Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

GUIMARÃES SUBSCREVE "DECLARAÇÃO BASCA", O NOVO ROTEIRO DE SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL PARA CIDADES EUROPEIAS

ASSINATURA EM BILBAO (ESPANHA)

Documento pretende ser um novo guia ambiental para os municípios da União Europeia. Conferência internacional decorre até esta sexta-feira, 29 de abril.

Espanha_Declaracao_Basca

A Câmara Municipal de Guimarães subscreveu, no arranque da 8ª Conferência Europeia das Vilas e Cidades Sustentáveis, que decorre em Bilbao, Espanha, a “Declaração Basca”, que pretende tornar-se no novo roteiro para os municípios da União Europeia avançarem no sentido da diminuição das emissões de carbono e para enfrentarem as consequências das alterações climáticas.

A "Declaração Basca" sucede à Carta de Aalborg (1994) e Compromissos de Aalborg (2004) - que Guimarães também assinou -, e pretende lançar as bases do caminho para a sustentabilidade das cidades, ainda que reconhecendo que tal vai exigir uma «transformação tecnológica, socioeconómica e sociocultural». O seu objetivo é a criação de «municípios produtivos, sustentáveis e resilientes», onde a qualidade de vida dos cidadãos é assegurada e onde «os limites dos ecossistemas locais e globais bem como os recursos naturais são respeitados». 


O roteiro conta com uma dezena de etapas para alcançar o objetivo final, incluindo caminhar para o fim dos sistemas de energia dependentes de carbono, reduzindo o consumo total deste recurso, criar padrões sustentáveis de mobilidade urbana e de acessibilidade e proteger e melhorar a biodiversidade e os ecossistemas. 


Os municípios também se propõem a contribuir para a proteção dos recursos hídricos, qualidade da água e do ar, adaptação às alterações climáticas e redução do risco de catástrofes naturais, além de contribuir para a criação de espaços públicos mais seguros e dinâmicos, de habitações suficientes e adequadas para todos os cidadãos, bem como promover a inclusão e integração de todos e fortalecimento das economias locais e das oportunidades de emprego.

Guimarães com programa ambiental de referência

Na conferência, cujo tema é "Ação transformadora: o potencial da Europa" e que juntou mais de 800 participantes de dezenas de países de todos os continentes, Guimarães, que prepara uma candidatura a Capital Verde Europeia em 2020, mostrou também os avanços que tem realizado nesta matéria, numa apresentação a cargo da coordenadora executiva, Isabel Loureiro.

O contributo do programa ambiental PEGADAS, promovido pelo Município de Guimarães e Laboratório da Paisagem, para a construção de gerações mais conscientes sobre as temáticas da sustentabilidade ambiental, foi igualmente apresentado pelo Presidente do Laboratório da Paisagem, Jorge Cristino, que representou ainda Guimarães na reunião dos municípios participantes na qual se discutiram as principais prioridades europeias neste âmbito. 

No contexto do congresso, Guimarães teve ainda oportunidade de visitar Vitoria-Gasteiz, Capital Verde Europeia em 2012, podendo constatar as várias transformações ocorridas na capital do País Basco e que permitem hoje que a cidade seja um dos bons exemplos ao nível da sustentabilidade ambiental na Europa.

ARCOS DE VALDEVEZ RECONSTITUI “RECONTRO DE VALDEVEZ”

Voluntários podem inscrever-se até esta sexta-feira para espetáculo medieval da “Feira Afonsina 2016”

Inscrições podem ser feitas no Palácio Vila Flor, Banco Local de Voluntariado (Câmara Municipal), Loja Interativa de Turismo (Praça S. Tiago) ou através da página de internet do Município de Guimarães.

Guimaraes_Feira_Afonsina_Voluntarios

O prazo de inscrição para os cidadãos interessados em participar nos espetáculos medievais que vão retratar o “Recontro de Valdevez”, no âmbito da Feira Afonsina 2016, termina esta sexta-feira, 29 de abril. A edição deste ano, que decorrerá de 23 a 26 de junho, retratará o combate entre os exércitos de D. Afonso Henriques e D. Afonso VII de Castela, seu primo, através da organização de três espetáculos que decorrerão durante o evento, em Guimarães.

O episódio será reconstituído por cidadãos do sexo masculino, com idade superior a 16 anos, disponíveis a desempenhar o papel de militar, tendo em vista a formação de um “exército” de voluntários. Até à realização dos espetáculos, decorrerá uma formação sobre manuseamento de armas, de 45 horas, com o Mestre de Armas João Maia. Na senda das edições anteriores, a Câmara de Guimarães pretende proporcionar a todos os visitantes uma experiência inesquecível no tempo, através da construção de espaços temáticos que caracterizarão os quatro dias do evento, tendo Guimarães como palco privilegiado para a realização da Feira Afonsina.

Os cidadãos interessados em efetuar serviço de voluntariado, na componente militar, poderão apresentar as suas candidaturas, através da página de internet do Município <http://www.cm-guimaraes.pt/pages/628> ou, presencialmente, em três locais do centro da cidade: Palácio Vila Flor (09h30-12h30 / 14h30-17h30), Banco Local de Voluntariado (09h30-16h00), situado na Câmara Municipal de Guimarães, ou na Loja Interativa de Turismo, na Praça de S. Tiago. Mais informações podem ser obtidas através do telefone 253 421 200 ou na página de internet da Autarquia e portal do “Guimarães Turismo”.

O que foi o “Recontro de Valdevez”

Após a Batalha de Ourique, D. Afonso Henriques rompe com o Tratado de Tui, datado de 1137, invadindo a Galiza. Como resposta, seu primo Afonso VII, mobiliza as suas tropas entrando e destruindo tudo à sua passagem em território portucalense. Com o encontro dos dois exércitos e de forma a evitar um grande número de mortes, os primos acordam em realizar uma justa entre seus melhores homens onde a sorte das armas definiriam a contenda vencedora.

Adivinhava-se uma dura batalha para as imediações de Arcos de Valdevez, mas tal não acontece. Os dois exércitos encontraram-se, mas não numa situação de combate. Antes, praticaram o que se chama um bafordo, conceito muito próximo de um torneio, embora com características mais primitivas. Cada cavaleiro desafiava um cavaleiro inimigo com quem se confrontava e venceria quem mais inimigos tivesse derrubado. D. Afonso Henriques escolheu os seus cavaleiros mais valorosos e experientes e sagrou-se vencedor, remetendo o primo aos seus territórios, fazendo inclusive alguns prisioneiros.

GERÊS RECEBE PROVA "PENEDA-GERÊS TRAIL ADVENTURE"

Peneda-Gerês Trail Adventure em Terras de Bouro de 29 de abril a 1 de maio

A vila do Gerês irá acolher já este fim-de-semana, de 29 de abril a 1 de maio, o ‘Peneda-Gerês Trail Adventure’, com a realização de uma das etapas da prova, a PGTA 3 Dias.

A prova desenrola-se em 3 etapas, ao longo de 3 dias. Os percursos passarão por alguns dos mais emblemáticos locais da região e do Parque Nacional da Peneda Gerês, tendo como pano de fundo a riqueza e o património natural e cultural de toda esta área que tão bem representam o nosso país.

A Peneda-Gerês Trail Adventure®, de 24 de abril a 1 de maio, é uma organização da Carlos Sá Nature Events® e da Associação Viver Peneda-Gerês, com o apoio das Câmaras Municipais de Arcos de Valdevez, Melgaço, Ponte da Barca, Montalegre e Terras de Bouro, com a autorização do Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG). *

Mais informações em: http://carlossanatureevents.com/eventoDetalhe.aspx?idEvento=pgta&idProva=pgta3dias

PGTA 3 DIAS-page-019

PGTA 3 DIAS-page-005

PGTA 3 DIAS-page-001

DEAD COMBO REGRESSA À CASA DAS ARTES EM FAMALICÃO

Atuação da banda portuguesa e regresso de Olga Roriz marcam a programação do próximo mês do espaço cultural famalicense. Dead Combo regressam em maio à Casa das Artes

É com um espetáculo inteiramente novo que no próximo dia 13 de maio os Dead Combo vão subir ao placo do grande auditório da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão. O concerto, que marca o regresso da banda portuguesa à sala de espetáculos do concelho famalicense, é um dos principais destaques da programação de maio da Casa das Artes.

Desta vez, Tó trips e Pedro Gonçalves apresentam-se em palco acompanhados por um naipe de cordas (violoncelo, viola de arco e violino), para um espetáculo que musicalmente vai desconstruir e despir as músicas dos Dead Combo para um formato acústico.

Um concerto que convida os admiradores da banda a mergulharem num imaginário único, num espetáculo que promete ser também marcante e prometedor do ponto de vista cénico.

Mas o rol de concertos para maio não se esgota aqui. O mês abre com a atuação de Chris Eckman. O vocalista da banda norte-americana “Walkabouts” atua no café-concerto da Casa das Artes a 6 de maio, sexta-feira, e prepara-se para apresentar em Famalicão o seu primeiro registo a solo – “Harney County”. Na mesma sala, mas no dia 14, destaque para o concerto dos Dan Riverman, banda portuense composta por Dan Alves, Rui Materazzi, Mike Peixoto, Bruno Macedo e Jonas Araújo.

Na música destaque ainda para o fado de Ricardo Ribeiro, que atua na Casa das Artes a 21 de maio. Na bagagem, o fadista traz o seu quarto álbum de originais, “Hoje É Assim, Amanhã Não Sei”, editado pela Warner Music no início de abril. Antes do concerto, refira-se que o fadista falará sobre “O sucesso da internacionalização do fado”, numa conferência marcada para as 21h00, no grande auditório.

