Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

INATEL REALIZA GALA DE RECONHECIMENTO SOCIAL

Gala de Reconhecimento Social da Fundação INATEL enche Sala Portugal, em Lisboa

A Cerimónia de atribuição de apoios aos selecionados dos projetos da Fundação INATEL decorreu ontem, na Sala Portugal da Sociedade de Geografia de Lisboa.

IMG_8188

A Sala Portugal, da Sociedade de Geografia de Lisboa, recebeu, este domingo, 29 de novembro, pelas 15h00, a gala “Reconhecer – Gala de Reconhecimento Social 2015”, que atribuiu apoios aos selecionados dos projetos sociais da Fundação INATEL, nomeadamente no âmbito do projeto “Mealheiro Solidário” e “Fundo de Inovação Social”.

Fernando Ribeiro Mendes, Presidente da Fundação INATEL, abriu a cerimónia com um discurso de boas vindas ao público presente, relembrando a importância da Fundação no desenvolvimento do bem-estar dos cidadãos e no incentivo de atividades socioculturais e desportivas, tendo em vista princípios como os da solidariedade e da igualdade.

IMG_8150

“É com muito gosto que vejo esta casa, que represento, a assumir um papel muito ativo na promoção de práticas sociais reveladoras desta vontade de fazer mais e melhor, criando mais um estímulo para que estes exercícios, nossos e dos outros, sejam mais vezes reconhecidos, mais visíveis e ajudando a difundir mais a ação que, felizmente, é já desenvolvida por muitos de nós e em todo o país, com base no maior envolvimento e na participação de todos”, sublinhou.

O evento teve início com o reconhecimento público da aldeia histórica da São Miguel do Pinheiro (concelho de Mértola), eleita “Aldeia dos Sonhos” de 2015, no âmbito do projeto com o mesmo nome, uma iniciativa que pretende realizar os sonhos de habitantes de localidades com menos de 100 pessoas.

Um vídeo introdutório sobre o projeto fez menção à aldeia de Ouguela (no concelho de Campo Maior), com cerca de 60 habitantes, que na edição anterior concretizou o sonho de viajar até Lisboa e de conhecer os monumentos mais emblemáticos da cidade.

No mesmo filme, foi apresentada a localidade de São Miguel do Pinheiro pelos representantes da candidatura, que contextualizaram o sonho de visitar a região norte do país, nomeadamente a região do Minho e a cidade do Porto.

A Câmara Municipal de Mértola refere a unanimidade por parte da população de São Miguel do Pinheiro em visitar a zona norte do país pelo facto de ser “a região mais distante geograficamente do seu local de origem e com características paisagísticas bem diferentes do Alentejo”, expondo ainda a importância desta iniciativa dado que “a maioria do grupo nunca gozou férias fora da aldeia”.

Segundo a Fundação INATEL, o projeto tem como objetivo a sensibilização para a importância da salvaguarda do património cultural - material e imaterial - das aldeias históricas portuguesas, assim como a atribuição de maior notoriedade a pequenas localidades, designadamente com visitas turísticas organizadas.

No âmbito do projeto “Conversa Amiga”, uma linha de atendimento telefónico que presta apoio emocional a todos os cidadãos, a nível nacional, subiu a palco a voluntária Andreia Condesso, a quem foi atribuída especial distinção, com base no maior número de horas de atendimento efetuadas ao longo do ano corrente.

O funcionamento desta linha de apoio é assegurado durante todo o ano, entre as 15h e as 22h, por um corpo de voluntários que se disponibilizam para um trabalho especializado de relação de ajuda não profissional.

Posteriormente, foi apresentado o projeto “Fundo de Inovação Social”, que surgiu no âmbito das comemorações dos 80 anos da Fundação INATEL, como forma de apoio excecional a Centros de Cultura e Desporto (CCD) filiados da Fundação INATEL, para a promoção de projetos inovadores no domínio social, que resultem em benefício de pessoas em situação de maior vulnerabilidade e que potenciem, ainda, a melhoria do bem-estar e coesão social.

Assim, foram atribuídos apoios a vinte instituições para a promoção e desenvolvimento dos projetos de inovação social selecionados, sendo elas: Cegada – Grupo de Teatro (Lisboa); Grupo Desportivo e Cultural de Foros do Arrão (Portalegre); Teatro de Carnide – Sociedade Dramática (Lisboa); Casa do Povo de Santo António (Açores); Centro Social, Cultural e Desportivo de Silvares (Braga); Sporting Clube Vinhense (Setúbal); Associação Cultural de Música e Teatro Arte à Parte (Coimbra); Casa do Povo de Relva (Açores); Teatro Metaphora – Associação de Amigos das Artes (Madeira); Associação dos Amigos Unidos pelo Escoural, IPSS (Évora); ACOFA – Associação Cultural Organizadora de Festivais Amadores (Braga); Zero em Comportamento (Lisboa); Centro Social e Polivalente de Ourentã (Coimbra); Liga dos Amigos de Aguada de Cima (Aveiro); Casa do Povo de Válega (Aveiro); Centro Social de São Bento (Açores); Banda Musical Vila Verde da Raia (Vila Real); Grupo de Dança Dream Dancing (Santarém); NACO – Núcleo Juvenil de Animação Cultural de Oliveirinha (Viseu); Rancho Folclórico de São Tiago de Lobão (Aveiro).

Foi depois o momento de apresentar o projeto “Mealheiro Solidário”, que através de campanhas e eventos solidários realizados ao longo do ano, angariou fundos destinados ao apoio de cidadãos individuais em dificuldades.

Este ano, os fundos do projeto foram entregues a Júlio Pereira dos Reis, residente no Marco de Canaveses, para a compra de uma prótese com um novo sistema de encaixe para amputação transtibial, adaptada às suas necessidades.

“Sou eu que ajudo a minha esposa (com 81 anos de idade) que vive numa cadeira de rodas, desde há dois anos, por problemas de coluna, assim como ajudo o meu filho tetraplégico desde 1980, devido a um acidente de viação”, explica Júlio dos Reis.

Dada a carência de apoios sociais e na impossibilidade financeira de contratar serviços domiciliários que o auxiliem, Júlio dos Reis, que se encontra numa situação física limitada e em risco de complicações, confessa: “Cuido de todo o meu agregado familiar (…) e por esta razão tenho de continuar a usar a prótese antiga e desajustada todos os dias, apesar de estar a agravar a minha situação diariamente.”

Segundo o próprio, a nova prótese tem um mecanismo que “alivia toda a zona imediatamente abaixo do joelho, onde tenho uma ferida crónica que não cicatriza e se encontra em estado avançado de degeneração, dificultando em muito o uso da prótese que atualmente possuo”.

Devido à sua condição atual e incapaz de ajudar nas lides domésticas, Júlio dos Reis não sai de casa há cerca de um ano. Apesar disso, sustenta com convicção: “Gosto de pensar que, apesar dos meus 85 anos, tenho ainda muito para dar e viver.”

