Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ENTREVISTA DE MIGUEL VENTURA TERRA AO JORNAL “O SÉCULO” GERA DEBATE NO SENADO

Em 1913, no decorrer da sessão ordinária do Senado ocorrida no dia 20 de Janeiro, uma entrevista cedida pelo arquiteto Miguel Ventura Terra ao jornal “O Século” a propósito do estado lastimável em que se encontrava uma escola em Paredes de Coura, levou o deputado Silva Barreto a pedir providências ao governo, ali representado pelo Ministro do Fomento, António Maria da Silva, que em resposta garantiu que iria “procurar imediatamente os necessários elementos de informação” e “que, se houver responsabilidades em tam desgraçado caso, elas serão exigidas.”

z-mvterraparla.jpg

A sessão foi presidida por Anselmo Braamcamp Freire e secretariada por Artur Rovisco Garcia e Bernardo Pais de Almeida. O Debate vem publicado no Diário do Senado conforme se transcreve.

“O Sr. Silva Barreto: - Sr. Presidente: pedi a palavra para chamar a atenção do Sr. Ministro do Fomento para um artigo inserto no jornal O Século, e que tem por epígrafe: "Uma escola do tipo Bermudes transformada em sentina pública".

Êste artigo produziu-me uma dolorosa impressão.

  1. Exa., Sr. Presidente, e o Senado, sabem perfeitamente que o Século é um jornal de grande circulação e que, por isso, vai a todos os recantos do país.

Sabem tambêm V. Exa. e o Senado que o mesmo jornal tem advogado calorosamente a causa da instrução.

Não se podem negar os bons serviços que o Século tem prestado a essa causa.

A leitura desta local levou-me a chamar a atenção do Sr. Ministro do Fomento para êste facto, certamente único, na história da nossa administração pública.

Sei de visu, e por experiência própria, o que se tem feito nessas escolas.

Conheço escolas que são verdadeiras pocilgas.

Escuso de referir aqui o que o país muito bem conhece.

O Sr. Ventura Terra, entrevistado por um redactor do Século, cita factos realmente vergonhosos.

O Sr. Ventura Terra fez uma digressão à província do Minho e, visitando o concelho de Paredes de Coura, aí se lhe deparou um edifício de aspecto distinto, esplendidamente construído, edifício que, peias suas exterioridades, lhe deu a impressão duma escola do tipo Adães Bermudes.

Desejou ver o interior do edifício, e eis como êle descreve o que se lhe apresentou.

"Paredes de Coura é uma vila sem grandes características e quási sem interesse na construção, mas possui uns arredores cheios de encanto e uma paisagem admirável, fulva e brilhante. Quando aí passei, veio-me de repente para os olhos uma construção que saía absolutamente da monotonia geral. Era já fora da povoação, a muitos metros para alêm das últimas casas, e, de longe, pareceu-me que se tratava duma dessas escolas do tipo Bermudes o que ai se erguia na estrada poeirenta. Não me enganei. Era uma escola daquele tipo, mas esplendidamente construída, bom lançamento, bons materiais, boa mão de obra - um trabalho, na verdade excelente e digno, que me alegrou e por muito tempo me prendeu a atenção.

Desejei então ver o interior e fui até à porta - uma peça igualmente bem trabalhada, com belos acessórios - um quási primor de construção. Como eu batesse e ninguêm abrisse e a porta estivesse apenas encostada, avancei alguns passos no vestíbulo, batendo as palmas lá para dentro e chamando.

Entretanto, as portas estavam abertas; era evidente que havia ali alguém. Talvez mesmo fossem horas da aula... Estava eu nisto, quando reparo que, no soalho, alguém depositara o que é costume deixar-se em sítio a isso destinado! Encavaquei com o caso e avancei até a primeira porta que se me deparou, meti a cabeça olhei... O que eu vi então é tam espantoso que me não admira nada que o não acredite a maioria dos seus leitores: a sala

que tinha na frente estava atulhada de objectos, de entulho, de porcaria de toda a ordem! A população fizera daquilo uma sentina pública e lugar de despejo, cobrindo as paredes, magníficas de legendas obscenas!

Todas as outras casas estavam igualmente atulhadas de excremento, panelas velhas, lixo, toda a sorte de cousas inúteis que se abandonam e que a gente do sítio ia deixar ali, como o melhor recanto para conter essa trapàgem!

Escuso de dizer-lhe que corri todo o edifício; a população não poupara uma única dependência, invadira tudo nessa construção que se conservava aberta noite e dia para quem ali quisesse abandonar mais um caco, deixar mais um pouco de porcaria. A escola de Paredes de Coura está construída há três anos, e os soalhos, aqui e ali, apodrecidos pela urina, abrem rasgões que se não vêem sem uma grande revolta!

Um pormenor curioso: para que nada faltasse ali, tinham sido colocados reposteiros e cortinados - o detalhe de luxo... Pois até êsses tinham sido atacados pelo vandalismo local, que os encheu de porcaria e de rasgões, numa ânsia malévola ou inconsciente de destruição!

Quando eu saía, um padre da terra, que certamente me viu entrar e me esperava, um pouco vexado, tentou atenuar o desacato, dizendo que tudo aquilo era obra do rapazio.

- E o professor? - preguntei eu. ¿Êsse homem não tem meio de obstar a isto? Porque não veio êle ainda instalar aqui a escola?

Vagamente, o sacerdote falou-me numa pequena obra de adaptação que reclamou e não foi feita. Por êsse motivo é que êle não tomara conta do edifício.

Como se vê, a desculpa é tudo quanto há de menos... desculpável. Como reclamou uma obra qualquer e a não fizeram imediatamente, o bom do mestre-escola achou que o que tinha a fazer era... deixar derruir a casa! Devo dizer-lhe, como complemento da minha história, que a escola de Paredes de Coura está funcionando num horrível pardieiro, uma verdadeira casota, sem condições nenhumas para desempenhar o papel que lhe exigem. O homem, entretanto, prefere habitar ali a ser morador duma esplêndida casa, um pequenino palácio, cheio de encantos e de comodidades.

Sr. Ministro do Fomento: o estado de abandono, em que está a escola, não é culpa do professor.

  1. Exa. sabe que o Ministério do Fomento paga a construção e, depois de entregue à Câmara Municipal, é que o professor toma posse. Eu estou a ver aqui nestas palavras do padre, que talvez seja presidente da Câmara Municipal, a vontade de alijar responsabilidades sôbre o professor.

Eu peço a V. Exa. para mandar apurar o que há a êste respeito.

Declaro a V. Exa., para honra do magistério primário, que não posso admitir que se diga que o professor tem a escola nesse abandono.

O Sr. Ladislau Piçarra : - ¿E se, efectivamente, o professor tinha abandonado a escola, deixando que lá se pratique tudo isso ?

O Orador: - O professor não pode ter responsabilidade alguma, pois a escola não lhe foi entregue.

O Sr. Ladislau Piçarra : Devia ter denunciado o facto.

0 Orador: - Isso é com a consciência de cada um.

Peço ao Sr. Ministro que investigue o que há acêrca dêste assunto tam lamentável, a que se refere o Sr. VenturaTerra.

Imagine V. Exa. impressão dolorosa, o desgosto que se sente, ao ler-se que uma escola está transformada em sentina pública.

O orador não reviu.

O Sr. Ministro do Fomento (António Maria da Silva): - Devo dizer a V. Exa. que não me passou despercebida essa notícia a que S. Exa. se referiu, e tratei de procurar imediatamente os necessários elementos de informação.

Espero que, pelas providências que já tomei e por outras que se seguirem, nunca mais possam aparecer, com fundamento, notícias, como aquela a que V. Exa. se referiu e que incontestavelmente degradam o país.

Pode V. Exa. ter como certo que, se houver responsabilidades em tam desgraçado caso, elas serão exigidas.

O orador não reviu.”

