Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

CONVERSA DE CAFÉ EM FAFE DESTACA REFUGIADOS

Tareke Brhane e Frei Mussie Zerai falam de falta de vontade política num problema global

“Sei que pago para encontrar a morte” - Tareke Brhane referiu-se, desta forma, esta manhã, ao sentimento dos milhares de homens e mulheres que, diariamente, tentam fugir de um país que é o deles, mas onde a guerra os fez desacreditar.

DCS_2553A

Tareke Bhhane, um dos homens que chegou a salvo ao destino, é hoje uma forte ajuda para os que todos os dias chegam à Europa, oriundos de países em guerra. O eritreu conhece bem o sofrimento de quem como ele paga para, na maior parte das vezes, encontrar a morte. No sentido de ajudar estas pessoas, criou a Fundação Comitato Tre Ottobre.

“99% de nós sabemos o que nos espera. Sei que pago para encontrar a morte, ou seja, ponho a minha vida em risco por 1% de probabilidade de viver”.

O homem que prosperou, depois de cinco anos para chegar à Europa, lembrou que sair desses países não se trata apenas “fazer as malas e ir” e que cada refugiado é tratado apenas como mais um número.

“A minha vida está na mão dos traficantes. Eu para a Europa sou apenas mais um número, mas, na realidade, sou uma pessoa que pensa, chora e tem sentimentos”.

O presidente da associação Comitato revelou também que a travessia rumo ao desconhecido é muito difícil de fazer e que a maior parte dos refugiados prefere fazer por mar, já que por terra é muito mais agreste e difícil.

“Para atravessar o deserto, fazem-nos beber água misturada com petróleo e, se durante a viagem, um cai dos carros que nos transportam, fica para trás”.

Por seu lado, o presidente da Agenzia Habeshia, Mussie Zerai, destacou a iniciativa e a homenagem de Fafe à causa, porque, segundo o mesmo, é com este tipo de iniciativas que a sociedade conhece a verdadeira história destes homens e mulheres que sonham com um futuro melhor.

“Se a sociedade estiver bem informada, através de ações como esta, não terá porque não acolher estes migrantes que não querem mais que uma vida melhor”, disse, referindo também que “é necessária uma ONU mais organizada e capaz de intervir nos campos de refugiados, já que apenas 3% destas pessoas queriam vir para a Europa”.

O Frei acusa ainda o facto de haver falta de vontade política para que este problema se resolva.

“O que falta é vontade política. A União Europeia tem de fazer um projeto de inserção destas pessoas. Não pode fechar as portas, porque ao fazê-lo, os traficantes abrem janelas”.

Refira-se que, no âmbito do Terra Justa, os agrupamentos de escolas do concelho, bem como a Santa Casa da Misericórdia, com crianças e idosos, têm participado ativamente nas várias iniciativas realizadas.

DCS_2531A

ARCOS DE VALDEVEZ RECEBE TORNEIO INTERNACIONAL DE RUGBY

O Clube de Rugby de Arcos de Valdevez irá organizar no próximo dia 10 de Abril (domingo) a partir das 11:30, no Estádio Municipal de Rugby de Arcos de Valdevez a 2.ª Edição do Torneio Internacional "Celtinha", este torneio destinado às categorias de Sub-8-10-12 e 14 contará com a presença de várias equipas de Portugal e ainda o Vigo Rugby de Espanha e o U.S. Salles de França. A organização estima a presença de cerca de 350 miúdos dos 6 aos 13 anos nesta grande festa do Rugby em Arcos de Valdevez.

Sendo que Abril é o mês da prevenção dos maus-tratos na infância, o CRAV não podia deixar de se associar a esta campanha e irá organizar um "laço humano" com todos os participantes do torneio e todas aquelas pessoas que queiram participar nesta iniciativa, neste sentido o CRAV convida todos os interessados a assistirem ao torneio e a participarem na elaboração do "laço humano".

MELGAÇO REALIZA FESTA DO ALVARINHO E DO FUMEIRO

De 22 a 24 de abril: À DESCOBERTA DE SABORES E AROMAS NA AFIRMAÇÃO DO TERRITÓRIO

Está a chegar mais uma edição da Festa do Alvarinho e do Fumeiro em Melgaço. De 22 a 24 de abril, o alvarinho e o fumeiro serão o centro das atenções. Este ano com uma imagem renovada, mas com a mesma qualidade e tradição. Num só espaço a oferta é diversificada e deliciosa: 31 produtores de alvarinho, 18 de fumeiro e produtos locais, 8 tasquinhas. O certame contará ainda com a presença de 16 associações e instituições que mostraram o que de melhor de faz no artesanato. Este ano, nas novidades há a destacar os showcooking&harmonização com os chefes Vítor Matos, Marlene Vieira e Rui Paula.

image002

A Festa do Alvarinho e do Fumeiro é uma festa tradicional que tem evoluído ao longo dos anos, sem nunca perder a sua identidade e sempre focada na promoção e valorização da região e das suas principais caraterísticas. Em Melgaço, durante três dias assiste-se a uma mostra dos produtos locais ao Minho, a Portugal e ao mundo: todos os anos são muitos (e cada vez mais) os que de Portugal, e não só, se deslocam ao Município mais a Norte de Portugal para participar neste certame de renome, um evento incontornável na rota das festas gastronómicas do país.

Dos Vinhos Alvarinhos, ao Fumeiro e ao Artesanato, passando pelo Turismo e pela Gastronomia, a Festa do Alvarinho e do Fumeiro reúne as características populares que estiveram na sua origem e a evolução natural assinalada ao longo dos anos.

Não podemos descurar a grande importância deste evento para toda a economia local que, há mais de 20 anos, é impulsionada também através deste evento, sejam os produtores de Vinho Alvarinho, sejam os do Fumeiro que há um ano viram este produto ser distinguido pela Comissão Europeia, através da integração do presunto e da chouriça de carne na lista dos produtos com Indicação Geográfica Protegida (IGP).

Afirmação da Sub-região de Monção e Melgaço

Este ano, o Presidente da Câmara Municipal de Melgaço, Manoel Batista, elegendo a Festa do Alvarinho e do Fumeiro como um dos eventos mais importantes do município apostou numa nova imagem e definiu para a edição de 2016 muitas novidades e um conceito renovado de afirmação deste grande momento.

Manoel Batista aproveita este evento como uma montra da afirmação do seu território e também e muito da Sub-região de Monção e Melgaço. O autarca recorda os ataques de que esta Sub-região tem sido alvo com o alargamento da zona exclusiva de produção do Alvarinho a toda a região dos Vinhos Verdes.

Mantendo-se firme na defesa do seu território, Manoel Batista afirma estar a assistir-se a um atentado contra a Sub-região e contra a fama conquistada por esta para o vinho verde Alvarinho, contra o qual se tem manifestado, juntamente com os diversos agentes locais, que em nada beneficiará Portugal. Aliás, aponta o autarca: “Trará consequências graves para a economia local”.

Uma mostra de promoção e venda dos produtos locais

Todos os produtores de alvarinho e de fumeiro do concelho marcam presença na feira que promove também o artesanato, o turismo, a gastronomia e constitui uma oportunidade única para a criação e a consolidação de laços entre os agentes do comércio, os consumidores e a produção.

O recinto da Festa conta com um total de 72 expositores, distribuídos por uma área coberta, 31 dos quais de Alvarinho, da Sub-região de Monção e Melgaço, 18 de fumeiro e produtos locais, 16 de artesanato, instituições e associações, e ainda com 8 tasquinhas. O recinto apresenta ainda uma Zona de degustações com capacidade para 140 pessoas sentadas; um Auditório de showcooking, com chefes de renome; e provas comentadas de vinhos, onde críticos e sommeliers conduzem a assistência por diferentes tipologias de Alvarinho.

Para além da exposição, prova e venda de produtos, o programa do evento oferece ainda um conjunto variado de atividades, de entre as quais se destaca a realização dos concursos de produtos locais e dos workshops de corte de presunto, o desfile de confrarias báquicas e gastronómicas, a animação musical, diurna e noturna, e ainda toda uma gama de atividades paralelas, de animação turística e desportiva.

Saiba mais sobre todos os produtores na página de facebook Festa do Alvarinho (www.facebook.com/festadoalvarinho).

PROGRAMA DA FESTA DO ALVARINHO E DO FUMEIRO 2016

Dia 22 Abril (sexta-feira)

10h00 – ABERTURA DA EXPOSIÇÃO/VENDA DOS PRODUTOS LOCAIS E DAS  TASQUINHA

11h30 – SESSÃO DE ABERTURA OFICIAL DA FESTA 

             - Saudação ao vinho pelos Confrades da Real Confraria do Alvarinho

              - Arruada com a Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Melgaço

              - Visita aos Pavilhões do vinho Alvarinho, fumeiro, artesanato, tasquinhas....

11h30 – CONCURSO DO MEL   (SOLAR DO ALVARINHO)

Degustação de pratos típicos nas  tasquinhas (recinto da Festa)

15h30 – CONCURSO DO  SALPICÃO, PRESUNTO E BROA DE MELGAÇO  

(SOLAR DO ALVARINHO)

17h30 – ENTREGA DOS PRÉMIOS DOS CONCURSOS (RECINTO DA FESTA)

18h00 – SHOWCOOKING & HARMONIZAÇÃO PELO CHEF  VITOR MATOS

(COZINHEIRO DE ALTA COZINHA, ARTE ALIMENTAR, GOURMET/ RESTAURANTE  ANTIQVVM, PORTO)

19h00 –  ANIMAÇÃO MUSICAL COM A ESCOLA DE CONCERTINAS DE MELGAÇO

Degustação de pratos típicos nas  tasquinhas (recinto da Festa)

19h30 –  PROVA COMENTADA “ALVARINHO, UM VINHO QUE SABE ENVELHECER”, POR RAQUEL SOUSA (ENÓLOGA)

22H30 – ESPETÁCULO MUSICAL COM:

GRUPO AMERICA

ZÉ AMARO

Dia 23 de Abril (sábado)

10h00 – ABERTURA DA EXPOSIÇÃO/VENDA DOS PRODUTOS LOCAIS E DAS TASQUINHAS

Degustação de pratos típicos nas  tasquinhas (recinto da Festa)

14h00 – PROGRAMA DA RTP “AQUI PORTUGAL” DIRETAMENTE DE MELGAÇO

15h00 – ATUAÇÃO DA ESCOLA DE DANÇA “ARTE EM MOVIMENTO” DE MELGAÇO

15H30 – ANIMAÇÃO  MUSICAL COM O GRUPO DE CONCERTINAS  “ OS MAGNÍFICOS”

