Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

IRÁ REALIZAR-SE ESTE ANO A TOIRADA EM VIANA DO CASTELO POR OCASIÃO DAS FESTAS DE NOSSA SENHORA DA AGONIA?

A escassas semanas dos festejos em honra de Nossa Senhora d’Agonia, ainda não se anuncia a realização do espetáculo da corrida de toiros em Viana do Castelo promovida pela associação “Vianenses pela Liberdade”, o que poderá prenunciar a sua não realização este ano por iniciativa da própria entidade organizadora.

523360_456465617721163_691940870_n

Recorde-se que, no ano passado, o espetáculo foi indeferido pelo Tribunal Administrativo e Fiscal de Braga com o fundamento de que o local pretendido para a sua realização se tratava de um terreno de natureza agrícola não podendo sofrer compactação.

Resta aos aficionados da tauromaquia no Alto Minho deslocarem-se a Ponte de Lima, uma vez que o programa das Feiras Novas a ter lugar entre 9 e 12 de Setembro, inclui a realização de uma toirada.

VILAVERDENSES PASSEIAM DE MOTORIZADA À DESCOBERTA DO PATRIMÓNIO DE VILA VERDE

Moto Melão: Passeio de motorizadas de 50cc ao encontro do património natural e edificado do concelho de Vila Verde

O Moto Melão está a chegar e prepara-se para fazer as delícias dos amantes das duas rodas. O passeio de motorizadas 50cc, inserido no VII Arraial do Melão Casca de Carvalho, vai para a estrada no próximo domingo, 7 de fevereiro, levando os participantes ao encontro da beleza natural das paisagens do concelho de Vila Verde e da imponência do património edificado, predicados a que se soma o ambiente de descontração, convívio e diversão que vai tomar conta do passeio.

Rota do Melão.png

As inscrições começam pelas 09h00, na zona do Ténis, em Soutelo, onde uma hora mais tarde os motociclistas vão arrancar em direção a Vila Verde, passando pelo Pico e pelo Alto da Portela até chegarem à Ribeira do Neiva. Na freguesia de Rio Mau haverá paragem para o reforço. Depois de recarregar baterias os participantes viram em direção ao ‘Ângulo 40’ e descem, atravessando freguesias como Carreiras S, Tiago, Freiriz; Parada de Gatim, Cervães e Prado, até regressarem ao ponto de partida.

Estão reunidos todos os condimentos para uma manhã muito bem passada, que vai culminar com um convívio entre os participantes. A inscrição tem o custo de 15€ por pessoa e inclui T-Shirt, reforço e o almoço convívio. A iniciativa resulta de uma organização conjunta entre a Junta de Freguesia de Soutelo e o Moto Club do Alívio.

TEATRO EM CABECEIRAS DE BASTO É UM FESTIVAL

Festival de Teatro de Cabeceiras de Basto chegou ao fim com balanço muito positivo

O Espetáculo ‘Três Homens Baixos’ levado ao palco da Casa da Juventude pela ATC – Associação Teatro Construção de Joane, Vila Nova de Famalicão, encerrou com chave de ouro o ‘ContraCena’ – I Festival de Teatro de Cabeceiras de Basto.

Festival de Teatro de Cabeceiras de Basto chegou ao fim (1).JPG

Foi no passado sábado, dia 30 de julho, que a plateia assistiu à encenação ‘Três Homens Baixos’ parte de uma adaptação do texto do brasileiro Rodrigo Morat que contou “a história de três amigos de infância que se encontram periodicamente numa mesa de bar para colocar as novidades em dia. Num desses encontros, descobrem que os laços que os unem vão muito além do que supunham, sendo obrigados a rever, coletivamente, seus valores mais profundos. A intimidade, as fraquezas e as baixezas desses três homens são reveladas com muito humor, através dos inúmeros clichês do padrão masculino de comportamento. No fundo, uma amena cavaqueira entre homens”.

No final do espetáculo, o presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, entregou uma lembrança ao grupo pela sua participação no ‘ContraCena’ – I Festival de Teatro.

Festival de Teatro de Cabeceiras de Basto chegou ao fim (2).JPG

Durante o mês de julho foram acolhidas em Cabeceiras de Basto quatro companhias portuguesas que, juntamente com o CTCMCB – Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, integraram o programa do festival com seis espetáculos teatrais distribuídos em cinco fins-de-semana que juntaram centenas de pessoas.

