Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

SOU VALENCIANO!

- Afirma o Prof. Doutor Sampaio da Nóvoa em depoimento exclusivo ao BLOGUE DO MINHO

Pertencemos sempre ao lugar onde nascemos. Valença é a minha mátria, terra da minha mãe. Em Vila Verde dei os primeiros passos e disse as primeiras palavras. Em Caminha, na escola pública, com o professor Laureano, aprendi as primeiras letras.

O Minho é o lugar da minha família e da minha infância. Foi daqui que parti para tantas viagens, dentro e fora de Portugal. As raízes foram sempre comigo.

O meu país começa em Valença e continua pelo outro Minho, do meu pai (Póvoa de Varzim, Famalicão, Guimarães), e continua pelo Porto, por Aveiro, por Coimbra e, claro, por Lisboa, onde passei a parte maior da minha vida adulta.

Antes de tomar a decisão de me candidatar a Presidente da República, precisei de vir às origens. Sozinho, revisitei os lugares da minha infância. Fechei os olhos, para ver dentro de mim. Senti que, em tempos tão duros, ninguém tem o direito de se esconder, de se resignar. Primeiro, em Lisboa, a 29 de Abril, depois, no Porto, a 25 de Maio, apresentei aos portugueses as razões e os princípios da minha candidatura.

“Arrisque e siga sempre o seu coração” – disse-me o Presidente da Câmara Municipal de Paredes de Coura. É o que estou a fazer. Em nome de um país mais justo, mais humano, mais solidário. Com a certeza de que quanto mais pertencemos a um lugar mais pertencemos ao mundo inteiro.

António Sampaio da Nóvoa

SAMPAIO DA NÓVOA REGRESSA ÀS ORIGENS

O Prof. Sampaio da Nóvoa vai no próximo sábado estar em campanha pelo Minho, regressando desse modo às suas origens minhotas. Refira-se que o candidato presidencial é natural de Valença, tendo feito a Escola Pública em Caminha.

Não é a primeira vez que um minhoto é candidato a Presidente da República. Recordamos, a propósito, em contextos políticos diferentes, os nomes do General Norton de Mattos e do Dr. Francisco Salgado Zenha. Curiosamente, as atuais eleições contam nada menos com 4 candidatos ligados ao Minho por naturalidade ou descendência. Por conseguinte, é bastante forte a probabilidade de Portugal vir a ter um minhoto a ocupar o mais alto cargo da Chefia do Estado Português.

O programa de campanha da candidatura do Prof. Sampaio da Nóvoa para o próximo sábado é o seguinte:

PROGRAMA

- 10,00 horas – Barcelos – inauguração da Sede da Candidatura, na avenida da Liberdade, 59

- 10,30 horas – Visita ao mercado Municipal e Centro Histórico, Praça da Pontevedra

- 14,30 horas – Chegada a Ponte de Lima e concentração junto à Sede de candidatura situada na Rua da Picota, à Rua Cardeal Saraiva (entre a Igreja Matriz e a Biblioteca Municipal de Ponte de Lima);

- 14,45 horas – Breves intervenções de João Correia de Barros (Engº) Mandatário Concelhio e do Candidato Professor Sampaio da Nóvoa ;

- 15,00 horas – Passeio a pé e contacto com a População no Passeio 25 de Abril e Largo Camões;

- 15,15 horas – Partida com destino a Valença.

- 16,00 horas – Chegada a Monção com visita prevista ao Museu do Alvarinho

- 17,00 horas – Chegada a Valença, às Portas do Sol, devendo efetuar percurso a pé até à Câmara Municipal

- 18,00 horas – Chegada a Vila Nova de Cerveira, Praça da Liberdade. Inauguração da Sede de Candidatura;

- 19,00 horas – Chegada a Caminha, Praça Conselheiro Silva Torres

- 21,00 horas – Viana do Castelo. Comício de esclarecimento no Grande Auditório do Instituto Politécnico de Viana do Castelo

CONFRARIAS PROMOVEM GASTRONOMIA PORTUGUESA

unnamed (3)