16h00 – SHOWCOOKING & HARMONIZAÇÃO, CHEF  MARLENE VIEIRA

(CONCEITUADA COZINHEIRA, PROFESSORA DO CHEFS’ ACADEMY)

18h00 –  PROVA COMENTADA “ALVARINHOS DE MONÇÃO E MELGAÇO, UMA QUESTÃO DE TERROIR” POR ANÍBAL COUTINHO

(CONCEITUADO ENÓLOGO E CRÍTICO DE VINHOS)

Degustação de pratos típicos nas  tasquinhas (recinto da Festa)

21h00 – ESPETÁCULO DE DANÇA COM O  “GRUPO DE DANÇA DO CENTRO DE ESTÁGIOS” DE MELGAÇO

22H30 – ESPETÁCULO MUSICAL COM  O GRUPO FUNÇÃO PÚBLICA

Dia 24 de Abril (domingo)

10h00 – ABERTURA DA EXPOSIÇÃO/VENDA DOS PRODUTOS LOCAIS E DAS TASQUINHAS

DEMONSTRAÇÃO CULINÁRIA E DEGUSTAÇÕES PELO CHEFE RUI RIBEIRO DA EPRAMI (ESCOLA PROFISSIONAL DO ALTO MINHO INTERIOR)

Degustação de pratos típicos nas  tasquinhas (recinto da Festa)

15h00 – ANIMAÇÃO  MUSICAL COM:

                 - GRUPO ZÉ ZÉ FERNANDES

                 - GRUPO DE CONCERTINAS DE CASTRO LABOREIRO

                 - ÚS SAI DE GATAS

                 - ESCOLA DE CONCERTINAS DE MELGAÇO

16h00 – SHOWCOOKING & HARMONIZAÇÃO, CHEF  RUI PAULA

(JÚRI DO MASTERCHEF PORTUGUÊS, RESTAURANTES DOC, DOP, BOA NOVA TEA HOUSE E RECIFE)

16h30 – PROVA COMENTADA “VINHOS ALVARINHO, CLÁSSICOS E NOVIDADES”, POR ANÍBAL COUTINHO (CONCEITUADO ENÓLOGO E CRÍTICO DE VINHOS)

17h30 – WORKSHOP DE DEMONSTRAÇÃO DE CORTE DE PRESUNTO, CHEF CORTADOR VITOR OLIVEIRA (ACADEMIA DE CORTE)

Degustação de pratos típicos nas  tasquinhas (recinto da Festa)

20h00 – ENCERRAMENTO DA FESTA

ANIMAÇÃO TURÍSTICA E DE LAZER

DESPORTO/AVENTURA MELGAÇO RADICAL

Rafting no Rio Minho (dias 22,23 e 24/9h30)

Rappel suspenso  na Ponte Internacional Peso-Arbo (dia 22)

Paint Ball (dias 22, 23 e 24)

Caminhada pela "Rota das Pesqueiras" nas margens do  rio Minho (dia 22)

Salto Pendular Ponte Internacional Peso-Arbo (dia 23)

Caminhada “Entre o Rio Minho e o  Alvarinho”(dia 23)

Prova de Orientação no Centro de Estágios de Melgaço (dia 24)

Organização: Melgaço Radical | www.melgacoradical.com/geral@melgacoradical.pt

DESPORTO/AVENTURA MONTES DE LABOREIRO

Arvorismo  e Rappel (dia 22 /15h00  - Parque Campismo Lamas de Mouro)

Canyoning (dia 23 /10h00  - Parque Campismo Lamas de Mouro)

Arvorismo, rappel, escalada e slide (dia 24 /10h00  - Parque Campismo Lamas de Mouro)

Organização: Montes de Laboreiro | www.montesdelaboreiro.com/geral@montesdelaboreiro.pt

PARAPENTE

Experiência de voo Bilugar sobre as encostas de Fiães e Roussas

Local de concentração: Lgº Hermenegildo Solheiro-Vila

Organização e apoio: Aboua Escola | www.abouaescola.com /alvarinhoparapente@gmail.com

TERMAS DE MELGAÇO

Visita à Fonte Principal das Termal do Peso com prova

Horário: 15h00-18h00

CHARRETE

Passeios pela Zona Histórica

Saída/Chegada: Lgº Hermenegildo Solheiro

Horário: 14h30 – 18h30

BAPTISMO HÍPICO

Dias 22, 23 e 24 no Centro Hípico de Melgaço

BEBIPEDALA (Bicicleta de 8 pessoas)

Passeios pela zona história com provas de Alvarinho

Saída/Chegada: Estátua Inês Negra

Horário: 10h30 – 18h30 | www.facebook.com/Bebipedala

JORNADAS GASTRONÓMICAS

Visite os concelhos do restaurante e prove as suas ementas diversificadas, centradas na utilização privilegiada de produtos locais como o cabrito, a lampreia, o presunto, os enchidos e o Alvarinho, entre outros.

TASQUINHAS

Em pleno recinto da Festa, 8 tasquinhas recriam pratos e sabores tradicionais num ambiente convidativo.

LIMIANOS VÃO A MÉRIDA

Viagens Culturais do Museu dos Terceiros – Ponte de Lima. Mérida – Espanha. 20 a 22 de maio

O Museu dos Terceiros em Ponte de Lima, no âmbito do seu projeto de viagens culturais, que anualmente promove, prepara a próxima viagem cultural, a realizar de 20 a 22 de maio.

O destino escolhido é Mérida, em Espanha - uma das mais emblemáticas cidades onde perduram os vestígios da ocupação romana. Emerita Augusta, assim se designava a capital da Lusitânia, palco de vários acontecimentos históricos, com destaque para o martírio de Santa Eulália que ocorreu quando a virgem se afirmou enquanto católica num mundo romano onde ainda imperava o politeísmo.

A visita será Comissariada e acompanhada: Prof. Doutor Carlos A. Brochado de Almeida (Diretor do Museu dos Terceiros e Professor de História Romana e Arqueologia na Faculdade de Letras da Universidade do Porto).

A data limite de inscrição é o dia 29 de abril, devendo as mesmas ser enviadas para o Museu dos Terceiros, na Av. 5 de outubro, ou pelo email: mute.gestao@museuspontedelima.com, ou ainda pelo Telef: 258 240220.

Programa

20 de maio (6ª feira)

7h00- Saída de Ponte de Lima (junto aos Paços do Concelho)

12h30- chegada a Elvas

Almoço livre

Visita à Barragem Romana de Proserpina

Visita ao Aqueduto de “Los milagros”

Jantar e noite livre em Mérida

21 de maio (sábado)

8h00- saída para a visita à Basílica e Cripta de Santa Eulália

Visita à Alcazaba árabe

Almoço livre

13h30- visita ao Museu Nacional de Arte Romana

Visita ao Teatro e ao Anfiteatro romanos

Jantar e noite livre em Mérida

22 de maio (domingo)

9h30- saída de Mérida em direção a Estremoz

11h00- Visita à Igreja do Convento de São Francisco de Estremoz

Almoço livre

19h00- horário previsto de chegada a Ponte de Lima240220.

CASA DA JUVENTUDE DE FAMALICÃO RECEBE CONCERTOS MUSICAIS

Workshops e concertos marcam o mês de abril na Casa da Juventude

Não faltam motivos para que em abril os jovens visitem a Casa da Juventude de Vila Nova de Famalicão. Para além dos habituais momentos musicais, com a realização dos “Ensaios Abertos”, o mês de abril do espaço jovem do concelho famalicense conta ainda com a realização de vários workshops e com o arranque do projeto artístico “Urban Youth”.

 Casa da Juventude

São então três os “Ensaios Abertos” agendados para os próximos dias. “Televisors”, no dia 15, “Sete Pedras na Mão”, a 22, e “Broke Addiction”, no dia 29, são os projetos musicais que este mês se dão a conhecer na Casa da Juventude, numa iniciativa com entrada gratuita.

Abril marca também o arranque do projeto “Urban Youth”. Um programa de intervenção urbana, dinamizado pelo projeto “A Casa ao Lado”, que pretende promover a atividade artística como instrumento de desenvolvimento económico, social e cultural. A ideia passa por valorizar alguns dos espaços urbanos da cidade, através de intervenções artísticas, com recurso a técnicas como o grafite e a azulejaria.

Esta primeira edição do projeto decorre até ao próximo mês de julho e consistirá num conjunto de sessões práticas, com vista à requalificação de um dos muros do Parque de Sinçães. A inscrição é gratuita, limitada a 20 participantes, através do email criajovem@vilanovadefamalicao.org.

De resto, destaque ainda para os três workshops agendados para este mês. O primeiro dedicado à procura de emprego - “Experimenta Procura Ativa de Emprego” - nos dias 20 e 21 de abril, o segundo à cozinha saudável – “Alimenta a Tua Saúde” – no dia 23, e, por fim, um último workshop, no dia 28 de abril, sobre Personal Branding.

Mais informações sobre estas iniciativas no Portal da Juventude de Vila Nova de Famalicão, emhttp://www.juventudefamalicao.org/.

"A GUERRA DOS CEREAIS" CHEGA A FAMALICÃO

“Ambientar-se” exibe documentário “A Guerra dos Cereais”

O uso das sementes agrícolas vai dar o mote para a sexta sessão do ciclo de cinema “Ambientar-se”, que decorre já na próxima sexta-feira, 15 de abril, na Casa do Território, em Vila Nova de Famalicão. A sessão contará com a exibição do documentário “A Guerra dos Cereais”, realizado em 2014, por Clément Montfort and Stenka Quillet. 

A Guerra dos Cereais

“São as sementes um bem comum ou uma mercadoria? Devem ser partilhadas, trocadas como um recurso natural ou comercializadas em toda a linha e patenteadas?”, são algumas das questões levantadas pelo filme, escolhido pelo Grupo Famalicão em Transição.

Como já vem sendo habitual, depois da visualização do filme haverá ainda lugar para um momento de debate, que contará com a presença de dois convidados que têm dedicado uma boa parte da sua vida à preservação do património genético de variedades regionais - o professor da Escola Superior Agrária de Ponte de Lima, Raúl Rodrigues, e Elsa Aroso, do movimento Atimati, formadora em agricultura urbana e guardiã de sementes.

Refira-se que as sessões “Ambientar-se” são organizadas, todos os meses, pela autarquia famalicense em parceria com instituições locais ligadas à proteção do ambiente, e pretendem promover o debate sobre temas ambientais. A entrada na iniciativa é gratuita. 

