Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MEDICINA NA PERIFERIA EM ARCOS DE VALDEVEZ É CADA VEZ MAIS PROCURADA

Medicina na Periferia promovida pela Câmara Municipal de Arcos de Valdevez voltou a ser bastante procurada

A Medicina Preventiva e a Promoção da Saúde são pilares essenciais para uma maior qualidade de vida das populações, pelo que projetos como este revestem-se de grande valor e utilidade para os cidadãos.

IMG_8789.JPG

A Associação de Estudantes do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (AEICBAS), da Universidade do Porto, realizou nos dias 13, 14 e 15 de Maio, mais uma edição do projeto Medicina na Periferia, com a colaboração da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez.

A atividade, que teve bastante procura por parte da população, teve como objetivo a realização de rastreios, visando, sobretudo, a Deteção de Fatores de Risco Cardiovascular e a Educação para a Saúde.

Os rastreios foram realizados junto ao Mercado Municipal por estudantes de Medicina do ICBAS, que se encontravam no momento de formação da prática clínica, e que apresentaram preparação prévia para o efeito.

Com esta iniciativa a Autarquia e a Associação pretenderam intervir junto da comunidade em prol da Medicina Preventiva, primordial para uma maior qualidade de vida e de inquestionável utilidade pública para as populações.

IMG_8819.JPG

MONÇÃO ENTREGA PRÉMIOS DO CONCURSO “ERA UMA VEZ …UM CASTELO”

Cerimónia realizou-se no passado sábado, 28 de maio, no auditório da Biblioteca Municipal de Monção.O objetivo, como referiu Paulo Esteves, é incentivar a prática da escrita junto dos mais jovens, incutindo-lhes competência criativa e capacidade narrativa.

Prémios.JPG

Englobada na programação do Corpo de Deus/Festa da Coca, a cerimónia de entrega de prémios do concurso de escrita “Era uma vez …um Castelo” realizou-se no passado sábado, 28 de maio, no auditório da Biblioteca Municipal de Monção.

Além dos jovens premiados e respetivas famílias, marcou presença o vereador das Atividades Socioculturais, Paulo Esteves, e dois elementos do júri de premiação: Lídia Pinheiro, professora aposentada, e Ernesto Português, historiador e investigador. Tânia Almeida, da Comédias do Minho, não pode estar presente.

O representante do município, Paulo Esteves, sublinhou a importância deste prémio como forma deincentivar a escrita junto dos mais novos. Agradeceu o empenho de todos, júri, alunos, professores e pais, e lembrou que o objetivo desta iniciativa não é competir mas criar nos jovens competência criativa e capacidade narrativa.

Lídia Pinheiro adorou a missão de jurada. Disse que foi um prazer que não se importa de repetir e aconselhou os jovens a participarem nestas iniciativas: “Passem a palavra aos amigos. Puxem pela criatividade e imaginação. Coloquem o pensamento à prova. Não desistam. Nunca”.

Para Ernesto Português, este concurso de escrita é o início de qualquer coisa que, no futuro, poderá adquirir maior expressividade. Referiu: “Estes prémios são um estímulo e, quem sabe, poderão ter repercussões positivas nos próximos anos. Será que esta cerimónia simbólica se transformará em histórica para alguns? Esperemos que sim. Lutem e insistam. Continuem porque os resultados demoram mas chegam”.

O concurso de escrita “Era uma vez …um Castelo” englobou quatro escalões de participação segundo o nível de ensino. Os premiados receberam diplomas e vales no valor de 50 €, 75 € e 100 € para “descontar” nas papelarias locais em material escolar e artigos pedagógicos.

No primeiro escalão, 1º ciclo, o primeiro lugar foi entregue a Diana Guedes, da EB1 de Pias, com o título “Para além do nevoeiro”. Seguiu-se Gabriel Gonçalves, da EB 1 de Mazedo, com “Era uma vez um castelo”, e Ricardo Barbosa, da EB 1 de Pias, com “A paixão Inesperada”.

No escalão seguinte, 2º ciclo, venceu o título “O Alcaide de castelo de lapela”, da autoria de Ana Costa, ficando, em segundo lugar, Tomás Oliveira, com “Era uma vez um castelo” e, em terceiro, Alex Rodrigues, com “Era uma vez um castelo”. Os três alunos pertencem à EB 2.3 de Monção.

Quanto ao terceiro escalão, 3º ciclo, a vitória recaiu em Ubirajara Frade, da EB 2.3 de Monção, com “O castelo dos contos”. Nos lugares imediatos ficaram Marco Meleiro, da Escola Secundária de Monção, com “O castelo em ruínas”, e Joana Gonçalves, da EBI de Tangil, com “O que a ganância pode destruir”.

