Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

O TRAIL E O BTT VOLTAM A ENCONTRAR A BELEZA DAS MARGENS DO RIO HOMEM

Inscrições para o Duatlo Margens do Homem Focus entram na reta final

Estamos a poucos dos dias do evento desportivo que vai levar os participantes numa emocionante aventura pela beleza natural das margens do Rio Homem. O Duatlo Margens do Homem Focus, que vai na segunda edição e este ano se realiza a 24 de julho, volta a trazer ao coração do Minho duas modalidades em voga no nosso país o Trail e o BTT. O tempo de está a contar, as inscrições já entraram na reta final e terminam às 12h00 da próxima quinta-feira, 21 de julho. Assim, os interessados têm que se apressar para garantirem lugar num evento que regressa este ano com várias novidades, num percurso que vai passar pelas freguesias de Soutelo, Loureira, Lago e Rendufe.

13237787_1122656524459165_6699116465173571577_n.jpg

A prova continua a juntar o Trail ao BTT, mas o percurso sofreu ligeiras alterações. Os atletas arrancam para 5km de Trail, a que se seguem 20Km de BTT e mais 2,5Km de Trail para finalizar, tudo preparado de acordo com as diretrizes da Federação Portuguesa de Triatlo. O Duatlo está cada vez mais solidário e parte da receita reverte a favor da Liga Portuguesa Contra o Cancro e para a Cruz Vermelha de Amares. No mesmo âmbito, haverá ainda uma Caminhada Solidária, inserida no evento, cujas inscrições em géneros alimentares revertem a favor da Loja Social. Todas as inscrições têm direito a 1 voucher no valor de 8€ da Prozis, Seguro,  Lembrança, T-Shirt, Reforço líquido e sólido durante o Duatlo, Banho e um convívio no final com várias opções liquidas e sólidas, entre as quais Porco no Espeto para recuperar energias e Super Bock gelada para brindar.

DSC_0832.JPG

Outra das grandes novidades da edição deste ano são as estafetas, que tornam a prova mais abrangente e acessível abrindo escancaradamente as portas à população em geral, independentemente da preparação física de cada um. Os participantes passam assim a ter a oportunidade de se inscreverem em duplas e de realizarem apenas uma parte do percurso. Haverá também um concurso de fotografia, em que o vencedor recebe um Voucher de 1 Noite para duas pessoas mesmo às portas do Gerês, na deslumbrante Quinta do Lago, em Parada de Bouro.

O Duatlo Margens do Homem Focus tem como missão incrementar e diversificar a oferta desportiva existente no concelho de Vila Verde e em toda a região, promover de hábitos de vida saudável e proporcionar à população momentos de convívio sadio. Em simultâneo, a iniciativa pretende também divulgar o património natural e edificado da região, promovendo e valorizando o território. O Parque de Transição fica localizado nas imediações do Santuário do Alívio, um dos mais conhecidos e visitados monumentos de toda a região Norte. Inscrições e mais informações em facebook.com/dutalomargensdoriohomem ou http://delegacaoregional.wix.com/triatlonorte#!duatlo-margens-do-homem/y7ez8.

F (5).JPG

MUNICÍPIO DE BRAGA ORGANIZA “LURE PARTY – POKÉMON GO” PARA PROMOVER PATRIMÓNIO DO CENTRO HISTÓRICO

Evento terá lugar na Praça do Município na próxima Quarta-feira (27 Julho), pelas 18h30

O Município de Braga irá promover na Quarta-feira da próxima semana, dia 27 de Julho, pelas 18h30, uma ´Lure Party – Pokémon Go´ na Praça do Município. O objectivo passa por aproveitar as funcionalidades de georreferenciação do jogo que rapidamente conquistou adeptos em todo o mundo para divulgar o património histórico do centro da Cidade.

Lure Party Pokémon Go.jpg

Com esta iniciativa pretende-se promover junto do público mais jovem, o principal utilizador do jogo, a história de Braga e dos seus principais monumentos, desenhando-se para o efeito uma rota no centro histórico que segue dez ´Pokéstop´s´ definidos pelo jogo e fornecendo um mapa físico com informações sobre cada um dos locais escolhidos.

A Praça do Município (Câmara Municipal) será o local de concentração e o primeiro sítio (Pokéstop) onde serão activados os ‘Lure´s’, seguindo-se depois uma rota que será divulgada nesse momento juntamente com o mapa elaborado especificamente para os jogadores de Pokémon Go. Deste modo, ao entretenimento proporcionado por esta aplicação alia-se a vertente lúdica e pedagógica, estimulando-se ainda o convívio e o ambiente de boa disposição entre os participantes.

Paralelamente, a Startup Braga desenvolve na Segunda-feira, dia 25 de Julho, pelas 18h00, no edifício gnration, uma sessão que visa explicar aos participantes o modelo de negócio inerente ao jogo ´Pokémon Go´ e a vertente comercial da aplicação.

O evento conta com a participação de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.

FAMALICÃO VAI TER OBSERVATÓRIO DE CINEMA

Famalicão faz um close-up ao mundo do cinema. Observatório de cinema do concelho famalicense foi hoje apresentado à comunicação social

Foi inspirado na linguagem, estética e humanismo de um dos maiores sucessos do realizador iraniano Abbas Kiarostami – “Close Up” - que surgiu o novo Observatório de Cinema de Vila Nova de Famalicão, que vai trazer o universo cinematográfico para a agenda mensal de eventos do município famalicense. Seminários, colóquios, mostras cinematográficas e debates são algumas das atividades agendadas no âmbito deste novo projeto, integrado na programação mensal da Casa das Artes de Famalicão.

Close Up.jpeg

O ponto alto do “Close-Up” decorrerá de 27 a 30 de outubro, com a realização de uma mostra que se pretende que seja um ponto de encontro privilegiado para realizadores, jornalistas (e críticos), programadores e académicos.

Na apresentação do Observatório à imprensa, que decorreu esta terça-feira, 19 de julho, no espaço cultural famalicense, o diretor do Cineclube de Joane e também programador de cinema da Casa das Artes, Vítor Ribeiro, explicou que o principal objetivo passa por “apontar ideias futuras para aquilo que o cinema poderá vir a ser, mas também percorrer os trilhos da sua história para que se perceba como é que se chegou até aqui”.

A existência de uma programação contínua e de permanente ligação à comunidade científica e escolar foram outros dos aspetos focados pelo responsável na apresentação do “Close Up” que, entre outros, sugere iniciativas para todos os ciclos de aprendizagem, desde o ensino básico (em articulação com o Plano Nacional de Cinema), passando pelos cursos de audiovisual, até ao ensino universitário. “Quando fazemos programação é importante trabalharmos os espectadores do futuro”, assinalou Vítor Ribeiro.  

