Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FAMALICÃO COMEMORA DIA MUNDIAL DA CRIANÇA

Devesa foi “Parque dos Sonhos” para as crianças famalicenses

Foi ao som da música de Filipe Pinto, vencedor da terceira edição do programa Ídolos, que ontem terminaram as comemorações do Dia Mundial da Criança, em Vila Nova de Famalicão.

Depois de uma semana inteiramente dedicada aos mais novos, com a realização de várias atividades nas vilas de Joane, Ribeirão e Riba de Ave, a “Semana da Criança” terminou este domingo, dia 5 de junho, com a Devesa a transformar-se em “Parque dos Sonhos” e a receber a visita de milhares de pessoas.

Fantasia, surpresa e alegria foram palavras de ordem ao longo de todo o dia de ontem.

A iniciativa, dinamizada pela autarquia famalicense em colaboração com diversas entidades concelhias, garantiu momentos únicos e bem divertidos às crianças famalicenses.

Parque dos Sonhos.jpg

Parque dos Sonhos2.jpg

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO FAMALICENSE INAUGURA BALNEÁRIOS DO GRUPO DESPORTIVO DE JOANE

Infra-estrutura proporciona mais qualidade e conforto aos atletas

O presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, inaugurou no passado sábado, os balneários do Grupo Desportivo de Joane. Numa iniciativa informal e repleta de simbolismo, o autarca salientou a importância desta obra para o futuro do clube. “Trata-se de um equipamento muito importante essencialmente ao nível da formação”, afirmou o autarca, acrescentando “esta infraestrutura era absolutamente decisiva para que tudo o resto que foi sendo feito ao longo dos anos pudesse ter uma sequência e acima de tudo houvesse mais qualidade e conforto. Se nós queremos que os nossos jovens pratiquem desporto, temos a obrigação de lhes dar as condições necessárias para isso”, referiu.

DSC_1135.jpg

 Além disso, Paulo Cunha enalteceu ainda o facto de o Grupo Desportivo de Joane ter “muitas pessoas a apoiar e disponíveis para ajudar esta comunidade”.

Por sua vez, o presidente do GD de Joane Custódio Batista salientou o facto destas obras trazerem“mais qualidade para o clube e para todos os seus atletas”.

A cerimónia contou ainda com a presença do Presidente da Junta de Freguesia de Joane, António José Oliveira.

Refira-se que as obras dos novos balneários, orçadas em quase 200 mil euros, tiveram um apoio municipal de 80 mil euros. A obra consistiu na construção de um edifício de apoio ao campo de futebol de sete composto por quatro balneários coletivos, dois balneários individuais, gabinete médico, sala de máquinas e arrecadação.

Para além deste subsídio, a Câmara Municipal apoiou o clube em 2016 com quase 50 mil euros destinados ao apoio ao desenvolvimento de atividades e formação desportiva e ao apoio à manutenção do relvado natural e sintético.

MUNICÍPIO DE BRAGA ASSEGURA REFEIÇÕES A ALUNOS CARENCIADOS NA PAUSA LECTIVA DO VERÃO

Medida será implementada no Concelho pela primeira vez

O Município de Braga vai, pela primeira vez, assegurar o fornecimento de refeições aos alunos carenciados do Concelho durante a pausa lectiva de Verão. O anúncio foi feito pelo presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, no final da Reunião do Executivo que decorreu hoje, 6 de Junho, nos Paços do Concelho.

CMB06062016SERGIOFREITAS000000619.jpg

Ricardo Rio explicou que o processo está a ser articulado com as Juntas de Freguesia e Agrupamentos de Escolas no sentido de definir os moldes de implementação da medida no terreno. “Esta iniciativa será uma realidade já este Verão e irá abranger todos os alunos que efectivamente tenham necessidades económicas”, frisou o Edil.

Na reunião em que se aprovaram os apoios económicos aos alunos do 1º ciclo abrangidos pelos escalões A e B no ano lectivo 2016/2017, no valor de global de 140 mil euros, o Autarca Bracarense reafirmou o compromisso do actual Executivo em proceder à oferta generalizada dos manuais escolares aos alunos do 1.º ciclo do ensino básico.

“Sabemos da intenção do Governo em financiar a oferta de manuais escolares aos alunos do 1.º ano, mas lamentamos que, numa altura em que o ano lectivo está prestes a terminar, ainda não se saiba exactamente como é que esta medida será operacionalizada”, sustentou, garantindo que o Município de Braga está preparado para assegurar o reembolso dos manuais a todos os alunos até ao 4.º ano de escolaridade.

Caso a medida governativa avance, Ricardo Rio garante que a “poupança gerada em termos dos manuais para os alunos do 1.º ano será canalizada para outro tipo de apoios no domínio da educação e no apoio às famílias Bracarenses”.

Nesse sentido, Ricardo Rio saúda a intenção do Governo em “seguir as boas práticas das Autarquias”, referindo que, nesta matéria, “não existe nenhum tipo de objecção de carácter ideológico ou partidário, até porque temos um Governo do Partido Socialista a apoiar, a nível nacional, a medida que o mesmo Partido Socialista reprovou em termos concelhios”.

CMB06062016SERGIOFREITAS000000609.jpg

Projecto ´Braga a Sorrir´ com resultados ´eloquentes´

Outro dos assuntos abordados pelo Executivo Municipal foi a proposta de atribuição de um apoio financeiro à Organização Não Governamental (ONG) ‘Mundo a Sorrir’ no sentido de garantir a continuidade do ‘Braga a Sorrir’, um “projecto inovador” para Braga e pioneiro a nível nacional que disponibiliza cuidados de saúde oral às franjas mais carenciadas da população.

Segundo Ricardo Rio, os resultados do projecto são “eloquentes”, tendo superado em larga escala o que estava inicialmente previsto. No primeiro ano de actividade, o Centro de Apoio à Saúde Oral, localizado nas antigas instalações do Hospital de S. Marcos, prestou cuidados a 918 utentes do Concelho de Braga, nomeadamente a indivíduos em situação de carência socioeconómica, pobreza e exclusão social, num total de 4.549 consultas e 5.592 tratamentos.

Com uma equipa de nove colaboradores, com apoio de 16 voluntários e 19 instituições parceiras, o ‘Braga a Sorrir’ possibilitou ainda a colocação de 113 próteses dentárias e a doação de mais de 1.800 escovas e pastas de dentes.

A par das consultas e dos tratamentos integrais, nalguns casos de reposição da própria dentição, os beneficiários do projecto “melhoraram a sua auto-estima e qualidade de vida”, aumentando ainda as probabilidades de inclusão social e profissional. Ricardo Rio reafirmou, por isso, o grande alcance social do ‘Braga a Sorrir’, referindo que “o próprio Governo vai em breve implementar em alguns centros de saúde da área metropolitana de Lisboa este projecto a título de experiência piloto”.

Sobre a vertente das acções de sensibilização nas escolas do 1.º ciclo previsto no primeiro ano do ‘Braga a Sorrir’ e que “não foi operacionalizada por indisponibilidade das próprias escolas”, Ricardo Rio adiantou que esta componente será reconvertida e direccionada para outros níveis de ensino ainda no decorrer deste ano.