MUNICÍPIO DE BRAGA INVESTE 4 MILHÕES NA REABILITAÇÃO DE BAIRROS HISTÓRICOS

Seminário abordou ‘Habitação Pública no Portugal 2020’

O Município de Braga prepara-se para investir cerca de 4 milhões de euros na reabilitação dos bairros sociais no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Braga (PEDU). A indicação foi deixada hoje, 7 de Abril, pelo presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, que participou no seminário ‘Habitação Pública no Portugal 2020’, no Museu D. Diogo de Sousa.

CMB07042016SERGIOFREITAS0000001695

Na ocasião, o Autarca lembrou que o Município tinha um estudo ´mais ambicioso´ para reabilitação dos bairros que obrigaria a um investimento superior a 10 milhões de euros. No entanto, explicou, face ao envelope financeiro que estava disponível nos fundos comunitários, a Autarquia irá receber apenas 4 milhões de euros em sede de candidatura a PEDU. “Neste contexto, será preciso encontrar outros mecanismos para concretizar algumas das intervenções que são necessárias. Ainda assim, a verba recebida vai possibilitar a realização de intervenções substanciais nos bairros sociais do Concelho”, garantiu Ricardo Rio.

O financiamento e aproveitamento dos fundos comunitários para a concretização das políticas de apoio à habitação foi apenas um dos temas do seminário organizado pela Associação portuguesa de Habitação Municipal.

Na sua intervenção, Ricardo Rio salientou ainda o facto de existir em Portugal um desajuste entre a oferta e a procura de habitação. “Os Municípios são confrontados com as inúmeras insuficiências económicas das famílias e com a necessidade de existirem mecanismos de apoio à habitação, quer à habitação própria, quer em termos de apoio ao arrendamento e à disponibilização de habitações dos próprios municípios”, constatou o Edil.

Apesar do Município não conseguir responder a todos os pedidos de apoio, Ricardo Rio sublinhou que, já este ano, o Executivo Municipal reforçou em cerca de 70 por cento o valor da verba alocada ao Regime de Apoio Directo ao Arrendamento (RADA). “Passámos de 300 para 500 mil euros, mas mesmo assim temos pedidos aos quais não conseguimos responder. É preciso encontrar outro tipo de soluções e exigir também um maior envolvimento do Poder Central nesta matéria”, defendeu Ricardo Rio.

O Autarca lembrou igualmente a existência de cerca de 20 mil habitações desocupadas em Braga que dariam margem para responder à procura existente. “Não temos condições para incentivar os proprietários a colocar essas habitações no mercado. Julgo que essa matéria também carece de uma intervenção a nível central, nomeadamente do ponto de vista da política fiscal, no sentido de criar estímulos aos proprietários para colocarem as habitações ao serviço de políticas de promoção de habitação dignas para todos os cidadãos”, disse.

MINISTRO DA EDUCAÇÃO VISITA FEIRA DE OFERTA EDUCATIVA NO MULTIUSOS DE GUIMARÃES

AMANHÃ (SEXTA-FEIRA), ÀS 14:15 HORAS

Certame inaugurado ao início da tarde desta quinta-feira decorre até sábado. Evento destina-se a alunos, encarregados de educação e professores que pretendam ter acesso a ‎informação sobre possíveis percursos escolares.

4U Minho 2016 (1)

O Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues e o Presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança, visitam a “4U Minho - Feira de Oferta Educativa e Formativa da Universidade do Minho”, esta sexta-feira, 08 de abril, às 14:15 horas, no Multiusos de Guimarães. O evento, que espera receber cerca de 10 mil visitantes ao longo dos três dias, está aberto ao público até às 18 horas desta quinta-feira e na sexta-feira e sábado, das 09:30 às 18 horas.

O certame, com entrada livre, dá a conhecer a oferta educativa de dez instituições de ensino superior, nomeadamente, Universidade do Minho, Universidade Católica Portuguesa (Braga), Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA), Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC), Universidade Fernando Pessoa, Universidade Lusíada, CESPU, ISAVE, Instituto de Estudos Superiores de Fafe e CENFIM.

A iniciativa, hoje inaugurada, conta com 65 expositores, que estão distribuídos por cerca de 6 mil metros quadrados de área, onde estão várias atrações, como o simulador de condução Bosch, além de palestras, workshops e apresentações científicas, culturais e desportivas. A iniciativa é promovida pela UMinho e pelas autarquias de Guimarães e Braga, com apoio dos Municípios de Barcelos, Famalicão e Viana do Castelo, entre outras entidades.

Na exposição, estão presentes todos os estabelecimentos de ensino vimaranenses, com o nível secundário e profissional. O Município de Guimarães assegura o transporte dos alunos do 9º e 12º ano para visita à feira. Além dos Municípios que integram a CIM do Ave, estarão igualmente presentes Braga e Viana do Castelo. Entre as seis dezenas de expositores, estão ainda a ACIG – Associação Comercial e Industrial de Guimarães e IEFP – Instituto de Emprego e Formação Profissional (Médio Ave).

O que pode ver até sábado, 09 de abril

No palco principal da “4U Minho”, no Multiusos, estão previstos concertos, peças de teatro, danças orientais, desfiles de moda, zumba, entre outros. Na área de demonstração pode ver-se robótica, maquetas de desenho e ilustração, mobiliário, karts, show cooking, domótica, speed dating e patinagem. Já o espaço TedTalk acolhe, por exemplo, sessões sobre voluntariado europeu, candidaturas ao ensino superior, o que é ser cientista, a importância de estudar certas áreas e ainda um guia para a empregabilidade.

Com periodicidade anual, realizando-se alternadamente entre Guimarães e Braga, a realização deste evento fortalece a relação com as escolas e os agrupamentos dos distritos de Braga, Viana do Castelo e Porto, municípios do Minho, comunidades intermunicipais (CIM) do Ave e do Cávado, além de disponibilizar a todos os visitantes informação detalhada sobre os serviços e facilidades que a Universidade do Minho, entidade organizadora, oferece à comunidade académica.

AMARES PROMOVE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

Novos produtos dão vida às hortas pedagógicas dos centros escolares de Amares promovendo alimentação saudável

Pelo 3º ano consecutivo, encontram-se reativadas as hortas pedagógicas dos centros escolares de Amares, iniciativa eleita pelos próprios centros que representa a medida de acompanhamento do Regime de Fruta Escolar (RFE).

DSC00730

O RFE, sendo um programa de educação para a saúde, pretende melhorar a qualidade nutricional da oferta alimentar em meio escolar, já que permite a distribuição de fruta/hortícolas, duas vezes por semana, proporcionando a integração de uma opção saudável nos lanches escolares dos alunos do 1º ciclo. Note-se que, 74% das crianças portuguesas não ingere fruta na quantidade recomendada diariamente, o que acarreta consequências negativas para a saúde, designadamente défice de concentração e aprendizagem, bem como maior predisposição a doenças como a obesidade ou a diabetes tipo 2.

DSC00718

De modo a garantir a eficácia deste regime, a vereadora da educação, Cidália Abreu, reconhece a pertinência deste projeto já que considera que “o facto de serem as crianças a plantarem e acompanharem de perto o processo de crescimento destes produtos cria nelas uma maior responsabilização e consequente motivação para a ingestão destes alimentos”.

IMG_2667

“Uma vez que o feedback junto da comunidade educativa tem sido positivo, achamos que devemos continuar a colaborar e investir neste projeto, num trabalho de parceria com o departamento da educação pré-escolar e o departamento do 1º ciclo do Agrupamento de Escolas de Amares”, acrescentou a vereadora que acompanhou de perto uma das plantações, assinalando o Dia Mundial da Saúde que se comemora hoje.

DSC007002

Pés de alface, morangos, pimentos, pepinos e curgete são alguns dos hortofrutícolas que vão enriquecer as hortas pedagógicas, cultivados pelos próprios alunos, com o objetivo de, posteriormente, serem confecionados nas cozinhas dos centros escolares, incorporando a refeição do almoço.

A monitorização das hortas é feita pelos alunos, professores, educadores e auxiliares responsáveis, que levam a cabo tarefas como a rega e limpeza das hortas pedagógicas, promovendo o crescimento sustentável dos produtos plantados, contando coma colaboração do Município de Amares.

VILA NOVA DE CERVEIRA: COVAS RECEBE COMPETIÇÃO DE ALTO NÍVEL NA MODALIDADE DE SLALOM

Covas na rota do slalom nacional e internacional

A freguesia de Covas, em Vila Nova de Cerveira, volta a ser palco, este fim-de-semana, de uma competição de alto nível na modalidade de slalom. Depois da Taça Ibérica de Slalom, que já vai na VII edição, aquela localidade recebe, pela primeira vez, uma prova a contar para o Campeonato Nacional de Slalom 2016 e promove a I Taça de Covas de Slalom.

Bafejado por uma beleza natural ímpar e propícia à prática desportiva ao ar livre, o concelho de Vila Nova de Cerveira continua a despertar o interesse de várias federações para integrar o calendário desportivo nacional e internacional. O sucesso da Taça Ibérica de Slalom de Covas propiciou a vontade de se realizarem mais duas provas de slalom distintas e inéditas no concelho: o Campeonato Nacional de Slalom para atletas nacionais e a Taça de Covas de Slalom para participantes nacionais e estrangeiros.

Ao longo de 300 metros no rio Coura, cerca de 100 atletas de várias categorias – cadetes, juniores, e veteranos C1, K2 e C2 masculino e feminino -, vão desafiar, este fim-de-semana, as águas bravas daquele troço de água, procurando obter a melhor classificação na prática da modalidade. Do lote dos melhores resultados vão ser selecionados ainda os atletas que passam a integrar a equipa nacional no próximo Campeonato Europeu.

“Este é mais um exemplo e reconhecimento da adoção de uma política municipal de incentivo, apoio e divulgação dos recursos naturais do território, das excelentes infraestruturas existentes, do trabalho desenvolvido e dos meritórios resultados alcançados pelas diversas coletividades do concelho. Mantemos a aposta nas provas já consolidadas, mas também somos ambiciosos em procurar atrair outras dinâmicas que elevem ainda mais o nome do concelho nesta área”, assegura o autarca cerveirense, Fernando Nogueira.

Com organização da Federação Portuguesa de Canoagem e o apoio da Câmara Municipal e de outras entidades, o programa do Campeonato Nacional de Slalom 2016 e da I Taça de Covas de Slalom integra, no sábado, a realização das eliminatórias e semifinais de caráter aberto para a Taça Covas e, no domingo, decorrem as finais e a entrega de troféus.

SENIORES DE PÓVOA DO LANHOSO PARTICIPAM EM CAMPEONATO DE BOCCIA

II Campeonato de Boccia Sénior envolveu 250 pessoas

A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através da Ação Social, promoveu o II Campeonato Boccia Sénior, que envolveu cerca de 250 seniores, de entre atletas e apoiantes.

