Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VALENCIANOS RECRIAM GUERRA DA RESTAURAÇÃO

47 figurantes recriam guerra da restauração na Fortaleza de Valença, sexta 23 setembro

Valença vai recriar o período da recuperação da independência de 1640 e o fim da Monarquia Dual, sexta-feira, 23 de setembro, a partir das 21h. Sexta-feira a Fortaleza de Valença recua 376 anos e vai proporcionar um momento único de assistir, ao vivo, aos históricos combates entre portugueses e castelhanos que marcaram o fim da dinastia dos Filipes em Portugal e a recuperação da independência nacional.

valen.jpg

47 figurantes vão recriar 5 dos momentos mais marcantes vividos em Valença na época das Guerras da Restauração.

Os combates, em São Pedro da Torre, em 1658, entre o exercito português e castelhano, comandado pelo general Luís Gonzaga, serão recriados no largo das Portas do Sol.

No interior da Fortaleza, o Largo dos Inválidos, receberá a recriação da assistência médica aos militares feridos em combate.

A defesa da Fortaleza de Valença será recriada na parte superior das Portas do Meio e do Baluarte da Esperança, nos caminhos de ronda, com a participação de figurantes de militares castelhanos e portugueses.

O Jardim das Amoreiras, recriará o emblemático comércio e contrabando do sal em que Valença, durante séculos, foi o principal interposto entre o norte de Portugal e a Galiza.

As tabernas, a Roda dos Expostos, o ambiente festeiro dos militares e da população da fortificação será recriado no Revelim da Coroada.

Entre as cinco recriações históricas os momentos musicais estarão a cargo do grupo “Fados & Tal”.

Esta atividade insere-se na programação das Jornadas Europeias do Património.

PONTE DE LIMA APRESENTA LIVRO SOBRE TOPONÍMIA

Livro “Topónimos da Vila – Ponte de Lima”. Apresentação – 23 de setembro – 17h30

O Município de Ponte de Lima agendou para o dia 23 de setembro, às 17h30, o lançamento do livro “Topónimos da Vila – Ponte de Lima” da autoria de António Barbosa.

ztopolimia.jpg

Trata-se de uma publicação sobre a Toponímia da zona urbana de Ponte de Lima, abrangendo a totalidade da freguesia de Arca e Ponte de Lima, e partes das freguesias da Feitosa, Fornelos e Queijada, Ribeira e Arcozelo.

Neste livro é abordada a origem dos topónimos atribuídos às artérias localizadas na área delimitada no mapa, considerada a zona Urbana de Ponte de Lima.

O autor fez uma investigação, tendo por base a bibliografia disponível, recorrendo ainda a dicionários e a dados disponíveis em sites na internet. Para cada topónimo, é apresentada a sua “história” e uma fotografia ilustrativa do local.

A apresentação da obra estará a cargo da Professora Doutora Alexandra Esteves.

CASA DAS ARTES DE FAMALICÃO EXIBE CINEMA

Programação intensa e eclética, na Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, Close-Up exibe vinte e cinco filmes entre 27 e 30 de outubro

Quatro dias, vinte e cinco filmes, oito secções temáticas e mais de duas dezenas de convidados. Vai ser assim, numa verdadeira maratona cinematográfica, com uma média de seis filmes por dia, que o Close-Up Observatório de cinema de Vila Nova de Famalicão se vai apresentar ao público entre 27 e 30 de outubro, na Casa das Artes.

Close Up.jpg

O programa do observatório foi apresentado nesta terça-feira, na Escola Secundária Camilo Castelo Branco, perante várias dezenas de alunos do curso de audiovisual, e contou com as presenças do presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, e do programador, Vítor Ribeiro.

Paulo Cunha explicou as razões que levaram a autarquia a apostar num observatório de cinema, salientando que “ao longo dos anos, o cinema foi perdendo o seu espaço, enquanto veículo de fruição artística”. E, o que se pretende, de acordo com o autarca, é recuperar o grande potencial artístico do cinema que “vai muito além de uma mera distração, e da dimensão comercial, podendo desempenhar um importante papel na formação das pessoas”. É neste âmbito, que “cabe à autarquia criar condições para que a comunidade possa usufruir dessas propostas”, esclareceu.

Assim, através de uma programação intensa e eclética, o close-up conta com a realização de 25 sessões comentadas de cinema contemporâneo e com trilhos pela história do cinema, sessões para escolas e para famílias, debates, instalações e ainda muita música. De acordo com Vítor Ribeiro, para além deste programa, o observatório “terá também uma programação contínua ao longo de todo o ano”.

Com entrada gratuita para estudantes, seniores e para associados de cineclubes, o restante público paga dois euros ou um euro com o cartão do quadrilátero cultural.

Para já, destaque para a sessão de abertura do Close-Up que irá cruzar a música com o cinema, no filme Marinheiro de Água Doce. No que diz respeito às secções, referência para as “Paisagens Temáticas” com uma abordagem a oito filmes sobre o Holocausto. “Histórias do Cinema” é outra das secções, desta vez, direcionada para a cultura japonesa, após a 2.ª Guerra Mundial, com a apresentação de seis filmes. O observatório terá também uma secção de produção portuguesa, com Fantasia Lusitana, que conta com a exibição de oito filmes.

Cinema Mundo direciona-se para o artista e cineasta Gabriel Mascaro, com a exibição em antestreia de cinco longas-metragens de um dos mais importantes cineastas do cinema brasileiro atual.

Destaque ainda para as seções direcionadas para a Infância e Juventude, com oito filmes, para o Cinema para as Escolas, com cinco filmes, e para o Cinema para Famílias, com sete filmes. O Cinema para as Escolas conta com a participação do Agrupamento de Escolas de Camilo Castelo Branco e ainda da Faculdade de Arquitetura da Universidade Lusíada.

Paralelamente ao cinema decorre a temática Extrapolações, com uma instalação de vídeo de Luciana Fina (1 a 31 de outubro, no flyer) e com o DJ Vicente Pinto Abreu (27 de outubro, no Café-Concerto), entre outros momentos culturais e artísticos.

Haverá ainda oportunidade para a sessão especial “O Ornitólogo” de João Pedro Rodrigues, que venceu recentemente o prémio de melhor realização no Festival de Locarno, evento tradicionalmente associado aos circuitos "alternativos" da produção internacional.

Do rol de comentadores convidados, destaque para as presenças da jornalista Clara Ferreira Alves, do poeta, critico e cronista Pedro Mexia, do diretor e programador do Indie Lisboa, Nuno Sena, do crítico de cinema, Vasco Câmara e dos realizadores dos filmes a exibir.

Paulo Cunha aproveitou a oportunidade para salientar que a câmara municipal “tem procurado fazer uma aposta no cinema que vá muito além da dimensão meramente comercial, que é aquilo que a maioria dos cidadãos conhece”, referindo que Famalicão tem aumentado “de uma forma exponencial as propostas no cinema.”

O autarca destacou ainda o concurso de cinema jovem, Ymotion, promovido pelo pelouro da juventude como “o exemplo de um projeto bem-sucedido de cinema muito focado e muito voltado para os mais jovens.”

MUNICÍPIO DE FAMALICÃO APRESENTA RENOVADO BOLETIM CULTURAL

Publicação dá particular destaque à história política reuninndo textos originais de cerca de duas dezenas de autores

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão apresenta publicamente no próximo sábado, 24 de setembro, pelas 15h30, nos Paços do Concelho, uma nova edição do Boletim Cultural de Vila Nova de Famalicão, no âmbito da realização das Jornadas Europeias do Património.

Boletim Cultural de Famalicão já vai na IV Série.jpg

Com coordenação editorial de Artur Sá da Costa, o n.º 8 e 9 da IV Série do Boletim Cultural, diz respeito aos anos de 2014 e 2015, dando continuidade à publicação ininterrupta de 36 anos deste projeto cultural e editorial do município famalicense. O primeiro volume da primeira 1.ª edição é de 1980, sendo este um dos primeiros Boletins Culturais do país da era democrática.

