Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

NOVA PRAÇA DO CENTRO HISTÓRICO DE GUIMARÃES RECEBE CONCERTO DE ESTREIA

ESTE SÁBADO, 02 DE JULHO, 22 HORAS

Largo de Donães é palco do primeiro espetáculo de grupo vimaranense. Concerto realiza-se este sábado à noite. Entrada livre.

Guimaraes_Largo_Donaes.JPG

O “TetrAcord’Ensemble”, grupo de música criado por cinco jovens vimaranenses, vai estrear o Largo de Donães, no Centro Histórico de Guimarães, como recinto para a realização de espetáculos, este sábado, 02 de julho, a partir das 22 horas. O concerto, promovido pela Câmara Municipal, no âmbito da sua programação cultural, é o primeiro da carreira do grupo constituído por Sandra Azevedo (soprano), Marisa Oliveira (contralto), Leonel Gomes (tenor), Guilherme Moreira (baixo) e Simão Neto (piano).

Fundado a 12 de março de 2016, o “TetrAcord’Ensemble” conta já com várias apresentações em público, podendo destacar-se a participação na sessão solene evocativa do “Dia da Liberdade”, nas comemorações do 25 de Abril, na cerimónia de abertura da 50ª edição do Rally de Portugal, além da participação no “Mês Cultural Raul Brandão”. Com um vasto repertório que abrange variados estilos, característica que define o grupo, o concerto deste sábado pretende proporcionar ao público uma viagem pelo mundo da música.

O Largo de Donães foi inaugurado há precisamente uma semana, no âmbito das comemorações do 888º aniversário da Batalha de São Mamede, depois de uma intervenção efetuada pela Câmara Municipal, que devolveu à fruição pública um quarteirão situado entre a Rua da Rainha e a Rua Egas Moniz. Com a demolição do edifício ali existente, Guimarães consolidou o processo de regeneração do seu Centro Histórico classificado com o título da UNESCO e ganhou uma nova praça, recuperando a centralidade que teve no século XIV, ponto de encontro de figuras eclesiásticas e outras classes de prestígio no tecido negocial urbano do então burgo.

ESPOSENDE COMEMORA CENTENÁRIO DO HOSPITAL VALENTIM RIBEIRO

Comemorações do Centenário do Hospital de Esposende – Valentim Ribeiro

A Santa Casa da Misericórdia de Esposende comemora, no próximo dia 2 de julho, o Centenário da inauguração do Hospital de Esposende – Valentim Ribeiro.

Logotipo - Esposende_Hospital Valentim Ribeiro 1916 2016  Logo.jpg

Estas comemorações, abertas a todos o interessados, decorrerão ao longo de um ano, e iniciam-se no próximo dia de 1 julho, pelas 21h30, em frente ao Hospital de Esposende, com um concerto do Coro de Pequenos Cantores de Esposende e Ars Vocalis, sob direção de Helena Venda Lima.

A 2 de julho, dia em que se celebra os 100 anos da inauguração do Hospital de Esposende, haverá pelas 10h30 uma celebração da Missa de Ação de Graças, na Igreja da Misericórdia.

Esta eucaristia será presidida por sua Excelência Reverendíssima D. Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga, solenizada pelo Coro Ars Vocalis. Pelas 14h30 partirá da praça do Município em direção ao Hospital, um Desfile Histórico evocativo do dia da inauguração.

Apelamos à presença de todos para, connosco, celebramos este dia festivo. Às 15h30, no Hospital de Esposende, haverá uma Sessão Solene que contará com a presença do Sr. Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Dr. José Vieira da Silva, e do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Arq. Benjamim Pereira.

Programa:

1 julho

21h30 | Hospital de Esposende | Concerto do Centenário – Coro de Pequenos Cantores de Esposende e Coro Ars Vocalis.

Direção: Helena Venda Lima (MusiCórdia MMXVI Temporada de Música).

2 julho

10h30 I greja da Misericórdia | Missa de Ação de Graças presidida por sua Excelência Reverendíssima Dom Jorge Ortiga, Arcebispo Primaz de Braga, solenizada pelo Coro Ars Vocalis.

14h30 | Praça do Município | Desfile histórico até ao Hospital evocativo do dia da sua inauguração.

15h30 | Hospital de Esposende | Sessão Solene com a presença do Sr. Ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Dr. José Vieira da Silva, e do Sr. Presidente da Câmara Municipal de Esposende, Arq. Benjamim Pereira.

HORTELÕES DE GUIMARÃES FAZEM PIQUENICÃO

ESTE SÁBADO, 02 DE JULHO

Horta Pedagógica de Guimarães com talhões inclusivos realiza “Piquenicão” para os seus utentes

“Casa dos Insetos” será também apresentada este sábado, dia em que se conhecem os vencedores de dois concursos que tiveram a participação de utilizadores da Horta.

Guimaraes_Horta_Talhoes_Inclusivos1.JPG

A Câmara Municipal de Guimarães organiza este sábado, 02 de julho, um “Piquenicão” com utentes da Horta Pedagógica no dia em que será anunciada a abertura das inscrições para o cultivo de talhões inclusivos, destinados a cidadãos com mobilidade condicionada. Também este sábado será apresentada a “Casa dos Insetos” e divulgados os resultados do 7º Concurso de Espantalhos da Horta Pedagógica e do 3º Concurso do Melhor Talhão.

Com um total de 10 hectares de terreno no coração da cidade, este espaço privilegiado de lazer e convívio com a natureza passa a dispor de três talhões inclusivos destinados a pessoas com mobilidade reduzida, que estarão isentas do pagamento da taxa anual de utilização. Nestes canteiros, os utilizadores poderão efetuar culturas hortícolas e aromáticas.

Durante este sábado, serão também apresentadas duas casas para insetos, com o objetivo de promover a biodiversidade na Horta, servindo de abrigo para espécies de polinização (abelhas, vespas, borboletas, outros) e para predadores, contribuindo na luta contra algumas pragas (joaninhas, crisopas, tesourinhas, entre outros), na promoção de uma agricultura mais saudável, evitando-se o uso de produtos fitofarmacêuticos.

A realização do Piquenicão tem como principal objetivo proporcionar um convívio aos utilizadores da Horta Pedagógica, confecionando no local um caldo verde e uma sardinhada para o almoço dos participantes. A refeição será acompanhada por um momento de descontração e divertimento com a presença dos “ABSONS”, grupo de música tradicional portuguesa do Agrupamento de Escolas de Abação.

Utilizadores da Horta premiados

O início da tarde servirá igualmente para se proceder à divulgação dos resultados e entrega de prémios relativos à sétima edição do Concurso de Espantalhos, que contou este ano com 23 exemplares, sendo premiados três vencedores na categoria de “Utilizadores da Horta” e um vencedor na categoria “Instituições” (escolas, lares e associações). Na terceira edição do Concurso do Melhor Talhão, são premiados três vencedores.

Os 23 exemplares de espantalhos, 13 elaborados por utilizadores da Horta e 10 por instituições, já foram avaliados pelo júri, composto pelo Diretor do Departamento de Serviços Urbanos e Ambiente, Miguel Frazão, pelo Chefe de Divisão de Ambiente, Jorge Fernandes, e pelo Diretor do Centro Comercial GuimarãeShopping, Miguel Castro.

A cerimónia de entrega dos respetivos prémios e certificados, agendada para as 14 horas, contará também com a presença do Vice-Presidente da Câmara Municipal de Guimarães Amadeu Portilha. Estas iniciativas surgem no âmbito de um conjunto de atividades que pretendem dinamizar a Horta Pedagógica de Guimarães, unindo gerações e tradições com a arte no mundo rural.

Guimaraes_Horta_Talhoes_Inclusivos2.JPG

BARCELOS REABRE AO TRÂNSITO RUA DO QUEIMADO EM VILA FRECAÍNHA SÃO MARTINHO

Rua do Queimado em Vila Frescaínha São Martinho já está aberta ao trânsito 

O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes abriu hoje, 1 de julho, ao final do dia a Rua Filipa Borges e Rua do Queimado em Vila Frescaínha São Martinho, União de Freguesias de Barcelos, Vila Boa e Vila Frescaínha (São Martinho e São Pedro), que estavam cortadas desde 11 de abril para obras de urbanização relativas à construção de uma superfície comercial naquela zona.

A obra, que teve um prazo de execução de 80 dias, consistiu na remodelação e execução de novas infra-estruturas urbanas, designadamente a renovação da iluminação, melhoramento das telecomunicações, RSU, construção de passeios, a requalificação da plataforma rodoviária da Rua do Queimado e a construção de uma rotunda na interseção da Rua do Queimado com a Rua Filipa Borges, melhorando substancialmente o acesso ao IPCA. 

BRAGA APRESENTA EM LIVRO ARTE TUMULAR DO CEMITÉRIO DE MONTE D’ARCOS

Obra assinala 146.º aniversário do ‘Campo Sagrado’ Bracarense

 ‘Memorial do Cemitério de Monte D’arcos de Braga - Arte Tumular e seus Eméritos’ é o título do livro que foi apresentado esta Sexta-feira, 1 de Julho, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, e que contribui para a memória futura da história da Cidade e do País.

tumul.jpg

A obra, da autoria da escritora Bracarense Alexandra Maria Ferreira de Castro, conta com uma nota introdutória de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, prefácio do arcebispo primaz, D. Jorge Ortiga, e com o registo fotográfico de D. Lourenço José de Almada.

Segundo a autora, o livro “é o resultado de uma pesquisa intensa e de um trabalho diário exaustivo, desvendando segredos desde 1 de Julho de 1870”, data da inauguração do cemitério de Braga. “Os cemitérios são espaços de devoção e oração, de cultura e de história familiar, patrimonial e artística, onde se pode encontrar verdadeiras obras de arte. Neste livro, é possível comprovar a grande riqueza do cemitério de Braga, onde repousam diversas personalidades, desde as mais conhecidas aos mais comuns, que tiveram um papel fundamental na história da sociedade Bracarense e do País”, referiu.

Trata-se de um livro pioneiro, que se debruça sobre a história do cemitério Bracarense, e que dá destaque, as personalidades de grande relevo religioso, social e político.

Para Ricardo Rio, esta obra um “excelente roteiro para uma visita ao cemitério de Monte D’arcos”. Segundo o Autarca, “é importante prestar as condições de dignidade aos nossos antepassados ali sepultados e, ao mesmo tempo, proporcionar condições de conforto aos que diariamente lhes prestam homenagem”. Nesse sentido, continuou, o Município de Braga tem vindo a “cumprir esse desígnio e, em conjunto com toda a equipa do cemitério, são muitas as benfeitorias e transformações que têm contribuído para melhorar significativamente o funcionamento do cemitério de Braga”.

