Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ARCOS DE VALDEVEZ REALIZA MOSTRA DE TEATRO LUSO-BRASILEIRO

Um mês de Teatro em Arcos de Valdevez: mostra de Teatro Luso-brasileiro junta entre Maio e Junho vários projetos nacionais e do Brasil.

Arcos de Valdevez irá receber a Mostra de Teatro Luso-Brasileiro entre os dias 6 de Maio e 10 de Junho de 2016. Várias serão as peças que passarão por Arcos de Valdevez, numa iniciativa do Município arcuense através da sua Casa das Artes.

No dia 6 de Maio, pelas 22h, o auditório da Casa das Artes recebe “Regresso Inesperado”, uma comédia de enganos, que retrata as peripécias de um casal desde que recebem uma carta, vinda da Califórnia, e que anuncia uma visita inesperada. Escrita por Nurmi Rocha, esta peça é levada a cena pelo GTV- Grupo de Teatro do Vez como homenagem a este malogrado autor Arcuense.

A 14 de Maio, pelas 21h30, é a vez da Casa do Povo de Soajo receber “Restaurante Europa”, pelo Grupo Duplaface, uma sátira ao mundo das aparências onde a preocupação é mostrar mais do que se é e ter mais do que se tem.

Dia 27 de Maio, pelas 22h, “Deus lhes dê em Dobro” estará em cena no auditório da Casa das Artes, e conta a história de dois mendigos que vivem nas ruas, em situação de miséria e total abandono, com a esperança sair da pobreza. A peça é encenada pela Companhia de Teatro Dragão 7 (Brasil) e conta também com participação de atores de Arcos de Valdevez.

A 28 de Maio, pelas 22h, e a 29 de Maio, pelas 15h, o auditório da Casa das Artes recebe “ARTE”, uma peça que regressa aos palcos com um novo elenco e nova encenação, com os atores João Lagarto, Vítor Norte e Adriano Luz.

No dia 3 de Junho, pelas 22h, “Grande Cena”, de Jacinto Lucas Pires, chega ao auditório da Casa das Artes. Uma peça sobre atores, sobre teatro, sobre estar vivo agora, no mundo, com encenação do Teatro Oficina, de Guimarães.

Haverá, também, sessões de teatro direcionadas ao público escolar. No dia 24 de Maio, de manhã e de tarde, a Companhia de Teatro Dragão 7 (Brasil) levará a cena no Auditório da Casa das Artes “Auto da Barca do Inferno”, e, nos dias 24, 25 e 26 de Maio, pela tarde nos estabelecimentos escolares do 1º. Ciclo, “Minha Casa, Sua Casa!”, peça encenada pela Gentalha Companhia de Teatro (Brasil).

Realizar-se-ão ainda Oficinas de Teatro para o público local, de 21 a 27 de Maio, no auditório da Casa das Artes e com orientação da Companhia de Teatro Dragão 7 (Brasil); os participantes irão integrar personagens do espetáculo no dia 27 de Maio, “Deus lhe dê em dobro”.

Com estas atividades pretende-se promover a cultura, fazer a divulgação do teatro, proceder à formação de novos “atores”, bem como à descentralização das iniciativas culturais pelo concelho.

BRAGA SENSIBILIZA PARA A PROTEÇÃO DO RIO CÁVADO

Projecto ‘Aqua Cávado’ contribui para afirmação e promoção do território. Segunda edição foi apresentada hoje, no Mosteiro de Tibães

Após o sucesso da primeira edição, o projecto ‘Aqua Cávado – O Rio que nos Une’ está de regresso com novas acções. Promovido pela Comunidade Intermunicipal (CIM) do Cávado e pela Agência de Energia do Cávado com o objectivo de sensibilizar a comunidade para a importância da utilização e conservação do rio Cávado, o projecto irá decorrer até Outubro sob o tema ‘O Rio e o Homem’.

CMB30052016SERGIOFREITAS0000001952

Na apresentação desta segunda edição, que decorreu hoje, 2 de Maio, no Mosteiro de Tibães, o presidente da CIM Cávado, Ricardo Rio, sublinhou o facto deste projecto afirmar e promover o território que tem no rio o seu principal traço identitário. “Entre os seis Municípios que compõem a CIM há um traço de identidade física e imaterial que é precisamente esta proximidade com o rio e a possibilidade de o aproveitarmos enquanto factor de desenvolvimento ambiental e turístico”, referiu o Autarca Bracarense.

De entre as várias acções previstas, Ricardo Rio destacou a componente da sensibilização, que inclui a realização de diversas iniciativas para os alunos e população em geral, o concurso de fotografia e a primeira edição do ‘Transcávado’, um passeio de BTT que pretende reunir cerca de 200 participantes para realizar o percurso desde a foz do rio, em Esposende, até Montalegre.

Segundo o Autarca, as iniciativas da CIM Cávado não se esgotam neste projecto, lembrando o trabalho que está a ser desenvolvido pelos diversos Municípios no sentido de alargar a rede de praias fluviais e, ainda, o projecto da Ecovia do Cávado que “se encontra numa fase muito adiantada de desenvolvimento”.

O projecto ‘Aqua Cávado – O Rio que nos Une’ preconiza o desenvolvimento de dezenas de actividades de diversas tipologias, tendo como principal área de actuação o rio Cávado e seus afluentes mais importantes. Para além da CIM Cávado e da Agência de Energia do Cávado, o projecto tem como parceiros os Municípios do território da NUT III Cávado, a Esposende Ambiente, o Mosteiro de Tibães, a AGERE e a Katavus. 

Todas as informações relativas ao projecto e as acções previstas podem ser consultadas em www.cimcavado.pt

CMB30052016SERGIOFREITAS0000001955

MUNICÍPIO DE PONTE DE LIMA APROVA OBRAS DE REQUALIFICAÇÃO EM FONTÃO E ARCOZELO

Câmara Municipal Aprova - Obras de Requalificação no Centro Cívico de Fontão e na Zona Histórica de Arcozelo

O Município de Ponte de Lima no âmbito da política de Reabilitação Urbana em zonas centrais das freguesias com espaços de cariz coletivo e social que se encontrem degradadas e urbanisticamente mal definidas, está a realizar obras de requalificação no centro cívico de Fontão. A intervenção visa a “Construção e Conservação de Passeios e Outros Espaços Públicos”. A obra em fase de execução resulta num investimento de 394.555,00 euros, acrescido de IVA à taxa legal em vigor.

vila 2003 ctr 2

A zona intervencionada é ponto de encontro da população e palco de eventos festivos, pelo que, a proposta incide na redefinição do espaço público com o objetivo de criar melhores condições de vivência e usufruto pela população e visitantes propondo-se um considerável aumento do espaço destinado às pessoas, totalmente acessível e livre de barreiras arquitetónicas.

Pretende-se favorecer a circulação pedonal e o usufruto do espaço público através do alargamento da principal via de acesso local e a repavimentação total da área de intervenção com materiais distintos para diferenciar os espaços de circulação pedonal e automóvel propondo-se ainda construção de instalações sanitárias públicas, reordenamento dos lugares de estacionamento, a renovação parcial da plantação arbórea, a beneficiação da iluminação pública e do mobiliário urbano e ainda a colocação de um parque infantil numa zona central da nova praça.

Para a Vila de Arcozelo, a Câmara Municipal aprovou a empreitada de "Requalificação da zona urbana de Zona Histórica da Vila”.

A obra vai abranger um conjunto de artérias locais situadas na margem direita do rio Lima que, apesar de possuírem características muito interessantes e constituírem um excelente percurso pedonal. A proposta de intervenção passa pela remoção da generalidade dos atuais materiais de revestimento dos pavimentos e posterior pavimentação através da reposição de alguns desses materiais ou aplicação de materiais novos com o objetivo de criar melhores condições de circulação pedonal e automóvel, de vivência e usufruto pela população e visitantes.

À semelhança do Centro Histórico de Ponte de Lima, pretende-se e favorecer a valorização do espaço público apostando no granito da região como material dominante para revestimento dos pavimentos e eliminar, sempre que se considere adequado, a diferença de cota entre zonas pedonais e automóveis de modo a favorecer a mobilidade.

No geral, propõe-se a redefinição do espaço público através da pavimentação total da área de intervenção diferenciando os espaços de circulação pedonal e automóvel, a beneficiação da iluminação pública através da colocação de novas luminárias de cor cinza, distribuídas de acordo com o projeto de especialidades elétricas, e colocar sinalética informativa e sinais de trânsito.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO BRACARENSE VISITA EMPRESA DE TELECOMUNICAÇÕES

Ricardo Rio visitou sede do grupo sediado em Braga. TLCI nomeada Embaixadora Empresarial de Braga

A “TLCI – Soluções Integradas de Telecomunicações” foi distinguida hoje, dia 02 de Maio, com o título de Embaixador Empresarial de Braga, numa iniciativa da InvestBraga que tem por finalidade promover o desenvolvimento da economia local e divulgar as potencialidades do Concelho.