Para o diretor da Casa das Artes, Álvaro Santos, que também marcou presença na conferência de imprensa desta manhã, o lançamento do Observatório de Cinema vai ao encontro da“programação eclética, plural e de formação de públicos para as artes” do espaço cultural famalicense.

O responsável pela Casa das Artes espera ainda que este Observatório “venha acrescentar valor àquilo que tem sido feito em Portugal na área cinematográfica” e que se assuma como um evento-âncora do município.

Refira-se ainda que são oito as linhas temáticas do “Close-Up”, com a realização de ciclos dedicados a conteúdos humanistas, a vagas artísticas ou momentos da história (Paisagens Temáticas); com retrospetivas e cruzamento de obras de grandes cineastas e movimentos da história do cinema (Histórias do Cinema); com programação dedicada a uma corrente do cinema português contemporâneo (Fantasia Lusitana); com cinematografias emergentes e documentários (Cinema Mundo); com a projeção de filmes sustentados por debates com personalidades do universo artístico e académico, que cruzem o Cinema e a Educação (Infância e Juventude); com sessões para o público escolar, através de uma programação estabelecida para os vários escalões etários (Cinema para as Escolas); com projeções para o público infantil e famílias (Sessões para Famílias), e ainda com a realização de instalações de vídeo e filmes-concerto (Extrapolações).

A programação completa do Observatório de Cinema de Famalicão será conhecida no próximo mês de setembro

PONTE DE LIMA REABRE LOJA RURAL NA ANTIGA CADEIA DAS MULHERES

Loja Rural – Casa da Terra – Antiga Cadeia das Mulheres. Reabertura – 20 de julho – 18 horas

O Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão – Dr. Nelson de Souza, é o convidado de honra da reabertura da Loja Rural - Casa da Terra, situada na Antiga Cadeia das Mulheres, em pleno passeio 25 de abril, em Ponte de Lima. O evento terá lugar, amanhã, dia 20 de julho, às 18 horas.

FullSizeRender.jpg

Considerado como um espaço de grande valor patrimonial e histórico, a Antiga Cadeia da Mulheres foi recuperada pelo Município de Ponte de Lima, privilegiando a sua autenticidade e transformando-a num espaço de divulgação e promoção dos produtos endógenos. Em 2012 a Loja Rural abriu portas, servindo de utilização para fins culturais, reinserindo o imóvel na vida ativa do Centro Histórico de Ponte de Lima.

Através de um concurso público, a empresa limiana Minho Fumeiro é a detentora da concessão por um período de 10 anos, no qual fez um investimento significativo.

A CASA DA TERRA, será um espaço de excelência, que procurará enaltecer ainda mais os hábitos e costumes do Alto Minho.  A divulgação e promoção dos produtos do Concelho de Ponte de Lima será o maior objetivo.

Aproveitando riqueza gastronómica de Ponte de Lima, este projeto conta com a colaboração de um alargado número de produtores, de vinhos, de compotas, de legumes e frutas, pão e doçaria, carnes e claro os enchidos e fumados da região. A divulgação da cultura limiana estará em destaque, assim como a divulgação do artesanato local que tem ao longo dos últimos anos crescido com grande qualidade.

Além de tudo isto, este projeto tem ainda uma grande componente de âmbito social, a referir que parte do mobiliário e peças de decoração da CASA DA TERRA foram produzidas por reclusos dos estabelecimentos prisionais de Viana do Castelo, de Custóias e de Paços de Ferreira e ainda com a colaboração de utentes do GAF - Gabinete de Atendimento à Família de Viana do Castelo.

Loja Rural_ (Small).jpg

MERCADO MUNICIPAL DE FAMALICÃO GANHA NOVA VIDA

Câmara deu a conhecer principais linhas orientadoras do Plano de Requalificação e Reposicionamento

O futuro do mercado municipal de Vila Nova de Famalicão é: ser mercado! A Câmara Municipal deu ontem, segunda-feira, 18 de julho, a conhecer aos munícipes, e muito particularmente aos comerciantes que operam no local, as linhas orientadoras do Plano de Requalificação e Reposicionamento do Mercado Municipal, que está a preparar para dar uma nova vida a esta importante e histórica infraestrutura de abastecimento local.

DSC_3043.jpg

O trabalho realizado desde há sensivelmente um ano a esta parte por uma equipa de trabalho constituída para o efeito concluiu que o mercado municipal  deve manter-se fiel à sua natureza, evoluindo apenas para um melhor mercado. A Câmara Municipal quer fazer do Mercado Municipal o lugar óbvio para os famalicenses fazerem as suas compras do dia ao nível dos produtos frescos, mas também um espaço para passarem alguns dos seus momentos de pausa e lazer.

Isso significa manter a sua vocação de mercado de proximidade de produtos frescos e com origem em produtores locais, alargando a sua dinâmica a novos produtos que respondem às necessidades diárias das pessoas.  Significa também moldar o mercado municipal às necessidades de vários públicos e das diferentes dinâmicas que acontecem e se alteram ao longo do ano. Quer isto dizer que o mercado municipal vai ganhar uma nova atualidade por via das obras que estão a caminho e, sobretudo, por via de uma nova filosofia que lhe vai estar associada.

DSC_3044.jpg

O processo ainda não está fechado e a Câmara vai prosseguir com a auscultação das pessoas relativamente ao que defendem para aquele espaço, mas o caminho aponta já para a criação de novas áreas, nomeadamente de restauração e convívio, para horários mais alargados de funcionamento que podem incluir o período noturno e para a introdução de dinâmicas diferentes ao longo do ano. Será pois, também, um local de lazer.

“Mais do que reabilitar, queremos reconstruir a ideia de mercado. Estamos muito motivados para executarmos bem este projeto e dar a Famalicão um novo Mercado Municipal que seja dos famalicenses e sirva os famalicenses  todos os dias do ano”, referiu Paulo Cunha na sessão pública que decorreu na base da escadaria da entrada principal do espaço, inaugurado há 64 anos na Exposição Industrial do Concelho pelo Sub-Secretário de Estado do Comércio e da Indústria, António Ramalho. A iniciativa teve a presença maciça dos lojistas e comerciantes da infraestrutura e de vários presidentes de Junta de Freguesia do concelho, que ouviram a garantia que o Mercado Municipal será no futuro aquilo que já foi no passado: “Um espaço de referência da cidade e do concelho,  de encontro, de economia e de aprendizagem”, disse o presidente da câmara sublinhando as importantes funções social, económica e pedagógica que a autarquia quer ver reforçadas no espaço.