MAPA DE EVENTOS

Eventos da FPCG 2016

11 de Março de 2016 - Assembleia Geral Ordinária da FPCG

29 de Maio de 2016 - Comemorações do Dia Nacional da Gastronomia Portuguesa

12 de Novembro de 2016 - Assembleia Geral Ordinária da FPCG

Capítulos de Confrarias Federadas – 2016

16 de Janeiro - Confraria da Fogaça da Feira

23 de Janeiro - Confraria Gastronómica do Bacalhau

23 de Janeiro - V cerimónia capitular da Confraria dos Sabores da Abóbora

31 de Janeiro - Confraria do Vinho de Lamas

6 de Fevereiro (sábado de Carnaval): VII Capítulo da Confraria do Bucho Raiano na vila do Soito, concelho do Sabugal

5 de Março - III Capítulo da Confraria dos Rojões da Bairrada com Grelo e Batata à Racha

5 de Março - Confraria do Queijo Serra da Estrela

12 de Março - XIII Capítulo da Confraria da Lampreia de Penacova

12 de Março - Capítulo da Confraria Gastronómica de Sever do Vouga

20 de Março - VIII Capítulo da Confraria As Sainhas de Vagos 

9 de Abril - XV Capítulo da Confraria das Almas Santas da Areosa e do Leitão

16 de Abril - Confraria Gastronómica dos Aromas e Sabores Raianos

22, 23,24 e 25 de Abril - XVI Grande Capítulo da Academia Madeirense das Carnes / Confraria Gastronómica da Madeira

14 de Maio – Confraria dos Ovos Moles de Aveiro

21 de Maio - Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal

28 de Maio - Confraria Gastronómica da Amadora

4 de Junho - XI Capítulo da Confraria Gastronómica da Gândara - Aromas e Sabores Gandareses.

11 de Junho - IX GRANDE CAPÍTULO Confraria Gastronómica o Moliceiro

12 de Junho - V Cerimónia Capitular da Confraria do Mel - Macedo de Cavaleiros

18 de Junho - V Capitulo da Confraria Gastronómica do Concelho de Ovar

25 de Junho - Capítulo da Confraria da Broa de Avintes

27 de Agosto - Confraria do Presunto e da Cebola do Vale do Sousa

24 de Setembro - X capítulo da Confraria das Papas de S. Miguel

1 de Outubro - Confraria dos Carolos e Papas de Milho

3 de Dezembro - XV Capítulo Confraria Nabos e Companhia

Outros Eventos – 2016

12 de Março - V Capítulo da Confraria Enogastronomica Sabores do Botaréu - Águeda

2 de Abril - Festa da Matança do Porco. Confraria do Presunto e da Cebola do Vale do Sousa

2 e 3 de Abril - XIX FESTIVAL GASTR. DA LAMPREIA E DO SÁVEL DA RIA

2 e 3 de Abril - VIII Capítulo da CONGROG - Confraria do Grog de Santo Antão - Cabo Verde

21 de maio -  III Capitulo da Confraria Ovelhã

20 a 22 de maio - XII Feira dos Grelos 

28 de Maio - CAMINHADA “A Ria vista da Serra”

9 e 10 de Julho - II FESTIVAL “Sabores da Ria”

6 de Agosto - PASSEIO GASTRONÓMICO EM BARCO MOLICEIRO

24 de Agosto - Festa da Cebola. Confraria do Presunto e da Cebola do Vale do Sousa.

28  Agosto - II Capítulo da Real Confraria das Cebolas

10 de Setembro - CAMINHADA “O Campo e a Ria” com passeio de Barco Moliceiro

10 de Setembro - IV Capítulo da Confraria Gastronómica do Frango do Campo

8 e 9 de Outubro -   X FESTIVAL GASTRONÓMICO DA ENGUIA

29 de Outubro  - Capitulo da Confraria da Pedra na Madalena em Vila Nova de Gaia.

10 de Dezembro - Ceia de Natal da Confraria do Presunto e da Cebola do Vale do Sousa.

GUIMARÃES REALIZA CAMPEONATO DE FUTEBOL INFANTIL

Liga Mini de Futebol em Guimarães começa em fevereiro com novo recorde de inscrições. Sorteio realiza-se hoje à noite

Campeonato de futebol destinado a crianças entre os 7 e os 9 anos tem atualmente o dobro dos clubes inscritos (20), em comparação com a primeira edição, realizada em 2010, com uma dezena de inscrições. Esta quinta-feira, Multiusos de Guimarães recebe calendarização de jogos para 2016.

