Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO BRACARENSE PARTICIPA NA INAUGURAÇÃO DAS NOVAS INSTALAÇÕES DA EMPRESA WEDO

Inauguração das requalificadas instalações da empresa. WeDo Technologies contribui para a projecção tecnológica de Braga

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, esteve presente hoje, dia 29 de Junho, na inauguração das renovadas instalações da empresa WeDo, que estão preparadas para receber cerca de 60 novos postos de trabalho na área das tecnologias da informação.

wedo.jpg

Criada em 2001 em Braga, a WeDo Technologies actua no mercado do software de Gestão de Fraude e Revenue Assurance, fornecendo software e consultoria especializada para analisar de forma inteligente grandes quantidades de dados de uma organização, ajudando a anular ou minimizar as ineficiências operacionais e de negócio e permitindo que as empresas alcancem um retorno significativo do seu investimento através da protecção da receita e redução dos custos. Actualmente a empresa está a reforçar a sua presença na Cidade, onde trabalham 120 colaboradores. No total, a WeDo tem cerca de 600 funcionários e escritórios em doze países.

Na ocasião, o Autarca sublinhou que a WeDo é ´essencial´ para Braga por ser um exemplo de sucesso na área tecnológica. “Trata-se de uma empresa que assenta os seus resultados no conhecimento, diferenciação e espírito de inovação. A ligação que mantemos com a Wedo, e que pretendemos continuar a fortalecer, é uma demonstração do caminho que estamos a construir para o futuro”, referiu, garantindo que Braga se vai projectar cada vez mais como uma Cidade tecnológica: “São empresas como a WeDo que promovem a qualificação dos recursos humanos e nos permitem associar a um segmento de futuro, potenciando a massa crítica existente no território”.

Para Rui Paiva, CEO da empresa, “a WeDo Technologies quer ser um exemplo do que se faz de melhor em Portugal”. “Continuamos a acreditar na aposta que fizemos há 15 anos de ter uma fábrica de software em Braga, Cidade que é a nossa base. Como português, fico orgulhoso por saber que é de Braga que saem as melhores soluções para Gestão de Fraude e Revenue Assurance”, afirmou.

Com a expansão desta tecnológica no Centro Empresarial de Braga, a Cidade confirma o estatuto privilegiado de polo tecnológico nacional que tem sido alicerçado pela InvestBraga.

wedo (2).jpg

wedo (3).jpg

wedo (4).jpg

BRAGA REALIZA FEIRA DO LIVRO

Feira do Livro de Braga é evento de grande manifestação Cultural. Evento decorre de 1 a 17 de Julho

Em Braga, o mês de Julho inicia-se com uma grande manifestação cultural. A Feira do Livro está de volta ao centro da Cidade, trazendo à Avenida Central um programa ecléctico, variado e para toda a família.

br.jpg

De 1 a 17 de Julho, a 25.ª edição da Feira do Livro promete ser “uma festa da Cultura” em que a Literatura é o expoente máximo. Exposições, música e humor vão trazer um novo brilho a um evento que promove a dinamização do sector livreiro.

“Este é um evento que tem registado um enorme crescimento com a aposta de uma nova concepção e é complementado com um programa cultural cada vez mais rico, ecléctico e de ênfase nacional”, referiu Lídia Dias, vereadora da Cultura do Município de Braga, durante a apresentação da Feira do Livro, que decorreu esta Quarta-feira, dia 29 de Junho, no posto de Turismo, em Braga.

Com cerca de 60 stands de editores e livreiros, alfarrabistas, um fórum cultural, área infantojuvenil, um palco para grandes espectáculos, exposições, e a presença de escritores, poetas, mediadores culturais, jornalistas, editores, bibliotecários, especialistas em literatura, ilustradores e designers, actores e músicos, a Feira do Livro de Braga apresenta um programa de animação cultural diversificado, com actividades para todos os gostos e para todas as idades.

Segundo a Vereadora, o Município de Braga tem encetado uma “política de diálogo de forma a estar em sintonia com os livreiros e todos os profissionais do sector”. Dessa forma, “fizemos um ajustamento dos horários e da logística adjacente a um evento desta natureza”, garantiu Lídia Dias.

Ao longo dos 17 dias, vão passar, pela Feira do Livro, autores portugueses conhecidos, para apresentar livros, participar em debates, tertúlias, conversas, recitais, oficinas, sessões de autógrafos e outras manifestações culturais de incentivo à leitura.

Para Huberto Carlos, administrador da InvestBraga, este é um evento que “fomenta a Cultura em todos os escalões etários”. Segundo o responsável, o crescimento da Feira do Livro vem provar que a realização deste evento na Avenida Central é uma “aposta ganha”. “A Feira do Livro vinha a perder público e expositores e demos uma nova dinâmica ao evento complementando-o com um vasto programa cultural. Neste formato, e em pleno centro da Cidade, a feira do livro tem vindo a crescer ano após ano”, salientou Humberto Carlos, agradecendo o contributo de todos, nomeadamente “o papel do grupo dst, o grande mecenas apoia a Feira do livro quase desde o início”.

