Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MARCHA GUALTERIANA ENCERRA FESTAS DE GUIMARÃES

NOVE CARROS E MAIS DE 200 FIGURANTES

Marcha Gualteriana 2016 com noite mágica encerrou festas da cidade de Guimarães

“Joia” da coroa das festas da cidade coloriu ruas de Guimarães. Em 2017, Gualterianas terão um novo brilho, após obras no Parque das Hortas.

Guimaraes_Marcha_Gualteriana2016.jpg

O desfile da Marcha Gualteriana deste ano, composto por nove carros alegóricos e duas centenas de figurantes, foi aplaudido por milhares de pessoas que, desde o final da tarde de segunda-feira, 08 de agosto, ocuparam as ruas do centro de Guimarães enquanto aguardavam pela saída do cortejo, sempre às 23 horas, encerrando com chave de ouro as Festas Gualterianas 2016.

O restauro do monumental órgão de tubos da Igreja da Oliveira, com 2 mil e 229 tubos, preencheu toda a fachada de uma obra de arte que abriu o cortejo e que arrebatou os primeiros aplausos de um carro dedicado aos vimaranenses e a quem visita Guimarães. «Tem uma marca artística que merecia ser preservada. Obrigado a todos os obreiros!», afirmou Domingos Bragança, Presidente do Município, que projetou já a edição do próximo ano das Festas Gualterianas. «O que é mais tradicional desenvolver-se-á na parte envolvente à Igreja de Santos Passos. O que é mais contemporâneo, a marca de inovação do nosso tempo, decorrerá na ligação entre o Largo República do Brasil e a Alameda de S. Dâmaso».

Intercalados por números humorísticos que retratam a sociedade local e nacional, o desfile da Marcha ganhou novo brilho com o “Mundo Lusófono”, carro que assinalou as duas décadas da CPLP - Comunidade dos Países de Língua Portuguesa. Hoje, 240 milhões de pessoas falam a língua de Camões, a quarta mais representada no ‎mundo. «Estamos muito satisfeitos por termos cumprido a nossa missão! Foram meses de trabalho e horas de dedicação! Os aplausos desta noite são o reconhecimento da nossa paixão a esta causa», disse José Pontes, Presidente da Associação Artística da Marcha Gualteriana.

Um desfile com história(s)

Os obreiros da Marcha não quiseram deixar de evocar, também, os 50 anos da Biblioteca Fixa Nº 127 da Fundação Calouste Gulbenkian, que inicialmente começou a funcionar nas instalações do CAR - Círculo de Arte e Recreio, passando depois para os antigos Paços do Concelho, no Largo da Oliveira, com o seu fundo documental a ser integrado e disponibilizado aos leitores da atual ‎Biblioteca Municipal Raul Brandão, situada em frente à ‪Câmara de Guimarães.

As crianças tiveram igualmente o seu espaço no cortejo, com o mundo encantado em torno das peripécias da Princesa Sofia a ser o tema infantil deste ano. O “Carro Titanic” assinalou a lembrança de um dos desastres marítimos mais marcantes de toda a história em tempo de paz. Vinte anos depois do filme, a Marcha Gualteriana recordou, simbolicamente, o momento vivido na noite de 10 de abril de 1912.

O desfile continuou com mais dois momentos históricos. Georges Méliès, um realizador de sonhos, foi um ilusionista francês de sucesso e um dos precursores do ‎cinema, que usava inventivos efeitos fotográficos para criar mundos fantásticos. Das suas mãos, resultaram mais de 500 filmes. Cristóvão Colombo, o homem que faleceu acreditando que tinha alcançado terras de Ásia, sem saber que fora o primeiro homem a descobrir as Américas, teve igualmente um carro dedicado exclusivamente a si.

No encerramento do 110º cortejo, o destaque foi para todos os ‎obreiros da Marcha Gualteriana que, desde 1906, emprestam a sua arte, imaginação, empenho e bairrismo a um dos números mais simbólicos de Guimarães e mais representativos das ‎Festas Gualterianas. A conquista do primeiro título europeu da Seleção Nacional de Futebol foi o tema do “Carro Balonas”, que encerrou o centenário desfile vimaranense.