Guimaraes_Liga_Mini

A sétima edição da Liga Mini de Futebol, organizada pela cooperativa Tempo Livre em parceria com a Câmara Municipal de Guimarães, cujo sorteio do calendário de jogos se realiza esta quinta-feira à noite, 14 de janeiro, pelas 21:30 horas, no Multiusos de Guimarães, tem um novo recorde de participantes. 43 equipas de 20 clubes vimaranenses, mais três equipas e mais quatro emblemas do que em 2015, inscreveram-se no campeonato de futebol destinado a crianças do concelho de Guimarães.

A realização desta prova, que tem registado anualmente um crescente número de participantes, duplicando o número de inscrições num espaço de seis anos, pretende colmatar a ausência de competição nos escalões mais baixos dos clubes de futebol do concelho, além de contribuir para elevar o espírito de fair-play em jogadores com idade ainda muito jovem. A Liga Mini de Futebol, com início em fevereiro e final no dia 04 de junho, decorrerá ao longo de quatro meses, envolvendo cerca de 700 crianças nascidas entre 2007/2008 e 2009/2010.

Em 2016, o campeonato irá reconhecer o Melhor Ataque, Melhor Defesa, Melhor Jogador, Melhor Guarda Redes e Fair-Play, cinco prémios apurados através da votação dos elementos representantes dos clubes e da organização. O torneio tem periodicidade anual e destina-se a clubes e associações desportivas do concelho de Guimarães. A competição ambiciona assumir-se como uma prova de referência para o público-alvo em questão, ser uma oportunidade de desenvolvimento das suas capacidades, uma “montra” de aprendizagem, convívio, respeito e de desenvolvimento humano.

A edição deste ano da Liga Mini de Futebol tem a participação das seguintes duas dezenas de clubes: ACD Ases Santa Eufémia, Águias Negras de Tabuadelo, ARC Pencelo, ARGUS Academia, Brito SC, CC Taipas, CD Ponte, Crescer Guimarães, Desportivo de Ronfe, GD Serzedelo, GD Unidos do Cano, UCDR Guardizela, MCV Azurém, Moreirense FC, Os Amigos de Urgeses, Os Sandinenses, Pevidém SC, SARC, Torcatense e Vitória SC. O ranking desta prova é liderado pelo Sandinenses (4 títulos), seguindo-se o Vitória, Amigos de Urgeses e o Desportivo de Ronfe (2 títulos). Moreirense e Escola Fair Play conquistaram um troféu.

PONTE DE LIMA REALIZA PROVA DE RESISTÊNCIA DE BTT

V Resistência Limiana – Prova de BTT em Ponte de Lima realiza-se no dia 17 de janeiro

Realiza-se no próximo fim-de-semana, 17 de janeiro a V Resistência Limiana, prova de BTT organizada pelo Batotas - Clube de Desportos Radicais de Ponte de Lima, com o apoio do Município de Ponte de Lima e da Associação de Ciclismo do Minho.

foto_engenho_f_piqueiro

Esta iniciativa faz de Ponte de Lima, mais uma vez a capital das provas de Resistência em BTT, em mais uma jornada de promoção da nossa terra e do desporto.

A Resistência Limiana em BTT é uma prova com a duração de 3 horas, que terá lugar na zona ribeirinha de Ponte de Lima, entre a ponte medieval e a Correlhã, num circuito com cerca de 6 quilómetros.

Tal como nas edições anteriores, esta iniciativa prevê a participação de 300 a 350 ciclistas com as respetivas equipas.

CERVEIRENSES CANTAM AS JANEIRAS

‘Cantar as Janeiras’: a tradição cerveirense ainda é o que era

Numa tarde em que será recriada um dos mais reconhecidos costumes populares, 15 grupos do concelho de Vila Nova de Cerveira aceitaram o convite da Câmara Municipal e, trajados a rigor e com vozes afinadas, entoarão melodias que preservam o ‘Cantar as Janeiras’. Evento decorre este domingo, pelas 15h00, no Cineteatro.