Por força do número de candidaturas recebidas, a Fundação INATEL desenvolverá novas campanhas para a recolha de fundos do projeto que serão atribuídos a Andreia Cristina Cardoso, Margarida Gonçalves e Pedro Miguel Azevedo, colmatando-se carências a nível da alimentação, medicação, tratamentos e equipamentos que auxiliam na melhoria da qualidade de vida, saúde e bem-estar dos candidatos.

A Sala Portugal aplaudiu ainda o trabalho de Ângelo Valente (animador sociocultural) e Sofia Nunes (gerontóloga), jovens de Aveiro, membros da equipa técnica do Centro Comunitário da Gafanha do Carmo, pelo projeto “Antes de morrer eu quero…”, em que os utentes desta instituição participam num registo fotográfico onde partilham por escrito os sonhos que têm e que pretendem realizar antes de morrer.

No âmbito do reconhecimento do trabalho de entidades coletivas, foi também distinguida a ATLAS, uma ONGD – Organização Não Governamental para o Desenvolvimento, com o projeto “Velhos Amigos”, que presta apoio à população idosa de Coimbra, com a entrega de refeições quentes semanais e com uma rede de consultas solidárias e de atividades de animação sociocultural.

O encerramento da gala decorreu no Teatro Politeama, com “República das Bananas”, um espetáculo musical de Filipe La Féria, que relembra acontecimentos marcantes dos últimos anos em Portugal, numa crítica “mordaz e divertida” à nossa sociedade e às figuras públicas e políticas do país.

À semelhança de anos anteriores, a Fundação INATEL organizou viagens com partidas dos distritos de Aveiro, Braga, Beja, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Leiria, Lisboa, Portalegre, Porto, Santarém, Setúbal, Viana do Castelo, Vila Real e Viseu.

IMG_8124

BANDA DE FAMALICÃO VENCE CONCURSO DE BANDAS FILARMÓNICAS DE BRAGA

Grupo de Famalicão vence Concurso de Bandas Filarmónicas de Braga pelo segundo ano consecutivo. Iniciativa regressa em 2016 com dois dias de espectáculo

O Grupo Recreativo e Musical - Banda de Famalicão foi o grande vencedor do II Concurso de Bandas Filarmónicas de Braga que decorreu este Domingo, 29 de Novembro, no Grande Auditório do Parque de Exposições de Braga (PEB), renovando assim o título alcançado em 2014.

A iniciativa distinguiu ainda a Banda de Música de Antas (Esposende) e a Banda Musical de Avintes (Vila Nova de Gaia) com os segundo e terceiro prémios, respectivamente. Além dos prémios monetários de 1.500, 1.000 e 500 euros e de uma escultura da autoria do artista plástico Alberto Vieira, os primeiros três classificados viram assegurada a participação nas Festas de S. João de Braga de 2016.

O júri do concurso, presidido pelo maestro Ilídio Costa, atribuiu ainda o troféu ‘Batuta de Prata’ a Fernando Marinho, maestro da Banda de Famalicão, que venceu o prémio pelo segundo ano consecutivo.

Organizado pelo Município de Braga, em parceria com o Conservatório Calouste Gulbenkian, a InvestBraga, a Associação de Festas de S. João e o portal ‘Música e Músicos’, este II Concurso de Bandas Filarmónicas contou com a participação de seis bandas de vários pontos do país, num espectáculo de oito horas que reuniu mais de 350 músicos em palco.

A vereadora da Cultura do Município de Braga, Lídia Dias, fez um balanço positivo do evento que contribuiu para avalorização da música filarmónica e para a projecção do trabalho das bandas ao nível da formação. “Tivemos momentos únicos em palco, com grandes formações e grandes maestros”, referiu, salientando a qualidade musical apresentada pelas bandas.

A vereadora assegurou que esta é uma iniciativa para continuar e que já em 2016 o concurso vai decorrer durante dois dias. “Este é um evento que tem tudo para crescer e se afirmar no panorama cultural Bracarense”, considerou.

Lídia Dias destacou o apoio da Associação de Festas de S. João, sublinhando o “papel das festas de S. João e a sua capacidade de mobilizar muitas bandas filarmónicas”, e o empenho de Carlos Teixeira, um dos dinamizadores da iniciativa.

GUIMARÃES COMEMORA RESTAURAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA

Restauração da Independência Nacional assinalada em Guimarães esta segunda-feira à noite. Cerimónia decorre junto à estátua de D. Afonso Henriques

Hino da Restauração cantado no desfile que percorrerá as principais ruas do Centro Histórico de Guimarães. Cerimónia protocolar decorrerá junto à estátua D. Afonso Henriques.

2e31a4f9-b0a0-4491-82c1-f3396978c2af

O aniversário da Restauração da Independência Nacional vai ser comemorado em Guimarães na noite desta segunda-feira, 30 de novembro, a partir das 22:30 horas, pelo Grupo Recreativo “Os 20 Arautos de D. Afonso Henriques”.

Depois de hasteadas as bandeiras, o desfile, com início às 22:45 horas, na sede do Grupo Recreativo “Os 20 Arautos de D. Afonso Henriques”, irá percorrer as principais ruas do Centro Histórico, com os participantes a entoarem o Hino da Restauração, seguindo em direção à estátua do Rei D. Afonso Henriques.

O percurso do cortejo tem o seguinte itinerário: Rua Gravador Molarinho (Sede dos “20 Arautos”); Rua da Rainha D. Maria II; Rua Alfredo Guimarães; Rua Egas Moniz; Largo Condessa do Juncal; Viela da Arrochela; Largo da Misericórdia; Rua Vale de Donas; Largo dos Laranjais; Rua das Trinas; Largo do Carmo; Rua Conde D. Henrique.

Junto à estátua do Rei D. Afonso Henriques, além dos discursos protocolares, o Grupo Coral de Azurém interpretará o Hino de Guimarães, o Hino da Restauração e o Hino de Portugal. No final deste momento solene, o regresso à sede dos “20 Arautos” será efetuado pelo Largo do Carmo, Rua de Santa Maria, Praça de S. Tiago e Rua Gravador Molarinho. No final, realiza-se a tradicional ceia para todos os participantes.

As comemorações da Restauração da Independência Nacional contam com a participação da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, Grupo Coral de Azurém, Tun'Obebes, Tuna Afonsina, Centro Social Recreativo Cultural de Campelos, Sociedade Musical de Guimarães, Grupo Cultural e Recreativo “Os Trovadores do Cano” e C.N.E. – Corpo Nacional de Escutas.