Guimaraes_Marcha_Gualteriana_2016_2.jpg

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE CERTIFICAÇÃO ATRIBUI CERTIFICADO DA QUALIDADE AO MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA

O Município de Ponte de Lima recebeu hoje o Certificado de Conformidade, correspondente à Certificação do Sistema de Gestão da Qualidade.

Esta certificação tem por âmbito as Atividades desenvolvidas no Gabinete de Atendimento ao Munícipe e Tesouraria e na Gestão de Aprovisionamentos, Sistemas de Informação, Recursos Humanos e Equipamentos e Infraestruturas, resultado da avaliação realizada pela APCER – Associação Portuguesa de Certificação, organismo certificador devidamente acreditado, reconhece que estes serviços do Município de Ponte de Lima cumprem com os requisitos da norma NP EN ISO 9001:2008 e que incorporam nas suas atividades importantes princípios de gestão, como a focalização no cidadão, liderança, envolvimento das pessoas, abordagem por processos e melhoria contínua.

IMG_8023 (Small).JPG

A Diretora da APCER, Engª Dora Gonçalo, entregou o Certificado de Conformidade ao Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, realçando que a atribuição do Certificado da Qualidade “marca uma etapa distintiva do trabalho efetuado pelos serviços da autarquia”.

Por sua vez, o Presidente da Câmara Municipal de Ponte de Lima, Eng.º Victor Mendes, considerou que este é “um momento muito importante para o Município de Ponte de Lima, sendo o resultado de um esforço efetuado no sentido de melhorar a qualidade dos serviços, e um reconhecimento do mérito dos funcionários da autarquia”. O autarca salientou ainda a “importância de obter um selo de garantia, uma mais-valia nesta era global, perspetivando alargar este projeto no futuro a outros serviços”. O processo já está a ser preparado, tendo a autarquia como objetivo a certificação integral dos serviços.

Este certificado é válido pelo período de três anos, sujeito a auditorias anuais de acompanhamento, para verificar o cumprimento das regras associadas ao sistema implementado.

IMG_8043 (Small).JPG

IMG_8047 (Small).JPG

BRAGA TEM INCENTIVOS AO INVESTIMENTO

Regulamento prevê incentivos de natureza fiscal. Incentivos ao Investimento podem ser pedidos a partir de amanhã.

Entra em vigor amanhã, Quarta-feira, dia 10 de Agosto, o Regulamento de Concessão de Incentivos ao Investimento. Aprovado no início de Julho e publicado hoje em Diário da República, o Regulamento estabelece as regras para a atribuição de incentivos a projectos de iniciativa privada que visem a instalação, relocalização ou ampliação de empresas no Concelho de Braga.

1CMB04062014SERGIOFREITAS0000071 (1).jpg

Para Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga, entidade responsável pela instrução e apreciação dos pedidos de incentivos, este regulamento “é uma ferramenta importante para a atracção de investimento e para a dinamização económica do Concelho, tornando-o mais atractivo para a localização de novos negócios”.

O Regulamento prevê incentivos de natureza fiscal - IMI, IMT, taxas e licenças municipais - que poderão ser atribuídos a projectos que contemplem a manutenção ou a criação de, pelo menos, dez novos postos de trabalho ou que representem um investimento, no mínimo, de 250 mil euros. Os incentivos a conceder são calculados tendo por base critérios como o montante do investimento a realizar, o número de postos de trabalho líquidos a criar, o tempo de implementação do projecto, a idade dos promotores e a natureza do investimento.

As candidaturas podem ser submetidas online no site da InvestBraga (http://investbraga.com) ou presencialmente no Espaço do Investidor. Caso a candidatura cumpra os critérios, a InvestBraga elabora a proposta de decisão, bem como a minuta de contrato, que será remetida à Autarquia e submetida à Assembleia Municipal, órgão a quem compete a deliberação final.

O incentivo a conceder é formalizado através de um contrato de investimento celebrado entre a Câmara, a InvestBraga e o promotor, que terá de manter o projecto por um prazo mínimo de dez anos.