CMB30052016SERGIOFREITAS0000001950

O grupo TLCI é actualmente constituído por quatro empresas - TLCI, MMCI, Mobile World e Phone House. Com 23 anos de existência, a TLCI é um dos principais players no negócio das telecomunicações em Portugal, através da oferta de produtos e serviços integrados de comunicações pessoais, residenciais e empresariais. Exemplos disso são a parceria com a PT-Telecomunicações e a comercialização de várias marcas, entre as quais se destacam a MEO, a PT Empresas, a Wiko, a Toshiba, a Storex e a MTT.

Como sublinhou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, a TLCI é das empresas de maior dimensão do nosso Concelho e tem demonstrado ´sucessivamente uma notável capacidade de inovação´. “Essa é uma das marcas que temos tentado vender do Concelho e do tecido empresarial de Braga, potenciando o investimento futuro no território. Esperamos que esse pioneirismo e espírito inovador da empresa se mantenha numa área com uma alta capacidade de evolução, continuando a fazer de Braga uma referência no sector”, afirmou.

CMB30052016SERGIOFREITAS0000001948

Por seu turno, Carlos Oliveira garantiu que é importante promover os bons exemplos empresariais que existem em Braga para dá-las a conhecer ao mundo e permitir que se repliquem essas boas práticas. “Queremos que os embaixadores empresarias possam ajudar a trazer mais investimento para Braga e a expandir os negócios que já cá estão. É isso que desenvolve a economia, cria emprego e melhora a qualidade de vida das pessoas”, disse.

Por seu turno, Capa Pereira, administrador da TLCI, referiu que este é mais um estímulo no sentido de promover Braga no exterior. “É algo que já fazíamos e que pretendemos continuar a fazer, desta feita de forma articulada com o poder local. Em 2015 atingimos um volume de negócios de 120 milhões de euros, o que representa um crescimento muito significativo face aos anos transactos, e temos 1400 pessoas a trabalhar directamente com o grupo TLCI”, concluiu.

CMB30052016SERGIOFREITAS0000001947

CMB30052016SERGIOFREITAS0000001945

MONÇÃO REQUALIFICA REDE VIÁRIA EM TROVISCOSO

Após intervenção na Rua de Rodas, a qual englobou alargamento e colocação de passeios, a União de Freguesias de Monção e Troviscoso procedeu à pavimentação da Rua do Cristelo e Rua da Senhora da Ajuda, beneficiando a circulação automóvel no interior de Troviscoso.

rede viaria 01 (Large)

A concretização de uma rede viária segura e eficiente é um objetivo partilhado pela Câmara Municipal de Monção e União de Freguesias de Monção e Troviscoso, procedendo-se, nesse sentido, a um conjunto de intervenções que tem como finalidade o cumprimento daquela estratégia.

Depois de uma intervenção profunda na Rua de Rodas, a qual englobou alargamento e pintura da via e colocação de passeios, a União de Freguesias de Monção e Troviscoso procedeu à pavimentação da Rua do Cristelo e Rua da Senhora da Ajuda num investimento global de 85 mil euros, imposto incluído.

Rede viária 02 (Large)

Trata-se da requalificação de duas vias relevantes para quem circula no interior de Troviscoso, permitindo uma mobilidade mais segura e fluída aos munícipes e uma acessibilidade mais facilitada dos habitantes locais às respetivas residências.

Estes trabalhos de modernização e valorização da rede viária de Troviscoso refletem, segundo o autarca monçanense, Augusto de Oliveira Domingues, um passo importante para quem reside naquele território, implicando maior conforto e qualidade de vida aos seus habitantes.

Para o autarca da União de Freguesias de Monção e Troviscoso, João Luis Domingues, estes investimentos geram “um grande contentamento” porque consubstanciam “um objetivo comum a todos”: “Proporcionar melhores condições a residentes e visitantes”.

Refira-se que no âmbito da política de decentralização e autonomia para as juntas de freguesia, o Município de Monção inscreveu, no Orçamento e Plano Plurianual de Investimentos para o presente ano, uma verba de 1.5 milhões de euros para distribuir pelas freguesias de acordo com três critérios: igualdade, área e população.

Os valores disponibilizados a cada freguesia destinam-se a comparticipar a realização de diversas obras que, desta forma, passarão a desenvolver-se sob responsabilidade direta das respetivas juntas. Além da beneficiação da rede viária, deverão ser contempladas intervenções na área social, cultural, desportiva e recreativa.

rede viária 04 (Large)

PONTE DE LIMA APRESENTA CARTAZ DAS FEIRAS NOVAS

O Arauto. Feiras Novas de Ponte de Lima - 190 anos

Apresentação do Cartaz Feiras Novas 2016. 5 de maio – 19h00 – Largo de Camões

A Associação Concelhia das Feiras Novas assinala a efeméride dos 190 anos da Romaria Minhota mais antiga de Portugal, uma vez que “em 5 de maio de 1826 obtiveram os moradores da Vila de Ponte de Lima, por provisão do Rei D. Pedro IV, autorização para se fazerem todos os anos, em ocasião das festividades de Nossa Senhora das Dores, feira de todos os géneros, mercadorias e gados na sobredita villa e no local que designarem”. E assim se instituíram as Feiras Novas em oposição às Feiras Velhas referenciadas no foral concedido por D. Teresa, em 1125.

O aniversário será assinalado com um conjunto de momentos alusivos às tradicionais festas do concelho, com destaque para a apresentação do Cartaz das Feiras Novas 2016, no dia 5 de maio, às 19 horas no Largo de Camões.

A anteceder este momento, o Largo de Camões, sala de visitas de Ponte de Lima, recebe a tradição cultural e musical com o Rancho Folclórico da Correlhã, às 18h30, continuando a partir das 21 horas, com a Arruada desde a Expolima, passando pela Alameda de S. João e terminando no Largo de Camões.

O programa das comemorações dos 190 anos das Feiras Novas inclui, a partir do dia 2 de maio, diversões e um concerto pela Banda de Música de Ponte de Lima, na quarta-feira, 4 de maio, às 22 horas no Largo de Camões.

O convite para celebrar este aniversário está a ser divulgado através do ARAUTO, publicação literária e anunciadora, numa iniciativa da Associação Concelhia das Feiras Novas, a recordar como outrora o ARAUTO anunciava as Festas Limianas.

As Feiras Novas de Ponte de Lima, conhecidas também como a “Romaria de noite e de dia”, decorrerão no segundo fim-de-semana de setembro, de 7 a 12 de setembro.

MUNICÍPIO DE FAMALICÃO DEFENDE ENSINO PARTICULAR E COOPERATIVO

Paulo Cunha mostra-se preocupado, mas acredita no bom-senso do Governo. Famalicão não aceita que o Governo “rasgue” contratos de associação com escolas do concelho

A Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão vai tentar sensibilizar o Governo de Portugal para a importância das escolas privadas e cooperativas de ensino no concelho, demonstrando a incapacidade das escolas públicas em dar uma resposta eficiente à totalidade dos alunos famalicenses. Num documento direcionado ao Ministério da Educação e Ciência, a autarquia assume uma posição pioneira no país, liderando este processo de contestação pública no concelho. A autarquia vai também convocar de imediato uma reunião extraordinária do Conselho Municipal da Educação.

Didaxis S.Cosme

O documento tem como objetivo principal convencer o Governo de Portugal a manter os atuais contratos de associação dos estabelecimentos de ensino que compõe a Rede Local de Educação e Formação de Famalicão, garantindo aos alunos, pais e encarregados de educação o direito, constitucionalmente consagrado, de liberdade de escolha da sua educação e da sua escola. A autarquia pede, ainda, ao Governo que ouça a comunidade educativa local sobre todo o processo de reorganização educativa, nomeadamente a autarquia, o Conselho Municipal de Educação, a Rede Local de Educação e Formação e a FECAPAF – Federação Concelhia das Associações de Pais e Encarregados de Educação de Vila Nova de Famalicão.

Refira-se que esta tomada de posição surge depois da notícia avançada pela Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo (AEEP) que, após reunir com a Secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão, diz ter sido "surpreendida" com a alteração das regras dos contratos de associação na sequência da publicação do novo normativo de matrículas e frequência escolar já para o próximo ano letivo.

A contestação do executivo municipal liderado por Paulo Cunha não se fez esperar. A autarquia está preocupada com o futuro de cerca de 40 por cento dos alunos dos 2.º e 3.º ciclos e secundário de Famalicão que frequentam estabelecimentos de ensino com contrato associação e com o futuro das próprias instituições educativas. 