Recorde-se que a requalificação, modernização e reposicionamento do Mercado Municipal  de Vila Nova de Famalicão é uma das obras previstas no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU) recentemente assinado entre a autarquia e o Programa Operacional Norte 2020, reservando uma verba de 17,5 milhões de euros para a requalificação urbana das Áreas de Reabilitação Urbana de Famalicão. Em concreto para a reabilitação do Mercado está prevista um cofinanciamento FEDER de cerca de 2 milhões de euros de um total de investimento previsto de cerca de 2,5 milhões.

DSC_3056.jpg

CELORICO DE BASTO É TERRA DE FOLCLORE E FESTIVAIS

Em Celorico de Basto o Verão é sinónimo de Festivais

No dia 16 de julho, a Praça Albino Alves Pereira recebeu o XVI Festival Internacional de Folclore “ Os Amigos do Castelo” promovido e organizado pelo Grupo Folclórico os Amigos do Castelo, o único festival internacional de folclore promovido no concelho. 

_DSC9160.jpg

“O folclore é uma cultura popular que nos identifica e que muito valorizamos, pelos usos e costumes associados às danças e cantares tipicamente minhotos e enraizados nas nossas vivências” palavras do presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, presente no festival. “É importante manter vivas as tradições, é fundamental dá-las a conhecer, é crucial que não se percam, por isso é preciso que outros adquiram o gosto por esta cultura” realçou.

O XVI Festival de Folclore contou com a participação do Grupo Folclórico “Os Pescadores” de Vila Chã, Vila do conde, Com o Grupo de Danças e Cantares de Mafamude, de Vila Nova de Gaia, o Agrupación Tradicional Xironsa, Corvilhón, Cambados, Espanha e o Grupo Anfitrião, Grupo Folclórico dos Amigos do Castelo.

Por norma este festival apresenta um programa extenso antes de subirem ao palco para o festival propriamente dito. Os grupos foram recebidos nos Paços do Concelho com assinatura do livro de honra. Mais tarde deu-se o desfile pela avenida de Celorico de Basto até à Praça Albino Alves Pereira onde foram entregues os galhardetes e as fitas, cerimónia que antecedeu a atuação dos grupos convidados.

Segundo Francisco Lemos, presidente do Grupo anfitrião, “este é um evento que dá muito trabalho mas que vale a pena sobretudo, pela forma graciosa como os grupos se apresentam e como são bem recebidos pela população local. É muito importante sentir o carinho do público e verificar que a tradição do folclore se mantêm bem vivas” realçou.

Este ano este festival de folclore contou com a presença de Mr.Milk – Rosa de Fogo, cuspidor de Fogo e malabarista que tornou o desfile ainda mais atrativo.

_DSC9208.jpg

_DSC9221.jpg

PONTE DE LIMA INAUGURA EXPOSIÇÃO SOBRE CARDEAL SARAIVA

Exposição dos 250 anos do Cardeal Saraiva inaugurada na Feira do Livro

Decorridos 250 anos sobre o nascimento de Frei Francisco de São Luís – o insigne Cardeal Saraiva – o Município de Ponte de Lima inaugura na próxima quinta-feira, 21 de julho, pelas 19h00, uma exposição biobibliográfica de tributo a um dos nomes cimeiros da história local.

Cardeal _ 250 anos (Small).jpg

Com a Expolima como cenário de fundo e a Feira do Livro como evento anfitrião, os 12 painéis que integram a mostra comemorativa passarão em revista os principais momentos da vida e obra de uma das personalidades mais relevantes do Portugal oitocentista, notabilizado em diferentes áreas do conhecimento e nomeado para diversos cargos de elevada notoriedade e prestígio.

Terminada a Feira do Livro, a exposição de homenagem segue para a Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, podendo ser apreciada de 25 de julho a 31 de outubro. Neste espaço, os 12 painéis far-se-ão acompanhar de uma tela síntese, que entre outras informações, apresentará uma breve contextualização histórica, política e social da época em que o egrégio limiano viveu.

Visite Ponte de Lima e associe-se à justa homenagem a uma das figuras mais distintas da nossa história cultural e religiosa.

MUNICÍPIO DE BARCELOS CELEBRA PROTOCOLO COM ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DE RIO COVO SANTA EUGÉNIA

Este subsídio visa colmatar carências nas áreas da habitação, educação, saúde, emprego e ação social

O Município de Barcelos, representado pela vice-presidente, Armandina Saleiro, assinou, ontem, 18 de julho, um acordo de colaboração com a Associação Humanitária de Rio Covo Santa Eugénia.

O protocolo estabelece as normas que vão nortear as relações entre o Município e a Associação, representada na assinatura por José Campinho, “decorrentes da atribuição de um subsídio anual” por parte da Câmara Municipal, no valor de 6.000,00€, para a realização de atividades para a promoção gradual da autonomia pessoal, social e profissional da população, bem como da execução de um trabalho comunitário de intervenção e dinamização social, destinada ao desenvolvimento da comunidade local, com vista ao combate à pobreza e exclusão social.

Cada vez mais, o Município de Barcelos assume, junto dos munícipes, a promoção da justiça, equidade social, o bem-estar e a qualidade de vida.

O Município de Barcelos, através do pelouro da Ação Social, pretende reforçar, bem como dar continuidade a iniciativas e ações que se revelaram eficazes na resolução de carências nas áreas da habitação, educação, saúde, emprego e ação social, as quais foram desenvolvidas no âmbito do Projeto de Desenvolvimento Integrado de Barcelos.

A Associação Humanitária de Rio Covo Santa Eugénia, enquanto Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), tem por objetivo dar respostas sociais, nomeadamente à infância e à 3.ª idade na freguesia de Rio Covo Santa Eugénia, bem como nas freguesias circunvizinhas.

PAREDES DE COURA APOSTA NO GABINETE DE APOIO AO EMIGRANTE COMO “CANAL DE INVESTIMENTO”

Paredes de Coura responde aos novos desafios -- “tempos de transição”, como parafraseou o presidente da Câmara Vitor Paulo Pereira, recorrendo ao filósofo Antonio Gramsi --, com um Gabinete de Apoio ao Emigrante, onde não só serve para “apoiar os nossos emigrantes e ajudar a resolver pequenos problemas, mas também como canal de investimento que temos que privilegiar”.

