Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

ESCOLA PROFISSIONAL DE FELGUEIRAS DESLUMBRA NO ENCONTRO PROFISSIONAL DE CRIADORES DE MODA

A elegância dos desfiles de moda voltou a deixar uma marca de sofisticação e glamour na densa e emotiva programação ‘Fevereiro, Mês do Romance’, promovida pelo Município de Vila Verde. O ‘VI Concurso Internacional de Acessórios de Moda’ afigurou-se como uma oportunidade soberana para os jovens criadores apresentarem o seu talento num palco privilegiado. Os designers e estilistas responderam ao repto lançado pela edilidade vilaverdense e apresentaram um total de 35 propostas, 25 a título individual e 10 em representação de estabelecimentos de ensino, que integraram o Desfile de Acessórios de Moda, que decorreu ontem (27 fevereiro), na Quinta de Sara, em Sabariz, Vila Verde.

Escola Profissional de Felgueiras em grande destaque

A Escola Profissional de Felgueiras acabou por se destacar na edição deste ano do concurso, conquistando o primeiro e o terceiro prémios, com acessórios de moda modernos e inovadores inspirados nos motivos de um dos maiores ícones da tradição minhota, os Lenços de Namorados. O segundo lugar do pódio foi conquistado pela sobejamente conhecida criadora Marta Chambel, que se intrometeu entre as hostes de Felgueiras. Todos os concorrentes receberam um certificado de participação. O vencedor levou para casa um prémio de 500 euros e o segundo e terceiro classificados receberam, respetivamente, 300 e 200 euros.

Os participantes foram desafiados a criar acessórios inspirados na temática ‘Lenços de Namorados, escritas de amor’, numa aliança majestosa entre tradição e modernidade, que tem dado excelentes resultados e voltou a dar o mote para um serão extremamente interessante. Ao desfile de moda dos acessórios a concurso, juntaram-se na passerelle os coordenados vencedores da Gala Namorar Portugal 2016, as propostas elaboradas por estilistas de renome no panorama nacional e internacional da moda (Nuno Baltazar, Anabela Baldaque, Katy Xiomara e Natália Mil-Homens Pereira) e ainda as novas coleções de três parceiros Namorar Portugal. Todas as propostas foram desfiladas pelos vencedores do Casting de Jovens Modelos, iniciativa promovida com o intuito de revelar o potencial de jovens manequins.

Disseminar e promover as escritas de amor

 Com apresentação do carismático Luís Filipe Pereira, o evento foi abrilhantada pelos espetáculos musicais protagonizados pelos jovens e talentosos Rogério Braga, Luana, Ana Rita Caldas e Ana Catarina Rodrigues que foram intercalando com os desfiles. Durante a noite, foram também conhecidos os vencedores do Concurso de Montras organizado pela Associação Empresarial de Vila Verde. Um serão de magia e glamour que voltou a trazer a Vila Verde a elegância e o requinte dos desfiles de moda, assumindo-se como mais uma estrela cintilante da enorme constelação que é a programação ‘Fevereiro, Mês do romance’, com largas dezenas de iniciativas dedicadas ao sentimento mágico que faz os corações palpitarem mais forte e aos motivos da tradição vilaverdense, como lembrou a vereadora da Cultura do Município de Vila Verde, Júlia Fernandes.

Uma programação que já extravasou o mês de fevereiro e que se estende ao longo de 39 dias, graças uma dinâmica intensa e extremamente interessante que se gerou em torno do programa e da marca territorial vilaverdense. No final desta programação serão 51 os parceiros Namorar Portugal, com diferentes e variadas linhas de produtos no mercado, todos inspirados nos motivos dos Lenços de Namorados. “Hoje vivemos aqui mais uma noite de sonho e espero que nos possamos todos sentir enamorados por estas propostas. Apesar de a programação terminar no dia 5 de março, espero que possamos durante todo o ano Namorar Portugal, trabalhar os motivos dos Lenços e continuar a mandar estas mensagens, as escritas de amor dos Lenços de Namorados, para o país e para o mundo”, concluiu Júlia Fernandes.

 A criatividade ao serviço da cultura e da tradição

Por sua vez, o presidente do Município de Vila Verde, António Vilela, saudou todos os participantes por colocarem a sua criatividade ao serviço da cultura e da tradição, num evento que se assume como uma verdadeira montra de talentos. “Gostaria de saudar e agradecer a presença todos os concorrentes e patrocinadores, tanto do Concurso Internacional de Criadores de Moda como deste Concurso Internacional de Acessórios de Moda. Estes concursos dão grande visibilidade a muitos trabalhos que de outra forma não seriam tão publicitados”, referiu, sublinhando a importância económica, cultural e até turística do Mês do Romance para o concelho de Vila Verde.

O nome do concelho e do país fez eco pelos quatro cantos do mundo

“Caminhamos para o final desta programação, vamos entrar na última semana, e já é possível fazer um balanção Extremamente positivo. Vila Verde viveu um conjunto alargado e diversificado de atividades, com eventos de grande qualidade em áreas como a música, dança, desporto, atividades de natureza, saraus culturais e apresentação de produtos, entre outros”, afirmou António Vilela, recordando também as parcerias estabelecidas com gigantes empresariais como a TAP, a SIC e a Delta, entre outros, que levaram o nome do concelho e do país aos quatro cantos do mundo.

 “Durante este mês Vila Verde conquistou corações no país e no mundo através dos motivos dos lenços de Namorados. Gostaria de deixar uma palavra de grande reconhecimento a todos os parceiros, 51 no final deste mês, porque a sua criatividade e talento foi fundamental para o crescimento deste projeto”, afirmou o presidente do Município de Vila Verde, deixando ainda uma palavra de louvor para todas as bordadeiras e também para duas das maiores embaixadoras da tradição minhota, Maria do Carmo Rocha e Conceição Pinheiro, “duas grandes mulheres, com um contributo enorme para a preservação dos motivos dos Lenços de Namorados”.

BRAGA DESTACA-SE NAS ROTAS INTERNACIONAIS DO TURISMO RELIGIOSO

A Câmara Municipal de Braga marcou presença no IV Workshop Internacional de Turismo Religioso, que se realizou em Fátima. A presença deveu-se a um convite endereçado pela Câmara Municipal de Ourém e a ACISO (Associação Empresarial de Ourém-Fátima).

António Barroso e Paulo Fonseca

O workshop teve como principais objectivos a promoção de uma bolsa de contactos de negócio entre os participantes, a divulgação internacional de Portugal enquanto destino privilegiado de Turismo Religioso, a potenciação da importância do Turismo Religioso no contexto do sector turístico mundial e a reflexão sobre as novas tendências para melhor atrair turistas.

Este evento contou com mais de 500 participantes, com destaque para os operadores turísticos provenientes de mercados como: Brasil, Espanha, França, Irlanda, Itália, Polónia, Alemanha, Coreia do Sul, Indonésia, Israel, Filipinas, Colômbia, Canadá, Estados Unidos da América, Uruguai, Bolívia, Vietname, Argentina, Bélgica, Senegal, República Checa, India e Hungria, entre outros.