“Estou muito preocupado com as consequências que esta medida trará para milhares de famílias no concelho de Famalicão. São milhares de famílias que têm os seus educados a frequentar estas escolas e que neste momento não sabem o que lhes vai acontecer”, referiu Paulo Cunha no final da sessão da Assembleia Municipal. 

O autarca criticou , de forma veemente,  o timing desta decisão. “Acho de uma tremenda irresponsabilidade que, às portas do mês de maio, o governo venha anunciar esta medida, numa altura em que o ano letivo está praticamente a terminar e que as famílias ficam sem saber o que vai acontecer aos seus educandos”.

Paulo Cunha acredita que a decisão não será concretizada até porque seria “mau de mais para Portugal e para esta região onde temos excelentes escolas do setor cooperativo e do setor particular que têm um excelente desempenho. São escolas com mais de 40 anos, com provas dadas com milhares e milhares de jovens e adultos formados nestas escolas”.

O documento que será apresentado ao Governo é uma ação concertada com as escolas e com a Rede Local de Educação e Formação. “As escolas estão alarmadas com esta situação, mas mais que as escolas e os professores o que mais nos preocupa são as famílias”, destacou.

Paulo Cunha referiu, ainda, que a Câmara Municipal está disponível para liderar este processo “porque para nós não há dois tipos de escolas, nós não distinguimos as escolas, todas elas integram a rede e todas elas são importantes”.

Aliás, o município de Vila Nova de Famalicão tem encetado um trabalho de proximidade e de partilha em rede, intensificado com o Programa Aproximar, valorizando o ensino das Escolas Públicas, sem desvalorizar o bom ensino que também é realizado nas escolas com contrato de associação. 

O presidente da Câmara Municipal aproveitou também para deixar uma sugestão ao governo: “A melhor coisa que o governo pode fazer pela educação em Famalicão é não interferir. Fiquem fora do processo educativo em Famalicão”.

Recorde-se que as escolas em questão são as Escolas Cooperativas Didáxis de Riba de Ave e S. Cosme e o Externato Delfim Ferreira em Riba de Ave, instituições educativas que são uma referência na região e que já foram responsáveis pela formação de várias gerações de alunos. Para além destas, também a Cooperativa e Ensino Alfacoop, de Ruilhe, concelho de Braga, e o Instituto Nun'Alvres, das Caldas da Saúde, concelho de Santo Tirso, recebem alunos de Vila Nova de Famalicão e, por isso, fazem parte da Rede de Educação e Formação do concelho

AMARES REGISTA GRANDE ADESÃO À FEIRA SOCIAL

Forte adesão à II Feira Social Saúde e Bem Estar de Amares

Com o bom tempo a convidar, centenas de pessoas visitaram, durante o fim-de-semana, a II Feira Social Saúde e Bem-Estar de Amares. A iniciativa deu a conhecer as ofertas nas áreas social, saúde e bem-estar, existente no concelho e contou, este ano, com algumas novidades que despertaram o interesse da população, que aderiu em massa.

Feira Social Saúde e Bem Estar4

“O executivo camarário entende que decorreu acima das expetativas, o bom tempo ajudou imenso à concretização de todas as atividades e motivou a que as pessoas saíssem de casa e se deslocassem até a centro de Amares”, começou por referir a vereadora da Ação Social do Município de Amares, Cidália Abreu, em jeito de balanço.

Um variado programa de animação e um porco assado no espeto foram algumas das inovações introduzidas na edição deste ano e que constituíram, na opinião da vereadora, motivos de atração para os visitantes.

Feira Social Saúde e Bem Estar3

“Penso que, para além de divulgar e promover o excelente trabalho das IPSS´s e associações do concelho, o facto de termos tornado esta feira um pouco mais abrangente, proporcionando um diversificado programa de animação, contribuiu para o sucesso desta iniciativa”, referiu Cidália Abreu.

“O desfile d´Avó, o corso carnavalesco, os vários momentos musicais, entre todas as outras iniciativas, criaram uma dinâmica muito grande no centro da Vila e que fizeram com que a II Feira Social Saúde e Bem Estar de Amares fosse muito concorrida”, acrescentou, sublinhando que o sucesso desta iniciativa “só foi possível porque todas as IPSS´s estiveram de mãos dadas na planificação e na concretização deste evento.

Feira Social Saúde e Bem Estar2

A vereadora destacou, ainda, a “entrega e dedicação" de todas as entidades, técnicos e colaboradores do Município de Amares, envolvidos nesta iniciativa e lembrou que o Município de Amares dispõe de respostas na área social em todas as faixas etárias (desde a creche até à 3ª idade).

Feira Social Saúde e Bem Estar

BARCELOS REALIZA PROCISSÃO DA INVENÇÃO DA SANTA CRUZ

A Grandiosa Procissão da Invenção da Santa Cruz

Amanhã, dia 3 de maio, às 17h00, da Igreja Matriz, partem num desfile único no País as 89 cruzes a representar as 89 paróquias do concelho

A Grandiosa Procissão da Invenção da Santa Cruz é o ponto alto da Festa das Cruzes. Um desfile único no país que reúne as 89 cruzes de todas as paróquias do concelho de Barcelos. A Procissão sai da Igreja Matriz, às 17h00, percorrendo as principais ruas da cidade, e termina no Templo do Bom Jesus da Cruz, lugar especial onde nasceu a lenda do Milagre das Cruzes, motivo pelo qual se celebra a Festa das Cruzes.

FAMALICÃO RECEBE MARATONA BTT

7.ª Maratona BTT realiza-se este domingo, dia 8 de maio. Inscrições ainda decorrem. Uma maratona de adrenalina para os amantes do BTT

Mais do que uma prova, uma grande festa do desporto. Contagem decrescente para o regresso de uma das provas de BTT mais vibrantes e entusiásticas da região Norte. A Maratona BTT de Vila Nova de Famalicão está de volta para a sua sétima edição e no próximo domingo, dia 8 de maio, promete fazer do concelho famalicense paragem obrigatória para os amantes da modalidade.

Maratona BTT2

Garantida está já a presença de cerca de 700 atletas, para uma prova que se desdobrará em dois desafios: um de 70 km (maratona) e outro de, aproximadamente, 40 km (meia-maratona).

Um circuito carregado de adrenalina, que terá como epicentro o Parque da Juventude e que atravessará a paisagem natural das zonas centro e norte de Vila Nova de Famalicão, com passagem pelos caminhos rurais, estradas e trilhos de cerca de quinze freguesias do concelho.

A iniciativa, organizada pela Associação Amigos do Pedal com o apoio da autarquia, não tem qualquer caráter competitivo, contudo serão atribuídos tempos e ordem de classificação nos dois percursos, com a atribuição de prémios para os três primeiros da geral de cada categoria (masculino/feminino) e nos diversos escalões.

A prova é livre e aberta a todos os indivíduos com idade igual ou superior a 14 anos. As inscrições decorrem até ao final desta semana no site oficial da iniciativa, em www.maratonafamalicao.com.

PONTE DA BARCA ASSINALA DIA INTERNACIONAL DA DANÇA

Praça da República encheu para enaltecer esta manifestação de arte

Foi pelo terceiro ano consecutivo que a câmara Municipal de Ponte da Barca assinalou o Dia Internacional da Dança. Nem o frio que se fez sentir na noite da passada sexta-feira impediu que a praça da república enchesse para o espetáculo que celebrou a dança e os seus diversos estilos, e no qual participaram todas as estruturas que em Ponte da Barca ensinam e praticam esta arte.

As várias performances que estiveram em palco fizeram deste um espetáculo único e enalteceu uma das mais importantes manifestações artísticas.

hmy4pL1NGevFpDBTrSk3

GUIMARÃES MELHORA REDE VIÁRIA

OBRA DO CONTRATO DE URBANIZAÇÃO DE SILVARES DE 23.12.2008

Já está a ser construído o ramal de ligação da estrada de Pevidém à Variante de Creixomil

Manter traçado da antiga estrada nacional, garantir as acessibilidades locais, passar sob a A7 e assegurar ligação à Variante são as características de uma importante intervenção rodoviária, que ficará pronta neste verão.

Guimaraes_Variante_Creixomil_Mouril

A Câmara Municipal de Guimarães iniciou a construção do ramal de acesso da rotunda de Mouril à Variante de Creixomil, obra que permitirá descongestionar o trânsito na estrada que liga Pevidém (EN310) à rotunda de Silvares (EN206). A ligação proposta aproveita, de uma forma geral, o antigo traçado da EN 310, criando uma via de entrada na Variante de Creixomil, com sentido único de circulação e dotada de uma faixa de aceleração com uma extensão de cerca 100 metros.

