Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

FOLCLORE DO MINHO TEM FLORINHAS EM SINTRA

O Grupo Folclórico As Florinhas do Alto Minho comemora 13 anos de existência a representar o folclore do Minho na região de Lisboa. Sediado no concelho de Sintra, mais concretamente em Sacotes, na Freguesia de Algueirão-Mem Martins, este agrupamento é constituído maioritariamente por minhotos oriundos do concelho de Paredes de Coura e seus descendentes.

A festa do seu aniversário vai ter lugar no próximo dia 6 de março, a partir das 12h30, nas suas instalações sitas em Sacotes, na Rua da Beijoquinha, Vivenda Esteves, no Algueirão.

Para participar nesta festa basta fazer a reserva de lugares (contribuição de 10 Florinhas por pessoa) para o seguinte número: 917242171 - Sr. Manuel Esteves

Programa:

13:00 - Almoço de convívio em celebração ao aniversário do grupo. A ementa será Feijoada à Minhota.

15:30 - Início da atuação de Eugénio Palma e seu acordeão num lindo cantar alentejano, seguido da atuação do Grupo Folclórico As Florinhas do Alto Minho.

17:30 - Cantar dos Parabéns ao Grupo Folclórico e partilha do seu bolo de Aniversário.

JOVENS VIMARANENSES DEBATEM O AMBIENTE

LABORATÓRIO DA PAISAGEM RECEBE NOVA SESSÃO EM MARÇO

Jovens vimaranenses discutem questões ambientais na 1ª edição do Eco-Parlamento

Estudantes de Guimarães do ensino básico deram início à primeira edição de um parlamento ambiental para jovens, apresentando sete propostas tendo em vista um desenvolvimento sustentável ao nível local. Final decorrerá no mês de abril.

Guimaraes_Eco-Parlamento

Alunos de sete escolas de Guimarães participaram nesta quinta-feira de manhã, 18 de fevereiro, no auditório do Laboratório da Paisagem, na sessão inaugural do Eco-Parlamento, iniciativa que tem este ano a sua primeira edição e que está inserida no programa ambiental PEGADAS, promovido pelo Município de Guimarães.

No primeiro debate, os alunos dos agrupamentos de escolas de Abação, Professor Abel Salazar, D. Afonso Henriques, Fernando Távora, Pevidém, Taipas e do Vale de S. Torcato identificaram problemas e apresentaram propostas para um desenvolvimento sustentável ao nível local. Ao longo de duas horas, os jovens estudantes de diferentes níveis de ensino tiveram a oportunidade de participar ativamente num debate em tudo idêntico ao que acontece num original Parlamento, colocando em prática aprendizagens adquiridas em contexto escolar.

“Restaurar instalações industriais e transformá-las em ‘espaços do ambiente’, “Separação do Lixo – Recolha seletiva porta a porta do lixo”, “Cada gota conta”, “Dizer não à poluição!”, “Vamos cuidar do Rio Selho!”, “Substituição das placas de amianto da nossa escola” e “Requalificação da Ribeira de Couros” foram os desafios ambientais escolhidos pelos alunos dos sete agrupamentos escolares, que continuarão a defender, aprimorando cada proposta, na segunda sessão do Eco-Parlamento, marcada para março, também no Laboratório da Paisagem. A final acontecerá no mês de abril, no auditório da Universidade do Minho, em Guimarães.

Para além do PEGADAS, o Eco-Parlamento está enquadrado na estratégia do “Ano Internacional para o Entendimento Global – Construindo pontes entre os pensamentos globais e as ações locais” (IYGU) para 2016 e visa introduzir os jovens nos planos de desenvolvimento atuais, promovendo a participação de propostas que identifiquem desafios ambientais vimaranenses, procurando soluções sustentadas.

BRACARENSES REALIZAM VIA SACRA EM MAXIMINOS

Via Sacra de Maximinos é exemplo de compromisso e união da comunidade. Evento envolve cerca de 300 pessoas

A Via Sacra de Maximinos assume, este ano, uma nova dinâmica que lhe confere uma identidade própria. O evento, que terá lugar a 20 de Março, tem vindo a afirmar-se como uma iniciativa de relevo e ambiciona integrar o programa das Solenidades da Semana Santa de Braga.

CMB18022016SERGIOFREITAS000000739

Sob o tema ‘Misericórdia’, a XII edição da Via Sacra de Maximinos representa o esforço e o envolvimento de toda a comunidade. “Para lá do programa oficial das Solenidades, há mais Semana Santa em Braga. Existe um esforço de várias freguesias e de vários voluntários que dão corpo a projectos como a Via Sacra de Maximinos”, referiu Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a apresentação do evento, que decorreu esta Quinta-feira, 18 de Fevereiro, na sede da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade.