“A história política tem, neste número, um apreciável destaque, com incidência em dois períodos importantes da história contemporânea: a I República e a Oposição Democrática ao Estado Novo. Juntam-se a eles outros dois temas já recorrentes: O Património Cultural e as Raízes Históricas e Seculares de Vila Nova de Famalicão”, apresenta Artur Sá da Costa no editorial à publicação.

Artur Sá da Costa, Filipa Sousa Lopes, José Manuel Tengarrinha, Paulo Campos Correia, Maria de Fátima Castro, Norberto Ferreira da Cunha, António José Queiroz, Jorge Fernandes Alves, Odete Paiva, Amadeu Gonçalves, António Joaquim Pinto da Silva, José Manuel Lages, Luis Gonzaga Cardoso de Almeida, Rafaela Adriana Marques de Sousa, João Afonso Machado, Justino Magalhães e Rogério Bruno Magalhães são alguns dos autores dos trabalhos publicados.

“Cada edição do Boletim Cultural é um pedaço da nossa identidade que salvaguardamos do tempo e mantemos vivo na memória das gerações”, diz o presidente da Câmara, Paulo Cunha, na nota de abertura da edição.

Com uma imagem renovada, esta nova edição do Boletim Cultural reforça a ligação ao património através de ilustrações, neste volume com imagens de azulejos de Vila Nova de Famalicão a funcionarem como separadores dos temas e textos.

BRAGA FOMENTA INTERESSE PELA HISTÓRIA LOCAL

Iniciativa do Município de Braga. Prémio Manuel Monteiro fomenta interesse pela História de Braga

Fomentar o interesse dos investigadores pela história de Braga e honrar a memória de um ilustre escritor, arqueólogo, etnólogo, magistrado, diplomata e crítico de arte Bracarense são os principais objectivos do Prémio de História Local Dr. Manuel Monteiro, uma iniciativa instituída pelo Município de Braga.

CMB20092016SERGIOFREITAS0000002433.jpg

Na sessão de apresentação do prémio, realizada hoje, 20 de Setembro, na sala que reúne o espólio do homenageado - instalada na Biblioteca Pública de Braga -, a vereadora da Cultura, Lídia Dias, realçou que um dos vectores estratégicos fundamentais da acção municipal no âmbito cultural é a promoção da identidade local. “Esse objectivo, que parecia adormecido nas mais recentes décadas, só pode ser plenamente alcançado através da valorização do Património e da divulgação da nossa vasta e única História local”, salientou Lídia Dias.

É neste contexto que se insere o Prémio de História Local Dr. Manuel Monteiro, personalidade nascida e falecida em Braga e cuja obra representa “um património da mais elevada importância para a cultura nacional e motivo de grande orgulho para todos os Bracarenses”.

Inserido num âmbito mais alargado de intervenção, onde se inclui ainda a revitalização da Revista Bracara Augusta, o prémio terá periodicidade bienal, sendo a sua primeira edição em 2016. Trata-se de um prémio destinado a trabalhos originais de teor historiográfico relativos a Braga - a nível administrativo, antropológico, patrimonial, político, económico, cultural, artístico, religioso ou outros.

O valor do prémio é de 2.500 euros, ao qual acresce a publicação da obra vencedora. Segundo Lídia Dias, os trabalhos distinguidos com menção honrosa terão reservada a possibilidade de publicação na Revista Bracara Augusta, reforçando assim o seu corpo editorial.

“Esta vinculação à Revista Bracara Augusta é um dos motivos que nos levou a instituir este prémio. É preciso que mais investigadores se debrucem sobre as temáticas da nossa história e património, pelo que este prémio pretende ser um incentivo para que isso que torne uma realidade”, acrescentou a vereadora da Cultura.

Lembrando o papel das universidades da Cidade em termos de formação na área da história e do património, Lídia Dias desafiou as academias a criar unidades curriculares vinculadas à própria Cidade.

Os trabalhos a concurso deverão ser entregues pessoalmente no Arquivo da Câmara Municipal de Braga até 30 de Novembro de 2016. O júri, presidido pela vereadora da Cultura, é constituído por Maria do Carmo Franco Ribeiro (Universidade do Minho), Armando Malheiro (Universidade do Porto) e Miguel Bandeira (Município de Braga).

O prémio destina-se a cidadãos de nacionalidade portuguesa, maiores de idade, residentes ou não na área do Município de Braga. O resultado é anunciado pelo Município de Braga até 18 de Janeiro de 2017, data de aniversário da morte de Manuel Monteiro.

O regulamento do concurso está disponível para consulta em https://goo.gl/oYkOoi

CMB20092016SERGIOFREITAS0000002437.jpg

CMB20092016SERGIOFREITAS0000002442.jpg

CERVEIRA RECEBE SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE ESCULTURA

II Simpósio Internacional de Escultura do Miño volta a colocar a arte na rua

Durante três semanas, quatro escultores internacionais vão desenvolver um projeto artístico próprio ao vivo, em Vila Nova de Cerveira. Integrado na cooperação transfronteiriça Cerveira-Tomiño, o II Simpósio Internacional de Escultura do Miño incorpora uma interação mais direta entre artista/ público, e cujo resultado final ornamentará os espaços públicos dos dois concelhos vizinhos.

CARTAZ II SIMPOSIO.jpg

Reforçar os laços de amizade existentes entre Cerveira e Tomiño e dinamizar a arte fora de portas indo de encontro às populações são os principais objetivos desta segunda edição do Simpósio Internacional de Escultura do Miño que arranca esta quinta-feira, 23 de setembro, e se prolonga até 12 de outubro, no Baluarte de Sta Cruz, em Cerveira.

Na conferência de imprensa de apresentação do evento, que decorreu esta segunda-feira, no Salão Nobre dos Paços do Concelho de Cerveira, o autarca Fernando Nogueira sublinhou a consolidação do intercâmbio entre os dois concelhos e a prioridade na dinamização de atividades culturais transfronteiriças, alargando o conceito da ‘Vila das Artes’ ao Concelho de Tomiño, conhecido como ‘Terra de Artistas’. A alcaldesa de Tomiño, Sandra Gonzalez, realçou o conceito ‘fora de portas’ associado ao evento, proporcionando que muitos artistas que desenvolvem os seus trabalhos dentro das paredes dos seus ateliers, possam trazê-los para a rua, de forma a partilhar e interagir com o público, acompanhando a evolução da raiz à obra final.

Sob a coordenação do artista português Vitor Reis, que em 2014 participou na primeira edição, o encontro deste ano acolhe dois escultores de Taiwan, Lee Zih-Cing, Teng Shan-Chi, o colombiano Fernando Pinto e a búlgara Liliya Pobornikova, que vão fazer nascer uma nova obra escultórica para posteriormente vir a ornamentar os espaços públicos de Cerveira e de Tomiño, contribuindo para a atratividade turístico-cultural de ambos os municípios.

Com caráter bienal, o Simpósio Internacional de Escultura do Miño integra a primeira agenda cultural conjunta promovida pelas Câmaras de Vila Nova de Cerveira e pela de Tomiño, na Galiza, num total de oito eventos, com realização entre abril e outubro, para um investimento de 100 mil euros, repartido pelas duas autarquias vizinhas.

A primeira edição deste simpósio, realizada em 2014, decorreu em Tomiño, e os trabalhos desenvolvidos já se encontram distribuídos pelos dois concelhos, nomeadamente em Vila Nova de Cerveira na Rotunda Norte, na Rotunda dos Bombeiros Voluntários e no Parque de Lazer do Castelinho, enquanto que em Tomiño podem ser apreciadas na Praza do Seixo.

