Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BARCELOS DÁ A CONHECER O PATRIMÓNIO NO DIA MUNDIAL DA MÚSICA

Património histórico recebe Visita Musicada no Dia Mundial da Música

Entre ruínas, igrejas e capelas emblemáticas da cidade contam-se e cantam-se histórias."Diálogos entre a história e a música: Visita Musicada" é o título deste encontro inédito, onde o som dos instrumentos, as partituras, os artistas, os músicos e os cânticos inebriantes prometem lembrar a história. O cenário é único e a encenação, que promete ficar na memória de todos aqueles que passarem por Barcelos no dia 1 de outubro, foi criada a pensar no Dia Mundial da Música.

Dia Mundial da Música.jpg

São várias as iniciativas, de cinema, concertos, workshop, atuações do Orfeão e do Conservatório de Música de Barcelos a visitas musicadas, espalhadas por toda a cidade. No dia 1 de outubro, Dia Mundial da Música, as vozes do Coro de Câmara de Barcelos vão dar música à visita guiada pelo arqueólogo municipal, Cláudio Brochado, a várias capelas do centro histórico da cidade. "Diálogos entre a história e a música: Visita Musicada" é o título deste encontro inédito que vai decorrer entre as 10h e as 12h de sábado e cujo percurso pedonal passará pela Capela da Senhora da Ponte, Capela de S. Francisco, Capela de S. José, Capela de S. Bento, terminando na Capela do Recolhimento das Beatas do Menino de Deus.

Como a música ocupa um espaço privilegiado nas salas de cinema, o Auditório da Biblioteca Municipal de Barcelos, pela manhã de sábado, a partir das 10h30, acolherá a exibição das curtas-metragens de animação experimental do japonês Osamu Tezuka, numa parceria da autarquia com a Zoom - Associação Cultural.

O Museu de Olaria reserva a tarde do dia 1 para os mais novos, com a realização do workshop "Acuidade Sonora: o espaço e eu, narrativas sonoras", esta atividade, uma parceria entre o município e a Zoom, vai decorrer entre as 14h e as 18h, e é dirigida a jovens entre os 11 e os 13 anos e as inscrições devem ser feitas através do e-mail culturabarcelos@cm-barcelos.pt.

As Comemorações do Dia Mundial da Música encerram com uma noite de grandes concertos. A noite começa com um concerto do Orfeão de Barcelos e do Grupo Coral Villa Gallegus, na Igreja de Areias de Vilar, às 21h, e termina com uma conferência-concerto de homenagem a Miguel Ângelo Pereira (maestro, professor de música, organista e compositor barcelense, cuja obra tem vindo a ser resgatada do esquecimento a que esteve devota), protagonizada pela musicóloga Ana Maria Liberal e por alunos das classes de canto e piano do Conservatório de Música de Barcelos, no Salão Nobre da Câmara Municipal de Barcelos, a partir das 21h30.

 

BRAGA APRESENTA EXPOSIÇÃO FOTOGRÁFICA SOBRE MANIFESTAÇÃO CULTURAL NO PERÚ

Exposição fotográfica dá a conhecer manifestação popular e religiosa do Peru. Iniciativa insere-se na Capital Ibero-Americana da Juventude

Foi inaugurada hoje, dia 26 de Setembro, a exposição «Taytacha Qoyllurit’i - Peregrinação Sagrada», da autoria do fotógrafo Bracarense Manuel Correia. Patente nas Ruas Dr. Justino Cruz e Francisco Sanches, em Braga, a exposição, inserida na programação da Capital Ibero-Americana da Juventude, retracta a incrível manifestação popular e religiosa que se verifica durante a peregrinação ao Senhor de Qoyllurit'i, no Peru.

CMB26092016SERGIOFREITAS0000002534.jpg

Segundo Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, é com ´enorme satisfação´ que o Município acolhe esta iniciativa que, ao promover o diálogo intercultural, se enquadra num dos eixos fundamentais assumimos no âmbito do programa da Capital Ibero-Americana. “É um privilégio podermos presenciar este momento de partilha cultural pela câmara de um fotógrafo Bracarense. Desta forma conseguimos trazer a Braga realidades específicas de um país que integra o espaço Ibero-Americano e, ao mesmo tempo, promover o trabalho de um talento do Concelho que é já uma referência na sua área de actuação”, afirmou.

Como sublinhou o Autarca, ´potenciar´ a dimensão social e cultural é fundamental para concretizar os objectivos da Capital. “Para lá da dimensão económica, à qual dedicamos muitos esforços, há outros aspectos importantes naquela que deve ser a acção do Município e que conduzem ao desenvolvimento de parcerias à escala internacional”, referiu.

A iniciativa contou também com a presença da Embaixadora do Peru em Portugal, Lissette Nalvarte. A mostra estará patente ao público de 26 de Setembro a 23 de Outubro.

CMB26092016SERGIOFREITAS0000002538.jpg

CMB26092016SERGIOFREITAS0000002543.jpg

VILA VERDE: FESTA DAS COLHEITAS DE VILA DE PRADO CRESCE A "OLHOS VISTOS"

Foi em boa hora que a Vila de Prado se juntou à programação alargada Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde, já que a Festa das Colheitas de Prado se tem revelado um verdadeiro sucesso.

DSC_1170.JPG

O evento tem crescido ano após ano fruto do trabalho incansável de largas dezenas de voluntários que se associam à paróquia pradense para organizarem uma iniciativa de promoção e divulgação da tradição minhota.

A desfolhada do milho, a matança do porco, a gastronomia regional e a música popular, são alguns dos maiores atrativos de uma festa que se prolongou durante todo o fim-de-semana, 23 a 25 de setembro, com inúmeras atividades pensadas para agradar a todos os gostos e feitios.

O desfile da pequenada foi uma das novidades do evento e a estreia não poderia ter corrido melhor. Perto de uma centena de crianças pradenses desfilaram entre a capela de S. Tiago e a igreja nova, num cortejo de homenagem ao mundo rural e à época das colheitas. A adesão superou até as expectativas mais otimistas, como revelou o pároco local, João Correia, sem esconder a satisfação pelo sucesso da atividade. A riqueza da cozinha regional é outro dos atrativos do evento e este ano foi criada a ementa das colheitas. Caldo verde, arroz de feijão malandro e respetivos acompanhamentos (panado, patanisca, alheira…) e os doces das colheitas para finalizar. A ementa das colheitas foi criada com o objetivo de se tornar uma das imagens de marca da festa mas há outras opções gastronómicas no recinto.

