Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

GUIMARÃES QUER SER CAPITAL VERDE EUROPEIA

Guimarães reuniu em Bruxelas para preparar candidatura a Capital Verde Europeia 2020

Delegação da candidatura vimaranense participou em reunião preparatória. Encontro serviu para consolidar procedimentos.

Bruxelas_CVE.jpg

Isabel Loureiro, Coordenadora Executiva da Estrutura de Missão, e Paulo Ramísio, membros do Comité Executivo da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020, marcaram presença em Bruxelas num workshop organizado pela Comissão Europeia, onde foram abordados temas importantes para o processo de apresentação da candidatura, como o modo de organização das submissões, bem como conselhos de vencedores anteriores, como Nijmegen, na Holanda, eleita Capital Verde Europeia 2018.

Para Isabel Loureiro este foi um evento de extrema importância para a estrutura de missão que coordena. «Foi mais um momento de partilha de experiência com outras cidades que poderão igualmente ser candidatas ao título de Capital Verde Europeia e outras que foram já bem-sucedidas neste caminho. Foi, por isso, também mais uma oportunidade de consolidarmos a nossa estratégia e de continuarmos a trilhar o nosso caminho plenamente convictos e motivados de que aquilo que estamos a fazer será reconhecido».

Na última sexta-feira, 01 de julho, para além de Guimarães, também o Funchal esteve presente neste encontro, bem como outras cidades europeias da Bélgica, Eslovénia, Espanha, Estónia, França, Finlândia, Holanda, Hungria, Itália, Polónia, Reino Unido e Suécia.

BARCELOS TEM PLANO DE COMBATE AOS INCÊNDIOS

Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas  aprova plano de combate aos incêndios

O Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas aprovou, no passado mês de junho, o Plano Municipal de Defesa da Floresta Contra Incêndios (PMDFCI) de Barcelos. A estrutura do PMDFCI assenta em três módulos: diagnóstico, plano de ação e plano de operação municipal.

O Caderno II  - Plano de Ação é o mais importante do documento, uma vez que visa estruturar o modelo florestal do concelho com vista à redução da eclosão de incêndios florestais, protecção das actividades humanas, valorização da floresta e ordenamento florestal.

Além de uma análise do risco, da vulnerabilidade aos incêndios e da zonagem do território, neste caderno são ainda definidas as principais estratégias para o aumento da resiliência do território aos incêndios, a redução da incidência, uma melhoria da eficácia do ataque e da gestão, recuperação e reabilitação dos ecossistemas e adaptação de uma estrutura orgânica funcional e eficaz.

O plano operacional recentemente aprovado estará em vigência até 2020.

BARCELOS DIVULGA PROGRAMAÇÃO DE JULHO DO TEATRO GIL VICENTE

O programa cultural do mês de julho do Teatro Gil Vicente traz a palco música, cinema, teatro e um documentário

A programação arranca no dia 12, às 21h30, com a peça “Retábulo das Maravilhas” pela Barcelos Sénior, com entrada gratuita.

CartazAgendaJulho2016 (1).jpg

A Associação Zoom volta a trazer cinema ao Teatro e este mês com entrada gratuita. Primeiro, para os mais novos com os “ Filminhos à Solta Pelo País” no dia 14; e “Curtas Infantis” inseridas no Festival de Curtas de Vila do Conde 2016, no dia 21, todos com início às 15h00. Depois, no dia 14 de julho, traz “ John From” e “Best of Curtas Vila do Conde 2016”, no dia 28, ambos com início às 21h30 para o público em geral.

O mês de julho traz ainda ao espaço vicentino, no dia 16, pelas 15h00, um documentário pela Associação ACB- Albergue Cidade de Barcelos intitulado “ Walking The Camino – Six Ways TO Santiago”.

No dia 26 de julho, às 15h00, é a vez do Centro de Convívio Social e Paroquial de Aguiar apresentar uma sessão de narrativas orais “A Minha História” inserido no projeto “Haja Ânimo”.

No domínio musical, o Teatro Gil Vicente recebe, a 29 de julho, o “Concerto da Orquestra de Estágio de Verão da Escola da Banda Musical de Oliveira” pela Banda Musical de Oliveira, às 21h30.

O teatro regressa ao palco do Gil Vicente no dia 30, às 16h00, com “O Pátio das Cantigas” pela APAC – Centro de Atividades Ocupacionais.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

CASA DAS ARTES DE ARCOS DE VALDEVEZ ACOLHE REUNIÃO TEMÁTICA DO PROJETO CO-ARTE

O Município de Arcos de Valdevez acolheu, nos passados 22 e 23 de junho, a Segunda Reunião Temática do projeto CO-ACTE, Coorganizar os territórios para o bem-estar de todos hoje e no futuro. Este projeto que integra uma parceria com a CIM Alto Minho decorreu de uma candidatura da Associação Together (Rede dos Territórios de Corresponsabilidade) cofinanciada pelo programa Europa para os Cidadãos da UE.

reuniao_co_acte (1).JPG

A reunião, que decorreu na Casa das Artes, contou com a presença de cerca de 35 participantes de França, Itália, Inglaterra, Cabo Verde, Marrocos, Bélgica e Portugal, tendo o Presidente da Câmara de Arcos de Valdevez, João Manuel Esteves, agraciado o evento com uma manifestação de boas vindas e a participação nos trabalhos da manhã do primeiro dia.

O autarca mostrou-se muito satisfeito com a organização deste encontro em Arcos de Valdevez, pois considera que os modelos participativos, que envolvem as pessoas e os cidadãos na definição das estratégias de desenvolvimento local, revelam-se de extrema importância ao nível do planeamento e da promoção do bem-estar das populações.

