Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PONTE DE LIMA REALIZA FEIRA DA CAÇA, PESCA E LAZER

Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural Preside à Inauguração Oficial – 15 de julho – 18 horas

O Secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Amândio Torres, preside à abertura oficial da 8ª Feira de Caça, Pesca e Lazer, na próxima sexta-feira, 15 de julho, às 18 horas, na Expolima.

Banner_fadoinbossa_1024x652.jpg

Dotado de um vasto leque de recursos ligados ao setor da caça, pesca e lazer, este evento é promovido pelo Município de Ponte de Lima em parceria com a Escola Profissional de Ponte de Lima com o objetivo de divulgar e promover os produtos e serviços disponíveis do sector e dos recursos naturais de excelência que o concelho dispõe.

Com um programa diversificado, a VIII edição da Feira de Caça, Pesca e Lazer de Ponte de Lima aposta mais uma vez nos concursos caninos, com a realização do III Concurso de Beldades Caninas e o VI concurso Canino de Beleza de Ponte de Lima.

O II Trofeu de Stº Huberto de Ponte de Lima, a Prova de Pesca no Rio Lima, o II Concurso de Mel de Ponte do Alto Minho e o V Concurso de Mel de Ponte de Lima, o Desfile de Carros Clássicos, a Exibição de Trial Bike, as Demonstrações de Aves, de Pesca, de Cães de Parar, de Disc Dogs e de Demonstrações de Obediência, Ordem Pública, Busca e Salvamento, a cargo da realizada pela Polícia de Segurança Pública – PSP.

Paralelamente, decorrerá no recinto da Feira, desportos de aventura, nomeadamente, tiro ao alvo, air bungee, paredes de escalada, entre outras.

O Concerto de sábado à noite, com o cabeça de cartaz David Fonseca, marca os momentos musicais da feira, com referência ainda para outros apontamentos, nomeadamente com a AM/FF – Academia de Música Fernandes Fão; a Tocata do Rancho Folclórico de São Martinho de Anais, as Concertinas e uma mega aula de zumba.

Com entrada livre e parque de estacionamento gratuito a VIII edição da Feira de Caça, Pesca e Lazer de Ponte de Lima promete superar as expetativas.

CPL2016_PROGRAMA_400x300 (Small).jpg

VILA VERDE ENTREGA PRÉMIOS AOS VENCEDORES DO CONCURSO DE ARTE JOVEM

Entrega de prémios durante a Sessão de Encerramento da 9ª Bienal Internacional de Arte Jovem de Vila Verde

A Biblioteca Professor Machado Vilela, em Vila Verde, acolhe no próximo sábado (16 de julho), pelas 17h00, a Cerimónia de Encerramento da 9ª Bienal Internacional de Arte Jovem de Vila Verde. A sessão, gratuita e aberta ao público em geral, contempla a entrega dos prémios aos vencedores de um concurso em que participaram dezenas de jovens artistas (sub-35) de vários pontos do país e do estrangeiro (Espanha e México). As obras a concurso estão em exposição até ao próximo sábado, pelo que se ainda não teve a oportunidade de visitar a mostra artística tem aqui uma excelente oportunidade, já que a sessão encerramento inclui ainda uma visita guiada pela exposição.

a (1).JPG

O coração do Minho palpita mais forte desde o dia 02 de julho, com uma autêntica lufada de ar fresco, criatividade e inovação. A iniciativa contribui para elevar a cultura e promover o desenvolvimento de jovens artistas (sub-35) e, em simultâneo, permite à população contactar com diversas formas artísticas inovadoras e modernas, aumentando o número motivos de interesse para vilaverdenses e visitante, contribuindo diretamente para a promoção e desenvolvimento do território.

Recorde-se que a jovem artista Alexandra Rafael, de Coimbra, conquistou o Grande Prémio da 9ª Bienal Internacional de Arte Jovem de Vila Verde, com a sua instalação 'Recolhas'. O segundo prémio foi para Filipe Cortez, com o trabalho 'Collection'. Destaque também para dois primeiros lugares, em ex aequo, no Prémio Jovem Revelação. O júri premiou as obras 'Nem Preto, Nem Branco', da Escola Secundária de Vila Verde, e ‘Poéticas de Luz’, da Escola Monsenhor Elísio de Araújo. Nota de destaque ainda para as 4 Menções Honrosas, atribuídas às obras 'Migrante', de Alexandre Carvalho, 'Ubicácion Água', de Omar SM, '10 Chifres', de Bessa Oliveira, e 'Dissecação', de Joana Couto.

DSC_0015 (1).JPG

DSC_0040 (1).JPG

DSC_0084 (1).JPG

DSC_0670.JPG

PONTE DE LIMA É UMA DAS LOCALIDADES A NÍVEL MUNDIAL QUE ACOLHEU MAIOR NÚMERO DE EVENTOS HOMOLOGADOS PELA ICCA

Ponte de Lima no Ranking da ICCA - International Congress and Convention Association

Ponte de Lima integra o ranking mundial das localidades que acolheram o maior número de eventos homologados pela ICCA –  International Congress and Convention Association, no ano de 2015.

Fotografia_FotoEngenho (1).jpg

A ICCA é uma organização comercial, sem fins lucrativas que visa criar oportunidades de negócio, procurando em simultâneo dinamizar e incentivar a atividade turística, empresarial e económica.

A integração de Ponte de Lima neste conjunto de cidades que acolhem mais eventos homologados pelo ICCA deve-se a uma estratégia de desenvolvimento integrado e atrativo, que passa pela promoção das suas potencialidades naturais em eventos de carater internacional.

Sendo Ponte de Lima uma referência a nível nacional e internacional no que respeita à singularidade e qualidade do seu património paisagístico, recorde-se a realização em Ponte de Lima, em 2015 do Congresso Mundial de Parques e Jardins Inteligentes, que assinalou o nascimento da World Urban Parks, evento que marcou a transição da International Federation of Parks and Recreation Administration-IFPRA para uma organização mundial de espaços verdes urbanos. Com a presença de mais de 220 congressistas de 25 países, registou-se uma forte presença dos países nórdicos da Suécia, Noruega e Finlândia, e representantes de diversos outros países, como a Alemanha, a Suíça, o Luxemburgo, a França, Irlanda e Espanha. Referência ainda para o grande número de participantes da Ásia e Pacífico, com a presença da China, Austrália, Nova Zelândia, Singapura, do Médio Oriente com Israel, Turquia, Emiratos Árabes Unidos, da América do Norte e do Sul, com o Brasil, a Colômbia, os Estados Unidos da América e Canadá, com a forte representação africana, como Marrocos, Guiné-Bissau, Angola, e Moçambique.