No dia 1 de Julho, o grande destaque vai para a entrega do XXI Grande Prémio de Literatura DST a Manuel Alegre, o grande vencedor desta edição com a obra Bairro Ocidental, às 21h30, no Theatro Circo.

A 25ª edição do certame presta também especial homenagem a José Saramago com duas exposições: A Maior Flor do Mundo, patente no Museu Nogueira da Silva, e Mal Branco, uma verdadeira experiência sensorial sobre a obra “Ensaio sobre a Cegueira para experimentar na Casa dos Crivos.

Para os visitantes mais jovens, o espaço infantojuvenil garante uma programação diária intensa, com oficinas de ilustração, workshops de construção de livros e artes visuais, leitura de contos, marionetas, histórias musicadas, jogos e o contacto com as novas tecnologias.

A Feira do Livro traz ainda música e humor a Braga. Espírito Nativo, Aldina Duarte, Mikkel Solnado e Samuel Úria vão subir ao palco para grandes concertos; o humorista Bruno Nogueira e Manuela Azevedo trazem o espetáculo “Deixem o Pimpa em Paz”.

Manuel Alegre, Inês Pedrosa, Pedro Chagas Freitas, Maria João Lopo de Carvalho, António Mota, Ana Margarida de Carvalho, Gonçalo Cadilhe, Nuno Camarneiro, João Pedro Mésseder, Pedro Seromenho e Abel Neves são alguns dos autores que vão marcar presença nesta edição da Feira do Livro de Braga.

O programa completo da 25.ª edição da Feira do Livro de Braga está disponível em: https://goo.gl/8f0MQX

br (2).jpg

br (3).jpg

br (4).jpg

BRAGA PROMOVE SABORES E TRADIÇÕES BERO-AMERICANAS

Durante dois fins-de-semana consecutivos, Braga vai sentir os sabores e tradições ibero-americanos. De 30 de Junho a 3 de Julho e de 7 a 10 de Julho, a Praça do Município, em Braga será palco de um evento terá um grande ênfase na gastronomia Ibero-Americana dando a conhecer, através de restaurantes aderentes da Cidade, um pouco desta gastronomia e a sua potencial relação com a cozinha tradicional minhota.

Esta iniciativa visa celebrar e enaltecer as distinções: “Minho – Região Europeia da Gastronomia” e “Braga - Capital Ibero Americana da Juventude”.

Com a presença de chefs conceituados, nomeadamente o argentino Chakall e o minhoto Renato Cunha o evento conta com show cookings e vários momentos de degustação, com mostras gastronómicas e workshops.

É uma oportunidade única de passar momentos em família e degustar o melhor da cozinha ibero-americana confeccionada pelos restaurantes da Cidade de Braga.

1a.jpg

2a.jpg

PAREDES DE COURA DISPONIBILIZA PLATAFORMA NA INTERNET PARA PREVENIR RISCOS DE INCÊNDIOS FLORESTAIS

Novo portal Municipal de Paredes de Coura com informação diária sobre risco incêndio

O Município de Paredes de Coura disponibiliza no seu novo portal municipal – www.paredesdecoura.pt – uma plataforma onde os internautas poderão ter acesso diário e atualizado à informação sobre o risco de incêndio.

Floresta PdC.jpg

Com a nova ferramenta, o visitante passa a dispor de informação sobre o risco de incêndio para o próprio dia e para os 2 dias seguintes, bem como as ações interditas e condicionadas, bastando aceder no menu do site a PESSOAS / AMBIENTE / FLORESTA e acionar a opção ‘Período Crítico – prevenção incêndios 2016’.

“Entendemos que a floresta representa um valor demasiado importante do concelho, quer do ponto de vista turístico quer do ponto de vista produtivo, para que não façamos todo o possível para salvaguarda-la”, argumentou o presidente da Câmara de Paredes de Coura, Vitor Paulo Pereira, justificando mais esta iniciativa do município que dirige: “Apesar de todo o empenho do Município e do trabalho esplêndido dos bombeiros e de todos os agentes de proteção civil, sabemos que poderá não ser suficiente pois só as pessoas têm a possibilidade de evitar os incêndios. Como?! Quando ganham consciência dos riscos que as suas ações geram para si mesmas e para os outros e isso as faz mudar os comportamentos. Por isso, se a plataforma informativa que colocamos no site contribuir para a consciencialização das pessoas isso já será uma vitória.”

A plataforma integrada no portal é disponibilizada pelo Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) e Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) e permite também acesso à informação sobre o risco de incêndio a nível nacional e por concelho.

