Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MUNICÍPIO DE GUIMARÃES FAZ BALANÇO DA DIVISÃO DO DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO

Regime excecional de regularização de atividades económicas prolongado até julho de 2017

Município de Guimarães continua a apoiar empresas e explorações sem licença a regularizar atividade económica. Divisão do Desenvolvimento Económico foi criada há três anos.

As empresas que se encontrem em laboração sem título válido de instalação ou título de exploração ou de exercício de atividade, incluindo as que estão em desconformidade com os instrumentos de gestão territorial, ou as que pretendam ampliar ou ser alteradas e em que tal não seja compatível com os IGT vinculativos dos particulares ou com servidões e restrições de utilidade pública, têm até 24 de julho de 2017 para beneficiar do Regime Extraordinário da Regularização de Atividades Económicas (RERAE), ao abrigo da Lei nº 21/2016, de 16 de junho.

Trata-se de mais um passo importante no seguimento do desenvolvimento económico face ao regime extraordinário do reconhecimento da existência de empresas com relevância económica inequívoca, que não dispõem de título de exploração ou de exercício válido, face às condições atuais da atividade. Dirige-se a empresas com atividade industrial e a explorações pecuárias, de pedreiras ou onde se realizam operações de gestão de resíduos, embora pela Lei nº 21/2016, seja ainda alargado aos estabelecimentos e explorações que se destinem ao apoio da atividade agropecuária, da agricultura, horticultura, fruticultura, silvicultura e apicultura, designadamente armazéns, anexos e centrais de frio.

Esta lei aprovada pelo Governo vai ao encontro do papel assumido pela Divisão do Desenvolvimento Económico da Câmara Municipal de Guimarães, cuja visão estratégica assenta desde a primeira hora no apoio à criação, atração e retenção de talentos, empresas, investimentos e atividades em clusters estratégicos, com o objetivo de colocar Guimarães nas principais rotas de projetos e redes internacionais.

Ao fim de três anos de exercício, os resultados desta aposta do Município vimaranense são visíveis, com reflexos recentes, por exemplo, no Saldo da Balança Comercial em que as exportações, pelo 3º ano consecutivo, refletem um novo valor máximo em Guimarães, representado em 148,83 milhões de euros e o valor de importações de 57,67 milhões de euros.

O processo de desburocratização, através de Projetos Económicos de Interesse Municipal, aliado a uma política de aproximação e diálogo constante com os empresários, tem sido revelador da dinamização económica do concelho. Acresce ainda o olhar sobre o futuro, com a criação do programa “Guimarães Marca” estabelecendo um polo agregador de empresas para promoção nacional e internacional, captação de novos investimentos e projeção de Guimarães em feiras internacionais, numa afirmação económica e também cultural da cidade.

O reconhecimento deste trabalho de três anos sente-se todos os dias, perante a transformação do paradigma do desenvolvimento económico no concelho de Guimarães e os factos são reais através dos números que evidenciam o aumento do número de empresas, a diminuição da taxa de desempregados e a captação de investimento.

MINISTRO DA DEFESA CONDECORA POLÍCIA MARÍTIMA

Comemorou-se hoje pela primeira vez o Dia da Polícia Marítima

Foi hoje comemorado pela primeira vez o Dia da Polícia Marítima. No ano passado foi por despacho do Comandante Geral da Polícia Marítima, Vice-Almirante António Silva Ribeiro, instituído o dia 13 de Setembro como o Dia da Polícia Marítima em alusão à data do diploma que, em 1919, procedeu à criação do Corpo de Polícia Marítima. Não obstante, as suas origens remontam a 1803, com competências relativas aos portos. Na ocasião, o Ministro da Defesa Nacional procedeu à entrega da medalha de Valor e Mérito Público ao Comando-geral da Polícia Marítima.

FullSizeRender (7) (2).jpg

As comemorações decorreram hoje nas Instalações Centrais da Marinha, em Lisboa, tendo sido presididas pelo Ministro da Defesa Nacional, Prof. Doutor Azeredo Lopes, e contando com a presença do Secretário de Estado da Defesa Nacional, Dr. Marcos Perestrello, do Almirante Autoridade Marítima Nacional, Almirante Luís Macieira Fragoso e do Comandante Geral da Polícia Marítima, Vice-Almirante António Silva Ribeiro.

As cerimónias incluíram uma exposição de equipamento e meios utilizados pela Polícia Marítima e o desfile das forças em presença com a actuação da Banda da Armada.

Inicialmente constituído por agentes destacados da Polícia de Investigação Criminal de Lisboa, pessoal pertencente ao Governo Civil e praças da Armada, a Polícia Marítima é “um órgão de polícia e de polícia criminal que garante, e fiscaliza, o cumprimento das leis e regulamentos nos espaços integrantes do Domínio Público Marítimo (DPM), em áreas portuárias e nos espaços balneares, bem como em todas as águas interiores sob jurisdição da AMN e demais espaços marítimos sob soberania e jurisdição nacional, devendo preservar a regularidade das actividades marítimas”, competindo-lhe ainda colaborar com as demais forças policiais com vista a garantir a segurança e os direitos dos cidadãos.

CX8A3263 (1).JPG

CX8A3205 (1).JPG

CX8A3221 (1).jpg

CX8A3275 (1).JPG

FullSizeRender (2).jpg

FullSizeRender (1) (2).jpg

FullSizeRender (4) (1).jpg

CERVEIRA ESTÁ CADA VEZ MAIS DOCE!

Trovador – O doce que vai conquistar-vos!

A Torino - Casa de Chás apresenta aos seus amigos e clientes um doce único no Alto Minho: Trovador.

Este doce pretende ser uma referência para os visitantes de Vila Nova de Cerveira e para os apreciadores da gastronomia tradicional Portuguesa.

A Torino - Casa de Chás orgulha-se de ser um local com história e que quer reavivar as tradições portuguesas. Assim nasce o Trovador, um doce inspirado em produtos regionais, esquecidos ao longo do tempo. Este doce confecionado a base de castanha, gema de ovo e açúcar é uma homenagem ao Rei D. Dinis, amante das artes e letras. Um famoso trovador que contribuiu para o desenvolvimento da poesia trovadoresca na Península Ibérica.

Se é um apreciador da nossa gastronomia deve aproveitar esta oportunidade de saborear um momento único. Venha provar o Trovador com um copo de um bom vinho verde da região, temos a certeza que irá saborear todo o momento.

Venha conhecer-nos! Visite-nos e sinta a tradição da região mais verde de Portugal! A Torino - Casa de Chás localizada em pleno centro histórico de Vila Nova de Cerveira está aberta ao público há cerca de um ano e já é um sucesso na região Alto Minhota. Siga-nos também em facebook.com/torino.casadecha

FOTO TROVADOR 1.png

FOTO TROVADOR 2.png

BARCELOS REALIZA CAMPEONATOS NACIONAIS DE XADREZ

Casa da Juventude, amanhã, dia 17 de setembro, às 10h30

A Câmara Municipal de Barcelos promove, através da Casa da Juventude, dos dias 2 a 9 de outubro, o Campeonato Nacional de Xadrez Individual Absoluto - Fase Final - e os Campeonatos Nacionais Individuais Amadores, em parceria com a Academia de Xadrez de Barcelos, a Associação de Xadrez do Distrito de Braga e a Federação Portuguesa de Xadrez.

Amanhã, 17 de setembro, às 10h30, será apresentado o programa dos Campeonatos Nacionais de Xadrez pelo Presidente da Federação Portuguesa de Xadrez, Dominic Robin Cross, e pelo Presidente da Associação de Xadrez do Distrito de Braga, Carlos Manuel Vieira Dias.