União da comunidade é a receita do sucesso

Durante o fim-de-semana animação musical foi uma constante com espetáculos de música popular, fado e folclore. Nota de particular destaque também para a desfolhada do milho, adiada para a manhã de domingo devido à chuva forte que se fez sentir ao serão de sábado. Várias pessoas, miúdos e graúdos, pradenses e visitantes, cantavam alegremente enquanto retiravam das canas as espigas douradas pelo sol. O cortejo etnográfico e o leilão de oferendas foram outras das iniciativas de grande sucesso, num fim-de-semana dedicado inteiramente à promoção do mundo rural. A festa revela-se também um palco privilegiado para a confraternização e o encontro de velhos amigos, contribuindo para estreitar laços e fomentar o espírito de união da comunidade.

DSC_1258.JPG

“A comunidade está mobilizada neste ideal comum. Um momento de forte convívio e articulação das pessoas, fortalecendo o sentido de comunidade. Há muitas pessoas que não se encontram no resto do ano e que se vão vendo nesta festa. Em simultâneo é forma de angariar fundos para a requalificação do nosso património. Que está cada vez mais aprazível, para que as pessoas sintam orgulho no seu legado. Também é uma forma de dar o exemplo e de educar os mais novos, para que no futuro estejam mais predispostos a dar continuidade a este trabalho”, afirmou o padre João Correia, revelando ainda que a receita deste ano reverte a favor das obras de lavagem de pedra exterior e pintura exterior da Igreja Matriz e no próximo ano a prioridade será a recuperação da Capela de Santiago.

DSC_1301.JPG

DSC_1323 (10).JPG

BARCELOS APOIA FREGUESIAS

Câmara aprova transferência de mais de um milhão de euros para as freguesias

A Câmara Municipal de Barcelos aprovou, em reunião ordinária de 26 de setembro, o pagamento do terceiro trimestre de 2016 (julho/agosto/setembro) do contrato de cooperação com as Freguesias do concelho, no montante global de 1.226.728,50 €.

A Câmara Municipal transfere, desde 2010, uma comparticipação financeira no valor equivalente a 200% do montante previsto anualmente no Orçamento de Estado para as Freguesias no âmbito do Fundo de Financiamento das Freguesias, cujo valor global a transferir relativo a 2016 se cifra em cerca de 4.906.914,00 €.

Na reunião de câmara foi ainda aprovada a adenda à minuta do Protocolo entre o Município de Barcelos e Infraestruturas de Portugal, que visa a Ampliação/Construção da Passagem Superior ao km 60,863 da Linha do Minho no Caminho da Rua da Igreja Matriz de Acesso ao Cemitério em Aborim.

Outras deliberações

Na reunião do executivo foi deliberado aprovar um conjunto de subsídios às juntas, no valor de cerca de 110 mil euros, destinado a várias obras na rede viária, cemitérios, escolas e iniciativas das freguesias. Aprovou ainda subsídios no valor de cerca de 45.000,00€ a instituições sociais do concelho.

No que toca à ação social escolar, destaque para a aprovação de apoio nas refeições escolares a mais 25 alunos do 1.º ciclo do ensino básico e 11 alunos do jardins de infância do concelho com isenção do pagamento de refeições escolares solicitados por pais e encarregados de educação, cujos agregados familiares se encontram em situação de precaridade económica, e ainda a comparticipação de 50% do pagamento de refeições escolares a 16 alunos do 1.º ciclo do ensino básico.

CERVEIRA PROMOVE ASSOCIATIVISMO

Autarquia, FAJUVIC e IPDJ promovem sessão para incentivar associações do concelho

Associando-se, uma vez mais, ao trabalho desenvolvido pelo IPDJ - Instituto Português do Desporto e Juventudeem prol do associativismo jovem, o Município de Vila Nova de Cerveira dinamizou uma ação de informaçãoe esclarecimento de dúvidas especificamente direcionada às diversas associações cerveirenses. O encontrodesenvolvido pela FAJUVIC- Federação das Associações Juvenis do distrito de Viana do Castelo, decorreu na passada sexta-feira, na Biblioteca Municipal,e contou com a presença da Vereadora Aurora Viães.

IMG_8963.JPG

Além de dar a conhecer as fontes de financiamento e os programas de apoio ativos, esta sessão de esclarecimento da FAJUVIC - Federação das Associações Juvenis do distrito de Viana do Casteloabordou questões burocráticas e administrativas subjacentes à criação de uma associação juvenil e a respetiva inscrição no RNAJ, aproveitando para apresentar a campanha Hastag FAJUVIC.

Perante a participação de cerca de uma dezena de representantes de coletividades cerveirenses de âmbito cultural, social e desportivo, a Vereadora Aurora Viães deu início aos trabalhos, refletindo sobre a necessidade de um maior envolvimento da juventude nas questões essenciais para o desenvolvimento de um concelho. “Os nossos jovens ainda se encontram muito desligados dos cargos diretivos e, nesse sentido,temos muito trabalho a desenvolver. Relativamente à participação em associações, dispomos de coletividades no concelho com uma adesão muito significativa, a qual temos de preservar e valorizar, sem descurar e incentivar as restantes a prosseguir o excelente trabalho desenvolvido, atraindo os jovens como meio de garantir continuidade das tradições e saberes das associações”, afirmou Aurora Viães.

Odirigente da FAJUVIC, Tiago Rego, apresentou a Campanha Hastag FAJUVIC, através da visualização de um vídeo promocional, explicando que o objetivo é a promoção do associativismo juvenil na comunidade estudantil como “escola para a cidadania” e impulsionar projetos desenvolvidos por jovens e menos jovens. A sessão prosseguiu com o esclarecimento de dúvidas no processo de criação de uma associação e do seu registo no Registo Nacional de Associações Juvenis e respetivos benefícios, bem como o conjunto de candidaturas que estão em vigor e podem constituir-se como uma mais-valia para o futuro das associações.

Os representantes das associações cerveirenses presentesdesempenharam um papel bastante interventivo ao longo da sessão, expondo a sua experiência e especificando as atividades dinamizadas, bem como colocando questões pertinentes com o objetivo de conseguir criar um maior dinamismo no sentido de conseguir atrair mais jovens.

Durante este encontro, a FAJUVIC anunciou também o galardão que vai distinguir personalidades e instituições do Alto Minho pela dedicação ao associativismo. O troféu é da autoria da artista monçanense Patrício Oliveira e será entregue no primeiro trimestre de 2017.

FAFE COMEMORA DIA MUNDIAL DO TURISMO

Fafe vai assinalar, amanhã, o Dia Mundial do Turismo com diversas actividades direccionadas aos alunos de ERASMUS e do Curso Superior de Turismo do Instituto de Estudos Superiores de Fafe.

