Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

SÓCIOS E AMIGOS DA EX-CASA DO MINHO EM LOURENÇO MARQUES (MOÇAMBIQUE) JUNTAM-SE EM SANTA MARTA DE PORTUZELO

Encontro realiza-se no dia 30 de abril em Santa Marta de Portuzelo, no concelho de Viana do Castelo e conta com a atuação do Grupo de Danças e Cantares da Casa do Povo de Vila Nova de Anha

Santa Marta de Portuzelo é este ano a localidade minhota escolhida para a realização do encontro anual do sócios e amigos da Ex-Casa do Minho em Lourenço Marques, atual cidade do Maputo, em Moçambique, encontrando-se marcada para o próximo dia 30 de abril. E, para animar a festa, conta com a participação do Grupo de Danças e Cantares da Casa do Povo de Vila Nova de Anha, um rancho constituído em 1983 e que se afirma como um dos mais representativos da nossa região.

484396_10200262053808057_30167815_n

Todos os anos, os minhotos que viveram naquela antiga província ultramarina, promovem um encontro de confraternização por ocasião do aniversário da sua associação regionalista – a Casa do Minho em Moçambique – entretanto extinta por ocasião da independência política daquele país e o regresso da à metrópole comunidade portuguesa.

Durante duas décadas consecutivas, a Casa do Minho foi na capital do Índico o elo de ligação das nossas gentes em terras moçambicanas. Ali se construíram novas amizades e mantinham as suas tradições. A constituição de um Rancho Folclórico no seio da Casa do Minho constituiu um dos melhores exemplos do seu apego às origens.

Os antigos territórios ultramarinos portugueses foram o destino de muitos minhotos que decidiram ali construir as suas vidas. Rumando diretamente a partir da metrópole ou fixando-se após o cumprimento do serviço militar naquelas paragens, Angola e Moçambique vieram a tornar-se a segunda terra para muitos dos nossos conterrâneos que assim trocavam a estreita courela pela desafogada machamba ou simplesmente empregavam-se na atividade comercial das progressivas cidades de Luanda e Lourenço Marques, atual Maputo.

Porém, a recordação do Minho distante não os abandonou e permaneceu sempre nos seus corações. E, a provar esse amor filial, criaram as suas próprias associações regionalistas a fim de manterem mais viva a sua portugalidade e as raízes minhotas. Em Lourenço Marques, fundaram a Casa do Minho em 1955, já lá vão mais de 60 anos!

Muitos foram os minhotos e outros portugueses que em Moçambique construíram as suas vidas. Contudo, o seu curso tranquilo e próspero veio a ser abruptamente interrompido em consequência do processo de descolonização do território e a guerra civil que se seguiu, determinando o seu regresso à metrópole e consequente extinção da Casa do Minho.

Não obstante, muitos dos minhotos e amigos da Casa do Minho, que dela fizeram parte ou de alguma forma por lá passaram, não esquecem esses tempos saudosos e continuam a reunir-se todos os anos em alegre e amistosa confraternização, partilhando recordações e revivendo a terra que continuam a amar – Moçambique!

MOREIRA DE CÓNEGOS RECEBE NONA REUNIÃO DESCENTRALIZADA DO EXECUTIVO MUNICIPAL VIMARANENSE

AGENDA DE TRABALHOS PARA O DIA 14 DE ABRIL DE 2016

“Câmara Aberta” completa a visita às nove vilas do concelho, com a edição desta quinta-feira. Depois da reunião na Escola Virgínia Moura, o Presidente do Município de Guimarães estará, de tarde, em instituições de Moreira de Cónegos.

Moreira_Conegos_Escola_Virginia_Moura

A nona reunião de Câmara descentralizada do Executivo Municipal de Guimarães realiza-se esta quinta-feira de manhã, 14 de abril, pelas 10 horas, na vila de Moreira de Cónegos, na sede do Agrupamento de Escolas Virgínia Moura. O encontro, agendado no âmbito da iniciativa “Câmara Aberta”, principiará com um momento musical protagonizado pelo Quarteto de Metais da Banda Filarmónica de Moreira de Cónegos, seguindo-se uma intervenção do Presidente de Junta de Freguesia de Moreira de Cónegos, Paulo Renato.

Da ordem de trabalhos, constituída por 35 pontos, destaque para o estabelecimento do contrato-programa com a Cooperativa “A Oficina” relacionado com a gestão da Casa da Memória em 2016. Referência também para uma proposta de concessão de apoios municipais às freguesias e uma informação que será prestada no âmbito do relatório final da adjudicação da ligação da rotunda de Mouril à Variante de Creixomil, à qual se segue a respetiva elaboração do contrato. 

No final da reunião, o Presidente da Câmara Municipal de Guimarães visitará, durante a tarde, um conjunto de instituições, coletividades e associações da vila, iniciando o seu périplo pelas 14:30 horas, com uma deslocação ao Centro Paroquial de Moreira de Cónegos, seguindo-se uma visita, às 15:30 horas, ao Agrupamento de Escolas Virgínia Moura. Pelas 16:30 horas, estará nas instalações do “Grupo Moretextile” e, uma hora depois, às 17:30 horas, visita o Moreirense Futebol Clube.

Com o objetivo de descentralizar o poder e estar cada vez mais próximo dos vimaranenses, o Presidente do Município dedica, trimestralmente, um dia completo às vilas e freguesias do concelho para ouvir problemas e ideias das pessoas. As vilas de Ronfe (janeiro 2014), Caldas das Taipas (abril 2014), Pevidém (setembro 2014), São Torcato (dezembro 2014), Lordelo (março 2015), Ponte (junho 2015), Serzedelo (outubro 2015) e Brito (janeiro 2016) receberam as primeiras oito edições desta medida de descentralização.

A Ordem de Trabalhos completa da reunião do Executivo Municipal desta quinta-feira é a seguinte:

01 - VITRUS - Execução Orçamental - 4.º Trimestre de 2015

02 - VITRUS - Relatório e Contas 2015

03 - ECO-AVE - Relatório e Contas 2015

04 - IDEGUI - Relatório Anual 2015

05 - TAIPAS TURITERMAS CIPRL - Relatório e Contas 2015

06 - Ligação da Rotunda de Mouril à Variante de Creixomil - Relatório Final

07 - Aprovação da Ata da Reunião Ordinária de 31 de março de 2016

08 - Cedência de transporte à Junta de Freguesia de Moreira de Cónegos.

09 - Cedência de transporte à Junta de Freguesia de Infantas.

10 - Proposta de celebração de contrato interadministrativo de delegação de competências com a Freguesia de Candoso S. Martinho - Projeto Candoso Ativo OP2015

11 - Freguesia de Fermentões – Trabalhos a executar em vários arruamentos

12 - Freguesia de Moreira de Cónegos – Alargamento, pavimentação e construção de rede de águas pluviais da Rua do Outeiro

13 - Delegação de Competências nas Freguesias (Contratos Interadministrativos)

14 - Concessão de Apoios Municipais às Freguesias

15 - Revisão do Regulamento interno específico de prevenção e controlo da alcoolemia da Câmara Municipal de Guimarães - Início do procedimento.