A via, por sua vez, terá uma faixa de rodagem de 4 metros e bermas de 1 metro de largura, estando contemplada a execução de todos os trabalhos de drenagem, pavimentação, sinalização e segurança. Com um prazo de execução de 75 dias, a intervenção, que principiou neste último sábado, 30 de abril, foi adjudicada pelo valor de 230.731,59 euros, montante ao qual acresce a taxa de IVA em vigor.

Esta obra faz parte das obrigações contratuais da denominada Centralidade de Silvares – “Contrato de Urbanização da Centralidade de Silvares” – e tem como objetivo a construção de uma via segregada para facilitar todos os movimentos provenientes de Sul, em direção ao centro urbano. Além de se criarem melhores condições de acesso aos veículos provenientes de Pevidém, beneficiam-se também as condições de utilização da rotunda de Silvares e, por consequência, reduzem-se os tempos de espera dos veículos que a ela acedem.

No troço inicial do novo ramal, são permitidos os dois sentidos de circulação, de modo a serem mantidas as acessibilidades locais, todavia, na parte final, apenas será autorizado o movimento de acesso à Variante. Com o intuito de salvaguardar qualquer comportamento inadequado, criou-se um local para inversão do sentido de marcha. Os passeios, por sua vez, serão pavimentados com lajetas de betão e as faixas de estacionamento com calçada à fiada de cubos de granito.

VIZELA REALIZA VISITAS GUIADAS

Visitas Guiadas “Descobrir Vizela 2016”

Realiza-se já no próximo dia 23 de maio a primeira de 21 visitas guiadas, promovidas pela Câmara Municipal, no âmbito da iniciativa Visitas Guiadas “Descobrir Vizela 2016”.

A Câmara Municipal volta a apostar na iniciativa Visitas Guiadas “Descobrir Vizela”, estando prevista a realização de várias visitas aos locais de maior interesse turístico, tanto na Cidade como no Concelho.

As Visitas Guiadas “Descobrir Vizela” têm vindo a desempenhar um papel muito importante para a dinamização turística do concelho de Vizela. São sempre acompanhadas por um técnico dos Serviços de Turismo, para assim transmitir todas as indicações turísticas que sejam necessárias.

De salientar que estas Visitas Guiadas são gratuitas, assim como o transporte com um número limite de lugares.

Os interessados em participar nesta iniciativa deverão proceder à inscrição, até 3 dias úteis antes da realização das visitas, dirigindo-se pessoalmente à Loja Interativa de Turismo, sita na Rua Dr. Alfredo Pinto, n.º42 ou através dos seguintes contactos: telefone 253 489 644 ou correio eletrónico turismo@cm-vizela.pt.

Toda a informação sobre a realização das Visitas Guiadas está disponível em desdobráveis próprios nos Serviços de Turismo ou através da página de Internet da Câmara Municipal em www.cm-vizela.pt.

Visitas Guiadas “Descobrir Vizela 2016”

Visitas à Cidade de Vizela

23 e 30 de maio

6, 13, 20 e 27 de junho

15 e 25 de julho

1 e 2 de agosto

Visita às Freguesias de Vizela

22 e 29 de junho

13, 20 e 27 de julho

3 de agosto

Visitas Guiadas às Caves Casalinho

21 e 28 de junho

19 e 26 de julho

2 de agosto

AMIZADE JUNTA FOLCLORISTAS EM FAMALICÃO

5º Encontro de Amigos Folcloristas. Sábado, 30-ABR-2016

No seguimento das comemorações do N/ 25º aniversário do N/ Grupo Etnográfico Rusga de Joane, vimos por este meio enviar uma breve nota informativa do "5º Encontro de Amigos Folcloristas", que se realizou no passado sábado, 30 de abril, no Largo 3 de Julho (antigo Campo da Feira), na Vila de Joane. Segue em anexo o cartaz do evento.

Foto_Augurto_Ferreira(7)

Cerca de 500 folcloristas dançaram, cantaram e tocaram ao ritmo do folclore português. As chulas, os viras, os malhões, o fandango e tantas outras danças das mais variadas regiões do país, encheram o Largo 3 de julho, de modo tão espontâneo, quanto de alegria e de partilha. Reuniram-se folcloristas de todo o país, incluindo das ilhas Madeira e Açores e de emigrantes portugueses (de algumas comunidades da França).

Além das oficinas de danças tradicionais, houve ainda oportunidade para oficinas de bordados, jogos tradicionais, cantares polifónicos, concertina e violão.

Foto_Carla_Soares(2)

Rompendo com os modelos padronizados dos grupos folclóricos, este 5º Encontro de Amigos Folcloristas caracteriza-se pela aprendizagem e partilha do património popular português, ao jeito contemporâneo, sem trajes, sem formalidades, mas sim, de modo festivo, informal e sem barreiras fronteiriças, que muito entusiasmam as gerações mais novas e os aproximam desta vertente da cultural tradicional.

Foto_Carla_Soares(24)

Este ano, tivemos o privilegio da presença do produtor Tiago Pereira, fundador do projeto "A Música Portuguesa a Gostas Dela Própria" (nos último anos tem-se dedicado à captação de registos das mais variadas áreas tradicionais. com milhares de videos no seu canal online, com um programa na RTP2 e Antena1), que registou todo o encontro, deixando na sua página de facebook a seguinte mensagem sobre o encontro: "Hoje foi um dia memorável, primeiro emociono-me sempre que vejo jovens dançar o que vem dos seus avós e bisavós, felizes e livres como se tivessem na discoteca, segundo porque é o folclore do futuro, livre das prisões dos trajes e dos palcos, das coreografias rígidas e de outros tempos. É um folclore feito de jovens, de alegria e liberdade. Hoje percebi que nada ia morrer, só se ia renovar e percebi, o que sempre soube, a tradição é sempre contemporânea. Sempre! No Sábado, concluí que fora do espartilho dos ranchos folclóricos há vida, há pulsação, há aquele entusiamo que as danças têm quando são dançadas de forma expontânea. Sábado foi muito importante para mim, estes encontros de jovens amigos flocloristas têm de continuar a e abrirem-se ao mundo"

Este encontro de amigos folcloristas que começou em 2012, já passou por Leça da Palmeira, Coimbra, Santa Marta de Portuzelo (Viana do Castelo), Coruche, este ano em Joane (V.N.Famalicão) e no próximo ano de 2017, irá até São Romão -Seia (Serra da Estrela).

Fotos: Augusto Ferreira

Foto_Carla_Soares(41)

Foto_Augurto_Ferreira(6)

 

MELGAÇO RECEBE "ALVARINHO TRAIL"

29 de maio: 2º Melgaço Alvarinho Trail: Turismo aventura. Três provas fazem parte deste cartaz: 45km, 26km e 16km

A Melsport – Melgaço, Desporto e Lazer EM, com o apoio do Município de Melgaço, Melgaço Radical e Solopisadas, levará a cabo a II Edição do MAT – Melgaço, Alvarinho Trail. O evento acontece no dia 29 de maio, pelas 9 horas, e tem como objetivo potenciar em primeira instância a marca Melgaço e tudo o que a referida aporta a vários níveis, como a gastronomia, cultura, história, costumes, desporto de Natureza entre outros, dando especial enfoque ao vinho Alvarinho e à importância que este néctar representa para o desenvolvimento da Região.

2º Melgaço Alvarinho Trail

O evento será constituído por provas com percursos espetaculares: um Ultra Trail com 45 km de distância e 2340m D+, um Trail com 26 km de distância e 1140m D+ e um Mini Trail / Caminhada com 16 km e 360m D+, que permitirão aos participantes desfrutar de algumas das paisagens mais deslumbrantes do concelho de Melgaço. Todos os percursos decorrem no Concelho de Melgaço percorrendo as freguesias de Prado, Vila, Chaviães, Fiães, Roussas, S. Paio, Paderne e Remoães. As várias etapas iniciam e terminam no Centro de Estágios de Melgaço.

O vencedor receberá um troféu elaborado pelos utentes da APPACDM - Centro de Reabilitação de Prado.

O evento promete divertimento, emoções fortes e respeito pela mãe natureza. Agraciados por excelentes condições naturais, quer na montanha quer no rio, as prioridades da iniciativa são estimular os sentidos e aumentar o respeito pela natureza.

No ano passado participaram cerca de 250 atletas, número que se espera ultrapassar nesta segunda edição. A organização espera também que a iniciativa tenha impacto no tecido económico local e que seja impulsionadora de novas transações comerciais, gerando um sentimento de identidade da parte dos participantes, para que regressem num futuro próximo.

Os interessados em participar poderão fazê-lo em www.melgacoalvarinhotrail.com ou em www.cyclonessports.com/index.php/35-ii-melgaco-alvarinho-trail. No início será servido um bolo e um café para todos os atletas.

