Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VALENÇA OFERECE MOTIVOS DE VISITA

8 Motivos para Visitar Valença Este Natal. Pista de Gelo, Chocolate e Duendelândia Esperam por ti!

Valença oferece um programa mágico este Natal recheado de atividades para pequenos e graúdos entre 1 de dezembro e 8 de janeiro. Valença transforma-se na Cidade Presépio, marcada pelos tons, sons e sabores natalícios durante 39 dias.

valeee.jpg

Fortaleza de Chocolate – 6 a 11 de dezembro

A Fortaleza de Chocolate adoçará o Natal. Uma oportunidade para deliciar-se com as cascatas, os fondues, os crepes doces e salgados, os waffles, os brigadeiros, as trufas, os bombons, os torrões, as espetadas de fruta, as bombocas, a ginja e tantas outros produtos em que o chocolate é a marca dominante.

Duendelândia – 3 a 11 de dezembro

A Duendelândia é a oportunidade para os mais pequenos desfrutarem de um mundo mágico, com a Casa do Pai Natal, o percurso Duendaventura com arborismo suspenso, o Bosque Encantado, as pinturas faciais, a modelagem de balões, os atelier's de manualidades, a carta ao Pai Natal e a oferta de rebuçados.

Pista de Gelo – 1 de dezembro a 8 de janeiro

Pela primeira vez Valença vai proporcionar uma pista de gelo artificial, no Jardim Municipal, entre 1 de dezembro e 9 de janeiro. A pista permitirá a permanência de dezenas de patinadores em simultâneo.

Valença Cidade Presépio – 1 de dezembro a 8 de janeiro

A maior exposição de presépios do país desenvolve-se por toda a cidade com instalações originais e pelas montras dos comércios, envolvendo toda a comunidade.

Compras de Natal– 3 de dezembro a 6 de janeiro

As Compras de Natal com Prémios são um convite a conhecer a oferta do comércio tradicional de Valença, habilitando a cheques compra nos comércios aderentes.

Comboio de Natal – 3 de dezembro a 6 de janeiro

O comboio turístico percorrerá os centros históricos de Valença e Tui dando a conhecer os principais encantos patrimoniais da Eurocidade e toda animação programa para esta quadra.

Concertos de Natal – 17 e 18 de dezembro

Três concertos marcam o fim de semana de 17 e 18 de dezembro com música alusiva à época.

Festa dos Reis – 5 e 8 de janeiro

A programação encerrará com a Festa dos Reis, com transmissão do “Somos Portugal” da TVI, em 8 de janeiro. Em 5 de janeiro decorrerá a tradicional Cavalgata Internacional de Reis da Eurocidade Valença Tui, com saída dos Bombeiros de Valença, às 16h00.

FAMALICÃO MARCA PRESENÇA NA GALIZA EM ENCONTRO DE INCUBADORAS

Famalicão Made IN em Pontevedra no II Encontro de Incubadoras

O Famalicão Made IN vai marcar presença no II Encontro de Incubadoras da Euroregião Galiza-Norte de Portugal que se realiza a 28 de novembro em Pontevedra. Promovida pelo Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial (entidade constituída pela Junta da Galiza e pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte), a iniciativa visa promover a criação da Rede de Incubadoras da Euroregião Galiza-Norte de Portugal.

Visita à Inditex.jpg

Augusto Lima, coordenador do Famalicão Made IN, programa desenvolvido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, é um dos oradores convidados e vai explanar as boas práticas inerentes à criação da incubadora Famalicão Made IN, estrutura recentemente acreditada pela Startup Portugal para a prestação de serviços de incubação e que já possuidois polos: Riopele, em Pousada de Saramagos, e Edifício Globus, em Vilarinho das Cambas. Para além destas, o município famalicense dispõe ainda de uma terceira incubadora, na Casa da Juventude.

Gestão e dinamização de incubadoras, financiamento e apoio às empresas, cooperação e internacionalização são temas em destaque neste segundo encontro de incubadoras que terá lugar no Liceo Casino de Pontevedra.

FAMALICÃO E ARTEIXO (GALIZA) REFORÇAM COOPERAÇÃO NO CLUSTER TÊXTIL TRANSFRONTEIRIÇO

Uma conferência de dois dias promovida pelos municípios de Vila Nova de Famalicão e Arteixo reuniu empresários da indústria têxtil, autarcas e académicos no Centro Tecnológico de Arteixo, na Galiza, nos passados dias 17 e 18 de novembro.

Leonel Rocha com o Alcaide de Arteixo e o diretor da UIMP.jpg

Esta iniciativa, à qual se associou a Universidade Internacional Menéndez Pelayo (UIMP), resulta da cooperação de Vila Nova de Famalicão e Arteixo para a consolidação do cluster têxtil na Euroregião Galiza-Norte de Portugal. Estes municípios assinaram no passado dia 8 de abril um acordo de geminação que representa um forte contributo para a dinâmica das economias da Galiza e do Norte de Portugal por assegurar uma cooperação mais eficaz entre empreendedores, associações empresariais e instituições de educação e do conhecimento.

O balanço desta iniciativa conjunta destes dois concelhos unidos pela pujança do sector têxtil e com ambições futuras é considerado muito positivo.

Leonel Rocha, vereador do Empreendedorismo, e Augusto Lima, coordenador do Famalicão Made IN, representaram a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão nesta conferência. DeVila Nova de Famalicão participaram também Braz Costa, Diretor Geral do CITEVE – Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal, Xavier Ferreira, Presidente da ACIF – Associação Comercial e Industrial de Vila Nova de Famalicão, e Fernando Ferreira, docente famalicense do departamento de Engenharia da Universidade do Minho, para além de empresários do sector. 

Um dos pontos altos foi a visita às instalações da Inditex, poderoso grupo têxtil sediado em Arteixo. 

MEIA E MINI-MARATONA DE FAMALICÃO SAEM PARA A RUA ESTE DOMINGO

Prova é organizada pela Runporto em parceria com a autarquia e a Associação de Atletismo de Braga

A 3.ª Meia Maratona de Vila Nova de Famalicão corre-se já neste domingo, dia 27 de novembro, e é a face mais visível de uma manhã que promete ser de festa no concelho famalicense.  

Mini Maratona conta com um percurso de apenas 6 quilómetros.jpg

Para além da corrida cronometrada de 21 quilómetros, a iniciativa vai também ficar marcada pela já tradicional e muito participada Mini Maratona.

A prova, sem carácter competitivo, conta com um percurso de apenas 6 quilómetros e convida os participantes a percorrerem, em ritmo de caminhada ou corrida, as principais artérias do centro da cidade, com partida da Avenida do Brasil e chegada no Parque de Estacionamento da Casa do Território, no Parque da Devesa.

A correr, a caminhar ou a aplaudir, o importante é, na opinião do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, participar. “Quem não quiser vir fazer os 21 quilómetros da Meia Maratona, venha fazer os 6 da Mini e quem não quiser vir correr que venha caminhar. Os outros venham apoiar, porque o público também é importante e também faz parte da festa”, disse o edil aquando da conferência de imprensa de apresentação do evento.  

As inscrições online para ambos os desafios, organizados pela Runporto em parceria com a Câmara Municipal e a Associação de Atletismo de Braga, terminam esta terça-feira, dia 22, no portal da Runporto, em www.runporto.com, mas serão ainda permitidas inscrições de última hora, nos dias 25 e 26 de novembro, sexta e sábado, na Casa do Território.

GUIMARÃES VIRA CAPITAL PORTUGUESA DO JAZZ

CRESCIMENTO TEM SIDO ANUAL E SISTEMÁTICO

Guimarães Jazz supera assistências de público nos 25 anos do festival

Espetadores têm aumentado todos os anos nesta última década. Edição deste ano marcada por concerto inaugural e lançamento de um livro, que homenageia espetadores e músicos.

Guimaraes_Jazz_Charlie_Hadens_Liberation.jpg

A 25ª edição do Guimarães Jazz registou a maior afluência de público, com 10.926 espetadores, suplantando inclusivamente a edição da Capital Europeia da Cultura 2012. O número total abrange os concertos nos auditórios do Centro Cultural Vila Flor e da Plataforma das Artes e da Criatividade, bem como aquele que esteve envolvido nas variadas atividades paralelas do festival.

Em 2016, o evento acrescentou ao seu programa habitual um concerto inaugural, de carácter festivo, protagonizado pelo LUME (Lisbon Underground Music Ensemble), a Banda Musical de Pevidém e o BJazz (Convívio Jazz Choir). O momento de abertura surgiu do convite dirigido pelo Guimarães Jazz a Marco Barroso para conceber e dirigir um concerto que agregasse, além do LUME, outras formações musicais locais numa grande orquestra.

A integração da Banda Musical de Pevidém e do Coro BJazz da Escola de Jazz do Convívio constituiu uma escolha natural, uma vez que o propósito matricial do projeto foi, além de estabelecer vasos comunicantes entre o festival e a comunidade, gerar pontos de aproximação e confluência entre grupos com características estéticas e musicais muito diferentes.

Na última noite de Guimarães Jazz, os holofotes viraram-se para o regresso da Charlie Haden’s Liberation Music Orchestra, fundada pelo já falecido Charlie Haden, que esteve presente no festival em 2006, sendo agora liderada pela pianista Carla Bley. Ao todo, foram 11 concertos, entre 10 e 19 de novembro, depois do espetáculo inaugural, com o festival a imortalizar-se também em livro, ao cumprir um quarto de século.

O lançamento da publicação “novembro”, que assinalou uma retrospetiva dos 25 anos do evento, sintetiza a história do Guimarães Jazz, pensado como um exercício de homenagem aos músicos e, acima de tudo, ao público que participou na sua construção, no qual se apresenta uma perspetiva que se pretende factual e objetiva do percurso trilhado pelo festival, desde o momento da sua fundação até ao presente. O livro encontra-se à venda no Centro Cultural Vila Flor.

ARCOS DE VALDEVEZ JUNTA MAIS DE 400 ALUNOS NO CORTA-MATO ESCOLAR

Teve lugar no passado dia 18 de Novembro, no Estádio Municipal de Arcos de Valdevez, o Corta-Mato Escolar de Arcos de Valdevez, o qual envolveu os alunos das escolas Básica e Secundária de Valdevez, Escola Básica Dr. Manuel da Costa Brandão, Sabadim, Escola Básica de Távora, Santa Maria e da Escola Básica Prof. Melo Machado, Arcos de Valdevez. 

corta-mato-2016.jpg

Na edição deste ano notou-se uma maior adesão, tendo contado a prova com a participação de 404 inscritos e um maior número de alunos a assistir e a apoiar os colegas.