A apresentação de “Antes que matem os elefantes” de Olga Roriz é outro dos pontos altos da programação de maio do espaço cultural famalicense. A conceituada coreógrafa portuguesa regressa a Famalicão no dia 28 de maio, com um espetáculo de dança que criou como alerta para uma reflexão coletiva sobre o conflito na Síria.

No teatro, destaque para a apresentação da peça “Coro dos Maus Alunos”. Um espetáculo de Tiago Rodrigues, coproduzido pela ACE Famalicão e a Casa das Artes, em cena no grande auditório nos dias 6 e 7 de maio.

Por fim, o cinema, que continua a ser uma das grandes apostas do espaço cultural famalicense. “A força da verdade”, “O Panda do Kung Fu 3” e “Batman VS Super-Homem: O despertar da justiça”, são algumas das propostas cinematográficas para este mês de maio.

Recorde-se que para os portadores do Cartão Quadrilátero Cultural, e em alguns casos para estudantes, o preço dos espetáculos na Casa das Artes reduz para metade. Mais informações no site oficial do espaço cultural famalicense, em www.casadasartes.org

BRAGA APOSTA NA FORMAÇÃO DESPORTIVA DOS JOVENS

Torneio de Futebol junta mais de 1200 participantes. BragaCup contribui parta a formação desportiva dos Jovens

Durante sete dias, crianças e jovens dos 8 aos 14 anos vão encher os campos de futebol de Braga naquele que pretende ser o torneio mais disputado e divertido de Portugal. A segunda edição do torneio de futebol BragaCup, que decorre de 13 a 19 de Junho, conta já com 70 equipas inscritas provenientes de vários pontos do país e do mundo.

CMB28042016SERGIOFREITAS0000001911

Além de equipas brasileiras e espanholas, Sporting Clube de Braga, Vitória de Guimarães, Sporting Clube de Portugal, Boavista FC, Marítimo e Vitória de Setúbal, já confirmaram a presença num evento que está a marcar a desportivamente as crianças e jovens do Concelho.

“Esta é uma forma de promover o desporto e de contribuir para a formação desportiva dos jovens atletas”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a apresentação do torneio, que decorreu esta Quinta-feira, 28 de Abril, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Segundo o Autarca, “esta iniciativa é o exemplo de como os parceiros privados podem cooperar na difusão do desporto a nível local, nacional e até internacional”, destacando, também, “a capacidade de atracção turística deste evento”, uma vez que, além dos atletas e respectivas equipas, o torneio acarreta consigo muitos visitantes e familiares que procuram a oferta hoteleira do Concelho.

CMB28042016SERGIOFREITAS0000001913

Nesse sentido, Ricardo Rio espera que esta competição continue a crescer ano após ano de forma a trazer “maior impacto financeiro à Cidade”. Também do ponto de vista desportivo este torneio veio a revelar-se “uma mais-valia, fruto da capacidade de atrair não apenas clubes internacionais, mas também, clubes nacionais de grande nomeada, o que vai reforçar a presença de público nos campos de futebol”.

A edição do ano transacto contou como padrinhos do evento os heróis 1966 do Sp. Braga - Perrichon, Armando, Zé Maria, Nabo e José Manuel. Este ano, o padrinho do torneio é Alan, o actual capitão do clube Arsenalista. Uma escolha elogiada por Ricardo Rio que prevê que o jogador seja “o herói de 2016 ao erguer duas taças durante o mês de Junho”.

Pelo seu cariz internacional, esta iniciativa realiza-se no âmbito da Braga 2016- Capital Ibero-Americana da Juventude e, segundo Sameiro Araújo, vereadora do Desporto e Juventude do Município de Braga, este torneio apresenta uma “enorme dinâmica e contribui para incutir o gosto pelo desporto e pela vertente competitiva nos jovens”, referiu, esperando que esta edição seja mais um sucesso.

O BragaCup acontece num momento em que a Cidade está embebida pelos festejos Sanjoaninos. O torneio integra o programa oficial das festas de São João, que acontecem de 11 a 24 de Junho. Para Rui Ferreira, presidente da Associação de Festas de São João de Braga, as celebrações Sanjoaninas são “o principal momento da vida da Cidade”, nesse sentido, a Associação “está sempre receptiva a acolher iniciativas de outras entidades e que contribuam para enriquecer, ainda mais, o programa das festas de São João”.

Cerca de 1250 atletas vão dar corpo ao torneio que conta com a realização de 170 jogos. As equipas chegam a Braga a 13 de Junho e a cerimónia de abertura está marcada para o dia seguinte no Estádio 1.º de Maio. As finais do BragaCup, que contempla vários escalões, estão marcadas para 19 de Junho, seguindo-se a cerimónia de encerramento e a entrega de troféus.

As inscrições decorrem até 30 de Maio e devem ser efectuadas online através do site do torneio www.bragacup.com

CMB28042016SERGIOFREITAS0000001916

MONÇÃO ASSINALA DIA DO ASSOCIATIVISMO JOVEM

Sexta-feira, 29 de abril, a partir das 9h00, na Escola Profissional de Monção. Programa engloba tertúlia, apresentação de projetos, animação, oficinas de trabalho e sessões de sensibilização. O objetivo é estimular o gosto pela participação dos jovens estudantes na sociedade civil.  

A Federação das Associações Juvenis do Distrito de Viana do Castelo (FAJUVIC) e o Instituto Português do Desporto e Juventude, I.P. (IPDJ) celebram amanhã, sexta-feira, 29 de Abril, o Dia do Associativismo Jovem subordinado ao tema “Participação e Associativismo no Secundário e Superior”.

Decorrendo na Escola Profissional de Monção, a jornada inicia-se às 9h00 com a realização da sessão solene, a qual engloba intervenções do Diretor Regional do Norte do IPDJ, Manuel Barros, Presidente da Câmara Municipal de Monção, Augusto de Oliveira Domingues, Presidente da EPRAMI, Manuel Miranda, e Presidente da FAJUVIC, Tiago Rego.

O conjunto de iniciativas programadas (tertúlia, apresentação de projetos, animação, workshops e sessões de sensibilização)  pretendem promover e potenciar a participação associativa da comunidade estudantil, estimulando o gosto pela intervenção e participação na sociedade civil.  

Neste dia, a FAJUVIC promoverá o seu projeto "Youth Cloud", o qual tem como objetivo principal fazer um levantamento das necessidades dos jovens do distrito de Viana do Castelo. Apresentará também o novo projeto "Hashtag FAJUVIC, cuja finalidade consiste em promover o associativismo juvenil na comunidade estudantil, como “escola para a cidadania” e impulsionador de projetos de jovens.

TRIBUNAL AUTORIZA MUNICÍPIO DE BRAGA A CEDER TERRENOS AO SPORTING CLUB DE BRAGA

Tribunal de Contas dá ‘luz verde’ à cedência de terrenos para Academia do SCBraga. Parecer confere legitimidade à actuação do Município

O Tribunal de Contas acaba de dar ‘luz verde’ à doação dos terrenos localizados na zona envolvente ao Estádio Municipal a favor do Sporting Clube de Braga (SCBraga), com vista à construção da Academia Desportiva.

Estádio Municipal

Para o presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, o parecer favorável do Tribunal de Contas “valida a legitimidade de todo o processo e representa um passo em frente” para que se iniciem os trabalhos de construção da Academia, projecto já reconhecido pelo Governo como de interesse público.

“Esta validação não só tem um sinal de luz verde para o arranque das obras, como vem legitimar e validar a forma como o processo foi conduzido", frisou o Edil, reforçando que o parecer confirma “a política de gestão rigorosa e transparente implementada pelo actual Executivo Municipal”.

Ricardo Rio lembra que, desde a primeira hora, o Município defendeu a importância deste projecto para o crescimento e sustentabilidade financeira do SC Braga e para propiciar à Cidade inúmeras vantagens desportivas, técnicas e turísticas. No entanto, acrescenta, o “apoio do Município a um projecto desta natureza teria sempre de respeitar as fronteiras do razoável, limitando-se à simples cedência de terrenos e nunca à construção ou aquisição de novos terrenos”.

A Academia do SCBraga, que nascerá nos terrenos adjacentes ao Estádio Municipal de Braga, vai incluir zonas de convívio e lazer, equipamentos desportivos, lar residencial para acolhimento de jovens deslocados, espaços comerciais e outras construções.

O projecto, orçado em cerca de cinco milhões de euros, contempla um centro de formação, um estádio para competições oficiais com 1.500 lugares e dois edifícios anexos, um para a formação e outro onde ficarão instalados o museu, a loja do clube e serviços administrativos do clube e da SAD.

A segunda fase do projecto prevê a construção de um pavilhão multiusos as inacabadas piscinas olímpicas contíguas ao Estádio Municipal.

CERVEIRA E TOMIÑO (GALIZA) PREPARAM-SE PARA A TAÇA IBÉRICA DE TRAIL

“Cerveira já marcou a sua posição no Trail Running”

A escassos dias da sua realização, a II Taça Ibérica de Trail Cerveira-Tomiño não só duplicou o número de inscritos, como também já despertou o interesse de entidades responsáveis que vão avaliar a integração da prova no calendário do circuito nacional. Organização apresentou publicamente as novidades do evento agendado para 07 de maio.

026

É a contagem decrescente para a II Taça Ibérica de Trail, cujos preparativos estão a decorrer a um ritmo excelente. A confirmação de que o sucesso da primeira edição foi amplamente superado no presente ano foi dada esta manhã, durante a apresentação pública do evento, que contou com a presença do presidente da Câmara Municipal, Fernando Nogueira, da EDV – Escola Desportiva de Viana, José Carlos Alcobia, e da Viana Cycle, Aires Rocha.

