima – 10 e 11 de dezembro

O Município de Ponte de Lima mantém a aposta no projeto 'Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta', de forma a promover e a valorizar os seus recursos endógenos, os produtos e serviços dos vários setores económicos, assim como o aumento da atratividade e visibilidade turística do concelho e da região. Até abril realizam-se 13 eventos, sob diversas temáticas, enquadrando-se na sua maioria nos temas da época em que se realizam.

Banner_I_Feira_Mel_Sidra_Docaria.jpg

No fim-de-semana de 10 a 11 de dezembro, o Município de Ponte de Lima promove a I Feira do Mel, Sidra e da Doçaria, a qual pretende juntar a doçaria tradicional, o mel, sidra, licores, compotas e outros sabores tradicionais, para além de muita diversão.

Do programa destacamos no dia 10 (sábado) a abertura da feira ao público às 10 horas da manhã, sendo que, a abertura oficial pelo executivo municipal acontece uma hora depois (11h). Marcará presença, com a animação habitual, o Grupo de Cantares de Santa Comba.

A parte da tarde será marcada por animação musical pelas ruas do centro histórico (Largo de Camões, Alameda de S. João, Expolima), com a Rusga de Beiral do Lima. Pelas 15 horas acontecerá o workshop "O mel na cosmética", realizado pela Profª. Fernanda Garrido da EPAPL, seguida duma prova de mel comentada pelo Eng. José Pires, da ESA-IPVC e APIMIL.

E para abrir o apetite dos mais gulosos, às 16h30 teremos um Showcooking “Bombons de Chocolate” produzido pelo Chef Aniceto Rocha, seguindo-se do lançamento e prova do Espumante de Sidra fabricado pela Corrupia. Haverá ainda, às 17h45, uma degustação do Bolo Rei de Chocolate e do Folar Limiano pelo Chef Vitor Lima, da pastelaria Arte do Lima, que participou no programa de televisão The Best Bakery – A melhor pastelaria de Portugal, da SIC. A tarde será encerrada pela atuação da Tuna Masculina da Escola Superior Agrária de Ponte de Lima.

A noite ficará marcada pelo humor e boa disposição dos conhecidos comediantes “Quim Roscas & Zeca Estacionâncio” às 22 horas.

O domingo será reservado às comemorações do Dia de Xinzo de Limia em Ponte de Lima, localidade com fortes laços com a vila limiana. A parte da manhã será preenchida pelo Desfile dos Grupos de Animação de Xinzo de Limia, pela Arruada da “Banda de Gaitas do Concello de Xinzo de Limia”, e às 12h30 com a animação “Pantallas do Entroido de Xinzo de Limia”, todas atuarão pelas ruas do centro histórico (Largo de Camões, Alameda de S. João, Expolima).

Da parte da tarde de domingo, também não faltará animação musical por parte do povo de Xinzo de Limia. Iniciando-se às 14h30 com a animação “Festa do Esquecemento”, que recorda a lenda da passagem dos exércitos romanos no Rio Lethes, que vai percorrer as ruas da nossa vila. Na Expolima, às 15 horas, atuará o “Orfeón de Música Popular Galega AIMIL FOKL”, seguindo-se  mais uma arruada, agora pelo “Grupo de Música Tradicional Galega do Centro Socio comunitario de Xinzo de Limia”. A tarde encera com a animação musical pela “Agrupación Musical da Limia”.

O projeto ‘Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta’ possui condições especiais de estadia e na área da restauração. Durante os fins-de-semana em que se realizam os eventos, haverá um desconto de 15% em alojamento nas unidades hoteleiras aderentes, para as noites de sexta-feira e sábado, da mesma forma que a restauração aderente oferece 1 leite-creme, por dose, nas refeições de sábado e domingo, promovendo uma iguaria típica da cozinha tradicional limiana.

PDM DE CAMINHA PERMITIRÁ CONSTRUÇÃO EM ESPAÇO AGRÍCOLA COMPLEMENTAR ATÉ AOS 15% DA ÁREA EM CAUSA

Executivo caminhense obrigado a assumir compromissos no saneamento para beneficiar freguesia de Dem

O novo PDM de Caminha permitirá a construção em espaço agrícola complementar até aos 15%, em vez dos 10% inicialmente previstos, no âmbito da atual proposta de revisão. A novidade foi deixada pelo vice-presidente da Câmara, Guilherme Lagido, na última reunião descentralizada, realizada em Dem. A Câmara foi também obrigada a assumir compromissos em matéria de saneamento para beneficiar esta freguesia que, de outro modo, por falta das condições previstas na lei, não poderia ter núcleos urbanos.

descentralizada Dem 30 Nov_.jpg

Dem recebeu a última reunião descentralizada na passada semana, iniciando-se também naquela freguesia a terceira ronda destas reuniões, que promovem a proximidade com as populações e as estruturas locais, e onde os cidadãos e os autarcaslocais podem livremente interpelar o Executivo.

Freguesia jovem, com apenas 48 anos, a verdade é que Dem não foi convenientemente dotada das infraestruturas que agora, por exemplo, lhe garantissem as condições desejadas, como a possibilidade de ter núcleos urbanos previstos em PDM.   

Respondendo ao presidente da Junta, Paulo Gonçalves, que na sua intervenção inicial tinha abordado a questão do PDM, Guilherme Lagido esclareceu que desta freguesia foram apenas recebidas 12 participações em sede de discussão do PDM (três delas da Junta de Freguesia). Sobre as preocupações levantadas, relacionadas com os espaços de construção, o vice-presidente revelou que a freguesia de Dem, por causa da falta de saneamento, nem sequer poderia ser contemplada com núcleos urbanos. Para acautelar os interesses da freguesia e da sua população, o Executivo comprometeu-se superiormente com a execução do saneamento, num horizonte de cerca de uma década, conseguindo convencer a tutela.