A VII edição do ‘Cantar as Janeiras’ conta com grupos já assíduos de anos anteriores, mas também com a participação, pela primeira vez, de algumas coletividades do concelho que querem fazer parte desta experiência etnográfico-cultural. Não restam dúvidas, a consolidação deste evento é confirmada pelo permanente interesse em manter viva esta tradição, quer da parte dos grupos participantes quer do público que enche o Cineteatro para assistir.

Cada grupo vai apresentar a criação da sua própria canção que deverá ter como mote o Natal, os Reis, as Janeiras e Cerveira. Com o intuito de se identificarem e enriquecerem o mais possível esta tradição, os elementos participantes vestem-se a rigor, com um traje tradicional.

A apresentação dos grupos inscritos no ‘Cantar as Janeiras’ 2016 faz-se, como habitualmente, por ordem alfabética, de acordo com a seguinte ordenação: Amigos da Misericórdia, Associação Cultural e Recreativa do Divino Salvador de Covas, Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Vila Nova de Cerveira, Coral Polifónico de Vila Nova de Cerveira, Coro do Colégio de Campos – Academia de Música de Valença, Clube Desportivo de Cerveira, Grupo de Cavaquinhos de Lovelhe, Orballo e às Nove Alí, Pauta de Caprichos – Associação Musical de Vila Nova de Cerveira, Rancho Folclórico de Campos, Rancho Folclórico de Sopo, Rancho Folclórico e Etnográfico de Reboreda, Rancho Folclórico e Infantil de Gondarém, Se Eu Podia Viver Sem Conhecer Cerveira? Podia, Mas Não Era A Mesma Coisa e Tuna da Universidade Sénior de Cerveira.

De sublinhar, uma vez mais, a presença de um grupo galego do Rosal, o Orballo – Às Nove Alí que, com as sonoridades típicas da Galiza, também faz questão de desejar um bom ano aos vizinhos cerveirenses.

O ‘Cantar as Janeiras’, agendado para este domingo, 17 de janeiro, pelas 15h00, no Cineteatro, promete a conjugação da tradição e da criatividade musical.

BRAGA PROTEGE "DOMUS DAS CARVALHEIRAS"

Câmara de Braga avança com Plano de Pormenor e Salvaguarda da Ínsula das Carvalheiras

O Executivo Municipal analisa na próxima Segunda-feira, 18 de Janeiro, em sede de reunião descentralizada, a ter lugar na Freguesia de Sequeira, pelas 18h30, a elaboração do Plano de Pormenor e Salvaguarda do Quarteirão da Ínsula das Carvalheiras.

DSCF3632

Este plano justifica-se pela existência de um notável conjunto de ruínas arqueológicas conhecidas por ‘Domus das Carvalheiras’, cuja importância para o entendimento da evolução da antiga malha urbana Bracaraugustana, levou à sua classificação como Imóvel de Interesse Publico em 1990.

Com o Plano de Pormenor e Salvaguarda, a Ínsula das Carvalheiras “passa a ser o centro gerador de toda a organização do espaço envolvente e não o contrário”, como acontecia até agora. “Primeiro, é preciso musealizar, proteger e consolidar o valor monumental e só depois associar, articuladamente, o que está previsto construir em função dessa realidade”, explica Miguel Bandeira, vereador do Urbanismo do Município de Braga, durante a sessão de abertura do III Seminário Internacional de Educação Patrimonial, que decorre até amanhã, no Museu D. Diogo de Sousa.

DSCF3556

Segundo Miguel Bandeira, o plano de pormenor tem como principal foco a “preservação e valorização do património cultural existente”, colocando limitações às construções que possam surgir na referida área, concretamente ao nível do número de pisos, dos metros quadrados e das tipologias de materiais a utilizar. “O plano de pormenor é uma nova figura legal que existe para ordenar, proteger e potenciar os valores arqueológicos que ocupam o território, de modo a adequar o crescimento, o desenvolvimento urbano e a regeneração do edificado envolvente em função do valor que é preciso proteger”, acrescentou.