TRIATLO DA AMIZADE CERVEIRA - TOMIÑO APRESENTA NOVIDADES

Formato do Triatlo da Amizade com “reflexões de valorização” em 2017

A substituição da prova de ciclismo de montanha pela de estrada e uma reavaliação do calendário são duas das novidades que a organização do Triatlo da Amizade Cerveira-Tomiño está a analisar para introduzir já em 2017. Estas reflexões foram avançadas, esta manhã, em Tomiño, durante a conferência de imprensa de apresentação da X edição do evento que decorre este domingo nas duas margens do rio Minho. Prova acolhe cerca de 200 atletas de Portugal e Espanha.

IMG_8750.JPG

Celebrando uma década de existência e, apesar de ser um evento desportivo perfeitamente consolidado, as autarquias de Vila Nova de Cerveira e de Tomiño e as Federações de Triatlo dos dois países pretendem continuar a trabalhar na valorização e potenciação desta prova de caráter transfronteiriço, com algumas ideias que poderão ser colocadas em prática já na próxima edição.

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira, Fernando Nogueira, sublinhou que a história do evento está construída e é reconhecida pela grande adesão de atletas federados e não federados, “mas há sempre necessidade de fazer ajustes e acompanhar as dinâmicas sociais e turísticas”. Neste sentido, está a ser estudada a possibilidade de substituir a prova de ciclismo de montanha pelo formato de estrada, bem como o impacto criado se a sua realização fosse ao sábado.  

Presentes neste encontro estiveram também o vereador de desporto de Tomiño, Ismael Troncoso, e os representantes das Federações de Triatlo de Espanha, Luís Piña, e de Portugal, Mário Carvalho, que corroboraram a importância de celebrar esta décima edição com reflexões de desenvolvimento para o futuro. Enquanto o vereador tomiñense realçou a repercussão que o evento ainda pode alcançar, os dois representantes das federações ressalvaram uma experiência desportiva ibérica fantástica, com relações excelentes e um sabor muito especial para quem organiza e para quem participa. “É mesmo um triatlo da amizade em que, de ano para ano, criam-se laços de amizade entre atletas, pois é mais aquilo que nos une do que separa”, assegurou Mário Carvalho.

Quanto ao X Triatlo da Amizade, agendado para este domingo, há 120 atletas inscritos para a prova sénior, e mais de 50 para o Circuito Regional Jovem, oriundos equilibradamente dos dois países. Este ano, a prova sénior arranca, às 10h30, na margem lusa do rio Minho, no Cais de Vila Nova de Cerveira, com uma prova de natação de 750m a atravessar o rio Minho para chegar ao lado espanhol e fazer a transição para o percurso de cerca de 17 km de BTT em solo de Tomiño, passando a Ponte da Amizade e trocando. Em Cerveira, para a terceira e última etapa, o atletismo, ao longo de 5km pelo centro histórico. Este circuito é pontuável para a Taça de Portugal PORTerra e para o Campeonato Galego de Triatlo Cross.

Por sua vez, o período da tarde está reservado para o Circuito Regional Jovem que se realiza na totalidade na envolvente do Espaço Fortaleza de Goián, Tomiño.

Em disputa está o Troféu da Amizade, uma obra da autoria do escultor espanhol Arcádio Blasco, cuja designação da escultura é “Encontros de Culturas” sendo, desde a primeira edição, o símbolo do Triatlo da Amizade. O troféu nunca é propriedade de qualquer um dos intervenientes, fazendo-se sempre a passagem deste símbolo da amizade entre os galegos e os portugueses, conforme quem vença a prova. O país vencedor guardará o troféu até à edição seguinte.

I SEMANA DA JUVENTUDE E DO DESPORTO PÔS AMARES A MEXER

O Município de Amares promoveu entre os dias 5 e 11 de setembro, a I Semana da Juventude e do Desporto. Com um programa diversificado, pensado para atender aos mais variados interesses e gostos, a iniciativa captou a atenção de centenas de participantes de todas as idades.

DSC06722.JPG

“Foi um sucesso. Foi uma semana marcada pelo convívio entre os participantes em que promovemos precisamente a partilha de experiências diversas e a boa disposição entre os mais jovens e em que fomentámos também a prática de desporto”, começou por referir o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, em jeito de balanço.

“O programa terminou domingo com os jogos concelhios, com uma grande adesão das freguesias e eu, que também fiz questão de participar e acompanhar as atividades, gostei imenso pela forma dinâmica como os jovens, as associações e as próprias juntas de freguesia se envolveram nesta primeira edição que é, certamente, para continuar”, acrescentou o autarca, deixando uma palavra de apreço também ao Gabinete do Associativismo Desporto e Juventude do Município pela forma como se “empenharam” na concretização desta iniciativa.

Entre 5 e 9 de setembro, a I Semana da Juventude e do Desporto foi dedicada aos “open days” promovidos em várias associações e nos dois ginásios do concelho, que abriram as suas portas para que os participantes pudessem visitar, conhecer e desfrutar das várias modalidades que ali se praticam. A programação prosseguiu com muita animação e envolvimento dos amarenses que vivenciaram as mais diversas experiências, entre elas, paddle, caiaque, uma caminhada, zumba, karaté, tiro ao alvo, atletismo, parapente, bem como, outras atividades desportivas que promoveram o convívio e o bem-estar entre a juventude. Das diversas propostas apresentadas, destaque, ainda, para os jogos concelhios (agilidade, perícia e coordenação) que envolveram 9 freguesias de Amares.

A Câmara Municipal de Amares agradece a colaboração e participação das coletividades, juntas de Freguesia, e outras entidades na concretização de mais uma iniciativa de valorização, aproximação e dinamização da juventude e do desporto de Amares.

DSC06775.JPG

DSC07006.JPG

DSC07149.JPG

DSC07254.JPG

DSC07357.JPG

DSC07425.JPG

VIZELENSES CAMINHAM CONTRA O CANCRO

‘Zumba color e caminhada Vizela 2016’ domingo a favor da Liga Portuguesa contra o Cancro

A Câmara Municipal de Vizela e a Liga Portuguesa contra o Cancro promovem mais uma vez, uma caminhada e aula de zumba - a ‘Zumba color e caminhada Vizela 2016’, no próximo domingo, dia 18 de setembro, um evento solidário cujas receitas reverterão para a Liga Portuguesa contra o Cancro – núcleo regional do norte.

A Zumba color e caminhada Vizela 2016 terão início no Espaço Multiusos, pelas 9h30, com uma pequena caminhada pelo centro da cidade, seguindo-se a aula de zumba color.

A participação nesta atividade terá um custo de 5,00€ (2,5€ até 12 anos), com a oferta de uma t-shirt, água e dois sacos de pó colorido, cujo valor reverterá totalmente para a Liga Portuguesa contra o Cancro – Núcleo do Norte.

A sensibilização da opinião pública, para a importância do trabalho desenvolvido pela Liga e o incentivo à prática desportiva são os principais objetivos desta iniciativa.

Vizela conta com a vossa participação e solidariedade!

cartaz zumba color 2016-viz.jpg 

MUNICÍPIO DE AMARES ESTABELECE NOVOS TARIFÁRIOS

O Município de Amares lembra que vai entrar em vigor, já a partir do mês de outubro, o novo regulamento e tarifário dos serviços de abastecimento de água, recolha e tratamento de águas residuais e recolha de resíduos sólidos urbanos. Os Munícipes que preencham os requisitos e pretendam usufruir das tarifas sociais e familiares já a partir do próximo mês têm até ao final do corrente mês para se dirigirem aos serviços municipais para atualizarem os seus dados.

Novo regulamentoamar.JPG

BRAGA BARROCA CONVIDA À DESCOBERTA DE PERÍODO ÁUREO DA CIDADE

Evento decorre de 21 a 25 de Setembro

O Município de Braga promove, entre os dias 21 e 25 de Setembro, a terceira edição da Braga Barroca. Com um intenso programa de iniciativas centradas na vivência do período barroco, o evento vai oferecer à Cidade mais de 80 horas de programação, que incluem quatro concertos, oficinas didácticas, sessões de história local, exposições, teatro, visitas guiadas e recriações históricas, actividades que visam fomentar o conhecimento e a divulgação da história local.