O Estádio Municipal encheu, tendo sido uma manhã de festa, convívio e de atividade física.

Os 6 primeiros classificados de cada escalão/género estão apurados para irem ao Corta-mato distrital que se vai realizar no dia 3 de Fevereiro em Caminha, na Mata do Camarido.

De referir a participação da turma do 9ºJ na organização da atividade.

O Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves marcou presença na iniciativa, acompanhado da vereação, e aproveitou a ocasião para lembrar à comunidade escolar a importância do desporto, bem como a atenção cada vez maior que a Câmara Municipal dá à Educação, nomeadamente à melhoria das instalações desportivas, dos auxílios económicos, transportes escolares e refeições.

O autarca enfatizou que é necessário dar igualdade de oportunidades a todos os alunos para que estes consigam prosseguir com os seus estudos e consigam alcançar sucesso escolar.

corta-mato-2016_2.jpg

corta-mato-2016_3.jpg

CERVEIRA APROVA ORÇAMENTO E GRANDES OPÇÕES DO PLANO

Assembleia Municipal aprova Orçamento e GOP para 2017

O Orçamento e Grandes Opções de Plano para 2017 da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira foi aprovado, por maioria, com 10 abstenções do PS, na Assembleia Municipal da última sexta-feira. Dúvidas cingiram-se à presença do presidente da Câmara Municipal na fotografia com os restantes autarcas do Alto Minho, no dia da assinatura do Acordo de Colaboração com o Ministério da Educação, o qual Cerveira não assinou tendo já tornadas públicas as razões e alternativas em cima da mesa.

IMG_9775.JPG

Pela importância que implica no desenvolvimento do concelho, era expetável que o ponto 4 do Período da Ordem do Dia – GOP e Orçamento para 2017 – da Assembleia Municipal suscitasse um debate alargado no entanto, e após a apresentação realizada pelo autarca cerveirense das linhas diretrizes prioritárias para o próximo ano (num montante de 12,1 milhões de euros, correspondente a um aumento de cerca de 6% relativamente ao ano anterior), a única questão levantada pela oposição foi na área da Educação.

Os deputados socialistas criticaram o facto do presidente da câmara municipal ter marcado presença quer na reunião quer na fotografia de grupo, por altura da assinatura do Acordo de Colaboração com o Ministério da Educação, a 12 de setembro, o qual Vila Nova de Cerveira não assinou, em concordância com a tutela, por considerar ser insuficiente para as necessidades reais de requalificação e modernização da EB2,3/S.

Apesar de já ter explicado a decisão do executivo noutras ocasiões, Fernando Nogueira voltou a contextualizar a situação e a reafirmar que, com o apoio da direção da escola, o Município ficou de fora deste acordo por entender que os cerca de 108 mil euros cabimentados no PDCT apenas remediavam os problemas do edifício. Com a garantia de que esta verba está assegurada, o autarca confirmou que tem um acordo de princípio com o Ministro da Educação e a Secretária de Estado para reequacionar este investimento, através da elaboração de um projeto abrangente que está a ser ultimado e será apresentado em breve à tutela. Quanto à questão da fotografia, Fernando Nogueira apenas referiu que foi convidado pelo Sr. Ministro da Educação para estar presente na reunião e na fotografia de grupo, sendo “um orgulho ter um governante do Alto Minho”. “Se quiserem perder um bocado de tempo e ver as notícias que saem de Vila Nova de Cerveira vão perceber que coloco a divulgação e promoção do Município à frente da figura de Presidente de Câmara”, assegurou.

No que diz respeito ao orçamento para 2017, propriamente dito, continua a dar especial atenção às famílias, idosos, jovens, Educação, Juntas de Freguesia, Ambiente e Património Municipal, através de uma ação ponderada, comprometida e eficiente na defesa do bem-estar dos munícipes.

Entre alguns dos investimentos prioritários das GOP consta-se o projeto de beneficiação da EB2,3/S de Via Nova de Cerveira; o arranque do investimento no Parque de Atividades Económicas de Sapardos; a implementação do Espaço de cidadão na Zona Industrial; a execução da 3ª fase da Ecovia; o Parque Transfronteiriço Castelinho-Fortaleza; a beneficiação da rede viária municipal; a regeneração urbana da entrada sul da vila; a qualificação, reforço e manutenção da rede de água; o Orçamento Participativo 2017.

Ao nível de impostos que recaem sobre as famílias e as empresas sedeadas no concelho, mantém-se a política de baixa fiscalidade municipal e as reduções já deliberadas, com o intuito de minimizar a carga fiscal que depende da vontade do município. No que concerne às Juntas de Freguesia há a registar um aumento em 4% das transferências diretas e ao qual se acresce também 10% a comparticipação em projetos que venham a apresentar. Não obstante, os apoios destinados às diversas instituições públicas e privadas sem fins lucrativos de natureza cultural, social e desportiva também são para manter em 2017.

NATAL CHEGA A CERVEIRA

Natal chega mais cedo ao refeitório de Santa Casa da Misericórdia

Sensível à exposição realizada pela Santa Casa da Misericórdia, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira concedeu um apoio de 10 mil euros para a aquisição de novo mobiliário para dotar o refeitório de melhores condições de bem-estar e conforto já ao dispor dos utentes daquela instituição.

15181240_1855900177972767_990464711028039576_n.jpg

As mesas e cadeiras disponíveis no refeitório da Misericórdia cerveirense já remontam à data de inauguração do lar, há cerca de 30 anos, encontrando-se muito degradado e não oferecendo o mínimo de dignidade aos cerca de 80 utentes.

A substituição deste equipamento foi apresentada pela direção da Santa Casa como uma das prioridades, dado tratar-se de um espaço muito utilizado pelos utentes para a realização das quatro refeições diárias. Após análise das necessidades, a autarquia cerveirense avançou com a aprovação deste apoio.

“O Município continua a atender às solicitações de apoio das instituições concelhias, numa ótica de salvaguarda dos interesses das populações, e este é um caso em que irá contribuir para a melhoria da qualidade de resposta prestada aos idosos desta instituição”, afirma o autarca Fernando Nogueira, reforçando o papel destas entidades junto daqueles que menos têm e que mais precisam, reafirmando a disponibilidade da autarquia no apoio social que tem prestado. O autarca felicita ainda a Mesa da Santa Casa pelo dinamismo e boa gestão visível nos trabalhos realizados.

GERÊS ASSINALA DIA MUNDIAL DA DIABETES

Pólo do Gerês do Centro Municipal de Valências assinalou o “Dia Mundial da Diabetes” com caminhada no Gerês

Para assinalar o Dia Mundial da Diabetes, o Pólo do Gerês do Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro realizou no passado dia 19 de novembro, uma caminhada no Gerês que reuniu 65 participantes.

bousau.jpg

Como se trata de uma doença silenciosa que mata anualmente milhares de pessoas em todo o mundo, estimando-se que em 2030 esta doença afeta uma em cada três pessoas, uma vez mais, o centro municipal de valências promoveu esta atividade que tive por objeto consciencializar a população para a problemática que envolve a doença e divulgar ferramentas importantes para a sua prevenção, alertando para a necessidade de adotar estilos de vida saudáveis, para a importância da prática do exercício físico e para a necessidade de manter uma alimentação saudável e equilibrada.

Para as pessoas que já sofrem de diabetes, atividades como esta visam difundir métodos para melhorar o conhecimento da diabetes de forma a compreender a doença e prevenir as complicações que advém da mesma.
Durante esta atividade e ao longo da semana, noutras ações promovidas pelo centro municipal de valências, foram distribuídas várias dezenas de folhetos com informações úteis para a prevenção e tratamento da doença.

V Campanha de recolha de sangue organizada pelo Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro

Decorreu nos passados dias 16 e 17 de novembro, na Sede do Centro Municipal de Valências, em Moimenta e no Pólo do Gerês, a V companha de recolha de sangue organizada pelo centro municipal de valências em parceria com o Instituto Português do Sangue e da Transplantação, ação que alcançou ótimos resultados, tendo obtido um total de 71 colheitas e 115 inscrições.

Os valores registados foram alcançados com o contributo de muitos terrabourenses que se mobilizaram em prol de uma nobre causa - contribuir para o aumento das reservas de sangue nos hospitais portugueses.

Graças ao espírito solidário de todos estes terrabourenses conseguiu-se superar os objetivos propostos, criando assim motivação para repetir esta iniciativa futuramente, estando já prevista a realização de uma nova colheita no mês de abril do próximo ano.

O Município de Terras de Bouro agradece a todos os que doaram sangue nestes dias pois este seu nobre gesto poderá ajudar salvar vidas.

bousau.png

bousau (2).jpg

bousau (3).jpg

bousau (4).jpg

bousau (5).jpg

bousau (6).jpg

ARCOS DE VALDEVEZ REABILITA PISCINAS MUNICIPAIS

O Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves assinou esta segunda-feira o auto de consignação que dá o aval para o arranque da obra de Reabilitação do complexo das piscinas municipais, a qual conta com um orçamento de 146.500,00 € e com um prazo de execução de 150 dias.

consignacao_obras_piscina.jpg

Com este projeto pretende-se a reabilitação de alguns espaços que se encontram degradados, essencialmente, pela presença de humidades/infiltrações, constando a intervenção do tratamento dessas infiltrações e consequente substituição de revestimentos em corredores de circulação, gabinetes e balneários. Na empreitada está ainda prevista a substituição de caixilharias exteriores degradadas, tratamento de terraços e espaços exteriores circundantes.

De referir que no período entre 19 de Dezembro e 13 de Janeiro a utilização da piscina estará condicionada devido às intervenções nos balneários, no entanto o acesso aos outros espaços do complexo far-se-á normalmente.

Com esta obra a Câmara Municipal pretende criar melhores condições para a prática desportiva e de lazer nas piscinas, nas quais decorrem iniciativas de promoção do bem-estar.

consignacao_obras_piscina2.jpg

TERRAS DE BOURO PROMOVE ACÇÃO DE SENSIBILIZAÇÃO PARA A SEGURANÇA

Operação “Campo Seguro 2016” apresentada na Câmara Municipal de Terras de Bouro.