PRAÇA 25A 036.jpg

Durante a manhã, decorre a recepção no Teatro-Cinema de Fafe, seguindo-se um conjunto de visitas guiadas ao Teatro-Cinema, Arquivo Municipal, Museu das Migrações e das Comunidades, Jardim do Calvário, Parque da Cidade e à Loja interactiva de Turismo.

O almoço decorre no Parque de Campismo da Barragem da Queimadela e, durante a tarde, os jovens vão ter oportunidade de experimentar várias actividades de desporto natureza.

PRAÇA 25A 039.JPG

PRAÇA 25A 043.JPG

TERRAS DE BOURO REABRE PISCINA MUNICIPAL

Reabertura da Piscina Municipal de Terras de Bouro

A Piscina Municipal de Terras de Bouro reabre ao público no próximo dia 28 de setembro. As inscrições já estão abertas e podem ser feitas na receção da piscina, para as aulas de adaptação ao meio aquático, natação para crianças e adultos e aulas de hidroterapia.

bbbblll (1).JPG

Horário de Funcionamento:

Segunda-feira a sexta-feira: 15h00 às 21h00

Sábado: 14h00 às 19h00

Domingo: encerrado

Contactos

e-mail: piscinamunicipal@cm-terrasdebouro.pt

telefone: 253 353 051

Informações Institucionais na página eletrónica do Município de Terras de Bouro sobre:

Horário das aulas;

Tabela de Preços;

Ficha de Inscrição, Termo Responsabilidade Menores 2016-17.

bbbblll (2).JPG

GERÊS COMEMORA DIA MUNDIAL DO TURISMO 2016

A 27 de Setembro celebra-se o Dia Mundial do Turismo, este ano subordinado ao tema “Turismo para Todos - Promover a Acessibilidade Universal", definido pela Organização Mundial do Turismo.

DIA MUNDIAL DO TURISMO 2016  -  GERÊS.gif

A associação empresarial Gerês Viver Turismo, em parceria com o Município de Terras de Bouro, assinalam a data com atividades direcionadas para pessoas com limitações cognitivas e motoras, tendo convidado instituições do distrito de Braga para participarem nas mesmas.

Deste modo, estarão presentes nesta iniciativa utentes da delegação de Braga da ACAPO (Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal), da CERCIGUI (Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados) de Guimarães e da AIREV (Associação para a Integração e Reabilitação Social de Crianças e Jovens Deficientes) de Vizela, num total de cerca de trinta pessoas.

A Câmara Municipal de Terras de Bouro prestará apoio logístico e as atividades serão desenvolvidas em parceria com três empresas de animação turística (Equi Campo, Equi Desafios e Parque Cerdeira) sediadas naquele município. Sendo assim, os participantes serão acompanhados por profissionais qualificados, para além dos monitores das instituições.

Hipoterapia (contacto/terapia com cavalos), passeio de bicicleta e caminhada interpretativa serão as atividades a levar a efeito na área envolvente à aldeia de Campo do Gerês, Barragem de Vilarinho da Furna e Mata de Albergaria (área protegida), devidamente enquadradas com as capacidades de cada grupo de utentes/participantes.

Uma iniciativa que possibilitará o contacto direto com a Natureza, a montanha, e alguma da fauna e flora existente no Gerês, a pessoas que por várias e diferentes razões não o podem fazer autonomamente, demonstrando ao mesmo tempo que este tipo de território e património pode e deve ser para todos.

Direcionado ao público em geral, em parceria com as empresas Geresmont e Selvagem Aventura, vão decorrer em paralelo duas caminhadas guiadas, limitadas a 30 participantes em cada uma delas, cuja inscrição é gratuita. Sobre as mesmas, os possíveis interessados poderão obter informação completa em www.HYPERLINK "http://www.geres.pt/"geres.pt.

MONÇÃO REQUALIFICA CEMITÉRIO MUNICIPAL

Intervenções incidem napavimentação dos arruamentos laterais, no melhoramento do sistema das águas pluviais, na remoção dos buchos existentes e na colocação de tampas pré-fabricadas em betão nas sepulturas localizadas na zona ampliada do cemitério. 

cemitério.JPG

A Câmara Municipal de Monção está a intervir no cemitério municipal através do melhoramento do sistema das águas pluviais e pavimentação dos arruamentos laterais que, na atualidade, encontram-se em terra batida. Os trabalhos, adjudicados por 77 mil euros, imposto incluído, são da responsabilidade da empresa“Duque e Duque, Terraplanagens, Lda”. 

Os trabalhos incluem ainda a remoção dos buchos existentes, o qual dificultam a acessibilidade a diversas sepulturas, e a colocação de tampas pré-fabricadas em betão nas sepulturas localizadas na zona ampliada do cemitério, garantindo maior segurança a quem circula naquela zona.

Tendo como finalidade garantir o nivelamento dos arruamentos em relação à cota dos vários talhões, torna-se necessário proceder ao rebaixamento do traçado e abertura de caixa, numa profundidade de 0,15 metros, incluindo regularização do terreno, para posterior assentamento do pavimento.

Este investimento tem como objetivo ultrapassar diversas adversidades sentidas no acesso às sepulturas, uma vez que em dias de chuva os arruamentos laterais ficam cobertos com poças de água e lama, provocando pequenos aluimentos de terras e a cedência da base de fundação das sepulturas.

CANTARES AO DESAFIO JUNTA MAIS DE TRÊS CENTENAS DE CONCERTINAS EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Encontro Nacional de Tocadores de Concertinas uma das atrações da Feira Agrícola e dos Produtos Tradicionais

Encerrou ontem ao som de mais de trezentas concertinas e cantadores ao desafio mais uma edição da Feira Agrícola e dos Produtos Tradicionais. Vila Praia de Âncora viveu, este fim-de-semana, um verdadeiro espírito de Romaria Alto Minhota, com destaque para o certame DESAFIOS - Encontro Nacional de Tocadores de Concertina e Cantadores ao Desafio.

desafios (1).jpg

O DESAFIOS proporcionou uma grande festa da música tradicional portuguesano Parque Dr. Ramos Pereira. Durante seis horas, passaram pelo palco mais de três dezenas de tocadores, oriundos de diversos pontos do país, nomeadamente Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Viseu, Guarda, Coimbra e Leiria. O DESAFIOS foi organizado pelo Inatel e pelo Município de Caminha.

Se o DESAFIOS foi um sucesso, o mesmo se pode dizer da Feira Agrícola e dos Produtos Tradicionais. Na verdade, foram muitos os que visitaram o certame durante os três dias. A qualidade dos expositores e da programação também contribuíram e muito para estes resultados positivos. De realçar a participação nos workshops, o Baile Tradicional e o DESAFIOS – Encontro Nacional de Tocadores de Concertina e Cantadores ao Desafio. Para além dos mais de 300 tocadores de concertina, pelo palco da Feira Agrícola passaram o Grupo de Danças e Cantares Genuínos da Serra d’Arga, o Grupo de Bombos Vira Bombar e Academia de Dança e Música Tradicional de Caminha e o Grupo de Cantares de Orbacém.