DSC_4135 (1).jpg

Na assinatura do protocolo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros, no qual participou o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, o presidente da Câmara de Paredes de Coura realçou a importância da “diplomacia económica, diplomacia do investimento” para estes tempos, salvaguardando a importância da imagem que se dá junto de potenciais investidores, evidenciando a “maior agilidade e velocidade institucional do município”.

Também José Luís Carneiro chamou a atenção para o “oceano de oportunidades que temos que aproveitar e apoiar”, sublinhando que com a criação deste Gabinete de Apoio ao Emigrante e a sua interação com o Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora e toda a rede consular, Paredes de Coura passa a ter “a chave de uma porta que permite aceder a uma rede consular espalhada pelo Mundo”.

Este GAE da nova geração não se limita ao reconhecimento e validação de direitos pessoais, bem como ao reconhecimento e validação de competências. Vai mais longe, permitindo “identificar micro e pequenos investidores que estejam em Paredes de Coura ou em qualquer ponto do país e que queiram projetar os seus negócios, mas também quando pretendam vir para as suas terras de origem”, enfatizou o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas.

Para a concretização desta nova valência a proporcionar pelo Município de Paredes de Coura, muito pesou o facto de no concelho sempre se ter verificado um elevado índice de emigração, fato com claros reflexos na sociedade e na economia local. Pretende-se ainda que, com a conjugação do poder económico da diáspora e potencialidades regionais, estimular um ambiente favorável aos negócios e investimentos da comunidade residente nos países de acolhimento, com desejável impacto no desenvolvimento local.

BRAGA POSSUI UMA DAS MAIORES ESTRUTURAS DE CONSERVAÇÃO VEGETAL DO MUNDO

Ricardo Rio visitou Banco Português de Germoplasma

É uma das maiores estruturas de conservação vegetal do mundo e está situada na freguesia de Merelim S. Pedro, em Braga. Prestes a celebrar 40 anos de existência, o Banco Português de Germoplasma Vegetal possui uma preciosa colecção de recursos genéticos vegetais com grande importância estratégica para a segurança alimentar a nível nacional e global.

CMB18072016SERGIOFREITAS0000001146.jpg

Para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, que realizou hoje, 19 de Julho, uma visita ao local, a existência do Banco Português de Germoplasma Vegetal em Braga “é motivo de enorme orgulho”.

“É uma infra-estrutura muito valiosa não só para Braga, mas para o País e para o mundo. Estaremos sempre disponíveis para realizar diligências que, do ponto de vista institucional, contribuam para o desenvolvimento do trabalho que é aqui realizado e para projectar ainda mais a imagem do Banco”, assegurou o Edil.

A nível Municipal, a visita abriu portas à colaboração das duas instituições nas áreas pedagógica e ambiental, nomeadamente com a realização de acções de sensibilização junto de alunos e professores do Concelho. Aberta ficou também a possibilidade de incluir o Banco Português de Germoplasma Vegetal no roteiro das visitas dos embaixadores ao Concelho de Braga e de promover o contacto com outras instituições sediadas no território, nomeadamente o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL).

“Ao longo do tempo, as instituições podem habituar-se a coexistir sem que exista verdadeiramente uma colaboração. O que o Município de Braga tem procurado fazer é inverter essa lógica e identificar oportunidades de colaboração e ajudar a potenciar projectos”, frisou Ricardo Rio.

O Banco Português de Gerrmoplasma Vegetal possui cerca de 50 mil amostras de mais de 100 espécies de cereais, plantas aromáticas e medicinais, fibras, forragens e pastagens, cultura hortícolas e outras espécies.

CMB18072016SERGIOFREITAS0000001147.jpg

CMB18072016SERGIOFREITAS0000001148.jpg

CMB18072016SERGIOFREITAS0000001150.jpg

PONTE DE LIMA APRESENTA OBRA DO POETA FERNANDO BRAZ

Obra do poeta Fernando Braz apresentada na Feira do Livro

O livro Poemas da minha lavra, da autoria de Fernando Braz, vai ser apresentado na próxima quinta-feira, pelas 21h30, na XXI Feira do Livro de Ponte de Lima, que decorre de 21 a 24 de julho, no recinto da Expolima.

poemas_da_minha_lavra.jpg

Poeta popular, com créditos reconhecidos na escrita de louvor à terra, Fernando Braz tem dois outros títulos editados – Águeda que eu vivi (1999) e Os lemos da Trofa (2002) – além de várias peças publicadas na imprensa regional.

Nascido em Águeda, em 1932, o autor, que em alguns trabalhos utiliza o pseudónimo “Braz dos kiwis” - numa clara referência às largas décadas de atividade no comércio de fruta - tem estado também ligado a diversos ranchos folclóricos, inclusivamente na qualidade de ensaiador de alguns dos grupos por onde passou.

Visite a Feira do Livro e venha conhecer a mais recente obra do poeta Fernando Braz que contempla poemas dedicados a Ponte de Lima.

A apresentação do livro estará a cargo de Horácio Marçal.

CINEMA EM FAMÍLIA LEVA CINDERELA À FEIRA DO LIVRO EM PONTE DE LIMA

No âmbito da XXI Feira do Livro, e na tentativa de diversificar os conteúdos programáticos do evento, o Município de Ponte de Lima retoma a iniciativa Cinema em família com a mais recente adaptação cinematográfica do clássico da Disney, Cinderela (M/6).

cinema_em_família (Small).jpg

A sessão, agendada para a próxima sexta-feira, 22 de julho, pelas 21h00, terá lugar no Auditório da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima.

À semelhança da edição anterior, a entrada será gratuita e contemplará a oferta de pipocas.

Divirta-se em família e venha assistir a um dos mais emblemáticos e intemporais filmes do imaginário infantil.

Consulte aqui a sinopse e o trailer de Cinderela:

http://cinecartaz.publico.pt/Filme/344566_cinderela

https://www.youtube.com/watch?v=KsnlU2y-Lz0

ARCOS DE VALDEVEZ CRIA TROFÉU RECONTRO DE VALDEVEZ

Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e LGSP Sports by Lufthansa LGSP organizam 1º Troféu Recontro de Valdevez

Em parceria com a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, a LGSP Sports by Lufthansa LGSP irá organizar o 1º Troféu Recontro de Valdevez com a participação do Real Sporting de Gijon e C.D. Feirense e que terá lugar no próximo dia no dia 22 de julho às 18h30.

conferencia_imprensa_torneio_recontro_valdevez.jpg

Este torneio insere-se na preparação de pré-temporada da equipa espanhola do Sporting de Gijon. A organização deste estágio de pré temporada está a cargo da LGSP Sports e insere-se “no âmbito das suas atividades de captação de Turismo Desportivo para Portugal, em particular para o Norte de Portugal”, como refere Paulo Geisler, administrador da LGSP Sports by Lufthansa LGSP. “Este estágio revela-se de especial importância por ser a única equipa da La Liga (1ª Divisão Espanhola) a escolher Portugal como destino da sua preparação”.

