Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VILA NOVA DE CERVEIRA: RANCHO FOLCLÓRICO DE SOPO ATUA EM LOURES NO FESTIVAL “24 HORAS DE FOLCLORE”

Perto de meia centena de grupos folclóricos de todo o país começam amanhã a atuar no Pavilhão José Correia, em São João da Talha, numa autêntica maratona de “24 horas de folclore” que se prolongam até ao dia seguinte. A iniciativa é do Rancho Folclórico do Bairro da fraternidade e conta com o apoio da Câmara Municipal de Loures, juntas de freguesia e rádios locais daquela localidade.

11060257_523515537805878_3587937460538462148_n.jpg

A abertura e o encerramento do festival serão feitos pelo grupo anfitrião, mais precisamente pela componente infantil e adulta do Rancho Folclórico do Bairro da Fraternidade.

O grupo anfitrião – o Rancho Folclórico do Bairro da Fraternidade, de São João da Talha, no concelho de Loures, foi constituído em 7 de julho de 1989 – já lá vão 27 anos!

Ao longo da sua existência, este grupo tem suscitando alguma controvérsia no seio do associativismo folclórico, sendo frequentemente acusado de não representar condignamente os usos e costumes de outras épocas. Uma das críticas que frequentemente lhe são dirigidas tem a ver com a forma despudorada como, durante as suas atuações, as moças exibem a sua intimidade, atitude que não correspondia à mentalidade das gerações mais antigas.

De igual modo, este formato de festival também tem suscitado bastantes críticas por parte de muitos grupos folclóricos e pessoas ligadas a esta área cultural. Não obstante, a organização conta com a participação de um elevado número de grupos folclóricos.

14718611_652411738255096_3208055103168430852_n (1).jpg

JOVENS DE VALENÇA CUIDAM DA HIGIENE ORAL

Jovens com Dentes Mais Saudáveis - Mais Saúde em Valença

Saúde Oral para Todos é a iniciativa que está a consciencializar os jovens alunos valencianos para os cuidados a ter com os dentes.

valendent.jpg

A ação, promovida pela Câmara Municipal de Valença, decorre até 11 de novembro e está destinada  a todos os alunos das escolas básicas do 1ª ciclo e jardins-de-infância do concelho.

Este programa ensina os jovens a reforçarem os cuidados com a saúde oral e a ganharem hábitos de vida saudáveis que no futuro serão essenciais para uma sociedade mais saudável e consciente.

A iniciativa consta de uma exposição interativa onde os alunos estão a tomar conhecimento de um conjunto de ações diárias a ter em conta na saúde oral. A ação consta ainda de uma didática teatralização partir do livro “Cário e bactério” de Thorbjorn Egner.

Esta parceria com o Centro de Saúde de Valença  pretende contribuir para a alteração dos comportamentos ligados à saúde oral através de atividades de leitura atrativas e estratégias de aprendizagem divertidas

A iniciativa conta com a participação da Equipa de saúde oral do Centro de Saúde de Valença e a colaboração do Agrupamento de Escolas “Muralhas do Minho”.

PONTE DE LIMA PRESTA TRIBUTO A CARDEAL SARAIVA

Quinta conferência de tributo a Cardeal Saraiva no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima

O Município de Ponte de Lima promove, no próximo dia 11 de novembro, pelas 19h00, a quinta palestra de homenagem a uma das mais elevadas figuras da história religiosa, política e cultural da primeira metade do século XIX em Portugal.

CARTAZ Conferência Oliveira Martins.jpg

Orientada por José Cândido de Oliveira Martins, professor associado na Universidade Católica Portuguesa de Braga, a conferência “D. Frei Francisco de São Luís e os estudos literários” - inserida num ciclo de sete comunicações dedicado aos 250 anos de nascimento de Cardeal Saraiva (1766-2016) – pretende dar a conhecer a vertente investigadora do monge beneditino no domínio da Literatura, mas também da História e do pensamento filosófico – trabalho que vai desenvolvendo nos vários locais por onde passa, seja enquanto Visitador-geral e Cronista-mor da Ordem Beneditina, seja na qualidade de Reitor da Universidade ou de Guarda-Mor da Torre do Tombo, para apenas citar alguns dos cargos para os quais é nomeado. Uma vida de afincado estudo de que resulta um legado bibliográfico de grande valor informativo e documental que importa conhecer.

A próxima conferência, “Tensões e conflitos entre liberais e absolutistas no Alto Minho no tempo de Cardeal Saraiva”, orientada por Alexandra Esteves, está agendada para o dia 02 de dezembro. Segue-se, a 06 de janeiro de 2017, a comunicação “Frei Francisco de S. Luís e o nosso tempo”, de Oliveira Ramos, que encerra o ciclo de palestras comemorativas.

Doutorado em Humanidades – especialidade de Teoria da Literatura –, José Cândido de Oliveira Martins é docente e investigador na Universidade Católica Portuguesa, em Braga. Tem diversos artigos publicados em revistas da especialidade, soma colaborações várias em obras coletivas e participações em congressos e colóquios e é autor de alguns livros, de que se destacam os títulos “Teoria da paródia surrealista” (1995), “Fidelino de Figueiredo e a crítica da teoria literária positivista” (2007) e “Viajar com António Feijó” (2009).

(Informações adicionais sobre o palestrante em: http://www.degois.pt/visualizador/curriculum.jsp?key=5295361728152206)

“COISAS DE MAMÔ COMPLEMENTA APOIOS À NATALIDADE ATRIBUÍDOS PELO MUNICÍPIO BRACARENSE

Projecto pioneiro envolve diversas empresas Bracarenses

O vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Firmino Marques, associou-se hoje, 4 de Novembro, à entrega do primeiro kit social de apoio à gravida oferecido pelo projecto ‘Coisas de Mamã’, desenvolvido por um conjunto de empresas Bracarenses no âmbito da responsabilidade social.