No Ranking Cidades da ICCA, a nível nacional, Portugal subiu três posições e ocupa o 12º posto no Ranking mundial. Do distrito de Viana do Castelo, estão incluídas no Ranking, Ponte de Lima e Vila Nova de Cerveira, com a organização de dois e um congresso, respetivamente.

FAMALICÃO EXIBE DOCUMENTÁRIO SOBRE A PRODUÇÃO DO CHOCOLATE

Cinema “Ambientar-se” alerta para o lado negro do chocolate

É já nesta sexta-feira, 15 de julho, que a Casa do Território, no Parque da Devesa, recebe a próxima sessão do ciclo de cinema “Ambientar-se”. A relação entre a produção de chocolate, o trabalho infantil e o tráfico de crianças vai estar no centro da discussão, com a exibição do filme “O Lado Negro do Chocolate”.

O documentário, cuja escolha esteve a cargo da associação juvenil famalicense YUPI, foi lançado em 2010 pelo premiado jornalista dinamarquês, Miki Mistrati, que decidiu investigar o caso. “A sua procura por respostas leva-o até ao Mali, na África Ocidental, onde câmaras ocultas revelam o tráfico de crianças para as plantações de cacau da vizinha Costa do Marfim, o maior produtor de cacau, responsável por cerca de 40% da produção mundial”, pode ler-se na sua sinopse.

Para além da visualização do filme, a sessão desta sexta-feira à noite contemplará ainda um espaço de discussão, com a presença do representante da Associação Equação, Miguel Pinto, e do ativista Eco-Social, Pedro Jorge Pereira.

Organizada todos os meses pela autarquia famalicense em parceria com instituições locais ligadas à proteção do ambiente, recorde-se que as sessões de cinema “Ambientar-se” pretendem promover o debate sobre temas ambientais. 

A iniciativa está marcada para as 21h30 e é de entrada gratuita. 

HISTORIADOR MONÇANENSE HENRIQUE BARRETO NUNES FALA EM FAMALICÃO SOBRE A CENSURA NO ESTADO NOVO

A censura à leitura no Estado Novo dá mote para conferência

O Museu Bernardino Machado, em Vila Nova de Famalicão, recebe esta sexta-feira, dia 15 de julho, pelas 21h30, mais uma sessão do ciclo de conferências 2016. Henrique Barreto Nunes é o conferencista convidado, numa sessão com entrada livre e que terá como tema “Estes Escritores Morreram: a censura aos livros e à leitura no Estado Novo”.

Henrique Barreto Nunes vai estar esta sexta-feira no Museu Bernardino Machado.jpg

Sobre o convidado, refira-se que nasceu em Monção, em 1947. Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (1972) e diplomado com o Curso de Bibliotecário-Arquivista da mesma Faculdade (1974), Henrique Barreto Nunes foi diretor da Biblioteca Pública de Braga, de 2000 a 2009, e também do Arquivo Distrital de Braga de 2006 a 2009, data em que se aposentou.

Foi membro do Conselho Superior de Bibliotecas Portuguesas, sendo atualmente membro da comissão de honra do Plano Nacional de Leitura

É autor dos livros “Da biblioteca ao leitor” (Braga: Autores de Braga, 1996; 2ª ed. 1998) e “Amigos maiores que o pensamento” (Porto: Associação de Jornalistas e Homens de Letras, 2010) e de diversos artigos sobre bibliotecas, arqueologia e património cultural publicados em revistas da especialidade, além de comunicações em atas de congressos e de outros encontros científicos ou profissionais em que participou em Portugal, França e Espanha.

Foi diretor das revistas “Mínia” (ASPA), “Bibliomédia” e “Solta Palavra: boletim do CRILIJ”. Foi coordenador editorial, sendo atualmente diretor da revista “Forum” (Conselho Cultural da Universidade do Minho). Tem colaboração regular em diversos jornais locais e regionais, nomeadamente “A Terra Minhota” (Monção), “Notícias do Minho” (Braga) e “Diário do Minho” (Braga), bem como na “Rádio Universitária do Minho”.

Recorde-se que o ciclo de conferências do Museu Bernardino Machado é este ano dedicado ao tema “A Censura na Ditadura Militar e no Estado Novo”.

PAREDES DE COURA RECEBE JORNADAS CIENTÍFICAS INTERNACIONAIS SOBRE EDUCAÇÃO

A Casa do Conhecimento de Paredes de Coura, bem como o Centro Cultural e a Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro acolhem esta terça-feira, 12 de julho, o segundo dia do I Seminário "Currículo, Inclusão e Educação Escolar" - CIEE 2016.

Organizado pelo Instituto de Educação da Universidade do Minho (UM), com o apoio do Centro de Investigação em Educação (CIEd), pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Universidade Federal do Pará (UFPA) e em colaboração com o Município de Paredes de Coura, o I Seminário "Currículo, Inclusão e Educação Escolar" - CIEE 2016 é um importante momento para criar sinergias entre os grupos de pesquisa e a comunidade interessada na discussão de questões que envolvem o currículo, a inclusão e a educação em Portugal e no Brasil.

Entre os vários especialistas e grupos de pesquisa contam-se entidades como o Observatório de Autoavaliação de Escolas - AAE (UMinho/CIEd), o Observatório de Práticas Escolares - OPE (UDESC) e o Grupo de Estudos e Pesquisa sobre Currículo e Formação de Professores na perspetiva da Inclusão - INCLUDERE (UFPA). 

Após um primeiro dia de trabalhos que teve lugar ontem no Instituto de Educação da Universidade do Minho, em Braga, e em cuja cerimónia de abertura participou a Vereadora da Educação e Cultura da Câmara Municipal de Paredes de Coura, Maria José Moreira, hoje prosseguem os trabalhos no nosso Município com a conferência ‘Educação inclusiva: problematizações epistemológicas’, prosseguindo com as mesas redondas ‘Educação Inclusiva: garantias ou demolição de Direitos?’ e ‘Desafios curriculares perante a inclusão’.

