Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

DIREITO DE LISBOA VENCE ARCOSTOUCH16

Decorreu, no passado sábado, a segunda edição do Arcos Touch, um torneio de rugby na variante de Touch, que se distingue do rugby tradicional pela ausência de contacto físico, excetuando o toque (forma de parar o avanço da equipa adversária).

arcostouch(16).jpg

Esta modalidade tem vindo a notar uma grande expansão mundial e é conhecida como o rugby social, pois pode ser jogado por toda a gente, em todos os lugares, é muito simples de jogar e é uma excelente maneira de apurar a condição física dos seus praticantes.

Num dia de intenso calor, realizaram-se 23 jogos no campo de rugby de Arcos de Valdevez. Dez equipas disputaram o título, mas apenas se apuraram para a fase final as equipas do Direito Touch (Lisboa), Técnico Touch (Lisboa), Agrária Touch (Coimbra) e Caixa de Crédito Agrícola (Arcos de Valdevez).

A final foi “alfacinha” entre o Direito e o Técnico. A equipa do Direito, finalista vencida da edição anterior, viria a vencer a final por 8 a 5. Justos campeões, pois desde a fase de grupos que venceram todos os seus jogos.

Curso de Árbitros de Touch Rugby

Durante o fim-de-semana decorreu ainda uma formação de árbitros de Touch Rugby com um formador vindo de Inglaterra e outro de Espanha. O objectivo deste curso (nível 1) foi o de suprimir a lacuna da escassa existência de árbitros de Touch Rugby em Portugal

Festa do Rugby de Arcos de Valdevez

Mas o ArcosTouch começa a afirmar-se como a grande festa do rugby de Arcos de Valdevez. A organização é do Clube de Rugby os Garranos, em parceria com o Clube de Rugby de Arcos de Valdevez, que festejou o 35 aniversário na mesma data.

Assim para além da vertente desportiva, existiam insufláveis para as crianças, a “Tasca do Garrano” com produtos tradicionais, entre outras actividades. Durante a tarde, disputou-se ainda um emocionante encontro de Pais contra Filhos.

Arcos de Valdevez apresenta Candidatura ao Campeonato Europeu de 2018

Neste torneio (que faz já parte do Calendário da European Federation of Touch), estiverem presentes como convidados, Erick Acker, Presidente da FIT (Federation of International Touch), órgão máximo que tutela o Touch Rugby mundial e Linda Acker, representante da EFT (European Federation of Touch).

Aproveitando a presença em Arcos de Valdevez destes altos representantes do Touch Rugby, realizou-se uma reunião, com a autarquia Arcuense, os Clubes Locais (Garranos e CRAV) e a Federação Portuguesa de Rugby.

Como conclusão ficou decidido que Arcos de Valdevez apresentará uma candidatura à organização do Campeonato Europeu de 2018.

Esta prova teria um significativo impacto na região uma vez que envolve a presença de cerca de 1000 atletas de mais de 15 países, durante uma semana.

As candidaturas deverão ser apresentadas até setembro deste ano, sendo o conhecido o país vencedor em março de 2017.

arcostouch(1).jpg

arcostouch(2).jpg

arcostouch(3).jpg

arcostouch(4).jpg

arcostouch(5).jpg

arcostouch(6).jpg

arcostouch(7).jpg

arcostouch(8).jpg

arcostouch(9).jpg

arcostouch(10).jpg

arcostouch(11).jpg

arcostouch(12).jpg

arcostouch(13).jpg

arcostouch(14).jpg

CLUBE DE RUGBY DE ARCOS DE VALDEVEZ FESTEJA 35 ANOS DE EXISTÊNCIA

No dia 25 de junho, o Clube de Rugby de Arcos de Valdevez (CRAV) reuniu jogadores, treinadores, dirigentes e amigos para celebrar o seu 35º aniversário. Como vem sendo apanágio do clube, a festa começou bem cedo e reservou algumas surpresas a esta grande família do rugby arcuense.

jantar_aniversario.jpg

A tarde foi animada pela 2ª edição do “Arcos Touch”, no Estádio Municipal de Rugby, e pela cerimónia de entrega de uma oferta muito especial de Maria Teresa Soares, da Macdonalds Braga, uma bola de rugby gigante em ferro fundido.