Assim, o Plano de Pormenor a elaborar no prazo de 660 dias, inclui a valorização, protecção e salvaguarda das ruínas arqueológicas, a construção de infra-estruturas associadas, a reabilitação do edificado existente e a promoção turística do património arqueológico.

Durante este processo será promovida uma fase de participação pública com o objectivo de auscultar todos os interessados, desde cidadãos, técnicos das mais diversas especialidades, instituições de ensino superior, instituições representativas de interesses patentes nesta área territorial, entre outras entidades. Esta fase de participação terá a duração de três meses.

Recorde-se que as ruínas da Ínsula das Carvalheiras – que abrange a área definida a Norte pela Rua Visconde Pindela, a Este pelo Campo das Carvalheiras e Rua do Matadouro, a Sul pela Rua de S. Sebastião e a Oeste pela Rua Cruz de Pedra e Rua Direita -, constituem-se como um “notável e inquestionável bem patrimonial” considerado fundamental para a compreensão da cidade romana de Bracara Augusta e para a afirmação de Braga no âmbito do legado patrimonial do período romano.

“A valorização patrimonial é um eixo fundamental de actuação do Município de Braga, particularmente no que diz respeito ao legado do período romano e barroco. Nesse sentido, o processo de musealização da Ínsula das Carvalheiras enquadra-se como uma acção prioritária deste Executivo”, concluiu Miguel Bandeira.

Mapa Ínsula Carvalheiras

PÓVOA DE LANHOSO RECOLHE ALIMENTOS

Campanha de recolha de alimentos no próximo fim-de-semana

No próximo fim-de-semana, dias 16 e 17 de janeiro, a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso promove uma campanha de Recolha de Alimentos.

Arrumacao dos alimentos no Banco Voluntariado (Fot

Esta campanha realiza-se entre as 10h00 e as 20h00, no supermercado Pingo Doce, que, uma vez mais, se associa à iniciativa com todo o empenho.

A recolha dos alimentos será realizada por voluntários/as inscritos/as no Banco de Voluntariado local e contará ainda com a importante participação de agrupamentos de escuteiros do concelho.

Esta recolha dos géneros alimentares destina-se a apoiar as famílias do concelho da Póvoa de Lanhoso na satisfação das suas necessidades essenciais.

Apelamos à população do concelho que contribua com bens alimentares, nomeadamente com leite, cereais, enlatados (atum, sardinhas, salsichas, grão, feijão), açúcar, azeite, óleo, arroz, massa, farinhas, cevada, bolachas, de entre outros produtos.

Pelo facto de as necessidades serem permanentes e regulares, apela-se à participação da população do concelho e lembra-se que, para além das campanhas periódicas, quem desejar colaborar e contribuir para a melhoria das condições de vida dos seus concidadãos, pode fazê-lo durante todo o ano nas instalações do Banco de Voluntariado da Póvoa de Lanhoso (ao lado do Pavilhão 25 de Abril).

Ali, poderá fazer donativos em géneros alimentares e outros de primeira necessidade, de segunda a quinta-feira, das 9h00 às 18h00 e à sexta-feira, das 9h00 às 13h00.

Ao supermercado Pingo Doce da Póvoa de Lanhoso e à Jerónimo Martins, a Câmara Municipal deixa, desde já, os seus agradecimentos pelo acolhimento manifestado, bem como a todos/as aqueles/as que direta ou indiretamente participam na iniciativa.

PONTE DE LIMA ASSINALA CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE VERGÍLIO FERREIRA

O Município de Ponte de Lima, através da Biblioteca Municipal de Ponte de Lima (BMPL), associa-se às comemorações do primeiro centenário de nascimento de Vergílio Ferreira (1916-2016) com uma exposição de tributo dedicada ao escritor português.

A mostra, patente ao público de 25 de janeiro a 29 de fevereiro de 2016, congrega mais de uma dezena de painéis que revisitam a vida e a obra do autor de Aparição - por meio de textos e de imagens -, e disponibiliza todo o material bibliográfico, de e sobre Vergílio, existente na Biblioteca Municipal. Como vai sendo habitual, no final da exposição, a BMPL colocará em suporte digital toda a documentação que integrou a homenagem a um dos maiores romancistas portugueses do século XX.