Vencedores do ‘Parlamento Concelhio’ visitaram Câmara Municipal

Esta Reunião do Executivo contou com a presença de um grupo de 10 alunos do 8.º ano da EB 2, 3 de Gualtar, vencedores da iniciativa ‘Parlamento Concelhio – Pequenos Grandes Políticos’, promovida pelo Município de Braga.

Nesta deslocação à Câmara Municipal, os alunos tiveram a oportunidade de conhecer o dia-a-dia do presidente e dos vereadores. Depois de assistirem à Reunião de Câmara, os alunos reuniram com Ricardo Rio tendo-lhe apresentado em detalhe o projecto ´B3-Eco’, que lhes deu a vitória no ‘Parlamento Concelhio’.

CMB06062016SERGIOFREITAS000000617.jpg

 

MONÇÃO REALIZA RECRIAÇÃO HISTÓRICA DO ENCONTRO DE D. JOÃO I E O DUQUE DE LENCASTRE EM 1386 NA PONTE DO MOURO MEDIEVAL

Evento tem lugar nos dias 11 e 12 de junho e conta com a presença de SAR D. Duarte de Bragança

Empresa especializada na realização de eventos medievais e meia centena de populares vão assinalar o 630º aniversário do encontro de D. João I e o Duque de Lencastre em 1386, em Ponte do Mouro, Barbeita/Ceivães, com a recriação histórica daquele encontro que definiu as condições de cooperação militar entre os dois países e estabeleceu os pormenores do casamento entre o monarca português e D. Filipa de Lencastre, filha do Duque. No dia 10, o Cine Teatro João Verde recebe um ciclo de conferências sobre o tema.

Ponte do Mouro Medieval.jpg

Nos dias 11 e 12 de Junho, realiza-se em Ponte do Mouro, Barbeita/Ceivães, a Recriação Histórica do Encontro de D. João l e o Duque de Lencastre em 1386. Denominada Ponte do Mouro Medieval, a iniciativa consta de um conjunto de atividades alusivas à época promovidas por uma empresa especializada com a colaboração de meia centena de pessoas das duas freguesias e elementos da associação Buraca da Moura.

Em Ponte do Mouro, estabeleceram-se as condições de cooperação militar entre os dois países, acertando-se os pormenores do casamento entre o Rei D. João I e D. Filipa de Lencastre, filha do Duque. Os visitantes poderão apreciar e viver todo o contexto histórico da época, participando nas animações/recriações e degustando sabores tradicionais.

Nestes dois dias, Ponte do Mouro, lugar das freguesias de Barbeita e Ceivães, recebe várias recriações medievais alusivas àquele período histórico: música e danças da época, torneios, animadores de rua, espetáculos de fogo, falcoaria, cânticos à capela, demonstrações de ofícios e mercado medieval.

Do programa, diverso, apelativo e fiel à época, destaque para a ceia medieval, sábado à noite, 21h00, e para o encontro do Rei D. João I com o Duque de Lencastre, onde definiram a parceria militar e os pormenores do casamento, domingo à tarde, 15h00.

O dia anterior, 10 de junho, feriado nacional, é dedicado a um ciclo de conferências no Cine Teatro João Verde que decorrerá após a sessão de abertura, pelas 16h00, com intervenções de Augusto de Oliveira Domingues, Presidente da Câmara Municipal de Monção, António Ponte, Diretor Regional da Cultura do Norte, e Sandra Vieites, da organização do Ponte do Mouro Medieval 

Com moderação de José Emílio Moreira, anterior presidente da Câmara Municipal de Monção, estão previstas três comunicações: “Génese e contexto histórico da aliança anglo-portuguesa de 1386”, pelo Prof. Dr. Luis Adão da Fonseca, “O encontro de D. João I e o Duque de Lencastre – Ponte do Mouro”, pelo Drº Alberto Antunes de Abreu, e “Plano de pormenor de salvaguarda e valorização da Ponte do Mouro”, pela Drª Odete Barra. 

Presença de D. Duarte Pio, Duque de Bragança

  1. Duarte Pio, Duque de Bragança, já confirmou presença. Em conjunto com o Marques do Lavradio, D. Jaime d `Almeida, marcará presença num jantar solidário no Hotel Rural Convento dos Capuchos, na sexta-feira, pelas 20h30, e presidirá à abertura do Mercado Medieval, no sábado, pelas 15h00, o qual englobara descerramento de placa comemorativa da efeméride.

Nessa manhã, pelas 10h30, será recebido no Museu do Alvarinho pelo autarca monçanense, Augusto de Oliveira Domingues, seguindo-se saudação efetuada pelos antigos combatentes do ultramar e deposição de coroa de flores no monumento situado na Praça Deu-la-Deu Martins.

FAMALICENSES VÃO SEGUIR CAMPEONATO EUROPEU DE FUTEBOL ATRAVÉS DE ECRÃ GIGANTE

Famalicão vive as emoções do Campeonato Europeu de Futebol em ecrã gigante. Fan Zone será criada no Parque 1.º de Maio

Entre 10 de junho e 10 de julho, o Parque 1.º de Maio, na cidade de Vila Nova de Famalicão, vai-se transformar numa Fan Zone com a transmissão em direto de todos os jogos do Campeonato Europeu de Futebol, em ecrã gigante 4x3. O espaço está delimitado por três bancadas que juntamente com plateia oferecem uma capacidade para 750 pessoas sentadas proporciona todas as condições a quem gosta de vibrar com o futebol e quer assistir aos jogos acompanhado de muitos adeptos e com todas as emoções do desporto rei.

A iniciativa promovida pela Câmara Municipal é já uma tradição, sempre que se realizam Campeonatos de Futebol com a participação da seleção nacional. Nos últimos eventos, os espaços escolhidos foram a Praça 9 de Abril e a Praça D. Maria II. Desta vez, a escolha incidiu sobre o Parque 1.º de Maio, com o objetivo de “levar a emoção do futebol aos vários espaços públicos da cidade, valorizando os locais citadinos, mas também o comércio local”, como explica o presidente da autarquia, Paulo Cunha. A entrada é livre.

“GREEN WEEKEND” EM GUIMARÃES COMEMORA DIA DO AMBIENTE

Primeiro autocarro elétrico português estreou-se em Guimarães no fim de semana do ambiente. Entre 13 de junho e 04 de julho, volta à Cidade Berço para realizar novos testes de circulação e adaptação ao meio urbano.

Guimaraes_Green_Weekend.JPG

Um sucesso. É desta forma que se pode avaliar a primeira edição da Green Weekend que, ao longo de dois dias, levou até ao “coração” verde da cidade o ambiente nas suas mais variadas formas. Investigação científica, educação ambiental, gastronomia, cultura e desporto juntaram-se no “Bosque Urbano” de Guimarães para mostrar que o futuro pode e deve ser mais sustentável e mais verde.

Promovido pelo Município de Guimarães e pelo Laboratório da Paisagem, a Green Weekend, inserida na preparação da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020, juntou mais de três dezenas de parceiros e recebeu a visita de muitos milhares de pessoas. Motivos não faltaram, com atividades desde palestras ou workshops de cozinha a atividades físicas diversas e viagens no primeiro autocarro português 100% elétrico, que realizou os seus primeiros quilómetros na Cidade Berço e que circulará, a breve trecho, ao serviço dos Transportes Urbanos, como anunciou o Presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança, na abertura do evento.