CMB04112016SERGIOFREITAS0000003350.jpg

Este kit – constituído por um carrinho de bebé, uma alcofa, uma baby-coque, uma mala, roupas e ainda um curso de preparação para o parto e parentalidade – foi atribuído, através de sorteio, a uma família carenciada do Concelho de Braga. A sinalização das grávidas é feita pelos Serviços de Acção Social do Município, pelas instituições que promovem atendimento social e pelo Hospital de Braga, sendo que a entrega destes kits terá uma periodicidade trimestral.

Na ocasião, Firmino Marques congratulou-se com esta “iniciativa solidária” que vem complementar o trabalho que o Município tem desenvolvido na área social, nomeadamente através do projecto ‘Enxoval de Bebé’, inserido na sua política de apoio à natalidade.

“A chegada de um bebé é sempre um motivo muito especial e a oferta deste kit social constitui um contributo muito importante no apoio à natalidade. Como não poderia deixar de ser, temos todo o prazer em associarmo-nos a iniciativas como esta que contribuem para o bem-estar da comunidade”, afirmou o vice-presidente da Autarquia.

O projecto ‘Coisas de Mamã’, pioneiro a nível nacional, é direccionado para a promoção do bem-estar familiar, através de programas desenvolvidos e acompanhados por uma equipa transdisciplinar que inclui enfermeira parteira, fisioterapeutas especializados na saúde da mulher, nutricionistas, hidroterapeutas, profissionais do exercício físico, psicólogos da infância e adolescência, psicólogos clínicos, pediatras, pediatras do neurodesenvolvimento, psicomotricistas, terapeutas da fala e terapeutas ocupacionais.

CMB04112016SERGIOFREITAS0000003351.jpg

CMB04112016SERGIOFREITAS0000003352.jpg

AMARENSES CAMINHAM PELO TRILHO DO PENEDO DO REBOLÃO

A próxima caminhada inserida no  programa “Amares a Caminhar” acontece no próximo dia 13 de novembro, pelo Trilho do Penedo do Rebolão.

Organização: Agrupamento de Escolas de Amares

Recepção aos Caminhantes: 8H30m, junto à Igreja de Bouro Santa Marta.

Inicio da Caminhada: 9H

Fim previsto: 13H

Custo: 2 euros, inclui seguro e reforço alimentar

Distancia: 10Km

Grau dificuldade: Média/Alta

Data Limite de Inscrição: 11 de Novembro de 2016.

Inscrições:

https://docs.google.com/forms/d/1wLM48wHaQawSBNxvGgA2daKZ7Bfo4R2HK1SuRZwh38I/edit

14900535_1292981047389446_2380505075263611403_n.jpg

CELORICO DE BASTO INCREMENTA EMPREGO

Celorico Mais Rendimento um projeto de incremento ao emprego

“Fomentamos a instalação da indústria e damos condições aos empregados”

O Município de Celorico de Basto em parceria com a Qualidade de Basto E.M. S.A. está a desenvolver um projeto que visa apoiar os celoricenses empregados com baixos rendimentos. A sessão de apresentação do projeto “Celorico Mais Rendimento” está marcada para dia 10 de novembro, pelas 15h00, na Zona Industrial de Carvalho.

celobas.jpg

“É um projeto novo e inovador que vai de encontro às necessidades daqueles que trabalham mas auferem baixos rendimentos, rendimentos esses ainda mais reduzidos após pagamento da alimentação e do transporte para o trabalho” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. “Queremos que estas pessoas, que recebem salários baixos, se sintam apoiadas e atraídas para trabalhar, com um conjunto de benefícios que lhes permitam ter um maior rendimento disponível no final do mês”. Nesse sentido, efetuaremos as diligências necessárias para que os empregados se sintam motivados a trabalhar e os desempregados procurem as oportunidades de emprego e, ao mesmo tempo, fomentamos a instalação de indústrias nos nossos parques industriais” realçou o autarca.

O projeto Celorico Mais Rendimento abrangerá, numa primeira fase, os empregados com determinados rendimentos fixados em tabela e apresentados aquando da apresentação do projeto. Estes beneficiários terão direito a usufruir de uma rede de transportes, cantinas sociais, isenção em infantários e escolas e outros benefícios articulados entre o setor público e as entidades privadas que se queiram associar ao projeto.

Para aderir, os empregados deverão dirigir-se aos serviços de Ação Social da Câmara Municipal de Celorico de Basto ou à sede da Qualidade de Basto E.M. S.A. Numa primeira fase, os técnicos do município deslocar-se-ão às empresas para inscrição dos empregados, possíveis beneficiários. Se os serviços verificarem que a pessoa inscrita tem direito a estes apoios ser-lhe-á entregue o cartão de identificação Celorico Mais Rendimento.

MUNICIPIO DE MONÇÃO APRESENTA CANDIDATURA PARA CRIAÇÃO DE NOVO WEBSITE E APLICAÇÃO PARA SMARPHONES E TABLETS

Candidatura permitirá um “refresh” no atual portal municipal que, tendo sido concebido há uma década, não oferece as melhores condições técnicas para uma comunicação funcional e abrangente, encontrando-se desajustado da atual realidade digital quer em termos de navegação e flexibilidade quer em termos de visualização gráfica.

imagemmonç.png

A Câmara Municipal de Monção apresentou uma candidatura ao “Portugal 2020” para a criação de um novo website municipal e uma aplicação para smartphones e tablets. Denominada “E-Gov Alto Minho 2020: Município de Monção”, engloba ainda a aquisição de servidores para alojamento, firewall para proteção de dados e 2 hotspots com internet gratuita para o público.

