Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PONTE DA BARCA É CAPITAL DAS RUSGAS POPULARES

Inauguração de um monumento a fazer jus a este estatuto previsto para o dia 20, com a presença do Primeiro-ministro, António Costa

Ponte da Barca prepara-se para receber de 19 a 24 de agosto mais uma edição da Romaria de São Bartolomeu, a mais genuína Romaria do Alto Minho, este ano associada à marca 'capital das Rusgas Populares', em honra da qual se vai, inclusive, inaugurar no sábado, dia 20, em horário a definir, um monumento na Praça da República, com a presença do Primeiro Ministro, António Costa. Com este monumento é intenção da Câmara Municipal fazer jus a este estatuto porque, como justifica Vassalo Abreu, autarca barquense 'em Ponte da Barca, a forma como as rusgas surgiram, de forma espontânea, é motivo de orgulho para nós e para o município elevar esta bandeira de Ponte da Barca como capital das rusgas populares. Vem-se aqui com o espírito de romeiro e porque se gosta, porque elas (as rusgas) valorizam-nos a todos. São as tradições, é a cultura popular. As pessoas aparecem e são a festa', concluiu.

Trata-se de uma tradição que conta já mais de cem anos. Sempre a 23 de agosto, o momento alto dos festejos, nesta vila minhota, os grupos que se formam são os protagonistas da noite dedicada às danças e cantares populares, naquela que é, por excelência, a capital das rusgas populares. Através das concertinas, dos bombos, dos cavaquinhos e outros instrumentos tradicionais, as rusgas, que já há muitos anos contam com a participação de mais de 80 rusgas vindas de todo o país, desfilam, formam-se rodas de tocadores, dança-se o vira e canta-se à desgarrada em plena rua, com uma passagem pelo palco instalado na Praça da República.

Recorde-se que, à semelhança dos outros anos, e em prol da manutenção da autenticidade, a Romaria de S. Bartolomeu contará com atuações de todos os grupos folclóricos do concelho, cortejo etnográfico, concurso do melão casca de carvalho, jogo da malha, bandas de música, tasquinhas, alvorada com salva de morteiros, cantares ao desafio, espetáculos de música popular, desfile de linho, entre outros eventos que caraterizam, de há muitos anos a esta parte, esta romaria minhota e que fazem dela a mais típica de todas.

No domingo, dia 21, atuará David Carreira na Praça Terras da Nóbrega, num espetáculo totalmente gratuito.

ESPETÁCULO DE JAZZ ANIMA PONTE DA BARCA

Jardim dos Poetas encheu para noite de Jazz. Kiko Pereira apresentou o seu novo projeto - KITE

Os KITE, com Kiko Pereira na voz, Telmo Marques no piano, José Carlos Barbosa no contrabaixo e João Cunha na bateria, encheram o Jardim dos Poetas no passado sábado para uma noite de Jazz.

Por muitos considerado o melhor cantor de jazz português, Kiko trouxe até Ponte da Barca o seu novo projeto para uma atuação que deixou rendido o vasto público presente.

IMG_0693.jpg

IMG_0717.jpg

IMG_0803.jpg

IMG_0908.jpg

PONTE DE LIMA APOIA TRANSPORTES ESCOLARES

Câmara Municipal de Ponte de Lima aprova Atribuição de Subsídios para o ano letivo 2016/2017

Considerando as competências atribuídas às autarquias no sentido de assegurar, organizar e gerir a concessão dos Transportes Escolares, no âmbito da transferência de competências legislada pelo Decreto-lei n.º 299/84, a Câmara Municipal de Ponte de Lima aprovou a atribuição de subsídios para o ano letivo 2016/2017.

Municipio_MPLima.jpg

Neste contexto, a autarquia assume a função centralizadora e organizadora da Rede de Transportes Escolares dos alunos que frequentam os diversos estabelecimentos de ensino do concelho, nomeadamente os Agrupamentos de Escolas de Ponte de Lima, António Feijó, Arcozelo e Freixo, bem como as Escolas Básicas de Arcozelo, Refoios do Lima, Lagoas, Gandra, Trovela, Ribeira, Feitosa, Ponte de Lima, Freixo, Vitorino dos Piães, Facha, Correlhã, Poiares e Rebordões Souto.

