Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ESPOSENDE REALIZA GALA DE MÉRITO DESPORTIVO

7.ª Gala de Mérito Desportivo distinguiu atletas, técnicos, equipas e alunos

Pelo sétimo ano consecutivo, o Município de Esposende distinguiu os atletas, técnicos e equipas do concelho que se destacaram em diferentes modalidades desportivas, correspondentes aos resultados alcançados na época 2015/2016. O auditório municipal foi pequeno para acolher Gala de Mérito Desportivo, que decorreu este sábado, dia 26 de novembro e distinguiu aqueles que levam o nome de Esposende mais longe, como são os casos dos atletas Olímpicos João Ribeiro e Teresa Portela, do futebolista Tozé, do motociclista Paulo Marques e do ciclista João Benta, mas também premiou os alunos vencedores das modalidades do Desporto Escolar.

gala 2017.jpg

Para o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, o reconhecimento do trabalho desenvolvido ao nível do desporto não deve retirar a “visão mais abrangente da prática desportiva, pelos valores que possam ser transportados para a vida prática e contribuir para uma melhor sociedade”.

Benjamim Pereira assume que Esposende “é um município de excelência na prática do desporto! Pela quantidade e qualidade dos eventos desportivos e pela qualidade dos atletas, mas devemos ver este fenómeno como um todo, porque é enorme a quantidade de pessoas que proporcionam e contribuem para a prática desportiva”, sublinhou o autarca lembrou a verba substancial disponibilizada pelo município para a prática desportiva.

“Temos uma gestão responsável que sabe definir as prioridades dos esposendenses e tendo em atenção a melhoria da qualidade de vida e a saúde dos esposendenses”, disse Benjamim Pereira.

Para o vereador responsável pela área do Desporto, Rui Pereira, esta gala significa “a avaliação do trabalho realizado, pela câmara municipal, associações desportivas e escolas. 2016 foi um ano fértil em resultados e na criação de novas dinâmicas desportivas. Nesta gala procuramos homenagear os técnicos, os dirigentes, os professores e os atletas, mas acima de tudo procuramos homenagear o fazer com qualidade”, sustentou Rui Pereira.

Segundo Rui Pereira, “outros equipamentos podem aparecer, quando o volume de prática o justificar. Em 2016, registamos 40 iniciativas, com mais de 15 mil pessoas praticaram desporto.”

TECNOLOGIA LEDS ILUMINA NATAL EM FAMALICÃO

Praça D. Maria II transforma-se em “Aldeia Natal” concentrando todas as atividades e divertimentos. Mais de um milhão de leds iluminam Famalicão com a magia do Natal

Mais de um milhão de leds iluminam desde ontem, sexta-feira, 25 de novembro, as principais ruas e edifícios de Vila Nova de Famalicão. As luzes anunciam a chegada da magia do Natal.

AFS_6357.jpg

Ao todo a iluminação brilha em 18 ruas do centro urbano, 4 rotundas nas entradas e saídas da cidade e vários edifícios municipais. Para além da cidade, as vilas de Joane, Ribeirão e Riba de Ave também irão ostentar as luzes de natal.

Este ano, os vários elementos decorativos são iluminados com tecnologia LED, permitindo uma poupança no consumo de energia em comparação com a luz convencional. Para além das ruas, também a árvore de Natal, com 15 metros de altura, que será colocada na Praça D. Maria será revestida na totalidade com leds.

A árvore que será colocada no dia 3 de dezembro ficará junto da Fundação Cupertino de Miranda. Aliás, a partir do dia 3, a Praça D. Maria II será transformada numa autêntica “Aldeia Natal”, com a concentração dos vários divertimentos e atividades natalícias.

A grande atração será mesmo uma pista de gelo natural, com cerca de 200 metros quadrados e com uma capacidade para 50 pessoas, que fará as alegrias de miúdos e graúdos.

Para além dos já habituais carrosséis e do comboio de Natal, este ano, haverá ainda charretes de cavalos para passeios turísticos.

O mercadinho de Natal irá decorrer seguindo uma nova filosofia, com 25 cabanas de madeira onde artesãos e associações do concelho sugerem prendas de natal únicas e de grande beleza. À semelhança dos anos anteriores haverá recolha de géneros alimentares e de higiene na Cabana Solidária do Pai Natal, sempre acompanhado de grande animação.

De resto, o Pai Natal chega à cidade no dia 11 de dezembro, rodeado de grande animação e festejos, seguido por um grupo de trinta motards vestidos a rigor. No dia 17, o Pai Natal chega às vilas de Joane e de Riba de Ave.