O evento conta com a participação de cerca de 300 pessoas que farão a recriação ao vivo das 15 estações da Paixão de Cristo, com início no lugar do Penedo até ao Monte de S. Gregório. A encenação terá o máximo de rigor e precisão possíveis, de forma a envolver e fomentar sentimentos e emoções. Para Ricardo Rio, o envolvimento da população neste evento “é um facto assinalável e sinónimo de compromisso entre toda a comunidade e instituições”, convidando os Bracarenses a “disfrutarem de mais um momento marcante na vida da Cidade”.

CMB18022016SERGIOFREITAS000000736

A Via Sacra de Maximinos tem vindo a valorizar-se ano após ano e a organização acredita que este seja o ano da confirmação. Como explicou Francisco Mota, coordenador geral do evento, ao objectivo é “transformar a Via Sacra de Maximinos numa referência da Semana Santa de Braga”. Para isso, a organização tem vindo a trabalhar “arduamente na valorização do evento, sem nunca deixar para trás o conceito original de Via Sacra, onde o papel preponderante se fixa nos momentos de devoção e oração”.

“Este é o ano da confirmação da Via Sacra de Maximinos. Esta edição pretende ver consolidados os patamares base de qualidade, para que seja reconhecida na Cidade como um evento com potencial para consagrar o turismo religioso em Braga, fazendo parte integrante do roteiro da Semana Santa”, referiu Francisco Mota, considerando prioritário abrir a participação a toda a comunidade, uma vez que “a paixão de cristo deve ser um momento vivido e preparado por todos”.

Esta foi uma opinião partilhada por Luís Pedroso, presidente da União de Freguesias de Maximinos, Sé e Cividade, para quem o envolvimento de toda comunidade é um factor distintivo e importante para a valorização e confirmação deste evento. “A Via Sacra de Maximinos será maior e melhor se a comunidade de Maximinos, da Sé e da Cividade aderir em massa, para que possamos enriquecer o evento quer em qualidade, quer em número de figurantes”.

A agregação das três freguesias fez com que os eventos ganhassem outra dimensão e uma nova identidade. “No Natal o Agrupamento de Escuteiros de Maximinos e a Artystika foram às Parretas para ajudar na realização de um evento. Agora é a vez da Associação de Moradores das Parretas a querer dar o seu contributo na dramatização da Via Sacra”, afirmou Luís Pedroso, acreditando que estão “reunidos todos os ingredientes para que este seja um evento de sucesso”.

CMB18022016SERGIOFREITAS000000735

PONTE DE LIMA APRESENTA MÚSICA PARA TODOS OS GOSTOS

Teatro Diogo Bernardes em Ponte de Lima apresenta durante o próximo fim-de-semana um programa cultural diversificado

THE HAPPY MESS (19 de Fevereiro – 21h30) / RODRIGO LEÃO (20 de Fevereiro – 21h30) / RECITAL DE VOZ, FLAUTA E HARPA (21 de Fevereiro – 21h30)

Entre sexta-feira e domingo, todas as noites a partir das 21h30, o Teatro Diogo Bernardes apresenta três concertos de alto nível e que vão de encontro aos mais diversificados públicos e gostos diferenciados.

Caberá aos The Happy Mess abrir este fim-de-semana de referência musical, grupo composto por Miguel Ribeiro (voz e guitarra), Rui Costa (teclados), Joana Duarte (voz e sintetizadores), João Pascoal (baixo) e Pedro Madeira (bateria).

The Happy Mess é um dos projectos acarinhados da Indie Pop-Rock em Portugal. Ao longo do percurso, os seus singles – ‘Morning Sun’ e ‘BackyardGirl’ – fizeram os primeiros lugares dos tops de rádios nacionais, assim como, marcaram presença em bandas sonoras (curtas-metragens, telenovelas e anúncios publicitários).

The Happy Mess tem divulgado a sua discografia em salas, auditórios e teatros de todo o país (Casa da Música, Hard Club, Centro Cultural de Belém) e em festivais nacionais (Vodafone Paredes de Coura, Super Bock Super Rock, MEO Marés Vivas, Festival do Crato, entre outros).

No dia seguinte, sábado, 20 de Fevereiro, num concerto que se encontra esgotado há tempos, subirá ao palco Rodrigo Leão, acompanhado por leque de músicos de excelência.

Dono de uma das mais importantes discografias do nosso país, o músico e compositor Rodrigo Leão tem conhecido o sucesso dentro e fora de portas, facto que lhe tem permitido ter convidados de peso nos seus discos, como aconteceu com Ryuichi Sakamoto ou Beth Gibbons (Portishead). E isso reflecte apenas uma intensa ética de trabalho que nasce de uma dedicação profunda à música, patente desde sempre na sua carreira.

Por último, principalmente para os amantes da música clássica, no domingo será uma excelente oportunidade para assistir ao Recital de Voz, Flauta e Harpa, com Angela Diel (Mezzo-Soprano), Eva-Mariana Nilsson Fornelos (Flauta) e Leandro Cardona (Harpa).

