Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MUNICÍPIO DE BRAGA ESTÁ OBRIGADO A DEVOLVER IMEDIATAMENTE MAIS DE 550 MIL EUROS EM CONSEQUÊNCIA DA GESTÃO DO ANTERIOR EXECUTIVO

Ainda os vícios no processo de contratação referente à Escola Francisco Sanches

Na sequência dos ´vícios no processo de contratação´ na adjudicação das obras de requalificação da Escola EB 2,3 Francisco Sanches, promovida pelo anterior Executivo Socialista, o Município de Braga terá de devolver no imediato o valor de 574 mil euros de verbas comunitárias. A Autarquia foi notificada pela Agência para o Desenvolvimento e Coesão I.P. da obrigatoriedade de reposição dessa verba.

Escola EB 2,3 Francisco Sanches.jpg

Recorde-se que a penalização, num total de 1 milhão e 83 mil euros e conhecida em Janeiro deste ano, resulta de uma auditoria independente que refere que, há data, a Câmara de Braga não respeitou as regras de contratação pública quer nos critérios de ponderação das propostas apresentadas – aceitando propostas abaixo do montante considerado necessário, o que coloca em causa a qualidade e capacidade técnica dos projectos –, quer na aceitação de concorrentes que se apresentaram a concurso conjuntamente e a título individual.

Nesse sentido, os responsáveis impuseram uma penalização de 25 por cento dos fundos recebidos para a realização da obra. Até ao momento foram devolvidos, através de retenções de comparticipações relativas a outros projectos da Autarquia, cerca de 509 mil euros. Como informou a Agência para o Desenvolvimento e Coesão, a existência de dívidas por regularizar determina a impossibilidade de receber financiamento no âmbito do Portugal 2020, bem como a activação de outras medidas de cobrança coerciva.

Segundo Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, a penalização e a obrigatoriedade de pagamento imediato do remanescente representam uma ´enorme perda´ em termos de disponibilidade de verbas do Orçamento para este ano, prejudicando a realização dos projectos e planos idealizados.

Depois da obrigatoriedade de devolver a totalidade das verbas inerentes a uma candidatura realizada para o Parque Arbóreo de Lamaçães (na ordem dos 400.000€), logo no início de 2014, está é a segunda perda de financiamentos comunitários suportada por este Executivo mas decorrente de processos resultantes do anterior mandato Autárquico

MINHOTOS LEVAM O NOSSO FOLCLORE À FEIRA SALOIA DAS MERCÊS NO CONCELHO DE SINTRA

A feira das Mercês é considerada uma das mais castiças feiras saloias e das mais concorridas da região de Lisboa. Mas este ano vestiu-se com as alegres cores do Minho e, durante a tarde de hoje, mais pareceu uma autêntica romaria minhota.

Feira das Mercês 074 (1).JPG

O Grupo As Florinhas do Alto Minho encontra-se sediado perto do recinto da feira e, a convite da autarquia sintrense, exibiu para largas centenas de pessoas o folclore da nossa região e desfilou pelos arruamentos da feira, por entre tendas que ofereciam aos visitantes as especialidades da gastronomia da região de entre as quais sobressaem a carne de porco às Mercês e a pera parda.

Feira das Mercês 129.JPG

O Grupo As Florinhas do Alto Minho é constituído por minhotos e seus descendentes, muitos deles jovens cujos pais, oriundos de Paredes de Coura e outros concelhos do Alto Minho, migraram um dia para a região de Lisboa à procura de melhores condições de vida. Mas não esquecem as suas origens, os seus costumes e tradições e teimam em preservá-las: é a sua identidade!

Em 2003, já lá vai mais de uma década, decidiram constituir o seu agrupamento de folclore – o Grupo Folclórico As Florinhas do Alto Minho.

Encontram-se sediados no concelho de Sintra, mais concretamente na localidade de Sacotes, na Freguesia de Mem Martins. E, desde então, não mais pararam de cantar e dançar tal como outrora sucedia na nossa região, ao som do cavaquinho e da concertina, exibindo os trajes caraterísticos.

Feira das Mercês 041.JPG

Feira das Mercês 043.JPG

Feira das Mercês 049.JPG

Feira das Mercês 050.JPG

Feira das Mercês 058.JPG

Feira das Mercês 061.JPG

Feira das Mercês 089.JPG

Feira das Mercês 090.JPG

Feira das Mercês 091.JPG

Feira das Mercês 105.JPG

Feira das Mercês 117.JPG

 Feira das Mercês 135.JPG

Feira das Mercês 149.JPG