Breve Biografia dos Escultores

Fernando Pinto – Colômbia

Nasceu em Bucaramanga, Colômbia, em 1975. Estudou Desenho Industrial na Universidade dos Andes em Bogotá e estudou escultura em Pietrasanta, Itália, nos estúdios dos escultores Pasquale Martini e Cesare Riva. Em 2001 viaja para Barcelona, abre o seu estúdio, vive e trabalha nesta cidade até 2008 e quando volta a Bogotá abre o seu estúdio nesta cidade. As suas obras de grande dimensão ocupam espaços públicos em países como Espanha, Itália, Líbano, México, Taiwan, China, Argentina, Turquia e Colômbia.

Lee, Zih-Cing – Taiwan

Nasceu no Taiwan em 1964, reside e trabalha no Taiwan e tem sido uma presença constante em simpósios em todo o mundo, nos seguintes países: China, Turqui e Estados Unidos da América. O seu trabalho está representado em várias coleções, tais como: Taiwan Art Bank Colletion, Ciao-tou Suger Museum Biennal – Kao-Hsiung, Hualien Cultural Affairs Collection, tal como em muitas outras.

Teng, Shan-Chi – Taiwan

Nasceu no Taiwan em 1962. Por volta dos 27 anos começou a sua carreira como escultor. Os seus trabalhos estão colocados em vários países: Taiwan, China e Estados Unidos da América. Tem recebido prémios tais como: Golden Finger Award of National Essence Sculpture Exhibition and the Annual Nomination by the Sculpture Magazine na China.

Liliya Pobornikova – Bulgária

Nasceu na Bulgária em 1979. Atualmente reside e trabalha em Espanha. Fez os seus estudos na National Academy of Art, em Sofia, especializando-se em escultura de madeira. É membro da União de Artistas da Bulgária. Participou em 99 simpósios de escultura na Áustria, Argentina, Bulgária, Brasil, China, Chipre, Dinamarca, França, Alemanha, Japão, entre outros. As suas esculturas estão representadas em museus no Taiwan, Dinamarca, Egipto e Brasil. Recebeu prémios pelos seus trabalhos fotográficos para a “Highlights Magazine” e “National Geografic Magazine”, bem como vários prémios em diversos simpósios e concursos.

FAFE APRESENTA PLANO DE MOBILIDADE SUSTENTÁVEL URBANA

Apresentação pública preliminar do Plano de Mobilidade Sustentável Urbana de Fafe. Plano é tornado público na próxima sexta-feira

Na próxima sexta-feira, pelas 11h30, decorrerá, no Auditório da Câmara Municipal de Fafe, a apresentação pública preliminar do Plano de Mobilidade Urbana Sustentável (PMUS).

A sessão tem como objectivo a apresentação preliminar das principais linhas orientadores que estarão subjacentes ao Plano de Mobilidade Urbana Sustentável de Fafe.

Este será um instrumento de planeamento de mobilidade municipal, que tem como objectivo principal promover a mobilidade urbana multimodal sustentável, utilizando estratégias mais amigas do ambiente e dos cidadãos.

Pretende-se também, nesta fase, promover a reflexão sobre a mobilidade, de forma integrada e flexível.

PEDRO CLASH ATUA EM FAFE

Pedro Clash actua no Teatro Cinema de Fafe este fim de semana

O músico Pedro Clash vai actuar no Teatro Cinema de Fafe, no próximo sábado, dia 24.

O concerto, com início marcado para as 21h00, vai contar também com a participação da banda Âmbar.

Os bilhetes estão à venda na Loja Interactiva de Turismo e têm um custo de 6 euros

13397091_10204688892460897_1301651925_o.jpg

13451120_10204688892060887_745498170_n.jpg

cartaz-48,8x33cm-pedro-WEB-01.jpg

FAFE COMEMORA DIA EUROPEU SEM CARROS

Na próxima quinta-feira, dia 22 de Setembro, com a celebração do Dia Europeu Sem Carros, a Câmara Municipal promove diversas actividades, de entrada gratuita, a partir das 9h, na Praça 25 de Abril.

No centro da cidade, vão estar um Teatro Bus, uma Pista de Bicicletas Eléctricas, Insufláveis, Mascotes e vai decorrer também uma aula de cycling e zumba, um peddy papper e um espetáculo com figuras da Disney.

De entre as actividades, destaca-se a presença especial do Avô Cantigas, com um concerto às 14h30.

A5-MOBILIDADE-AFC-02.jpg

DCS_1432A.jpg

DCS_1421Av.jpg

PISTA DE AMARES PROPORCIONA MELHORES CONDIÇÕES AO PARAPENTE

Pilotos já aterram com toda a emoção na nova pista de aterragem de parapente em Amares

Depois da adrenalina vivida nos céus sob asas, os pilotos de parapente podem agora aterrar em terras de Amares com mais segurança e melhores condições na nova pista já em funcionamento, num terreno adquirido pela Câmara Municipal de Amares.

14322240_1085735044838121_8921855170573994615_n.jpg

Lembrando que este terreno foi adquirido com o objetivo de oferecer melhores condições aos amantes desta modalidade, cada vez mais procurada no concelho, o vice-presidente da Autarquia e vereador do Desporto, Isidro Araújo, congratula-se com o facto de estarem reunidas “as condições básicas” para que o AbouaAboua possa exercer a sua atividade desportiva no concelho.

“ É com muita satisfação que percebemos que depois de muito trabalho foi possível cumprir aquele que era o objetivo de todos. Sabemos que ainda há coisas a corrigir no espaço, precisamos de fazer alguma limpeza no monte que comprámos, retirando, nomeadamente, as bases das árvores que foram cortadas para limpar melhor o terreno e evitar no futuro qualquer tipo de acidente, de qualquer forma estão criadas boas condições para a prática deste desporto”, sublinhou Isidro Araújo.  

“Houve uma excelente adesão dos desportistas, segundo o Aboua Aboua nos comunicou, e claro que estaremos durante os próximos tempos no finalizar da pista de aterragem para que fique com as melhores condições possíveis”.

Em jeito de inauguração, no passado fim-de-semana os pilotos voaram até ao pôr do sol e promoveram entre si um alegre convívio.

14359111_1085734038171555_7009531894200973978_n.jpg

14364858_1085735014838124_6033136816010473586_n.jpg

14369889_1085737121504580_1095634057261888648_n.jpg

14370411_1085734728171486_5031207294116524774_n.jpg

PONTE DE LIMA REDUZ TAXAS MUNICIPAIS

Município de Ponte de Lima abdica de receita de 2,6 milhões de euros de impostos por ano a favor dos seus munícipes e empresas

Apesar dos cortes que Administração Central efetuou durante os últimos anos para as autarquias locais, mas de uma forma coerente com tudo aquilo que o Município tem assumido e defendido, entendeu-se ser fundamental continuar a criar condições e apostar em iniciativas que promovam o desenvolvimento económica e social do concelho. O emprego, a estabilidade económica, o poder de compra, a proximidade e qualidade dos serviços e equipamentos públicos são fatores determinantes para se conseguir a confiança e o equilíbrio necessários para que os cidadãos possam nomeadamente tomar decisões sobre os seus projetos futuros.

foto_engenho_f_piqueiro1.jpg

Neste contexto, foi aprovada na Assembleia Municipal, realizada no passado dia 17 de setembro, a proposta apresentada pelo Executivo Municipal relativa aos benefícios fiscais para 2017 sobre os quais a autarquia detém a necessária autonomia para concretizar ou propor a sua redução ou isenção. Apesar do grande esforço financeiro em causa, pois estas medidas implicam uma perda de receita de cerca de 2,6 milhões de euros por ano, o que corresponde a cerca de 10 milhões de euros para um período de 4 anos de mandato, a medida é possível e sustentável graças à boa gestão que tem pautado a atuação da autarquia e consequentemente à sua favorável situação económica e financeira.

A boa gestão dos dinheiros públicos tem, neste cenário, uma relação direta com a maior ou menor disponibilidade financeira das famílias e empresas. Para além de serem medidas diferenciadoras e que conferem atratividade ao concelho, as mesmas irão permitir libertar liquidez às empresas já instaladas e às famílias.

