Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CRAV CONVIVE NAS CALDAS DA RAINHA

Sub-14 do CRAV em Franca Progressão

A nova temporada para o escalão sub-14 arrancou no dia 16 de outubro nas Caldas da Rainha com o Convívio Nacional de Abertura. O CRAV participou e os jovens arcuenses tiveram a oportunidade de disputar os primeiros jogos da temporada com o Direito, Belenenses e Santarém. A presença neste convívio foi importante para o grupo, pois consistiu na primeira experiência em contexto real para alguns dos jogadores.

sub-14 nas Caldas da Rainha.jpg

Já no passado dia 23, o mesmo grupo viajou até à Moita da Anadia para participar na 1ª jornada do Torneio Inter-regional de Inverno. Os treinadores do escalão consideram que a equipa se apresentou em ascendente, uma vez que há nos jogadores progressos evidentes. “Além disso, têm uma margem de crescimento enorme, uma vez que são quase todos jogadores de primeiro ano”, acrescentam.

O próximo torneio vai ter lugar em Arcos de Valdevez, no dia 6 de novembro.

Resultados da 1ª jornada do Torneio Inter-regional de Inverno:

  • CRAV 2-1 Guimarães
  • CRAV 7-1 CDUP
  • CRAV 3-2 Be U Rugby
  • CRAV 2-2 Tondela (vitória por 3-2 após prolongamento).

CRAV CONQUISTA PRIMEIRA VITÓRIA NA MOITA

Campeonato Nacional da 1ª Divisão

No dia 22 de outubro, o CRAV deslocou-se à Moita para disputar a segunda jornada do Campeonato Nacional da 1ª Divisão. Depois de muitos quilómetros percorridos, nem as más condições climatéricas, com chuva e vento fortes, demoveram os atletas da equipa arcuense de cumprir o seu objetivo de vencer no campo adversário. O CRAV venceu por 17-28 e convenceu.

sub-14 na Moita.jpg

O jogo começou com uma entrada forte do CRAV que conseguiu impor o seu domínio nos primeiros trinta minutos. Fruto do intenso trabalho do seu pack avançado, a equipa arcuense assumiu facilmente a liderança por 0-15.

Pouco depois, o jogo tornou-se mais equilibrado, pois o campo começou a ficar muito pesado e o CRAV não conseguiu tirar proveito do vento favorável. A equipa da Moita aproveitou para reduzir a desvantagem para 10-15.

Na segunda parte, a Moita entrou mais forte e decidida a dar a volta ao resultado, o que viria a acontecer perto dos 60 minutos em que o resultado se fixava em 17-15. Segundo a equipa técnica do CRAV, “o vento a favor e um nº 10 muito experiente, o antigo "Lobo" Pedro Silva a ditar as regras” foram fatores determinantes para esta reviravolta.

Porém, mesmo com forte oposição da equipa da casa, o CRAV tomou novamente as rédeas do jogo e ficou muito perto de alcançar um ponto de bónus ofensivo.

Este jogo demonstrou que a jovem equipa do CRAV ainda está à procura da sua melhor forma, tendo os seus jovens demonstrado que ainda tem uma grande margem de progressão.

sub-14 na Moita(1).jpg

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES RENOVA ACORDOS COM CLUBES

Protocolo para deteção de talentos desportivos em escolas de Guimarães com mais clubes e modalidades

Câmara Municipal renovou acordos com clubes e escolas para identificação de talentos desportivos em Guimarães. Objetivo é inovar nos processos de deteção e identificação de jovens valores.

Guimaraes_Protocolo_CDTD.JPG

O alargamento do número de modalidades e a introdução de novos clubes, como são os casos do Guimagym, Núcleo Atletismo das Taipas (NAT) e Clube de Ropeskipping das Taipas, constituíram as principais novidades na cerimónia de renovação de protocolos entre a Câmara Municipal de Guimarães, Centro de Deteção de Talento Desportivo (CDTD), clubes desportivos do concelho e agrupamentos de escola de Guimarães, tendo como objetivo a identificação precoce e captação de jovens talentos desportivos no concelho de Guimarães.

Os protocolos envolvem agora 15 clubes desportivos, 13 diferentes modalidades e 14 agrupamentos de escolas do 1º, 2º e 3º Ciclo, cujo perfil etário compreende alunos entre os 6 e os 14 anos. «O país desportivo será muito melhor se existir uma ligação forte entre os clubes e o meio escolar. O talento desportivo precoce encontra-se no recreio das escolas, muitas vezes desperdiçado pela falta de atenção, e se for devidamente sinalizado e apoiado, como acontece com o trabalho que o CDTD está a realizar, facilitará a sua descoberta e encaminhamento para os clubes, valorizando-os com talentos desportivos que podiam ter sido desperdiçados», disse Amadeu Portilha, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Guimarães.

O coordenador do projeto, José Fidalgo Martins, ressalvou o «papel pioneiro» do Centro de Deteção de Talento Desportivo de Guimarães, que tem por missão «ser um agente facilitador e que coloca o protagonismo na função dos clubes, dando igual importância ao papel da escola, nomeadamente da promoção da atividade física e do desporto, nos quais o jovem aluno e atleta é o centro do trabalho desenvolvido».

Em 2016, sagraram-se duas campeãs distritais em atletismo, uma atleta campeã distrital em basquetebol e respetiva chamada à seleção ABB, um atleta de andebol convocado à seleção de AAB e uma atleta com dois terceiros lugares no Campeonato Nacional de Ropeskipping. Entre 2013 e 2015, foram identificados 49 talentos, após a sinalização de 83 alunos e a observação de 74, tendo sido colocados 32 alunos, com a realização de, pelo menos, um treino no clube. No período entre o final de 2015/16 e o início do ano letivo 2016/17, foram colocados 11 alunos, depois de 38 terem sido sinalizados e 27 observados.

Cidade Europeia do Desporto

Guimarães foi a primeira cidade a ter uma estrutura municipal e eclética para a deteção de talento desportivo e respetivo reencaminhamento para os clubes. O CDTD funciona por interação e maior proximidade entre as escolas e os clubes, ao nível técnico. Através do Professor de Educação Física, é desencadeado o processo, identificando, no âmbito da sua disciplina, um aluno com potencial talento desportivo para uma ou mais modalidades desportivas, fazendo o seu acompanhamento na fase de integração do clube, registando e avaliando a sua evolução e percurso desportivo.

Num procedimento que envolve mais de 150 técnicos em “scouting”, entre professores de educação física e treinadores, a aferição das capacidades e qualidades dos alunos é realizada por um ou mais técnicos especializados. Os atletas na fase de inclusão nos clubes beneficiam de um período experimental de prática gratuita no clube (3 a 6 meses), seguro desportivo durante a fase experimental, exame e acompanhamento médico gratuito durante um ano.

O Centro de Deteção de Talento Desportivo foi considerado uma boa prática pela Secretaria de Estado do Desporto e Juventude, por detetar precocemente talentos permitindo, do ponto vista pedagógico e formativo, uma melhor ligação aluno/atleta, criando um amplo conjunto de oportunidades.

GRUPO DE FOLCLORE "CASA DE PORTUGAL" APRESENTA EM ANDORRA O FOLCLORE, O ARTESANATO E A GASTRONOMIA PORTUGUESA

Êxito da cultura e gastronomia portuguesas na maior montra comercial de Andorra

Encerrou ontem domingo, de forma exitosa, a 38ª edição da Fira d’Andorra la Vella, no Principado de Andorra que registou nos três dias cerca de 70.000 visitantes, afluência superior a anos anteriores. O certâmen multissectorial realizado na capital do Principado é considerado pelos organizadores como o “acontecimento do ano” pela afluência de público e pelas transações comerciais, principalmente no setor automóvel.

StandFira2016.jpg

Integrado na Fira, realizou-se a 6ª edição da Fira d’Associacions, um encontro do mundo associativo andorrano e principalmente, uma oportunidade de percorrer outros lugares do mundo, o que demonstra a composição multicultural de Andorra.

O Grupo de Folclore ‘Casa de Portugal’ marcou presença pelo sexto ano consecutivo apresentando um stand com produtos de artesanato que incluía a venda cerâmica, bordados e cd’s do Grupo. Além do artesanato, o ponto forte da presença portuguesa é sem dúvida os petiscos à base de bacalhau como as pataniscas ou os bolinhos, iguarias que os visitantes da Fira apreciam assim como as bifanas, as moelas ou os rissóis. Tudo isto “regado” com um vinho verde fresquinho servido na tradicional tijela de cerâmica. O êxito dos petiscos e a aglomeração de gente obrigam a recorrer de forma imprevista aos fornecedores de produtos alimentares para repor existências.

No sábado à tarde as danças tradicionais “invadiram” o palco e o recinto da Fira d’Associacions proporcionando momentos de folclore minhoto e de convívio com o enumero publico assistente que interatuou com os elementos do Grupo.