CMB16092016SERGIOFREITAS0000002358.jpg

Para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, a Braga Barroca constitui um “momento único para redescobrir uma época de ouro da história da Cidade”. “O evento foi uma aposta ganha por parte deste Executivo Municipal, desde logo pelo sucesso das edições anteriores, pelo envolvimento das entidades parceiras, mas sobretudo pela receptividade que os Bracarenses tiveram desde a primeira hora por esta iniciativa”, referiu o Edil durante a apresentação do evento, que decorreu hoje, 16 de Setembro, no Palácio do Raio.

O Autarca explicou que o Município tem procurado preencher o calendário de eventos da Cidade com iniciativas de diferente cariz no sentido de criar oferta cultural “capaz de combater a sazonalidade turística e de atrair a Braga um número crescente de visitantes ao longo de todo o ano”.

O certame - integrado nas comemorações das Jornadas Europeias do Património e do Dia Mundial do Turismo - pretende fornecer uma experiência abrangente, através de acções de âmbito artístico que procuram recriar hábitos e tipologias de vida, e envolver progressivamente a Cidade e os seus agentes.

Para a vereadora da Cultura, Lídia Dias, a Braga Barroca “não é apenas mais um evento do calendário anual”. “Este é um momento que queremos ver enraizado no quotidiano, reunindo as instituições culturais da Cidade e solidificando tendências no público Bracarense”, sustentou a vereadora.

Este ano obtém particular protagonismo o reabilitado Palácio do Raio que é, segundo a vereadora, “o expoente da incansável tarefa de valorização do património que a Misericórdia de Braga tem levado a efeito”.

Lídia Dias destacou ainda a participação das diversas entidades parceiras do evento, nomeadamente do Museu dos Biscainhos, Conservatório Calouste Gulbenkian, Cabido da Sé, Santa Casa da Misericórdia de Braga, Conselho Cultural da Universidade do Minho, Seminário de S. Pedro e S. Paulo, Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva e Fundação Bomfim.

Concerto com Orquestra Barroca da Casa da Música

Um dos pontos altos do programa do evento acontecerá no dia 24, pelas 21h30, em frente ao Palácio do Raio, com o concerto ‘Vivaldi e as Quatro Estações’ pela Orquestra Barroca da Casa da Música, do Porto.

A programação arranca no dia 21, sendo que o destaque vai para a sessão de história local, pelas 21h30, na Igreja da Penha, a realizar no âmbito do projecto ‘À Descoberta de Braga’. De salientar ainda o concerto didáctico ‘Música no Barroco’, às 14h30, no Largo do Paço, e para a visita encenada pelos alunos do CLIB ao Museu dos Biscainhos.

No dia 22, às 10h0 e às 15h00, haverá ‘Uma viagem ao Museu dos Biscainhos com o PIF’H e, pelas 21h30, um circuito musical pelo UM Ensemble, em que o público é convidado a explorar os recantos do museu através de sonoridades do barroco.

O concerto ‘Preciosidades do Barroco: da ópera à música experimental’, pelo Com.Cordas Ensemble é o destaque do dia 23. No dia 24 está agendada uma visita guiada pelas ‘7 Maravilhas do Barroco’, uma visita ao Palácio do Raio e a encenação triunfal do Arcebispo D. José de Bragança e cortejo com início às 17h30, no Arco da Porta Nova.

A Braga Barroca 2016 termina no dia 25 com o ‘Viva Vivaldi’, pela Casa da Música, um espectáculo integrado no festival de Teatro Infantil ‘Era uma vez no mês…’ e com o Sarau Barroco pelo Conservatório de Música Calouste Gulbenkian, a ter lugar no Salão Medieval da Universidade do Minho.

De referir que durante todo o evento, diferentes personagens da época e figuras do imaginário barroco irão percorrer as praças, jardins e ruas da Cidade, transformando Braga num palco de estórias ao vivo.

O programa completo do evento está disponível através do link https://goo.gl/qrN912

CMB16092016SERGIOFREITAS0000002360.jpg

CMB16092016SERGIOFREITAS0000002369.jpg

CMB16092016SERGIOFREITAS0000002371.jpg

GUIMARÃES RECEBE SECRETÁRIO DE ESTADO DO AMBIENTE

TERÇA-FEIRA, DIA 20 DE SETEMBRO

Secretário de Estado do Ambiente em Guimarães na Semana da Mobilidade 2016

Conferência realiza-se na próxima terça-feira. Participação gratuita, mas sujeita a inscrição prévia através do endereço <geral@labpaisagem.pt>.

Ambiente_Jose_Mendes.jpg

“Mobilidade inteligente. Economia forte” é o mote para a Semana Europeia da Mobilidade 2016 e também de uma conferência técnica que terá lugar na próxima terça-feira, dia 20 de setembro, a partir das 14:30 horas, no auditório do Laboratório da Paisagem de Guimarães, onde marcará presença José Mendes, Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente.

Um leque de especialistas vai abordar vários prismas em torno do tema “mobilidade”. “Transporte Ativo para a Escola”, o “Compromisso pela Bicicleta”, “Cidade Sustentável: Vantagens da Mobilidade Digital”, “TUG: O Passado e o Futuro”, “Sistemas de Transporte Flexível” e “Empresas: Boas Práticas na Mobilidade” são os títulos das comunicações programadas por responsáveis da ERDAL, Plataforma Compromisso pela Bicicleta, Universidade Nova de Lisboa, Arriva, CMV Innovating Solutions e CTT - Correios de Portugal.

A abertura dos trabalhos será feita pelo Vice-Presidente do Município de Guimarães e responsável pela área do Ambiente da Câmara Municipal, Amadeu Portilha. Na sessão de encerramento, para além do Secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, marcará também presença o Presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança.

A conferência terá ainda um espaço para debate, com moderação dos dois responsáveis pela Unidade Operacional de Transporte local da Estrutura de Missão da Candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020, Paulo Ribeiro, docente na Universidade do Minho, e Paulo Castelo Branco, arquiteto da Câmara Municipal de Guimarães.

MUNICÍPIO DE CERVEIRA APOIA ASSOCIAÇÃO DE DEFESA DO PATRIMÓNIO FLORESTAL

Atribuído apoio à Unidade Local de Covas para aquisição de equipamento

A autarquia cerveirense aprovou, esta quarta-feira, em reunião de câmara, um subsídio excecional concedido à Associação de Defesa do Património Florestal – ULC – Unidade Local de Covas para aquisição de equipamento adequado para continuar a desenvolver o relevante serviço em prol do território e das pessoas.

Constituída em 2010 exclusivamente por voluntários que prestam serviço na área da vigilância e da primeira intervenção em zonas de risco e não só, a Associação de Defesa do Património Florestal – ULC – Unidade Local de Covas tem desempenhado um papel fundamental na extensa área da freguesia de Covas, mas também no apoio popular a freguesias vizinhas e de outros concelhos.

O caso mais recente de ação da ULC foi no passado mês de agosto durante o incêndio que deflagrou na freguesia de Rubiães/S. Martinho de Coura e que atingiu os lugares de Ledo e Vilarinho, em Covas, para além das freguesias limítrofes dos concelhos de Ponte de Lima e de Caminha, onde teve maior intensidade.

Considerando o relevante serviço prestado pela associação e as dificuldades sentidas para a aquisição de equipamento adequado para a preservação da ampla mancha verde que carateriza a freguesia de Covas, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira vai conceder um subsídio excecional.

O edil cerveirense reafirma que a Unidade Local de Covas é um exemplo a seguir e, pela forte componente na prevenção de incêndios, deveria ter réplicas a nível nacional. Fernando Nogueira sublinha que o apoio da autarquia para com esta associação é em prol da segurança e capacidade de intervenção com benefícios para a população do concelho.

