Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BRAGA DEVOLVE MOINHO DE ESTE S. PEDRO À COMUNIDADE

Projecto foi um dos vencedores do OP 2014

Decorreu hoje, dia 16 de Julho, a inauguração da obra de requalificação do ancestral moinho de água de Este (S. Pedro e S. Mamede). Este projecto, um dos seis vencedores da edição 2014 do Orçamento Participativo, colocou em prática a recuperação e revitalização de toda uma zona nobre daquela União de Freguesias, contígua ao Rio Este.

moinhestebrag.jpg

A intervenção - a última a ser inaugurada do OP 2014 - visou recuperar e revitalizar um moinho ancestral movido a água, singular legado patrimonial e sociocultural que é parte integrante da memória de um povo - outrora símbolo de uma economia de subsistência que perdurou até às décadas de 60/70, muito importante na economia e na vida da população - e que se encontrava em ruínas e inactivo.

Como sublinhou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, é ´inegável a necessidade de recuperar, valorizar e divulgar estas marcas do nosso passado, no sentido de as mostrar às gerações actuais e futuras´, dada a importância que este património assume para fins didácticos e pedagógicos (visitas de estudo para todos os graus de ensino ao Centro Interpretativo do Circuito de Transformação do Cereal), culturais ou turísticos, contribuindo necessariamente para o desenvolvimento da freguesia e do Concelho.

“O sonho dos habitantes da freguesia é agora uma realidade graças à capacidade de mobilização da comunidade e do próprio executivo da União de Freguesias, resultando de uma cidadania activa em prol do bem comum. A requalificação deste património histórico local levou a que muitos depositassem o seu voto na recuperação e revitalização do moinho movido a água, que será uma grande mais-valia não apenas para os habitantes da freguesia, mas também para toda a população Bracarense”, referiu o Autarca, salientando a vertente da valorização turística de um espaço histórico que estava abandonado e enfatizando o esforço ambiental que o Município tem efectuado para criar condições de fruição nas margens do rio Este.

Segundo o Edil, o moinho prepara-se para ser um dos principais atractivos da União de Freguesias. “Além da sua requalificação, este legado patrimonial será um centro interpretativo com a reconstituição do circuito de transformação dos cereais e pronto a receber visitas de estudo ou turísticas, tal como diversas actividades culturais, dando o seu contributo ao desenvolvimento da freguesia e do Concelho”, garantiu.

Por seu turno, a concretização desse projecto é algo que ‘enche de orgulho’ Manuel Carvalho, presidente da União de Freguesias de Este (S. Pedro e S. Mamede).

Para Manuel Carvalho, esta é uma obra que irá certamente agradar a todos e será alvo de muitas visitas. “Com a concretização desta requalificação devolvemos o moinho à comunidade de Este e a todos os Bracarenses. Ao longo de muitos anos sempre me debati para que esta obra fosse executada”, afirmou, enaltecendo a iniciativa do Município de Braga em destinar verbas do orçamento municipal para que os cidadãos decidem quais os projectos a serem desenvolvidos.

moinhestebrag (2).jpg

moinhestebrag (3).jpg

moinhestebrag (4).jpg

moinhestebrag (5).jpg

moinhestebrag (6).jpg

BRAGA CRIA PARQUE DE LAZER EM GUISANDE E OLIVEIRA S. PEDRO

Parque de lazer de Guisande e Oliveira S. Pedro contribui para melhoria da qualidade de vida da população. Projecto foi um dos vencedores do OP 2014

A União de Freguesias de Guisande e Oliveira S. Pedro tem um novo espaço de lazer que com cerca de 8.000 m2 e que se estende por 120 metros ao longo do rio Guisande, um pequeno afluente do rio Este. O projecto, inaugurado hoje, dia 16 de Julho, foi um dos vencedores do Orçamento Participativo 2014.

bragapar.jpg

No local foi construída uma zona de areal e uma zona relvada com árvores, um parque de merendas com mesas e bancos devidamente integrados, revitalizado um moinho, instalado um bar e colocados todos os acessórios essenciais à boa preservação e conservação do local.

Segundo Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, a intervenção efectuada permite que esta União de Freguesias disponha de ´um dos melhores espaços de lazer de todo o Concelho. “É um fantástico local que os habitantes da União de Freguesias e todos os Bracarenses têm ao dispor para desfrutar de momentos de lazer e descontracção em família ou com os amigos, dispondo de condições que o tornam seguro e confortável”, afirmou.

De acordo com o Edil, usufruir de uma zona ambientalmente tão valorizada e bem conservada é algo que o Concelho pode e deve oferecer de forma distintiva face ao que é a malha urbana da Cidade. “Trata-se de uma oferta de excelência que vem aumentar a qualidade de vida e o bem-estar das populações, ao mesmo tempo que contribui para a protecção e preservação do nosso património natural”, disse.