O Real Sporting de Gijon tem como treinador Abelardo, antigo jogador do Barcelona com 54 internacionalizações pela Seleção Espanhola.

De referir ainda que no âmbito deste estágio, irá realizar-se também no dia 19 de julho às 18h30, no Estádio Municipal da Coutada, em Arcos de Valdevez, o encontro A.D. Fafe x Real Sporting de Gijon.

Arcos de Valdevez está cada vez mais na rota do turismo desportivo graças às condições de excelência que oferece ao nível dos equipamentos desportivos, bem como dos equipamentos hoteleiros.

A organização e procura do concelho para a realização destes eventos engrandecem Arcos de Valdevez e atestam a qualidade e o trabalho que a autarquia tem vindo a realizar para que se reúnam as condições necessárias à boa prática desportiva.

MUNICÍPIO DE CAMINHA VAI CELEBRAR DIA INTERNACIONAL DA JUVENTUDE COM ACESSO GRATUITO A EQUIPAMENTOS MUNICIPAIS

Jovens com idades compreendidas entre os 12 e os 30 anos serão contemplados

O Município de Caminha pretende assinalar o Dia Internacional da Juventude, que se comemora a 12 de agosto, com uma série de iniciativas de caráter gratuito. Esta e outras propostas serão apresentadas por Miguel Alves ao restante executivo amanhã, dia 20 de julho, pelas 15 horas, em reunião de Câmara.

O Dia Internacional da Juventude é comemorado a 12 de agosto, na sequência da resolução da Assembleia Geral da ONU aprovada em 1999. No município de Caminha, os jovens entre os 12 e 30 anos de idade terão acesso gratuito aos equipamentos municipais, nomeadamente às Piscinas Municipais de Vila Praia de Âncora (banhos livres); equipamentos desportivos (Pavilhões Municipais e Estádio Municipal Morber) e ferry-boat Santa Rita de Cássia, nos respetivos horários de funcionamento. 

O executivo vai pronunciar-se sobre as normas de inscrição na Feira Agrícola e dos Produtos Tradicionais que se realizará de 23 a 25 de setembro, em Vila Praia de Âncora.

Da ordem de trabalhos faz parte a atribuição de subsídio ao Sporting Club Caminhense, no montante de 9 mil euros, para apoio na realização dos eventos “RowersFest” e “Open Remo de Mar”. O “RowersFest” terá lugar já no sábado e o “Open Remo de Mar” no dia 20 de agosto.

Será ainda votada a homologação da ata I do XXVI Procedimento de sorteio de espaços de venda vagos na Feira Semanal de Caminha.

PARTIDO “OS VERDES” PROPÕE NO PARLAMENTO FIM DO FINANCIAMENTO PÚBLICO À TAUROMAQUIA

Os Verdes defendem o fim do financiamento público às touradas – Projeto de Lei será discutido amanhã no Parlamento

Discute-se amanhã, 20 de julho, na Assembleia da República o Projeto de Lei de Os Verdes que impede o financiamento público aos espetáculos tauromáquicos.

Os animais sencientes são detentores de um conjunto de direitos específicos e merecedores dos respetivos mecanismos normativos de proteção. À luz dos princípios consagrados na Declaração Universal dos Direitos dos Animais, dos quais salientamos - Nenhum animal será submetido a maus tratos nem a atos cruéis” (art.º 3º); “a) Nenhum animal deve ser explorado para entretenimento do homem. b) As exibições de animais e os espetáculos que se sirvam de animais, são incompatíveis com a dignidade do animal” (art.º 10º); - as touradas, coerentemente, não subsistiriam.

Para o PEV, a sociedade deverá caminhar no sentido do abandono de práticas que não são compatíveis com o estatuto de proteção que cada vez mais por todo o mundo se reconhece, justamente, aos animais. E as corridas de touros, mesmo que sob o prisma de um dito «espetáculo cultural», não podem deixar de ser reconhecidas como comportando uma dose nítida de violência, agressão, sofrimento e ferimentos sangrentos infligidos a animais.

Os Verdes entendem que não têm que ser todos os portugueses a pagar, com dinheiros públicos, as touradas através dos apoios ou subsídios que são atribuídos a empresas e particulares no âmbito da atividade tauromáquica. Não é justo que assim continue a acontecer. Esta atividade, a subsistir, deve autofinanciar-se e não depender de financiamento público e, por isso, o PEV entregou no Parlamento o presente Projeto de Lei que visa travar o financiamento público às touradas. Esta iniciativa legislativa será discutida amanhã, 20 de julho, no Parlamento.

PROTOCOLO ASSINADO HOJE PELO MUNICÍPIO DE CAMINHA “ABRE PORTAS” AO INVESTIMENTO DOS EMIGRANTES NO CONCELHO

Secretário de Estado das Comunidades Portugueses esteve em Caminha

O Município de Caminha - através do seu Gabinete de Apoio às Atividades Económicas -  e a Direção Geral dos Assuntos Consulares e Comunidades Portuguesas (DGACCP) – através do Gabinete de Apoio ao Investidor da Diáspora (GAID) e do Gabinete de Apoio ao Emigrante (GAE) acabam de celebrar um protocolo de colaboração. A partir de agora Caminha “tem uma porta de entrada numa rede consular que tem 127 postos consulares de carreira espalhados por todo o mundo. Caminha adquire o estatuto de Município que acede a esta rede consular e que tem uma rede diplomática ao seu dispor”, assumiu o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

assinatura protocolo sec estado comunidades portuguesas - 2016 (4).jpg

Miguel Alves realçou otrabalho que tem vindo a ser realizado pelo Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas: “é de saudar a iniciativa de perceber a importância da valia e do trabalho dos nossos emigrantes, e em perceber que os nossos emigrantes estão dispostos a investir em Portugal, precisam de uma porta e de uma morada, precisam saber com quem contactar, e a partir de agora Caminha vai ter com quem contactar”.

Sobre a importância deste protocolo o presidente da Câmara de Caminha garante: “este protocolo mantendo a preocupação social vai dar um upgrade naquilo que é o relacionamento dos territórios com os emigrantes. O que queremos é tratar de oportunidades. Tratar de oportunidades que beneficiam os emigrantes e que beneficiam o concelho de Caminha”.

O Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas enalteceu o papel do presidente da Câmara de Caminha desejando-lhe “as maiores felicidades para o desempenho das suas funções políticas, ele que já é um exemplo de autarca pela sua capacidade de empreender, pelo seu dinamismo, pela sua capacidade de se ligar às pessoas e de defender intransigentemente os valores deste território”.

Com a assinatura deste protocolo, o concelho de Caminha “tem a partir de agora a “chave” de uma porta de entrada numa rede consular que tem 127 postos consulares de carreira espalhados por todo o mundo, que por sua vez também têm a representação do AICEP, do Turismo de Portugal e do Instituto Camões”, assegurou José Luís Carneiro.

A colaboração estreita entre o Ministério dos Negócios Estrangeiros e o Município de Caminha vai permitir a promoção de ações de apoio ao investimento, designadamente assegurando a informação adequada para a concretização dos negócios em Portugal e facilitando o contacto entre investidores e entidades nacionais; de divulgação dos diversos programas de apoio e incentivo à competitividade, à atividade empresarial, visando o reforço da inovação, do empreendedorismo, do investimento das Comunidades Portuguesas, bem como, a sua divulgação junto das Juntas de Freguesia, e das entidades associativas nos países de acolhimento; de divulgação das diversas ofertas turísticas como valorização do território, proporcionando também novos hábitos de ocupação do período de férias da comunidade não residente, captando eventualmente novos investimentos neste sector de atividade e a promoção em conjugação com outras entidades, nomeadamente a bolsa de Emprego do Município e os Gabinetes de Inserção Profissional (GIP) locais (ETAP e AEVC), de ações que visam a informação aos cidadãos nacionais que pretendam trabalhar no estrangeiro, nomeadamente as previstas na campanha “Trabalhar no Estrangeiro”.

Em Caminha, o Gabinete de Apoio às Atividades Económicas funciona no edifício Paços do concelho. O horário de atendimento é das 9h00 às 13h00 e das 14h00 às 17h00 e o telefone 258 710 300.

assinatura protocolo sec estado comunidades portuguesas - 2016 (1).jpg

assinatura protocolo sec estado comunidades portuguesas - 2016 (2).jpg

assinatura protocolo sec estado comunidades portuguesas - 2016 (3).jpg

AMARES IMPULSIONA DESENVOLVIMENTO LOCAL

Município de Amares incentiva candidaturas ao PDR – 2020 para impulsionar desenvolvimento local

O presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, deixou, ontem, o repto aos amarenses para que aproveitem as oportunidades previstas no Programa de Desenvolvimento Rural - PDR 2020, contribuindo para o desenvolvimento da economia local. O desafio foi lançado numa sessão divulgação do DLBC Rural “Cávado com… vida”, um programa que será administrado pela ATAHCA – Associação de Desenvolvimento das Terras Altas do Homem, Cávado e Ave.

DSC05125.JPG

“Aproveitem estes apoios que estão aí e, muitas vezes, são escassos. A ATAHCA está disponível para vos fornecer toda a informação que necessitarem, assim como o Município de Amares que, dentro das suas possibilidades, também estará cá para vos apoiar, por isso, informem-se, passem a palavra, e agarrem com coragem estas oportunidades, importantíssimas para o crescimento e desenvolvimento do concelho e da economia local”, sublinhou Manuel Moreira.

Neste momento, estão disponíveis para iniciativas em meio rural no âmbito do PDR – 2020 dois avisos: pequenos investimentos nas explorações agrícolas e pequenos investimentos na transformação e comercialização, podendo ser consultados em: http://www.pdr-2020.pt.

Note-se que, estas sessões de esclarecimento estão a ser promovidas pela ATAHCA em cada um dos concelhos que integram o território do Cávado.

MILHARES DE PESSOAS VISITAM CABECEIRAS DE BASTO

Nos últimos dias, milhares de pessoas têm visitado Cabeceiras e Basto e o seu património.

Desde os passeios organizados, que juntam muitos autocarros, aos visitantes ‘por conta própria’ em grupo ou em família, Cabeceiras de Basto tem recebido um crescente número de turistas de localidades como Matosinhos, Vila Nova de Gaia, Paços de Ferreira, Paredes, Barcelos, Braga, Amares, Paredes de Coura, Alenquer, entre muitos outros.

Milhares de pessoas visitam Cabeceiras de Basto (1).jpg

De referir que alguns destes visitantes organizam até a celebração eucarística na Igreja do Mosteiro e outros grupos aproveitam os tempos de ócio para descansar e almoçar nos nossos parques de lazer e merendas.

Durante a estadia em Cabeceiras de Basto, os visitantes não têm perdido a oportunidade de, desde logo, apreciar a nossa gastronomia mas também ficar a conhecer, ou passar a conhecer melhor, entre outros, o Mosteiro de S. Miguel de Refojos, o Basto e a Casa do Tempo, alguns revivendo tempos antigos, outros ficando a conhecer as tradições, usos e costumes de outrora, desfrutando das mais diversas valências ao dispor neste espaço que é um verdadeiro centro interpretativo do concelho cabeceirense, que alia a tradição à modernidade.

A Casa do Tempo, localizada junto ao Mosteiro de S. Miguel de Refojos, permite aos visitantes, através do recurso às novas tecnologias, aceder à informação turística do concelho, mas também inteirar-se da dinâmica local registada nos diversos setores de atividade, assim como, conhecer as potencialidades que Cabeceiras de Basto encerra.

Cabeceiras de Basto tem hoje um conjunto de equipamentos modernos que, aliados ao Património legado pelos nossos antepassados, atrai cada vez mais turistas e visitantes.

Milhares de pessoas visitam Cabeceiras de Basto (2).jpg

JOSÉ MANUEL FERNANDES REELEITO PRESIDENTE DA DISTRITAL DE BRAGA DO PSD

Paulo Cunha preside à mesa da assembleia

José Manuel Fernandes foi reeleito presidente da Distrital do PSD em lista única. A mesma eleição confirmou ainda o presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, na presidência da Mesa da Assembleia Distrital.

José manuel fernandes.jpg

As eleições para os Órgãos Distritais de Braga do Partido Social Democrata, decorreram na passada sexta-feira, 15 de Julho.

José Manuel Fernandes considerou que “a manutenção das sete câmaras que o partido detém e a conquista de outras, entre as quais Guimarães e Barcelos, são os objetivos do PSD para as próximas autárquicas no distrito de Braga”.

O líder da distrital assumiu ainda que “o partido não vai perder nenhuma das câmaras que atualmente detém e vai conquistar outras”.