Eva-Mariana Nilsson Fornelos junta-se ao Duo Voz & Harpa, que reúne o harpista Leandro Petry Cardona, residente em Portugal e a renomada cantora, mezzo-soprano, Angela Diel, numa feliz combinação de canto com um dos mais antigos instrumentos, a harpa. O repertório inclui compositores europeus e brasileiros representativos de diversos estilos musicais, seja através de peças originais ou adaptadas para a actual formação.

Mais informações no Teatro Diogo Bernardes, pelo telefone 258 900 414 ou pelo email teatrodb@cm-pontedelima.pt

CELORICO DE BASTO APRESENTA EMPREENDIMENTO TURÍSTICO E CONTA COM A PRESENÇA DE MARCELO REBELO DE SOUSA

Celorico de Basto prepara-se para lançar o AGRA Wine Eco Resort.

Aldeamento Turístico, que inclui entre outras valências um hotel 5 estrelas com 60 quartos, fará parte da paisagem em Celorico de Basto. A cerimónia de apresentação do AGRA Wine Eco Resort está marcada para dia 25 de fevereiro, pelas 17h00, no Centro Cultural da Biblioteca Municipal Professor Doutor Marcelo Rebelo de Sousa.

Está tudo pronto para o arranque de um mega empreendimento turístico em Celorico de Basto. Uma infraestrutura que irá dar um impulso no setor turístico no concelho e na região.

“Este é um empreendimento muito importante para Celorico de Basto. As condições estão criadas e estou certo que será um investimento que irá trazer muitos benefícios para o concelho e para todo o território, quer ao nível do incremento turístico quer no que respeita à criação de riqueza e por consequência emprego,” disse o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.

De facto, trata-se de um projeto que será desenvolvido em 5 fases. A primeira e a segunda fase dizem respeito à definição da vinha e à implantação do Hotel 5 estrelas, composto por 60 quartos, restaurante, um pátio lounge que liga à piscina exterior, bar, sala de conferências, entre outras valência. A terceira fase é respeitante à implantação do restaurante, varandas do Tâmega e caminhos pedestres. A quarta fase visa a implantação do Alojamento Turístico ( T3 e T0) e a quinta fase é referente à implantação de vilas Residênce.

Na conclusão das 5 fases, este aldeamento turístico, terá 158 quartos repartidos pelas diferentes valências sendo 60 quartos no hotel, bungalows T0 com 20 quartos, bungalows T3 com 30 quartos, e 12 vilas Residênce T4 com um total de 48 quartos.

Um protejo turístico que teve a preocupação de procurar o equilíbrio entre a proposta construção/edifício e a paisagem natural bem patente com a implantação de uma vinha com 130.000m2.

Este Resort turístico advém de uma parceria entre a Câmara Municipal, a Qualidade de Basto EM e a empresa Tamus Palace, lda.

PONTE DE LIMA APRESENTA “DESENHOS PARA PESSOA” DA AUTORIA DE FERNANDO HILÁRIO

Apresentação, 19 de fevereiro / 18 horas - Biblioteca Municipal de Ponte de Lima

Realiza-se na Biblioteca Municipal de Ponte de Lima, amanhã, 19 de fevereiro, pelas 18 horas, a apresentação do livro "Desenhos para Pessoa" da autoria de Fernando Hilário.

Trata-se de uma obra original no panorama editorial português, que conjugada de forma harmoniosa, apresenta textos do poeta Fernando Pessoa, enriquecidos com centenas de desenhos do autor Fernando Hilário, concebidos de forma original e criativa.

Um livro que alia a mestria do texto e o talento do desenho para amantes de Fernando Pessoa e para aficionados da arte em geral.

FERNANDO HILÁRIO nasceu no Porto, a 19 de janeiro de 1953. Licenciou-se em Letras e doutorou-se em Teoria da Literatura e Literatura Comparada. Foi professor do ensino secundário e do ensino superior privado e público.

Nas décadas de 1980 e 90, colaborou com a Editora ASA em projetos relacionados com a publicação de livros didáticos. Trabalhou na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico do Porto e com a Faculdade de Letras da Universidade do Porto na área da formação pedagógica de professores. É membro investigador do CLEPUL (Cento de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa).

Foi cofundador do Centro de línguas e literaturas da UFP, Ponte de Lima. Tem obra publicada nas áreas do Modernismo português, das Artes plásticas e da Literatura angolana.

Atualmente, desenvolve trabalho de investigação na área da Poesia de expressão significante. Tem colaboração dispersa na imprensa escrita. Durante a última década de 1900, publicou no Jornal de Notícias do Porto a rubrica “Escrita de mel e água” (crónicas e contos).