De uma forma genérica foram aprovados para 2017 os seguintes benefícios: a autarquia abdica a favor dos contribuintes, da participação variável de 5% no IRS dos sujeitos passivos com domicílio fiscal em Ponte de Lima, relativa aos rendimentos do ano imediatamente anterior; mantém-se a taxa de 0,32% do IMI para os prédios urbanos, continuando assim próxima do valor mínimo; reduz-se o valor do IMI a pagar atendendo ao número de dependentes em relação ao imóvel destinado a habitação própria e permanente coincidente com o domicílio fiscal do proprietário, o que implica uma redução de 20,00 €, 40,00 € ou 70,00 € conforme o número de dependentes seja 1, 2 ou 3 respetivamente; optou-se, uma vez mais, pela não aplicação da taxa de Derrama Municipal para as empresas do Concelho da Derrama Municipal.

BRACARENSES ESCOLHEM VENCEDORES DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Bracarenses chamados a escolher projectos vencedores do Orçamento Participativo. Segunda fase votação decorre até 30 de Setembro

São 30 os projectos que passaram à segunda fase do Orçamento Participativo (OP) do Município de Braga para 2017. Neste período de votação, que decorre até 30 de Setembro, os Bracarenses podem escolher dois projectos, cujos resultados serão apresentados publicamente no dia 10 de Outubro.

IMG_1058 (3).jpg

Esta edição do OP foi a que registou o maior número de votantes, com 10.837 Bracarenses (7.117 na edição anterior) a exercerem uma cidadania activa e a escolherem o destino a dar aos 750 mil euros que o Município de Braga alocou para esta iniciativa, sendo que parte desta verba, 100 mil euros, destina-se ao Orçamento Participativo Escolar.

Das 103 propostas apresentadas, 67 deram lugar a projectos levados à primeira fase de votação, passando 30 para a fase seguinte, abrangendo diversas áreas de intervenção Municipal. Ecologia, ambiente e energia; turismo, comércio e promoção económica; equipamentos e espaços públicos; cultura e património; solidariedade e coesão social; e trânsito, mobilidade, acessibilidades e segurança rodoviária, são as áreas que agregam, cada uma, cinco projectos para intervenção em diversas freguesias do Concelho.

Os 30 projectos em votação podem ser consultados no portal do OP em participe.cm-braga.pt. O regulamento permite que os Bracarenses que não se inscreveram na primeira fase de votação podem fazê-lo até 29 de Setembro, também no portal, e assim votar nesta segunda fase.

BARCELOS ELEGE RAINHA DAS VINDIMAS

3.ª edição da Rainha das Vindimas de Barcelos, dia 1 de outubro, às 21h30, na Central de Camionagem de Barcelos

Valorização das tradições, da história, da ruralidade e potenciar a afirmação cultural e atratividade do concelho de Barcelos são os objetivos da 3.ª edição da Rainha das Vindimas de Barcelos, que se realiza no dia 1 de outubro, na Central de Camionagem, pelas 21h30. São doze as candidatas barcelenses que se apresentam este ano a concurso e que, representando uma Junta de Freguesia, uma União ou uma Associação do concelho, desfilam na esperança de serem a escolhida a arrecadar o título de Rainha das Vindimas de Barcelos, representando Barcelos na gala nacional, no próximo ano.

Rainha das Vindimas.jpg

Barcelos Rainha das Vindimas 2016 é um projeto promovido pelo pelouro do Turismo do Município de Barcelos, tendo por objetivo a difusão de produtos identitários de Barcelos, da tradição e do seu potencial como ação turística. Um projeto que envolve a participação de diversas instituições do concelho, que inscreveram a candidata representante da instituição. Resulta num espetáculo dinâmico e criativo, organizado com a apresentação de 3 coordenados, regional, (traje tradicional) desportivo e de noite, respetivamente; permitindo a apresentação das candidatas, das instituições, e o destaque do traje regional.

No âmbito do evento, são atribuídos os títulos de Rainha das Vindimas de Barcelos; 1.ª Dama de Honor; 2.ª Dama de Honor; Prémio Simpatia e Prémio Fotogenia. O evento contempla ainda diversos momentos de animação, que enriquecem o espetáculo e elevam artisticamente a eleição da Rainha das Vindimas de Barcelos. A vencedora do título Rainha das Vindimas de Barcelos será também a representante de Barcelos no Concurso Nacional Rainha das Vindimas de Portugal, evento promovido pela AMPV- Associação dos Municípios Portugueses do Vinho, no qual o Município de Barcelos participa.

O projeto Rainha das Vindimas tem na sua génese a valorização das tradições, da nossa história, da ruralidade, bem como o progressivo envolvimento das instituições, dos munícipes e agentes locais, nomeadamente das Juntas de Freguesia, Grupos de Folclore, Associações Etnográficas e Culturais, fazendo com que participem na preservação dos argumentos identitários do território e potenciem a sua afirmação cultural e atratividade.

É uma ação de arte, através da qual se promovem patrimónios, o setor do folclore e do vinho, valorizando as diferentes artes e ofícios, a ruralidade, a cultura das vinhas e do vinho. Um dos objetivos é pôr em evidência a riqueza e as caraterísticas do traje de Barcelos, o mundo rural e as suas peculiaridades, transportando para a atualidade saberes e técnicas que distinguem a identidade local.

O acesso ao espectáculo Rainha das Vindimas 2016 é livre. Mais informações pelo telefone n.º 253 811 882 ou email turismo@cm-barcelos.pt

MINISTRO DA ECONOMIA VAI A FAMALICÃO PARTICIPAR EM CONFERÊNCIA SOBRE A INDÚSTRIA DO FUTURO

No próximo sábado, dia 24 de setembro, nas instalações do CITEVE

O Ministro da Economia estará sábado em Famalicão para participar numa conferência sobre a indústria do futuro em Portugal. Caldeira Cabral será um dos oradores da sessão de abertura, agendada para as 10h00, para além do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, e do Presidente do Conselho de Administração do CITEVE, António Amorim.

Retrato_oficial_Caldeira_Cabral (1).jpg

Denominada “Des(a)fiar o Tempo da Indústria: Poderes e Território”, esta conferência reunirá um leque alargado de especialistas, investigadores, entidades públicas e empresários que, durante todo o dia, nas instalações do CITEVE – Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário, vão refletirsobre os desafios e as oportunidades da indústria no futuro, tendo por base o longo processo histórico de industrialização do Vale do Ave e, em particular, de Vila Nova de Famalicão.

Entre outras presenças confirmadas destacam-se Miguel Cruz, Presidente do IAPMEI; Paulo Vaz, Diretor Geral da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal; José Carlos Caldeira, Presidente da ANI; José Alexandre Oliveira, Presidente do Conselho de Administração da Riopele; Isabel Furtado, Administradora do Grupo TMG; Raquel Vieira de Castro, Administradora da Vieira de Castro e Pedro Carreira, Presidente do Conselho de Administração da Continental Mabor.

O debate será moderado por Mário Rui Silva, Professor Associado da Universidade do Porto.

Organizada pela Câmara Municipal, através da Casa do Território, e a ADRAVE – Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave, a  conferência assinala o encerramento da exposição “Des(a)fiar o Tempo da Indústria”, patente ao público na Casa do Território, desde abril e até final deste mês de setembro, propondo um olhar sociológico e histórico ao processo de industrialização.

Inscrições

A participação é gratuita mas está sujeita a inscrição obrigatória até 21 setembro, AQUIgoo.gl/tNamg6.

Denominada “Des(a)fiar o Tempo da Indústria: Poderes e Território”, esta conferência reunirá um leque alargado de especialistas, investigadores, entidades públicas e empresários que, durante todo o dia, nas instalações do CITEVE – Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário, vão refletirsobre os desafios e as oportunidades da indústria no futuro, tendo por base o longo processo histórico de industrialização do Vale do Ave e, em particular, de Vila Nova de Famalicão.