A ULC é uma iniciativa pioneira e única no distrito de Viana do Castelo criada em 2010 pela Junta de Freguesia de Covas, mas que entretanto deu lugar a uma associação, com personalidade jurídica. Trata-se de uma equipa de voluntários para apoio a ações de proteção civil, destacando-se entre as diversas funções, a defesa da floresta contra incêndios com ações de vigilância, apoiando na primeira intervenção e, se necessário, na fase de rescaldo, tendo em conta que a freguesia situa-se a 15 quilómetros da sede do concelho.

Esta unidade da proteção civil - Unidade Local de Covas (ULC) é constituída por cerca de 15 voluntários, todos residentes na freguesia e, cujos elementos obtiveram formação na área dos incêndios florestais. Esta equipa encontra-se equipada com Kit de 1ª Intervenção e viatura de todo-terreno, sendo ainda auxiliada por trator florestal equipado com cisterna de 4000 litros, uma viatura pesada de combate a incêndios com capacidade de 3000 litros e uma viatura para transporte.

FAMALICÃO APOSTA NA INDÚSTRIA METALOMECÂNICA

Visita do Presidente da Câmara de Famalicão à RSTEEL, segunda-feira, 19 de setembro, pelas 10h30, na Rua de Matamau, n.º 160 (perto da Leica). Uma história com força de aço gerou uma metalomecânica exportadora em Famalicão  

O empresário Rui Santos é um bom exemplo da empreendedorismo. Começou como funcionário, passou para comerciante, deu o salto para produtor e já virou exportador. O início da carreira como empresário aconteceu em 1998 com a abertura de um armazém para comercialização de ferro que se revelou uma aposta segura e os resultados permitiram ao empresário alavancar o projeto para outros voos, nomeadamente para a construção, em 2010, de uma fábrica de produção de tubos metálicos com “qualidade fora de série”.

Hoje a Rstell – Fábrica de Tubos Metálicos, é uma referência nacional e internacional  na fabrico de tubos de aço soldados longitudinalmente que exporta para Espanha, França, Holanda, Bélgica, Inglaterra e Alemanha. Apesar de já absorver 45% da produção a estratégia de internacionalização ainda vai no adro, focada não apenas na sua componente de fabricação de tubos metálicos, mas também na transformação e comercialização de produtos siderúrgicos de elevada qualidade. Para isso, uma nova linha de produção irá ser acrescentada há já existente, num novo investimento na ordem dos 3,5 milhões de euros. Na última década o montante total de investimentos feitos no grupo chega perto dos 20  milhões de euros.

O percurso empreendedor de Rui Santos e a história da Rsteel vão ser o alvo da próxima visita do Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, no âmbito do Roteiro Famalicão Made IN, segunda-feira, 19 de setembro, pelas 10h30, na Rua de Matamau, n.º 160 (perto da Leica).

A fábrica terminou o ano passado com um volume de negócios no valor de 15 milhões de euros e deverá terminar 2016 com 16,5 milhões de faturação. Emprega 42 pessoas e até ao final do ano deverá aumentar para cinquenta o seu quadro de pessoal.

ANO LECTIVO ARRANCA EM CELORICO DE BASTO

Em Celorico de Basto vales de Escalão A e Escalão B estão a ser entregues durante o mês de setembro, nos serviços de ação Social e Saúde do Município.

O arranque do novo ano letivo conta com a Câmara Municipal de Celorico de Basto no apoio ao ensino. Como habitualmente, a autarquia apoia, em várias vertentes, o ano escolar que agora inicia, com destaque para a oferta de vales aos alunos do primeiro ciclo de ensino para aquisição dos manuais escolares.

_DSC2201.jpg

“O município atuará sempre, no sentido de proporcionar as melhores condições de ensino e de aprendizagem às crianças e aos nossos jovens” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. “Percebemos que muitos agregados familiares têm algumas dificuldades financeiras no início do ano letivo, as despesas em material e livros escolares são consideráveis, por isso, mantemos as políticas de apoio anteriormente instituídas. Trabalhamos por forma a facilitar o regresso às aulas e sobretudo, permitir que os alunos tenham as melhores condições para atingir os melhores resultados” disse.

Joaquim Mota e Silva ressalvou a necessidade de políticas que privilegiem a educação. “Enquanto executivo municipal temos que atuar no sentido de valorizar os vários setores de desenvolvimento mas a educação e a ação social são áreas que merecem especial atenção. Não podemos descurar a educação dos jovens, dada nas melhores condições, porque são o futuro e o futuro será mais risonho se estiverem melhor preparados”.

De facto, a Câmara Municipal, através dos serviços de Ação Social e Saúde, mantém as políticas de apoio ao ensino ao proporcionar às crianças do 1º ciclo as melhores condições de aprendizagem. Durante o mês de setembro estes serviços estarão a entregar vales com o valor total dos livros aos alunos que auferirem de escalão A e vales com metade desse valor aos alunos com escalão B tendo em conta o abono de família ou o escalão atribuído pela escola.

Estes vales serão levantados, em troca dos manuais escolares, em livrarias locais, imprimindo também, maior dinamismo no comércio local.

Paralelamente a este apoio, a autarquia de Celorico de Basto apoia o ensino em outras vertentes assegurando, por exemplo, o fornecimento das refeições, o transporte para todos e um leque de atividades de complemento educativo e extracurricular com o intuito de apetrechar da melhor forma as crianças para um futuro promissor. 

_DSC2217.jpg

_DSC2218.jpg

FAMALICÃO APRESENTA II CONGRESSO INTERMUNICIPAL SOBRE PROTECÇÃO DE CRIANÇAS E JOVENS

Conferência de imprensa realiza-se na próxima segunda-feira, 19 de setembro, pelas 14h30, na Casa das Artes

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão convida os órgãos de comunicação social para a conferência de imprensa de apresentação do II Congresso Intermunicipal sobre Proteção de Crianças e Jovens, que vai realizar-se na próxima segunda-feira, dia 19, pelas 14h30, na Casa das Artes.

Sob o tema “Sentir com Inteligência. Pensar com Emoção”, o Congresso é promovido pelas Comissões de Proteção de Crianças e Jovens de Vila Nova de Famalicão, Esposende, Barcelos e Vila Verde. Vai decorrer nos dias 6 e 7 de outubro e conta com sessões temáticas orientadas para quatro domínios essenciais: saúde, justiça, educação e transformação social.

MUNICÍPIO DE VIZELA REDUZ IMI PARA 2017

A Câmara Municipal de Vizela vai reduzir o IMI para 2017 em 10%. A taxa passará, assim, de 0,50% para 0,45%. Em termos práticos, significa que para um imóvel avaliado em 120.000,00€, o proprietário pagou este ano 600,00€ de IMI e no próximo ano de 2017 pagará 540,00€.

A proposta de redução foi aprovada na reunião de Câmara realizada esta quinta-feira, dia 15 de setembro, por iniciativa do executivo do Partido Socialista, e será agora submetida a aprovação da Assembleia Municipal, para entrar em vigor no próximo ano.

VOTAÇÃO DOS PROJETOS DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE CAMINHA 2016 ARRANCA SEGUNDA-FEIRA

De 19 de setembro a 14 de outubro, cidadãos maiores de 16 anos podem votar na Câmara Municipal, no Gabinete de Apoio ao Munícipe em Vila Praia de Âncora ou em cada uma das freguesias

A partir de segunda-feira, os caminhenses vão escolher os projetos que querem ver desenvolvidos no concelho, no âmbito do Orçamento Participativo 2016. A votação arranca segunda-feira, dia 19 de setembro, e prolonga-se até ao dia 14 de outubro. A votação pode ser feita na Câmara Municipal, no Gabinete de Apoio ao Munícipe em Vila Praia de Âncora ou em cada uma das freguesias. Cada cidadão maior de 16 anos poderá votar em dois projetos.