Uma das necessidades mais prementes prende-se com a construção de um tanatório e Ricardo Rio garantiu que esse projecto será uma realidade muito em breve, uma vez que “já foi assinado o contrato com a empresa concessionária, estimando-se que o tanatório esteja em pleno funcionamento em 2017”.

tumul (2).jpg

tumul (3).jpg

tumul (4).jpg

tumul (5).jpg

BRAGA: EXPOÉTICA SERVE POESIA EM DIVERSOS SUPORTES

Evento decorre até 17 de Julho no INATEL

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, marcou presença no arranque da primeira edição da Expoética. O evento, que decorre até 17 de Julho, nas instalações do INATEL, em Braga, é um projecto colectivo de vários autores e contribuiu para proliferação de actividades culturais na Cidade.

expoetica.jpg

A poesia serve de suporte a diversos formatos. Desde papel, vídeo, tela, escultura, pintura o Expoética revela-se uma mostra de vários suportes, com o objectivo de sensibilizar a sociedade para a importância de olhar com arte e através da arte.

O Expoética cruza a produção literária e a prática artística nas suas mais variadas expressões, estendendo-se à poesia visual, à produção de peças ou, simplesmente, a objectos do quotidiano.

Nesta mostra estão reunidos trabalhos desenvolvidos em múltiplos domínios, incluindo peças concebidas especificamente para o Expoética

O Expoétiica pode ser visitado de Segunda a Sábado das 10h00 às 20h00, à excepção dos dias 2, 9 e 16 de Julho, cujo horário se prolonga até às 23h00.

expoetica (2).jpg

expoetica (3).jpg

SABORES E TRADIÇÕES IBERO-AMERICANOS CELEBRAM EM BRAGA DIVERSIDADE GASTRONÓMICA

Abertura oficial do evento decorreu hoje

Decorreu hoje, dia 1 de Julho, na Praça do Município, a abertura oficial do evento Sabores e Tradições Ibero-americanos. Durante dois fins-de-semana consecutivos, Braga vai sentir os sabores e tradições ibero-americanos.

brsabor.jpg

De 30 de Junho a 3 de Julho e de 7 a 10 de Julho, a Praça do Município, em Braga é palco de um evento terá um grande ênfase na gastronomia Ibero-Americana dando a conhecer, através de restaurantes aderentes da Cidade, um pouco desta gastronomia e a sua potencial relação com a cozinha tradicional minhota. Esta iniciativa visa celebrar e enaltecer as distinções “Minho – Região Europeia da Gastronomia” e “Braga - Capital Ibero Americana da Juventude”.

Segundo Sameiro Araújo, vereadora da Câmara Municipal de Braga, esta é uma iniciativa que é ´distintiva´ de tudo o que tem sido feito até ao momento no âmbito da Capital Ibero-americana da juventude. “É uma forma extremamente interessante de trazer a diversidade e riqueza dos sabores ibero-americanos à população, sendo que a gastronomia é parte muito importante da identidade e da cultura dos povos. Estão reunidas todas as condições para que o evento seja um êxito e para que as pessoas possam desfrutar deste ambiente agradável para viverem momentos de convívio e boa disposição em família ou com os amigos enquanto degustam o melhor da cozinha ibero-americana confeccionada por restaurantes da Cidade”, afirmou.

Com a presença de chefs conceituados, nomeadamente o argentino Chakall e o minhoto Renato Cunha, o evento conta com show cookings e vários momentos de degustação, com mostras gastronómicas e workshops.

brsabor (2).jpg

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE RECLAMA ABOLIÇÃO DAS PORTAGENS NA A28

O Município de Esposende reivindica, junto do Governo, a eliminação imediata das portagens na A28, em nome de uma maior justiça e da construção de uma efetiva coesão territorial. Em causa está a inexistência de alternativas àquela via rápida e o facto de a A28 não ter perfil de autoestrada. O ofício, aprovado pelo Executivo Municipal, seguiu com os remetentes do Ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques, e da Assembleia da República.

A28.jpg

Esta reivindicação do Município de Esposende vem no seguimento do recente anúncio do ministro Pedro Marques, que garantiu que “durante o verão ficarão reunidas as condições para baixar as portagens nas antigas SCUT (autoestradas sem custos para o utilizador) do interior”. Mas Esposende entende que há razões para acabar com as portagens na A28.

“Com a introdução de barreiras portajadas verificamos uma multiplicação das dificuldades de circulação de pessoas e bens, um assustador aumento da sinistralidade e insegurança rodoviária na EN13, que não é, nem nunca foi, alternativa ao IC1, há uns tempos a esta parte, por razões puramente de ordem contributiva, apelidado de A28”, lê-se no ofício enviado ao ministro e à Assembleia da República.

A implementação de portagens na A28, desde 15 de outubro de 2010, provocou, segundo a autarquia esposendense, todo um conjunto de constrangimentos, revelando-se, desde então, um forte entrave à competitividade e atratividade do Município, assim como de toda a região, em termos residenciais e turísticos.

Esta situação é ainda mais grave se atendermos ao facto de esta mesma via não ser portajada para norte de Viana do Castelo, assim como as ligações até Ponte de Lima, o que faz com que o município de Esposende seja o primeiro a ver o troço da A28 integralmente portajado.

Esta situação apresenta-se como uma barreira, nomeadamente para os muitos turistas provenientes da Galiza.

A restauração, hotelaria e comércio vêm apresentando uma elevada redução no seu volume de negócios e as atividades de passeio e de lazer, estruturadas neste troço rodoviário transfronteiriço, reduziram significativamente a sua dinâmica outrora exponencial.

Aos argumentos evocados acrescenta-se a deterioração agressiva que o tapete da Estrada Nacional 13 alcatroado sofre, devido à sobrecarga de veículos e às intervenções para colocação das redes de água, drenagem de águas pluviais, gás, eletricidade, saneamento e telecomunicações, agora agravada com o adiamento para 2017 das operações de mitigação do congestionamento automóvel e de reforço dos níveis de segurança, previstas para o corrente ano.

BRAGA FISCALIZA ESTACIONAMENTO PAGO À SUPERFÍCIE

Fiscalização do estacionamento pago à superfície na Cidade de Braga

CMB04112013SERGIOFREITAS0000018.jpg

No que se refere às competências para o processo de contra-ordenações por estacionamento indevido em zonas controladas por parcómetro na via pública, pediu a Câmara Municipal de Braga esclarecimentos adicionais à Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR), que em resposta dirigida à Autarquia informou o seguinte: 

1-      A competência para o processamento das contra-ordenações rodoviárias previstas no artigo 71º (estacionamento proibido) e para aplicação das respectivas coimas cabe à ANSR;

2-      Ainda assim, os autos de contra-ordenação rodoviária têm que ser levantados nos modelos manuais, informatizados ou electrónicos de autos, constituídos por três vias. Após o levantamento dos autos de contra-ordenação rodoviária deve a Polícia Municipal de Braga proceder à notificação de uma das vias dos autos aos arguidos, do envio de outra à ANSR (em caso de não pagamento voluntário da coima para que esta Autoridade proceda à respectiva instrução e decisão administrativa) e ao arquivamento de outra via;

3-      Os documentos emitidos pela empresa concessionária do estacionamento pago à superfície, a ESSE, S.A., podem considerar-se apenas verificação do pagamento da taxa de estacionamento. 

PRAIAS DE ESPOSENDE RECEBEM BANDEIRA AZUL

Quatro praias de Esposende com Bandeira Azul

As praias de Apúlia, Ofir, Suave Mar e Cepães, foram galardoadas com a Bandeira Azul da Europa para a época balnear 2016, repetindo a distinção atribuída nos anos anteriores. Comprovando ser um excelente destino balnear, ao reunir todos os requisitos que permitem uma oferta turística e ambiental de qualidade, Esposende consegue inscrever, ainda, as praias de Apúlia e Cepães entre as poucas do país que estão preparadas para receber pessoas com mobilidade condicionada.

Bandeira Azul..jpg

O galardão de Praia Acessível é relevante, na medida em que estas praias se encontram dotadas das infraestruturas requeridas para pessoas com mobilidade condicionada (cadeiras anfíbias) que lhes permite usufruir de banhos de mar em condições adequadas. No ano passado foram distinguidas com esse galardão 204 praias portuguesas (um terço das existentes), sendo 35 referentes a zonas balneares interiores e 169 a zonas costeiras.

A atribuição da Bandeira Azul fará com que se realizem, nas quatro praias de Esposende, em contexto desse galardão, várias atividades de educação ambiental, promotoras de sensibilização para a adoção das melhores práticas e de uma atitude adequada perante estes locais de excelência e seus ecossistemas.

O reconhecimento da qualidade das praias do concelho segue-se à distinção feita pela Associação Nacional de Conservação da Natureza, Quercus que atribuiu o grau “Qualidade de Ouro”, à água de cinco praias de Esposende. Apúlia, Ofir, Cepães, Ramalha e Rio de Moinhos foram premiadas por apresentarem sistematicamente, ao longo de cinco anos, boa qualidade ou qualidade excelente, tendo em conta a classificação da legislação em vigor.

Para além destes aspetos de ordem ambiental, importa ainda salientar que, numa perspetiva de melhoria da segurança dos utilizadores das praias do concelho, a Câmara Municipal irá promover a vigilância e o salvamento marítimo em zonas que apresentam um uso intensivo, apesar de não estarem associadas a nenhuma concessão de praia.

Não obstante não constituir responsabilidade da autarquia, a Câmara Municipal de Esposende disponibiliza nadadores-salvadores nas zonas de Pedrinhas/Cedovém, em Apúlia, e Suave Mar-Foz, na cidade de Esposende.

Como nota final, informa-se que os resultados das análises à qualidade das águas balneares poderão ser consultados através dos sítios da internet da Esposende Ambiente em www.esposendeambiente.pt - Praias 2016 e da Agência Portuguesa do Ambiente em www.apambiente.pt

CERVEIRENSES PRATICAM ATIVIDADES AO AR LIVRE

‘Cerveira Saudável’ propõe diversas atividades ao ar livre

Com o objetivo de incentivar a população para a prática regular de exercício físico, o Município de Vila Nova de Cerveira dinamiza, durante os meses de julho, setembro e outubro, um conjunto de atividades que promovem estilos de vida saudável. A participação no ‘Cerveira Saudável’ é gratuita.

cerveira saudavel.jpg

Porque os meses de verão estão muito associados a atividades ao ar livre e apostada numa política de educação para a saúde, a autarquia cerveirense sugere, para os fins-de-semana, uma programação lúdico-desportiva integrada na iniciativa ‘Cerveira Saudável’, desde caminhadas, passeios de bicicleta, demonstração de remo, entre outras.