Este certame promovido pelo Município de Caminha visa a divulgação e promoção da agricultura, bem como a comercialização dos seus produtos. Pretende ainda servir de incentivo à instalação de Jovens Agricultores com projetos inovadores e permitir o debate de questões ligadas ao setor primário, integrando parceiros e instituições ligados à atividade agrícola.

desafios (2).jpg

feira agrícola e dos produtos tradicionais (1).jpg

feira agrícola e dos produtos tradicionais (2).jpg

feira agrícola e dos produtos tradicionais (3).jpg

BIBLIOTECA DE VIZELA APRESENTA "CHIBOS SABICHÕES" DE OLALLA GONZÁLEZ

Sábados na biblioteca

“Chibos sabichões”, de Olalla González

No âmbito da atividade Sábados na Biblioteca, a Biblioteca Municipal Fundação Jorge Antunes promove, no próximo dia 1 de outubro, às 15.30h, a atividade  “Chibos sabichões”, de Olalla González.

De lembrar que a Biblioteca Municipal Fundação Jorge Antunes está aberta todos os sábados, sendo que no primeiro sábado de cada mês realiza-se a atividade Sábados na Biblioteca (Hora do conto + oficina), das 15h30 às 17h00.

chibos sabichões.jpg

Sábados na biblioteca

Conto

“Chibos sabichões”, de Olalla González

1 de outubro, 15h30

Esta é a história de 3 chibos que queriam comer uma erva muito verde que crescia do outro lado do rio. Mas para lá chegar tinham de atravessar uma ponte debaixo da qual vivia um ogre terrível, que não deixava ninguém passar. Queres saber como acaba? Esperamos por ti na biblioteca.

Atividade gratuita para famílias.

Galeria Sábados na biblioteca:

https://www.facebook.com/media/set/?set=a.337648579591398.79509.256857874337136&type=3

AMARES ASSINALA INÍCIO DO ANO LECTIVO

Projeto A(colher) dá boas vindas a alunos na EB 2 e 3 de Amares

No arranque deste ano letivo, a EB2,3 de Amares acolheu um peddy paper com o objetivo de dar a conhecer aos recém chegados alunos o novo contexto escolar e assim facilitar a sua integração. Esta atividade, inserida no projeto Projeto A(COLHER), decorreu com todos os alunos do 5º ano (cerca de 159) e foi pensada, bem como, organizada com a colaboração de 26 padrinhos e madrinhas. O grupo de alunos vencedores recebeu, pelo seu empenho e vitória com fair play, uma lembrança pelas mãos do presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, e do diretor do Agrupamento de Escolas de Amares, Pedro Cerqueira.

073.jpg

O Serviço de Psicologia do Agrupamento de Escolas de Amares em articulação com Rede Local de Intervenção Social (RLIS) da Associação de Fomento Amarense, pelo 3º ano consecutivo, tem desenvolvido o projeto A(colher) cujos objetivos principais passam pela dinamização de ações de caráter lúdico e simultaneamente pedagógico, em contexto escolar, com o intuito de fomentar a boa convivência escolar, promovendo os princípios da cidadania e participação nas crianças e adolescentes.

Este projeto tem sido implementado através da atribuição a cada turma do 5º ano de escolaridade de um padrinho/madrinha, alunos do 9º ano da mesma escola, com o propósito de proporcionar um apoio individual na realização de várias tarefas decorrentes do seu papel de alunos, nomeadamente em relação aos espaços da cantina, bufete, reprografia, balneários, papelaria, SASE, biblioteca, sala de estudo, transporte e outros que possam surgir. Ajudá-los ao longo do ano nas mais diferentes dificuldades e necessidades são outras das tarefas levadas a cabo pelos padrinhos 

Não menos importante, este projecto procura, ainda, promover nos alunos de 9º ano de escolaridade o sentido de responsabilidade, solidariedade, interajuda e respeito pelos pares; reconhecer a importância de uma cultura de escola; promover um envolvimento emocional dos alunos na otimização da convivência no seio da comunidade educativa, podendo prevenir, deste modo, alguns problemas de desajustamento e violência em contexto escolar.

Refira-se que à semelhança do que tem vindo a acontecer nas edições passadas, este ano letivo, as entidades responsáveis pelo projeto têm contado com a colaboração da Câmara Municipal de Amares na concretização das atividades.

DSC07580.JPG

DSC07583.JPG

VI GRANDE TRAIL SERRA D’ARGA ENVOLVE MAIS DE DOIS MIL ATLETAS

A Serra d’Arga foi palco, este fim-de-semana, do VI Grande Trail Serra d’Arga.Esta edição envolveu mais de 2000 atletas nas várias provas: GTSA vertical, trail curto, trail longo e ultra trail e caminhada e, ainda, ficou marcada por uma plantação de árvores autóctones da região, na Calçada da Sr.ª do Minho. Danilson Pereira e Paula Barbosa foram os vencedores desta edição do Grande Trail.

VI Grande Trail da Serra d'Arga (1).jpg

Este grande evento desportivo envoveumais de dois mil atletas e contou com várias provas durante os dois dias. No sábado,decorreu a plantação de árvores autóctones da região, na Calçada da Sr.ª do Minho; o GTSA Vertical, e o V Trail Jovem. O dia terminou com o GTSA Sunsete a Caminhada Sunset. Ontem, domingo, tiveram lugar o Grande Trail (53 km) com partida em Dem, disputado por 400 atletas; o Trail Longo, o Trail Curto.

Relativamente ao Grande Trail,Danilson Pereira e Paula Barbosa foram os vencedores desta sexta edição. Danilson Pereira (Emicela Team – Cabo Verde) foi o mais rápido dos 2.150 participantes, ao gastar 04:54.55 horas no percurso com 3.000 metros de desnível positivo, deixando Tiago Godinho (Caracol Trail Team) e Carlos Ferreira (NAST) na segunda e terceira posições, a 26 e 35 minutos, respetivamente.

No setor feminino, Paula Barbosa (Oralklass – Amigos do Trail) venceu, em 06:50.00, enquanto Carla Sousa (EDV-Viana Trail) terminou na segunda posição, a nove minutos. Lúcia Lourenço (AVF Auto) completou o pódio, ao concluir a prova organizada pelo ultramaratonista Carlos Sá em 07:14.16.