Esta foi a primeira edição do ContraCena e ganhou, desde logo, um alcance internacional. Além das obras oferecidas ao público cabeceirense, o festival incluiu também duas apresentações em Rives, vila francesa geminada com a freguesia de Refojos de Basto, Cabeceiras de Basto.

Em Rives, França, o CTCMCB apresentou os espetáculos ‘Provisório’ e ‘O Lobisomem’. O GRUTACA - Grupo de Teatro Amador Camiliano trouxe até Cabeceiras de Basto a peça ‘A Guerra do Tabuleiro de Xadrez’, enquanto o Teatro do Imaginário apresentou ‘Mercúrio, o Doido e a Morte’, o GEFAC - Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra a encenação ‘Amor Desgarrado’ e a ATC – Associação Teatro Construção a peça ‘Três Homens Baixos’.

O festival de teatro pretendeu marcar a programação cultural de Cabeceiras de Basto e reforçar o papel ativo do concelho enquanto município embaixador do teatro na região. Um evento artístico produzido pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (CTCMCB) que procurou movimentar a dinâmica regional com um conjunto de apresentações que extrapola as fronteiras e que expande a cultura local, conectando-a com pensamentos artísticos contemporâneos de diferentes partes do país e do mundo.

O CTCMCB – Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto surgiu em 2012 com o objetivo de reafirmar em Cabeceiras de Basto a aposta na cultura criando um elevado nível de programação cultural e artística, alargando e diversificando a aposta para espectadores de todas as idades. Enquanto projeto cultural de Cabeceiras de Basto, o Centro de Teatro desenvolveu, para além da programação com os artistas locais, projetos com diversos concelhos de Portugal e com outros países como o Brasil e a Grécia, num constante fortalecimento de uma rede de contactos e de parcerias que envolve diversos segmentos das artes e que promove uma efervescência cultural ativa, trazendo à população local uma programa rico e promovendo fora do concelho a cultura cabeceirense.

Festival de Teatro de Cabeceiras de Basto chegou ao fim (3).JPG

CLUBE DE FITNESS DE CERVEIRA TEM INSTALAÇÕES RENOVADAS

Citius Fit com instalações totalmente renovadas

Consciente do excelente trabalho na dinamização regular de atividade física junto da população do concelho, o executivo municipal procedeu à conclusão das obras de beneficiação no interior das instalações do Citius Fit – Clube de Fitness de Cerveira. Espaço renovado confere independência do complexo da Piscina Municipal, autonomização nas acessibilidades e maior qualidade no serviço prestado.

IMG_1580.JPG

A necessidade de uma intervenção já era antiga, e tornou-se imperiosa aquando das recentes obras de requalificação da Piscina Municipal. Com a fachada exterior do edifício totalmente remodelada, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira decidiu avançar com uma melhoria nas instalações daquela coletividade, integradas no complexo da piscina.

Além de procurar valorizar a atividade desenvolvida com a construção de balneários/sanitários, ampliação dos vestiários, pintura e organização das divisões com criação de uma receção e de uma sala multi-atividades, esta obra tinha ainda como objetivo principal tornar aquele espaço independente da Piscina Municipal. A construção de uma rampa de acesso autónomo, também adaptada para pessoas com mobilidade reduzida, contribui para a maior qualidade e plena usufruição, quer dos utentes da Piscina quer dos inscritos no Citius Fit.

Durante a execução das obras, a equipa do Citius Fit desenvolveu a sua atividade provisoriamente num edifício da ETAP, até este domingo. “Estamos de volta ao nosso espaço…”, começou por dizer a presidente da direção, Liliana Silva, durante a cerimónia de inauguração. “Ao longo dos seis anos de existência houve necessidade de ir evoluindo ao nível de atividades e materiais pelo que, aos poucos, temos tentado oferecer essas condições e, agora, de volta a este espaço, proporcionaremos novos desafios já a partir de 01 de setembro, assegurou”.

O presidente da autarquia destacou a importância desta obra para proporcionar condições dignas para o Citius Fit prosseguir com a sua atividade dinâmica, ativa e fértil. Fernando Nogueira reconheceu a importância do associativismo e da constituição de protocolos e parcerias, como é o caso concreto do Município e do Citius Fit, tendo em conta um plano de atividades que tragam mais-valia e ganhos para o concelho. “É neste pressuposto que o Município está disponível para continuar a apoiar as coletividades, apresentando-se como parceiro ativo e colaborante, sob um espírito de cooperação mútuo”, afirmou.