ARCOS DE VALDEVEZ COMEMORA DIA DO CONCELHO

Comemoração do Dia do Concelho. Inaugurado novo Pelourinho das Crianças

“O nosso empenho e capacidade de concretizar está patente nas muitas iniciativas que estão concluídas ou em curso e no investimento de mais de 60 milhões de euros que realizamos nos últimos dois anos e meio.” - afirmou João Manuel Esteves, Presidente da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez

Arcos de Valdevez viveu com grande festa as comemorações do Dia do Concelho, assinalado a 11 de Julho. Este é um dia de muito orgulho para todos/as os/as arcuenses que ficou marcado por uma programação vasta e rica culturalmente.

dia_concelho_2016 (3).JPG

O dia começou cedo com o Hastear das Bandeiras, com participação dos Bombeiros Voluntários, Corpo Nacional de Escuteiros e Banda da Sociedade Musical de Arcos de Valdevez, pelas 10h00 na Praça Municipal, ao qual se seguiu a Apresentação do Portal da Memória Arcuense, Arquivo Municipal José Terra. Este Portal destina-se a trabalhar temáticas relativas à memória e ao património imaterial do concelho e, com o mesmo, pretende-se realizar a recolha e divulgação de diferentes tipos deste património, com incidência nas Histórias de Vida, na Memória e nas Tradições, mas também nas fontes escritas, tais como os jornais locais, através da Hemeroteca Digital, e as publicações municipais.

Após este momento decorreu a Inauguração da instalação artística "Pelourinho das Crianças". Integrado na programação de Comemorações dos 500 anos do Foral de Valdevez, o projeto artístico “Pelourinho das Crianças” integra 500 azulejos realizados pelo total das crianças dos Jardins de Infância concelhios durante os anos letivos 2014/15 e 2015/16, no âmbito das atividades desenvolvidas pela Casa das Artes, representando a forma como cada criança vê o monumento.

dia_concelho_2016 (25).JPG

O Presidente da Câmara Municipal adiantou que “este ano o destaque das Comemorações foi para o novo símbolo da autonomia municipal. Erguemos um novo Pelourinho. Este projeto (…) alia valorização do património histórico com educação e arte. Este novo Pelourinho não substitui o primeiro, completa-o. Não apagamos ou esquecemos o passado. Aprendemos com ele. Projetamos futuro”, enfatizou.

Seguidamente decorreu a sessão Solene de Comemoração do Dia do Concelho, na qual o autarca, avançou que “Apesar dos tempos atuais não serem de facilidades, temos de olhar em frente e identificar e aproveitar as oportunidades que possam surgir. Com vontade de querer construir o futuro da nossa Terra. O Município de Arcos de Valdevez e os/as arcuenses estão a avançar na construção de um concelho com melhor educação e mais inclusivo, mais criativo e próspero, que gere emprego e rendimento e mais sustentável.”

Com confiança, esperança e determinação, estou convicto que todos/as os/as arcuenses, os residentes e a nossa comunidade de emigrantes, saberemos enfrentar os desafios do presente e legar às gerações vindouras um concelho com mais oportunidades, melhor qualidade de vida e mais atrativo para viver, investir e visitar.“

A sessão integrou a apresentação da edição fac-simile da obra de José Cândido Gomes "As Terras de Valdovês: Memórias Históricas e Descriptivas do Concelho dos Arcos de Val de Vez". Sobre esta obra João Manuel Esteves atestou que “Esta edição é um estudo monográfico do nosso concelho, da nossa História e do nosso território, originalmente em cinco volumes, editados entre 1899 e 1903.”

As comemorações do Dia do Concelho encerraram com um momento de excelência proporcionado pela atuação do fadista Ricardo Ribeiro no Jardim dos Centenários.

dia_concelho_2016 (14) (1).JPG

dia_concelho_2016 (20).JPG

BRAGA REFORÇA PROTEÇÃO CIVIL

Bombeiros Sapadores reforçam eficácia dos serviços de protecção civil. Município celebra protocolo de cooperação com ANBP e SNBP

O Município de Braga celebrou hoje, 14 de Julho, um protocolo com a Associação Nacional de Bombeiros Profissionais (ANBP) e o Sindicato Nacional de Bombeiros Profissionais (SNBP) que visa a implementação de quatro turnos de serviço na Companhia de Bombeiros Sapadores de Braga.

jalberto.bombeiros-2.jpg

Para além de assegurar a aplicação das 35 horas semanais e a sua regulamentação no horário de trabalho, o acordo reflecte uma melhoria das condições de trabalho dos bombeiros, reforçando igualmente a eficácia do serviço de protecção civil prestado à população Bracarense.

Na cerimónia, realizada no novo quartel onde, a partir de hoje, começa a funcionar o turno da noite, o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, enalteceu a relação de diálogo, cooperação e proximidade que tem existido entre o Município e as estruturas sindicais, “na busca das melhores soluções possíveis para o interesse dos bombeiros e das populações”.

jalberto.bombeiros-7.jpg

O Edil lembrou que a aplicação das 35 horas semanais tem “consequências do ponto de vista da gestão operacional dos recursos, em especial na área dos bombeiros”, pelo que “foi necessário chegar a um acordo que definisse os moldes de funcionamento da Companhia de Sapadores Bombeiros, em particular nesta época mais sensível do dispositivo especial de combate a incêndios florestais, e que abrisse as portas a uma reflexão sobre o modelo de funcionamento para o futuro”, explicou Ricardo Rio.

Por seu turno, Sérgio Carvalho, presidente do SNBP, agradeceu a disponibilidade do actual Executivo Municipal para ouvir os bombeiros e para, com os sindicatos, resolverem os problemas da Companhia de Sapadores de Braga.

“Desde Setembro de 2013 que se assistiu a uma mudança de paradigma na protecção civil de Braga com o investimento em material e com a substituição de equipamentos. Foi activada a equipa de mergulhadores e nos últimos 14 meses foram ministradas mais de 2.500 horas de formação nas diversas áreas, sendo uma das corporações que mais formação recebeu em Portugal nos últimos meses”, referiu Sérgio Carvalho.

jalberto.bombeiros-8.jpg

ELEIÇÕES DISTRITAIS DE BRAGA DO PSD DECORREM ESTA SEXTA-FEIRA

Voto realiza-se das 18h00 às 22h00 na sede do Partido Social Democrata

Decorre amanhã, sexta-feira, dia 15 de julho, as eleições para os Órgãos Distritais de Braga do Partido Social Democrata. As urnas estão abertas entre as 18h00 e as 22h00, em todas as mesas concelhias.

Paulo Cunha com José Manuel Fernandes.jpg

Em Vila Nova de Famalicão, as eleições decorrem na sede do partido, sita na Rua Adriano Pinto Basto.

Podem exercer o direito de voto todos os militantes do distrito com capacidade eleitoral, isto é, ativos e com quotas regularizadas.

A lista única é encabeçada pelo eurodeputado José Manuel Fernandes, que se recandidata ao cargo. Para além de José Manuel Fernandes na liderança da Comissão Política, a lista recandidata o presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, para a presidência da Mesa da Assembleia Distrital.

À liderança do Conselho de Jurisdição Distrital candidata-se o advogado Cláudio Carvalho e para a presidência da Comissão Distrital de Auditoria Financeira é proposto o barcelense António Gomes da Silva.

“É com confiança reforçada que me recandidato à liderança do PSD no distrito, assumindo como objetivo ser o partido mais votado e com mais presidências de autarquias, a fim de intensificarmos o trabalho para garantir melhor qualidade de vida, progresso e oportunidade de sucesso a todos os cidadãos do distrito de Braga”, referiu José Manuel Fernandes aquando da apresentação da sua recandidatura.

José Manuel Fernandes é deputado ao Parlamento Europeu desde 2009. É licenciado em Engenharia de Sistemas e Informática pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Minho e frequentou o 3.º Ano do Curso de Direito da Escola de Direito da Universidade do Minho.

Exerceu as funções de presidente da Câmara Municipal de Vila Verde entre 1997 e 2009.

Foi cabeça-de-lista do PSD pelo círculo eleitoral de Braga nas eleições legislativas de 1999 e deputado à Assembleia da República, na VIII Legislatura, integrado no Grupo Parlamentar do PPD/PSD.

Foi eleito deputado Parlamento Europeu nas eleições europeias de 2009, e reeleito nas eleições europeias de 2014. Integra, assim, o Grupo do Partido Popular Europeu.

É presidente da Comissão Política Distrital de Braga do PSD e presidente honorário da ACES - Federação das Cidades e Capitais Europeias de Desporto.

Em 2015 assumiu a função de relator e negociador do Parlamento Europeu no Orçamento da União Europeia para 2016 e foi nomeado relator pela Comissão dos Orçamentos do Parlamento Europeu para o Fundo Europeu para Investimentos Estratégicos (FEIE), também conhecido como "Plano Juncker".

Refira-se que as eleições para os órgãos distritais incluem também a eleição para a Comissão Política, Mesa da Assembleia Distrital, Conselho de Jurisdição e Auditoria Financeira, e decorrerão, em todas as mesas de voto concelhias.