Por fim, no quarto escalão, ensino secundário e profissional, os premiados foram André Regatão, da Escola Secundária de Monção, com “Era uma vez um castelo”, e Mafalda Esteves, da Escola Profissional de Monção, com “Era uma vez um castelo”.

FEART RUN EM CELORICO DE BASTO DECORRE MESMO DEBAIXO DE CHUVA INTENSA

As condições meteorológicas pouco agradáveis não foram entrave para a III Heart Run, Corrida e/ou Caminhada pelo coração. A ação decorreu no dia 28 de maio, num percurso fácil, maioritariamente em ecopista, dificultado pela chuva, com cerca de 200 participantes.

_DSC5123.jpg

“Estamos habituados às adversidades por isso, não seria uma chuva que nos iria fazer ficar em casa” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva, participante na prova. “Claro que tivemos cuidados redobrados para evitarmos uma gripe mas não podíamos deixar de participar numa iniciativa que procura sensibilizar para os problemas cardiovasculares. Temos que evitar comportamentos sedentários e adquirir comportamentos saudáveis. Neste concelho, felizmente temos cada vez mais praticantes de exercício físico em diferentes modalidades que usufruem dos equipamentos que temos à sua disposição” disse. Joaquim Mota e Silva salientou a necessidade de repetir estes eventos. “A sensibilização é primordial para que o bem-estar das populações. É preciso educar para a saúde, criar hábitos, manter as pessoas atentas à sua saúde para evitar problemas futuros”, realçou.

_DSC5223.jpg

Nesta edição, a Heart Run, contou com um convidado especial, Neno, ex-jogador de futebol, para regozijo de todos os participantes.

“Agradeço o convite gostei muito de participar nesta iniciativa, é importante que as pessoas pratiquem exercício físico pelo seu bem-estar” disse Neno.

Esta iniciativa foi promovida pelo município de Celorico de Basto em parceria com a UCC Mãos Amigas, através da Unidade Móvel de Saúde e o CLDS 3G.

_DSC5340.jpg

Relativamente às atividades de “maio mês do coração” esta foi a única iniciativa direcionada à prática do exercício físico. “Este ano a Fundação Portuguesa de Cardiologia incidiu nos temas “já tomou o pequeno-almoço hoje?” e, “de pequenino se cuida do coração” mas  esta atividade, dedicada ao desporto, é muito procurada e mostra-se uma excelente forma de sensibilização para a problemática incutindo verdadeiramente o gosto pela prática desportiva associada ao bem-estar cardíaco, por isso, temos por objetivo mantê-la como atividade recorrente” disse Cristina Moreira da UMS.

De facto, pretende-se objetivo instituir na população a vontade de praticar exercício físico pelo bem-estar do coração.

A Heart Run tem a particularidade de ter um percurso em formato coração. Em 2017 prevêem-se novidades numa prova cada vez mais procurada. 

_DSC5386.jpg

_DSC5389.jpg 

BRAGA E MANAUS CELEBRAM ACORDO DE GEMINAÇÃO

Amanhã, Quarta-feira, dia 1 de Junho, pelas 11h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, Braga

O Município de Braga realiza aamanhã a cerimónia pública de assinatura do acordo de geminação com a cidade Brasileira de Manaus que terá lugar, Quarta-feira, dia 1 de Junho, pelas 11h30, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, em Braga.

A iniciativa contará com a presença de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, de Marcos Ricardo Cavalcanti, Procurador-Geral do Município de Manaus, e de Wilker de Azevedo Barreto, presidente da Câmara Municipal de Manaus.

Depois da Cidade de Manaus ter reconhecido Braga como ‘Cidade Irmã’, através do Projecto de Lei aprovado a 16 de Novembro do ano transacto, este acordo de geminação vai abranger programas científicos, sociais, ambientais, culturais, desportivos e comerciais entre as duas Cidades, dando seguimento à aposta de afirmação internacional e de cooperação institucional que o Município de Braga tem vindo a implementar.

BRAGA ARRANCA COM NOVA EDIÇÃO DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO ESCOLAR

Período de candidaturas decorre de 4 a 25 de Julho

O Orçamento Participativo Escolar abre dia 4 de Julho o período de apresentação de propostas. Uma parte do Orçamento Participativo, 100 mil euros, destina-se ao Orçamento Participativo Escolar, oferecendo novos direitos e novas responsabilidades à comunidade escolar.