A festa continuou no Arcos Hotel, onde decorreu o ponto alto da noite com a entrega de prémios aos jogadores que mais se destacaram na época 2015/2016:

Atleta do Ano Sub-16: Mickael Canossa

Atleta do Ano sub-18: José Silva

Atleta Feminino do Ano: Antónia Martins

Atleta Sénior do Ano: Luís Tenente

Atleta Sénior Revelação do Ano: Rafael Rodrigues

Com direito a fogo de artifício, o encerramento das festividades aconteceu no jardim do Arcos Hotel e, após se apagarem as 35 velas, todos desejaram que a próxima época seja, mais uma vez, repleta de conquistas e momentos memoráveis a título individual e coletivo.

atleta do ano senior.jpg

atleta do ano sub-16.jpg

atleta do ano sub-18.jpg

bola_oferta(1).jpg

bola_oferta(2).jpg

bola_oferta(3).jpg

ARCOS DE VALDEVEZ PROMOVE REGENERAÇÃO URBANA

Aprovado Plano para a Regeneração Urbana de Arcos de Valdevez

A Câmara Municipal aprovou na última reunião do executivo municipal o Plano de Ação para a Regeneração Urbana (PARU) do Concelho de Arcos de Valdevez, elaborado pelo Municipio.

Arcos_Valdevez2RegUrb.jpg

O PARU abrange uma área territorialmente delimitada, incidindo no Centro Histórico e, como tal, engloba os Planos de Pormenor de Renovação Urbana do Centro Histórico de Arcos de Valdevez e o Plano de Pormenor de Salvaguarda de Renovação Urbana de São Paio.

Este Plano é de extrema importância para o desenvolvimento de um modelo urbano ajustado e adequado aos recursos e potencialidades da região e constituirá um suporte de base, indispensável, para obter apoio para a execução de projetos que venham a ser apresentados, no âmbito da Prioridade de Investimento 6.5 - Adoção de medidas destinadas a melhorar o ambiente urbano.

Em termos de desafios, a proposta de reabilitação urbana para Arcos de Valdevez pretende seguir as orientações do eco-urbanismo, reforçando a articulação entre a cultura e a natureza, contribuindo para uma urbanidade que favoreça a sociabilidade, onde o espaço público induz à convivência e fruição urbana e à mobilidade pedonal.

No que respeita aos recursos culturais, da história e da ciência, merece referência o papel e a singularidade do Padre Himalaia, sobretudo pelo seu carácter inventivo, o seu reconhecimento internacional e a sua atenção especial pelas ciências da natureza e agrárias.

Com este Plano a Câmara Municipal pretende desenvolver um conjunto de projetos, nomeadamente ao nível da Oficina de Inovação Padre Himalaya; da Reabilitação de Espaço Público do Centro Histórico e da Experimentação e Inovação Comercial.

Com este Plano de Ação para a Regeneração Urbana de Arcos de Valdevez, o qual foi recentemente apresentado publicamente no Centro Municipal de Informação e Turismo (sessão na qual também foi promovida a auscultação do publico presente), pretende-se incentivar e facilitar a reabilitação do edificado com valor patrimonial e histórico e dinamizar a reabilitação do tecido urbano degradado; promover a revitalização e a atratividade económica; fomentar o turismo, a cultura e o lazer; qualificar o espaço público; reforçar a centralidade urbana de Arcos Valdevez a nível municipal; bem como aumentar a sua atratividade regional e internacional.

ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE CAMINHA REÚNE QUINTA-FEIRA PELAS 22h00

Sessão emitida em direto online

A Assembleia Municipal de Caminha vai reunir quinta-feira, dia 30 de junho, pelas 22 horas, no Valadares, Teatro Municipal de Caminha. Esta sessão pode ser acompanhada em direto, online, através do sítio do município e nas redes sociais a ele associadas.

Depois do período de antes da ordem do dia, os deputados municipais vão analisar a informação escrita do presidente da Câmara sobre a atividade do Município e a situação financeira do mesmo.

Da ordem de trabalhos faz parte a apreciação às alterações do Regulamento do Orçamento Participativo de Caminha, cujos encontros de participação terminam amanhã, dia 29 de junho, em Argela. O Orçamento Participativo de Caminha é uma forma de participação cidadã e de reforço da Democracia Local. Através dele as pessoas escolhem o que querem fazer com o dinheiro dos seus impostos, designadamente com o montante pago em termos de participação variável da autarquia no IRS. Esta II edição do OP comtempla uma verba de 195 mil euros e cada projeto não poderá ultrapassar os 65 mil euros.