Torneio de Boccia (40)

Esta competição decorreu nos passados dias 22 e 23 de março, no pavilhão da Escola Secundária da Póvoa de Lanhoso. Este campeonato contou com a participação de todas as IPSS’s do concelho e todos os Centros de Convívio da Rede existente no nosso concelho.

Este II Campeonato foi disputado em dois dias, dado o elevado número de equipas envolvidas (18 equipas).

No dia 22 de março, primeiro dia do Campeonato, foram realizados todos os jogos da fase de grupos e, no final da tarde do dia 23 de março, foram realizados os quartos-de-final, meias-finais e final. O Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel Baptista, entregou os prémios.

A classificação ficou ordenada da seguinte forma: 1º lugar para o Centro Social e Paroquial de Taíde; 2º lugar para a Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso; 3º lugar para o Centro de Convívio de S. João de Rei; e 4º lugar para o Centro de Convívio da Póvoa de Lanhoso. Todas as equipas estão de parabéns dada a sua dedicação e envolvimento.

O projeto “Boccia Sénior – Póvoa de Lanhoso” destina-se a todos os utentes com idade igual ou superior a 60 anos, frequentadores dos Centros de Convívios e IPSS’s, e por seu intermédio,  a Câmara Municipal tenciona proporcionar a todos os participantes momentos de competição e de exaltação dos valores desportivos e humanos.

Incentivar os idosos a adotar estilos de vida saudáveis, fomentar a prática desportiva, criar um campeonato com todos os Centros de Convívio e IPSS’s, criar uma “equipa concelhia” para participar em futuros torneios nacionais e incentivar práticas de trabalho em rede são os objetivos desta resposta.

PÓVOA DE LANHOSO EVOCA MARIA DA FONTE

"Camilo Castelo Branco e a Póvoa de Lanhoso" abre ciclo de conferências no dia 23 de abril

No intuito de assinalar a passagem dos 170 anos da Revolução da Maria da Fonte, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, através do Centro Interpretativo Maria da Fonte (CIMF), preparou um ciclo de conferências, as quais, na maioria dos casos, serão acompanhadas por exposições paralelas e envolvendo alguns dos principais ou mais relevantes parceiros do CIMF.

Este Ciclo de Conferências, para além de evocar historicamente a passagem do 170.º aniversário da Revolução da Maria da Fonte, também denominada Revolução do Minho, propõe-se, conjuntamente com os jornais “Maria da Fonte” e “Correio do Minho” (que assinalam, respetivamente, 130 e 90 anos de existência em 2016), fazer transpor para a contemporaneidade um conjunto de temáticas relevantes consideradas “Ao tempo da Maria da Fonte” e que no nosso tempo renovam a sua pertinência.

"Estamos numa fase de instalação do Núcleo Documental do Centro Interpretativo Maria da Fonte. Esta iniciativa emana dessa vontade de transformar este espaço num ponto de excelência para o estudo e divulgação da nossa heroína. E este ciclo de conferências comemorativas dos 170 anos da revolução do Minho vai nessa linha de orientação", afirma o Vereador para a Cultura da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Armando Fernandes. "Espero que os povoenses adiram às iniciativas que, conjuntamente com os jornais “Maria da Fonte” e “Correio do Minho”, iremos promover até ao final do ano. Os povoenses que já visitaram o Centro Interpretativo Maria da Fonte saem de lá maravilhados. Espero que muitos outros encontrem disponibilidade para nos fazerem uma visita e fruírem da informação que temos disponível", acrescenta.

Com periodicidade mensal, este ciclo inicia-se a 23 de abril com a temática “Camilo Castelo Branco e a Póvoa de Lanhoso”.

Camilo Castelo Branco dedicou, na sua obra, uma relevância significativa à Póvoa de Lanhoso. Para além de referências esporádicas ao topónimo desta terra em obras como Novelas do Minho, há pelo menos três romances do mestre de Ceide que têm este concelho como importante palco das suas tramas, nomeadamente O Demónio do Ouro (1873), A Brasileira de Prazins (1882) e Maria da Fonte (1885). Obras que se tornaram não apenas excelentes crónicas de costumes do tempo, mas, também, um espelho onde encontramos refletido o pensamento político do autor em determinada fase da vida.

A primeira destas iniciativas tem o seguinte programa:

23 de abril (sábado) | 17h00

Centro Interpretativo Maria da Fonte

Póvoa de Lanhoso

“Porquê Ler Camilo?”

Prof. Doutor Sérgio Guimarães de Sousa

Instituto de Letras e Ciências Humanas da Universidade do Minho / Casa de Camilo

“Camilo e a Herança de Londres: da realidade à ficção”

Dr. José Abílio Coelho

Centro Interpretativo Maria da Fonte

"Vida e Obra de Camilo"

Exposição Bibliográfica

CIMF / Centro de Estudos Camilianos

24 de Abril (domingo) | 10h00

“Nos Passos da Revolta”

Itinerário cultural pedestre

Parceiros: Centro Interpretativo Maria da Fonte | Jornais "O Correio do Minho” (1926-2016) e “Maria da Fonte” (1886-2016)

Apoios: Casa de Camilo | Centro de Estudos Camilianos | Junta de Freguesia de Fontarcada e Oliveira 

CABECEIRAS DE BASTO ASSINALA MÊS DA PREVENÇÃO DE MAUS TRATOS NA INFÂNCIA

A CPCJ – Comissão de Proteção de Crianças e Jovens de Cabeceiras de Basto em parceria, entre outras, com as entidades que constituem a Comissão Alargada, promove durante este mês de abril um vasto conjunto de ações, no âmbito da iniciativa “Mês da Prevenção dos Maus Tratos na Infância”.

Campanha Laço Azul - CPCJ Cabeceiras de Basto - 4

No passado dia 4 de abril o CTCMCB – Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, organizou um Flash Mob que integrou a campanha do “Laço Azul”, envolvendo os alunos das Escolas Básicas de Cabeceiras de Basto e do Arco de Baúlhe e do Externato de S. Miguel de Refojos, iniciativa que pretendeu chamar a atenção para os valores do respeito pela dignidade da pessoa humana, entre outros.

No dia 5 de abril e com a colaboração da GNR – Escola Segura, os alunos do 3º ano do Centro Escolar P. Dr. Joaquim Santos participaram num simulacro de uma Operação Stop com o objetivo de alertar estes jovens para a cidadania e o respeito pelo cumprimento de regras indispensáveis para a vida em comunidade.

Simulacro de operação STOP - CPCJ Cabeceiras de

Sob o lema ‘A melhor forma de tratar o problema é impedir que aconteça’ estão previstas outras ações tais como, a construção de um Puzzle Gigante nos Jardins de Infância, intervenções teatrais pelo Centro de Teatro da Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, a comemoração do Dia Mundial do Sorriso nas escolas, uma sessão de ‘Bullying e Cyberbullying’ na Escola Básica do Arco de Baúlhe e uma sessão sobre ‘Internet Segura’ na Escola Básica de Cabeceiras de Basto.

Um mês de grande atividade que pretende alertar e consciencializar a comunidade para o seu importante e imprescindível papel na prevenção do abuso infantil.

Simulacro de operação STOP - CPCJ de Cabeceiras

FAMALICÃO CRIA HINO À ALEGRIA

Câmara Municipal e ArtEduca dão música às famílias famalicenses

“Somos família, temos uma voz. Somos família, nunca estamos sós”. O refrão já anda na ponta da língua das famílias famalicenses, que afinam a voz para o grande concerto, a decorrer a 15 de maio – Dia Internacional da Família – no anfiteatro do parque da Devesa. A iniciativa é o ponto alto de um programa vasto e diversificado promovido pela Câmara Municipal de Famalicão e a ArtEduca – Conservatório de Música de Famalicão para assinalar a efeméride.

familia

Durante várias semanas, serão propostos uma serie de desafios às famílias famalicenses, como concursos e outras atividades de forma a envolver toda a comunidade num encontro e partilha de afetos.

Assim, para além do grande concerto, estão também a ser preparadas outras iniciativas, como os concursos “Dá a cara pela tua família!”; “As famílias têm talento!” e ainda uma campanha de solidariedade,  a decorrer nos dias 6, 7 e 8 de maio, com a recolha de bens alimentares e de higiene, no Hipermercado Jumbo de Famalicão. Por cada alimento ou produto de higiene que contribuir, habilita-se a ganhar um cheque vale em compras no valor de 100€, na mesma superfície comercial, a ser revelado o número vencedor sorteado, no dia 15 de maio, no decorrer do evento na Concha Acústica no Parque da Devesa.

Para já foi criado um site em http://www.familiafamalicao.com/, onde as famílias poderão acompanhar o evoluir das iniciativas.

Para a vereadora responsável pelo pelouro da Família da Câmara Municipal,  Sofia Fernandes, o objetivo principal do programa é “sensibilizar a população para as questões da família e para a proteção dos valores da união, do amor, do respeito e da solidariedade”.

Refira-se que em 1993 a ONU proclamou o dia 15 de maio Dia Internacional da Família, refletindo a sua importância na comunidade internacional. Desde 1994 que pelo mundo fora se celebra a data com diversos eventos, focando temas centrais para a vida das famílias.

FESTIVAL DE BANDAS DE GARAGEM EM BRAGA ALIA A PAIXÃO PELA MÚSICA À AERONÁUTICA

Evento realiza-se no aeródromo e encerra comemorações da Semana da Juventude

O Aeródromo de Braga vai receber, dia 23 de Abril, a 1ª edição do Festival de Bandas de Garagem “Sai da Garagem”. Integrado na programação da Capital Ibero-Americana da Juventude, este festival, de entrada livre, terá apresentação de Fernando Alvim, conhecido humorista nacional, e tem como objectivo principal dar a conhecer os novos talentos da música portuguesa e acolher bandas de todos os estilos musicais: punk, rock, electrónica, experimental, pop, blues, folk, jazz, entre outros.

CMB07042016SERGIOFREITAS0000001700

“Temos tido uma colaboração extremamente frutífera com o Aero Clube de Braga. Este foi um desafio que nos foi lançado e que se enquadra perfeitamente no âmbito da Capital Ibero-Americana. É um evento destinado essencialmente aos jovens mas que certamente irá cativar pessoas de várias faixas etárias”, afirmou Sameiro Araújo, vereadora da Juventude, durante a apresentação do evento, que decorreu hoje, 7 de Abril, no gnration.