OPE.jpg

 

Ao Orçamento Participativo Escolar podem concorrer projectos de natureza diversa que ofereçam um evidente benefício para a comunidade escolar. Todas as outras propostas devem ser apresentadas no âmbito do Orçamento Participativo geral.

Para serem consideradas, as propostas devem inserir-se no quadro de competências e atribuições da Câmara Municipal de Braga. Além disso, devem beneficiar a população escolar do Concelho; ser concretas; ter um custo global igual ou inferior a 20 mil euros; ter um prazo de execução inferior a 12 meses, bem como ser compatíveis com outros projectos e planos municipais.

As propostas serão devidamente consideradas desde que respeitem os diversos critérios de elegibilidade. Apenas sendo concretas será possível uma análise que permita estabelecer com rigor uma orçamentação e um prazo de execução. De outro modo, a adaptação da proposta a projecto por parte dos serviços municipais pode ser impossível. Nesse sentido, as propostas demasiado genéricas poderão tornar difícil ou impossível uma adaptação a projecto.

A Câmara Municipal de Braga analisará tecnicamente todas as propostas. As que estiverem de acordo com os parâmetros definidos serão adaptadas a projecto e submetidas a votação. Se se verificar que algumas propostas são semelhantes, pelo seu conteúdo ou pela sua proximidade geográfica, poderá justificar-se que sejam integradas num só projecto.

As propostas, após o trabalho de adaptação a projecto, assim como os documentos que os acompanhem, passam a ser propriedade da Câmara Municipal de Braga.

Cada agrupamento pode apresentar até cinco propostas, cabendo-lhe a responsabilidade de decidir qual a melhor forma de seleccionar as melhores propostas a submeter à votação final. Da mesma forma, os agrupamentos organizarão sessões sobre o Orçamento Participativo Escolar nos locais e no número julgados mais convenientes.

Um júri – integrando os directores dos agrupamentos, os presidentes das associações de estudantes no ano lectivo 2015/16 (ou seus representantes), a vereadora do pelouro da Educação e o coordenador do Orçamento Participativo – ordenará de 0 a 10 os projectos apresentados. Serão considerados aprovados os que obtiverem mais votos até ao montante definido para o Orçamento Participativo.

O Orçamento Participativo Escolar compreende as seguintes etapas:

  • Apresentação de propostas – de 4 a 25 de Julho;
  • Análise técnica das propostas – de 1 a 29 de Agosto;
  • Divulgação dos projectos que serão submetidos a votação – 1 a 29 de Setembro;
  • Votação dos projectos – semana de 26 a 30 de Setembro.

ARCOS DE VALDEVEZ REALIZA FESTIVINHÃO

O Município de Arcos de Valdevez e os Vinhos de Arcos de Valdevez vão promover o I FESTIVINHÃO, Festival Enoturístico de Arcos de Valdevez nos dias 3, 4 e 5 de Junho, sendo parceiros na organização a Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes, a AMPV-Associação de Municípios Portugueses do Vinho, a Escola Superior Agrária do IPVC, a Associação Comercial e Industrial de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca e a Cooperativa Agrícola de Arcos de Valdevez e Ponte da Barca. 

CONVITE_JANTAR.jpg

 

O evento terá lugar nas ruas do centro histórico da Vila de Arcos de Valdevez, contando com espaço de exposição (vinhos, gastronomia, artesanato, etc.), espaço de provas de vinhos, tasquinhas de petiscos, espetáculos de palco animação de rua, workshops técnicos, curso de iniciação à prova de vinhos, percursos turístico-gastronómicos pela Vila, visitas a Quintas/Adegas, para além de uma de programação musical forte.

O Festival integrará também a seleção do 'FESTIVINHÃO Vinho do Ano 2016', com um Grande Prémio para o Vinho da Casta Vinhão do Ano e a Seleção do Ano para as categorias de Vinhos Verdes Tintos, Brancos, Rosé, Espumantes Tintos e Espumantes Brancos. Haverá ainda uma Seleção para os Vinhos de Arcos de Valdevez nas mesmas categorias.

VOLKSWAGEN ALEMÃ REALIZA FILME EM CAMINHA

Filmagens decorreram durante o período do Rally de Portugal

Uma equipa da produtora AG Films, contratada pela Volkswagen alemã, esteve em Caminha alguns dias, nomeadamente durante o Rally de Portugal, para realizar filmagens que darão origem a um filme/documentário de promoção da marca, que será divulgado mundialmente através da Internet, podendo ser utilizado ainda noutras plataformas.

filme carro 1.jpg

Após visitar os troços do Rally de Portugal do Marão, Baião, Amarante, Viana do Castelo e Caminha, o realizador optou por filmar precisamente em Caminha, por entender ser este o local que, “além de mais bonito”, mais se parece também com a zona italiana da Sardenha (terra natal do protagonista), destacando nesta apreciação o rio Minho e a arquitetura.