Encerram esta jornada científica a conferência ‘Currículo e exclusão escolar: (in)variantes educacionais’, pelo Professor José A. Pacheco, à qual se segue o encerramento deste I Seminário "Currículo, Inclusão e Educação Escolar" - CIEE 2016 pelo presidente da Câmara de Paredes de Coura, Vitor Paulo Pereira

RUSGA DE SÃO VICENTE DE BRAGA EXPÕE TRAJE POPULAR

Após 11 anos em itinerância, exposição do trajo popular do Baixo Minho regressa ao local de origem

No passado fim-de-semana, após 11 anos em itinerância, a exposição “O trajo e o trajar popular no Baixo Minho – finais do seculo XIX, primeiras décadas do século XX”, regressou ao seu ponto de partida, podendo ser de novo visitada até meados de setembro, na sala de exposições temporárias do Mosteiro de São Martinho de Tibães, Braga.

José Pinto, ladeado pelo prof. José Marques.jpg

Para além de percorrer vários concelhos que compõe a região geo-etnográfica baixo-minhota, nomeadamente, V. N. de Famalicão, Amares, Povoa de Lanhoso, Guimarães, Vila Verde, Barcelos, entre outros, parcelas da exposição, foram requisitadas por estabelecimentos de ensino, grandes superfícies comerciais (shoppings), juntas de freguesia entre outras instituições públicas.

A inauguração que foi precedida de um breve momento artístico, por parte do ‘Grupo de Mulheres’ da Rusga, ao interpretar dois espécimes religiosos do culto ao São Bentinho da Cerca daquele mosteiro, contou com a presença de vários investigadores e académicos interessados pela temática expositiva, representantes do movimento associativo folclórico, para além dos muitos amigos da ‘família rusgueira’.

expo_trajo021.jpg

O presidente da Rusga de São Vicente, José Pinto, enquanto mentor da mostra, conduziu a visita com base nos pressupostos que fundamentam os diferentes núcleos temáticos. Um primeiro núcleo, composto por diferentes peças soltas do vestuário feminino e masculino, desde saiotes, saias debaixo e de fora, camisas, coletes, jaquetas e lenços de mulher bem como, camisas, coletes e jaquetas de homem. De seguida, passou ao núcleo das peças combinadas, desde indumentária de cotio (uso diário), até aos fatos mais ricos de cerimónia delas e deles.

Por fim, como que a dividir os núcleos expositivos anteriores, na linha de vitrinas a meio da sala, José Pinto, socorreu-se de uma história de vida imaginária, de uma qualquer mulher baixo-minhota, para apresentar o último conjunto de peças expostas. Quando a rapariga se fazia moça casadoira, aprendia a bordar, a partir dos antigos ‘marcadores’, confecionava os coirinhos do seu primeiro filho, depois as diferentes peças de vestuário, começando pelas algibeiras, passando pelas meias, feita em fio de lã e algodão, terminando com uma variedade de coletes e camisas do seu marido.

Esta mostra que conta com o apoio da Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN), é mais uma iniciativa no âmbito do programa comemorativo do 50º aniversário da Rusga de São Vicente de Braga - Grupo Etnográfico do Baixo Minho, indo já no seu 4º tema sob a designação, “Há 50 anos a Rusgar – um legado a transmitir e a rentabilizar”.

expo_trajo010.jpg

expo_trajo013.jpg

expo_trajo014.jpg

expo_trajo015.jpg

expo_trajo016_romeirinhos.jpg

JOVENS DE VALENÇA GOZAM FÉRIAS DIVERTIDAS

Férias Divertidas em Valença. Jovens fazem férias no Museu, na praia e no rio

A Câmara Municipal de Valença está a proporcionar um verão repleto de diversão para as crianças e jovens do concelho. Funkids, Semana do Museu, Semana do Rio, Rio Minho Ativo, Férias na Biblioteca são algumas das atividades que prometem proporcionar um verão inesquecível.

valençaverão.jpg

Até 22 de julho decorre o programa de animação FunKids, com atividades para as crianças. Praia, piscina, equitação, cinema e muita aventura, um programa repleto, manhãs e tardes, distribuído por duas semanas.

Entre 25 e 29 de julho é a vez da Semana do Museu proporcionar atividades com história. Com esta iniciativa, a Câmara dá uma oportunidade às crianças, com idades entre os 6 e os 12 anos, de ocuparem as suas férias com diversas atividades lúdico-pedagógicas, orientadas para a sensibilização da reutilização de materiais e conhecimento do seu património.

Entre 25 e 30 de julho a iniciativa Rio Minho ativo vai oferecer atividades náuticas e de lazer, com canoas e kayaks, na Senhora da Cabeça, Pesqueira dos Frades em Ganfei e Área de Lazer de Friestas.

Na Biblioteca Municipal as “Férias de Verão”, que terminam a 8 de Agosto, proporcionam umas férias com ateliers de manualidades, filmes, horas de conto, sessões de leitura e jogos.

Entre 1 e 6 de Agosto Valença vai oferecer às criança e jovens a “Semana do Rio”, no parque da Srª da Cabeça, onde poderão desfrutar de trikes, canoas, paintball e insufláveis.

A par de todas estas atividades, a piscina de Boivão está aberta, com acesso grátis, até final de Agosto, entre as 15 e as 20h. Programa-se, também, a abertura ao público da piscina de Sanfins.

REGIMENTO DE CAVALARIA 6 INSTALADO EM BRAGA COMEMORA 307 ANOS DE EXISTÊNCIA

RC6 abre portas à comunidade para celebrar o 307º aniversário. Programa inclui concerto, demonstração de capacidades e cerimónia militar

O Regimento de Cavalaria nº6 (RC6) volta a abrir-se á comunidade Bracarense para celebrar o seu 307º aniversário. O dia festivo é anualmente comemorado a 21 de Julho e o programa de celebrações inclui um concerto no Theatro Circo, a 17 de Julho (21h30), com a participação da Banda Militar do Porto e do Grupo Canto D´Aqui; uma exposição estática de capacidades militares, de 21 a 24 de Julho, na Avenida Central, e uma cerimónia militar na Praça do Município, dia 23 de Julho (16h15), que será o ponto do alto das cerimónias.