A continuidade do Grupo neste certâmen mereceu destaque na edição Especial Fira d’Andorra dum dos principais jornais do Principado que dedicou três páginas à atividade cultural e de representatividade lusitana no Principado de Andorra.

Este certâmen é uma oportunidade única, proporcionada pelo Departamento de Particiapació Ciutadana do Comú (Câmara Municipal) de Andorra la Vella, na divulgação da portugalidade.”

ActuaçãoFira2016b.jpg

ActuaçãoFira2016c.jpg

ActuaçãoFira2016d.jpg

ActuaçãoFira2016e.jpg

AtuaçãoFira2016a.jpg

CABECEIRENSES VIBRAM COM DESPORTO AUTOMÓVEL

Adrenalina e perícia na ‘I Especial Sprint de Cabeceiras de Basto’

Cabeceiras de Basto viveu ontem, dia 23 de outubro, momentos de grande espetáculo com a realização da ‘I Especial Sprint’ no centro da vila, uma iniciativa organizada pelo CAST - Clube Automóvel de Santo Tirso com o apoio da Câmara Municipal.

DSC_0414.JPG

A adrenalina, velocidade e perícia fizeram as delícias aos amantes do automobilismo que, apesar da chuva intensa que se fez sentir, não arredaram pé, nem perderam a oportunidade de assistir às magníficas exibições dos 40 pilotos em prova.

Integrado no evento da ‘I Especial Sprint de Cabeceiras de Basto’, o público assistiu também a uma demonstração de aeromodelismo no Parque do Mosteiro.

No final, em frente ao edifício dos Paços do Concelho, o presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, os vereadores, o presidente da Junta da União de Freguesias de Refojos, Outeiro e Painzela, e o conhecido piloto Adruzilo Lopes entregaram os troféus aos melhores classificados.

DSC_0434.JPG

DSC_0445.JPG

DSC_0448.JPG

DSC_0464.JPG

DSC_0487.JPG

DSC_0569.JPG

DSC_0578.JPG

DSC_0609.JPG

DSC_0621.JPG

EDSC_0068.JPG

EDSC_0079.JPG

EDSC_0085.JPG

MUNICIPIO ARCUENSE LANÇA CAMPANHA SOBRE IGUALDADE DE GÉNERO

VezdeIgualdade

Desenvolvida no âmbito do V Plano Nacional para a Igualdade de Género, Cidadania e Não-Discriminação 2014-2017, foi lançada hoje, dia 24 de outubro, a campanha de sensibilização #VezdeIgualdade.

igualdadearc.jpg

Esta campanha, desenvolvida pelo Município de Arcos de Valdevez pretende comemorar o dia municipal para a igualdade, dia 24 de outubro, e visa, sob uma perspetiva local, sensibilizar a comunidade e as populações para as questões da igualdade e não discriminação.

É focada na divulgação de imagens, através de outdoors, mupis e desdobráveis e ainda na criação de uma página no facebook denominada #VezdeIgualdade, onde os interessados poderão deixar e partilhar as suas mensagens e sugestões.

Consciente da importância desta temática, a apresentação da campanha #VezdeIgualdade marca, também, o início formal do compromisso do Município de Arcos de Valdevez no desenvolvimento de uma série de ações que contribuam para desconstruir estereótipos e preconceitos, promovendo um concelho cada vez mais inclusivo e promotor da igualdade entre todas as pessoas.

PONTE DE LIMA ESTÁ EM ALTA!

Projeto Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta 2016 – 2017. Apresentação pública, 25 de outubro – 18 horas. Clara Penha – Casa dos Sabores

O Município de Ponte de Lima apresenta amanhã, 25 de outubro, Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta projeto que inclui treze eventos a realizar entre novembro de 2016 e abril de 2017.

Contrariar a tendência sazonal e aumentar a atratividade e visibilidade turística do concelho e da região, são as principais linhas orientadores desta ação dinamizada pelo Município de Ponte de Lima, com o propósito de elevar a qualidade dos eventos organizados através da melhoria quantitativa e qualitativa de atividades complementares associadas a cada evento, acrescentando motivos para atrair os visitantes a sair de casa e a confraternizar, mesmos nos dias mais frios.

Dirigido aos agentes locais e aos empresários do setor turístico hoteleiro e da restauração, este projeto potencia os recursos endógenos como forma de tornar este território num espaço ideal para continuar a alavancar a economia local e o turismo em época baixa, criando novas oportunidades para o tecido empresarial e associativo, apostando numa estratégia de captação de novos públicos.

O projeto Em Época Baixa, Ponte de Lima em Alta possui condições especiais de estadia e na área da restauração. Durante os fins-de-semana em que se realizam os eventos, haverá um desconto de 15% em alojamento nas unidades hoteleiras aderentes, para as noites de sexta-feira e sábado, da mesma forma que a restauração aderente oferece 1 leite-creme, por dose, nas refeições de sábado e domingo, promovendo uma iguaria típica da cozinha tradicional limiana.

Considerando a localização estratégica de Ponte de Lima no epicentro da Euroregião Norte de Portugal - Galiza, este é o destino de muitos visitantes e turistas que aqui encontram uma variada oferta, desde a gastronomia, ao enoturismo, património histórico e paisagístico, desportos de natureza e equestres, alojamento de qualidade e comércio tradicional.

Assim, convidamos o v/ órgão de comunicação a assistir à cerimónia, a partir das 18 horas na Clara Penha – Casa dos Sabores.

ACIAB REALIZA SEMINÁRIO SOBRE "OBRIGAÇÕES NO TRABALHO - CÓDIGO DO TRABALHO, SEGURANÇA E SAÚDE, ACÇÃO INSPETIVA"

Dia 08 de novembro | 14h30 | Auditório do Turismo Arcos de Valdevez

A ACIAB vai realizar, em parceria com a ACT – Autoridade para as Condições do Trabalho, um seminário que tem como temática “Obrigações no Trabalho - Código do Trabalho, Segurança e Saúde, Ação Inspetiva”.

A iniciativa terá lugar no dia 8 de novembro (terça-feira), pelas 14h30, no Auditório Municipal de Informação e Turismo, no Campo do Trasladário, em Arcos de Valdevez.

A sessão de esclarecimento necessita de inscrição que deve ser enviada por email (aciab@aciab.pt), ou entregue nas instalações da ACIAB, até ao dia 7 de novembro (12h00). Para qualquer esclarecimento contactar a ACIAB através dos telefones 258 521 473 ou 258 454 524.

A Ficha de Inscrição para o Seminário “Obrigações no Trabalho - Código do Trabalho, Segurança e Saúde, Ação Inspetiva” encontra-se disponível no site da ACIAB em www.aciab.pt.

Programa

14h20 Receção dos participantes

14h35 Sessão de abertura

Vice-presidente executivo da ACIAB - Francisco Peixoto Araújo

Diretor do Centro Local do Alto Minho da ACT – Joaquim Silva

15h00 - Obrigações no Código do Trabalho, as Empresas e a Ação Inspetiva

ACT, Joaquim Silva, Diretor do CLAM

16h00 - A Organização das Atividades de Segurança e Saúde no Trabalho,

ACT, Alda Alves, Técnica Superior do CLAM

17h00 - Debate

17h30 - Encerramento

ESPOSENDENSES PROMOVEM NA GALIZA OS NOSSOS PRODUTOS REGIONAIS

Associação de Cidadãos de Esposende divulga produtos regionais internacionalmente

Associação de Cidadãos de Esposende deslocou-se a Vigo em mais uma iniciativa de divulgação internacional dos produtos de Esposende. Foi no dia 22 de Outubro em San Xurxo de Saiáns, Vigo.

esposendivulgaliz.jpg

Centenas de pessoas visitaram o bonito espaço que serviu de exposição, tendo a oportunidade de conhecer o Concelho de Esposende, os seus produtos, a sua cultura, e sobretudo entender que vale a pena Visitar Esposende.

Esta é já a 8.ª vez que a equipa pertencente à Associação de Cidadãos de Esposende se desloca à cidade de Vigo para promover os produtos locais "Made in Esposende". As próximas deslocações, ainda durante 2016, serão a Cangas, Baiona e Corunha.

Na última viagem a Vigo, a equipa da Associação de Esposende transportou bastantes produtos da região: queijos da "Lacticínios das Marinhas", licores da "Licores Cardoso das Marinhas", pão e doçarias de empresas locais, vinhos da "Quinta de Curvos", entre outros.