O Salão Nobre dos Paços do Concelho registou, no dia 21 de novembro, uma assinalável presença de público que assim demonstrou o seu interesse pela importante ação de esclarecimento promovida pelo Gabinete de Apoio ao Agricultor do Município de Terras de Bouro e a Secção de Programas Especiais do Destacamento da GNR da Póvoa de Lanhoso, no âmbito da operação “Campo Seguro 2016.

tttbour (6).JPG

Na abertura da sessão, que abordou de forma exaustiva a prevenção de furtos de materiais agrícolas, os acidentes com tratores e sua devida manutenção, assim como uma apresentação das estatísticas sobre a sinistralidade com veículos agrícolas e respetivo enquadramento legal dos mesmos, o Presidente da Câmara Municipal, Dr. Joaquim Cracel, agradeceu a presença de todos e manifestou o desejo que este encontro contribua para esclarecer algumas dúvidas que possam existir sobre esta matéria, assim como a consciencialização necessária sempre importante para as questões da segurança para quem trabalha diariamente no mundo rural.

tttbour.JPG

tttbour (2).JPG

tttbour (3).JPG

tttbour (4).JPG

tttbour (5).JPG

VILAVERDENSES CAMINHAM PELO TRILHO DA NÓBREGA

Atividades de Natureza enriquecem o programa do Fim-de-semana Gastronómico em Vila Verde

O fim-de-semana que se avizinha, 25 a 17 de novembro, afigura-se como uma oportunidade privilegiada para vilaverdenses e visitantes se deliciarem com as iguarias típicas da gastronomia minhota no Fim de Semana Gastronómico ‘Vila Verde, Capital do Pica no Chão’, evento promovido pelo Município de Vila Verde. Às condições especiais e descontos nas dezenas de restaurantes e espaços de alojamento aderentes somam-se iniciativas planeadas para enriquecer o programa e a experiência dos visitantes. Nota de relevo para as duas atividades de natureza, o Trilho da Nóbrega e a Caminhada Ambiental ‘Zona Ribeirinha entre o Homem e o Cávado’, que vão levar os participantes à descoberta da imensa beleza das paisagens naturais do concelho.

cartaz trilho da nobrega 1.jpg

Durante o fim de semana, destaque ainda para a VI Mostra Doces e Sabores da Nossa Terra e para as ‘Conversas da Letra’, seguidas de uma visita guiada à Cervejaria Artesanal - Letraria (com degustação de cerveja artesanal e cogumelos). O Museu do Linho, o Museu de Arte Sacra das Terras de Regalados, o Museu do Brinquedo e da Brincadeira e o Espaço Namorar Portugal estarão de portas abertas para receber os visitantes, que podem ainda aproveitar para conhecer as encantadoras paisagens naturais e a riqueza do património edificado do concelho.

DSC_0055.JPG

A imensa beleza natural das encostas do Nóbrega

O Trilho da Nóbrega realiza-se no próximo sábado, 26 de novembro. É um percurso circular, de grau de dificuldade médio/moderado, que vai levar os participantes a descobrirem a imensa beleza natural das encostas do Nóbrega, bem como diversos pontos de interesse turístico e cultural daquela zona do concelho de Vila Verde. Durante os 14 Kms do percurso, cerca de 3h30m de caminho de acordo com a estimativa da organização, serão percorridos os ancestrais caminhos de Aboim da Nóbrega, passando pelos Moinhos, Igreja Matriz, Fonte do Dente de Santo, Casa da Pequenina e cascatas (junto ao parque de campismo). Os interessados em participar nesta iniciativa podem fazer a inscrição junto do Parque de Campismo Rural de Aboim da Nóbrega, entidade organizadora do evento, através do telefone 253 348 094, telemóvel 913 936 566 ou do endereço de email campismoaboim@atahca.pt.

Caminhada Ambiental ‘Zona Ribeirinha entre o Cávado e o Homem’

No dia seguinte, 27 de novembro, os amantes da natureza voltam a ter motivos para sorrir, já que o dia começa com a Caminhada Ambiental ‘Zona Ribeirinha entre o Cávado e o Homem’. A iniciativa arranca da praia da Malheira, em Sabariz, e termina na praia do Faial, na Vila de Prado. As deslumbrantes zonas ribeirinhas do concelho de Vila Verde dá o mote para uma atividade que vai levar os participantes a conhecerem a riqueza da fauna e da flora dos principais cursos de água que atravessam o território vilaverdense. Durante os 8 Km de percurso, a organização promete visitar recantos paradisíacos, com paragem em diversos pontos de interesse, como moinhos, açudes, pontes e praias fluviais, entre outros. As inscrições podem ser efetuadas através do contacto 961 318 625, do e-mailadelino.silva@cm-vilaverde.pt ou na Loja de Turismo de Vila Verde (961 317 896).

As iniciativas inserem-se na programação turístico cultural Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde, que de agosto a novembro se desdobra em quase 40 iniciativas de divulgação e promoção da genuína tradição minhota.

cartaz trilho da nobrega 1 (1).jpg

MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO PEDE AO GOVERNO E ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA SUSPENSÃO E REAVALIAÇÃO DO NOVO ESTATUTO DAS ESTRADAS NACIONAIS

O presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, remeteu hoje, dia 22 de novembro, ao Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, ao Presidente da Assembleia da República e aos Grupos Parlamentares, a tomada de posição do Executivo Municipal sobre a regularização de acessos nas estradas sob jurisdição da Infraestruturas de Portugal, SA, tomada de posição essa aprovada por unanimidade na reunião do dia 11 de novembro.

Bandeira do Município de Cabeceiras de Basto (3).JPG

Remeteu igualmente esta deliberação ao Senhor Presidente da República, bem como à Associação Nacional de Municípios Portugueses.

A Câmara Municipal que tem como missão zelar pelos interesses dos munícipes e tendo em conta que estão em causa avultadas taxas a serem pagas, deliberou manifestar total solidariedade com os Cabeceirenses que se veem obrigados a requerer licenças ou autorizações desta natureza e a pagar taxas incomportáveis; manifestar profundo desagrado pela aprovação da Lei nº 34/2015, de 27 de abril, e da Portaria nº 357/2015, de 14 de outubro, que representam um elevadíssimo encargo financeiro, completamente desajustado e desadequado, para os beneficiários de usos privativos do domínio público rodoviário, incluindo as próprias autarquias; e ainda solicitar à Assembleia da República e ao Governo que suspendam com urgência as referidas Lei e Portaria e promovam uma reavaliação do Estatuto das Estradas da Rede Rodoviária Nacional.

Esta situação tem vindo a gerar grande indignação por parte dos beneficiários que afirmaram que, em devido tempo, legalizaram os seus projetos, obtendo para o efeito os necessários pareceres.

A tomada de posição aprovada no passado dia 11 de novembro em reunião do Executivo Municipal apresenta o seguinte teor: “O novo Estatuto das Estradas da Rede Rodoviária Nacional aprovado pela Lei n.º 34/2015, de 27 de abril, entrou em vigor no dia 26 de julho de 2015.

Este novo Estatuto estabelece as regras de proteção da estrada e sua zona envolvente.

Em 14 de outubro de 2015, foi publicada a Portaria n.º 357/2015, dos Ministérios das Finanças e da Economia que fixou o valor das taxas a cobrar pela Infraestruturas de Portugal, SA pelos usos privativos do domínio público rodoviário do Estado, bem como pelas autorizações previstas no referido Estatuto.

Em 26 de julho de 2016, a Infraestruturas de Portugal, SA tornou público um Edital informando sobre os procedimentos a desenvolver para a regularização de acessos nas estradas sob jurisdição daquela empresa no Município de Cabeceiras de Basto, fixando o prazo de 30 dias úteis para que os beneficiários dos mencionados acessos procedessem ao seu licenciamento.

A Câmara Municipal tomou agora conhecimento de que os Munícipes que têm acessos para as estradas nacionais 205, 206 e 210 que atravessam o concelho, e que não detinham qualquer licença ou autorização, estão a ser notificados, alguns deles pela GNR em casa, para procederem nos termos do referido Edital, mostrando-se aqueles indignados pela forma e pelas taxas a pagar.

É verdade que o novo regime de taxas está previsto na Lei, mas do seu verdadeiro e brutal impacto tomamos agora consciência a partir das manifestações de indignação dos nossos munícipes.

Com efeito, estão previstas taxas de 500,00 euros para informar processo, 200,00 euros pela emissão de parecer, 250,00 euros pela realização de vistoria extraordinária ou 300,00 euros pela revalidação de licença ou autorização. A estes montantes acrescem, entre outros, valores a pagar anualmente pela ocupação ou utilização do solo de 0,1 euros a 4 euros por m2 ou, ainda, de 0,3 euros por m2 de área coberta ou descoberta de instalações comerciais, industriais ou de serviços onde se desenvolva a atividade, incluindo áreas de estacionamento. Para além das taxas fixadas de referir as elevadas coimas previstas para os cidadãos que não promovam a respetiva legalização nos prazos definidos.

Esta Lei e correspondente Portaria representam um elevado encargo para os munícipes que tenham acessos às estradas municipais.

Esta Lei e respetiva Portaria podem aliás configurar também alguma sobreposição com a tutela municipal sobre o espaço público que importará esclarecer.

Esta Lei e respetiva Portaria não fazem qualquer discriminação positiva dos territórios do interior já a braços com custos acrescidos e muito significativos, decorrentes da interioridade.

Esta Lei e respetiva Portaria apresentam regras e taxas desproporcionadas tendo em conta a realidade económica e financeira do nosso concelho, da região e do país.

Esta Lei e respetiva Portaria não acautelam os legítimos direitos dos munícipes com acesso às estradas nacionais, a maior parte com licenciamento obtido há já dezenas de anos.

Esta Lei e respetiva Portaria não asseguram aos munícipes o acesso à informação, por parte da Infraestruturas de Portugal, SA, quanto ao dever de regularização de acessos às estradas nacionais, desconhecendo estes se estão ou não obrigados a qualquer procedimento.

Esta Lei e respetiva Portaria configuram, possivelmente, a violação de direitos adquiridos e até uma dupla penalização para quantos se viram obrigados a ceder ao domínio público a área de acesso e afastamento da via, bem como tiveram a obrigação da respetiva pavimentação.

Salvo melhor opinião, a Infraestruturas de Portugal, SA tem competência sobre a rede de estradas, mas não sobre os acessos e as áreas contíguas, pelo que não se entendem nem as exigências constantes da Lei e respetiva Portaria, muito menos os encargos daí decorrentes para os munícipes.