Nesse sentido abordou o trabalho que o Município está a levar a cabo na elaboração do Plano de Dinamização Estratégica de Arcos de Valdevez, o qual conta com a participação ativa de todos os Arcuenses na sua elaboração.

Os 3 principais objetivos da reunião foram: (1) elaboração de um modelo de referência de coorganização do território, assegurando o bem-estar de todos hoje e amanhã; (2) identificação de medidas de políticas necessárias à emergência de um modelo participado pelos cidadãos; (3) definição de um modo de financiamento das redes temáticas depois do encontro – foram objeto de debate ao longo dos 2 dias, através da apresentação de projetos, já em desenvolvimento, que abordaram as temáticas: gestão participada do espaço, mobilidade e reconversão energética.

reuniao_co_acte (2).JPG

reuniao_co_acte (3).JPG

reuniao_co_acte (4).JPG

FAMALICÃO ORGANIZA NOITES DE VERÃO COM CINEMA AO AR LIVRE

Sessões decorrem em julho e agosto e têm entrada livre

A partir da próxima semana os famalicenses vão ter mais uma razão para virem até à rua nas noites quentes de Verão. O cinema ao ar livre regressa na próxima quarta-feira, dia 13 de julho, e até ao final do mês de agosto há perto de uma dezena de filmes gratuitos para ver ao luar.

Cinema ao ar livre.JPG

A iniciativa, intitulada “Cinema Paraíso”, é promovida pela autarquia, o Cineclube de Joane e a Casa das Artes e terá como principal palco o anfiteatro do Parque da Devesa, que por estes dias se transforma numa verdadeira sala de cinema improvisada, com um ecrã de 10x4 e com projeção Digital DCP.

À semelhança dos últimos anos, as sessões na Devesa decorrerão sempre à quarta-feira. A primeira acontece já no próximo dia 13 de julho, com o filme “Creed: O Legado de Rocky”, seguindo-se no dia 20, o filme de animação “Minúsculos – O Vale das Formigas”.

A abrir o mês de agosto, no dia 3, o Cinema Paraíso exibe “Joy”, com Jennifer Lawrence, Bradley Cooper e Robert De Niro nos papéis principais. Destaque ainda para as sessões do dia 10 de agosto, com “Todos Querem o Mesmo”, e do dia 17, com “The Walk – O Desafio”. A iniciativa termina a 24 de agosto, com a exibição do filme francês “As Férias do Sr. Hulot”. 

De referir ainda que no programa do Cinema Paraíso, em julho, há também duas sessões espalhadas pelo concelho. A primeira decorre já no dia 17, domingo, no Passal da Paróquia de Arnoso Santa Maria, com a exibição do filme “Amor Impossível”. Segue-se depois Castelões, no parque do Centro Social, com a exibição de “O Principezinho”, no dia 24.

Todas as sessões são gratuitas e têm início às 22h00

“REDES EM FESTA” JUNTA MAIS DE 700 IDOSOS DO VALE DO MINHO

Encontro anual, com caráter itinerante pelos concelhos de Melgaço, Monção, Valença, Vila Nova de Cerveira e Paredes de Coura, decorreu nas Termas do Peso, em Melgaço. Para Paulo Esteves, os idosos viveram um dia diferente pautado por momentos solidários e divertidos.

Redes 01 (Large).jpg

As Termas do Peso, em Melgaço, foram palco, na passada quinta-feira, 30 de junho, de mais uma edição do "Redes em Festa", encontro de idosos das instituições particulares de solidariedade social do Vale do Minho. Monção participou com cerca de uma centena de idosos da Associação “Censo” e dos centros sociais e paroquiais de Barbeita e Merufe.

Com a presença do Vereador das Atividades Socioculturais, Paulo Esteves, o programa começou às 10h00 com as apresentações das redes sociais dos vários concelhos da região, seguindo-se um almoço-convívio entre idosos, técnicos e auxiliares das redes sociais concelhias e das instituições sociais participantes.

O início da tarde preencheu-se com animação proporcionada por um grupo de concertinas e dança. Pela 16h00, lanche convívio e regresso à terra após, como sublinhou Paulo Esteves, um dia diferente pautado por momentos solidários e divertidos. “Estas iniciativas são fundamentais para a sociabilização destes idosos. A nossa obrigação é proporcionar-lhas porque a felicidade estampada nos seus rostos merece a nossa total disponibilidade” acentuou

A iniciativa “Redes em Festa” realiza-se desde 2004 com o objetivo de promover o convívio e a confraternização entre os idosos dos vários concelhos participantes: Melgaço, Monção, Valença, Vila Nova de Cerveira e Paredes de Coura. Este ano, a organização esteve a cargo da Rede Social de Melgaço, envolvendo mais de 700 idosos.

Redes 02 (Large).jpg

Redes 03 (Large).jpg

ARCOS DE VALDEVEZ OBTÉM FINANCIAMENTO PARA COMBATER INCÊNDIOS FLORESTAIS

Cerca de 800 mil euros para Rede de Defesa da Floresta contra Incêndios de Arcos de Valdevez

A Câmara Municipal viu ser aprovada recentemente uma candidatura ao POSEUR – Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos, no valor de 764 645,16 €, para instalar uma rede de defesa da floresta contra incêndios em Arcos de Valdevez, a qual consubstancia a redução dos incêndios florestais, através da diminuição da carga combustível e de acesso a pontos de água.

floresta (1).jpg

Num território onde há grandes incêndios a realização da Rede Primária é fundamental, de forma a diminuir o potencial destes incêndios, pelo que o seu traçado está definido estrategicamente, nos limites do concelho de Arcos de Valdevez, Ponte de Lima, Paredes de Coura e Monção, de forma a criar uma “barreira” à eventual progressão dos incêndios florestais, criar oportunidade de combate e consequentemente diminuir a área ardida.