PROGRAMA

Dia 30 de novembro (2ª feira)

22h30 – Hastear das bandeiras (sede do Grupo Recreativo “Os 20 Arautos de D. Afonso Henriques”);

22h45 – Início do desfile pelas ruas da cidade, percorrendo as principais artérias do Centro Histórico, onde irá sendo cantado o Hino da Restauração para que o final decorra por volta das 24 horas. O transporte e a cedência de cavalos para esta cerimónia estão a cargo de Daniel Salgado;

23h30 – Discursos solenes junto à estátua do Rei D. Afonso Henriques;

00h30 – Ceia na sede do Grupo Recreativo “Os 20 Arautos de D. Afonso Henriques” para todos os participantes.

HINO DA RESTAURAÇÃO

Portugueses celebremos

O Dia da Redenção

Saem do pulso as algemas

Ressurge livre a Nação

O Deus de Afonso em Ourique

Dos livres nos deu a Lei

Nossos Braços a sustentem

Pela Pátria Pela Grei

Avante! Avante!

O Ferro empunhar p’ra batalhar

A Pátria nos chama

Convida a lutar

Convida a lutar!

BANDAS FILARMÓNICAS DO MINHO DESFILAM EM LISBOA E EVOCAM DATA HISTÓRICA DA RESTAURAÇÃO DA INDEPENDÊNCIA NACIONAL

Cerca de milhar e meio de músicos integrando perto de três dezenas de bandas filarmónicas e outros grupos de música tradicional provenientes das mais diversas regiões do país, desfilaram hoje na avenida da Liberdade em direção à Praça dos Restauradores, aplaudidos ao longo de todo o percurso por milhares de pessoas anónimas que dessa forma quiseram manifestar o seu apoio e participar nesta grandiosa jornada patriótica que evoca a data histórica da Restauração da Independência de Portugal em 1640.

Esta manifestação de cultura constitui simultaneamente uma forma de protesto pela forma prepotente com que foi pelo anterior governo eliminado o feriado do dia 1 de dezembro, porventura a data simbólica mais consensual entre todos os portugueses, aguardando-se que no próximo ano o mesmo seja restabelecido de modo a poder ser comemorado no dia correto.

Em representação do Minho participaram, por ordem do desfile, a Sociedade Filarmónica de Vilarchão, de Vieira do Minho, a Banda Filarmónica da Associação Musical de Vila Nova de Anha,d e Viana do castelo e o Grupo de Cultura Musical de Ponte de Lima.

Como é habitual, o Dr José Ribeiro e Castro, Presidente do Movimento 1º de Dezembro, deslocou-se ao longo da avenida da Liberdade para cumprimentar os maestros das bandas filarmónicas participantes.

O desfile teve como ponto de partida o monumento aos Mortos da Grande Guerra e desceu até à Praça dos Restauradores para uma interpretação conjunta final das Bandas participantes sob a direção do Maestro Tenente-Coronel Élio Salsinha Murcho, da Banda da Força Aérea.

Ao longo do desfile, foram interpretadas diversas marchas, bem como o Hino da Restauração. O alinhamento do momento colectivo conta também, além do Hino da Restauração, com a interpretação dos Hino da Maria da Fonte e Hino Nacional.

A RTP-Internacional transmitiu em direto esta grande manifestação cultural, cívica e patriótica. A RTP-2 transmitirá, em diferido, no próprio dia 1 de Dezembro, em horário a anunciar.

Para além da importante ação formativa e cívica das bandas filarmónicas ao ponto de serem considerados os verdadeiros conservatórios de música, refira-se ainda que estas possuem uma ligação histórica aos movimentos patrióticos e republicanos que instituíram o feriado do dia 1 de dezembro.

A organização desta iniciativa é da iniciativa do Movimento 1º de Dezembro e conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, da EGEAC e da SHIP - Sociedade Histórica da Independência de Portugal.

BANDA DO GRUPO DE CULTURA MUSICAL DE PONTE DE LIMA DESFILA HOJE NA AVENIDA DA LIBERDADE, EM LISBOA – QUEM NÃO APOIA OS SEUS CONTERRÂNEOS NÃO É BOM LIMIANO!

A Banda do Grupo de Cultura Musical de Ponte de Lima vai desfilar hoje na avenida da Liberdade, em Lisboa, rumo à Praça dos Restauradores, em representação do Distrito de viana do Castelo, no âmbito das comemorações do dia 1º de dezembro, dia da Restauração da Independência Nacional. Além da referida filarmónica, desfilarão ainda a Banda Filarmónica da Associação Musical de Vila Nova de Anha e a Sociedade Filarmónica de Vieira do Minho.

Estas três bandas filarmónicas minhotas participam nestas celebrações em representação dos distritos de Viana do Castelo e Braga, além naturalmente dos respetivos concelhos de proveniência – Viana do Castelo, Ponte de Lima e Vieira do Minho.

A iniciativa que conta com mais de mil e quinhentos músicos, integrando um total de 30 entidades, incluindo 1 grupo de percussão, 1 coral de Cante Alentejano, 1 banda nacional militar e 27 bandas filarmónicas civis, é uma iniciativa do Movimento 1º de Dezembro que conta com o apoio da Câmara Municipal de Lisboa, da EGEAC e da SHIP - Sociedade Histórica da Independência de Portugal.

Vivem na região de Lisboa vários milhares de minhotos e seus descendentes que, naquela tarde de domingo, numa manifestação de patriotismo e apego às suas origens, têm uma oportunidade de acolher na capital, com o seu aplauso, o desfile e a atuação das referidas bandas filarmónicas da nossa região.

Apela-se, pois, a que todos os minhotos se concentrem no lado direito, no sentido descendente, do último quarteirão da avenida da Liberdade, antes da entrada da Praça dos Restauradores, levando consigo elementos identificadores do Minho e das respetivas associações regionalistas.

- Vamos dar o nosso apoio à Banda Filarmónica da Associação Musical de Vila Nova de Anha, ao Grupo de Cultura Musical de Ponte de Lima e à Sociedade Filarmónica de Vieira do Minho!

Restauração 2014 098

OBRAS DA EDP INTERROMPEM PROVISORIAMENTE TRÂNSITO EM GUIMARÃES

Trânsito interrompido na Rua Francisco Agra entre as 13 horas de segunda e terça-feira devido à construção de infraestruturas da EDP

Interdição terá uma duração estimada de 24 horas. Serviços da EDP vão realizar intervenção em Santa Luzia.

Guimaraes_Rua_Francisco_Agra

A Câmara Municipal de Guimarães informa que a Rua Francisco Agra vai estar encerrada ao trânsito a partir das 13 horas desta segunda-feira, 30 de novembro. A interdição irá manter-se por um período previsto de 24 horas, devido à construção de infraestruturas por parte da empresa EDP.

O encerramento de trânsito em Santa Luzia, como também é conhecida, decorrerá entre o nº 100 e o entroncamento com a Rua Padre Puga, logo após o período do almoço de segunda-feira e até às 13 horas de terça-feira, 01 de dezembro.