Está comprovado que muitos problemas de saúde causadores de morte e morbilidade estão relacionados com o estilo de vida das pessoas, no qual se incluem os comportamentos de saúde. Uma das vias para promover a adoção/modificação de comportamentos é a Educação para a Saúde, sendo esta entendida como a ciência social que procura promover a saúde e prevenir a doença, incapacidade e morte prematura, por intermédio de atividades educativas facilitadoras da mudança voluntária do comportamento e com estreita ligação às ciências biológicas, ambientais, psicológicas e médicas.

Desta forma, o ‘Cerveira Saudável’ deste 3º trimestre arranca já este sábado, 02 de Julho, com o “Trilho Celta”. No dia 09 de Julho, a Santa Casa da Misericórdia organiza uma Caminhada Solidária e, no dia 23, a Pedal’arte propõe um passeio de bicicleta. Em Setembro, o primeiro Domingo do mês, dia 04, decorre o Trilho do Outeiral, e no dia 17 está planeada mais uma Caminhada Solidária. No fim-de-semana de 24 e 25 de Setembro, a sugestão é para a Caminhada Transfronteiriça Paredes de Coura, Valença e Tui. No mês de outubro, dia 02, mais um convite para participar no Trilho Sta. Luzia, e a 15 de outubro decorre a demonstração de Remo, numa parceria com a Associação Desportiva e Cultural da Juventude de Cerveira.

Com estas sugestões, faça exercício físico associado à beleza natural e cultural de ‘Cerveira Saudável’.

Programa

02 de Julho | 09h00

Câmara Municipal de V.N. Cerveira

“Trilho Celta” (Caminhar Cerveira)

09 de Julho | 09h00

Largo do Terreiro

Caminhada Solidária (Santa Casa da Misericórdia V.N. Cerveira)

23 de Julho | 09h00

Parque de Lazer do Castelinho

Passeio de bicicleta (Pedal’arte)

04 de Setembro | 09h00

Igreja de Gondarém

“Trilho do Outeiral” (Caminhar Cerveira)

17 de Setembro | 09h00

Parque de Lazer do Castelinho

Caminhada Solidária (LPCC – NRN)

24 e 25 de Setembro

Paredes de Coura – Valença – Tui

Caminhada Intermunicipal (UNIMINHO)

02 de Outubro | 09h00

Junta de Freguesia de Nogueira

“Trilho Sta. Luzia” (Caminhar Cerveira)

15 de Outubro | 09h00

Parque de Lazer do Castelinho

Demonstração de Remo (ADCJC Remo)

BRAGA RECEBE ENCONTRO TRANSFRONTEIRIÇO

Responsabilidade Social Corporativa é factor fundamental para o desenvolvimento dos territórios

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, defende que a responsabilidade social das empresas é um factor fundamental para o desenvolvimento dos territórios. Durante o terceiro encontro transfronteiriço dedicado à responsabilidade social corporativa nas PME’s, que decorreu esta Sexta-feira, no auditório da empresa Bracarense PRIMAVERA BSS, o Autarca sustentou que a forma como as empresas incorporam este princípio nas suas actividades “são um factor de diferenciação territorial”.

bratrans.jpg

No encontro, organizado pelo GRACE – Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, Ricardo Rio referiu que “desde forma como se inserem na sociedade e desenvolvem os seus produtos, até às questões internas de gestão dos recursos humanos, as empresas estão a construir a sua ‘pegada’ no que respeita à responsabilidade social”.

“Através da criatividade para a inovação social e desenvolvendo projectos que estão a marcar a diferença, Braga tem sido um excelente exemplo em diversas áreas de actividade”, sustentou o Autarca, lembrando, ainda, a “dinâmica do meio associativo do Concelho, que a nível social, cultural e desportivo tem feito a diferença e assumido um papel fundamental”.

Neste encontro, o Município de Braga foi distinguido com o certificado de primeiro parceiro Autárquico a trabalhar directamente com o GRACE. Um dado que segundo Ricardo Rio, demonstra a “preocupação da Autarquia Bracarense em ser um factor distintivo e de inovação no que respeita à interacção com todos os agentes e no desenvolvimento de projectos pioneiros a nível nacional”.

O GRACE tem vindo a desenvolver uma parceria com a Câmara Municipal de Braga, com o objectivo de sensibilizar o tecido empresarial do Norte do país, para questões relacionadas com a responsabilidade social corporativa.

Este encontro contou com a presença de um painel de especialistas em matéria de responsabilidade social corporativa que partilharam a sua visão sobre a importância da definição de uma estratégia em matéria de responsabilidade social na criação de vantagem competitiva nestas organizações.

bratrans (2).jpg

bratrans (3).jpg

GUIMARÃES PROMOVE PROGRAMA ECOLÓGICO

PROGRAMA ECOLÓGICO DE GUIMARÃES

PEGADAS reconhecido como amigo do Ano Internacional do Entendimento Global (IYGU)

Pertinência do programa ambiental em destaque na missão desta iniciativa internacional. Pontes entre os pensamentos globais e as ações locais mostram que existem opções para colaboração futura no âmbito desta rede.

Guimaraes_Programa_PEGADAS.jpg

O ‘Programa Ecológico de Guimarães para a Aprendizagem do Desenvolvimento Ambiental Sustentável’ (PEGADAS) foi reconhecido como amigo do Ano Internacional para o Entendimento Global (IYGU), uma iniciativa da ‘União Geográfica Internacional’ (IGU) que aborda a forma como o ser humano transforma e molda a natureza, percebendo as consequências globais do seu comportamento quotidiano.

Nascido de programas de investigação sobre a sustentabilidade global estabelecidos pelos Conselhos Internacionais de Ciências Naturais (ICSU) e de Ciências Sociais (ISSC), o IYGU apoia e prolonga iniciativas tais como os Objetivos do Milénio para o Desenvolvimento da ONU e a Década da Educação para o Desenvolvimento da Sustentabilidade, de que a UNESCO é elemento fulcral. Foram pois, os resultados bem-sucedidos dos anteriores ‘Anos Internacionais das Nações Unidas’ que lançaram as bases para o IYGU.

O seu objetivo é a promoção de um melhor entendimento sobre o impacto global das ações locais, que possa estimular políticas inovadoras que respondam aos desafios globais, entendendo que o desenvolvimento sustentável e a construção de uma nova relação social e política para a realidade global emergente são um desafio global, mas que atingi-lo requer uma transformação do local.

Nesse sentido, conclui-se que uma visão global reduz o risco de conflitos regionais, as escolhas locais dão forma à mudança global, as decisões individuais têm impacto nos desafios globais, a mudança deve começar localmente para alcançar um nível mundial e que os desafios globais integram a ciência nas decisões diárias de cada indivíduo.

A iniciativa ‘Eco-Parlamento’, organizada pelo Município de Guimarães e pelo Laboratório da Paisagem, e um dos projetos do programa ambiental PEGADAS, é apontada como medida exemplar, pela forma como, através do princípio da Democracia Participativa Jovem, atraiu para o debate concelhio jovens do ensino básico que refletiram sobre o desenvolvimento sustentável para o território que habitam, ao mesmo tempo que promoveu a identificação de desafios ambientais em Guimarães, procurando soluções sustentadas, enquanto proporcionou a discussão em torno do mote de “conectar a ação local aos desafios de escala global”.

BRAGA INAUGURA FEIRA DO LIVRO

Circuito Inaugural de Exposições da Feira do Livro 2016. Sábado, dia 2 de Julho, pelas 16h00, na Casa dos Crivos

O Município de Braga vem procede ao circuito inaugural de exposições do programa cultural da Feira do Livro 2016, que terá lugar amanhã, Sábado, dia 2 de Julho, pelas 16h00, com início na Casa dos Crivos.

O percurso tem início às 16h00 na Casa dos Crivos com a apresentação do livro ´Mel Branco´, de João Francisco Vilhena, continua às 17h00 no Theatro Circo com a apresentação da obra ´Escritores´, de Afonso Cruz, e termina às 18h00 no Museu Nogueira da Silva com a apresentação de ´A Maior Flor do Mundo´, de André Letria.

Feira do Livro Circuito Inaugurações.jpg

BRAGA RECEBE ENCONTRO DE EMBAIXADORES IBERO-AMERICANOS

Segunda-feira, dia 4 de Julho, pelas 12h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho

O Município de Braga recebe os Embaixadores Ibero-americanos na Segunda-feira, dia 4 de Julho, pelas 12h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

No âmbito da Braga 2016 – Capital Ibero-americana da Juventude, vai decorrer entre os dias 2 e 4 de Julho, um Encontro de Embaixadores Ibero-americanos, organizado pela Câmara Municipal de Braga em parceria com o IPDAL – Instituto para a Promoção e Desenvolvimento da América Latina.

Esta iniciativa destina-se a promover Braga nos países do espaço ibero-americano com representação diplomática em Portugal e irá envolver 8 países: Andorra, Cuba, México, Panamá, Paraguai, Perú, República Dominicana e Uruguai.

Durante os dias do encontro, os embaixadores e representantes diplomáticos destes países terão a oportunidade de manter contactos com entidades oficiais e ficar a conhecer melhor as potencialidades de Braga. O Município de Braga tem vindo a apostar no desenvolvimento e estreitamento de relações com o corpo diplomático residente em Portugal, para promover o concelho, nomeadamente ao nível da captação de investimento internacional e da promoção turística. Este Encontro de Embaixadores Ibero-americanos insere-se precisamente nessa estratégica, aproveitando o facto de Braga ser este ano a cidade de referência na área da juventude neste espaço geoestratégico.

O Encontro inicia-se no sábado à noite, com uma recepção de boas vindas, e de seguida os representantes diplomáticos irão assistir ao concerto no Theatro Circo de Rodrigo Amarante, artista brasileiro e autor da banda sonora da série “Narcos”, um sucesso mundial produzido pelo gigante americano Netflix. O domingo está reservado para apresentar aos representantes diplomáticos alguns dos pontos turísticos mais relevantes do concelho, como o Bom Jesus e Sameiro ou o Centro Histórico. Ao final da tarde haverá uma visita e jantar no evento Sabores e Tradições Ibero-americanos, que está a decorrer na Praça do Município e que também está integrado na programação da Capital Ibero-americana da Juventude.