O Orçamento Participativo de Caminha é um processo de participação cidadã, que visa assegurar o envolvimento dos munícipes na decisão anual sobre as prioridades de investimento público autárquico, reforçando, desse modo, os mecanismos de interação com a população, de transparência na alocação dos recursos públicos e de aprofundamento da democracia a nível local.  O Orçamento Participativo 2016 contempla uma verba de 195 mil euros, o que correspondente ao montante de IRS que se prevê que os munícipes do concelho paguem durante o ano de 2016.

Assim, a partir da próxima segunda-feira, as pessoas podem escolher entre 19 projetos que dizem respeito às freguesias de Caminha, Vilarelho, Moledo, Vila Praia de Âncora, Riba de Âncora, Vilar de Mouros, Lanhelas, Seixas, Âncora, Gondar e Orbacém, Venade e Argela.

Os projetos a votação são: Execução do projeto do Cais da Rua Sul – União das freguesias de Caminha e Vilarelho (65 mil euros); Requalificação da Rua D. Urraca – União das freguesias de Caminha e Vilarelho(65 mil euros);Recuperação do moinho de Vento do Carvoeiro – União das freguesias de Moledo e Cristelo(65 mil euros);Pavimentação do Estradão do Montanhão – União das freguesias de Moledo e Cristelo e União das freguesias de Caminha e Vilarelho(65 mil euros);Requalificação da Rua 13 de fevereiro – Vila Praia de Âncora (60 mil euros); Recuperação do Monte Calvário – Vila Praia de Âncora (65 mil euros);Homenagem às Crianças (construção de monumento) – Vila Praia de Âncora (30 mil euros); Forno comunitário (Do Campo à Mesa) – Riba de Âncora (45 mil euros); Aquisição de máquina retroescavadora – Riba de Âncora(65 mil euros); Aquisição de carrinha com grua – Riba de Âncora (55 mil euros); Rede WI-FI e postos internet gratuitos -  freguesias de Seixas, Lanhelas e Vilar de Mouros (65 mil euros);  Parque Infantil -  Vilar de Mouros (40 mil euros); Beneficiação do Jardim de Infância de Âncora – Âncora(65 mil euros);Parede de Escalada - Lanhelas (50 mil euros); Requalificação da casa das Pedras Ruivas – Seixas(65 mil euros);Requalificação do caminho da Aldeia – União das freguesias de Gondar e Orbacém(65 mil euros);Aquisição de duas viaturas e equipamento para a unidade de apoio domiciliário de Gondar e Orbacém – União das freguesias de Gondar e Orbacém(65 mil euros); Requalificação do parque de merendas junto ao rio Âncora – União das freguesias de Gondar e Orbacém (65 mil euros); eRequalificação do caminho entre Argela e Venade (Colarinha e Aldeia Nova) – União das freguesias de Venade e Azevedo e Argela (65 mil euros).

Estes projetos decorrem da vontade dos caminhenses que participaram nos encontros de participação que decorreram no mês de junho.A votação está aberta a todos os cidadãos maiores de 16 anos que possuam uma relação com o concelho e que tenham interesse no seu desenvolvimento (residentes ou não no concelho). Quem quiser participar deverá fazer-se acompanhar do Cartão de Cidadão/Bilhete de Identidade e Cartão de Identificação Fiscal e poderá votar apenas em dois dos projetos.

A votação é presencial e vai decorrer na Câmara Municipal de Caminha, de segunda a sexta-feira e ao sábado da parte da manhã, e no Gabinete de Apoio ao Munícipe em Vila Praia de Âncora, de segunda a sexta-feira. Contudo, à semelhança do que aconteceu durante a votação do Orçamento de 2015, a Câmara Municipal também vai disponibilizar uma viatura itinerante parapercorrer as freguesias do concelho das 17h30 às 19h30. No dia 20 de setembro, a viatura itinerante estará na antiga Junta de Freguesia de Cristelo; no dia 21, na Junta de Freguesia de Moledo; no dia 22, na Junta de Freguesia de Âncora; no dia 23, na Junta de Freguesia de Vile; no dia 26, na Junta de freguesia de Riba de Âncora; no dia 27, na antiga Junta de Freguesia de Orbacém; no dia 28, na Junta de Freguesia de Gondar; no dia 29 na Junta de Freguesia de Dem e no dia 30 de setembro, na antiga Junta de Freguesia de Arga de São João. Em outubro, a viatura itinerante estará no dia 3, na Junta de Freguesia de Arga de Baixo; no dia 4, na Junta de Freguesia de Venade; no dia 6, na Junta de Freguesia de Azevedo; no dia 10 na Junta de Freguesia de Argela; no dia 11 na Junta de Freguesia de Vilar de Mouros, no dia 12, na Junta de Freguesia de Lanhelas; no dia 13, na Junta de freguesia de Seixas e, no dia 14, na antiga Junta de Freguesia de Vilarelho.

ACIAB PROMOVE REGIÃO E PNPG DANDO A CONHECER ALDEIAS TÍPICAS

A ACIAB lançou esta semana um site de Ermida e Germil, duas aldeias pertencentes a Ponte da Barca e inseridas no PNPG - Parque Nacional Peneda-Gerês. O site pode ser consultado emhttp://www.aciab.pt/ermidagermil e dá a conhecer um pouco da história das duas freguesias, assim como os locais de interesse e toda a riqueza arquitetónica e natural, sendo apresentada, inclusivamente, uma galeria com fotografias de ambas as aldeias.

Uma das imagens de abertura do site.png

O PNPG está classificado como Reserva da Biosfera pela UNESCO. A criação da Reserva da Biosfera Transfronteiriça Gerês-Xurês (que inclui os territórios do Parque Nacional da Peneda-Gerês, do Parque Natural da Baixa Limia-Serra do Xurés e concelhos abrangidos de ambos os lados da fronteira) assume cada vez maior importância a nível da conservação da natureza, da biodiversidade e do desenvolvimento sustentável.

Com base na riqueza do nosso território, a ACIAB tem trabalhado, por um lado, a promoção de terras que se inserem no PNPG, como é o caso de Soajo (http://www.aciab.pt/soajo); Lindoso (http://www.aciab.pt/lindoso); Ermida e Germil, e por outro lado a promoção das aldeias que mesmo não estando inseridas no PNPG, como é o caso de Sistelo (http://www.aciab.pt/sistelo), são detentoras de riquezas únicas e por isso é imprescindível dar a conhecer.

Consideramos que ao promover o nosso território e ao promover o PNPG, estamos a promover a nossa riqueza e a promover os associados e as suas empresas, fomentando o turismo em Arcos de Valdevez e em Ponte da Barca, dinamizando o comércio e os serviços.

Após o lançamento destes sites, a ACIAB pretende continuar a trabalhar neste projeto e irá desenvolver outros sites dando a conhecer mais aldeias de Arcos de Valdevez e de Ponte da Barca.

A ACIAB lança como desafio que toda a população viste os sites e os divulgue de forma a dar a conhecer o nosso património, trazendo-lhe visibilidade e fomentando o turismo e o crescimento da região.

MUNICÍPIO DE CAMINHA E ASSOCIAÇÃO DE PAIS JUNTAM-SE PARA MELHORAR A EB1 E JARDIM DE INFÃNCIA DE CAMINHA

Parceria envolveu a pintura exterior e reparações no estabelecimento de ensino

Os alunos da EB1de Caminha e do respetivo Jardim de Infância iniciaram ontem o ano letivo 2016-2017 numa escola mais bonita, recentemente melhorada, numa iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Caminha e da Associação de Pais. 

SET_ 2016 - EB1 JI DE CAMINHA (1).jpg

A proposta para a realização de algumas obras no estabelecimento de ensino partiu dos pais e encarregados de educação. O desafio colocado ao município, imediatamente aceite, foi o de um trabalho em parceria, que envolveria a pintura exterior de todo o edifício, sito à Avenida João de Deus, e pequenas reparações. Nesta parceria, a Associação de Pais propôs-se fornecer as tintas, deixando a mão de obra a cargo da Câmara.