No balanço ao fim de semana verde, Amadeu Portilha, Vice-Presidente e Vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Guimarães, afirmou que «o objetivo foi conseguido». «Quando decidimos fazer esta iniciativa no centro da cidade, queríamos trazer o trabalho e a mensagem deste grande desígnio que queremos atingir, que é um dia ter condições para que Guimarães possa ser Capital Verde Europeia».

«Nestes dois dias procuramos mostrar às pessoas um pouco do trabalho que está a ser feito, muito dele no recato dos nossos gabinetes, sabendo que, com algumas alterações no comportamento, podemos ajudar a mudar o Mundo. Pequenos gestos que podem ajudar a mudar também a nossa cidade, que já é fantástica a tantos níveis, mas também aqui pode nascer um exemplo de uma cidade que se preocupa com a sustentabilidade ambiental», concluiu Amadeu Portilha, que anunciou nova edição para o próximo ano.

VILA NOVA DE CERVEIRA: CANDEMIL TEM NOVA “SALA DE VISITAS”

Candemil vai celebrar padroeiro no renovado recinto de festas

A freguesia de Candemil conta com uma nova ‘sala de visitas’. O recinto das festas junto à Igreja Paroquial foi alvo, no último mês, de um amplo arranjo urbanístico que dota aquele espaço de todas as condições de acolhimento dos devotos de S. Félix e de lazer/convívio para a população. Obra foi realizada pela Câmara Municipal, com apoio da Junta de Freguesia, num valor a rondar os 35 mil euros.

IMG_2687.JPG

O terreno em terra batida foi transformado num estruturado parque de estacionamento e que será igualmente o recinto da festividade em honra ao padroeiro, S. Félix, celebrado em meados de junho. Esta intervenção era uma necessidade muito sentida pela população e ansiada pela Comissão Fabriqueira, tendo em conta os constrangimentos provocados pelas condições anteriores.

A obra de beneficiação incidiu na pavimentação daquela área com cubo de granito, ladeada por muros e a instalação de postes de iluminação pública. De sublinhar que foram acautelados lugares de estacionamento para pessoas com deficiência no conceito de acessibilidade para todos; criado um ponto de água de apoio; colocadas oliveiras visando o enquadramento paisagístico tornando o espaço mais aprazível e fresco, e ainda assegurada a drenagem de águas pluviais.

O presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, sublinha “a execução de uma obra muito desejada pela população e, sendo uma das finalidades o apoio à festividade em honra do padroeiro, a intervenção permite um espaço de lazer e convívio da freguesia e do concelho, que poderá ser utilizado para outras iniciativas pois possui condições logísticas dignas e necessárias”.

Com os trabalhos concluídos, o recinto das festas junto à Igreja Paroquial de Candemil apresenta-se com outras condições para receber os devotos. A obra está pronta podendo os visitantes ver e usufruir das comodidades deste novo espaço, bem situado e enquadrado harmoniosamente na paisagem envolvente.

IMG_2692.JPG

IMG_2694.JPG

ALUNOS DE CERVEIRA SAGRAM-SE CAMPEÕES DO KODU KUP PORTUGAL

O 3º A do Centro Escolar de Cerveira conquistou o honroso primeiro lugar, a nível nacional, do concurso de programação KODU KUP – Portugal, com a criação do jogo denominado "A tabuada num planeta distante". Autarquia acompanhou entrega do prémio e felicita crianças e professores.

13321893_826103764192216_6106167542533277869_n.jpg

Recorrendo à ferramenta pedagógica de programação visual da Microsoft - KODU -, a turma do 3ºA do CEC desenvolveu, no âmbito da disciplina de Iniciação à Programação, um jogo digital associado à matemática, procurando mostrar que aprender a tabuada pode ser um desafio divertido. A Microsoft reconheceu o trabalho, a importância e a aplicação geral, garantindo o primeiro lugar ao "A tabuada num planeta distante".

Para receber o merecido prémio, os alunos deslocaram-se, na passada sexta-feira, a Lisboa, acompanhados pela Vereadora da Educação do Município, Aurora Viães, do Diretor do Agrupamento de Escolas, Professor Venceslau Teixeira, da Professora Titular da Turma, Dina Alvarenga, e do Professor de Programação, Vitor Barrocas. Descrita como uma “jornada inesquecível”, esta viagem proporcionou uma experiência única de visita à sede da Microsoft Portugal para receber a distinção e o prémio, um Surface Pro.

Felicitando a dedicação e criatividade destas crianças, a Vereadora da Educação, Aurora Viães, realça a integração das ferramentas tecnológicas como uma realidade e uma aposta ganha no Agrupamento de Escolas de Vila Nova de Cerveira. “Tem sido muito gratificante ver o impacto no sucesso escolar dos alunos e na criação de projetos desta natureza e na sua distinção à escala global”, assegura.

O Kodu Kup Europe é da responsabilidade da Microsoft Europe e desenvolvido em parceria com o Centro de Inovação da Microsoft em Bruxelas. Ligada ao mundo da programação e da criação de jogos digitais, esta iniciativa já é reconhecida pela Comissão Europeia como uma das melhores práticas para desenvolvimento de competências digitais.

FRANCESES PROCURAM EM FAMALICÃO MÃO-DE-OBRA QUALIFICADA

Grupo Saint-Eloi criou a CMI no município famalicense onde estão a ser fabricados os painéis metálicos para a renovação da Estação Ferroviária de Bordéus. Mão-de-obra “qualificada e motivada” na origem da vinda de grupo empresarial francês para Famalicão

Foi a existência de mão-de-obra qualificada em Vila Nova de Famalicão e a experiência positiva com os trabalhadores emigrantes portugueses em França que fizeram com que o grupo Saint-Eloi deslocalizasse pela primeira vez em 40 anos parte da sua produção para fora de França. Em Janeiro deste ano nascia assim no concelho famalicense a CMI – Construções Metálicas Industriais, num processo mediado pela Câmara de Comércio e Indústria Luso-Francesa e pelos serviços técnicos do projeto Famalicão Made IN.

DSC_2683 (1).jpg

“É aqui que está a mão-de-obra qualificada que precisamos e chegamos à conclusão que é mais fácil trazer a empresa para cá do que continuar a levar os portugueses para lá, com os custos acrescidos que isso acarreta com viagens, estadia e alimentação”, reafirmou hoje o diretor de produção da empresa, Thierry Ferreira, durante a visita do Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, à empresa no âmbito do roteiro Famalicão Made IN e que contou com a presença do presidente do grupo Saint-Eloi, Hervé Gauvrit

Passados seis meses após o início da atividade, as instalações iniciais com cerca de 1000m2 já se tornaram escassas e a empresa deverá brevemente mudar-se para outras instalações com mais do triplo do tamanho. A CMI emprega neste momento 21 pessoas mas até ao final do ano deverão ser pelo menos 60. O plano de investimentos em curso implica um investimento global na ordem dos 5 milhões de euros.