Para Miguel Alves, “a realização deste filme publicitário no concelho de Caminha torna ainda mais evidente o acerto que tivemos em apostar no regresso do rally”.

FIlme carro 3.jpg

Daqui, sublinha o presidente da Câmara, “a boa notícia não é tanto o facto de termos uma equipa de filmagem de 25 pessoas durante 10 dias em Caminha a consumir nos nossos hotéis e restaurantes. A extraordinária notícia é que vamos ter as nossas paisagens e o nome da nossa terra a circular em milhares, talvez milhões de utilizadores da Internet espalhados por todo o mundo. Assim se comprova e renova a importância do investimento que foi feito no regresso do rally de Portugal ao nosso concelho”.

A Câmara Municipal esteve sempre em contacto com a equipa da AG Films e facilitou as filmagens, autorizando inclusive a utilização do ferry-boat, uma vez que esta é uma grande oportunidade de divulgar o concelho em todo o mundo.   

A equipa, constituída por mais de duas dezenas de pessoas, esteve em Caminha durante três dias, de 19 a 21 deste mês, para recolher imagens na classificativa do Rally de Portugal, mas também no ferry-boat e em Azevedo, entre outros locais. 

filme carro 4.jpg

A AG Films é uma produtora de filmes publicitários internacionais, sediada em Lisboa. A partir de Caminha vai contar uma história, centrada num menino italiano a quem o pai leva a ver um rally, na esperança de desenvolver no filho gosto por conduzir carros de competição. Consegue apenas fazer do filho um grande apreciador de ralis, “fanático” sim, mas por apoiar os pilotos quando passam.

A história começa nos anos 70, com um “carocha” de cor laranja, que chega a Caminha a bordo do Santa Rita de Cássia, e termina na atualidade, com recriações das várias décadas.

O filme será preparado para a difusão em larga escala, de tipo viral, através da Internet.

filme carro.jpg

ROCKERS MINHOTOS APRESENTAM ÁLBUM EM LISBOA

Vircator apresentam o álbum "At The Void's Edge", em Lisboa, dia 2 de Junho, no Lounge

Vircator, o quarteto space-rock de Viana do Castelo, apresenta-se ao vivo no Lounge, em Lisboa, na próxima quinta-feira, dia 2.

unnamed

Após o reconhecimento da crítica especializada, das apresentações no Porto, em Braga, e Viana do Castelo, e da digressão europeia por Espanha, França, Áustria, Alemanha, e Holanda, chega a vez de Lisboa assistir à apresentação do álbum "At The Void's Edge".

A entrada é livre... como as melhores coisas do mundo

“At The Void’s Edge” marca a estreia dos Vircator no formato de longa duração editado em Janeiro de 2016. Álbum que já se encontra distribuído internacionalmente pelas diversas plataformas digitais.

O projecto de post-rock experimental de Viana do Castelo, composto por Pedro Carvalho (voz e guitarra), Marcelo Peixoto (baixo), Paulo Noronha (bateria) e Gustavo Ribeiro (guitarra), apresenta sete novos instrumentais num álbum cinemático, com a produção cuidada de Marco Lima no estúdio Hertzcontrol, em Caminha. Desde a formação da banda em 2012, consta ainda da sua discografia o EP homónimo com quatro temas, editado em 2014, que anunciou ao mundo a entrada em cena dos rockers minhotos.

Do ponto de vista técnico os Vircator explicam “At The Void’s Edge”, desde o processo de composição à produção do álbum:

“As músicas foram compostas através de conversas das guitarras com o Pedro e o Gustavo, que depois comunicavam com o baixo e a bateria que são o motor e dão impulso às músicas. No fundo é assim que são feitas as músicas. Para quem não quiser acreditar, o álbum foi gravado live em 8 horas, com todos a tocar ao mesmo tempo, utilizando 2 ou 3 takes por músicas e depois foi só escolher qual o melhor”.

À medida que o álbum se vai desenrolando somos levados, e habilmente transportados por entre momentos mais atmosféricos e sofisticados, ora por outros de maior dinâmica e densidade.  Talvez por isso, “At The Void’s Edge” venha a sacudir-nos de um certo torpor quando o álbum termina agitado aos 33.22 com “Bismuth”, sétimo e último tema, sem que tenhamos dado pelo “The End” a sumir-se na tela à nossa frente.

O trabalho de ilustração é da responsabilidade de Hanna Baer, uma referência da maior importância.