Lista

COMISSÃO POLÍTICA DISTRITAL

PRESIDENTE: José Manuel Ferreira Fernandes

PRESIDENTE: José Manuel Ferreira Fernandes

VICE-PRESIDENTE: João Alberto Granja dos Santos Silva

VICE-PRESIDENTE: André Guimarães Coelho Lima

SECRETARIO DISTRITAL: Vítor Manuel Gaspar M. L. Moreira

TESOUREIRO: Jorge Adélio Martins Pereira da Costa

VOGAIS:

José dos Santos Novais

António Benjamim da Costa Pereira

Sofia Manuela C. Machado Fernandes

Manuel José Torcato Soares Baptista

José Manuel Teixeira de Sousa

Maria Celeste Vilela Fernandes Cardoso

Francisco Manuel Monteiro Pacheco Ribeiro

Álvaro Luís de Sousa Fernandes, militante

Laura Patrícia de Sousa Monteiro Magalhães

António Manuel da Cunha Martins

MESA DA ASSEMBLEIA PRESIDENTE: Paulo Alexandre Matos Cunha

VICE-PRESIDENTE: Joaquim Monteiro Mota e Silva

SECRETÁRIO: Adélio Barbosa de Miranda

SECRETÁRIA: Maria Gabriela Cunha B. Rodrigues Fonseca

CONSELHO DE JURISDIÇÃO

PRESIDENTE: Cláudio Domingues dos Santos Carvalho

VOGAIS:

Paulo Alexandre Lopes de Carvalho Viana

Belmiro Filipe Pinto dos Santos

Sílvia Marlene Vilas Boas da Costa

AUDITORIA FINANCEIRA

PRESIDENTE: António Gomes da Silva

VICE-PRESIDENTE: João Januário T. D. Veloso de Barros

SECRETÁRIO: António José Ferreira Afonso

Locais de Voto: Amares – Rua Francisco Bernardo Sousa Monteiro, n.º 36, Ferreiros

Barcelos – Av. Alcaides de Faria, 270m – 1.º Dt.º Cabeceiras de basto – Rua das Pondres (Quinchoso)

Celorico de Basto – Ria Baltazar Rebelo de Sousa e Castro – Ed. S. Silvestre Bloco C, Loja 5

Esposende – Largo Dr. Fonseca Lima, 14 – A

Fafe – Praça 25 de Abril Guimarães – Largo do Toural, 125 – 1.º

Póvoa de Lanhoso – Rua Comandante Luis Pinto Silva, n.º 1 – 4.A

Terras de Bouro – Junta de Freguesia de Moimenta

Vieira do Minho – Av. Barjona Freitas – Edif. Alto Minho

Vila Nova de Famalicão – Rua Adriano Pinto Basto 212 – 3.º Sala 14

Vila Verde – Rua 1.º de Maio, n.º 33 – 1.º Trás

Vizela – Rua Fonseca e Castro, n.º 130 B

ARCOS DE VALDEVEZ REALIZA 1º TROFÉU RECONTRO DE VALDEVEZ

Câmara Municipal de Arcos de Valdevez e LGSP Sports by Lufthansa LGSP organizam o 1º Troféu Recontro de Valdevez

Em parceria com a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez, a LGSP Sports by Lufthansa LGSP irá organizar o 1º Troféu Recontro de Valdevez com a participação do Real Sporting de Gijon e C.D. Feirense e que terá lugar no próximo dia no dia 22 de julho às 18h30.

trofeu_recontro_valdevez.jpg

Este torneio insere-se na preparação de pré-temporada da equipa espanhola do Sporting de Gijon. A organização deste estágio de pré temporada está a cargo da LGSP Sports e insere-se “no âmbito das suas atividades de captação de Turismo Desportivo para Portugal, em particular para o Norte de Portugal”, como refere Paulo Geisler, administrador da LGSP Sports by Lufthansa LGSP. “Este estágio revela-se de especial importância por ser a única equipa da La Liga (1ª Divisão Espanhola) a escolher Portugal como destino da sua preparação”.

O Real Sporting de Gijon tem como treinador Abelardo, antigo jogador do Barcelona com 54 internacionalizações pela Seleção Espanhola.

De referir ainda que no âmbito deste estágio, irá realizar-se também no dia 19 de julho às 18h30, no Estádio Municipal da Coutada, em Arcos de Valdevez, o encontro A.D. Fafe x Real Sporting de Gijon.

PAN QUER PROIBIR CIRCULAÇÃO DE VEÍCULOS DE TRACÇÃO ANIMAL

O PAN acompanhou uma petição de cidadãos entregue na Assembleia da República que pede a proibição da circulação de veículos de tração animal na via pública. O projeto de lei do PAN refere o perigo de segurança rodoviária decorrente da circulação nas estradas portuguesas de veículos de tração animal que não estão homologados, sinalizados ou segurados para circular na via pública, sendo comum a ocorrência de acidentes fatais causados por este tipo de veículos que, constituindo um perigo para os outros condutores, também não oferecem qualquer segurança aos seus ocupantes ou aos animais que os movem.

O Código da Estrada não prevê que o condutor destes veículos necessite de Carta de Condução, apesar de circularem lado a lado com outros veículos motorizados, em estradas muitas vezes bastante movimentadas, podendo, por exemplo, uma criança conduzir uma carroça. Para além disso, não há qualquer impedimento ao consumo de álcool ou estupefacientes por parte destes uma vez que não há qualquer previsão no Código da Estrada a esse respeito.

Em pleno século XXI, com a sensibilidade global a aumentar em relação aos seres que connosco partilham o planeta, são conhecidas as manifestações de turistas internacionais, principalmente norte-americanos e ou de países do norte da Europa, onde as normas relativas ao bem-estar de animais estão muito mais desenvolvidas, contra a sua utilização para fazer um trabalho que é totalmente desnecessário numa sociedade evoluída. E têm sido levantadas várias questões quanto ao bem-estar destes animais, muitas vezes sujeitos a excesso de carga, alimentação deficitária, ausência de abeberamento ou falta de proteção contra as intempéries e elevadas temperaturas, sendo que existem várias denúncias de abandono quando estes animais perdem a utilidade para os seus detentores.

De referir ainda que perante as alternativas de mobilidade existentes, não se justifica continuar a usar seres vivos para desenvolver um trabalho extremamente duro e penoso para os animais que é facilmente substituído por máquinas.

O uso deste tipo de veículos deve ser substituído por outros mais eficientes e que não necessitem de tracção animal. O Estado deve criar incentivos para que esta mudança aconteça sem prejuízo dos cidadãos que ainda recorrem à tracção animal como meio de transporte de carga ou pessoas. Esta evolução traz claros benefícios para a sociedade com formas de mobilidade mais seguras e velozes e para os animais que deixam de ser expostos a uma exploração que não é necessária. Todas as mudanças geram estranheza, é certo, no entanto, medidas como esta podem representar grandes passos na evolução civilizacional e ética exigida por cada vez mais cidadãos

IMPRENSA DO REINO UNIDO DESTACA PONTE DE LIMA

Ponte de Lima referenciada nos conceituados jornais britânicos The Guardian e no Daily Mail

Considerando o Turismo como um eixo estratégico de desenvolvimento, Ponte de Lima é um Destino Turístico de excelência, beneficiando de uma localização privilegiada no epicentro da Euroregião Norte de Portugal - Galiza, onde a gastronomia, o enoturismo, o património histórico e paisagístico, os desportos de natureza e equestres, o alojamento de qualidade, complementam uma oferta muito apetecível, com identidade e qualidade, que os operadores turísticos tanto procuram.

Ponte_de_Lima_Fot_Jose_Barata (Small).jpg

Neste contexto, na última semana foram publicados dois artigos sobre Ponte de Lima em dois jornais de referência do Reino Unido, no The Guardian e no Daily Mail.

O conceituado jornal inglês The Guardian publicou um artigo, identificando os melhores hotéis em Portugal, a menos de 100 Libras/noite, no qual referencia a Casa de Pomarchão – em Arcozelo – Ponte de Lima. Sugerindo uma passagem pelo Norte de Portugal e uma paragem em Ponte de Lima, o The Guardian, descreve a história e os serviços da Casa de Pomarchão: “Um solar do seculo XV, que foi aumentada em 1775, ao estilo Pombalino. Tem 7 casas e apartamentos, mobilados à tradicional moda do Norte de Portugal - imagine algo com madeira escura polida. Tem uma capela, tem piscina e pequeno-almoço com bolos caseiros. Fica a 3 minutos de distância da margem do rio Lima, na reconhecida Vila mais Antiga de Portugal".