A Associação pretende também estabelecer parcerias para que galegos e portugueses participem nas atividades promovidas em ambos os lados da fronteira.

esposendivulgaliz (2).jpg

esposendivulgaliz (3).jpg

esposendivulgaliz (4).jpg

esposendivulgaliz (5).jpg

esposendivulgaliz (6).jpg

esposendivulgaliz (7).jpg

esposendivulgaliz (8).jpg

esposendivulgaliz (9).jpg

esposendivulgaliz (10).jpg

esposendivulgaliz (11).jpg

esposendivulgaliz (12).jpg

esposendivulgaliz (13).jpg

esposendivulgaliz (14).jpg

esposendivulgaliz (15).jpg

MUNICÍPIO DE FAFE CRIA GABINETE DE APOIO AO EMIGRANTE

Espaços já promoveram mais de 20 000 atendimentos em todo o país

Foi assinado, esta tarde, o Protocolo de Cooperação entre o Ministério dos Negócios Estrangeiros e o Município de Fafe para a criação do Gabinete de Apoio ao Emigrante.

DSA_6050.JPG

A sessão contou com a presença do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, e do Diretor Regional dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas, Jorge Oliveira.

Raul Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Fafe, abriu a sessão, salientando o papel fundamental que os emigrantes tiveram e continuam a ter no desenvolvimento do concelho.

“Fafe é tradicionalmente um Município de emigração. Nos primeiros anos, uma emigração dirigida, sobretudo, para o Brasil e, a partir dos anos 60 e até aos dias de hoje, uma emigração dirigida, essencialmente, para a Europa. Uma emigração que continua a ser feita com muitos sacrifícios, mas com uma vontade indomável dos fafenses em procurar evoluir, avançar e lutar por uma vida melhor.

Isto tem sido algo que nos tem caracterizado enquanto cidadãos e que nos coloca na obrigação de ter uma estrutura municipal como este Gabinete, que possa fazer a charneira entre quem quer regressar e aqueles que querem sair.”

É um Gabinete que pretendemos que tenha conteúdo, que seja uma porta de relação dos nossos emigrantes com Portugal, no que toca tanto a questões sociais e profissionais, como de investimento e reinserção dos emigrantes quando regressam.

Queremos, no fundo, que este Gabinete, que está pronto a funcionar e ficará localizado junto ao Espaço do Cidadão, seja um interface de relação com os emigrantes.”

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, destacou este acordo como algo que deve ir para além de ciclos políticos, garantindo os apoios necessários a todos os portugueses que vivem no estrangeiros.

“É nosso dever, no Ministério dos Negócios Estrangeiros, acompanhar de forma muito particular a saída e o regresso, definitivo ou temporário, dos portugueses que, por diversas razões, decidiram deixar a sua terra pátria para outras regiões, em buscar de melhores oportunidades de vida ou na realização plena das suas faculdades intelectuais, sociais, cívicas.

Este novo ciclo de Gabinetes de Apoio ao Emigrantes têm três grandes prioridades que passam por alargar os Gabinetes a todo o território nacional, criando capacidade de respostas a todos os estratos sociais, aumentar as competências e funções, dando-lhes novos conteúdos e, finalmente, integrar, no contexto de trabalho destes Gabinetes, a identificação, o apoio e o acompanhamento aos micro investidores.”

José Luís Carneiro aproveitou ainda para fazer um balanço do trabalho desenvolvido pelos mais de 120 Gabinetes de Apoio ao Emigrante espalhados por todo o país.

“Os Gabinetes de Apoio ao Emigrante já contabilizam cerca de 20 mil atendimentos em todos o país, mais de 80 % destes apoios visam recuperar direitos sociais dos portugueses que viveram e trabalharam no estrangeiros.

O objectivo do seu reforço é o de garantir, aos Municípios que têm populações emigradas e que regressam temporária ou definitivamente ao seu país, condições para que possam apoiar estas pessoas, criando um rede cada vez maior.

Quanto maior for a rede deste Apoio ao Emigrante, mais garantias temos que os portugueses que vivem pelo mundo têm uma relação de apoio e protecção consulares.”

Recorde-se que o Gabinete de Apoio ao Emigrante terá um trabalho contínuo na promoção de ações que apoiem os cidadãos que se encontram a residir e a trabalhar nos países de acolhimento e todos aqueles que que queiram regressar com carácter definitivo ao país de origem, promovendo ações que garantam a divulgação de informação relevante para o exercício dos seus direitos e deveres.

Este Gabinete servirá ainda para fomentar projetos de investimento e desenvolvimento locais e ações que apoiem o associativismo e que promovam e favoreçam o conhecimento da cultura portuguesa.

A vinda do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas a Fafe terminou com a visita ao Museu das Migrações e das Comunidades, espaço onde se prevê desenvolvimentos para breve.

“O Museu das Migrações e das Comunidades é dos mais antigos do país e, por isso, é nossa vontade continuar a preservá-lo e investir neste espaço. Já reunimos com o Ministério da Cultura, no sentido de procurar qualificar o Museu, dar-lhe mais conteúdo, modernizar o espaço e as tecnologias que lhe estão associados.

Pretendemos também criar condições e uma rede com outros Municípios que estejam relacionados com esta área de valorização de memória colectiva ligada à emigração, procurando assim intervenção programada e planeada mais eficaz e mais útil para as pessoas.”, explicou Raul Cunha.

DSA_6070.JPG

DSC_3128.JPG

DSC_3179.JPG

DSC_3183.JPG

DSC_3188.JPG

PAN OPÕE-SE À PROSPECÇÃO DE PETRÓLEO EM PORTUGAL

PAN rejeita qualquer regulamentação para exploração de petróleo e gás em Portugal

  • Petição da Plataforma Algarve Livre de Petróleo é debatida quarta-feira, 26 de Outubro, na Assembleia da República
  • Regular o Decreto-Lei n.º 109/94 de 26 de Abril é validar a sua ação e os seus impactos
  • Portugal tem potencial para ser líder na produção e exportação de tecnologia e energia renovável e transitar para uma economia circular e de carbono zero

O PAN - Pessoas-Animais-Natureza acompanha esta semana com uma iniciativa legislativa a petição da Plataforma Algarve Livre de Petróleo que pede o fim da prospeção e a exploração de petróleo e gás em Portugal. O projeto de lei do PAN pede a revogação do Decreto-Lei n.º 109/94, de 26 de Abril, que regulamenta o acesso e exercício das atividades de prospeção, pesquisa, desenvolvimento e produção de petróleo em Portugal.

MARCHA ANIMAL 051

Às portas da COP22 e contrastando com o compromisso assumido na ratificação do Acordo de Paris e com o próprio Orçamento de Estado para 2017, que refere pretender “descarbonizar progressivamente a sociedade”, o governo contratualizou a prospeção, pesquisa, desenvolvimento e produção de hidrocarbonetos on e off shore a consórcios petrolíferos nas regiões da Beira Litoral, da Extremadura, do Alentejo e do Algarve.

Para o PAN, mais importante do que as decisões políticas parlamentares é acompanhar as preocupações cívicas de cidadãos e associações deste país contra a prospeção, pesquisa, desenvolvimento e exploração de hidrocarbonetos. Regular o Decreto-Lei n.º 109/94, de 26 de Abril é validar a sua ação e os seus impactos, pelo que o único caminho exequível para fazer cumprir Paris é a sua revogação e a aposta em fontes de energia realmente úteis, limpas e sustentáveis. Mais que tentar regular um sector desta magnitude, há que estabelecer uma posição definitiva quanto ao tema. Portugal tem as condições climáticas para ser líder na produção e exportação de tecnologia e energia renovável e todos os investimentos feitos no sector dos combustíveis fósseis põem em causa a urgente transição para uma economia circular e de carbono zero.

Nos últimos 125 anos Portugal consumiu combustíveis fósseis equivalentes a mais de 700 milhões de toneladas de petróleo para sustentar o seu desenvolvimento*. Para cumprir os seus objetivos na luta climática, o país tem de abdicar, até ao final do século, das 16 milhões de toneladas de petróleo, carvão e gás natural que ainda queima anualmente para mover carros, produzir eletricidade, alimentar indústrias e abastecer habitações.

Para evitar um aumento de 2º Celsius a humanidade tem não só que fazer mudanças estruturais em vários sectores sociais, como terá, acima de tudo, de mudar de paradigma económico e social. A manutenção de uma economia baseada no carbono, seja em combustíveis fósseis, é diretamente conflituante com a urgência de se planear e executar uma transição para uma economia baseada em energias realmente limpas e renováveis. Mesmo que todos os países cumpram as propostas não vinculativas apresentadas no Acordo de Paris a barreira climática ultrapassará o aumento de 2º Celsius e ficaria entre 3.5º e 6º Celsius.

Numa perspetiva mais económica, os próprios capitais de investimento e de risco já começam a dar sinais de preocupação com a possibilidade de se transitar rapidamente para economias ausentes de combustíveis fósseis. Os mercados falam em possíveis perdas de 33 triliões de dólares de investimentos, devido a políticas de limitação das emissões de gases com efeito de estufa (GEE), à competitividade crescente das renováveis e à inevitável quebra da procura dos seus produtos a curto-médio prazo. Mas tal como em outras indústrias, estas perdas serão de facto ganhos – não em capital financeiro mas sim na preservação de ativos ecológicos.