A votação estará a aprovação do Regulamento Municipal de Apoio à Recuperação de Habitação Degradada no Concelho de Caminha.De acordo com documento em apreciação as alterações mais significativas prendem-se com os prazos de candidatura ao programa, sendo cada processo analisado individualmente aquando a receção do mesmo e com o montante de apoio económico máximo atribuído aos agregados familiares, ou seja, passa de 30 mil euros por cada intervenção, com um limite máximo anual de 15 mil euros, para 10 mil euros por cada intervenção, com limite máximo anual a fixar nas verbas inscritas nos documentos previsionais do município.

A Assembleia vai pronunciar-se sobre o Regulamento Municipal de Plano de Emergência Social – Caminha Solidária.  As alterações mais significativas são: as condições de atribuição, isto é, o rendimento per capita do agregado familiar passa de 20 % para 10 % do salário mínimo nacional, de forma a abranger as famílias em maior situação de fragilidade económica e social; a tipologia dos apoios; o montante do apoio para pagamento de renda e os valores de referência das despesas com água, eletricidade e gás aumentam, tendo em conta as reais necessidades das famílias. É de referir ainda que não se registam alterações nos valores anuais atribuídos para a saúde e despesas domésticas.

Da ordem do dia faz ainda parte a atribuição de um subsídio à Junta de Freguesia de Vile para apoio na repavimentação na Rua da Tapada.

Por último, a Assembleia vai votar a complementação da sinalética existente – placa adicional –Calçada de Santo António, na Freguesia de Caminha/Vilarelho.

MUNICÍPIO DE CAMINHA VAI CONSTITUIR EQUIPA MUNICIPAL DE PROTEÇÃO FLORESTAL

Prazo de candidatura termina no dia 31 de julho

Dada a importância da floresta, a Câmara Municipal de Caminha vai constituir uma Equipa Municipal de Proteção Florestal (EMPF), no âmbito do Protocolo de Cooperação “Trabalho Social pelas Florestas”, do Instituto do Emprego e Formação Profissional. Esta equipa vai desenvolver a sua atividade de prevenção de incêndios florestaise minimização dos seus efeitos por o período de um ano. As inscrições terminam a 31 de julho.

A equipa será constituída por 5 elementos e tem como funções desenvolver ações de prevenção florestal, nomeadamente de silvicultura preventiva nos espaços florestais do concelho.

Para fazer parte da EMPF é necessário ter mais de 18 anos de idade, beneficiar de subsídio de desemprego ou Rendimento Social de Inserção; e possuir, preferencialmente, experiência nas tarefas florestais ou no manuseamento de máquinas.

A cada elemento que venha a fazer parte da EMPF é garantido: formação especifica para desempenho das funções, bolsa mensal, subsídio de alimentação, seguro de acidentes pessoais e equipamento de proteção individual adequado ao desempenho das funções.

Assim, os interessados deverão formalizar as candidaturas na Câmara Municipal, mediante preenchimento de formulário próprio disponibilizado no Front Office. O prazo termina no dia 31 de julho.

FEIRA DO ALVARINHO AGUARDA 80 MIL VISITANTES E INJEÇÃO SUPERIOR A MEIO MILHÃO DE EUROS NA ECONOMIA LOCAL

Alguns indicadores, como maior número de expositores, forte interesse dos produtores de Alvarinho e unidades de hotelaria lotadas, indiciam que o certame será um sucesso. Este fim-de-semana, 1 a 3 de julho, no Campo da Feira, “Brindamos Monção”.

alvar.png

A Feira do Alvarinho de Monção, entre 1 e 3 de julho, no Campo da Feira, vai ser um sucesso. À experiência de outros anos, juntam-se três fatores que prometem fazer deste certame um dos mais relevantes na região norte em termos de afluência de público e rentabilização económica.  

Por um lado, o forte interesse manifestado pelos produtores de vinho Alvarinho, mais nove que na última edição, e o aumento do número de expositores, passando de 108 para 122. Por outro, os hotéis e residenciais com lotação esgotada há alguns dias.