Pela excelência das condições naturais e técnicas, este trail duplicou a adesão de participantes, passando de 350 para os 750, encontrando-se entre eles grandes nomes do trail nacional, como por exemplo Luís Duarte, e de equipas sensações do Circuito Nacional que se juntam à prova dos 21km. Não obstante, a Associação de Trail Running de Portugal e a Federação Portuguesa Sky Running também são presença confirmada, de forma a avaliar o percurso e as condições para poder integrar a prova no circuito nacional já no próximo ano.

Ressalvando a importância de “um crescimento sustentado da atividade, mantendo a mesma qualidade”, o autarca cerveirense, Fernando Nogueira, sublinhou um evento que alia desporto e convívio, às boas condições para a prática da modalidade e com um impacto muito positivo na consolidação do intercâmbio transfronteiriço entre Cerveira e Tomiño.

Quando questionado sobre o elemento diferenciador do Trail de Cerveira, Carlos Alcobia, da EDV Viana, não tem dúvidas: “A dureza do percurso pelas caraterísticas naturais que apresenta é aquele fator que mais marca este evento. É uma prova muito técnica e apelativa que se constitui como um verdadeiro desafio a todos os atletas. Para terem uma ideia, numa escala de dificuldade de 1 a 4, o Trail Curto 21k é avaliado com o grau 4”. E acrescentou: “Cerveira já marcou a sua posição no Trail Running e, este ano, o nível competitivo é mais elevado”.

Entre as novidades introduzidas nesta segunda edição está a instalação do ponto de partida e chegada em pleno centro histórico (Praça Alto Minho), bem como a realização do I Sunset Ibérico após a entrega de prémios. Ao nível técnico, cada prova também apresenta algumas alterações relativamente ao ano passado, nomeadamente a atribuição de alguma competitividade à Caminhada/Mini Trail 10km, com tempos e classificações; uma maior interação com a população de algumas freguesias e um desnível mais elevado no Trail Curto de 21km e no Ultra Trail 50km.

Com vários postos de abastecimento colocados estrategicamente ao longo do percurso, a organização deixa algumas recomendações para a superação do desafio: uma alimentação saudável e muita atenção com a hidratação, uma boa preparação física e o uso de material adequado às necessidades de cada um.

A Taça Ibérica de Trail Cerveira-Tomiño decorre sábado, 07 de maio, com partida e chegada do centro histórico. A prova dos 50km tem início às 08h00 e conta com um máximo de 150 atletas. Às 09h30 arrancam os inscritos no Trail Curto 21km, cerca de 400, e os do mini Trail 10km, um total de 200. A entrega dos prémios decorrerá antes do início do I Sunset Ibérico, a ter lugar entre as 16h00 e as 21h00, na Praça Alto Minho.

 

PONTE DE LIMA RECEBE CONCURSO HÍPICO

Concurso de Saltos Internacional de Ponte de Lima. Expolima de 29 de abril a 1 de maio

Ponte de Lima volta atrair as atenções, com mais uma edição do Concurso Internacional de Saltos.

A 9ª edição deste evento equestre de características únicas acontece no próximo fim-de-semana, de 29 de abril a 1 de maio, na Expolima.

Esta prova Internacional, com presenças já asseguradas de cavaleiros do Brasil, França, Irlanda, Espanha, entre muitos outros, é já uma forte referência no panorama nacional e internacional.

As entradas gratuitas, as excelentes previsões meteorológicas previstas, as animações paralelas, as tasquinhas regionais e os póneis serão certamente motivos suficientes para atrair aficionados do mundo equestre e público em geral.

FAMALICÃO ASSINALA ANO INTERNACIONAL DAS LEGUMINOSAS

Pequeno auditório da Casa das Artes esgota para falar sobre leguminosas

Vila Nova de Famalicão vai assinalar o Ano Internacional das Leguminosas, com uma conferência que já esgotou o pequeno auditório da Casa das Artes. “Leguminosas com todos”, assim se chama o fórum que este sábado, dia 30, vai por todos a falar sobre os benefícios nutricionais deste tipo de alimentos.

Leguminosas

A conferência arrancará com a palestra “Sementes Nutritivas para um Futuro Sustentável”, com a presença de Hélder Muteia, representante em Portugal da FAO.

Pelas 10h15, o professor da Faculdade de Ciências da Nutrição da Universidade do Porto, Nuno Borges, e a nutricionista Cátia Borges falarão sobre “As leguminosas na alimentação portuguesa”.

Seguem-se depois as palestras “As leguminosas: onde a gastronomia se cruza com o ambiente” por Ricardo Novais, da empresa Erva Limão, e “A importância das leguminosas na agricultura”, por António Strecht, diretor da revista de agricultura biológica “ O Segredo da Terra”.

As leguminosas estarão também presentes no encerramento da iniciativa, que terminará com um momento de degustação preparado pelo conceituado chef de cozinha e proprietário do restaurante Ferrugem, Renato Cunha.

Refira-se que a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) declarou o ano de 2016 como o Ano Internacional das Leguminosas. Aumentar a consciência pública para os benefícios nutricionais das leguminosas, dar a conhecer o impacto positivo que estes alimentos podem ter nas questões de segurança alimentar e na redução da fome a nível mundial, bem como abordar o seu importante papel na agricultura, no ambiente e na gastronomia, são os principais objetivos desta conferência, inserida na agenda nacional do Ano Internacional das Leguminosas.

CABECEIRAS DE BASTO CELEBRA DIA MUNDIAL DA DANÇA

Município celebra Dia Mundial da Dança e prepara Lavoura Tradicional

A Câmara Municipal celebra também amanhã, 29 de abril, o Dia Mundial da Dança com uma noite de apresentação de danças que têm como objetivo dar a conhecer os vários ginásios e associações existentes no concelho, sensibilizando os Cabeceirenses a melhorar o seu estado físico geral através da dança, bem como da prevenção das doenças associadas ao sedentarismo, assim como da ocupação dos tempos livres.

Esta iniciativa, com início prevista para as 21h30 no Pavilhão Gimnodesportivo de Refojos, contará com a presença de cerca de 300 pessoas.

No sábado, dia 30 de abril, Câmara Municipal e a Basto Vida promovem a realização da Lavoura Tradicional, uma iniciativa que terá lugar na Quinta da Portela, com concentração prevista para as 08h00 junto ao Monumento de Homenagem ao Agricultor, no Campo do Seco.

ENCONTRO REGIONAL DE CLUBES DA FLORESTA DO NOROESTE REÚNE EM CABECEIRAS DE BASTO

Cabeceiras de Basto acolhe 3ª edição do Encontro Regional de Clubes da Floresta do Noroeste que juntará 750 alunos

Numa organização conjunta do Município de Cabeceiras de Basto e do ROSEPE/Coordenação Distrital de Braga, realiza-se amanhã, dia 29 de abril, entre as 09h00 e as 14H30, o III Encontro Regional de Clubes da Floresta do Noroeste que contará com a participação de 26 Clubes da Floresta de Escolas dos Distritos de Braga, Porto e Viana do Castelo. De salientar que neste evento educativo participam, voluntariamente, 750 alunos e 120 professores das Escolas/Clubes da Floresta.

Com a realização deste encontro chega, assim, ao fim mais um ciclo de atividades de um projeto que marcou a educação extracurricular em prol da Cidadania, do Ambiente e da Floresta.

De referir que a Serra da Cabreira será o palco privilegiado desta iniciativa em que os alunos serão desafiados, entre muitas outras atividades, a percorrer os trilhos ‘Barragem do Oural/Moinhos de Rei’ para os alunos do 1.º ciclo; ‘Barragem do Oural/Moinhos de Rei/Parque Florestal da Veiga’ para os jovens do 3.º ciclo; e ‘Moinhos de Rei/Parque Florestal da Veiga’ para o 2.º ciclo.

A sessão de encerramento, agendada para as 14 horas, contará com a presença do presidente da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, Francisco Alves, e do Coordenador Nacional do Prosepe/Universidade de Coimbra, Prof. Doutor, Luciano Lourenço.

FAMALICÃO CELEBRA DIA MUNDIAL DA DANÇA

Esta sexta-feira, dia 29 de abril, celebra-se o Dia Mundial da Dança e Vila Nova de Famalicão não vai deixar passar a data em branco. Para tal, conta com a preciosa ajuda de vários grupos e escolas de dança do concelho que amanhã vão pôr os famalicenses a dançar.

A iniciativa vai dividir-se entre a Praça 9 de Abril, a Central de Camionagem e o Parque da Juventude, com um vasto programa de exibições e espetáculos, entre dança flamenca, danças de salão, dança contemporânea, Hip Hop, danças Afro-Latinas e Ragga, a partir das 18h00.

Gindança, grupo Groove Spot, Andança e Associação de Moradores das Lameiras são alguns dos grupos envolvidos nesta iniciativa.

PONTE DE LIMA REALIZA JORNADAS DA SAÚDE

VI Jornadas da Saúde em Movimento em Ponte de Lima. 7 de maio – Passeio 25 de abril

As VI jornadas da Saúde em Movimento em Ponte de Lima realizam-se a 7 de maio, entre as 10h00 e as 12h30, em pleno Passeio 25 de abril.

Esta jornada dedicada à saúde com a colaboração de um conjunto de parceiros, com referência para os ginásios e instituições ligada às áreas do Desporto, Saúde e Bem-Estar, visa promover diversas atividades com o objetivo de incentivar a população para um estilo de vida mais saudável.

Assim, durante o período da manhã, a atividade física é a tónica dominante com aulas de fitness (bike, body jump, zumba, cross training, core boot camp, pilates,  KK, X-funcinal), torneios de street basket 3x3 e street soccer3x3.