Comunicação: joaorolo@alatamusic.com/

938 486 035

unnamed (1)

MONÇÃO REALIZA CORTEJO ETNOGRÁFICO DAS FREGUESIAS

48 carros alegóricos de 23 uniões e freguesias do concelho circularam no centro histórico perante o olhar interessado e entusiasmado de milhares de pessoas. Uma jornada de alegria e animação mas também de valorização da ruralidade. Para Augusto de Oliveira Domingues é “um orgulho enorme ser presidente de uma terra viva com juntas e associações empenhadas na defesa da tradição”.

Cambeses 02 (Large)

O Cortejo Etnográfico das Freguesias encerrou, com chave de ouro, o Corpo de Deus/Festa da Coca, festividades do concelho de Monção. O percurso, marcado por muita animação e alegria, trouxe ao centro histórico da vila raiana as tradições mais castiças e emblemáticas das nossas aldeias.

Pias 03 (Large)

Na edição desde ano, participaram 48 carros alegóricos de 23 uniões e freguesias do concelho, perante o olhar interessado e entusiasmado de milhares de pessoas. A freguesia de Merufe, recriando o ciclo do linho, brindou os presentes com 9 carros.

Riba de Mouro 02 (Large)

À semelhança dos anos anteriores, o local de maior afluência de público situou-se na Praça Deu-la-Deu Martins, em frente à Casa do Curro, onde estava localizada uma bancada e os carros alegóricos paravam alguns minutos, “produzindo” alguns quadros do quotidiano das suas freguesias.

Riba de Mouro 06 (Large)

Na bancada, o autarca local, Augusto de Oliveira Domingues, mostrava satisfação perante os cenários de antigamente e os quadros humorísticos dos grupos participantes. No final, confidenciou o enorme orgulho em ser presidente de uma terra viva com juntas e associações empenhadas na defesa e valorização da tradição.

Segude 01 (Large)

Sem nenhuma temática definida, os responsáveis pela decoração dos carros puxaram pela imaginação e criatividade, mostrando aos munícipes e visitantes as tradições mais castiças e emblemáticas dos aglomerados rurais, oferecendo, um misto de genuinidade e voluntarismo nas respectivas recriações.

Segude 03 (Large)

Além da sonoridade característica das nossas aldeias como bombos, concertinas e cavaquinhos, foram vivenciados, nas ruas do casco urbano, alguns aspetos de ruralidade como a prática da pastorícia, o trabalho do granito, as vindimas, a malhada do centeio, a fiada, a desfolhada, ou a doçaria local com as roscas e papudos.

U. Mazedo Cortes 05 (Large)

A riqueza gastronómica do concelho também marcou presença com a “Foda à Monção”, fumeiro, os enchidos, o mel, e a broa de milho confeccionada em forno comunitário. Quem veio ao centro histórico nesta tarde, ficou a saber mais sobre a identidade cultural e patrimonial das freguesias monçanenses num percurso marcado por muita animação e alegria.

U. Mazedo Cortes 06 (Large)

Algumas das freguesias aproveitaram o cortejo para lançar algumas farpas em forma de rima cruzada ou para reivindicar junto do poder politico alguma prioridade local. Outras optaram por promover alguns eventos com realização próxima. Casos do Ponte de Mouro Medieval, dias 9, 10 e 11 de junho, Festa de Cerveja Artesanal, em Podame, dias 29 e 30 de julho e 1 de agosto, e Feira do 27, Ceivães, 27 de agosto.

U. Tropiz lapela 01 (Large)

U. Monção Troviscoso 02 (Large)

U. Monção Troviscos 05 (Large)

U. Ceivães Badim 05 (Large)

Riba de Mouto 04 (Large)

Pinheiros 02 (Large)

pinheiros 01 (Large)

Pias 02 (Large)

Merufe 09 (Large)

Merufe 03 (Large)

Merufe 01 (Large)

lara  (Large)

Cambeses 02 (2) (Large)

Barbeita 01 (Large)

Barbeira 03 (Large)

SUB-18 APURADOS PARA A FINAL DO CAMPEONATO NACIONAL DE SEVENS

Realizaram-se em Arcos de Valdevez, no dia 28 de maio, os torneios de apuramento norte/centro do campeonato nacional de sevens, nos escalões de sub-16 e sub-18.

A chuva que se fez sentir ao longo de todo o dia não impediu que a competição decorresse com elevado nível e entrega de dezenas de jovens praticantes da modalidade.

O Estádio Municipal de Arcos de Valdevez foi palco do torneio dos sub-18 e a equipa do CRAV conseguiu o apuramento para a fase final ao classificar-se em 3º lugar, após triunfar frente à Lousã, Académica e Agrária. A final terá lugar em Coimbra, já no próximo dia 5 de junho.