O Grande Trail da Serra D´Arga é organizado pela Carlos Sá NatureEvents® com o apoio e colaboração da Desnível Positivo. Conta ainda com a colaboração das Câmaras Municipais de Caminha, Viana do Castelo e Ponte de Lima, Juntas de Freguesias de Dem, São Lourenço da Montaria, Estorãos, Arga S. João, Arga de cima, Arga de Baixo.

VI Grande Trail da Serra d'Arga (2).jpg

VI Grande Trail da Serra d'Arga (3).jpg

VI Grande Trail da Serra d'Arga (4).jpg

VI Grande Trail da Serra d'Arga (5).jpg

VI Grande Trail da Serra d'Arga (6).jpg

VI Grande Trail da Serra d'Arga (7).jpg

VI Grande Trail da Serra d'Arga (8).jpg

VI Grande Trail da Serra d'Arga (9).jpg

CIENTISTAS DE PORTUGAL E ESPANHA DEBATEM EM CERVEIRA HIDROGRAFIA DA BACIA DO RIO MINHO

Inscrições abertas para o VIII Simpósio Ibérico Sobre a Bacia Hidrográfica do Rio Minho

A 4 e 5 de novembro, Vila Nova de Cerveira volta a ser palco de mais um encontro científico em torno da bacia hidrográfica do rio Minho, reunindo investigadores, professores,estudantes, pescadores, autoridades locais e público em geraldo lado português e galego. O período de inscrições para esta oitava edição do Simpósio Ibérico já está a decorrer até 15 de outubro.

Simpósio Ibérico.jpg

Promovido pelo Aquamuseu do Rio Minho com coorganização do Centro Interdisciplinar de Investigação Marinha e Ambiental (CIIMAR) – Universidade do Porto, este evento agrega a apresentação de trabalhos e projetos em curso ou já concluídos, abrangendo diferentes temáticas e tendo a bacia hidrográfica do Rio Minho como área de investigação.

Tendo como oradores convidados Maria Paz Ondina (Universidade de Santiago de Compostela), José Brilha (Universidade do Minho), Fernando Cobo (Universidade de Santiago de Compostela) e Sandra Touza(Diplomada em Turismo), o programa deste ano distribui-se em quatro painéis temáticos, nomeadamente os Recursos Naturais, a Atividade Humana, a Gestão e a Educação Ambiental.

A realização do Simpósio Ibérico Sobre a Bacia Hidrográfica do Rio Minho, com uma periodicidade bienal, é uma das vias para atingir missão divulgar a informação científica junto do público em geral, estudantes, professores, investigadores, pescadores, autoridades locais, entre outras, reunindo participantes de ambos os países, no sentido de atualizar informação e promover a discussão sobre temas pertinentes para a região, tendo por base os recursos naturais.

Desde a abertura ao público em 2005, o Aquamuseu do Rio Minho tem vindo a desenvolver um trabalho de divulgação do património natural e etnográfico associado à pesca artesanal do rio Minho.

As inscrições são livres e podem ser efetuadas via e-mail fornecendo os dados solicitados na ficha de inscrição, disponível em http://aquamuseu.cm-vncerveira.pt/

FAMALICÃO COMEMORA DIA DO CONCELHO E PREMEIA VISÃO DE FUTURO

Famalicão comemora Dia do Concelho, quarta-feira, 28 de setembro, pelas 18h30, com entrega dos selos Famalicão Visão 25

Eram três horas da tarde do dia 28 de setembro de 1835 quando António Ribeiro de Queiroz Moreira deu início, na velha e nobre Casa do Paço, à primeira reunião da Comissão Municipal fundadora do Concelho de Vila Nova de Famalicão, que abriu e definiu os destinos à terra de Vila Nova. A Casa do Paço, no lugar do terreiro, adiante Praça da Mota, hoje Praça 9 de Abril, já não existe, mas o município de Vila Nova de Famalicão, esse, está como porventura os seus fundadores seriam incapazes de imaginar, sendo um dos maiores e empreenderores municípios portugueses.

image41073.jpeg

É este acto fundador e inspirador que o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, quer que ilumine e inspire por muitos anos os famalicenses. Por isso, a partir deste ano, o Dia do Concelho será celebrado com uma Sessão Solene que faz justiça à História de Vila Nova de Famalicão,  mas que ao mesmo tempo atualiza as intenções dos sete cidadãos famalicenses que, em 1835 concorreram para a criação do concelho, lançando os alicerces do futuro.

É este o contexto que está na base da cerimónia que vai acontecer nesta quarta-feira , 28 de setembro, pelas 18h30, nos Paços do Concelho, e onde serão entregues os primeiros selos Famalicão – Visão 25 que identificam e reconhecem os projetos e ações de empresas e instituições com impactos assinaláveis no território, na economia e na sociedade, cujo carácter inovador e inspirador expressam os valores e reforçam a identidade famalicense, impulsionam o crescimento inteligente, sustentável e inclusivo e promovem a afirmação territorial do concelho de Vila Nova de Famalicão a nível local, nacional e global.

É pois uma iniciativa a olhar essencialmente para o futuro aquela que vai acontecer em Famalicão na próxima quarta-feira, alinhada com as diretrizes do Plano Estratégico de Vila Nova de Famalicão que aponta para o desenvolvimento de um concelho externamente reconhecido como uma sociedade coesa e solidária, com uma elevada performance da sua economia de produção ao nível das exportações e com elevada incorporação tecnológica, integrado em redes globais coletivas, em convivência com uma paisagem urbano-rural hipocarbónica, ambientalmente qualificada e única.

A cerimónia realiza-se no exterior dos Paços do Concelho, sendo aberta à participação de todos os cidadãos.

BARCELOS DEDICA DIA MUNDIAL DO TURISMO À ACESSIBILIDADE

Amanhã, 27 de setembro, visitas guiadas para pessoas com mobilidade reduzida entre as 10 e as 12h, e conferência, às 15h

"Barcelos para todos" é o mote para as comemorações do Dia Mundial do Turismo 2016, que acontece amanhã, dia 27 de setembro. Este ano a efeméride será dedicada à promoção da acessibilidade universal com a realização de várias atividades.

14462768_1364560036910065_2783954556709346282_n.jpg

Da parte da manhã, entre as 10h e as 12h, estão programadas visitas guiadas à cidade, com partida do Ponto de Turismo, dirigidas a pessoas de mobilidade reduzida. Às 15h, o auditório da Biblioteca Municipal de Barcelos recebe três apresentações subjugadas ao mote “Barcelos para todos” que versarão sobre as relações entre acessibilidade, turismo e responsabilidade social, reunindo para isso profissionais e conhecedores desta realidade.