Volume de trabalho não falta! O grupo está a trabalhar com a SNCF, empresa público-privada francesa de caminhos-de-ferro, na renovação das estações ferroviárias francesas. Neste momento na CMI em Portugal estão em produção as estruturas metálicas compostas por mais de 10 mil painéis metálicos que vão suportar os vidros para a renovação da Estação Ferroviária de Bordéus, uma das mais antigas da Europa. “É um trabalho de três anos, a que se juntam outras obras públicas francesas que absorvem 50% da produção do grupo”, anunciou Hervé Gauvrit.

Para o Presidente da Câmara Municipal a vinda do grupo Saint-Eloi para Famalicão é uma “excelente notícia para o município, que confirma a importância e atualidade do trabalho que a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão tem vindo a fazer na valorização do ensino profissional no concelho, em articulação com as empresas e escolas do município”. E acrescentou, não escondendo a satisfação pela imagem profissional que os emigrantes portugueses deixam em França: “é bom perceber que o nosso território está bem referenciado ao nível da qualificação dos recursos humanos porque isso, como se comprova neste caso, é um fator acrescido de competitividade e atratividade do concelho.

DSC_2710 (1).jpg

ARCOS DE VALDEVEZ FESTEJA O VINHÃO

Montras do Comércio de Arcos de Valdevez Receberam o Festivinhão Decoradas a Rigor

Arcos de Valdevez recebeu este fim de semana, de 3 a 5 de junho, o I FESTIVINHÃO, Festival Enoturístico de Arcos de Valdevez. O evento teve como palco as ruas pedonais do centro histórico onde o vinho e a gastronomia foram as grandes atrações.

image001 (1).jpg

Durante três dias o espaço contou com exposição de vinhos, gastronomia e artesanato, houve provas de vinhos, tasquinhas com petiscos típicos da região, espetáculos de palco, animação de rua, workshops técnicos, curso de iniciação à prova de vinhos, percursos turístico-gastronómicos pela Vila, visitas a Quintas/Adegas, para além de uma de programação musical forte.

O Comércio de Arcos de Valdevez decorou as montras dos seus estabelecimentos para receber o evento. O desafio foi proposto aos comerciantes pela ACIAB de forma a tornar a oferta comercial mais apelativa quer para os residentes locais quer para os turistas que visitaram a região no âmbito desta iniciativa. A ideia foi muito bem aceite pelos empresários que se empenharam na elaboração das montras para fazer sobressair e brilhar ainda mais o nosso comércio.

Esta ação está inserida na estratégia da ACIAB de promoção e dinamização das atividades económicas da região demonstrando que o comércio tradicional tem uma presença forte e muito dinamismo.

A ACIAB continua a promover iniciativas que dão a conhecer as riquezas da região, contribuindo para o desenvolvimento das empresas e dos seus negócios.

image003.jpg

image004.jpg

image005.jpg

image006.jpg

image007.jpg

image008.jpg

image009.jpg

image014.jpg

BARCELOS COLOCA MÚSICA CLÁSSICA EM DESTAQUE NO MÊS DE JUNHO

Música, cinema, teatro e dança preenchem programação do Teatro Gil Vicente para o mês de junho

O Teatro das Beiras vem a Barcelos no dia 8, pelas 21h30, para apresentar a peça “O Clube dos Pessimistas”, encenada por Gil Salgueiro Nave. Um clube bizarro, extravagante, em que a ideia de olhar o mundo através do pensamento 'quanto pior, melhor' se propaga e altamente influenciado pela presença das novas tecnologias.

Personagens estranhos num mundo estranho e simultaneamente tão próximo e real, sustentam uma metafórica dissertação sobre o estado civilizacional do tempo que nos é dado a viver. A entrada custa 2 euros. O teatro só regressa ao palco mais perto do final do mês, no dia 19, com o espetáculo “Boneca Abandonada”, apresentado e encenado pelo grupo de teatro amador, Pioneiros da Ucha. A entrada é gratuita e o início está marcado para as 16h00.

A ZOOM – Associação Cultural cumpre a tarefa das sessões de cinema quinzenais com a exibição dos filmes “A Assassina”, de Hou Hsiao-Hsien, que recebeu o prémio de Melhor Realização no Festival de Cinema de Cannes, a 9 de junho, e de “Não Toque no Machado”, de Jacques Rivette, a 23 de junho, um filme adaptado da obra “A Duquesa de Langeais” de Balzac e que marca o início de um ciclo dedicado ao cineasta francês, falecido em janeiro passado. Haverá ainda, no dia 29, a apresentação do documentário “Tecla Tónica - A Alquimia da Electrónica na Música em Portugal”, de Eduardo Morais, que traça a história da música eletrónica nacional desde os anos 60 até agora. As sessões têm início às 21h30 e custam 3,5 euros, à exceção dos sócios para quem a entrada é gratuita.

No dia 10 de junho, feriado nacional, serão celebradas no Largo Dr. Martins Lima as Comemorações do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas com um concerto protagonizado pela Orquestra do Norte e pelo Coro de Câmara de Barcelos. A cerimónia inicia às 17h00. Também ao ar livre e já perto do verão, a ARCA – Associação Recreativa e Cultural de Arcozelo sobe ao palco para apresentar uma mostra coreográfica na noite de 17 de junho. No dia seguinte, o projeto bracarense Ópera per Tutti leva um momento único de drama musical a este largo emblemático da cidade, pelas 21h30, porque afinal a ópera é mesmo para todos.

O Conservatório de Música de Barcelos dará música aos barcelenses em mais duas noites: a 14 de junho com o espetáculo “Cosi Fan Tutte” e a 22, com “Leandro, o Rei da Helíria”, numa adaptação do texto dramático infantil de Alice Vieira. A entrada é gratuita.

FAMALICÃO LEVA AS MARCHAS ANTONINAS AOS QUATRO CANTOS DO MUNDO

Ponto alto das Festas Antoninas de Famalicão vai ter transmissão em direto no portal web do município

Pela primeira vez na sua história, a beleza, criatividade e alegria das Marchas Antoninas de Famalicão vão chegar aos quatro cantos do mundo. O desfile, que sai para a rua na noite de 12 para 13 de junho, vai ser transmitido em direto e em alta resolução no portal online do Município, emwww.vilanovadefamalicao.org.

Desfile vai ser transmitido em direto e em alta resolução no portal online do Município.jpeg

A novidade resulta de uma parceria entre a Câmara Municipal e a empresa famalicense YouOn, líderem Portugal no segmento do live streaming e recentemente visitada pelo Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, no âmbito do roteiro Famalicão Made IN.

Projetar para fora do concelho a mais popular tradição das Festas Antoninas, bem como chegar a todos aqueles que por estarem longe não poderão assistir ao desfile do próximo domingo, foram os principais motivos que levaram a autarquia famalicense a avançar com esta operação de live streaming.

A edição deste ano das Marchas Antoninas conta ainda com duas outras novidades: um novo percurso, que culminará nos Paços do Concelho, e ainda a transmissão do desfile em dois ecrãs gigantes, instalados na Praça 9 de abril e no cruzamento da rua Conselheiro Santos Viegas com a Adriano Pinto Basto.

“Desta forma, as marchas mantêm a tradição no contacto com o povo e podem ser vistas por quem está longe como, por exemplo, os emigrantes famalicenses”, refere, a propósito, Paulo Cunha.