A presente candidatura tem como finalidade a prestação de melhores serviços online aos munícipes e visitantes através da implementação de soluções emergentes e inovadoras, garantindo uma maior simplificação de processos e alargamento dos serviços prestados à população.

Na componente informativa, assistir-se-á a uma maior interação e versatilidade no relacionamento com os munícipes. Na vertente turística e cultural, as vantagens são bastante relevantes, possibilitando, através da aplicação para smartphones e tablets, aceder a todas as áreas do portal de uma forma rápida e eficaz em qualquer lugar.

O sistema de alertas aos utilizadores da aplicação, aplicável aos ambientes operativos IOS e Android e descarregada de forma gratuita, permitirá o envio de mensagens individuais, alertando para várias situações como, por exemplo, interrupções de água, alterações ao trânsito ou espetáculos no Cine Teatro João Verde.

A nova “janela” para o mundo permitirá um “refresh” no atual portal municipal que, tendo sido concebido há uma década, não oferece as melhores condições técnicas para uma comunicação eficiente e abrangente, encontrando-se desajustado da atual realidade digital quer em termos de navegação e flexibilidade quer em termos de visualização gráfica.

Devido a problemas relacionados com o alojamento, em servidor exterior ao município, não tem sido possível inserir novos conteúdos nem retirar informações desatualizadas. Uma situação que se verifica desde o dia 20 de outubro e que os serviços municipais, em contacto com a empresa responsável pela criação do portal, estão a procurar ultrapassar.

MINHO É MOTOR DO DESENVOLVIMENTO DO PAÍS

Ricardo Rio destaca a capacidade de transformação da Região

Ricardo Rio defende que a Região do Minho é o motor do desenvolvimento do País e uma referência não apenas nacional, mas também internacional. Durante a abertura da conferência sobre 'O Futuro do Minho', que decorreu esta Sexta-feira, 4 de Novembro, no Museu dos Biscainhos, o presidente da Câmara Municipal de Braga referiu que actualmente o Minho é o “principal exemplo de transformação na resposta aos principais desafios que Portugal tem vindo a enfrentar”.

CMB04112016SERGIOFREITAS0000003344.jpg

Perante uma plateia composta por alguns dos agentes mais relevantes da região Minhota, desde autarcas a empresários, passando por diversos protagonistas da Euro-Região do Norte de Portugal e Galiza, Ricardo Rio considerou que o Minho tem de se assumir cada vez mais como um pólo central na estratégia de desenvolvimento deste território. Para o efeito, o Minho “conta com a predisposição política dos responsáveis municipais para trabalharem em conjunto numa diversidade de projectos que têm ajudado a acelerar o processo de transformação de toda a região”.

Segundo o Autarca, “além da capacidade empreendedora de várias empresas e cidadãos, com características únicas a nível nacional, e que têm atraído alguns investimentos que marcam a diferença no posicionamento do território”, existem outros pontos essenciais que contribuem para que o Minho tenha um conjunto de factores competitivos e diferenciadores que merecem ser acautelados no futuro.

Uma delas prende-se com “a concertação estratégica, fruto de uma intensa relação entre todos os agentes locais, e que merece a criação - mesmo que informal -, de uma plataforma de colaboração regular”.

O segundo factor apontado por Ricardo Rio prende-se com a “reivindicação de infra-estruturas”. Como explicou o Edil, ”todos os projectos que marcam a capacidade do potencial transformador do desenvolvimento do território, têm vindo a ser defendidos e reivindicados de forma unânime” entre os diferentes agentes. “Saber se há ou não ligações aéreas para o aeroporto do Porto, se há ‘SCUTs’ nas nossas auto-estradas, se estão a ser feitos os investimentos desejados na ferrovia, na ligação ao porto de Viana, ou nas acessibilidades ao Parque das Taipas, são questões que dizem respeito a todos e não apenas ao Autarca de determinado Concelho”, salientou Ricardo Rio.

Para o também presidente do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular, o Turismo é um sector que merece “especial atenção” por parte de todos os agentes, uma vez que “nem sempre os organismos nacionais e regionais têm olhado de forma criteriosa para o potencial turístico da região do Minho”. Para Ricardo Rio, sem prejuízo da complementaridade que tem de existir entre os diferentes territórios, “é necessário perceber a oferta absolutamente heterogénea” que o Minho possui. “Desde turismo religioso, de praia, rural, de montanha ou patrimonial e histórico, o Minho tem, num curto espaço do território, marcas fundamentais para que no futuro possamos atrair cada vez mais visitantes e reforçar o potencial económico deste sector turístico.

Finalmente, a “abertura ao mundo e a integração noutros espaços de colaboração” é outro factor que o Autarca considera fundamental para potenciar todo o desenvolvimento futuro. “O Minho percebeu que não se pode fechar ao mundo e a tudo o que se vai passando á sua volta. Essa percepção é determinante para o nosso futuro. Hoje, a Capital do Minho está a 40 minutos de Vila Real, a uma hora de Vigo, ou a 30 minutos do aeroporto do Porto e isso faz com que tenhamos um geoposicionamento estratégico e privilegiado para nos relacionarmos com todos os territórios à nossa volta e este é um dado que não pode ser descurado”, concluiu Ricardo Rio.

CMB04112016SERGIOFREITAS0000003339.jpg

CMB04112016SERGIOFREITAS0000003342.jpg

CMB04112016SERGIOFREITAS0000003343.jpg

EMPRESA MUNICIPAL "ESPOSENDE 2000" E PISCINAS FOZ DO CÁVADO ASSINALAM 20º ANIVERSÁRIO

Com o lema "a paixão pelo que fazemos faz parte da nossa identidade" a empresa municipal “Esposende 2000” e as Piscinas Foz do Cávado comemoram o 20.º aniversário e como forma de assinalar foi programado um conjunto de atividades desportivas, de lazer, saúde e cultura que se prolongam pelos meses de novembro e dezembro.

piscinasfozcavado.jpg

O Complexo das Piscinas Foz do Cávado tem uma utilização diária que ultrapassa o meio milhar de pessoas, posicionando-se num patamar de qualidade assinalável, enquadrando-se numa lógica de elevação da qualidade de vida dos munícipes e demais utilizadores.