CMB12072016SERGIOFREITAS0000001057.jpg

“É com enorme satisfação que o Município de Braga se associa a mais um aniversário do RC6 e colabora para que este possa ser celebrado desta forma extremamente positiva e de enorme envolvência com a comunidade Bracarense”, afirmou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a conferência de imprensa de apresentação das comemorações, que decorreu esta Terça-feira, 12 de Julho, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

De acordo com o Autarca, Braga sente orgulho nas realizações do RC6 no plano militar e no destaque que têm merecido as suas intervenções nas missões de paz internacionais em que participam, mas admira sobretudo a preocupação que revelam em ultrapassar as fronteiras do Quartel e mergulhar na vida quotidiana da Cidade que os acolhe. “No domínio da protecção civil, no apoio a realizações desportivas, culturais e educativas, e também do ponto de vista solidário, o RC6 tem estado permanentemente disponível para ajudar a potenciar as actividades da Cidade e suas instituições, o que nos deixa naturalmente satisfeitos e com vontade redobrada para retribuir essa disponibilidade”, afirmou.

CMB12072016SERGIOFREITAS0000001058.jpg

Por fim, o Edil sublinhou que o programa de comemorações cumpre bem com esses desígnios porque contempla uma dimensão cultural, a vertente militar com a exposição dos meios que têm ao serviço e finalmente o momento em que o RC6 desce à Cidade para uma cerimónia solene.

Por seu turno, o comandante do RC6, António Varregoso, fez questão de frisar que a companhia se sente ´ligada a Braga e extremamente bem recebida e acarinhada pelos Bracarense´. “Entendemos que por ocasião destas comemorações devíamos abrir as portas à comunidade local e ir ao encontro da Cidade, o que é fruto também da excelente relação com o Município”, disse.

CMB12072016SERGIOFREITAS0000001059.jpg

MUNICÍPIOS DO VALE DO CÁVADO PROMOVEM COESÃO TERRITORIAL

Autoridade Intermunicipal de Transportes promove coesão territorial entre Municípios

A Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM Cávado) e os municípios de Amares, Vila Verde, Terras de Bouro e Esposende, deram esta Terça-feira, 12 de Julho, um passo decisivo para a constituição da Autoridade Intermunicipal de Transportes (AIT) do Cávado, através da celebração dos contratos interadministrativos de delegação de competências em matéria do serviço público de transporte de passageiros.

CMB12072016SERGIOFREITAS0000001051.jpg

A medida, que vem trazer um novo modelo de gestão aos transportes públicos, transfere para os agentes locais a responsabilidade de implementar uma rede de transportes que responda às reais necessidades da população. Os Municípios de Braga e Barcelos optaram por manter as suas próprias autoridades municipais de transportes e assumir internamente as responsabilidades do serviço, pelo que esta iniciativa vem, essencialmente, melhorar a oferta dos serviços públicos de transportes colectivos dos restantes municípios que compõem a CIM do Cávado, combater o isolamento e melhorar as acessibilidades.

Segundo Ricardo Rio, presidente da CIM do Cávado, a AIT “não vem substituir os operadores públicos e privados que desenvolvem o serviço de transportes colectivos. Haverá, sobretudo, uma base de proximidade com maior articulação e uma visão integrada de todo o território, que vai trazer outro planeamento de forma a garantir um bom serviço à população”.

CMB12072016SERGIOFREITAS0000001049.jpg

A intermodalidade, a bilhética integrada ou a gestão das paragens, “fazem parte de uma série de melhoramentos práticos que a população irá beneficiar no futuro”, adiantou Ricardo Rio, salientando que esta medida “vem trazer maior vantagem aos municípios de menor dimensão e promover a coesão económica, social e territorial”.

Na cerimónia de assinatura, que contou com a presença de José Mendes, secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, foi dado a conhecer as diferentes plataformas de financiamento. Sobre esta matéria, Ricardo Rio manifestou a sua “preocupação”, uma vez que em matéria de financiamento, Municípios como Braga “sofrem de uma injustiça histórica, uma vez que não têm o mesmo tratamento de outros sistemas de transportes colectivos a nível nacional, como são os casos de Lisboa e Porto, e que demonstram “graves falhas na sua gestão”.

“Trata-se de uma injustiça que se mantém de ano para ano e que, de certa forma, se recompensa os infractores. Aqueles que não demonstram a preocupação em gerir de forma optimizada os recursos públicos e em garantir a sustentabilidade do serviço, são aqueles que acabam por obter financiamento”, apontou Ricardo Rio, lamentando o facto de existirem municípios como Braga, Coimbra, Vila Real, entre outros, “que realizam um esforço titânico para garantir todos os dias um serviço de qualidade à população e com provas dadas na gestão do sistema de transportes, não têm acesso a esse financiamento público”.

Ao longo deste ano AIT do Cávado fará todo o planeamento.

CMB12072016SERGIOFREITAS0000001047.jpg

FAMALICÃO RECEBE FESTIVAL DAS ARTES

Festival de artes de rua e circo decorre entre 15 e 23 de Julho. Famalicão recebe Vaudeville Rendez-Vous, este sábado, com a estreia absoluta de “Arremesso”

Está quase, quase a começar o maior e mais influente festival de artes de rua e circo contemporâneo da região norte – o Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous. O evento que, este ano, envolve para além de Vila Nova de Famalicão, Braga e Guimarães, arranca já na próxima sexta-feira, dia 15, na cidade-berço e termina em Vila Nova de Famalicão, no dia 23, com espetáculo “A Corps Pedus”. Cada cidade conta com cerca de oito iniciativas.

A Corps Perdus.jpg

Em Vila Nova de Famalicão, o primeiro espetáculo acontece já no sábado, dia 16, no Parque da Juventude (zona do campo de ténis), pelas 19h00. Arremesso, uma estreia absoluta da Companhia Bisonte Amarelo, inspira-se nos anos de prática em solidão e autoaprendizagem que Filipe Caldeira fez com os objetos tradicionais de malabarismo como bolas. É a reflexão sobre um lugar de prática que normalmente fica escondido, recolocando-o no agora. Recupera a memória de um lugar a só e deixa ver o homem e a matéria criada que nunca se vê. Os estados a cru da prática pela prática. O treino. O frágil, a falha, o erro – lugares normalmente distantes do circo. Algo na iminência de acontecer. A beleza e a violência vivem lado a lado. Momentos apagados. Momentos criados. A cadência. O ritmo: baixo-me e levanto-me infinitas vezes. Entre o céu e a terra o irreconhecível e o malabarismo, uma paisagem onde o corpo não precisa agora de identidade, nem rosto, uma ficção no meio de uma tempestade que se chama progresso.