Enquanto vigorar este condicionamento, os tramos da Rua Francisco Agra que ficarão sem saída, designadamente entre a Travessa dos Bimbais e o referido nº 100 e entre a Rua Padre Puga e a Rua dos Bombeiros Voluntários, terão os dois sentidos de trânsito, por forma a assegurar o acesso local, sendo proibido o estacionamento ao longo destes acessos.

O Município de Guimarães agradece a compreensão de moradores, comerciantes e automobilistas que habitualmente utilizam esta rua do centro da cidade.

 

BRAGA COMEMORA DA NACIONAL DO ENGENHEIRO

Dia Nacional do Engenheiro assinalado no Theatro Circo. Universidade e empresas fazem de Braga uma das cidades mais dinâmicas do país

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, participou hoje, 28 de Novembro, nas comemorações do Dia Nacional dos Engenheiros que teve como palco principal o centenário Theatro Circo.

CMB28112015SERGIOFREITAS000000408

Numa cerimónia marcada pelas homenagens a Belmiro de Azevedo e António Reis, personalidades a quem a Ordem dos Engenheiros atribuiu a sua Medalha de Ouro, Ricardo Rio sublinhou a forma como a Engenharia está representada na Cidade, não apenas pela “excelência da formação” que é feita na Universidade do Minho (UMinho), que possui uma das melhores escolas de engenharia do país, como também pela “existência de um tecido económico diversificado e inovador”, que atraiu investimentos nacionais e internacionais e transformou “Braga numa das Cidades mais dinâmicas do país do ponto de vista económico”.

CMB28112015SERGIOFREITAS000000405

O Autarca destacou a importância do Dia Nacional do Engenheiro em termos de valorização e integração dos novos profissionais, dando testemunho do trabalho que Braga tem feito ao nível do reforço da empregabilidade e da reconversão profissional de técnicos, de que é exemplo o programa Qualifica IT.

“Este é um programa desenvolvido em parceria com a UMinho e com o IEFP e que visa apoiar a empregabilidade e o investimento em Braga, por parte de empresas do sector das Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), através de um aumento significativo dos recursos humanos qualificados disponíveis”, afirmou, lembrando que o objectivo é que no decurso de 2016 Braga conte com mais 200 novos quadros qualificados.

Ricardo Rio aproveitou ainda para saudar, de forma especial, Belmiro de Azevedo e António Reis. “É um enorme orgulho para Braga ficar associada a esta homenagem a duas pessoas que em muito contribuíram para o desenvolvimento do País”, disse.

Além das homenagens e da atribuição de medalhas e insígnias, o Dia Nacional do Engenheiro, organizado pela Ordem dos Engenheiros, teve o propósito de divulgar as principais actividades e iniciativas que têm vindo a ser desenvolvidas por esta associação profissional tendo em vista a “defesa de uma Engenharia de qualidade, ao serviço do bem-estar e da segurança de pessoas e bens”, como explicou o bastonário Carlos Matias Ramos.

Para este responsável, “a Engenharia tem de ser percebida como um recurso estratégico nacional e persistir na rota de afirmação que tem vindo a prosseguir, junto de órgãos oficiais, agentes sociais e cidadão”.

As comemorações do Dia Nacional do Engenheiro terminam amanhã, 29 de Novembro, com uma visita ao Estádio Municipal de Braga.

CMB28112015SERGIOFREITAS000000402

BRAGA PROMOVE EMPREENDEDORISMO SOCIAL

Mais de 20 instituições de Braga mostram trabalho no GNRation: Novos fenómenos sociais exigem respostas inovadoras

Contribuir para a promoção do empreendedorismo social e reforçar o incentivo à criação de novas ideias e respostas que garantam a sustentabilidade das associações e instituições sociais do Concelho foi o objectivo da II Mostra de Empreendedorismo Criativo que o Município de Braga promoveu hoje, 28 de Novembro, no edifício do GNRation.

CMB28112015SERGIOFREITAS000000418

Na abertura da iniciativa, o vice-presidente da Câmara Municipal de Braga, Firmino Marques, referiu que a mostra se enquadra num desejo “mais ambicioso” de realizar uma “grande feira social” com a participação de todas instituições de solidariedade social do Concelho.

CMB28112015SERGIOFREITAS000000419

Firmino Marques considerou que novos problemas sociais “exigem uma intervenção mais inovadora, sustentável e geradora de valor social e económico”. Por isso, acrescentou, a mostra pretende divulgar a “forma sempre criativa com que as instituições sociais de Braga procuram gerar receitas para garantir a sua sustentabilidade e fazer face à crescente complexidade dos fenómenos sociais”.

Na sessão de abertura, animada pelas actuações da ACIJE e da Associação de Reformados e Pensionistas do Centro Histórico, marcaram ainda presença o director do Centro de Emprego e Formação Profissional de Braga, Carlos Menezes, o representante do IPDJ, Rolando Silva, o provedor da Santa Casa da Misericórdia de Braga, Bernardo Reis, e o presidente da Delegação de Braga da Cruz Vermelha Portuguesa, Armando Osório.

Na ocasião, o director do Centro de Emprego e Formação Profissional de Braga evidenciou o “o forte dinamismo” que o Município tem incutido na área social, destacando ainda a “revolução silenciosa” que se está a registar no Concelho em termos de emprego. “A Autarquia tem, por um lado, a particularidade de promover a criação de empresas inovadoras e, ao mesmo tempo, de procurar o desenvolvimento sustentado que também ocorre pela via do empreendedorismo social”, disse.

Nesta II Mostra de Empreendedorismo Criativo participaram mais de 20 associações e instituições sociais do Concelho de Braga que, durante todo o dia, deram a conhecer o que de melhor realizam junto dos seus públicos-alvo.

O evento contou ainda com um vasto programa de animação cultural e musical assegurados pela Associação de Reformados e Pensionistas do Centro Histórico, pelo Talentitanto, Projecto SA, ACIJE e pelo Mercadinho Criativo.

CMB28112015SERGIOFREITAS000000420

PARQUE DE EXPOSIÇÕES DE BRAGA ACOLHE PROVA INTERNACIONAL DE “SLOT CARS”

O presidente da Câmara Municipal de Braga, Ricardo Rio, deu esta manhã a partida da prova internacional de mini-modelos automóvel à escala 1/32, conhecidos por ‘Slot Cars’, que decorreu durante todo o dia de hoje, 28 de Novembro, na Grande Nave do Parque de Exposições de Braga.

CMB28112015SERGIOFREITAS000000413

Esta é uma prova de resistência com a duração de 12 horas, em que as equipas vão trocando os seus carrinhos de calha de acordo com períodos de tempo previamente estipulados e onde a toca dos pilotos é gerida por cada uma das equipas em confronto, em simultâneo com a respectiva troca de calha.