De salientar ainda que os atletas inscritos poderão usufruir de uma entrada em cada um dos seguintes museus: Museu de Cinenam de Melgaço – Jean Loup Passek, Espaço Memória e Fronteira, Núcleo Museológico de Castro Laboreiro e o Núcleo Museológico da Torre de Menagem.

“ROMÂNICO EM CELORICO” RECEBE VISITA GUIADA

No dia 30 de abril, o Românico de Celorico foi alvo de uma visita guiada promovida pelo Município de Celorico de Basto em parceria com a Rota do Românico.

_DSC1092

A visita cingiu-se aos monumentos inseridos na Rota do Românico tendo começado na Igreja de Sta. Maria de Veade seguindo para a Igreja do Salvador de Ribas e a igreja do Salvador de Fervença. A visita terminou no único Castelo inserido na Rota do Românico, o Castelo de Arnoia.

“A valorização do nosso património é fundamental e crucial para a nossa identidade. Temos edifícios com marcas inigualáveis da arquitetura românica que tornam este concelho local de visita obrigatória para os “amantes” do património”, disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva. “O românico é um dos pontos de atratividade deste concelho mas existem outros igualmente aliciantes dignos de visita”.

A participar na ações estiveram várias dezenas de visitantes que se mostraram maravilhados com as características dos monumentos. O guia da visita, técnico da Rota do Românico, mostrou todos os pormenores deste estilo arquitetónico saliente nos monumentos visitados.

Recordar que Celorico de Basto dispõe de um Centro Interpretativo que serve de apoio ao Castelo de Arnoia e que permite a explicação de todos os pormenores referentes a este ex-libris local.

_DSC1101

BRAGA ASSINALA ANIVERSÁRIO DA STARTUP BRAGA

2º Aniversário da StartUp Braga. “Talks and Awards”. Amanhã, Terça-feira, dia 02 de Maio, pelas 16h00, no GNRation, em Braga

O Presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, e o presidente da InvestBraga, Carlos Oliveira, realizam a sessão “Talks and Awwards”, da Startup Braga, que terá lugar amanhã, Terça-feira, 02 de Maio às 16h00, no Edifício gnration, em Braga.

Com o intuito de assinalar o 2º aniversário da StartUp Braga, o evento contará com uma gala de entrega de prémios que reconhecerão as melhores startup’s desta comunidade.

A iniciativa conta com a presença de alguns empreendedores de sucesso, como Ricardo Costa da Loqr e representante da internacional UpHold.

Recorde-se que a Startup Braga conta com a parceria da Microsoft Ventures, com o intuito de fomentar o empreendedorismo e captar investimento para Braga.

A Startup Braga é um hub de inovação desenhado para apoiar startups e empreendedores na criação e no desenvolvimento de projectos com elevado potencial de crescimento e internacionalização, que disponibiliza programas de aceleração e incubação a startups com ambição internacional.

MUNICÍPIO DE CAMINHA MELHORA SINALÉTICA DE VILA PRAIA DE ÂNCORA

O Município de Caminha promoveu a renovação da sinalética de Vila Praia de Âncora. A que existia, para além de desatualizada, utilizava vários elementos de suporte que manifestavam falta de cuidado. Este investimento faz parte das preocupações com a valorização do espaço urbano do concelho e com a melhoria das condições de funcionamento dos espaços coletivos de Vila Praia de Âncora, constituindo assim uma importante componente dos programas de estruturação urbanística e de estruturação ambiental.

sinalética VPA 2016 (2)

São mais de uma centena de novas placas que reforçam e hierarquizam o sistema de sinalização locativa e orientação espacial das principais entradas de Vila Praia de Âncora, garantindo a homogeneidade gráfica dos elementos.

Para enquadramento da solução proposta foram reconhecidos os aspetos das tipologias e localizações das atividades, com relevo para os equipamentos e serviços coletivos, as caraterísticas do traçado e as estratégias de funcionamento e de mobilidade urbana desta vila. 


As intervenções fazem-se sentir na Rua 5 de Outubro, na Cruz Velha, a Rua 31 de Janeiro, junto ao entroncamento para a praia, no Nó de Erva Verde, a poente e a nascente, na rotunda de Baralha, na Rua Dr. José Teixeira de Queiróz, na Rua Miguel Bombarda, junto à GNR, na Rua Contra Almirante Jorge Maia Ramos Pereira, junto aos CTT, e nas ligações do viaduto da N13, na Rua 25 de Abril.

sinalética VPA 2016 (1)

BRAGA RECEBE MAIS DE CINCO MIL PESSOAS NO “OPEN DAY” DO GNRATION

Evento assinalou o terceiro aniversário do espaço cultural Bracarense

Mais de cinco mil pessoas passaram pelo gnration no ´Open Day´, que se realizou no Sábado, 30 de Abril. O evento assinalou a comemoração do terceiro aniversário do espaço cultural Bracarense que é já um polo de referência no panorama nacional e internacional.

gnration open day 1

Durante todo o dia, das 10h00 às 04h00, concertos, dj sets, exposições, instalações e oficinas para os mais novos, entre outras actividades, encheram as medidas dos visitantes, numa comemoração que teve entrada gratuita e ´portas abertas´ para toda a comunidade poder apreciar o trabalho que tem sido feito no gnration.

O ponto alto do evento foram os concertos das bandas portuguesas Sensible Soccers, Glockenwise, PZ e Filho da Mãe, que tiveram lotações esgotadas. O dia arrancou logo pela manhã com actividades de serviço educativo direccionadas para os mais novos. O público teve também a oportunidade de visitar as instalações ´Non Human Device#3´, por Boris Chimp, e ´Urban Algae Folly extended´, uma representação sonora por Rui Dias a partir da primeira peça arquitectural viva do mundo trazida pelo Laboratório Ibérico de Nanotecnologia (INL) e caracterizada por integrar culturas de microalgas e protocolos de cultivo digital em tempo real.

gnration open day 2

Em projecção non-stop, o gnration exibiu três documentários: Outros Cantos, uma produção própria que retracta a construção de um espectáculo de comunidade; Sonic Boom: Artist In Residence, documentário do realizador Eduardo Morais sobre a residência artística de Peter Kember (fundador dos Spacemen3) levou a cabo no gnration; e (re)GNRation, o primeiro minidocumentário do Atelier Carvalho Araújo que mostra como o edifício gnration se foi adaptando às diferentes necessidades no seu processo de pós-ocupação.

O evento terminou com dj sets a cargo de elementos dos Sensible Soccers e da Rádio Universitária do Minho, que também esteve presente com uma emissão especial a partir do local durante a tarde.

gnration open day 3

Em 2016, o gnration arrancou com uma parceria entre o Laboratório Ibérico de Nanotecnologia (INL) e o Município de Braga, que proporcionará uma aproximação entre nanotecnologia e arte através de um programa que colocará artistas junto de cientistas, aproximando estas duas áreas numa iniciativa de vanguarda. A galeria INL, no gnration, conta já com a instalação Urban Algae Folly extended, uma representação sonora por Rui Dias. A entrada para visitar a instalação é gratuita.

Para o trimestre de Abril e Junho, estão agendados concertos com nomes como Tim Hecker (9 Maio), Capitão Fausto (14 Maio), White Fence e Steve Gunn (30 Maio), Föllkazoid (17 Junho) e B Fachada (25 Junho).

gnration open day 4

PARTIDO "OS VERDES" QUESTIONA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SOBRE FUTURO DA DISCIPLINA DE EDUCAÇÃO VISUAL E TECNOLÓGICA

Os Verdes questionam o Ministério da Educação sobre o futuro do ensino da Educação Visual e Tecnológica

A Deputada Heloísa Apolónia, do Grupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério da Educação, sobre a revisão curricular dos ensinos básico e secundário levada a cabo pelo anterior Governo PSD/CDS, que levou à extinção do currículo da disciplina de Educação Visual e Tecnológica e consequente eliminação do par pedagógico, desvalorizando esta disciplina como elemento estruturante de aprendizagens artísticas e tecnológicas e de articulação de saberes, fatores que concorrem para um despertar de curiosidades para novas plataformas de saberes e para o gosto por competências diversas que contribuem para a educação integral dos alunos.

Pergunta:

Na ânsia de redução do número de Professores na escola pública, o anterior Governo tomou um conjunto de decisões, como o aumento do número de alunos por turma ou a revisão da estrutura curricular dos ensinos básico e secundário, que tiveram implicações muito sérias nas condições de aprendizagem e nas competências dos alunos.