Por sua vez, Paulo Cunha realçou a forte participação dos militantes do partido nestas eleições, salientando que esta é a prova da “coesão, estabilidade e ambição do partido no distrito”.

“Estamos unidos, confiantes e determinados em alcançar os objetivos propostos”, acrescentou Paulo Cunha.

RESULTADOS DAS ELEIÇÕES NO CONCELHO DE FAMALICÃO

Comissão Política Distrital:

Votantes: 227

Lista A: 225

Branco: 2

Mesa da Assembleia Distrital

Votantes: 227

Lista A: 227

Branco: 0

Conselho de Jurisdição Distrital

Votantes: 227

Lista A: 226

Branco: 1

Comissão Distrital de Auditoria Financeira

Votantes: 227

Lista A: 226

Branco: 1

Representantes de Vila Nova de Famalicão à Assembleia Distrital

Votantes: 227

Lista A: 226

Branco: 1

VIZELENSES QUEREM DESPOLUIÇÃO DO RIO VIZELA

Debate ‘O Rio e a Cidade’ juntou vizelenses na luta pela despoluição do rio Vizela

Na sequência das iniciativas que Câmara Municipal de Vizela tem promovido para a despoluição Rio Vizela, decorreu na passada sexta-feira, 15 de julho, no Bar do Rio, um debate sobre o tema “O Rio e a Cidade: dinâmicas das culturas Ribeirinhas – caso específico de Vizela”.

debate rio.jpg

O debate contou com a presença de várias entidades, cuja atividade se encontra diretamente relacionada com os recursos hídricos, nomeadamente o Eng.º Pimenta Machado da Agência Portuguesa do Ambiente, o Eng.º Pedro Teiga, Doutor em Eng.º Ambiente pela Faculdade de Eng.º do Porto e a Engª Norberta Coelho, das Águas do Norte, entidade responsável pelo SIDVA e pelo saneamento em alta.

Além destas entidades, também participaram nesta debate alunos da Universidade do Minho, que apresentaram estudos efetuados no âmbito de unidades curriculares que vertem sobre os temas ambiente, recursos hídricos  e desenvolvimento sustentável, onde se demonstraram bons exemplos de convivência entre os rios e as cidades.

De salientar que este debate contribuiu para o esclarecimento da população sobre as mais variadas questões relacionadas com a poluição do Rio Vizela.

O Presidente da Câmara, na sua intervenção lembrou que a despoluição do Rio Vizela continuará a ser a sua grande luta, enfatizando, contudo que é uma luta de todos e para todos, destacando a importância do trabalho em pareceria com todas as associações vizelenses e não só, para que esta questão se possa resolver definitivamente.

O Edil realçou, ainda, que existe um longo caminho a percorrer para a efetivamente despoluição do Rio Vizela, mas será nesse sentido que o Município de Vizela continuará a trabalhar.

DESENHADORES MARCAM ENCONTRO EM ESPOSENDE

“Nós e os Cadernos” junta doze desenhadores em Esposende

Esposende acolhe, entre 22 e 24 de julho, a iniciativa “Nós e os Cadernos”, encontro destinado a falar sobre cadernos, sobre o desenho e o desenhar, sobre o documento e o documentar. Estão agendadas duas mesas redondas e eleitos três locais de referência, para doze desenhadores registarem o seu “apontamento”.

nós e os cadernos.jpg

Eduardo Salavisa, Eduardo Côrte-Real, Alexandra Belo, Vitor Mingacho, Tiago Cruz, Pedro Cabral, Mário Linhares, Marco Costa, Manuel San Payo, Manuel João Ramos, Ketta Linhares e José Louro vão debater com os presentes (entrada livre) a opinião sobre um registo que, apesar de privado e íntimo, merece ser partilhado e, assim, passa a ser uma outra coisa.

No dia 23, sábado, às 10H00, o encontro está marcado para o jardim do Largo Comendador Correia Leite, em Fão, de onde os desenhadores partirão à descoberta da vila. Nesse mesmo sábado, entre as 15H00 e as 18H00, o local de desenho será o Castro de São Lourenço em Vila Chã, aproveitando para vivenciar a “Galaicofolia, 2000 anos de festa” e outros locais da envolvente. No domingo, dia 24, entre as 10H00 e as 13H00, o local de concentração será o Largo Rodrigues Sampaio, em Esposende, a partir do qual os participantes se deslocarão conforme os seus interesses e motivações.

Nos dias 22 e 23, entre as 21H30 e as 23H30, realizam-se as mesas redondas sob o tema “Nós e os Cadernos”.

Eduardo Salavisa, um dos oradores nas mesas redondas, desenhador do quotidiano, parte para o evento “Nós e os Cadernos” com a questão: “E porquê no caderno? Desenha, escreve e expõe sobre Diário Gráfico em qualquer lugar e circunstância nas suas viagens sem data e sem itinerário.

Já a dupla Mário Linhares e Ketta Linhares soma ao debate a perspetiva d’O caderno como instrumento de ensino’. Ele, português nascido em Oeiras; ela, timorense nascida em Dili.

Ele, diretor de educação dos Urban Sketchers Portugal. Ela, líder do projeto artesanal Laloran, cadernos para desenhar e escrever. Ele, lidera projetos humanitários desde 97 e relaciona-os com o desenho, em retiros de diários gráficos, sob o tema “O espiritual no Desenho”; Ela, utiliza os cadernos como laboratório de experiências em que o desenho e as colagens de “coisas inúteis” compõem histórias únicas. Ambos são co-autores do livro diário de viagem “Costa do Marfim”, premiado em França.

Esta iniciativa, para além de colocar Esposende no mapa dos grandes desenhadores nacionais e da comunidade dos Urban Sketchers, pretende ainda dar a conhecer e envolver a comunidade local nesta forma de arte. Está prevista ainda a edição de um livro com os desenhos realizados durante o evento, que se traduzirá numa importante forma de dar a conhecer Esposende e a sua beleza.

PÓVOA DE LANHOSO EXPÕE ESCULTURA

"Escultura no espaço e no tempo" na Praça de Armas do Castelo

Trata-se de mais uma iniciativa no âmbito do programa de comemorações dos 20 anos do Núcleo Museológico do Castelo de Lanhoso. Da autoria de Ângelo Ribeiro, João Macedo e Moisés Tomé, a exposição "Escultura no espaço e no tempo" tem a abertura marcada para as 17h00 do dia 23 de julho, na Praça de Armas do Castelo da Póvoa de Lanhoso.