Por isso, a Câmara Municipal, hoje reunida, delibera:

  1. Manifestar total solidariedade com os Cabeceirenses que se veem obrigados a requerer licenças ou autorizações desta natureza e a pagar as taxas incomportáveis;
  2. Manifestar estranheza pela aprovação da Lei nº 34/2015, de 27 de abril, e da Portaria nº 357/2015, de 14 de outubro, que parece configurar normas ilegais, na medida em que determina a sua aplicação com efeitos retroativos;
  3. Manifestar igualmente profundo desagrado pela aprovação das referidas Lei e Portaria que representam um elevadíssimo encargo financeiro, completamente desajustado e desadequado, para os beneficiários de usos privativos do domínio público rodoviário, incluindo as próprias autarquias;
  4. Solicitar ao Governo que suspenda com urgência a referida Portaria e promova uma reavaliação do Estatuto das Estradas da Rede Rodoviária Nacional e, particularmente do novo regime de taxas que a mesma estabelece, a qual não poderá deixar de ter em conta os direitos adquiridos e as realidades económicas e sociais dos diferentes territórios;
  5. Solicitar à Assembleia da República que suspenda com urgência a Lei nº 34/2015, de 27 de abril, e promova a sua alteração, remetendo esta tomada de posição ao Senhor Presidente da Assembleia da República e aos Grupos Parlamentares;
  6. Remeter a presente tomada de posição à Associação Nacional de Municípios Portugueses com um pedido de intervenção junto da Assembleia da República e do Governo no sentido de reforçar a necessidade de suspender os mencionados instrumentos legais;

Remeter também esta tomada de posição ao Senhor Presidente da República com um pedido de intervenção na defesa dos interesses e dos direitos dos cidadãos”.

MUNICÍPIO DE CAMINHA, COMERCIANTES E INSTITUIÇÕES INVESTEM FORTE NUMA RECHEADA AGENDA DE NATAL

Programação já arrancou: são quarenta dias, quarenta eventos e 16 promotores envolvidos

Quarenta dias, quarenta eventos e 16 instituições envolvidas -  a Agenda de Natal de Caminha foi ontem divulgada e as primeiras atividades já estão a acontecer. A partir de agora e até aos primeiros dias de 2017, há motivos acrescidos para estar ou visitar o concelho. Teatro, cinema, música, passeios, sabores, a agenda é longa e representa um esforço conjunto, “de equipa”, para dinamizar a economia e consolidar a marca Caminha como destino turístico.  

Agenda Natal.jpg

A informação recolhida na última semana de 2015 mostra que a procura do concelho por essa altura é comparável à da melhor época de verão, “pico” normalmente atingido no mês de agosto. Esta é uma das razões pelas quais o Município decidiu reforçar a programação de Natal e Fim de Ano, envolvendo comerciantes, Juntas de Freguesia e instituições em geral, ao todo 16, que, em parceria com a Câmara Municipal, contruíram uma agenda diversificada, com atividades e eventos capazes de atrair todo o tipo de público.

O programa é recheado, conforme salientou o presidente da Câmara. Há mais ações de rua e mais animação em geral, de elevada qualidade, mas onde não falta a solidariedade e a consciência ambiental. Neste último caso, o destaque vai para a plantação de mais de 800 pinheiros, numa ação que, por esta altura, como que inverte toda a lógica associada ao pinheiro de Natal. “Nós sabemos bem o valor de cada pinheiro que perdemos”, disse Miguel Alves, referindo-se aos incêndios de verão, que dizimaram mato e não só em sete freguesias. Convidando mais de 800 crianças a plantar pinheiros, numa atividade desenvolvida com os Baldios de Riba de Âncora, a intenção é também deixar uma mensagem positiva, que de reagimos à perda e vamos “dar a volta”. 

Este será um Natal “luminoso”, para que as nossas lojas se possam mostrar, com sabores tradicionais, destacando-se a “rota da rabanada”, açúcar que poderá ser consumido nos passeios de bicicleta, caminhadas e corridas, sempre na companhia do Pai Natal.

A programação arrancou ontem, como referimos, e o melhor será mesmo ter a “Agenda de Natal” à mão. Destaque ainda, já nos dias 3 e 4 de dezembro, para a II Festa da Marioneta Lusogalaica – Maluga, que trará teatro de marionetas, workshops e exposições e para a última noite do ano, em Caminha, “onde o norte passa o ano”. Marta Ren & The Groovelvets é a atração principal, numa noite que se prevê longa.

AGENDA DE NATAL

21 NOVEMBRO A 07 DEZEMBRO

CAMPANHA LAÇOS DE NATAL

ANGARIAÇÃO DE BRINQUEDOS

Mais informações em www.cm-caminha.pt

QUI 01 DEZEMBRO | 16H00

CONTOS DE NATAL

APRESENTAÇÃO DO LIVRO

DE MARIA JOSÉ AREAL

Local: Biblioteca Municipal de Caminha

01 A 31 DEZEMBRO

ROTA DA RABANADA

Local: Restaurantes, pastelarias e cafés aderentes do Concelho de Caminha

QUI 01 DEZEMBRO | 19H00

INAUGURAÇÃO

DA ILUMINAÇÃO DE NATAL

Local: Terreiro, Caminha

QUI 01 DEZEMBRO | 19H30

INAUGURAÇÃO

DA ILUMINAÇÃODE NATAL

Local: Praça da República, Vila Praia de Âncora

01 A 19 DEZEMBRO

O NATAL NA MINHA VIDA

A partilha do espirito de Natal através

da rede social Facebook

Envio dos suportes (fotografia original acompanhada de texto

e música) para cultura@cm-caminha.pt

A partir de 20 de dezembro - Publicação do Álbum

Mais informações em www.cm-caminha.pt

03 E 04 DEZEMBRO

II FESTA DA MARIONETA

LUSOGALAICA - MALUGA

TEATRO DE MARIONETAS, WORKSHOPS E EXPOSIÇÃO

Local: Caminha

SÁB 03

10H00 - 12H30

OFICINAS DIVERTIDAS

“OLHAPINS E OLHARAPOS” - CONSTRUÇÃO

DE MARIONETAS EM ESPONJA

Por Teatro e Marionetas de Mandrágora

16H00

TEATRO DOM ROBERTO

TEATRO TRADICIONAL PORTUGUÊS

DE MARIONETAS

Por S.A. Marionetas - Teatro & Bonecos

17H00

HISTÓRIA DE UM GATO E DE UM RATO

QUE SE TORNARAM AMIGOS

Por Teatro e Marionetas de Mandrágora

 DOM 04

10H30 - 11H30

OFICINAS DIVERTIDAS

“MARIONETAS NAS MÃOS”

- CONSTRUÇÃO DE MARIONETAS

Por Teatro Babaluva

16H00

TEATRO DOM ROBERTO

TEATRO TRADICIONAL PORTUGUÊS

DE MARIONETAS

Por S.A. Marionetas - Teatro & Bonecos

17H00

LUME

TEATRO DE MARIONETAS

Por Teatro Babaluva

QUI 08 DEZEMBRO | 21H00

III CONCERTO DE ÓRGÃOS DE TUBOS

COMEMORAÇÕES DOS 500 ANOS DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE CAMINHA

Local: Igreja da Misericórdia, Caminha

SÁB 10 DEZEMBRO

AS ELFAS DO PAI NATAL

VÃO DE FÉRIAS

15H00 - Valadares, Teatro Municipal - Caminha

17H00 - Centro Cultural de Vila Praia de Âncora

10 E 11 DEZEMBRO | 09H00 – 17H00

FEIRA DE TRADIÇÕES DE NATAL

ARTESANATO E PRODUTOS TRADICIONAIS LOCAIS

Local: Terreiro, Caminha

14 E 19 DEZEMBRO | 18H00

WORKSHOP DE DOÇARIA TRADICIONALDE NATAL

- RABANADAS E SONHOS

QUA 14

Local: Sede da Junta de Freguesia de Lanhelas

SEG 19

Local: Centro Paroquial e Social de Riba de Âncora

QUI 15 DEZEMBRO

PLANTE UM PINHEIRO DE NATAL

Público-alvo: Comunidade Escolar do Concelho de Caminha

Local: Riba de Âncora

SEX 16 DEZEMBRO | 21H30

CONCERTO DE NATAL

ORFEÃO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Local: Igreja Paroquial de Moledo

17 E 18 DEZEMBRO | 09H00 – 17H00

FEIRA DE TRADIÇÕES DE NATAL

ARTESANATO E PRODUTOS

TRADICIONAIS LOCAIS

Local: Praça da República, Vila Praia de Âncora

17 E 18 DEZEMBRO

CONTO DE NATAL, OFICINA

DE CONSTRUÇÃO DE MARIONETA

E FOTOGRAFIA COM O PAI NATAL

SÁB 17

10H00 – 12H00 - Praça Conselheiro Silva Torres,Terreiro, Caminha

15H00 – 17H00 - Praça da República, Vila Praia de Âncora

DOM 18

10H00 – 12H00 - Praça da República, Vila Praia de Âncora

15H00 – 17H00 - Praça Conselheiro Silva Torres , Terreiro, Caminha

DOM 18 DEZEMBRO | 10H00 PASSEIO DE PAI NATAL EM BICICLETA,

CORRIDA E CAMINHADA

Concentração e partida: Praça da República em Vila Praia de Âncora e chegada ao Parque do Ferry Boat em Caminha.

DOM 18 DEZEMBRO | 14H30

3ª CAMINHADA DO PAI NATAL

MOLEDO > CAMINHA > MOLEDO

Local: Concentração no Centro Social Paroquial de Moledo

DOM 18 DEZEMBRO | 18H30

CONCERTO DE NATAL

ORFEÃO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Local: Igreja da Misericórdia de Caminha

19 A 23 E 26 A 30 DEZEMBRO | 10H00 - 12H00

OFICINA DE TEATRO

DE NATAL PARA CRIANÇAS

Local: Edifício dos Paços do Concelho, Caminha

Público-alvo: Crianças e jovens dos 6 aos 14 anos de idade

Mais informações: krisalida.acam@gmail.com

T 960 115 415

QUA 21 DEZEMBRO | 21H30

CONCERTO DE NATAL DA TUNA DA UNIVERSIDADE SÉNIOR DO ROTARY

CLUB DE CAMINHA

Local: Igreja de Santa Clara, Caminha

QUI 22 DEZEMBRO | 21H30

CONCERTO DE NATAL DA AMFF

Local: Igreja Matriz de Caminha

SEX 23 DEZEMBRO | 21H30

CONCERTO DE NATAL

ORFEÃO DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

Local: Igreja Matriz de Vila Praia de Âncora

SÁB 24 DEZEMBRO | 10H00 - 12H00

FOTOGRAFIA COM O PAI NATAL

Local: Praça Conselheiro Silva Torres - Terreiro e Caminha e Praça da República, Vila Praia de Âncora