PONTE DE LIMA ATIVA PLANO MUNICIPAL DE EMERGÊNCIA E PROTEÇÃO CIVIL

Ponte de Lima ativou o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil. A Comissão Municipal de Proteção Civil - CMPC reuniu de emergência ontem à noite, na sequência dos incêndios que estavam a decorrer no concelho, e decidiu por unanimidade ativar o Plano Municipal de Emergência e Proteção Civil.

_mpl.jpg

Neste contexto, e de acordo com a Lei de Bases da Proteção Civil, compete ao Presidente da Câmara Municipal, no exercício de funções de responsável municipal da política da proteção civil desencadear, as ações de proteção civil de prevenção, socorro, assistência e reabilitação adequadas em cada caso.

O ato de declaração de situação de alerta de âmbito municipal compreende, como já se fez referência, a convocação extraordinária da CMPC, permitindo que as diferentes entidades que atuam no domínio da proteção civil no concelho determinem quais as estratégias de intervenção a adotar e analisem a necessidade da CMPL, no sentido de apoiar as diferentes ações a desenvolver com meios materiais e humanos próprios ou de outras entidades públicas ou privadas.

PÓVOA DE LANHOSO REALIZA FESTIVAL DE FOLCLORE

XXI Festival de Folclore Professor Gonçalo Sampaio dá palco às tradições

A Póvoa de Lanhoso recebe, já no dia 15 de agosto, o XXI Festival de Folclore Professor Gonçalo Sampaio. Pela primeira vez, haverá também um desfile de trajes do Minho. Prevê-se uma tarde de muita animação em que as verdadeiras tradições da nossa região sobem ao palco e em que é homenageado um ilustre filho da nossa terra.

“Nesta XXI edição do Festival de Folclore, pretendemos dar uma dimensão diferente ao evento, com a realização de um desfile etnográfico”, explica o Vereador da Cultura e Turismo da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, André Rodrigues.

Este certame representa a continuidade da aposta da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso na divulgação das nossas raízes culturais e é mais uma iniciativa que faz parte do programa “Verão Com(n)Vida” e que, com certeza, será muito apreciada pelos aficionados das danças e dos cantares tradicionais bem como dos trajes e dos instrumentos musicais. “Temos expetativa de ter uma multidão na Praça Eng. Armando Rodrigues para honrar e desfrutar de uma das nossas mais genuínas tradições. Estão todos convidados para aparecerem no Festival”, acrescenta o mesmo responsável.

Irão participar seis grupos de dentro e fora do concelho. O Rancho Folclórico de Porto D’Ave (Taíde), o Rancho Folclórico de Santa Maria de Verim e o Rancho Folclórico de S. Julião de Covelas representarão a Póvoa de Lanhoso. Convidados desta edição são o Rancho Folclórico Recreativo e Cultural “As Florinhas de Rio Meão” (Santa Maria da Feira), o Grupo de Folclore da Escola Secundária D. Henrique (Porto) e o Grupo Cultural Recreativo Martin de Freitas (Fafe).

A concentração dos Ranchos e participantes no desfile de trajes do Minho começará 14h00, nos Paços do Concelho. De salientar que este desfile contará com a presença do executivo, de todos os ranchos folclóricos e associações juvenis do concelho da Póvoa de Lanhoso.

A entrega das fitas aos grupos participantes no Festival de Folclore decorrerá no mesmo espaço (Paços do Concelho), pelas 14h30.

O desfile começará pelas 15h00 e, após sair dos Paços do Concelho, passará na Rua Maria da Fonte e na Rua da Feira, terminando na Praça Eng. Armando Rodrigues. O festival irá iniciar-se por volta das 15h30.

Este Festival homenageia Gonçalo Sampaio, que nasceu na freguesia de Calvos, a 29 de março de 1865. Foi professor e botânico. De entre outras facetas, também foi um amante de música e um autodidata, tendo-se empenhado na investigação de folclore, sendo responsável pela recolha de canções populares que integram o "Cancioneiro Minhoto".