No domingo, 17 de julho há Debate na Casa do Território, pelas 15h00. Será uma iniciativa onde se pretende aprofundar o papel do circo e o trabalho social que alguns projetos ligados a esta linguagem exerceram e continuam a exercer nos seus territórios de ação. Serão referidos três exemplos de projetos em que o circo teve um papel preponderante no desenvolvimento social das comunidades. Os projetos: Crescer e Viver (Rio de Janeiro / Brasil), representado por Junior Perim; CircusLab (Viseu / Portugal), representado por Giacomo Scalisi; Circriolo (Cidade da Praia / Cabo Verde), representado por Jorge Rui Martins.

À noite, pelas 22h00, na Praça D. Maria II será apresentado o espetáculo Tangram, na Praça D. Maria II. Complexo, sexy e irreverentemente criativo, Tangram redefine as fronteiras da dança, do novo circo e do teatro físico. Co-criado e interpretado pela reconhecida bailarina Cristina Casadio e pelo mundialmente conhecido artista circense Stefan Sing, Tangram descreve a luta humana da atração e repulsa.

Na terça-feira, dia 19, o festival regressa ao Parque da Juventude com “Resiliência”, pelas 19h00. O explora como ser resiliente neste mundo conturbado, buscando esta essência da forma, da cor, do espaço, do ser num processo contínuo de simplificação, utilizando as artes do novo circo e suas técnicas virtuosas que nos abrem novas linhas e planos no espaço e novas perspetivas sobre o ser humano e os seus limites.

Segue-se na quarta-feira, dia 20, pelas 19h00, na Praça D. Maria II Tauromáquina, que foi nomeado para melhor espetáculo de rua na Catalunha em 2015. Dois homens e uma máquina põem a descoberto os contrastes entre o ferro e carne num jogo entre o corpo vs máquina. Uma dança de forças mecânicas e humanas, um diálogo animalesco, um motor emocional. É uma performance que explora a inteligência robótica com capacidade emocional e a arte e técnica de domar.

Na quinta-feira, 21 de julho, é dia de Oficina Radar 360, no Centro Coordenador de Transportes, pelas 22h00. A atividade exploratória, desafia os públicos a criar uma cenografia expansiva a partir das temáticas do espetáculo “Os Transportadores”, que é apresentado no dia seguinte, sexta-feira, no mesmo local pelas 22h00. A ecologia, o consumismo, o excesso de informação, o desperdício e a poluição, serão temas base desta pesquisa em conjunto.

Sobre “Transportadores”, o espetáculo vencedor da primeira Bolsa de Criação Isabel Alves Costa questiona o excesso, a carência, o desperdício, o alto consumo, a sociedade fabricada, a natureza bruta… a memória individual e a consciência coletiva, da e na, sociedade contemporânea.

Vila Nova de Famalicão faz as honras do encerramento do festival que ficará a cargo da Cie Bivouac, que apresentará o espetáculo “A Corps Perdu”, no dia 23, às 22h00, na Praça D. Maria II.

Em A Corps Perdu cada movimento do mastro e do corpo é uma razão para chegar a alguém, o símbolo de um ponto de vista sobre a vida e seus paradoxos e uma tentativa de evitar a resignação e chegar a um estado ideal de liberdade, ação e criatividade.

Arremesso_1.jpeg

Consulte toda a programação em http://teatrodadidascalia.com/td/vaudevillerendez-vous/

Fichas Técnicas:

ARREMESSO | 16 DE JULHO| 19H00

PARQUE DA JUVENTUDE

ESTREIA ABSOLUTA | COPRODUÇÃO

COMPANHIA: BISONTE AMARELO (FILIPE CALDEIRA E CATARINA GONÇALVES)

EQUIPA ARTÍSTICA E TÉCNICA:

Criador e Performer: Filipe Caldeira

Cocriadora e Acompanhamento Artístico: Catarina Gonçalves

Direção Técnica: Carin Geada

Música: Tiago Ângelo

Figurinos: Inês Mariana moitas

Agradecimentos: Erva Daninha

DEBATE | 17 DE JULHO | 15H00

CASA DO TERRITÓRIO

O Circo e os seus círculos sociais

Este será um debate onde aprofundaremos o papel do circo e o trabalho social que alguns projetos ligados a esta linguagem exerceram e/ ou continuam a exercer nos seus territórios de acção. Como ponto de partida para este debate focar-nos-emos em 3 exemplos de projetos em que o circo teve um papel preponderante no desenvolvimento social das comunidades. Os projetos: Crescer e Viver (Rio de Janeiro / Brasil), representado por Junior Perim; CircusLab (Viseu / Portugal), representado por Giacomo Scalisi; Circriolo (Cidade da Praia / Cabo Verde), representado por Jorge Rui Martins.

Inscrições em http://teatrodadidascalia.com/

TANGRAM | 17 DE JULHO | 22H00

PRAÇA D. MARIA II

ESTREIA NACIONAL

COMPANHIA: STEFAN SING & CRISTINA CASADIO

EQUIPA ARTÍSTICA E TÉCNICA ARTISTIC AND TECHNICAL TEAM:

Co-criação e interpretação: Stefan Sing e Cristiana Casadio

Orientação: Julia Christ, Sabine Rieke e Iris Zordia

Figurinos: Intrika

Música: Nikolaus Herdiekenhof aka ›cellolitis‹, venetian snares, 9 bajanescu quartett e Stefan Sing

Desenho de Luz e Direção de Cena: Citronella Antholz

RESILIÊNCIA | 19 DE JULHO | 19H00

PARQUE DA JUVENTUDE

ESTREIA ABSOLUTA | COPRODUÇÃO

COMPANHIA: UMPOR1

EQUIPA ARTÍSTICA E TÉCNICA:

Direção Artística: Bruno Machado

Orientação Artística: Cláudia Nóvoa

Assistência de Direção e Produção: Mickaella Dantas

Interpretação e Cocriação: André Araújo, Bruno Machado, Carmen Viegas, Chandra Malatisch, Juliana Moura e Luís Reis

Cenografia: A Casa ao Lado

Música Original: Luca Argel

Fotografia: Aclo

Coprodução: Festival Internacional Vaudeville Rendez-Vous

Residências Artísticas: Acro Clube da Maia, Junta de Freguesia Tenões, Lago Discount

TAUROMÁQUINA | 20 DE JULHO | 19H00

PRAÇA D. MARIA II

ESTREIA NACIONAL

Tauromáquina foi nomeado para melhor espetáculo de rua na Catalunha em 2015.