António Barroso, em representação do Município Bracarense, afirmou que ´existe um potencial enorme nos roteiros internacionais do turismo religioso onde Braga tem que reforçar a sua notoriedade´. “Esta nossa acção deve-se a um trabalho que temos vindo a executar com responsáveis de Fátima para que Braga e Fátima se afirmem como destinos complementares. Aqui há um papel preponderante que cabe também aos nossos agentes privados e à Arquidiocese para articularmos a nossa oferta para conseguirmos através deste género de turismo combatermos a sazonalidade e incrementarmos cada vez mais a nossa relevância nos circuitos turísticos internacionais”, disse..

Segundo António Barroso, apesar de, relativamente ao ano transacto, já serem evidentes novas operações turísticas em Braga, ainda existe muito mercado turístico a conquistar, nomeadamente no circuito do turismo religioso. “O facto de estarmos estrategicamente no meio do percurso entre Fátima e Santiago de Compostela, e vice-versa, tem que ser constantemente promovido e divulgado para que se consiga atrair e cativar todo o fluxo turístico e de peregrinação que estes dois grandes centros religiosos têm”, afirmou.

Com todos os atractivos culturais, patrimoniais e cultuais, Braga é um destino ímpar. “Temos o património e a história que Fátima, sendo um local de peregrinação com apenas 99 anos, não oferece. Estamos assim empenhados em trabalhar conjuntamente para aumentarmos a permanência de turistas nos nossos territórios.”

Presidente da Câmara de Ourém visita espaço de Braga

Paulo Fonseca, presidente da Câmara Municipal de Ourém, foi presenteado com um farricoco de Braga, mostrando-se empenhado em continuar o estreitar de relações para contribuir para o reforço da notoriedade e atractividade dos dois Concelhos, nomeadamente no âmbito do turismo religioso, mostrando-se também aberto a outras parcerias para o desenvolvimento de Ourém e de Braga.

No espaço promocional de Braga estava em destaque a Semana Santa, o São João, a Sé Catedral, a mais antiga de Portugal, os Caminhos de Santiago, a cruz da primeira missa realizada no Brasil que se encontra no tesouro-museu da Sé, o Bom Jesus, o Mosteiro de Tibães e o segundo maior santuário mariano nacional depois de Fátima, o do Sameiro.

Operadores estrangeiros visitam Braga

Durante este fim-de-semana e na Segunda-feira, operadores estrangeiros inscritos no IV Workshop Internacional de Turismo Religioso fazem uma visita a Braga, onde terão oportunidade de ver e sentir in loco as riquezas turísticas, a localização e acessibilidades, o atraente comércio e o acolhimento que os Bracarenses proporcionam.

Para António Barroso, estas acções inserem-se na estratégia do Município de estimular e desenvolver a economia do Concelho através do turismo. “A nossa afirmação internacional e o estabelecimento de parcerias com parceiros estratégicos são fundamentais para fortalecer a nossa atractividade a todos os níveis”, salientou.

20160226_151744

CERCA DE 80 CAÇADORES FIZERAM MONTARIA AO JAVALI NAS SERRA DE FAFE

Decorreu, hoje, a II Montaria ao Javali nas Serras de Fafe, promovida pela Câmara Municipal, com o apoio da Associação de Caça e Pesca Montes de Fafe e do Clube de Caça e Pesca de Fafe.

DCS_9901A

A iniciativa contou com a participação de cerca de 80 caçadores (não só de Fafe, mas de outros concelhos), reunindo mais de 100 pessoas no jantar de encerramento, por volta das 17h00, incluindo organização e matilheiros.

O dia iniciou-se com a concentração dos caçadores na Câmara Municipal, pelas 08h00, para sorteio das 80 portas e para o pequeno-almoço, servido na cantina do edifício. O Município disponibilizou estacionamento gratuito para os participantes, na Praça Mártires do Fascismo, e ofereceu ainda os coletes refletores.

DCS_9894A

Por volta das 11h00, os caçadores e organização deslocaram-se para a Mancha, nas Serras de Fafe, entre Barbosa e o Confurco, junto à conhecida “Casa do Penedo” e à divulgada zona do “salto”, das provas de Rali.

A Mancha definida tinha uma área de 310 hectares e 9200m de perímetro, tendo sido abatidos dois exemplares de javali, que foram, mais tarde, leiloados.

Apesar da chuva e da neve, o balanço da II Montaria ao Javali é muito positivo. Organização e participantes mostraram-se muitos satisfeitos com a adesão e resultado da iniciativa.

António Augusto Peixoto, do Clube de Caça e Pesca de Fafe, sublinhou a importância do apoio que o Município de Fafe tem prestado à caça no concelho.

“O Clube não tem meios para a realização de uma Montaria deste género, nem no que diz respeito à logística, nem no que concerne aos meios humanos.

A Vereadora Helena Lemos, em nome da Câmara Municipal, tem sido incansável na promoção da caça no nosso concelho.

De resto, temos, em Fafe, excelentes zonas para a prática de caça e somos, desde sempre, um dos concelhos do distrito de Braga e até do país com mais caçadores, que investem muito na caça.

Por isso este apoio do Município faz todo o sentido. É muito importante este envolvimento dos caçadores na gestão da caça e na organização de iniciativas como é o caso da Montaria, que sentimos que tem acontecido com a liderança deste pelouro pela Vereadora.”

Miguel Barros, Presidente da Associação de Caça e Pesca Montes de Fafe, concorda com a “necessidade de cooperação entre a Câmara Municipal e as Associações na gestão da caça do concelho.”

“O resultado está à vista: mais de 100 pessoas reunidas à mesa neste jantar de encerramento. A caça tem potencialidade para ser explorada no nosso concelho e tem capacidade para mobilizar pessoas de outros concelhos.

Sentimos, da parte do Município, muito mais abertura, a Câmara ouve mais os caçadores, o que só contribui para uma maior promoção dos bons montes que tem o concelho para a prática da caça.”

A Vereadora do Ambiente, Helena Lemos, agradeceu o empenho de todos, “Associações e funcionários da Câmara envolvidos na Organização e Logísitica, nomeadamente o Paulo Gonçalves e Paulo Costa.”

“O Município de Fafe investe e pretende continuar a investir na caça em Fafe, tão importante para o concelho, que tem condições excelentes para mobilizar caçadores de vários pontos. Estamos atentos a estas potencialidades e pretendemos explorá-las da melhor forma.

Esta Montaria, que encerra a época venatória, traduziu-se numa reunião de esforços de vários amigos e queremos repetir a iniciativa para o ano, mas com mais pessoas.”

DCS_9880A

GUIMARÃES RECEBE SEMINÁRIO SOBRE ARTE E PAISAGEM

Entre 7 e 9 de abril, Guimarães recebe “Seminário Internacional de Arte e Paisagem” no Laboratório da Paisagem

Evento contará com alguns dos maiores especialistas nacionais e internacionais da área em debate. Inscrições estão abertas até ao dia 18 de março.

Laboratorio_Paisagem

O Laboratório da Paisagem de Guimarães vai acolher, entre 07 e 09 de abril, um Seminário Internacional de Arte e Paisagem, onde se pretende apresentar e discutir as abordagens emergentes entre as diversas formas de arte e paisagem. Em discussão estará a forma como a paisagem é hoje entendida, fruto da ação e interação dos recursos naturais, humanos e o seu entendimento na qualidade de vida dos cidadãos e nas mais variadas manifestações artísticas.