Constituído em 2010, o Citius Fit – Clube de Fitness de Cerveira conta com mais de 200 sócios ativos a frequentar regularmente as atividades promovidas nas áreas de aulas de grupo, corpo e mente, kids, treino personalizado, saúde e bem-estar. Trata-se de um projeto que abrange a população com idades compreendidas entre os 3 e os 65 ou mais anos de Vila Nova de Cerveira, dos concelhos limítrofes e também da vizinha Galiza.

XVII FESTIVAL DE FOLCLORE DE AMARES HONROU TRADIÇÕES CONCELHIAS

O Largo D. Gualdim Pais acolheu o XVII Festival de Folclore, numa noite em que as tradições e a cultura subiram ao palco com a atuação da prata da casa, o “Grupo Folclórico Lavradeiras da Casa do Povo de Amares – que este ano assinala 56 anos de existência – e de mais quatro grupos convidados: o “Rancho Folclóricos Os pescadores de Tancos", de Vila Nova da Barquinha, o “ Rancho Folclórico S. Cristóvão de Nogueira da Regedoura, de Santa Maria da Feira; o Grupo Folclórico da Quintã-Soalhães, de Marco de Canavezes e o Rancho de S. Pedro de Roriz, de Santo Tirso.

DSC05634.JPG

O vice-presidente da Câmara Municipal de Amares e vereador da Cultura, Isidro Araújo, congratulou-se com o sucesso de mais uma edição deste festival, organizado pelo “Grupo Folclórico das Lavradeiras da Casa do Povo de Amares”, com o apoio da Câmara Municipal e da União de Freguesias de Amares e Figueiredo, destacando a importância deste género de iniciativas na preservação das raízes e tradição do concelho.“Foi um evento de grande partilha e animação entre a população e os ranchos participantes que, cada um com as suas particularidades – o que não deixa de ser interessante – promoveram no mesmo espaço as tradições, a cultura, e a identidade desta região”, sublinhou Isidro Araújo.

“Este é um ato de cultura que nos alegra. É um momento de vida e de dinamismo das nossas associações culturais, que permite também promover o concelho, recebendo aqui outros ranchos, e, simultaneamente, divulgar aquilo que é o nosso património cultural”, acrescentou.

O vice-presidente felicitou, ainda, o “Grupo Folclórico das Lavradeiras da Casa do Povo de Amares” pelo trabalho que tem desenvolvido ao longo de mais de 5 décadas. “Temos um rancho que nos orgulha, que nos envaidece não só pela qualidade do seu folclore, mas também pelas dinâmicas que produz no concelho e pela forma como traduz a cultura do nosso concelho”.

Para o “Grupo Folclórico As Lavradeiras da Casa do Povo de Amares”, criado a 10 de julho 1960, “a edição deste ano Festival de Folclore de Amares ficou marcada pela qualidade dos grupos participantes, que proporcionaram um agradável momento de festa e de partilha entre os próprios grupos e a população”.

“Fazemos os possíveis para preservar tradições levando também o nome da nossa terra para fora daqui e é nesse espírito que pretendemos continuar”, frisou o presidente do “Grupo Folclórico das Lavradeiras da Casa do Povo de Amares”, Manuel Gomes, deixando uma palavra de agradecimento a todos os elementos que contribuíram para o sucesso desta iniciativa e a todos aqueles que acompanham o grupo praticamente desde a sua origem, nomeadamente “o Zequinha Ramoa” (um dos fundadores), a Sameirinho Leão, a Sameiro Antunes e o Sr. Silvério”.

MÚSICA AO PÔR-DO-SOL ANIMA FAMALICÃO

Finais de tarde descontraídos e com música na Devesa

Amigos, pôr-do-sol e boa música à mistura. Estão reunidos todos os ingredientes para que os famalicenses entrem de fim-de-semana da melhor maneira. A proposta é do Parque da Devesa e é válida para todas as sexta-feiras do mês de agosto, que a partir desta semana passam a contar com a animação do “Devesa Sunset”.

Devesa Sunset.JPG

A iniciativa, promovida pela autarquia famalicense, arranca já nesta sexta-feira, dia 5, com a atuação dos Hot Air Balloon, um duo com raízes irlandesas e portuguesas, que promete uma performance harmoniosa e íntima.