Em 1987, fez parte da Direção da Associação de Escritores de Gaia. Recebeu vários prémios de poesia, tendo publicado os livros “Tempo Instante” (2003) e “A idade das paisagens anteriores” (2009).

Tem desenvolvido trabalho de ilustração gráfica de projetos editorias e divulgação de eventos. Pintor e escultor. Expõe pintura desde 1980. Vive em Vilar do Monte, onde fixou residência nos finais da década de 90.

MINHOTOS VÃO AOS FADOS NA AMADORA

A Associação Rancho Folclórico Alegria do Minho/Assorpim leva a efeito uma sessão de fados, ater lugar no próximo dia 20 de março, pelas 15 horas, nas instalações da Associação de Solidariedade Social para Reformados, Pensionistas e Idosos da Freguesia da Mina de Água (ASSORPIM).

As inscrições são limitadas pelo que, quem estiver interessado, deverá inscrever-se diretamente na ASSORPIM ou através dos seguintes contactos: 969 926 763 / 961 023 083. O preço de cada inscrição é de 10€.

E, a acompanhar o trinar das guitarras, o “programa” inclui chouriço, queijos, presunto, pão, broa, caldo verde, água, vinhos, sumos e arroz doce.

MINHOTOS LEVAM FOLCLORE A LOURES

O Rancho Folclórico e Etnográfico “Verde Minho”, leva a efeito no próximo dia 28 de Maio, na cidade de Loures, mais uma grandiosa edição do Encontro de Culturas Verde Minho.

O festival tem como cenário a magnífica réplica das ruínas de S. Paulo, em Macau, a qual serviu de fachada ao Pavilhão de Macau na Expo’98. Naquele local vão desfilar os usos e costumes das nossas gentes, exibindo as suas tradições, as danças e cantares, ao som da concertina e do cavaquinho e ao ritmo dos bombos e dos reco-recos, das castanholas e dos ferrinhos, mostrando como se canta e dança o vira e o malhão, a chula a rusga e a cana-verde.

Pelas 16 horas no Parque da Cidade, serão abertos os pavilhões, com artesanato e gastronomia do Minho, animados por vários grupos de tocadores em concertina.

Às 17,30 horas terá lugar a entrega de lembranças e imposição de insígnias nos estandartes dos grupos, em cerimónia solene a ter lugar nos Paços do Concelho onde serão recebidos pelos autarcas do município de Loures. Às 18,00 horas, dar-se-á início ao Desfile Etnográfico a partir do largo fronteiro aos Paços do Concelho, rumo ao Jardim da Cidade. Às 19,00 horas, os grupos realizam um Jantar convívio no Restaurante CopaCabana. E, finalmente, às 21,00 horas, ocorrerá a exibição em palco, no Jardim da Cidade, dos grupos participantes.

Verde Minho - Loures 099

Além do anfitrião Grupo Folclórico e Etnográfico Verde Minho – (Minho), sediado em Loures, participam ainda no evento o Rancho Folclórico “Os Moleiros da Ribeira”, de Olival, o Grupo de Bombos Zés Pereiras os Baianenses – Baião (Alto Douro); o Grupo de Bombos da Associação de Melhoramentos das Mercês – Mem Martins, Sintra (Região Saloia); o Rancho Folclore da Aguçadoura - Povoa de Varzim (Douro Litoral); o Rancho Folclórico As Vendedeiras Saloias de Sintra – Mem Martins, Sintra (Região Saloia) e o Rancho Folclórico D. Nuno Alvares Pereira -Leça do Balio – Matosinhos (Douro Litoral).

Constituído por minhotos e seus descendentes, o Grupo Folclórico e Etnográfico Verde Minho conta mais de duas décadas de existência a representar na região de Lisboa os usos e costumes das gentes do Minho, contribuindo simultaneamente para a preservação da sua identidade.

Verde Minho - Loures 186

CIM AVE LANÇA CONCURSO “CHEF IN.AVE” PARA AS ESCOLAS DO ENSINO PROFISSIONAL

1ª Edição – Ano letivo 2015/2016 - inscrições até 29 de fevereiro

A Comunidade Intermunicipal do Ave, pelos Municípios e escolas de Vizela, de Guimarães e de Vila Nova de Famalicão vão promover o Concurso CHEF IN.AVE, destinada aos alunos das escolas do ensino profissional, para a atribuição do Troféu Cozinheiro/Pasteleiro IN.AVE e Troféu Barman/Restaurante IN.AVE.

O tema geral das provas, definido pela Comunidade Intermunicipal do Ave, é a “Gastronomia Minhota o Passado, o Presente e o Futuro”. Com esta temática, pretende-se estabelecer um paralelo entre a tradição, a cozinha contemporânea, as novas técnicas e tendências do futuro.