CMB28112015SERGIOFREITAS000000412

Nesta competição participam oito equipas, entre as quais o ‘GT Team Slot Clube’, formação Bracarense que conta com inúmeros resultados de relevo além-fronteiras.

Alguns dos seus elementos conseguiram já conquistas absolutas nos campeonatos nacionais de Espanha, país onde a modalidade atingiu notoriedade mundial.

CMB28112015SERGIOFREITAS000000417

CABECEIRAS DE BASTO CANDIDATA MOSTEIRO DE S. MIGUEL DE REFOJOS A PATRIMÓNIO DA UNESCO

Comissão Científica da Candidatura de Mosteiro de S. Miguel de Refojos – Cabeceiras de Basto reuniu hoje na Casa do Tempo

A Comissão Científica da Candidatura do Mosteiro de S. Miguel de Refojos a Património da Humanidade da UNESCO reuniu esta manhã, dia 28 de novembro, na Casa do Tempo de Cabeceiras de Basto. Os trabalhos foram dirigidos pelo presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, e contou com a presença de ilustres personalidades do meio académico ligados ao saber e conhecimento da história, da arqueologia e da arquitetura, investigadores que integram aquela comissão científica.

Comissão Científica reuniu hoje na Casa do Tempo

Nesta reunião de trabalho marcaram também presença os vereadores Dra. Isabel Coutinho e Alfredo Magalhães, bem como a equipa técnica envolvida nesta Candidatura a Património Mundial.

A reunião serviu para que os seus membros tomassem conhecimento do ponto de situação relativo ao processo de candidatura mas, também, para troca de informações e outros dados relevantes para o aprofundamento do conhecimento da história do Mosteiro, bem como das dinâmicas que a sua fundação – de acordo com os historiadores datada do século XII – gerou neste território.

Uma manhã de trabalho que permitiu aprofundar, esclarecer e recolher novos contributos sobre o Mosteiro e a presença dos Beneditinos em Cabeceiras de Basto.

Para Cabeceiras de Basto e para os Cabeceirenses O NOSSO MOSTEIRO é um Bem de Valor Universal que todos gostaríamos de ver reconhecido Património Cultural da Humanidade.

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto continua a trabalhar no processo de candidatura do Mosteiro de S. Miguel de Refojos a Património da UNESCO. Refira-se que a candidatura à lista indicativa a Património da Humanidade foi apresentada em 2014 e oficialmente formalizada em outubro de 2015, cujas motivações assentam por um lado no seu valor patrimonial, histórico e arquitetónico e, por outro, porque se trata de um monumento beneditino diferenciador e de grande referência para as gentes de Basto.

O Mosteiro “é o elemento central da nossa memória e da nossa identidade de povo das Terras de Basto. O nosso Mosteiro continua a ser um espaço vivo. É polo de cultura. É sede do poder civil democrático. É espaço de educação formal. Mantém a função religiosa. Nós sabemos que este Mosteiro tem singularidades excecionais”, palavras do presidente da Câmara Municipal, Francisco Alves, que acredita no sucesso desta candidatura.

A convite do presidente da Câmara Municipal, a diretora do Agrupamento de Escolas de Cabeceiras de Basto, Dra. Céu Caridade, participou também nesta reunião de trabalho.

BANDAS FILARMÓNICAS DESFILAM AMANHÃ EM LISBOA

Banda Filarmónica da Associação Musical de Vila Nova de Anha, Grupo de Cultura Musical de Ponte de Lima e Sociedade Filarmónica de Vilarchão, de Vieira do Minho, participam em lisboa nas comemorações do 1º de Dezembro

O Movimento 1º de Dezembro lançou a ideia deste desfile e mobilizou por todo o país diferentes bandas e municípios para o efeito, sendo possível realizá-lo graças ao apoio da Câmara Municipal de Lisboa e à capacidade de organização da EGEAC. A iniciativa conta também com o endosso da SHIP - Sociedade Histórica da Independência de Portugal, que o incluiu no Programa Oficial das Comemorações do 1º de Dezembro.

Restauração 2014 098

Foi um êxito em 2012, em 2013 e em 2014. Será êxito maior em 2015.

14h30 - Concentração junto ao Monumento aos Mortos da Grande Guerra, na Avenida da Liberdade (ao Cinema S. Jorge)

15h00 - Início do Desfile

16h30 - Concentração final, na Praça dos Restauradores, e Apoteose Final com interpretação conjunta por 1.500 músicos dos três hinos: Hino da Maria da Fonte, Hino da Restauração e Hino Nacional.

17h00 - Fecho e desmobilização das bandas

Nesta 4ª edição, desfilarão as seguintes bandas e grupos, aqui ordenados por géneros e por ordem alfabética dos distritos e concelhos respectivos:

GRUPO DE PERCUSSÃO

Tocá Rufar

CANTE ALENTEJANO:

Grupo Coral do Sindicato dos Trabalhadores da Indústria Mineira

BANDA NACIONAL:

Banda da Força Aérea

BANDAS FILARMÓNICAS:

Sociedade Artística Banda Vale de Cambra

Banda Filarmónica de Odemira

Sociedade Filarmónica de Vilarchão

Banda Filarmónica Retaxense

Banda Filarmónica do Paúl

Banda de Música da Liga dos Amigos de Castelo Novo

Filarmónica Idanhense e Adufeiras de Idanha-a-Nova

Banda Filarmónica da União de Aldeia de João Pires (Sociedade Recreativa e Musical)

Sociedade Filarmónica de Educação e Beneficência Fratelense

Sociedade Filarmónica Sangianense

SUA - Sociedade União Alcaçovense

Sociedade Filarmónica Portimonense

Banda Academia de Santa Cecília (de S. Romão)

Sociedade Filarmónica Maceirense

Banda Recreativa Portomosense

Sociedade Filarmónica Comércio e Indústria da Amadora

Banda Musical e Artística da Charneca (Lisboa)

Banda Municipal Alterense

Sociedade Filarmónica União Maçaense

Sociedade Filarmónica Ouriense

Sociedade Filarmónica Incrível Almadense

Sociedade Filarmónica 1º de Dezembro (Montijo)

Sociedade Filarmónica Palmelense os Loureiros

Grupo de Cultura Musical de Ponte de Lima

Banda Filarmónica da Associação Musical de Vila Nova de Anha

Banda Musical da Torre de Ervededo

Será um total de 30 entidades, integrando 1 grupo de percussão, 1 coral de Cante Alentejano, 1 banda nacional militar e 27 bandas filarmónicas civis.

Serão cerca de 1500 músicos, provenientes dos mais diversos pontos do país que irão descer a Avenida da Liberdade, para celebrar Portugal, a Independência e a Restauração através de uma merecida homenagem a esta prática musical e à importante acção formativa e cívica das bandas filarmónicas.