Todas as atividades inserem-se no âmbito da Campanha de Natal 2016 promovida pela Associação Comercial e Industrial de Famalicão (ACIF) e Unidade de Gestão do Centro Urbano, com o apoio da Câmara Municipal. Este ano, a campanha é lançada sob o mote “Famalicão tem um presente para Si”, mas, na verdade, não é apenas um presente… são muitos presentes.

AFS_6379.jpg

AFS_6391.jpg

CELORICO DE BASTO REALIZA MOSTRA EDUCATIVA E PROFISSIONAL

Arrancou oficialmente a 1ª Mostra Educativa e Profissional em Celorico de Basto

“Um espaço que pretende abrir horizontes na formação e capacitação de jovens”

A I Mostra Educativa e Profissional está oficialmente aberta ao público. A abertura oficial foi presidida pelo presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Siva, seguida de uma apresentação do Instituto Português do Desporto e Juventude.

_DSC1416.jpg

“Esta mostra é uma das forma de reunir no mesmo espaço uma série de entidades que oferecem aos nossos jovens novos horizontes, novas oportunidades para que se possam qualificar, formar e empregar” disse Joaquim Mota e Silva. Realçando a necessidade de capacitação para empregabilidade, o autarca destacou a crescente fixação de empresas em Celorico de Basto que tem vindo a diminuir consideravelmente a taxa de desemprego. “Temos vindo a sentir um forte crescimento no setor industrial e do turismo. Aliás, a empregabilidade encontra-se muito elevada com a fixação das empresas no concelho. Apesar de estarmos a viver tempos difíceis é preciso realçar que temos vindo a criar muito emprego dando condições às pessoas para que possam ter rendimento suficiente para que a economia cresça”.

O edil celoricense agradeceu a presença das entidades na I Mostra e à equipa do CLDS 3G pela organização do evento. Ao mesmo tempo disse que é “preciso fazer mais em contexto coletivo. Trabalhar numa rede de parceria é cada vez mais necessário para que os objetivos sejam conseguidos com êxito”.

Terminada a sessão de abertura os presentes foram convidados a visitar os stands presentes nomeadamente a Universidade do Porto, a Universidade do Minho, a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro – UTAD, a Universidade de Aveiro, o Centro de Formação Profissional da Indústria Metalúrgica e Metalomecânica – CINFIM, o CQEP – Centro para a Qualificação e o Ensino Profissional, a Academia de Design e Calçado, o EPF,CB, a GNR, o Exército e a Marinha.

Duas técnicas representantes do IPDJ apresentaram aos convidados vários programas da responsabilidade do Instituto Português do Desporto e Juventude. Foi destaque o Programa OTL- Ocupação dos Tempos Livres, o programa “Empreende Já” e o voluntariado “E agora nós” onde se fez incidência nos campos de férias. Ao longo da apresentação e como hoje, 25 de novembro, é assinalado o Dia Internacional para a Eliminação da violência contra as Mulheres, foi ainda destacada a ação de voluntariado “Namorar Com Fair-play” um projeto de prevenção da violência do namoro do IPDJ.

_DSC1509 (1).jpg

_DSC1512 (1).jpg

O OLHAR DO MENDIGO: UM POEMA DE DANIEL BASTOS

Com o aproximar da quadra natalícia, uma época de partilha e solidariedade, uma época de celebração da esperança num mundo melhor, o historiador e poeta fafense Daniel Bastos brinda os leitores do BLOGUE DO MINHO com o desenho e o poema “O olhar do mendigo”, que fazem parte do seu livro de poesia “Terra” magnificamente ilustrado pelo mestre-pintor Orlando Pompeu.

Daniel Bastos26nov.jpeg

O olhar do mendigo

 

Possui no imenso nada

o propósito de viver

um dia de cada vez,

talvez sobreviver.

De mão estendida

e a tristeza no olhar

espera em silêncio

algo para se saciar.

Órfão do destino

tem o céu como teto,

a rua como cama,

o corpo descoberto.

Voltado à solidão

jaz andrajoso

envolto na escuridão.

Desprovido de sonhos,

o olhar de dor

do mendigo

espelha a humilhação

da nossa alienação.

Daniel Bastos, “O olhar do mendigo”, in Terra.

