Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

VIMARANENSES APLAUDEM ALFA PENDULAR Á CHEGADA A GUIMARÃES

ESTE DOMINGO, 01 DE MAIO

Tempo de viagem entre a capital histórica e a capital administrativa do país passa a ser inferior a quatro horas. Rui Lima foi o maquinista que realizou a primeira viagem.

Guimaraes_Alfa_Pendular_Dia1

A CP alargou o serviço Alfa Pendular à Linha de Guimarães, iniciando este domingo, 01 de maio, a ligação “Lisboa-Guimarães-Lisboa”, com saídas diárias às 08 horas de Santa Apolónia e chegada à Cidade-Berço às 11h53. À tarde, a composição regressa às 16h55 e chega a Lisboa às 20h40. Os bilhetes custam 46,50 euros em classe conforto e 32,80 euros em classe turística. Se forem adquiridos uma semana antes, podem ficar por 28 euros (conforto) e 20 euros (turística).

No seguimento do aumento de passageiros que se tem vindo a registar, em especial nos comboios de Longo Curso, a CP - Comboios de Portugal programou paragens na Trofa e em Santo Tirso. Desta forma, aos dois Intercidades que já faziam a ligação diária entre Guimarães e Lisboa (um por sentido), juntam-se mais dois comboios Alfa Pendular (igualmente um por sentido) num total de 4 ligações diárias entre a Cidade-Berço e Lisboa.

Os três concelhos referidos passam a ter uma oferta de longo curso mais equilibrada e ajustada às necessidades de mobilidade das populações, aumentando a atratividade do comboio. Os autarcas dos concelhos abrangidos salientam esta medida como um marco importante em termos da mobilidade da região.

O Presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, realça ainda a importância ambiental, para quem «Guimarães é a cidade Património Mundial de maior simbolismo do país e este meio de transporte, amigo do ambiente, insere-se na filosofia que os vimaranenses já abraçaram no caminho sustentável que estamos a percorrer da Capital Verde Europeia. Este é um momento importante e marcante da preferência que damos à mobilidade ferroviária e elétrica para o nosso futuro», disse, defendendo uma melhoria futura em relação aos horários deste serviço.

Valia turística, social e cultural

Para o Presidente do Município de Câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto, este novo serviço da CP «revela-se de extrema importância em vários aspetos. Em primeiro lugar, para a mobilidade da população da região do Vale do Ave. Em segundo lugar, para a economia local, dado que beneficia o tecido empresarial sedeado em Santo Tirso e nos concelhos limítrofes, permitindo uma nova alternativa nas deslocações de negócios».

A importância da mobilidade na região é reafirmada pelo Presidente da Câmara Municipal da Trofa, Sérgio Humberto, para quem «este reforço possibilita um maior fluxo de passageiros, complementando igualmente a rede de transportes da região, numa ótica de promoção de uma mobilidade mais sustentável».

Com esta decisão, a CP vai ao encontro das necessidades de mobilidade que têm vindo a aumentar significativamente entre aqueles importantes centros populacionais. A região agora abrangida pelos Alfa Pendular tem uma forte dinâmica económica, social e cultural que vai certamente valorizar este aumento da oferta da CP.

Para o Presidente da CP, Manuel Queiró, «esta decisão surge como consequência lógica do significativo aumento de procura que os comboios de longo curso têm vindo a registar, fruto de uma estratégia de marketing agressiva e virada para o aumento dos passageiros e das receitas. Esta é uma oportunidade para a empresa reforçar o seu papel de maior transportadora nacional, indo competir diretamente com o autocarro, com o automóvel e até com o avião».

ANTÓNIO JOSÉ SEGURO APRESENTA EM LISBOA OBRA SOBRE A EMIGRAÇÃO PORTUGUESA DA AUTORIA DO ESCRITOR FAFENSE DANIEL BASTOS

Lisboa recebeu apresentação do livro “Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”

Foi ontem apresentada em Lisboa a obra Gérald Bloncourt – O olhar de compromisso com os filhos dos Grandes Descobridores”.