SEX 30 DEZEMBRO | 20H00 - 23H00

PRESÉPIO VIVO E AUTO DE NATAL

Pelo Grupo de Teatro da Freguesia de Lanhelas

Local: Lanhelas

SÁB 31 DEZEMBRO | 23H30

CAMINHA,

ONDE O NORTE PASSA O ANO

CONCERTO DE MARTA REN

& THE GROOVELVETS

ATUAÇÃO DO GRUPO DE COVERS XORNAS

Local: Praça Conselheiro Silva Torres - Terreiro, Caminha

DOM 01 JANEIRO | 17H00

CONCERTO DE ANO NOVO

SOCIEDADE MUSICAL BANDA LANHELENSE E CORAL POLIFÓNICO

DE VILA NOVA DE CERVEIRA

Local: Valadares, Teatro Municipal - Caminha

08, 15, 22 E 29 DEZEMBRO | 21H30

FITAS DE NATAL

Local: Valadares, Teatro Municipal - Caminha

11 E 18 DEZEMBRO | 15H00

FITAS DE NATAL INFANTIS

Local: Valadares, Teatro Municipal - Caminha

Agenda Natal1.jpg

ESPOSENDE MELHORA SANEAMENTO EM MARINHAS

Município de Esposende investe 1, 7 milhões de euros no alargamento da rede de saneamento de Marinhas

Numa intervenção estimada em 1,7 milhões de euros, o Município de Esposende vai proceder à instalação da rede de saneamento básico no lugar do Monte, em Marinhas.

marinhas.jpg

Para além da instalação da rede de drenagem de águas residuais domésticas, a empreitada contempla a remodelação da rede de abastecimento de água e a ampliação e remodelação da rede de drenagem de águas pluviais, incluindo a reposição de pavimentos na plataforma total dos arruamentos.

Ao longo da última década foram efetuados investimentos significativos na área do saneamento básico em Marinhas, de acordo com as prioridades sentidas pelo município, infraestruturando as zonas dos aglomerados mais densos e colmatando as zonas mais críticas sob o ponto de vista da salubridade.

Considerando que Marinhas apresenta praticamente em toda a sua extensão um solo extremamente rochoso, com predominância granítica de elevada dureza, que se traduz numa reduzida capacidade de infiltração dos solos e na ineficácia dos órgãos particulares de tratamento de águas residuais, a empresa municipal Esposende Ambiente, elaborou, em 2006, um projeto para as infraestruturas de saneamento básico para a globalidade da freguesia, tendo entretanto concretizado diversas empreitadas, nomeadamente nos lugares de Igreja, Rio de Moinhos, Pinhote e Góios.

A empreitada que vai agora ser executada no lugar do Monte faz parte desse projeto global, que foi reformulado e perfeitamente enquadrado nos condicionalismos atualmente existentes.

As novas infraestruturas irão servir cerca de 200 habitações, estimando-se que mais de 600 habitantes possam ser beneficiados. A obra tem um prazo de execução de cerca de um ano e meio e deverá ter início no segundo trimestre de 2017.

Esta intervenção insere-se num conjunto de novas empreitadas em infraestruturas básicas que o Município, por si e através da Esposende Ambiente, irá concretizar. Refira-se que atualmente o concelho apresenta uma taxa de cobertura de 85% ao nível da rede de saneamento básico, posicionando-se claramente na linha da frente dos municípios do país, o mesmo se referindo relativamente ao abastecimento de água, com uma cobertura na ordem dos 100%.

saneamento (1) (1).jpg

NOVA IGREJA DE SÃO TIAGO DE ANTAS VALORIZA FAMALICÃO

Novo centro religioso de São Tiago de Antas é inaugurado no próximo domingo, 27 de novembro, pelas 15h00

A nova igreja de São Tiago de Antas abre as portas à comunidade no próximo domingo, 27 de Novembro, a partir das 15h00, com uma missa inaugural presidida pelo Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga.

image49376.jpeg

O templo que se distingue pela arquitetura moderna e arrojada faz parte de um conjunto urbanístico que veio dar uma nova centralidade à cidade.

O espaço recebeu, esta segunda-feira, a visita do presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, e dos representantes do Conselho Económico e Pastoral de Santiago de Antas.

Paulo Cunha felicitou o trabalho desenvolvido pela comunidade paroquial, mostrando-se muito satisfeito “com o novo espaço e a forma harmoniosa como o passado e o presente convivem lado a lado”. De um lado está a Igreja românica de Santiago de Antas, monumento de grande valor patrimonial com cerca de oito séculos de história e do outro a nova Igreja com um projeto contemporâneo da autoria do arquiteto Hugo Correia. A ligação faz-se através de um espaço integrador, funcional e harmonioso, na vizinhança do Parque da Devesa, o ex-libris ambiental de Vila Nova de Famalicão.

“É uma nova área ao serviço da comunidade que se abre à cidade, num contexto de proximidade”, realçou o autarca destacando “a requalificação urbanística de toda esta zona como uma mais valia para o concelho e para as pessoas”.

Além disso, com a construção da nova igreja liberta-se a igreja românica de uma ocupação constante permitindo a sua salvaguarda enquanto património histórico cultural . “O novo templo vem contribuir para uma maior valorização e preservação da antiga igreja”, explicou ainda o autarca. Erguida no século XIII como igreja de um mosteiro que pertenceu à Ordem dos Templários, o edifício foi  classificado como Imóvel de Interesse Público em 1958.

De resto, durante as obras de requalificação urbanística da zona envolvente à igreja foram descobertos um conjunto de achados arqueológicos que trouxeram à luz do dia uma antiga necrópole que remonta ao século XII. A descoberta foi feita por uma equipa de arqueólogos que, sob a orientação da Direção Regional de Cultura do Norte e tendo em conta o interesse patrimonial do monumento, acompanharam as obras junto à igreja românica. Ao todo, foram identificados e intervencionados 75 sepulturas.

image49385.jpeg

NOVA IGREJA SERVE NECESSIDADES DA COMUNIDADE

A nova igreja que se distingue pelo arrojo e pela modernidade, sobressai na paisagem famalicense, constituindo um motivo de orgulho para a comunidade religiosa, como frisou o pároco de Antas, Agostinho Alves. O pároco não esconde a satisfação pela obra concretizada:“as pessoas acham esta igreja espetacular, muito bonita, um encanto e nós também achamos”, destacou, salientando, principalmente a utilidade e necessidade da estrutura, que vai servir uma comunidade paroquial de oito mil habitantes.

“Era uma obra urgente para a paróquia. Esta igreja vai permitir, mais assistência religiosa, melhores condições para o culto e para o atendimento à população”, sublinhou o Padre Agostinho, explicando que “desde há várias décadas que a obra era necessária, a antiga igreja tem a sua arquitetura e a sua história, mas era insuficiente”.

Projetada em forma oval, “em significado alusivo a Jesus que abraça o seu povo”, os anéis exteriores da nova Igreja simbolizam a coroa de espinhos de Cristo.

Para além da igreja com capacidade para 500 lugares sentados, o edifício é ainda constituído por um Centro Pastoral constituído por um salão polivalente e sete salas para catequese.

A construção da nova igreja implicou um investimento de 3,2 milhões de euros. A Câmara Municipal para além da cedência do terreno, atribuiu vários apoios no valor total de 230 mil euros, que comparticiparam o projeto e obra.

As obras de reabilitação urbana da zona envolvente, com projeto de Hugo Correia e Jorge Maia, implicaram um investimento municipal de 600 mil euros.

Para o presidente da União de Freguesias de Antas e Abade de Vermoim, Manuel Alves, “esta obra é uma mais-valia para a freguesia, que está bem-enquadrada com a paisagem e valoriza esta área”.

image49388.jpeg

BARCELOS RECEBE RECITAL EM HONRA DE SANTA CECÍLIA

Concerto em honra de Sta. Cecília no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Guimarães

O Salão Nobre da Câmara Municipal de Barcelos recebe no dia 26 de novembro, às 21h30, um recital de canto e piano pela soprano Ana Sofia Vintena e pelo pianista Nuno Areia.

recitalbarc.jpg

Este concerto em honra de Sta. Cecília, santa cristã, padroeira dos músicos e da música sacra, passará por canções portuguesas de J. Croner de Vasconcelos sobre poemas de Camões, e de J. Vianna da Motta. Visitará a canção inglesa, com peças de A. Beach e R. Quilter de caráter romântico e contemplativo. Passará ainda pelas sonoridades marcantes da canção francesa do século XX de F. Poulenc e E. Satie, pela paixão e entrega da canção alemã de E. Grieg, terminando com árias de ópera de F. Léhar e de G. Rossini, mostrando o lirismo virtuoso do bel canto italiano."

EXPOURENSE DISTINGUE PONTE DE LIMA PELA INOVAÇÃO NA COOPERAÇÃO TRANSFRONTEIRIÇA

Município de Ponte de Lima recebe prémio em Espanha pela Atividade Inovadora na Cooperação Transfronteiriça

O Município de Ponte de Lima recebeu o prémio especial - Atividade Inovadora na Cooperação Transfronteiriça -, pela inovação e dinamização do projeto "Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta", distinção atribuída pela Expourense. A entrega do prémio decorreu durante as comemorações do Dia Mundial da Qualidade que a Expourense promoveu pela sexta vez consecutiva.

DSC_0436 (Medium).JPG

Reconhecimento e inovação ao êxito da campanha ‘Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta’, justificaram esta distinção ao Município de Ponte de Lima, que mantém a aposta no projeto 'Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta', como forma de promover e valorizar os seus recursos endógenos, os produtos e serviços dos vários setores económicos, contribuindo para o aumento da atratividade e visibilidade turística do concelho e da região, nomeadamente junto da Galiza, através da realização de um conjunto de parcerias e ações específicas para o efeito.

O prémio foi entregue ao Vereador do Turismo da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Paulo Barreiro de Sousa, sendo acompanhado pelo Vereador do Desporto, Vasco Ferraz, durante a entrega dos prémios “Lideres em Qualidade”, que decorreu no dia 10 de novembro, em Ourense – Espanha.

DSC_0465 (Medium).JPG

DSC_0480 (Medium).JPG

VIZELA HOMENAGEIA PADRE CONSTANTINO MATOS

Autarquia presta homenagem a Padre Constantino Matos de Sá com atribuição de toponímia

O Executivo Municipal vota, em reunião de Câmara da próxima quinta-feira, a atribuição da toponímia Avenida Padre Constantino Matos de Sá à ligação da Via Alternativa à EN 106 à Rua Bráulio Caldas, perpetuando o seu nome na história da toponímia do Município.