Recorde-se que a Portaria nº 167/2016, Diário da República, 1.ª série — N.º 113 — 15 de junho de 2016, estabeleceu que o Período Crítico no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta Contra Incêndios para o ano 2016 iniciará este ano em 1 de julho e terminará em 30 de setembro.

Durante o período crítico (01/07 a 30/09) nos espaços florestais e agrícolas não é permitido: fumar, fazer lume ou fogueiras; fazer queimas ou queimadas; lançar foguetes e balões de mecha acesa; fumigar ou desinfestar apiários salvo se os fumigadores estiverem equipados com dispositivos de retenção de faúlhas; bem como circular com tratores, máquinas e veículos de transporte pesados que não possuam extintor, sistema de retenção de fagulhas ou faíscas e tapa chamas nos tubos de escape ou chaminés.

O desrespeito pelas proibições pode implicar uma coima entre 140 a 60 mil euros, sendo que a fiscalização é feita diretamente pelas entidades policiais, nomeadamente, a Guarda Nacional Republicana.

“A longo prazo só uma mudança de política e a aposta estrutural na fiscalização, promoção e proteção da floresta autóctone, com recurso a incentivos económicos reais e interessantes para os proprietários – que compensem o seu crescimento e rentabilidade mais lenta, trarão resultados estáveis a nível nacional”, preconizou Vitor Paulo Pereira.

Partindo também do princípio que a maioria das causas conhecidas dos incêndios florestais é de origem humana, o Município de Paredes de Coura aconselha que em atividades de natureza, como piqueniques, a comida seja pré confecionada e se evitem as refeições que necessitem de ser aquecidas – em caso algum utilizar fogareiro ou grelhador em áreas não autorizadas para o efeito.

Em caso de incêndio,

ligue 112 (linha nacional de emergência), 117 (linha de proteção à floresta)

 ou 251 780 300 (bombeiros voluntários de Paredes de Coura).

Floresta PdC2.jpg

BRAGA APRESENTA ARTE TUMULAR DO CEMITÉRIO DE MONTE D’ARCOS EM LIVRO

Obra será apresentada a 1 de Julho

Na próxima Sexta-feira, dia 1 de Julho, será apresentado no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o livro ‘Memorial do Cemitério de Monte D’arcos de Braga - Arte Tumular e seus Eméritos’.

artumul.jpg

A obra, da autoria Alexandra Maria Ferreira de Castro, conta com uma nota introdutória de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, e aborda, através da reprodução fotográfica, a Arte Tumular existente Cemitério de Monte D’arcos, definindo-a de grande riqueza patrimonial, histórica e artística.

Trata-se de um livro pioneiro, em que mereceram destaque, as personalidades de grande relevo religioso, social e político, sepultadas, onde são retratados homens e mulheres, uns mais ilustres do que outros mas, que tiveram um papel fundamental na história da sociedade Bracarense e do país, como por exemplo, Fidalgos da Casa Real, Arcebispos, Presidentes da Câmara, Ministros, escritores, heróis da pátria, negociantes, entre muitos outros.

Os cemitérios são Museus ao ar livre, que devem ser visitados sem preconceitos. São espaços de oração, de respeito, de devoção, de dor e de cultura, nesse sentido, todos interessados a marcarem presença na cerimónia pública de apresentação da obra que está agendada para as 17h00 de Sexta-feira, dia 1 de Julho.

FAMALICÃO ABRE AO PÚBLICO PISCINAS MUNICIPAIS

Parece que é desta! O calor veio para ficar e em Vila Nova de Famalicão os dias de muitos jovens e famílias famalicenses são agora passados a mergulhar e a bronzear nas Piscinas Municipais descobertas.

Piscinas Municipais.jpg

Com uma esplanada, um serviço de snack-bar e um longo e convidativo espaço verde, quer para quem gosta de aproveitar os raios de sol quer para aqueles que preferem o refresco de uma boa sombra, as Piscinas Municipais são o local ideal para um dia de Verão bem passado entre amigos e família.

Refira-se que as Piscinas Municipais estão abertas de terça a sexta-feira, das 10h00 às 18h00, aos sábados e domingos, das 10h00 às 19h00, encontrando-se encerradas à segunda-feira. A entrada é gratuita para as crianças até aos 3 anos de idade, dos 3 aos 12 anos tem o custo de 1,79 euros, aumentando para 2,55 euros para o restante público. De referir ainda que para os portadores do Cartão Sénior Feliz e Cartão Jovem a entrada no complexo tem o custo de 1,79 euros.