Por sua vez, o Daily Mail, começa por recordar a tradicional lenda do Rio Lethes. Dois mil anos depois, escreve o Daily Mail, Ponte de Lima mantém viva a tradição, “encontrando-se no areal perto da água 24 legionários, em tamanho real, vestidos com os seus uniformes, o seu escudo, túnicas e capacetes, virados para o rio, como se o fossem atravessar”. Segundo o Daily Mail, a “Vila Mais Antiga de Portugal é encantadora e tranquila, com uma sedutora mistura de casas históricas que proporcionam caminhadas à beira-rio, perfumadas com buganvílias ao som dos sinos das igrejas, e o que um dia foi o rio do esquecimento é agora local de caiaques e canoas”. Sobre a Ponte Medieval, escreve o Daily Mail, “a nobre ponte de pedra, arcada, oferece passagem desde há seculos aos peregrinos de Santiago de Compostela.” Para finalizar o jornal inglês menciona que “Ponte de Lima é local tradicional de produção de vinho. Vinho Verde, leve e seco branco é produzido aqui.”

ARCOS DE VALDEVEZ REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

REUNIÃO ORDINÁRIA DE 12 DE JULHO DE 2016

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA

No Período antes da Ordem do Dia foram aprovados dois votos de louvor: um destinado a reconhecer o excelente desempenho do arcuense Adrien Silva, ao serviço da seleção nacional, no Campeonato da Europa de Futebol e outro dirigido aos sacerdotes arcuenses que integraram a equipa de futsal da diocese de Viana do Castelo que venceu mais um torneio nacional;

O Sr. Presidente também se referiu ao grande êxito que foi a recriação histórica do “Recontro de Valdevez”, lembrando que grande parte deste sucesso se deveu ao envolvimento do movimento associativo. Relevou também a sua apresentação na estação de S. Bento, no Porto, com assinalável êxito cultural e turístico; sobre a estratégia de divulgação do Concelho, informou a Câmara de que ela assenta em dois pilares principais que são o património e a modernidade.

De igual modo deu conhecimento à Câmara que nas próximas quarta e sexta-feira o complexo desportivo irá acolher jogos de futebol, nos quais participarão as equipas principais do Rio Ave, Sporting de Gijón, Estoril, Paços de Ferreira e Desportivo das Aves, com potencial cobertura mediática portuguesa e espanhola;

Também informou que  na próxima sexta-feira, pelas 17,00 horas, se irá realizar a inauguração do CAO – Centro de Atividades Ocupacionais para pessoas com deficiência, a instalar no Hospital de S. José, da Santa Casa da Misericórdia, com a presença da Secretaria de Estado da Inclusão das pessoas com deficiência.

Por último, informou que no próximo fim-de-semana se vai realizar a “Feira de Artes e Ofícios Tradicionais 2016” em Soajo, a qual contará na cerimónia inaugural com a presença do Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural.

REABILITAÇÃO DE PAVIMENTOS EM VIAS MUNICIPAIS - BLOCO 2: foi deliberado adjudicar a obra à empresa Martins & Filhos, S.A., pelo valor de 154.297,19 €, + IVA

PROTOCOLOS SAPADORES FLORESTAIS 2016/2017: foi deliberado aprovar a celebração de protocolos com a Associação Florestal Atlântica, Assembleia de Compartes dos Baldios da Freguesia de Cabreiro, Assembleia de Compartes dos Baldios da Freguesia da Gavieira e Assembleia de Compartes dos Baldios da Freguesia de Soajo no valor de 27.500,00 euros cada.

            O protocolo a celebrar com a Associação Florestal do Lima deve iniciar-se apenas em 1 de novembro de 2016 e será por um período de 8 meses no valor de 16.667,00 euros.

PROTOCOLOS

Foi deliberado aprovar a minuta de protocolo a celebrar com a FOLIA - Associação de Festas e Animação Cultural de Arcos de Valdevez (Salvador), referente ao ano 2016, cujo valor total é de 180.000,00 €. Este protocolo engloba a realização das Festas de Nossa Senhora da Lapa, do Carnaval, do S. João e da Passagem de Ano.

            - Idem, protocolos com várias associações do concelho para a prestação de serviços de transporte escolar para o ano letivo 2016/2017, com as seguintes entidades:

            - Associação Amigos de Oliveira, pelo valor de 23,00€ diários, prevendo um custo total em 2016 de 1541,00€ (67 dias) e 2484,00€ em 2017 (108 dias);

            - Associação Recreativa e Cultural Juventude de Vila Fonche, pelo valor de 46,92€ diários, prevendo um custo total em 2016 de 3143,64€ (67 dias) e 5067,36€ em 2017 (108 dias);

            - Associação Cultural de Teatro - Grupo Alerta, pelo valor de 46,00€ diários, prevendo um custo total em 2016 de 3082,00€ (67 dias) e 4968,00€ em 2017 (108 dias);

            - Associação Desportiva e Cultural Aboim/Sabadim, pelo valor de 105,80€ diários, prevendo um custo total em 2016 de 7088,60€ (67 dias) e 11426,40€ em 2017 (108 dias);

            - Associação Recreativa e Cultural de Guilhadeses, pelo valor de 55,20€ diários, prevendo um custo total em 2016 de 3698,40€ (67 dias) e 5961,60€ em 2017 (108 dias).

INSTALAÇÃO DA REDE DE DEFESA DA FLORESTA CONTRA INCÊNDIOS DE ARCOS DE VALDEVEZ - ABERTURA DE REDE PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA DE FAIXAS DE GESTÃO DE COMBUSTÍVEL (Miranda, Rio Frio, Padreiro SANta Cristina, Proselo, Parada e Vila Fonche): foi deliberado aprovar pelo valor base de 229.000,00 euros a aquisição de serviços para a abertura de rede primária de faixas de gestão de combustíveis, através de instalação de faixa de interrupção de combustível e faixa de redução de combustível, contemplando ações de fogo controlado em 35,75ha e ações moto-manuais em 162,30ha, bem como a abertura de rede secundária de faixas de gestão de combustível associadas a troços de rede viária florestal fundamental de acesso à rede primária de faixas de gestão de combustível, através da redução de combustível, numa área total de 2,4ha.

AQUISIÇÃO DE 26 LUMINÁRIAS "LED" ZONA HISTÓRICA: foi deliberado aprovar a adjudicação ao concorrente Bricantel – Comércio de Material Eléctrico de Bragança, Lda., pelo valor de 9.549,00 €, não incluindo o imposto sobre o valor acrescentado (IVA).

DIVISÃO DE DESENVOLVIMENTO SÓCIOCULTURAL – “Domingos Saudáveis” - Edição 2016: o Câmara aprovou os custos para a realização das aulas de aeróbica "Domingos Saudáveis", atividades físicas promovidas pelo "Studio 601", referentes à edição 2016 da "Domingo Saudável", a decorrer no Campo do Trasladário, no período compreendido entre 17 de Julho a 11 de Setembro, no total de 8 domingos.

O custo total da iniciativa ascende a 3.950.00 euros.

OBRAS MUNICIPAIS

REABILITAÇÃO DE ACESSOS, MUROS E DRENAGENS DO ESPAÇO ENVOLVENTE DO PAÇO DE GIELA: foi deliberado adjudicar a obra à empresa PREDILETHES - Equipamentos, Lda., pelo valor de 115.950,00 € (+IVA).

ESTÁDIO MUNICIPAL DE RUGBY – DRENAGENS: foi deliberado adjudicar a obra à empresa Exotikvalor – Engenharia e Ambiente, Lda., pelo valor de 41.940,00 €, não incluindo o imposto sobre o valor acrescentado (IVA).

DIVISÃO DE AMBIENTE E SERVIÇOS DE GESTÃO – AQUISIÇÃO DE SERVIÇOS DE SAÚDE NO TRABALHO: foi deliberado autorizar a abertura de procedimento para aquisição de serviços de saúde no trabalho, pelo valor base de 30 800 euros (mantendo-se o preço praticado por hora de serviços médicos e por exame médico do último contrato).

Ampliação da Rede de Abastecimento de Água – Cabreiro: foi deliberado aprovar uma prorrogação GRACIOSA do prazo até 25.07.2016, isto é, de 45 dias, sem direito a revisão de preços nesse período, a fim de o empreiteiro concluir a execução dos trabalhos.