Em suma, pretende-se, essencialmente, com a concretização desta Rede: diminuir a superfície percorrida pelos grandes incêndios, permitindo criar condições para uma intervenção direta de combate ao fogo; reduzir os efeitos de passagem dos grandes incêndios, protegendo de forma passiva vias de comunicação; isolar os focos potenciais de ignição de incêndios; operacionalizar o apoio ao combate, nomeadamente ao nível da rede viária florestal de acesso aos pontos de água de 1ª ordem de forma a facilitar o reabastecimento de água entre viaturas.

Este projeto é financiado pelo POSEUR - Eixo Prioritário 2: Promover a adaptação às alterações climáticas e a prevenção e a gestão de riscos (Fundo de Coesão), Domínio de Intervenção: 087. Medidas de adaptação às alterações climáticas e prevenção e gestão de riscos associados ao clima, por exemplo, erosão, incêndios, inundações, tempestades e seca, incluindo ações de sensibilização, proteção civil e sistemas e infraestruturas de gestão de catástrofes e tem um investimento elegível de 764 645,16 €, bem como comparticipação Fundo de Coesão (FC) na ordem dos 649 948,39 €.

floresta (2).jpg

TSD ABREM NÚCLEO EM FAMALICÃO

Apresentação pública sexta-feira, 8 de julho, às 21h15, na sede do partido

Os Trabalhadores Social Democratas (TSD) vão ter um núcleo em Vila Nova de Famalicão.

A apresentação acontece na próxima sexta-feira, 8 de julho, pelas 21h15, na sede do PSD de Vila Nova de Famalicão, sita na Rua Adriano Pinto Basto, onde o núcleo, presidido por Daniel Antunes, desenvolverá toda a sua atividade.

Nesta sessão vão marcar presença, entre outros, Paulo Cunha, Presidente do PSD de Vila Nova de Famalicão, e Pedro Roque e Afonso Henriques, do Secretariado Nacional dos TSD.

Os Trabalhadores Social Democratas foram fundados a 8 de janeiro de 1984. Assumem-se como uma força laboral reivindicativa, moderna, aberta ao futuro e à mudança. Estão associados às mais importantes transformações das condições de vida dos trabalhadores portugueses e elegem o desenvolvimento económico, social e cultural como a chave para os portugueses melhorarem as suas condições de vida e encararem o futuro com esperança.

PORTAL DO MUNICÍPIO DE BRAGA DISPONÍVEL EM INGLÊS E CASTELHANO

O Portal do Município de Braga já está disponível em Inglês e Espanhol. Esta é mais uma forma de impulsionar a actividade turística na Cidade e de permitir que os visitantes consultem a informação sobre o território de forma intuitiva, com um design apelativo e de fácil navegação.

Portal Espanhol.jpg

Entendendo o Executivo Municipal que a comunicação é um elemento vital para o sucesso de todo o território, deve este ser assumido como uma ferramenta estratégica de gestão.

Nesse sentido, o Portal – com acesso em www.cm-braga.pt - assume-se como um instrumento privilegiado de afirmação da Cidade e da promoção turística, aumentando a atractividade da região. A todos os que acederem é possibilitado o acesso à informação para que possam, livremente, conhecer a história e as inúmeras riquezas da Cidade, os monumentos, cultura, eventos, gastronomia e tradições, bem como absorver e compreender o conteúdo das políticas e da acção governativa local.

Considerando que a componente turística é encarada como um eixo central para a geração de riqueza, a imagem institucional é fundamental na estratégia do Município, na sua afirmação e competitividade, contribuindo para a criação de uma marca que se quer diferenciadora e autêntica.

Com a disponibilização de versões em Inglês e Espanhol, o Município melhora o serviço prestado aos visitantes e potenciais visitantes, abrangendo um público mais amplo dada o elevado número de pessoas que domina estas duas línguas e potenciando uma comunicação permanente, aberta e transparente com o público estrangeiro. Este é um passo importante no desígnio de construção de uma Cidade moderna e inteligente, cada vez mais ligada às tecnologias de informação e comunicação.

Portal Inglês.jpg

PAN PEDE ESTUDO NACIONAL SOBRE O TRABALHO INFANTIL

  • Há 15 anos (desde 2001) que não é realizado um estudo credível sobre trabalho infantil em Portugal
  • Ainda existem situações de trabalho infantil no país, mesmo que não assumam a expressão de outras partes do globo
  • Entre 1998 e 2001 o trabalho infantil teve um acréscimo

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza apresenta hoje um projeto de Resolução que recomenda ao Governo a elaboração de estudo nacional sobre o trabalho infantil. A pertinência desta recomendação prende-se com o facto de em Portugal ainda existirem situações de trabalho infantil, mesmo que não assumam a expressão dramática que esta realidade apresenta noutras partes do globo.

Apesar dos dados disponíveis demonstrarem uma redução do número de crianças envolvidas, há 15 anos que não é realizado no nosso país um estudo de fonte credível e oficial a nível nacional.

Em 1998, o Departamento de Estatística do Trabalho, Emprego e Formação Profissional (DETEFP), a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e o Instituto Nacional de Estatística (INE) aliaram‐se para levar a cabo um inquérito para apuramento da extensão deste problema, tendo sido apuradas situações de exploração na indústria do calçado e dos têxteis, no comércio, na construção civil, bem como situações de trabalho familiar não remunerado (agricultura) e casos de exploração em atividades não económicas (cuidar de familiares mais novos, fazer limpezas…).

Posteriormente, em 2001, foi realizado um novo inquérito a nível nacional que abrangeu o Continente e as Regiões Autónomas denominado “Trabalho infantil em Portugal 2001”.