A par da mostra biobibliográfica, realizar-se-á uma palestra intitulada No Centenário de Vergílio Ferreira, orientada pelo cineasta e crítico de cinema, Lauro António, e agendada para o dia 04 de fevereiro, pelas 09h30, no Auditório Municipal Rio Lima.

Vergílio Ferreira nasceu a 28 de janeiro de 1916, na aldeia histórica de Melo, concelho de Gouveia, e faleceu a 01 de março de 1996, em Lisboa. Ao longo da vida, foi escrevendo e publicando diversos títulos que marcaram, de forma inequívoca, a ficção nacional, com particular destaque para Manhã submersa, Vagão J, Para sempre, Até ao fim e Em nome da terra.

CONSELHO LOCAL DE AÇÃO SOCIAL DE CABECEIRAS DE BASTO APROVA PLANO DE AÇÃO PARA 2016

Sob a direção da vereadora da Ação Social da Câmara Municipal, Dra. Isabel Coutinho, realizou-se na passada sexta-feira, dia 08 de janeiro, no Auditório da Casa do Tempo, a reunião do Conselho Local de Ação Social, onde, e cumprindo o primeiro ponto da ordem de trabalho, foi apresentado e aprovado o Plano de Ação para o ano 2016.

Conselho Local de Ação Social de Cabeceiras de B

O Plano de Ação anual, do Programa Rede Social do Concelho de Cabeceiras de Basto, é um documento de planeamento onde estão identificados os projetos e as intervenções face às necessidades individuais e coletivas aduzidas pelo Diagnóstico Social e devidamente enquadradas nas estratégias definidas no Plano de Desenvolvimento Social.

Este instrumento de trabalho resultou de uma co-autoria coletiva e nele estiveram, diretamente envolvidos, os agentes sociais do concelho de Cabeceiras de Basto com responsabilidades mais direcionadas para a intervenção social, com especial enfoque para as Instituições Particulares de Solidariedade Social, Segurança Social, ACES, IEFP, entre outras que compõem o Conselho Local de Ação Social de Cabeceiras de Basto.

No segundo ponto da ordem de trabalhos, foi referido que no âmbito do modelo de governação dos fundos europeus estruturais e de investimento e no que aos equipamentos sociais diz respeito, sublinha-se a necessidade de consensualização com os municípios de forma a existir sinergias e complementaridade nesta área. Desta forma, e antes de passar para um plano de consensualização supramunicipal, registou-se, na presente reunião, a definição de prioridades de investimento ao nível local.

Para a referida priorização foram considerados os documentos estruturantes do concelho no âmbito social, bem como todos os diagnósticos já realizados pelo município em colaboração com todas as entidades trabalham nesta área.

Foi aprovada a posição do CLASCB em relação à priorização das intervenções na área social, para que a mesma possa ser apresentada e defendida em concertação supra municipal em sede da CIM do Ave.

De salientar o trabalho de cooperação e de defesa dos interesses do Concelho revelado por todas as entidades parceiras.

DEPUTADO DO PAN REÚNE COM MINISTRO DA AGRICULTURA PARA ANALISAR A SITUAÇÃO DA EXPLORAÇÃO PECUÁRIA EM PÓVOA DE LANHOSO

Reunião sobre polémica exploração pecuária na Póvoa de Lanhoso: PAN alcança compromissos positivos no encontro com Ministro da Agricultura

- Processo será mais célere e os animais serão alimentados durante o período que decorrer até à sua apreensão

- Proprietário inibido da prática da atividade pecuária por dois anos, perde, para o estado 16 animais, e pagará coimas por não assegurar condições e bem-estar dos animais

- Reafirmação da necessidade de criação de estruturas capazes de receber e recuperar os animais de pecuária que são apreendidos pela DGAV

O Deputado do PAN, André Silva, reuniu ontem com o Ministro da Agricultura, Florestas e do Desenvolvimento Rural, Doutor Luís Capoulas Santos, sobre a polémica exploração pecuária que atenta contra os direitos de cerca de 100 animais na Póvoa de Lanhoso.

O partido expôs a suas preocupações relativamente às condições de alimentação destes animais, até à data em que for tomada uma decisão pela tutela, procurando extrapolar para os vários casos que atentam contra os direitos dos animais da exploração pecuária, um pouco por todo o país e para a inércia das entidades responsáveis.