Ao longo dos três dias, a organização espera a presença de 80 mil pessoas de diferentes idades e nacionalidades, prevendo-se que o volume de negócios neste fim de semana seja superior a meio milhão de euros. Valor referente às transações na feira mas também ao alojamento, restauração, cafetarias e pequeno comércio do concelho.

O certame, com uma área coberta e outra descoberta, compreende expositores de vinho Alvarinho, tasquinhas, fumeiros, doçaria, artesanato, instituições locais e patrocinadores oficiais. Disponibiliza ainda multibanco, sanitários, posto médico, serviço Wi-Fi, espaço lounge, espaço Revista Vinhos, espaço multiusos e área infantil com ateliês para crianças dos 4 aos 10 anos.

Além de animação musical com grupos populares e DJ`s conhecidos do público, como Zé Pedro, Xutos e Pontapés, e Fernando Alvim, estão previstas diversas conferências temáticas sobre as caraterísticas do Alvarinho e lançamento de publicação sobre a memória e o futuro do Alvarinho.

“Estes três dias de defesa e valorização do Alvarinho de Monção e Melgaço representam também uma forte rentabilização económica dos setores da restauração e alojamento”Paulo Esteves

CABECEIRAS DE BASTO ESTÁ PREOCUPADO COM SAÍDA DO REINO UNIDO DA UNIÃO EUROPEIA

Executivo Cabeceirense manifesta preocupação pela saída do Reino Unido da União Europeia

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto, sob a presidência de Francisco Alves, aprovou, por unanimidade na sua última reunião camarária do dia 24 de junho, uma tomada de posição sobre a saída do Reino Unido da União Europeia, na sequência do referendo realizado a 23 de junho que deu a vitória ao Brexit.

Ao tomar conhecimento da decisão soberana dos britânicos, a Câmara Municipal decidiu tornar pública a seguinte tomada de posição: “respeitando integralmente a decisão democrática da maioria do povo britânico, lamentamos e manifestamos uma enorme preocupação pelas consequências que a mesma trará para o mundo, para toda a União Europeia, mas muito particularmente para os países mais periféricos e com índices de desenvolvimento mais reduzidos como é o caso de Portugal. Esta preocupação da Câmara Municipal é ainda maior quando pensamos nas centenas de milhares de portugueses que se encontram emigrados no Reino Unido, alguns deles também Cabeceirenses, e cujo futuro se apresenta agora mais difícil, instável e porventura incerto.

O projeto europeu, tal como foi gizado pelos construtores de uma Europa unida e coesa, fica neste momento fragilizado.

A vontade democrática dos britânicos terá consequências imprevisíveis para as pessoas.

Esta resolução exigirá, por isso, dos responsáveis políticos a tomada de medidas que reforcem a União e impeçam o efeito dominó que a decisão do Reino Unido possa provocar”.

FEIRA DO LIVRO DE BARCELOS COMEMORA CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE VERGÍLIO FERREIRA

De 1 a 10 de julho na Avenida da Liberdade, Largo da Porta Nova e Campo 5 de Outubro

O mês de julho principia com a abertura da 34 edição da Feira do Livro de Barcelos. Uma panóplia de escritores, propostas culturais e literárias, animação, concertos e atividades infanto-juvenis marcarão presença na Avenida da Liberdade, Largo da Porta Nova e Campo 5 de Outubro de 1 a 10 de julho.

São mais de 70 editoras espalhadas por cerca de 20 expositores que se apresentam nesta edição, ano em que se comemora o centésimo aniversário do nascimento de Vergílio Ferreira.

A 34ª edição da Feira do Livro de Barcelos decidiu homenagear o escritor transmontano e lembrar a sua obra, numa tertúlia com Cândido Martins, professor de Literatura da Universidade do Minho, no dia 6 de julho, às 21h30. Mas as novidades não ficam por aqui. Pedro Chagas Freitas, o autor português do momento, apresenta o seu livro “Prometo Perder”, no dia 9, às 21h30.

A Feira do Livro de Barcelos dispensa apresentações e, como já é hábito, nela estarão presentes editoras, distribuidoras e livrarias, dispostas em diversos stands que se encontrarão colocados entre a Avenida da Liberdade, Campo 5 de Outubro e Largo da Porta Nova. Este ano a Feira do Livro abre às 17h00 e encerra às 24h00, mas estará aberta às quintas-feiras a partir das 11h00.