Para este seminário internacional, estarão presentes alguns dos maiores especialistas nacionais e internacionais na área, como é o caso da docente da Universidade do Minho, Ana Francisca de Azevedo, Doutorada em Geografia e autora de diversas publicações versadas sobre paisagem, ou de Frederico Meireles, Doutorado em Arquitetura Paisagista e docente na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro.

Estarão igualmente presentes Joan Nogué, professor catedrático de Geografia Humana da Universidade de Girona e Diretor do Observatori del Paisatge de Catalunha, e ainda Nuno Faria, Curador e Diretor Artístico do CIAJG - Centro Internacional das Artes José de Guimarães.

Os interessados em participar em formato poster ou por comunicação oral devem fazer chegar o resumo dos seus trabalhos até ao dia 18 de março, através da seguinte ligação: <http://www.labpaisagem.pt/index.php/seminar>. A Comissão Científica encarregue de avaliar os trabalhos inclui expertos de Universidades Portuguesas (UTAD e UMinho), bem como membros internacionais de Universidades do Brasil e de Espanha (UdG).

ROGÉRIO BRAGA REALIZA CONCERTO EM VILA VERDE

Fim-de-semana começou com concerto de Rogério Braga e workshop de Verónica Teixeira

À medida que caminhamos a passos largos para a reta final da programação ‘Fevereiro, Mês do Romance’ já não conseguimos contar pelos dedos das mãos o número de eventos culturais, dedicados às mais variadas artes que enriqueceram o programa de fim semana de vilaverdenses e visitantes. A música assume de facto lugar de destaque neste capítulo e o serão de ontem reservou-nos mais um espetáculo de grande qualidade, protagonizado pelo carismático Rogério Braga. Hoje, a tarde começou com o Workshop "Flores com Amor by Verónica Teixeira", dirigido pela criadora dos famosos Bouquets inspirados nos motivos dos Lenços de Namorados, Verónica Teixeira.

DSC_0077

O talentoso e multifacetado músico Rogério Braga já não é nenhum estreante nestas andanças e, apesar da tenra idade, conta com muitas horas de palco e inúmeros espetáculos ao vivo. Ontem, trouxe até ao Centro de Artes e Cultura de Vila Verde um espetáculo intimista de enorme qualidade, em que deambulou entre canções originais e alguns dos mais emblemáticos temas da música nacional. A solo ou em dueto, Rogério Braga apresentou um repertório que transmitiu amor e afeto, encarnando na perfeição o espírito da ´Terra onde o amor acontece!’ e o conceito subjacente à programação ‘Fevereiro, Mês do Romance’, do Município de Vila Verde. Um autêntico desfile de temas que puseram os corações vilaverdenses a palpitar mais forte e cativaram a plateia do primeiro ao último minuto.

DSC_0010

Hoje, 27 de fevereiro, a tarde foi dedicada aos mais pequenos. A criadora dos famosos Bouquets inspirados nos motivos dos Lenços de Namorados, Verónica Teixeira, esteve no Espaço Namorar Portugal a dirigir uma iniciativa que espicaçou a criatividade da pequenada, revelando ao mundo autênticos artistas de palmo e meio. Munidos de marcadores e tesouras, entre outros materiais, deram asas à imaginação e criaram belos trabalhos manuais com as cores, os motivos e os afetos da tradição minhota. O Workshop "Flores com Amor by Verónica Teixeira" levou os participantes numa autêntica pelo imaginário dos Lenços de Namorados, inspirando-se nesta prática ancestral para as suas criações.

F (1)

Mais logo, pelas 21h30, a elegância dos desfiles de moda volta dar brilho à programação alargada ‘Fevereiro, Mês do Romance’. Os jovens criadores têm nesta altura uma oportunidade soberana para apresentarem ao mundo o seu talento e um palco privilegiado para o alcançarem, o ‘VI Concurso Internacional de Acessórios de Moda’, que culmina numa noite de elegância e glamour. O Desfile de Acessórios de Moda Namorar Portugal é uma iniciativa do Município de Vila Verde, promovida pela Cooperativa Aliança Artesanal, que se realiza hoje, pelas 21h30, na Quinta de Sara, em Sabariz.

F (2)

F (3)

BARCELOS ATRIBUI BOLSAS DE ESTUDO AOS ESTUDANTES DO ENSINO SUPERIOR

"Encarem este gesto simbólico que o Município fez para vos apoiar e incentivar, criando responsabilidade. Este é o objetivo. Façam o vosso caminho!", foi o repto deixado hoje pelo Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, na cerimónia de entrega das bolsas de estudo a 59 estudantes do ensino superior, admitidos à primeira fase das candidaturas.

DSC_8069

 O Presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Miguel Costa Gomes, entregou hoje as bolsas de estudo a 59 estudantes do ensino superior, admitidos à primeira fase das candidaturas, numa cerimónia que decorreu na Sala de Reuniões do edifício dos Paços do Concelho.

O Presidente  abriu a sessão dizendo  que "O ensino é estruturante para qualquer sociedade. Traz-nos inovação, uma sociedade melhor e forma-nos enquanto cidadãos", e dirigindo-se aos estudantes presentes, disse-lhes "Vocês são o futuro. E é esse futuro que nós, Município, estamos a apostar." No final do discurso, lançou-lhes um repto "Encarem este gesto simbólico que o Município fez para vos apoiar e incentivar, criando responsabilidade. Este é o objetivo. Façam o vosso caminho!".

No presente ano letivo, foram admitidas 105 candidaturas, distribuídas pelos diferentes escalões, com base no seu rendimento per capita, segundo os critérios constantes do Regulamento de Atribuição de Bolsas de Estudo do Município de Barcelos.

Estas bolsas destinam-se a apoiar os estudantes residentes no concelho há mais de dois anos, matriculados em curso que confere grau académico de licenciatura, mestrado integrado ou curso técnico superior profissional com aproveitamento escolar no último ano letivo que frequentaram, com uma média igual ou superior a 13 valores, que solicitaram bolsa de estudo no Estabelecimento de Ensino Superior que frequentam, e que não possuam um rendimento mensal per capita superior a 85% do Indexante aos Apoios Sociais (IAS).

A atribuição de bolsas de estudo do ensino superior, por parte do Município de Barcelos, tem como objetivo suprimir as necessidades das famílias mais vulneráveis, minimizando o seu esforço na sua nobre e difícil missão de educar.

O valor da bolsa, é variável por escalões, tendo como montante máximo a atribuir 300,00€ mensais, sendo complementar com a bolsa de estudo do Estabelecimento de Ensino Superior que frequentam.

As listas dos candidatos à primeira fase das bolsas de estudo no ensino superior para o ano letivo 2015/2016 encontram publicadas e podem ser consultadas no site do Município, em http://cm-barcelos.pt/servicos/accao-social-qualidade-de-vida-e-saude-publica/bolsas-de-estudo-do-ensino-superior.

GRUPO DE DANÇAS E CANTARES BESCLORE HÁ 29 ANOS A DANÇAR EM LISBOA O FOLCLORE DO MINHO

O Grupo de Danças e Cantares Besclore assinala hoje mais um ano de existência a representar o folclore do Minho na região de Lisboa.