FAMALICÃO RECEBE FESTIVAL INTERNACIONAL DE POLIFONIA

VI Festival Internacional de Polifonia Portuguesa arranca amanhã em Famalicão

A beleza do Mosteiro de Landim, em Vila Nova de Famalicão, vai servir de cenário para o arranque da sexta edição do Festival Internacional de Polifonia Portuguesa. A partir de amanhã e até dia 10 de julho, a iniciativa promovida pela Fundação Cupertino de Miranda vai levar o melhor do repertório da polifonia nacional a cidades como Coimbra, Braga, Arouca, Guimarães, Porto, Amarante e Aveiro.

Nesta sua sexta edição o festival vai contar com 8 concertos e visitas guiadas, um sermão e ainda um seminário sobre o Barroco e a Polifonia em Portugal. 

Os concertos são de entrada gratuita e contarão com a participação da Capella Musical Cupertino de Miranda (CMCM) acompanhada pelos organistas Claudio Astronio e Andrés Cea Galán. O primeiro decorre já amanhã, dia 30 de junho, em Famalicão, na Igreja de Santa Maria de Landim, seguindo-se depois Coimbra, no dia 1 de julho, no Mosteiro de Santa Cruz; Braga, no dia 2 de julho, na Basílica do Bom Jesus; o Mosteiro de Santa Maria de Arouca, no dia 3 de julho; a Igreja de São Francisco, em Guimarães, no dia 7 de julho; a Igreja de São Lourenço, no Porto, a 8 de julho; Amarante, na Igreja de São Gonçalo, no dia 9, e, por fim, Aveiro, na Igreja de Jesus, no dia 10 de julho. Mais informações sobre o programa no portal online do festival, emhttp://festivalpolifoniafcm.wix.com/vifipp

GNR ESCLARECE IDOSOS DE CELORICO DE BASTO PARA A PROBLEMÁTICA DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Idosos de Celorico de Basto esclarecidos sobre a Violência Doméstica

O Núcleo de Idosos em Segurança da Secção de Programas Especiais da GNR, em parceria com o município de Celorico de Basto, promoveu uma ação de esclarecimento sobre “Violência Doméstica”. A Ação foi direcionada os idosos do Celorico a Mexer e decorreu ontem, 28 de junho, no auditório do Prado.

_DSC4984.jpg

“A violência doméstica é, em muitos núcleos familiares, uma situação recorrente como causa de vários fatores e a violência sobre idosos é preocupante. Por isso, é fundamental elucidar os nossos idosos para a forma de se defenderem face a estas problemáticas. Um crime público que a todos diz respeito” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.

Os idosos ouviram com atenção os agentes da autoridade e expuseram as suas dúvidas e observações sobre diferentes vivências inerentes à violência. A dependência do álcool e a carência económica foram as causas que levam à violência mais discutidas durante a sessão. Lançada a discussão os idosos realçaram várias formas de violência, que de alguma forma presenciaram, salientando o facto de não saber o que fazer para resolver essas situações.

Helena Martinho, Coordenadora dos Serviços da Ação Social e Saúde do município de Celorico de Basto, realçou a importância de esclarecer os idosos para esta e outras problemáticas. “Este programa, o Celorico a Mexer, procura atuar no sentido da inclusão através da promoção de atividades lúdicas mas também ações que levem à tomada de consciência face a problemáticas como a “Violência Doméstica”. Esclarecer é meio caminho andado para a denúncia, mas para isso, é preciso conhecer onde se dirigirem e como solicitar ajuda”.

Os agentes da GNR exemplificaram os tipos de violências elucidando os idosos para a problemática.

_DSC4977 (1).jpg

MEGA BOCCIA SÉNIOR BRAGA

Quinta-feira, dia 30 de Junho, pelas 12h30, na Escola Secundária Carlos Amarante, Braga

O Município de Braga leva a efeito a apresentação à comunicação social do evento Mega Boccia Sénior Braga, que terá lugar amanhã, Quinta-feira, dia 30 de Junho, pelas 12h30, na Escola Secundária Carlos Amarante.

megabocciasenior.jpg

A iniciativa contará com as presenças de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, e Firmino Marques, vice-presidente do Município.

Esta é uma iniciativa realizada no âmbito do Programa “Boccia Sénior Braga”, promovida pela Câmara Municipal de Braga e pelo Sporting Clube de Braga - Secção de Desporto Adaptado. O propósito da iniciativa passa por promover e desenvolver a prática da modalidade de Boccia junto da população Sénior residentes nas 37 Freguesias e Uniões de Freguesias do Concelho e/ou em instituições locais de apoio à terceira Idade.

O evento “Mega Boccia Sénior Braga”, que se inicia às 9h30 e termina às 18h30, representa o culminar de todas as actividades do Programa “Boccia Sénior Braga”, implementado desde Dezembro de 2015, período a partir do qual os seniores inscritos tiveram oportunidade para conhecer e familiarizar-se com a modalidade, experimentar e praticar, adquirindo competências técnicas e tácticas ao nível do jogo, ao mesmo tempo que exercitaram o corpo e a mente, conviveram e socializaram.