Tendo como ponto de partida o monumento aos Mortos da Grande Guerra, o desfile descerá até à Praça dos Restauradores para uma interpretação conjunta final das Bandas participantes sob a direcção do Maestro Tenente-Coronel Élio Salsinha Murcho, da Banda da Força Aérea.

Ao longo do desfile serão interpretadas várias marchas, bem como o Hino da Restauração. O alinhamento do momento colectivo conta também, além do Hino da Restauração, com a interpretação dos Hino da Maria da Fonte e Hino Nacional.

A RTP-Internacional transmitirá em directo esta grande manifestação cultural, cívica e patriótica. A RTP-2 transmitirá, em diferido, no próprio dia 1 de Dezembro, em horário a anunciar.

GUIMARÃES ASSINALA DIA INTERNACIONAL DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Guimarães comemora Dia Internacional das Pessoas com Deficiência com semana de eventos

Uma caminhada inclusiva, um espetáculo solidário, a leitura de um pregão temático e uma largada de pombos fazem parte do programa de comemorações que assinala, em Guimarães, o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência.

Guimaraes_Programa_Social

“Cidades Inclusivas, Acessibilidade e Capacitação para Todos” é o lema proposto pelo Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência para as comemorações do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência, que se assinala na próxima quinta-feira, 03 de dezembro, em Guimarães. O programa deste ano apresenta como inovação a leitura de um pregão elaborado pelos membros do Fórum que, em linguagem satírica, vai chamar a atenção dos cidadãos e das instituições para o quotidiano das pessoas com deficiência.

No dia 03 de dezembro, pelas 10 horas, terá lugar no Grande Auditório do Centro Cultural Vila Flor o espetáculo “Diferentes Vozes pela Inclusão”, com apresentações da Associação de Paralisia Cerebral de Guimarães, da Cercigui, do CAO/Lar Residencial Alecrim da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães, da Associação para a Integração e Reabilitação Social de Crianças e Jovens de Vizela e dos Agrupamentos de Escolas de Abação, Fernando Távora e João de Meira. 

As comemorações prosseguem no dia 04 de dezembro, pelas 10:30 horas, com a 3ª edição da Marcha Inclusiva que, como já vai sendo habitual, sairá do Paço dos Duques de Bragança e percorrerá o seguinte circuito: Largo Martins Sarmento, Rua Serpa Pinto, Avenida Alberto Sampaio (Muralha), Alameda São Dâmaso, Largo do Toural, Rua de Santo António, Largo dos Laranjais e Largo Cónego José Maria Gomes (Largo da Câmara).

Na chegada ao edifício municipal, os participantes na Marcha serão recebidos pelo Presidente do Município de Guimarães, Domingos Bragança, sendo de seguida lido o Pregão e efetuada uma largada de pombos. O programa termina no dia 07 de dezembro com a entrada de crianças e jovens das instituições e escolas participantes com os jogadores no jogo de futebol entre o Vitória e o Rio Ave, no Estádio D. Afonso Henriques.

Cuidar do futuro

«Agradeço a todos que trabalham com estas pessoas tão especiais. Os seus familiares mais próximos têm uma preocupação que inquieta-os, pois sabem que, um dia, deixarão de estar cá para os apoiar. Se têm esta inquietude no presente, temos de trabalhar para que tenham confiança para termos instituições cada vez mais capacitadas e com pessoas de afeto que cuidarão bem dos seus filhos», disse Domingos Bragança, Presidente do Município, acompanhado na sessão pela Vereadora da Ação Social, Paula Oliveira, que realçou a importância de «mobilizar consciências numa sociedade que se pretende inclusiva para integrar os seus cidadãos».

Maria de Jesus Ramos, em representação dos Agrupamentos de Escolas de Abação, Fernando Távora e João de Meira, ressalvou o «papel da comunidade escolar e dos pais na missão de continuar a mudar atitudes e comportamentos», enquanto Rosa Guimarães, em representação dos membros do Fórum Municipal, enalteceu as «oportunidades que têm de ser concedidas a todos».

As comemorações, que se iniciaram a 23 de novembro na EB 2,3 Santos Simões, decorrendo depois na EB 2,3 de Abação, Arqueólogo Mário Cardoso e Fernando Távora, incluíram sessões para os alunos, dinamizadas pelos membros do Fórum Municipal das Pessoas com Deficiência, órgão informal de debate que reúne com regularidade no Município e cujo objetivo é apelar para a observação dos direitos das pessoas com deficiência.

ASSOCIAÇÃO RIO NEIVA PRMOVE FEIRA DE USADOS EM ESPOSENDE

A pensar no ambiente, a Rio Neiva irá promover uma feira de usados, no largo Rodrigues Sampaio, em Esposende, já no próximo dia oito de dezembro (feriado).

Recolhe as coisas que já não usas e monta a tua banca na nossa feira de usados. A Rio Neiva terá uma banca com artigos doados.

Faz a tua inscrição para o mail associacaorioneiva@gmail.com

Divulgue por favor e traga os seus amigos.

MAGIA DO NATAL INVADE BARCELOS

A época natalícia está aí e o Município de Barcelos, depois do sucesso do ano anterior, volta a promover “Barcelos Cidade Presépio”, que arrancou hoje, 27 de novembro, com a inauguração das luzes de Natal, que irão iluminar as ruas, avenidas e entradas da cidade, e contou com a presença de todo o executivo municipal. 

img_2327

Pelas ruas da cidade, a música e os presépios de grandes dimensões, as casas de Natal, o comboio de Natal e os insufláveis farão as delícias dos visitantes. E, nos edifícios Municipais, teremos a acontecer diversas atividades em simultâneo – exposições de presépios, peças de teatro e ateliês infantis, workshops para aprender a trabalhar o barro e a fazer um presépio, espetáculos de dança, concertos, encontro de Coros e muito mais.

Este ano as atividades que integram o programa "Barcelos Cidade Presépio" são bastante diversas, havendo iniciativas para pessoas de todas as idades, com um programa preenchido de atividades que vão animar a época festiva das crianças, das famílias, da população e dos milhares de visitantes que todos os anos fazem do concelho um ponto “obrigatório” de passagem nesta altura do ano.

No fim de semana de 5 e 6 de dezembro, o Concurso “Barcelos Doce” está de volta. Por várias pastelarias do concelho, estarão à disposição os mais variados e deliciosos doces de Natal, estando a concurso o tronco de Natal, o bolo-rei e o pão de ló. Nos mesmos dias, o Teatro Gil Vicente recebe o “Encontro de Coros”, inserido no Projeto Artístico 2015.