Execução de Obras de Manutenção / Recuperação de Pavimentos na Ecovia: foi deliberado homologar o auto de vistoria para efeitos de receção provisória, referente à obra mencionada em epígrafe, adjudicada à empresa Machado & Cunha, Lda.

AQUISIÇÃO DE 133 M2 DE PROPIANHO DE GRANITO: foi deliberado autorizar a abertura de procedimento concursal no valor previsto é de 7.980 € para aquisição de 133 m2 de propianho.

AMPLIAÇÃO DA REDE DE SANEAMENTO BÁSICO - FREGUESIAS DE PROZELO E AGUIÃ AO LONGO DA EN 101: foi deliberado aprovar o auto de consignação respeitante à empreitada referida em epígrafe, adjudicada à empresa Terra & Pedra – Terraplanagens, Lda., pelo valor de 144.088,92 €, e prazo de execução de 180 dias.

AMPLIAÇÃO DA REDE DE SANEAMENTO BÁSICO A TABAÇÔ - NÚCLEO CENTRAL: foi deliberado aprovar o auto de consignação respeitante à empreitada referida em epígrafe, adjudicada à empresa Esboço Direto, Lda., pelo valor de 145.642,40 €, e prazo de execução de 120 dias.

AMPLIAÇÃO DA REDE DE SANEAMENTO BÁSICO - FREGUESIA DE PARADA AO LONGO DA EN 101: foi deliberado aprovar o auto de consignação respeitante à empreitada referida em epígrafe, adjudicada à empresa Esboço Direto, Lda., pelo valor de 34.576,98 €, e prazo de execução de 120 dias.

LICENCIAMENTOS:

PROCESSO Nº 1/2016 – L60-LICENC.COMBUSTÍUVEIS: foi deliberado proceder à aprovação dos projetos de especialidades da operação urbanística sita no lugar de Ataúde – Lote 1 – Loteamento 7/2006, da freguesia de Paçô da firma IMOVALDEVEZINTER – Sociedade de Gestão Imobiliária, Lda., com sede no lugar de Ataúde, freguesia de Paçô, deste concelho.

AMARES DISTINGUE ALUNOS DO CONCELHO

Alunos de Amares distinguidos na festa de encerramento de ano letivo 

Centenas de alunos do ensino básico foram distinguidos, na noite de ontem, na festa de encerramento do ano letivo do Agrupamento de Escolas de Amares, momento em que foram atribuídos os diplomas de mérito, excelência, humano e desportivo, como forma de reconhecimento do seu desempenho ao longo letivo. A distinção, que seguiu os critérios definidos pelo Agrupamento, fez-se também com a entrega de prémios patrocinados por várias entidades, entre elas o Município de Amares.

DSC05000.JPG

A festa de encerramento de ano letivo decorreu na Escola EB 2 e 3 de Amares, na presença do presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, da vereadora da Educação, Cidália Abreu, do diretor do Agrupamento de Escolas, Pedro Cerqueira, da presidente do Conselho Geral do Agrupamento de Escolas, Maria Cristina Bastos e do presidente da Associação de pais, Cristóvão Gomes.

“Distinguir o mérito, o trabalho e empenho dos alunos é aquilo que se pretende com esta bonita festa. É um momento importante para valorizar o seu percurso académico e que serve também como propósito para juntar pais, familiares, amigos, professores e restante comunidade educativa”, destacou o diretor do Agrupamento de Escolas, Pedro Cerqueira.

O presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, que durante anos lecionou e foi diretor naquela escola, reconheceu estar a viver um momento de emoção.

“É um prazer estar aqui nesta casa em que fui tão feliz. É muito bom sentir todo este calor humano num espaço que me diz tanto e me traz tantas e boas recordações”, sublinhou o autarca.

“Os meus parabéns aos alunos pelo excelente trabalho que desenvolveram ao longo do ano letivo e aos pais, que tenho a certeza sentem um enorme orgulho ao verem os seus filhos fazerem este percurso brilhante e triunfarem”, destacou Manuel Moreira, lembrando que a escola “tem um papel importante na formação dos mais novos, mas que também é muito importante que os pais acompanhem os filhos”.

O presidente da Câmara deixou, ainda, uma palavra de motivação aos alunos que não foram distinguidos, incentivando-os “a continuar a estudar e lutar pelos seus objetivos”, afirmando que “todos têm igual valor e mérito, independentemente da distinção realizada”.

DSC05010.JPG

DSC05037.JPG

DSC05051.JPG

DSC05054.JPG

MUNICÍPIO DE BRAGA CELEBRA PROTOCOLO COM EXÉRCITO

Assinatura de protocolo entre o Município de Braga e o RC6

Amanhã, Sexta-feira, dia 15 de Julho, pelas 11h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, Braga

O Município de Braga celebra o protocolo com o Regimento de Cavalaria n.º 6 (RC6) em cerimónia que terá lugar amanhã, Sexta-feira, dia 15 de Julho, pelas 11h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, em Braga.

A iniciativa contará com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga e do comandante do Regimento de Cavalaria, António Varregoso.

No âmbito das acções de vigilância e detecção dos espaços florestais do Concelho de Braga, a Câmara Municipal de Braga, vai celebrar um protocolo de colaboração com o Regimento de Cavalaria n.º 6, para a realização de vigilância de parte dos espaços florestais do Concelho. Estas acções de vigilância, a realizar pelo Regimento de Cavalaria, vem complementar a vigilância florestal actualmente desenvolvida pela Policia Municipal.

GIAM PROMOVE VISITA A PONTE DE LIMA

O Grupo de Integração e Ajuda Mútua (GIAM) das Pessoas com Deficiência Visual de Fafe realizou, esta semana, um passeio de Verão a Ponte de Lima.

20160712_102104.jpg

O programa incluiu uma visita ao Museu do Brinquedo Português, um almoço num restaurante típico e uma visita ao Festival Internacional de Jardins.

Com este tipo de actividade, o Município de Fafe e a Delegação de Braga da ACAPO pretendem, através do protocolo de colaboração, proporcionar às pessoas com deficiência visual de Fafe oportunidades para o desenvolvimento pessoal e convívio social, de forma a diminuir o isolamento e a exclusão social.

O passeio contou com a participação de 12 pessoas com deficiência visual (de Fafe, Queimadela, Pedraído, Arões S. Romão, Fornelos, Travassós e Golães). O transporte foi assegurado pelo Município de Fafe.

20160712_144054 (1).jpg

TERRAS DE BOURO DÁ INCENTIVOS À AGRICULTURA

Agricultura em Terras de Bouro - sessão de esclarecimento: “Pequenos investimentos na exploração agrícola” a 18 de julho

O Município de Terras de Bouro informa que o Grupo de Ação Local da ATAHCA abriu concurso para a ação 10.2.1.1 - Pequenos Investimentos na Exploração Agrícola, podendo ser apresentadas candidaturas entre o dia 11 de Julho e 9 de Setembro de 2016, nos termos da aprovação pela AG e conforme anúncio de abertura de período de apresentação de candidaturas, publicitado em dois jornais regionais, no site da ATAHCA e no site do PDR 2020.

PDR2020.jpg

Os termos da candidatura e as condições de acessibilidade constam no anúncio publicado nos sítios da ATAHCA www.atahca.pt, http://cavadocomvida.atahca.pt e do PDR 2020 www.pdr-2020.pt.

A ATAHCA está a preparar o anúncio para a ação 10.2.1.2, estando nesta data a decorrer o período de negociação com a AG do PDR 2020.

A ATAHCA tem marcadas sessões de informação e esclarecimento sobre o anúncio das ações 10.2.1.1., 10.2.1.1.2 e 10.2.1.1.3, a decorrer uma em cada um dos 6 concelhos de intervenção, sendo que, em Terras de Bouro ocorrerá a sessão a 18 de julho, pelas 10horas, no Salão Nobre da Câmara Municipal.

Para mais informações, contactar o Gabinete de Apoio ao Agricultor do Município de Terras de Bouro ou os serviços técnicos da ATAHCA.

PAREDES DE COURA: FEIRA DE PADORNELO INCLUI CONCURSO DE PECUÁRIA

Regulamento do II Concurso Pecuário da Feira de Padornelo

Artigo 1.º – Este concurso é organizado pela Associação Cultural Recreativa e Desportiva de Padornelo, Paredes de Coura, em parceria com a Junta de Freguesia de Padornelo. Realizar-se-á no Largo da Feira, freguesia de Padornelo, concelho de Paredes de Coura, no dia 23 de junho de 2015, pelas 09h00, sob a orientação e regulamentação das entidades organizadoras.