A entrega de prémios está prevista para os seguintes horários:

  • Divisão I - Instituições de apoio à terceira idade - 12:45.
  • Divisão II - Juntas e União de Freguesias - 17:45.

MUNICÍPIO DE AMARES REFORÇA APOSTA SOCIAL

O investimento na área social continua a ser uma das prioridades do executivo camarário amarense que acaba de canalizar uma verba para reforçar o banco de recursos da divisão de Ação Social - Arca dos Sonhos, de forma "a disponibilizar melhores bens e serviços à população mais vulnerável do concelho”, mediante sinalização prévia dos agentes da rede social.

O Município de Amares assegura que “vai continuar a priorizar as pessoas, mantendo a aposta na área social, indispensável para fazer face às situações de comprovada carência económica, permanente ou pontual, contribuindo para atenuar, entre outras, as situações em termos de habitação, medicação, alimentação e educação”.

ARCA.png

JOVENS BRACARENSES DEBATEM ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

Orçamento ‘Tu Decides!’ fomenta a participação cívica dos Jovens. Entrega de propostas decorre de 1 de Julho a 30 de Agosto

Pelo segundo no consecutivo, o Município de Braga promove o Orçamento ‘Tu Decides!’, uma iniciativa que se assume como um dos principais meios da participação cívica dos mais jovens na construção da sua Cidade.

TU DECIDES.JPG

Com a colaboração com o Conselho Municipal de Juventude, o Orçamento ‘Tu Decides!’ é dirigido aos jovens residentes, estudantes, ou trabalhadores do Concelho de Braga, dos 14 aos 35 anos de idade. Trata-se de um processo de carácter participativo, que permite que os Jovens coloquem à votação dos seus pares, projectos que visem incentivar uma participação activa para o desenvolvimento do Concelho.

O Orçamento “Tu Decides!” contempla uma verba 75 mil euros para o ano de 2017. Cada proposta não deverá ultrapassar um valor de realização global de 25 mil euros e deverá abranger uma das seguintes áreas temáticas: educação e formação; emprego e empreendedorismo; desporto, saúde e bem-estar; participação cívica; voluntariado e inclusão social; diálogo intergeracional; cultura e criatividade.

O período de inscrições e entrega de propostas decorre de 1 de Julho a 30 de Agosto, seguindo-se a análise técnica e avaliação das propostas apresentadas. Os projectos vencedores será conhecidos após o período de exposição e votação, que irá decorrer entre 3 e 21 de Outubro.

As propostas deverão ser entregues em formato digital, através do endereço electrónico tudecides@cm-braga.ptou, presencialmente, no Balcão Único da Câmara Municipal de Braga.

O Orçamento “Tu Decides!” pretende não só criar uma maior aproximação aos cidadãos mais jovens dos órgãos de decisão autárquicos, promovendo uma maior aproximação das políticas públicas às necessidades e objectivos dos jovens, mas também promover o exercício de uma cidadania activa e participada junto dos jovens, o seu desenvolvimento pessoal e social, fomentando a educação para a cidadania e o diálogo entre os jovens e os órgãos de poder local.

Poderá aceder ao regulamento do Orçamento ‘Tu Decides!’ em: https://goo.gl/VjTDB2

FAFE REALIZA FEIRA DE TEATRO DE BONECOS E FORMAS ANIMADAS

Fafe será palco de espetáculos com bonecos e formas animadas. Feira de Teatro é pioneira no país

Julho traz a Fafe a Feira de Teatro de Bonecos e Formas animadas, promovida pela Câmara Municipal, através da plataforma artística Fafe Cidade das Artes, a primeira que se realiza em Portugal.

A FLAUTA MÁGICA Monicreques de Kukas.jpg

Pela primeira vez no concelho, durante três dias (7, 8 e 9 de julho), Fafe vai receber mais de quarenta espetáculos de teatro de bonecos, marionetas, fantoches e formas animadas, distribuídos por espaços emblemáticos, como o Teatro Cinema, a Sala Manoel de Oliveira, a Casa da Cultura, o Arquivo e a Biblioteca Municipais. Na Praça 25 de Abril, também serão montados seis palcos, que receberão alguns dos espetáculos.

A ideia é resgatar as memórias dos “Dom Roberto” das feiras e praças, que nas terras do Minho deixaram como principal herança os grupos de “cabeçudos e gigantones”, promovendo, de igual forma, não só o mercado artístico, mas também o turismo.

Mais de trinta companhias de teatro de formas animadas das mais diversas variantes e estéticas passarão pela cidade, prometendo muita animação a quem decide assistir aos espetáculos programados.

DSC_8707.JPG

As companhias de teatro participantes, que irão mostrar as suas produções e tentar lançá-las no mercado, são oriundas de diversos países, além de Portugal, como Bulgária, Uruguai, Brasil, Espanha, Itália, Inglaterra e Grécia.