“As avaliações científicas alertam-nos para a urgência de repensarmos e mudarmos o sistema económico que premiamos e expandimos. Continuamos a apostar na estética das palavras enquanto estratégia para prolongar uma ecologia superficial, subjugada a um leque vastíssimo de interesses que continuam a bloquear os esforços de nações para combater e mitigar as alterações climáticas”, defende André Silva, Deputado do PAN.

ARMANDO CALDAS APRESENTA EM BARCELOS LIVRO DE CANÇÕES DE SUA AUTORIA

Livro “Enquanto o Amanhã nos Tiver” de Armando Caldas apresentado na Biblioteca Municipal de Barcelos

Dia 29 de outubro, na Biblioteca Municipal de Barcelos

A Biblioteca Municipal de Barcelos foi o local escolhido por Armando Caldas para apresentar o seu último livro “Enquanto o Amanhã nos Tiver”, no dia 29 de outubro, às 17h.

O livro reúne poemas que mais não são do que as letras das canções compostas pelo autor, durante o período compreendido entre 1999 e 2015, e ao mesmo tempo será apresentado também o CD “30 Anos em Canções”.

Apresentarão o autor e o livro as escritoras Fernanda Santos e Maria do Céu Nogueira.

Armando Emílio da Costa Caldas nasceu em Arcos de Valdevez em 27 de junho de 1965. Em 1982 começou a escrever as suas primeiras canções. No ano seguinte, vai para Coimbra, onde se licenciou em Medicina, concluindo, em 1998, a especialidade em Ortopedia. Desde 2003 que reside em Braga, exercendo a sua atividade profissional no Hospital de Santa Maria Maior de Barcelos.

É autor dos seguintes livros: “Antes de Mais”, com CD (1999), “Adeus 2000”, com CD (2001), “O Céu Traído”, com CD (2003), “Braga 2005”, coletânea com bandas da região de Braga (2005), “Memórias de uma Família do Minho” e o CD “20 Anos em 20 Canções” (2006), “Braga 2008” e Braga 2015”, coletâneas com bandas da região de Braga (2015).

IAPMEI PROMOVE DIA DO ATENDIMENTO DESCENTRALIZADO EM VIZELA

O IAPMEI, em colaboração com a Câmara Municipal de Vizela, vai promover uma ação conjunta de atendimento descentralizado, no próximo dia 15 de novembro, a partir das 14:00 horas, no novo espaço do Centro de Incubação de Vizela, Edifício II do Complexo do Mercado Municipal.

Com o objetivo de reforçar a proximidade às empresas nas várias regiões, o IAPMEI lançou uma nova iniciativa como forma de proporcionar espaços de atendimento personalizado aos empresários, numa lógica fora de portas, privilegiando locais onde o Instituto não dispõe de representação regional.

Dia do Atendimento Descentralizado é implementado com base em parcerias com entidades da envolvente empresarial em várias zonas do País, como forma do IAPMEI descentralizar serviços nos domínios da informação e aconselhamento, indo ao encontro das empresas e das suas necessidades, através de um conjunto de soluções adaptadas a qualquer fase do seu ciclo de vida.

Nesse dia, uma equipa técnica do IAPMEI vai estar disponível para responder às dúvidas dos empresários e dos empreendedores da região no âmbito da intervenção do IAPMEI. O atendimento será individual, pelo que estará sujeito a marcação e à disponibilidade de vagas.

A iniciativa funciona através da apresentação de manifestações de interesse de empresários ou empreendedores e do agendamento prévio de reuniões individualizadas com equipas técnicas do IAPMEI, através de preenchimento da ficha de inscrição (disponível em http://www.cm-vizela.pt/33-noticias/1007-iapmei-promove-dia-do-atendimento-descentralizado-em-vizela) e posterior envio para exito@cm-vizela.pt.

FAMALICENSES DEBATEM PROJECTO ESTRATÉGICO PARA A EDUCAÇÃO

Famalicão coloca em discussão pública o projeto estratégico para a educação. Documento está disponível em www.vilanovadefamalicao.org

Está em discussão pública até ao final do mês de novembro o Projeto Estratégico para a Educação proposto pelo município de Vila Nova de Famalicão. O documento com quase uma centena de páginas pode ser consultado no site do município em www.vilanovadefamalicao.org/_regulamentos_municipais_4 ou nas diversas escolas do concelho. Os contributos podem ser enviados para o seguinte e-mail pel@vilanovadefamalicao.org.

AFS_4867.jpg

O Projeto Estratégico Educativo Municipal assume-se como um referencial de gestão estratégica da educação ao nível local, paralelo ao plano de desenvolvimento estratégico, constituindo-se como uma base para o efeito, designadamente a autarquia, as escolas, a sociedade civil, articulando-as com as oportunidades de educação formal, não formal e informal, que são proporcionadas por todas as organizações e espaços do território e da vida adas pessoas e comunidades.

O Projeto resulta de uma metodologia de projeto participativa, suportado em quatro fases distintas – Diagnóstico, Planeamento e Desenho, Implementação e Avaliação- obedecendo cada uma delas a diferentes etapas organizadas de forma sequencial.

Os objetivos gerais passam por reorganizar e requalificar o Parque escolar, adaptando-o às necessidades do território (ampliação, remodelação e reconversão de alguns estabelecimentos de ensino); promover o sucesso educativo tendo por base uma visão holística da Educação; estabelecer uma sólida ligação entre as competências dos trabalhadores e as necessidades das empresas numa lógica de Educação e Formação ao longo da vida; reforçar o domínio da cultura e coesão social do território, garantindo a igualdade de direitos e oportunidades a todos os cidadãos; implementar estratégias que fomentem a Inovação e competitividade e potenciar novas lógicas de cooperação e governança na educação.

No fundo, o Projeto Estratégico Educativo Municipal de Vila Nova de Famalicão assume-se como um documento que expressa a identidade do território e da comunidade enquanto parceiros na construção de Educação inovadora e de caráter local. O modelo participativo que orientou a construção do documento permitiu adequar a organização geral e os objetivos tendo em conta a criação de um município Educador. Este dever ser encarado como uma etapa de planeamento estratégico, como forma de planear o futuro desejado, bem como os meios e estratégias para o alcançar sendo a primeira etapa, a sua definição clara e objetiva.

Depois da discussão pública, o projeto estratégico deverá ser aprovado em Conselho Municipal da Educação, na Reunião de Câmara e na Assembleia Municipal, no início de 2017.

GRUPO DEOLINDA DÁ CONCERTO EM VIANA DO CASTELO

Concerto dos DEOLINDA - 29 de outubro - Centro Cultural de Viana do Castelo

Os Deolinda estão de volta! Três anos após terem partilhado connosco o seu Mundo Pequenino e terem tornado o seu Mundo mesmo pequenino com uma extensa digressão que os fez pisar muitos palcos portugueses e internacionais, a banda regressa agora com um novo disco que promete voltar a instalar-se nas gargantas e nos corações do público.

Deolindaviana.png

É impossível fazer a banda sonora dos últimos 8 anos em Portugal sem que os Deolinda protagonizem um papel muito relevante. São cerca de 600 concertos espalhados por inúmeros países, 7 galardões de platina, 4 disco s de ouro, 3 Globos de Ouro, 1 Prémio Amália Rodrigues, 1 Prémio José Afonso, 1 song lines Music Award entre muitas outras distinções. Porém, mais que os números, é a profunda relação afetiva entre a banda e o público que tem assegurado uma das carreiras mais bem sucedidas da música portuguesa. Terminamos como começámos: os Deolinda estão de volta! E isso é imperdível!

BLHETES À VENDA

  • Locais de venda: Teatro Municipal Sá de Miranda, nos horários habituais da bilheteira (segunda a sexta-feira, das 9h00 às 19h00; em dias de espetáculo: das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 22h00); sábado e domingos em dias de espetáculos, (2 horas antes).

http://ticketline.sapo.pt/evento/DEOLINDA-15961 - Fnac - Ag.Viagens Abreu – Worten – A.B.E.P – Casino Lisboa – C.C. Dolce Vita – C.C. Mundicenter – El Corte Inglês e SuperCor – Galeria Comercial Campo Pequeno – MMM Ticket – Uticketline – CCB – Time Out Mercado da Ribeira – Shopping Cidade do Porto – Forum Aveiro – Ask Me Lisboa e INFORMAÇÃO RESERVAS: ligue 1820 (24 horas).

  • No dia do espetáculo, se a lotação não estiver esgotada,poderão adquirir bilhetes na bilheteira do Centro Cultural entre as 18h00 e as 22h00.
  • Classificação etáriaM/6 anos
  • Custo do bilhete: 10€ (plateia) | 10€ (bancada)
  • Aceitam-se reservas de bilhetes, unicamente, por  email: tmsm@cm-viana-castelo.pt, com um prazo de levantamento de 24 horas, caso contrário a reserva ficará sem efeito.
  • Há bilhetes de plateia e bancada, pelo que deverão mencionar na reserva o desejado.
  • Não há lugares marcados.