Os principais sectores de atividade onde os menores trabalham, de acordo com o documento, são a Agricultura, seguida do Comércio, Indústria Transformadora e Restauração, existindo igualmente um número bastante significativo a trabalhar na Construção Civil. Este inquérito constituiu o último estudo realizado sobre o trabalho infantil por uma fonte credível e oficial.

Os estudos realizados têm demonstrado uma redução no número de casos de trabalho infantil. Contudo, o facto de o cenário ter melhorado, não significa que tenham deixado de existir casos em Portugal. Do inquérito realizado em 2001, acima mencionado, resulta que de 1998 para 2001 o trabalho infantil teve um acréscimo de 0,2%, o que demonstra que se trata ainda de uma situação preocupante e talvez não tão residual como tem vindo a ser defendido.

Igualmente preocupante é o facto de os números acima referidos deixarem claro que existem situações em que os menores que estão na escola acumulam, muitas vezes, esta situação com o desempenho de uma atividade económica ou de uma atividade não económica de ajuda em tarefas domésticas em excesso, situação que consequentemente irá acarretar um pior desempenho escolar, o que certamente não se pretende.

O trabalho infantil e o abandono escolar têm de ser alvo de políticas nacionais e regionais, nomeadamente melhorando a ajuda às famílias mais carenciadas, de modo a reduzir a dependência das famílias do trabalho infantil, ao qual se recorre muitas vezes para fazer face às dificuldades económicas. Contudo, para a criação de medidas eficazes para o seu combate é necessário conhecer a realidade portuguesa e os números atuais ligados ao trabalho infantil.

ARCOS DE VALDEVEZ REFORÇA REDE ELÉTRICA

A EDP Distribuição colocou em exploração no concelho cinco novos postos de transformação nos lugares de Rochina, Freguesia de Giela, Igreja e Penelas, freguesia de Jolda (Madalena); Carrapaçal, freguesia de Padreiro, e Fraga, freguesia de S. Jorge, para melhorar a qualidade de serviço do fornecimento de energia elétrica aos clientes moradores nas referidas freguesias.

AVV 318 Jolda Igreja - Cópia.jpg

No âmbito desta obra foram colocados em serviço cinco postos de transformação que possuem uma potência instalada de 680 KVA e foram construídos 1600 m de rede de Média Tensão e 3920 m de Baixa Tensão, o que representou um investimento de 265 mil euros.

Com estas obras foram eliminadas as quedas de tensão e foram, também, reduzidas as perdas de energia. Fica ainda garantida a disponibilização de potência para a satisfação de novas solicitações de energia para esta zona.

Estiveram presentes no ato de ligação destas cinco novas infraestruturas o Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves e o Diretor de redes e clientes da EDP Distribuição, Engº Mário Guimarães.

Com estas intervenções pretende-se continuar a melhorar a rede de infraestruturas e a qualidade de vida dos arcuenses.

AVV 319S Jorge  - Cópia.jpg

AVV305 Padreiro Carrapacal4 - Cópia.jpg

AVV306 Jolda M Penelas2 - Cópia.jpg

AVV308 Giela3 - Cópia.jpg

JUVENTUDE DE FAMALICÃO RECEBE VERÃO EM FESTA

Foi com calor, ao som de boa música e com muita animação que a juventude famalicense deu este fim-de-semana as boas-vindas à estação mais quente do ano.

Paulo Cunha passou pelo recinto do festival para conhecer o talento e trabalho das bandas convidadas.jpg

A segunda edição do festival “On Summer Fest” animou a tarde e noite do passado sábado, dia 2 de julho, com a atuação de jovens artistas e bandas em ascensão do concelho, que assim tiveram a oportunidade de mostrar o seu trabalho à comunidade famalicense.

Pelo palco do On, instalado no Parque 1.º de Maio, passaram nomes como Broke Addiction, PWR – IN, Sleeping Forest, Scars and Remains, Dona Maria e Terra Batida.

O dia terminou em grande com a energia contagiante do apresentador, MC e produtor Rui Unas que, juntamente com o Dj Van Breda, agitou a noite famalicense.

O presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, fez também questão de passar pelo recinto do festival para conhecer o talento das bandas convidadas. No final, o edil famalicense presenteou todos os grupos que subiram ao palco com um voucher que lhes permitirá utilizar gratuitamente o estúdio de gravação da Casa da Juventude.

ARCOS DE VALDEVEZ REABILITA QUARTEL DOS BOMBEIROS

Secretário de Estado da Administração Interna visita Arcos de Valdevez para o lançamento da Reabilitação do Quartel dos Bombeiros Voluntários

No passado sábado,2 de julho, teve lugar na Casa das Artes concelhia a cerimónia oficial do lançamento simbólico da obra de Reabilitação Funcional e Ampliação do Quartel dos Bombeiros Voluntários, a qual contou com a presença do Secretário de Estado da Administração Interna, Dr. Jorge Gomes.

se_quartel_bombeiros (3).JPG

Esta obra, no valor de 556 412,97 €, é, segundo João Manuel Esteves, “ fruto de uma parceria entre a Câmara Municipal e a Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Arcos de Valdevez”, realizada a pensar na melhoria das condições de vida da população arcuense e que contribui também para a atratividade do concelho no âmbito do Turismo. Arcos de Valdevez está inserido no Parque Nacional da Peneda Gerês, Reserva Mundial da Biosfera “e as pessoas quando escolhem locais para visitar gostam de saber que estes oferecem as condições necessárias à sua segurança”, afirmou.

Por outro lado o autarca também reitera a importância desta intervenção no que toca à regeneração urbana. O Quartel está situado no “centro urbano por isso através dele será também possível requalificar a envolvente do mesmo.”