Entre outras presenças confirmadas destacam-se Miguel Cruz, Presidente do IAPMEI; Paulo Vaz, Diretor Geral da ATP – Associação Têxtil e Vestuário de Portugal; José Carlos Caldeira, Presidente da ANI; José Alexandre Oliveira, Presidente do Conselho de Administração da Riopele; Isabel Furtado, Administradora do Grupo TMG; Raquel Vieira de Castro, Administradora da Vieira de Castro e Pedro Carreira, Presidente do Conselho de Administração da Continental Mabor.

O debate será moderado por Mário Rui Silva, Professor Associado da Universidade do Porto.

Organizada pela Câmara Municipal, através da Casa do Território, e a ADRAVE – Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave, a  conferência assinala o encerramento da exposição “Des(a)fiar o Tempo da Indústria”, patente ao público na Casa do Território, desde abril e até final deste mês de setembro, propondo um olhar sociológico e histórico ao processo de industrialização.

A participação é gratuita mas está sujeita a inscrição obrigatória até 21 setembro, AQUIgoo.gl/tNamg6.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE RECOMENDA MAIS FRUTA NA ALIMENTAÇÃO INFANTIL

7 em cada 10 crianças portuguesas não ingerem fruta na quantidade certa. Aumentar consumo de fruta é a meta da iniciativa "Heróis da Fruta" que registou subida de 42% em edição anterior

A ingestão diária de pelo menos três porções de fruta é recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), porque a fruta contém vitaminas e minerais insubstituíveis por outros alimentos. Contudo, a realidade nacional é bem diferente, 7 em cada 10 crianças portuguesas não comem essa quantidade por dia. O consumo de fruta abaixo destas recomendações provoca carências nutricionais com efeitos muito negativos para a saúde: diminui os níveis de energia, de concentração, de aprendizagem e das defesas do organismo, tornando as crianças mais sujeitas a doenças como a obesidade ou a diabetes tipo 2, logo desde a infância. As conclusões são do estudo da Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil (APCOI) que analisou uma amostra de 18 mil crianças, em idade escolar, entre os 2 e os 12 anos, representativa das sete unidades territoriais portuguesas (NUTS II).

_1010236.jpg

Os resultados do estudo da APCOI por região são ainda mais alarmantes: as crianças dos Açores foram as que apresentaram a maior percentagem de consumo de fruta abaixo das recomendações com 83,6%, comparativamente às restantes regiões portuguesas. No ranking regional dos alunos que comem menos fruta na dose certa seguem-se a Madeira com 79,9%, o Alentejo com 77,4%, a região Centro e a região Norte, ambas com 74,2% e o Algarve com 73,6%. Lisboa e Vale do Tejo foi a região que registou a menor percentagem de crianças que ingerem fruta abaixo das recomendações, apesar de ainda assim ser um valor demasiado elevado: 72,4%.

Foi precisamente para lutar contra este grave problema de saúde pública que a APCOI lançou às escolas uma iniciativa que promove o combate à má nutrição das crianças a que chamou projeto «Heróis da Fruta - Lanche Escolar Saudável».

Para Mário Silva, presidente e fundador da APCOI «O projeto heróis da fruta foi criado para ser uma ferramenta de reeducação alimentar e de educação para a saúde para intervir no contexto escolar e incentivar a ingestão de fruta e outros alimentos saudáveis nas refeições das crianças. Trata-se de um modelo pedagógico chave-na-mão que qualquer estabelecimento de ensino poderá colocar em prática de forma muito simples e gratuita».

Após efetuar a inscrição, as escolas recebem acesso aos materiais pedagógicos, sem qualquer custo. Mário Silva afirmou ainda que «os resultados das edições anteriores comprovam que a aplicação do modelo pedagógico dos heróis da fruta aumenta o consumo de fruta no lanche escolar das crianças que nele participam».

Segundo os resultados do estudo, os investigadores da APCOI, verificaram que 1 em cada 4 crianças que integraram o programa motivacional «Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável» aumentaram o seu consumo diário de fruta, em apenas 12 semanas. As conclusões a nível regional colocam a Madeira no topo doranking com 62,3% de aumento de consumo de fruta nos alunos participantes. As regiões seguintes que registaram maior aumento de ingestão diária de fruta foram o Alentejo com 47,5%, seguido da região Norte e dos Açores ambos com 43,1%, a região Centro com 42,4%, Lisboa e Vale do tejo com 41,5% e em último lugar a região do Algarve com 39,5%.

Depois do sucesso das edições anteriores, a APCOI pretende estender no ano letivo 2016/2017, a adesão ao projeto «Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável» a todos os jardins de infância e escolas de 1º ciclo, de todas as regiões do país. As inscrições para a 6ª edição desta que é já considerada a maior iniciativa gratuita de educação para a saúde em Portugal já estão abertas e prolongam-se até 14 de outubro de 2016. Podem inscrever-se, sem qualquer custo, todos os estabelecimentos de ensino interessados, públicos e privados, através do endereçowww.heroisdafruta.com ou do telefone 210961868.

A Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil (APCOI) é uma organização não governamental, sem fins lucrativos, fundada em 2010, cuja missão é ajudar a criar um mundo melhor para as futuras gerações, através de iniciativas que valorizem a saúde das crianças, promovam o combate ao sedentarismo ou à má nutrição e previnam a obesidade infantil e todas as doenças associadas. A APCOI é composta por um grupo de voluntários preocupados com a saúde infantil, que se mobilizam em torno da responsabilidade de transmitir melhores hábitos de vida às crianças, ajudando-as a escolher as opções mais saudáveis. Desde Dezembro de 2010, a APCOI já beneficiou 255.570 crianças através das seguintes iniciativas: «Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável», «Corrida da Criança – Por um futuro mais saudável» e sessões gratuitas de aconselhamento personalizado com nutricionistas. Saiba mais em www.apcoi.pt

1ª EDIÇÃO DO EVENTO TRAZ A OVIEDO OS SABORES, SONS E GENTES DA CULTURA PORTUGUESA

Mostra de produtos regionais, concertos de fado e animação

De dia 22 a 25 de Setembro a cidade de Oviedo, nas Astúrias, será palco da 1ª edição do evento Sentir Portugal que decorrerá no edifício do antigo mercado del pescado, na Plaza de Trascorrales.

image001astr.jpg

Esta iniciativa da Progestur – Associação para o Desenvolvimento do Turismo Cultural – que conta com o apoio do Ayuntamiento de Oviedo, da Fundação Luso-Espanhola e da União de Exportadores da CPLP, pretende ser uma referência no norte de Espanha, apresentando anualmente o que de melhor se faz em Portugal, criando um espaço que promova e reforce o contacto e interação entre marcas, empresas e entidades de ambos países, fortalecendo ligações empresarias, institucionais e comerciais.

Sentir Portugal levará até ao norte de Espanha um espaço representativo de Portugal que, entre diversas dinâmicas culturais, incluí uma mostra de produtos e marcas portuguesas, promoção turístico-cultural, concertos de música tradicional portuguesa, prova de vinhos, participação de chef’s de cozinha, artes performativas e encontros entre empresas e instituições oficiais. Em futuras edições pretendemos incluir outras áreas da cultura portuguesa como por exemplo a pintura e a literatura entre outros.

Durante estes quatro dias Portugal promete encantar Oviedo convidando o público a participar e a visitar o espaço. Deixe-se enfeitiçar pela alma lusitana e venha conhecer mais sobre a cultura e tradições deste cantinho à beira-mar plantado.

POETAS MARCAM ENCONTRO NO GERÊS

XVI Encontro Nacional de Poetas na Vila do Gerês a 24 de setembro

Terras de Bouro e o Gerês irão acolher, uma vez mais, no dia 24 de setembro de 2016, no auditório do Centro de Animação da vila termal do Gerês, o XVI Encontro Nacional de Poetas.