“Neste encontro, tivemos conhecimento de várias decisões muito positivas que garantem o bem-estar dos animais em causa, desde que sejam efetivamente aplicadas e será nesse sentido o nosso acompanhamento deste assunto, “ explica André Silva.

A Direcção-Geral de Veterinária (DGAV) decidiu que o proprietário será inibido da prática da atividade pecuária por dois anos, que 16 dos animais que lhe pertencem serão perdidos a favor do estado e que serão aplicadas coimas, ao proprietário dos animais, devido à falta de condições sanitárias e de bem-estar dos mesmos.

No âmbito deste encontro, o Senhor Ministro assegurou não só a celeridade de todo o processo relacionado com este caso, como também a alimentação e abeberamento de todos os animais durante o período que decorrer até à sua apreensão. No que diz respeito aos restantes animais da exploração foi assumido o compromisso de diligenciar informação junto da DGAV no sentido de apurar qual a situação sanitária destes e de a comunicar ao PAN, assim como as iniciativas de melhoria que serão implementadas no terreno.

O PAN voltou a expor a necessidade de serem criadas estruturas capazes de receber e recuperar animais de pecuária que são apreendidos pela DGAV, tal como já vai acontecendo com animais de companhia e com os selvagens. Para este efeito, foi comunicado ao partido a disponibilização temporária de milhares de hectares de terreno pertencentes ao Ministério da Agricultura, Florestas e do Desenvolvimento Rural.

O PAN advertiu, no entanto, que a prática tem revelado que o processo de instalação dos animais não é célere e que, por falta de resposta da DGAV, a instalação dos animais tem sido assegurada pelas autarquias que não detêm verbas para o efeito e recorrem muitas vezes a associações e à sociedade civil. Por todos estes motivos, o PAN considera que a solução que melhor assegura as condições de bem-estar dos animais passa pela criação de espaços próprios e já preparados para os receber, evitando desta forma o improviso de soluções que nem sempre são as mais adequadas.

O PAN alertou ainda para problemas estruturais da DGAV, que apesar de se verificarem há muitos anos, não encontraram ainda respostas aceitáveis para assegurar a funcionalidade que justifica a existência desta instituição, nomeadamente, a falta de agilidade da mesma em dar resposta às solicitações formais que lhe são dirigidas, mas também no terreno, na falta de seguimento das denúncias apresentadas.

BRAGA INTERROMPE FORNECIMENTO DE ÁGUA

Interrupção do Fornecimento de Água

A AGERE – Empresa de Águas, Efluentes e Resíduos de Braga, EM vem por este meio informar que na próxima Terça-feira, dia 19 de Janeiro, irá proceder a trabalhos de higienização do Hidropressor do Sameiro, na freguesia de Espinho. Pelo facto, algumas zonas poderão sofrer interrupção do fornecimento de água no período compreendido entre as 9h00 e as 12h00, conforme descrição:

  • Rua Nossa Sra. Sameiro, nº 31, 33 e 45;
  • Lugar do Sameiro, nº171;
  • Rua Padre Martinho, nº171, 173, 175 e 177;
  • Avenida Nossa Sra. Sameiro, nº1 (Restaurante Raúl), nº42 (Restaurante Sameiro) e nº50 (Casa do Arauto do Evangelho).

A AGERE pede desculpa pelo incómodo causado, prometendo ser breve.

MUNICÍPIO DE ARCOS DE VALDEVEZ DOA ESCOLA À JUNTA DE FREGUESIA DE MONTE REDONDO

Foi em ambiente de festa que a Câmara Municipal de Arcos de Valdevez doou recentemente o edifício da Escola Primária da Boavista, em Monte Redondo, na qual a sede da Junta de Freguesia se encontra instalada, à respectiva Freguesia.

A sede Junta de Freguesia já se encontrava lá instalada há alguns anos mas a freguesia ainda não possuía o edifício de facto e este precisava de obras.

Nesta cerimónia simbólica foi ainda assinado o contrato para a execução das obras dos Arranjos Exteriores e beneficiação da sede da Junta. Uma obra da Junta de Freguesia, no valor de € 68.747,00, que conta com apoio por parte do Município.