“Estamos unidos no objetivo de levar esta obra a bom porto. A Câmara Municipal está envolvida neste processo e nunca deixará de estar”, afirmou, lembrando também que, para além disso, é importante envolver mais a população no apoio a esta Associação.

João Manuel Esteves aproveitou a presença do Secretário de Estado para solicitar mais apoio para conclusão das obras e para a prevenção dos fogos florestais, nomeadamente através de um programa de incentivos aos baldios e jovens para limpeza e reflorestação, contribuindo assim para a “redução de incêndios, preservação das nossas paisagens, criação de emprego e rendimento para as populações.”

No âmbito da prevenção também solicitou apoio para a utilização de novas tecnologias como os drones, ferramentas essenciais no combate aos incêndios.

se_quartel_bombeiros (4).JPG

Já Jorge Gomes lembrou que o que está a acontecer em Arcos de Valdevez através da requalificação do Quartel dos Bombeiros “é um direito dos arcuenses”, pois as pessoas têm direito a ter acesso aos melhores equipamentos de proteção civil. O governante adiantou ainda que o Governo pretende implementar uma estrutura de proteção civil em pirâmide, que inclua também as Juntas de Freguesia, de forma a chegar ainda mais junto da população. “A Proteção Civil trabalha 325 dias por ano e é necessário apelar mais ao bom senso das populações no que toca à prevenção dos incêndios”, atestou.

A beneficiação do Quartel é fundamental, visto que permitirá manter e potenciar o grau de prontidão do corpo de bombeiros, composto por cerca de 70 elementos. Vai reforçar a capacidade de atuação dos BVAVV; diminuir as assimetrias e debilidades existentes no concelho no que concerne à quantidade e qualidade dos agentes de proteção civil; melhorar a operacionalização e funcionalidade dos BVAVV, enquanto unidade operacional fundamental ao nível da área territorial concelhia, podendo o Quartel vir também a funcionar como plataforma de apoio logístico para as equipas de intervenção terrestre que venham em reforço para o concelho.

A obra é financiada pelo PO SEUR - Eixo Prioritário 2: Promover a adaptação às alterações climáticas e a prevenção e a gestão de riscos (Fundo de Coesão), Domínio de intervenção: 087. Medidas de adaptação às alterações climáticas e prevenção e gestão de riscos associados ao clima, por exemplo, erosão, incêndios, inundações, tempestades e seca, incluindo ações de sensibilização, proteção civil e sistemas e infraestruturas de gestão de catástrofes, com um investimento total de 556 412,97 €, investimento elegível 415 000,00€ e comparticipação Fundo de Coesão (FC) na ordem dos 352 750,00 €.

De referir que este não é um caso isolado de apoio por parte do Municipio aos Bombeiros Voluntários. A Câmara Municipal apoiou a aquisição de equipamento para episódios de gelo, celebrou um protocolo de cooperação técnico-financeira, apoiou ao nível da equipa de intervenção permanente e na aquisição de uma ambulância de transporte múltiplo, um valor global de 173.171,88€.

No âmbito do combate aos incêndios florestais, celebra ainda anualmente protocolos de colaboração com os sapadores florestais, no valor de 135.000,00€.

No âmbito desta cerimónia os BVAVV foram ainda agraciados com a medalha de ouro de Proteção e Socorro por parte do Governo e com o crachá de ouro pela Liga dos Bombeiros Portugueses.

se_quartel_bombeiros (6).JPG

ALBUFEIRA DA QUEIMADA EM FAFE É PRAIA ACESSÍVEL

Albufeira da Queimadela é Praia Acessível na época balnear que agora se inicia.

Vistoria atribui novamente a bandeira de acessibilidade. Pessoas com mobilidade condicionada podem usufruir do espaço

DSA_6500A.jpg

A Zona balnear  da Albufeira da Queimadela recebeu, por mais um ano, a bandeira “Praia Acessível – Praia para Todos”.

O programa “Praia Acessível – Praia para Todos!” tem por objectivo promover o cumprimento da legislação sobre acessibilidade em vigor nas praias portuguesas, de modo a assegurar as condições que viabilizem a sua utilização e desfrute, com equidade, dignidade, segurança, conforto e a maior autonomia possível, por todas as pessoas, independentemente da sua idade, de possíveis dificuldades de locomoção, ou de outras incapacidades.

Na quinta-feira passada, dia 23, a Vereadora do Ambiente da Câmara Municipal de Fafe, Helena Lemos, acompanhada por um Técnico da Agência Portuguesa do Ambiente, pela Delegada de Saúde Local, Dr.ª Mercedes Pardo, por membros da GNR e por técnicos do Município de Fafe, visitou a Barragem da Queimadela, sendo atribuída, nesse dia, a Bandeira de Praia Acessível – Praia para Todos.

A Praia Fluvial da Albufeira da Queimadela tem à disposição lugares de estacionamento ordenado e gratuito, 3 lugares de estacionamento para pessoas de mobilidade condicionada junto ao espelho de água,  acesso pedonal, rampa de acesso ao areal . Tem, ainda, instalações sanitárias adaptadas, posto de socorros e vigilância  diárias com nadadores-salvadores sensibilizados e preparados para auxiliar todos os utilizadores,  bar de apoio e aluguer de equipamentos náuticos.

“São distinções que nos deixam muito satisfeitos e que são o resultado de um trabalho esforçado que o Município de Fafe tem desenvolvido, no sentido de trazer à Alfufeira da Queimadela todas as condições para que qualquer pessoa, sem distinção, possa usufruir deste nosso espaço que tem vindo a ser uma referência na região.

As alterações introduzidas permitiram que as pessoas com mobilidade condicionada pudessem visitar a Barragem e fazê-lo em segurança, usufruindo de um espaço que é de todos.