Podem concorrer na primeira edição deste concurso, todos os alunos dos cursos de formação e educação de nível IV da área de hotelaria, dos seguintes estabelecimentos de ensino: Escola Profissional Profitecla;Escola Secundária Martins Sarmento; Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco; Didáxis – Vale S. Cosme; Oficina – Escola Profissional do Instituto Nun’Alvres; Escola Secundária D. Sancho I; Escola Secundária de Caldas de Vizela.

O Concurso CHEF IN.AVE é uma iniciativa que tem como objetivo sensibilizar e motivar os jovens para as práticas empreendedoras, promovendo o espírito de iniciativa e o dinamismo nos concelhos envolvidos e o desenvolvimento de toda a Região do Ave.

É também objetivo do Concurso avaliar e premiar o conhecimento e desempenho dos participantes, assim como promover a valorização dos cursos de formação profissional de nível IV na área de Hotelaria, no âmbito das Escolas Empreendedoras IN.AVE.

Para participar os alunos deverão enviar até às 19 horas do dia 29 de fevereiro de 2016 o Formulário de Candidatura do Concurso CHEF IN.AVE devidamente preenchido, para o seguinte endereço: inave@cim-ave.pt. O Formulário de Candidatura encontra-se disponível em: http://www.inave.pt/.

MELGAÇO PEDE AJUDA AO GOVERNO

Danos causados pela intempérie exigem rápida intervenção e a declaração de situação de calamidade pública

A Câmara Municipal de Melgaço e a Proteção Civil, após o temporal que se fez sentir nos últimos dias no território, realizaram um levantamento exaustivo de todos os danos, reunindo-se com os munícipes e os presidentes de junta, para sinalizar e limpar as situações mais graves. Deparando-se com um cenário grave, o Presidente da Câmara, Manoel Batista, entende ser necessário adotar medidas excecionais com vista a repor a normalidade das condições de vida nas zonas mais abrangidas por tais acontecimentos.

MUNICÍPIO DE MELGAÇO - INTEMPÉRIE

Manoel Batista afirma estarmos perante “um cenário grave que exige do Governo a declaração da situação de calamidade pública e a consequente consignação de apoio para fazer face à situação vivida em Melgaço e para a qual os recursos financeiros da autarquia são escassos perante a intervenção que se impõe”. Pelo que o autarca está a desenvolver todos os esforços junto dos Ministérios da Administração Interna e Agricultura com vista a uma resolução rápida dos problemas que o temporal provocou.

MUNICÍPIO DE MELGAÇO - INTEMPÉRIE  4

Durante o fim-de-semana, altura em que o mau tempo fustigou o concelho, a câmara municipal e a Proteção Civil acompanharam no terreno as situações mais graves e tomaram medidas para minimizar danos e acautelar as condições de segurança e de acessibilidade. As freguesias mais atingidas foram Fiães, a União de Freguesias de Chaviães e Paços, Cristóval, Penso, Alvaredo e a União de Freguesias de Vila e Roussas nas quais se registaram inúmeras derrocadas de muros e de taludes, alguns dos quais originaram aluimentos de pavimentos rodoviários e ao consequente corte do trânsito. São muitas as freguesias com acessos condicionados bem como propriedades privadas destruídas com plantações de vinha e outras culturas sem qualquer possibilidade de recuperação e sem qualquer possibilidade de acesso.

MUNICÍPIO DE MELGAÇO - INTEMPÉRIE  3

MUNICÍPIO DE MELGAÇO - INTEMPÉRIE

MUNICÍPIO DE MELGAÇO - INTEMPÉRIE  5

MUNICÍPIO DE MELGAÇO - INTEMPÉRIE  6

MUNICÍPIO DE MELGAÇO - INTEMPÉRIE   2

GALEGOS EM LISBOA PARTICIPAM NA COMEMORAÇÃO DO DIA INTERNACIONAL DA LÍNGUA MATERNA

Domingo, 21 de febreiro, 18:15h

Salón Leocadia Boullosa

Conmemoración do “Dia Internacional da Língua Materna“

A Xuventude de Galicia - Centro Galego de Lisboa participará na conmemoración do “Dia Internacional da Língua Materna”, iniciativa promovida polo Gabinete Lisboa Encruzilhada de Mundos - GLEM, da Câmara Municipal de Lisboa.

O “Dia Internacional da Língua Materna” proclamado pola Organización das Nacións Unidas para a Educación, Ciencia e Cultura (UNESCO), a 17 de novembro de 1999, é conmemorado a 21 de febreiro co obxectivo de promover a diversidade lingüística e cultural.

FUTEBOLISTA ALBERTO GOMES ERA NATURAL DE MONÇÃO

O futebolista Alberto Gomes nasceu em Monção. Conhecido o meio futebolístico por “Berto”, foi avançado do Académico do Porto e do Vianense, mas foi na Académica de Coimbra que brilhou.

Ali permaneceu desde o primeiro campeonato nacional da 1ª divisão e marcou 166 golos em 206 jogos, um deles na conquista da primeira Taça de Portugal, em 1939, e outro, já como treinador-atleta, a devolver a ‘briosa’ à 1ª divisão.