As aulas de fitness, coordenadas pelos ginásios que aderiram a esta iniciativa e as avaliações pontuais de HTA e Glicemia e rastreios visuais a efetuar pelos técnicos da ULSAM - Unidade Local de Saúde do Alto Minho realizam-se no Passeio 25 de Abril, entre as 10h00 e as 12h30.

BRAGA ASSINALA DIA NACIONAL DA PREVENÇÃO E SEGURANÇA NO TRABALHO

De modo a assinalar o Dia Nacional de Prevenção e Segurança no Trabalho, decorreu hoje, dia 28 de Abril, na Quinta Pedagógica de Braga, uma sessão direccionada às crianças, promovida pelo Município e pela Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT), sobre a promoção de boas práticas e medidas de segurança na Quinta. Na ocasião foi também apresentada a mascote da campanha nacional da Autoridade para as Condições de Trabalho, o Simão.

CMB28042016SERGIOFREITAS0000001898

Altino Bessa, vereador da Câmara Municipal de Braga, sublinhou que o Município tem desenvolvido diversas acções de formação que visam criar competências aos trabalhadores para desenvolverem o seu trabalho em segurança e estarem alerta e prevenidos no cumprimento das regras, de modo a evitar a ocorrência de qualquer tipo de acidente.

“Temos adquirido vários tipos de material que vão ao encontro dessa preocupação com a segurança dos trabalhadores, que consideramos ser absolutamente fundamental. Também os equipamentos que são utilizados pelos cidadãos, nomeadamente o Parque de Campismo e a Quinta Pedagógica, possuem as certificações e vistorias necessárias e exigidas para pleno usufruto dos mesmos por parte da população”, salientou.

Por seu turno, Manuel Gomes, da ACT, referiu que as boas práticas no presente são sinónimo de segurança no futuro. “Sensibilizar as pessoas para respeitarem as regras de segurança é um trabalho que começa na Escola, sendo que o nosso papel é salientar a importância da segurança em todas as fases da vida. A Quinta Pedagógica é simultaneamente um local de trabalho e lazer onde passam muitas pessoas, pelo que queremos dotar este equipamento dos meios necessários para progressivamente ir incorporando a informação sobre boas práticas de segurança nas várias actividades que promove”, afirmou.

O Dia de Prevenção e Segurança no Trabalho é comemorado em todo o mundo desde 1996 como forma de homenagear as vítimas de acidentes de trabalho e doenças profissionais.

CMB28042016SERGIOFREITAS0000001896

CAMPANHA LAÇO AZUL TERMINA AMANHÃ EM CAMINHA COM ESPETÁCULO INFÂNCIA ADIADA

Durante a tarde, vai decorrer o Encontro Distrital das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens que conta com a presença presidente da Comissão Nacional, Armando Leandro

Cãmara Laço Azul

Encontro Distrital das Comissões de Proteção de Crianças e Jovens(CPCJ´s)e apresentação do espetáculo Infância Adiada vão marcar o encerramento da Campanha Laço Azul em Caminha. O Encontro Distrital vai contar com a presença do presidente da Comissão Nacional, Armando Leandro. Este mês, a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Caminha está a assinalar o mês da prevenção dos maus tratos na infância com o objetivo de consciencializar a comunidade para a problemática dos maus tratos na infância.

A CPCJ de Caminha dedica o dia de amanhã ao encerramento da a Campanha Laço Azul. Assim, a partir das 14h30, vai decorrer oEncontro de Encerramento Distrital, no auditório do Museu Municipal de Caminha, a que se seguirão um momento musical pela Academia de Música Fernandes Fão e uma visita guiada ao Centro Histórico de Caminha.

A Campanha encerra com a apresentação da peça de teatro “Infância Adiada”, que conta com a participação da Banda Brantner e do pianista Alex Carvalho. O espetáculo vai decorrer pelas 22 horas, no Valadares Teatro Municipal de Caminha. A entrada é gratuita.

Coordenado por Carla Magalhães, Infância Adiada “é um espetáculo que mostra histórias e situações que comprometem a estrutura familiar e a vida de crianças e jovens que vêm os seus direitos violados e a sua infância perdida. Este espetáculo pretende alertar para uma realidade que é dura, mas que definitivamente todos devemos saber enfrentar, promovendo um maior envolvimento na denúncia destas situações e no reconhecimento da proteção dos Direitos da Criança”.

Para além deste espetáculo, a Campanha Laço Azul englobou a distribuição de laços azuis nos estabelecimentos comerciais, instituições particulares de solidariedade social (IPSS) e serviços públicos do concelho.

A CPCJ de Caminha pretende com esta ação envolver e responsabilizar toda a comunidade na prevenção dos maus tratos, chamando à atenção para o papel ativo que se espera de cada cidadão.

PÓVOA DE LANHOSO COMEMORA DIA MUNDIAL DA DANÇA

No âmbito das Comemorações do Dia Mundial da Dança, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promove a segunda edição do evento “A Póvoa Sabe Dançar”, na próxima sexta-feira, dia 29 de abril.

Estas comemorações irão traduzir-se em duas atividades principais.

Durante a tarde, a partir das 14h30, o largo em frente aos Paços do Concelho será palco de uma tarde com muita animação, promovida pelo Theatro Club juntamente com a comunidade escolar. A entrada é livre.

Desta forma, está prevista a atuação dos Golden Dancers, um grupo de alunos do 5º ano da EB 2,3 Prof. Gonçalo Sampaio; dos 12º B FLASH, com alunos do 12º ano da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso; das Top Girls, um grupo do 5º ano da EB 2,3 Prof. Gonçalo Sampaio; dos 12º ALIVE, com alunos do 12º ano da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso; e dos The Diamonds, com alunos de 6º ano. Haverá ainda as atuações da Universidade Sénior e de um grupo convidado, para além de uma atuação surpresa.

À noite, é a vez de o Theatro Club acolher a “Gala do Dia Mundial da Dança”, a partir das 21h00, com a apresentação de vários grupos, celebrando esta data através de vários géneros de dança, desde o folclore aos ritmos latinos.

O bilhete normal terá o valor de 2 euros, havendo desconto de 50 por cento para portadores de cartões municipais.

VILA VERDE: VILA DE PRADO COMEMORA 25 DE ABRIL

Casa cheia nas comemorações da Liberdade na Vila de Prado!

O auditório da sede da autarquia pradense pareceu pequeno para acolher o mar de gente que fez questão de marcar presença no concerto de tributo a Zeca Afonso, um espetáculo cultural preparado com o intuito de celebrar os valores de abril e de homenagear os que tiveram coragem de combater a ditadura e de fazer prevalecer os valores de liberdade e fraternidade. O espetáculo foi protagonizado com mestria pelos professores da Escola de Música da Junta de Freguesia da Vila de Prado. O concerto de tributo a Zeca Afonso decorreu no dia 23 de Abril, com início às 21h00.

DSC_1351

Às performances musicais irrepreensíveis juntou-se uma atmosfera de cumplicidade e camaradagem que se adensava a cada minuto e que começou a envolver e emocionar os presentes, dando o mote para um serão inesquecível. No final, foi arrepiante ver o público a cantar em uníssono com os músicos, entoando cânticos de liberdade enquanto segurava simbolicamente um cravo vermelho na mão. A iniciativa foi uma justa homenagem a todos quantos contribuíram para um feito ímpar à escala planetária, derrubando a tirania de uma ditadura sem derramar uma gota de sangue. O concerto foi um autêntico desfile de talento, apresentando um repertório de temas celebrizados por um músico, poeta e ativista absolutamente genial que nos deixa um legado impressionante.

DSC_1322

Presente na sessão, o presidente da Junta de Freguesia da Vila de Prado, Paulo Gomes, fez questão de deixar um agradecimento a todos os presentes e um cumprimento muito especial aos músicos profissionais que prepararam e protagonizaram um concerto de elevada qualidade de forma abnegada e a título totalmente gratuito, apenas pelo prazer de partilhar música e cultura com a população, enquanto, tal como nós, celebraram de forma sentida uma das mais marcantes data da história do nosso país. O autarca pradense já começou a levantar o véu para a próxima edição, revelando que pretende subir a fasquia em 2017 e levar as celebrações de Abril para o centro da vila.

DSC_1211

DSC_1306

DSC_1184

“CENTRO FUNERÁRIO DO ALTO MINHO, LDA” INSTALA-SE NO POLO EMPRESARIAL DA LAGOA EM MONÇÃO

Empresa vai ocupar uma área superior a 2500 metros quadrados e criar mais onze novos postos de trabalho, ficando localizada junto à “SuídoAutomocion, Lda”, fabrico de componentes automóveis, e à “Sociedade de Transportes Floridos, Lda”, transporte, armazenagem e logística, cujas estruturas estão em fase de construção.

Contrato 01 (Large)

A empresa “Centro Funerário do Alto Minho, Lda”, dedicada à realização de serviços fúnebres e comercialização de artigos funerários, adquiriu um lote de terreno com uma área global de 2544 metros quadrados no Polo Empresarial da Lagoa para instalação de uma nova unidade industrial.

O contrato-promessa de compra e venda entre o “Centro Funerário do Alto Minho, Lda”, e a autarquia monçanense, representada pelo seu presidente, Augusto de Oliveira Domingues, foi celebrado na passada terça-feira, 26 de abril, no edifício da Câmara Municipal de Monção.

Contrato 03 (Large)

Ultimado o presente compromisso entre as duas partes, segue-se agora a apresentação do projeto de arquitetura para licenciamento da edificação a contruir no lote adquirido e, após a emissão do respetivo alvará, o início da construção do novo pavilhão.