16 - Regulamento para atribuição de prémio que distinga trabalho desenvolvido no âmbito do direito público e democracia local - Início de Procedimento

17 - Classificação das Muralhas de Guimarães - Cerca Urbana de Guimarães como Monumento Nacional

18 - Doação de Equipamento Escolar à Associação Padre Maymona 

19 - Contrato de Doação da Biblioteca do CESMINHO ao Município Guimarães

20 - Alteração do Mapa de Pessoal

21 - Transferência de Verba do Município de Guimarães para o Ano 2016 - Associação do Quadrilátero Urbano

22 - Contrato Programa com a Cooperativa A Oficina para gestão da Casa da Memória em 2016

23 - Cedência de transporte à EB1/JI de S. Faustino.

24 - Ratificação fundo de maneio de março de 2016

25 - Cedência de transporte ao Infantário Nuno Simões.

26 - Cedência de transporte à Associação Desenvolvimento das Comunidades Locais.

27 - Proposta Obras para Adaptação de Habitação

28 - Atribuição de subsídios a instituições de solidariedade social 2016

29 - Atribuição de subsídio Junta de Núcleo de Guimarães do Corpo Nacional de Escutas

30 - Cedência de transporte à Orquestra de Guimarães.

31 - Rally de Portugal 2016 – Adenda ao Acordo de Parceria.

32 - Rally de Portugal 2016 - Cerimonial Start - Apoio extraordinário ao Automóvel Clube de Portugal (ACP).

33 - Apoio extraordinário ao Núcleo de Atletismo das Taipas.

34 - Apoio extraordinário ao Clube Desportivo de Ponte.

35 - Aprovação da Ata em Minuta 

Ligação para transferência dos documentos que serão apreciados na Reunião de Câmara (14.04.2016): https://we.tl/6QlugqYLZS(link disponível até 19 de abril 2016)

EXECUTIVO MUNICIPAL DE MONÇÃO APROVA PRESTAÇÃO DE CONTAS

Documento, que será objeto de apreciação e votação na Assembleia Municipal de 25 de abril, revela aumento da receita e menor despesa corrente. Marcado novamente pelo atraso na canalização dos fundos comunitários, nota positiva para a diminuição dos encargos com pessoal, bem como para a continuação da curva descendente dos empréstimos a curto, médio e longo prazo iniciada na década passada.

Paços do concelho 01

Num período de austeridade e contenção financeira, motivado por um conjunto de medidas restritivas a nível nacional e atrasos na canalização dos fundos comunitários, o Executivo Municipal de Monção aprovou, por maioria, a prestação de contas de 2015. O documento, com quatro votos a favor (PS e CDS/PP) e três abstenções (PSD), será agora analisado e votado em sessão da Assembleia Municipal do dia 25 de abril.

No exercício de 2015 assistiu-se a um aumento da receita corrente de 650.549,77 € relativamente ao exercício de 2014, devendo-se, em grande parte, ao desempenho dos impostos diretos (IMI, IUC, IMT). No lado oposto, está a receita de capital, onde se incluem os fundos comunitários, a qual tem vindo a decair significativamente nos últimos anos.

A título de exemplo, refira-se que, no período entre 2013 e 2015, foi arrecadado apenas 1.782.904,42 € comparativamente ao período entre 2010 e 2012, onde o montante recebido situou-se em 10.610.645.58 €. Uma diferença abismal com reflexos no investimento que, registe-se, tem avançado graças à poupança corrente.

Quanto à despesa corrente, o documento apresenta um ganho de 74.612,82 € em relação ao exercício anterior. Neste capítulo, destaque para os encargos com o pessoal, cuja diminuição tem sido uma realidade nos últimos anos: passagem de 300 trabalhadores em 2010 para 245 a 31 de dezembro de 2015. Em termos financeiros, passou-se para um gasto de 4.502.906,60 € em 2014 para 4.354.904,40 € em 2015. Em 2010, a despesa com pessoal registava 4.807.202,20 €.

O lado positivo deste período de grande adversidade económica está na evolução do endividamento. Não tendo sido um ano bom em termos financeiros, o município conseguiu reduzir o seu endividamento de médio e longo prazo em 14,55 %, abatendo 1.170.663,53 € ao montante global do ano anterior.

Esta curva descendente tem sido uma constante na última década com acentuação mais pronunciada nos últimos quatro anos. A 31 de dezembro de 2015, a divida estava em 6.874.946,64 €, menos de metade que em 2005, cujo valor era de 14.300.028,17 €.

No curto prazo, onde se incluem dívidas a fornecedores e outros credores, os valores tem vindo a diminuir significativamente. No atual exercício, situa-se em 665.039,32 € contra 926.485,54 € do ano anterior. Uma diminuição de 66,14% que revela o forte empenho do município em saldar os seus compromissos com as empresas.

Neste exercício, destaque ainda para o apoio dado aos estabelecimentos de ensino, instituições sociais e centros paroquiais do concelho, bem como às 24 freguesias através da distribuição de verbas correntes e de capital e aumento da autonomia para a definição de projetos e obras.

Referência também para o considerável auxílio às famílias mais desfavorecidas economicamente (subsídios escolares, incentivos ao ensino superior, comparticipação nos medicamentos, apoio habitacional…) e às coletividades recreativas, culturais e desportivas pelo inestimável papel que prestam à comunidade.

“O aumento da receita corrente, a diminuição da divida a curto, médio e longo prazo e a redução de encargos com o pessoal, refletem a preocupação do município no desenvolvimento de uma gestão criteriosa e realista sem perder de vista o investimento em áreas estruturais para o território concelhio” Augusto de Oliveira Domingues.

MONÇÃO REALIZA MERCADO DA CAMÉLIA

Iniciativa, que marca o arranque da edição deste ano do projeto “Dar Vida ao Mercado”, realiza-se este fim-de-semana, 16 e 17 de abril. Abertura oficial marcada para as 15h00. No domingo, a animação estará a cargo do Grupo Popular “Os Teimosos”. Até ao final do ano, estão pensadas mais três “mercados” naquele espaço. O objetivo é fazer do Mercado Municipal de Monção um espaço de excelência para a compra de produtos frescos e da época.

À semelhança do ano passado, o Mercado Municipal de Monção volta a receber quatro mercados temáticos ao longo do ano. O objetivo é criar maior dinamismo comercial naquele espaço, de forma a contribuir para a diversificação e promoção dos produtos locais, envolvimento do público e rentabilização económica dos comerciantes.

A iniciativa, denominada “Dar Vida ao Mercado”, tem início este fim de semana, 16 e 17 de abril, com o Mercado da Camélia, prosseguindo, no dia 1 de maio, com o Mercado da Flor e, em junho (data a definir), com o Mercado “Festejar os Santos Populares”. O Mercado do Artesanato, Antiguidades e Velharias decorre em novembro, coincidindo com o Magusto de S. Martinho, promovido pela autarquia monçanense.

Complementando a realização dos mercados temáticos, estão pensadas algumas atividades de animação cultural e etnográfica, bem como a realização de ações de formação e sensibilização tanto a nível ambiental como de saúde alimentar.

No Mercado da Camélia serão “mostrados” diversos trabalhos feitos com camélias e realçada a importância do cultivo desta planta tanto a nível ornamental como terapêutico. Além de floristas e viveiristas, estarão presentes associações locais. A animação fica a cargo do Grupo Popular “Os Teimosos”.

O objetivo central é fazer do Mercado Municipal de Monção um espaço de excelência para a compra de produtos frescos e da época, ajudando à criação de novas dinâmicas empresariais e ao escoamento dos alimentos agrícolas/frutícolas e dos artigos manufaturados dos comerciantes.