CAPAtboet.jpg

O evento, que desta feita está sujeito a inscrição prévia*, contemplará a apresentação de poemas e o já tradicional concurso de poemas livres e quadras alusivas, obrigatoriamente, ao termo “Gerês” e será organizado pela Câmara Municipal de Terras de Bouro, o jornal “Poetas & Trovadores”, na pessoa do seu diretor, Dr. Barroso da Fonte e ainda a Associação de Escritores Minhoto – Galaicos, “Calidum”, através do seu presidente e também poeta, João Luís Dias.

As inscrições e eventuais pedidos de informação sobre o concurso literário (nome e contacto telefónico ou eletrónico) terão que ser realizadas até ao próximo dia 16 de setembro, através do telefone 253350010 (Gabinete da Cultura e Comunicação) ou pelo correio eletrónico: comunicacao@cm-terrasdebouro.pt.

O Município de Terras de Bouro informa também que, para a realização do encontro, terão que existir, no mínimo, cinquenta inscrições, sob pena do mesmo não se realizar, sendo que, do mesmo se dará conta, atempadamente, aos interessados.

FESTIVAL EM FAFE SERVE 3 TONELADAS DE VITELA COZINHADA

III Festival de Vitela assada à Moda de Fafe. Cerca de 3 toneladas vitela cozinhadas. Restaurantes garantem: balanço muito positivo

A terceira edição do Festival da Vitela Assada à Moda de Fafe terminou, ontem, com um balanço muito positivo.

DSA_3383A.jpg

Durante o fim-de-semana, de 16 a 18 de Setembro, foram servidas, cerca de 3 toneladas de vitela assada pelos cinco restaurantes presentes, que conseguiram escoar todo o produto adquirido para o Festival.

A organização estima em mais de 11 000 as pessoas que se deslocaram ao espaço de refeição na Praça das Comunidades, o que representa um ligeiro aumento no número de refeições servidas face ao ano anterior, em que foram contabilizadas não só as refeições do festival, mas também as visitas no âmbito da iniciava “Fafe dos Brasileiros”.

DCS_2525A.jpg

De acordo com Jorge Machado, proprietário do restaurante Casa da Cêra, “o balanço é positivo, senti que as pessoas começam a conhecer o prato, que tem uma capacidade de mobilização cada vez maior. Sobretudo no sábado e no domingo, visitaram o espaço muitas pessoas de outros concelhos. Há aspectos a melhorar, com a colaboração de todos, mas o Festival é uma aposta ganha e que merece todo o investimento do Município.”

“As pessoas saíram daqui satisfeitas e isso é o mais importante. Cada vez recebemos mais gente e temos a certeza que este Festival tem sido fundamental na promoção do prato e o balanço, deste ano, é positivo”, garante a responsável pela Casa de Pasto Reis, Graça Silva.

“Esta terceira edição correu muito bem. Consideramos que foi melhor do que no ano passado. A vitela foi do agrado de toda a gente e o feedback foi óptimo.

De ano para ano, a expectativa tem sido cada vez mais alta e os resultados superam sempre aquilo que esperamos.

Criámos, durante estas três edições, relações de proximidade com alguns visitantes que, mesmo vindo de longe, reconhecem-nos e fazem questão de vir falar connosco e agradecer toda a simpatia e a forma como os servimos. Isso, para nós, é muito gratificante. Sem dúvida, que este festival deve manter-se”, revela Vera Pereira, do restaurante Quinta das Vinhas.

DSA_3391A.jpg

A responsável pelo restaurante A Desportiva, Mavíldia Silva, refere que “o festival correu muito bem este ano. Recebemos muitas pessoas de fora, o que revela o sucesso desta iniciativa. Temos clientes que nos vêm visitar em todas as edições, o que é muito especial para nós.

Da nossa parte tem havido um esforço em apostar na qualidade dos produtos e, por isso, é um investimento que faz todo o sentido.”

“O Festival correu muito bem, tivemos imensos visitantes e o investimento do Município deve manter-se. Alguns visitantes vieram, este ano, pela primeira vez, mas alguns eram repetentes, o que nos deixa muito contentes. Sentimos todos os clientes satisfeitos e o Município está de parabéns, bem como toda a sua equipa ligada ao Festival e à sua organização”, garante Joaquim Correia, responsável pelo restaurante Feira Velha.

Notar que, para além da enorme afluência à Praça das Comunidades, também vários restaurantes da cidade estiveram cheios, durante o fim de semana, comprovando-se, assim, o sucesso deste festival.

O sucesso deste certame não se fez apenas dos resultados obtidos pelos restaurantes. Os dez expositores presentes na tenda tiveram oportunidade de mostrar e vender os produtos regionais, desde a doçaria tradicional, o artesanato e o vinho verde.

DSA_3393A.jpg

Durante três dias, foram vendidas centenas de doces típicos, entre o tradicional pão-de-ló e os doces de gema.

“Vale sempre a pena participar neste tipo de certame. O balanço é sempre muito positivo, porque se promove a doçaria regional, a par do tradicional prato da vitela assada. É uma aposta ganha. Sem dúvida que é para continuar”, garante César Freitas, da Doçaria de Fornelos.

O vinho verde não faltou e o festival começa a ser uma montra do concelho:

“Esta edição do festival da vitela assada foi diferente das anteriores. Notámos que houve melhores resultados no que toca à promoção dos produtos locais e do próprio concelho. Recebemos muitas pessoas de fora e percebemos que estavam satisfeitas e queriam conhecer melhor os produtos expostos.

Acreditamos que esta é uma iniciativa de sucesso e todos devemos ficar felicíssimos pela Câmara Municipal dar continuidade a este festival”, explica Vera Lima, da empresa Vinhos Norte.

Para Raul Cunha, Presidente da Câmara Municipal de Fafe, esta “é uma iniciativa que merece todo o carinho da comunidade porque provou ser capaz de atrair pessoas de fora e de dar vida ao nosso território promovendo um prato que tem uma ligação muito especial com os fafenses e não só.”

“Esta terceira edição do Festival da Vitela Assada à Moda de Fafe foi um sucesso. Durante todo o fim de semana, criou-se um ambiente fantástico na Praça das Comunidades, com a visita de milhares de pessoas, de Fafe e não só, que puderam comprovar que temos uma gastronomia de excelência.

Milhares de pessoas passaram pela nossa cidade, o que nos deixa muito satisfeitos e com a certeza que de que foi uma aposta ganha.

Os cinco restaurantes presentes foram incansáveis, mostraram um esforço e empenho notável. Os expositores foram também uma grande montra do que de melhor temos em Fafe e, por isso, cabe-me agradecer a todos por estarem ao nossa lado.

Estamos empenhados em desenvolver projectos que tragam mais gente a Fafe e promovam o concelho. Fafe quer afirmar-se como uma terra turística e nada melhor que aproveitar as potencialidades da nossa gastronomia para valorizar o concelho e convidar todos a visitar-nos”, rematou.

DSA_3402A.jpg

 

VALENÇA CONTROLA QUALIDADE DAS REFEIÇÕES ESCOLARES

Refeições Escolares de Valença: Saiba o Que Comem e Como são Controladas

A Câmara Municipal garante condições de segurança nas refeições escolares servidas aos alunos de Valença e disponibiliza aos pais a oportunidade de conhecer as refeições, mensalmente em www.cm-valenca.pt/cantinas-escolares.

valenrefe.jpg

A autarquia assegura os serviços das refeições escolares nos Jardins de Infância e escolas básicas do 1º ciclo do concelho, com um serviço garantido por 9 cantinas escolares. Na época escolar 2015 / 2016 foram servidas 105 680 refeições.

A elaboração e a execução das ementas é controlada por nutricionistas que realizam ementas seguindo os princípios de uma alimentação equilibrada e adequada às necessidades dos alunos destas idades. Um controlo rigoroso dos alimentos é realizados por todos os intervenientes desde a aquisição, congelamento, confeção e apresentação das refeições aos alunos.