BARCELOS APOIO FREGUESIAS E ASSOCIAÇÕES

Câmara Municipal continua com os apoios sociais, às freguesias e às associações

À semelhança das últimas reuniões de Câmara, a sessão de 24 de outubro ficou também marcada pela aprovação de um conjunto de subsídios a freguesias e a associações, bem como apoios às crianças e jovens mais desfavorecidos.

Na sessão, o executivo municipal deliberou, por unanimidade, manter os apoios para as refeições escolares de 28 alunos do 1º CEB e ensino pré-escolar; atribuir subsídios no valor total de cerca de 160 mil euros a freguesias, para financiamento de obras e a associações para apoio das atividades desenvolvidas. Também foram aprovadas adendas aos protocolos de colaboração com as Corporações de Bombeiros de Barcelinhos e de Viatodos.

Outras deliberações:

Ainda na sessão, foi aprovado o Regulamento dos Períodos de Abertura e Funcionamento dos Estabelecimentos de Venda ao Público e de Prestação de Serviços do Município de Barcelos, bem como o Regulamento de Publicidade e Ocupação do Espaço Público do Município de Barcelos.

Nota: Todas as propostas foram aprovadas por unanimidade.

BRAGA DEBATE AS MEDIA ARTS E AS TENDÊNCIAS INTERNACIONAIS DA ÁREA

Evento inserido na preparação da candidatura a Cidade Criativa da UNESCO

No âmbito da preparação da candidatura de Braga a Cidade Criativa da UNESCO, realiza-se esta Sexta-feira, dia 28 de Outubro, no Mosteiro de Tibães, entre as 9h30 e as 13h30, a Conferência ´Media Arts e Planeamento Estratégico de Cidades´.

Conferência ´Media Arts e Planeamento Estratégico de Cidades´.jpg

Neste encontro, promovido Pelo Município de Braga, será partilhada a experiência internacional de outras Cidades Criativas da rede UNESCO e serão igualmente divulgados os projectos e iniciativas em curso na Cidade de Braga, discutindo-se as tendências e desafios internacionais neste contexto.

Uma cidade é tanto mais competitiva quanto mais souber potenciar a criatividade dos seus residentes, aglomerar os seus negócios criativos e valorizar os recursos endógenos do seu território, de forma a torná-lo atractivo ao talento e investimento. O valor da criação artística e o uso experimental de novos media e tecnologias, a par do potencial criativo e inovador das colaborações intersectoriais entre arte e ciência, têm, assim, adquirido relevância no posicionamento estratégico de cidades por todo o mundo.

Atento a estes desafios, o Município de Braga pretende, deste modo, percorrer o estimulante caminho em direcção a uma economia local ainda mais suportada na inovação e tecnologia, a par de uma nova e sólida estratégia centrada na criatividade dos seus agentes e na atractividade dos seus recursos territoriais. Como tal, no último ano, a Câmara Municipal de Braga tem vindo a dar os passos necessários para apresentar uma candidatura a Cidade Criativa das Media Arts da UNESCO.

Em 2004, a UNESCO (United Nations Educational, Scientific and Cultural Organisation) nomeou as Media Arts um dos sete campos criativos vitais para o desenvolvimento urbano sustentável. Nesse âmbito, criou a Rede de Cidades Criativas - UNESCO Creative Cities Network (UCCN), para fortalecer a cooperação entre cidades que encontram na criatividade um factor estratégico de desenvolvimento social cultural e económico, estando actualmente presente em 54 países, com 116 cidades membros, das quais 9 são Cidades Criativas Media Arts.

Actualmente existem nove Cidades Criativas Media Arts: York (Reino Unido, 2014), Linz (Áustria, 2014), Enghien-Les-Bains (Fança, 2013), Lyon (França, 2008), Austin (EUA - Texas, 2015), Dakar (Senegal, 2014), Tel Aviv-Yafo (Israel, 2014), Gwangju (Coreia do Sul, 2014), Sapporo (Japão, 2013).

Media Arts.jpg

BRACARENSES FOTOGRAFAM AZULEJOS NO CENTRO HISTÓRICO DE BRAGA

XIII Concurso Municipal de Fotografia: Município desafia Bracarenses a fotografar património azulejar do Centro Histórico

‘O Património Azulejar do Centro Histórico de Braga’ é o tema do XIII Concurso Municipal de Fotografia, uma iniciativa organizada pelo Município de Braga que visa aproximar os Bracarenses do património da Cidade.

CNV000017 (1).jpg

O concurso tem por base a utilização de máquinas descartáveis com flash, uma por concorrente, a disponibilizar de forma gratuita a um número máximo de 50 concorrentes. A participação implica a formalização da inscrição e o pagamento de uma caução de 10€, que será devolvida, uma vez recebida a máquina de acordo com o regulamento do concurso.

As inscrições vão decorrer no Museu da Imagem entre os dias 5 a 25 de Novembro (todos os dias das 14:30 às 18:30 horas).

As máquinas poderão ser levantadas no Museu de Imagem nos dias 25 e 26 de Novembro entre as 14h30 e as 18h30. O período para captação de imagens inicia-se no dia 26 de Novembro, devendo os concorrentes entregar as respectivas máquinas no Museu da Imagem, até às 18h00 horas do dia 27 de Novembro.

Este concurso visa despertar o interesse e a sensibilidade dos cidadãos relativamente ao património azulejar que reveste e decora muitos edifícios do Centro Histórico da Cidade. Naturalmente que os elementos azulejares mais vetustos e com maior qualidade e singularidade artística e histórica poderão suscitar fotografias de grande plasticidade e sentido artístico, que gerarão um testemunho de um património que importa conhecer, fruir e salvaguardar.

Também os azulejos que decoram muitas fachadas de edifícios comuns do Centro Histórico possuem inequívoco sentido estético, sobressaindo as cores fortes que conferem ao edificado e ao espaço envolvente, um brilho e uma luminosidade ímpares. O concorrente poderá no entanto sentir o apelo e a inspiração pelo lado menos rebuscado e, por vezes, até dissonante de alguns revestimentos azulejares de fachadas de edifícios, apontando para estes a sua objectiva.

A Autarquia através do júri, para além da atribuição do primeiro prémio e menções honrosas nos termos do regulamento do concurso, seleccionará um conjunto vasto de trabalhos destinados a integrar uma exposição alusiva à presente edição a inaugurar em 2017 na Fonte do Ídolo.

O regulamento do concurso está disponível através do link https://goo.gl/RUlvlH

CNV000017.jpg

CNV000018.jpg

TERRAS DE BOURO ASSINALA DIA MUNDIAL DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro assinalou o Dia Mundial da Alimentação Saudável e realizou Workshop sobre o tema

O Centro Municipal de Valências para comemorar o Dia Mundial da Alimentação Saudável, que se comemora a 16 de outubro, preparou uma atividade em parceria com a UCC – Unidade de Cuidados da Comunidade dirigia às crianças dos Jardins de Infância e do 1.º Ciclo do Agrupamento de Escolas com vista a sensibilizar as crianças para os benefícios que estão associados a uma alimentação completa, equilibrada e variada.

TBTerraBou (1).jpg

Para esta atividade foi elaborada uma apresentação multimédia e distribuído às crianças um folheto elaborado pelos Serviços de Enfermagem e Nutrição e pela professora do Espaço de Estudo Acompanhado em colaboração com a enfermeira da UCC. A apresentação e o folheto incidiram sobre os alimentos que devem ser incluídos numa alimentação saudável e procurou alertar as crianças para os riscos que uma alimentação desregrada pode ter no surgimento da obesidade infantil.

No final foi lido um conto alusivo à temática abordada por uma contadora de histórias que se disponibilizou para colaborar com a UCC e o Centro Municipal de Valências na dinamização desta atividade.

Ainda no âmbito deste dia, o Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro, dinamizou também um Workshop em parceria com o Centro Social e Paroquial de Souto no qual participaram os utentes do CAO – Centro de Atividades Ocupacionais.

Do programa constou uma apresentação multimédia que procurou alertar os participantes para os benefícios que uma alimentação completa, variada e equilibrada tem na saúde das pessoas e ajudá-los a perceber como deve ser feito o planeamento diário das refeições.

Foi também distribuído a todos os participantes um folheto elaborado pelos Serviços de Enfermagem e Nutrição em colaboração com a professora do Espaço de Estudo Acompanhado. Este folheto incidiu sobre a atual roda dos alimentos e procurou dar a conhecer os sete grupos de alimentos que a compõem, bem como a proporção em que cada um deles deve estar presente na alimentação diária de forma a evitar o aparecimento da obesidade e das doenças que a mesma provoca nas pessoas, informação que foi também devidamente explicada aos presentes pelo nutricionista do Centro Municipal de Valências.