A revisão da estrutura curricular, na procura de dividir as disciplinas entre aquelas que eram, pelo PSD e CDS, consideradas estruturantes e as não estruturantes, estreitando currículos e desvalorizando modelos disciplinares, comprometeu a educação integral dos jovens na escola e a riqueza que constitui a variedade das aprendizagens. Tratava-se da 6ª revisão do currículo do Ensino Básico (em 2002, 2007, 2008, Agosto de 2011 e Dezembro de 2011) e do Ensino Secundário (em 2004, 2006, 2007, 2008 e 2011), relativa à organização estabelecida em 2001,que no essencial vigorou até ao último ano referido.

Nesta lógica, o Governo PSD/CDS desvalorizou a disciplina de educação visual e tecnológica, palco de aprendizagens artísticas e tecnológicas, de articulação de saberes, de práticas experimentais, de conhecimento e manuseamento de materiais, de criação e expressão pessoal e coletiva. Tudo fatores que concorrem, para além da importância dos novos conhecimentos adquiridos e dos projetos conseguidos, para um despertar de curiosidades para novas plataformas de saberes e para o gosto por competências diversas que contribuem para aeducação integral dos alunos. Para além disso, são fonte de inclusão escolar, por abrirem um leque de novas e variadas oportunidades de conhecimentos e, consequentemente, da possibilidade de gosto por aprendizagens diferentes.

Como se não bastasse, a área das expressões foi ainda reduzida, por outra via, ao fazer-se definhar a componente não disciplinar que acabou por ser reduzida à sua expressão mínima, passando o 2º ciclo a contar, neste domínio, com 9% do currículo obrigatório, o que correspondia a pouco mais de metade do que lhe tinha sido atribuído em 2001 (17%). No 3.º ciclo e ensino secundário a redução foi ainda superior, passando no primeiro caso de 14% para 3% e no segundo de 11% para 4% (e mais recentemente para 1%). Esta redução deve-se à extinção da área de projeto em todos os graus de ensino e da área de estudo acompanhado no 3.º ciclo.

Resumindo, em 2011 a componente curricular não-disciplinar viu substancialmente reduzida a sua proporção no currículo obrigatório, ficou privada da dimensão de projeto, manteve o estudo acompanhado apenas no 2.º ciclo.

Assim, no âmbito da revisão da estrutura curricular, a separação das áreas de educação visual e tecnológica no 2º ciclo foi um erro que quebrou a complementaridade e a lógica de organização da disciplina, tendo também constituído um erro a redução do tempo de educação visual e a ausência de oferta obrigatória de educação tecnológica no 3º ciclo. O desaparecimento do “par pedagógico” foi uma clara interferência do Ministério das Finanças nas orientações do Ministério da Educação, condicionando e decidindo as políticas educativas, não se constituindo, ao invés, como o suporte dessas mesmas políticas e como o suporte de um desenvolvimento sustentável.

Convém referir que historicamente o processo que levou à criação do par pedagógico na disciplina de Educação Visual Tecnológica (EVT), relacionou-se com o facto de, no seu corpo curricular, terem sido incorporadas componentes de educação visual e de educação tecnológica, oriundas das antigas disciplinas de Educação Visual (EV) e de Trabalhos Manuais (TM) que foi sempre ministrada por dois docentes.

A Associação de Professores de EVT refere em documentos seus que «a natureza das situações de aprendizagem e experiências educativas em Educação Visual e Tecnológica requerem, como procedimentos fundamentais de ensino, a promoção de situações de natureza prática, nomeadamente: de expressão pessoal, práticas criativas, práticas experimentais e laboratoriais, práticas oficinais e práticas produtivas com transformação de materiais e objetivadas em produções materializadas fisicamente. O corpo das aprendizagens em EVT integra também a realização de ações práticas que requerem a operação em segurança de utensílios eferramentas de trabalho». Estas afirmações demonstram, com responsabilidade, o retrato da indispensabilidade do par pedagógico.

Assim, solicito ao Senhor Presidente da Assembleia da República que, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, remeta a presente Pergunta ao Ministério da Educação, para que me possam ser prestados os seguintes esclarecimentos:

1.Qual a perceção do atual Governo sobre a revisão curricular dos ensinos básico e secundário levada a cabo pelo anterior Governo PSD/CDS, designadamente no que se refere às disciplinas artísticas e tecnológicas?

2.Pensa o Governo retomar a disciplina de EVT, como aliás aventou o próprio Ministro da Educação?

3.O que considera o Governo sobre o par pedagógico, sustentado num regime de docência baseado nas características práticas experimentais da disciplina, com relação entre professor/número de alunos?

O Grupo Parlamentar “Os Verdes”

BRAGA QUER SER O MOTOR DO CRECIMENTO ECONÓMICO DO PAÍS

Semana da Economia mostra potencial económico da Região

Ricardo Rio defende que “boa parte do sucesso da economia portuguesa vai depender daquilo que vier a acontecer em Braga”. Durante o lançamento da Semana da Economia, que decorre até 6 de Maio, o presidente da Câmara Municipal de Braga referiu que, por via do trabalho desenvolvido pela InvestBraga, “a Cidade está a afirmar-se como o motor do crescimento do País e apresenta-se como um espaço de reflexão das questões determinantes para o futuro da economia nacional”.

CMB30052016SERGIOFREITAS0000001961

“Num momento em que se assinala o segundo aniversário da InvestBraga, entendemos que é a oportunidade ideal para demonstrar o potencial da Região enquanto território economicamente atractivo e dinâmico”, referiu o Autarca, enaltecendo a actuação da Agência para a Dinamização Económica de Braga e que será evidenciada durante as várias iniciativas que compõem o programa da Semana da Economia.

O evento envolve o tecido empresarial e industrial de Braga, o comércio local, startups e várias entidades parceiras que, ao longo de uma semana, irão mostrar todo o potencial económico do Concelho, assim como os atractivos da Região para a captação de investimento.

CMB30052016SERGIOFREITAS0000001960

Segundo Ricardo Rio, é essa captação de novos investimentos que melhor ilustra o importante trabalho da InvestBraga. A prova disso é a inauguração oficial da Fujitsu em Braga localizada no Pólo de Negócios de Lamaçães. “Trata-se de um novo projecto empresarial que irá gerar cerca de 200 novos postos de trabalho até ao final do ano e que tem uma perspectiva de crescimento notável ao longo dos anos”, explicou.

Para Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga, esta é uma forma de “promover a nível local e nacional aquilo que de melhor se faz em Braga do ponto de vista económico”. A Semana da Economia apresenta um programa muito “diversificado e ambicioso” com ‘Open Days’ em empresas de referência como a Primavera BSS ou a DST, com o objectivo de “aproximar as empresas à comunidade para dar a conhecer os bons exemplos empresariais do Concelho”, explicou.

CMB30052016SERGIOFREITAS0000001958

Já amanhã, 3 de Maio, terá lugar a segunda Cimeira dos Embaixadores Empresariais de Braga, onde serão discutidas “acções concretas a serem desenvolvidas e apresentadas novas oportunidades de investimento identificadas pelos Embaixadores”, referiu Carlos Oliveira, lembrando ainda a comemoração do segundo aniversário da Startup Braga, que irá “demonstrar a grande evolução do ecossistema empreendedor local”.

O responsável destacou ainda a realização do ‘Usability Fix Party’, que terá lugar a 5 de Maio, pelas 19h30, na AIMinho, e que será um momento de partilha entre starups e a comunidade “onde todos são convidados a conhecerem e testarem os produtos antes de chegarem ao mercado”.

O ponto alto do programa acontece na Sexta-feira, 6 de Maio, com a realização do Fórum Económico. Um evento que conta com a presença do Primeiro-Ministro, António Costa, e que vai debater o Futuro da Economia Portuguesa, num painel com a participação dos ex-Ministros da Economia Carlos Tavares da Silva (Presidente da CMVM), Daniel Bessa, e Mira Amaral (Presidente do BIC). O Fórum Económico conta também com um painel sobre o Investimento e Estratégia para a indústria, no qual vão participar empresas como a Bosch Car Multimedia e a Fujitsu. Ainda no Fórum vai ser assinado o protocolo para segunda edição do programa de requalificação Qualifica IT, entre a InvestBraga, o IEFP e a Universidade do Minho, para a reconversão de mais 100 licenciados desempregados.

CMB30052016SERGIOFREITAS0000001956

PÓVOA DE LANHOSO COMBATE DISCRIMINAÇÃO

Póvoa de Lanhoso participa em guia de boas práticas de Igualdade

Reconhecendo as boas práticas e o trabalho desenvolvido no âmbito da igualdade e do combate à discriminação que é diariamente desenvolvido pelo Município, no âmbito do Serviço para a Promoção da Igualdade de Género dos Serviços de Ação Social e Saúde Pública, a Autarquia da Póvoa de Lanhoso foi convidada a integrar o projeto LGE-Local Gender Equality.