Para além da preocupação com a definição e controle de ementas saudáveis são ministradas, regularmente, formações aos funcionários adstritos a este setor, de modo a garantir um serviço com qualidade e eficiência.

A segurança alimentar em Valença é feita com todo o rigor. A título de curiosidade são guardados, durante três dias, mostras de todas as refeições, de modo a avaliar a sua qualidade em casa de se verificar alguma anomalia.

Os encarregados de educação podem acompanhar os menus estabelecidos, para cada dia, no site da Câmara Municipal em www.cm-valenca.pt/cantinas-escolares.

De modo a facilitar a vida aos encarregados de educação a Câmara Municipal, no último ano, implementou a possibilidade de pagamento das refeições escolares através da rede multibanco, on-line, ou na Tesouraria da Câmara Municipal.

DIA DO PORTO DE LEIXÕES’ SUPERA EXPECTATIVAS DE VISITANTES

INICIATIVA RECEBEU 25 MIL PESSOAS, MAIS OITO MIL DO QUE NO ANO PASSADO

O Porto de Leixões (APDL) superou todas as expectativas ao receber cerca de 25 mil visitantes este sábado, dia 17, nas comemorações da 8ª edição do ‘Dia do Porto de Leixões’, realizado anualmente, no terceiro sábado do mês de setembro.

leix.jpg

Os visitantes, mais oito mil do que no ano passado, tiveram acesso a visitas guiadas ao Novo Terminal de Cruzeiros, puderam assistir a “2º Regata do Porto de Leixões”, visitar embarcações e aceder de forma livre a todo o porto, usufruindo das inúmeras atividades, concertos e espetáculos ao longo de todo o dia.

Dos 8 aos 80, os curiosos foram presenteados com animação distinta, indo desde a Mostra de Ciência do CIIMAR, insufláveis, filmes ou, ainda, uma exposição de fotografia “Focando o Porto de Leixões”.

“O ‘Dia do Porto de Leixões’ é já um evento de participação obrigatória na área Metropolitana do Porto. Este ano, mais uma vez, o número de visitantes aumentou o que nos deixa, obviamente, muito contentes e com vontade de fazer cada vez mais e melhor”, assegurou Emilio Brògueira Dias, Presidente da APDL.

CAMINHA REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

Reunião terá lugar amanhã, pelas 15 horas, no Salão Nobre dos Paços do Concelho

A Câmara Municipal de Caminha vai reunir na próxima quarta-feira, dia 21 de setembro, pelas 15h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho. Da Ordem do Dia fazem parte, entre outras propostas, a fixação de valor devido pela participação na atividade “Caminhos de Santiago – Caminho de Finisterra”.

A Câmara de Caminha e o concelho de A Guarda voltam a juntar-se e estão a organizar mais um percurso dos Caminhos de Santiago- o Caminho de Finisterra. Trata-se de mais uma iniciativa realizada no âmbito da candidatura do "Rio Minho a Paisagem Cultural da UNESCO". O Caminho de Finisterra terá inicio a 8 de outubro e será realizado em 4 etapas: a primeira etapa Santiago de Compostela – Negreira (21km); a segunda (15 de outubro) Negreira – Vilar do Castro (24 km); a terceira (29 de outubro) Vilar de Castro – Cee (25 km) e a quarta e última etapa (5 de novembro) Cee – Finisterra (15 km). Os dois municípios vão assegurar o apoio logístico e o transporte dos participantes até aos pontos de partida e no regresso de cada uma das etapas. Neste sentido, o executivo vai apreciar e votar a fixação de valor devido pela participação na atividade “Caminhos de Santiago – Caminho de Finisterra” no valor de 50 euros.

Serão também apreciadas propostas de isenção de tarifas devidas pela ligação às redes públicas de abastecimento de água, drenagem de águas residuais e de drenagem de águas pluviais e de isenção das tarifas devidas pelo acréscimo de consumo com o fornecimento de água da rede pública de abastecimento para combate a incêndios.

O executivo vai ainda pronunciar-se sobre o Acordo de colaboração para a requalificação e modernização das instalações da Escola Básica e Secundária Sidónio Pais entre o Ministério da Educação e o Município de Caminha – ratificar e aprovar submeter à Assembleia Municipal.

RESTOS MORTAIS DO 1º MARQUÊS DE VALENÇA REPOUSAM EM OURÉM

No burgo medieval de Ourém situa-se a Igreja da Colegiada de Nossa Senhora das Misericórdias, fundada por D. Afonso Henriques e, em 1445, mandada ampliar por D. Afonso de Bragança, 1º Marquês de Valença e 4º Conde de Ourém.

Na cripta daquele templo, situada sob o coro, jaz sepultado em magnífico mausoléu para onde foram trasladados em 1487, os restos mortais do Marquês de Valença. Nele estão gravados os seguintes dizeres:

“Aqui jaz o Ilustre Príncipe D. Afonso, Marquês de Valença, conde de Ourém, primogénito de D. Afonso, Duque de Bragança, e conde de Barcelos, e neto d’El Rei D. João de gloriosa memória, e do virtuoso, e de grandes virtudes D. Nuno Alvares Pereira, Condestável de Portugal. Faleceu em vida de seu pai, antes de lhe dar a dita herança, de que era herdeiro, o qual foi fundador desta Igreja, em que jaz, cuja fama e feitos este dia florescem. Finou-se a 29 de agosto do ano do nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo de 1460 anos.”

Era D. Afonso de Bragança filho primogénito de Afonso I de Bragança e de sua esposa, Beatriz Pereira de Alvim, Condessa de Ourém, neto primogénito de D. Nuno Álvares Pereira e de D. Leonor Alvim que, entre outros títulos nobiliárquicos, foi Condessa de Barcelos.

Por ocasião das invasões francesas, a vila medieval de Ourém foi mandada incendiar e o seu túmulo foi profanado e vandalizado pela soldadesca comandada pelo general Massena, na ânsia de ali encontrarem ouro e jóias escondidas no seu interior.

AMARES PROMOVE EMPREGO

O Espaço Emprego Já, em colaboração com o CQEP – Centro para a Qualificação e o Ensino Profissional do Agrupamento de Escolas de Amares, e com o apoio do Município de Amares, dinamizará no dia 29 de setembro, quinta-feira, um SHOWROOM – Mostra de Oferta Formativa, onde estarão presentes vários Centros de Formação (O Sábio de Lago; ISAVE - Instituto Superior de Saúde do Alto Ave; FORMINHO; ATAHCA; GIP, entre outros). Durante esta atividade poderá conhecer os Planos de Formação destas entidades (Financiados ou não), esclarecer dúvidas e estabelecer contactos para inscrições.

Pelas 15h haverá o Workshop Como arranjar emprego – “Venda o seu CV” (gratuito).

O SHOWROOM – Mostra de Oferta Formativa decorrerá na Galeria de Artes e Ofícios de Amares, das 9h30m às 12h e das 14h às 17h30m.

Cartaz divulgação_final.png

MINISTRO DA ECONOMIA VISITA VIZELA

Ministro da Economia visita Vizela na próxima sexta-feira

O Ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, desloca-se a Vizela na próxima sexta-feira, dia 23 de setembro.

Retrato_oficial_Caldeira_Cabral (1).jpg

Na visita, o Ministro vai inaugurar as novas instalações da Fábrica de Calçado Atrai, Lda., na Ruela da Ribeira, na União das Freguesias de Caldas de Vizela (S. Miguel e S. João), por volta das 17.00h.

Antes, pelas 16.30h, Manuel Caldeira Cabral vai passar pela empresa Mundotextil, para uma visita às instalações.

Mundotêxtil

Fundada em 1975, a Mundotêxtil é hoje a maior fabricante de toalhas na Europa. A empresa está localizada em Vizela e conta com 577 funcionários.