Desenho - Orlando Pompeu26nov.jpg

CELORICO DE BASTO RECEBE I SEMANA PARA IGUALDADE DE GÉNERO

“Promover a igualdade é recordar direitos e deveres”
De 25 de novembro a 3 de dezembro Celorico de Basto terá uma série de iniciativas que integram a I semana para a Igualdade de Género. Uma ação que inicia com uma manifestação de rua, pela Feira Anual da Sta. Catarina, no âmbito da celebração do Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres.

cartaz-webcelo.jpg

“A nossa comunidade está atenta e preocupada com a descriminação seja ela do género que for por isso achamos que esta intervenção social ativa é pertinente e muito positiva face à necessidade de luta pela igualdade” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. O autarca destacou a urgência de fazer mais e melhor pelas pessoas portadoras de deficiência, trabalhando, sobretudo, para a inclusão. “ É necessário criar rampas de várias formas e não apenas físicas. É urgente que a comunidade perceba que estas pessoas, com limitações visíveis, têm muito para dar à comunidade e a comunidade deve estar recetiva e pronta para os receber” disse. 

Ao longo da semana várias ações serão desenvolvidas e centram-se sobretudo no lema “Sim, à Igualdade na Diferença”. A Conselheira Municipal para a Igualdade, Helena Martinho, frisou a urgência de sensibilizar a comunidade para situações visíveis de desigualdade. “Ainda há muito a fazer no campo da igualdade. Futuramente com Plano Municipal para a Igualdade de Género do Município de Celorico de Basto que visa implementar uma política integrada que contribua para a redução/minimização das principais formas de desigualdade social e de pobreza do território, através da dinamização de diversas ações de formação e sensibilização promotoras deste princípio fundamental, será um passo assertivo e coerente no que respeita à igualdade”.
Esta semana será a primeira grande ação de sensibilização voltada para a Igualdade de Género. “ Irão ser promovidas uma série de iniciativas diversificadas cujas temáticas centram-se na igualdade de género e de oportunidades, na sensibilização através de campanhas de rua, na mobilização de diversos atores e entidades que abraçam esta causa” disse Helena Martinho.

MUNICÍPIO BRACARENSE CONTRIBUI PARA MELHORIA DA MOBILIDADE EM MAXIMINOS

Investimento municipal de cerca de 60 mil euros

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, efectuou hoje, 25 de Novembro, uma visita à Feira de Outono, uma iniciativa promovida pela Associação Maconde, situada na freguesia de Maximinos. A Feira de Outono consistiu na venda de diversos produtos oferecidos pelos pais e restante comunidade educativa, sendo que todas as receitas revertem a favor desta instituição particular de solidariedade social.

CMB25112016SERGIOFREITAS0000003728.jpg

Durante a visita, Ricardo Rio aproveitou para informar a direcção da Associação Maconde que a Câmara de Braga irá adquirir o terreno situado junto à instituição, permitindo assim a melhoria dos acessos e do parqueamento junto à mesma, numa parceria com a União de Freguesia Maximinos, Sé e Cividade.

“Conseguimos chegar a acordo com os proprietários da parcela de terreno, faltando apenas concretizar a escritura”, frisou o Autarca, sublinhando que o terreno, que irá custar cerca de 60 mil euros, será doado à União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade que, posteriormente, “irá articular com a instituição todo o processo de melhoria das condições de acessibilidade a um equipamento que acolhe cerca de 200 crianças”.

A Associação Maconde é uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), sem fins lucrativos, que nasceu da associação de um grupo de trabalhadores da antiga unidade fabril ‘Maconde’. Actualmente a instituição é frequentada por cerca de 200 crianças, com idades compreendidas entre os quatro meses e os 12 anos, divididas entre creche, jardim-de-infância e ATL.

CMB25112016SERGIOFREITAS0000003729.jpg

CMB25112016SERGIOFREITAS0000003731.jpg

GUIMARÃES SOBE AO 3º LUGAR COMO MUNICÍPIO MAIS SUSTENTÁVEL DO PAÍS EM 2016

PRÉMIO ENTREGUE ESTA SEXTA-FEIRA, 25 NOVEMBRO

Bandeira Verde é entregue esta sexta-feira, às 15 horas. Guimarães está no primeiro posto na produção e recolha seletiva de resíduos urbanos, bem como no indicador de agricultura e desenvolvimento rural sustentável. Vice-Presidente Amadeu Portilha vai receber prémio em representação da Câmara Municipal.

O Município de Guimarães é o terceiro mais sustentável de 2016, de acordo com um índice resultante dos 21 critérios de classificação do programa ECOXXI, que esta sexta-feira atribui, em Coimbra, bandeiras verdes de sustentabilidade a 43 autarquias. O galardão, promovido pela Associação Bandeira Azul da Europa (ABAE) e que comemora 10 anos, destina-se a premiar as boas práticas e políticas ambientais dos municípios portugueses.