LGE 1

Nesse âmbito, nos dias 31 de março e 1 de abril realizaram-se, em Coimbra, as Oficinas de Pré-Validação de Instrumentos desenvolvidos no âmbito do projeto LGE e que contaram com mais de 30 participantes, de entre os quais representantes da nossa Autarquia. Nestes dois dias foram apresentados e discutidos oito Guias, que incorporam os fundamentos, princípios e metodologias, instrumentos, entidades a envolver e boas práticas de Igualdade de Género, nas áreas de Planeamento Urbano e Ambiente, Saúde e Ação Social, Segurança, Mobilidade e Transportes, Educação, Emprego, Gestão de Pessoas, Formação  e Violência no Trabalho e Cultura, Desporto, Juventude e Lazer.

"Este é praticamente o culminar de um projeto desenvolvido pelo Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra, no qual fomos convidados a participar devido às nossas boas práticas em políticas de Igualdade de Género. Com esta nossa inclusão, pretendemos não só contribuir para a melhoria dos instrumentos de validação como também melhorar as nossas práticas internas nas mais diversas áreas. Tratou-se de um trabalho intensivo, mas muito positivo", salienta a Vice-Presidente e Vereadora da Educação da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Gabriela Fonseca.

Nestas Oficinas foram analisados e debatidos os instrumentos e práticas de incorporação da igualdade de género, recolhendo ainda as práticas e experiências das autarquias presentes neste âmbito e integrando a sua perspetiva nos outputs criados.

O LGE – Local Gender Equality - Mainstreaming de género nas comunidades locais" é um projeto financiado pela CIG no âmbito do Eeagrants que tem como entidade promotora o CES – Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra e como entidades parceiras as Autarquias da Póvoa de Lanhoso, Pombal, Lagoa, Ferreira do Alentejo e de Mangualde. Conta ainda com a parceria do grupo CH e do Centro de Estudos e Formação Autárquica. Como projeto financiado pelo Eeagrants, tem como parceiro internacional a Autarquia de Oslo e o Centro de Estudos de Género de Oslo, na Noruega.

De lembrar que, no final do ano passado, no âmbito do mesmo projeto, a Póvoa de Lanhoso esteve representada na Noruega, a debater as questões de género com outros municípios portugueses e o Centro de Estudos de Género da Universidade de Oslo. Aprender e partilhar boas práticas na área da igualdade foi o objetivo.

LGE

BRAGA CONDICIONA TRÂNSITO

Condicionamentos à normal circulação de trânsito

O Município de Braga informa que na próxima Quarta-feira, dia 4 de Maio, haverá condicionamentos à normal circulação de trânsito na Rua do Fecisco, na freguesia de S. Vicente, devido à realização de obras de reparação do piso.

Os trabalhos vão decorrer ao longo de todo o dia, pelo que o trânsito será condicionado a uma via de circulação.

Agradecemos aos Órgãos de Comunicação Social a melhor divulgação possível para estas informações.

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO FAMALICENSE INAUGURA OBRAS DE REQUALIFICAÇÃO DO EDIFÍCIO DA JUNTA DE FREGUESIA DE BAIRRO

 

 

 

 

 

Junta de Freguesia de Bairro une modernidade, funcionalidade, tradição e memória

O salão da Junta de Freguesia de Bairro foi pequeno para acolher as várias dezenas de pessoas que participaram, no passado sábado, na cerimónia de inauguração da requalificação do edifício. A casa dos bairrenses, localizada bem no centro da freguesia, “é uma casa emblemática repleta de história, memória e identidade”. “É um símbolo da freguesia”, como referiu o presidente da Câmara Municipal de Famalicão, Paulo Cunha. 

Bairro

A cerimónia mobilizou a população e foi embelezada com a atuação do coro litúrgico da Fundação Castro Alves. O espaço que já serviu diversos fins desde escola primária, creche e sede de diversas associações, já esteve para ser demolido, mas a vontade dos bairrenses em preservar o património saiu vitoriosa e, hoje, o edifício tornou-se um ex-libris da freguesia, que une a modernidade, a funcionalidade com a tradição e a memória coletiva.

As obras que implicaram um investimento municipal de 35 mil euros incluíram a pintura interior e exterior do edifício, a substituição do telhado e da iluminação interior e exterior.

“Hoje é um dia importante para Bairro. Com esta obra preservamos este legado histórico, criando condições de conforto e de funcionalidade dos espaços”, salientou Paulo Cunha, acrescentando que o objetivo de conjugar a preservação com a modernização foi cumprido “não só nesta sede da junta, mas também em outras obras que a autarquia tem desenvolvido como no parque escolar onde as intervenções estão a ser concluídas”.

No caso de Bairro, o presidente da Câmara destacou o facto de o edifício acolher não só a sede da junta, mas estar “ao serviço da freguesia” com a existência do posto dos CTT, e de estarem criadas as condições para que ele esteja, também, ao serviço das associações locais.

“É importante ter edifícios públicos de portas abertas” afirmou, salientando que “é este espírito de comunhão que importa cultivar na comunidade”.

Paulo Cunha aproveitou ainda a oportunidade para salientar a saúde financeira do município. “A Câmara Municipal tem conseguido estar ao lado das freguesias, das associações e dos grupos informais que existem na comunidade, porque somos criteriosos no investimento público, somos uma Câmara com excelentes contas, com nível de endividamento muito baixo, que honra os seus compromissos que paga a tempo e horas e que faz investimento”, sublinhou exemplificando com os investimentos que estão a ser efetuados na rede viária, na água e saneamento e no apetrechamento de equipamentos.

Por seu lado, o presidente da Assembleia de Freguesia de Bairro, Manuel Martins realçou o ‘registo histórico’ do edifício requalificado, lembrando que ele é um dos símbolos do desenvolvimento industrial da freguesia.

Também o presidente da Junta de Freguesia, Rui Pacheco Alves, fez questão de lembrar algumas das pessoas que estiveram na linha da frente para impedir que este edifício fosse demolido. Trata-se de “um edifício que honra o passado” e serve o presente já que acolhe também o posto dos CTT.

Refira-se que a inauguração da requalificação da sede da Junta culminou a visita de trabalho do presidente da Câmara Municipal à freguesia que decorreu durante toda a manhã. No âmbito da sua política de proximidade, Paulo Cunha visitou várias obras em curso e auscultou a população sobre as necessidades mais urgentes.

MILHARES DE PESSOAS VISITAM VILA PRAIA EM FLOR

O Vila Praia em Flor encerrou ontem portas com o “Zumba – Foam Party”. A afluência de visitantes, a decoração da vila com mais de 20 mil fores artificiais e 20 maias confecionadas com flores naturais e a aposta numa programação variada e de qualidade, com destaque para a atuação de Augusto Canário & Amigos que encheram a Praça da República, no sábado à noite, foram os grandes responsáveis por mais um sucesso do certame que transformou Vila Praia de Âncora num grande e belo jardim nos últimos dias.

Vpa 2016 (9)

De 29 de abril a 1 de maio, Vila Praia de Âncora foi palco de mais uma edição do Vila Praia em Flor, que terminou com um balanço muito positivo. De facto, foram milhares as pessoas que visitaram o certame durante os três dias, com destaque para a tarde de sexta-feira com a realização do Cortejo Florido “O Jardim da Minha Escola”, para o Concerto com Augusto Canário & Amigos e para as atividades de domingo “Caminhada Florida” e “Zumba – Foam Party”. Se o número de visitantes continua a surpreender, o cartaz de animação, que esta edição, trouxe muitas novidades também contribuiu em grande escala para este sucesso.

Vpa 2016 (8)

Também a aposta na participação das associações, coletividades, instituições e grupos do concelho é outro dos ingredientes para este sucesso. Assim, pelos vários palcos passaram o Grupo de Bombos de Vila Praia de Âncora, o Rancho Folclórico de Dem, o Grupo de Lavradeiras de Gondar e o Etnográfico de Vila Praia de Âncora. De resto também o Comboio com 17 vagões floridos “O Jardim da Minha Escola”, decorado pelos Jardins de Infância e Escolas do Ensino Básico do Concelho de Caminha, o Mercado da Flor, o Mercado Promocional das Coletividades, o Mercado Artesanato em Flor e a Exposição “As Maias” contribuíram para mais o sucesso desta edição.

Vpa 2016 (7)

Este certame foi organizado pela Câmara Municipal de Caminha, Junta de Freguesia de Vila Praia de Âncora e Grupo dos Amigos das Maias.

No próximo ano, o Vila Praia em Flor está de volta e a organização promete ainda mais novidades.

Vpa 2016 (6)

Vpa 2016 (5)

Vpa 2016 (4)

Vpa 2016 (3)

Vpa 2016 (2)

Vpa 2016 (1)

AMARES FESTEJA CARNAVAL FORA DE ÉPOCA

Carnaval fora de época trouxe alegria e cor a Amares

Amares recebeu, ontem, em festa o corso carnavalesco, cumprindo aquela que é uma tradição enraizada no concelho e reconhecendo a dedicação de todos aqueles que, anualmente, se envolvem de alma e coração na organização desta grande festa.