Luís Ferreira, do Gabinete de Turismo do município, falará sobre a importância da formação dos profissionais no contexto do turismo acessível. A comunicação de Joaquim Sousa, do Gabinete de Desporto, estará relacionada com a orientação adaptada e, por fim, Rafael Montes, da empresa PROASOLUTIONS, vai trazer a reflexão a importância da cadeia acessível e o impacto económico de uma política de turismo a pensar em todos.

Ao longo dos últimos anos, o Município de Barcelos tem investido em políticas de inclusão social que promovem a acessibilidade universal e que permitem uma maior equidade no usufruto das infraestruturas camarárias e da cidade. No mesmo sentido, a autarquia foi distinguida com dois prémios na área pelo trabalho desenvolvido na reabilitação da Torre Medieval.

A participação é gratuita, mas as inscrições devem ser submetidas através do e-mail turismo@cm-barcelos.ptou telefone 253 811 882.

PARTIDO "OS VERDES" REÚNE-SE COM ANTIGOS TRABALHADORES DOS ESTALEIROS NAVAIS DE VIANA DO CASTELO

Os Verdes reúnem com a Comissão dos ex-trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo

Uma delegação do Partido Ecologista Os Verdes, composta entre outros, pelo deputado José Luís Ferreira e pela dirigente nacional e do coletivo regional, Mariana Silva, reunirá amanhã, 27 de setembro, com a comissão representativa dos ex-trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo

O encerramento dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo representou um infortúnio para os trabalhadores e para a região. Centenas de trabalhadores ficaram no desemprego e numa situação de dependência do subsídio de desemprego.   

 Os Verdes consideram dramática a situação em que, ainda hoje,  estes ex-trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo se encontram.

Programa – 27 de setembro

10.30h - Reunião com comissão representativa dos ex-trabalhadores dos Estaleiros Navais de Viana do Castelo, na sede da Junta de Freguesia de Monserrate.

FAMALICÃO APRESENTA RENOVADO BOLETIM CULTURAL

Publicação coordenada por Artur Sá da Costa centra-se na história, cultura e património famalicense. Boletim Cultural é legado para o futuro

“Cada edição do Boletim Cultural é um pedaço da nossa identidade que salvaguardamos do tempo e mantemos vivo na memória das gerações”. É desta forma que  o presidente da Câmara, Paulo Cunha, apresenta uma renovada edição do Boletim Cultural de Vila Nova de Famalicão que já é publicado há 36 anos.  

boletim.jpg

Os números 8 e 9 da IV Série do Boletim Cultural foram reunidos numa edição bianual, 2014 e 2015,  e foram apresentados publicamente sábado, 24 de setembro, nos Paços do Concelho pelo Presidente da Câmara Municipal e pelo coordenar científico da publicação, Artur Sá da Costa.  

“A história política tem, neste número, um apreciável destaque, com incidência em dois períodos importantes da história contemporânea: a I República e a Oposição Democrática ao Estado Novo. Juntam-se a eles outros dois temas já recorrentes: O Património Cultural e as Raízes Históricas e Seculares de Vila Nova de Famalicão”, apresenta Artur Sá da Costa.

O Boletim Cultural de Vila Nova de Famalicão teve a sua primeira edição em 1980, a acompanhar o primeiro grupo de boletins culturais publicados por algumas autarquias portuguesas após as primeiras eleições autárquicas nacionais de 1976. “O seu aparecimento correspondeu a uma das primeiras apostas da política local autárquica em matéria cultural”, explicou Artur Sá da Costa, defendendo a sua importância e atualidade.  

A obra reúne um conjunto de trabalhos de investigação sobre a história, cultura e património famalicenses da autoria de Artur Sá da Costa, Filipa Sousa Lopes, José Manuel Tengarrinha, Paulo Campos Correia, Maria de Fátima Castro, Norberto Ferreira da Cunha, António José Queiroz, Jorge Fernandes Alves, Odete Paiva, Amadeu Gonçalves, António Joaquim Pinto da Silva, José Manuel Lages, Luis Gonzaga Cardoso de Almeida, Rafaela Adriana Marques de Sousa, João Afonso Machado, Justino Magalhães e Rogério Bruno Magalhães.

Foi a estes autores que o presidente da autarquia agradeceu a “disponibilidade em partilharem, de forma desinteressada e voluntariosa, o conhecimento que têm com os cidadãos”. “São textos que correspondem a muitas horas de trabalho e de dedicação e que são um importante legado para o futuro”, disse Paulo Cunha, desafiando estes e outros autores a prepararem desde já uma nova edição do Boletim Cultural.

O Boletim Cultural de Vila Nova de Famalicão pode ser consultado na rede de leitura pública do concelho (biblioteca e polos), e adquirido na livraria municipal, na Casa do Território.

DSC_8389.jpg

BRAGA E BRASIL REFORÇAM COOPERAÇÃO

Presidente da Associação Brasileira de Energias Alternativas e Meio Ambiente visitou Braga

Ricardo Rio recebeu na passada sexta-feira, Ruberval Baldini, Presidente da Associação Brasileira de Energias Alternativas e Meio Ambiente (ABEAMA). No âmbito dos contactos efectuados pelo Presidente da Câmara Municipal de Braga de durante a sua visita no Rio de Janeiro, Ruberval Baldini, também empresário do sector energético, manifestou vontade de visitar Braga e conhecer melhor a nossa realidade, no sentido de interagir com o nosso sector do conhecimento e empresarial.

BRABRASIL (1).jpg

Aproveitando a sua participação no Congresso da Associação Portuguesa de Empresas de Tecnologias Ambientais, que se realizou no Porto esta semana, Ruberval Baldini esteve esta sexta-feira em Braga, onde manteve também contactos com a Universidade do Minho, onde esteve reunido com o Pró-Reitor Paulo Ramísio e ainda com a DST Renováveis, onde foi recebido pelos responsáveis do grupo Bracarense. Nestas reuniões foram avaliados possíveis projectos em comum com a instituição brasileira. 

O Presidente da Câmara Municipal de Braga manifestou o seu agrado pela visita de Ruberval Baldini a Braga, pois “uma das missões mais relevantes do município é precisamente abrir portas e fazer pontes entre as diversas instituições internacionais e as de Braga, sejam de índole empresarial, académico ou outro”. Ricardo Rio reforçou que os contactos estabelecidos “servem precisamente para aumentar o leque de parceiros para as nossas instituições em países ou cidades com quem vamos tendo relações privilegiadas”.