No Estádio Municipal de Rugby jogaram os sub-16, mas a equipa do CRAV não conseguiu alcançar um lugar no pódio, que daria também acesso à fase final neste escalão.

ESCALÕES DE FORMAÇÃO DO CRAV PARTICIPAM NO VI CONVÍVIO INTERNACIONAL DE VIGO

No sábado, 28 de maio, realizou-se a VI edição do convívio internacional de sub-8, sub-10 e sub-12 de Vigo, realizado nesta cidade espanhola, nomeadamente no campus universitário.

Apresentaram-se equipas sobretudo da Galiza e algumas do norte de Portugal. Ao CRAV coube-lhe a representação com uma equipa em cada escalão.

Num dia de clima instável, por vez difícil para a prática do rugby, os jovens atletas fizeram o melhor que puderam. Houve umas equipas mais bem-sucedidas que outras, quer em termos de resultado, quer em termos de exibição. Contudo, isso não foi o mais importante

Num ambiente tipicamente de rugby, dado ao convívio e à diversão pelo desporto e a sua prática, todos os intervenientes tiveram nota alta: jogadores, treinadores, dirigentes e pais deram importância ao jogo jogado pelo prazer de jogar, sem prestar atenção a questões laterais e contraproducentes em termos de formação desportiva.

VETERANO DO CRAV CONVOCADO PARA REPRESENTAR OS “LOBOS LEGENDS”

Gil Gonçalves é o nome do veterano do CRAV convidado pela Federação Portuguesa de Rugby para vestir a camisola de Portugal num encontro que vai colocar frente a frente as lendas nacionais e sul africanas.

gil_goncalves

O encontro amigável está integrado num tour que as lendas da África do Sul estão a fazer pelo nosso país, e está marcado para as 15 horas do próximo sábado, dia 4 de junho, no Jamor.

O veterano do CRAV é um dos 24 escolhidos de Tomaz Morais, treinador dos Lobos Legends.

ANDEBOL FEMININO – 2ª DIVISÃO NACIONAL EM ESPOSENDE: SENIORES DA JUVENTUDE DE MAR PERTO DA 1ª DIVISÃO E DO TÍTULO

O Centro Social da Juventude de Mar (JuvMar) está a um passo do regresso à 1ª Divisão Nacional em Seniores Femininos de Andebol e de se tornar campeão nacional da 2ª Divisão.

seniores 2016

A retumbante vitória na jornada do passado fim-de-semana das Seniores do Centro Social da Juventude de Mar no reduto do Vela de Tavira, no Algarve, por 16-27, fez aumentar a “confiança e a motivação” da equipa da beira-mar esposendense para o embate do próximo sábado, 4 de junho, frente ao Modicus, de Vila Nova de Gaia, no Pavilhão de Mar, pelas 19H00.

Este jogo referente à penúltima jornada do campeonato nacional da II Divisão reveste-se de capital importância para a equipa da JuvMar, já que em caso de vitória, sobe, automaticamente, à Iª Divisão e garante o título de campeã nacional. Isto porque, se a equipa de Esposende vencer totaliza 37 pontos e se o Académico do Porto também ganhar perfaz 34 pontos; no último jogo, mesmo perdendo, a JuvMar faz 38 pontos e o Académico do Porto só alcança os 37. Sobem à I Divisão os dois primeiros classificados.

A equipa da JuvMar tem tido um “percurso exemplar” ao longo do campeonato, com apenas uma derrota, estando “criadas expectativas positivas para se alcançar a vitória, e, assim, atingirem-se os objetivos propostos para a época”, segundo referiu o presidente Fernando Cepa, que espera “encher o pavilhão para o apoio à equipa”.

   Aquele dirigente está “confiante na subida” dado o percurso da equipa, o que a acontecer será “um prémio justo para o trabalho das atletas e da equipa técnica”, concluiu.

O técnico Paulo Martins adiantou que tudo “está a decorrer como o planeado desde o início da época” e deseja que as atletas “façam um grande jogo, já que a confiança e a motivação têm acompanhado as jogadoras e não é neste jogo que elas vão ganhar a confiança”. E remata: “só espero que haja um bom espetáculo”.

Dadas as expectativas criadas à volta deste encontro, o mesmo será transmitido, via internet, através da “Esposende Serviços TV”.