Em 2015, na primeira vez que a Câmara Municipal de Guimarães se candidatou ao programa “Município ECOXXI”, ficou no 8º lugar com uma pontuação de 74% na classificação dos 21 indicadores. Este ano, sobe ao 3º lugar com quase 83% e já muito próximo do 1º lugar. Ao nível dos 21 indicadores que a ABAE analisa, Guimarães está no topo na Gestão dos Resíduos, onde obteve a pontuação máxima (devido ao projeto pioneiro PAYT), Informação ao Munícipe, Educação Ambiental (PEGADAS) e Desenvolvimento Rural Sustentável (IBR).

Em 2016, foram submetidas 46 candidaturas (mais três do que em 2015) e 93,5% dos candidatos (43 em 46) alcançou índices acima dos 50%, percentagem limite para a atribuição da bandeira verde que distingue a adoção de boas práticas, políticas e ações ambientais em torno de temas considerados determinantes, tais como limpeza urbana, recolha de resíduos, reciclagem, água, participação ativa, conservação da natureza, educação ambiental, mobilidade, energia, turismo e ordenamento do território, entre outros.

O índice “ECOXXI” sintetiza o resultado obtido em cada ano pelos municípios. Para além de uma ferramenta de gestão da sustentabilidade possibilitada pelos 21 indicadores e 54 sub-indicadores que o compõem, este programa da Associação da Bandeira Azul da Europa pretende traduzir o caminho a percorrer para atingir a meta dos 100%, ou seja, o percurso da sustentabilidade.

FAMALICÃO É “AUTARQUIA MAIS FAMILIARMENTE RESPONSÁVEL” PELA QUINTA VEZ

Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis vai entregar “Bandeira com Palma” a Famalicão no dia 9 de dezembro, em Coimbra

Não há duas sem três… ou quatro, ou até cinco! O Município de Vila Nova de Famalicão foi pela quinta vez premiado pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis como um município amigo das famílias. A notícia da atribuição do galardão referente ao ano de 2016 à autarquia famalicense foi ontem transmitido pela organização ao Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, que não esconde “o enorme orgulho” pelo reconhecimento do investimento da autarquia na qualidade de vida dos seus munícipes e pelas medidas particularmente dirigidas para os agregados familiares, com apoios transversais a vários domínios, desde a educação ao desporto, passando pela ação social, ambiente e cultura.

Galardão conquistado pela quinta vez por Famalicão rasga sorrisos no pre....jpg

Esta é a quarta vez consecutiva que Vila Nova de Famalicão é reconhecido pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosas pelas políticas municipais amigas das famílias e por isso o município vai voltar a receber a “Bandeira com Palma”, símbolo maior da organização que distingue não só a prática referente ao ano de atribuição do prémio, mas igualmente a permanência ao longos dos anos no território de políticas amigas das famílias. O outro galardão conquistado é referente  ao ano de 2009.

O reconhecimento de Famalicão pela excelência das políticas sociais e de apoio às famílias, é justificado pelas medidas implementadas pelo município em várias áreas. Na área da educação, sobressai a existência de um terceiro escalão social de apoio às famílias com crianças no pré-escolar e 1.º Ciclo de Ensino Básico (que acresce aos dois escalões nacionais), a oferta dos manuais escolares gratuitos para os mesmos níveis de ensino - Famalicão foi mesmo o primeiro do município a introduzir esta medida que aplica desde 2001 -, o Banco de Livros Escolares, os transportes gratuitos, o apoio à aquisição de material didático por parte das famílias mais carenciadas e as bolsas de estudo aos estudantes universitários do concelho.

Na área social destaca-se o Programa Municipal “Casa Feliz” que ajuda as famílias mais carenciadas do concelho a realizarem obras de renovação das suas habitações e que apoia as famílias que mais precisam no pagamento das rendas, assim como os descontos e isenções nas tarifas de água e saneamento para as famílias numerosas e para as mais necessitadas.

Em matéria fiscal, é uma reconhecida mais-valia para as famílias a estabilidade fiscal do município ao longo dos anos, a fixação da taxa do IMI próxima do mínimo legal (0,35%) e a existência de um IMI familiar, que atribui um desconto no pagamento do imposto de 40 euros para as famílias com dois filhos e de 70 euros para as famílias com três ou mais dependentes.

O acesso das famílias à fruição cultural e à prática desportiva tem também merecido uma atenção especial da autarquia que tem instituído o Cartão Jovem Municipal, o Cartão Sénior Feliz e o Cartão do Voluntário com descontos significativos em diversas atividades e no acesso aos transportes públicos no concelho, para além de outros benefícios.

O Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis é uma iniciativa da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas, em parceira com Instituto da Segurança Social, tendo como principais objetivos acompanhar, galardoar e divulgar as melhores práticas das autarquias portuguesas em matéria de responsabilidade familiar.

O galardão será entregue no próximo dia 7 de dezembro, pelas 17h00, no auditório da no Auditório da Fundação CEFA em Coimbra sede da Associação Nacional de Municípios, em Coimbra.

AGRICULTURA BIOLÓGICA VAI TER BENEFÍCIO FISCAL

Orçamento do Estado 2017: PAN conquista benefício fiscal para agricultura biológica

  • Agricultores que produzam em modo biológico vão usufruir de um benefício fiscal na Certificação
  • Gastos com a Certificação biológica serão majorados a 140% do montante em sede de IRC e IRS
  • Promover uma equidade comercial e concorrencial e valorizar quem produz alimentos de forma sustentável e com benefícios para a saúde

O PAN viu acolhida pelo governo a medida para o Orçamento do Estado de 2017 que prevê que os gastos suportados com a certificação biológica do produtor agrícola, que não se verificam na produção convencional/integrada, sejam majorados, em valor correspondente a 140% do respetivo montante, para efeitos da determinação do lucro tributável ou do rendimento coletável.

Isto significa que, a partir de agora os agricultores que queiram produzir em modo biológico irão usufruir de um benefício fiscal na certificação das suas produções, ou seja, esta majoração vem permitir inflacionar o valor da dedução para que o agricultor biológico possa ter uma compensação na devolução (ou menor montante a liquidar) no seu IRC ou IRS.

Esta é uma medida que pretende promover uma justa equidade comercial e concorrencial, visto que atualmente, um agricultor que produza em modo biológico, ou seja, de forma mais sustentável, com práticas regenerativas e que contribui para uma alimentação mais saudável, livre de agrotóxicos, tem sido económica e concorrencialmente prejudicado face ao agricultor convencional, cujo modo de produção tem enormes impactos ambientais e que faz entrar no mercado alimentos com agentes químicos, sem uma despesa acrescida, que se verifica para os produtores biológicos com a necessária certificação.

Esta é uma das medidas que integra o documento “20 Contributos para uma Estratégia Nacional para a Agricultura Biológica desenvolvido pelo PAN e apresentado ao Governo no início da atual sessão legislativa, que inclui vinte medidas integradas que pretendem contribuir com soluções para alguns dos principais problemas desta fileira nas suas diversas áreas.

BRAGA VAI TER "PARQUE AVENTURA"

Município lança Hasta Pública para ‘Parque Aventura’ no Monte Picoto. Proposta foi analisada em Reunião de Executivo

O Município de Braga vai lançar uma hasta pública para a constituição do direito de superfície sobre uma parcela de terreno no Parque do Monte Picoto, destinada à implantação de um ‘Parque Aventura’. A proposta será analisada na Reunião do Executivo Municipal da próxima Segunda-feira, 28 de Novembro, e traduz-se em mais um passo na dinamização e valorização do Monte Picoto.

CMB04062014SERGIOFREITAS0000055.jpg

Trata-se de uma parcela de terreno com uma área de 14.366 m2, cujo valor do direito de superfície é de 107.410,88 euros. O prazo previsto para o direito de superfície é de 25 anos, prorrogável por períodos iguais e sucessivos de cinco anos, mediante prévio acordo.

A constituição é feita a título oneroso, devendo ser paga, anualmente, durante todo o tempo que vigorar o direito de superfície, uma prestação, de valor correspondente a 1/25 avos do valor do direito de superfície licitado.

Ainda nesta Reunião, o Executivo Bracarense vai analisar a proposta compensatória, aplicada à empresa ‘Absolutologia’, de arborização dois mil e duzentos sobreiros em 3,5 hectares no Monte Picoto, sem custos para o Município. Esta proposta de intervenção tem por objectivo compensar os impactos do corte de sobreiros, efectuados por esta empresa, aquando da construção de uma unidade industrial, no concelho de Vila Nova de Famalicão.

Município doa imóvel à União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães

Outro dos assuntos que o Executivo vai analisar, prende-se com a proposta de doação de um imóvel localizado no Lugar do Barral, em Nogueira, à União de Freguesias de Nogueira, Fraião e Lamaçães. De acordo com o contrato de doação que será celebrado entre o Município e a Autarquia local, o imóvel, com a área de 9.615 m2 tem e um valor patrimonial de 124.697,13 euros, destina-se exclusivamente para fins desportivos, promovendo o bem-estar dos seus habitantes.