Com a execução deste investimento, serão criados onze novos postos de trabalho, os quais serão preferencialmente ocupados por naturais ou residentes no concelho de Monção. A empresa compromete-se ainda a manter a titularidade do lote pelo prazo de cinco anos a contar do início da atividade.

A dinamização do Polo Empresarial da Lagoa tem sido assumida pelo executivo monçanense como uma questão prioritária na gestão municipal, tendo, nesse sentido, promovido algumas ações estruturais que visam assegurar maior visibilidade e atratividade àquele loteamento empresarial.

Além da isenção de derrama, lucro tributável das empresas, e a comercialização de lotes a preços acessíveis, o município investiu na instalação de rede de fibra ótica em toda a área e na colocação de um pórtico identificativo à entrada do parque empresarial.

As negociações com vários empresários também têm trazido bons resultados. Nos últimos tempos, foram celebrados contratos com a “SuídoAutomocion, Lda”, fabrico de componentes automóveis, e a “Sociedade de Transportes Floridos, Lda”, transporte, armazenagem e logística. As novas estruturas encontram-se em fase de construção.

Contrato 05 (Large)

MINISTRO DA CIÊNCIA TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR VISITA ARCOS DE VALDEVEZ

O Ministro da Ciência Tecnologia e Ensino Superior, Prof. Dr. Manuel Heitor, esteve nas instalações da In.Cubo no âmbito da iniciativa CIDADES E REGIÕES COM CONHECIMENTO.

visita_ministro_ciencia4

Para a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez este é o reconhecimento do trabalho que realiza no que toca ao desenvolvimento económico, empreendedorismo e promoção da ciência e tecnologia.

O Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, aproveitou a vinda deste membro do Estado para abordar e solicitar o apoio do Governo para a criação do Centro de Apoio à Indústria e da plataforma Padre Himalaya.

visita_ministro_ciencia6

Com a criação, em parceria com o IPVC, do Centro de Apoio à Indústria pretende-se desenvolver ofertas formativas em articulação com as empresas, ao nível de cursos técnicos superiores profissionais, formação avançada e outras ações de formação de apoio à indústria; e promover atividades de investigação, desenvolvimento e inovação de produtos e serviços para a indústria. Este projeto pretende envolver vários parceiros e partilhar os espaços existentes na In.cubo.   

Já com a  Plataforma Padre Himalaia, pretende-se recuperar uma antiga escola secundária para plataforma de promoção da cultura científica e tecnológica, em torno da figura do cientista e visionário Padre Himalaia O percurso excecional deste homem culminou em 1904 com o Grande Prémio da Exposição Internacional de St. Louis, nos EUA, onde apresentou a sua fantástica máquina solar – o Pirelióforo.

visita_ministro_ciencia34

O Espaço Himalaya, aberto à comunidade como espaço de descoberta e fruição, terá nas famílias e nos mais jovens o seu principal público-alvo, criando, sobretudo junto dos vários níveis de ensino escolar, um veículo excelente de conhecimento complementar e de suporte aos programas e conteúdos letivos.

No decorrer da visita foram dadas a conhecer as instalações da Incubadora, nomeadamente as empresas instaladas e o Fab.Lab. De igual modo foi feita uma mostra de alguns dos projetos desenvolvidos por parcerias entre a In.Cubo, o IPVC, entidades diversas e empresas.

Para a Câmara Municipal esta visita revestiu-se de grande interesse pois o reforço da formação e da proximidade das instituições de ensino superior e o apoio às empresas nas áreas da Ciência e tecnologia, é fulcral para um desenvolvimento sustentado e, consequentemente, para a criação de emprego e crescimento da economia.

O Ministro mostrou grande interesse pelos projetos apresentados e incentivou o avanço do trabalho de parceria realizado.

visita_ministro_ciencia40

MUNICÍPIO DE CAMINHA VAI INTERVIR DE IMEDIATO NO CAMINHO DA VEIGA, EM ARGELA

Segunda reunião descentralizada na freguesia decorreu ontem

A Câmara Municipal de Caminha vai intervir,já na próxima semana,no caminho da Veiga, em Argela, para resolver problemas que afligem os argelenses, dando assim resposta imediata a questões colocadas pela Junta de Freguesia e pelos cidadãos. A promessa foi feita ontem por Miguel Alves, durante a reunião descentralizadaque decorreu ontem na sede da Associação de Reformados e Pensionistas de Caminha, onde outrora funcionou a escola primária.

descentralizada argela 2016 (2)

Argela acolheu a primeira reunião descentralizada em novembro de 2014, tendo sido anunciada na altura a apresentação do plano de toponímia para a freguesia. Ao regressar a Argela, ontem, esta foi também uma das questões resolvidas. O processo, conforme informou o presidente da Câmara, está concluído e a implementação de toponímia e dos números de polícia vai avançar em breve. Ficam assim resolvidos múltiplos problemas, relacionados com a entrega de correspondência, a assistência médica local, a qualidade do serviço comercial de entrega de encomendas e mercadorias, o transporte de táxi, a valorização turística da localidade ou outras situações do quotidiano. Presentemente, a freguesia conta 64 nomes de ruas, largos, caminhos e praças, relacionados com asua história.

Como referiu a presidente da Junta, Sandra Ranhada, o projeto vai a meio – muito foi feito em Argela e muito há ainda a fazer.A autarca sublinhou o excelente entendimento com a Câmara e o diálogo fácil com o presidente Miguel Alves, que “não é um presidente de gabinete, mas uma pessoa que se desloca ao local para conhecer as situações”, frisou.

A autarca elencou várias necessidades da freguesia, como o arranjo do caminho da Veiga (a que já foi dada resposta), a melhoria da ligação às Argas, arranjos no cemitério, mas também a requalificação do caminho entre Argela e Venade (Colarinha e Aldeia Nova), um dos projetos submetidos ao Orçamento Participativo, que nesta edição não recolheu os votos suficientes para poder avançar nesse contexto.  

O abandono de materiais orgânicos e inorgânicos na estrada entre Argela e Vilar de Mouros (que seria abordado igualmente por Luís Quarteu) também preocupa a presidente da Junta. O vice-presidente da Câmara, Guilherme Lagido informou a propósito da dificuldade de identificar o dono do terreno para correspondente notificação, tendo-se avançado algumas hipóteses, que a Câmara vai agora explorar, na tentativa de identificar esse proprietário.

Sandra Ranhada ainda falou do muito que foi feito em pouco mais de meio mandato, destacando a toponímia, limpeza de margens, construção e muros, repavimentações e arranjos de caminhos, limpeza de caixas de águas e realização de atividades para a população, além de iniciativas recreativas e de lazer, entre outros.

Destacou também a questão do saneamento, lamentando a lacuna total da freguesia neste domínio, tal como acontecia com o caso da toponímia: “aqui não há um metro de saneamento” – lamentou.

A questão das águas e do saneamento seria colocada também por alguns dos cidadãos que intervieram. Na resposta, Guilherme Lagido e Miguel Alves explicaram os planos do Município para esta área. O presidente referiu que o projeto de execução para Argela está pronto e devidamente aprovado, orçando em 1,9 milhões de euros, pelo que a sua concretização só será possível com recurso a fundos comunitários. Como em Argela, há necessidades semelhantes em Vilar de Mouros e Âncora, envolvendo um investimento total da ordem dos 3 milhões de euros, valor que poderá descer um pouco na atual conjuntura do país.

A Câmara vai proceder à candidatura de projetos de forma a contemplar parte das obras necessárias nas três freguesias, estando ciente das limitações do quadro comunitário em vigor. A previsão, adiantou Miguel Alves, é que possa haver obras no terreno em 2017.

Ficou ainda determinado que o vice-presidente irá visitar muito em breve, com a Junta de Freguesia, locais onde existem problemas relacionados com a rede de água, admitindo que possam ser feitas algumas intervenções, antes das obras de maior envergadura, que serão incluídas nas mesmas candidaturas do saneamento, até porque as regras comunitárias assim o exigem.

Na reunião de ontem intervieram vários argelenses, casos de Paulo Fernandes, Armindo Pires, Jorge Rocha, Abel Cunha, António Santos e Luís Quarteu, maioritariamente para colocar situações que pretendem ver resolvidas, mas também para agradecer a intervenção da Câmara na sequencia de assuntos expostos na primeira reunião descentralizada.

descentralizada argela 2016 (1)

AMARES PLANTA ÁRVORES

Município de Amares plantou árvores no Centro Escolar de Ferreiros

A Câmara Municipal de Amares procedeu à plantação de seis árvores na zona de lazer do Centro Escolar de Ferreiros, numa iniciativa conjunta com a Associação de Pais e Agrupamento de Escolas.

IMG_8456

A vereadora da Educação do Município de Amares, Cidália Abreu, explicou que “esta era uma necessidade sentida pela comunidade escolar que não dispunha de um grande espaço com sombras para que os alunos possam usufruir em pleno das atividades ao ar livre, durante o período de maior exposição solar, o que também se refletia no período de aulas já que a falta de árvores contribuía para que o calor e o sol incidissem sobre as salas de aula” e que, por esse motivo e tendo em consideração o bem-estar dos alunos, professores e colaboradores dos centro educativo, o Município de Amares decidiu criar mais espaços de zona verde, contribuindo para uma melhoraria das condições do equipamento educativo.

MAESTRO ANTÓNIO VITORINO D'ALMEIDA TAMBÉM É ARTISTA PLÁSTICO

Victorino d’Almeida, reconhecido maestro e inesperado artista plástico

Pela primeira vez, o maestro António Victorino d’Almeida apresenta publicamente a veia de artista plástico, e só podia fazê-lo na ‘Vila das Artes’. Mais de 100 desenhos da sua autoria vão estar expostos no Fórum Cultural de Cerveira, com inauguração agendada para este sábado, às 21h30, seguida de uma Conferência/Concerto. Entrada livre.