Pelas ruas da cidade teremos, de 14 de dezembro a 6 de janeiro, as tão esperadas Rotas de Presépios de Grandes Dimensões. Este ano espera-se que o número de participantes deste concurso aumente, e para os mais pequenos haverá um circuito repleto de brincadeiras de Natal, onde não faltarão as casinhas, os ateliês de pintura, a Aldeia de Natal, na Avenida da Liberdade, o comboio de Natal, os espetáculos de dança e teatro, e muitas outras atividades. No dia 20, na Avenida da Liberdade e Largo da Porta Nova, haverá muitas atividades na maior Festa de Natal do concelho com a visita do Pai Natal que promete surpreender miúdos e graúdos. O passeio de cicloturismo de Pais Natal realiza-se no mesmo dia, durante a manhã.

Nesta quadra festiva, também os edifícios do Município estarão repletos de diversas iniciativas pedagógicas, que têm como objetivo despertar o interesse para a cultura, tradição, educação, criatividade dos mais pequenos, durante as férias de natal. A Biblioteca Municipal, o Museu da Olaria, o Pavilhão Municipal e a Casa da Juventude, mediante inscrição prévia, promovem as férias de Natal com momentos mágicos de leitura de contos de natal, jogos, ilustração, cinema, aprender a fazer presépios e fantoches. E a magia de natal continua, também, no Teatro Gil Vicente, com peças de teatro pensadas especialmente para as crianças – “O Gato das Botas”, no dia 23, com duas sessões, às 16h00 e às 21h30, e a peça “Os Três Porquinhos” pela APACI, nas escolas do concelho e na Biblioteca Municipal, até ao dia 30 de dezembro.

Mas há mais iniciativas pensadas para serem vividas em família! No Museu da Olaria, na Casa da Azenha, na Torre Medieval, no Posto de Turismo, no Teatro Gil Vicente e na Sala Gótica estará em exposição “Presépios, Uma Tradição, Várias Interpretações” que pode ser vista até 10 de janeiro, onde contempla presépios de diferentes artesãos barcelenses e muitos outros artistas.

E porque a quadra também é de passagem de ano, o Município de Barcelos volta a promover, no Pavilhão Municipal, “Barcelos é Mágico, Réveillon 2015/2016” com muita música, cor e animação e uma sessão de fogo-de-artifício no Largo da Porta Nova quando baterem as doze badaladas. No dia 3 de janeiro, a Banda de Musica de Oliveira dá as boas-vindas a 2016 com um concerto no Teatro Gil Vicente, e o Conservatório de Música de Barcelos apresenta, no dia 9, o “Concerto de Ano Novo”.

img_2301

CERVEIRA ATRIBUI SUBSÍDIOS ESCOLARES AO 1º CICLO ACIMA DO ESTIPULADO POR LEI

Para reforçar a ajuda às famílias mais carenciadas no decorrer de mais um ano letivo, o Município de Vila Nova de Cerveira atribui aos alunos do 1º ciclo um montante superior ao definido em Despacho do Ministério da Educação para a aquisição de manuais e materiais escolares. Subsídios foram aprovados por unanimidade na reunião de câmara desta quarta-feira.

Sala Leitura Geral (2)

No total são cerca de 130 os alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico do concelho de Vila Nova de Cerveira apoiados pela autarquia que, por sua vez, continua a fazer o esforço de manter os valores acima do estipulado por lei, mesmo verificando-se um aumento de 8% dos beneficiários em comparação com o ano anterior.

Assim, e de acordo com o Despacho 8452-A/2015 que regula as medidas de ação social escolar para o ano letivo 2015/2016, os valores atribuídos pelo Município cerveirense estão acima do que é estipulado pela tutela, descriminando-se da seguinte forma:

Ao nível do 1º escalão, ao 1º e 2º ano atribui 50,00 euros em vez de 39,60 euros; e ao 3º e 4º ano atribui 55,00 euros em vez de 45,80 euros. Relativamente ao 2º escalão, o 1º e 2º ano recebem 27,50 euros em vez de 19,80 euros, e o 3º e 4º ano o valor de 30,00 euros em vez de 22,90 euros.

A vereadora da Educação, Aurora Viães, sublinha um esforço financeiro significativo da autarquia, mas “fundamental para a promoção de igualdade de oportunidades no acesso e sucesso escolar a todos alunos do concelho”.

De salientar que a Ação Social Escolar de Vila Nova de Cerveira é mais abrangente e plasmada num conjunto de medidas de apoio à inserção escolar destinadas a famílias que se encontram em situação de carência económica e/ou vulnerabilidade social, nomeadamente os serviços de refeições escolares e os apoios económicos atribuídos aos estabelecimentos de ensino. Há ainda o caráter gratuito dos transportes escolares que, este ano, foi alargado a todos os alunos que frequentam as escolas do concelho.

CERVEIRENSES REALIZAM CAMPANHA SOLIDÁRIA DE RECOLHA DE ALIMENTOS

Este fim-de-semana ‘ajude a alimentar quem mais precisa’

Cerca de meia centena de voluntários do concelho de Vila Nova de Cerveira vão estar envolvidos, este sábado e domingo, em mais uma recolha de bens alimentares para o Banco Alimentar Contra a Fome. A mensagem é a de partilha com quem podemos ou não conhecer.

Banco alimentar

Os próximos dias 28 e 29 de novembro vão revestir-se de solidariedade um pouco por todo o país, e Vila Nova de Cerveira não é exceção. O Banco Local de Voluntariado associa-se ao Banco Alimentar contra a Fome na campanha saco que decorre nas duas superfícies comerciais sediadas no concelho, com a participação de cerca de 50 voluntários.

Em simultâneo, entre 28 de novembro e 06 de dezembro, acontece ainda a Campanha "Ajuda Vale", que permite a recolha de alimentos sob a forma de vales de seis produtos básicos à alimentação, bem como a campanha Online, através da qual é possível contribuir no Portal Web do Banco Alimentar contra a Fome.

Os alimentos angariados nestes dias serão encaminhados para a delegação do Banco Alimentar contra a Fome, em Viana do Castelo, que os fará chegar às instituições/entidades de todos os concelhos do Alto Minho, de forma a distribuir refeições confecionadas e cabazes de alimentos às pessoas devidamente sinalizadas como carenciadas.

Não há dúvidas de que os cerveirenses têm um forte espírito solidário comprovado pelas doações nas duas campanhas anuais que ascendem às 7 toneladas de bens alimentares (maio e novembro).

Há milhares de famílias portuguesas com carências alimentares e, com o aproximar de mais uma quadra natalícia, todos podemos proporcionar um momento diferente através da partilha. O desafio está lançado, colabore nesta campanha de solidariedade! Todos somos poucos para ajudar!