Para a realização desta iniciativa, a autarquia local conta com a colaboração da Associação de artesões de Monção – Post`Arte e da Associação Comercial e Industrial dos Concelhos de Monção e Melgaço, tendo, para o efeito, rubricado um protocolo de colaboração. As normas de participação foram aprovadas em reunião do executivo municipal.

A iniciativa “Dar Vida ao Mercado” é parte integrante de um projeto de valorização do Mercado Municipal de Monção que engloba ainda algumas intervenções naquela estrutura junto ao campo da feira, nomeadamente reparações pontuais e pintura no interior e exterior.

BRAGA SEGUE AS MELHORES PRÁTICAS MUNDIAIS DE SUSTENTABILIDADE DAS CIDADES

Ricardo Rio visitou MASDAR – Cidade do Futuro

No âmbito da deslocação ao Dubai, onde proferiu uma intervenção no Encontro Anual de Investimento, Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, visitou a cidade de Masdar, em Abu Dhabi, que pretende tornar-se na primeira cidade no mundo integralmente inteligente e que utiliza somente energias renováveis.

IMG_1174

Segundo explicou, “esta visita insere-se na estratégia de tornar Braga, a curto-médio prazo, uma cidade sustentável e inteligente”, sendo que esta foi uma oportunidade para o Presidente da Câmara Municipal conhecer de perto um dos projectos mais interessantes do Médio Oriente no âmbito das cidades inteligentes e estabelecer contactos com vista ao estabelecimento de futuras parcerias.

Nesta visita participaram ainda o Secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, que interveio de igual modo no Encontro Anual de Investimento, e o Delegado da AICEP para os Emirados Árabes Unidos, Manuel Couto Miranda.

Masdar-05

Além da visita guiada efectuada à cidade, Ricardo Rio teve a oportunidade de debater possíveis colaborações com os responsáveis de Masdar, sendo que algumas das possibilidades aventadas se prendem com a realização de parcerias com o INL - Laboratório Internacional de Nanotecnologia e a Universidade do Minho. A presença de investigadores portugueses que trabalham em Masdar permitiu ainda ao Presidente da Câmara de Braga conhecer de forma mais aprofundada a realidade deste laboratório vivo na construção de uma cidade inteligente, onde tudo é feito com base na sustentabilidade dos recursos, centrado na qualidade de vida dos cidadãos que nela habitam.

Para Ricardo Rio, “um dos objectivos desta visita insere-se naquilo que tem sido um exercício comum do Município de Braga: conhecer as melhores práticas a nível internacional para, na medida das possibilidades e nossa realidade, replicar algumas das soluções que optimizem os nossos recursos e que contribuam para a construção de alicerces mais sustentáveis e inteligentes”, explicou o Autarca.

A cidade de Masdar foi desenhada pelos arquitetos ingleses Foster and Partners e pretende ser a primeira cidade integralmente sustentável e inteligente no mundo, funcionando apenas a energia solar e outras fontes de energia renováveis. A cidade, que ainda está fase em construção, será também a sede da Agência Internacional de Energias Renováveis e pretende constituir-se como um importante centro mundial de investigação e empresarial relacionado com as energias alternativas.

Neste momento esta cidade do Médio Oriente já alberga um centro de investigação, o Instituto de Masdar de Ciência e Tecnologia, que tem desenvolvido trabalho nas áreas das energias alternativas, na sustentabilidade ambiental e nas tecnologias limpas.

Os automóveis que operam em Masdar são integralmente elétricos e não tripulados e todas as formas de energia utilizadas são renováveis, o que oferece aos seus visitantes uma visão única de um futuro mais sustentável e inteligente. Este projeto insere-se na estratégia de diversificação da atividade económica de Abu Dhabi e pretende ser um polo de exportação de tecnologia e de ideias para todo o mundo, tendo já projectos internacionais em diversos países, como Espanha e Reino Unido.

Masdar-City-Centre-uae

REDE SOCIAL DE BRAGA APROVA PLANO OPERACIONAL 2016-2017

O Plenário do Conselho Local de Acção Social (CLAS), da Rede Social do Concelho de Braga (CLAS), reuniu na passada terça-feira, 12 de Abril, no edifício do gnration, com a participação activa de uma centena de parceiros, representantes de várias entidades, como Organismos Públicos, Instituições Particulares de Solidariedade Social, Juntas de Freguesia, ONG, Associações e entidades empresariais. 

2.Rede Social Braga - NE Abril 2016

Neste plenário, presidido pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Firmino Marques, foi aprovado o Plano Operacional 2016-2017, assim como a dinâmica de acção para a sua concretização.

Neste sentido, serão colocados em prática vários projectos incidindo sobre áreas consideradas prioritárias de intervenção, nomeadamente temáticas associadas às questões do emprego, rendimento e empreendedorismo; grupos vulneráveis associados à pobreza e exclusão social, assim como pessoas com deficiência, imigrantes, minorias étnicas, crianças e jovens em perigo, idosos solitários, sem-abrigo, beneficiários do Rendimento Social de Inserção, vítimas de violência doméstica e dependentes de comportamentos aditivos.

Serão também tidos em conta projectos na área da capacitação, que visem melhorar as competências da intervenção dos agentes locais e da população vulnerável.

Para a concretização destas prioridades serão constituídos grupos, designados de reflexão-acção que terão como objectivos melhorar os conhecimentos sobre as temáticas de intervenção, concertar e rentabilizar os recursos existentes e preconizar e implementar projectos estruturantes para o desenvolvimento e coesão territorial.

O plenário contou com a apresentação dos resultados e perspectivas futuras do ‘Projecto Carry On - Serviços dos ecossistemas e o seu papel nos processos de apoio a vítimas de violência doméstica’, que aliou as áreas da ecologia e psicologia, visando o desenvolvimento e a implementação de metodologias holísticas promotoras do bem-estar. Este projecto foi desenvolvido pela Associação Portuguesa de Vida Selvagem, em parceria com o Município de Braga.

Apresentou-se, igualmente, o projecto Adecco In-tegra, da responsabilidade da empresa Adecco Portugal, que visa apoiar a inserção socioprofissional de pessoas com deficiência.

Estiveram também presentes responsáveis pelo projecto “FormarBio”, direccionado à população activa e que consta na realização de formação em agricultura sustentável, nomeadamente Agricultura Biológica que envolverá a breve prazo Instituições e Autarquias Locais.

Foram, ainda, acolhidas novas adesões ao CLAS e a emissão de pareceres para a criação de respostas socias que irão concorrer para a estratégia de aumentar os níveis de inclusão da população em situação de vulnerabilidade social e para o investimento na inovação nas respostas sociais.

MÁSCARA IBÉRICA TEM FESTIVAL EM LISBOA

XI Festival Internacional da Máscara Ibérica (FIMI) realiza-se de 5 a 8 de Maio | Lisboa, 2016

O FIMI (CM Lisboa/ Progestur/ EGEAC) leva a efeito o XI Festival Internacional da Máscara Ibérica, no Rossio, de 5 a 8 de Maio.

FestivalMascaraIberica2011 107

Considerado um dos maiores eventos de cultura ibérica em Portugal e com forte contribuição para a promoção turística, o FIMI é reconhecido como um evento de interesse turístico internacional.  

Nos quatro dias do festival mais de 500.000 visitantes de várias nacionalidades visitam o recinto, num evento que desperta forte cobertura mediática, onde se destacam transmissões ao vivo de televisões portuguesas e espanholas.

Este ano o Desfile da Máscara Ibérica está marcado para o dia 7 de Maio às 16h30 e vai contar com 27 grupos e 500 participantes.