Segundo a proposta aprovada são abrangidos pelo transporte escolar todos os alunos do ensino básico e secundário, com o limite de idade até aos 18 anos completados até final do ano letivo em que se matriculam, que cumpram as condições previstas no artigo 2.º, n.º 1, do Decreto-lei n.º 299/84, de 05 de setembro, que prevê a oferta de serviço de transporte em que a distância entre o local de residência e a escola seja superior a três ou quatro quilómetros, respetivamente sem ou com refeitório e respeitando as normas estabelecidas pelo Ministério da Educação referentes ao processo de matrícula e encaminhamento escolar.

O presente Plano aprovado por maioria pelo Executivo Municipal reforça a política de igualdade de oportunidades no acesso ao ensino, pretende ser um meio de gestão do funcionamento dos transportes escolares e é elaborado anualmente pelo Município, com base no número de alunos previstos para o ano letivo seguinte, estabelecimentos de ensino existentes e considerando os dados do ano letivo em curso. São ainda definidos os circuitos especiais de transportes escolares para o ano letivo seguinte.

A proposta do Plano de Transportes Escolares para o ano letivo 2016/2017, apresentado pelo Vereador da Educação, foi aprovada em reunião de Câmara. Nos termos do Decreto-Lei n.º 07/2003, de 15 de Janeiro, com as alterações introduzidas pelos diversos diplomas e após aprovação será remetido às seguintes entidades: IMT, DSRN/DGEstE e GNR – Destacamento de Intervenção de Viana do Castelo.

CELORICO DE BASTO APOIA EMIGRANTES

Gabinete de Apoio ao emigrante de nova geração assinado em Celorico de Basto

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, esteve em Celorico de Basto, no dia 13 de agosto, para a cerimónia de assinatura do novo protocolo do GAE, agora com novos apoios direcionados ao emigrante.

_DSC6222 (1).jpg

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas anunciou três objetivos centrais no que concerne a este novo projeto, tendo realçado o trabalho promovido no GAE de 1ª geração “que tem tido um trabalho digno de registo sobretudo, no que concerne às áreas do apoio social, agora, com este novo projeto, queremos dar-lhe um novo alcance institucional de modo a generaliza-lo a todo o território nacional, enriquecendo os serviços prestados pelo GAE”. Afinal a “emigração é um fenómeno transversal todo o território”. “É preciso quebrar a imagem de que os municípios menos densamente povoados têm mais emigrantes, nada mais falso” disse. José Luís Carneiro afirmou haver um conjunto de respostas que o Secretário de Estado não pode resolver, por isso, “temos pivôs de várias áreas de intervenção, uma equipa que garante respostas com responsabilidade e celeridade às questões colocadas pelos emigrantes. Estamos a trabalhar para a valorização e apoio ao investidor da Diáspora, apoios que ajudem a investir quem quer investir no seu país. De facto, em dois meses de trabalho encontramos vários investidores da Diáspora, estamos a criar uma rede e a identificar micro e pequenos investidores, neste território dedicados sobretudo ao agroalimentar e às vinhas”.

“Hoje, vamos renovar os compromissos do GAE não apenas no contexto social mas também económico e industrial” reforçou o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas. José Luís Carneiro terminou o seu discurso referindo que “ o GAE é uma porta de entrada na relação com o território das origens, identidade e memória”.

O GAE tem como destinatários os portugueses ainda emigrados, aqueles que já regressaram ou que irão regressar, bem como os que pretendem iniciar um processo migratório.

Na cerimónia de assinatura do GAE e estando parte deste processo vinculado aos municípios o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, realçou que “um gabinete de apoio ao emigrante é essencial numa visão agora aprofundada onde é aproveitado o know-how dos nossos emigrantes”. Não há um país que não tenha portugueses, portugueses empenhados e dedicados, que funcionam como uma alavancagem do desenvolvimento económico, é preciso pensar local e agir global e pensar global e agir local. O secretário de Estado é uma pessoa com muita experiência que tem noção do território ao nível da região, com noção local das necessidades”. Joaquim Mota e Silva elogiou o novo projeto e os emigrantes “está a ser levado por diante mais um passo para apoiar os emigrantes, que queremos, quando estão cá, que se sintam verdadeiramente integrados. É gente tenaz, que se esforça e de muito trabalho. Este projeto é uma forma de promover o crescimento económico, a coesão nacional, todos juntos fazemos o que realmente interessa” concluiu.

Este protocolo do GAE de nova geração foi assinado entre o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto e o embaixador da Direção Geral dos Assuntos consulares e das Comunidades Portuguesas, João Maria Cabral. O mesmo foi homologado pelo Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.

Este serviço funciona, agora com novos apoios, nos serviços sociais da Câmara Municipal de Celorico de Basto.

_DSC6238 (1).jpg

_DSC6287 (1).jpg