Pela forte ligação às artes, Vila Nova de Cerveira foi o concelho escolhido pelo carismático maestro António Victorino d’Almeidapara revelar um outro lado artístico, na área do desenho, perfilando-se como um momento inédito a nível nacional.

A exposição ‘Storyboard’consiste num conjunto de frases que sugerem situações loucas, impossíveis, irrisórias, surreais que António Victorino d’Almeida resolveu mais tarde ilustrar. Trata-se de uma obra profusamente ilustrada por alguém que diz que não saber desenhar.Essa “coletânea de disparates” começou há largos anos, cerca de meio século, quando o autor viajou de comboio até Paris e depois de barco, até Londres – na companhia de um grande amigo - em que essas frases absurdas e ridículas lhes provocavam continuados acessos de hilaridade.

A vertente musical é orgulhosamente conhecida a nível mundial e, após a inauguração da exposição, o maestro António Victorino d’Almeida será figura central da Conferência/Concerto “A Portugalidade”. Com Miguel Leitee a participação especial de Carlos Lacerda, o diálogo fluirá com total naturalidade evocando características intrínsecas da Portugalidade e abordando figuras tão diferentes da cultura portuguesa como Amália Rodrigues, Carlos do Carmo, Carlos Paredes, além de importantes compositores portugueses como Frederico de Freitas, Joly Braga Santos, entre outros.

A presença em palco de um piano de cauda torna-se imprescindível, pois o Maestro António Victorino d’ Almeida dará asas à sua extraordinária capacidade de improvisador para, a par e passo, ir ilustrando musicalmente ao piano as ideias e os conceitos apresentados no decorrer da conferência.

Esta é uma homenagem em vida a uma das pessoas mais carismática e emblemática da cultura portuguesa e que o Governo português, através da Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, decidiu fazer em 2015, e à qual o Município de Vila nova de Cerveira, em parceria com a Fundação Bienal de Cerveira, se associou.

Com entrada livre, a inauguração da exposição “Storyboard” acontece este sábado, às 21h30, seguida da Conferência Concerto “A Portugalidade”.

PÓVOA DE LANHOSO COMEMORA MARIA DA FONTE

Póvoa de Lanhoso assinala 170 anos da Revolução da Maria da Fonte

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso já deu início à evocação dos 170 anos da Revolução da Maria da Fonte, através da realização da primeira de um ciclo de conferências, com a temática “Camilo Castelo Branco e a Póvoa de Lanhoso”, da exposição bibliográfica “Vida e Obra de Camilo" e do itinerário cultural pedestre “Nos Passos da Revolta”.

0 - Camilo e a Povoa de Lanhoso (2)

A Conferência realizou-se na tarde do dia 23 de abril. “Estamos no Centro Interpretativo Maria da Fonte (CIMF). É aqui e é hoje que damos início a um conjunto de iniciativas que pretendem evocar os 170 anos da Revolução da Maria da Fonte”, começou por referir o Vereador para a Cultura da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Armando Fernandes. “É com muito gosto que iniciamos este ciclo de conferências e de iniciativas diversas em parceria com os jornais Correio do Minho e Maria da Fonte”, salientou ainda o mesmo responsável, na abertura da exposição bibliográfica, que apresentou elementos pertença do CIMF e do Centro de Estudos Camilianos, de Vila Nova de Famalicão, como é o caso de um raro exemplar em castelhano, uma edição de bolso, de “A Maria da Fonte”. Na manhã do dia 24, realizou-se o percurso pedestre cultural “Nos Passos da Revolta”.

0 - Camilo e a Povoa de Lanhoso (4)

Inaugurado no dia 25 de setembro de 2015, o Centro Interpretativo Maria da Fonte procura afirmar-se como um ponto de excelência para o estudo e divulgação a respeito daquela heroína da Póvoa de Lanhoso, motivo que levou o responsável pela pasta da Cultura a convidar para uma visita ao CIMF e aos espaços contíguos. “Apelo ainda a que participem nestas iniciativas, que emanam de um projeto que temos em curso, que é a instalação de um núcleo documental, aqui no Centro Interpretativo Maria da Fonte”, referiu ainda Armando Fernandes. “Estou certo de que, daqui a 50 anos, teremos ali um núcleo documental do melhor que há na nossa região, porque é preferível que as coisas sejam feitas com calma, mas que sejam bem feitas. É esse trabalho que estamos a desenvolver e brevemente irão ter oportunidade de o ver com os vossos próprios olhos, até porque há o compromisso público desta equipa de, no próximo dia 25 de setembro, termos já parte do núcleo documental devidamente inventariado”, revelou.

Esta primeira conferência contou com os contributos de Sérgio Guimarães de Sousa, do Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho / Casa de Camilo, que abordou o tema “Porquê Ler Camilo?”; e de José Abílio Coelho, do CIMF, sobre “Camilo e a Herança de Londres: da realidade à ficção”. O Diretor do jornal Correio do Minho, Paulo Monteiro, também esteve presente assim como o Diretor da Casa de Camilo, José Manuel Oliveira, para além de outras pessoas interessadas na temática.

Camilo Castelo Branco dedicou, na sua obra, uma relevância significativa à Póvoa de Lanhoso, havendo, pelo menos, três romances que têm este concelho como importante palco das suas tramas: “O Demónio do Ouro” (1873), “A Brasileira de Prazins” (1882) e “Maria da Fonte” (1885).

Estas conferências, que terão periodicidade mensal, para além de evocar historicamente a passagem do 170.º aniversário da Revolução da Maria da Fonte, também denominada Revolução do Minho, propõe-se, conjuntamente com os jornais “Maria da Fonte” e “Correio do Minho” (que assinalam, respetivamente, 130 e 90 anos de existência em 2016), fazer transpor para a contemporaneidade um conjunto de temáticas relevantes consideradas “Ao tempo da Maria da Fonte” e que no nosso tempo renovam a sua pertinência.

0 - Camilo e a Povoa de Lanhoso (6)

PARTIDO “OS VERDES” QUESTIONA O GOVERNO SOBRE UTILIZAÇÃO DE ANIMAIS PARA FINS EXPERIMENTAIS

A Deputada Heloísa Apolónia, do Grupo Parlamentar Os Verdes, entregou na Assembleia da República uma pergunta em que questiona o Governo, através do Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural e ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, sobre os indicadores relativos à utilização de animais para fins experimentais, em Portugal e que medidas têm sido tomadas no sentido de dar cumprimento ao estipulado na diretiva relativa à proteção de animais utilizados para fins científicos.

Pergunta:

Os Verdes sempre têm entendido que o conhecimento da realidade é um passo determinante para se adotarem políticas que promovam a solução dos problemas identificados ou que adequem as práticas humanas às necessidades de uma sociedade sempre mais sustentável. Daí que os indicadores sejam bastante relevantes, não para serem tidos como meros números, mas para que entendamos a dimensão das realidades.

O PEV vem assim, mais uma vez, solicitar dados, que nos permitam ter uma perceção do que se passa em Portugal, desta vez relacionados com a utilização de animais em experimentações. Não temos conhecimento de indicadores que nos possam dar a perspetiva da dimensão do uso de animais para fins experimentais ao nível nacional.

Por outro lado, o decreto-lei nº 113/2013, de 7 de agosto, relativo à proteção de animais utilizados para fins científicos, transpôs a diretiva 2010/63/EU. Decorridos quase 3 anos após a sua vigência, importa também ter a noção da avaliação da sua aplicação.

Assim, ao abrigo das disposições constitucionais e regimentais aplicáveis, solicito ao Senhor Presidente da Assembleia da República que remeta a presente Pergunta ao Ministério da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural e ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, de modo a que me possam ser prestados os seguintes esclarecimentos:

1.Onde estão publicados os indicadores relativos à utilização de animais para fins experimentais, em Portugal? Solicito que o Governo me identifique as respetivas publicações.

2.Com que regularidade são atualizados esses indicadores?

3.Que medidas têm sido tomadas no sentido de dar cumprimento ao estipulado na diretiva 2010/63/EU?

4.Que avaliação faz o Governo da aplicação do Decreto-Lei nº 113/2013, de 7 de agosto?

O Grupo Parlamentar “Os Verdes”

MEIO MILHAR DE PESSOAS PARTICIPAM NO PENEDA GERÊS TRAIL ADVENTURE

Cerca de 500 pessoas participaram no trail solidário que arrancou de Ponte da Barca

Cerca de 500 pessoas participaram no trail solidário que saiu da Praça do Município de Ponte da Barca na manhã do passado domingo, naquele que foi o início da 2ª edição do Peneda Gerês Trail Adventure que decorrerá até ao dia 01 de maio, dentro do território do Parque Nacional da Peneda Gerês, também Reserva da Biosfera, classificado pela Unesco, e que é já uma das provas com maior relevo europeu pelo seu enquadramento paisagístico.

Foram cerca de 22 km num percurso feito pela fantástica zona ribeirinha e que juntou em Ponte da Barca de várias nacionalidades.