Chegou à seleção quando esta era “território exclusivo” de jogadores do Benfica, Sporting, FC Porto e Belenenses.

Pendurou as botas em 1949, mas o seu excelente trato e ausência de sanções disciplinares levaram-no a ser condecorado em 1990, pela Federação Portuguesa de Futebol, com a Medalha de Comportamento Exemplar. Viria a falecer dois anos depois.

MONÇÃO HOMENAGEIA ALBERTO GOMES, PRIMEIRO FUTEBOLISTA INTERNACIONAL DO MINHO

Nascido a 29 de dezembro de 1915, Alberto Gomes estreou-se na seleção nacional num jogo contra a França, em 1940. Um ano antes, ganhou, ao serviço da Briosa, a 1ª Taça de Portugal. Vitória sobre o Benfica por 4 a 3, tendo apontado um dos golos. Este sábado, 20 de fevereiro, Monção presta-lhe homenagem, assinalando a passagem do centenário do seu nascimento (29 de dezembro de 1915).

A Casa Museu de Monção da Universidade do Minho, com a colaboração da Câmara Municipal de Monção, promove este sábado, 20 de fevereiro, uma homenagem ao monçanense Alberto Gomes, primeiro futebolista internacional do Minho (1940), pela passagem do centenário do seu nascimento (29 de dezembro de 1915).

A homenagem tem início às 15h30 com sessão solene de assinatura de protocolo de doação de objetos pessoais de Alberto Gomes à Casa Museu de Monção da Universidade do Minho, estando previstas intervenções do presidente da Casa Museu de Monção, José Viriato Capela, Reitor da Universidade do Minho, António M. Cunha e o filho do homenageado, Carlos Alberto Gomes.

Pelas 16h00, realiza-se a conferência “Alberto Gomes, um exemplar homem de família, cidadão de elevada dimensão e notável desportista”, da autoria de José António Barreto Nunes, juiz conselheiro jubilado, seguindo-se a inauguração da exposição “Dr. Alberto Gomes, um monçanense de todos nós”, com visita guiada de Henrique Barreto Nunes. A cerimónia termina com o grupo de fados “Presença de Coimbra”.

Alberto Gomes, representando a Académica de Coimbra, estreou-se na seleção nacional em 1940 num jogo em Paris contra a França, derrota por 3 a 2, tendo sido considerado pela revista “Stadium” como o melhor português em campo. Um ano antes, havia vencido, ao serviço da Briosa, a 1ª Taça de Portugal. Vitória sobre o Benfica por 4 a 3 com um golo a ser apontado pelo monçanense.

Alberto Gomes foi o primeiro futebolista da região do Minho a albergar a camisola da seleção nacional num período em que “a equipa de todos nós” era constituída quase exclusivamente por jogadores que alinhavam nas principais equipas nacionais: Benfica, Sporting, Porto e Belenenses.

Em 1990, com a saúde já bastante debilitada, foi agraciado pela Federação Portuguesa de Futebol com a medalha de comportamento exemplar, galardão que distingue os atletas que, ao longo da carreira, nunca sofreram qualquer sanção disciplinar.

A Câmara Municipal de Monção, que já o tinha homenageado em 1979, atribuiu-lhe, a título póstumo, a medalha de ouro de mérito desportivo, tendo consagrado o seu nome na toponímia local. Faleceu em 16 de fevereiro de 1992, em Coimbra, onde se encontra sepultado.

BRAGA REALIZA SEMANA CULTURAL CONVERGÊNCIAS PORTUGAL - GALIZA

De 20 a 27 de Fevereiro, Segunda Semana Cultural Convergências promete unir duas ´regiões irmãs´

Foi apresentada ontem, dia 17 de Fevereiro, a Segunda Semana Cultural Convergências Portugal – Galiza, um evento que une músicos e especialistas de ´duas regiões irmãs´, o Minho e a Galiza, especialmente através dos trabalhos do cantor Zeca Afonso e da poetisa galega Rosalía de Castro, que serão homenageados no decorrer deste evento.

DSCF4983

Promovido pelo grupo Canto d´Aqui, a Semana Cultural Convergências decorre entre os dias 20 e 27 de Fevereiro e todos os concertos são de entrada gratuito, excepto o espectáculo de encerramento, que terá lugar no Theatro Circo e tem o preço de 10€ por bilhete.

Segundo Lídia Dias, vereadora da Cultura do Município de Braga, este evento promete reforçar os laços efectivos de aproximação entre a região e a Galiza, territórios que possuem raízes linguísticas comuns. “Apoiamos incondicionalmente todas as causas que nos podem enriquecer enquanto comunidade e valorizar as heranças culturais que nos engrandecem, como é o caso”, afirmou.