Artigo 2.º – Este concurso tem como objetivo promover as raças Barrosã, Cachena e Minhota.

Artigo 3.º – A participação é reservada exclusivamente aos produtores de Paredes de Coura.

Artigo 4.º – Os animais admitidos a concurso têm que estar inscritos no Livro Genealógico da Raça.

Artigo 5.º – A inscrição será efetuada das 9h às 10h no dia 23 de junho, no local do concurso.

Artigo 6.º – O transporte dos animais é da responsabilidade dos produtores proprietários.

Artigo 7.º – A disposição e limpeza do espaço onde decorrerá o concurso é da responsabilidade das entidades organizadoras.

Artigo 8.º – O júri de admissão e de classificação será constituído por pessoas competentes, oficialmente nomeadas pelas entidades organizadoras. A elas compete observar os animais e respetiva documentação, recusando o direito de concorrer aos que não estejam acompanhados dos Boletins Sanitários ou do Passaporte e documento de inscrição no Livro Genealógico.

Artigo 9.º – O Concurso abrange as secções apresentadas no Cartaz em anexo.

Artigo 10.º – A idade dos animais é fixado a partir da inscrição do animal no Livro Genealógico.

Artigo 11.º – Se os animais concorrentes não forem considerados dignos de prémios, poderão estes deixar de ser concedidos, seja qual for a secção a que pertençam.

Artigo 12.º – Não haverá recurso das decisões do júri.

Artigo 13.º – Os prémios atribuídos estão definidos no Cartaz em anexo.

Artigo 14.º – As entidades organizadoras do concurso não se responsabilizam por qualquer acidente que possa ocorrer durante o mesmo.

Feira de Padornelo 2016.jpg

II Concurso Pecuario 2016.jpg

MONÇÃO: CANDIDATURAS DE SANEAMENTO DE ÁGUAS RESIDUAIS E ABASTECIMENTO DE ÁGUA AO DOMICILIO COM VALOR SUPERIOR A 4 MILHÕES DE EUROS

Intervenções projetadas, que avançam em caso de aprovação governamental, incidem nos lugares mais densamente urbanizados e abrangem cerca de 3000 pessoas em diferentes pontos do território concelhio. Contribuem decisivamente para um ambiente mais saudável e uma melhor qualidade de vida das pessoas.  

LogoPOSEUR.jpg

A Câmara Municipal de Monção apresentou ao POSEUR (Programa Operacional da Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos) várias candidaturas no âmbito do saneamento de águas residuais e abastecimento de água ao domicílio no valor global de 4.131.880,00 €.

As presentes intervenções, que avançam em caso da respetiva aprovação governamental, abrangem cerca de 3000 pessoas no território concelhio e contribuem decisivamente para um ambiente mais saudável e uma melhor qualidade de vida das pessoas.

As candidaturas submetidas àquele programa de apoio referem-se às redes de saneamento de águas residuais em Mazedo (zona baixa),Lugar dos Milagres, em Cambeses, Lugar de Serzedo, em Longos Vales, aglomerado urbano de Monte Redondo, em Troviscoso, Valadares e Sá (zonas baixas, 1º fase),Messegães e Troporiz. Englobam também a rede de abastecimento de água a Merufe (1ª fase).

As intervenções projetadas consistem na construção de infraestruturas de saneamento de águas residuais, incluindo a rede de drenagem de saneamento residual, estações e condutas elevatórias. Para Messegães, Valadares e Sá, está prevista também a construção de uma ETAR.

Em relação ao abastecimento de água a Merufe, prevê-se a construção de infraestruturas como rede de distribuição, estações e condutas elevatórias e reservatório em Santo André, abrangendo os lugares de Mosteiro, Palhares, Pica, Senra, Pretos, Salgueiro, Pias, Pereiras, Santo André, Azevedo, Campo Longo, Parada, Fundevila, Ribeiro, Carvalhas, Paço do Quinteiro e Real.

Todos os projetos estão inseridos numa zona já abrangida pelos sistemas em alta da empresa “Águas do Norte, S.A”, com um sistema composto por coletores gravíticos ou por sistema de bombagem para condução dos efluentes para a ETAR de Monção ou a ETAR a construir para servir as populações de Messegães, Valadares e Sá.

Refira-se que as intervenções projetadas correspondem aos lugares mais densamente urbanizados do concelho que, na atualidade, não dispõe de rede de drenagem. Assumem-se de extrema importância para a resolução de graves problemas sanitários existentes que resultam do deficiente funcionamento das fossas sépticas individuais, decorrente das más condições naturais de drenagem do solo.

FAMALICÃO APRESENTA DANÇA 2016

Esta sexta-feira, 15 de julho, às 11h00, na sede da Gindança, na Rua de Queimados, em Antas

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão e a Academia Gindança convidam os órgãos de comunicação social para a apresentação pública do Famalicão Dança 2016, que decorrerá amanhã, sexta-feira, dia 15 de julho, pelas 11h00, na sede da Academia Gindança, em Antas.

image46121.jpeg

O momento contará com a presença do vereador do Desporto da autarquia, Mário Passos, da presidente da Gindança, Anabela Gomes, do presidente da Federação Portuguesa de Dança Desportiva, Alberto Rodrigues, e ainda do presidente da Federação Europeia de Dança Desportiva, Luís Vano.

Refira-se que a edição de 2016 do Famalicão Dança realiza-se a 8 de outubro no Pavilhão Municipal de Famalicão. A Taça da Europa de Latinas de Dança Desportiva é uma das competições em disputa neste evento, que se realiza pelo terceiro ano consecutivo no concelho famalicense.

BRAGA ACOLHE SEMINÁRIO LUSO-BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO DE INFÂNCIA

Evento reúne investigadores e educadores dos dois Países

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, participou esta Quinta-feira, 14 de Julho, na sessão de abertura do II Seminário Luso-Brasileiro de Educação de Infância (SLBEI), que decorre até amanhã, em Braga, com o intuito de promover o intercâmbio de profissionais que actuam em diversos contextos de educação, tendo como principal foco de debate a educação infantil.

baga (1).jpg

O evento, organizado pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL), do Brasil, e pela Universidade do Minho (UMinho), surge da necessidade de discussão sobre a formação docente, as culturas da infância e a participação das crianças (dos 0 aos 6 anos de idade) nos diversos contextos e actividades.

Na ocasião, o Autarca evidenciou a importância da discussão sobre temas relacionados com a promoção da cidadania e da valorização das culturas da infância, assim como a formação de professores e realização de pesquisa nessa área. “Este é um tema cada vez mais pertinente na sociedade actual. A educação durante a infância tem um papel essencial na formação dos cidadãos, incutindo-lhes valores que serão fundamentais para o futuro”, referiu Ricardo Rio, enaltecendo o “mérito dos educadores de infância e auxiliares que desenvolvem o seu trabalho diário nas escolas do Concelho de Braga, conseguindo potenciar ao máximo o talento e a capacidade das crianças”.

Segundo o Autarca, o Município de Braga tem realizado um trabalho de articulação com as escolas e com os educadores, no sentido de implementar políticas que fomentem as boas práticas e a partilha de experiências nesta área.

“Desde a área da saúde com projectos como o ´Pimpolho’ que permite o diagnóstico da ambliopia a todas as crianças de 4 anos de idade, à divulgação e promoção do património com o projecto ‘À Descoberta de Braga’, passando pela iniciação à natação com ‘Os Piratas vão à piscina’, ou pelos projectos de sensibilização ambiental, entre outros que vão além das actividades curriculares, Braga tem vindo a desafiar a comunidade escolar a participar em projectos pioneiros a nível nacional e que depois são replicados por outras autarquias do país e até pelo próprio Governo”, explicou Ricardo Rio.

O Seminário reúne, durante dois dias, investigadores, educadores, professores, formadores e estudantes debatendo as propostas relacionados com a Educação de Infância, numa perspectiva de internacionalização da formação e da pesquisa.

baga (2).jpg

baga (3).jpg

baga (4).jpg

BRACARENSES DEBATEM ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Submissão de projectos ao Orçamento Participativo alargado até 25 de Julho

O prazo para submissão de projectos ao Orçamento Participativo do Município de Braga foi alargado até ao próximo dia 25 de Julho. A apresentação de propostas é feita através do portal participe.cm-braga.pt.

CMB16022016SERGIOFREITAS000000693.jpg

Todos os cidadãos são desafiados a apresentar projectos nas áreas da Ecologia, Ambiente e Energia; Solidariedade e Coesão Social; Equipamentos; Cultura e Património; Trânsito, Mobilidade, Acessibilidades e Segurança Rodoviária; e Turismo, Comércio e Promoção Económica.