A abertura do evento acontecerá a 1 de julho, pelas 17h00, e contará com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes.

A Capoeira - Companhia de Teatro de Barcelos - dará início à programação de 10 dias repletos de apresentações e lançamentos literários, homenagens a Manuel António Pina e Manuel Alegre, tertúlias, conversas, conferências, espetáculos musicais e teatrais, inaugurações e animações de rua.

Os mais novos têm também o seu espaço reservado.  De 1 a 10 de julho, as crianças e os jovens podem contar com diversas sessões de contos, ateliês, apresentação de livros, oficinas, espetáculos musicais e teatrais, artes performativas e, de forma permanente, encontrarão atividades como o cantinho da leitura, jogos didáticos, mural de pintura e desenhos para colorir.

NEON RUN ILUMINA NOITE BRACARENSE

Evento decorre a 9 de Junho

No próximo dia 9 de Julho a noite Bracarense ficará mais iluminada com a Neon Run. Com um percurso de mais ou menos 5 km, na Avenida do Estádio, a corrida nocturna mais louca e colorida de Portugal vai encantar a Cidade mais Jovem do Pais, com muita música, luzes e animação.

NEONbRAC (1).jpg

A correr, a caminhar ou até mesmo a dançar, dos 0 aos 100 anos, quem escolhe o ritmo é o participante, havendo apenas uma certeza: a animação. O encontro está marcado para as 21h00 na Alameda do Estádio Municipal de Braga e o aquecimento, aula de Zumba, ficará a cargo do projecto Braga Dança. Posteriormente, será o início da corrida/caminhada e no percurso a animação será constante: oito Sound Stations com muita música, água, espuma, entre outras surpresas.

Depois da euforia dos 5km, a Neon Run Braga culmina com uma after party na Alameda do Estádio. Os Leadbeat e o projecto US2, irão animar a noite dos participantes.

A Neon Run Braga é promovida pela EsproMinho – Escola Profissional do Minho em cooperação com o Município de Braga.

As inscrições poderão ser efectuadas no site da Neon Run Portugal, www.neonrun.pt, nas lojas FNAC e Worten, e na EsproMinho – Escola Profissional do Minho.

NEONbRAC (2).jpg

CERVEIRA REQUALIFICA ESTÁDIO 1º DE JANEIRO

Requalificação de fundo no Estádio 1º de Janeiro

Está a avançar a bom ritmo a intervenção no Estádio 1º de Janeiro, em Campos. A 1ª fase referente à construção de vestiários/balneários está bem encaminhada prevendo-se que, no próximo ano, se concretize a instalação do relvado sintético. Com esta intervenção, os dois clubes cerveirenses ficam dotados de condições condignas para o desenvolvimento das suas atividades desportivas.

Page2.jpg

A requalificação das instalações era um anseio de há alguns anos da Associação Desportiva de Campos pois, apesar do equipamento dispor de edifício de apoio, as atuais instalações já não reúnem condições mínimas para dar resposta às situações em que se verificam sessões contínuas, quer de treino quer de competição.

Perante os factos e sinais apresentados por umas instalações datadas da década de 70, o executivocerveirense comprometeu-se com a concretização desta obra num investimento elevado, nesta fase totalmente suportado pela autarquia.

A primeira fase está a ser ultimada com a construção de dois balneários/vestiários, reservando espaço para a implantação de um terceiro. Considerando que se trata de instalações desportivas de base formativa destinadas também à realização de competições, foi ainda construído vestiários/balneários para árbitros independentes dos treinadores e monitores, assim como um posto de primeiros socorros e de apoio médico.Em 2017, está prevista a segunda fase com a instalação do relvado sintético.

Com a beneficiação do Estádio Municipal Rafael Pedreira em 2014 e a presente requalificação do Estádio 1º de Janeiro, a Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira visa contribuir para a valorização da dinâmica desportiva, promovendo e desenvolvendo a atividade física e o desporto enquanto valor de melhoria da qualidade de vida das populações, com especial enfoque junto dos jovens.