O FIMI tem muitas mais atrações e atividades que convidam o público a visitar a Praça do Rossio, podendo ainda assistir a concertos de bandas vindas de Portugal e Espanha, que vão atuar no Palco Ibérico.

FestivalMascaraIberica2011 063

MUNICÍPIO DE CAMINHA CONVIDA FOTÓGRAFOS PROFISSIONAIS E AMADORES A PARTICIPAR NA EXPOSIÇÃO “VIVER ABRIL”

Trabalhos deverão ser enviados para o Museu Municipal de Caminha

No âmbito da celebração dos 42 anos de Abril, o Município de Caminha vai promover a exposição “Viver Abril”, uma mostra coletiva de fotografia para o qual estão convidados a participar todos os fotógrafos, amadores e profissionais, que desejem ver exposto o seu trabalho.

25 Abril 2015 Caminha

Tem fotografias sobre os temas 25 de Abril e Liberdade? Gostaria de ver exposto o seu trabalho e assim participar ativamente nas comemorações dos 42 anos da Revolução dos Cravos em Caminha? Se a resposta é afirmativa só tem de aceitar o convite do Município de Caminha, aberto a todos os fotógrafos (profissionais e amadores).

Para o efeito, terá de fazer chegar ao Museu Municipal de Caminha ou através do e-mail sergio.cadilha@cm-caminha.pt) um máximo de três fotografias, que serão depois colocadas à consideração de uma comissão de avaliação que irá escolher as melhores para depois imprimir e colocar em exposição, entre os dias 22 de abril e 5 de maio. Participe.

A mostra será inaugurada no dia 22 de abril, mantendo-se patente até ao dia 5 de maio.

FAMALICÃO ASSOCIA-SE AO ANO INTERNACIONAL DAS LEGUMINOSAS

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) declarou o ano de 2016 como o Ano Internacional das Leguminosas. Vila Nova de Famalicão não vai deixar passar a efeméride em branco e tem já agendada para o próximo dia 30 de abril, sábado, a conferência “Leguminosas com todos”.

Leguminosas

A iniciativa, que decorrerá na Casa do Território, é de entrada gratuita, mas de inscrição obrigatória, através do portal do Parque da Devesa, em www.parquedadevesa.com, até ao dia 22 de abril.

A conferência arrancará com a palestra “Sementes Nutritivas para um Futuro Sustentável”, com a presença de Hélder Muteia, representante em Portugal da FAO.

Pelas 10h15, o professor da Faculdade de Ciências da Nutrição da Universidade do Porto, Nuno Borges, e a nutricionista Cátia Borges falarão sobre “As leguminosas na alimentação portuguesa”.

Seguem-se depois as palestras “As leguminosas: onde a gastronomia se cruza com o ambiente” por Ricardo Novais, da empresa Erva Limão, e “A importância das leguminosas na agricultura”, por António Strecht, diretor da revista de agricultura biológica “ O Segredo da Terra”.

As leguminosas estarão também presentes no encerramento da iniciativa, que terminará com um momento de degustação preparado pelo conceituado chef de cozinha e proprietário do restaurante Ferrugem, Renato Cunha.

Aumentar a consciência pública para os benefícios nutricionais das leguminosas, dar a conhecer o impacto positivo que estes alimentos podem ter nas questões de segurança alimentar e na redução da fome a nível mundial, bem como abordar o seu importante papel na agricultura, no ambiente e na gastronomia, são os principais objetivos desta conferência, inserida na agenda nacional do Ano Internacional das Leguminosas.

ESCRITOR FAMALICENSE JORGE REIS SÁ REGRESSA A CASA

Jorge Reis Sá ‘regressa a casa’ para participar em “Um Livro, Um Filme”

O escritor famalicense Jorge Reis Sá é o convidado da sessão deste mês da iniciativa “Um Livro, Um Filme”, que decorre já no próximo dia 29 de abril, pelas 21h30, no Centro de Estudos Camilianos, em Seide S. Miguel, em Vila Nova de Famalicão.

Jorge Reis Sá

Para exibir e comentar, o escritor e atual editor da Glaciar escolheu o mais recente filme de Ridley Scott - “Perdido em Marte” – com Matt Damon no papel principal.

Jorge Reis Sá nasceu em Vila Nova de Famalicão, em 1977. Licenciado em Biologia, fundou, em 1999, as Quasi Edições, que editou até 2009. Foi, entre 2010 e 2013, editor na Babel. É, desde 2013, editor da Glaciar e consultor editorial de várias instituições e editoras.

Estreou-se, em 1999, com um livro de poemas. Desde aí, publicou poesia, contos, crónicas e romances. Colabora, desde essa altura, com a comunicação social, tendo sido cronista das revistas LER e SÁBADO, entre outras publicações.

Reuniu a sua poesia, em 2013, no volume "Instituto de Antropologia" e, em coautoria com Henrique Cymerman, publicou pela Guerra & Paz "Francisco, de Roma a Jerusalém". Coorganizou, com Rui Lage, a maior antologia de poesia portuguesa alguma vez feita, "Poemas Portugueses – Antologia da Poesia Portuguesa do Séc. XIII ao Séc. XXI". Publicou, em 2015, o seu segundo romance, "A Definição do Amor", acompanhado pela reedição de "Todos os Dias", ambos na Guerra & Paz. "A Definição do Amor" será publicado, em breve, no Brasil pela editora Tordesilhas.

A iniciativa é de entrada livre.

ARCOS DE VALDEVEZ ACOLHE II EDIÇÃO DO AUTO SALÃO DO VEZ

Arcos de Valdevez acolhe nos dias 16 e 17 de Abril de 2016 a segunda edição, do Auto Salão do Vez, utilizando para o efeito o espaço do Centro de Formação e Exposições desta vila minhota.

II_auto_salao_do_vez

O certame consolida em 2016 os propósitos e bases que o caracterizam: ousadia e originalidade.

Pelo espaço de exposição passam este ano diversos veículos de total excentricidade e raridade, com destaque para os altos de gama de marcas referenciais e de luxo como Ferrari, Lamborghini ou Aston Martin, mas interpretados de forma única, pelo que não é de estranhar que uma boa parte deles signifique para os seus orgulhosos proprietários investimentos em redor dos 600.000 euros.

Mas as novidades não se ficam por aqui. O Auto Salão do Vez envolve e destaca também os proprietários arcuenses e as suas raridades de coleção: um clássico que é único no país, bem como um excecional Ford Rs Lemans preto, único exemplar mundial.

O certame incluirá igualmente uma área dedicada aos Clássicos de sonho com mais de 50 anos, bem como uma extensa área expositiva de veículos transformados e de automóveis de competição. Será também dada atenção especial ao sector empresarial automóvel, com diversos expositores de acessórios e de tecnologias dedicadas aos veículos de quatro rodas.

Com esta edição, o Auto salão do Vez assume, em definitivo, a sua posição destacada como um dos mais importantes certames do género em todo o país e contribui para atrair visitantes a Arcos de Valdevez.

VIZELA COMEMORA O 25 DE ABRIL

Comemorações do 25 de Abril

A Câmara e a Assembleia Municipal de Vizela vão assinalar mais um aniversário da Revolução dos Cravos.

No dia 25 de Abril terá lugar a sessão solene comemorativa da Revolução, no Auditório da Casa das Coletividades, pelas 11.00 horas.