Obra Palarela 106.jpg

A proposta do Executivo Municipal, na pessoa do Presidente da Câmara, foi apresentada na reunião ordinária da Comissão Municipal de Toponímia, realizada a 27 de outubro, como reconhecimento da Câmara Municipal pela dedicação e trabalho deste ilustre vizelense ao serviço do Município de Vizela.

Entendeu o Presidente da Câmara Municipal, ao propor a atribuição desta toponímia que ‘este era o momento para homenagear uma grande figura do Município de Vizela, reconhecida por todos pelo trabalho realizado, tanto a nível paroquial como social, junto da comunidade vizelense. A sua capacidade e visão permitiram dinamizar atividades e parcerias e desenvolver projetos muito importantes para o Município de Vizela’.

De destacar que o Padre Constantino Matos de Sá completou este ano 46 anos de sacerdócio, sempre na Comunidade Paroquial de São Miguel das Caldas de Vizela. É, desde julho de 2013, Arcipreste de Guimarães e Vizela.

Mas, desde sempre, esteve ligado a várias instituições como a Associação dos Dadores Benévolos de Sangue e esteve na origem da Rádio Vizela, da Fundação S. Miguel e do Núcleo da Cruz Vermelha de Vizela. Foi apoiante na criação da Confraria de São Bento das Pêras, tendo sido o primeiro Presidente da Comissão Administrativa.

O movimento rotário é um dos projetos sociais em que está envolvido e o Centro Social Paroquial de S. Miguel a obra que criou com as valências de ATL, Lar de Idosos, Apoio ao Domicílio e Centro de Dia e Convívio.

Já a 19 de março de 2011, a Câmara Municipal de Vizela conferiu-lhe a Medalha de Mérito Municipal, Grau Ouro, condecoração atribuída na sessão solene comemorativa do 14.º aniversário do Município de Vizela.

A atribuição desta toponímia traduz-se em mais um reconhecimento público da Câmara Municipal a um homem cujo nome ficará, desta forma, e para sempre, ligado ao Município de Vizela.

Na reunião ordinária da Comissão Municipal de Toponímia, realizada a 27 de outubro, foi também aprovada, por proposta da União de Freguesias de Tagilde e Vizela (São Paio), a toponímia Caminho Manuel Jorge de Oliveira Baptista Faria, que foi membro da Assembleia de Freguesia de S. Paio e Secretário da Junta daquela freguesia.

Este sampaiense, não sendo nascido na terra, participou ativamente nas instituições e associações da freguesia. O seu trabalho em prol da freguesia foi e é reconhecido por todos, permitindo ajudar gratuitamente os seus habitantes nos mais diversos problemas, mais especificamente na área contabilística, da qual tinha formação e exercia a sua profissão.

Assim sendo, entendeu a União de Freguesias de Tagilde e Vizela (São Paio), que ‘pessoas como Manuel Jorge de Oliveira Baptista Faria devem merecer o reconhecimento da comunidade e ser homenageadas, tendo em consideração que são pessoas que ajudam os outros sem pedir nada em troca. Merecem por isso o nosso reconhecimento e agradecimento’.

EXTINÇÃO DA SOCIEDADE GESTORA DOS EQUIPAMENTOS DE BRAGA PERMITIRÁ POUPANÇA DE 90 MILHÕES DE EUROS

Proposta de liquidação será apresentada aos accionistas em assembleia-geral

O Município de Braga irá apresentar, no próximo dia 30 de Novembro, em sede de assembleia-geral da Sociedade Gestora de Equipamentos De Braga (SGEB), uma proposta aos parceiros privados que visa a extinção, em 2017, desta parceria criada pelo anterior Executivo Socialista.

CMB22112016SERGIOFREITAS0000003631.jpg

A liquidação da SGEB permitirá à Autarquia poupar, no total, uma verba de 90 milhões de euros, sendo que o processo não implicará o pagamento de indemnizações aos parceiros privados. Neste momento, a Câmara Municipal despende uma verba superior a 6 milhões de euros anuais para o pagamento de rendas dos equipamentos à SGEB.

“Nestes moldes, a SGEB custaria, no final dos 25 anos de duração previstos e só contabilizando as obras já executadas, cerca de 150 milhões de euros aos cofres Municipais. Atendendo a esta situação, a nossa prioridade, desde o primeiro momento, foi encontrar forma de extinguir a sociedade e estudar outras soluções para os equipamentos previstos e não realizados”, afirmou em conferência de imprensa Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, referindo que, após o actual Executivo ter tomado posse, apenas foram terminadas as obras em curso e suspendeu-se a construção de novos projectos.

O concurso original da SGEB, delineado pelo anterior Executivo, previa um investimento de 65 milhões de euros que incluíam 38 campos, 9 pavilhões, uma piscina olímpica e pavilhão multiusos - no âmbito do Parque Urbano Norte -, o Centro Cívico de São Vicente, o Edifício Multiusos de Sequeira e o projecto do Monte Picoto. Destes 65 milhões, concretizaram-se apenas projectos no valor estimado de 35 milhões de euros, sendo que o custo real dessas obras ultrapassou largamente o previsto, fixando-se em 54 milhões de euros.

A concretizar-se a extinção da SGEB, os equipamentos serão internalizados - encerrando-se os contratos de arrendamento - e continuarão ao serviço da população. “O Município irá contrair uma dívida bancaria de 50 milhões de euros para proceder ao processo de internalização e liquidar todos os passivos da sociedade referentes a fornecedores, suprimentos e divida à banca. Isto equivale a um valor mensal de 3 milhões de euros, metade do que actualmente está a ser pago em rendas para a SGEB”, salientou o Autarca, explicando que esta diferença monetária está relacionada com as condições mais vantajosas do empréstimo que a Autarquia irá assumir, em comparação com as condições de financiamento elevadas assumidas pela SGEB.

Neste processo de extinção, os accionistas terão direito a um valor referente ao diferencial entre o que a Câmara Municipal paga de rendas e os custos financeiros suportados. Este diferencial existe porque, nos contratos originais, o valor das rendas não foi indexado aos custos financeiros com o empréstimo, que têm vindo a decrescer. “No final dos 25 anos, o montante desse diferencial seria de 30 milhões de euros. Já que se prevê que a sociedade não dure esse tempo, calculamos o valor actual, que se situa na casa dos 3 milhões de euros, dos quais 51% serão distribuídos pelos privados e 49% para a Autarquia”, adiantou.

Ricardo Rio afirmou também que acredita ´estarem reunidas as condições´ para que os parceiros privados não coloquem obstáculos à liquidação da sociedade e, nesse sentido, permitam a aprovação da proposta na próxima assembleia-geral.

«SGEB representou período negro para o interesse público»

Reconhecendo a necessidade de intervenção nos equipamentos desportivos do Concelho, o Autarca mostrou-se extremamente crítico com o modelo adoptado pelo anterior Executivo Socialista. “Esta sociedade foi constituída em 2009 por motivos puramente eleitoralistas, sem qualquer tipo de planeamento prévio ou análise das necessidades do território. Representou um período negro para o interesso público do ponto de vista financeiro, do rigor e da transparência”, afirmou, denunciando o que considerou ser uma ´gestão nociva´ dos recursos públicos.

Como referiu Ricardo Rio, este processo de liquidação da SGEB representa uma ´inversão completa´ do modelo de gestão da Autarquia: “Durante este tempo, andou-se a deitar dinheiro pela janela. Esse tempo de despesismo e irresponsabilidade terminou. Enquanto uns gastaram para outros pagarem, nós estamos a pagar para que outros não tenham de gastar”.

Deste modo, destacou ainda o Autarca, a Câmara Municipal terá directamente reflectidas nas suas contas a dívida bancaria e os encargos que terá de suportar no futuro, o que não acontecia com a SGEB. “Com a sociedade existia uma dívida encapotada, pelo que este processo tem a vantagem de permitir aumentar o nível de transparência da gestão Municipal”, concluiu.

GUIMARÃES MELHORA ARRUAMENTOS

INTERVENÇÃO COMEÇA ESTA QUARTA-FEIRA

Câmara de Guimarães beneficia arruamentos em Briteiros S. Salvador e Briteiros Santa Leocádia

Trabalhos principiam esta quarta-feira. Obra orçada em cerca de 350 mil euros fica concluída em fevereiro do próximo ano.

Guimaraes_Obras_Briteiros.jpg

A Câmara Municipal de Guimarães inicia esta quarta-feira, 23 de novembro, a beneficiação de três arruamentos na União de Freguesias de Briteiros S. Salvador e Briteiros Santa Leocádia. Com um prazo de execução de 90 dias, a obra, com um valor de adjudicação de 348.842,75 euros, montante ao qual acresce a taxa de IVA em vigor, compreende as ruas de Santa Leocádia, Agrela e João Antunes de Guimarães, estas duas últimas situadas em Briteiros S. Salvador.

A empreitada principia esta quarta-feira na Rua de Santa Leocádia, com a limpeza de aquedutos existentes, seguindo-se no dia 28 de novembro o início da intervenção na Rua da Agrela com a execução da rede de águas pluviais. Nestes dois arruamentos, serão melhorados os sistemas de drenagem, enquanto o pavimento betuminoso será regularizado e desempenado, de modo a melhorar as condições de circulação rodoviária.

Na Rua João Antunes de Guimarães, propõe-se o melhoramento da drenagem, com a construção de uma nova rede de águas pluviais, execução de passeios e reordenamento do estacionamento existente, na envolvente do setor residencial, assim como a ligação entre percursos existentes e propostos, permitindo o resguardo dos seus utilizadores. O pavimento betuminoso será regularizado e desempenado, também com o objetivo de melhorar as condições de circulação rodoviária.

CELORICENSES CORREM EM TORRES VEDRAS

Clube Atlético de Codessoso, em Celorico de Basto, participou no Corta Mato Nacional de Torres Vedras

19 dos 22 atletas que integram a Escola Prof. Fernando Peixoto do Clube Atlético de Codessoso participaram no Campeonato Nacional de Corta Mato que decorreu no dia 19 de novembro, em Torres Vedras.

_DSC2100.jpg

“Tendo em conta as condições meteorológicas e o estado do terreno, os nossos atletas portaram-se muito bem, cheios de garra e vontade de chegar ao fim. Competimos contra grandes escolas de atletismo do país e esse facto, só veio reforçar que temos atletas com muita vocação para a modalidade, capazes, com treino e dedicação, de atingir grandes palmarés” disse João Carlos Oliveira, treinador do Clube Atlético de Codessoso.

Estes atletas estão a competir no Corta Mato Regional de Braga e da Região norte, fazem provas de estrada, provas de pista coberta e pista descoberta.