Além dos espetáculos que serão exibidos ao longo do fim-de-semana de julho, vão ser instaladas três exposições memoriais do teatro de bonecos de Portugal, Nordeste do Brasil e Galicia/Espanha.

Para todos os públicos e especialmente para as famílias, esta grande Feira de Teatro de Bonecos e Formas Animadas vai contar com a presença de mais de 20 programadores profissionais, representantes de importantes festivais internacionais, no papel de observadores e possíveis “compradores” de espetáculos.

Instituições de renome do mundo das artes marcarão presença, como o Museu das Marionetas de Lisboa, Centre de Documentación de Titeres de Bilbao, Festival de Títeres de Bilbao, FUNCAJU do Brasil, AGADIC da Espanha, Observatório de Festivais do Brasil, FIMO de Portugal, United Arts Center de Barcelona, Feria de Castilla y Leon, Cena Contemporânea de Brasília, Red Latinoamericana y del Caribe, Sesi São Paulo (Brasil), Festival Internacional de Oeiras, Festival Internacional de Títiricuenca, entre outras.

Os fafenses que vão ter a oportunidade de assistir ao que se faz de melhor no mundo do teatro dos bonecos, uma arte que é parte da memória e da tradição de todos os povos.

A Feira pretende ser um espaço de criatividade, desenvolvimento artístico, cultural e social. Associa-se a uma causa social: parte das receitas reverte para o Banco de Leite de São Tomé e Príncipe.

Pompeu Martins, Vereador da Cultura, sublinha a “inovação desta nova organização da plataforma Fafe Cidade das Artes, que nos traz uma iniciativa pioneira no nosso país, quepromete trazer muita qualidade e variedade artística a Fafe, no segundo fim-de-semana de julho.

Este conjunto de espetáculos completa a programação das Festas em honra de N.ª S.ª de Antime, diversificando a programação, num claro apelo às famílias e à visita ao nosso concelho.

Este, como outros eventos que o Município de Fafe tem promovido, pretendem elevar o nível cultural do concelho, com uma oferta artística cada vez mais alargada e direcionada para diferentes públicos.”

Moncho Rodriguez, da plataforma artística Fafe Cidade das Artes, revela que “este é um projeto que se sustenta na necessidade urgente de abrir um espaço, nesta região do Norte de Portugal, que possa ser um apelo internacional que reúna os criadores, para que encontrem novas alternativas para os seus programas e espetáculos e que, ao mesmo tempo, possam oferecer ao público local uma oportunidade de contacto com algo novo, inédito, surpreendente.

É ampliando as referências e visões, que um povo pode refletir sobre aquilo que é seu e de como deve se transformar para estar no mundo, participando na evolução da humanidade.”

Os preços dos bilhetes são 1,50€/dia para as crianças e 3,00€/dia para adultos.

Teatro-WEB-02.jpg

SECRETÁRIO DE ESTADO ADJUNTO E DO COMÉRCIO INAUGURA FEIRA DO ALVARINHO EM MONÇÃO

Paulo Alexandre Ferreira preside à cerimónia marcada para sexta-feira, 1 de julho, pelas 17h00. Certameaposta na defesa e valorização do Alvarinho da Sub-Região de Monção e Melgaço e na dinamização económica dos setores da restauração e alojamento. Este fim-de-semana, no Campo da Feira, “Brindamos Monção”.

Paulo Alexandre Ferreira.jpg

O Secretário de Estado Adjunto e do Comércio, Paulo Alexandre Ferreira, preside à cerimónia de inauguração da Feira do Alvarinho de Monção esta sexta-feira, 1 de julho, pelas 17h00, no Campo da Feira. O certame prolonga-se durante todo o fim de semana. De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, as condições do tempo serão favoráveis.

Ao longo dos três dias, a organização espera a presença de 80 mil pessoas de diferentes idades e nacionalidades, prevendo-se que o volume de negócios neste fim de semana seja superior a meio milhão de euros. Valor referente às transações na feira mas também ao alojamento, restauração, cafetarias e pequeno comércio do concelho.

O certame, com uma área coberta e outra descoberta, compreende 122 expositores de vinho Alvarinho, tasquinhas, fumeiros, doçaria, artesanato, instituições locais e patrocinadores oficiais. Disponibiliza ainda multibanco, sanitários, posto médico, serviço Wi-Fi, espaço lounge, espaço Revista Vinhos, espaço multiusos e área infantil com ateliês para crianças dos 4 aos 10 anos.