BRAGA REALIZA FEIRA DO LIVRO

Feira do Livro de Braga com forte programação cultural. 25.ª edição decorre de 1 a 17 de Julho

A edição deste ano da Feira do Livro de Braga, que irá decorrer de 1 a 17 de Julho, em plena Avenida Central, aposta numa programação cultural para todas as idades.

FLCMB03072015SERGIOFREITAS0000002172.jpg

Com mais de 58 stands de editores e livreiros; alfarrabistas; um espaço fórum cultural; uma área infanto-juvenil, um palco para grandes espectáculos, cinco exposições, e a presença de centenas autores e criadores: escritores, poetas, mediadores culturais, jornalistas, editores, bibliotecários, especialistas em literatura, ilustradores e designers, actores e músicos e um amplo e ecléctico programa de animação cultural em todo o recinto.

O espaço Fórum da Feira do Livro de Braga conta com apresentações de livros, debates, tertúlias, conversas, recitais, oficinas, sessões de autógrafos e outras manifestações culturais de incentivo à leitura onde se destacam grandes nomes da língua portuguesa como: Manuel Alegre, Pedro Chagas Freitas, Ana Margarida de Carvalho, Maria João Lopo de Carvalho, Gonçalo Cadilhe, Nuno Camarneiro, Inês Pedrosa, João Pedro Mésseder, António Mota, Pedro Seromenho, Abel Neves, entre outros.

Esta edição presta especial homenagem a José Saramago com a apresentação de duas exposições: “A Maior Flor do Mundo”, com ilustrações de André Letria, pela Fundação José Saramago, que estará patente no Museu Nogueira da Silva e “Mal Branco”, de João Francisco Vilhena, que incide sobre a obra “Ensaio sobre a Cegueira” e é constituída por imagens, palavras e sons, utilizando o espaço como uma experiência sensorial para o visitante experimentar na Casa dos Crivos.

Também, o escritor e ilustrador Afonso Cruz marca presença no Theatro Circo com a exposição “Escritores”, com trabalhos de ilustração sobre escritores de várias gerações, desde o Renascimento à contemporaneidade.

A exposição bibliográfica “As Palavras São Todo o Oiro da Terra” sobre o poeta e ficcionista Vergílio Alberto Vieira estará patente na Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva.

A 1 de Julho, às 21h30, no Theatro Circo, realizar-se-á a Entrega do XXI Grande Prémio de Literatura DST, um dos galardões nacionais mais prestigiado. Manuel Alegre foi o grande vencedor desta edição com a obra Bairro Ocidental.

O espaço infanto-juvenil associa-se à Biblioteca de Jardim da Avenida Central e propõe aos leitores mais jovens uma programação diária intensa em oficinas de ilustração, workshops de construção de livros e artes visuais, leituras de contos, marionetas, histórias musicadas, jogos e ainda o contacto com as novas tecnologias.

Os concertos da Feira do Livro trazem momentos mais frescos e descontraídos a este encontro literário e destacam-se no programa o projecto harmonioso Espírito Nativo, levando-nos numa viagem que atravessa a Argentina, o Chile, o Perú, a Venezuela, o México e Cuba.

A edição de 2016 conta ainda com Aldina Duarte, Mikkel Solnado, Samuel Úria, culminando a 17 de Julho o fascínio do humorista Bruno Nogueira e Manuela Azevedo, no espectáculo “Deixem o Pimpa em Paz”.

Entre estas sugestões, e todas outras que fazem parte deste recheado programa cultural, pode descobrir actividades para todas as idades.

BRAGA INTERROMPE ABASTECIMENTO DE ÁGUA EM FRADELOS E VIMIEIRO

Interrupção no Abastecimento de Água

O Município de Braga e a ´AGERE – Empresa de Águas, Efluentes e Resíduos de Braga, EM´ informam que, devido a trabalhos de manutenção de rede no dia 30 de Junho, a partir das 09h00 nas Freguesias de Vimieiro e de Fradelos. Pelo facto, algumas zonas poderão sofrer interrupção do fornecimento de água entre as 9h00 e as 12h00, conforme o exposto:

  • Fradelos

Rua Emílio Rodrigues e Monte de São Bento;

  • Vimieiro

Rua de São Bento; Rua das Mimosas; Rua das Camélias; Rua António Gonçalves Braga; Rua 13 de Maio; Rua Nova das Corujeiras; Caminho das Corujeiras e Avenida de São Bento.