“É com orgulho que vejo esta modalidade a “correr” a passos largos para a meta, passo a redundância. Ao longo dos anos temos vindo a criar condições para que esta modalidade cresça, sabemos que ainda temos muito trabalho pela frente mas, passo a passo, vamos conseguindo infraestruturas de qualidade que permitem aos atletas outras condições de treino e por consequências, resultados” disse o vereador do Desporto, Fernando Peixoto.

Importa salientar que no ano passado o campeão nacional de Corta Mato adaptado era atleta ao Clube Atlético de Codessoso, o que realça a capacidade do clube.

Os atletas do Clube Atlético de Codessoso treinam às segundas, quartas e sextas na ecopista de Celorico de Basto e no Parque Urbano do Freixieiro.

BARCELOS APOIA FREGUESIAS

Câmara Municipal aprova apoios a Juntas de Freguesia

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou, em reunião ordinária de 21 de novembro, um conjunto de apoios sociais a alunos do concelho.

A Câmara Municipal de Barcelos, ciente das suas atribuições, tem contribuído de forma significativa no apoio socioeconómico às famílias carenciadas e a todas aquelas que necessitam de ajuda, para que os seus filhos tenham mais e melhor possibilidade de sucesso no ensino/aprendizagem, integração social e, claro, qualidade de vida. Neste sentido, foi aprovada a isenção de refeições a alunos do pré-escolar e do 1º ciclo e a comparticipação em 50% da refeição (escalão B) a alunos do 1º ciclo.

Outras deliberações

Na reunião do executivo foi ainda deliberado aprovar um conjunto de subsídios a dezasseis juntas de freguesia, no valor de cerca de 150 mil euros, destinado a várias obras na rede viária, ampliação e requalificação de cemitérios, construção de muros, drenagem de águas pluviais e diversas iniciativas das freguesias.

Nota: As propostas foram aprovadas por unanimidade, à excepção da proposta nº 30 que foi aprovada por maioria.

FADISTA ANA MOURA REGRESSA A FAMALICÃO

Ana Moura regressa em dezembro à Casa das Artes. Fadista portuguesa sobe ao palco do grande auditório nos dias 2 e 3 de dezembro.

Ana Moura está na estrada com o seu último álbum – “Moura” – e Vila Nova de Famalicão vai entrar no mapa da digressão nacional da fadista portuguesa com dois grandes concertos na Casa das Artes, agendados para os dias 2 e 3 de dezembro. 

Ana Moura.jpg

Esta será assim a terceira vez que Ana Moura pisa o palco do grande auditório do espaço cultural famalicense, depois de aqui ter atuado em 2009 e 2013.

Desta vez, a cantora traz na bagagem o seu sexto trabalho de originais, lançado em novembro do ano passado. “Dia de Folga” é um dos treze temas que compõem “Moura”, que foi já reconhecido com o galardão de Dupla Platina e que se prepara para ser reeditado, esta sexta-feira, dia 25, com o lançamento de uma edição Super Deluxe, que junta ao CD outros três discos – um com um documentário sobre a tour “Moura” (produzido pelo jornal online Observador), outro com a gravação vídeo do concerto que a cantora deu no Coliseu do Porto (realizado pela RTP) e ainda um último CD com o respetivo áudio do concerto.

Acompanhada por Ângelo Freire na guitarra portuguesa, Pedro Soares na viola de fado, André Moreira no baixo, João Gomes no teclado e Mário Costa na bateria e percussão, Ana Moura regressa assim à Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão com dois concertos nos dias 2 e 3 de dezembro.

Para ambas as datas o espetáculo está marcado para as 21h30. Os bilhetes têm o custo de 16 euros, reduzindo para metade para estudantes e portadores do Cartão Quadrilátero Cultural.  

Mais informações no site oficial da Casa das Artes de Famalicão, em www.casadasartes.org

PONTE DE LIMA DÁ LUTA AO CYBERBULLING

Educação digital marca apresentação de livro sobre cyberbullying

A utilização responsável e consciente da Internet e das tecnologias em linha foi o tema basilar da apresentação da obra “Cyberbullying: um guia para pais e educadores”, que decorreu na passada sexta-feira, 18 de novembro, no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima. A sessão orientada por Tito de Morais, coautor do livro, centrou-se nas características da comunicação virtual que, pela sua potencialidade e abrangência, é suscetível de causar danos imprevisíveis, de gravidade e extensão consideráveis, em face da sua rápida disseminação e dificuldade de controlo.

Educação digital _ Cyberbulling (Medium).JPG

Fundador do projeto “MiudosSegurosNa.Net” - dedicado à segurança de crianças e jovens em ambiente virtual - Tito de Morais destacou as repercussões que decorrem do uso que fazemos do ciberespaço, cujos conteúdos facilmente replicáveis tendem a alojar-se perpetuamente; alertou para os perigos do anonimado que permite a ocultação de falsos perfis e identidades; sublinhou o risco de descontextualização de imagens postadas, cuja reutilização perniciosa desvirtua a intenção original e desencadeia situações potencialmente graves; evocou a escalabilidade da Internet que possibilita o acesso quase instantâneo de uma audiência invisível e inimaginável a informações previamente disponibilizadas, cujo trajeto e visualizações não logramos controlar; evidenciou o carácter impulsivo, instintivo e irrefletido da partilha de conteúdos, sustentado, em parte, no efeito de desinibição que a comunicação online proporciona; e chamou a atenção para a facilidade com que na Internet, mormente nas redes sociais, se fazem juízos de valor precipitados, com base em fragmentos da realidade, que podem acarretar sérias consequências para a vida pessoal e/ou profissional dos utilizadores.

Recorrendo a vídeos de sensibilização e a mensagens preventivas que estimulam o uso consciente do espaço virtual, o autor de “Cyberbullying: guia para pais e educadores” lembrou que as atitudes e os gestos adotados “podem fazer com que a nossa presença na Net seja inspiradora ou destruidora” – momento aproveitado para recordar o exemplo meritório de Martha Payne, escocesa de 9 anos de idade que, com o auxílio da família, desenvolveu um blogue para defesa de uma alimentação escolar saudável –, reforçou a necessidade crescente de diálogo entre pais e filhos - elemento fundamental nas ações de orientação educacional com vista à utilização responsável e segura do ciberespaço - e enumerou algumas ferramentas preventivas e websites com conteúdos informativos de grande utilidade e aplicabilidade práticas. Apesar dos avanços legislativos em matéria digital, Tito de Morais reconheceu a dificuldade em acompanhar a velocidade das inovações tecnológicas, mas incentivou cada um de nós – utilizador ou não de redes sociais – a denunciar quaisquer irregularidades detetadas de modo a prevenir ou a atuar sobre situações de risco eventual ou iminente.

À apresentação da obra, que contou com a presença do Dr. Paulo Barreiro de Sousa, Vereador da Educação da Câmara Municipal de Ponte de Lima, seguiu-se um debate participado de ideias e a habitual sessão de autógrafos.

Sobre Tito de Morais: http://www.miudossegurosna.net/sobre/titodemorais.html

ROBÔS JUNTAM-SE EM GUIMARÃES

Mostra de Robótica mobilizou 250 alunos da região

Clubes de Robótica de várias escolas trocaram impressões e ideias numa iniciativa promovida pelo Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães.

IMG_5842.JPG

Centenas de alunos e professores de várias escolas da região passaram pela Mostra de Robótica que decorreu esta terça-feira, dia 22 de novembro, no Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães.

Com esta iniciativa, o Curtir Ciência e as escolas EB 2,3/S Santos Simões, Secundária Francisco de Holanda e Secundária Martins Sarmento procuram dar a conhecer a outros estabelecimentos de ensino os projetos desenvolvidos na área da robótica. 

Como complemento às atividades desta Mostra, os participantes visitaram o Módulo de Robótica do Curtir Ciência em que pontificam, entre outros, o Robô Golfista e o Robô do Cubo Mágico.  

A Semana da Ciência e da Tecnologia decorre ainda até dia 27 de novembro. A Feira de Ciência (dias 23, 24 e 25), com pequenas experiências nas áreas da Química, Biologia, Geologia e Física; o Workshop de Velas Aromáticas (dia 26, entre as 15:30 e as 17:00 horas), já esgotado, e uma “visita científica” à Casa da Criança (dia 27, à tarde) completam o programa.

PONTE DE LIMA RECEBE JORNALISTAS E AGENTES TURÍSTICOS DO BRASIL

Fam Trip - Agentes turísticos e jornalistas brasileiros de visita a Ponte de Lima

O Município de Ponte de Lima e a TURIHAB – Associação do Turismo de Habitação receberam na passada sexta-feira um grupo de 69 agentes turísticos brasileiros do Operador Schultz, no âmbito de uma campanha promocional coordenada pelo Turismo de Portugal.

IMG_8358 (Medium).JPG

Apresentando-se como a vila mais antiga de Portugal, sendo conhecida pelos seus magníficos e inúmeros solares, Ponte de Lima dispõe de excelentes condições para proporcionar um acolhimento de qualidade a todos os que a visitam.

Aumentar a divulgação da nossa oferta turística no Brasil, mostrando o potencial turístico e os locais mais emblemáticos da Vila foram os principais objetivos desta ação, que incluiu a visita ao Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde – CIPVV, ao Centro Histórico e, ainda, ao Paço de Calheiros. O programa da visita a Ponte de Lima incluiu um almoço servido pelos alunos do Curso de Cozinha da Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima, confecionado à base de produtos endógenos, bem como uma prova de vinhos verdes, em concreto de vinhos da Casta Loureiro de Ponte de Lima.

Encantados com a beleza natural de Ponte de Lima, os operadores turísticos realçaram a preservação do património, a oferta museológica, e a qualidade da gastronomia limiana e do apreciado Vinho Verde da casta Loureiro, néctar típico desta região e produto único no mundo!

Assim, a Fam Trip do Operador Schultz, que é uma das empresas de turismo mais sólidas no Brasil, reuniu 69 profissionais de 34 cidades diferentes, distribuídas por 11 estados brasileiros. O principal target desta empresa em Portugal e Espanha são os Small Groups transportados em carrinhas de luxo. O roteiro escolhido foi 'Portugal Inesquecível' que passa por Ponte de Lima!

O grupo que integra jornalistas brasileiros, que vão relatando o dia-a-dia de toda a viagem, promovendo e divulgando as potencialidades turísticas nacionais, foi recebido pelo Vereador do Turismo da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Paulo Barreiro de Sousa, que destacou Ponte de Lima como um “Destino turístico de excelência em vários segmentos, que continua a atrair a atenção de agentes turísticos nacionais e internacionais”.