BRABRASIL (2).jpg

Ruberval Baldini explicou que “ficou muito impressionado com a apresentação de Braga feita no Rio de Janeiro, nomeadamente no dinamismo nas áreas da investigação e da juventude”, e por isso decidiu vir cá para conhecer melhor esta realidade e estabelecer relações. Ao nível das instituições municipais, Baldino afirmou que vai “tentar abrir portas para jovens empreendedores brasileiros apostarem em Braga, e a Startup Braga pode ser uma excelente ferramenta para aumentar a cooperação entre os dois países”. Baldini explicou também que esta visita insere-se numa ronda de contactos que está a efectuar em Portugal relacionadas com o sector energético, no sentido de organizar durante o ano de 2017 uma missão empresarial a Portugal, sendo que Braga, pelo seu dinamismo e conhecimento, deverá ser incluída nessa visita. 

Ricardo Rio reforçou também as suas prioridades para a actuação na área relações internacionais, nomeadamente o “reforço da ligação do conhecimento em Braga com instituições brasileiras, com a promoção de intercâmbios que fortaleçam ambos os lados; o estabelecimento ou reforço de relações entre empresas dos dois países; a capacitação de recursos humanos, pois Braga tem hoje uma grande oferta ao nível da formação de quadros superiores de grande nível; e por fim, a troca de experiências e aplicação de projectos em contexto urbano que possam ser utilizados em Braga e replicados no Brasil ou vice-versa”. O Presidente da Câmara Municipal de Braga defendeu que os “contactos efectuados recentemente estão já a dar frutos, e além desta visita do presidente da ABEAMA, ainda recentemente acompanhamos uma visita a Braga de técnicos da FIRJAN – Federação das Indústrias do Estado do Rio Janeiro”. Rio concluiu que o “caminho de abrir Braga ao mundo não se faz em dois dias, mas nestes últimos três anos muito temos feito para tornar a nossa cidade mais conhecida no mundo, abrindo ao mesmo tempo portas para as nossas organizações”. 

A Associação Brasileira de Energias Alternativas e Meio Ambiente – ABEAMA – é uma associação civil sem fins lucrativos criada em 1992, na ocasião da ECO92, com o objectivo de promover, divulgar e viabilizar o uso de fontes alternativas de energia, a prática da conservação da energia e o uso eficiente dos recursos energéticos, visando à preservação do meio ambiente e incluindo as novas tecnologias limpas na matriz energética brasileira.

Desde 1992, a Abeama actua de forma relevante na disseminação de informação sobre ER e meio ambiente e promove discussões de extrema importância entre diversas esferas sociais e políticas da sociedade brasileira. Hoje, a Abeama é referência entre entidades privadas e governamentais, meio académico e imprensa. Há seis anos, a Abeama promove, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), o Workshop Abeama – Firjan. O evento anual sublinha as conquistas do estabelecimento das energias renováveis no Brasil, debate os programas governamentais e descreve o panorama mundial. São ainda parceiros de instituições como a Petrobras e a Elotrobrás.

BRABRASIL (3).jpg

FESTA DAS COLHEITAS EM VILA VERDE ATRAI MILHARES DE VISITANTES

Milhares de pessoas na XV Festa das Colheitas de Escariz S. Martinho

A afluência à XV Festa das Colheitas de Escariz S. Martinho está a superar as expectativas mais otimistas. Durante o fim de semana, 24 e 25 de setembro, a freguesia recebe a visita de milhares de pessoas, que se deslocam ao coração do Minho para sentir o genuíno pulsar do mundo rural. Para provar os sabores da cozinha regional e beber conhecimento dos saberes tradicional, para apreciar a arte da ornamentação dos altares com produtos do campo e vibrar com a animação da música popular.

DSC_0535.JPG

A tarde de ontem, 24 de setembro, arrancou com uma atividade que colocou vilaverdenses e visitantes em contacto direto com os usos e costumes da tradição minhota, o corte do milho no campo. Depois do trabalho árduo, a recompensa. Uma merenda tradicional (broa, pataniscas e vinho novo) para fortalecer o corpo e revitalizar o espírito, num momento de descontração e confraternização. De seguida, a comitiva escarizense seguiu até à igreja num cortejo animado pelos tocadores de concertinas e cavaquinhos. No fundo do pelotão seguiam as canas de milho acabadas de cortar, que haveriam de ser desfolhadas ao serão.

Altares ornamentados com arranjos de produtos agrícolas

À chegada, paragem obrigatória na igreja de Escariz S. Martinho, que por esta altura ganha brilho redobrado. Os altares são ornamentados com arranjos de produtos agrícolas. Malaguetas e cebolas, peras e maçãs, maçarocas de milho e pimentos, entre muitos outros, arranjados com arte e criatividade pela população local. Mas a decoração da igreja não fica por aqui. Os quadros de sementes e as encenações completam este belo figurino, que anualmente pinta a igreja paroquial com novas e deslumbrantes tonalidades. Uma das novidades deste ano é a exposição de artesanato, que trouxe a Escariz S. Martinho o engenho e criatividade de vários artesãos da região.

O crepúsculo trouxe consigo um trabalho que estava por acabar e as canas de milho cortadas durante a tarde foram desfolhadas ao serão. Miúdos e graúdos uniram esforços para superar a tarefa de retirar as espigas das canas e recriaram uma prática agrícola tradicional, contribuindo para a preservação e divulgação dos saberes do mundo rural. De seguida, um dos momentos mais aguardados pelos visitantes, com a festa das concertinas e cantares ao desafio, que fez as delícias dos amantes da música popular. As atividades continuam durante o dia de hoje com a festa da patanisca, a feira das colheitas, o concurso de vinho de maçã, o leilão de lotes de madeira e o encontro de folclore.

Onde todos ajudam nada custa

O presidente da União de Freguesias de Escariz S. Martinho e Escariz S. Mamede não escondeu a satisfação pelo sucesso de uma iniciativa que tem contribuído de forma contundente para promover e valorizar a freguesia e o concelho. Na hora de atribuir responsabilidades pelo êxito do evento, Adelino Machado não esquece as dezenas de voluntários que contribuíram com determinação e afinco para a organização do certame. O autarca local frisou a importância cultural da iniciativa, que, além de perpetuar nas nossas memórias os saberes das populações locais e valorizar a tradição minhota, continua a consolidar a posição da freguesia e do concelho na agenda cultural de toda a região.

Presente na iniciativa, a vereadora da Cultura do Município de Vila Verde mostrou-se extremamente agradada com a afluência popular às iniciativas da Rota das Colheitas, uma programação que se estende de agosto a novembro e se desdobra em mais de 30 iniciativas de divulgação e promoção da tradição da cultura minhota. “É com grande satisfação que recebemos as milhares pessoas de vários pontos do país que nos visitam e participam nas iniciativas, que querem sentir o verdadeiro pulsar do mundo rural e contactar com as vivências do mundo rural”, afirmou Júlia Fernandes, deixando também uma palavra de apreço para as Juntas e associações locais pela envolvência na organização das atividades, associando-se ao Município na criação de uma programação turística e cultural extremamente rica e diversificada.  