O trabalho, empenho e criatividade dos grupos participantes têm elevado, de ano para ano, a qualidade e grandiosidade das Marchas Antoninas de Famalicão, que em 2015 tiveram como vencedora a marcha da Associação de Pais e Encarregados de Educação de Vilarinho das Cambas.  

Este ano, são duas mãos cheias de marchas e mais de 1200 marchantes, entre crianças, adultos e seniores, num gigantesco arraial de cor e alegria.

Marchas participantes

Associação de Pais e Encarregados de Educação de Vilarinho das Cambas

Tema: “A Magia do Amor”

ARCA – Associação Recreativa e Cultural de Antas

Tema: “Aconteceu em Veneza”

TUSEFA – Associação Recreativa Cultural Tuna Sénior de Famalicão

Tema: “Gaveta das Recordações”

União de Freguesias Esmeriz e Cabeçudos

Tema: “Pão dos Pobres”

Associação Desportiva e Cultural de Oliveira São Mateus

Tema: “Feira de Santana”

L.A.C.S. – Associação Cultural S. Salvador da Lagoa

Tema: “Anos 60”

Associação Recreativa e Cultural Flor do Monte (Carreira)

Tema: “As Traineiras a navegar pelas ruas de Famalicão”

Associação Cultural e Desportiva de S. Martinho de Brufe

Tema: “Romarias de Santo António”

Associação Unidos por Calendário

Tema: “O Azulejo da nossa tradição”

Associação de Pais e Encarregados de Educação do Centro Escolar de Ribeirão

Tema: “Por Santo António prometido, Amigo, Namorado e Marido”.

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE MUSEOLOGIA DISTINGUE MUSEU DO ALVARINHO COM PRÉMIO NACIONAL DE MUSEOLOGIA

Com pouco mais de um ano de existência, a Associação Portuguesa de Museologia considerou o Museu do Alvarinho como um dos três melhores no país na categoria “Coleção visitável”. Um orgulho para todos os monçanenses.

APOM Museu Alvarinho 01 .jpg

O Museu do Alvarinho foi distinguido pela Associação Portuguesa de Museologia com um dos prémios nacionais de museologia 2016: Prémio Coleção Visitável. A cerimónia de entrega de prémios decorreu na passada sexta-feira, no Museu do Dinheiro, em Lisboa, tendo contado com a presença da Vice-Presidente da Câmara Municipal de Monção, Conceição Soares.

Congratulando-se com a distinção, Conceição Soares revela que o reconhecimento do Museu do Alvarinho no contexto nacional é sinal que o objetivo de promoção do município, assente na criação de locais visitáveis, é o caminho correto para a preservação do património construído e fortalecimento da nossa identidade cultural.

“Em pouco mais de um ano, o Museu do Alvarinho tornou-se uma referência no território nacional, destacando-se pela qualidade expositiva, capacidade interativa e afluência de público” adianta Conceição Soares, frisando: “Este reconhecimento sabe bem porque evidencia, com clareza, que a nossa estratégia está certa”.

Os prémios nacionais de museologia tem como finalidade distinguir a imaginação e criatividade dos museus portugueses, bem como o seu contributo efetivo na melhoria da qualidade daqueles espaços. Constitui também uma forma de garantir mais visibilidade ao que de melhor se faz em Portugal no âmbito da museologia.

Promovidos pela Associação Portuguesa de Museologia, dividem-se em várias categorias. A saber: melhor museu português, melhor exposição, melhor incorporação (depósito, doação e aquisição), melhor intervenção em conservação e restauro, melhor projeto internacional, melhor coleção visitável, melhor estudo sobre museologia e melhor trabalho jornalístico.

Museu do Alvarinho inaugurado a 28 de fevereiro de 2015

O Museu do Alvarinho, localizado na Casa do Curro, imóvel do século XVII, foi inaugurado no dia 28 de fevereiro do último ano, contabilizando, no primeiro ano de vida, a visita de cerca de 12 mil pessoas de diferentes idades e nacionalidades. Sensivelmente 25 por cento dos visitantes foram estrangeiros.

Com um investimento próximo dos 150 mil euros com comparticipação PRODER de 90 mil euros, o Museu do Alvarinho assume-se, cada vez mais, como um espaço de promoção e degustação daquele produto demarcado e singular com elevada importância na economia de muitas famílias monçanenses.

Distribuído por diferentes áreas, este espaço proporciona aos visitantes uma autêntica viagem pelo mundo deste famoso néctar, disponibilizando informação sobre a origem, evolução e empresas dedicadas à produção deste verdadeiro suporte da identidade cultural e histórica do concelho.

As empresas de Vinho Alvarinho com produto rotulado, tantas e tantas vezes premiadas em concursos nacionais e internacionais, encontram neste espaço “uma porta de acesso” para a valorização dos seus produtos, bem como um “ponto de encontro” para provas comentadas, encontros promocionais e estabelecimento de parcerias negociais. 

APOM Museu Alvarinho 03.jpg

Museu 01.jpg

Museu 02.jpg

Museu 03.jpg

Museu 04.jpg

BARCELENSES ASSISTEM À PEÇA "NOITE DE NÚPCIAS DE GARGALHADAS"

O auditório da Junta de Freguesia de Balugães, recebe este domingo, dia 12 de junho, às 16 horas, a peça de teatro “Noite de Núpcias de Gargalhadas”, comédia de O Branselho, Grupo de Teatro Amador da Pousa.

É o segundo espetáculo a ser apresentado no Ciclo de Teatro de Balugães, uma organização conjunta do Teatro de Balugas e da Junta de Freguesia de Balugães.

A iniciativa resulta do intercâmbio entre o grupo de teatro de Balugães e as companhias convidadas, visando a promoção e dinamização dos projetos teatrais na freguesia.

O Ciclo continua em Outubro com mais um grupo convidado.

Cartaz_Ciclo de Teatro de Balugães_Junho.JPG

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO FAMALICENSE RECEBE CAMPEÃO NACIONAL DE FUTSAL FEMININO

Recepção ao F.C. Vermoim, amanhã, terça-feira, às 20h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho

O Presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, Paulo Cunha, recebe esta terça-feira, dia 7 de junho, pelas 20h00, a equipa do Futebol Clube de Vermoim, o Campeão Nacional de Futsal Feminino. A homenagem ao plantel, equipa técnica e dirigentes da formação famalicense vai decorrer no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Recorde-se que o F.C. Vermoim sagrou-se Campeão Nacional de Futsal no passado mês de maio, no decorrer da 11.ª jornada, quando ainda faltavam três jogos para o final da segunda fase do Campeonato Nacional Feminino.

A Federação Portuguesa de Futebol entregou este domingo o troféu de Campeão Nacional à equipa de Vila Nova de Famalicão, no final do encontro da última jornada, que ontem decorreu no Pavilhão Terras de Vermoim.

ARCOS DE VALDEVEZ APOIA TRANSPORTE ESCOLAR

Transportes Escolares - Câmara Municipal aprovou contratação de circuitos no valor global de cerca de 700 mil euros

O Município implementa anualmente medidas que visam a plena inserção da criança na sociedade como ser autónomo, livre e solidário.

escola sabadim_feira do livro.JPG

Ao nível da Educação e apoio à família, tem apoiado financeiramente a aquisição de livros e material didático, os transportes e as refeições escolares, o desenvolvimento de atividades de apoio à família e de enriquecimento curricular, a aquisição de equipamento básico e a conservação e manutenção dos vários equipamentos e edifícios escolares distribuídos pelo concelho.