IMG_8364 (Medium).JPG

TERCEIRA TEMPORADA DAS REUNIÕES DESCENTRALIZADAS DO MUNICÍPIO DE CAMINHA COMEÇA EM DEM

Sessão pública terá lugar dia 30 de novembro, pelas 18h30, na sede do Rancho Folclórico de Dem

A Câmara Municipal de Caminha prepara-se para dar inicio à terceira ronda das reuniões públicas descentralizadas. Dia 30 de novembro, Dem acolhe a primeira reunião desta terceira temporada. O executivo Caminhense estará a partir das 18h30, na sede do Rancho Folclórico de Dem, para ouvir e esclarecer os deenses.

dem - JF.png

As reuniões públicas descentralizadas, a par de outras iniciativas em que os cidadãos são chamados a intervir, como são os casos do debate e da votação aberta de grandes projetos como o do Mercado Municipal de Caminha, da implementação do Orçamento Participativo, fizeram de Caminha um concelho participativo. Na realidade, estas reuniões são um instrumento de participação que os caminhenses têm, desde janeiro de 2014, à disposição para dialogar diretamente com os decisores políticos do concelho. Favorecem a proximidade junto da população, isto é, permitem ao executivo ouvir, esclarecer e prestar contas da gestão municipal.

Estas reuniões apresentam como único ponto da ordem de trabalhos a audição dos munícipes. Assim, os munícipes de Dem que queiram intervir deverão proceder à sua inscrição, com uma antecedência mínima de 48 horas, na Câmara Municipal, através do telefone 258 710 300 ou do email geral@cm-caminha.pt. Ainda o podem fazer na Junta de Freguesia de Dem. É de realçar que, no momento da inscrição, deverão indicar o contacto telefónico e o assunto a tratar. Será dada prioridade aos assuntos relacionados com as freguesias em questão e de interesse coletivo e/ou público.

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS: LISTA "B" DIVULGA PROGRAMA

Lista B – “Uma Federação Maior e Melhor. Agora!”

Linhas Programáticas

Depois de anunciada a existência desta lista candidata aos Órgãos Sociais da Federação do Folclore Português (FFP), para o triénio 2017/2019, eis que surge o momento de divulgarmos as linhas programáticas do nosso projeto. Duas notas prévias, porém, aos que irão ler as ideias que convosco partilhamos de seguida.

15178114_115917245559414_2296654762289158487_n.jpg

Ponto 1, estas linhas que aqui vos deixamos não são ainda o nosso projeto final, tal é a quantidade de sugestões que nos têm chegado, e que iremos a breve trecho apresentar ao movimento. Aqui e agora apenas vos iremos apresentar os princípios que nortearão e que guiarão esta equipa no seu trabalho futuro em prol da FFP e do Folclore português.

Ponto 2, nas ideias e no projeto que vos iremos apresentar, não nos cingiremos a uma visão a curto prazo. Temos um projeto alicerçado numa visão de 3 a 6 anos para a FFP e numa equipa completamente nova e rejuvenescida. Estamos certos, e todos certamente concordarão, que não faz sentido propor uma nova forma de estar, de ser e de fazer para a instituição e para o movimento apresentando o mesmo elenco de há anos a esta parte. Quem observar de perto, verá que a renovação está aqui. A juventude terá de ser sempre vista como uma virtude, nunca como um defeito e, na nossa lista temos juventude. Mas também experiência, traquejo e conhecimento de anos e anos e de quilómetros percorridos no Folclore.

Posto isto, fizemos questão que as linhas programáticas começassem pela base, pelo AEIOU - Avaliar, Estruturar, Investir, Organizar e Unir. Consideramos que muito foi feito nestes quase 40 anos da FFP. Nem sempre bem, nem sempre a seu tempo, mas existiram coisas muito boas e muito bem-feitas. Contudo, e se queremos começar de novo, com uma nova equipa, com um novo figurino, dando uma nova aragem à instituição e ao movimento, decidimos começar pelo básico, por este AEIOU.

Assim, propomos fazer uma Avaliação exaustiva do movimento folclórico nacional e da própria FFP, como um todo. Esta avaliação permitir-nos-á tomar o pulso ao movimento folclórico nacional, federado e não federado, e estruturar todo o trabalho do mandato. Alguns problemas e algumas lacunas estão já identificadas, avaliadas e o plano de ação estruturado. Este passo inicial de avaliação permitirá complementar esse trabalho efetuado e, Estruturar o trabalho a desenvolver.

Ao longo dos últimos anos muito se tem falado sobre a saúde financeira da FFP. Consideramos que esse é um dos maiores erros de interpretação que foram cometidos no último mandato. O Investimento que preconizamos não é forçosamente financeiro! Podemos investir nas pessoas, nos Grupos, nas relações, na proximidade, nos afetos! Nos últimos anos a FFP afastou-se dos Grupos, afastou-se das pessoas. Tem a FFP o ónus de ganhar novamente esse terreno que perdeu, chegar aos Grupos, federados e não federados, chegar aos elementos dos Grupos e não apenas aos Presidentes e Diretores. Fazer ver a todos que a FFP não é uma instituição distante (aqui, referimo-nos às relações e aos afetos, não apenas à distância quilométrica a Arcozelo!), mas que deverá ser cada vez mais uma instituição próxima, amiga, cooperante e não-punitiva.

A Federação carece de uma profunda Organização! O modelo de proximidade que temos na FFP tem já vários anos. O modelo de Plano de Atividades outros tantos.

O que nos propomos é reorganizar o modelo de governo e representação da FFP e, repensar o mapa de Zonas e de Conselhos Técnicos Regionais. Por outro lado, propomo-nos a novas organizações, além das que manteremos, como a Feira Rural ou a Peregrinação Nacional a Fátima, o Desfile do Traje Popular Português e os Congressos Nacional e da Juventude, desta feita em estreita colaboração com as Associações de Folclore Regionais e os próprios Grupos.

No seguimento do passo inicial de avaliação, pode surgir a necessidade de organizações de eventos ou formações específicas em temáticas que o movimento identifique como úteis e/ou necessárias. Gostaríamos também de promover um Programa de Financiamento anual aos Grupos, sob a forma de concurso, onde os Grupos pudessem ir buscar algumas verbas para realizações de eventos, lançamento de obras (discográficas e/ou bibliográficas), recuperação de espólio, abertura de espaços museológicos, etc. Pensamos ser uma ideia exequível com o plano traçado de 3 a 6 anos, que requer alguma engenharia financeira por forma a não colocar a instituição em risco, mas que seria certamente a “semente” que muitos Grupos necessitam para poderem ir buscar verbas próprias (referimo-nos aqui ao rendimento obtido da comercialização de obras discográficas e/ou bibliográficas, e abertura ao público de espaço museológicos) de apoio e financiamento à sua própria atividade.

E por fim, Unir. Esta eleição tem tido um tom muito crispado que em nada abona para o movimento. Além deste tom, tem-se vindo a agudizar mais e mais nos últimos anos a dicotomia “federado / não-federado”, “representativo / não-representativo”, “acima do Mondego / abaixo do Mondego”. Esta candidatura quer ser inclusiva (não é por os ignorarmos que os Grupos menos representativos vão desaparecer ou deixar de fazer um mau serviço ao Folclore), apaziguadora (todos queremos o mesmo, o melhor para o movimento folclórico nacional), descentralizadora (os Grupos têm de sentir a FFP perto de si) e mobilizadora (todos somos poucos para engrandecer a FFP e o movimento). No dia seguinte às eleições, todos teremos o mesmo objetivo: ajudar quem ganhar a fazer um bom trabalho! Numa palavra, União!

Como já referimos, o projeto da Lista B está alicerçado numa visão de 3 a 6 anos para a FFP. Este projeto detalhado que apresentaremos em breve será claro, objetivo, inclusivo e calendarizado, baseado nestas linhas programáticas. A equipa para concretizar o projeto que apresentaremos é jovem, auxiliada pela experiência, e dinâmica, com ideias e com projetos.

Da nossa parte, lista B, apresentaremos o nosso projeto com clareza e tendo a ambição de sermos a lista vencedora no dia 11 de dezembro. Do dia 12 de dezembro em diante, o nosso compromisso é estar com todos e receber no seio desta equipa, todos aqueles que queiram trabalhar em prol de um movimento forte e representativo e de uma Instituição dinâmica e credível. Enfim, “Uma Federação maior e melhor. Agora!”.

DEPUTADO DO PSP JOEL SÁ QUESTIONA MINISTRO DA ECONOMIA

No âmbito da apreciação na especialidade da Proposta de Lei n.º 37/XIII/2.ª (GOV) - "Aprova o Orçamento do Estado para 2017", o deputado Joel Sá liderou o debate por parte dos deputados do PSD durante a audição do Ministro da Economia na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas.

Joel_Sábar.jpg

Vídeo (Primeira ronda): https://youtu.be/NmDJP3uvWQY

Vídeo (Segunda ronda): https://youtu.be/KWMWnFdO-pg

Espaços do Cidadão nas Juntas de Freguesia

Joel Sá questionou a Ministra da Presidência e Modernização Administrativa sobre os Espaços do Cidadão que aguardam abertura nas Juntas de Freguesia do Concelho de Barcelos.

Vídeo: https://youtu.be/7v7puO3bCg4

Roteiro Social

Joel Sá continua o seu Roteiro Social pelas instituições do concelho de Barcelos, durante o dia de hoje visitará a Associação Perelhal Solidário e a IV Semana Aberta da Casa do Povo de Alvito. Já na última sexta-feira, 18 de Novembro, tinha visitado a APACI – Associação de Pais e Amigos das Crianças Inadaptadas.

Nas próximas semanas novas visitas se seguirão. 

FEDERAÇÃO DO FOLCLORE PORTUGUÊS: CAMPANHA ELEITORAL REALIZA-SE NAS REDES SOCIAIS

As duas listas concorrentes aos órgãos diretivos da Federação do Folclore Português criaram páginas na rede social Facebook para apresentarem as suas ideias e promoverem o debate. Por outras palavras, esta parece ser já uma das primeiras medidas assumidas por ambas as candidaturas no sentido de promoverem uma Federação renovada para o Século XXI.

A lista “A” encontra-se no seguinte endereço:

https://www.facebook.com/Lista-A-Por-Uma-FFP-Renovada-do-S%C3%A9culo-XXI-285553131839237/?fref=ts

ffplistaA.jpg

A lista “B” encontra-se no seguinte endereço:

https://www.facebook.com/profile.php?id=100014234172340&fref=ts

ffplistaB.jpg