O programa comemorativo tem muitas novidades e atividades variadas para os utentes e público em geral, das quais se destaca o "II Encontro Anual do Programa Dar Vida aos Anos" e a apresentação do projeto "Olimpíadas 2000 - Desportos Adaptados para a População Sénior" que proporcionará um momento de reflexão sobre os benefícios das atividades orientadas para a população idosa do concelho. Este programa contempla a prática da natação, hidroginástica, exercício em ginásio e desporto nas freguesias e a “Esposende 2000” está empenhada em abranger mais idosos, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida.

Entre as diversas atividades agendadas para assinalar as duas décadas de atividade da “Esposende 2000”, destaca-se um passeio de BTT, no dia 13 de novembro, intitulado “Pelas Margens do Rio Cávado”, levando os participantes por um percurso de 30 quilómetros.

Piscinas - ESPOSENDE (2).jpg

No dia 19, decorrerá uma prova de triatlo indoor, denominada “Tri-Esp2000”, onde competem equipas de três elementos e cada atleta tem de realizar as três provas até ao fim, percorrendo, por equipa, nove mil metros de corrida em passadeira rolante, 15 mil metros em bicicleta indoor (spin-bike) e 900 metros na pista de natação.

As comemorações passam, ainda, pela sétima arte, com a exibição do filme “SAVVA”, nos dias 24 e 25, no Auditório Municipal de Esposende. Com sessões às 10h00, 14h00, 16h00 e 21h00, o ingresso terá o custo de 1 euro e a venda dos bilhetes decorrerá na receção das Piscinas Foz do Cávado.

A 9.ª etapa das caminhadas "Esposende em Movimento" está agendada para as 9h00 do dia 27 de novembro, com partida marcada para a freguesia de Forjães e chegada à freguesia de Belinho.

Já em dezembro, no dia 9, o Auditório Municipal de Esposende acolhe o II Encontro do programa "Dar Vida aos Anos" e a apresentação do projeto "Olimpíadas 2000".

No dia 10, nas Piscinas Foz do Cávado, terá lugar o VIII Festival de Natação – Natal em Movimento, que conta com a participação de todos os alunos das escolas de natação "O Ondinhas", das Piscinas Foz do Cávado, e de "A Boguinha", das Piscinas Municipais de Forjães.

Ainda durante a manhã, decorrerá um Open Day Fitness, no ginásio das Piscinas Foz do Cávado, com aulas de grupo grátis, nas modalidades de Gap, Step, Zumba e Combat.

O Teatro Revista - “Ol(h)á Florbela” -regressa ao Auditório Municipal de Esposende, no sábado, dia 10 de dezembro, com sessões às 16h00 e 21h00. A peça conta como principais atores Florbela Queiroz e Vera Mónica, Marisa Carvalho, Raquel Caneca e Gonçalo Brandão. É uma revista à portuguesa atual, onde estará presente a crítica social, a sátira, a emoção e o afeto. O bilhete tem o custo de 10 euros e pode ser adquirido diretamente na receção das Piscinas Foz do Cávado.

No dia 10 de dezembro, pelas 12h00, arranca a segunda edição do "24H SPIN-BIKE", uma maratona por equipas de 12 elementos em que ganha aquela que tiver maior número de quilómetros percorridos.

No dia 11, o evento “Hidro Power 2000”, faculta aulas grátis de Hidroginástica, Deep Wather Running e Aquafricana, a partir das 17h30.

Nos dias 14 e 15 de dezembro, no Auditório Municipal de Esposende, será exibido o filme “VAIANA”, da Disney. Um filme de animação sobre a amizade, o heroísmo e a capacidade de sacrifício. As sessões estão agendadas para as 10h00, 14h00, 16h00 e 21h00. O ingresso terá o custo de 1 euro, decorrendo a venda dos bilhetes na receção das Piscinas Foz do Cávado.

No dia em que se assinalam os 20 anos das Piscinas Foz do Cávado, 15 de dezembro, haverá brinde e bolo comemorativo e, como forma de presentear os frequentadores do complexo, a Esposende 2000 proporciona entrada livre durante todo o dia, na Piscina e no Ginásio.

No dia 16 o programa comemorativo das duas décadas de atividade da Esposende 2000 prossegue com o "II Free Trail Noturno", com uma distância de 15 quilómetros.

O dia 17 está reservado para os mais radicais, com a Fun Zone - Aqua Party. Com estrada livre a partir das 14h00, a tarde está reservada para verdadeiras aventuras e jogos aquáticos, trampolim, slide, escorregas e insufláveis, tudo ao som de Djs convidados.

A encerrar o programa comemorativo realiza-se, no dia 18, a última caminhada do ano - 10ª etapa da Volta ao Concelho, integrada no Programa “Esposende em Movimento” -, entre Belinho e Esposende, fechando o ciclo das 12 caminhadas anuais, dez no concelho e duas em parceria com os municípios de Barcelos e Póvoa de Varzim.

piscina v aérea.jpg

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO VIMARANENSE QUER LIGAR O MINHO ATRAVÉS DE REDE DE COMBÓIO ELÉTRICO

PLATAFORMA AMBIENTAL NA MOBILIDADE 

Presidente da Câmara de Guimarães propõe ligar o Minho por Tramway

Domingos Bragança considera que a circulação rodoviária deve ser complementada por um comboio elétrico urbano. Em paralelo, propôs criar uma via verde única nas margens dos cursos de água que ligam as cidades minhotas. Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão encerrou conferência sobre o futuro da região.