TBTerraBou (2).jpg

TBTerraBou (3).jpg

TBTerraBou (4).jpg

TBTerraBou (5).jpg

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE CAMINHA É EXEMPLO A NÍVEL INTERNACIONAL

“Beneficiação do Jardim de Infância de Âncora”; “Execução do projeto do Cais de Rua Sul (Caminha)”, e “Recuperação do Monte Calvário (Vila Praia de Âncora)”, são os projetos vencedores desta 2ª edição

Em apenas duas edições de Orçamento Participativo (OP), para além de Caminha e Vila Praia de Âncora, também as freguesias de Dem, das Argas, de Gondar e Orbacém e de Âncora tiveram propostas vencedoras. Na cerimónia de apresentação dos projetos vencedores desta 2ª edição do OP, Miguel Alves fez também o ponto de situação dos projetos vencedores no primeiro OP. Sobre a importância do OP de Caminha sublinhou: “em Caminha, como em nenhuma outra parte do mundo, são as pessoas que decidem o que fazer com a percentagem de IRS que fica no concelho. Não existe isto em lado nenhum e é por isso que o concelho de Caminha foi convidado pela Comissão Europeia para ir à Tunísia mostrar como se fazem as coisas”.

cerimonia de apresentação de projetos op2016 (1).jpg

Os vencedores desta 2º edição foram anunciados na passada sexta-feira, por Miguel Alves, numa cerimónia que contou com mais de uma centena de pessoas. Durante a cerimónia, o autarca sublinhou a importância do número de pessoas que votou neste orçamento, isto é, 1400 pessoas: “este número é especialmente importante porque esta segunda edição tinha um risco: é que na primeira edição nós votamos os projetos que tem dois anos para serem implementados” e reforçou: “muito dificilmente teríamos as obras do 1º OP já concretizadas”.

Assim, em primeiro lugar, com 333 votos, ficou o projeto “Beneficiação do Jardim de Infância de Âncora (Âncora)”, orçamentado no montante de 65 mil euros; em segundo lugar, com 323 votos, o projeto “Execução do projeto do Cais de Rua Sul (Caminha)”, orçado em 65 mil euros e, em terceiro lugar, com 257 votos, os caminhenses escolheram o projeto “Recuperação do Monte Calvário (Vila Praia de Âncora)” avaliado igualmente em 65 mil euros. Recorda-se que a Câmara Municipal de Caminha decidiu aumentar do OP 2016 para 195 mil euros, o que correspondente ao montante de IRS que se prevê que os munícipes do concelho paguem durante o ano de 2016.

Miguel Alves deu ainda a conhecer aos presentes o ponto de situação de cada uma das propostas vencedoras do 1º OP de Caminha e explicou: apesar do prazo de concretização ser de 24 meses, ainda este ano vamos ter a rede wi-fi para as freguesias das Argas e Dem”. Sobre este projeto, Rede Wi-Fi para as freguesias das Argas, o presidente ainda disse: “até ao final do mês de novembro vamos ter a rede móvel na Serra d’Arga e em Dem e dentro deste período queremos iniciar o processo wi-fi”.

Sobre, a Reparação do Cais da Rua e Colocação de Guindaste para embarcações em Caminha, o edil sublinhou a sua importância e lembrou: “esta é o inicio de uma obra de grande importância. Ao longo dos últimos 40, 50 anos, ninguém interveio no Cais da Rua. Fez-se muito pouco para ajudar a comunidade piscatória”. Miguel Alves deu a conhecer que o Município está empenhado em fazer mais pela comunidade piscatória: “esta proposta está a ser avaliada noutro contexto. Estamos a trabalhar na remodelação total do Cais da Rua, um investimento de 800 mil euros. O projeto já foi elaborado e aprovado e já o candidatamos. Se tudo correr bem, destro de dois, três meses, teremos uma candidatura aprovada para fazer um novo Cais de Rua para os Pescadores”.

O presidente fez ainda o ponto de situação sobre a Recuperação do espaço envolvente ao Dólmen da Barrosa em Vila Praia de Âncora e fez saber: “este projeto tem sido um trabalho apurado. Dependia de pareceres, por exemplo, da Direção Regional do Norte da Cultura, e do litigio com mais de 20 anos entre a Câmara Municipal e os proprietários da Quinta da Barrosa”. “Era necessário resolver este litigio. Já chegamos a acordo com os proprietários. Já pagamos metade da indeminização e a segunda parcela será liquidada até 30 de março do próximo ano”, explicou.

Miguel Alves lembrou que o Dólmen tem sido “um monumento esquecido” e avançou que o Município vai atuar no Dólmen ainda este ano no âmbito do 1º OP. Mas também noticiou que a Câmara Municipal tem uma candidatura no âmbito da Comunidade Intermunicipal do AltoMinho que vai permitir colocar junto ao Dólmen um equipamento que será a porta de entrada da Rota do megalitismo no distrito de Viana do Castelo.

Quanto à Adaptação do Centro Cultural de Gondar para Unidade de Apoio Domiciliário, o autarca caminhense deixou claro trata-se de uma obra muito complexa. Para além de obrigar a uma adaptação do edifício, o Centro Cultural de Gondar tem outros problemas estruturais que necessitam de solução. “A proposta continua em elaboração para podermos perceber o tipo de obras que poderemos fazer com o orçamento que existe”, esclareceu Miguel Alves.

cerimonia de apresentação de projetos op2016 (2).jpg

cerimonia de apresentação de projetos op2016 (3).jpg

MUNICÍPIO DE BRAGA VENDE ACÇÕES DO SPORTING CLUBE DE BRAGA

Alienação das acções do S.C. Braga - Futebol SAD

Por deliberação da Assembleia Municipal de Braga, na sua reunião ordinária realizada no passado dia 7 de Outubro, o Município de Braga vai proceder à alienação da totalidade das participações sociais que detém na sociedade anónima desportiva S.C. Braga - Futebol SAD.

CMB16022016SERGIOFREITAS000000703.jpg

Assim, na sequência desta decisão tomada por este órgão deliberativo, o Município de Braga deu ordem ao Banco BPI, SA - instituição bancária onde se encontram depositadas as participações -, para proceder à venda em bolsa das referidas acções do S.C. Braga - Futebol SAD.

A data de início da venda das participações é a 31 de Outubro, com um período de validade de 30 dias e com o valor mínimo de venda por acção fixado em 1 (um) euro.

Recorde-se que a participação do Município na S.C. Braga - Futebol SAD representa 17.14% do capital social, num total de 200 mil acções. Considera o Município que as entidades desportivas devem pautar-se por critérios de interesse público, de base institucional, que não se compadece com a detenção de participações sociais.

PONTE DE LIMA ACOLHE SEMINÁRIO “SCHENGEN, LIBERDADE DE CIRCULAÇÃO E REFUGIADOS”

Auditório Rio Lima - 31 de outubro

“Schengen, Liberdade de circulação e refugiados” é o tema de um seminário que vai decorrer em Ponte de Lima, no dia 31 de outubro, enquadrando-se no mais recente fenómeno dos refugiados e sobre a continuidade do Espaço Schengen, enquanto área internacional de liberdade de circulação de pessoas.

Imagem refugiados.jpg

Neste sentido, o Município de Ponte de Lima apoia a realização do Seminário, no próximo dia 31 de outubro, a partir das 10h00, no Auditório Rio Lima.

Este seminário resulta de uma parceria entre o Centro Europe Direct de Ponte de Lima com a Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, e com o apoio do Clube Europeu da Escola Secundária de Ponte de Lima, da Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa e da Associação COR UNUM.

Os oradores do Seminário serão: a Profª Alice Cunha da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e da profª Mariana Reis Barbosa da Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa e de Manuel Barbosa / Margarida Silva da Associação COR UNUM.

Confira o programa:

10h10 Sessão de abertura

10h30 “Europa e mobilidade: o antes e o depois de Schengen” – Profª Alice Cunha, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa

11h00 ”Refugiados: Um testemunho da realidade vivida in loco”- Profª Mariana Reis Barbosa, Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa.

11h30 “ Uma experiencia de acolhimento de refugiados “- Manuel Barbosa ou Margarida Silva, Associação COR UNUM.

12h00 Debate

FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA DE TURISMO DISTINGUE FILME SOBRE GASTRONOMIA DE ESPOSENDE

O Filme promocional “Esposende, março com sabores do mar 2016” obteve o segundo prémio, na categoria temática de Gastronomia, do 9.º Festival Internacional de Cinema de Turismo “Art&Tur” que decorreu, entre 19 e 22 de outubro, em Vila Nova de Gaia.

Art&Tur.jpg

O júri internacional do “Art&Tur” selecionou o filme promocional de Esposende, num certame em que a Competição Internacional atraiu um total de 301 filmes de 52 países e a Competição Nacional teve um total de 109 filmes inscritos, classificados pelo júri como “de grande qualidade”. 