Fundado há vinte e nove anos e maioritariamente constituído por funcionários do grupo BES e seus familiares, o Grupo de Danças e Cantares Besclore representa as danças, os cantares e os trajes de várias regiões do Minho, com referência aos finais do século XIX e começos do século XX. Como ele próprio refere, a sua representação incide na “exibição da policromia dos trajes de Viana do Castelo, do requinte dos trajes de Braga, da elegância das modas dos vales dos rios Ave e Este, e da vivacidade e alegria contagiante das modas da Ribeira Lima e Serras d'Arga e Soajo”.

GUIMARÃES PROJETA SOLUÇÕES INOVADORAS NO MODELO DE GOVERNANÇA DAS CIDADES

“Smart Cities” visam territórios mais atrativos

Jornadas geraram partilha de experiências para o desenvolvimento de projetos ambientalmente sustentáveis e incorporação de novas tecnologias. Objetivo é consolidar a posição de Guimarães enquanto cidade inteligente.

As jornadas europeias sobre “Smart Cities” (Cidades Inteligentes), que decorreram no Palácio de Vila Flor, em Guimarães, esta sexta-feira, 26 de fevereiro, permitiram recolher novos contributos para a elaboração de candidaturas comunitárias que o consórcio europeu liderado pela Câmara Municipal de Guimarães está a preparar juntamente com mais duas cidades classificadas como Património Cultural da UNESCO, a croata Dubrovnik e a eslovena Koper, ambas com uma forte polarização universitária no contexto das cidades fundadoras, constituindo uma cooperação triangular entre comunidade, empresas e universidades.

A realização destas ações tem como objetivo fomentar a produção de soluções urbanas inovadoras, realçando temas como o desenvolvimento, a inovação, a sustentabilidade, o financiamento, a competitividade e o crescimento. O objetivo global é contribuir para melhorar a capacidade de projeção e integração europeia de projetos e iniciativas. A expansão internacional e a criação de novas ideias e parceiros são alguns dos fatores-chave para o “smart development”.

«Estamos a construir uma cidade de futuro, com um modelo de desenvolvimento que passa pela economia criativa, a fim de tornar o território mais atrativo», disse Ricardo Costa, Vereador do Município de Guimarães. «A candidatura tem que valorizar o passado e acrescentar uma nova camada de inteligência e atratividade que construa uma cidade que crie oportunidades para todos», acrescentou o responsável pela Divisão de Desenvolvimento Económico da Autarquia.

O evento, orientado para todos os interessados em alargar conhecimento e desenvolver capacidades nas áreas do desenvolvimento regional, criação de valor e programas internacionais, contou com a representação de Câmaras Municipais, agências de energia, Comunidades Intermunicipais, profissionais, empresas, investigadores e estudantes. «É fundamental criar pontes entre a forte identidade histórica e cultural e a dimensão da inovação, da comunicação e das novas tecnologias», considerou António M. Cunha, Reitor da Universidade do Minho.

Sustentabilidade urbana como desígnio

As oportunidades no período 2014-2020 são vastas e integram um diferente número de programas que pretendem fomentar novas oportunidades de negócio. O projeto “1000Smart”, em Guimarães, foi desenvolvido com o objetivo de «responder, identificar, desenvolver e replicar soluções integradas» nas áreas da energia, transportes e TIC, através de parcerias entre municípios e indústrias, como defendeu o diretor da Rede Europeia de Regiões Inovadoras (ERRIN), Richard Tuffs, especialista em política europeia, mais precisamente nas áreas da investigação, desenvolvimento e inovação, bem como na coesão territorial e estratégia EU2020.

As cidades participantes têm por objetivo demonstrar à escala real soluções inovadoras pré-comerciais de tecnologias de informação, otimização de infraestruturas, mobilidade e eficiência energética, de acordo com uma visão que alinha, simultaneamente, com as prioridades da Comissão Europeia, desenvolvidas através dos seus programas H2020, Interreg, Urbact, Erasmus Plus ou COSME, entre outros. «Têm de ser criados mecanismos que permitam às pessoas tomar iniciativas, desenvolver propostas ou ter novos negócios, criando novas áreas de atividades económicas que possam gerar oportunidades de emprego», referiu Marcos Nogueira, sócio-gerente da IrRADIARE, entidade organizadora do evento.

O consórcio liderado por Guimarães privilegia a partilha de conceitos, sistemas, modelos, métodos e processos de suporte à inovadora governança de cidades e regiões que incorporam a sustentabilidade urbana nos seus desígnios estratégicos, cumprindo um programa de partilha de ferramentas de gestão e planeamento, além de serem desenvolvidas candidaturas conjuntas a programas, iniciativas e projetos europeus.

GISELA JOÃO ATUA EM ARCOS DE VALDEVEZ

MÚSICA/FADO:

27 de Fevereiro

sábado às 22h00

GISELA JOÃO

Auditório da Casa das Artes

Pré-venda e reserva de bilhetes a partir de 22 de Fevereiro.

Preço único: €15,00. (com lugar marcado)

Limite de reservas: 4 bilhetes/pessoa | Limite venda directa: 8 bilhetes/pessoa

gisela

O ano em que se estreou com um disco que depois de ter sido entusiasticamente recebido pela crítica, especializada e não só, foi considerado o melhor álbum nacional do ano por publicações de referência como a Blitz, o Expresso, o Público, a Time Out, o site musical Cotonete e mesmo os Globos de Ouro tendo atingido vendas que já lhe valeram um Disco de Ouro.

Em 2014, depois de ter começado o ano a esgotar a Casa da Música e o Centro Cultural de Belém, já ninguém duvida que este primeiro disco de Gisela João revela uma fadista de excepção e que é um marco na História do Fado contemporâneo. Nascida em Barcelos, Gisela viveu seis anos no Porto para, finalmente, o canto impor a sua vontade e a levar para Lisboa. Numa pequena casa “emprestada” na Mouraria debateu-se com o peso imenso da solidão, pensou várias vezes em desistir, mas resistiu. Conquistou primeiro meia Lisboa e depois Lisboa inteira, das Casas de Fado à mítica discoteca Lux e do Pequeno Auditório do Centro Cultural de Belém ao Teatro São Luiz.

Faltava gravar um disco, esse grande desafio. Encontrou em Frederico Pereira o cúmplice ideal e iniciaram as gravações. O disco saiu a 01 de Julho de 2013, duas semanas depois alcançou o primeiro lugar no Top de vendas nacional e foi considerado pela grande maioria dos críticos nacionais o mais importante disco de estreia de um artista português no século XXI, valendo-lhe o prémio revelação Amália, com quem o seu talento já foi comparado várias vezes.

No início de 2015 Gisela João brindou os portugueses com dois espetáculos em duas das mais emblemáticas salas de Portugal: Coliseu dos Recreios e Coliseu do Porto.

ARCOS DE VALDEVEZ RECEBE CONCERTO DE MÚSICA POP ROCK

MÚSICA/ POP ROCK:

26 de Fevereiro

sexta às 23h00

EMMY CURL +

A JIGSAW & THE GREAT MOONSHINERS BAND

Inserido no SONS DE VEZ!

14º Mostra de Música Moderna Portuguesa de AVV

Pré-venda e reserva de bilhetes a partir de 22 de Fevereiro.