18

O livro, concebido e realizado pelo historiador minhoto Daniel Bastos a partir do espólio do conhecido fotógrafo que imortalizou a história da emigração portuguesa para França nos anos de 1960, foi apresentado na FNAC do Chiado, numa sessão muito participada e que esteve a cargo do professor universitário e ex-secretário-geral socialista, António José Seguro.

Com chancela da Editora Converso, o livro traduzido para português e francês pelo docente Paulo Teixeira, e prefaciado pelo multipremiado ensaísta Eduardo Lourenço, reúne memórias, testemunhos e mais de centena e meia de fotografias originais da maior importância para a história portuguesa do último meio século. 

21

No decurso da sessão, António José Seguro, que enalteceu as qualidades humanas e intelectuais do historiador e escritor Daniel Bastos, qualificou a obra como sendo um relevante contributo para a história e memória da emigração portuguesa da segunda metade do séc. XX.

1

A sessão de apresentação em Lisboa incluiu a inauguração de uma exposição fotográfica evocativa da ligação de Gérald Bloncourt a Portugal, que estará durante os próximos três meses patente ao público no Fórum da FNAC - Chiado.

Refira-se que no dia 12 maio (quinta-feira), às 18h30, o livro será apresentado no Consulado de Portugal em Paris, numa sessão aberta à numerosa comunidade portuguesa radicada na capital francesa, e que contará com a presença do fotógrafo que seguiu durante trinta anos a vida dos portugueses em França.

4

GUIMARÃES SENSIBILIZA PARA OS EFEITOS DO RUÍDO NA SAÚDE

SESSÃO NO LABORATÓRIO DA PAISAGEM

Atividade pedagógica assinalou em Guimarães o Dia Internacional da Sensibilização pelo Ruído

Durante a ação, realizada no Laboratório da Paisagem, alunos ficaram a saber como funciona e para que serve um sonómetro. Iniciativa envolveu comunidade estudantil.

Guimaraes_Dia_Sensibilizacao_Ruido

Mais de meia centena de alunos das EB1 do Alto da Bandeira e do Salgueiral assinalaram o Dia Internacional da Sensibilização pelo Ruído. Na iniciativa realizada no Laboratório da Paisagem, pretendeu-se sensibilizar a população mais jovem para os efeitos do ruído na sua saúde e bem-estar. A atividade pedagógica, que esteve a cargo do investigador da Universidade do Minho Bruno Mendes, teve também a participação do vereador responsável pelo Ambiente do Município de Guimarães, Amadeu Portilha.

Depois de uma abordagem sobre a problemática do ruído e da visualização de um pequeno vídeo, os 53 alunos puderam ver alguns dos desenhos feitos por outros jovens, bem como bandas desenhadas sobre a temática. Posteriormente, também eles elaboraram o seu trabalho. Foi-lhes ainda explicado o funcionamento do sonómetro, aparelho medidor do ruído.

Recorde-se que Guimarães, que prepara uma candidatura à Capital Verde Europeia em 2020, tem já em marcha algumas medidas que visam esta problemática, como são exemplo os casos da implementação do novo regulamento dos horários de estabelecimentos, a beneficiação de vias e melhoria de pavimentos, a criação de “Zonas 30”, dissuasoras de velocidade, a emissão de licenças de ruído com limitação de horário, o estreitamento de vias na cidade e no Centro Histórico para a redução de velocidade das viaturas ou a plantação de árvores junto às principais vias como barreira acústica natural.

Considerando como principais fontes de ruído os grandes eixos viários, como autoestradas e vias rápidas, as linhas férreas e as principais fontes de ruído industrial, 72% da população urbana do concelho de Guimarães encontra-se em níveis recomendáveis de exposição ao ruído no período diurno-entardecer-noturno.