Volume de negócios (2014): + 41 M €.

25% de toalhas de banho portuguesas exportadas.

Presente nos 5 continentes, exporta para mais de 40 países.

Dotada de meios de produção avançados, hoje a empresa é referência mundial na prioridade dada ao design, inovação, qualidade e na adaptação às tendências de mercado.

103 teares I 500 toneladas/mês.

Capacidade de tingimento de fios I 140 toneladas/mês.

Capacidade de tingimento de peça I 620 toneladas/mês.

Fábrica de Calçado Atrai, Lda.

A empresa Atrai, Lda. é uma unidade fabril localizada na Ruela da Ribeira, na União das Freguesias de Caldas de Vizela (S. Miguel e S. João), composta por dois edifícios, recentemente instalada num terreno com 16 451m2.

A empresa Fábrica de Calçado Atrai, Lda. está no mercado há mais de 20 anos e tem, atualmente, perto de 100 funcionários.

Apresenta um volume de faturação que ronda cerca de 5 milhões de euros por ano e vende para o mercado nacional, mas também exporta para Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, USA, Canadá, entre outros países.

BRAGA BARROCA É UM ESPECTÁCULO!

Braga Barroca oferece mais de 80 horas de programação à Cidade. Evento decorre entre amanhã e domingo

O Município de Braga promove, entre os dias 21 e 25 de Setembro, a terceira edição da Braga Barroca. Com um intenso programa de iniciativas centradas na vivência do período barroco, o evento vai oferecer à Cidade mais de 80 horas de programação, que incluem quatro concertos, oficinas didácticas, sessões de história local, exposições, teatro, visitas guiadas e recriações históricas, actividades que visam fomentar o conhecimento e a divulgação da história local.

BRAGA BARROCA (2)mm.jpg

O programa arranca amanhã, dia 21, a partir das 09h30, no Convento do Pópulo, com ‘Tons de Azul’, uma oficina pedagógica que visa explorar os azulejos do Convento do Pópulo, datados do século XVIII. A oficina termina com um concerto de música barroca, da responsabilidade do Conservatório Bonfim. A actividade é dirigida aos alunos do 1.º ciclo do ensino básico e sujeita a inscrição.

Às 11h00, no Largo do Paço, haverá “Leituras Poéticas à Época” dinamizadas pela Biblioteca Lúcio Craveiro. Com sessões às 11h30 e às 16h00, “A Elegância da Vida Palaciana no Período Barroco”, é uma visita encenada no Museu dos Biscainhos realizada pelo Colégio Luso Internacional de Braga, e que está sujeita a inscrição.

No Largo do Paço, pelas 14h00, “O Arauto Anuncia as Novas do Reino” pela Companhia Viv’Arte.

Às 14h30, também no Largo do Paço, irá decorrer “A Música no Barroco”, um concerto didáctico de música da época pelo Departamento de Música da UMinho, seguido de uma sessão de história da música, com destaque para instrumentos como o cravo e o violino. Nesta oficina os participantes serão também convidados a conhecer a fonte, a ala sul do edifício e os magníficos painéis de azulejo, bem como outros elementos arquitectónicos do período barroco. Esta actividade destina-se a alunos do 1.º e 2.º ciclo do ensino básico e está sujeita a inscrição.

Entre as 14h30 e as 19h00, no Largo do Paço, realiza-se uma mostra de doçaria conventual, licores e iguarias setecentistas.

Às 21h00, na Igreja da Penha, terá lugar uma representação de quadros vivos “Anjos Iluminados”, interpretados pelo Tin.Bra, seguido da sessão de história local ‘Braga no Itinerário do Barroco Português’, orientada por Assunção Lemos e integrada no projecto ‘À Descoberta de Braga’.

Animação de rua e mostra de ‘Sabores Setecentistas’

De referir que durante todo o evento, diferentes personagens da época e figuras do imaginário barroco irão percorrer as praças, jardins e ruas da Cidade, transformando Braga num palco de estórias ao vivo. Braga transforma-se assim num palco de estórias ao vivo: poetas românticos, histórias de amor e galanteio, damas procuram malfeitores, música e dança nas praças, representações da corte, peripécias de taberna, cetraria e cavalos, cortejos de aristocracia, demonstrações de esgrima, maestros cómicos e modelistas que apresentam as melhores perucas e ensinam as mais sofisticadas técnicas de embelezamento.

De igual forma, haverá uma pequena mostra de doçaria conventual, licores e iguarias denominada ‘Sabores Setecentistas’. A mostra irá decorrer de acordo com o seguinte calendário:

  • 21 Setembro - 14h30/19h00 - Largo do Paço;
  • 22 Setembro - 14h30/19h00 - Largo do Paço | 20h30/23h00 Museu dos Biscainhos;
  • 23 Setembro - 14h30/19h00 – Largo do Paço | 20h30/23h00 Museu dos Biscainhos;
  • 24 Setembro - 10h00/19h00 - Largo do Paço | 20h30/23h00 Palácio do Raio;
  • 25 Setembro - 14h30/19h00 - Largo do Paço.

Inscrições e mais informações sobre as actividades em cultura@cm-braga.pt

O programa completo da Braga Barroca 2016 está disponível através do link https://goo.gl/qrN912

CMB16092016SERGIOFREITAS0000002358n.jpg

DANÇARINOS VILAVERDENSES REPRESENTAM PORTUGAL NA CHINA EM CAMPEONATO MUNDIAL DE DANÇAS LATINAS

O par Vítor Fernandes e Luísa Lima, naturais de Vila Verde e Vila de Prado respectivamente, irão no próximo dia 24 deste mês representar Portugal no campeonato do Mundo de Dança Desportiva de Latinas que se realizará na China. Nesta competição estarão representados os dois melhores pares de cada país.

Vitor Fernandes e Luisa Lima.png

É com muito orgulho que o par, representante da escola Alunos de Apolo Braga, comunica este grande acontecimento na sua carreira. E não deixa de agradecer a todos a ajuda para que esta oportunidade de representar o nosso país ao mais alto nível seja possível: família, treinadores, alunos e alunas, bem como colegas e empresas como: Stand Roriz-Car, Domingos Abelheira Unipessoal, TipoPrado, Casa do Campo e Kioma-maquilhagem.

Um agradecimento especial para uma empresa que já tem vindo em outras ocasiões a apoiar este par, e mais uma vez  o fez: Reparadora das Jantes.

10891520_993847020628785_4724024509592604296_n.jpg

POETA DANIEL BASTOS EVOCA PABLO NERUDA

Assinala-se no próximo dia 23 de Setembro o 43.º aniversário da morte do poeta e Nobel da Literatura Pablo Neruda, considerado um dos maiores poetas da literatura contemporânea. O poeta e historiador fafense Daniel Bastos evoca Pablo Neruda através da publicação no BLOGUE DO MINHO do desenho e o poema “Um dia partiremos para Isla Negra”, uma das residências de Pablo Neruda, simbolicamente revisitada no meu livro de poesia “Terra”, magnificamente ilustrado pelo mestre-pintor Orlando Pompeu.

Daniel Bastosnn.jpg

Um dia partiremos para Isla Negra

 

Companheiros, enterrem-me na Isla Negra

                 Pablo Neruda, Canto Geral

Um dia partiremos para Isla Negra

paraíso de areia branca

e escarpas alpestres

adornadas de flores silvestres,

onde nos aguarda de braços abertos

o poeta que decantou o amor

proclamando sílabas tónicas de afetos.

Partiremos orientados pelos astrolábios

envelhecidos pelo tempo que passou

e ouviremos nos búzios ao amanhecer

o som das ondas a acariciarem o areal

dissolvendo os rastros das nossas pegadas

no sal da vida que continuará a renascer…

Daniel Bastos, “Um dia partiremos para Isla Negra”, in Terra.

DESENHO - Orlando Pompeunn.jpg