No dia 4 de Julho, na segunda-feira de manhã, o corpo diplomático irá visitar e manter contactos na Startup Braga, um evento organizado pela InvestBraga e que se destina mostrar o ambiente vibrante e tecnológico e evidenciar oportunidades de investimento em Braga. De seguida, haverá uma visita à Reitoria da Universidade do Minho. Por fim, às 12h30, o Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, oferecer uma recepção oficial no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

ARCOS DE VALDEVEZ RECRIA RECONTRO DE VALDEVEZ

Recontro de Valdevez recriado de 8 a 10 de julho onde Portugal se fez. O Recontro de Valdevez de 1141 ganha vida numa recriação histórica em Arcos de Valdevez

Em 1141, os exércitos de Afonso Henriques, futuro primeiro rei de Portugal, e os de seu primo Afonso VII de Leão e Castela encontram-se no Vale do Rio Vez, protagonizando um dos momentos mais importantes da fundação da nacionalidade, o Recontro de Valdevez. Esta espécie de contenda/torneio medieval evitou uma batalha quase certa que deu uma importante vantagem aos portucalenses e às ambições autonomistas do seu jovem monarca.

apresentacao_recontro_s_Bento.jpg

875 anos mais tarde, o Município de Arcos de Valdevez leva a efeito uma recriação histórica do Recontro de Valdevez. Nas palavras do Presidente da Câmara arcuense João Manuel Esteves, “a vila minhota recorda esse momento referencial da Fundação da História Portuguesa, utilizando para o efeito o cenário do Paço de Giela”. João Esteves afirma que este “Monumento Nacional recentemente reabilitado acolherá uma verdadeira viagem à idade média e ao século XII” e diz ainda que os arcuenses querem “aproveitar este orgulho na nossa História, para construir um futuro que dignifique Arcos de Valdevez e Portugal! A partir daqui queremos desenvolver o progresso da nossa terra, porque este evento também serve para dinamizar a nossa economia e socialmente e culturalmente o nosso concelho”, atesta.

Representado no painel de azulejos da estação de S. Bento, no Porto, o Recontro de Valdevez saiu da parede no passado dia 29 de junho para se apresentar a recriação que vai ter lugar em Arcos de Valdevez de 8 a 10 de julho. A assinalar o centenário da estação, a performance com música e dança da época contou ainda com as personagens medievais de D. Afonso Henriques, D. Afonso VII de Leão, respetivas guardas e escudeiros.

apresentacao_recontro_s_Bento5.jpg

apresentacao_recontro_s_Bento6.jpg

apresentacao_recontro_s_Bento9.jpg

CERVEIRA PROMOVE VEADO À D. DINIS

Meses de verão dedicados ao Veado à D. Dinis

Entre julho e setembro, o Veado à D. Dinis vai ser o destaque à mesa de 10 restaurantes do concelho, integrando pela primeira vez a iniciativa ‘Sabores Tradicionais de Cerveira’. Prato foi apresentado, em 2015, no âmbito do Prove Cerveira, como ‘obra de arte gastronómica’.

cartaz Veado 2016.jpg

A gastronomia assume-se, cada vez mais, como um elemento fundamental na escolha de um destino para visita, e o período de verão é sempre muito procurado pelos turistas para a degustação de pratos típicos conjugando a boa mesa ao conhecimento do património cultural e natural de cada concelho.

Vila Nova de Cerveira deixa o convite para uma experiência sensorial de paladar associada à identidade de um concelho, aliando a tradição com a contemporaneidade.

O Veado à D. Dinis é descrito como um prato “arrojado e delicioso”, no qual o veado apresenta-se como o elemento principal que combina a nobre carne e a ruralidade alto-minhota, acompanhado por grelos frescos salteados, pela broa de milho disposta em forma de escultura, por uma coroa de batatas envolvidas em anéis de cebola translúcidos e caramelizados, recordando os produtos endógenos cerveirenses.

De sublinhar que o prato foi apresentado publicamente, em março de 2015, no âmbito da iniciativa ‘Prove Cerveira’. A iniciativa resultou de um desafio lançado pela APHORT (Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo) aos municípios da Comunidade Intermunicipal do Alto Minho com a finalidade de promover os recursos próprios do concelho.

A iniciativa “Sabores Tradicionais de Cerveira” tem consolidado um programa gastronómico anual, diversificado e de excelência, oferecendo oportunidade para desfrutar de pratos como sável, patanisca, rojões à Moda do Minho, Cozido à Portuguesa, a Rabanada e agora o Veado à D. Dinis.

Deixe-se cativar pelo Veado à D. Dinis, uma obra de arte gastronómica à mesa dos restaurantes cerveirenses entre julho e setembro. Faça a sua reserva!

Boega – O Peregrino – 251 700 500

Braseirão do Minho – 251 700 240

Cantinho dos Amigos – 251 795 725

Casa Lau – 251 795 162

Central – 251 794 898

Costa Verde – 251 795 430

Glutão – 251 795 654

Lavrador -251 796 604

Piazza – 251 826 255

Sol Nascente – 251 941 233

MUNICÍPIO DE ESPOSENDE BENEFICIA RUA EM FÃO

Município de Esposende investe mais de meio milhão de euros na beneficiação da Rua de Serpa Pinto, em Fão

O Município de Esposende vai proceder ao reperfilamento e infraestruturação do troço da Rua de Serpa Pinto, entre a Rua das Pedreiras e a Rua Forno da Cal, em Fão, num investimento estimado de aproximadamente de 419 000 euros. Já em julho arranca a obra de águas pluviais, na Rua das Pedreiras, no valor de 140 mil euros.

“Trata-se da primeira fase de uma obra há muito ansiada e reivindicada pela população e pela própria Junta de Freguesia e por isso o Município decidiu concretizá-la”, vincou o presidente da Câmara Municipal de Esposende. Esta intervenção traduzir-se-á na instalação/beneficiação de todas as infraestruturas, nomeadamente da EDP, EDP Gás e PT, incluindo também a beneficiação das redes de água e de águas pluviais e a instalação de saneamento onde a rede é inexistente, possibilitando a ligação de 84 moradias.

Na mesma empreitada serão, assim, executadas diversas intervenções, minimizando custos e constrangimentos para a população, sendo que, para tal, será constituído um agrupamento de entidades adjudicantes, situação que ocorre pela primeira vez no Município de Esposende. A obra da Rua de Serpa Pinto tem um prazo de execução de nove meses, prevendo-se que os trabalhos arranquem no início do próximo ano, correspondendo à primeira fase de um conjunto de intervenções que estão previstas para aquela área envolvente.

Esta intervenção integra o Plano de Investimento nas Freguesias e reveste-se da maior relevância pelo benefício que resultará para a população, particularmente para os moradores, contribuindo para valorizar urbanisticamente esta zona da vila de Fão e para a melhoria da qualidade de vida da população.

É intenção do Município, por via da empresa municipal Esposende Ambiente, candidatar a obra, no que concerne às infraestruturas de água e saneamento, a fundos europeus, nomeadamente no Eixo “Proteger o Ambiente e Promover a Eficiência dos recursos”, do Programa Operacional Sustentabilidade e eficiência no Uso de Recursos (POSEUR). Porém, pela importância que a obra tem, a autarquia assegura, desde já, o investimento global inicial.

PAN MARCA AGENDA PARLAMENTAR COM UMA APROVAÇÃO E TRÊS REJEIÇÕES

  • Inviabilizado programa de análise a alimentos vegetais e águas destinadas a consumo humano com o objetivo de apurar a presença de Glifosato
  • Aprovado o projeto que recomenda ao governo a fusão das bases de dados de identificação de animais de companhia – SIRA e SICAFE
  • Prospeção e exploração de petróleo em Portugal mantêm-se, com o chumbo da proposta PAN, e fica a porta aberta para realização de novos contratos
  • Aumento do período de licença parental foi rejeitado

Foram hoje votadas quatro iniciativas legislativas do PAN – Pessoas-Animais-Natureza, que integram a lista das várias medidas apresentadas pelo partido durante a sessão legislativa que está prestes a terminar.

Foi chumbado pelo PS o projeto de resolução que pedia ao governo a realização de um programa de análise a águas destinadas a consumo humano e a alimentos vegetais, com o objetivo de apurar a presença de Glifosato, conhecido herbicida que, para além de potencial carcinogénico e de estar associado a outras anomalias na saúde humana, tem diversos outros efeitos negativos na biodiversidade. Ainda recentemente o PS acompanhou a proposta de lei do Bloco de Esquerda, bastante mais ambiciosa, que defendia “um relatório de avaliação dos efeitos do glifosato na saúde humana”, pelo que esta inviabilização da proposta do PAN sugere um recuo incompreensível.

Já o projeto que recomenda ao governo a fusão das bases de dados de identificação de animais de companhia – SIRA e SICAFE – foi aprovado por todos os partidos com exceção do CDS. A aprovação deste projeto é um passo bastante significativo para a eficácia da identificação de animais de companhia, visto que a existência das duas bases de dados não se tem revelado útil e funcional. Numa altura em que os números de abandono e maus tratos a animais de companhia têm vindo a aumentar, a fusão das bases de dados é essencial: quando não é possível identificar os detentores dos animais de companhia, não se torna consequente a lei de criminalização dos maus tratos a animais, o que contribui para a ocorrência de cada vez mais casos de impunidade.

projeto de resolução que recomendava ao Governo a revogação imediata de todos os contratos para a concessão de direitos de prospeção, pesquisa, desenvolvimento e produção de petróleo foi rejeitado com os votos contra do CDS/PP, PSD, PS e PCP e votos a favor do PAN, BE e PEV. Para além desta sugestão de revogação, ponto dois do projeto, o PAN propunha ainda que não fossem celebrados mais contratos. A votação destes pontos foi separada e obteve os mesmos resultados, sendo que o pedido de desagregação se prendeu com a compreensão de que, se por um lado, as condicionantes comerciais e administrativas dificultam a revogação dos contratos existentes no curto prazo, o que não significa que não possa vir a acontecer, por outro lado, e tendo em consideração a intenção de se descarbonizar a economia, não é aceitável que se continue a ignorar a vontade das populações e dos autarcas num tema que pode acarretar enormes prejuízos económicos, sociais e ambientais.

iniciativa do PAN que pretendia ver alterada a legislação do código do trabalho, aumentando progressivamente o período de licença parental até alcançar os 365 dias, foi igualmente rejeitada com os votos contra do PS, PSD e CDS e os restantes a favor. Os partidos que chumbaram esta proposta valorizam apenas as questões meramente económico-financeiras, o que revela falta de abertura e visão para debater os enormes benefícios sociais e económicos de médio e longo prazo decorrentes das alterações propostas pelo PAN à duração da licença parental. Estes benefícios são fundamentados por vários argumentos transversais que sustentam a importância de pais e mães passarem mais tempo com os filhos, conforme já foi reconhecido e tem vindo a ser melhorado em vários países da Europa.