Sampaio Azevedo

Foto das Seniores

HISTORIADOR DANIEL BASTOS VAI AO CANADÁ APRESENTAR O LIVRO SOBRE EMIGRAÇÃO PORTUGUESA

Historiador Daniel Bastos apresenta em Toronto conferência e livro sobre a emigração portuguesa

No âmbito das comemorações do Dia de Portugal no Canadá, o historiador minhoto Daniel Bastos apresenta no dia 12 de junho (domingo), às 18h00, na Galeria dos Pioneiros Portugueses em Toronto, uma conferência sobre a história da emigração portuguesa.

A iniciativa, aberta à comunidade portuguesa de Toronto, estimada em cerca de 300 mil portugueses e luso-descendentes, é promovida pela Galeria dos Pioneiros Portugueses, um Museu criado em 2003 que se dedica à perpetuação da memória e das histórias dos pioneiros da emigração portuguesa para o Canadá.

A convite da instituição, que pretende dar-se a conhecer à comunidade canadiana em geral e a outras culturas, e numa altura em que a emigração portuguesa atinge níveis históricos, Daniel Bastos vai revisitar o fenómeno migratório como um dos traços estruturais da história de Portugal, e o seu impacto nas comunidades de origem e de destino.

Durante o evento, o investigador da nova geração de historiadores portugueses, que tem agendado durante a sua estadia na maior cidade do Canadá diversos encontros com as comunidades lusófonas, apresentará o seu mais recente livro “Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”.

A obra, uma edição bilingue, que conta com prefácio do multipremiado pensador Eduardo Lourenço, foi concebida a partir do espólio do conhecido fotógrafo franco-haitiano Gérald Bloncourt, e reúne mais de centena e meia de fotografias originais da maior importância para a história portuguesa do último meio século. Como as que o fotógrafo realizou sobre a viagem a “salto” que fez com emigrantes portugueses além Pirenéus, as da sua primeira viagem a Portugal na década de 1960, onde retratou o quotidiano das cidades de Lisboa, Porto e Chaves, ou as das comemorações do 1.º de Maio de 1974 na capital portuguesa, que permanecem como a maior manifestação popular da história portuguesa.

Refira-se, que ainda no dia 10 de junho (sexta-feira), o escritor e historiador natural de Fafe vai ser recebido no Consulado Geral de Portugal em Toronto, e que no dia 11 de junho (sábado), participará na quarta edição do Dundas West Fest, um evento cultural de referência da comunidade portuguesa em Toronto.

Com diversas participações em conferências nacionais e internacionais, assim como artigos e livros publicados no domínio da História Portuguesa, Daniel Bastos é licenciado em História e Pós-Graduado em Ética e Filosofia Política. Docente no Colégio João Paulo II em Braga, historiador e escritor, tem ao longo do seu percurso literário alicerçado junto das comunidades portuguesas espalhadas pelo mundo, recebido várias distinções e prémios.

PÓVOA DE LANHOSO REALIZA SEMANA DO EMPREGO

II Semana do Emprego de 31 de maio a 2 de junho

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através dos Serviços Sociais e Saúde, vai promover a II Semana do Emprego, de 31 de maio a 2 de junho, numa organização do Gabinete de Inserção Profissional.

Casa da Botica - fachada (2016) a

Para além de uma mostra de Emprego e Formação para a comunidade em geral, que irá decorrer no dia 2 de junho, na Praça Eng. Armando Rodrigues, na Vila da Póvoa de Lanhoso, e onde estarão representadas várias entidades com respostas nesta área, esta II Semana do Emprego englobará ainda a palestra “O Mundo Laboral…Que opções?”, no dia 31 de maio, pelas 10h30, no auditório da Casa da Botica; e uma palestra sobre "A Motivação", para o Emprego e a Formação, no dia 1 de junho, pelas 10h30, igualmente no auditório da Casa da Botica. Será ainda abordada a existência do Grupo de Entreajuda à Procura de Emprego (GEPE).

Pretende-se levar a debate uma série de assuntos primordiais sobre o tema do emprego/desemprego, sendo esta uma oportunidade para as pessoas interessadas terem contacto com os apoios vigentes do IEFP e desenvolver conhecimentos que podem fazer a diferença na hora de ingressar no mercado de trabalho.

Se é desempregad@, estudante ou empresári@ está convidado a participar nesta II Semana do Emprego, podendo fazer a sua inscrição através de gip@mun-planhoso.ptou do contacto telefónico 253 639 794.