COMPANHIA: ANIMAL RELIGION

EQUIPA ARTÍSTICA E TÉCNICA:

Performers: Benet Jofre and Quim Giron

Música: Felix Cucurull

Técnico de luz: Joana Serra

Figurinos: Txell Genot

Produção e Agenciamento: Anna Aro 10

OFICINA RADAR 360 | 21 DE JULHO | 17H30

CENTRO COORDENADOR DE TRANSPORTES

Duração: 2h

Público-alvo: M/10 anos

Lotação: 20 pessoas (2 grupos)

Formadores: Radar 360

TRANSPORTADORES | 22 DE JULHO | 22H00

CENTRO COORDENADOR DE TRANSPORTES

Espetáculo vencedor da primeira Bolsa de Criação Isabel Alves Costa.

COMPANHIA: RADAR 360

EQUIPA ARTÍSTICA E TÉCNICA:

Direção Artística: António Oliveira

Interpretação e Cocriação: António Oliveira, Bruno Machado, Joana Domingos, Julieta Rodrigues e Viriato Morais

Cenografia e Construção: Hugo Ribeiro

Figurinos: Julieta Rodrigues

Sonoplastia: António Oliveira, Maria Mónica, Tiago Ralha e Vasco Ferreira

Video e Ilustração: Maria Mónica

Consultadoria Vídeo e Ilustração: Patrício Brito

Desenho de Luz: Vasco Ferreira

Fotografia: Teresa Couto

Assistência de Direção e Apoio Dramatúrgico: Gonçalo Fonseca

Co-produção: Comédias do Minho / Fimp / Teatro Municipal do Porto

Apoios à Criação: Fábrica da rua da Alegria, Ipp, Teatro Municipal Campo Alegre

A CORPS PERDU | 23 DE JULHO | 22H00

PRAÇA D. MARIA II

ESTREIA NACIONAL

COMPANHIA: BIVOUAC COMPAGNIE

EQUIPA ARTÍSTICA E TÉCNICA:

Direção: Maryka Hassi

Assistência de Direção: Benjamin Lissardy

Cenografia: Maureen Brown

Música: Erwan Le Guen

Mastro Chinês: Benjamin Lissardy, Gaëtan Dubr iont, Nhat Nam Lê, Maureen Brown

Acrobacia: Charlie Marey

Trampolim: Nat Whittingham

Figurinos: Aline Froux

Desenho de Luz: Patrick Cathala

Direção de Cena: Raphael Quillart

BUONDI HOTSPOT: REDE PARA TODOS EM PLENO AREAL

30 praias com free wi-fi e carregador de telemóvel

Há os banhos de sol e os de mar, o surf, o futebol… mas este verão há ainda mais uma razão para passar os dias na praia. Tudo porque Buondi vai manter os portugueses ligados, em pleno areal, em 30 praias de todo o país.

Desde a Amorosa, em Viana do Castelo, à Praia Verde, no Algarve, passando pelo Lizandro, Baía de Cascais, Troia e Porto Santo, o Buondi Hotspot traz rede para todos desde o inicio de julho.

O Buondi Hotspot está localizado no próprio areal para proporcionar wi-fi gratuito e tem um bom alcance - o suficiente para ligar todos aqueles que estejam até à distância de 1 campo de futebol. E quem chegar à praia com as baterias em baixo (ou as gastar ao longo dia) pode igualmente recarregar os dispositivos eletrónicos, como telemóveis ou tablets, no Buondi Hotspot, que disponibiliza as ligações necessárias alimentadas a energia solar.

“Há muito que Buondi está ligada ao mar, ao surf e às praias, pelo que faz todo o sentido para a marca continuar a surpreender os mais de 60 milhões de visitantes que passam pelas praias portuguesas, com novas ideias que acima de tudo lhes sejam úteis e que os convide a desfrutar a vida e a vivê-la intensamente”, sublinha Teresa Roseta, responsável de Marketing da categoria de Cafés e Bebidas da Nestlé.

Assim depois de, no ano passado, levar o Surf a todos com a tão bem recebida iniciativa Buondi Surf Sessions, este ano a marca portuguesa de cafés desafia os portugueses a expressarem-se na praia com o Buondi Hotspot.

PRAIAS BUONDI BEACH 2016

NORTE

MATOSINHOS LAIS DE GUIA

MATOSINHOS TITAN

POVOA VARZIM NÁUTICO 1

POVOA VARZIM NÁUTICO 2

ESMORIZ BAR PÉ N'AREIA

PRAIA MADALENA AR D’MAR

AMOROSA

VALADARES DAIQUIRI

CENTRO

ESPINHO MARBELO

ESPINHO SURFING BAR

ESPINHO BAR SEREIAS

BARRA ILHAVO AVEIRO OFF SHORE CITY

BARRA PRAIA VELHA

TEJO E OESTE

TROIA

PRAIA DOS CERROS (PENICHE DE CIMA)

PRAIA DA FIGUEIRINHA

FOZ DO LIZANDRO

PRAIA GRANDE BAR DO FUNDO

PRAIA GRANDE ANGRA

PRAIA DE S. LOURENÇO

PRAIA DO NAVIO

PRAIA DA FÍSICA

PRAIA DO AREAL SUL (AREIA BRANCA)

FOZ DO ARELHO (LAGOA) COCOS BAR

ALGARVE

PRAIA DA ALAGOA (LADO PRAIA VERDE)

PRAIA DE FARO WAX

QUARTEIRA

ARMAÇÃO DE PÊRA GATO LAMBAREIRO

MADEIRA

PRAIA DE PORTO SANTO

PRAIA DO PORTO DA CRUZ

QUINTA DE SANTA CRISTINA EM CELORICO DE BASTO DÁ A CONHECER-SE AOS VISITANTES

Dia aberto na Quinta de Santa Cristina

Em jeito de comemoração de mais um aniversário da nossa adega, decorrerá no próximo dia 17 de julho, Domingo, entre as 10h e as 18h, na Quinta de Santa Cristina, em Celorico de Basto, um Dia Aberto, para receber todos aqueles que queiram conhecer a Quinta e provar o vinho verde ali produzido.  