Além de animação musical com grupos populares e DJ`s conhecidos do público, como Zé Pedro (Xutos e Pontapés) e Fernando Alvim, estão previstas diversas conferências temáticas sobre as caraterísticas do A

CABECEIRAS DE BASTO PROMOVE FESTIVAL DE TEATRO “CONTRACENA”

O ContraCena é um festival de teatro que pretende marcar a programação cultural de Cabeceiras de Basto e reforçar o papel ativo do concelho enquanto município embaixador do teatro na região. Este evento artístico produzido pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto (CTCMCB) procura movimentar a dinâmica regional com um conjunto de apresentações que extrapola as fronteiras e que expande a cultura local, conectando-a com pensamentos artísticos contemporâneos de diferentes partes do país e do mundo.

1 julho - CTCMCB - 'Provisório'.jpg

Durante o mês de julho serão acolhidas quatro companhias portuguesas que, juntamente com o CTCMCB, compõem o programa do festival com seis espetáculos teatrais distribuídos em cinco fins-de-semana. Os espetáculos têm entradas gratuitas.

Esta é a primeira edição do ContraCena e desde já ganha um alcance internacional. Além das obras oferecidas ao público cabeceirense, o festival inclui também duas apresentações em Rives (FRA), vila francesa geminada com a freguesia de Refojos de Basto (Cabeceiras de Basto).

O CTCMCB – Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto surgiu em 2012 com o objetivo de reafirmar em Cabeceiras de Basto a aposta na cultura criando um elevado nível de programação cultural e artística, alargando e diversificando a aposta para espectadores de todas as idades. Enquanto projeto cultural de Cabeceiras de Basto, o Centro de Teatro desenvolveu, para além da programação com os artistas locais, projetos com diversos concelhos de Portugal e com outros países como o Brasil e a Grécia, num constante fortalecimento de uma rede de contactos e de parcerias que envolve diversos segmentos das artes e que promove uma efervescência cultural ativa, trazendo à população local uma programa rico e promovendo fora do concelho a cultura cabeceirense.

PROGRAMA

RIVES | FRANÇA

  • 1 julho | 20h30

PROVISÓRIO – CTCMCB Salle François Mitterrand

  • 2 julho | 10h30

O LOBISOMEM – CTCMCB

Teatro de Rua - Centro da vila de Rives

CABECEIRAS DE BASTO | PORTUGAL

  • 9 julho | 21h30

A GUERRA DO TABULEIRO DE XADREZ – GRUTACA (Grupo de Teatro Amador Camiliano)

Casa da Juventude

  • 16 julho | 21h30

MERCÚRIO, O DOIDO E A MORTE - Teatro do Imaginário

Casa da Juventude

  • 23 julho | 21h30

AMOR DESGARRADO – GEFAC (Grupo de Etnografia e Folclore da Academia de Coimbra)

Casa da Juventude

  • 30 julho | 21h30

TRÊS HOMENS BAIXOS – ATC – Associação Teatro de Construção

Casa da Juventude

HISTÓRICO: CÂMARA DE CAMINHA ASSEGURA ENSINO SECUNDÁRIO PARA VILA PRAIA DE ÂNCORA

Negociações com o Ministério da Educação conduziram a dupla vitória para o concelho

O diálogo entre a Câmara de Caminha e o Ministério da Educação permitiu assegurar o Ensino Secundário para Vila Praia de Âncora, assim como as condições para a continuação do trabalho da Ancorensis Cooperativa de Ensino. Esta é uma dupla vitória, numa altura em que parecia já impossível reverter decisões assumidas pela Tutela e contrariar efetivamente a tendência para a saída do Ensino Secundário de Vila Praia de Âncora e do próprio Vale do Âncora.

Conferencia 1.jpg

Pela primeira vez na história de Vila Praia de Âncora, a oferta da escola pública vai incluir o Ensino Secundário. Isso acontecerá já a partir do próximo ano letivo e após a realização de importantes obras no estabelecimento de ensino, que terão início dentro de muito pouco tempo.  

Para o presidente da Câmara de Caminha, Miguel Alves, esta decisão “histórica” vem dar cumprimento às moções aprovadas em Assembleia Municipal, que mandataram a Câmarapara lutar pela manutenção do Ensino Secundário em Vila Praia de Âncora, mas também pela continuidade da Ancorensis e designadamente dos postos de trabalho dos professores e funcionários.

Caberá agora à Ancorensis decidir o seu futuro e agarrar, se assim o entender, a oportunidade que vai ser aberta através da adesão do Município ao programa “Qualifica”. Entretanto, no próximo ano letivo, o Estado continuará a assegurar os contratos para os 8º, 9º, 11º e 12º anos, transferindo para a Ancorensis cerca de 900 mil euros.

Negociação intensa e obras imediatas

Estas decisões traduzem o culminar de um trabalho intenso e complexo, desenvolvido em conjunto pelo presidente da Câmara Municipal de Caminha e pelos membros do Governo com a tutela da área da Educação.