Tramway.JPG

A implementação de um Tramway, um meio de transporte que atravesse as zonas povoadas do Quadrilátero Urbano e da região minhota, em que cada uma das cidades seria responsável pela construção do seu tramo, foi uma ideia defendida pelo Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, durante a realização da conferência “O Futuro do Minho”, cuja sessão de encerramento esteve a cargo do Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza, esta sexta-feira, 04 de novembro, no Museu dos Biscaínhos, em Braga.

Durante a sua intervenção, Domingos Bragança citou como exemplo a possibilidade de criação de uma linha que ligue o centro da cidade de Guimarães a Fermentões, Ponte e Taipas, com o trajeto do tramo norte a interligar-se posteriormente com o lanço do concelho de Braga. Outro percurso ligaria a cidade de Guimarães às vilas de Pevidém, Brito e Ronfe, fazendo a conexão com Joane, no tramo respeitante ao concelho de Famalicão. «São ideias para o futuro para criar coesão territorial!», salientou Bragança no encontro promovido pelo Correio do Minho e Antena Minho, em que participaram o edil local, além dos Presidentes de Câmara de Famalicão, Barcelos e Viana do Castelo, cujo autarca demonstrou vontade em integrar o Quadrilátero, dando origem a um «futuro Pentágono».

O Presidente do Município de Guimarães propôs também a criação de um percurso ciclável e pedonal ao longo dos rios e cursos de água existentes em cada concelho, com o objetivo de gerar uma nova coesão territorial através do ambiente e da biodiversidade minhota. «Estas ligações no âmbito da mobilidade têm de ser feitas por fases! É fundamental criarmos um plano global em que cada município cumpra com a sua parte deste projeto comum. Seremos mais atrativos, se trabalharmos em conjunto a sustentabilidade ambiental e os modos suaves de mobilidade, criando percursos nas margens dos rios, ligando a Universidade, Institutos Politécnicos, Centros Tecnológicos...».

Meio de transporte mais ecológico

Afirmando que «o futuro será exigente ao nível ecológico», o Presidente da Câmara de Guimarães considera que a concretização destes projetos permitirá «qualificar o território e os recursos humanos das cidades», criando novos ecossistemas de inovação. «A nossa região tem competência, tem dinâmica empresarial, fontes de saber de referência internacional e com capacidade de produzir conhecimento», referiu Domingos Bragança, cuja opinião foi partilhada por Xoan Vázquez Mao, Secretário Geral do Eixo Atlântico do Noroeste Peninsular, e por Luís Braga da Cruz. «A ideia apresentada pelo senhor Presidente não deve ser ambição! Deve ser matéria estudada!», reforçou o Presidente do Centro Português de Fundações, sustentando os argumentos da proposta de âmbito ambiental.

O Tramway é um transporte moderno que circula numa infraestrutura de trilhos mais simples em relação a uma linha de metro, voltado principalmente para o transporte de passageiros em centros urbanos. Mais barato, este veículo possui outras grandes vantagens, entre as quais, um reduzido índice de poluição, tanto sonora como atmosférica, e um menor custo de manutenção, permitindo aos cidadãos deixar o carro em casa. Podendo garantir uma capacidade de transporte variável entre os 15 e os 35 mil passageiros por hora, o Tramway adapta-se perfeitamente ao meio urbano e paisagístico, sendo adequado para ser implementado em projetos de renovação urbana. Seguro, rápido e confortável, uma das suas características são os seus movimentos suaves. Compatível com áreas de pedestres, adapta-se muito bem ao meio urbano.

MUNICÍPIO DE TERRAS DE BOURO PUBLICA REVISTA MUNICIPAL

Edição nº 145 da Revista Informativa da Câmara Municipal de Terras de Bouro já está disponível

A Câmara Municipal de Terras de Bouro já colocou à disposição dos munícipes, na sua página eletrónica, a terceira edição de 2016 da sua publicação informativa.

Trata-se de uma publicação trimestral que tem como principal finalidade divulgar as principais atividades do município e dar as mais diversas informações relacionadas com os vários serviços municipais.

Revista Informativa da CMTBR - CAPA.jpg

CÂMARA DE CAMINHA ESTÁ IMPEDIDA DE INTERVIR NO EDIFÍCIO DO CENTRO COORDENADOR DE TRANSPORTES DE CAMINHA E VILARELHO

Processo que condenou o Município dá lugar a nova ação com pedido de indemnização superior a um milhão de euros

A Câmara não poderá intervir no edifício que é conhecido como Centro Coordenador de Transportes de Caminha e Vilarelho, enquanto a situação judicial em que está envolvido, por causa da derrota do Município num contencioso com o proprietário do antigo Externato Santa Rita, não estiver resolvida. É que o processo que condenou o Município deu lugar a nova ação, com pedido de indemnização que já se sabe irá ser superior a um milhão de euros.

descentralizada Caminha_Vilarelho out 2016.jpg

O edifício do Centro Coordenador de Transportes de Caminha e Vilarelho e o contíguo, o do antigo Externato Santa Rita, pertencem à mesma pessoa e ambos estão em causa na ação judicial promovida pelo proprietário contra o Município, que exige uma pesada indemnização pelos danos causados e já reconhecidos pelo Tribunal, em sentença anterior, dura e fortemente crítica da atitude do Executivo. Assim sendo, não sé viável neste momento encarar qualquer tipo de intervenção no primeiro edifício, cedido à Câmara, mas que se encontra sem utilização há longuíssimo tempo (ao contrário do que o protocolo exigia) e degradado há vários anos. Esta foi a explicação dada por Miguel Alves à munícipe Margarida Rio Tinto Lages, na última reunião descentralizada.