Ao nível dos Transportes Escolares, aprovou recentemente em reunião do executivo municipal o Plano de Transportes Escolares para o ano letivo 2016/2017, que contará com 64 circuitos, dos quais 43 são de carreira pública e 21 são circuitos especiais.

Serão transportados diariamente 1001 alunos, prevendo-se um custo estimado de cerca de 700 mil euros.

Com esta política de proximidade e através de uma oferta educativa, equitativa e de qualidade para todos os alunos do Concelho, a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez pretende contribuir para o aumento do sucesso escolar.

escola-tavora.JPG

NOVA BIBLIOTECA MUNICIPAL DE CAMINHA ACOLHE XVII ENCONTRO DE MEDICINA GERAL E FAMILIAR DO ALTO MINHO

Equipamento ainda não foi inaugurado, mas recebeu já cerca de três centenas de clínicos

O novo edifício da Biblioteca Municipal de Caminha acolheu, entre os dias 2 e 4 de junho, o XVII Encontro de Medicina Geral e Familiar do Alto Minho. Cerca de três centenas de médicos de família e internos da especialidade refletiram sobre vários temas de saúde, num evento científico muito participado. Segundo a organização, o júri recebeu para apreciação cerca de 200 resumos de comunicações, tendo sido apresentados 90 pósteres e 50 comunicações orais. O encontro contou com o apoio do Município de Caminha.

sessão (1).jpg

O XVII Encontro de MGF do Alto Minho foi organizado pela Delegação Distrital de Viana do Castelo da Associação Portuguesa de Medicina Geral e Familiar – APMGF, com a colaboração do Centro de Saúde de Caminha e a Direção do Internato Ricardo Jorge e decorreu praticamente em simultâneo com o festival de música “Entre Margens”.Dada a coexistência dos dois eventos, na passada sexta-feira, o programa científico incluiu um simpósio sobre “a música e o sono”, durante o qual o músico e investigador de instrumentos musicais Xavier Blanco deu um concerto de músicas tradicionais.

Durante o Encontro houve debates dedicados “a temas centrais para a prática clínica do médico de família, como sejam o tratamento da diabetes ou o binómio exercício/nutrição. Destaque também para uma mesa redonda intitulada ‘Respirar Bem, Viver Melhor - DPOC no Alto Minho’”.

Com um custo de 907.374,73 € + IVA, a construção de uma nova Biblioteca Municipal em Caminha foi uma opção deste Executivo, que conseguiu candidatar e fazer aprovar a obra no Eixo Prioritário III - Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial, objetivo específico Rede de equipamentos culturais, do Programa Operacional ON.2 - O Novo Norte (Programa Operacional Regional do Norte 2007-2013 (QREN).

Na verdade, o equipamento ainda não foi inaugurado, tendo este encontro de Medicina Geral e Familiar constituído também um teste às condições de funcionamento do imóvel, com resultados absolutamente positivos.

Atrair eventos ao concelho, dinamizando a cultura e a economia, é precisamente um dos objetivos que estiveram na base da opção pela nova Biblioteca. Conforme se referiu na altura, a construção da nova Biblioteca Municipal é um importante contributo para o aumento, diversificação e enriquecimento da oferta cultural no concelho, e para a qualificação do centro histórico da vila de Caminha.

sessão (2).jpg

sessão (3).jpg

sessão (4).jpg

PORTUGAL HOMENAGEIA GÉRALD BLONCOURT

O Presidente da República vai condecorar com o grau de comendador da Ordem do Infante D. Henrique o fotógrafo francês de origem haitiana Gérald Bloncourt. Trata-se do fotógrafo que mais retratou a situação difícil vivida pelos portugueses nos bairros de lata periféricos da cidade de Paris, entre os anos cinquenta e setenta do século passado, contribuindo dessa forma para dar visibilidade à situação miserável em que se encontravam e contribuir para a sua mudança e melhoria das condições de vida no país de acolhimento.

16557198_GO0hr.jpeg

A homenagem terá lugar em Champigny, símbolo da presença portuguesa, onde aliás o associativismo das nossas gentes continua a registar presença marcante e a Rádio Alfa possui os seus estúdios a emitir diariamente para toda a comunidade portuguesa.

Apesar dos progressos entretanto verificados, a emigração continua a ser um flagelo na sociedade portuguesa. Calcula-se em mais de meio milhão o número de portugueses que nos últimos anos terá emigrado em consequência da catastrófica situação do país, da falta de emprego e perspetivas.

Partem sobretudo os mais jovens e com melhores qualificações. Para trás deixam a família e os amigos e consigo levam a saudade e a esperança do regresso. Mas, tal como sucedeu com outras gerações de emigrantes que os antecederam no exílio, acabarão por se fixar nos países de acolhimento onde começam uma nova vida e virão a educar os seus filhos.

Vendo partir os seus filhos, Portugal empobrece e despovoa-se. A partida dos jovens, somada ao acentuado declínio demográfico em breve tornará os portugueses uma espécie em extinção.

Para que a memória não se apague, publicamos algumas fotos da autoria do fotógrafo francês Gérald Blonclourt, que documentam tempos difíceis da emigração portuguesa para frança, precisamente um dos países da então CEE.

Fotos: Gérald Bloncourt / http://bloncourt.over-blog.net/

16557145_bj76J (1).jpeg

16557147_wCYgW (1).jpeg

 

16557149_eV2ZR (1).jpeg

16557150_W7SBJ (1).jpeg

 

16557151_qLYYh (1).jpeg

 

16557152_RK00G (1).jpeg

16557155_qPHih (1).jpeg

16557156_yUpZl (1).jpeg

16557157_0Lsh5 (1).jpeg

16557164_D60ab (1).jpeg

16557166_pTLpZ (1).jpeg

 

16557169_0bhFw.jpeg

16557171_m9LFl.jpeg

16557174_eUAfS.jpeg

16557175_1uUJn.jpeg

16557176_eJfVz.jpeg

16557178_skzwg.jpeg

16557174_eUAfS (1).jpeg

16557179_vo4qI.jpeg

 

16557183_qHnWi.jpeg

16557186_8Uotl.jpeg

16557189_Bd4Z9.jpeg

 

16557194_uDNpA.jpeg

 

16557198_GO0hr (1).jpeg

CAMINHA: ENTRE MARGENS – ENCONTRO DE TOCADORES QUER CHEGAR AOS AÇORES E À MADEIRA EM 2017

III edição foi um sucesso quer em termos de participação quer da afluência de público

Nos últimos três dias, Caminha foi a capital da música e do instrumento tradicional com a realização da III edição doEntre Margens – Encontro de Tocadores. Oficinas, mostra de construtores, palestras, foliadas e bailes ao improviso, concertos,arruadas de gigantones, apresentação de Cd e de livros. Agrande afluência de visitantes e de participantes contribuiu para que esta edição seja a consolidação do projeto. A organização já está a trabalhar na próxima edição, com umprojeto ainda mais ambicioso: Madeira, Açores e parte mais a norte da Galiza são regiões a envolver em 2017.

entre margens (1).jpg

O Entre Margens visa promover o encontro entre tocadores de instrumentos tradicionais de gerações distintas, fomentando a partilha de conhecimentos, repertórios e técnicas instrumentais através das diferentes atividades que integram o cartaz.Na realidade, esta edição do certame foi um sucesso quer ao nível da qualidade do programa quer da afluência de visitantes e de participantes.