EMPRESA DE CERVEIRA RECEBE DISTINÇÃO INTERNACIONAL

Autarquia felicita Gestamp Cerveira por mais uma distinção internacional

Pelo terceiro ano consecutivo, a Gestamp de Vila Nova de Cerveira foi premiada na categoria de ‘Melhores Fábricas de Fornecedores’, durante a 12ª Cerimónia Mundial de Premiação dos Fornecedores promovida pelo Grupo PSA. Autarquia congratula-se com reconhecimento público que prestigia a empresa e honra o concelho.

z1

“Trata-se de uma distinção importante e que incentiva o contínuo desenvolvimento empresarial do concelho”. É desta forma que o presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Cerveira reage ao prémio atribuído pelo Grupo PSA à Gestamp Cerveira. Fernando Nogueira considera que este “‘selo de reputação’ reconhece o papel que o tecido empresarial tem no desenvolvimento da economia local e na criação da riqueza, representando um incentivo para todas as empresas sediadas em Vila Nova de Cerveira”. “Cada uma, à sua medida, tem dado um forte contributo na criação de bem-estar económico-social”, destacou o autarca.

No passado dia 24 de maio, por ocasião do Supplier Day (Dia do Fornecedor), o Presidente Mundial do Grupo PSA, Carlos Tavares, e o Diretor Mundial de Compras, Yannick Bézard, premiaram os fornecedores pelo seu desempenho e pela qualidade com que responderam às expectativas do Grupo PSA.

Desta forma, na categoria das “Melhores Fábricas dos Fornecedores”, este ano foi recompensado o desempenho de 79 unidades industriais (cerca de 5% da carteira de fornecedores do Grupo) pela sua excelência industrial, com destaque para uma congratulação especial a seis fábricas de fornecedores que receberam este prémio pelo terceiro ano consecutivo, entre elas a Gestamp de Vila Nova de Cerveira, a única empresa portuguesa.

O Prémio “Melhores Fornecedores” promovido anualmente pelo Grupo PSA é encarado como uma oportunidade para reafirmar a importância estratégica da relação com os fornecedores na execução d o plano de crescimento rentável da empresa.

ESCOLAS SECUNDÁRIAS DE GUIMARÃES ADEREM À ASSOCIAÇÃO LABORATÓRIO DA PAISAGEM

PARCERIA FORMALIZADA ESTA SEGUNDA-FEIRA

Protocolo envolve comunidade estudantil do concelho. Presidente do Município de Guimarães propôs criação de bolsas de mérito para premiar trabalhos de alunos sobre sustentabilidade ambiental.

Laboratorio_Paisagem_Escolas_Secundarias

As quatro escolas secundárias de Guimarães aderiram esta segunda-feira, 30 de maio, à Associação Laboratório da Paisagem, assinando um protocolo de colaboração entre as instituições. Depois da adesão da AVE – Associação Vimaranense para a Ecologia, este é mais um passo na promoção da investigação científica, do ambiente e do desenvolvimento sustentável e na aproximação entre instituições de I&D e o meio educativo.

O protocolo de colaboração com as escolas secundárias Martins Sarmento, Francisco de Holanda, Santos Simões e Caldas das Taipas pretende «o reforço da cooperação pedagógica e científica entre as instituições, tornando possível a observação, pelos alunos e professores dos estabelecimentos de ensino, de processos de desenvolvimento de projetos conjuntos, estudos, estágios para alunos, exposições ou outras atividades diversas, que promovam a obtenção de conhecimentos com base em problemas reais complexos, na exploração de práticas, ideias e na pesquisa de soluções inovadoras», como salientou na cerimónia que teve lugar esta manhã o Presidente do Conselho Diretivo do Laboratório da Paisagem, Jorge Cristino, que anunciou que o próximo passo será dado com as empresas da região na área do ambiente.

Em nome das escolas secundárias, José Augusto Araújo, diretor da Secundária das Caldas das Taipas, enalteceu os protocolos assinados, porquanto o Laboratório da Paisagem é «um importante interface na promoção da educação para a sustentabilidade em múltiplas dimensões, constituindo-se como um instrumento de extrema importância para as escolas satisfazerem a sua missão». A Laboratório da Paisagem - Associação para a Promoção e Desenvolvimento Sustentável passa assim a contar com mais quatro parceiros essenciais no caminho de persecução da sua missão e dos seus objetivos na construção de um futuro mais sustentável.

Presente na cerimónia, o Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, sublinhou a missão do Laboratório da Paisagem no caminho que Guimarães está a fazer «para um território ambientalmente sustentável e que integra uma candidatura a Capital Verde Europeia. À medida que concretizamos um conjunto de ações, materiais e imateriais, envolvemos mais entidades e pessoas e essa envolvência é fundamental». Domingos Bragança mostrou ainda a disponibilidade do Município de Guimarães para premiar, com bolsas de mérito, um conjunto de trabalhos em matéria de sustentabilidade ambiental das escolas secundárias.