Assim, neste quadro, não é possível dar uma resposta positiva à munícipe, enquanto este imbróglio, que se prevê fortemente penalizador do Município, não for resolvido. Recorde-se que está em causa a condenação, com forte censura, do Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga, por causa de dois despachos datados de março de 2006, que impediram a construção de dois edifícios no espaço do antigo Externato Santa Rita, junto à estação ferroviária de Caminha. A sentença condenou o Município de Caminha no pagamento de “todos os prejuízos causados pela decisão ilegal” do então Executivo, que deverão ser agora contabilizados na ação mais recente.

Na reunião descentralizada de Caminha e Vilarelho, Pedro Vila Pouca interpelou também o Executivo sobre o Coto da Pena, mais um assunto em que a Câmara tem algumas limitações de intervenção. Recorde-se que, também neste caso, o Município está a ser alvo de uma ação com pedido de indemnização, por parte de um empreiteiro, por causa de um processo perdido em tribunal. O empreiteiro exige agora à Câmara, em Tribunal, uma indemnização pelos prejuízos sofridos com o loteamento do Coto da Pena.

De qualquer maneira, neste caso, e com vista a uma limpeza do espaço, a Câmara tem em curso um projeto de levantamento dos terenos e de identificação dos respetivos proprietários. Em alguns casos foi já possível proceder à limpeza, mas ainda não de toda a envolvente do Coto da Pena, uma área que se pretende qualificada e visitável.

Pedro Vila Pouca interpelou ainda o Executivo sobre a ecovia que ligará Vilar de Mouros, Argela, Venade e Vilarelho. Com toda a frontalidade e transparência, Miguel Alves disse ao munícipe que já existe projeto, acabado, e que esta será uma ecovia “lindíssima”, mas por enquanto não é possível executá-la por questões meramente financeiras.

coordenador de transportes 2016.jpg

GUIMARÃES REALIZA SEMANA DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Duas feiras – uma de robótica, outra dedicada às ciências -, um “workshop” sobre velas aromáticas e uma visita à Casa da Criança são algumas das atividades com que o Centro Ciência Viva de Guimarães assinala a Semana da Ciência e Tecnologia, entre 21 e 27 de novembro.

Organizada pela Rede Ciência Viva, a Semana da Ciência e da Tecnologia promete envolver alunos e população em geral num conjunto diversificado de atividades em vários pontos do país. O Curtir Ciência não podia deixar de participar neste importante festival de ciência que proporciona às escolas e ao público oportunidades de observação científica e de contacto pessoal com especialistas de diferentes áreas do conhecimento.

O programa do Curtir Ciência inclui atividades nas suas instalações, em Couros, mas também em espaços exteriores da cidade de Guimarães.

A Feira da Robótica, no dia 22, é um desafio aos Clubes de Robótica para darem a conhecer ao público as suas criações robotizadas e, também, uma oportunidade para promover a área da robótica e o intercâmbio de informação entre alunos e escolas.

A Feira decorre entre as 14:00 e as 17:00, em parceria com as escolas EB 2,3/S Santos Simões e D. Afonso Henriques e Secundária Martins Sarmento.

Feira das Ciências (dias 23, 24 e 25) pretende ser um palco para demonstrar e executar, em simultâneo, pequenas experiências de diferentes áreas científicas - Química, Biologia, Geologia e Física.

Afirmando a sua vocação de ligação à comunidade em que está inserido, o Curtir Ciência leva, no dia 27, a partir das 15:00 horas, um conjunto de experiencias à Casa da Criança, em Guimarães. Trata-se de um espaço da Associação de Apoio Criança que acolhe crianças vítimas de maus tratos, negligência ou abandono.

Antes, a 24 (Dia Nacional da Cultura Científica), o programa reserva um Encontro com um Cientista na EB 2,3 Gil Vicente.

No dia 26, entre as 15:30 e as 17:00 horas, a proposta centra-se num “Workshop” de velas aromáticas dirigido às famílias. Um desafio à criatividade na arte de fazer velas aromáticas artesanais que podem ser usadas para aromatizar as casas ou para oferecer.

Todas as atividades desta Semana da Ciência e Tecnologia são gratuitas, mas implicam inscrição prévia no Curtir Ciência – Centro Ciência Viva de Guimarães.

JORGE PALMA E MÁRIO AUGUSTO PARTICIPAM EM FAMALICÃO NA GALA FINAL DO YMOTION

Vencedores do Concurso e Mostra de Cinema Jovem são conhecidos no dia 12 de novembro na Fundação Cupertino de Mirada, em Famalicão

O músico Jorge Palma e o jornalista Mário Augusto são presenças confirmadas na gala final do Ymotion 2016 – Concurso e Mostra de Cinema Jovem, agendada para o dia 12 de novembro, na Fundação Cupertino de Miranda, a partir das 21h30, em Vila Nova de Famalicão.

Jorge Palma associa-se à Gala Final do Ymotion com um concerto a solo ao piano.jpg

Jorge Palma associa-se ao momento com um concerto a solo ao piano para enriquecer culturalmente a noite em que serão conhecidos os vencedores da segunda edição da iniciativa, que tem 32 obras a concurso, realizadas por jovens de todo o país.  Já o homem que há 30 anos nos fala de cinema através da RTP, vai estar na gala final na qualidade de júri do festival, associando-se pessoalmente ao momento da consagração de novos talentos portugueses na área do cinema.

Para além de Mário Augusto, o júri é composto pelo argumentista Tiago Santos, pelo jornalista Rui Pedro Tendinha, pelo produtor e realizador, Rodrigo Areias, e pelo produtor, Vasco Josué.