Programa:

25 abril

11.00h

Sessão Solene Comemorativa do 25 de Abril

Auditório da Casa das Coletividades

28 abril

das 10h15 -12h30

“Guerra Colonial versus 25 Abril” - Conferência/Palestra e Exposição

(Org.: Liga dos Combatentes – Núcleo de Vizela/ Parceria: Câmara Municipal de Vizela e Agrupamento de Escolas de Vizela)

Auditório da Escola Básica de Vizela (Agrupamento de Escolas de Vizela)

Descrição da atividade: Na conferência / palestra estarão presentes antigos combatentes com relatos e pormenores vividos naquele Teatro de Operações 1961-74 e exposição será divulgado o material utilizado na Guerra Colonial.

MONÇÃO LOUVA UNIÃO DESPORTIVA DE MOREIRA

Moreira

Considerando que:

- A prática desportiva constitui uma vertente importante na promoção de hábitos saudáveis e criação de cidadãos ativos e responsáveis.

- A U.D. Moreira desempenha, há vários anos, um papel relevante na formação de jovens atletas, competindo na maioria dos escalões da Associação de Futebol de Viana do Castelo.

- A equipa de benjamins da U.D. Moreira (Sub-11) conquistou, de forma brilhante, o título de campeão distrital, série A.

- O título alcançado pelos jovens desportistas da U.D. Moreira é o quarto consecutivo neste escalão, pressupondo a continuação de um processo consolidado de aprendizagem e competência.

Proponho que:

- O Executivo Municipal delibere atribuir um Voto de Louvor à U.D. Moreira pela conquista do campeonato, série A, na categoria de benjamins (Sub-11), extensivo à equipa técnica e atletas.

                                           Presidente da Câmara Municipal de Monção,

                                                      Augusto de Oliveira Domingues

PARTIDO PAN PEDE REFORÇO DO REGIME DE PROTEÇÃO NA PARENTALIDADE E MAIS INTERVENÇÃO NA PATOLOGIA ONCOLÓGICA

  •         - Projeto-lei pede alteração do Código do Trabalho por aumento progressivo da licença parental
  •    - Vários países europeus estabelecem períodos de licença parental muito superiores aos estabelecidos na legislação nacional
  •   - Recomenda ao governo um plano de rastreio ao cancro do colo-rectal acompanhado de campanha de sensibilização

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza vai apresentar duas iniciativas legislativas que serão debatidas no parlamento na próxima semana. O partido pretende ver alterada a legislação do código do trabalho aumentando progressivamente o período de licença parental até alcançar os 365 dias. A segunda iniciativa recomenda ao governo um plano de rastreio ao cancro colo-rectal, acompanhado de um plano de sensibilização da população portuguesa para a prevenção desta patologia oncológica que tem tido uma incidência crescente no país.

Reforço do regime de proteção na parentalidade

Considerando as várias projeções e dados oficias que permitem uma análise aprofundada e realista desta problemática, é possível observar que a um decréscimo do número de nascimentos aparece associado um aumento do envelhecimento da população e do aumento da esperança média de vida, o que, a curto prazo contribuirá fortemente para uma diminuição progressiva da população ativa, com consequências gravosas a nível da sustentabilidade social do país.

No caso português, o artigo 40.º do Código de Trabalho, ao consagrar a licença parental inicial, estabelece que a mãe e o pai têm direito a uma licença parental inicial de 120 ou 150 dias. Ora, um número bastante significativo de países europeus estabelece períodos de licença parental muito superiores aos estabelecidos na legislação nacional. A título de exemplo temos: Hungria – 24 semanas; República Checa e Eslováquia – 28 semanas; Noruega – 36 a 46 semanas; Irlanda – 42 semanas; Canadá, Dinamarca, Sérvia e Reino Unido – 52 semanas; Macedónia - 9 meses; Suécia – 420 dias; Croácia – 410 dias; Albânia, Bósnia Herzegovina e Montenegro – 1 ano.

As alterações propostas pelo PAN à duração da licença parental - Dois anos após a entrada em vigor do diploma, a duração da licença parental inicial passará a ser de 274 dias e quatro anos após a entrada em vigor do diploma, a duração da licença paternal inicial passará a ser de 365 dias - permitirão promover e melhorar a difícil conciliação entre a vida familiar e a vida profissional e conceder uma maior liberdade dos pais, quando confrontados com a decisão de ter filhos.

Rastreio e Sensibilização da população para o cancro colo-rectal

O cancro colo-rectal tem tido uma incidência crescente no nosso país, sendo atualmente o tumor maligno mais frequente do aparelho digestivo. Segundo o relatório da Globocan 2012 - Agência Internacional de Investigação do Cancro, o Cancro Colo-Rectal é a terceira causa de morte por cancro em todo o mundo. Os dados constantes do Relatório Oncológico Nacional demonstram que atualmente, em Portugal, o cancro colo-rectal é a segunda forma de cancro mais frequente, matando cerca de 11 pessoas por dia.

É necessário implementar no nosso país um plano de rastreio eficaz que permita uma deteção antecipada da doença, antes do aparecimento de sintomas, de modo a permitir com maior probabilidade a recuperação do doente, acompanhado de uma campanha de sensibilização que aposte na prevenção.

Existem certos fatores de risco que aumentam a probabilidade de desenvolver este tipo de cancro. Entre eles, encontram-se fatores como a obesidade, baixa atividade física e uma dieta rica em gorduras e pobre em fibras. Neste sentido, os estudos realizados sobre esta matéria apontam para que uma dieta pobre em fibras vegetais, rica em gorduras ou hipercalórica tenha consequências significativas para o aparecimento de cancro colo-rectal.

O PAN defende que é urgente criar estratégias de prevenção relacionadas com a alimentação como uma forma eficaz e pouco dispendiosa de prevenir a doença e diminuir a despesa pública com a saúde. O incentivo de padrões alimentares com quantidades elevadas de vegetais ou exclusivamente vegetarianos, traz comprovados benefícios para a saúde pública na prevenção de várias patologias e promover uma mudança de comportamentos e fomentar novos hábitos de consumo é a responsabilidade de um Estado que pretende uma população saudável. 

GRUPO DE ESTUDOS DO PATRIMÓNIO ARCUENSE APRESENTA BOLETIM CULTURAL TERRAS DE VEL DE VEZ

O GEPA, Grupo de Estudos do Património Arcuense, apresentou recentemente na Casa das Artes concelhia a nova edição do Boletim Cultural Terra de Val de Vez, uma publicação que conta já com 35 anos de existência e que é apoiada pelo Município de Arcos de Valdevez.

terra_val_de_vez_gepa4

Neste boletim, apresentado em pormenor por Manuel Marques Pinto, é referenciado o Paço de Giela e o recente Projeto de Estudo e Recuperação realizado, num artigo de Nuno Soares; os “Condes dos Arcos distintos homens de Estado”, por Gerardo Barbosa Pereira; “Moedas romanas do Castro de Álvora- Arcos de Valdevez”, por José da Silva Ferreira e Filipe Teixeira; “D. João III: “O Piedoso” ou “O Pio”: as duas facetas de um Rei”, por Manuel Carlos Marques Pinto; “A Procissão de Santa Marinha de Prozelo – contributos para o estudo dos rituais Ad Pluviam Petendam”, por José Pinto; “Arcos de Valdevez: lugares de memória. Morilhões, Quinta de Tarendo e S. Bento”, por José da Silva Ferreira, bem como as atividades promovidas pelo GEPA entre 2013 e 2015.

O Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, fez questão de marcar presença nesta iniciativa por se tratar de uma publicação deveras importante para a riqueza cultural presente e futura do concelho; “É importante registar e transmitir o orgulho em ser arcuense aos vindouros”, referiu o edil, que aproveitou a oportunidade para ressalvar a qualidade e interesse dos conteúdos do volume.

A programação deste momento foi ainda complementada com a atuação do Grupo Etnográfico “As Reviver”, da Universidade do Saber de Arcos de Valdevez, um momento musical, muito aplaudido, da dupla Teófilo Pimentel e Áurea Gomes, seguidos de um Verde de honra no Café da Casa das Artes.

FAMALICÃO: CABEÇUDOS RECEBE MOSTRA ASSOCIATIVA

A freguesia de Cabeçudos, em Vila Nova de Famalicão, é, este domingo, 17 de abril, palco de uma mostra associativa. A iniciativa, que decorrerá na Alameda da Igreja, dará a conhecer o trabalho das associações e movimentos informais desta freguesia famalicense.

O dia de festa arranca às 09h00 com um passeio de BTT promovido pelo Sporting Clube Cabeçudense, que pelas 11h00, promoverá também uma aula de ginástica. O desporto continua a dominar as atividades da parte da tarde. Pelas 15h00 terá lugar uma aula de Zumba, sendo que pelas 16h00 haverá uma demonstração de capoeira, ambas promovidas pela Associação Espaço em Movimento.

Refira-se que as mostras associativas, promovidas pelo município em parceria com as Juntas de Freguesia, têm como objetivo dar a conhecer o trabalho e a força das associações, instituições, artesãos e produtores locais.

ISABEL VARELA APRESENTA EM CAMINHA O MONÓLOGO NA ESCURIDÃO

Vivências, medos e superação vivido na 1ª pessoa para assistir sexta-feira no Valadares, Teatro Municipal de Caminha

Monólogo na Escuridão, da caminhense Isabel Varela, é o próximo certame do Valadares, Teatro Municipal de Caminha. Sexta-feira, pelas 21h30, a autora vai subir ao palco e partilhar na 1º pessoa “Momentos… Sensações… Sentimentos… Revolta… E um novo nascimento”. A entrada é gratuita.

“Isabel Varela é uma caminhense com 44 anos. Uma apaixonada pela vila em que reside, pela comunicação e pela ajuda para com os outros. Nasceu e foi criada como muitas outras crianças, mas a vida tinha-lhe reservado algo de inesperado… cegar tardiamente. Uma nova vida e um novo percurso ela decide iniciar”.

Monólogo na escuridão é um retrato de quem viu a luz do dia e perdeu a visão, um alerta e uma chamada de atenção à sociedade para olhar para o “diferente”.

Este mês, o cartaz do Valadares, Teatro Municipal de Caminha ainda apresenta no dia 29, a peça de teatro “Infância Adiada”, da KRISÁLIDA - Associação Cultural do Alto Minho e, no dia 30, o ciclo performativo multidisciplinar UBICULT: VISUAL ART & MUSICAL PERFORMERS II.

CONCURSO DE FOTOGRAFIA "A SEMANA SANTA DE BRAGA" JÁ TEM VENCEDORES

Tal como previsto, o júri reuniu ontem e as fotos premiadas, relativas à 8ª edição do Concurso de Fotografia “A Semana Santa de Braga”, com o 1º, 2º e 3º prémios, bem assim como as Menções Honrosas, estão já escolhidas!

O anúncio dos premiados e a entrega de prémios ocorre na loja FNAC do Shopping Braga Parque, na sexta-feira, dia 15, pelas 21:30h.

image001

NOVIDADE este ano: o Diário do Minho sorteia uma assinatura digital anual do jornal entre todos os presentes!

Recordamos os excelentes prémios a atribuir:

1º Prémio:

Canon EOS 70D C/ 18-135 IS Pack (no valor de 1.299 €) + assinatura digital anual do Diário do Minho

2º Prémio:

Canon EOS M3 + 18-55 STM Accessory kit (no valor de 699 €) + assinatura digital anual do Diário do Minho

3º Prémio:

Canon PowerShot S120 Pack (no valor de 299 €) + assinatura digital anual do Diário do Minho

Para todas as Menções Honrosas: Assinatura digital anual do Diário do Minho + impressão gratuita de 50 fotos na FNAC *

* Exclusivamente para impressões em papel fotográfico até ao formato 20x30

TODOS OS CONCORRENTES têm direito a um vale de 10% de desconto em equipamentos Canon e Diploma de Participação.

Esta é uma iniciativa da Comissão da Semana Santa de Braga, com o apoio à divulgação da entidade regional de turismo do Porto e Norte de Portugal e da loja FNAC de Braga, como media partner o jornal “Diário do Minho”, e com o patrocínio da prestigiada marca Canon.

FAFE RECUPERA HABITAÇÕES DE FAMÍLIAS CARENCIADAS

Câmara de Fafe entrega 40 mil euros para recuperação de 11 habitações. Programa Municipal para melhoria de habitações de agregados familiares carenciados já investiu mais de 5 milhões

O presidente da Câmara Municipal de Fafe, Raul Cunha, entregou, esta manhã, cerca de 40 mil euros, a 11 famílias para recuperação das habitações, no âmbito do programa para a melhoria de habitação dos agregados familiares carenciados.

Na ocasião, Raul Cunha lembrou que a autarquia tem, desde a primeira hora, como prioridade as necessidades dos munícipes, apoiando sempre que seja possível.

“Continuamos no caminho de ajudar as pessoas a terem melhores condições de vida, neste caso, em concreto, para que tenham melhores condições de habitação”.

O presidente da Câmara fez ainda questão de frisar que este apoio não é uma esmola, mas sim um direito das pessoas e, por isso, o programa irá manter-se no futuro.

“Isto que temos vindo a fazer há cerca de 20 anos, não é uma esmola, é um direito das pessoas. Por isso, iremos continuar a ajudar as famílias mais carenciadas do concelho a ter melhores condições de vida de habitação”.

Ao todo, desde que o programa foi lançado, em 1998, pelo então vereador com o pelouro de Ação Social, Raul Cunha, a autarquia fafense já apoiou na recuperação de habitações de 570 famílias, num total de cerca de 5 milhões de euros de investimento.

Raul Cunha lembra que a câmara municipal de Fafe tem condições para continuar a ajudar as famílias, mas, para isso, é necessário que os munícipes procurem os serviços.

Na cerimónia de entrega dos cheques, Raul Cunha apelou a que as pessoas passem a palavra sobre os benefícios deste serviço.

“A Câmara Municipal tem ferramentas para ajudar as famílias carenciadas. Com o nosso programa social, temos ajudas várias e, por isso, peço que passem a palavra e que nos ajudem a divulgar os nossos serviços para, dessa forma, conseguirmos chegar a um maior número de pessoas”.

Refira-se, esta manhã, foram entregues, 11 cheques, no valor de cerca de 40 mil euros, sendo que seis famílias receberam a primeira prestação para iniciar os trabalhos e as restantes a verba para finalização das obras.

ESPAÇO INTERNET DE VIZELA TEM NOVO HORÁRIO

Novo horário do Espaço Internet

A Câmara Municipal de Vizela informa que, a partir da próxima segunda-feira, dia 18 de abril, o Espaço Internet de Vizela passará a ter o seguinte horário de funcionamento:

- de segunda a sexta-feira: das 09.00h às 12.00h e das 14.00h às 17.30h;

- sábado: das 09.30h às 12.00h.