Segue-se depois, no dia 12 de agosto, Old Jerusalem, que depois de um período de interregno desde o último álbum homónimo, editado em 2011, regressaram recentemente com “A Rose is a Rose is a Rose”, que segundo crítica do jornal Expresso, “é não só o seu melhor trabalho até hoje como um dos melhores discos deste ano”.

No dia 19, o “Devesa Sunset” vai contar com a atuação do guitarrista Rui Carvalho, que responde artisticamente como Filho da Mãe e que se prepara para apresentar em Famalicão o seu mais recente trabalho - “Mergulho”.

A iniciativa termina a 26 de agosto, com um concerto do cantautor português Valter Lobo, que depois de um interregno de três anos, regressa com “Mediterrâneo”.

Os concertos do “Devesa Sunset” vão decorrer junto ao lago do Parque da Devesa e arrancam às 19h00.

FAMALICENSES VIBRAM COM PROVA DE VELOCIDADE AUTOMÓVEL

Emoções do desporto automóvel agitaram fim-de-semana em Famalicão

Famalicão vibrou com o espetáculo e a adrenalina da Especial Sprint Noturna. A prova de velocidade, que na noite do passado sábado, dia 30 de julho, chamou milhares de famalicenses ao centro da cidade, foi organizada pela Associação Team Baia e pelos Bombeiros Voluntários de Famalicão com o apoio da Câmara Municipal.

Especial Sprint.jpg

Disputada por cerca de 100 participantes, acabou por ir para as mãos de um piloto da casa o troféu do primeiro lugar da classificação geral. Com o tempo de dois minutos, um segundo e dezoito décimas, o famalicense Luís Silva foi o mais rápido a concluir o percurso de cerca de 2,5 quilómetros.

Luís Silva foi o grande vencedor da Especial Sprint Noturna.jpg

JOVENS DE BRAGA GOZAM "FÉRIAS EM GRANDE"

Mais de uma centena de jovens participou nas ‘Férias em Grande’. Programa dinamizado pelo Município de Braga

Cerca de 130 crianças e jovens do Concelho participaram nas ‘Férias em Grande’, um programa de ocupação de tempos livres durantes as férias escolares dinamizado pela Câmara Municipal de Braga em parceria com a Associação Synergia.

CMB01082016SERGIOFREITAS0000001419.jpg

Durante seis semanas, as crianças e jovens com idades entre os 10 e os 15 anos tiveram a oportunidade de participar num vasto leque de actividades desportivas, culturais e recreativas. Escalada, dança, desportos colectivos como o andebol ou o rugby, visitas a museus e idas à praia e piscina foram algumas das iniciativas realizadas.

À semelhança do que sucedeu com o programa ‘Férias de Verão’, as ‘Férias em Grande’ teve como principal objectivo fomentar a prática desportiva e permitir a ocupação do período das férias de forma saudável’.

“As férias decorreram de forma muito agradável e divertida. Às actividades recreativas, lúdicas e desportivas juntou-se a componente cultural, que também é importante nestes programas”, salienta Sameiro Araújo, vereadora do Desporto e Juventude.

CMB01082016SERGIOFREITAS0000001420.jpg

CMB01082016SERGIOFREITAS0000001421.jpg

CMB01082016SERGIOFREITAS0000001422.jpg

PONTE DE LIMA RECEBE CAMPEONATO DO MUNDO DE HORSEBALL

De 14 a 20 de Agosto realiza-se, em Ponte de Lima, o Campeonato do Mundo de Horseball. Pelo sucesso registado na realização de vários eventos equestres, Ponte de Lima é o destino escolhido para acolher este evento de alta competição.

zhorsball2.jpg

O Campeonato do Mundo de Horseball é a maior e mais prestigiante competição de horseball, organizada pela Federação Internacional de Horseball. Esta competição de 5 Estrelas junta os melhores jogadores do mundo por nações.

Sendo Portugal um dos países fundadores da Federação Internacional de Horseball e atualmente uma potência a nível internacional, aliado ao saber receber que nos caracteriza, acreditamos que Ponte de Lima é o local ideal para a realização deste megaevento.

O Campeonato do Mundo de Horseball tem como objetivo fortalecer a oferta da região a nível equestre, criando, assim, no norte do país um entreposto comercial, cultural e desportivo de destaque, considerando que Ponte de Lima possui fortes recursos e potencialidades naturais.

Trata-se de um evento desportivo único, associado aos costumes e cultura portuguesa, bem como a uma competição com elevado nível de reconhecimento mundial. Falamos de 12 nações, 28 equipas, cerca de 300 jogadores que nos proporcionarão um evento cheio de emoção, competição, animação e prestígio.