São boas notícias para a freguesia, que também neste domínio verá acautelados os seus anseios e a possibilidade de crescimento. Guilherme Lagido explicou ainda que a Câmara não faz o que quer, antes está sujeita a legislação apertada, recente, o que não teria sucedido se o PDM, agora com 21 anos, tivesse sido revisto na altura própria, ou seja, há 11 anos.

Nesta reunião, realizada na sede do Rancho Folclórico, não houve inscrições formais, mas a população pode, assim mesmo, intervir e interpelar o Executivo.

Paulo Gonçalves fez a primeira intervenção, agradecendo à Câmara a colaboração e o alívio financeiro que permitiu à sua Junta, que só agora começa a “respirar melhor”, depois do sufoco financeiro dos primeiros anos, quando recebeu a presidência de uma Junta, com obras em curso, obras concluídas, mas não pagas e dívidas, sobretudo as relativas à Casa Mortuária, que a atual Câmara ajudou a pagar, comparticipandocom 30 mil euros.

O autarca local elogiou os acordos de execução realizados pela Câmara e o diálogo, compromissos que facilitam a ação da Junta. Elencou várias obras realizadas e pediu outras, como a reposição do pavimento e colocação de rails de proteção na estrada Dem-Argela, assim como nas curvas no Lugar dos Rios. O autarca frisou ainda a necessidade da Junta possuir uma carrinha, adaptada a pessoas com mobilidade reduzida, que possa transportar a população que disso tiver necessidade.

Congratulou-se pelos trabalhos da rede wi-fi, adiantando que está a ser instalada na Serra d'Arga,em consequência do Orçamento Participativo de 2015.

O presidente da Câmara destacou, a propósito, a melhoria da qualidade da Internet em Dem e partilhou a satisfação de Paulo Gonçalves relativamente aos avanços em termos de luz pública, reforçada em 20%, sublinhando a situaçãode uma casa que, pela primeira vez ao fim de 30 anos, foi agora contemplada com luz pública. A moradora tinha abordado diretamente o presidente da Câmara, expondo a sua situação, nunca resolvida pelos Executivos anteriores. Miguel Alves sublinhou que são às vezes estas pequenas grandes coisas, que mais satisfação dão a um político, como foi o caso.

Miguel Alves salientou também o excelente relacionamento com a Junta e reiterou os elogios que Paulo Gonçalves tinha proferido sobre o único funcionário da Junta, destacando o seu esforço edesempenho excecional. O presidente referiu-se também a algumas das principais obras que foi possível executar em Dem, como a beneficiação dos caminhos florestais, a pavimentação do parque de estacionamento junto à Capela Mortuária, a beneficiação da envolvente ao campo de futebol e a dotação com condições que possam permitir o apoio aos bombeiros por exemplo, assim como beneficiações em locais e arruamentos, como Chão do Porto, Bogalhão, Senhora das Neves, Carqueijal, Sobreirinho, entre outras.

Lembrou a projeção que o Rally de Portugal trouxe à freguesia e permitiu que Dem tivesse uma das únicas quatro Fun-Zones de 2016. A vinda do Rally permitiu abrir uma série de aceiros, que se revelariam decisivos no combate aos fogos florestais.

Por fim, Miguel Alves deixou um desafio a Paulo Gonçalves acerca da carrinha, convidando-o a pensar no assunto, por forma a que, também com a ajuda da Câmara, este desejo possa ser concretizado. As últimas palavras foram para elogiar o autarca de Dem, um homem que“anda na Junta para servir a freguesia, e não para se servir da Junta Freguesia” como acontece noutros casos: “obrigado pelo trabalho que tens feito”, concluiu o presidente da Câmara.

BRAGA COMEMORA DIA INTERNACIONAL DO VOLUNTARIADO

Comemorações do Dia Internacional do Voluntariado. Amanhã, Terça-feira, dia 6 de Dezembro, pelas 14h30, no Auditório do Hospital de S. Marcos, Braga

As comemorações do Dia Internacional do Voluntariado têm lugar amanhã, dia 6 de Dezembro, pelas 14h30, no Auditório do Hospital de S. Marcos, em Braga.

Nesta sessão, o Município de Braga irá prestar homenagem a todos aqueles que, directa ou indirectamente, são voluntários e que doam o seu tempo e saber na promoção de projectos de voluntariado. A par de um debate sobre ‘O que representam os voluntários para a Sociedade’, o dia fica marcado pela assinatura de protocolos com diferentes instituições.

Segue o programa completo do evento:

14H30 | Sessão de abertura

  • Firmino Marques – Vice-Presidente do Município de Braga
  • Bernardo Reis – Provedor da Santa Casa da Misericórdia de Braga
  • Alberto Pereira – Banco Local Voluntariado do Município de Braga

15H00 | ‘O que representam os voluntários para a sociedade’ com a participação das seguintes entidades:

  • Associação Humanitária Habitat
  • Cáritas/Braga / Projecto Sócio Caritativo
  • Casa do Areal
  • Casa do Professor
  • CATL da Ass. Famílias – Bairro Social das Enguardas 
  • Cruz Vermelha Portuguesa/Delegação de Braga
  • EB1 S. João do Souto – Projecto SerfeliZ/Valores Humanos
  • Fundação Bomfim
  • Patronato Nossa Senhora da Torre
  • Patronato S. Pedro de Maximinos
  • Sporting Clube de Braga (Boccia)

15H45 | Entrega de certificados a voluntários

16H15 | Voluntariado empresarial, com a participação de Ricardo Rio, Presidente da Câmara Municipal de Braga

  • Assinatura de protocolos

ENCERRAMENTO