CMB07042016SERGIOFREITAS0000001701

A vereadora adiantou que o Festival “Sai da Garagem” vai encerrar ´em grande estilo´ as comemorações da Semana da Juventude, que decorrem de 18 a 23 de Abril. Para facilitar a deslocação do público à iniciativa, os TUB vão assegurar transporte para o aeródromo com o custo simbólico de 1€.

CMB07042016SERGIOFREITAS0000001699

Por seu turno, Manuel Cruz Costa, presidente do Aero Clube de Braga, sublinhou que esta é uma iniciativa original em Portugal. “Pela primeira vez vai-se realizar um Festival de Bandas de Garagem num hangar, aliando a paixão pela música e aeronáutica. Seleccionamos seis bandas das cerca de 50 inscritas para actuarem neste ambiente inédito. Temos a intenção de, desta forma, potenciar os jovens com talento que se querem dedicar à vertente musical”, referiu.

As bandas seleccionadas para actuar são as seguintes: Last Chance (Braga); Eskurraçados (Guimarães); Red Kelly (Braga); NoNe (Braga); Zekexpericence (Braga) e St. John´ Vice (Braga).

CMB07042016SERGIOFREITAS0000001698

CMB07042016SERGIOFREITAS0000001697

CERVEIRA DÁ MÚSICA ÀS CRIANÇAS DO PRÉ-ESCOLAR

Música dá ‘Movimento no Pré-Escolar’

Estimulando o desenvolvimento cognitivo e criativo dos mais pequenos, o Município de Vila Nova de Cerveira avança com a implementação de aulas de música no ensino pré-escolar. Atividade arrancou neste 3º período e prossegue no ano letivo 2016/2017 na componente de animação e apoio à família.

Está cientificamente provado que a introdução da música na educação das crianças em idades pré-escolares representa um progresso intelectual, auditivo, sensorial, linguístico e motor. Integrado no projeto ‘Movimento no Pré-Escolar’, o executivo cerveirense vai apoiar, gratuitamente, a aprendizagem de expressão musical a 160 crianças do concelho com idades entre os 3 e 6 anos.

Numa primeira fase, e resultado da parceria estabelecida entre a autarquia e o Agrupamento de Escolas do concelho, a atividade foi incluída no plano curricular do 3º período, de forma a possibilitar um primeiro contacto das crianças com a dinâmica formativa e alguns instrumentos musicais.

O objetivo é que, no próximo ano letivo, a aprendizagem musical faça parte de um processo estruturado e permanente no âmbito da componente de Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF), ou seja, dos prolongamentos de horário escolar.

De acordo com a vereadora do pelouro, o programa municipal de educação assume o compromisso, não só de aumentar o sucesso escolar das crianças, como também tornar as formações mais diversificadas e mais criativas nas primeiras etapas percurso educativo, nomeadamente nas áreas desportiva e artística. Aurora Viães realça que a aprendizagem da música estimula diversas capacidades, nomeadamente ao nível da coordenação motora, da sensibilidade e criatividade, da comunicação e trabalho em equipa, entre outras.

De salientar que a música junta-se à atividade física, pois em janeiro passado, todos os alunos que frequentam a rede do pré-escolar do concelho passaram a ter aulas gratuitas de natação na requalificada Piscina Municipal.

VIZELA PROMOVE OFERTA EDUCATIVA

Vizela presente na “4U Minho - Feira Educativa e Formativa da Universidade do Minho”

Vizela vai participar na 2ª edição da “4U Minho - Feira Educativa e Formativa da Universidade do Minho”, que se realiza no Pavilhão Multiusos de Guimarães, nos dias 07, 08 e 09 de abril de 2016.

4UMinho

A CIM do Ave estará representada na Feira, onde fará a divulgação da oferta formativa de ensino profissional, por área de formação, dos oito Municípios que constituem a NUT III Ave.

Este evento, destinado a alunos do ensino básico e secundário, encarregados de educação, professores, psicólogos escolares, CQEP, bem como ao público universitário e pós-universitário, vai permitir aos alunos obterem mais informações sobre os possíveis percursos escolares a escolher.

A entrada na Feira é livre e o horário de funcionamento será entre as 14h00 e as 18h00 no dia 7 de Abril; das 9h30 às 18h00, nos dias 8 e 9 de abril. Para além de poderem visitar os expositores das escolas, poderão ainda assistir a palestras, workshops e apresentações científicas, culturais e desportivas.

A Feira apresenta uma programação diversificada, com atividades no palco principal da “4U Minho”, estão previstos concertos, peças de teatro, danças orientais, desfiles de moda, zumba, entre outros. Na área de demonstração pode ver-se robótica, maquetas de desenho e ilustração, mobiliário, karts, show cooking, domótica, speed dating e patinagem. Já o espaço TedTalk acolhe, por exemplo, sessões sobre voluntariado europeu, candidaturas ao ensino superior, o que é ser cientista, a importância de estudar certas áreas e ainda um guia para a empregabilidade.

Esta Feira realiza-se alternadamente entre Guimarães e Braga, uma vez por ano, fortalecendo a relação com as escolas e os agrupamentos dos distritos de Braga, Viana do Castelo e Porto, municípios do Minho, comunidades intermunicipais (CIM) do Ave e do Cávado, além de disponibilizar a todos os visitantes informação detalhada sobre os serviços e facilidades que a Universidade do Minho, entidade organizadora, oferece à comunidade académica.

Vizela também vai estar presente no evento de divulgação, através do Agrupamento de Escolas de Caldas de Vizela e do Agrupamento de Escolas de Infias – Vizela, assim como da Escola Profissional CENATEX – polo de Vizela.

O Agrupamento de Escolas de Infias – Vizela vai participar ativamente, com atividades/demonstrações relacionadas com a respetiva oferta formativa, a apresentar no palco CIM/Ave e no palco UM.

Acresce que o Município providenciou o transporte da totalidade dos alunos que frequentam o 9º ano e o 12º ano nos estabelecimentos de ensino do concelho de Vizela, dado tratar-se de dois anos de escolaridade chave, em que os alunos necessitam de realizar escolhas para o futuro.

VALADARES, TEATRO MUNICIPAL VAI RECEBER UBICULT: VISUAL ART & MUSICAL PERFORMERS II

Sábado, dia 30 abril, pelas 22h00

O Valadares, Teatro Municipal vai receber o espetáculo “Ubicult: Visual Art & Musical Performers II, no próximo dia 30 de abril, pelas 22h00. A organização é de Hertz Control e o evento tem o apoio da Câmara Municipal de Caminha. Os bilhetes estão à venda nos postos de Turismo de Caminha e de Vila Praia de Âncora.

“Ubicult: Visual Art & Musical Performers II” será composto por duas performances, onde o som e a imagem serão os principais ingredientes, no o que é descrito como “uma experiência sensorial única no concelho de Caminha”.

A Ubicult: Visual Art & Musical Performers (UBC) consiste num espetáculo de performances multidisciplinares no âmbito dos novos media. Recorde-se que na edição anterior foram apresentadas duas performances: “Filament”, por Vítor Joaquim e Laetitia Morais, performance constituída por som e vídeo, e “Behind the Walls”, por Joseph Chain, performance constituída por som e luz.

O novo espetáculo terá uma duração aproximada de 180 minutos e será composto por duas performances, a primeira com som e vídeo mapping de X-AM e a segunda, THE MISSING LINK, concerto e performances visuais.

Segundo a organização, “este projeto tem como principal finalidade apresentar novas linguagens artísticas e, incluir Caminha no circuito musical e performativo”.

O preço do bilhete é de cinco euros.

MUNICÍPIO ENVOLVE DEZENAS DE MÚSICOS E ARTISTAS NUM ESPETÁCULO QUE RESULTA DO NOVÍSSIMO CANCIONEIRO DO CONCELHO DE CAMINHA

Para cada freguesia foi produzida uma canção original

Para celebrar os 42 anos de Abril, no próximo dia 23, no Pavilhão de Caminha

O Município de Caminha vai celebrar os 42 anos de Abril com um grande espetáculo, totalmente original e envolvendo dezenas de músicos e artistas caminhenses. O Cancioneiro de Caminha, hoje apresentado, foi construído ao longo do último ano e inclui 14 músicas, criadas para cada uma das freguesias do concelho. “Este é um projeto de elevada qualidade. Nós temos a felicidade de possuir capacidades e grandes valores na música e na cultura em geral e temos a obrigação de os estimular. Esta é uma aposta deste Executivo e é uma aposta ganha”, disse a propósito o vice-presidente, Guilherme Lagido.  

Apresentação Cancioneiro de Caminha (2)

A apresentação do Cancioneiro de Caminha fez-se no palco do Valadares, Teatro Municipal, de uma forma simbólica, porque será o concelho a estar em “palco” neste projeto. A proposta foi feita à Câmara por César Magalhães, músico e compositor, natural de Vila Praia de Âncora. Desde o primeiro momento a recetividade foi total e o trabalho foi iniciado em parceria, envolvendo algumas instituições do concelho. No total, serão muitas dezenas, senão centenas de pessoas que, direta e indiretamente, vão tomar parte no espetáculo do dia 23 de abril e que resulta deste Cancioneiro.

Apresentação Cancioneiro de Caminha (5)

César Magalhães é o autor das músicas e das letras das 14 canções. Hoje, na apresentação, ficamos a conhecer as canções das freguesias de Âncora e de Moledo e Cristelo, mas também a forma como se processou a criação. O autor explicou que partiu de um elemento icónico de cada freguesia, para construir o todo, uma história. Em Âncora, por exemplo, esse elemento foi o Pinhal da Gelfa e daí resultou uma canção de esperança, que narra a história de uma mulher que entrou no pinhal e aí enterrou o seu passado. Na apresentação, o próprio César Magalhães sentou-se ao piano e acompanhou a voz de Tânia Esteves, nesta “Canção do Pinhal”. Os dois músicos também interpretaram a “Canção do terceiro segredo”, relativa à freguesia de Moledo e Cristelo e que foi buscar a inspiração ao Forte da Ínsua.

Apresentação Cancioneiro de Caminha (6)

Escutadas as duas canções ficou a vontade de ouvir mais. Isso vai acontecer no próximo dia 23, a partir das 22h00, no Pavilhão Municipal de Caminha. Nessa noite, haverá um coro de 60 vozes e vários músicos, pertencentes a instituições como o Orfeão de Vila Praia de Âncora, Academia de Música Fernandes Fão, SIRA – Sociedade de Instrução e Recreio Ancorense, Grupo das Lavradeiras de Orbacém e Banda de Lanhelas.

Apresentação Cancioneiro de Caminha (1)

Mas haverá mais. Ao lado do compositor César Magalhães e da maestrina Liliana Quesado, que dirigirá o espetáculo, estarão também a associação Krisálida e o artista plástico Mário Garrido. César Magalhães levantou hoje “a ponta do véu” e contou que o espetáculo terá como fio condutor a viagem de um amolador pelo concelho, em busca de clientes. Em fundo, projetadas, haverá imagens inéditas, da autoria de um artista plástico do concelho, Mário Garrido. Uma por freguesia também.

Apresentação Cancioneiro de Caminha (7)

Apresentação Cancioneiro de Caminha (4)

Apresentação Cancioneiro de Caminha (3)

BRAGA FLORIDA DÁ MAIS COR AO CENTRO HISTÓRICO

´Braga Florida 2016´ alarga número de floreiras e ruas aderentes

Decorreu hoje, dia 7 de Abril, junto ao Arco da Porta Nova, a apresentação da iniciativa ´Braga Florida 2016´, que nesta edição terá um ´novo impulso´ com a oferta de mil floreiras, a somar às 800 já entregues nos dois anos transactos, e um alargamento significativo no número de ruas, de 25 para 40.

CMB07042016SERGIOFREITAS0000001687

O objectivo da actividade passa por dinamizar as ruas do Centro Histórico e obter uma Cidade ´mais alegre, colorida e embelezada´ com a ajuda dos comerciantes e moradores do centro histórico. “Este ano vamos dar uma maior dimensão ao projecto. Esperamos que os aderentes utilizem este período da Primavera para decorar as suas fachadas, varandas e janelas e tratar das suas flores com todo o carinho que merecem para que tenhamos uma Cidade cada vez mais atractiva para os munícipes e visitantes”, afirmou, Altino Bessa, Vereador do Ambiente.

O Vereador sublinhou que as flores dão um ambiente mais agradável às ruas, melhorando a qualidade de vida das pessoas que as frequentam. “A Cidade torna-se bem mais atractiva e dinâmica deste modo, pelo que desafiamos todos os moradores e comerciantes a associarem-se e contribuírem para ´transformar as ruas num jardim´”, referiu.

A iniciativa ´Braga Florida´ é também, graças ao seu modelo de sucesso, um exemplo para outro projecto que pretende juntar várias Autarquias e ter dimensão nacional, denominado ´Florir Portugal´. “Ficamos satisfeitos por ver o projecto replicado para o resto do país”, referiu.

O projecto ‘Braga Florida’ é organizado conjuntamente pela Câmara Municipal de Braga, pela Associação Comercial de Braga e Juntas de Freguesia da Sé, Maximinos e Cividade, S. João do Souto e S. Lázaro, S. Victor e S. Vicente. As inscrições podem ser efectuadas até dia 27 de Maio na respectiva sede de freguesia ou na Câmara Municipal, junto do Pelouro do Ambiente, Energia e Desenvolvimento Rural ou através do email ambiente@cm-braga.pt. A inscrição é gratuita e a distribuição das floreiras terá lugar a 3 de Junho, Dia Mundial do Ambiente.

PARTIDO PAN QUER ALTERAR LEI QUE CRIMINALIZA MAUS TRATOS A ANIMAIS

  • Alterações serão debatidas em Conferência com a participação da Ministra da Justiça no próximo dia 12 de Abril na Assembleia da República
  • Alteração do Estatuto Jurídico do Animal para harmonizar os vários diplomas legais
  • Serão apresentadas outras Iniciativas legislativas do partido no âmbito da causa animal

O PAN – Pessoas-Animais-Natureza promove na próxima terça-feira, dia 12 de Abril, na Assembleia da República uma reflexão integrada sobre a lei que criminaliza os maus tratos a animais, com o objetivo de reunir os pareceres de várias entidades sobre uma lei que, apesar de ter aberto positivas expectativas, tem incongruências e omissões várias que serão analisadas no decurso da conferência.

12809727_1055110434550051_4960124744539301498_n

À Sra. Ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, juntam-se para esta reflexão, várias entidades representantes da sociedade civil, de outros partidos políticos, das autoridades e respetivos reguladores, embaixadas, Gabinete da Presidência da República, ONG’s entre outros.

O Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) referente ao ano de 2015 - o primeiro em que estão registados os crimes contra animais de companhia - refere que as autoridades registaram, no ano passado, 1.330 participações de crimes contra os animais de companhia. Desde que esta lei entrou em vigor em Outubro de 2014, poucas dezenas de casos conduziram à dedução de acusação por crime de maus tratos a animais e são ainda menos os processos que chegaram a julgamento.

Numa legislatura em que os direitos dos animais têm tido cada vez mais expressão e num momento em que se verifica maior abertura para uma alteração do estatuto jurídico dos animais, o objetivo do PAN com a organização deste evento, de entrada livre, é avançar com uma proposta de alteração à lei 69/2014 de 29 de Agosto e criar um quadro jurídico que proporcione maior proteção aos animais. É permitido ao partido avançar com três agendamentos de iniciativas legislativas para debate em plenário, por sessão legislativa, e esta será a primeira iniciativa.

CABECEIRAS DE BASTO COMEMORA DIA MUNDIAL DA ATIVIDADE FÍSICA

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto em parceria com a Basto Vida organizou ontem, dia 6 de abril, uma caminhada dirigida aos utentes seniores dos Espaços de Convívio e Lazer do concelho, celebrando desta forma o Dia Mundial da Atividade Física.

Dia Mundial da Atividade Física em Cabeceiras de

A caminhada, devidamente acompanhada por profissionais da Educação Física e pelos responsáveis dos diferentes Espaços, e em que participaram mais de uma centena de idosos, teve como ponto de partida o Parque do Mosteiro de S. Miguel de Refojos, seguindo depois pelo Parque Urbano de Cabeceiras de Basto até à zona sul desta vila onde se localiza o Parque Geriátrico. A iniciativa terminou com um lanche convívio na zona de Lazer do Centro de Educação Ambiental de Vinha de Mouros.

Houve tempo para que os participantes tomassem contacto com aparelhos de prática desportiva existentes nos dois Parques e para ouvirem dos técnicos algumas dicas para a manutenção e melhoria do estado físico geral e prevenção de doenças associadas ao sedentarismo.

O Presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, a vereadora da Ação Social e Desporto, Dra. Isabel Coutinho, e o Presidente da Junta de Freguesia de Refojos de Basto, Outeiro e Painzela, Leandro Campos, receberam os participantes no Parque do Mosteiro e assistiram à partida desta caminhada.

Dia Munidal Atividade Física em Cabeceiras de Bas

ARCOS DE VALDEVEZ SENSIBILIZA PARA O AUTISMO

Câmara Municipal de Arcos de Valdevez associa-se ao movimento Ligh it Up Blue como forma de sensibilização para a problemática do autismo

Em homenagem ao Dia Mundial da Consciencialização do Autismo, assinalado no dia 2 de Abril,  muitos marcos emblemáticos, hotéis, instalações desportivas, salas de concerto, museus, câmaras municipais, pontes, restaurantes e lojas associaram-se ao movimento Light It Up Blue (iluminar de azul) com o intuito de sensibilizar a população para a problemática do Autismo.

paço_giela_autismo

A Câmara Municipal de Arcos de Valdevez também aceitou o desafio proposto pela Associação Vencer Autismo, associando-se a este movimento através da iluminação do Paço de Giela.

O que se pretende com este movimento mundial é a maior sensibilização e consciencialização da população para esta problemática que afeta cada vez mais as crianças de hoje!

O autismo é um transtorno neurobioló­gico complexo que inibe a capacidade de uma pessoa comunicar e desen­volver relações sociais, e é muitas vezes acompanhado de desafios compor­tamentais. Perturbações do espectro do autismo são diagnosticadas 1 em cada 88 crianças, 1 em 54 rapazes nos Estados Unidos, afetando cinco vezes mais rapazes que as raparigas. Daí o Centro para Controlo e Prevenção de Doenças ter chamado o autismo como uma questão de saúde pública nacional, cuja causa e cura permanecem ainda desconhecidos

A missão da Vencer Autismo e Autism Speaks é mudar o futuro de todos os que lidam com perturbações do espectro do autismo, sensibilizar a opinião pública sobre o autismo e seus efeitos sobre os indivíduos, famílias e sociedade, e para levar a esperança a todos, fornecer informações, recursos e formação contri­buindo para que as pessoas com autismo reduzam ao máximo a sua condição autista e assim possam viver uma vida com liberdade e autonomia.

ANAFS COMEMORA 25º ANIVERSÁRIO

Durante o ano de 2016 a Associação Nacional dos Alistados nas Formações Sanitárias (ANAFS) celebra o seu 25º Aniversário com a realização de pequenas cerimónias em cada dia 7 de todos os meses.

Assim vem sucedendo, estando previstas para o mês de Maio, não um, mas uma série de eventos, todos realizados em VIZELA, sede do nosso último Sócio Colectivo, a REAL ASSOCIAÇÃO HUMANITÁRIA DOS BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS DE VIZELA.

Nos dias 30ABR16 e 01MAI16 organiza-se o Curso de Contenção Táctica em Emergência Pré-hospitalar ministrado pela CITTE SWAT. Nos dias 06 e 07MAI16 realizar-se-á em horário dividido por aqueles dois dias, o 29º CEUSAR, preferencialmente frequentado por elementos do CBV Vizela. Finalmente, a 14MAI16 a partir das 09:00 H  desenvolver-se-á a 6ª JORNADATÉCNICA DE OPERAÇÕES DE SOCORRO. 

Horas

Descrição

Tempo

 

06MAI16

 

18.00

Recepção, apresentação dos monitores e apresentação do curso

15’

18.15

Apresentação dos formandos

15’

18.30

A Busca e Salvamento Urbano

60’

19.30

O desenvolvimento e a organização de uma operação de Busca e Salvamento Urbano

30’

20.00

Construção Civil

30’

20.30

Intervalo (Bag-meal)

30’

21.00

Causas e tipos de colapsos de edifícios e estruturas

30’

21.30

Riscos e segurança em Busca e Salvamento Urbano

30’

22.00

A avaliação estrutural em Busca e Salvamento Urbano

30’

22.30

A sinalização utilizada em Busca e Salvamento Urbano

30’

23.00

A busca e localização de vítimas, incluindo os meios cinotécnicos

60’

24.00

Encerramento da teoria

 

 

07MAI16

 

08.30

Escoramentos

120’

10.30

A remoção de destroços superficiais

120’

12.30

Remoção e escoramentos em espaços confinados

30’

13.00

Avaliação da sessão e encerramento

15’

13.15

Encerramento

-

 

Total de formação

09H55´

 

TERRAS DE BOURO PROPORCIONA ATIVIDADES DE TEMPOS LIVRES

O Centro Municipal de Valências de Terras de Bouro proporcionou atividades de tempos livres - ATL`s, às crianças do concelho nas férias de Páscoa, de 21 de março a 1 de abril.

43

As atividades foram dinamizadas na sede do Centro Municipal de Valências, em Moimenta e no Pólo do Gerês, onde foram desenvolvidas variadíssimas atividades que preencheram em pleno as férias destas crianças, de entre as quais se destacaram: Ateliers de "Artes Plásticas"; Ateliers de "Ciência Divertida"; Ateliers de "Informática"; Ateliers de Pintura; Workshops de Culinária; Aula de natação; Danças e ginástica; Cinema; Hora do conto; Sessões fotográficas; Jogos lúdicos; Artes decorativas; Passeios à Central Hidroelétrica de Caniçada e a Braga Momentos dedicados ao estudo.

57

25

22

19

17

13

3

1

EXPLORAÇÕES VITIVINÍCOLAS LESADAS DO TEMPORAL DE FEVEREIRO VÃO RECEBER AJUDAS DO GOVERNO

O período de submissão das candidaturas ao regime da reestruturação e reconversão das vinhas afetadas decorre entre 16 a 30 de abril, junto dos serviços da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAP-Norte)

Lugar Souto mendo_Pousafoles2.1Fiães

Face aos prejuízos provocados pelas intempéries registadas na região norte do país, inclusive em Melgaço, ocorridas entre 12 e 15 de fevereiro de 2016, o Governo acionou mecanismos de apoio visando minimizar os danos causados nas explorações vitivinícolas. Neste contexto, e no que respeita especificamente às parcelas de vinha danificadas, o governo adotou, com essa finalidade, um conjunto de normas especiais, de caráter mais benéfico, para a campanha de 2016 -2017, aplicáveis às candidaturas aos apoios constantes do regime da reestruturação e reconversão da vinha, previsto na Portaria n.º 357/2013, de 10 de dezembro, alterada pelas Portarias n.os 67/2014, de 12 de março, e 219/2015, de 23 de julho, que têm por objeto parcelas de vinha afetadas pelas referidas intempéries.

Em Melgaço as freguesias atingidas pelas intempéries e que vão receber ajudas do Governos são: Penso, União das freguesias de Vila e Roussas, Alvaredo, Cousso, Cristóval, Fiães, Gave, Paderne, São Paio, União das freguesias de Castro Laboreiro e Lamas de Mouro, União das freguesias de Chaviães e Paços, União das freguesias de Prado e Remoães.

Pretende-se, com este conjunto de normas especiais, que os apoios constantes da Portaria n.º 357/2013, de 10 de dezembro, contribuam para a recuperação do património vitícola danificado e para a reposição das parcelas de vinha destruídas em consequência dos fenómenos climatéricos observados na região Norte. Para tal o Governo estabeleceu um período de candidaturas: entre 16 a 30 de abril, junto dos serviços da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAP-Norte).

OS BENEFICIÁRIOS

De acordo com a Portaria n.º 71/2016 - Diário da República n.º 66/2016, Série I de 2016-04-05 podem beneficiar deste apoio as pessoas singulares ou coletivas que explorem parcelas de vinha situadas nas freguesias da região afetada, registadas no Sistema de Identificação da Vinha e do Vinho (SIVV), relativamente às quais foram declarados prejuízos, até 2 de março de 2016, na Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte (DRAPN), confirmados em relatório de levantamento dos prejuízos das intempéries.

As despesas são elegíveis após a verificação e validação pela DRAP-Norte, dos prejuízos declarados pelos beneficiários que podem iniciar os investimentos mesmo antes da verificação e validação, desde que comuniquem o início dos trabalhos à DRAP-Norte, com uma antecedência mínima de 48 horas.

CANDIDATURAS

É condição indispensável para a submissão de candidaturas que os beneficiários providenciem a atualização do Registo Central Vitícola, o pedido de emissão de autorizações de plantação e a georreferenciação das parcelas; procedam à sua inscrição como beneficiários do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas, I. P. (IFAP, I. P.) para obtenção do Número de Identificação do IFAP, I. P. (NIFAP), ou atualização dos dados, nomeadamente do IBAN e endereço eletrónico; e que procedam à sua inscrição ou atualização dos dados da exploração no Sistema de Identificação Parcelar (iSIP) do IFAP, I. P., para identificação dos novos locais de investimento e comprovação da posse de terra.

FAFE HOMENAGEIA ENFERMEIRAS PÁRAQUEDISTAS

Terra Justa prestou tributo às mulheres que cuidaram dos soldados na guerra do Ultramar

No segundo dia do Terra Justa, evento de causas e valores da humanidade, as enfermeiras paraquedistas que durante a guerra colonial prestaram auxílio aos soldados, no teatro de operações, foram homenageadas pelo seu trabalho, coragem e força.

DCS_2652A

Muitas vezes esquecidas, estas enfermeiras que não se deixaram intimidar pelo soar das sirenes e disparos e partiram para as ex colónias levando na bagagem apenas a certeza que iriam fazer o que mais gostavam – salvar vidas.

Por isso, a autarquia de Fafe decidiu, este ano, no âmbito do Terra Justa prestar-lhes um tributo pela sua coragem. Para o presidente da Câmara municipal, Raúl Cunha, trata-se de um reconhecimento merecido.

“Há nas nossas forças armadas um grupo de 47 mulheres que merecem a nossa atenção e o nosso reconhecimento. Num contexto socioeconómico como era o português por altura da guerra do ultramar, estas mulheres foram vanguardistas e partiram para a guerra para prestar apoio aos nossos soldados. Por isto, merecem ser homenageadas num evento como o Terra Justa”.

DCS_2626A

Ontem à noite, na conferência subordinada ao tema “Memória e tributo – Enfermeiras Paraquedistas Portuguesas”, estiveram presentes, para além de algumas das enfermeiras que estiveram no campo de batalha, vários dos homens que conheceram de perto o trabalho destas mulheres.

Foi o caso do General Luís Araújo que recordou alguns dos momentos em que a ação destas enfermeiras foi fundamental no salvamento de militares e civis e destacou a força e a coragem destas mulheres que partiam para o socorro saltando de um paraquedas.

“As enfermeiras, quando chegavam, eram a mãe daqueles homens. Só quem lá esteve, entende o que estou a dizer. Estas mulheres transmitiam carinho àquela gente que de forma desprevenida ficava magoada”.

A bravura e o empenho das enfermeiras foi também destacado pelo Coronel José Aparício que falou do papel que tiveram no campo de batalha. O militar destacou ainda a audácia das mesmas para a época.

“Estas mulheres foram pioneiras na luta pela emancipação da mulher. De resto, foi nas zonas mais sombrias de África que elas foram fundamentais”.

Perante uma plateia composta por “boinas verdes” e sociedade civil, a emoção na recordação do trabalho de milhares de portugueses numa guerra sangrenta foi visível.

As homenageadas mostram-se gratas pela homenagem e não esconderam a emoção. Rosa Serra, uma das mulheres que partiu para o desconhecido nos anos 60, salientou que a decisão da autarquia fafense foi uma surpresa.

“As enfermeiras paraquedistas estão muitas gratas à Câmara Municipal de Fafe por este evento e por esta homenagem. Este convite espelha a posição das jovens mulheres que foram para a guerra trabalhar nos conflitos entre os homens”.

O programa do Terra Justa prossegue, esta quinta-feira, de manhã, com mais uma “Conversa de Café”, subordinada ao tema “Refugiados e Deslocados – medos e mitos”, com o Frei Mussie Zerai, presidente da Agenzia Habeshia, e Tareke Brhane, presidente do Comitato Tre Ottobre.

De tarde, pelas 15H00, será colocado no mural das causas, a mensagem da Agenzia Habeshia, pelo Frei Mussie Zerai, seguida, às 18H00, de mais uma “Conversa de Café”, com o tema “As novas fronteiras de um novo mundo”.

O dia termina, pelas pelas 21H30, no Teatro Cinema com conferência de homenagem à “Agenzia Habeshia – História e Missão”.

DCS_2613A

AMARES PROMOVE CAMINHADA PELA VIA ROMANA

O Gabinete de Associativismo, Desporto e Juventude (GADJ) do Município de Amares informa todos os caminhantes interessados na Caminhada de Caldelas, do programa “Amares a Caminhar”, inserida no Ultra Trail da Geira, organizada pela Associação Trotamontes e Ponto.com, que a plataforma na internet para efectuar as inscrições encerrou.

Neste momento podem ainda inscrever-se para a caminhada de 2 formas:

Até sexta feira as 17h no Município de Amares, presencialmente no GADJ, efetuando o pagamento de 6 euros. No Sábado, em Caldelas na loja de artesanato do Ultra Trail da Geira,das 15h30 até as 19h00, mediante o pagamento de 6 euros.

Para qualquer informação contactar o GADJ do Municipio de Amares pelos nº telefone:

253 99 37 61

253 99 34 50

253 99 13 30

253 99 12 06

UM REFUGIADO PODE SER UM ROSTO DETRÁS DESTA CORTINA

Festival Terra Justa sensibiliza para o acolhimento dos refugiados e homenageia Enfermeiras Paraquedistas Portuguesas

Uma promessa: detrás desta cortina, podemos ver o rosto de um refugiado. Levanta-se o pano e um espelho mostra a própria face. Um refugiado pode ser qualquer um de nós, é a mensagem que as iniciativas de rua do Terra Justa – Encontro Internacional de Causas e Valores da Humanidade, pretendem passar no centro de Fafe, desde terça-feira.

DCS_2295A

As frases no túnel que fecha o Caminho das Causas pretendem colocar cada visitante na pele do outro: “E se de repente a sua casa ficasse destruída? E se de repente tudo o que conhece desaparecesse?” Nem de propósito, a iniciativa coincide com o projecto nacional de colocar os alunos das escolas portuguesas a pensar o que levariam numa mochila, se tivessem de fugir de repente.

“E se de repente tivesse de fugir para se salvar e os seus familiares?”, pergunta outro cartaz do túnel. “Nunca ninguém nem falou em querer sair” do seu país, responde Eugénio Fonseca, presidente da Cáritas Portuguesa, que participou esta quarta-feira, dia 6 de Abril, numa das conversas de café programadas.

Eugénio Fonseca esteve recentemente em campos de refugiados no Líbano. Neste país, em cada três pessoas, uma é refugiada (e em cada quatro, uma é refugiado sírio). “O que os refugiados queriam era regressar à Síria”, afirma o presidente da Cáritas. “Os que estão a vir [para a Europa] não são os mais pobres. Os que estão a vir são os que ainda conseguem pagar a redes de criminosos que os colocam no mar, à procura de um país que os acolha.”

Eugénio Fonseca participava no debate com o título “Eu tu e eles, que mundo é este?” A resposta à pergunta é curta: “O modelo civilizacional que temos está dominado pelo ninho das vespas dos offshores; a riqueza existe, mas tem estado escondida”, diagnostica Eugénio Fonseca.

O presidente da Cáritas quer que se desfaçam medos. Nas paredes exteriores do túnel, lêem-se mensagens que tentam desfazer preconceitos e ignorâncias: “Porque é que os países muçulmanos não recebem refugiados?” Não, não é verdade: Turquia, Líbano, Jordânia, Egipto e outros países de maioria muçulmana recebem muitos refugiados. “Os refugiados não são pobres, até têm smartphones.” Pudera, esse é um instrumento “vital” de sobrevivência e contacto para quem foge de uma guerra.

O presidente da Cáritas contesta outro preconceito: “Esta não é uma questão religiosa. Há outros interesses e muitos posicionam-se na defesa destas pessoas, mas continuam a alimentar a guerra na Síria”, por exemplo. E acrescenta: “Quando grita mais alto a sobrevivência e o perigo de perder a vida, não há fronteiras que resistam.”

Referindo a importância da anunciada viagem do Papa Francisco à ilha de Lesbos, na próxima semana, Eugénio Fonseca contesta ainda a actual política europeia sobre o tema: “A Europa não tem sido capaz de lidar com o problema, porque perdeu identidade. Os refugiados que procuram a Europa vêm também à procura de um modelo político diferente do modelo ditatorial” do qual fogem.

Um salto em paraquedas

O festival Terra Justa decorre até sábado. Esta quinta-feira, serão homenageados dois eritreus: o padre Mussie Zerai, conhecido como o “112 do Mediterrâneo”, por ajudar a salvar muitos refugiados em risco; e Tareke Brhane, do Comité 3 de Outubro. Na sexta, será António Guterres, ex-alto comissário da ONU para os refugiados.

A tarde do segundo dia do Terra Justa iniciou-se com o “salto pela memória”, de cinco paraquedistas da equipa “Facões Negros” para a praça Mártires do Fascismo. Foi a forma de iniciar a homenagem ao corpo de Enfermeiras Paraquedistas Portuguesas (EPP), que existiu durante a guerra colonial, para fazer evacuações de feridos.

As EPP foram um “enorme exemplo de solidariedade e companheirismo”, disse o tenente-coronel José Aparício, na conversa que decorreu na pastelaria Shake, no centro de Fafe. “Naquele tempo, ser mulher, enfermeira e paraquedista era um passo impensável. E elas apareciam sempre que havia um ferido grave.”

As 46 mulheres – que mal acabavam uma missão começavam outra – “viram e ouviram coisas que ainda hoje não contam”.

Rosa Serra confirma: esteve mais de três anos em teatros de guerra, entre a Guiné, Angola e Moçambique, depois de integrar as EPP desde 1967. Em Janeiro de 1970, na Guiné, numa região conhecida como “corredor da morte”. Um batalhão atingido por um ataque ficou com vários feridos e o helicóptero de evacuação já não tinha lugar. O comandante pediu-lhe por tudo para levar um terceiro ferido, meio inconsciente. “Recordo o olhar de súplica do comandante, porque eles também sofriam por ver os outros sofrer...”

O comandante sentou o ferido ao lado do condutor e Rosa teve de viajar a segurá-lo de lado, para ele não cair para cima do piloto. “Tento não me lembrar... Essas memórias não são como fantasmas, mas são muito dolorosas...”

António Marujo

Jornalista do religionline.blosgpot.com; texto escrito segundo a anterior norma ortográfica

CONTAS DE 2015 DO MUNICÍPIO DE CAMINHA MOSTRAM CONTENÇÃO FORTE NAS DESPESAS CORRENTES E APOSTA NO INVESTIMENTO

Compromissos e endividamento do passado continuam a condicionar o exercício

O Executivo aprovou ontem, por maioria, o documento de prestação de contas do exercício de 2015. De realçar a elevada taxa de execução da despesa, 87%, a maior da última década, fortemente influenciada pelas despesas de investimento e pelo controlo das despesas correntes, que voltam a baixar este ano nas principais componentes. O documento, que será agora submetido à Assembleia Municipal, reflete uma gestão difícil e rigorosa, motivada pelo desequilíbrio financeiro em que o Município ainda se encontra, motivado pelo profundo endividamento praticado pela gestão anterior.

reunião 6 abril

Durante o ano de 2015, a despesa com pessoal, com aquisição de bens e serviços, publicidade, combustíveis, estudos, pareceres, comunicação e trabalhos especializados desceu. "Estamos a conseguir conter a despesa total", explicou Miguel Alves, realçando que essa despesa total em 2015 foi de 17.2 milhões de euros, muito próxima do montante de despesa total de 2014, mas 3.2 milhões de euros inferior a 2013, ou seja, menos 16% do que foi gasto no Município de Caminha no último ano eleitoral.

No entanto, ainda mais relevante é a forma como essa despesa total se acomoda no orçamento, uma vez que os números mostram uma forte contenção ao nível da despesa corrente, compensada pela despesa de investimento. Conforme mostrou o presidente, a despesa corrente baixou 1.9 milhões e o investimento subiu 2.3 milhões face a 2014. Situação que reforça a importância, como referimos, dos 87% atingidos, ou seja, a maior taxa de execução de despesa da última década.

Este exercício foi ainda fortemente influenciado pelos compromissos a que a Câmara se encontra obrigada. No ano de 2014, por exemplo, foram pagos € 1.013.700 de empréstimos bancários anteriormente contraídos, tendo ainda sido liquidados os montantes relativos a empréstimos de curto prazo, os únicos que dizem respeito ao atual Executivo, e que foram utilizados exclusivamente para pagar sentenças transitadas em julgado e custos derivados de processos perdidos em tribunal.

"As contas refletem a verdade que não nos temos cansado de publicitar: a Câmara tem uma situação financeira muito difícil. Os números maquilhados do passado escondiam um monstro de despesa descontrolado e caiu sobre o atual executivo a ingrata missão de resolver a pesada herança do Município, por conta dos empréstimos bancários contraídos ao longo dos últimos anos, das dividas de água não pagas, da PPP das piscinas de Vila Praia de Âncora e dos contratos milionários que eram feitos", sublinhou Miguel Alves.

Face às contingências elencadas, "o resultado liquido de exercício é ainda negativo, mas é já mais favorável do que aquele que tínhamos no ano passado, com uma melhoria relativamente a 2014", explicou também o presidente.

Pelo lado da receita, de referir que a Câmara registou em 2015 uma receita superior à do ano anterior, mas apenas por uma razão: "os fundos comunitários que conseguimos atrair para Caminha", disse o autarca.

No restante, embora a receita no IMI subisse ligeiramente, o Imposto Único Automóvel e o IMT (sobre as transmissões onerosas de imóveis) diminuiu, anulando praticamente o impacto positivo.

"Não há milagres" - disse Miguel Alves: "o que há agora são contas certas e faturas registadas. Temos uma dívida de curto prazo elevada (cerca de 6 milhões de euros), a dívida total da Câmara também aumentou, mas, apesar de tudo, o Prazo Médio de Pagamento a fornecedores (112 dias) manteve a linha do ano passado num valor claramente inferior aos que de 2010, 2011 e parte de 2012 - até chegar aos cofres da Câmara a receita extraordinária do PAEL, que também estamos agora a pagar".

O documento foi apresentado no inicio da reunião pelo vereador da área financeira, Rui Teixeira, que sublinhou o rigor na execução orçamental e patrimonial, deixando também claro que o investimento realizado pelo Município em 2015, superior a cinco milhões de euros, foi feito sem recurso a acordos, empréstimos ou mesmo parcerias público privadas.

Sobre este ponto, Miguel Alves concluiu ainda: "nunca se investiu tanto em obras, tendo como referência por exemplo os últimos cinco anos, como fizemos em 2015".

FEIRA INTERNACIONAL DE LISBOA REALIZA FESTIVAL DA VIDA SAUDÁVEL

Entre os dias 8 e 10 de Abril na FIL, Parque das Nações, “Happy Life - Festival de Vida Saudável” - O Festival da vida saudável chega a Lisboa.

Sustentabilidade humana e do planeta é a palavra de ordem do Happy Life Festival, que reúne expositores para um evento na área da alimentação saudável e biológica, nutrição, naturopatia, desporto, saúde e bem-estar, terapias e massagens, cosmética natural, bio construção, ecologia, desenvolvimento pessoal, coaching e motivação. Organizado pela FIL, Fundação AIP, em parceria com a Ecological Sapiens, este é um novo projeto assente em estilos de vida sadios para uma comunidade ativa e com uma boa atitude nas várias áreas que envolvem todo o ser-humano. O Happy Life abre ao público no dia 8 de Abril e decorre até dia 10, na FIL, Parque das Nações.

Banner_FIL CP-04

Palestras, workshops, espetáculos, programação para crianças, aulas, massagens, rastreios de saúde, observação de estrelas e planetas, showcooking e oficinas de reciclagem completam o festival. Vão ser 10 espaços diferentes repletos de atividades para o público de várias gerações.

A conferência de abertura será assegurada pelo ISCSP – Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas –  através do curso de Psicologia Positiva da Professora Helena Marujo e a conferência de fecho do Festival será assegurada pela Universidade Lusófona através do curso “Ciência das Religiões” do Professor Paulo Mendes Pinto.

O Festival de Cinema Ambiental de Seia, o "CineEco" juntou-se este evento, empenhado em despertar consciências e o grupo de Astronomia "Nuclio", também parceiro do Happy Life Festival, mostra a todos os visitantes a imensidão do universo através de telescópios e, regressando à Terra, ter mais consciência para respeitar a sua biodiversidade.

Os apresentadores de TV José Carlos Malato, Fernanda Freitas, Gustavo Santos e Ana Galvão, a atriz Anabela Teixeira, o nutricionista Alexandre Fernandes, o naturopata Dr. João Bravo e a motivadora Andresa Salgueiro são alguns dos embaixadores Happy Life.

O Happy Life Festival será o maior do género em Portugal, com cerca de 150 expositores, contando já com representações de Holanda, Espanha e França.

Mais Informações: http://happylifelisboa.fil.pt/ e https://www.facebook.com/Happy-Life-Lisboa-663636183764360/

Banner_FIL CP-05