A Vereadora sublinhou ainda que há uma efectiva partilha e um conjunto de actividades que serão realizadas do outro lado da fronteira. “O programa cultural é de enorme riqueza e, para além dos espectáculos, contempla a possibilidade de aprofundar o conhecimento das relações entre a cultura das duas regiões por parte de estudiosos e interessados no tema”, disse.

Programa da Segunda Semana Cultural Convergências:

20 de Fevereiro: Visita de uma delegação de Braga à Praça José Afonso, Santiago de Compostela. Apresentação intitulada ´Minho/Galiza 2.000 anos de mãos dadas´ e concerto de tributo a Zeca Afonso pelos Canto d´Aqui na Fundação Rosalia de Castro.

23 de Fevereiro (21h30): Evocação do 29º ano sem a presença de Zeca Afonso. Apresentação do livro ´José Afonso Andarilho das Astúrias´, com a presença do autor Mário Correia. Momentos musicais e colaboração do guitarrista e professor Artur Caldeira. Casa do Professor, Braga.

24 de Fevereiro (21h30): Tributo a Rosalia de Castro pelo grupo ´Galandum Galundaina´ no Auditório de Música Calouste Gulbenkian.

25 de Fevereiro (16h00): Colóquio organizado pelo Centro de Estudos Galegos da UM. Apresentação intitulada ´Minho/Galiza 2.000 anos de mãos dadas´. Auditório de ILCH, na UM.

25 de Fevereiro (21h30): Colóquio Convergências Minho – Galiza, com a participação de Daniel Cristo do projecto Cordofonias. Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva.

26 de Fevereiro (21h30): Concerto Grupo ´Primo Convexo´ e Grupo ´Pédopôté´ no Teatro do Liceu Sá de Miranda.

27 de Fevereiro (21h30): Encerramento com o Grupo Canto d ´Aqui no Theatro Circo.

CAMINHA PROMOVE FIM-DE-SEMANA GASTRONÓMICO DE 26 A 28 DE FEVEREIRO

Certame apresenta o “Robalo Escalado do Mar da Ínsua” e “leite-creme queimado” à mesa dos restaurantes aderentes; descontos no alojamento local aderente e um cartaz de animação multifacetado

De 26 a 28 de fevereiro, o concelho de Caminha promove o Fim-de-semana Gastronómico, um certame que junta a gastronomia com a ementa “Robalo Escalado do Mar da Ínsua” e “leite-creme queimado” nos restaurantes aderentes; o alojamento local com descontos nas noites de sexta-feira e sábado e a animação com um programa multifacetado.

Este certame tem como objetivos promover as potencialidades do concelho, com destaque para a gastronomia local, os restaurantes e unidades de alojamento aderentes, o desporto, a música, os museus, os núcleos museológicos e os centros de interpretação.

Assim de 26 a 28 de fevereiro, os 35 restaurantes aderentes vão destacar nos seus cardápios o “Robalo Escalado do Mar da Ínsua” e o “leite-creme queimado”, iguarias gastronómicas do concelho de Caminha, e vão oferecer um desconto de 10% no valor do prato e da sobremesa do jantar de sexta-feira. As 11 unidades de alojamento situadas em Cristelo, Dem, Âncora, Seixas, Moledo, Vila Praia de Âncora e Caminha também se quiseram juntar ao certame e vão oferecer um desconto de 15% aos visitantes nas noites de sexta-feira e sábado.

A gastronomia rica e variada é um dos polos de atração que “chama” milhares de visitantes, em qualquer altura do ano, ao concelho de Caminha para degustarem o robalo, a lampreia do Rio Minho, o sável, a sardinha de Vila Praia de Âncora, o espadarte, o cabrito à Serra d’Arga, os doces, entre muitas outras iguarias. Contudo, o Município ultimou um programa de animação multifacetado para complementar a oferta turística.

Feirão de tradições, regata de remo, percurso pedestre, aulas de zumba, concertos, visitas a museus, núcleos museológicos e centros de interpretação são as atividades que integram o programa do Fim-de-semana Gastronómico 2016.

No dia 27 de fevereiro as possibilidades são muitas.

Nas praças de Caminha e de Vila Praia de Âncora é possível comprar os produtos agrícolas da época no Feirão de Tradições – Os Sabores do Campo. A feira abre às 9 horas nas duas vilas.

Com inicio às 9h00, junto à Loja Interativa de Turismo de Caminha, vai decorrer o percurso pedestre Com vista sobre o mar da Ínsua”. Com quatro quilómetros, este percurso vai atravessar Caminha, Cristelo, Moledo e Santo Antão. A participação no percurso é gratuita, mas a inscrição é obrigatória. Assim, os interessados deverão proceder à respetiva inscrição através do email cisa@cm-caminha.pt ou do telefone 258 721 708 ou ainda do telemóvel 914 476 461.