Os trabalhos desenvolveram-se no período de férias, tendo sido realizados pelos funcionários do município, e as crianças puderam assim iniciar um novo período letivo em melhores condições.

Uma parceria idêntica, na mesma escola, tinha já acontecido por altura das última Páscoa, e envolveu a pintura dos muros da escola.

SET_ 2016 - EB1 JI DE CAMINHA (2).jpg

SET_ 2016 - EB1 JI DE CAMINHA (3).jpg

SET_ 2016 - EB1 JI DE CAMINHA (4).jpg

MUNICÍPIO DE VIZELA DISTRIBUI MANUAIS ESCOLARES

Câmara Municipal de Vizela atribui manuais e material escolar aos alunos do 1º CEB

A Câmara Municipal de Vizela, à semelhança dos anos transatos, atribuiu manuais e material escolar aos alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico, que frequentam estabelecimentos de ensino públicos do concelho de Vizela.

manuais 2016.jpg

Com a instituição do Banco de Manuais Escolares, no ano letivo de 2016/2017, todos os alunos receberam gratuitamente material escolar, livros de fichas e, excecionalmente o livro de Inglês do 4º ano, atendendo a que, pela primeira vez, a disciplina foi incluída no currículo a partir deste ano letivo.

Os manuais do 1º ano foram oferecidos pelo Governo, numa medida pioneira de apoio às famílias.

Os alunos que beneficiam de subsídio escolar, seja escalão A ou B, rebem igualmente todos os manuais escolares, mas tal como sucede para os restantes que recorreram ao Banco de Manuais Escolares, terão de devolver os livros no final do ano letivo.

Pretende-se, com a reutilização dos manuais, atingir não apenas objetivos ambientais e ecológicos, mas também sociais e de solidariedade.

MUNICÍPIO DE AMARES ASSINA PROTOCOLO PARA CRIAÇÃO DO PROVEDOR DO IDOSO

O presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, e o presidente da Comissão de Protecção ao Idoso, Carlos Branco, assinaram, esta manhã, o Protocolo de Cooperação para a implementação do Provedor do Idoso, no concelho de Amares – uma figura que terá como missão assegurar os direitos a esta faixa etária, bem como, garantir a promoção da sua qualidade de vida.

DSC07524.JPG

Reconhecendo que dar respostas de proximidade e com qualidade para os problemas da população sénior são algumas das preocupações e prioridades do executivo camarário, o presidente da Câmara Municipal de Amares sublinhou que tem “imenso respeito” por esta faixa etária e que “tudo fará para garantir a sua representatividade na sociedade”, salientando, ainda, que a criação do provedor do idoso “é um passo fundamental” para dar voz e fazer valer os direitos dos idosos, servindo como agente de promoção da sua qualidade de vida”.

“Tudo faremos para estar ao lado daqueles que precisam e vamos dar corpo a esta figura com entrega e dedicação”, corroborou Manuel Moreira.

Já o presidente da Comissão de Protecção ao Idoso congratulou-se com a celebração deste protocolo, dizendo que “é com muita satisfação e expetativa elevada” que brevemente vão proceder à implementação do Provedor do Idoso. “Esta vai ser uma medida que vai trazer muitos benefícios para esta população e, por isso, quero agradecer pela forma acolhedora e pelo espírito de solidariedade com que esta proposta foi acolhida por este executivo desde o primeiro instante.

Depois de definido, o Provedor do Idoso – uma pessoa oriunda da comunidade, com idoneidade e especial sensibilidade para as questões das pessoas idosas - passará a servir de elo de ligação entre o Município de Amares, as diversas instituições que atuam nesta área e população sénior.

DSC07528.JPG

DSC07533.JPG

MUNICÍPIO DE CAMINHA EXPLICA PDM AOS CIDADÃOS DISPONIBILIZANDO EQUIPA TÉCNICA PARA PRESTAR ESCLARECIMENTOS

Primeira de duas sessões sobre processo de revisão decorreu ontem em Caminha

A primeira de duas sessões de esclarecimento sobre o processo de revisão do Plano Diretor Municipal (PDM) de Caminha decorreu ontem nos Paços do Concelho. Presidente e vice-presidente, acompanhados da equipa técnica do Município responsável pela revisão do documento, apresentaram as linhas gerais do trabalho e falaram do seu enquadramento técnico, legal e estratégico, respondendo depois às perguntas que os cidadãos quiseram colocar. Esta é mais uma etapa de um processo que se pretende muito participado pela população, numa altura em que decorre o período de discussão pública.  

Sessão pública PDM -Caminha  (1).jpg

Na próxima semana, o PDM de Caminha completa 21 anos, mais do dobro do que deveria, com todos os constrangimentos associados, nomeadamente de caráter estratégico para o desenvolvimento do concelho, uma vez que o processo de revisão deveria ter acontecido há cerca de uma década. Daí que o atual Executivo tivesse assumido o assunto como prioritário, assumindo o vice-presidente, Guilherme Lagido, a coordenação do trabalho, que se encontra já numa fase muito adiantada.

Intervindo no início da sessão, Miguel Alves felicitou toda a equipa, assim como o seu coordenador, por terem conseguido fazer em três anos o que não foi feito numa década. Recorde-se que, já então com atraso, o processo foi despoletado em fevereiro de 2006 e contratada uma equipa externa para realizar a revisão no ano seguinte, que seria dispensada anos depois, sem que o processo de revisão fosse concluído.

Este Executivo decidiu não perder tempo, aproveitando algum trabalho realizado e aceitando opções, entre elas as 25 propostas de exclusão ao regime de REN, conseguindo aprovar 20.  Legislação de 2014 e 2015 introduziu alterações significativas em matéria de território, que tiveram, no entanto, de ser adotadas já nesta revisão. Mesmo assim, conseguiu-se acelerar o processo, e a proposta de PDM foi realizada em profundo diálogo com as Juntas de Freguesia, que discutiram o assunto com as suas populações durante cerca de um ano, encontrando-se agora a proposta em discussão pública e registando-se até ao momento 70 atendimentos personalizados e nove participações formais.

As sessões de esclarecimento fazem parte deste processo e destinam-se à compreensão global do documento, devendo os assuntos particulares ser encaminhados para o atendimento técnico.

Miguel Alves explicou ontem as linhas gerais desta revisão e as situações em causa, globalmente, três, que dizem respeito aos imperativos legais que condicionam a Câmara; às opções políticas largas, e à assunção de que existem soluções passíveis de ser melhoradas, processo este para o qual a discussão pública é particularmente importante.

Para Miguel Alves, entre os objetivos principais do novo documento, estão a elevação das condições de vida de todos, num PDM que encontre respostas para quem quer investir, que promova a atratividade do concelho e que projete a marca Caminha através de um turismo sustentável e de racionalização de recursos.

Guilherme Lagido explicou que o PDM atual está muito desadequado, a todos os níveis, sendo limitador por exemplo do investimento, estando em causa espaços mais exigentes e de maior dimensão. Aliás, revelou, a Câmara foi já procurada por investidores que, dadas as condições que apresentaram para a instalação de empresas, não tinham resposta positiva no quadro do atual PDM:

A proposta em discussão, entre outros aspetos, acomoda um aumento populacional de cerca de 50 por cento e acautela a eventual procura por empresas que se pretendam instalar.

Refira-se que as opções estratégicas se situam em cinco dimensões: planeamento eordenamento urbano doconcelho, coesão e articulaçãoterritorial, fomento daempregabilidade e dafixação populacional, preservação do património natural e cultural do concelho e afirmação da Vila de Caminha – a Âncora do turismo sustentável.