QUINTA DE SANTA CRISTINA EM CELORICO DE BASTO MANTÉM TRADIÇÃO DAS VINDIMAS

Quinta de Santa Cristina convida a viver a tradição das vindimas na região demarcada dos Vinhos Verdes

A vindima é um acontecimento cultural que reúne tradições e saberes, sendo o culminar de um ano árduo de trabalho e um momento de celebração do vinho. A Quinta de Santa Cristina, em Celorico de Basto, na Região Demarcada dos Vinhos Verdes, convida a descobrir os segredos desta época tão importante, pelo que terá disponível uma experiência de vindimas de 19 de setembro a 15 de outubro. Os visitantes poderão experienciar um dia na vindima, desde a apanha da uva, até à pisa a pé no tradicional lagar de pedra (em dias especiais), não esquecendo a gastronomia regional.

Vindima 2016.jpg

A experiência inicia-se com um café de boas vindas onde o visitante é desde logo convidado a degustar o espumante branco Quinta de Santa Cristina, acompanhado por biscoitos tradicionais.

Após a entrega do kit de vindimas que inclui uma t-shirt, chapéu, garrafa de água e tesoura de poda, será dada uma pequena explicação sobre o processo de vindima. De seguida, os visitantes são convidados a dar um passeio pelas vinhas, observando as diferentes castas e a participar ativamente na vindima.

Pela hora de almoço, será servido um piquenique regional, junto à vinha, sendo possível degustar algumas iguarias típicas da região, como bolinhos de bacalhau, salada de bacalhau, alheira grelhada, panados e rissóis, broa de milho, enchidos e queijos, compotas e tostas, acompanhadas dos vinhos Quinta de Santa Cristina Escolha, branco e rosé.

Vindima Quinta de Santa Cristina 3.jpg

Na parte da tarde, os visitantes terão a possibilidade de conhecer a adega e todo o processo de vinificação. Haverá ainda tempo para jogos tradicionais, para crianças e adultos, como o jogo da malha ou da corda. No dia em que estiver a decorrer a vindima das castas tintas, os visitantes poderão ainda usufruir da experiência de pisar a pé as uvas no tradicional lagar de granito.

A tarde termina ao som de música tradicional, com uma degustação de vinhos Quinta de Santa Cristina (Alvarinho e Loureiro-Alvarinho) acompanhada de queijo de ovelha. Para as crianças haverá uma prova de sumos.

No final, será entregue um diploma de participação a todos os visitantes.

Vindima Quinta de Santa Cristina cesto de uvas.jpg

O programa está disponível para um mínimo de 2 pessoas e um máximo de 16 pessoas. O preço por pessoa depende do número de participantes: até 3 pessoas – 85 euros; de 4 a 16 pessoas – 65 euros e as crianças dos 5 aos 14 anos – 15 euros.

A marcação é obrigatória, deve ser feita com uma antecedência mínima de 2 dias e está sujeita à disponibilidade. Aconselha-se o uso de roupa e calçado confortável, incluindo calções no caso de participar na lagarada.

Programa de vindimas 2016 da Quinta de Santa Cristina_cartaz.jpg

Programa de vindimas 2016 na Quinta de Santa Cristina_condições.jpg

FAMALICÃO REALIZA CONCURSO DE LICORES

VENCEDORES DO CONCURSO DE LICORES

Destaque ainda para a quarta edição do Concurso de Licores Tradicionais Famalicenses que decorreu no domingo e contou com a participação de 14 licores a concurso distribuídos pelas categorias: frutos, ervas aromáticas e leite.

Os vencedores na categoria de Frutos foram Maria Deolinda Santos Silva Barbosa com o Licor de maracujá (Prémio Ouro) e a Quinta das Cortinhas com o licor de kiwi (Prémio Prata). Na categoria de Ervas Aromáticas, Maria Deolinda Santos Silva Barbosa, com o Licor de funcho venceu o prémio Ouro e os Velhos Sabores com hidromel, venceram o Prémio Prata. Por fim, na categoria Leite, o grande vencedor foi o Licores F. L. com o Licor de Creme de Limão (Prémio Ouro).