A XV Festa das Colheitas de Escariz S. Martinho resulta de uma organização conjunta, entre a Paróquia de Escariz S. Martinho e a Junta da União de Freguesias de Escariz S. Mamede e Escariz S. Martinho, e insere-se na programação turístico-cultural Na Rota das Colheitas, do Município de Vila Verde.

DSC_0717.JPG

DSC_0958.JPG

DSC_1019.JPG

ETNOGRAFIA DESFILA EM CABECEIRAS DE BASTO

 

Milhares assistem ao Cortejo Etnográfico que trouxe à rua as mais genuínas tradições do concelho de Cabeceiras de Basto.

Milhares de pessoas assistiram esta tarde, dia 25 de setembro, ao magnífico cortejo etnográfico que percorreu as principais ruas da vila de Cabeceiras de Basto. Dezenas de viaturas e muitas pessoas provindas de praticamente todas as freguesias apresentaram os usos e os costumes mais genuínos desta terra, promovendo e divulgando a cultura popular e etnográfica de Cabeceiras de Basto.

Arco de Baúlhe e Vila Nune (1) (1).JPG

Este cortejo reflete o trabalho de uma equipa - constituída pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, pelas Juntas de Freguesia, responsáveis pela Comissão de Festas, associações e coletividades, entre outros - que nos últimos meses laborou em permanência, envolvendo as diferentes faixas etárias da população e escolhendo as profissões e as suas personagens mais características de cada uma das freguesias.

Durante o Cortejo Etnográfico, dedicado aos ‘Ofícios da Nossa Terra’, a freguesia de Abadim trouxe o tema ‘O Pedreiro’, a União de Freguesias de Alvite e Passos ‘Professora Maria Augusta de Medeiros Pereira’, a União de Freguesias de Arco de Baúlhe e Vila Nune ‘As Estalagens’, a freguesia de Basto a ‘Construção de Carros de Bois’, a freguesia de Bucos o ‘Pisão e o Grupo de Capuchas’, a freguesia de Cabeceiras de Basto o tema ‘Dr. Francisco de Sales Leite de Castro e Meireles (Médico)’, a freguesia da Faia ‘O Tamanqueiro’, a União de Freguesias de Gondiães e Vilar de Cunhas o ‘Caçador’, Pedraça ‘O Alfaiate’, a União de Freguesias de Refojos de Basto de Basto, Outeiro e Painzela o ‘Engraxador Pimenta, a Doceira Tiaga, o Cesteiro Joaquim e o Armeiro Baltazar’ e a freguesia de Riodouro o ‘Ciclo do Pão’.

Apesar de ter beneficiado do contributo do Centro de Teatro para a construção do seu carro alegórico, a Junta de Freguesia de Cavez, à última hora e sem qualquer justificação, faltou ao cortejo etnográfico. De referir que as gentes de Cavez envolveram-se e estavam preparadas para representar a sua freguesia, pelo que a Câmara Municipal lamenta que a Junta de Cavez não tenha comparecido.

Centenas de pessoas foram ao longo dos últimos meses mobilizadas para construir e ornamentar os carros alegóricos, bem como participar nos mesmos, dando corpo a um cortejo renovador, onde a criatividade, a inovação no tratamento dos temas apresentados surpreenderam o numeroso público que se posicionou ao longo do trajeto.

De destacar, ainda, que este cortejo etnográfico, marcado por uma forte componente cénica, emerge também de um trabalho de transformação cultural levado a cabo pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto. Uma iniciativa que tem vindo a agregar diversos agentes e população local em torno de oficinas de teatro, de escultura e de expressão, que tem registado o agrado e grande adesão por parte de crianças, jovens, adultos e idosos, onde todos podem participar e dar o seu contributo.

Esta iniciativa foi organizada pela Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e pela Basto Vida, em parceria com as Juntas de Freguesia, as associações e coletividades locais que deram corpo a este cortejo.

Na tribuna assistiram ao desfile dos ‘Ofícios da Nossa Terra’ o presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, os vereadores, Dra. Isabel Coutinho, Alfredo Magalhães e Prof. Mário Leite e demais autarcas das freguesias.

No final foram entregues lembranças de participação a todas as freguesias participantes neste cortejo.

Esta noite será de grande animação no palco da Agro Basto com os cantadores ao desafio Diana Fraga de Guimarães, Lopes de Travassô e Carvalho de Cucana.

A Feira que também é Festa de S. Miguel continua até ao próximo dia 30 de setembro com grande animação, emprestando a esta vila um cenário de grande beleza.

Arco de Baúlhe e Vila Nune (2).JPG

Refojos de Basto, Outeiro e Painzela.JPG 

GUIMARÃES REABILITA RUA DR. JOSÉ SAMPAIO

INTERVENÇÃO EM FASE DE CONCLUSÃO

Rua Dr. José Sampaio reabre ao trânsito esta quarta-feira, 28 de setembro

Obras em fase de conclusão. Toda a iluminação é de tecnologia LED. Reabertura vai permitir melhor circulação de trânsito.

Guimaraes_Rua_Dr_Jose_Sampaio1.jpg

A Câmara Municipal de Guimarães vai reabrir ao trânsito a Rua Dr. José Sampaio esta quarta-feira, 28 de setembro, depois das obras de requalificação efetuadas nesta rua do centro da cidade. A intervenção encontra-se na sua fase final, faltando concluir aspetos de pormenor, além de se proceder à ligação dos novos pontos de luz, agora alimentados por tecnologia LED.

O reperfilamento da Rua Dr. José Sampaio, bem como da Rua Rei do Pegú, incluiu a colocação de árvores, a substituição da iluminação pública, o alargamento dos passeios e a substituição dos pavimentos existentes por pavimentos novos em cubo de granito na via e micro cubo de calcário nos passeios. Nestas ruas, decorreram ainda trabalhos de reformulação da rede de drenagem de águas residuais, promovidos pela empresa intermunicipal Vimágua.

Na área envolvente, também reabilitada, foram construídos dois novos arruamentos para aumentar a fluidez do trânsito. Um dos novos acessos liga a Rua Dr. José Sampaio ao Parque das Hortas e o outro faz a ligação do Largo Conde Arnoso, no Campo da Feira, ao Parque das Hortas, já requalificado urbanisticamente e funcionalmente, englobando a substituição dos pavimentos existentes, a reorganização dos espaços para estacionamento, a plantação de árvores e a modelação de espaços verdes.