Preço único: €6,00. (sem lugar marcado)

Limite de reservas: 4 bilhetes/pessoa | Limite venda directa: 8 bilhetes/pessoa

Auditório da Casa das Artes

Emmy Curl é o alter-ego de Catarina Miranda, nascida em 1990 em Vila Real. Começou pelo nome emmy e agregou Curl (caracol), pois desde sempre que desenha espirais. Criada no seio de uma família de artistas, emmy Curl complementa a sua música, sonhadora e colorida, com a paixão que tem por outras áreas, como a fotografia, a arte e a moda, tendo criado uma oficina de costura que a ajudou a financiar as suas criações musicais. Aos onze anos compôs a sua primeira canção, e com apenas quinze anos começou a produzir sozinha as suas próprias músicas no estúdio do seu pai.

emmy Curl é uma artista que nos últimos anos tem construído um lugar muito especial na indie pop nacional, e gosta de assumir o controlo de todas as fases de gravação das suas músicas, desde a produção ao trabalho gráfico. Promete vencer a prova de fogo do primeiro álbum, concretizando as preciosas indicações que vem apresentando nos EP’s e nos palcos, bem como no primeiro single “Come Closer”, e “Amory”, segundo single do novo álbum “Navia”. O seu percurso tranquilo, mas sólido, foi enriquecido com o lançamento deste seu disco de estreia. emmy Curl tem o que todas as mentes criativas de todas as idades aspiram ter: um universo próprio, perfeitamente desenhado e cheio de som e imagem. É no palco que ela combina todas as suas vocações, e que nos transporta numa travessia musical… um encontro de cumplicidade com todos os que entram no espírito de “Navia” e da sua comandante emmy, uma figura delicada e luminosa, que enche o palco e orienta a travessia. 

Uma viagem incrível, a não perder.

Em 2012, a revista francesa Les Inrockuptibles afirmava que a Jigsaw era uma banda a seguir. Dois anos depois, a mesma revista volta a colocá-los juntos de nomes como Tom Waits e Leonard Cohen, reforçando a ideia de que o duo conimbricense não deveria ser perdido de vista. E não é para menos. Três anos depois da edição do seu último trabalho de estúdio, “Drunken Sailors & Happy Pirates”, os multi-instrumentistas Jorri e João Rui regressaram com o novo álbum “No True Magic”. A dupla mantém-se fiel à sonoridade que a distingue no panorama musical português e internacional, e as raízes são as mesmas: o folk, o blues, a literatura e um conceito: “a imortalidade”. À semelhança dos trabalhos anteriores, enraizados na literatura e estruturados em torno de conceitos como a “perda da inocência” e a “construção da identidade”, os a Jigsaw falam-nos agora da “imortalidade”. “No True Magic” aborda a questão da suspensão da mortalidade, a possibilidade de até ao fim acreditarmos na promessa dos milagres, ou no milagre maior da imortalidade, mesmo que saibamos e aceitamos os termos da nossa mortalidade. O álbum conta com a presença feminina da norte-americana Carla Torgerson (The Walkabouts, Tindersticks), que junta a sua voz à de João Rui no dueto “Black Jewelled Moon”. Nos concertos de apresentação do novo álbum, a Jigsaw fazem-se acompanhar por “The Great Moonshiners Band” (nome que recorda os produtores de whisky ilegal, destilado durante a noite, nos tempos da Lei Seca), uma banda de suporte criada especificamente para o efeito, que é composta por Guilherme Pimenta, Maria Côrte, Pedro Serra e Vitor Torpedo.

BRAGA É REFERÊNCIA DE PARTICIPAÇÃO CÍVICA DOS CIDADÃOS

Livro sobre ‘Jovens e a Política’ apresentado na CIAJ

‘A Cidade de Braga é uma referência nacional pelo comportamento e pela participação cívica dos seus cidadãos”. A opinião foi manifestada por José Miguel Bettencourt, durante a apresentação pública do seu livro ‘Jovens e a Política’, que teve lugar hoje, 26 de Fevereiro, em Braga, numa cerimónia realizada no âmbito da Capital Ibero-Americana da Juventude (CIAJ) Braga 2016.

foto 5

Na sessão, realizada no gnration e que contou com a participação de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal, José Miguel Bettencourt sublinhou que “Braga é o melhor local” para falar sobre questões de Juventude e sobre participação cívica. “Além de ser um exemplo nacional das boas práticas de gestão e governação autárquica, Braga é uma das cidades mais jovens do país e tem liderado a criação de jovens empresas”, referiu, sublinhando ainda o facto de “Braga estar a despertar a consciência cívica e a participação dos cidadãos no país”.

foto 4

Por seu turno, o Autarca Bracarense congratulou-se com o facto do autor escolhido Braga para a apresentação da sua obra, que ajuda a reflectir e a formar uma opinião mais fundamentada e alargada sobre a Política e a sua relação com os cidadãos, em particular com os jovens.

“Desde há muitos anos venho lutando para que os jovens tenham uma participação plena e intensa na vida pública, para que se sintam ouvidos, mas responsabilizados por essa mesma participação. Neste sentido, foi com muito gosto que aceitamos o repto que o José Miguel Bettencourt nos fez para apresentar aqui o seu livro, pouco tempo depois de Braga ter sido designada como Capital Ibero-Americana da Juventude 2016”, afirmou Ricardo Rio

A par de dirigentes associativos de Juventude nacional e regional, a cerimónia contou com a participação de Rolando Silva, em representação do director Regional do Instituto Português da Juventude e Desporto (IPDJ), de Hugo Carvalho, presidente do Conselho Nacional de Juventude, e de Júlio Oliveira, da Federação Nacional de Associações Juvenis FNAJ. 

O livro ‘Jovens e a Política’ conta com prefácio de Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República eleito, com Nota de Apresentação de Mota Amaral e posfácio de Jaime Gama. A obra reúne ainda depoimentos inéditos de personalidades dos mais variados quadrantes políticos portugueses, como: Adriano Moreira, João Carlos Espada, João Dias da Silva, Luís Campos e Cunha, Miguel Morgado, Mota Amaral, Paulo Almeida Sande, Paulo Teixeira Pinto, Pedro Magalhães e Rui Oliveira e Costa.

José Miguel Bettencourt faz um “retracto da Juventude Política, do passado à actualidade, abordando essencialmente a relação entre a Política e as Novas Gerações. O autor analisa dados e estudos sobre a participação cívica e partidária dos portugueses, em geral, e, em particular, dos mais jovens, tentando entender aspectos importantes como o dos preocupantes índices de abstenção. 

Pretendendo fazer uma reflexão sobre o sistema político, partidário e eleitoral português, este estudo apresenta as perspectivas críticas e diferentes soluções para a realização de uma reforma eleitoral e partidária, em Portugal.

foto 1

PRIMEIRO-MINISTRO PRESIDE ÀS COMEMORAÇÕES DO DIA DE PONTE DE LIMA

CIPVV – Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde. 4 de Março

O Primeiro-ministro, António Costa, é o convidado de honra das cerimónias oficiais do Dia de Ponte de Lima, que se celebram no próximo dia 4 de Março.

Esta efeméride que comemora a entrega da Carta de Foral pela Rainha D. Teresa e seu filho a Ponte de Lima no ano de 1125, ficará assinalada com a inauguração do CIPVV - Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde.

O Centro de Interpretação e Promoção do Vinho Verde, localizado no Centro Histórico de Ponte de Lima, terá dimensão Regional. Será uma estrutura abrangente de molde a incorporar elementos alusivos à diversidade e identidade das nove Sub-regiões em que atualmente se subdivide a Região Demarcada dos Vinhos Verdes, na perspetiva da promoção do vinho e divulgação do património vitivinícola.