ARCOS DE VALDEVEZ ADIA “FESTIVINHÃO’16” DEVIDO ÀS PREVISÕES CLIMATÉRICAS

Informa-se que atendendo às más condições climatéricas o evento "Festivinhão'16", previsto para o próximo fim-de-semana, foi adiado para os dias 3, 4 e 5 de Junho de 2016.

Já a iniciativa do Ciclo Gastronómico do Cabrito mantém-se nos restaurantes aderentes.

A tenra carne do cabrito criado na montanha, acompanhada pelos excelentes vinhos verdes de produtores e engarrafadores locais, fazem deste prato um sabor distinto do mundo rural e as delícias de quem o prova. Para os mais gulosos apresentamos uma rica e singular doçaria tradicional, com os Charutos de Ovos com Laranja do Ermelo, o bolo de discos ou o Bolo de Mel, alguns dos sabores que esperam por si em Arcos de Valdevez.

Neste sentido, convidamo-lo a visitar Arcos de Valdevez, um destino turístico de excelência, a menos de uma hora do Porto e Vigo e a pouco mais de 30 minutos de Braga, e a fazer um itinerário pelos sabores da nossa gastronomia, pelas nossas tradições, pela nossa cultura e pela beleza natural deste Concelho.

MELGAÇO ABRE CANDIDATURAS PARA UTILIZAÇÃO DO TRANSPORTE ESCOLAR

TRANSPORTES ESCOLARES – abertura de candidaturas. Ano letivo 2016/2017

Os pais e encarregados de educação dos alunos que necessitem de transporte escolar, para o ano letivo 2016/2017, já podem fazer o pedido junto do Balcão Único da Câmara Municipal de Melgaço, em impresso facultado pelos mesmos serviços.

Transporte escolar

Este tipo de transporte garante a comodidade para as famílias: tem como função levar os alunos residentes no município de Melgaço da residência para a escola e o trajeto inverso, passando na porta dos alunos em horário marcado e assim facilitando a vida da família.

Podem usufruir desta medida os alunos do pré-escolar ao Ensino Secundário, residentes no concelho de Melgaço.

O prazo para apresentação do pedido decorrerá até ao dia 20 de maio.

“FOLCLORE NA PRAÇA” REGRESSA A PONTE DA BARCA

Todos os domingos, de abril a junho, na Praça da República

A Câmara Municipal de Ponte da Barca vai levar a cabo a partir do próximo domingo, dia 17 de abril, e durante todos os domingos até junho, a iniciativa Folclore na Praça, que vai juntar grupos folclóricos e artesãos do concelho para animarem a Praça da República com a venda de produtos locais, artesanato e exibição espontânea de danças e cantares.

'Trata-se de um projeto que já vai para a sua terceira edição e que visa dinamizar os fins de semana em Ponte da Barca, promovendo atividades que convidem as pessoas a sair de casa e estimulando, ao mesmo tempo, a preservação das nossas tradições', refere a Vereadora da Cultura, Sílvia Torres.

O Folclore na Praça contará, então, com o apoio dos Ranchos Folclóricos e artesãos concelhios que, a partir das 14h, farão a animação e a promoção das tradições locais, num espaço que se pretende dinâmico e interativo.

VIZELA ESTEVE REPRESENTADA NA FEIRA DE OFERTA EDUCATIVA E FORMATIVA DA UNIVERSIDADE DO MINHO

Vizela representada na 4UMinho - Feira de Oferta Educativa e Formativa. Alunos do 9º e 12º anos visitaram a mostra da Universidade do Minho

Decorreu de 7 a 9 de abril, no Pavilhão Multiusos de Guimarães, a 4UMinho - Feira de Oferta Educativa e Formativa.

4UMinho Vizela

Os agrupamentos de Escolas de Infias e de Vizela, assim como a Cenatex, representaram o concelho de Vizela, mostrando o trabalho desenvolvido e projetos criados, no âmbito dos cursos de formação profissional.

A Câmara Municipal de Vizela, presente no certame através do stand da CIM do Ave, proporcionou a visita à 4UMinho - Feira de Oferta Educativa e Formativa de todos os alunos do 9º e 12º anos de escolaridade.

No total da região NUT III Ave, visitaram a feira 3700 alunos, sendo que 2200 frequentam o 9º ano.

O Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, visitou a mostra no dia 8 de abril, tendo sido sensibilizado para o esforço que estamos a empreender no sentido de elevar o número de alunos a frequentar o ensino profissional, para um estágio cada vez mais próximo dos 50%.

A cada convidado foi entregue uma pequena brochura com a explicação do trabalho que está a ser desenvolvido no âmbito do Plano para o Crescimento Inclusivo do Ave e a compilação da proposta de cursos profissionais para o ano 2016/2017, agregada por Município.

Durante os três dias de Feira as escolas tiveram oportunidade de fazer demonstrações de atividades no palco da CIM do Ave, nomeadamente demonstrações de cocktails, demonstrações de atividades na área da matemática e demonstrações de robótica.

A cada aluno de 9º ano, quer tenha visitado a feira quer não, receberam uma brochura, denominada de “passaporte”, para carimbar na escola, junto do psicólogo escolar (com o carimbo da Escola), com o objetivo de apoiar os psicólogos no trabalho de orientação vocacional.

De Vizela foram feitas demostrações de restauração, CittaSlow, experiências científicas, entre muitas outras, das quais se destaca a exposição de peças de Rafael Freitas e Luís Carvalho, técnicos/designers formados no curso de Estilismo, em 2001 e 2005, respetivamente.

CICLO DE CONFERÊNCIAS - JOVEM AGRICULTOR COMEÇA EM CAMINHA

Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação abre a sessão

Caminha é um dos 7 concelhos que vai receber o “Ciclo de Conferências - Jovem Agricultor”, da AJAP - Associação dos Jovens Agricultores de Portugal.A iniciativa vai decorrer no dia 21 de abril, pelas 14h30, no Valadares, Teatro Municipal e conta com a presença do Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira. Trata-se de uma iniciativa que visa ajudar a dinamizar a agricultura no concelho, enquanto fator de desenvolvimento e criação de riqueza.

Caminha recebe a primeira conferência do “Ciclo de Conferências - Jovem Agricultor”. As restantes vão decorrer em Faro, Peso da Régua, Nelas, Estremoz, Funchal e Lisboa. Este ciclo de conferências pretende debater as oportunidades do PDR2020, conhecer a análise de peritos em Investimento Agrícola e testemunhos locais de entidades, empresas e jovens agricultores de sucesso.A sessão de abertura será presidida pelo Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, a que se seguem as intervenções de Miguel Alves, presidente da Câmara de Caminha, João Pedro Borges, presidente do Conselho de Administração da CA Seguros, José Gonçalves Correia da Silva, representante do Crédito Agrícola Noroeste e Eduardo Almendra, presidente da AJAP.

Subordinada ao tema “Ser Jovem Agricultor – desafios e oportunidades” esta conferência apresenta como oradores: Miguel Freitas, especialista em assuntos agrícolas europeus; Pedro Santos, consultor de projetos de investimento agrícola da empresa Consulai, José Martins, Jovem Agricultor da empresa Raiz da Terra e Firmino Cordeiro, diretor geral da AJAP.