Na época balnear,  que decorre no período de 1 de julho a 15 de setembro, a nossa atenção mantém-se igualmente dedicada à manutenção do nível de qualidade da água obtido no ano passado, excelente para banhos, com o objectivo da candidatura à bandeira azul na próxima epóca balnear.

Apelamos à colaboração de todos no cumprimento das regras de funcionamento e gestão do espaço, no respeito pelos outros e pelo meio ambiente natural que nos rodeia.”, revela a vereadora Helena Lemos.

DSA_6508A.jpg

DSA_6530A.jpg

PÓVOA DE LANHOSO ALTERA HORÁRIO DA TERTÚLIA "REGRESSO À TERRA"

Alteração de horário de Tertúlia “Regresso à Terra” no âmbito da Residência Artística Ecoarte

Em virtude da realização de jogo da seleção nacional de futebol no Euro 2016, haverá uma alteração ao horário da Tertúlia “Regresso à Terra”, no dia 6 de julho. Assim, a mesma irá realizar-se às 18h30 e não às 21h00, como anteriormente previsto.

Toda a população interessada está convidada a participar, bastando comparecer.

Relembramos todo o programa:

Residência Artística de Ecoarte – Parque do Carvalho de Calvos

- 4 a 8 de julho, das 9h00 às 19h00 - Residência Artística para os artistas inscritos

Para a população em geral, existe a possibilidade de participar nas seguintes iniciativas, bastando comparecer:

- 5 e 7 de julho, pelas 18h45 - aulas de pilates

- 6 de julho, pelas 18h30 - tertúlia “Regresso à Terra” pela Genmundus

- 8 de julho, 19h00 - encerramento, com visita aos trabalhos e explicação pelos artistas

Residencia Artistica - alteracao tertulia 1.jpg

CAMINHA VAI SER A MECA DA CERVEJA ARTESANAL

ARTBEERFEST arranca quinta-feira e promete animar a vila de Caminha até domingo

De 7 a 10 de julho, Caminha vai ser a “meca” da cerveja artesanal com a 4ª edição do ARTBEERFEST. Mais de 200 tipos de cervejas artesanais, 30 mestres cervejeiros, gastronomia, provas e harmonizações cervejeiras, workshops, e um cartaz de animação variado são algumas das propostas desta edição. O ARTBEERFEST é uma marca que nasceu em Caminha e já é considerado o festival pioneiro e referência europeia da Revolução da Cerveja Artesanal. A abertura oficial está agendada para as 18 horas, com a homenagem a Steve Huxley, falecido recentemente, considerado uma das maiores figuras da cerveja universal e que “em Caminha encontrou um novo milagre na cultura cervejeira”.

Com uma fasquia cada vez mais elevada, esta 4ª edição traz a Caminha a primeira edição da MikkellerWorldBeerRun. Este evento internacional é composto por duas provas: percurso Trail de 21km e Percurso Mini Trail/Caminhada de 10km. Ambos os percursos vão atravessar as freguesias Caminha, Vilarelho, Azevedo, Cristelo e Moledo. A MikkellerWorldBeerRun vai decorrer no dia 10, pelas 10h00.

Como grande novidade, esta edição tem como "País Convidado" a República Checa, com a PivovarNomad e a Dinamarquesa Mikkeller e Warpigs - uma das mais reputadas do mundo e que vai apresentar estreias mundiais numa PopUp construída especificamente para o ARTBEERFEST.

Até domingo, em Caminha vão estar 30 cervejeiros, nacionais e europeus, com destaque para as cervejeiras protuguesas Letra, MeanSardine, Dois Corvos, Vadia, Praxis, 8aColina; as cervejeiras holandesas, Frontaal e TheSistersBrewery; a Italiana Crak: a armada espanhola com o seu selo de vanguarda e arrojo, Yria, InPeccatum, La Virgen, Marina, a Lervigda Noruega e BBNo de Inglaterra, entre muitas outras. Na verdade, os curiosos, apelidados de “fanáticos de cerveja artesanal”, podem provar mais de 200 tipos de cervejas artesanais.

Para além das mais de duas centenas de cervejas artesanais, o ARTBEERFESTvai disponibilizar gastronomia de grande qualidade em versão street food, provas e harmonizações cervejeiras e demonstrações de cozinha de autor.

Do programa ainda fazem parte workshops e apresentações mais técnicas a cargo do DoemensInstitute. A SimplyHops irá também participar.

A animação está também garantida. Durante os quatro dias, o ARTBEERFESTpromete muita música em arruada, a folia das sonoridades metálicas e percussões das brassbands de estilo balcânico, artistas de rua e performers, a que se juntarão os Djs emúsicos convidados.

O ARTBEERFEST é organizado pela OG&Associados e conta com o Município de Caminha como promotor.

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE TERRAS DE BOURO APROVA ÁREAS DE REABILITAÇÃO URBANA

A reabilitação urbana assume-se hoje como uma componente da política urbana e da estratégia de habitação, na medida em que concentra os objetivos de requalificação e revitalização dos centros urbanos, em particular das suas áreas mais degradadas, e de qualificação do parque habitacional, procurando-se um funcionamento globalmente mais harmonioso e sustentável dos aglomerados e a promoção, para todos, de uma habitação condigna. Esta mudança para a valorização do existente é transversal e comum às diferentes escalas que definem as conceções de planeamento e ordenamento do território.

Área de Reabilitação Urbana de Moimenta-page-001.jpg

Este foi assim um dos aspetos que dominou no dia 24 de junho, a Assembleia Municipal de Terras de Bouro que realizou a sua terceira sessão ordinária de 2016 no Salão do Grupo Desportivo, Recreativo e Cultural de Rio Caldo.