13133240_483705661835279_845487118475649421_n

Depois de ter sido impossibilitado de sair à rua em fevereiro devido às adversas condições atmosféricas adversas que se fizeram sentir, o desfile saiu à rua, inserido na II Feira, Social, Saúde e Bem-Estar. Um momento que trouxe vida a Amares e a que assistiram centenas de pessoas.

O cinema deu vida aos carros alegóricos que percorreram o centro da Vila, despertando o sorriso e espírito folião dos amarenses mesmo fora de época.

Organizado, anualmente, pelo Clube Desportivo Recreativo e Cultural Amarense, o Carnaval de Amares conta com o apoio da Câmara Municipal de Amares, da Junta de Freguesia Amares e Figueiredo, entre outras entidades e empresas que se associam para manter viva esta tradição.

13119112_483706025168576_78694032519873314_n

13103282_483706241835221_4555483830430802410_n

13076824_483705228501989_2001018184471086965_n

BRAGA INTERROMPE ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Interrupção no Abastecimento de Água

O Município de Braga e a ´AGERE – Empresa de Águas, Efluentes e Resíduos de Braga, EM´ informam que, devido a trabalhos de manutenção de rede durante nos dias 4 e 5 de Maio, haverá interrupção do fornecimento de água nas Freguesias de Nogueira, Fraião, Cunha, Arentim e Ruílhe, conforme o exposto:

Quarta-feira, 4 de Maio, entre as 13h30 e as 16h30

  • Nogueira

Ruas: Barral; Teixeira Queirós; Abade B Carneiro; Penouços; Via Falperra; Sto. Amaro; Nova; Penelas; Leonido Abreu; Espirito Santo; José Engeman; Antero Figueiredo; Susana Lagrifa; Nogueirense; Rodrigo Goncalves Costa; Caseta e Emigrantes.

Travessas: Caseta; Nova, Penouços e Calçada da Caseta.

  • Fraião

Ruas: S. Tiago; Residencial Fonte Seca; Calvelo de Cima; Teixeira Queirós; Paio Peres; Boavista; Campo Escola; Dr. Faria; Devesa Basta e Estrada da Via da Falperra.

Quinta-feira, 5 de Maio entre as 09h00 e as 11h00

  • Ruílhe, Cunha e Arentim

PONTE DA BARCA ELEGE RAINHA DAS VINDIMAS

Vindimas-800x400

Abertura das inscrições para a eleição da Rainha das Vindimas de Ponte da Barca

Vencedora integrará a final do Concurso Rainha das Vindimas de Portugal

Já se encontram abertas as inscrições para o concurso de eleição da Rainha das Vindimas de Ponte da Barca que vai ter lugar no dia 4 de junho, pelas 21h30, na Casa da Cultura.

Organizado anualmente pelo Município de Ponte da Barca tem como objetivo preservar e promover as tradições associadas ao mundo da vinha, elegendo a candidata que representará o concelho na Gala Nacional organizada pela Associação dos Municípios Portugueses com Vinho, que este ano vai decorrer em Lagoa, Algarve.

As interessadas devem preencher a ficha de inscrição disponível no site da autarquia (www.cmpb.pt) e remeter ou entregar na Câmara Municipal até ao dia 22 de maio.

REGULAMENTO

4 de junho de 2016

A eleição terá lugar no dia 4 de junho de 2016 na Casa da Cultura, num espetáculo a realizar pelas 21:30h.

  1. A Gala da Rainha das Vindimas de Ponte da Barca é um evento organizado pela Câmara Municipal de Ponte da Barca, com participação limitada a 30 concorrentes.
  2. Podem participar neste concurso todas as jovens do sexo feminino, naturais ou residentes no Concelho de Ponte da Barca, com idade mínima de 15 anos, completados até 31 de dezembro de 2016, não havendo idade limite para participar.
  3. As candidatas serão avaliadas por um Júri, constituído por personalidades escolhidas pela organização.
  4. As candidatas apresentar-se-ão nos seguintes desfiles:
  1. Traje Regional, que poderá ser representativo da sua própria freguesia;
  2. Roupa Prática – (Jeans, desportiva, casual);
  3. Vestido de Noite.
    1. O Júri constituído elegerá:
  4. A Rainha das Vindimas de Ponte da Barca.
  5. A 1º e 2º Damas de Honor.
    1. As Candidatas elegerão, entre si, o Prémio Simpatia.
    2. O Fotógrafo oficial elegerá o Prémio Fotogenia.
    3. Das decisões do Júri não haverá recurso.
    4. O vestuário, bem como o calçado, serão da responsabilidade das candidatas; a maquilhagem e os penteados serão da responsabilidade da organização.
    5. Três dias antes da eleição, as candidatas deverão entregar à organização, um texto produzido previamente, cujo tema versará sobre “ O concelho de Ponte da Barca”, nas suas mais diversas vertentes; História; Património; Cultura e Geografia.
    6. A organização do evento proporcionará, em dia a definir, um programa de atividades (sessão de vídeo, workshop sobre o vinho, workshop sobre História, Património, Cultura e Geografia de Ponte da Barca), a todas as participantes por forma a dotá-las de alguns elementos que facilitará a sua apresentação no dia da Eleição.
    7. A vencedora será a representante do Concelho de Ponte da Barca na final da Rainha das Vindimas de Portugal 2016, evento organizado pela Associação dos Municípios Portugueses do Vinho. Em caso de impossibilidade da presença na Gala, a rainha será substituída pela 1º ou 2º dama de honor.
    8. Com o objetivo de preparar o espetáculo, as candidatas deverão estar disponíveis para participar nas ações a decorrer relacionadas com o concurso.
    9. Será servido um lanche ajantarado, às concorrentes, antes do início do concurso.
    10. As instalações da Casa da Cultura, estarão inteiramente ao dispor das candidatas para que se possam preparar convenientemente.
    11. A Coroa é propriedade da Autarquia.
    12. Todas as interessadas, deverão fazer a sua candidatura, até ao dia 22 de maio, junto da Câmara Municipal de Ponte da Barca, num impresso próprio a ser fornecido no local, na Junta de Freguesia ou no site do Município.

ARCOS DE VALDEVEZ: PAISAGEM DE SISTELO É UMA DAS MAIS DESLUMBRANTES MARAVILHAS DE PORTUGAL!

Vídeo promove Classificação de Sistelo como Paisagem Cultural. Locução ficou a cargo de Eduardo Rêgo, voz dos documentários BBC Vida Selvagem

Numa iniciativa da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez foi realizado um vídeo promocional de suporte à divulgação da classificação de Sistelo como Paisagem Cultural, que contou com o envolvimento da Junta de Freguesia de Sistelo e da ONG Loving the Planet, bem como com a voz inconfundível do Locutor Eduardo Rêgo. Voz dos documentários BBC Vida Selvagem sobre animais, plantas e natureza, no geral, que começou a ser exibido na RTP e passou para a SIC no seu arranque, há mais de 20 anos.

Neste vídeo é enaltecida a história dos socalcos de produção agrícola de Sistelo, moldados pelas gentes locais; realçados os costumes da população local, bem como as suas ligações à terra, à agricultura de subsistência e aos animais.

A área agora considerada para classificação abrange um alargado espaço de inigualável qualidade ambiental e natural, vizinho do único Parque Nacional português (Peneda-Gerês), mas também portador de um notável património etnográfico e histórico, marcado por centenas de anos de ocupação humana que moldaram a paisagem.

Com esta classificação pretende-se identificar, proteger, e valorizar um património múltiplo que inclui as formas de povoamento exclusivas desta zona de montanha e vale, denominadas “Brandas” e “Inverneiras”, os ecossistemas, a presença indissociável do Rio Vez, as formas de construção e os rituais tradicionais, bem como outras formas de atividades humana de potenciação dos recursos naturais e da sua adaptabilidade, que as populações desenvolveram durante seculos, e que tem nas estruturas de aproveitamento agrícola, conhecidas como “Socalcos, o seu exemplar mais conhecido, representando um esforço notável e eco sustentável de moldar a Natureza às necessidades de sobrevivência secular destas populações, elementos que fazem desta classificação um todo de inigualável singularidade e interesse.

O vídeo é mais um contributo para a promoção e divulgação deste “bibelô profusamente colorido, com tons de verde mesclado sobre as encostas da Peneda” e “Pérola da paisagem” como refere Eduardo Rêgo.

Veja o Vídeo aqui: http://lovingtheplanet.org/produto/preservacao-da-paisagem-cultural-evolutiva-e-viva-de-sistelo/