“As posições manifestadas hoje pelos vários partidos no parlamento revelam que, se por um lado existem causas que o PAN tem trazido a debate que têm conseguido reunir uma forte convergência interpartidária e permitido criar um contexto propício para o debate e para aprendizagem conjunta, por outro verifica-se ainda que muitas das medidas que defendemos encontram resistências sistémicas por razões puramente económicas e os problemas não só não se resolvem como continuam a agravar-se”, reforça André Silva, Deputado do PAN.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO FAMALICENSE RECEBE CAMPEÃO DAVID FIGUEIREDO

Paulo Cunha recebeu o campeão europeu de estrada em atletismo

O Presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha, felicitou na passada quarta-feira, 29 de junho, o atleta famalicense David Figueiredo pela conquista do título de Campeão Europeu, no escalão M45, no XV Campeonato da Europa de Estrada de Atletismo Masters, que teve lugar em Vila Real de Santo António, no final do passado mês de maio.

DSC_3756.jpg

O atleta da Figueiredos Runner & Friends, que bisou ao conquistar o ouro nas duas provas de corrida da competição – 10 KM e Meia Maratona - foi recebido nos Paços do Concelho pelo edil famalicense e pelo vereador do Desporto da autarquia, Mário Passos.

Paulo Cunha elogiou o desempenho do atleta de Lousado e deixou a garantia de que o executivo municipal vai continuar atento ao seu percurso.

David Figueiredo agradeceu o gesto da autarquia e em conversa com os responsáveis do executivo desvendou alguns dos seus próximos desafios. Depois do Europeu, David aponta agora baterias para o Campeonato do Mundo de Estrada de Atletismo que decorrerá de 26 de outubro a 6 de novembro, na Austrália. A formalização e constituição da Associação Figueiredos Runner & Friends é também um dos objetivos do atleta famalicense.

DSC_3764.jpg

PARTIDO “OS VERDES” FAZ PARTE DA SOLUÇÃO

35 horas na Função Pública  e descida do IVA na restauração entram hoje em vigor

- Hoje, 1 de julho, o IVA na restauração volta aos 13%!

- Hoje, 1 de julho, as 35 horas de trabalho voltam à Função Pública!

O aumento do IVA na restauração, imposta pelo Governo PSD/CDS-PP, causou enormes dificuldades no setor da restauração, com a redução do volume de negócio e a extinção de postos de trabalho

Os Verdes consideraram, desde a 1.ª hora, esta, uma medida injusta, por isso deram o seu contributo para a resolução deste problema apresentando no Parlamento um Projeto de Lei que previa, precisamente, a reposição do IVA na Restauração nos 13%, para além das inúmeras propostas de alteração ao Orçamento do Estado apresentadas ao longo de vários anos

O horário semanal na função pública volta às 35horas.

Os Verdes relembram que o governo PSD/CDS aumentou para 40h o horário da função pública, uma medida tomada ao arrepio dos direitos constitucionais consagrados, que contribuiu para o aumento do desemprego e que constituiu, na prática, uma redução da remuneração dos trabalhadores.

Também com o contributo de Os Verdes, e ainda que a solução encontrada, não corresponda na totalidade àquilo que o PEV considera justo, ou seja as 35h/semanais para toda a Administração Pública, independentemente do respetivo vínculo laboral, assim como para o setor privado, esta medida representa um avanço no caminho que se está a seguir para reposição e melhoria das condições sociais que o anterior governo PSD/CDS roubou aos trabalhadores.

Relembramos ainda que, a inscrição destas matérias – 35 h semanais na Função Pública e 13% de IVA na Restauração - no Programa do Governo decorrem dos compromissos assumidos pelo PS com o Partido Ecologista Os Verdes, no âmbito das conversações e posições conjuntas adotadas no quadro da nova realidade parlamentar, com vista a melhorar a situação do país tanto a nível económico, social como ambiental.

PÓVOA DE LANHOSO REALIZA MOSTRA DE TEATRO

II Mostra de Teatro leva a palco perto de 80 pessoas

De 1 a 4 de julho, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através do Theatro Club, promove a II Mostra de Teatro. Passarão pelo palco 76 formandos/as.

O Theatro Club apresenta, desta forma, o resultado de um ano de trabalho com os formandos e as formandas das várias Oficinas de Teatro.

A abertura é feita pelo Club de Teatro com o exercício “À procura da Felicidade”, às 21h45, no dia 1 de julho.

No dia 2 de julho, temos o Clubinho 7-9 anos, às 16h00, com “Água, Terra, Céu e Ar, cheiram mal até fartar” e 12-15 anos, às 21h00, com “O Mistério de Feiurinha”.

No domingo, dia 3, seguem as apresentações do Clubinho 10-11 anos, às 16h00, com “A história da Gaivota e do Gato que a ensinou a voar”, e do Club de Teatro de Taíde, às 21h00, com “Angel e a magia do sonho”.

A II Mostra encerra no dia 4 de julho, com duas apresentações do Club da Memória, às 16h00 e 21h00. 

Bilheteira - 2€

Desconto de 50% em cartões municipais

VILA PRAIA DE ÂNCORA COMEMORA 92 ANOS

Município de Caminha preparou um programa especial para homenagear os ancorenses

No dia 8 de julho, Vila Praia de Âncora comemora 92 anos. Para assinalar este marco histórico para os ancorenses, a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia vão promover várias iniciativas, com destaque para a conferência “Memórias do Tempo: anos 20, Norte de Portugal e Vila Praia de Âncora” e o espetáculo “Música à Volta do Dolmén”, concerto coral sinfónico com “Coros de Verdi”.

Durante dois dias, a Câmara Municipal e a Junta de Freguesia vão assinalar a elevação de Gontinhães a Vila Praia de Âncora. As comemorações começam no dia 8, com a cerimónia do hastear da Bandeira de Vila Praia de Âncora, na Praça da República, pelas 10h00. Pelas 15h00, o executivo caminhense vai realizar a reunião de câmara, na Ludoteca.O dia termina com a conferência “Memórias do Tempo: anos 20, Norte de Portugal e Vila Praia de Âncora”, que terá lugar pelas 21h30, no Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora.

A conferência tem como moderador Lagido Domingos, ancorense e vice-presidente do Município de Caminha, e como convidadas as historiadoras Aurora Botão Rego, com a intervenção: “De Santa Marinha de Gontinhães a Vila Praia de Âncora. Dinâmicas Populacionais, Sociais e Institucionais na Aldeia que se transformou em Vila” e Alexandra Esteves com a intervenção: “O Alto Minho:  acontecimentos e transformações entre o século XIX e as primeiras décadas do século XX”.

Aurora Botão Rego nasceu em Vila Praia de Âncora e exerce presentemente funções nas áreasda Cultura e Património na Câmara Municipal de Caminha. Em janeiro de 2013,doutorou-se na Universidade do Minho na área de História, especialidade de Demografia Histórica, com o estudo intitulado “De Santa Marinha de Gontinhães a Vila Praia de Âncora. Demografia, Sociedade e Família (1624-1924)”. Foi convidada a lecionar Aulas Abertas na Universidade do Minho e na Faculdade de Letras do Porto.Integra órgãos sociais de várias Instituições locais e regionais e é sócia das EuropeanSocietyofHistoricalDemography, Associación de Demografía Histórica da Península Ibérica e da Associação Portuguesa de Demografia. É investigadora integrada do CItcem (Centro de Investigação Transdisciplinar, Cultura, Espaço e Memória) das FLUP/UM desde 2007 onde tem participado em vários projetos e participado com comunicações em inúmeros congressos nacionais e internacionais. Tem artigos e capítulos de livros publicados em várias revistas científicas nacionais e internacionais e foi autora e coordenadora da publicação “O concelho de Caminha. População, património e economia (1758-1849)”, da Universidade Sénior de Caminha, onde é professora de “História do concelho”.Os seus principais interesses de investigação prendem-se com a Demografia Histórica, a História Social e da Família, a História Local, as Comunidades Marítimas e as relações transfronteiriças entre o Minho e a Galiza.

Alexandra Esteves é doutorada em História Contemporânea pela Universidade do Minho. Atualmente, exerce funções docentes na Faculdade de Filosofia e Ciências Sociais - Universidade Católica Portuguesa e na Escola Superior de Educação - Instituto Politécnico de Viana do Castelo. É investigadora integrada do Laboratório de Paisagens, Património e Território (Lab2PT), do Instituto de Ciências Sociais da Universidade do Minho. Foi professora convidada em universidades do Brasil, Hungria e Espanha.A sua atividade investigativa abrange a área da História Social, em particular as questões relacionadas com a saúde, a assistência, a marginalidade, a violência e as prisões. É autora e coautora de diversos livros e capítulos de livros, bem como de dezenas de artigos científicos. Os resultados da sua investigação têm sido apresentados em congressos e em revistas da especialidade nacionais e estrangeiras. Orienta várias teses de mestrado, na área do Património Cultural e Material, e de doutoramento, no campo da História, Estudos da Religião e História da Enfermagem. Participa em vários projetos científicos nacionais e internacionais financiados.

Comemorações terminam com espetáculo “Música à Volta do Dolmén”

Este ano, as comemorações prolongam-se por mais um dia. No dia 9 de julho, pelas 21h30, os Ancorenses vão ser ainda contemplados com um concerto coral sinfónico com “Coros de Verdi” que vai juntar o Coro do Liceo de Vilagarcia de Arosa, o Coro Sinfónico Inês de Castro, o Orfeão de Vila Praia de Âncora e a Orquestra do Norte.

O espetáculo “Música à Volta do Dolmén” terá lugar no Dolmén da Barrosa e é organizado pela Câmara Municipal de Caminha e conta com o apoio do Orfeão de Vila Praia de Âncora.