Depois dos agradecimentos inicias ao Grupo Desportivo, Recreativo e Cultural de Rio Caldo pela disponibilidade e amabilidade demonstradas no acolhimento à assembleia municipal, reconhecimentos demonstrados pelo Presidente da Assembleia Municipal, Sr. Guilherme Alves e também pelo Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, Dr. Joaquim Carcel, registaram-se, ainda antes do período da ordem do dia, intervenções sobre variados assuntos da vida do concelho terrabourense, nomeadamente: as Comemorações do 25ªAniversário da Vila do Gerês e respetiva homenagem a um dos seus grandes impulsionadores, no caso, o Dr. Agostinho Moura; o estado, limpeza e pavimentações das vias municipais, o funcionamento dos postos de turismo; a reparação e alterações da embarcação turística “Rio Caldo”; o fornecimento de água e funcionamento do saneamento; a Educação no concelho e a manutenção de estruturas municipais, entre outos.

Área de Reabilitação Urbana de Rio_Caldo-page-001.jpg

Todos os temas mereceram, como é hábito, a intervenção do Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro para declarações e eventuais esclarecimentos.

De seguida e já na Ordem de Trabalhos, além da apresentação usual da atividade e das contas do Município, constaram também os seguintes pontos, todos aprovados por unanimidade: Contrato Interadministrativo de Delegação de Competências, no âmbito do Plano de Ação de Mobilidade Sustentável (PAMUS) de Terras de Bouro; Proposta de delimitação da Área de Reabilitação Urbana do Bairro da EDP Em Paradela, Valdosende; Proposta de delimitação da Área de Reabilitação Urbana de Moimenta; Proposta de delimitação da Área de Reabilitação Urbana de Rio Caldo; Proposta de delimitação da Área de Reabilitação Urbana da Vila do Gerês; Regulamento Municipal de Urbanização e Edificação do Município de Terras de Bouro; Regulamento para Organização e Funcionamento dos Espaços Destinados a Fins Comerciais Existentes no Centro de Animação Turística do Gerês; Regulamento Geral das Zonas e Parques de Estacionamento de Duração Limitada do Município de Terras de Bouro e o Regulamento de Exploração e Utilização do Centro Náutico de Rio Caldo, sendo também aprovada, por unanimidade, a segunda revisão às Grandes Opções do Plano, Orçamento da Receita e da Despesa e ao Plano Plurianual de Investimentos para o ano de 2016, no valor de 134.591,00 euros. De salientar também o reconhecimento unânime por parte da Assembleia Municipal da informação sobre a Prescrição de Dívidas – Lei dos Serviços Públicos.

A parte final da sessão ficou marcada ainda pela apresentação e aprovação, por unanimidade, de dois Votos de Pesar pelo falecimento de dois ex-funcionários do município, no caso, da Senhora Aldina da Costa e do Senhor Adelino Augusto Leite Machado, sendo guardado pela Assembleia Municipal de Terras de Bouro o respetivo minuto de silêncio em memória dos falecidos.

De referir, por último e ainda sobre as Áreas de Reabilitação Urbana de Terras de Bouro, agora aprovadas em assembleia municipal, que toda a informação detalhada sobre as mesmas se encontra disponível na página eletrónica do município em:

http://www.cm-terrasdebouro.pt/index.php/2015-02-03-11-25-55/documentos/category/23-areas-de-reabilitacao-urbana-aru

Área de Reabilitação Urbana do Bairro da EDP - Valdosende-page-001.jpg

Área de Reabilitação Urbana do Centro Urbano da Vila do Gerês-page-001.jpg

Vila de Terras de Bouro.JPG

ESPOSENDE PROMOVE CULTURA DE SEGURANÇA NAS PRAIAS

A Câmara Municipal de Esposende, em articulação com a Estação Salva-Vidas do Instituto de Socorros a Náufragos e a Delegação Marítima de Esposende, leva a efeito sessões de “Cultura de Segurança” nas praias do concelho, no âmbito das atividades de Bandeira Azul.

exercícios nas praias.jpg

O objetivo destas ações é alertar os utilizadores das praias para a necessidade de se promoverem comportamentos de segurança. A praia de Apúlia acolheu a primeira sessão de sensibilização, no passado dia 27 de junho. Na presença de centenas de crianças e veraneantes, procedeu-se à demonstração de um salvamento, operacionalizando e transmitindo as técnicas e os princípios a adotar em caso de afogamento quando a vida humana se encontra em perigo, tendo sido distribuídos folhetos de sensibilização. A iniciativa levou, assim, ao conhecimento dos banhistas um conjunto de boas práticas nesta área.

Estão ainda previstas mais duas sessões, nomeadamente nas praias de Ofir e Suave Mar, nos dias 11 e 13 de julho, respetivamente.

Recomenda-se que sejam frequentadas preferencialmente as praias vigiadas e que sejam respeitadas as bandeiras e as instruções dos Nadadores-Salvadores. A entrada na água deverá ser efetuada lentamente, porque a água está fria, e deverá ser respeitado o intervalo para fazer a digestão, ou seja, cerca de três horas após a ingestão de alimentos, devendo nadar-se paralelamente à costa e nunca contra a corrente. Não deverão ser esquecidos os cuidados com a exposição ao sol e deve deixar-se sempre a praia limpa.

sensibilização nas praias (1).JPG

EDIÇÃO DE 2016 DA DESCIDA INTERNACIONAL DO RIO COURA EM KAYAK APRESENTA NOVIDADES

Evento desportivo decorre no dia 16 e as inscrições terminam no dia 12 de julho

Caminha vai acolher mais um grande evento desportivo a Descida Internacional do Rio Coura em Kayak – DIRCK, no dia 16 de julho. Descida de lazer, kayak em família, batismo náutico e animação para crianças dão o mote à festa que termina com um lanche convívio no Parque 25 de Abril, em Caminha.As inscrições terminam no dia 12 de julho.

descida Internacional do Rio Coura em Kayak (1).jpg

A realizar-se pelo 4 ano consecutivo, a DIRCKapresenta como novidade o passeio de kayak em família que terá lugar da parte da manhã. Esta aventura, juntou, no ano passado, cerca de meio milhar de pessoas. Este ano, o objetivo é ultrapassar esse número.