Segundo a organização, as oficinas de viola de arame,gaite-de-fole, regueifa e fado à desgarrada,cante alentejano e harmónica de boca e danças mirandesas foram muito participadas. De facto, contaram com participantes oriundos do Algarve, Alentejo, Caldas da Rainha, Bragança e da Galiza.

Também os concertos com os GalandumGalundaina, Pedro Mestre e Óscar Fernandez e Alba contaram com a praça cheia. Outro sucesso foram as foliadas e bailes ao improviso, que conseguiram cativar as pessoas pela noite dentro. 

As palestras são outro dos pontos fortes do programa dado o seu elevado interesse técnico. No sábado, contaram com a presença de Carlos Núñes, um dos mais conceituados gaiteiros galegos.

A mostra de construtores de instrumentos musicais tradicionais contribuiu também para a afirmação deste projeto. Em Caminha, estiveram 22 construtores oriundos de todo o país e da Galiza.

A organização avança que este é um projeto que tem crescido de edição para edição e que esta terceira é a sua afirmação, isto é, a sua consolidação. A organização já pensa na quarta edição e os objetivos são ambiciosos: quer alargar este projeto de promoção da música, dos instrumentos e da cultura comum aos Açores, Madeira e mais a norte da Galiza.

Trata-se de uma organização da Câmara Municipal de Caminha e Junta de Freguesia Caminha\Vilarelho em parceria com a Associação Pédexumbo, a Associação Coreto e Fundação Inatel.

entre margens (2).jpg

entre margens (3).jpg

entre margens (4).jpg

entre margens (5).jpg

NÚCLEO MUSEOLÓGICO TORRE DE LAPELA RECEBE 158 VISITANTES NO PRIMEIRO FIM-DE-SEMANA ABERTO AO PÚBLICO

86 cidadãos nacionais e 72 estrangeiros. Números oficiais de afluência de público no primeiro fim-de-semana. Com entrada gratuita, nova valência cultural permanecerá aberta, até finais de setembro, no seguinte horário: sexta-feira (14h00/19h00) e sábados e domingos (10h00/12h30 e 14h00/19h00).

Torre  (Large).jpg

 Inaugurado no dia 27 de maio, o Núcleo Museológico Torre de Lapela assume-se como mais um valioso cartão-de-visita cultural e turístico do concelho de Monção. Este fim de semana abriu ao público pela primeira vez, tendo recebido a visita de 158 pessoas, 86 nacionais e 72 estrangeiros.

Com entrada gratuita, o novo equipamento cultural permanecerá aberto, até finais de setembro, no seguinte horário: sexta-feira (14h00/19h00) e sábados e domingos (10h00/12h30 e 14h00/19h00).

A Torre de Menagem de Lapela, conhecida como a melhor varanda sobre o rio Minho agora batizada como Núcleo Museológico Torre de Lapela, mantem a sua postura imponente e mostra uma silhueta mais atraente, garantindo um maior contacto com a história local e uma paisagem deslumbrante sobre o rio Minho, casario tradicional de Lapela e margem galega.

A nova valência turística do concelho de Monção englobou a restauração da torre de menagem, a beneficiação do pavimento envolvente e a valorização dos canastros existentes. No total, cerca de 70 mil euros financiados no âmbito do “QREN – Valorização e Qualificação Ambiental – Eixo III – Património Cultural”.

Para o autarca local, Augusto de Oliveira Domingues, o Núcleo Museológico Tore de Lapela reforçaa aposta empenhada e responsável do atual executivo na efetivação da estratégia municipal assente na valorização do património construído e na revitalização da memória coletiva dos monçanenses.

Imóvel classificado como monumento nacional desde 23 de junho de 1910, a Torre de Menagem de Lapela constitui uma edificação com elevado significado histórico-cultural e um apelativo enquadramento sobre a envolvente fluvial e paisagística.  

Neste edifício carregado de histórias e memórias, pretendeu-se, através desta intervenção, a criação de uma imagem renovada de todo o interior, criando-se um espaço funcional para os visitantes e mais um elemento de promoção cultural do concelho, desta vez, debruçado sobre o troço internacional do rio Minho.

"NOVAS FORMAS DE NASCER E MORRER: IMPLICAÇÕES ÉTICAS E SOCIAIS" EM DEBATE "

Ciclo de conferências Dr. Carlos Bacelar regressa já nesta quinta-feira, dia 9, em Joane

Novas Formas de Nascer e Morrer: Implicações Éticas e Sociais" é o tema da próxima conferência do ciclo Dr. Carlos Bacelar, promovido pela Comissão Concelhia do PSD de Vila Nova de Famalicão.

Joane.JPG

O debate realizase já nesta quinta-feira, 9 de junho, pelas 21h00, no Joannem Auditorium, em Joane.

Frente a frente estarão duas visões antagónicas, protagonizadas por Ana Paula França, Professora Coordenadora na Escola Superior de Enfermagem do Porto e Alberto de Barros, Regente da disciplina de Genética Médica da Faculdade de Medicina do Porto. Numa altura em que o Parlamento acaba de aprovar a possibilidade de recurso à gestação de substituição, também conhecida como barriga de aluguer, nos casos de ausência de útero, de lesão ou de doença deste órgão que impeça de forma absoluta e definitiva a gravidez e, discute o eventual alargamento da procriação medicamente assistida a todas as mulheres casadas, solteiras, heterossexuais, homossexuais, férteis, não férteis, até aqui vedadas.

E numa altura em que a Assembleia da República discute a eutanásia, no sentido da despenalização e regulamentação da morte assistida, a Comissão Politica do PSD de Vila Nova de Famalicão procura contribuir mais uma vez para o debate de ideias, partilhando opiniões e convocando a população para o exercício de uma cidadania ativa.

CRIANÇAS DE TERRAS DE BOURO APRESENTAM MARCHAS POPULARES

As crianças de Terras de Bouro apresentaram as marchas populares do seu concelho.

O evento, que se realizou na tarde do dia 3 de junho, na sede do concelho, contou com a participação de crianças do Centro Escolar da vila de Terras de Bouro; da EB1 do Gerês, Rio Caldo e Valdosende; dos jardins-de-infância de Carvalheira, Chorense, Gerês, Moimenta, Rio Caldo, Souto e do Centro de Solidariedade Social de Valdosende; contou ainda com os meninos do Clube de Música da Escola EB de Rio Caldo e do Clube de Música do Agrupamento de Escolas de Terras de Bouro e, por fim, com o Centro de Atividades Ocupacionais de Souto.

Todos brindaram o vasto público presente com uma brilhante atuação.