A partir das 10 horas, no Rio Minho, em Lanhelas, os amantes do desporto rei do concelho “o Remo” podem assistir à 4ª Regata Troféu Remo Jovem / Master – ARN, organizada pelo Sporting Club Caminhense.

Da parte da tarde, pelas 15 horas, a zumba está em destaque nas duas vilas. Em Caminha, vai decorrer uma aula na Praça Conselheiro Silva Torres, com a instrutora Gabriela Duarte. A Praça da República em Vila Praia de Âncora acolhe outra aula de zumba com a instrutora Dália Araújo.

O dia termina com o concerto de We Trust no Valadares, Teatro Municipal de Caminha. os bilhetes encontram-se à venda na Loja Interativa de Turismo de Caminha e no Posto de Turismo de Vila Praia de Âncora.

Nos dias 27 e 28 de fevereiro, o Museu Municipal de Caminha, o Núcleo Museológico do Centro Histórico de Caminha, o Núcleo Museológico da Memória, Artes e Ofícios de Riba de Âncora e os Moinhos D’Apardal também na freguesia de Riba de Âncora e o Centro de Interpretação Museológica do Vale do Âncora, em Vila Praia de Âncora, estão abertos e as visitas são gratuitas mediante marcação.

O Fim-de-semana Gastronómico é organizado pelo Município de Caminha no âmbito da iniciativa Fins de Semana Gastronómicos promovido pelo Turismo do Porto e Norte de Portugal.

Fim-de-semana Gastronómico 2016

Data: 26 a 28 fevereiro

Programa de Animação

26 de fevereiro| sexta-feira

ABERTURA DO FIM-DE-SEMANA GASTRONÓMICO

Restaurantes Aderentes

Hora: a partir das 19H30

27 de fevereiro| sábado

FEIRÃO DE TRADIÇÕES – OS SABORES DO CAMPO

MOSTRA DE PRODUTOS AGRÍCOLAS LOCAIS

Hora: 09H00

Local: Praça Conselheiro Silva Torres, Caminha e Praça da República, Vila Praia de Âncora

27 de fevereiro| sábado

4ª REGATA TROFÉU REMO JOVEM / MASTER - ARN

Hora: 10h00

Largada: Beirada do rio, Lanhelas

Chegada: Beirada do rio, Lanhelas

Organização: Sporting Clube Caminhense

27 de fevereiro| sábado

SÁBADO COM ZUMBA

Aula com Instrutora de Zumba Gabriela Duarte

Participação Gratuita

Hora: 15H00

Local: Praça Conselheiro Silva Torres, Caminha

27 de fevereiro| sábado

SÁBADO COM ZUMBA

Aula com Instrutora de Zumba Dália Araújo

Participação Gratuita

Hora: 15H00

Praça da República, Vila Praia de Âncora

 

27 de fevereiro| sábado

 

WE TRUST

CONCERTO

One-man band de André Tentúgal

Hora: 22H00

Local: Valadares Teatro Municipal de Caminha

 

27 de fevereiro| sábado

 

 

“COM VISTA SOBRE O MAR DA ÍNSUA”

PERCURSO PEDESTRE

Concentração: Loja de Turismo de Caminha

Inicio: 09H00

Duração prevista – 4 horas

Distância – 14 Km

Grau de dificuldade – moderado

Participação Gratuita

Inscrição obrigatória em: cisa@cm-caminha.pt

Tel.258 721 708 ou 914 476 461.

Museus

MUSEU MUNICIPAL DE CAMINHA

Exposição permanente - Arqueologia

Horário: sexta: 9h30 - 18h00 / Sábado: 9h30 - 12h30 / 14h00 - 18h00h / Domingo: 10h00 -12h30 / 15h00 - 17hh30

Visitas Guiadas, mediante marcação

  1. 258 710 310 / 91 230 02 22

NÚCLEO MUSEOLÓGICO DO CENTRO HISTÓRICO DE CAMINHA

Praça Conselheiro Silva Torres

  1. 258 710 310 / 91 230 02 22

Entrada gratuita neste fim-de-semana

Das 10h00-13h00 / 14h00 18h00

NÚCLEO MUSEOLÓGICO DA MEMÓRIA, ARTES E OFÍCIOS DE RIBA DE ANCORA

E VISITA AOS MOINHO D’APARDAL

Largo do Espírito Santo, Riba de Âncora

Visita gratuita com inscrição em: jfribadeancora@gmail.com ou Tel. 96 415 49 20

CENTRO DE INTERPRETAÇÃO MUSEOLÓGICA DO VALE DO ANCORA

Centro Social e Cultural de Vila Praia de Âncora

Aberto Sábado e Domingo

Horário: 14h30 às 17h30

Visita gratuita, número mínimo de participantes: 5 pessoas

Marcação até às 15h00 da 4ª feira que antecede o fim-de-semana para o número de telefone 258 911 328