A gala final é organizada em parceria com a Legião 501, uma organização internacional de fãs da saga “Star Wars”, que vão garantir um ambiente cénico ligado ao mundo da sétima arte. Na entrada para a gala os espetadores serão convidados a deixar um valor simbólico mínimo de um euro, que reverterá a favor de duas associações juvenis famalicenses que desenvolvem trabalho social.

As 32 obras, selecionadas de um conjunto de 55 submetidas, serão projetadas na Mostra de Cinema Jovem que vai decorrer de 5 (Dia Mundial do Cinema) a 11 de novembro, na Casa da Juventude, com entrada livre.

Recorde-se que o Grande Prémio do concurso, que recebe o nome do padrinho da edição deste ano do Ymotion, Joaquim de Almeida, corresponde a um prémio no valor de 1000 euros. Haverá ainda o Prémio Escolas, para as curtas produzidas em ambiente escolar, no valor de 500 euros, e prémios para a melhor realização, melhor argumento, melhor direção de fotografia, melhor banda sonora original e melhor curta de animação, no valor de 150 euros cada.

O Ymotion é dirigido aos jovens entre os 12 e os 35 anos,  procurando promover a criação, produção e divulgação do cinema jovem português e fomentar sinergias entre escolas secundárias e instituições de ensino superior.  

PROGRAMA YMOTION

 Mostra de Cinema Jovem

De 5 a 11 de novembro

Casa da Juventude de Famalicão

 Gala Final

12 de novembro | 21h30

Fundação Cupertino de Miranda

BANDA LINDI MARTINI ANIMA APRESENTAÇÃO DO ENCONTRARTE AMARES

É já amanhã, dia 5 de novembro, pelas 21h30, que o Auditório Conde de Ferreira, em Amares, acolhe a apresentação dos novos desafios do Encontrarte Amares 2017. Na  conferência de imprensa de apresentação irá também revisitada a edição de 2015.

imagem_linda_martini (1).jpg

A noite vai contar com a presença dos Linda Martini, uma das mais relevantes bandas da música nacional, que partilhará a sua experiência em torno da residência artística que está a ter lugar em Amares, desde o dia 1 novembro, na Quinta dos Ferrage.

Amares conta com a vossa presença!

convite_emailama.jpg

LABORINHO LÚCIO APRESENTA LIVRO NA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE BARCELOS

Terça-feira, dia 8 de novembro, às 15h

O último romance de Álvaro Laborinho Lúcio, “O Homem Que Escrevia Azulejos”, vai ser apresentado na Biblioteca Municipal de Barcelos, no próximo dia 8 de novembro, terça-feira, às 15h00, numa sessão com entrada livre.

LABORINHO-LUCIO-LC-16.jpg

Este seu segundo romance, depois da sua estreia em ficção com “O Chamador” (Quetzal-2014), debate e ilumina algumas das grandes ideias do quotidiano contemporâneo, enquanto observa a falência das sociedades em que vivemos. Um romance sobre o poder, e o poder redentor da arte e do amor.

“O Homem Que Escrevia Azulejos” conta a história de dois homens (Marcel e Noberto) que atravessam, juntos, todo o tempo de uma vida. Escolheram, para viver, a ficção – e é nela que são clandestinos. A eles se juntam João Francisco e Otília, avô e neta, ambos na busca incessante do sublime, igualmente recusados pela realidade. Um homem que escrevia azulejos – que reencontrou a utopia e gostava da sátira – reparou neles e pintou-os com palavras.

Álvaro Laborinho Lúcio, mestre em Ciências Jurídico-Civilísticas pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra e magistrado de carreira, é Juiz-Conselheiro jubilado do Supremo Tribunal de Justiça. De janeiro de 1990 a abril de 1996, exerceu, sucessivamente, as funções de secretário de Estado da Administração Judiciária, ministro da Justiça e deputado à Assembleia da República. Entre março de 2003 e março de 2006, exerceu o cargo de ministro da República para a região Autónoma dos Açores. É membro dirigente de várias associações, entre as quais se destacam a APAV e a CRESCER-SER, de que é sócio fundador. Com artigos publicados e inúmeras palestras proferidas sobre temas ligados à justiça, ao direito, à educação, aos direitos humanos e à cidadania em geral, é autor de livros como “A Justiça e os Justos”, “Palácio da Justiça”, “Educação, Arte e Cidadania”, “O Julgamento – Uma Narrativa Crítica da Justiça” e, em co-autoria, “Levante-se o Véu”.

Agraciado pelo rei de Espanha, com a Grã-Cruz da Ordem de S. Raimundo de Peñaforte, e pelo Presidente da República Portuguesa, com a Grã-Cruz da Ordem de Cristo, é membro da Academia Internacional da Cultura Portuguesa, exercendo, atualmente as funções de presidente do Conselho Geral da Universidade do Minho

REDE DE GÁS NATURAL ESTÁ A CHEGAR A CAMINHA E VILARELHO

Uma onda de modernidade que representa no concelho um investimento de três milhões de euros

A rede de gás natural está a chegar a Caminha e Vilarelho, prevendo-se que os trabalhos possam estar concluídos até ao final de março de 2017. O Executivo ponderou e acautelou com a EDP Gás o calendário mais conveniente para a população, capaz de minimizar os inconvenientes que estes trabalhos sempre provocam, mas que são indispensáveis a respetiva “onda de modernidade, porque não queremos um concelho onde tenhamos de andar a carregar botijas de gás para sempre”, conforme salientou Miguel Alves.