Criado em 2014 pelo Executivo Municipal, o Orçamento Participativo é uma ferramenta que delega nos cidadãos a decisão sobre o destino a dar a parte do Orçamento da Autarquia Bracarense, desafiando os munícipes a participarem activamente na vida da Cidade.

À semelhança do ano transacto, o montante global do OP é de 750 mil euros, dos quais 100 mil euros são relativos a projectos do Orçamento Participativo Escolar, valor que será cabimentado no orçamento da Câmara para 2017.

De referir que o coordenador do Orçamento Participativo, Eduardo Jorge Madureira, está disponível para receber os munícipes que pretendem esclarecer as suas dúvidas. O atendimento é feito às Segundas, Terças e Quartas-feiras no edifício do gnration, mediante marcação telefónica através do número 253 203 150.

O envolvimento neste projecto dos cidadãos, das instituições, das escolas, entre outros agentes, permite uma efectiva e crescente participação da comunidade na vida activa da sua cidade, do seu bairro, da sua rua. Isso corporiza o que de melhor e mais importante existe em democracia.

Braga é de todos e todos têm uma palavra a dizer na construção de um presente e futuro melhores. Participe e faça ouvir a sua voz!

FAMALICÃO ERGUE ARCOS DE ROMARIA

População retoma tradição mais de 30 anos depois de ter sido interrompida. Arco do Senhor dos Aflitos tem mais 40 metros de altura

Mais de quarenta metros de altura, cerca de 10 toneladas de madeira e o trabalho de várias centenas de pessoas. São estes os principais números da construção do Arco do Senhor dos Aflitos, que a população da freguesia de Santiago da Cruz decidiu retomar 30 anos depois de esta tradição ter sido interrompida.

Arco será erguido este sábado, dia 16 (1).jpg

De acordo com a Comissão de Festas desta romaria minhota, que se realiza anualmente, o arco será erguido no próximo sábado, dia 16 de julho, pelas 15h00, no Largo do Senhor dos Aflitos. Desde início de junho que a população trabalha diariamente na construção do arco que ficará erguido até meados de setembro.

Até ao início da década de 80, o Arco era um dos principais destaques da romaria. Em breve resumo, o Arco era construído e asseado por todos, novos e velhos, de dia e de noite, que se juntavam no Largo do Senhor dos Aflitos em espírito de festa e davam asas a um belo arco que chegou a ser um dos Arcos mais altos da Península Ibéria. Quem se lembra, conta que naquele mesmo Largo, juntavam-se centenas e centenas de pessoas, inúmeras excursões de outros pontos da região, só para poder ver o convívio das pessoas e o erguer do Arco do Senhor dos Aflitos, tal era a tao bonita tradição.

Mais de três décadas depois, a comissão empenhou-se em recriar uma antiga tradição e dar ao povo de Cruz a alegria de reviver este feito que marca a freguesia e a sua romaria.

Arco será erguido este sábado, dia 16 (2).jpg

UM MAR DE SABORES PARA DEGUSTAR NA FESTA DO MAR E DA SARDINHA EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Tenda do Mar abriu ontem no Campo do Castelo

Abriu ontem ao fim da tarde, na Tenda do Mar, em Vila Praia de Âncora, a Festa do Mar e da Sardinha. Um momento musical, pela Academia de Música Fernandes Fão, e a degustação dos sabores do mar e da sardinha, marcaram o arranque do evento, que decorre até ao próximo domingo no Campo do Castelo. Promover o património marítimo, através das atividades ligadas ao mar e atrair visitantes para dinamizar a economia local são a motivação principal desta iniciativa. 

Festa do Mar e da Sardinha 1.jpg

Com o mar de Vila Praia de Âncora como cenário, a Tenda do Mar acolhe quatro magníficos espaços de restauração: Tasca da Laurinda, Tasca Amigos do Vale do Âncora, PulperiaLoLo e Tasca da Sandra.

Como sublinhou o presidente da Câmara na abertura, esta é mais uma importante aposta do município numa política de eventos, capaz de atrair mais gente e de divulgar o concelho. “Sempre que fazemos esta festa, dizemos que temos peixe e queremos que as pessoas venham cá. A valorização do peixe é fundamental para a nossa gastronomia e para o nosso turismo”, referiu Miguel Alves.

Este ano houve uma aposta acrescida na internacionalização do certame, com a presença de uma “pulperia”galega:“é uma tentativa de criarmos uma corda que nos torne mais forte, que nos engrosse e que nos prepare para mostrarmos a nossa costa. É um piscar de olho à Galiza, e gostamos que percebam que também temos a Galiza para oferecer”.

Presentes na abertura estiveram também os municípios da Póvoa de Varzim e de Esposende e representantes do Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Além da tradicional sardinha assada, os restaurantes da Tenda do Mar apresentam uma oferta variada de peixes e produtos do mar em gral, com destaque para iguarias como a caldeirada de peixe, arroz de sardinha, sardinhas ao vinagre, sardinhas e compotas, sardinha espalmada, sardinhas emborrachadas e polvo, confecionado também à galega.

A Festa do Mar e da Sardinha incluium programa com propostas diversificadas. Até domingo, são muitas as razões para visitar o certame: gastronomia, artesanato, mostra de produtos gastronómicos tradicionais, feira do livro, showcookings com a ChefAmaya Guterres, demonstrações “sardinhas à minha moda” e animação, com especial destaque para a música tradicional portuguesa.

Assim, pela Tenda do Mar passam, neste evento, a Academia de Música Fernandes Fão, o Grupo de Concertinas da Serra d’Arga, a Tocata do Grupo de Cantares Tradicionais de Âncora, a Tocata Grupo das Lavradeiras de Gondar, a Tocata do Rancho Folclórico das Lavradeiras de Orbacém, os Bombos de São Gonçalo de Dem, os Bombos de Vila Praia de Âncora, o Grupo de Bombos Vira a Bombar, o Grupo de Bombos de Gondar, o Coro Fuscalheiro de A Guarda e o Grupo de Serenatas de Perre.

Na verdade, Vila Praia de Âncora está a viver a Festa do Mar e da Sardinha desde o dia 8 de julho, dia em que se assinalaram os 92 anos da elevação da Vila. Esta edição apresentou de 8 a 10 de julho, a sardinha de alvorada nos restaurantes aderentes de Vila Praia de Âncora.

Destaque ainda para o espaço de artesanato, com a participação de artesãos do concelho de Caminha e para a Feira do Livro, com a Livraria Baunilha e Chocolate e Rafael Capela (alfarrabista), na Loja de Aprestos.

PROGRAMA

QUI 14

11H00 – As Brincadeiras da ChefAmaya Guterres

Público alvo: Crianças

12H30 – Concertinas da Serra D`Arga

19H00 – Sardinhas à minha Moda

“CALDEIRADA DE PEIXE”

Confecionado por: Jorge Manuel Gonçalves (Pescador)

20H00 – Grupo de Serenatas de Perre

SEX 15

11H00 – As Brincadeiras da ChefAmaya Guterres

Público alvo: Crianças

12H30 – Concertinas da Serra D`Arga

19H00 – Sardinhas à minha Moda

"ARROZ DE SARDINHA"

Confecionado por: Marília Luísa (cozinheira)

20H00 – Tocata do Grupo de Cantares Tradicionais de Âncora

SÁB 16

11H00 – Sardinhas à minha Moda

“SARDINHAS AO VINAGRE”

Confecionado por: António José Gomes da Cunha (Empresário)

12H30 – Tocata do Grupo das Lavradeiras de Gondar

15H00 – Encontro de Bombos

Portinho de Vila Praia de Âncora

Bombos de Vila Praia de Âncora

Bombos São Gonçalo de Dem

Grupo de Bombos de Gondar

Vira a bombar

19H00 – Sardinhas à minha Moda

“À MESA COM SARDINHAS E COMPOTAS”

Confecionado por: Licomda (Jovem Empresária)

20H00 – CORO FUSCALHEIRO de A Guarda, Espanha

DOM 17

11H00 – Sardinhas à minha Moda

“SARDINHA ESPALMADA”

Confecionado por: Tasca da Laurinda

12H30 – Concertinas do Minho

19H00 – Sardinhas à minha Moda

“SARDINHAS EMBORRACHADAS”

Confecionado por: Mabília Cunha (Peixeira)

20H00 – Tocata do Rancho Folclórico das Lavradeiras de Orbacém

Festa do Mar e da Sardinha.jpg

FEIRA DE ARTESANATO DE ESPOSENDE DESTACA TECELAGEM MANUAL

Tecelagem manual é atração na Feira de Artesanato de julho

A edição de julho da Feira de Artesanato de Esposende vai dar destaque à QUITO, uma marca 100% portuguesa, onde o macramé e o crochet se destacam, entre peças cuidadosamente feitas à mão, utilizando como matéria prima desperdícios têxteis, fio de algodão português e troncos de madeira das nossas praias. O certame realiza-se no próximo domingo, dia 17, entre as 10h00 e as 19h00, no Largo Rodrigues Sampaio, e é de acesso livre.

quito.jpg

Dejanira Abreu Carmo, natural de Coimbra, nasce a 14 de novembro de 1980. Vivendo a sua infância e adolescência no seio de uma família tradicional minhota, foi absorvendo a sensibilidade artística de sua avó, tios e primos, todos eles ligados à música, desenho, pintura, arquitetura e dança. 