Neste período Ponte de Lima recebe milhares de pessoas, entre aficionados, profissionais, turistas e público em geral de todo o país e estrangeiro. Assim, acreditamos que o Campeonato do Mundo de Horseball engrandece o já considerável curriculum de “Ponte de Lima, Destino Equestre Internacional”.

zhorsball.jpg

zhorsball3.jpg

ARTISTAS PINTAM PONTE DE LIMA AO VIVO NO LARGO DE CAMÕES

Pintores de Portugal, ajoelhai!

Isto é um milagre, não é cor nem tinta!...

Mas não pinteis, pintores! Orai, rezai!

Uma beleza destas não se pinta!...

Teófilo Carneiro

O Largo de Camões – espaço central de cultura e convívio – vai ser palco de um ateliê de pintura ao vivo, no próximo sábado, 6 de agosto. Intitulado Arte na rua – pintores à solta em Ponte de Lima, o evento congregará vários artistas que, ao longo do dia, vão reproduzir nas diversas telas existentes a riqueza do património material e imaterial da vila.

Arte na Rua.jpg

Já confirmadas estão as presenças de Fátima Granja, Fátima Miranda, António Miranda, Monteiro da Silva, Madalena Macedo e António Fernando Leite Machado, de Barcelos; João Marrocos e Joel Correia, de Caminha; Vítor Carneiro, de Santo Tirso; Mário Rebelo de Sousa, de Âncora; Alice Castro, de Esposende; Camilo de Lellis, de Famalicão, e de Flor Rocha, do Porto.

Além da observação direta dos criadores a trabalhar num estúdio improvisado ao ar livre, os veraneantes poderão trocar experiências com os artistas.

O resultado final das pinturas ao vivo ficará em exposição na Torre da Cadeia Velha, em data a definir.

A Arte na rua espera por si.

ARCOS DE VALDEVEZ EXPÕE "LOLITAS"

“Lolitas: bonecas de cartão” na Casa das Artes

O átrio da Casa das Artes / Biblioteca Municipal acolhe mais uma exposição de uma colecionadora particular do nosso concelho. Trata-se da exposição Lolitas: bonecas de cartão.

Lolitas (1).jpg

A criadora das bonecas de cartão, Maria das Dores Brito Costa é natural de Arcos de Valdevez, onde reside na freguesia de Vilafonche.

Exerceu durante vários anos a profissão de datilografa, e é, atualmente, doméstica. Tem o grato prazer de expor, pela primeira vez, a sua modesta coleção de bonecas, por si manufaturadas, com os mais diversos materiais recicláveis . A sua atenção é dirigida, em especial, às crianças que regra geral adoram bonecas. Este tão agradável e até terapêutico entretenimento, teve inicio há alguns anos, quando sua inestimável mãe, de 91 anos, nas suas lúcidas e longas conversas, lhe voltava a narrar a mesma história de sempre.”Fui pedida em casamento, por um amigo, com quem nunca namorei". Enquanto ouvia a sua progenitora, Dores pegou numa folha de jornal e numa tesoura e foi dobrando, cortando e moldando, até, que, surpreendentemente, lhe nasceu das mãos, uma engraçada boneca. Seguidamente, surgiram bonecas sem fim. 

Dores Costa sente o maior prazer na sua confeção, pelos inocentes sorrisos e doces e ternos olhares que parecem que consigo pretendem comunicar.

As bonecas não deixam o observador indiferente, talvez por serem a manifestação interior de uma certa sofisticação e exuberância que a sua criadora teima em esconder.

A exposição está patente até 3 de Setembro. 

Lolitas (2).JPG

VIZELA PROMOVE OPEN DE MINIGOLFE ADAPTADO

Vizela recebe Open de Minigolfe Adaptado – Vizela 2016

A Vizelgolfe e a Câmara Municipal de Vizela, em conjunto com a Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência (FPDD) e a Federação Portuguesa de Minigolfe (FPM), vão promover o Open de Minigolfe Adaptado – Vizela 2016.

Open de Minigolfe Adaptado_cartaz.jpg

A prova terá lugar no Campo de Minigolfe Fonseca e Castro, nos próximos dias 11 e 12 de agosto.