Ademais, está instalado num dos mais emblemáticos edifícios da história limiana e característico da arquitetura urbana da Região Minhota: a Casa Torreada dos Barbosa Aranha, classificada como IIP - Imóvel de Interesse Público desde 1977.

O investimento associado à reconstrução do edifício, foi objeto de uma candidatura infraestrutural, aprovada pelo ON.2 no âmbito da Valorização Económica dos Recursos Específicos – Bolsa de Mérito à Execução Municipal, a uma taxa de 85% FEDER.

Ainda ao abrigo de uma candidatura apresentada pela Comissão de Viticultura da Região dos Vinhos Verdes em parceria com o Município de Ponte de Lima à Estratégia de Eficiência Coletiva - PROVERE Minho IN, foi aprovada pela Comissão Diretiva do ON.2 – O Novo Norte, o projeto Enoturismo Minho IN II, que tem como principais objetivos potenciar e melhorar o funcionamento da Rota dos Vinhos Verdes, bem como, transformar o Minho no primeiro destino enoturístico nacional, com relevância internacional, tendo como mote a cultura do vinho e da vinha e o seu património.

A abertura oficial está marcada para as 17 horas, no CIPVV e precede a sessão Solene do Dia de Ponte de Lima, às 18 horas no Auditório Municipal, e o Concerto pela Orquestra de Câmara da Guarda Nacional Republicana, às 22 horas no Teatro Diogo Bernardes.

O programa das comemorações do Dia de Ponte de Lima prolonga-se pelo fim-de-semana, com as seguintes ações:

5 de Março

16h00 Inauguração da Exposição “Caminhos – O encaixe (bilros) e os bordados no Caminho Português de Santiago”

Torre da Cadeia Velha

21h00 Encontro Concelhio de Tocadores de Concertina

Centro Histórico e Largo de Camões (Auditório Rio Lima em caso de chuva)

Org. Associação de Folclore de Ponte de Lima | Apoio MPL

22h00 Teresa Salgueiro

Teatro Diogo Bernardes

6 de Março

10h00 Encontro Concelhio de Bombos

Centro Histórico e encerramento no Largo de Camões

10h00 III Maratona Limiana em BTT

Org. Batotas e ACM | Apoio MPL

15h00 Desfile da Tradição, com a participação de todos os Grupos de Folclore do Concelho

Zona Ribeirinha

Org. Associação de Folclore de Ponte de Lima | Apoio MPL

MELGAÇO DEBATE INTERNACIONALIZAÇÃO E FINANCIAMENTO NO SETOR AGROALIMENTAR

BICMINHO DISCUTIU AS PRINCIPAIS OPORTUNIDADES, APOIOS E INCENTIVOS QUE AS PME DA EURO-REGIÃO NORTE DE PORTUGAL - GALIZA TÊM AO SEU DISPOR

MELGAÇO DEBATEU A INTERNACIONALIZAÇÃO E O FINAN

O BICMINHO, em cooperação com a Câmara Municipal de Melgaço, a ANFACO-CECOPESCA, a Confederación de Empresarios de Lugo e o Centro Tecnolóxico da Carne, reuniu vários convidados nacionais e galegos de áreas como o apoio ao financiamento e investimento, governo e internacionalização, em Melgaço. O evento que decorreu esta tarde (26 de fevereiro), no Salão Nobre da Câmara Municipal de Melgaço, marcou o encerramento do projeto LANPYMEXPORT.

«É ESSENCIAL PARA O TECIDO EMPRESARIAL TER O PODER NAS SUAS MÃOS E SÓ TERÁ ESSE PODER SE ADQUIRIR CONHECIMENTO DAS FERRAMENTAS CERTAS» - MANOEL BATISTA, PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE MELGAÇO

MELGAÇO DEBATEU A INTERNACIONALIZAÇÃO E O FINAN

No momento da abertura dos trabalhos, o Presidente da Câmara Municipal de Melgaço, Manoel Batista, sublinhou que «a autarquia tem a noção clara que é essencial para o tecido empresarial ter o poder nas suas mãos e só terá esse poder se adquirir conhecimento. Conhecimento das ferramentas certas e adequadas para fazer a atividade crescer». Referiu ainda que«a Câmara Municipal de Melgaço traz, através destas ações, esse conhecimento ao tecido empresarial para que as empresas possam crescer e garantir riqueza e desenvolvimento para a região, para que sejam motores de crescimento. Traz esse conhecimento em duas áreas essenciais: o financiamento e a internacionalização». A abertura do seminário esteve igualmente a cargo do Presidente do BICMINHO, André Vieira de Castro, e do Adjunto a Secretaria General de ANFACO-CECOPESCAO.

A tendência para a crescente globalização da concorrência e dos mercados, o número cada vez mais vasto de setores e de atividades e a explosão da Internet fazem com que a Internacionalização faça parte integrante das preocupações estratégicas das empresas. Surgem novos desafios e é necessário definir com clareza uma estratégia sustentável. Foi nesse sentido que o evento, intitulado “Indústria Agroalimentar – Desafios e Soluções para o Financiamento e a Internacionalização”, veio dar a conhecer às empresas as principais soluções de financiamento e internacionalização que estão ao seu dispor, bem como identificar e dinamizar um conjunto de contactos comerciais que se concretizem em vendas e oportunidades de negócio.

Assim, e pelas 15h00, foi debatido o «Setor Agroalimentar na Euro-região Norte de Portugal – Galiza: desafios e oportunidades», com as intervenções de Mário João de Sousa Barbosa Araújo e Silva, Diretor Regional Adjunto de Agricultura e Pescas do Norte, e Higinio Mougán Bouzón, Director-Gerente de AGACA - Unión de Cooperativas Asociación Gallega de Cooperativas Agrarias. O momento foi moderado por D. Xosé Lago, Secretario, Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial Galicia-Norte de Portugal. 

Cerca de uma hora depois falou-se de «Como exportar com sucesso no sector agroalimentar: Case study “Projeto LANPYME Export”», com a moderação de Nuno Gomes, Administrador Executivo do BICMINHO, e com as intervenções de Xosé Ramón Vázquez Pérez, Coordinador OTRI de ANFACO-CECOPESCA, António de La Cruz, Partner da EOSA CONSULTORES, e João Paulo Ferreira, Diretor Internacionalização BICMINHO.

Pelas 17h15 o debate foi aberto a todos os presentes para trocas de ideias e dúvidas, com o encerramento a acontecer pelas 17h30.

Programa aqui.

MELGAÇO DEBATEU A INTERNACIONALIZAÇÃO E O FINAN

PONTE DE LIMA APOSTA NOS PRODUTOS DE EXCELÊNCIA

I Feira 100% Agrolimiano

O Município de Ponte de Lima promove nos dias 27 e 28 de fevereiro a I Feira 100% Agrolimiano – certame que visa promover todo o setor agroalimentar do concelho, um território onde a produção de qualidade é uma marca distintiva e um fator de promoção e atração.