Cada um destes itens desenvolve-se em objetivos estratégicos, sendo que, por exemplo ao nível do fomento da empregabilidade e da fixação populacional se pretende: “racionalizar e qualificar o acolhimento empresarial - direcionando oinvestimento municipal para a infraestruturação de espaços capazes deoferecer novas oportunidades de investimento (no horizonte do Plano),aumentando assim a atratividade do concelho - criação de novas áreasempresariais para instalação de indústrias e armazéns; melhorar os equipamentos e as infraestruturas do concelho (sobretudo osde responsabilidade municipal), no sentido do aumento da sua qualidade ecobertura territorial. Cite-se o incremento da capacidade de acolhimento àterceira idade (equipamentos de apoio à mesma), atendendo aoenvelhecimento populacional do concelho e ao aumento generalizado doperíodo ativo dos cidadãos”

De realçar que a equipa técnica que elaborou a proposta de PDM, nas suas conclusões, garante que se chegou a“um documento deplaneamento atento à realidade do concelho e capaz de responder aos desafios futuros do Município”. Além disso, “procurando entender as potencialidades e debilidades, maximizar investimentos e oportunidades, e nãosendo a fonte para todas as soluções, a proposta do PDMC salvaguarda três requisitos básicos para oplaneamento:Traduz o equilíbrio possível entre o desejado e o praticável;Estabelece o compromisso entre o existente e o projetado;Garante a flexibilidade necessária ao ajustamento ao tempo (apontando um rumo, mas deixandoa possibilidade de escolha do melhor caminho em função das circunstâncias do momento)”.

No próximo dia 3 de outubro decorrerá a segunda sessão de esclarecimento, pelas 21h00, em Vila Praia de Âncora, nas instalações do Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora.

 

Sessão pública PDM -Caminha  (2).jpg

ARCOS DE VALDEVEZ RECUPERA PISCINAS MUNICIPAIS

Complexo das Piscinas Municipais vai ser reabilitado

A Câmara Municipal deliberou na passada reunião de Câmara aprovar o projeto de Reabilitação do complexo das piscinas municipais, com o intuito de se dar início ao procedimento concursal tendente à sua adjudicação, estando a intervenção avaliada em 146.500,00 €.

piscina exterior 2.jpg

Com o projeto de execução em referência, pretende-se a reabilitação de alguns espaços que se encontram degradados, essencialmente, pela presença de humidades/infiltrações. Assim, a intervenção consta do tratamento dessas infiltrações e consequente substituição de revestimentos em corredores de circulação, gabinetes e balneários. Está ainda prevista a substituição de caixilharias exteriores degradadas, tratamento de terraços e espaços exteriores circundantes.

Com esta intervenção a Câmara Municipal pretende criar melhores condições para a prática desportiva e de lazer nas piscinas, nas quais decorrem iniciativas de promoção do bem-estar. Mensalmente passam por estas instalações cerca de 7000 utentes.

A Escola de Natação da Piscina Municipal de Arcos de Valdevez disponibiliza várias iniciativas, tais como natação lazer, natação aprendizagem (bebés, crianças, adultos e seniores), hidroginástica, hidroterapia e jacuzzi. Atualmente estão inscritos aproximadamente 300 alunos na Escola.

De forma a promover o desporto e o lazer, a Câmara Municipal celebrou também protocolos de colaboração com várias instituições, associações e empresas do concelho, visando dinamizar a participação das pessoas nestas atividades que promovem o bem-estar, concedendo descontos nos valores das mensalidades.

piscina.jpg

FAMALICÃO COMEMORA MIL ANOS DE INCURSÃO NORMANDA AO CASTELO DE VERMOIM

Paulo Cunha abre colóquio comemorativo dos “Mil anos de incursão normanda ao Castelo de Vermoim”. Amanhã, sábado, dia 17 de setembro, pelas 10h00, na Casa de Camilo, em S. Miguel de Seide

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, abre, amanhã, sábado, dia 17 de setembro, pelas 10h00, o colóquio comemorativo dos “Mil anos de incursão normanda ao Castelo de Vermoim”, que vai decorrer ao longo de todo o dia, no Centro de Estudos Camilianos, em S. Miguel de Seide.

Castelo de Vermoim 03m.jpg

O colóquio conta com a presença de alguns dos mais destacados especialistas internacionais no tema das incursões normandas ou vikings na Europa. É o caso de Gareth Williams (British Museum, Londres), Stefan Brink (University of Aberdeen, Escócia), Alban Gautier (Université du Littoral, Boulogne, França), Irene García Losquiño (University of Aberdeen, Escócia), Fernando Alonso Romero (Universidade de Santiago de Compostela), Hermenegildo Fernandes (Universidade de Lisboa), Hélio Pires (IEM - FCSH, Universidade Nova de Lisboa), André Oliveira Marques (IEM - FCSH, Universidade Nova de Lisboa), Luís Amaral (Universidade do Porto), Mário Barroca (Universidade do Porto) e Francisco Queiroga (Universidade Fernando Pessoa).

O tema é debatido pela primeira vez em Portugal, num colóquio internacional de cariz científico. Promovido pela Câmara Municipal de Famalicão, o evento é coordenado pelos professores doutores Armando Coelho Ferreira da Silva e Mário Jorge Barroca da Faculdade de Letras da Universidade do Porto e CITCEM e decorrerá no Centro de Estudos Camilianos em S. Miguel de Seide.

Refira-se que, de acordo com os relatos patentes na Chronica Gothorum, o registo mais antigo da história da fundação do reino português, o Castelo de Vermoim foi tomado pelos vikings a 6 de setembro de 1016, durante a sua incursão militar demolidora na região Entre-Douro-e-Minho. Reza a história que o Castelo foi totalmente destruído provocando a morte do conde de Portugal, Alvito Nunes que governava o Condado Portucalense no século XI e defendia o castelo. Os estragos foram de tal forma violentos que o castelo nunca mais recuperou.

De acordo com o presidente da autarquia famalicense, Paulo Cunha, este colóquio “será um acontecimento muito importante para o país a nível histórico e científico, que para além de trazer até Famalicão cerca de uma dezena de prestigiados investigadores internacionais, para abordar a questão da passagem dos vikings pela nossa região irá explorar também a questão do nosso Castelo de Vermoim”.

Com esta iniciativa pretende-se debater, compreender e esclarecer um pouco melhor este período histórico e cronológico que ainda hoje suscita a curiosidade e o interesse de muitas pessoas sobre as implicações e relações estabelecidas que são ainda atualmente por desconhecidas.

De acordo com o programa, o colóquio irá decorrer ao longo de todo o dia. Armando Coelho abre o debate, pelas 10h10, com o tema “O espírito do tempo e do lugar”. Seguem-se Gareth Williams com “O Mundo Viking” e Stefan Brink com “Vikings escandinavos de volta para casa, fora da Europa; e o caso especial de Bjorn e Háteinn.

Da parte da tarde, pelas 15h00, é a vez de Alban Gautier falar sobre os “Grupos armados em ambos os lados do canal (865 – 899): Podemos investigar gangues vikings individuais?”. Seguem-se Irene Garcia Losqiño com o tema “Os Vikings na Península Ibérica: Novas perspetivas sobre o caso da Galiza”; Fernando Alonso Romero com “A navegação e itinerário do exército normando de Gunderedo (967 – 969); e Hermenegildo Fernandes com “Os Vikings e o mundo mulçumano”.

Por fim, a partir das 17h30, decorrem as intervenções de Hélio Pires “De Norte para Sul: os vikings em Portugal”; André Oliveira Marques com “As incursões vikings no Norte de Portugal: uma revisitação historiográfica”; e Francisco Queiroga com o tema do “Castelo de Vermoim”.