CELORICO DE BASTO REQUALIFICA REDE VIÁRIA

Município de Celorico de Basto está a proceder à requalificação da rede viária do concelho

Resultante da elevada dimensão da rede viária municipal, da antiguidade de bastantes arruamentos e do seu estado de degradação reforçado pelas fortes chuvadas neste ano, a Câmara Municipal de Celorico de Basto está a proceder a uma serie de intervenções na requalificação da rede de estradas do município numa extensão de quilómetros considerável.

_DSC1711.jpg

“Este é um investimento muito importante pela necessidade de fazer reabilitação da rede viária para evitar a degradação e os problemas causados aos residentes e visitantes na circulação rodoviária, designadamente em termos de segurança e conforto. A necessidade de manutenção da rede viária municipal tornou-se ainda mais necessária face a densidade das chuvas que vieram a obrigar a uma intervenção mais aprofundada do que estava previsto há um ano atrás” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.

De facto, a degradação das estradas e das chuvas intensas levou o município a articular um plano de intervenção para reabilitar as estradas criando as melhores condições para a circulação de pessoas e bens. “ Estamos a reabilitar cerca de 100 mil m2 de extensão num investimento que ultrapassa os 600 mil euros”. Joaquim Mota e Silva realçou também o investimento acrescido de cerca de 300 mil euros para a construção de muros nos locais de derrocadas originadas pelas condições meteorológicas sentidas durante o inverno. “São prejuízos avultados decorrentes das condições meteorológicos mas que têm de ser resolvidos”.

De acordo com o Município, estas intervenções nas estradas prolongam-se até setembro, havendo a perspetiva de que a maioria dos problemas da rede viária serão resolvidos e ainda serão construídas pequenas ligações de proximidade, para garantir uma rede viária de qualidade, que é o objetivo a que se propõe a autarquia celoricense.

_DSC4865.jpg

_DSC6008.jpg

ARCOS DE VALDEVEZ REÚNE EXECUTIVO MUNICIPAL

REUNIÃO ORDINÁRIA DE 27 DE JUNHO DE 2016

PERÍODO ANTES DA ORDEM DO DIA

No período antes da Ordem do Dia a Câmara Municipal tomou conhecimento da programação da iniciativa da reconstituição Histórica do Recontro de Valdevez, a levar a cabo de 8 a 10 de Julho, bem como do Dia do Concelho, assinalado a 11 de Julho.

O Sr. Presidente também informou que no próximo sábado, pelas 15h00, na Casa das Artes, será assinado o auto de consignação das obras de remodelação do Quartel dos Bombeiros Voluntários de Arcos de Valdevez.

A Câmara Municipal também tomou conhecimento da programação cultural que será levada a cabo no Paço de Giela de Julho a setembro.

O Sr. Presidente também informou que o programa completo da Recriação Histórica do Recontro Valdevez, que vai ter lugar de 8 a 10 de julho, iria ser apresentado no dia 29 de junho pelas 17h, na estação de São Bento numa verdadeira alegoria do encontro.

Por fim também foi apresentado o programa das comemorações do Dia do Concelho, assinalado no próximo dia 11 de Julho.

PLANO DE AÇÃO DE REGENERAÇÃO URBANA  (PARU):  A Câmara Municipal, deliberou aprovar o Plano de Ação de Regeneração Urbana,  bem como  submeter o referido PARU  ao Programa Norte 2020 – Prioridade de Investimento

REABILITAÇÃO DA COBERTURA DA ESCOLA BÁSICA DE TÁVORA SANTA MARIA - RELATÓRIO FINAL DE ANÁLISE DE PROPOSTAS: a Câmara deliberou, por unanimidade, adjudicar a empreitada em epigrafe à empresa Carlos Florêncio & José Correia, pelo valor de € 126.862,51, sem IVA.

REMODELAÇÃO DO MERCADO MUNICIPAL - RELATÓRIO FINAL DE ANÁLISE DE PROPOSTAS: a Câmara deliberou adjudicar a empreitada à empresa Predilethes – Construções, Ldª, pelo valor de € 520.412,51, sem IVA.

PLANO VERDE – Ecoparque do Vez – Requalificação do Parque Infantil :- foi deliberado aprovar o projeto relativo à Requalificação do Parque Infantil, sito na Frente Ribeirinha entre a Ponte da Vila e a Ponte Nova.

REQUALIFICAÇÃO ARBÓREA DA PORTA DO MEZIO: Foi deliberado autorizar a abertura de procedimento concursal da empreitada acima referida, com convite a três empresas, com o valor base de 21.930 euros mais IVA, com o objetivo de requalificar os espaços da Porta do Mezio.

A requalificação consiste na retirada de árvores mortas, desramas e podas de formação nas espécies a preservar, melhorar a estufa de vidro para reduzir a temperatura interior e adensamento dos canteiros e diversos espaços com plantação de espécies autóctones em número de 111.

ADERE-PG

Foi decidido aprovar o pagamento da contrapartida nacional referente ao projeto GNOMÓN- escolas na biosfera, na sua totalidade, bem como o valor da contrapartida da participação na BTL 2016, num total de 10.857,33 euros por município

Assim, e considerando que os valores em dívida de vencimentos, taxa social única e finanças correspondentes a abril e maio ascendem a 30 197,72 euros será possível proceder ao pagamento dos vencimentos em atraso e assegurar que serão pagos atempadamente os vencimentos de junho e respetivos subsídios de férias.

APOIO

Foi deliberado aprovar a minuta de protocolo a celebrar com a Sociedade Musical de Arcos de Valdevez, no valor de 4. 629,00

Foi deliberado apoiar o Rancho Folclórico Danças e Cantares de Paçô, no valor de 500€ para comparticipar a gravação e produção de um CD.

A Câmara deliberou apoiar o Rancho Folclórico Estrela do Norte de Gondoriz, em 400,00 €, para ajudar esta entidade com a realização do seu IX Festival de Folclore, a realizar no próximo dia 3 de julho.

Idem o Rancho Folclórico e Cultural das Lavradeiras de S. Pedro do Vale, no valor de 400,00 para o ajudar com a realização do seu festival de folclore, a realizar no dia 13 de agosto, próximo.

Idem o Comité Português para a UNICEF, com sede na Avª. António Augusto Aguiar, 21 – 3º Esqº., em Lisboa, com um donativo 500 € para ajudar com a vacinação de crianças nos países mais carenciados do mundo.

De igual modo foi deliberado aprovar o apoio logístico e financeiro, no valor de 2750€, para a realização do evento 10ª Concentração Motard Recontro de Valdevez, organizada pelo Motoclube, levada a efeito no fim de semana de 17 a 19 de junho, corrente, no Campo de Trasladário, junto à escultura alusiva ao Recontro de Valdevez.

 PEDIDOS DE APOIO PARA RECUPERAÇÃO HABITACIONAL: foi deliberado apoiar um agregado familiar, residente em S. Miguel – Loureda, no valor de 3910,00€ (três mil novecentos e dez euros) para a realização de obras na sua habitação

Idem uma família residente em Bouça – Couto, no valor de 10.000,00€ (dez mil euros) para realização de varias obras na sua habitação:

Idem uma família residente em Santa Marinha – Sabadim, no valor de 9650,58€ (nove mil seiscentos e cinquenta euros e cinquenta e oito cêntimos), para realização de varias obras na sua habitação.

produção de 500 exemplares da obra fac-simile As Terras de Valdovês: Memórias Históricas e Descriptivas do Concelho dos Arcos de Val de Vez: foi deliberado autorizar a abertura de um procedimento administrativo de Ajuste Direto, para produção de 500 exemplares da obra fac-simile “As Terras de Valdovês: Memórias Históricas e Descriptivas do Concelho dos Arcos de Val de Vez”, da autoria de José Candido Gomes,

O serviço não está sujeito a redução remuneratória, sendo necessário contudo o respetivo cabimento orçamental prévio, no valor de 14.000,00 euros (valores sem IVA).

AMPLIAÇÃO DA REDE DE SANEAMENTO A PAÇÔ  (PAÇO VELHO): Foi deliberado aprovar o projeto de execução da obra referenciada.

Com o projeto de execução em referência, pretende-se a ampliação da rede de saneamento na área da freguesia a nascente, nomeadamente ao lugar de Paço Velho, que ainda não está servido, drenando para a rede existente, e daí ao coletor em alta das Aguas do Norte.

O projeto preconiza a instalação de coletores gravíticos, numa extensão de cerca de 800m 30 ramais domiciliários.

AMPLIAÇÃO DA REDE DE SANEAMENTO A VILA FONCHE – (TOURIM/OUTEIRO/IGREJA): Foi deliberado aprovar o projeto de execução da obra referenciada.

Com o projeto de execução em referência, pretende-se a ampliação da rede de saneamento na área da freguesia a poente da EN 303, nomeadamente aos lugares de Tourim, Outeiro e parte do lugar de Igreja, que ainda não estão servidos, drenando para a rede existente, e daí ao coletor em alta das Aguas do Norte.

O projeto preconiza a instalação de coletores gravíticos, numa extensão de cerca de 2,25km e 85 ramais domiciliários.

PROPOSTA DE REGULAMENTO PARA UTILIZAÇÃO E CEDÊNCIA DO PAÇO DE GIELA: foi deliberado aprovar o Regulamento para a Utilização e Cedência do Paço de Giela.

Inventariação e Caracterização de Património Geológico e Geomorfológico do Concelho de Arcos de Valdevez: a Câmara deliberou aprovar o relatório apresentado pelo Laboratório Nacional de Energia e Geologia, I. P.

 O relatório apresenta a localização cartográfica de geossítios, propostas de percursos de interesse geológico e geomorfológico e um conjunto de fichas de caracterização exaustiva de todos os sítios de interesse geológico presentes no Concelho.

OBRAS MUNICIPAIS

AMPLIAÇÃO DA REDE DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA - SABADIM (CESTÃES, PASSOS, SOUTO, OUTEIRO E TROGAL): Foi deliberado proceder à homologação do auto de vistoria para efeitos de liberação de caução.

BLOCO XLVI – CAMINHO DE S. TIAGO (ARCOS S. PAIO ) A CASARES (VALE) – DO C.M. 1321 A SANTIAGO: foi deliberado aprovar a conta final da empreitada referida em epígrafe, no valor de 97.505,36 Euros, adjudicada à empresa Martins & Filhos, S.A., informando o seguinte:

RECONSTRUÇÃO DE PASSAGEM HIDRÁULICA NO C.M. 1284-2 - CABREIRO (AVELAR): Foi deliberado aprovar o auto de consignação, bem como homologar o auto, respeitante à empreitada referida em epígrafe, adjudicada à empresa Carlos Filipe Amorim Oliveira., pelo valor de 2.692,00 €, e prazo de execução de 30 dias.