Visite a excelência do mundo rural de Ponte de Lima, onde pode encontrar a venda e exposição de Vinho Loureiro e Vinhão, Enchidos e Fumados, Leite, Carne de Raças Autóctones, Cavalos, Fruta, Sidra, Mel, Cogumelos, Caracóis, e outros produtos 100% limianos! Vai ser apresentada uma mostra dos diversos produtos endógenos, de prestadores de serviços para o mundo rural, atividades equestres, workshops, showcookings, degustações, entre outros.

Assim, em colaboração com os parceiros deste evento, estão agendadas sessões de esclarecimento sobre “Subsídios Agrícolas RPB, MZD, MAA e Animais”, às 15 horas do dia 27, promovido pela CAP – entre Douro e Minho; segue-se a temática sobre “Bolsa Nacional de Terras” a cargo da Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural e Pescas do Norte. Para o primeiro dia estão ainda programados três workshops sobre “Produção de Cogumelos”, pela Engª Adelina Reis e “Produção de Mel”, pelo Dr. Paulo Garrido, ambos promovidos pela Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Ponte de Lima.

Novas Culturas/Novas Oportunidades” é o terceiro workshop do dia, será às 18h45, da responsabilidade do Engº Nelson Lima do Viveiro Lima.

O programa do dia 28 inclui a apresentação da “Poda de Mirtilos”, um workshop que está sob a chancela da empresa limiana Fragâncias Vermelhas. Segue-se mais um tema, sobre um produto de excelência do concelho e da região, “O Loureiro – da Viticultura à Enologia” apresentado pela Blue Wine.

Em análise estarão ainda os queijos com o tema “Queijo fresco e iogurte de leite de vaca Minhota” promovido pela APACRA – Associação Portuguesa dos Criadores de Bovinos de Raça Minhota.

O Shwcooking sobre “Caracóis” pelo Chef Daniel Pinheiro, da Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural está marcado para as 16h30 de domingo, seguindo-se às 17h30 “Variedades Regionais de Macieira: Recuperando um Património Perdido”, a cargo do Dr. Raul Rodrigues, da Escola Superior Agrária de Ponte de Lima. A temática dos workshops termina com a degustação de Sidra, pela marca Sidra Corrupia.

Com um programa abrangente, dirigido a profissionais e ao público em geral, com exposição de animais e atividades equestres, esta I Feira 100% Agrolimiano, pretende cativar profissionais, distribuidores, empresários e consumidores para a excelência do mundo rural de Ponte de Lima.

BRAGA APOSTA NA NANOTECNOLOGIA

 

Semana dedicada à arquitectura viva decorreu de 22 a 26 de Fevereiro. ´Algae Folly´ aproximou a comunidade da ciência e do INL

O INL - Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia, em parceria com a Câmara Municipal de Braga e o Centro de Investigação de Biologia Molecular e Ambiental da Universidade do Minho, promoveu durante esta semana diversas aulas abertas à comunidade escolar sobre o Urgan Algae Folly.

2

Ao longo destes cinco dias, foram seis as Escolas que aderiram ao projecto e conheceram melhor a importância que este tipo de estruturas terá no nosso futuro. Cada aula teve a duração aproximada de uma hora, com cerca de 25 participantes cada.

O tema destas aulas abertas, leccionadas por investigadores do INL e professores da Universidade do Minho, foi “Cidades bio-inspiradas e alavancadas pela Nanotecnologia - Detectar, alimentar e comunicar são algumas das características distintivas de organismos vivos”. Os participantes tiveram oportunidade de recolher amostras no local e visualizá-las, percebendo, assim, o contexto físico destas estruturas.

3

A última aula desta iniciativa, leccionada a uma turma de Química do 12º ano do Colégio D. Diogo de Sousa, contou com a presença de Ricardo Rio presidente da Câmara Municipal de Braga, e de Lars Montelius, director do INL. Na ocasião, o Edil salientou a importância de aproximar os cidadãos à ciência, em especial os mais novos.  “O Algae Folly é um foco de disseminação da ciência e um factor de ligação entre o INL e a comunidade. Em ambas as perspectivas os Bracarenses têm vindo a desfrutar de forma muito interessente desta estrutura viva bio-digital, potenciando ao máximo o investimento efectuado”, afirmou.

5

Por seu turno, Lars Montelius garantiu que é muito importante criar interesse pela ciência nos alunos, levando a que estes, no futuro, optem por exercer a sua actividade profissional nessa área. Sobre a presença do Algae Folly no centro da Cidade, o director do INL sublinhou que a experiência foi um tremendo sucesso, gerando um enorme interesse na comunidade.

6

MUNICÍPIO DE CAMINHA VAI EXECUTAR QUATRO PROJETOS ESCOLHIDOS PELOS CIDADÃOS

Orçamento Participativo de Caminha é percentualmente o segundo mais votado do país, dentro do grupo de municípios que recorre apenas à votação presencial.

Recuperação do espaço envolvente ao Dólmen da Barrosa (Vila Praia de Âncora); Adaptação do Centro Cultural de Gondar para Unidade de Apoio Domiciliário (Gondar); Reparação do Cais da Rua e Colocação de Guindaste para embarcações (Caminha) e Rede Wi-Fi para as freguesias das Argas, são os 4 projetos vencedores do 1º Orçamento Participativo de Caminha. Os projetos escolhidos pelos caminhenses foram hoje anunciados por Miguel Alves.

apresentação vencedores OP

A cerimónia de apresentação dos projetos vencedores do 1º Orçamento Participativo de Caminha decorreu hoje, ao final da tarde, no Salão Nobre dos Paços do Concelho e contou com a presença da maioria dos proponentes das propostas.

O Orçamento Participativo de Caminha assenta num modelo de participação inovador, através do qual os participantes apresentaram propostas e decidiram os projetos que consideram ser os mais prioritários, até 180 mil euros. A verba contemplada no Orçamento Participativo ultrapassa o valor de IRS que os munícipes do concelho pagaram durante o ano de 2015, porque foram selecionados quatro e não três projetos.

Assim, dos 14 projetos a votação, os votantes escolheram com em primeiro lugar, com 715 votos, a Recuperação do espaço envolvente ao Dólmen da Barrosa (Vila praia de Âncora); em segundo lugar, com 648 votos, a Adaptação do Centro Cultural de Gondar para Unidade de Apoio Domiciliário; em terceiro lugar, com 628 votos, a Reparação do Cais da Rua e Colocação de Guindaste para embarcações (Caminha) e em quarto lugar com 578 votos, a Rede Wi-Fi para as freguesias das Argas.

A Recuperação do espaço envolvente ao Dólmen da Barrosa (Vila Praia de Âncora) é um projeto avaliado em 60 mil euros e prevê intervenção nos muros, plantação de espécies autóctones, instalação de mobiliário urbano e remoção da pista de skate.

A Adaptação do Centro Cultural de Gondar para Unidade de Apoio Domiciliário é um projeto orçado em 60 mil euros e prevê a requalificação e adaptação do edifico onde atualmente funciona o Centro Cultural de Gondar para unidade de apoio domiciliário, destinada à população das freguesias do interior do concelho.

A Reparação do Cais da Rua e Colocação de Guindaste para embarcações (Caminha) é um projeto avaliado em 35 mil euros e prevê a reabilitação estrutural e a melhoria das condições de utilização do cais da Rua, em Caminha e a instalação de um guindaste para elevação de embarcações.