Cartaz Dia Aberto Final (2).jpg

Neste dia, será possível visitar a adega de forma gratuita. As visitas, a realizar nos seguintes horários: 10h; 11h30; 14h30; 16h30, são limitadas a 10 pessoas por horário e estão sujeitas a marcação obrigatória. No final, a visita será complementada com a oferta da prova de um dos vinhos Quinta de Santa Cristina.

Outra oferta disponível nesta data será um desconto de 10 % em todas as compras de vinho efetuadas neste dia na loja da adega.

Serão ainda disponibilizados espaços para piquenique e jogos tradicionais. Será possível trazer o piquenique e aproveitar este dia na Quinta de Santa Cristina usufruindo, com amigos ou em família, de paisagens maravilhosas. Poderão ser adquiridos também vinhos frescos para consumo no piquenique, com o desconto indicado.

Informações e marcações para as visitas guiadas (até 15 de julho) em enoturismo@garantiadasquintas.com  ou +351 912 527 396.

FAFE ASSINALA DIA DOS AVÓS

Dia dos Avós e Netos assinalado em Fafe com Mega Piquenique. Jogos tradicionais, música e muita animação no Parque da Cidade. São esperados cerca de 800 idosos

O Parque da Cidade volta a ser palco de mais uma comemoração, promovida pelo Município de Fafe. No próximo dia 26 de Julho, Fafe vai assinalar o Dia dos Avós e Netos com diversas actividades. Um Mega Piquenique, jogos tradicionais e música preenchem o programa para este dia.

11693976_885726121474851_7547584163003407298_n.jpg

A concentração está marcada para as 11h, no Parque da Cidade, onde se vão acolher os participantes com vários jogos tradicionais. Durante a tarde, está garantida animação sociocultural, de forma a proporcionar um dia especial aos avós e netos do concelho.

Os participantes devem levar farnel, à semelhança do ano passado.

Para o Presidente da Câmara Municipal, Raul Cunha, esta é uma iniciativa que faz todo o sentido e que deve continuar.

“O Dia dos Avós e Netos é uma data que merece ser comemorada, não só para estimular as relações familiares, mas também como forma de proporcionar um dia diferente.

O ano passado, esta iniciativa foi um sucesso e não poderíamos deixar de a repetir.

O bom tempo convida a que façamos iniciativas ao ar livre e nada melhor que um piquenique em família, acompanhado de diversos jogos e muita animação.

Esperamos que seja um dia especial, onde os “nossos avós e netos” possam conviver e divertirem-se!

A entrada na iniciativa é livre e as inscrições devem ser feitas na Loja Interactiva de Turismo a partir de amanhã, 13 de Julho até ao dia 20, mediante a apresentação do cartão sénior.

11755684_885726624808134_54872436076310616_n.jpg

11781655_885727454808051_7914139838517307878_n (1).jpg

MINHO REÚNE TODA A ARTE EM MONÇÃO

16 de julho, sábado. Festival Vincul`arte junta fotografia, pintura, música, poesia e teatro num dia repleto de arte com palcos instalados em diferentes pontos do centro histórico de Monção. O objetivo desta iniciativa incide no reforço da dinâmica e diversidade cultural do município, criando vínculos fortes da população com a arte.

Vincul`arte.jpg

Este sábado, 16 de julho, a arte vai “andar” pelo Centro Histórico de Monção. O Festival Vincul`arte, que se estreia nestas andanças, apresenta, durante a tarde e noite, exposições de fotografia e pintura, concertos musicais, declamações de poesia e peças de teatro.

Com organização da Associação Clube Azul, apoio da autarquia monçanense e colaboração de várias coletividades do concelho, as intervenções artísticas, todas gratuitas,decorrem na Praça Deu-la-Deu Martins, Largo de Camões, Largo do Loreto e Avenida General Humberto Delgado, a melhor varanda sobre o rio Minho.

De acordo com a organização, o objetivo desta iniciativa passa por reforçar a dinâmica e diversidade cultural do município tendo como base um projeto com múltiplas formas de criação, expressão, difusão e fruição cultural. Focaliza-se também na criação de laços fortes entre as pessoas e a arte.

A abertura oficial do Festival Vincul`arte acontece pelas 14h00, no Museu do Alvarinho, com a presença do Vereador das Atividades Culturais, Paulo Esteves, seguindo-se a apresentação do galardão FAJOVIC, promovido pela Federação das Associações Juvenis de Viana do Castelo.

As intervenções culturais iniciam-se após a cerimónia de abertura, prolongando-se durante sensivelmente 12 horas ininterruptas. A declamação de poesia estará a cargo de Valeriano Varela & José Alberto Pinto e Burgueses Famintos, ficando a componente teatral sob responsabilidade do grupo de teatro da Filarmónica Milagrense.

Participam os grupos Jigsaw&The Great MoonshinersBand; Filho da Mãe; GrandFather`sHouse, Cró; Surma; Vive lesCônes; Jacketx e Areia nos Calções. Os artistas convidados a expor são Patricia Oliveira, Fernando Guedes; Joana Degues; Laro Lagosta; Joana Rosa Caçador; Zure Ama e Valérie Carreira. Estará igualmente patente uma exposição da Senhora das Dores 2016.

Contacto:

André Simões

969 803 301

CARMO’S BOUTIQUE HOTEL NOMEADO PARA OS THE WORLD LUXURY HOTEL AWARDS 2016

Considerado uma referência no segmento do turismo de luxo

O hotel de luxo situado em Ponte de Lima é a única unidade da região Norte a integrar a exclusiva lista de candidatos a estes prémios na categoria de Luxury Boutique Hotel.