Recorde-se que a organização é de Carlos Sá Nature Events e com vista a promover os cinco municípios que abraçam o único parque nacional do país, o Peneda-Gerês Trail Adventure®, este ano conta com novas provas que atravessam Arcos de Valdevez, Ponte da Barca, Melgaço, Montalegre e Terras de Bouro.

v2lYDVn1fWsWEhD740T1

PAN AVANÇA COM PROPOSTAS QUE PEDEM RESTRIÇÕES NOS ESPETÁCULOS TAUROMÁQUICOS

MARCHA ANIMAL 051

  • Proibição da utilização de menores de idade em espetáculos tauromáquicos
  • Fim da transmissão de espetáculos tauromáquicos na RTP
  • A transmissão de touradas pela RTP1 foi o principal assunto que motivou queixas dos telespectadores ao provedor
  • Proibição da utilização de dinheiros públicos para financiamento direto ou indireto de atividades tauromáquicas

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza avança esta semana com três iniciativas legislativas que pretendem aumentar os esforços para alterar as tradições violentas e as práticas que prejudiquem o bem-estar das crianças e o desenvolvimento civilizacional e educacional da nossa sociedade. A primeira iniciativa pede a proibição da utilização de menores de idade em espetáculos tauromáquicos. A Lei n.º 31/2015, de 23 de Abril, regula o exercício de atividades de artista tauromáquico e auxiliar por crianças menores de 16 e de 18 anos mediante autorização da Comissão Nacional de Proteção de Crianças e Jovens em Risco. Comissão essa que, a par de outras entidades, reconheceu que a atividade tauromáquica “pode colocar em perigo crianças e jovens” (in Circular n.º 4/2009). A Amnistia Internacional emitiu parecer no mesmo sentido. (…)

A segunda iniciativa legislativa pede a proibição da transmissão de espetáculos tauromáquicos na estação televisiva pública. Uma vez que presta serviço público e sendo uma referência enquanto plataforma de comunicação, a RTP deve ter especial atenção aos programas e conteúdos que transmite, pois alcança um número muito elevado de telespectadores. O PAN defende que o serviço público de TV deve evitar conteúdos violentos, sem qualquer valor intelectual ou que incite à discriminação ou outras formas de violência. (…)

Mais recentemente, o provedor do telespectador foi ouvido pela Comissão Parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto sobre o seu relatório de atividades em 2015, onde deu a conhecer que a transmissão de touradas pelo principal canal de serviço público, a RTP1, foi o principal assunto que motivou queixas dos telespectadores ao provedor durante o ano de 2015. Das 14.935 mensagens que recebeu durante o ano de 2015 – mais do dobro das 7111 do ano anterior – 8280 foram sobre touradas, ou seja, 55% do total de queixas anual. (…)

Por último, o PAN volta a abordar a proibição da utilização de dinheiros públicos para financiamento direto ou indireto de atividades tauromáquicas, tema já trazido ao parlamento durante a discussão do orçamento de estado. Estima-se que haja uma despesa pública de cerca de dezasseis milhões de euros com a tauromaquia em Portugal. Dinheiro esse que é proveniente dos impostos de todos os cidadãos e que podia e devia ser investido em áreas que efetivamente contribuam para o desenvolvimento da nossa sociedade como é o caso da educação, saúde ou verdadeira cultura.

Consulte os projetos de Lei aqui:

https://www.parlamento.pt/ActividadeParlamentar/Paginas/DetalheIniciativa.aspx?BID=40267

https://www.parlamento.pt/ActividadeParlamentar/Paginas/DetalheIniciativa.aspx?BID=40268

https://www.parlamento.pt/ActividadeParlamentar/Paginas/DetalheIniciativa.aspx?BID=40266

PRESIDENTE DO MUNICÍPIO DE CAMINHA, MIGUEL ALVES ENTREGA INCENTIVOS AO ENSINO SUPERIOR

No presente ano letivo, o Município de Caminha vai investir mais de 18 mil euros em apoios a 12 estudantes

O presidente da Câmara Municipal de Caminha, Miguel Alves, entregou ontem os incentivos ao Ensino Superior aos sete alunos de continuidade, isto é, àqueles que terminaram o ano letivo com aproveitamento escolare em relação aos quais subsiste a situação de carência económica. No presente ano letivo, irão ser beneficiados 12 estudantes, o que corresponderá a um montante aproximado de 18 mil euros.

Para o Município de Caminha, a atribuição de incentivos visa proporcionar um apoio financeiro àqueles que, tendo em conta os seus parcos recursos, se encontram impedidos de prosseguir os estudos. Assim, para além dos sete estudantes que receberam o respetivo incentivo, é de realçar que o Município vai ainda apoiar mais cinco alunos que ingressaram pela primeira vez no ensino superior, cuja lista provisória ainda se encontra em fase de reclamação. Depois do período de reclamação, a lista definitiva será submetida à apreciação do executivo em reunião camarária.

Recorda-se que os incentivos são atribuídos aos candidatos que preencham, cumulativamente, as seguintes condições: residam no concelho de Caminha, há pelo menos 2 anos; ingressem ou frequentem um curso superior; façam prova do pedido de bolsa de estudo aos serviços sociais da respetiva universidade/instituto ou comprovativo do benefício da mesma; não sejam titulares de curso superior e o respetivo agregado familiar não ultrapasse um rendimento "per capita" superior a 40% do Salário Mínimo Nacional. Esta condição também se aplica aos beneficiários de anos anteriores

I JORNADAS SOCIAIS DE AMARES ARRANCARAM COM CASA CHEIA

Foi uma plateia repleta aquela que se juntou no Auditório Conde Ferreira para assistir ao primeiro dia das Jornadas Sociais de Amares, ontem dedicadas ao tema “Envelhecimento e Incapacidades”.

Jornadas sociais (1)

Na sessão de abertura, o presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, congratulou-se com a afluência de participantes desta que considera ser uma iniciativa que “vem enriquecer o concelho pela pertinência dos temas abordados e pela diversidade de experiências de vida que vão ser partilhadas ao longo dos três dias em que vão decorrer as jornadas”. O autarca deixou, ainda, uma palavra de agradecimento a todos os oradores participantes, colaboradores do Município de Amares e diversas instituições que se associaram a esta iniciativa.

Jornadas sociais (2)

Também a vereadora da Ação Social do Município, Cidália Abreu, reconheceu a importância de refletir sobre as temáticas abrangidas nos vários painéis que, entre hoje e sexta-feira, vão ser objeto de análise nesta atividade. "É fundamental refletirmos sobre a forma como envelhecemos e como são valorizadas as capacidades dos seres humanos e,além disso, perceber de que forma é que as instituições estão a trabalhar mediantes estas questões”, sublinhou.

Jornadas sociais (3)

A sessão de ontem foi moderada por Pedro Costa, presidente da Valoriza, que destacou também a importância deste género de iniciativas “para partilhar experiências de vida e encontrar ferramentas para encarar as dificuldades que surgem no dia a dia quando confrontados com as diferenças”.

O primeiro interveniente foi o jovem Tomás Coimbra que deu a conhecer um projeto inovador – o “Semear”, um programa de integração no mercado do trabalho no setor agroalimentar de jovens adultos com dificuldades inteletuais.

Tomás Coimbra sublinhou que através deste projeto, que conta com imensos parceiros a nível nacional, quiseram “mudar a forma com as pessoas vêem as incapacidades”, fazendo com que os participantes conquistem um lugar no mercado de trabalho fazendo valer as s suas competências.

Jornadas sociais (4)

Seguiu-se um momento bastante descontraído e emotivo protagonizado pelo Centro Comunitário da Gafanha do Carmo, de Aveiro, um espaço que acolhe lar, centro de dia e apoio domiciliário e que funciona como um verdadeira “casa familiar”, explicaram Ângelo e Sofia, acompanhados por dois dos utentes e por dois cães que fazem parte da “família”. Os jovens apresentaram alguns dos projetos que desenvolvem no centro comunitário com os utentes e que fazem com que eles se “sintam em casa e em família”.

Depois foi a vez de Luís Jacob, especialista em gerontologia, se debruçar sobre a temática da terceira idade, começando por fazer uma experiência com o público para desmistificar alguns mitos em volta desta problemática.

A finalizar o painel, Ilda Taborda docente especialista em sexualidade humana, abordou a sexualidade na terceira idade, satisfazendo algumas curiosidades e desmistificando um tema que na sociedade “muitas vezes ainda é considerado tabu”.

As I Jornadas Sociais decorrem até amanhã. Hoje o dia vai ser dedicado ao sucesso educativo e amanhã vai contar com a inovação social e a sustentabilidade das organizações como tema central.

Jornadas sociais

PÓVOA DE LANHOSO DEBATE ETNOGRAFIA

“Serões no Burgo/Tertúlias Rusgueiras” na Casa da Botica

Decorreu, no passado dia 14 de Abril, pelas 21 horas, uma tertúlia etnográfica organizada pela Casa da Botica, que teve como orador principal o presidente da Rusga de S. Vicente de Braga, José Pinto. Esta tertúlia intitulada “A importância do movimento etno-folclórico nas festas concelhias” resultou de um convite formulado pelos grupos folclóricos da Póvoa de Lanhoso aquando de uma visita que fizeram à Rusga de S. Vicente, em 28 de janeiro deste ano.

Tertulia 1

Este encontro revelou-se muito proveitoso pelas questões que foram abordadas e pelo modo como os grupos folclóricos e todos os presentes participaram e conviveram.

Ficou a vontade de se organizar novos encontros para se abordar outros temas que ajudem a enriquecer os elementos dos grupos. Por fim, fez-se uma abordagem à importância do INATEL no apoio ao movimento etnográfico nacional e regional. José Pinto relevou o papel desta instituição e da pertinência dos grupos folclóricos da Póvoa de Lanhoso serem CCD's (Centro de Cultura e Desporto do INATEL).

Tertulia 2

Este estatuto exige uma maior e melhor organização dos grupos, do ponto de vista formal, pelo que foram desafiados a fazerem formação nesta área. A Câmara Municipal, através do Vereador Armando Fernandes, comprometeu-se a ajudar, no que estiver ao seu alcance, para incentivar os grupos a darem um salto qualitativo no modo de encarar as grandes responsabilidades que os mesmos têm na promoção, preservação e divulgação da cultura etnográfica da nossa região.