Escultura.jpg

 

“Pretendemos com esta exposição proporcionar aos Povoenses e a quem visita-nos uma oferta cultural mais ampla e, de certa forma, complementar ao que existe no interior do nosso Núcleo Museológico”, refere o Vereador para a Cultura da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, André Rodrigues.

Em termos concetuais, os autores procuram valorizar os Não Lugares da arte como palcos preferenciais de diálogo e interação com o público. Nos seus currículos, constam exposições em fábricas, tribunais, escolas, hotéis e também a organização de vários simpósios, nacionais e internacionais, de escultura, a organização de workshops, palestras e debates em torno da arte em contextos contemporâneos.

Nesse seguimento, esta exposição “apropria-se” do espaço da Praça de Armas do Castelo de Lanhoso numa interação direta entre o espaço e o tempo. Pretende proporcionar ao público o contexto para poder formular novas interpretações e descobrir caminhos de alternância numa simbiose entre a obra plástica e o espaço medieval.

A influência recíproca contribui para o reforço do pensamento artístico e, por aí, contribuir para o reforço da identidade local.

Com entrada livre, esta exposição estará patente ao público até ao dia 19 de agosto, de terça a domingo, das 10h00 às 18h00.

Ângelo Ribeiro, 1967, João Macedo, 1964, e Moisés Tomé, 1966, formados pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto em meados da década de 90, constituem o grupo Escultura de Raiz.

AMARES REALIZA DESFILE SOLIDÁRIO

desfilsoliamar.jpg

A marca D'Avo With Love existe com o propósito de ajudar os/as Avós a poderem demonstrar o quanto a sua criatividade pode ser ativa e apreciada.

No dia 26/julho, pelas 21h30, em frente ao Mosteiro de Rendufe, iremos prestar-lhes uma devida e sentida homenagem pelo trabalho que têm desenvolvido neste último ano.

Fizemos-acontecer momentos extraordinários de reconhecimento, de auto-estima e de muito carinho.

Vamos agora testemunhar mais um e contamos consigo através da sua presença e da sua partilha deste evento.

Sobre a marca D'Avo With Love:

A marca "D'Avó with Love" pretende organizar empresas do setor têxtil em torno de uma causa solidária, envolvendo investimento em tempo, excedentes e outros recursos disponíveis. Tem como principais atores: a indústria têxtil, os nossos séniores (e a sua experiência de vida) e as crianças que necessitam de um carinho em forma de uma peça de vestuário!

E está sediada em Amares!

Os voluntários envolvem as empresas e associações, estas fornecem os seus excedentes (fronhas, aplicações, rendas, elásticos, outros,...) e equipamentos em desuso, coordenam e formam os lares aderentes e voluntárias que costuram os vestidos e outras peças de vestuário, por fim, levamos sorrisos às crianças que são acolhidas em instituições devidamente identificadas e acreditadas.

As empresas ganham notoriedade ao nível da responsabilidade social, os nossos seniores envelhecem ativamente, as crianças recebem peças de vestuário de qualidade e os voluntários contribuem assim para a sua autoestima e felicidade!

Simples, não é?

FEIRA DO LIVRO EM PONTE DE LIMA RECEBE SEGUNDA CONFERÊNCIA SOBRE CARDEAL SARAIVA

A Feira do Livro de Ponte de Lima vai acolher a segunda conferência dedicada a D. Frei Francisco de S. Luís – o insigne Cardeal Saraiva - porventura uma das personalidades mais elevadas da cultura local. Orientada pelo historiador António Barros Cardoso, a palestra Cardeal Saraiva: o homem e os livros tem início marcado para as 19h00 da próxima quinta-feira, 21 de julho, dia de abertura do maior evento livreiro do concelho.

o_cardeal_saraiva (Small).jpg

Doutorado em História pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, onde exerce funções de docente, António Barros Cardoso tem dedicado parte da sua atividade profissional à investigação. Publicou mais de 70 artigos em revistas especializadas e editou, até ao momento, 12 livros. Um dos títulos lançados – Ler na livraria de Frei Francisco de São Luís Saraiva – pode ser consultado na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima.

Visite a Feira do Livro e assista à conferência de homenagem inserida nas comemorações dos 250 anos sobre o nascimento do Cardeal Saraiva (1766-2016)

Esperamos por si!

Próximas conferências:

- 23 de setembro - Frei Francisco de S. Luís: académico e filólogo, por Telmo Verdelho;

- 21 de outubro - O Cardeal Saraiva e o conflito entre o Estado e a Igreja na Revolução Liberal portuguesa, por Afonso Rocha;

- 11 de novembro - D. Frei Francisco de S. Luís e os estudos literários, por Cândido Martins;

- 02 de dezembro - Tensões e conflitos entre liberais e absolutistas no Alto Minho, no tempo de Cardeal Saraiva, por Alexandra Esteves.

NB - A conferência Frei Francisco de S. Luís e o nosso tempo, de Oliveira Ramos, contínua sem previsão de data.

ÂNCORA ACOLHE A PRÓXIMA REUNIÃO DESCENTRALIZADA DO MUNICÍPIO DE CAMINHA

Sessão pública terá lugar no dia 27 de julho, no edifício da Escola Primária da Freguesia, pelas 18h30

A freguesia de Âncoravai acolher a próxima reunião pública descentralizada no dia 27 de julho. O executivo caminhense estará no edifício da Escola Primária da Freguesia, pelas 18h30, para ouvir e esclarecer os ancorenses.

escola ancora.jpg

Recorda-se que na primeira ronda das reuniões descentralizadas, a que decorreu em Âncora foi uma das mais participadas, nomeadamente no que respeita ao número de pessoas inscritas.

As sessões públicas descentralizadas são mais um instrumento de participação que os munícipes têm à disposição para dialogar diretamente com o executivo camarário. Além de favorecerem a proximidade junto da população, estas reuniões permitem ao presidente e aos vereadores da Câmara Municipal ouvirem, esclarecerem e prestarem contas da gestão municipal, contribuindo assim para uma democracia local mais participativa.

No dia 27 de julho, os ancorenses têm a oportunidade de voltar a questionar o executivo caminhense. Os interessados deverão proceder à sua inscrição, com uma antecedência mínima de 48 horas na Câmara Municipal, através do telefone 258 710 300 ou do email geral@cm-caminha.pt. Também o podem fazer na Junta de Freguesia de Âncora. É de realçar que, no momento da inscrição, deverão indicar o contacto telefónico e o assunto a tratar. Será dada prioridade aos assuntos relacionados com as freguesias em questão e de interesse coletivo e/ou público.