Localizado em pleno coração do Minho, na vila mais antga de Portugal (Ponte de Lima), o Carmo`s Boutque Hotel está entre as unidades nomeadas para conquistar, em 2016, um dos conceituados The World Luxury Hotel Awards, uma distnção de referência a nível mundial que, todos os anos, premeia os hotéis de luxo que se destacaram pela excelência das instalações, do serviço e da hospitalidade prestada aos seus hóspedes.

Sendo a única unidade da região Norte a integrar esta exclusiva lista de candidatos na categoria de Boutque Hotel de Luxo, Raquel do Carmo Barbosa, proprietária do hotel, vê esta nomeação como “o reconhecimento do esforço e do trabalho que toda a nossa equipa tem vindo a desenvolver no sentdo de promover um tipo de turismo de excelência e de proximidade, inteiramente focado no visitante, associado à divulgação de uma região única, com uma riqueza e diversidade de experiências ímpares. É uma nomeação que nos deixa, obviamente, orgulhosos e que esperamos que contribua para um maior projeção da região Norte e do Minho em partcular.”

Inaugurado em 2012, o Carmo`s Boutque Hotel é um boutique hotel de luxo, composto por 15 quartos, que oferece, inserido num espaço rural, um ambiente intmista e requintado, aliado a um serviço personalizado, tendo como objetvo fazer com que os seus hóspedes se sintam em casa.

Num espaço onde a tradição e a modernidade convivem de forma harmoniosa, todos os quartos oferecem uma decoração que combina o design contemporâneo e o orgulho nas raízes culturais, e onde cada detalhe foi cuidadosamente pensado.

Com uma visão que vai muito além da oferta de alojamento, o hotel privilegia a ligação à região onde está inserido e às suas raízes culturais, potenciando a sua divulgação. Neste contexto, o hotel aposta na oferta de experiências diferenciadoras e complementares que proporcionem estadias únicas a quem o visita, dando especial destaque à promoção dos sabores minhotos aliados aos vinhos Premium Terroir e às castas autóctones, quer através da realização de jantares vínicos, ações de degustação, provas de vinhos e harmonizações, quer através da “ofcina do vinho”, um espaço equipado com instrumentos tradicionais onde os hóspedes podem aprender a fazer vinho.

A promoção da região, da sua história e da sua cultura, é também potenciada através do estabelecimento de parcerias com agentes locais, que permitam dar a conhecer aos clientes do hotel o que de melhor e mais autêntco Ponte de Lima e o Minho têm para oferecer.

Membro da exclusiva rede internacional de luxo Small Luxury Hotels of the World, o Carmo's Boutque Hotel foi já alvo de diversas distnções, nacionais e internacionais, tais como o prémio Best of Wine Tourism 2016, concedido pela rede global Great Wine Capitals; o galardão Luxury Boutique Hotel of the Year 2015, atribuído pela conceituada publicação Luxury Travel Guide; o reconhecimento como Europe's Best Relaxation Retreat 2015, conferido pelos World Boutique Hotel Awards; ou ainda a nomeação pela Condé Nast Traveller como “um dos melhores novos hotéis no mundo”, em 2013, entre outras.

A esta lista de distnções junta-se agora a estreia na nomeação para os The World Luxury Hotel Awards.

Comemorando este ano a sua décima edição, os The World Luxury Hotel Awards selecionam todos os anos, de forma criteriosa, uma lista composta por hotéis de luxo de todo o mundo, distribuídos por 50 diferentes categorias.

A votação dos melhores é feita pelo público, refetndo, desta forma, o verdadeiro reconhecimento dos hóspedes face ao trabalho desenvolvido por cada hotel e pela sua equipa.

O período para votação decorre de 1 de julho a 5 de agosto de 2016, durante o qual o Hotel está a desenvolver uma campanha online e nas redes sociais para incentvar a votação do público. Os resultados serão conhecidos a 29 de outubro deste ano.

MILHÕES DE FESTA SAI PARA AS RUAS DE BARCELOS

O Milhões de Festa está de regresso às margens do Rio Cávado, entre 21 e 24 de julho, e junta bandas de renome internacional, Goat ou Dan Deacon, a bandas locais como Ensemble Insano.

Falta quase uma semana para a 7ª edição do festival que espera atrair cerca de doze mil pessoas de vários países à zona ribeirinha da cidade de Barcelos. Já considerado um dos momentos altos do verão para os apreciadores de música alternativa, o Milhões de Festa tem-se assumido como um espaço cultural plural e diverso, congregando mojitos e taina, cumbia e metal, pop e hip-hop.

A aposta nas formações locais tem sido uma das premissas fundamentais na programação do festival e, este ano, o cenário não será muito diferente. Além dos habituais Ensemble Insano, -super-grupo de músicos barcelenses que se juntam uma vez por ano, no Milhões, sob a orquestração de André Simão (La La La Ressonance, Dear Telephone, Sensible Soccers, etc)- subirão ao palco Pedro Oliveira, baterista local, e Alexandre Soares (Ex-GNR) para apresentar o novo projeto conjunto intitulado PO+AL. João Pimenta, conhecido pelos dotes de vocalista em Green Machine, será outra das figuras barcelenses em destaque com a atuação do trio Dez Mil Russos, que esteve recentemente no Teatro Gil Vicente.

Contaminar o resto da cidade é um dos objetivos do festival para este ano. Literalmente, levar música aos barcelenses e de forma gratuita. Apesar do Palco Taina se ter deslocado para o interior do recinto, deixando de ser entrada livre, a organização preparou uma surpresa: as “Arruadas Merrell”, isto é, concertos gratuitos em locais secretos da cidade de Barcelos, promovendo o património local e convidando o público festivaleiro a sair do recinto para explorar a cidade.

O alinhamento final e a programação diária podem ser consultados através do site www.milhoesdefesta.com. Os passes gerais estão disponíveis por 55€, sendo que a este valor acresce 5€ a partir do dia 18 de julho. Já os bilhetes diários custam 20€. Tal como nos anos anteriores, os jovens barcelenses auferem de desconto no preço dos bilhetes gerais para o festival (50€), bastando para isso apresentar o Cartão Jovem Barcelos no balcão da Casa da Juventude aquando da aquisição.