No final, o Grande Prémio da Competição Nacional foi atribuído ao filme “Turismo Centro de Portugal - Preferred Destination 2017”, inscrito pelo Turismo do Centro de Portugal. Na Competição Internacional, o Grande Prémio foi atribuído ao filme turco "Turkey: Home of Turquoise".

O “Art&Tur” é reconhecido a nível internacional como um veículo eficaz de Marketing Turístico, em particular na valorização e ativação das marcas das entidades participantes, através da divulgação de obras audiovisuais de promoção de destino.

“Março com Sabores do Mar” é um evento gastronómico promovido pela Câmara Municipal de Esposende, em parceria com as unidades de restauração locais que se enquadra na estratégia de promoção do concelho, constituindo um cartaz turístico da maior importância, na medida em que visa combater a sazonalidade e promover a gastronomia e os produtos locais. Elemento diferenciador deste evento é a aposta nos produtos endógenos para a confeção dos pratos.

Art&Tur1.jpg

Prémio_ar & tur.jpg

MONÇÃO RECRIA DESFOLHADA TRADICIONAL COM MUITA CHUVA E ANIMAÇÃO POPULAR

Pelo segundo ano consecutivo, recriação teve lugar no passado sábado à noite, 22 de outubro, na Praça Deu-la-Deu Martins. Apesar da contrariedade temporal, chuva, chuva e mais chuva, a noite animou-se com elementos da organização a darem corpo a este costume ancestral e populares a participarem ativamente na iniciativa. 

D 04 (Large).JPG

Com organização do Grupo Folclórico das Lavradeiras de São Pedro de Merufe e apoio da Câmara Municipal de Monção e Junta de Freguesia de Merufe realizou-se no passado sábado, 22de outubro, uma desfolhada tradicional minhota, na Praça Deu-la-Deu Martins.

Apesar do tempo adverso, com muita água a cair do céu, e interrupções de luz, motivadas pela intempérie, aquela tradição secular, que pela segunda vez desceu ao centro histórico da vila, constituiu um extraordinário momento de defesa da ruralidade e de valorização etnográfica.

Os elementos da organização deram corpo a este costume ancestral e os populares participaram ativamente na iniciativa. Resultado: muita animação e convívio com sonoridade tradicional, cantares populares, vinho tinto novo, e petiscos de puxar a orelha para amenizar o ruído do estômago.

A Praça Deu-la-Deu, o terreiro da nossa vila, decorou-se com carros de bois, medas de palha,um canastro e utensílios tradicionais da lida do campo. Na labuta, muita gente de idade respeitável, a recordar outros tempos, e muitos rostos jovens, dispostos a manter a tipicidade. A passagem geracional de costumes e tradições está no bom caminho.

Em espaço coberto, mulheres de têmpera, fieis às vivências e trajes de outrora, confecionavam as bicas, com a calda e a farinha na medida certa,e o caldo de farinha, a sair quentinho de potes de três pernas. Como mandam os ensinamentos de tempos passados mas não esquecidos.

Os populares “amontoavam-se” nas imediações do coberto. Uns escapavam da chuva insistente mas a maioria vinha com a intençãode provar as delícias gastronómicas e o vinho tinto novo. Docinho. Alguém ficou sem provar? Não. Houve quem repetisse? Sim.E os comentários foram todos elogiosos, gabando a confeção e a simpatia.

Para o ano há mais. Ou deve haver. A organização é que sabe. Se for o caso, talvez não seja má ideia falar com S. Pedro e pedir-lhe uma noite com menos chuva. Afinal de contas, é o padroeiro da freguesia de Merufe. Com jeitinho, vamos ter uma terceira edição sem molhar os pés e com ainda mais populares a participar numa tradição que, em circunstância alguma, deve esmorecer ou exprimir desalento.

D 06 (Large).JPG

D 10 (Large).JPG

D 12 (Large).JPG

D 15 (Large).JPG

D 17 (Large).JPG

D 20 (Large).JPG

CONCURSO PREMEIA MELHORES PROJETOS DO ENSINO PROFISSIONAL DE FAMALICÃO

Dispositivo que previne o furto de automóveis vence “O Meu Projeto é Empreendedor”

Um mecanismo antifurto de automóveis é o grande vencedor da quinta edição do concurso “O Meu Projeto é Empreendedor” dirigido aos alunos finalistas do Ensino Profissional em Vila Nova de Famalicão. A ideia foi desenvolvida por José Miguel Santos, da Didáxis de Riba de Ave, e destacou-se entre os dez projetos selecionados de um total de 26 Provas de Aptidão Profissional que este ano se apresentaram a esta iniciativa promovida pela Rede Famalicão Empreende, com o apoio da Câmara Municipal.

1º lugar - O Meu Projeto é Empreendedor.jpg

José Miguel Santos, finalista do Curso Profissional de Técnico de Eletrónica, Automação e Computadores, concebeu um dispositivo que deteta o movimento e a vibração do automóvel ou até o levantamento para furto das jantes, ao qual deu o nome de “PMC – Protect My Car”.

Em segundo lugar ficou o projeto “Sentinela” de Pedro Ribeiro, aluno do Curso Técnico de Eletrónica, Automação e Comando da Escola Profissional CIOR, que criou um dispositivo que mede vários parâmetros do ar nas habitações e alerta o proprietário por e-mail ou através de aplicação móvel. E em terceiro o projeto de Alexandre Moita e Ricardo Campos, alunos do curso Técnico de Turismo Ambiental e Rural da Escola Secundária D. Sancho I, designado “Por um Futuro Cultural”. Menção honrosa ainda para o projeto “Máquina Trituradora de Garrafas de Vidro” da FORAVE.

Todos preenchem necessidades reais do mercado, principal critério de avaliação por parte dos elementos do júri, pelo que têm potencial de serem desenvolvidos por empresas da região, tal como sucedeu com os projetos vencedores das edições anteriores.

Leonel Rocha entregou diplomas aos alunos.jpeg

Os vencedores desta edição foram conhecidos na passada sexta-feira, 21 de outubro, numa sessão que decorreu no Centro Cívico de Famalicão e que, para além da comunidade educativa, contou com as presenças do Vereador da Educação e do Empreendedorismo, Leonel Rocha, e de representantes das três entidades patrocinadoras: a Louropel – Fábrica de Botões, a CEVE – Cooperativa Eléctrica do Vale d’Este e a ACIF – Associação Comercial e Industrial de Famalicão.

Leonel Rocha felicitou todos os alunos envolvidos nesta edição e assinalou que “este concurso é inspirador do empreendedorismo” e “um palco único onde os alunos do ensino profissional mostram o que valem”.

Os três primeiros classificados receberam 1.000, 500 e 250 euros atribuídos, respetivamente, pela Louropel, CEVE e ACIF, parceiras deste processo de promoção do empreendedorismo nas escolas, demonstrando assim aos alunos que são importantes para as empresas.

Os três projetos vencedores.jpg

PAREDES DE COURA MOSTRA ARTE DO LEGO

‘Arte em Peças’. 25 a 30 outubro – Paredes de Coura

Imaginem cidades compostas por vários edifícios e atravessadas por comboios motorizados, simulando vários aspetos da vida quotidiana. Ou até um grande display dedicado às aventuras do Astérix e do seu companheiro Obélix onde, como não poderia deixar de ser, aparece a aldeia dos irredutíveis gauleses, uma fortificação romana e uma gigantesca pirâmide. Mas também uma grande área Technic, na qual os visitantes poderão interagir com vários veículos onde o movimento é rei. Tudo isto e muito mais é possível contemplar no “Arte em Peças”, que decorre entre 25 e 30 de outubro em Paredes de Coura, com recurso às peças mais famosas do mundo.

AeP 1.jpg

A ‘legomania’ está de volta ao Alto Minho e, para além da comunidade educativa, o público também está convidado a participar e criar os mais variados temas nesta iniciativa promovida pelo Município de Paredes de Coura, em parceria com a Comunidade 0937, um grupo de entusiastas da LEGO® que todos os anos promove esta celebração em torno das peças mais coloridas e que agarra múltiplas gerações.

Um maravilhoso cenário medieval onde nas sombras de uma grande muralha decorrem muitas pequenas cenas representando a vida daqueles tempos. Um lindíssimo display western mostrando aventuras de cowboys e índios na paisagem agreste do oeste americano, onde não irá faltar uma cidade movimentada, comboio, minas, rios e a célebre cavalaria. Mas também uma mesa com várias miniaturas realistas de veículos motorizados, como por exemplo o bem português UMM ou o clássico Honda RA272, para além de várias naves espaciais de diferentes escalas mostrando as construções portuguesas numa competição internacional, bem como o cenário de uma batalha num planeta gelado da Guerra das Estrelas ou até várias construções medievais provenientes de uma atividade da Comunidade 0937 com o nome ‘Lusitanis’. Uma escola primária e um cenário da Segunda Guerra Mundial, assim como uma requintada e detalhada catedral, e muito mais, completam esta sétima edição do ‘Arte em Peças’, que mais uma vez instala este enormemosaico com peças LEGO® no Centro Cultural de Paredes de Coura.