RECONSTRUÇÃO DE MURO DE SUPORTE NO C.M. 1312 EM TÁVORA (S. VICENTE): Foi deliberado aprovar o auto de consignação respeitante à empreitada referida em epígrafe, adjudicada à empresa Sebastião da Rocha Barbosa, Lda., pelo valor de 16.435,70 €, e prazo de execução de 15 dias.

ALARGAMENTO E BENEFICIAÇÃO DO CAMINHO DA CAPELA E DO CAMINHO DA CANEJA DE BAIXO – GAVIEIRA: foi deliberado aprovar o auto de consignação respeitante à empreitada referida em epígrafe, adjudicada à empresa Sebastião da Rocha Barbosa, Lda., pelo valor de 83.973,09 € e prazo de execução de 150 dias.

"Reabilitação de Pavimentos em Vias Municipais - BLOCO I" – PROPGRAMA DE TRABALHOS AJUSTADO: foi deliberado ratificar o Plano de Trabalhos ajustado apresentado pelo empreiteiro;

CAMINHO DA VEIGA – (LIGAÇÃO DE EIRÓS a COUCIEIRO) -PROZELO: foi deliberado aprovar o auto de vistoria para efeitos de receção provisória, respeitante à obra em epígrafe, adjudicada à firma Dinâmica Secreta, Lda.

 REABILITAÇÃO, CONSERVAÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE VIAS  MUNICIPAIS - CAMINHO DA BOUÇA – SABADIM: -  foi deliberado autorizar a liberação da totalidade da caução apresentada, sem prejuízo da garantia de trabalhos executados até à receção definitiva da empreitada.

REABILITAÇÃO, CONSERVAÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE VIAS  MUNICIPAIS - CAMINHO DE ACESSO AO LUGAR DE CIMA DE SELIM-GONDORIZ: foi deliberado autorizar a liberação de 100% da caução total, por terem decorrido 5 anos completos desde a receção provisória.

REPARAÇÃO E BENEFICIAÇÃO DE ESPAÇOS DESPORTIVOS E DE LAZER - COMPLEXO DESPORTIVO DE GUILHADESES: foi deliberado proceder à homologação do auto; não aprovar a liberação da caução e proceder à notificação do empreiteiro para correção dos defeitos, no prazo de 15 dias.

ARQUIVO MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ – ACERVO HISTÓRICO: foi deliberado proceder à homologação do auto, à não liberação da caução, bem como proceder à notificação ao empreiteiro para correção dos defeitos, no prazo de 30 dias.

PEDIDO DE CERTIDÃO – REABILITAÇÃO PARA EFEITOS DE ISENÇÃO DE IMI e IMT:- foi deliberado aprovar o pedido apresentada pela empresa Construções “Val de Vez, Lda” a solicitar certidão comprovativa em como o prédio, se encontra inserido na Área de Reabilitação Urbana, para efeitos de benefício de isenções de IMI e IMT.

LICENCIAMENTO DE EDIFÍCIO MULTIFUNCIONAL  PARA   ACTIVIDADES SOCIAL/DESPORTO/EDUCAÇÃO: foi deliberado aprovar o licenciamento da construção de edifício multifuncional, sito no lugar de Igreja, União de Freguesias de Guilhadeses e Santar.

LICENCIAMENTO DE ALTERAÇÕES AO PROJETO   - ALVARÁ N.º 140/2014: foi deliberado aprovar a alteração ao licenciamento da construção de edifício da Residência Paroquial, para a valência de Centro Paroquial, sito no lugar de Igreja, da  Freguesia de Sabadim.

DÍVIDAS DE RENDAS DE HABITAÇÃO SOCIAL: A Câmara deliberou previamente mandar notificar os respetivos arrendatários para participarem numa reunião com a Vereadora do Pelouro, o chefe de divisão administraria e financeira e a responsável dos serviços de ação social, destinada a uma sensibilização dos mesmos sobre a regularização da situação das dívidas e das consequências legais da falta de pagamento das rendas

EPRALIMA-Comparticipação do Município nos empréstimos para remodelação do edifício e aquisição de equipamentos de cozinha: foi deliberado aprovar a comparticipação do município nos encargos dos meses julho, agosto e setembro de 2016 com os empréstimos contraídos pela EPRALIMA, CIPRL, para remodelação do seu edifício sede e para aquisição de equipamento de cozinha, no montante de, respetivamente 10.000,00 e 1.650,03 euros mensais.

PROCESSO Nº 67/2015 - L60-LICEN. OBRAS EDIFICAÇÃO:  a Câmara deliberou aprovar os projetos de especialidades respeitantes às obras de remodelação do Quartel dos Bombeiros Voluntários de Arcos de Valdevez,  apresentados pela Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Arcos de Valdevez.

PROCESSO Nº 38/2016 – L60-LICENC. OBRAS EDIFICAÇÃO: a Câmara deliberou aprovar os projetos apresentados pela Fábrica da Igreja Paroquial de Cabreiro relativos ao projeto de arquitetura das obras de edificação a levar a efeito no lugar da Igreja

ARRAIAL MINHOTO JUNTA 400 SENIORES EM PÓVOA DE LANHOSO

Cerca de 400 pessoas participaram no II Arraial Minhoto de Comemoração dos Santos Populares, que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promoveu em parceria com as IPSS’s e Centros de Convívio do concelho, no dia 30 de junho.

II Arraial Minhoto 1.jpg

O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel Baptista, e os seus Vereadores Gabriela Fonseca e André Rodrigues não faltaram a esta confraternização. “Muitas felicidades, muita saúde e que nos encontremos todos muitas vezes, é sinal de que cá andamos”, desejou aos participantes Manuel Baptista, confessando sentir-se bem com os seniores.

“[Esta iniciativa] já é uma tradição e é onde me sinto bem. Primeiro, pelo carinho e estima que tenho pelos idosos e, em segundo lugar, pela admiração que eles também têm por mim. Quero agradecer aos técnicos da Acção Social esta organização e este convívio. É importante trazer os idosos para o centro da vila e para este espaço magnífico”, referiu o Presidente da Câmara Municipal, Manuel Baptista.

A animação do evento esteve a cargo dos utentes e das entidades participantes, tendo envolvido marchas populares, música, danças e concertinas.

Com 89 anos, Rosa Maria Abreu, de Monsul, mostrou-se contente com esta iniciativa. “Gosto muito. Está tudo muito bem. Costumo participar nos convívios. É um dia de alegria e é uma forma de nos distrairmos”. Sentada a seu lado, Violante Gonçalves, de 80 anos, igualmente utente do Centro Social de Monsul, confessou estar a gostar “muito”, acrescentando: “Gosto muito do convívio. No nosso tempo não havia nada disto”. Em Setembro, nascerão dois novos centros de convívio no concelho, em Ferreiros e em Galegos.

O espaço escolhido para acolher este arraial – a que não podia faltar a sardinha assada – foi o Parque do Pontido, junto ao Espaço Jovem, mas bem no coração da Vila Povoense.

De resto, o alargamento do Parque do Pontido em quase seis hectares, no próximo ano, foi uma das novidades adiantada pelo Presidente da Câmara Manuel Baptista, à margem desta iniciativa. “Temos um projeto muito interessante, que será apresentado aos Povoenses”, afirmou, revelando a existência de um projeto, com financiamento para uma parte.

“Não podemos pensar só no dia de hoje. Temos de deixar trabalho, perspetivas e condições para que os futuros consigam também desenvolver este parque. Queremos criar aqui uma mancha, um parque ambiental e urbano, para que os Povoenses tenham qualidade de vida e onde possam, desde os jovens aos mais idosos, desfrutar deste espaço magnífico”, considerou o autarca Povoense.

MUNICÍPIO DE CAMINHA CELEBRA ACORDO E JÁ PAGOU A PRIMEIRA TRANCHE DO VALOR DEVIDO PELA QUINTA DA BARROSA

Chega ao fim mais um imbróglio que envolvia o Município de Caminha

A Câmara de Caminha e os herdeiros dos proprietários da Quinta da Barrosa, em Vila Praia de Âncora, celebraram esta semana um acordo que prevê o pagamento de 240 mil euros pelos terrenos, em duas tranches iguais, liquidando também a primeira parcela. O anterior Executivo tinha-se comprometido a entregar três apartamentos de tipologia dois, até 31 de dezembro de 2013, o que nunca aconteceu. Fica resolvido mais um imbróglio herdado pela gestão de Miguel Alves, à semelhança do que tem acontecido noutros casos, como os que envolviam o campo do Âncora Praia ou a casa arrendada na Travessa do Tribunal, em Caminha.

Assinatura protocolo Quinta da Barrosa.JPG

O Município de Caminha deu mais um passo decisivo para a resolução de um processo com muitos anos, relativo à Quinta da Barrosa. A não concretização do Conjunto Habitacional da Barrosa, por oposição popular, abriu um diferendo entre o Município e os proprietários da Quinta da Barrosa, nunca tendo o assunto sido resolvido.

Em maio de 2013, já próximo do final do mandato, o anterior Executivo fez aprovar, em reunião de Câmara, uma proposta que previa a entrega aos herdeiros dos proprietários, “impreterivelmente” até 31 de dezembro de 2013, de três apartamentos de tipologia dois, ou de 240 mil euros, caso fosse essa a opção dos mesmos herdeiros. Nenhuma diligência foi feita. A Câmara não detinha e nunca adquiriu os apartamentos em causa.

Miguel Alves chegou agora a acordo com os mesmos herdeiros, pagando já 120 mil euros. A segunda parcela será liquidada até 30 de março do próximo ano. Ficam assim libertos os terrenos para usufruto da população e desenvolvimento de projetos de valorização, conforme é desejo expresso dos ancorenses. 

Recorde-se que este Executivo saldou também a dívida deixada relativamente às obras do Campo do Âncora Praia, que ascendia a 265.411,15 €. A Câmara tinha-se comprometido a suportar 90 por cento dos custos (329.162,56 €), mas só pagou menos de 64 mil euros. O restante, 265.411,15 € foi pago já nesta gestão municipal.

Outro processo em vias de solução é o do arrendamento de um edifício na Travessa do Tribunal. Em março último, o Município entregou no Tribunal Judicial de Caminha as respetivas chaves. Como é público, ao não restituir o prédio, em 2005, nos termos fixados no contrato, o anterior Executivo envolveu a Câmara num longo litígio judicial que culminou com o Supremo Tribunal de Justiça, em 2012, por sentença transitada em julgado, a obrigar a Câmara a executar pesadas obras e ao pagamento de todas as rendas vencidas e respetivos juros, num total que vai além dos 600 mil euros. O valor total da intervenção, que ficou concluída também em março último, foi de 102.199,31 € (mais IVA).