MUNICÍPIO DE BRAGA APOIA FREGUESIAS

Câmara transfere mais de um milhão e quatrocentos mil euros para obras nas Freguesias. Propostas serão analisadas na próxima Reunião do Executivo Bracarense

O Município de Braga vai transferir mais de um milhão e quatrocentos mil para obras em diversas Freguesias do Concelho, dando assim continuidade à política de proximidade em prol do desenvolvimento do território. As propostas, em forma de contratos Interadministrativos de Delegação de Competências e de Apoios Financeiros, atingem os 1.408.936,09€ e serão apreciadas na próxima reunião descentralizada do Executivo Municipal, a realizar na Segunda-feira, dia 19 de Setembro, na sede da Junta de Freguesia de Penso S. Vicente.

Bragammmm.jpg

A maior fatia, um total de 693.610,99€, cabe à União de Freguesias de Escudeiros, Penso (Santo Estevão e S. Vicente), com 525.648,22€ destinados à construção do Salão Multiusos de Escudeiros, 134.511,87€ para a execução da rua da Barrosa, em Penso S. Vicente, e 33.450,90€ para o alargamento e pavimentação da rua das Alminhas, em Penso St°. Estevão.

Para a freguesia de Espinho, a Autarquia Bracarense vai transferir 157.780,56€ para o alargamento e pavimentação da Rua da Devesa, assim como 102.873,45€ para a freguesia de Esporões, destinados à pavimentação do caminho de acesso à Santa Marta das Cortiças.

Para a União de Freguesias de Morreira e Trandeiras serão transferidos 84.782,56€ para o alargamento da Estrada Municipal 584 (EM584) e 8.013,60€ para a pavimentação da Rua de Santa Marta, na Morreira.

Também a União de Freguesias de Celeirós, Aveleda e Vimieiro, vai receber 87.751,27€ destinados à repavimentação da rua Nova das Corujeiras, em Vimieiro. Já à União de Freguesias de Santa Lucrécia de Algeriz e Navarra, será atribuído o valor de 76.316,00€ para a rua de acesso à Capela de Santa Catarina, em Santa Lucrécia de Algeriz.

Quanto à União de Freguesias de Cabreiros e Passos, o Município de Braga irá alocar 70.544,91€ destinados ao alargamento e pavimentação da rua da Corga e da rua Sacota, em Cabreiros, assim como 36.118,69€ para a União de Freguesias de Crespos e Pousada, com vista à requalificação da rua das Cruzes, em Crespos.

Também a freguesia de Adaúfe, irá receber 35.819,80€ para as obras na rua dos Maias, e a União de Freguesias de Merelim S. Pedro e Frossos, irá receber 22.140,00€ para a execução de obras nos diversos equipamentos desportivos.

Já para a freguesia de Tadim, serão transferidos 21.963,73€ para a construção de um muro na rua do Monte Novo e para Padim da Graça está previsto a atribuição de 6.482,12€ para a requalificação do Salão Polivalente. Por último, o Município irá alocar 4.738,41€ à União de Freguesias de Real, Dume e Semelhe, para apoiar as obras nos balneários do campo de Futebol de Real.

RIBA DE AVE FAZ LIGAÇÃO CULTURAL COM A GALIZA

Exposição “Xuntos pel’Arte” é inaugurada amanhã, sábado, 17 de setembro, na Fundação Narciso Ferreira

A Fundação Narciso Ferreira, em Riba de Ave, recebe a partir deste sábado, 17 de setembro, uma exposição de pintura e poesia de artistas do noroeste penínsular. Intitulada “Xuntos pel´Arte”, a mostra, que será inaugurada pelas 17h00, com animação musical e tertúlias abertas que se prolongarão até final da noite, estará patente ao público até dia 19 de novembro.

IMG_7645vvv.jpg

A inciativa, com curadoria do poeta e pintor Adiasmachado, surge no desenvolvimento do projeto Avecultural, mais concretamente da rúbrica “Conversas Com Sentido”, que decorre habitualmente na última quinta-feira de cada mês juntando poetas, músicos e artistas plásticos para além de outros agentes culturais que se reúnem em Riba de Ave para promover as noites das tertúlias culturais.

Na sequência destes encontros, a Fundação Narciso Ferreira tem aberto as suas portas à arte e à cultura, promovendo também um conjunto de exposições de pintura, escultura e fotografia, onde, como esta que agora se inaugura, se acrescentam a música e a poesia, na sua grande maioria da autoria de pessoas que participam nestas tertúlias.

O projeto Ave Cultural é uma iniciativa da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão em parceria com a Fundação Narciso Ferreira que disponibiliza um vasto e eclético programa de iniciativas culturais na vila de Riba de Ave e freguesias vizinhas - Bairro, Delães, Oliveira de São Mateus, Oliveira de Santa Maria e Pedome.

xuntos pel´arte.jpg

MUNICÍPIO DE FAMALICÃO CELEBRA PROTOCOLO PARA CRIAR INFRAESTRUTURA INOVADORA PARA O SETOR DAS CARNES

Câmara Municipal DE Famalicão e treze parceiros assinaram protocolo de cooperação para criação de infraestrutura inovadora para o sector das carnes. Ambição global para Centro de Competências do Agroalimentar

“Dimensão nacional” e “vocação internacional” definem o Centro de Competências do Agroalimentar para o Sector das Carnes que Paulo Cunha ambiciona para Vila Nova de Famalicão e que ontem conheceu mais um passo decisivo rumo à sua concretização. “Alicerçado numa vontade coletiva de todo o país, mas com propensão para ultrapassar fronteiras e exportar tecnologia, know how e competências que vier a criar”.

image48761.jpeg

Mas desengane-se quem acha que em causa está a construção de uma nova infraestrutura. O que o Presidente da Câmara Municipal quer é um centro que inove pelo conceito e se assuma como“polinuclear”, aproveitando a capacidade instalada em empresas, universidades e centros de investigação, entre outros. “A nossa grande ambição é fazer um centro de competências que seja uma lição para o país ao nível do aproveitamento de recursos e das sinergias institucionais geradas”, admitiu o autarca, classificando-o como “modelar”.

Ambição alimentada pela “grande vitória” que foi reunir nesta fase parceiros de renome nacional e internacional. No total são treze as entidades que ontem assinaram com a Câmara Municipal um protocolo de cooperação para a criação deste Centro de Competências, aberto à participação de mais entidades – “parceiros comprometidos, unidos e imbuídos do mesmo espírito colaborativo para que possamos construir um resultado virtuoso”, disse Paulo Cunha, para quem este é um “atoobjetivo e racional” pelas características ímpares de Famalicão. “Não existe concelho em Portugal que tenha tão grande e qualificada concentração de empresários no sector das carnes. Temos um know how empresarial único no país e empresas altamente competitivas e com vocação exportadora”, sustentou, lembrando que este sector representa no concelho um volume de negócios de 500 milhões de euros e emprega cinco mil pessoas.

O segredo deste projeto está então no aproveitamento da capacidade instalada ao nível da produção, investigação e inovação. “Por exemplo, o centro de competências pode ter uma valência numa universidade, outra valência numa empresa e outra valência ainda num centro de investigação. Porque cada uma destas entidades tem um aporte que pode colocar ao serviço do centro”. Até porque o financiamento que vier a ser conseguido pelos dinheiros públicos nacionais ou da União Europeia não terá como destino nesta fase a construção de um edifício, mas antes o desenvolvimento de I&D.

Para além da Câmara Municipal, assinaram o protocolo de cooperação para a criação do Centro de Competências do Agroalimentar para o Sector das Carnes as seguintes entidades: AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal; Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro; Universidade do Minho; Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação da Universidade do Porto; Universidade Lusíada Norte; CESPU – Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário; CITEVE – Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e do Vestuário de Portugal; CeNTI – Centro de Nanotecnologia, Materiais Técnicos, Funcionais e Inteligentes; CONFAGRI – Confederação Nacional das Cooperativas Agrícolas e do Crédito Agrícola; FPAS – Federação Portuguesa de Associações de Suinicultores; PortugalFoods; INIAV – Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária; ADRAVE – Agência de Desenvolvimento Regional do Vale do Ave.

image48764.jpeg