Recorde-se que o ‘Arte em Peças’ é já uma referência no mapa mundial dos LEGO® Fan Events, organizado ininterruptamente desde 2010 pela Comunidade 0937 em conjunto com o Município de Paredes de Coura. Esta parceria não se limita ao ‘Arte em Peças’, já que ambas as entidades também organizam o Paredes de Coura Fan Weekend, evento LEGO® de cariz internacional e único fora da Dinamarca que no passado mês de junho recebeu 180 participantes com origem em dezassete países diferentes e que foi aclamado como “o paraíso na terra” por uma revista da especialidade. Com caráter permanente o Município de Paredes de Coura possui a ‘Caixa de Brinquedos’, espaço de excelência onde as crianças podem brincar com peças LEGO® e onde a Comunidade 0937 também organiza regularmente workshops, de inscrição gratuita, sobre o tema.

De acesso gratuito, a edição deste ano do ‘Arte em Peças’ terá dois períodos de abertura. O primeiro, de 25 a 28 de outubro, será dedicado a grupos escolares. O segundo, nos dias 29 e 30 de outubro, é dedicada ao público em geral e com horário de abertura das 14 às 19h00. O público também será desafiado para algumas atividades para melhor conhecer estas construções. Haverá também um espaço com milhares de peças LEGO® para os mais novos darem largas à imaginação e participarem em concursos de construção.

Sobre a Comunidade 0937

Já apelidado como “viveiro de talentos”, este grupo português de fãs de LEGO® foi fundado em 2006 e dinamiza atividades tanto online (fórum de discussão, concursos, revista digital, etc.) como offline (eventos, exposições, encontros, workshops). É conhecido internacionalmente pela qualidade das construções dos seus membros, tendo cinco deles sido contratados pela própria LEGO®, na Dinamarca, para serem designers de conjuntos.

AeP 3.jpg

AeP 7.jpg

AeP 8.jpg

VILA VERDE: AI MALHÃO, MALHÃO!

Desfolhada, malhada e festival da broa de Milho em Oriz S. Miguel numa homenagem à tradição do Minho

A freguesia de Oriz S. Miguel protagonizou uma sentida homenagem à genuína tradição do Minho. A iniciativa, que decorreu na tarde do passado sábado (22 outubro), na Quinta do Gama, levou vilaverdenses e visitantes numa viagem à descoberta dos mil e um encantos do mundo rural. A excelência da gastronomia regional e a recriação de práticas agrícolas ancestrais, a animação da música popular e a alegria dos convivas. Atrativos que levaram ao Norte do concelho várias dezenas de pessoas, que não enjeitaram a oportunidade de entrar pela porta da frente da história vilaverdense.

malhada (19).JPG

O céu pintado em tons de cinzento ameaçava alguns chuviscos, mas S. Pedro resolveu dar tréguas, o tempo manteve-se seco e a festa decorreu ao ar livre. Pouco passava das 15h00, quando as canas de milho chegaram à eira num ‘carro’ de madeira puxado pela força de uma junta de bois. Depois, começou o árduo trabalho de braços para retirar as espigas douradas das canas verdejantes. Homens e mulheres, miúdos e graúdos, vilaverdenses e visitantes, todos reunidos para a recriação de uma prática agrícola tradicional da nossa região. O executivo social-democrata que lidera os destinos do Município de Vila Verde não se fez rogado, com os vereadores e o presidente a arregaçarem as mangas e a juntarem-se aos populares neste hino à cultura minhota.

A excelência da gastronomia regional

A malhada do milho foi a atividade que se seguiu. As espigas acabadas de colher foram dispostas no chão da eira e os homens brandiram os malhos a compasso, em estocadas violentas que iam separando os grãos das espigas. A jornada terminou à boa moda do Minho, com uma farta merenda para fortalecer o corpo e o espírito, que, como é habitual, foi generosamente partilhada com todos os presentes, de forma totalmente gratuita. As pataniscas, a sardinha assada, a carne na grelha, os tacos de bacalhau e o caldo verde juntaram-se à rainha da festa, a broa de milho caseira, fabricada de forma artesanal e cozida no local para ser servida ainda a fumegar.

malhada (25).JPG

Tudo confecionado como manda a tradição

Aqui não entram aparelhos modernos e a broa é fabricada como manda a tradição, garantem as cozinheiras de serviço, responsáveis por transmitir este saber às novas gerações. Começa tudo com a preparação do fermento, que deve levedar durante algumas horas. De seguida, peneira-se a farinha, antes de colocar água quente e sal. Com o forno a lenha já bem quente, é altura de moldar a massa e colocá-la a cozer. Pelo meio, não faltou a animação da música popular, que espalhou pelo recinto a alegria contagiante das concertinas e dos cantares do Minho.

zcomida (7).JPG

Jantar Luso-Galaico e Feiras Novas do Pico de Regalados no próximo fim de semana

 A Desfolhada/Malhada do Milho com Festival da Broa de Milho é uma iniciativa organizada pela ACRD de Oriz S. Miguel, com o apoio da Associação de Freguesias do Vale do Homem, e insere-se Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde. Uma programação turístico-cultural diversificada e abrangente, que, do primeiro fim de semana de agosto ao último de novembro, se desdobra em mais de 30 iniciativas de promoção e divulgação da tradição minhota e do genuíno pulsar do mundo rural. A programação prossegue já no próximo fim de semana com Jantar Luso Galaico ‘Comer e Beber com Eça de Queirós’ (19 outubro), no Restaurante Vila Luena, e com as Feiras Novas do Pico de Regalados, que decorrem de 28 a 30 de outubro.

zcomida (19).JPG

desfolhada (16).JPG

desfolhada (37).JPG

VIZELA PROMOVE CONSUMO DE ÁGUA DA REDE PÚBLICA

Vimágua apresenta hoje garrafa e jarro que promovem consumo de água da rede pública

A Vimágua apresenta hoje uma garrafa e jarro que promovem o consumo de água da rede pública, na EB1 de S. Miguel, em Vizela, pelas 15h00. Antes, pelas 14.00h, será apresentada no balcão da Vimágua em Vizela.

Vimagua.JPG

A Vimágua mandou conceber e produzir uma nova garrafa reutilizável, destinada ao consumo de água da rede pública, por parte das crianças dos jardins de infância e primeiro ciclo do ensino básico. Esta nova garrafa foi pensada para ser transportada nas lancheiras, é reutilizável, lavável e apta para ser utilizada por crianças nos seus diferentes contextos diários.

Na cerimónia marcarão presença a Administração da Vimágua e representantes da Câmara Municipal de Vizela.

Paralelamente, hoje, os clientes que visitarem a Vimágua serrão surpreendidos com alterações nos balcões de atendimento de Guimarães e Vizela, disponibilizando ao público em geral, para venda, a família de objetos que a Vimágua mandou conceber e produzir, composta por duas garrafas reutilizáveis e um jarro de vidro, que visam a adesão ao sistema público de abastecimento de água e, consequentemente, o consumo de água da rede pública.

Hoje, todos os clientes que se deslocarem aos balcões levarão consigo, a título gratuito, duas garrafas reutilizáveis e informação sobre o serviço que a Vimágua presta.

AMARES PROMOVE SOLIDARIEDADE

Amarenses mostraram espírito solidário contribuindo com alimentos para a “Arca dos Sonhos”

Foi um público solidário aquele que se juntou, no passado sábado à noite, na escola Secundária de Amares para assistir ao concerto “Missão Amar(es)”, por “Ensemble Promenade”.

DSC08902.JPG

A iniciativa, que permitiu angariar diversos bens alimentares para serem distribuídos pelas famílias carenciadas do concelho através do banco de recursos da Autarquia – a “Arca dos Sonhos”, marcou o encerramento de uma semana de atividades promovidas pela Câmara Municipal de Amares, em parceria com o Agrupamento de Escolas e o CLDS Valor Humano 3G, da Valoriza, assinalando o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, que se comemorou a 17 de outubro.

Mozart, Vivaldi e Bach foram alguns dos ícones clássicos interpretados pelo grupo de jovens da Maia, composto pelos violinistas Tiago Moreira, Mariana Valverde, Diana Serra, Sara Ramos e Ana Freitas e pelo pianista Hugo Duarte, num concerto que contou, ainda, com o guitarrista convidado Miguel Valverde.

O “Ensamble Promenade” surgiu em 2015 com o intuito de divulgar a música clássica e, ao mesmo tempo, ajudar instituições de solidariedade e/ou famílias carenciadas. Para tal, o grupo tem-se centrado na realização de concertos solidários nos quais é possível a conciliação dos dois objetivos.

DSC08906.JPG