Sendo este um projecto concretizado no âmbito do OP 2014, o Autarca referiu que esta é uma ´excelente ferramenta´ para as freguesias concretizarem os seus desígnios nos vários domínios de intervenção. “Neste caso concreto, a pró-actividade e capacidade de mobilização da comunidade possibilitou a valorização ambiental e turística de um espaço que será uma enorme mais-valia para a União de Freguesias e para o Concelho. O limite do financiamento era de 85 mil euros, no entanto entendeu a Junta que havia a oportunidade de ir mais longe, ser mais ambicioso, e incluir valências não abrangidas no projecto original que tornam o Parque ainda mais aprazível”, adiantou.

Como referiu Augusto Carvalho, presidente da União de Freguesias, a construção do Parque de Lazer deveu-se à conjugação de esforços de todos os que se mobilizaram em torno do projecto submetido ao OP 2014, bem como ao ´essencial apoio´ de empresários e de várias pessoas da comunidade durante o desenrolar das obras.

bragapar (2).jpg

bragapar (3).jpg

bragapar (4).jpg

bragapar (5).jpg

BRAGA VIRA CAPITAL DO XADREZ

Rescaldo Torneio Xadrez 37º Aniversário SoFernandes

O Clube de Xadrez de Braga realizou no decorrer destas duas últimas semanas, de 03 a 15 de Julho de 2016, um torneio de xadrez batizado de Torneio de Xadrez 37º Aniversário SoFernandes, ao ritmo de lentas (60’+30’’), com um “Prize money” de 30€.

cxb-37sofernandes-3.jpg

Este evento contou com um total de 12 jogadores, na sua grande maioria com jogadores da casa e realizou-se na morada de jogos do CXB, sita na Rua dos Barbosas 155, loja 24 - Braga.

Na primeira ronda, 03 de Julho, após o término da mesma, viveram-se momentos de festa onde convidados e jogadores cantaram os parabéns ao anfitrião do torneio David Fernandes pelo seu 37º aniversário.

Foram 7 rondas que permitiram a alguns jovens do CXB prepararem-se para as provas de lentas que se avizinham, bem como a muitos outros obterem o tão esperado elo FIDE. Aos restantes permitiu aperfeiçoarem todo o conhecimento de xadrez adquirido ao longo de anos e tentarem conquistar mais uns pontos de elo FIDE.

No final da ultima ronda houve necessidade de se aplicarem os critérios de desempate para encontrar o vencedor desta 2ª edição deste evento, pois todos estavam em igualdade pontual, pelo que o pódio ficou preenchido da seguinte forma:

Sergey Demyanchuk, CX Braga – 5,5 pts em 7

Afonso Fernandes, NX S Miguel – 5,5 pts

David Fernandes, CX Braga – 5,5 pts

Restante classificação aqui: http://xadrez64.com/resultados/1933/C

Mais informações em: http://clubexadrez-braga.pt

foto-bolo-37sofernandes.jpg

DEPUTADO JOEL SÁ QUESTIONA MINISTRO DA ECONOMIA ACERCA DA EXPLORAÇÃO DO CAULINO EM BARCELOS

Joel Sá questiona Ministro da Economia e o Secretário de Estado da Energia sobre o problema da exploração de caulino nas freguesias de Vila Seca e Milhazes, em Barcelos.

O Deputado Barcelense Joel Sá questionou o Ministro da Economia e o Secretário de Estado da Energia sobre qual o ponto da situação, o que está a ser feito e o que pensam fazer para resolver problema da exploração de caulino nas freguesias de Vila Seca e Milhazes, no concelho de Barcelos. Questões colocadas durante a audição da Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, de 13 de Julho, na Assembleia da República.

Joel_Sá1.jpg

Joel Sá evidenciou as constatações que verificou no local, junto dos populares e autarcas, como a falta de cumprimento do protocolo assinado entre a empresa com as Juntas de Freguesia e a Câmara Municipal, o recorrente incumprimento das condições de segurança, a contaminação de solos, a proximidade da escola, e a falta de fiscalização.

Problemas que se arrastam dia após dia, prejudicando seriamente os habitantes e as autarquias, degradando o bem-estar e o ambiente nas freguesias de Vila Seca e Milhazes.

Esta situação que é conhecida por todos os quadrantes políticos nomeadamente pelo partido socialista, que ainda recentemente prometeu publicamente aos habitantes e autarcas locais resolver este problema. Mas a verdade é que o problema continua, perpetua-se e na realidade nada fazem para o resolver. Como se reflectiu nas respostas dadas pelo Ministro e pelo seu Secretário de Estado que se traduziram num nim para a resolução do problema, refugiando-se com um “tema recorrente”, “problema antigo” e que estão acompanhar.

Os Barcelenses e especialmente as populações de Vila Seca e Milhazes desesperam por uma resolução urgente deste grave problema.

Visualize o vídeo com as questões colocadas por Joel Sá, em: www.youtube.com/watch?v=8LFeTghTR98
Visualize a audição completa da Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, em: http://bit.ly/29GF2Cg
Acompanhe a actividade política e parlamentar do deputado Joel Sá em www.facebook.com/JoelSa.Barcelos