O concurso que tem como objetivo motivar os produtores para continuarem a respeitar as receitas que permitem manter a qualidade, a genuinidade e a diferença dos licores tradicionais, mas também divulgar os genuínos licores tradicionais famalicenses teve como júri Gabriela Albuquerque (enóloga), Nuno Grosso (enólogo) e Humberto Machado (engenheiro agrícola).

EMIGRANTES REVIVEM TRADIÇÕES EM FAMALICÃO

Bulir em Terras de Santa Maria foi um êxito
É no primeiro fim-de-semana de agosto que se realiza, na freguesia de Oliveira Santa Maria, uma feira muito singular com caraterísticas próprias e que atrai muitas centenas de pessoas. Este ano não foi exceção, o “Bulir em Terras de Santa Maria” foi um êxito.

Bulir1.jpg

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, “o Bulir é uma forma muito especial de reunir as pessoas e de receber os nossos emigrantes que, por estes dias, regressam às suas origens”. E foram muitos os emigrantes que passaram pelo recinto da feira, durante todo o fim-de-semana, fosse para provar as tradicionais iguarias portuguesas, fosse para matar saudades dos objetos artesanais tão familiares.

Com um vasto programa onde esteve ainda inserido um desfile de moda que promoveu o comércio local e muita animação através da música tradicional, da dança e do desporto, a feira é organizada pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão em parceria com a Junta de Freguesia.

Paulo Cunha visitou evento1.jpg

Paulo Cunha visitou evento2.jpg

Paulo Cunha visitou evento3.jpg

JOVENS LIMIANOS DESTACAM-SE NO CAMPEONATO MUNDIAL "4X4 IN SCHOOLS"

Alunos da Escola Secundária de Ponte de Lima conquistam 3º lugar no Campeonato do Mundo «4x4 in Schools»

O Município de Ponte de Lima congratula-se com a conquista alcançada pelos alunos da Equipa Rover K da Escola Secundária de Ponte de Lima no Campeonato do Mundo «4x4 in Schools». 

13600347_10210474430759686_4759959493980133240_n.jpg

A Equipa Rover K do Curso Profissional Técnico de Manutenção Industrial variante Eletromecânica da Escola Secundária de Ponte de Lima, através de projeto inovador alcançou o ano passado o título de campeões nacionais e este ano conquistou um brilhante terceiro lugar no Campeonato do Mundo «4x4 in Schools».

A prova que se realizou no mês de julho, em Ricoh Arena, em Coventry, Inglaterra, contou com a presença 21 equipas de todo o mundo, sendo de salientar o empenho e a entrega dos alunos limianos que conquistaram o 3º lugar da geral do Campeonato do Mundo «4x4 in Schools» na classe de profissionais, um projeto pedagógico, que anualmente se realiza no Reino Unido.

Considerado como um dos maiores projetos pedagógicos existentes em todo o mundo, o «4x4 in Schools» é promovido pela Land Rover, e desafia os jovens com idades compreendidas entre os 11-19 anos a construir um carro (4-wheel-drive) controlado por rádio.

É com satisfação e regozijo que o Município de Ponte de Lima parabeniza os alunos do Curso Profissional Técnico de Manutenção Industrial variante Eletromecânica da Escola Secundária de Ponte de Lima e toda a comunidade educativa pelo feito conquistado.

13619963_10210474640284924_1215733357384681495_n.jpg

13680058_1562790874027092_7969517472152472157_o.jpg

PAREDES DE COURA COMEMORA DIA DO CONCELHO

Noite de fados com Marco Rodrigues

4ª feira |10 agosto

Paredes de Coura evoca esta 4ª feira, 10 de agosto, o Dia do Município com uma série de iniciativas, entre as quais uma Sessão Evocativa do Dia do Concelho no Salão Nobre dos Paços do Concelho, às 17h30, no decurso da qual também serão agraciadas cinco personalidades courenses.