Descentarlizada Caminha_vilarelho out 2016.jpg

A questão foi levantada pela munícipe Margarida Rio Tinto Lages, na última reunião descentralizada, que pretendia saber quando chegaria o gás natural ao coração do concelho. Em resposta, o vice-presidente, Guilherme Lagido, informou que o Município conseguiu planear a instalação da rede de gás fora das épocas altas, centrando as obras nos meses de outubro a março de 2017. Segundo adiantou, a planificação acordada prevê a realização de trabalhos em Vilarelho e na periferia do Centro Histórico até ao final do ano, enquanto o Centro Histórico propriamente dito e a zona circundante deverão ser intervencionados até ao final e março de 2017.

Guilherme Lagido alertou para o facto destes prazos poderem sofrer acertos, devido às obras que decorrem entretanto noutras freguesias, garantindo que o Executivo estará atento ao desenvolvimento dos trabalhos. Houve contratempos que originaram atrasos, com algumas intervenções a revelarem-se mais difíceis, como foi o caso da passagem no rio Âncora.

Miguel Alves apelou, a propósito, para o importante papel das Juntas de Freguesia, que deverão seguir os trabalhos e chamar a atenção sempre que identifiquem qualquer problema, exemplificando com o que se passou em Moledo, onde o autarca Joaquim Guardão interveio por diversas vezes, sempre que considerou oportuno fazer ouvir a sua voz. “O gás natural é um sinal de modernidade, mas implica obras que trazem sempre alguns inconvenientes”, concluiu.   

Recorde-se que o concelho de Caminha está a beneficiar de um investimento da EDP Gás de cerca de três milhões de euros que permitirá a implantação até 2017 de uma infraestrutura de armazenamento e distribuição de gás natural. A obra inclui a ligação a 2000 pontos de abastecimento nos territórios da freguesia de Vila Praia de Âncora, União de Freguesias de Moledo e Cristelo e União de Freguesias de Caminha e Vilarelho e tem como objetivo a diversificação das fontes energéticas do concelho.

Gas-Natural.jpg

CONTINENTAL EXPÕE HISTÓRIA PORTUGUESA EM FAMALICÃO

Exposição na Casa do Território inaugurada segunda-feira, 7 de novembro, pelas 15h00

A história de longevidade e sucesso da Continental em Vila Nova de Famalicão vai ser partilhada com todos. Na próxima segunda-feira, 7 de novembro, pelas 15h00, é inaugurada a exposição “Percurso da Continental por Terras Famalicenses”, na sala de exposições da Casa do Território, no Parque da Devesa, com as presenças do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, e dos administradores da Continental Mabor e da Continental Indústria Têxtil do Ave (C-ITA), Pedro Carreira e Eduardo Diniz.

DSC_1341.JPG

“Uma indústria não é apenas uma fábrica que produz” é o mote para esta mostra que pretende dar a conhecer o percurso do grupo alemão em Vila Nova de Famalicão onde desde 1990 tem instaladas aquelas duas poderosas unidades produtivas e já investiu cerca de 600 milhões de euros.

Como é sabido, a Continental Mabor é o quinto maior exportador português e a melhor das vinte fábricas de pneus do grupo. Já a C-ITA é uma das principais empresas têxteis do país, produzindo os tecidos em tela para os pneus da Continental Mabor. Ambas absorvem um total de dois mil trabalhadores.

Patente na Casa do Território até ao final do mês de janeiro de 2017 e com entrada livre ao público, a exposição quer guiar os visitantes pela evolução do Grupo Continental, nomeadamente pelos acontecimentos que trilharam o seu desenvolvimento e as relações económicas e sociais estabelecidas no território famalicense e no mundo, durante mais de duas décadas.

A exposição contém painéis informativos, documentos históricos, registos fotográficos, prémios e distinções atribuídos, objetos marcantes e vários componentes das fases dos processos produtivos da Continental Mabor e da C-ITA.

Paralelamente foi desenhado um programa de atividades que inclui visitas às duas unidades produtivas e uma oficina lúdico-pedagógica para crianças e jovens.

“Percurso da Continental por Terras Famalicenses” é uma exposição desenvolvida pela Continental Mabor, com o apoio da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão.

Expoentes da qualidade

A Continental Mabor arrasta o concelho de Vila Nova de Famalicão para o pódio nacional das exportações. A empresa permanece com uma produtividade imbatível e com novos investimentos na agenda. O mais recente, no valor de 50 milhões de euros, é uma nova unidade de produção de pneus radiais agrícolas que irá gerar mais de uma centena de empregos e cujo arranque da produção está previsto para 2017.

A C-ITA é considerada o braço têxtil da Continental. Produz cerca de 16 mil toneladas de tecido por ano, mais de metade para exportação, sobretudo para as empresas do grupo na Europa.

DSC_1348.JPG

HÁ SARRABULHO EM PONTE DA BARCA

Sarrabulho é a iguaria a degustar no último Domingo Gastronómico de 2016

Um magusto tradicional e animação musical complementam a iniciativa da autarquia barquense

sarrabulho.jpg

Para encerrar o ciclo dos 'Domingos Gastronómicos' que a Câmara Municipal vem promovendo, vai ser servido em Ponte da Barca no domingo, dia 13 de novembro, o Sarrabulho.

Este é o último evento de promoção da Gastronomia de Ponte da Barca de 2016, iniciativa que a autarquia leva a cabo há vários anos e que representa para o utarca barquense, Vassalo Abreu “uma forma de promover a qualidade da iguarias desta região e a sua confeção de excelência”.

Depois de degustar este que é um dos mais típicos pratos minhotos, que vai ser servido à mesa dos vários restaurantes aderentes, designadamente: Adega do Artur, Churrasqueira Barquense, Jaime Gomes, O Churrasco, O Emigrante, O Kibom, O Moinho, O Nappoli, Santana, S. Martinho (Crasto) e Tempus Hotel & Spa, a autarquia propõe um magusto em honra de S. Martinho, a decorrer durante a tarde no Centro de Exposição e Venda de Produtos Regionais, acompanhado de animação musical.