“O novo programa PDR 2020 já começou e, neste momento, urge unir esforços, convergir estratégias e objetivos, continuar a apostar de forma sólida e responsável no rejuvenescimento do setor agrícola, e organizar o mais possível as diferentes formas de comercialização das produções dos nossos agricultores. Consciente destas dificuldades e das oportunidades que se colocam aos agricultores, nomeadamente aos Jovens, a AJAP lança este ano o seu primeiro “Ciclo de Conferências – Jovem Agricultor”. Queremos debater, analisar e encontrar soluções num debate amplo e aberto, onde além de especialistas, o público em geral também é convidado a participar», disse a propósito Firmino Cordeiro, Diretor-geral da AJAP.

Miguel Alves, autarca de Caminha e anfitrião da primeira Conferência, considera que “é uma distinção para o concelho de Caminha acolher a iniciativa, em primeiro lugar porque a AJAP é a entidade que mais se tem preocupado em promover o empreendedorismo dos jovens que na agricultura procuram o seu modo de vida, em segundo lugar, porque os temas da conferência, certamente, estimularão o interesse dos jovens do concelho, e mesmo do Alto Minho, pela atividade agrícola”.

O setor agropecuário do Alto Minho dá mostras de dinamismo, com novas iniciativas a surgirem nos últimos anos e algumas com grande sucesso, nomeadamente nas áreas da horticultura e da floricultura em estufa ou ainda da kiwicultura.

“Caminha tem condições no domínio da agricultura para proporcionar aos jovens uma atividade rentável. É necessário que a opção se faça nas culturas que melhor se adaptem em termos ecológicos e de estrutura da propriedade. Consciente disso, o Município tem promovido uma série de encontros/debate dirigidos para atividades que pensamos ser boas opções – pequenos frutos, kiwi, horticultura, transformados de porco. Têm sido debates muito participados e estamos certos que, com este evento da AJAP no concelho de Caminha, novas iniciativas surgirão”, conclui o autarca de Caminha.

O “Ciclo de Conferências – Jovem Agricultor” conta com os patrocínios da Caixa Central de Crédito Agrícola Mútuo, do Crédito Agrícola Seguros, da Epagro e da Magos IrrigationSystems.

“UMA NOITE NA BIBLIOTECA” DE PONTE DA BARCA CONVIDA CRIANÇAS A DORMIR NO MUNDO MÁGICO DOS LIVROS

Uma iniciativa da autarquia barquense que decorre na noite de 22 para 23 de Abril

A Câmara Municipal de Ponte da Barca promove entre as 21h30 do dia 22 de abril e a 09h30 do dia 23 de abril, a iniciativa “Uma Noite na Biblioteca”.

Com este projeto pretende-se desenvolver várias temáticas, sempre a partir da leitura de histórias, tendo como objetivo a promoção da leitura e o desenvolvimento da criatividade e do espírito artístico, bem como proporcionar uma noite diferente no espaço da Biblioteca.

São destinatários desta atividade crianças entre os 6 e os 12 anos de idade, sendo o número de participantes limitado. Para participarem na atividade, as crianças devem levar o pijama, material de higiene pessoal e saco-cama

A formalização da inscrição, disponível até ao dia 15 de abril, deverá ser feita presencialmente na Biblioteca Municipal ou através do e-mail: biblioteca@cmpb.pt

PONTE DE LIMA DINAMIZA CONCURSO CONCELHIO DE LEITURA

O Município de Ponte de Lima vai dinamizar mais uma edição do Concurso Concelhio de Leitura direcionado para alunos do 3.º e 4.º ano do 1.º Ciclo do Ensino Básico e para alunos do 5.º e 6.º ano de escolaridade, do 2.º Ciclo do Ensino Básico.

A realização deste evento, da responsabilidade da Biblioteca Municipal em cooperação com os Agrupamentos de Escolas do concelho, desenvolve-se em duas fases distintas.

A primeira fase do concurso decorre nas escolas e a 2.ª fase realiza-se na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, com a participação dos alunos que ficaram apurados no 1.º momento do concurso.

Assim, a Biblioteca Municipal contará com a presença dos alunos que já efetuaram a primeira fase do concurso a nível de escolas e transitaram para esta fase, que irão realizar uma prova escrita e uma prova de leitura sobre obras literárias selecionadas antecipadamente pelos professores e disponibilizadas posteriormente aos alunos para conhecimento e leitura dos livros, contos ou poemas.

Este concurso terminará com a entrega de prémios a decorrer no dia 05 de maio, às 10h30, na Biblioteca Municipal, cujo objetivo principal é estimular a leitura e desenvolver competências de expressão escrita e oral.

LEONOR KEIL – SOLOS DE TÂNIA CARVALHO E DE OLGA RORIZ “COMO É QUE EU VOU FAZER ISTO?” e “BITS & PIECES” EM PONTE DE LIMA

15 de Abril – 22h00 – Teatro Diogo Bernardes – Ponte de Lima

Na sexta-feira, 15 de Abril, às 22h00, o Teatro Diogo Bernardes, em Ponte de Lima, apresenta o espectáculo de dança contemporânea composto por dois Solos, “Como é que eu vou fazer isto?” e “Bits & Pieces”, coreografados, respectivamente, por Tânia Carvalho e Olga Roriz e interpretados por uma das melhores bailarinas portuguesas da actualidade, Leonor Keil.

“Vinte anos de uma carreira sem sair muito do lugar!

Neste ponto em que me encontro, penso no tempo em que ando nesta vida de saltimbanco, de criador em criador, de palco em palco, de país em país, de público em público.

O tempo voa e não consigo sentir que tenham passado 20 anos.

Sempre admirei quem festeja longos percursos e perguntava-me se algum dia eu iria sentir necessidade do mesmo. E sim, esse desejo surgiu-me, mas olhando para trás penso que tantos anos não são assim tantos, parecem poucos, sinto-me cansada, mas cansada de não andar mais, quero mais!

O desafio é trabalhar com quem muito admiro, mas cujo encontro ainda não se tinha proporcionado. Quero mais 20 e, depois, vou querer plantar flores.” LEONOR KEIL

Como é que eu vou fazer isto?

“A dança da Leonor inquieta-me. Inquieta-me positivamente. Inquieta-me... e não consigo tirar os olhos dela. Parece-me que tem lá dentro um grito muito alto, muito grande. Um grito que é capaz de nos varrer a todos e nos pôr fora do teatro. Voados... num instante.

Há qualquer coisa que habita o corpo da Leonor e que é maior que ela, e, por isso, esse grito, enorme, gigante, está sempre prestes a sair... mas nunca sai. Não que isto seja a “verdade” da Leonor, mas a minha “verdade” ao vê-la.

Quero trabalhar com a Leonor a partir desta ideia de inquietação, de vontade de gritar, mas não gritar. De algo dentro muito grande que, em vez de sair de uma vez, vai saindo devagar, e de várias formas. Até que...” TÂNIA CARVALHO

Bits & Pieces

“A escrita da história é claramente uma construção: nós ligamos pedaços do que nos chega às mãos através dos séculos de forma a criar um quadro convincente do passado.

Do convite da Leonor surge este inesperado reencontro de duas mulheres separadas há décadas pelo fio que as une, a dança. Leonor mergulha nas suas memórias enquanto eu traço o percurso da sua viagem. Armadilhadas de tudo o que vivemos e despidas do saber uma da outra vamos por fim acertar o passo por instantes. E quiçá, descobrir que nunca nos separámos.” OLGA RORIZ

Bilhetes à venda (2,00€) e mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt