Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ESTUDANTES BRACARENSES DEBATEM ARQUITETURA PAISAGISTA

WORKSHOP NO LABORATÓRIO DA PAISAGEM

Alunos de Arquitetura Paisagista debatem em Guimarães paisagem, conectividade e bem-estar

Laboratório da Paisagem acolhe encontro promovido pela Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Veiga de Creixomil é um dos temas do evento, que continua esta terça-feira.

Mais de meia centena de alunos, portugueses e alemães, das Universidades do Minho e de Trás-os-Montes e Alto Douro participaram esta segunda-feira, 07 de março, no primeiro dia do XI Workshop 2016 Arquitetura Paisagista da UTAD - Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro com o tema “Paisagem, Conectividade e Bem-estar: O corredor verde da Veiga de Creixomil em Guimarães”. 

Este ano o evento foi organizado em conjunto com o Município de Guimarães e com o Laboratório da Paisagem, onde decorreu o seminário, cuja abertura esteve a cargo do Presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, do Reitor da Universidade do Minho, António Cunha e da Pró-Reitora da UTAD, Ana Paula Galvão. 

Na ocasião, Domingos Bragança enalteceu a importância de que o conhecimento adquirido possa ser utilizado no desenvolvimento de projetos que surjam numa resposta aos desafios e desígnios da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia.

Ao longo do dia e nos vários painéis, diversos especialistas nacionais e internacionais, entre os quais, Jon Burley da Universidade do Michigan, dos Estados Unidos da América e Karl Ludwig da Universidade de Nurtingen, da Alemanha, debateram o modo de ordenar e prospetar alterações em paisagem, cujo foco de orientação foi a qualidade de vida e o bem-estar das comunidades humanas e não humanas.

Visitas programadas para esta terça-feira

Sob análise especial esteve a Veiga de Creixomil em Guimarães, entendida enquanto um importante e histórico sistema conector de atividades humanas em espaço regrado de biodiversidade faunística e florística. Do debate resultaram estratégias, casos de estudo e conhecimento que ajudarão a orientar o público interessado na temática e, em particular, profissionais aspirantes a desenvolverem trabalhos nos estudos da paisagem.

O Laboratório da Paisagem teve ainda oportunidade de apresentar a sua missão norteadora, o caminho que faz em conjunto com a Candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia, bem como os projetos científicos que se propõe a desenvolver durante este ano. Esta terça-feira, no segundo dia do workshop, os participantes vão realizar um percurso pela Veiga de Creixomil e conhecer o Centro Histórico de Guimarães.

BRAGA LEVA S. JOÃO À FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO

São João viajou até Lisboa para dar a conhecer uma das maiores festas tradicionais do Minho, precisamente o São João de Braga!

As festas são-joaninas no concelho de Braga têm origem nos cultos solsticiais mantidos pelas gentes do Minho a um tempo em que ainda não haviam sido cristianizadas e, por conseguinte, mantinham apegadas a ancestrais ritos pagãos ou seja, a religião do meio rural associada à natureza e comungando com ela os seus mistérios. E, porque as gentes minhotas sempre foram apegadas às tradições, estas conservam-se para além da sua conversão religiosa.

Destinada a “Potenciar novos contactos e promover os melhores negócios é uma das premissas da organização”, a Feira Internacional de Turismo de Lisboa constitui um espaço privilegiado de “negócio e networking de todos os profissionais do Turismo e também um palco aberto ao debate e discussão do sector” e, simultaneamente, um local de “de animação e promoção turística para o público”.

Fotos: Manuel Santos

FAFE BENEFICIA REDE DE ÁGUAS PLUVIAIS

Rede de drenagem de águas pluviais beneficiada em três freguesias do concelho. Intervenção responde à crescente construção e pavimentação dos solos

A Câmara Municipal de Fafe vai proceder a obras de beneficiação e extensão da Rede de Drenagem de águas pluviais em três locais distintos.

A intervenção terá lugar na Rua do Sanguinhal, em Pardelhas, na Travessa dos Ferreiros, em Arões S. Romão, e naRibeira de Arões St.ª Cristina.

O investimento previsto ronda os 52.000,00 €.

No decurso da crescente construção (de habitações e outras instalações) nestes locais, tal como acontece no resto do concelho, é cada vez mais necessário proceder a este tipo de beneficiações.

Com a pavimentação dos solos, existe uma clara dificuldade na drenagem da chuva, que deve ser encaminhada com eficácia para o seu curso natural.

Esta preocupação implica não só a construção de novos pontos de drenagem na rede atual do concelho e freguesias, mas também a beneficiação constante da rede existente e sua extensão.

Vítor Moreira, Vereador das Obras Municipais, declara que o Município está atento a estas situações, efetuando melhorias sempre que for necessário.

“Estamos empenhados na constante beneficiação da Rede de Drenagem de águas pluviais do concelho, procurando responder da melhor forma aos desafios que vão surgindo no planeamento urbanístico da cidade e das freguesias.

É um trabalho de permanente monitorização das redes existentes e de atenção sobre novos problemas que vão surgindo, por forma a minimizarmos dificuldades futuras e prejuízos que poderão ocorrer na via pública.

Pretendemos assim evitar águas a correr na via pública, de forma desregrada e prejudicando a circulação automóvel e pedonal.”

FAMALICÃO LANÇA “A MINHA BIBLIOTECA”

Aplicação móvel foi apresentada esta segunda-feira, no arranque da 7ª Semana da Leitura

Um leitor da Biblioteca Municipal de Famalicão que queira pesquisar o seu catálogo bibliográfico, renovar o empréstimo de um livro ou colocar-se em lista de espera para a requisição de uma determinada obra, já poderá fazê-lo com o simples recurso a um smartphone ou tablet, através da aplicação “A Minha Biblioteca”.

Abertura da 7.ª Semana da Leitura de Famalicão

A novidade foi avançada esta segunda-feira, 7 de março, pelo presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, durante a sessão de abertura da 7.ª Semana da Leitura, que decorre até 12 de março, no concelho famalicense.

Disponível gratuitamente, em Android e Windows Phone, para todos os leitores da Rede de Bibliotecas de Famalicão, onde se incluem a Biblioteca Municipal e os seus pólos e as bibliotecas escolares, esta aplicação assume-se como mais uma ferramenta de aproximação às bibliotecas do concelho, permitindo que os seus leitores acedam de forma rápida, fácil e cómoda a vários serviços.“É mais um passo no trabalho permanente que temos tido para criar condições para que a biblioteca possa interagir com toda a comunidade”, explicou Paulo Cunha.

Com esta aplicação, referiu o edil, “qualquer leitor pode ter acesso à biblioteca”. E acrescenta:“queremos chegar a cada vez mais pessoas, porque sabemos que é assim que cumprimos a nossa missão de fazer da biblioteca um espaço de leitura”.  

Para interagir com a aplicação o utilizador tem de estar já registado como leitor na biblioteca e terá de usar o seu código e password de leitor para configurar a aplicação no seu telemóvel ou tablet.

Promovida pelo Município de Famalicão, através da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, e a Rede Concelhia das Bibliotecas Escolares, refira-se ainda que a 7.ª Semana da Leitura de Famalicão centra-se, este ano, no tema “Elos de Leitura” e tem como “madrinha” a escritora e jornalista Ana Margarida Carvalho, que esta segunda-feira fez também questão de marcar presença no arranque do evento. “As crianças não vão sair daqui a correr para ler um livro, mas este tipo de iniciativas despertam sempre a sua curiosidade. Espero que este encontro sirva para se ver que um livro é uma coisa banal, uma coisa para ser mexida, folheada e não um objeto sagrado”, disse a autora.

Para além da atividade “Famalicão a Ler”, que esta quinta-feira, dia 10, vai parar o concelho, durante 15 minutos, para a leitura de um excerto de um livro, jornal ou revista, do programa da 7.ª Semana da Leitura de Famalicão destaca-se ainda os Encontros com escritores – que serão quase uma dezena –, as oficinas para miúdos e graúdos, as leituras criativas e as letrinhas para bebés, entre muitas outras iniciativas.

BRAGA APRESENTA CAPITAL DA CULTURA DO EIXO ATLÃNTICO 2016

Matosinhos e Vila Real querem reforçar identidade da euro-região através da cultura

O Salão Nobre da Câmara Municipal de Braga foi hoje, dia 7 de Março, palco da cerimónia de apresentação da Capital da Cultura do Eixo Atlântico 2016. O título de Capital da Cultura do Eixo Atlântico 2016, que terá por tema ‘Do Douro ao Atlântico’, será partilhado pelas cidades de Matosinhos e Vila Real.

CMB07032016SERGIOFREITAS000000922

A Capital da Cultura do Eixo Atlântico decorre a cada dois anos, tendo sido criada em 2007 com o objectivo de potenciar as expressões culturais das cidades do Norte de Portugal e da Galiza, consolidar os valores comuns e promover os artistas portugueses e galegos das mais diversas áreas. Esta é a primeira vez que duas cidades partilham o título. Vila Nova de Gaia foi Capital da Cultura do Eixo Atlântico em 2009, Viana do Castelo em 2011 e Ourense em 2014. 

Segundo Ricardo Rio, presidente do Eixo Atlântico, a Capital da Cultura é uma forma de estreitar os laços entre as populações dos dois lados da fronteira, reforçando a identidade comum e as tradições da euro-região e potenciado o talento que a mesma contém.

CMB07032016SERGIOFREITAS000000919

“Este ano vem enriquecer ainda mais a iniciativa com um duplo polo de acolhimento da Capital. Matosinhos e Vila Real vão potenciar os recursos existentes e avançar com projectos de novas valências culturais, corporizando a riqueza que toda a euro-região tem e que queremos que continue a servir como forma de dinamização económica, atractividade turística e reforço da identidade”, garantiu.

Para o Autarca, estão reunidas as condições para que esta Capital seja um sucesso. “É de realçar o espírito de partilha e de complementaridade que existe entre as duas Cidades. Convido todos os habitantes da euro-região a desfrutarem da Capital e do esforço de dinamização cultural que será efectuado. Acreditamos que a cultura é uma forma uma forma extraordinária de unir o território e as populações, motivo pelo qual o eixo Atlântico tem feito uma aposta consistente nesta área ao longo dos anos”, referiu Ricardo Rio.

De acordo com Guilherme Pinto, presidente da Câmara Municipal de Matosinhos, a Capital é uma oportunidade para efectuar uma transformação no casco urbano da Cidade, com introdução no território de mais-valias de caracter cultural para marcar o momento. “Iremos construir novas praças para que os cidadãos tenham espaços onde se possam reunir e para que Matosinhos se possa transformar e ter elementos de cidadania", disse, adiantando ainda que serão igualmente inaugurados equipamentos culturais que irão perdurar no tempo muito para além da Capital.

Já Rui Santos, presidente da Câmara Municipal de Vila Real, sublinhou que a Capital da Cultura vai apresentar ciclos temáticos nas diferentes áreas artísticas, sendo que todos têm a particularidade de apresentar artistas portugueses e galegos. Para além destes ciclos, Vila Real aposta também no teatro, com especial destaque para as companhias galegas e para temas que cruzam os dois territórios, cinema e fotografia, assim como na dinâmica entre as várias associações e agentes culturais do território.

“Durante seis meses as ruas de Vila Real, as instituições, os palcos mais prováveis e também os mais improváveis, vão ser um espaço onde artistas consagrados e artistas emergentes de diferentes áreas, incluindo protagonistas locais, vão cruzar os dias e desafiar os vila-realenses e todos os visitantes a fazer um brinde à cultura”, disse.

As cerimónias de inauguração decorrem dia 5 de Maio, em Vila Real, e dia 6 de Maio, em Matosinhos. O encerramento está previso para o mês de Outubro.

CMB07032016SERGIOFREITAS000000923

PONTE DA BARCA REABILITA CENTRO HISTÓRICO

Câmara Municipal de Ponte da Barca dá incentivos fiscais para reabilitação urbana do Centro Histórico da Vila.

O executivo municipal aprovou, na última reunião de câmara, a proposta de constituição de uma comissão de vistoria de determinação do estado de conservação de prédios urbanos do Centro Histórico da Vila, de modo a que os mesmos possam ser avaliados e sejam abrangidos por quadros de benefícios fiscais.

Neste plano inclui-se a isenção de imposto municipal sobre imóveis (IMI) por um período de cinco anos, a contar do ano, inclusive, da conclusão da mesma reabilitação, podendo ser renovada por um período adicional de cinco anos; a isenção de imposto municipal de transações (IMT) nas aquisições de prédios urbanos ou de frações autónomas de prédios urbanos destinados exclusivamente a habitação própria e permanente, na primeira transmissão onerosa do prédio reabilitado, quando localizado na área de reabilitação urbana; benefícios e incentivos previstos no Código do Imposto de Valor Acrescentado (CIVA), e a isenção da aplicação de taxas municipais previstas no Regulamento de Taxas municipais e Outras Receitas de Urbanização e Edificação. Com estas medidas a Câmara Municipal pretende dar um maior estímulo à reabilitação para quem decida apostar na requalificação da zona histórica de Ponte da Barca.

Outras Deliberações:

Liberação de Caução da Empreitada 'Construção de Bancada e Balneários do Campo de Futebol de Ponte da Barca-Trabalhos Complementares à Fase 1';

Revogação da decisão tomada em reunião de câmara de 18 de janeiro referente à revisão de preços da empreitada 'Construção de infraestruturas de apoio ao Estádio Municipal para substituição de estruturas provisórias instaladas', e aprovação da revisão de preços agora retificada;

Ratificação do despacho do presidente da Câmara, em que aprova a abertura de procedimento sob a forma de ajuste direto para a correção das anomalias estruturais detetadas no Bloco H do Centro Escolar de Ponte da Barca;

Ratificação do despacho do presidente da Câmara, em que aprova a adjudicação da empreitada 'Reforço estrutural das lajes do Bloco H do Centro escolar da Vila' à empresa 'Costeira – Empreiteiros,S.A'.;

Aprovação dos pedidos de dispensa do cumprimento da dotação de estacionamento em operação urbanística com localização da edificação na Rua Diogo Bernardes nº7, fração A e B, da União de Freguesias de Ponte da Barca, V.N. Muia, P.V. Magalhães;

Aprovação de um acordo de mobilidade interna;

Aprovação do pagamento de diversas quotas;

Aprovação, no âmbito da CIM Alto Minho, da minuta do Contrato de Comodato do Edifício sito na Avenida Miguel Dantas, em Valença;

Aprovação da ata comissão aprovada por deliberação da CM de 01-02-2016, referente aos valores do art.º 51º do Regulamento Municipal de Taxas e outras Receitas de Urbanização e Edificação;

Aprovação da celebração do contrato para o biénio 2016-2017, para a prestação de serviços de assistência técnica no controlo da qualidade da água de abastecimento para consumo humano com a empresa Suma – Serviços Urbanos e Meio Ambiente, S.A;

Aprovação da proposta de constituição do Conselho Municipal de Turismo de Ponte da Barca;

Aprovação da celebração de protocolo de colaboração com vista à limpeza de trilhos pedestres com o Conselho Diretivo dos Baldios da Freguesia de Entre Ambos-os-Rios; Conselho Diretivo dos Baldios da Freguesia de Lindoso, e Conselho Directivo dos Baldios da Freguesia de Britelo;

Aprovação da minuta de contrato de de empréstimo de médio longo prazo a remeter ao Tribunal de Contas.

Ainda durante a reunião o presidente da Câmara, Vassalo Abreu, deu conhecimento da agenda dos últimos quinze dias, referindo a presença no 42.º aniversário da Universidade do Minho; nos 50 anos da Associação Desportiva de Ponte da Barca, à qual apresentou um voto de louvor, e nos 29 anos da Rádio Barca, destacando a dedicação e o trabalho que têm vindo a desenvolver.

Deu igualmente conhecimento das muitas reuniões em que o município esteve representado, designadamente com a Secretária de Estado do Ambiente, no âmbito da CIM Alto Minho; com a Agência Portuguesa do Ambiente; na Associação dos Municípios Portugueses do Vinho, e na CCDRN. Informou que o Primeiro Ministro, António Costa, juntamente com vários Ministros e Secretários de Estado estiveram em Ponte da Barca na passada sexta-feira, visita que foi aproveitada para dar o arranque ao fim de semana gastronómico dedicado à lampreia. Deu ainda conta que vai estar presente, na próxima quarta-feira, na Tomada de Posse do Senhor Presidente da República, e na quinta-feira, vai reunir com o Ministro da Economia.

PÓVOA DE LANHOSO PROMOVE CIDADANIA ATIVA

Social Angels prepara futuro da comunidade empreendedora

Nascida há cerca de um ano, a Comunidade Empreendedora Social Angels termina no final do mês de março a sua primeira fase de ação, enquadrada no co-financiamento do Programa Cidadania Ativa, pelo que já prepara o futuro pós-projeto com base numa ação colaborativa entre todos os elementos que a integram, desde empresários, empreendedores até às diferentes organizações com competências de ação no domínio do empreendedorismo.

Social angels 1

A uma dimensão de ação marcada pelo networking, querem acrescentar outras formas de trabalho em conjunto, em comunidade, que traga benefícios para os próprios, para quem quer iniciar um novo negócio e para o território. É neste âmbito que está a decorrer o processo de “Capacitação para a Estratégia e Ação Colaborativa” da Comunidade Empreendedora, com o apoio do Consultor Paulo Alves, da SmartValue, com reconhecida experiência neste domínio de ação.

Daqui  resultará, a curdo prazo, a estratégia e o quadro de ação futuro desta comunidade, plasmado num Plano Estratégico e Operacional até 2020.

Recorde-se que o Projeto Social Angels é promovido pela Sol do Ave em parceria com o Município da Póvoa de Lanhoso e enquadra-se no Programa Cidadania Ativa, domínio de atuação  D – Apoio à empregabilidade e inclusão dos jovens, da Fundação Calouste Gulbenkian, entidade gestora do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu (EEA Grants).

Social angels 2

PÓVOA DE LANHOSO APRESENTA "CRÓNICAS, MEMÓRIAS & OUTRAS HISTÓRIAS"

“Crónicas, Memórias & Outras Histórias” em exposição no Theatro Club

“Crónicas, Memórias & Outras Histórias” é como se designa a exposição que chega à Galeria do Theatro Club da Póvoa de Lanhoso no próximo dia 12 de março, no âmbito do programa das Festas de S. José.

Esta mostra, que conta com distintos contributos individuais e coletivos, pode ser visitada até ao próximo dia 20 de março, sendo que nela podem ser encontrados objetos como relógios, instrumentos musicais, canetas, cartas e o rascunho de um poema de amor, joias, fotografias, livros e jornais, de entre muitos outros.

Nas palavras do comissário desta exposição - dividida em 12 momentos distintos intitulados “A Arte de…”-, o historiador e investigador Povoense José Abílio Coelho, esta mostra tem duas vertentes diferentes.

Por um lado, “pretende mostrar às pessoas que a visitarem, àqueles que são naturais da Póvoa de Lanhoso e aos que cá vierem assistir às Festas, aquilo que são as nossas joias mais raras, mais difíceis de encontrar, porque resolvemos mostrar pequenas peças que são joias raras da nossa gente, relógios que vieram do Brasil, canetas…”, explica o investigador, salientando que “vai-se perdendo ao longo dos tempos muito daquilo que foi a vida privada e hoje a história da vida privada está muito valorizada por grandes historiadores mundiais e nós temos vindo a perder um pouco essas tradições”.

Por outro lado, destaca José Abílio Coelho, a Câmara Municipal inaugurou o Centro Interpretativo Maria da Fonte, um Centro que pretende constituir-se como um centro de investigação e de divulgação da história da Póvoa de Lanhoso focada na história da Maria da Fonte”, pelo que, pretende-se igualmente “apelar às pessoas que, muitas vezes, têm em casa pequenas coisas a que não dão valor, mas que para nós, investigadores e historiadores, são de extrema importância para arquivarmos e para ficarmos a conhecer ainda mais profundamente a história da nossa terra, em particular dos sécs. XIX e XX”, transmitindo-lhes que já existe um espaço para acomodar e mostras essas peças, que vão constituir novas “Crónicas, Memórias & Outras Histórias”.

É, sem dúvida, uma exposição a não perder aquela que foi escolhida para apresentar no decorrer das mais importantes Festas da Póvoa de Lanhoso, as Festas Concelhias em Honra de S. José.

“Crónicas, Memórias & Outras Histórias” pode ser apreciada de terça a sexta-feira, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30 e aos sábados e domingos das 15h00 às 18h00.

ARCOS DE VALDEVEZ HOMENAGEIA MÉRITO DESPORTIVO

Desporto arcuense em grande na Gala “O Minhoto”. Honra ao mérito desportivo

O desporto arcuense esteve em grande na XIX edição ‘O Minhoto – Troféus desportivos’ , tendo o Clube de Râguebi dos Arcos de Valdevez (CRAV) conseguido arrecadar o Grande Prémio de Júri Coletivo, e nos galardões coletivos, a Escola Básica 2/3 de Arcos de Valdevez vencido na categoria de Clube de Desporto Escolar. Estes troféus são o reconhecimento do empenho e dedicação das associações e escolas na promoção da formação desportiva e intelectual dos jovens.

Escola basica dos Arcos (desporto escolar)

O Vereador do Desporto da Câmara Municipal de Arcos de Valdevez fez questão de marcar presença no “Minhoto – Troféus desportivos’. Uma iniciativa que destaca o melhor do desporto minhoto e promove o reconhecimento do mérito desportivo.

Foto Grupo

A Gala decorreu no Pavilhão Multiusos e acolheu centenas de convidados, entre os quais, os Municípios da região Minho, a Confederação do Desporto de Portugal, o Turismo do Porto e Norte de Portugal, o Instituto Português do Desporto e Juventude, várias federações e associações de clubes e restantes envolvidos no fenómeno desportivo da região.

Os galardões entregues dizem respeito aos atletas e às instituições que melhor desempenho desportivo obtiveram no ano de 2015.

CRAV (GPJ Coletivo)

FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO EM LISBOA FOI PALCO PROMOCIONAL DA EUROCIDADE VALENÇA-TUI

Valença e a Eurocidade marcaram presença nas principais feiras ibéricas de turismo este ano. Promoção na B.T.L. - Bolsa de Turismo de Lisboa completou ciclo de divulgação turística para o mercado Ibérico em 2016.

eurocidadebtl

A Eurocidade Valença Tui apresentou a oferta turística das duas cidades na B.T.L., entre 2 e 6 de março. Uma aposta na atração de novos turistas junto dos grandes operadores nacionais e internacionais.

A B.T.L. foi o palco para estrear o novo stand institucional da Eurocidade onde a Fortaleza de Valença, a Catedral de Tui e o rio Minho são as imagens mais marcantes.

Material promocional da Eurocidade, nomeadamente da Fortaleza de Valença, da Ecopista do Rio Minho, dos Caminhos de Santiago, da Catedral de Tui, a oferta gastronómica e desportiva foi distribuido na B.T.L. junto dos vários operadores turísticos presentes neste certame.

A ação promocional da Eurocidade na B.T.L. completou um ciclo de promoção da oferta turística nas principais feiras ibéricas do setor. Este ano a Eurocidade já esteve presente na F.I.T.U.R. – Feira de Turismo de Madrid, uma das maiores feiras do mundo e no Xantar – 16º Salón Internacional de Turismo Gastronómico, a grande feira ibérica deste setor turístico.

A promoção conjunto de Valença e Tui, no âmbito da Eurocidade, tem-se focado, sobretudo, na afirmação dos valores patrimoniais, gastronómicos e do turismo de natureza.

A B.T.L. é a maior feira de turismo em Portugal com grande projeção internacional, nomeadamente nos mercados europeus e da América do Sul.

CELORICO DE BASTO PROMOVE PRODUTOS ESTRATÉGICOS NA FEIRA INTERNACIONAL DE TURISMO EM LISBOA

A XIII Festa internacional das Camélias que terá lugar em Celorico de Basto nos dias 11, 12 e 13 foi amplamente promovida em Lisboa, na Feira Internacional de Turismo, no dia 5 de março. Ao mesmo tempo foi promovido o vinho verde e a doçaria tradicional.

_DSC6440

“Estas promoções são fundamentais para dar a conhecer um destino cada vez mais apelativo para turistas, pelas suas características próprias. As camélias, o vinho verde e a doçaria são alguns dos produtos que têm que ser promovidos nestes eventos porque são algumas especificidades que nos identificam e nos diferenciam dos demais destinos” disse o Vereador do Turismo, Fernando Peixoto, presente na ação de promoção na BTL.

_DSC6477

Durante as ações de promoção, Celorico de Basto esteve presente no stand da CIM-TS e no Stand do Turismo Porto e Norte de Portugal com duas animadoras de turismo onde foi efetuada a distribuição de camélias naturais e camélias feitas de forma artesanal. O pão-de-ló, as cavacas, os doces de amêndoa e o vinho verde foram degustados pelos visitantes e amplamente elogiados pela qualidade dos produtos. Nesta ação participaram todos os produtores de vinho verde e as pastelarias locais na promoção da sua doçaria. Esteve presente a Quinta Sta. Cristina que, de forma individual, promoveu o seu produto e a empresa de animação “emotions”, que realizou uma apresentação no stand do TPNP.

_DSC6501

Recordar que Celorico de Basto participou também na Exposição de Camélias do Porto com uma mesa com um arranjo floral e com duas animadoras que distribuíram flyers de divulgação da XIII Festa Internacional das Camélias. Braga e Guimarães também foram cidades contempladas por estas ações promocionais.

20160302_165027_001

BRAGA CELEBRA PÁSCOA COM “FÉRIAS EM GRANDE”

Inscrições até 17 de Março

Durante as férias escolares no período da Páscoa, o Município de Braga disponibiliza um serviço de ocupação dos tempos livres a crianças e jovens Bracarenses, com idades compreendidas entre os 10 anos e os 15 anos.

A iniciativa decorre de 21 a 24 de Março e de 29 de Março a 1 de Abril, e irá proporcionar tempos livres de qualidade aos jovens, dando a conhecer as várias instalações desportivas e culturais do Concelho de Braga, assim como, a participação em diversas actividades de lazer.

Trata-se de uma parceria entre o Município e a Academia Synergia, sendo que todas as actividades serão realizadas por técnicos especializados do Município e da Academia, ou através de parcerias com as instituições desportivas e culturais.

Ao longo do período das férias os jovens terão a oportunidade de realizar várias iniciativas distintas desde workshops diversos, visitas a instalações desportivas, peddy papper, cinema, dança e actividades desportivas, como jogos aquáticos ou Geocaching.

As inscrições são limitadas e apenas poderão ser efectuadas presencialmente no Balcão Único, localizado no Edifício do Pópulo, até ao dia 17 de Março.

Os participantes deverão apresentar-se no edifício GNRation, pelas 09h00, e os encarregados de educação deverão recolher os respectivos educandos no mesmo local, pelas 17h30. O transporte para o local da actividade e o regresso encontra-se assegurado pela Autarquia, em autocarro, ou a pé para os locais mais próximos.

O programa apresenta um custo de 40 euros. Os participantes que possuam escalão escolar de nível A, os valores passam a ser de 20 euros, e 30 euros para os que possuam escalão escolar de nível B. Os portadores de cartões Braga Kid, Família Numerosa e Jovem Municipal, terão um desconto de 10% do valor total, desconto apenas aplicado aos utentes sem escalão.

O Município de Braga fornecerá o almoço, assim como um reforço nos lanches da manhã e da tarde, sendo que todos os participantes do programa ficarão abrangidos por um seguro de responsabilidade civil.

MONÇÃO REALIZA A “FEIRA DA FODA”

Conhecida localmente como “Feira da Foda”, realiza-se nos dias 12 e 21 deste mês no Largo da Senhora do Encontro a Feira da Rês em Pias, no concelho de Monção. Certame, em dose dupla, decorre sempre antes da Páscoa e destina-se à comercialização de gado caprino e ovino.

feira

A Feira da Rês, conhecida localmente como “Feira da Foda”, realiza-se nos dias 12 e 21 deste mês na freguesia de Pias. Tendo como espaço o Largo da Senhora do Encontro, este certame dedicado à comercialização de gado caprino e ovino decorre sempre antes da Páscoa, sendo muito procurado pelas gentes do concelho e localidades vizinhas.

No recinto, a manhã anima-se com a presença de alguns vendedores ambulantes e muitas pessoas que vem “espreitar” os ovinos e caprinos para “decorar” a mesa na quadra pascal. Entre as conversas e negociações, contam-se muitas histórias que fazem parte da identidade local e da memória coletiva dos monçanenses.

À baila, vem sempre a origem do nome de um dos pratos mais típicos e caraterísticos da culinária local. O Cordeiro à Moda de Monção, conhecido como “Foda à Moda de Monção”, cujo festival realiza-se anualmente no mês de outubro. A história reza assim:

“Os habitantes do burgo, que não possuíam rebanhos, dirigiam-se às feiras para comprar o animal. E, como em todas as feiras, havia de tudo, bons e maus. A verdade é que os produtores de gado, quando os levavam para a feira queriam vendê-los pelo melhor preço e, para que parecessem gordos, punham-lhes sal na forragem, o que os obrigava a beber muita água.

Na feira, apareciam com uma barriga cheia de água e pesados, parecendo realmente gordos. Os incautos que não sabiam da manha compravam aqueles autênticos “sacos de água” e, quando se apercebiam do logro, exclamavam à boa maneira do Minho: “que grande foda!”

O termo tanto se vulgarizou que o prato passou a designar-se localmente como “Foda à Moda de Monção”. De tal modo que é frequente, em alturas festivas com destaque para a quadra pascal, ouvir o povo exclamar em jeito brincalhão: “Ó Maria, já meteste a foda?”

FAMALICÃO: RUSGA DE JOANE COMEMORA 25 ANOS COM MUITO ENCANTO E ELEGÂNCIA

No seguimento das comemorações do 25º aniversário do Grupo Etnográfico Rusga de Joane, este grupo realizou o seu “Jantar de Gala” no passado sábado, dia 5 de março. Celebrará também a Missa de 25º Aniversário no próximo domingo, dia 13 de março.

03 Marco (1)

Na noite de sábado passado, juntaram-se cerca de duas centenas de pessoas num jantar de gala comemorativo do 25º aniversário da Rusga de Joane. Tratou-se de uma noite cheia de encanto e elegância, com direito a animação musical que incluiu um concerto de fado e uma banda de baile musical.

A festa imperou-se e fez-se valer pelas homenagens que efetuadas aos atuais elementos, fundadores, ex-elementos e amigos do grupo, que ao longo destes 25 anos contribuíram para definir o caminho efetuado pela Rusga de Joane.

Igreja_Joane(1)

MISSA DE 25º ANIVERSÁRIO:

Data: Domingo, 13-MAR-2016

Hora: 8h (da manhã)

Local: Igreja Paroquial da Vila de Joane

Breve nota: Missa de celebração do 25º aniversário. Após a eucaristia far-se-á uma homenagem aos elementos falecidos do grupo, com uma romagem aos respetivos cemitérios.  (ver: foto em anexo do mês de março do nosso calendário de 2016 e da igreja de Joane)

Igreja_Joane(2)

Jantar_Gala(1)

Jantar_Gala(2)

Jantar_Gala(3)

PERTO DE UM MILHAR DE ATLETAS PARTICIPAM NO DUATLO DE FAMALICÃO

Mais de 800 atletas participaram ontem na prova organizada pela Associação Amigos do Pedal com o apoio da autarquia

A passagem do tempo não esmorece a força do Duatlo de Famalicão. A 6.ª edição da prova, que se  realizou neste domingo, 6 de março, comprovou isso mesmo, tendo-se afirmado como uma das mais participadas e empolgantes edições do evento organizado pela associação Amigos do Pedal e pela Federação Portuguesa de Triatlo, com o apoio da Câmara Municipal.

Sofia Figueiredo

Mais de 800 atletas, a esmagadora maioria amadores, simples simpatizantes da prática desportiva, divertiram-se, competiram e festejaram a passagem pela meta com a mesma intensidade do vencedor.

Um dos que assim fez foi o Presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, que cumpriu o duplo desafio de atletismo e BTT com dupla satisfação: a do atleta que cumpre com distinção uma prova fisicamente exigente e a de um autarca que vê a sua cidade a render-se à festa do desporto e à prática desportiva.

VI Duatlo (1)

O imenso Parque da Devesa foi mais uma vez o principal cenário da prova que, refira-se, é composta por uma primeira corrida de 5 quilómetros, a que se segue um percurso de BTT de 20 quilómetros e uma última corrida de 2,5 quilómetros.

O primeiro atleta a cortar a meta do 6.º Duatlo de Famalicão foi Pedro Santos, da “McDonalds/TriBraga”, com o tempo de uma hora, doze minutos e treze segundos. Na classificação individual feminina destaque para a vitória de Sofia Figueiredo, atleta da “Crudebtteam”, com o tempo de uma hora, trinta e nove minutos e quinze segundos.

O pódio masculino

As classificações finais do VI Duatlo de Famalicão estão disponíveis para consulta no site da Federação de Triatlo de Portugal, em http://www.federacao-triatlo.pt/ftp2015/resultados/.Reportagem fotográfica do evento na página de Facebook do Município de Famalicão, emwww.facebook.com/municipiodevnfamalicao

VI Duatlo (2)

MINHOTOS E GALEGOS PEDALAM NA EUROCIDADE TUI-VALENÇA

1200 Bikes no Eurocidade BTT: Prova Afirma-se na Península Ibérica

A Eurocidade Valença foi a capital ibérica do BTT no último fim de semana com a participação recorde de 1200 bikes, na quinta edição de uma prova internacional já referência na Península Ibérica.

eurocidadebtt

Duas cidades, dois países, o rio Minho, a Fortaleza de Valença, a Catedral de Tui, o Parque Natural do Monte Aloia e o Monte do Faro proporcionaram muita adrenalina aos aficionados, percorrendo paisagens únicas.

A prova teve dois circuitos permitindo a participação de todos os aficionados ao BTT, desde os iniciados até aos mais experientes. O primeiro circuito teve 45 km, aberto a todas as bikes e com um desnível acumulado de 1005 metros e outro com 69 km's, com características de maratona e com uma trialeira, para os melhores tempos com um desnível acumulado de 1775 metros.

A prova de btt da Eurocidade tem conseguido reunir um número crescente de aficionados, oriundos de toda a Península Ibérica, permitindo ano após ano bater o número de inscritos das edições anteriores.

Um percurso pedestre ribeirinho, junto ao Minho, deu a conhecer as paisagens naturais e os testemunhos patrimoniais mais emblemáticos de Valença e Tui, destinado aos acompanhantes dos participantes na prova.

A organização foi da Eurocidade Valença Tui e contou com a colaboração da Peña Ciclista Biciosos Rias Baixas, dos Bombeiros Voluntários de Valença e Cruz Vermelha de Valença.

COMÉDIAS DO MINHO SAI DO TEATRO NACIONAL D. MARIA II PARA LEVAR “OS DOZE PARES DE FRANÇA” ÀS ALDEIAS DE PAREDES DE COURA

‘Os Doze Pares de França’ nas aldeias de Paredes de Coura. 10 a 12 março | 5ª feira – sáb | 21h00. Bico - Formariz - Romarigães

As Juntas de Freguesias de Bico, Formariz e Romarigães, em Paredes de Coura, recebem entre quinta-feira e sábado, sempre às 21h00, a peça “Os doze pares de França”, encenada por João Pedro Vaz, com que as Comédias do Minho recentemente fizeram a ‘Ocupação Minhota’  no Teatro Nacional D. Maria II, em Lisboa.

Os Doze pares de França ©Filipe Ferreira (6)

Depois da estreia na arena no Teatro Nacional D. Maria II, “Os Doze Pares de França” vêm para as aldeias numa versão intimista, em que o auto popular profano é o centro de um serão de teatro, memória de todas as noites de teatro (e dança e música) nas freguesias do Vale do Minho.

A máquina de paisagem encontra nos rostos e corpos dos espectadores cúmplices ativos para contar a história de como o imperador Carlos Magno, cristão patrono dos doze pares do reino, enfrenta as hostes do mouro Almirante Balão, pai da superstar Floripes. 

Os Doze pares de França ©Filipe Ferreira (12)

Encenação: João Pedro Vaz; com Ana Água, Ana Valente, Filipe Caldeira, Gonçalo Fonseca, João Grosso, José Neves, Luís Filipe Silva, Manuel Coelho, Marco Mendonça, Paula Mora, Rui Mendonça, Sílvia Barbosa, Tânia Almeida e os músicos Samuel Coelho e Vasco Ferreira

Cenografia e figurinos - Sara Viera Marques; Luz - Vasco Ferreira; Danças - Filipe Caldeira e Luís Filipe Silva; Música original e interpretação ao vivo - Samuel Coelho e Vasco Ferreira; Assistência de encenação e máscaras - Gonçalo Fonseca; Vídeo e apoio dramatúrgico - Pedro Filipe Marques; Produção - Comédias do Minho; Coprodução - TNDM II

Datas e locais:

10 março | Bico - Junta de Freguesia | 21H00

11 março | Formariz - Junta de Freguesia | 21h00

12 março | Romarigães - Junta de Freguesia | 21h00

IMG_1264

MINHOTOS CAMINHAM DE ÂNCORA A MOUGÁS PARA APOIAR A CANDIDATURA DO ESTUÁRIO DO RIO MINHO A PAISAGEM CULTURAL DA UNESCO

Peregrinação a Santiago começou sábado com mais de uma centena de participantes

A primeira etapa da Peregrinação a Santiago de Compostela no âmbito da candidatura do Estuário do Rio Minho a Paisagem Cultural da Unesco cumpriu-se sábado, entre as localidades de Âncora (Caminha) e Mougás (Oia). “É o início de uma grande caminhada que visa o reconhecimento mundial do nosso Estuário”, sublinhou Miguel Alves que, ao lado do presidente da câmara de A Guarda, António Lomba Baz, acompanhou os muitos peregrinos que se inscreveram nesta atividade durante uma boa parte do percurso.

1ª etapa peregrinação Santiago (2)

As condições climatéricas instáveis e a chuva que caiu intermitente ao início da manhã não foram suficientes para retirar o entusiasmo aos mais de cem participantes na Peregrinação a Santiago de Compostela pelo Caminho Português da Costa. A partida para esta primeira etapa fez-se junto à Igreja Paroquial de Âncora, com os inscritos das duas margens do Rio Minho a avançarem com alegria e determinação rumo à galega localidade de Mougás.

1ª etapa peregrinação Santiago (1)

Do lado português atravessaram-se paisagens deslumbrantes, pontuadas pelo rio e pelo mar, até chegar a Caminha, onde se fez o embarque no ferry-boat Santa Rita de Cássia, navegando até A Guarda, de onde o grupo seguiu por O Rosal rumo a Oia, até chegar a Mougás onde se encontra o albergue de peregrinos.

Recorde-se que este e os restantes percursos pelo Caminho Português da Costa constituem a primeira atividade organizada conjuntamente pelos municípios de Caminha e A Guarda, no âmbito da candidatura do "Rio Minho a Paisagem Cultural da UNESCO". Uma candidatura que avançou significativamente na passada semana, com a assinatura de um protocolo entre os dois municípios e a Universidade de Barcelona, que cuidará de toda a parte técnica do processo.

1ª etapa peregrinação Santiago (3)

Neste momento, 1031 sítios e lugares detêm o estatuto de "Património Mundial", dos quais 802 são de caráter cultural, 197 naturais e 32 mistos. Porém, só existem quatro paisagens cultuais com caráter transfronteiriço nestes números, relativos às fronteiras entre Espanha e França; Áustria e Hungria; Alemanha e Polónia e Rússia e Lituânia.

No próximo sábado, dia 12 de março, todo o percurso da segunda etapa da Peregrinação a Santiago será cumprido na Galiza, entre Mougás e Vigo, numa distância de cerca de 28 quilómetros. Do lado português, a concentração dos participantes será na Praça Conselheiro Silva Torres, em Caminha, junto ao Posto de Turismo. A partida do autocarro está marcada para as 8h00 horas, rumo a Goián, onde os peregrinos se irão juntar com os participantes de A Guarda, para continuar a viagem até Mougás.

1ª etapa peregrinação Santiago (4)

A terceira etapa será a 2 de abril, entre Vigo e Redondela, com uma distância a percorrer de cerca de 23 quilómetros.

Para 16 de abril está marcada a quarta etapa, de Redondela a Pontevedra, numa distância um pouco menor, cerca de 21 quilómetros.

A quinta etapa, de cerca de 22 quilómetros, a 23 de abril, levará os peregrinos até Caldas de Reis.

Na penúltima etapa, a 7 de maio, a distância a percorrer é um pouco menor, aproximadamente 18 quilómetros, até à localidade de Padrón.

A Pereginação encerra a 14 de maio, com a última etapa. Nessa altura, ao iniciar o trajeto, faltarão apenas 25 quilómetros para o grande objetivo - chegar a Santiago de Compostela.

1ª etapa peregrinação Santiago (5)

1ª etapa peregrinação Santiago (6)

1ª etapa peregrinação Santiago (7)