Neste dia de enorme simbolismo para o Município – dia em que os courenses também evocam os Combates de Travanca, quando em 1662 rechaçaram o exército castelhano e demonstraram fidelidade a D. João IV --, Paredes de Coura manifesta todo o seu apreço e reconhecimento públicos perante alguns dos mais notáveis filhos da terra, que desempenharam funções de grande dedicação em campos tão diferentes como ensino, voluntariado e serviços municipais.

Maria das Dores Pereira, Domingos Rocha, Maria Margarida Barros, Carlos Caldas e Ilídio Pereira são as cinco personalidades agraciadas este ano, num Dia do Concelho que começa pela manhã com uma missa em honra de S. Lourenço e comemorativa dos Combates de Travanca e à noite, pelas 22h00, convida a um salto até ao Escadório da Igreja do Espírito Santo para ouvir os fados de Marco Rodrigues, que entre muitos registos conta no seu portfólio o Prémio Amália Rodrigues com o álbum ‘Fados da Tristeza Alegre’ ou até o triunfo na Grande Noite de Fados do Coliseu dos Recreios.

Com as Festas do Concelho recheadas de iniciativas que se prolongam até 14 de agosto, Paredes de Coura convive com muita música, zés pereiras, grupos de bombos, ranchos folclóricos, bandas de música, cortejo etnográfico, fogo-de-artifício e a majestosa procissão em honra de Nossa Senhora das Dores. Os arraiais noturnos com os Kalhambeke, Hugo Band, Orquestra Royal e Night Shadow também oferecem por estes dias um colorido ímpar a esta vila no coração do Alto Minho.

VALENÇA TEM ÁGUA DE EXCELÊNCIA

A Câmara Municipal de Valença garante água de excelência aos munícipes. Qualidade de 99,6% na água da Rede Pública, para consumo, segundo os dados do relatório anual da ERSAR - Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos. Um nível de excelência de praticamente 100%, que oferece todas as garantias a quem a consome diariamente.

valenagu.jpg

Nos últimos cinco anos a qualidade da água aumentou três pontos percentuais, passando de 96,51% para 99,6%. Este ganho deve-se à melhoria dos meios disponíveis para o controle da sua qualidade, aos melhoramentos das captações e à aquisição de produtos (novos no mercado) para o seu tratamento, tecnologicamente mais avançados e de maior qualidade.

Para Jorge Mendes, presidente da Câmara, “garantir a qualidade da água para consumo em Valença é uma grande responsabilidade. Fico satisfeito por ver que o esforço realizado nos últimos anos melhorou a água em Valença e agora podemos todos usufruir de uma água ainda melhor.”

ANAFS REALIZA REUNIÃO ANUAL ALARGADA DE DELEGADOS E COORDENADORES

No passado dia 7 de Agosto e integrada nas actividades do 25º aniversário da ANAFS, realizou-se, na sala de formação Dr. Carlos Velloso a Reunião Anual Alargada de Delegados Distritais e Regionais, de Coordenadores Operacionais, Funcionais e Formativos, membros da Direcção Nacional.

13880285_1128925897169165_3736001923470592613_n.jpg

Esta actividade contou com a presença da quase totalidade dos convocados (faltaram sem justificação os delegados da Guarda, de Portalegre e de Castelo Branco e os Vogais da Direcção Nacional Cristina Centeno e Paula Gonçalves, bem como os Representantes em França e Reino Unido) que foram inteirados da situação da Associação pela explanação do Sr. Presidente da ANAFS e Coordenador-Chefe, Manuel Velloso, que de acordo com a Ordem de Trabalho falou sobre:

  • Distribuição de Sócios por Distrito;
  • Organização de Cursos e Actividades por Distrito;
  • Situação financeira;
  • Actividade das Unidades Operacionais;
  • Situação da Formação da ANAFS;
  • Novos projectos e Cerimónias integradas no 25º Aniversário;
  • Exposições livres dos Delegados e Coordenadores;
  • Escolha do local da reunião de 2017.

Foi enfatizada a necessidade de recuperação de dívidas de quotização, muito antigas, pois esta é bastante elevada, embora o número de sócios devedores não o seja, sendo o seu valor limitante para as actividades a desenvolver.