TERESA VEIGA VENCE PELA TERCEIRA VEZ GRANDE PRÉMIO DE CONTO CAMILO CASTELO BRANCO

Escritora vence a 24.ª edição do prémio com a obra “Gente Melancolicamente Louca”

É caso para dizer que não há duas sem três. Depois de ter conquistado em 1992 e em 2008 o Grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco, a escritora Teresa Veiga repete agora o feito ao vencer, por unanimidade, a 24.ª edição do prémio com o livro “Gente Melancolicamente Louca”, editado pela Tinta da China.  

Teresa Veiga.JPG

“Pela elegância despojada da sua escrita, Teresa Veiga revela um notável domínio do tempo, espaço e ritmo narrativos, incorporando várias leituras e sintetizando-as fulgurantemente na sua voz. É com mestria que a autora trata o género, de forma a envolver o leitor nas diferentes atmosferas narrativas que constrói”, justificou assim o júri do galardão instituído pela Câmara Municipal de Famalicão e a Associação Portuguesa de Escritores.

Depois de “História da Bela Fria” (1992) e de "Uma aventura secreta do marquês de Bradomín" (2008), o nome de Teresa Veiga entra assim mais uma vez para a já extensa lista de vencedores do prémio.

Depois de um interregno de sete anos sem publicar, Teresa Veiga regressou à escrita em 2015 com o lançamento de “Gente Melancolicamente Louca”, um livro que “transporta-nos para um universo psicológico intenso onde o que parece quase nunca é, e onde os desvios contra-intuitivos do enredo desconcertam sistematicamente o leitor”, pode ler-se na sinopse da obra.

Teresa Veiga é o pseudónimo de uma escritora nascida em Lisboa, em 1945. Licenciou-se em Direito, na Universidade de Lisboa, em 1968, especializou-se e exerceu, entre 1975 e 1983, o cargo de conservadora do registo civil nos arredores da capital, decidiu estudar Filologia Românica, curso que concluiu em 1981, tendo sido professora de Português e Francês no Ensino Secundário, durante vários anos. “Jacobo e Outras Histórias” (1980), “O Último Amante” (1990), “História da Bela Fria” (1992), “A Paz Doméstica” (1999), “As Enganadas” (2003) e “Uma Aventura Secreta do Marquês de Bradomín” (2008) são algumas das obras publicadas pela autora.

Instituído em 1991, refira-se que o Grande Prémio do Conto destina-se a premiar uma obra em língua portuguesa de um autor português ou de um país africano de expressão portuguesa, com um prémio de 7.500 euros. Distinguiu já escritores como Hélia Correia, Mário de Carvalho, Maria Isabel Barreno, Maria Velho da Costa, Maria Judite de Carvalho, Miguel Miranda, Luísa Costa Gomes, José Jorge Letria e José Eduardo Agualusa. José Viale Moutinho, António Mega Ferreira, Teolinda Gersão, Urbano Tavares Rodrigues, Manuel Jorge Marmelo, Paulo Kellerman, Gonçalo M. Tavares, Ondjaki, Afonso Cruz, A.M. Pires Cabral e Eduardo Palaio foram também galardoados com o prémio.

CONFRARIAS GASTRONÓMICAS PROMOVEM COZINHA TRADICIONAL PORTUGUESA

unnamed (3)

MAPA DE EVENTOS

Eventos da FPCG 2016

5 de Julho - Apresentação do Livro "A minha viagem a Portugal"

12 de Novembro de 2016 - Assembleia Geral Ordinária da FPCG

 

Capítulos de Confrarias Federadas – 2016

3 de Julho – Capítulo Extraordinário da Confraria do Bolo de Ançã

9 de Julho – Capítulo da Confraria do Anho Assado com Arroz de Forno

10 de Julho – Capítulo da Confraria da Broa d´Avanca

27 de Agosto - Confraria do Presunto e da Cebola do Vale do Sousa

17 de Setembro - XII capítulo da Real Confraria do Maranho de Pampilhosa da Serra

24 de Setembro - X capítulo da Confraria das Papas de S. Miguel

24 de Setembro – Capítulo da Confraria Gastronómica de Sousel

1 de Outubro - Confraria dos Carolos e Papas de Milho

8 de outubro – X Capítulo da Confraria do Bucho de Arganil

8 de Outubro – Capítulo da Confraria da Pateira

9 de Outubro – Capítulo da Confraria do Chicharo

15 de Outubro – Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal

30 de Outubro – Confraria dos Gastrónomos dos Açores

19 de Novembro - XIV Capítulo Confraria Queirosiana

20 de Novembro - IX Capítulo da Confraria do Medronho.

26 de Novembro – Capítulo Solene da Confraria Gastronómica da Raça Arouquesa

3 de Dezembro - XV Capítulo Confraria Nabos e Companhia

10 de Dezembro  - XI Capítulo da Confraria Gastronómica do Cabrito e da Serra do Caramulo.


Outros Eventos – 2016

Julho – Feirinha da Mostra da Broa D´Avanca – Confraria da Broa d`Avanca

23 de Julho - CBRPG - Confraria do Bucho Recheado de Pedrógão Grande

6 de Agosto – Passeio Gastronómico em Barco Moliceiro

24 de Agosto - Festa da Cebola. Confraria do Presunto e da Cebola do Vale do Sousa.

28  Agosto - II Capítulo da Real Confraria das Cebolas

Setembro – Desfolhada à Moda Antiga – Confraria da Broa D´Avanca

10 de Setembro – IV Capítulo da Confraria do Frango do Campo

10 de Setembro - Caminhada “O Campo e a Ria” com passeio de Barco Moliceiro

Outubro – GASTROBROA – Confraria da Broa D´Avanca

8 e 9 de Outubro -   X Festival Gastronómico da Enguia.

29 de Outubro  - Capitulo da Confraria da Pedra na Madalena em Vila Nova de Gaia.

29 de Outubro – Confraria da Lampantana

10 de Dezembro - Ceia de Natal da Confraria do Presunto e da Cebola do Vale do Sousa.

 

2017

Confrarias Federadas

28, 29, 30 de Abril e 1 de maio – XVII Capítulo da Confraria Gastronómica da Madeira - Funchal

29 de Abril – Real Confraria da Cabra Velha

20 de Maio - X Capítulo da Confraria Gastronómica Pinhal do Rei - Leiria

17 de Junho - VI Capitulo Confraria Gastronómica do Concelho de Ovar

 

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO FAMALICENSE PRESIDE ÀS COMEMORAÇÕES DO 30º ANIVERSÁRIO DAS VILAS DE JOANE E RIBEIRÃO

Cerimónias protocolares decorrem este sábado e domingo, dias 2 e 3 de julho

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, preside este fim-de-semana às sessões solenes comemorativas do 30.º aniversário das vilas de Joane e Ribeirão.

Em Joane as cerimónias protocolares decorrerão amanhã, sábado, dia 2 de julho, pelas  21h30, no Parque da Ribeira. Já em Ribeirão terão lugar no domingo, 3 de julho, pelas 11h00, na sede da Junta de Freguesia.

Na vila joanense a festa prolonga-se até domingo, dia 3, e contará, entre outras atividades, com a realização da 3.ª Feira do Associativismo e da 3.ª Mostra de Sabores e Saberes. Em Ribeirão as comemorações arrancaram ontem, quinta-feira, dia 30 de junho. A realização da mostra associativa da freguesia, atividades desportivas e muita música animam o programa das comemorações.

“FAMALICÃO BIO CAPITAL” PROMOVE AGRICULTURA BIOLÓGICA

Ciclo de workshops arranca a 13 de julho, dinamizado pela Câmara Municipal no âmbito da Rede Famalicão Empreende

‘Famalicão Bio Capital’ é a mais recente iniciativa voltada para a agricultura, neste caso a biológica, que a Câmara Municipal abraça e vai promover já a partir de julho.

A agricultura biológica em foco em Famalicão Bio Capital.jpg

Da produção à industrialização de produtos biológicos, sem esquecer a comercialização e a gastronomia, a abordagem ao assunto pretende ser o mais abrangente possível. Por um lado, pelo caráter transversal aos sectores primário, secundário e terciário e, por outro, pelas tendências atuais de saúde e bem-estar e de alimentação saudável que convergem no tema da agricultura biológica.

‘Famalicão Bio Capital’ vai desenvolver-se sob a forma de um ciclo de workshops, denominado ‘Produtos biológicos: da produção à transformação’, que explorará o percurso produção, transformação, comercialização e marketing. As inscrições decorrem em www.famalicaomadein.pt.

A primeira de sete sessões está agendada para 13 de julho, entre as 18h00 e as 20h00, no Gabinete de Apoio ao Empreendedor, com o tema “Como começar a produzir biológico?”. O convidado é Augusto Coelho Gomes, engenheiro técnico agrário e professor da Escola Profissional Agrícola Conde de S. Bento, em Santo Tirso. 

‘Famalicão Bio Capital’ é uma iniciativa dinamizada pela Câmara Municipal, através do Famalicão Made IN, no contexto da Rede Famalicão Empreende.

HOTEL MODERNA DO GERÊS OBTÉM O CERTIFICADO DE EXCELÊNCIA TRIPADVISOR DE 2016

O hotel Moderna do Gerês, localizado no concelho de Terras de Boro, bem no centro do Parque Nacional da Peneda-Gerês, recebeu na última semana de Junho o Certificado de Excelência TripAdvisor®.

certificado excelencia tripadvisor.jpg

Este certificado premeia as empresas de hotelaria que obtiveram avaliações do nível excelente por parte dos viajantes no TripAdvisor no último ano.

Os possíveis destinatários deste certificado são empresas de alojamento, restaurantes e atrações situadas em todo o mundo, que tenham proporcionado de forma contínua uma experiência de qualidade aos seus clientes, valorizando assim as que o conseguem obter.

Também a plataforma Booking.com, reconhece a qualidade do serviço deste hotel, atribuindo regularmente ao Moderna do Gerês uma pontuação igual ou superior a 9, numa escala de 0 a 10, facto que aconteceu novamente também em Junho 2016, por sinal o único com a certificação Bikotel no Parque Nacional da Peneda Gerês, portanto um bike friendly hotel.

Moderna_DSC_1676.jpg