Com efeito, a secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, determinou a abertura do 10.º ano, no próximo ano letivo, na Escola Básica de Vila Praia de Âncora, iniciando-se, assim, o ciclo de estudos do Ensino Secundário que culminará, nos próximos três anos, com a disponibilização, à comunidade servida por esta escola, de uma oferta de ensino regular completa.

Esta decisão só foi possível porque o Ministério da Educação reconheceu o esforço do Município na área da Educação e o excelente trabalho do Agrupamento de Escolas Sidónio Pais que, com esta decisão, passará a integrar duas escolas de qualidade com Ensino Secundário.

Para melhorar as condições de acolhimento dos alunos, o Ministério da Educação iniciará, nos próximos dias, um investimento que se estima em 185 mil euros, para a substituição parcial de coberturas de fibrocimento, arranjos gerais das instalações e remodelação de espaços para montagem de laboratórios de física e biologia.

Previsivelmente, os trabalhos ficarão concluídos antes da abertura do próximo ano escolar, ou seja, antes do dia 9 de setembro de 2016.

“Centro Qualifica”no Vale do Âncora

Paralelamente, prosseguem os trabalhos de articulação entre o Município de Caminha e o Ministério da Educação, visando a instalação de um “Centro Qualifica” no Vale do Âncora, que poderá ficar na Ancorensis. A medida aguarda a publicação da respetiva regulamentação para ser contratualizada, e que possibilitará à cooperativa de ensino Ancorensis, se esta entender aderir a esta possibilidade, diversificar a sua oferta formativa e fontes de financiamento.

O Programa Qualifica é um ambicioso programa governamental que visa difundir a educação e formação de adultos que permitam recuperar gradualmente o défice estrutural de qualificação e certificação da população ativa portuguesa e criar instrumentos que potenciem a aprendizagem ao longo da vida.

Em Portugal, 55% dos adultos entre os 25 e os 64 anos não completaram o Ensino Secundário e cerca de 45% da força de trabalho possui poucas ou nenhumas competências digitais, o que demonstra a desadequação do perfil desta população para fazer face aos desafios da economia globalizada.

A adesão pelo Município a este programa colocará o concelho de Caminha, em especial o Vale do Âncora, na linha da frente da nova geração de políticas que visam corrigir uma das deficiências estruturais da nossa economia e da nossa sociedade e constitui uma boa oportunidade para que este território se qualifique, através das pessoas que  nele vivem, criando dinâmicas que, a médio e longo prazo, traduzir-se-ão na obtenção pela população ativa de competências certificadas que são essenciais para o acesso e circulação no mercado de emprego.

Conferência.jpg

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE ARRAIAL MINHOTO

Câmara Municipal promove amanhã (30 de junho) o II Arraial Minhoto com IPSS's e Centros de Convívio

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promove amanhã, dia 30 de junho, o II Arraial Minhoto de comemoração dos Santos Populares. Participam utentes de IPSS's e dos Centros de Convívio do Concelho, sendo esperadas cerca de 400 pessoas.

I Arraial Minhoto (foto de arquivo).jpg

Esta iniciativa decorre entre as 11h00 e as 16h00, no Parque do Pontido, na Vila da Póvoa de Lanhoso.

A animação deste evento está a cargo das instituições participantes e seus utentes. 

Esta é mais uma atividade que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promove junto desta população, com vista, em última instância, a combater o isolamento e a solidão, a promover o convívio e a incentivar o envelhecimento ativo. 

EMBAIXADOR DO JAPÃO VISITA ARCOS DE VALDEVEZ

O Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves recebeu a visita do Embaixador do Japão em Portugal, Hiroshi Azuma, em Arcos de Valdevez.

visita_embaixador_japao.jpg

Esta visita realizou-se no âmbito do projeto Alto Minho Invest e teve como objetivo dar a conhecer os produtos locais, os Parques Empresariais e as vantagens competitivas do concelho, bem como promover as potencialidades turísticas.

De igual modo pretendeu-se abordar as oportunidades de exportação para os principais mercados externos, os apoios ao investimento e alguns aspetos práticos ligados às condições legais, para facilitar às empresas do Alto Minho a entrada nos caminhos da internacionalização.

No âmbito desta visita, o autarca recebeu o embaixador nos Paços do Concelho e realizou uma visita guiada por alguns dos principais monumentos da Vila, nomeadamente a Igreja do Espírito Santo, futuro Centro Interpretativo do Barroco, a Igreja Matriz, a Casa das Artes/Biblioteca concelhia e o Paço de Giela, monumento nacional.

No Paço de Giela foi feita uma apresentação do concelho e das suas potencialidades turísticas e acolhimento empresarial, assim como dados a conhecer os produtos regionais da localidade, nomeadamente os vinhos, o fumeiro e os doces, através de uma mostra e prova dos mesmos.

visita_embaixador_japao (14).JPG

visita_embaixador_japao (20).JPG

visita_embaixador_japao (21).JPG