Programa:

Quinta-feira, 11 de agosto

09h00 às 12h00 – Treinos Oficiais

Sexta-feira, 12 de agosto

09h00 às 12h00 – Competição

12h15 – Entrega de Prémios

12h30 – Assinatura de Protocolo da FPDD e a FPM

Esta prova conta com a participação de atletas que vão representar a AIREV – Vizela, CERCIFAF e a CERCIGUI.

ROMARIA DA SENHORA D'AGONIA: SOMOS TODOS DE VIANA - SOMOS TODOS VIANENSES!

Os minhotos que vivem na região de Lisboa vão desfilar em Viana do Castelo nas festas da Senhora d’Agonia.

10583852_10203402921606574_9170191668631316933_n.jpg

Todos os anos, muitos componentes de vários ranchos folclóricos sediados na capital rumam a Viana do Castelo para participar nas festas. Pertencem na sua maior parte ao Grupo Etnográfico Danças e Cantares do Minho, ao Rancho Folclórico Alegria do Minho, ao Rancho Folclórico Dançar é Viver e ao Rancho Folclórico da Casa do Concelho de Arcos de Valdevez.

São gente do Minho, por naturalidade ou por descendência. Muitos deles são de Caminha e Arcos de Valdevez, Ponte da Barca e Vila Nova de Cerveira. E também de Guimarães, Vila Verde e Barcelos. Mas, em dia de Romaria à Senhora d’Agonia, são todos de Viana – são todos vianenses!

10592757_10203394513356373_2783812056628488326_n.jpg

10644957_10203394729641780_6377600244493067048_n.jpg

10650041_10203394397713482_8893123764796263735_n.jpg

10653557_10203394493915887_2674181468217550800_n.jpg

11873400_389629314561542_6742740200234018843_n.jpg

11885270_389630441228096_1775652607088888528_n.jpg

11935026_389631474561326_7503058061975012814_n.jpg

11951411_1022407917783105_6806464914268876458_n.jpg

11951926_389629247894882_19019134665393713_n.jpg

12079561_404162396441567_4167804129121164876_n.jpg

11249160_404162496441557_3898262854932658986_n.jpg

11885270_389630441228096_1775652607088888528_n (1).jpg

11889431_389629427894864_3068919927330784193_n.jpg

11889485_389629341228206_8253515502870428477_n.jpg

11904686_389629611228179_5276680376011161136_n.jpg

11952043_389628951228245_8080075444206406813_n.jpg

11954556_389628877894919_856877014345070675_n.jpg

 

 

TELMO PIRES CANTA TEMA INÉDITO DE ANTÓNIO VARIAÇÕES

Telmo Pires canta inédito de António Variações e apresenta concertos na Lituânia

Depois de "Fado Fantasma", Telmo Pires apresenta agora o segundo single extraído do seu novo álbum "Ser Fado". Nada mais nada menos do que um inédito absoluto de António Variações, "Ao Passar por Braga Abaixo", que este mítico cantor, poeta e compositor nunca chegou a gravar e que ficou perdido entre o seu espólio até ser resgatado pela voz única do fadista Telmo Pires.

telmopires.jpg

Nas próprias palavras de Telmo Pires: "Sempre fui um enorme fã de António Variações. E, paralelamente, sempre desejei cantar um tema que remetesse para a tradição musical portuguesa e que não fosse de fado. E tive a felicidade de, através de um irmão de António Variações -- o Dr.Jaime Ribeiro -- ter chegado a este belíssimo tema que tão bem representa a cultura musical do norte de Portugal, a que eu também pertenço. O António do Minho, eu de Trás-os-Montes".

Entretanto, na sequência da digressão de apresentação do álbum "Ser Fado", Telmo Pires chega neste mês de Agosto à Lituânia para concertos em Siauliai (dia 4), Kaunas (dia 5), Sakiai (dia 6) e à capital Vilnius (dia 7).

Ao Passar Por Braga Abaixo

 

Letra | Musica: António Variações

 

Ao passar por Braga abaixo

Ouvi cantar e parei

Era uma moda tão linda

Queria cantá-la e não sei

 

Ao passar por Braga abaixo

Vi a beleza à janela

Tão linda que ainda tenho

Os meus olhos cheios dela

 

Ao passar por Braga abaixo

Vi passar a procissão

Nunca vi tanto silêncio

No meio da multidão

 

Ao passar por Braga abaixo

Vi sentada a solidão

Naquele velho sozinho

Em noite de São João

 

Ao passar por Braga abaixo

Ouvi cantar e parei

Era uma moda tão linda

Queria cantá-la e não sei