A Rede Wi-Fi para as freguesias das Argas e Dem é um projeto orçado em 40 mil euros e prevê a criação de rede internet para todos na área da União de Freguesia de Arga e Dem através da implementação de rede WI-Fi, gratuita para todo a população.

Os resultados deste 1º Orçamento Participativo são bastante satisfatórios. Um universo de 2.122 pessoas escolheu os quatro projetos que querem ver concretizados no concelho de Caminha, o que equivale a 4.244 votos. Verifica-se ainda que os 4 projetos vencedores arrecadaram 2.569 dos votos, o que representa 60,5% do total de votantes no Orçamento Participativo.

Tendo em conta que o universo de votantes do Orçamento Participativo (pessoas com 16 e + anos (INE)) era de 14.481, conclui-se que no concelho de Caminha votaram 14,65% das pessoas que integram o universo de potenciais votantes do Orçamento Participativo, o que faz de Caminha o segundo Orçamento Participativo percentualmente mais votado do país, dentro do grupo de municípios que recorre apenas à votação presencial. O mais votado foi o da Lousã, em 2015, com 15,1%. Também se conclui que é a terceira percentagem mais elevada de votantes numa primeira edição do Orçamento Participativo, em Portugal, independentemente do sistema de votação adotado (presencial, internet ou SMS); e é a quarta percentagem mais elevada de sempre, verificada nos Orçamento Participativo em Portugal, independentemente do sistema de votação (apenas atrás da Lourinhã, Cascais e Lousã).

Recorda-se que o Orçamento Participativo começou com os encontros de participação que decorreram em outubro de 2015 e nos quais os cidadãos disseram o que querem que a Câmara faça com os seus impostos. No total, esses encontros mobilizaram mais de 250 cidadãos, que trabalharam com equipas da Câmara Municipal, formadas por funcionários que se ocuparam da organização e moderação dos seis encontros. Posteriormente foram analisados pela equipa técnica do Município. De 18 de janeiro a 11 de fevereiro, os 14 projetos selecionados estiveram a votação e foram escolhidos por 2.122 pessoas.

ESPOSENDE CONVIDA JOÃO RIBEIRO PARA PARTICIPAR NA ENTREGA DOS GALARDÕES COSME DAMIÃO

João Ribeiro convidado para a cerimónia Galardões Cosme Damião

João Ribeiro foi convidado a participar na cerimónia de entrega dos galardões Cosme Damião, que serão entregues no próximo domingo, dia 28, no teatro Camões em Lisboa.

“É com muita satisfação que estarei presente nesta cerimónia onde o mérito será reconhecido e onde o meu clube comemora mais um ano de existência. É um enorme orgulho pertencer à família do Sport Lisboa e Benfica.”

Nesta noite serão conhecidas as figuras, equipas e projetos, que se destacaram no Universo Benfica no ano de 2015. Formação, Atleta de Alta Competição, Treinador do Ano, Inovação, Modalidade, Revelação do Ano, Futebolista, são as 7 categorias que estiveram em votação e por atribuição direta serão ainda atribuídos os galardões "Carreira", "Homenagem", "Mérito e Dedicação", "Projeto do Ano", "Parceiro" e "Casas do Benfica".

Para além da entrega dos galardões a cerimónia assinala também o 112 º aniversário da fundação do clube.

CABECEIRAS DE BASTO HOMENAGEIA PILOTO HÉLDER MIRANDA E NAVEGADOR RUI TEIXEIRA

Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto aprova Voto de Louvor ao piloto Hélder Miranda e ao navegador Rui Teixeira

O Executivo Municipal de Cabeceiras de Basto, sob a presidência de Francisco Alves, aprovou por unanimidade hoje, dia 26 de fevereiro, em reunião camarária, um Voto de Louvor, Congratulação e Regozijo à dupla de cabeceirenses Hélder Gonçalves Miranda (piloto) e Rui Miguel Pacheco Teixeira (navegador) que se sagrou, em 2015, campeã regional FPAK Norte ao volante de um Seat Ibiza de duas rodas motrizes ao vencer na classe X2 o Rali Serras de Fafe e o Rali de Amarante/Baião e ao obter um segundo lugar no Rali Cidade de Guimarães.

Mosteiro de S. Miguel de Refojos

O piloto Hélder Miranda, de 35 anos de idade, e o seu navegador Rui Teixeira, de 30, ambos naturais de Refojos de Basto, demonstraram, apesar das dificuldades e dos elevados custos na preparação e manutenção do carro de competição, uma apaixonada dedicação pelo desporto automóvel com resultados francamente positivos, motivos que levaram a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto a aprovar um voto de louvor, congratulação e regozijo ao piloto e navegador pelo êxito conseguido ao sagrarem-se campeões regionais FPAK Norte, na classe X2, no ano de 2015, feito que contribuiu para reforçar o prestígio e a imagem de Cabeceiras de Basto.

Tendo em vista a integração do Museu das Terras de Basto na Rede Portuguesa de Museus, o executivo municipal aprovou por unanimidade a abertura de procedimentos para a elaboração do Regulamento Interno do Museu das Terras de Basto; do Regulamento de Política de Incorporação do Museu das Terras de Basto; bem como das Normas e Procedimentos de Conservação Preventiva do Museu, documentos necessários à credenciação do Museu das Terras de Basto naquela Rede. Para o efeito, foi fixado o prazo de dez dias para a constituição de interessados e para a apresentação de contributos para a elaboração dos referidos projetos de regulamento.

De salientar que o Museu das Terras de Basto foi inaugurado em 23 de maio de 2004, sendo hoje composto por três núcleos museológicos – o Núcleo Ferroviário do Arco de Baúlhe, o Núcleo de Arte Sacra e a Casa da Lã.

São objetivos do Museu inventariar, estudar, conservar o acervo à sua guarda, preservar e valorizar o património cultural material e imaterial do concelho de Cabeceiras de Basto, expor e divulgar as coleções com fins científicos, educativos e lúdicos, procurando chegar a diversificado tipo de público.

Nesta reunião foi analisada a proposta dos vereadores do Grupo Independentes por Cabeceiras para “livrar as Escolas de Cabeceiras de Basto do amianto”, tendo em vista “eliminar situações de perigo para a saúde dos alunos e adultos”, lê-se no documento.

A Câmara Municipal deliberou aprovar a presente proposta tendo, na oportunidade, sido referido que o levantamento já se encontra em elaboração e que a Câmara Municipal tudo fez junto da CIM do Ave para candidatar as intervenções necessárias à substituição do amianto mas que, infelizmente, não foi contemplada, nesta fase, com qualquer apoio financeiro. Espera-se que eventualmente através de outros programas se possa obter o financiamento para estas obras.

Foi também aprovada por unanimidade nesta reunião a abertura de concursos para a elaboração de projetos que visam o restauro das coberturas do Mosteiro, bem como a resolução de patologias da fachada principal da Igreja e das torres sineiras, projetos que têm em vista a preparação das candidaturas a fundos comunitários.

A Câmara Municipal tem vindo a investir na conservação e restauro do Mosteiro, designadamente, no órgão de tubos, coro alto, telhados, claustros, núcleo museológico de arte sacra na antiga sacristia, entre muitas outras intervenções, sendo seu objetivo continuar a trabalhar no sentido de defender o Património e valorizar este Mosteiro que queremos ver inscrito na Lista Indicativa do Património Cultural da Humanidade da UNESCO.