Aproveitando a ocasião e a presença do executivo local e da população, o Presidente da Câmara Municipal, João Manuel Esteves, frisou a disponibilidade do Município para apoiar a Junta de Freguesia e a localidade.

CONTAS DE 2015 DO MUNICÍPIO DE CAMINHA APRESENTAM TAXA DE EXECUÇÃO ORÇAMENTAL DE 87%

Taxa de execução da receita é a maior desde 2002 edespesa está abaixo da receita

Pelo menos, desde o ano de 2002 que as contas da Câmara Municipal de Caminha não apresentavam uma taxa de execução tão elevada. Os números provisórios das contas de 2015 do Município de Caminha apresentam um equilíbrio quase perfeito entre a despesa e a receita, estando esta ligeiramente acima do que foi gasto.

IMG_7445

Se em 2014 a taxa de execução já tinha sido boa, na ordem dos 75%, este ano, em virtude de um orçamento mais verdadeiro e mais equilibrado, as contas de Caminha espelham uma grande concretização de projetos tendo sempre por fronteira a receita arrecadada.

Em 2013, último ano de gestão PSD, a execução da receita tinha ficado pelos 67% e a execução da despesa foi superior, na casa dos 71%, num desequilíbrio que teve repercussões no ano seguinte. Agora, como refere o presidente da câmara, Miguel Alves “apresentamos contas racionais, equilibradas e realistas. Vivemos demasiado tempo a inventar receitas que não existiam e a prever investimentos que não se concretizavam. Agora não, apesar da margem de dependência que temos da aprovação ou não de apoios comunitários, temos uma execução orçamental muito elevada porque fizemos previsões verdadeiras”.

Os números apurados até agora são apenas indicativos mas apresentam já dados interessantes. Por exemplo, sabe-se já que a dívida à banca desceu 670 mil euros, o que significa que desde a tomada de posse deste executivo, a dívida bancária desceu 1.4 milhões de euros. “Sei da enorme ambição do Município de Caminha e de cada uma das suas freguesias em fazer obra, apoiar a educação e a cultura, em valorizar o território. Mas sei também que temos, primeiro, que equilibrar as contas que nos deixaram, temos que diminuir a dívida, pagar os empréstimos e os processos judiciais que outros provocaram. A Câmara Municipal tem que ser uma pessoa de bem. Mais desafogados do garrote financeiro que herdamos, teremos condições para fazer mais e fazer melhor. Estamos a dar os passos necessários para estabilizar, a médio prazo, a situação financeira da Câmara Municipal de Caminha que ainda tem a segunda maior dívida per capita de todo o Alto Minho”.

MINHOTOS EM ANDORRA CANTAM AS JANEIRAS

Andorra recebe um novo ano com as Janeiras

A partir do próximo sábado, 16 de Janeiro, os elementos do Grupo de Folclore “Casa de Portugal” apresentam no Principado de Andorra a 11ª edição das Janeiras.

A tradição portuguesa de visitar os lares por parte dos elementos do Grupo, porta a porta, para desejar bom ano novo, inicia-se na Igreja de Santa Eulália de Encamp na missa das 19h30 seguindo a visita a diversos estabelecimentos comerciais da cidade de Encamp. No Domingo, será a vez do Centro Comercial Pyrénèes, às 11h e da Igreja de Sant Esteve na capital do Principado, às 12h, de receber os cânticos tradicionais lusitanos.

O fim-de-semana de 24 de Janeiro estará marcado principalmente pela já tradicional visita à Catedral de Santa Maria d'Urgell em Espanha, na presença do Arcebispo e Copríncipe de Andorra Joan Enric Vives onde o Grupo participará na celebração eucarística e no final, interpretará as Janeiras.

A edição deste ano conclui no ultimo fim de semana do mês com a visita a diversos lares e estabelecimentos comerciais estando prevista também a visita pela primeira vez à Igreja de Sant Pere Mártir, na cidade de Escaldes-Engordany.

Este ano o Grupo de Folclore “Casa de Portugal” comemora duas décadas de cultura e amizade, efeméride que contará com um conjunto de iniciativas culturais durante 2016.