A edição 2016 começa bem cedo. Às 9h00, terá lugar o passeio de kayak em família, com inicio na praia da Foz do Minho e término no cais de embarque do rio Coura. A partir das 10h00, realizar-se-á o batismo náuticoe a animação para crianças.

A descida de lazer tem inicio, pelas 15h30, junto à ponte Medieval de Vilar de Mouros e termina "entre pontes", nos cais de embarque de Caminha.

As inscrições terminam a 12 de julho e devem ser realizadas em http://www.descidadocoura.pt/.

Este evento é organizado pela MinhAventura e tem como promotor o Município de Caminha.

A DIRCK é uma atividade incluída na programação de verão do Município de Caminha. Este mês, a nível desportivo, pode assistir ao Campeonato Nacional de Praia 2016 na Praia das crianças em Vila Praia de Âncora, nos dias 9 e 16 de julho; no dia 10 de julho, à prova MikkellerWorldBeerRun; no dia 16, à I Gala Gímnica de Caminha e no dia 23 de julho à Festa do Remo “RowersFest”.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Programa:

09:30

Abertura do secretariado

13:00

Fecho do secretariado

13:30 às 14:15

Transporte de participantes para Vilar de Mouros (local de partida)

15:30

Inicio da Descida Internacional do Rio Coura em Kayak

18:00

Lanche convívio

Atividades Complementares

09:00

Kayak em Família

10:00

Batismo Náutico para crianças

Animação para crianças

MUNICÍPIO DE FAFE PROMOVE FORMAÇÃO DE EMPREENDEDORISMO

Abertas as inscrições para quem quer criar a sua própria empresa

A Câmara Municipal de Fafe, em parceria com a Betweien, spinoff da Universidade do Minho, está a promover uma nova formação de empreendedorismo para quem quer criar a sua própria empresa.

Cartazfaf.png

Esta é já a segunda edição da iniciativa que decorreu, pela primeira vez, em Janeiro e apoiou cerca de 25 projectos, sendo que sete concluíram a formação com êxito.

Esta parceria surge da necessidade de prestar apoio a novos empresários na criação de empresas na região, simplificando um processo que, muitas vezes, é complexo e demorado.

Esta formação vai dividir-se em onze módulos e terá, no total, 51horas. Centrada no empreendedorismo, a formação vai apoiar diversas áreas desde as questões financeiras e contabilísticas, o marketing, o Direito no trabalho e a elaboração de um plano de negócios coeso e atractivo.

Durante as várias sessões, os participantes vão receber convidados que representam casos de sucesso e, com eles, esclarecer dúvidas e ouvir os seus exemplos. Na recta final, vão passar por um desafio final de preparação para, depois, apresentaram o seu projecto final.

Para o Presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, estas formações revestem-se de um carácter fundamental, sobretudo para fazer face aos tempos de crise.

“A Câmara Municipal quer apoiar a criação de novos negócios no concelho, dinamizando a economia e criando mais emprego. Devemos prestar toda a ajuda àqueles que queiram dar os primeiros passos no mundo empresarial e criar os seus próprios negócios.

Nestes tempos difíceis de crise, é importante estarmos atentos às oportunidade de negócio que vão surgindo e perceber até que ponto poderão ser exequíveis.”

Esta formação, que foi um sucesso na sua primeira edição, será extremamente útil, por abranger um conjunto de valências importantes.

Os interessados devem inscrever-se na Câmara Municipal de Fafe, através do número de telefone 253 700 400 ou através do email geral@cm-fafe.pt.

Recorde-se que esta formação é gratuita e terá início previsto em Setembro.

DEPUTADO BARCELENSE JOEL SÁ ELEITO VICE-COORDENADOR DO GRUPO PARLAMENTAR DO PSD

Joel Sá nomeado Vice-Coordenador do Grupo Parlamentar do PSD na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas.

Joel Sá, deputado Barcelense à Assembleia da República, eleito pelo círculo eleitoral do distrito de Braga, foi nomeado Vice-Coordenador do Grupo Parlamentar do PSD na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas.

Joel_Sá.jpg

Joel Sá que já tinha sido nomeado para o Grupo de Trabalho – Industria, mesmo estando há pouco tempo a desempenhar as funções de deputado, tem agora mais este reconhecimento pela dedicação e pelo bom trabalho que está a desenvolver no parlamento e em especial nesta comissão muito importante para o pais, para os portugueses e claro também importante para Barcelos e para os Barcelenses.

De referir que o Deputado Joel Sá também integra a Comissão de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto, fazendo parte do Grupo de Trabalho – Desporto, a Comissão de Agricultura e Mar e ainda a Comissão de Ambiente, Ordenamento do Território, Descentralização e Poder Local.

Joel Sá - Roteiro Social em Barcelos

O Deputado Joel Sá no âmbito das suas funções parlamentares está a fazer um Roteiro pelo sector Social no concelho de Barcelos. Na última semana visitou o Centro Social e Paroquial de Areias de Vilar e o Centro de Apoio e Solidariedade da Pousa, esta segunda-feira visitou o Centro Social e Paroquial de Fragoso. Seguir-se-ão nas próximas semanas novas visitas a instituições Barcelenses de carácter social, sobretudo a IPSS, que muito têm sido atacadas injustamente por este governo de esquerda.