Dado que a nossa folha informativa mensal - FLASH - não é recepcionada por todos os sócios foi reforçada a necessidade dos Delegados a fazerem chegar a todos os das suas áreas de influência.

No que se refere às Unidades Operacionais foi referido a necessidade de se proceder a alguns ajustamentos na distribuição dos operacionais (DRC e USAR) e ainda a alteração da composição de algumas Unidades, nomeadamente no que respeita à EOC, onde serão criadas duas novas posições de Coordenadores Adjuntos.

No respeitante às sub-Unidades (UIS e ULA) é necessário que sejam reforçadas com pessoal para melhor operacionalização das mesmas.

Relativamente ao pessoal da URO foi referida a necessidade de reciclagem desse efectivo.

Esta Reunião Alargada foi dada por encerrada após um período de exposições livres dos Delegados e Coordenadores.

13886235_1128925770502511_3269605338413957395_n.jpg

13886519_1128925773835844_4141675043273651602_n.jpg

13886875_1128925760502512_2188111704699309133_n.jpg

13892322_1128925873835834_5130219743031012094_n.jpg

timthumb (9).jpg

VILA NOVA DE CERVEIRA: AO CONTRÁRIO DO QUE AFIRMA A COMUNICAÇÃO SOCIAL, FOGO EM COVAS ESTÁ EXTINTO

Freguesia de Covas, Cerveira, com incêndio totalmente extinto desde a madrugada de segunda-feira

Apesar das notícias que têm sido veiculadas pelos vários órgãos de comunicação social nacional de que o concelho de Vila Nova de Cerveira, e mais concretamente a freguesia de Covas, surge como um ponto de ocorrência grave a nível de incêndio florestal, a Câmara Municipal informa que esta situação que deflagrou em Paredes de Coura, já se encontra totalmente controlada e estável desde a madrugada segunda-feira, altura em que foi dado como circunscrito.

Mais se acrescenta que não há qualquer risco para as populações, assim como o Parque de Campismo de Covas não está, nem nunca esteve na área de influência de incêndio, nem da imensa nuvem de fumo que se propaga.

De sublinhar que o incêndio deflagrou, no domingo à tarde, nas imediações da A3, em São Martinho de Coura, Paredes de Coura, e passou à freguesia de Covas, no concelho de Vila Nova Cerveira, tendo sido minimizado graças ao excelente estado de limpeza dos caminhos florestais, corta-fogos e arrifes, bem como à pronta intervenção dos Bombeiros Voluntários, Unidade Local de Covas e Sapadores Florestais, com o apoio de populares.

As chamas chegaram a ameaçar fortemente os lugares de Ledo e Vilarinho, em Covas, mas nunca houve risco iminente para as habitações ali localizadas.

Felizmente, neste momento, o concelho de Vila Nova de Cerveira não tem registo de qualquer ocorrência de incêndio florestal.

BOMBEIROS DE PONTE DA BARCA VÃO TER NOVO QUARTEL

Autarquia de Ponte da Barca disponibiliza terreno para construção do novo Quarteldos Bombeiros. Escritura de doação já foi assinada

A Câmara Municipal de Ponte da Barca, presidida por Vassalo Abreu, disponibilizou um terreno para construção do novo quartel dos Bombeiros Voluntários locais. Com esta cedência, a autarquia reconhece que desbloqueou um anseio de Ponte da Barca, pois lembra Vassalo Abreu que 'desde há muitos anos que a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca (AHBVPB)) carecia de novas instalações'.

IMG_5007.JPG

O terreno, cuja escritura de doação já foi assinada, situa-se junto ao Pavilhão Gimnodesportivo e contempla uma área total de 6.216,00 metros. Com projeto e terreno, a nova casa dos soldados da paz aguarda financiamento dos fundos comunitários, cuja candidatura está a ser preparada pela Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca.

Esta intervenção representa assim um contributo efetivo para a melhoria das condições de preparação, instrução e operação dos elementos que integram o corpo de bombeiros, o qual se refletirá na qualidade do seu desempenho e na elevação da autoestima da Corporação. A realização desta infraestrutura contribuirá para a melhoria das condições da rede de socorro neste território que, como lembra o autarca 'a nossa corporação dos bombeiros não trabalha só para Ponte da Barca, nós estamos no Parque Nacional da Peneda-Gerês. É uma riqueza que queremos preservar e temos a felicidade de ter uma corporação de alto gabarito que queremos também que tenham as melhores condições para o exercício da sua atividade'.