Licenciada em arquitetura, exerce esta atividade em Lisboa, durante 11 anos, até decidir regressar ao Norte para dedicar-se às artes e ofícios. Com o pai, seu mestre, aprendeu a trabalhar o couro, o vidro e o macramé, sendo este último, objeto do seu maior interesse. Nasce assim a QUITO // arts&knots.  

Tapeçarias, porta-vasos, candeeiros e cestas são as peças chave da coleção “Field” (Campo) de 2016, criadas de forma única e procurando ir de encontro à necessidade e sensibilidade das pessoas.

A Feira de Artesanato é promovida pela Câmara Municipal de Esposende, com o intuito de valorizar o artesanato e promover os valores patrimoniais culturais e turísticos do concelho e das regiões do país em geral, conferindo, simultaneamente, maior dinâmica e animação à cidade.

BARCELOS REALIZA FESTA DA JUVENTUDE

Alameda das Barrocas recebe Festa da Juventude e Mostra Urbana até domingo

Arranca hoje, pelas 19h00, na Alameda das Barrocas, mais uma edição da Festa da Juventude e Mostra Urbana com diversas atividades que decorrem até domingo.

A Festa da Juventude e Mostra Urbana 2016, uma iniciativa da Câmara Municipal de Barcelos realizada pelo Pelouro da Juventude, arranca hoje, dia 14 de Julho, às 19h00, na Alameda das Barrocas.

Esta iniciativa do Município pretende mostrar o dinamismo associativo do concelho e promover e dar visibilidade às atividades e projetos das associações que atuam nas mais diversas áreas.

O evento inclui atividades diferentes até domingo, dia 17, uma mostra urbana onde participam trinta associações do concelho e animação de rua.

No primeiro dia, pelas 21h00, realiza-se uma mega aula de zumba, que conta com a participação de vários ginásios e associações do concelho. A partir de sexta-feira e até domingo, a Mostra Urbana abre às 18h00. No dia 15, às 21h00, realiza-se a animação de rua com a Soufly Arts Academy.

Ainda nesse dia, pelas 21h30, realiza-se o Festival de Bandas, integrado no Projeto Artístico 2016, desenvolvido pelo Pelouro da Juventude. Participam as seguintes bandas: Black Smoke of Buddha, Rien, The Horseshoe Falls, Wild Jacaré, TPC & Bros, DD Rock, No Good At All, Ampal, Garagem 111 . A noite termina com um concerto de West Grave.

No sábado, dia 16, a partir das 21h00, realizam-se concertos com NortUcha Grupo Musical, Os Duques e Fuse. No domingo, logo a seguir à abertura, realiza-se o Festival de Dança inserido no Projeto Artístico 2016, com a participação dos seguintes grupos: Academia de Dança Rosália Ferreira, Escola de Dança de Barcelos, Fisiofitness, Flash Li Dance e Nico Dance Studio.

Durante o tempo de realização da Festa da Juventude, decorrem atividades permanentes das associações de Mostra Urbana e animação de rua.

O acesso a todas as atividades é livre.

ESPOSENDE REALIZA TRIAL URBANO

4.º TRIAL URBANO DE ESPOSENDE

Esposende acolhe na noite de sexta-feira, dia 15 de julho, uma prova pontuável para o Campeonato Nacional de Trial, estando assegurada a presença dos melhores pilotos da atualidade.

trial.jpg

O “4.º Trial Urbano de Esposende”, uma organização do Moto Clube do Porto, em parceria com a Câmara Municipal de Esposende, vai decorrer no Largo dos Bombeiros, a partir das 21H30, com entrada gratuita.

No local, estará montado um circuito que se divide por cinco zonas de obstáculos – a percorrer por duas vezes – e ainda uma zona de corridas paralelas, recorrendo a bobinas de grande dimensão, a armações metálicas e de madeira, criando assim dificuldades apenas superáveis pelos melhores pilotos de trial.

Está garantida a presença do campeão nacional de trial, Diogo Vieira que deverá encontrar maior oposição no piloto espanhol, Javier Piñero. Mas a atenção também deve centrar-se nos jovens Miguel Rodrigues e Manuel Teixeira, assim como na prestação do veterano Filipe Paiva.

Refira-se que o Trial de Esposende é a primeira das cinco provas pontuáveis para o campeonato 2016, organizado sob a égide da Federação de Motociclismo de Portugal. Após Esposende, a adrenalina estender-se-á a Amarante, Paços de Ferreira, Chaves e Lamego.

TRIAL2016.jpg

AMARES APOIA EMPREENDEDORISMO

Gabinete de empreendedorismo de Amares apoia novos empresários no concelho

Amares conta, a partir de agora, com mais uma nova loja – “O Foral”, criada com o apoio do Gabinete de Empreendedorismo da Câmara Municipal de Amares, um serviço implementado para apoiar os empresários e empreendedores do concelho.  O espaço foi inaugurado, no passado sábado, na presença do presidente da Autarquia, Manuel Moreira.

13590418_1823273484572035_8038591448210223100_n.jpg

“O Foral”, trata-se de um projeto com uma forte aposta na área da papelaria, livraria, brinquedos, jornais, revistas, acessórios de música, retrosaria, entre outros, e constitui no entender do executivo municipal de Amares “mais um importante passo dado pelo Gabinete de Empreendedorismo para o desenvolvimento e crescimento económico do concelho assim como no incentivo a outros empreendedores para que lancem também no mercado novas ideias de negócio.”

13606721_1362403987110396_1288452001107655677_n.jpg

13612333_1362403827110412_4026892721719876963_n.jpg

13620951_1823273701238680_1092102941758606736_n.jpg

13626363_1823274037905313_937598056314563291_n.jpg

GRUPO DE TEATRO CELORICENSE APRESENTA “TERRA FIRME”

Em Celorico de Basto, o GTC apresentou “Terra Firme” de Miguel Torga, no dia 8 de julho, no Centro Cultural Prof. Doutor Marcelo Rebelo de Sousa, com a casa cheia.

_DSC7376.jpg

“Como é agradável sentir que o teatro em Celorico de Basto já conta com cerca de 50 alunos, todos eles tão dedicados a esta arte. Apoiamos na formação e sinto que foi uma aposta ganha, os resultados estão à vista e são muito positivos” disse o vereador da Cultura do Município de Celorico de Basto, presente na apresentação da peça.

A peça foi apresentada pela turma de adultos do 1º ano e mostrou a qualidade do trabalho que tem vindo a ser feito. “Nota-se muito trabalho da parte dos atores e do encenador para apresentar um grande espetáculo a todos os presentes. O GTC está a aprimorar-se para tornar os seus espetáculos cada vez mais atrativos e de qualidade. Queremos que o teatro seja uma realidade cada vez mais enraizada no concelho” disse a presidente do GTC, Maria José Santos.

A peça conta a história do tio António e da tia Guilhermina, velhos camponeses agarrados à terra, que sofrem por o filho ter escolhido a vida de marinheiro, em vez de ter ficado na terra a cuidar dos terrenos dos pais. A peça decorre em volta desta história e da alegria de um povo que se diverte e mantém vivas as tradições populares associadas ao Natal, aos Reis, ao Carnaval e à Páscoa.

“Terra Firme” apresentou uma inovação relativamente a outras peças apresentadas, teve música ao vivo.

Esta peça foi o culminar de um ano de formação. O GTC voltará aos palcos em breve para reposição das peças apresentadas.

_DSC7416.jpg

_DSC7507.jpg

_DSC7519.jpg

_DSC7561.jpg