Tertulia 3

PONTE DA BARCA COMEMORA DIA MUNDIAL DA DANÇA

Sexta-feira | 29 de abril | 21h30 | Praça da República

Com o objetivo de assinalar o Dia Mundial da Dança, o Município de Ponte da Barca vai levar a cabo amanhã, dia 29 de abril, a partir das 21h30, na Praça da República, um espetáculo com performances de várias escolas e academias de dança locais.

Com estas atividades a autarquia pretende divulgar e promover o gosto por uma das mais importantes manifestações de arte, assim como incentivar o trabalho que é desenvolvido no concelho ao nível da dança, promovendo a sua divulgação e valorização.

 

PONTE DA BARCA COMEMORA 25 DE ABRIL

Em Ponte da Barca aclamou-se 25 abril e exaltou-se a liberdade. 42º aniversário do 25 de Abril assinalado com várias atividades come

O Município de Ponte da Barca assinalou o 25 de Abril com uma série de iniciativas. O programa iniciou no dia 23 com o concerto musical pelo projeto “Outra vez abril”, coletivo de músicos maioritariamente de Ponte da Barca que evocaram artistas como Zéca Afonso, José Mário Branco, Sérgio Godinho e Adriano Correia de Oliveira. Na noite de 24 de Abril, o grupo juvenil de teatro do Movimento Incriativo promoveu a peça de teatro 'Antes de Começar'/'Maria'.

No dia 25 de Abril, nos Paços do Concelho, decorre o hastear de bandeiras ao som da fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Ponte da Barca e da moldura humana de cravo ao peito, seguindo-se a habitual Sessão Solene da Assembleia Municipal, numa cerimónia que juntou o executivo municipal, os representantes dos partidos políticos com assento na Assembleia Municipal, Presidentes de Junta de Freguesia, entre outras entidades militares e civis do concelho.

O Presidente da Câmara Municipal de Ponte da Barca, Vassalo Abreu, dirigiu-se aos presentes dizendo que 'para todos os democratas portugueses esta é e será sempre a noite mais memorável. A noite que originou uma manhã de alegria, tornando reais os sonhos de gerações de portugueses marcados pela dureza da vida, cansados da pobreza, da guerra, da exploração', não deixando de partilhar o seu 'regozijo pelo fim de anos de governação que representaram, na minha opinião, um dos maiores ataques contra esta conquista, que nos confrontaram com leis que não eram mais que feridas de inconstitucionalidade, de profundo desrespeito pelo poder local, e que muito condicionaram a nossa ação'. Vassalo Abreu referiu ainda que com esta mudança 'renovou-se a esperança em Portugal. Mesmo com o país fortemente “encolhido” pelas medidas de austeridade, impondo grandes sacrifícios aos portugueses, com este novo governo acredito que é possível devolver o país a quem ele, de facto, pertence - aos portugueses.'

Ainda durante o dia 25 de Abril, o Grupo Liber'Arte promoveu no Choupal, um conjunto de atividades artísticas desde a música à pintura, e no final do dia, no Estádio Municipal, teve lugar o jogo de futebol 'Abrilmente'.

pCkJZV28FIQfiiERjlvo

BRAGA APRESENTA 37ª EDIÇÃO DA RAMPA DA FALPERRA

Prova decorre em Braga de 06 a 08 de Maio

Amanhã, 29 de Abril de 2016, no Largo do Paço, pelas 11h00, a Câmara Municipal de Braga e o Clube Automóvel do Minho vão apresentar em sessão pública a 37ª Rampa Internacional da Falperra. A sessão tem lugar no Salão Nobre da Reitoria da Universidade do Minho, no Largo do Paço, em Braga.

As novidades da 37ª edição desta que é uma das mais importantes provas de Automóveis de Montanha, pontuável para o Campeonato Europeu de Montanha, para o Campeonato Português de Montanha e para o Campeonato Espanhol de Montanha, serão apresentadas detalhadamente pelo Presidente do Clube Automóvel do Minho, na presença das mais variadas entidades, nomeadamente dos representantes da Federação Internacional do Automóvel (FIA), da Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting (FPAK), entre outras entidades locais, nacionais e internacionais.

PONTE DE LIMA PROMOVE SEMINÁRIO SOBRE A BIODIVERSIDADE

SEMINÁRIO “A Importância da Biodiversidade: perspetivas e abordagens locais e globais”

O Município de Ponte de Lima (MPL) e o Centro Local de Aprendizagem (CLA) da Universidade Aberta (UAb) de Ponte de Lima realizam, em parceria, o seminário subordinado ao tema "A Importância da Biodiversidade: perspetivas e abordagens locais e globais", que se realiza no dia 21 de maio de 2016, pelas 10h00, no Auditório do Centro de Interpretação das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d´Arcos, em Ponte de Lima.

Este seminário, que se realiza na Área Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d´Arcos, reconhecida nacional e internacionalmente, visa aprofundar conteúdos sobre os desafios que a Biodiversidade enfrenta, ao nível local e global. A iniciativa contará com a presença de vários docentes da Universidade Aberta: a Professora Doutora Carla Oliveira, Vice-Reitora da Universidade Aberta, na qualidade de moderadora, os Professores Doutores Fernando Caetano e Ulisses Azeiteiro (Departamento da Ciência e Tecnologia) e a Professora Doutora Fátima Alves (Departamento de Ciências Sociais e Gestão). Teremos também a presença do Professor Doutor Rui Cortes da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (Departamento de Ciências Florestais e Arquitetura Paisagista), que é também Vice-Diretor do Centro de Investigação e Tecnologias Agroambientais e Biológicas.

O Seminário irá decorrer no período da manhã, onde haverá também espaço para uma apresentação da Área Protegida das Lagoas de Bertiandos e S. Pedro d´Arcos, pelo Engenheiro Gonçalo Rodrigues, e, no período da tarde, haverá oportunidade para os participantes visitarem um percurso pedestre da Área Protegida das Lagoas.

O evento tem como destinatários investigadores, docentes, estudantes e técnicos da área de Ambiente e público em geral.

A entrada é livre mas carece de inscrição prévia, através do seguinte formulário:

https://docs.google.com/forms/d/1RRzswvXKQnvlJpMOmF5vzjxF3n4VynDJaEyzc5fHsk0/viewform?c=0&w=1&usp=mail_form_link

Aceda ao cartaz do Seminário.

Para informações contacte:

CLA da UAb de Ponte de Lima

Avenida António Feijó, nº 16

915 676 349 | cla_ponl@uab.pt

BRAGA ORGANIZA ATIVIDADES GRATUITAS PARA TODA A FAMÍLIA

Karting e dança em destaque no ‘Mexe-te Braga’

O karting, a dança jazz e contemporânea são as actividades previstas para este fim-de-semana no âmbito do programa ‘Mexe-te Braga’.

No Sábado, dia 30 de Abril, o Largo do Pópulo recebe o Clube Automóvel do Minho que irá promover o karting junto da população. Já no Domingo, 1 de Maio, na Academia Synergia, haverá dança jazz e contemporânea a partir das 10h00.

As actividades são de participação gratuita e enquadram-se no programa criado pelo Município de Braga em parceria com associações desportivas, clubes, ginásios e health clubs com o objectivo de incentivar a população a praticar desporto e a promover hábitos de vida saudável.

Mais informações sobre o programa ‘Mexe-te Braga’ podem ser obtidas em desporto.lazer@cm-braga.pt.

ESCOLA DAS TAIPAS VENCE CONCURSO NACIONAL COM VÍDEO VIMARANENSE ANTI-CORRUPÇÃO

PRÉMIO ENTREGUE ESTA QUARTA-FEIRA

Filme com mensagem simples e objetiva sobre o tema “Corrupção” valeu primeiro lugar nacional. Presidente do Município de Guimarães felicita distinção, cuja cerimónia de entrega decorreu esta quarta-feira, 27 de abril, em Lisboa.

Escola_Taipas_Premio_Prevencao_Corrupcao

A Escola Secundária de Caldas das Taipas, em Guimarães, venceu o concurso nacional de vídeo “Imagens Contra a Corrupção”, promovido pela Prevenção Portuguesa da Corrupção e pelo Tribunal de Contas. Elaborado pela turma do 11º ano do Curso Profissional de Técnico de Multimédia, o trabalho audiovisual teve a coordenação da diretora do curso, Dalila Durães, e do docente Pedro Ferreira.

O filme “Sê Cidadão e bate o pé à Corrupção” envolveu a participação de mais quatro turmas da escola nas filmagens realizadas durante três semanas, num total de mais de 40 horas de trabalho. A ideia do slogan “Sê cidadão e bate o pé à corrupção”, surgiu como forma de evoluir sobre a recorrente frase “Diz não à corrupção”, que emerge em muitas pesquisas sobre o tema.

O curso de Multimédia da Escola Secundária das Taipas já participou em duas edições anteriores deste concurso, obtendo sempre menções honrosas, contudo, este ano conquistou o 1º prémio. Estes vídeos serão posteriormente traduzidos pela Prevenção Portuguesa contra a Corrupção e serão colocados na página das Nações Unidas.

O concurso teve por objetivos criar espaços de reflexão dentro da comunidade escolar sobre questões relacionadas com a corrupção, a ética e a cidadania, promover leituras no âmbito das temáticas relacionadas com o tema do concurso, estimular a imaginação e a criatividade, além de envolver os jovens num conjunto articulado de saberes, que passam pela língua portuguesa, pelas tecnologias e pela arte.