FAFE DEDICA FESTA AO EMIGRANTE

Amanhã, o Município de Fafe dá as boas vindas aos emigrantes. A tradicional Festa do Emigrante terá lugar no Parque da Cidade e tem início marcado para as 20h00.

Depois de servida a vitela assada à moda de Fafe, a animação é garantida com música popular, baile, dança e a actuação dos Aronis Show.

As inscrições podem ser feitas na Loja Interactiva de Turismo, na Praça 25 de Abril, até ao final do dia de hoje. Adultos e crianças com mais de 10 anos pagam 10 euros, sendo que para menores de 10 anos, o bilhete é gratuito.

emigrante-cartaz-WEB-01.jpg

BRAGA RECEBE CHAMPIMÓVEL

Champimóvel regressa a Braga para cativar jovens cientistas. Iniciativa inserida nas comemorações do Dia Internacional da Juventude

O Champimóvel, projecto promovido pela Fundação Champalimaud, em parceria com a Câmara Municipal de Braga, regressa à cidade de Braga entre os dias 10 e 12 de Agosto, para participar no Dia Internacional da Juventude 2016.

Champi.jpg

Presente no Largo do Pópulo, das 9h30 às 12h30 e das 14h00 às 18h00, o Champimóvel tem como intuito despertar o interesse dos jovens estudantes para temas científicos.

O Champimóvel é um veículo que incorpora uma “cápsula” com um simulador de cerca de 20 lugares, onde são transmitidos filmes interactivos. «O Futuro da Ciência» é o título do filme, de 25 minutos, que divulga a investigação científica biomédica junto dos mais novos.

Uma viagem através do corpo humano, apresentada pela personagem “Champi”, começa pelo complexo mecanismo da visão humana, passando pelas células, pelo seu material genético, e explicando a acção dos vírus. O vídeo interactivo narra ainda as mais recentes investigações em células estaminais e nanotecnologias.

Esta acção é direccionada a crianças a partir dos 9 anos, jovens e restante comunidade.

AMARES QUER REABILITAR IGREJA DE SANTA MARIA DE BOURO

Reabilitação da Igreja de Santa Maria de Bouro e instalação do Núcleo de interpretação do Mosteiro são objetivos de Candidatura do Município de Amares ao Portugal 2020

O presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, a presidente da Junta de Freguesia de Santa Maria de Bouro, Elisabete Cunha, e o Pároco da freguesia, Paulo Neiva, assinaram, no passado domingo, um protocolo de cooperação, formalizando a intenção de candidatar uma intervenção no Mosteiro de Santa Maria de Bouro ao Portugal 2020, nomeadamente ao Aviso NORTE-14-2016-03 “Património Cultural”, para promover a proteção, valorização, conservação e divulgação do património histórico-cultural da Igreja de Santa Maria do Bouro, sacristia e espaços adjacentes.

DSC05888.JPG

Esta candidatura, há muito ambicionada, conta, para além do Município de Amares, Fábrica da Igreja Paroquial e Junta de Freguesia, com a parceria fundamental da Direção Regional de Cultura do Norte e com o Gabinete do Arquiteto Souto Moura, que está responsável pela elaboração do projeto de arquitetura.

Para da além da reabilitação da Igreja, sacristia e espaços adjacentes, a candidatura tem em vista a instalação do Núcleo de interpretação do Mosteiro de Santa Maria de Bouro.

Recorde-se que a Igreja e Convento de Santa Maria de Bouro é um imóvel classificado como de Interesse Público, pelo decreto n.º 42007, Diário do Governo, I série, n.º 265, de 6 de dezembro de 1958, assumindo uma relevância patrimonial, cuja respetiva valorização e proteção representa um valor cultural de grande significado.

DSC05891.JPG

DSC05895.JPG