DSC04375.JPG

DSC04376.JPG

DSC04388.JPG

DSC04392.JPG

DSC04394.JPG

DSC04396.JPG

DSC04397.JPG

DSC04414.JPG

DSC04422.JPG

DSC04423.JPG

DSC04439.JPG

DSC04440.JPG

DSC04442.JPG

DSC04443.JPG

 

FAMALICÃO É O MUNICÍPIO DO ANO DO NORTE

Plataforma UM-Cidades premiou projeto Famalicão Made IN entre 93 candidatos

O Município de Famalicão é o Município do Ano 2016 da Região Norte. O galardão foi entregue na passada sexta-feira, 03 de junho, na Gala dos Prémios do Município do Ano 2016, que se realizou na Vila do Bispo. Instituído pela Universidade do Minho, através da sua plataforma UM-Cidades, o Prémio reconhece e premia as boas práticas em projetos implementados pelos municípios com elevados impactes positivos assinaláveis no território, na economia e na sociedade que promovam a sustentabilidade.

Famalicão venceu prémio da Reigão do Norte (1).JPG

O reconhecimento de Vila Nova de Famalicão foi devido motivado pelo desenvolvimento do programa Famalicão Made IN que tem valorizado e promovido a genética empreendedora do município, captado novos investimentos e auxiliado os empresários famalicenses a promoverem e desenvolverem os seus projetos empresariais, para além de ajudar os jovens com ideias empreendedoras a concretizarem os seus projetos. Trata-se de uma ampla e diversificada campanha de valorização e afirmação territorial, direcionada para a exploração do potencial económico do concelho, à qual está associada a assinatura ‘Um Concelho com Marca’, que reforça a ligação de Famalicão a um bom município para viver, estudar, trabalhar e investir.

A edição 2016 dos Prémios Município do Ano teve um recorde de 93 candidaturas de municípios, tendo sido selecionados 36 projetos como finalistas representantes de várias regiões do país, de acordo com a decisão de um júri nacional constituído por nove personalidades independentes e provenientes de áreas diversas, nomeadamente por Paulo J. S. Cruz, presidente do júri e professor da Universidade do Minho; Adelino Soares, presidente da Câmara Municipal de Vila do Bispo; Catarina Selada, diretora da Unidade de Cidades da Inteli e coordenadora da plataforma Smart Cities Portugal; David Pontes, jornalista, subdiretor do Jornal de Notícias; José Rio Fernandes, professor da Universidade do Porto; João Guerreiro, professor e ex-Reitor da Universidade do Algarve; Teresa Heitor, professora do Instituto Superior Técnico; Tomaz Dentinho, professor Universidade dos Açores e presidente APDR; e Vítor Cavaleiro, professor e ex-Vice-Reitor da Universidade da Beira Interior.

Vila Nova de Famalicão estava no grupo Norte, juntamente com Esposende com o projeto “BTT Luso-Galaico”, com Fafe pelo “Terra Justa”, e com Guimarães pelo “Laboratório de Paisagem”.

Para o Presidente da Câmara Municipal é “uma honra e um orgulho ser distinguido por este credibilizado e independente prémio nacional de iniciativa académica que visa reconhecer as boas práticas territoriais que promovam o crescimento, a inclusão e a sustentabilidade. Significa que estamos no bom caminho e reforça a nossa motivação para continuarmos a afirmar Vila Nova de Famalicão como um dos maiores e mais dinâmicos municípios do país.

Famalicão venceu prémio da Reigão do Norte (2).JPG

Famalicão venceu prémio da Reigão do Norte (3).jpg

GRUPO ETNOGRÁFICO RENASCER DA AREOSA: HAVEMOS DE IR A VIANA!

“Havemos de ir a Viana / Ó meu amor de algum dia / Ó meu amor de algum dia / Havemos de ir a viana / Se o meu sangue não me engana / Havemos de ir a viana” – prometeu o Grupo Etnográfico Renascer da Areosa que, a convite da Casa do Minho, levou Viana do Castelo à capital do país. E foi com os versos do poeta Pedro Homem de Mello, com composição musical de Alain Oulman, os quais ficaram célebres pela magníífica voz de Amália Rodrigues.

RFCM-Festiva 048.JPG

Percorrendo a zona histórica e monumental de Belém, em Lisboa, os vianenses deslumbraram à sua passagem os milhares de lisboetas e turistas que por ali passeavam, muitos dos quais não resistiram a registar o momento e inclusive a fotografar-se ao lado dos seus componentes.

A alegria das suas danças e cantares, os seus trajes garridos e a beleza da mulher minhota emprestaram a Lisboa um ambiente de festa à moda da nossa região como se de uma verdadeira romaria minhota se tratasse. Por momentos, os lisboetas julgaram estar na Romanira da Senhora d’Agonia e certamente que para si mesmos juraram: Havemos de ir a Viana!

Fotos: Manuel Santos

RFCM-Festiva 055.JPG

Entre sombras misteriosas

Em rompendo ao longe estrelas

Trocaremos nossas rosas

Para depois esquecê-las

 

Se o meu sangue náo me engana

Como engana a fantasia

Havemos de ir a viana

Ó meu amor de algum dia

Ó meu amor de algum dia

Havemos de ir a viana

Se o meu sangue não me engana

Havemos de ir a viana

 

Partamos de flor ao peito

Que o amor é como o vento

Quem pára perde-lhe o jeito

E morre a todo o momento

 

Se o meu sangue não me engana

Como engana a fantasia

Havemos de ir a viana

Ó meu amor de algum dia

Ó meu amor de algum dia

Havemos de ir a viana

Se o meu sangue não me engana

Havemos de ir a viana

 

Ciganos verdes ciganos

Deixai-me com esta crença

Os pecados têm vinte anos

Os remorsos têm oitenta

RFCM-Festiva 049.JPG

RFCM-Festiva 051.JPG

RFCM-Festiva 052.JPG

RFCM-Festiva 052-2.jpg

RFCM-Festiva 053.JPG

RFCM-Festiva 054.JPG

 

RFCM-Festiva 056.JPG

RFCM-Festiva 057.JPG

RFCM-Festiva 058.JPG

RFCM-Festiva 059.JPG

RFCM-Festiva 060.JPG

RFCM-Festiva 061.JPG

RFCM-Festiva 062.JPG

RFCM-Festiva 088.JPG

RFCM-Festiva 089.JPG

RFCM-Festiva 090.JPG

RFCM-Festiva 091.JPG

RFCM-Festiva 099.JPG

ÍRIS INCLUSIVA PROMOVE VISITA AO XXII FESTIVAL INTERNACIONAL DE JARDINS DE PONTE DE LIMA

No dia 19 de junho (domingo), a Íris Inclusiva promove uma visita ao Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima, certame que vai já na 12ª edição e que este ano é dedicado ao tema “Jardins do Conhecimento”.

Este ano foram 34 as candidaturas recebidas, oriundas de 11 países, tendo o júri selecionado 11 propostas que garantem muita originalidade e inovação. Estará ainda em exposição, como é habitual, “A Casa da Água”, por ter sido o jardim mais votado em 2015.

Acompanhe-nos nesta visita, traga boa disposição e, caso queira prolongar o convívio, não esqueça também um almoço simples e prático e fique connosco para um piquenique numa das variadas sombras que a envolvente oferece.

A participação na atividade é gratuita para clientes e sócios da Íris Inclusiva, tendo um custo de 1,00€ para o público em geral.

Pode enviar a sua inscrição para associacao@irisinclusiva.pt até dia 13 de junho.

Para mais informações ou inscrição pode ainda contactar-nos através do telemóvel nº 968 299 344.