ARCOS DE VALDEVEZ IMPLEMENTA REDE DE DEFESA DA FLORESTA

Câmara Municipal implementa rede de defesa de floresta contra incêndios em Arcos de Valdevez. Intervenção engloba um investimento na ordem dos 900 mil euros

Num território percorrido por incêndios florestais, a concretização de forma coordenada da Rede de Defesa da Floresta contra incêndios é fundamental para diminuir o potencial dos grandes incêndios. A Rede primária está definida estrategicamente, nos limites do concelho de Arcos de Valdevez, Ponte de Lima, Paredes de Coura e Monção, de forma a criar uma “barreira” à eventual progressão dos incêndios florestais, criar oportunidade de combate e consequentemente diminuir a área ardida.

floresta

Este projeto complementa o trabalho realizado pelas equipas de sapadores e todo o trabalho de gestão do espaço florestal que os baldios têm vindo a realizar, constituindo também a resposta ao trabalho realizado no PMDFCI – Plano Municipal de Defesa Contra Incêndios, onde é proposta a instalação da rede primária como infraestrutura fundamental para a diminuição dos grandes incêndios.

Investir na prevenção será, de certeza, economicamente mais vantajoso no combate, não falando na perda de valor florestal, ecológico e de paisagem, nem no desgaste, frustração e desmotivação que se pode evitar ao investir na Rede de Defesa da Floresta Contra incêndios.

Com a concretização deste projeto, a Câmara Municipal pretende realizar a abertura da rede primária e secundária de faixas de gestão de combustível; e a construção de rede viária florestal de acesso a pontos de água de 1ª ordem, visando diminuir a superfície percorrida pelos grandes incêndios, permitindo criar condições para uma intervenção direta de combate ao fogo; reduzir os efeitos de passagem dos grandes incêndios, protegendo de forma passiva vias de comunicação; isolar os focos potenciais de ignição de incêndios e facilitar o reabastecimento de água entre viaturas.

Este projeto designa-se por “INSTALAÇÃO DE REDE DE DEFESA DA FLORESTA CONTRA INCÊNDIOS DE ARCOS DE VALDEVEZ”, candidatado pelo Município de Arcos de Valdevez ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos, PO SEUR 10 - 2015 – 24 - Eixo Prioritário 2: Promover a adaptação às alterações climáticas e a prevenção e a gestão de riscos (Fundo de Coesão), no Domínio de Intervenção Prioritário “Redução dos Incêndios Florestais”

Esta operação apresenta-se em três ações concertadas, com uma execução por um período de 18 meses, no valor global de 687 934,44€.

Só dentro da área do Parque Nacional Peneda Gerês, o concelho tem 150 km de floresta, por isso para o autarca, João Manuel Esteves, “Apostar na prevenção dos fogos florestais é muito importante porque a floresta tem uma grande componente paisagística e é uma importante fonte de riqueza para o concelho”.

De realçar que no âmbito da defesa da floresta contra incêndios o Municipio apoiou 5 equipas de sapadores florestais em 135 mil euros. Recentemente foi constituída uma Equipa de Intervenção Permanente, a qual visa assegurar, em permanência, o socorro às populações, designadamente nos casos de combate a incêndios; socorro às populações em caso de acidentes ou catástrofes e conta com um apoio anual de 25 mil euros.

Para o Município, é muito importante apostar na prevenção dos fogos florestais porque a floresta tem uma grande componente paisagística e é uma fonte de riqueza fundamental para o concelho.

“MAGIA DE NATAL” DINAMIZA COMÉRCIO DE ARCOS DE VALDEVEZ

Foi ontem apresentada no Posto de Turismo de Arcos de Valdevez a Campanha - Magia de Natal 2015 a levar a cabo pela Câmara Municipal e a ACIAB - Associação Comercial e Industrial de Arcos de Valdevez e de Ponte da Barca, ao longo do mês de Dezembro.

campanha_natal_2015

Porque é importante promover o que se faz em Arcos de Valdevez, esta campanha é implementada a pensar na dinamização do comércio local e na população, tanto a mais jovem como a mais adulta.

Para esta campanha, a autarquia aprovou, na última reunião do executivo, um protocolo, ontem assinado, com a ACIAB de 20 mil euros para apoiar as iniciativas previstas para os próximos tempos.

Para além das variadas iniciativas que serão realizadas como a Feira dos Doces e do Chocolate, entre os dias 5 e 8 de Dezembro; a Feira Artesanal de Natal, nos dias 12 e 13 de Dezembro, o Mercado de Natal, nos dias 19 e 20 de Dezembro; a iniciativa NATAL NAS RUAS que levará até várias artérias da vila momentos musicais por grupos corais e musicais, entre os dias 18 e 24 de Dezembro, é de referir o alargamento da iluminação natalícia a um maior número de ruas da zona urbana, sempre tendo em consideração a criação do espírito natalício na população e animação do comércio, bem como programas de férias no Paço de Giela nos dias 22 e 23,29 e 30 Dezembro; o Natal na Porta do Mezio, de 06 de Dezembro a 06 de Janeiro, a Passagem de Ano no Campo do Trasladário e o sorteio de Natal no dia 6 de Janeiro.

Para João Manuel Esteves, presidente da Câmara Municipal, esta iniciativa reveste-se de total importância porque há uma forte aposta na promoção do comércio e dos produtos da terra. Com ela espera-se “gerar dinâmica! Atrair mais visitantes ao concelho e dinamizar a economia local”, revelou.

 

MUNICÍPIO DE CABECEIRAS DE BASTO APROVA HORÁRIO DE 35 HORAS SEMANAIS

No passado mês de setembro do corrente ano a Câmara Municipal deu início ao processo de auscultação das estruturas sindicais tendo em vista a celebração de um Acordo Coletivo que, entre outras matérias, viabilizasse a implementação do horário de trabalho de 35 horas semanais. Das reuniões havidas com cinco estruturas sindicais – só um sindicato não compareceu - resultou a proposta de acordo coletivo de empregador público para o Município de Cabeceiras de Basto que hoje mesmo, dia 27 de novembro, foi aprovado, por unanimidade, pelo Executivo Municipal.

Claustros do Mosteiro de S. Miguel de Refojos - ed

Com a recente declaração de inconstitucionalidade proferida pelo Tribunal Constitucional, da norma que dá aos membros do Governo poder para interferir nos acordos coletivos das autarquias, por considerar que tal norma da Lei Geral do Trabalho em Funções Públicas viola o princípio da autonomia do Poder Local, advém que, após a assinatura do Acordo entre a Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto e os Sindicatos, prevista para o próximo dia 2 de dezembro, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, pelas 17h30, e da sua publicação pela Direção Geral da Administração e do Emprego Público, a Câmara Municipal poderá implementar o novo horário de 35 horas semanais que significa uma redução de trabalho numa hora por dia.

Com a declaração de inconstitucionalidade, chegou ao fim um diferendo que se arrastava há dois anos e que levou algumas autarquias a não aplicar a Lei e outras sim. Com o diferendo sanado o processo de entrada em vigor do novo horário será agora muito mais célere. Com efeito, algumas autarquias que há longos meses haviam celebrado os acordos coletivos ainda não tinham visto a sua homologação concretizada pelo Governo, o que nos termos da Lei as impedia de adotar o novo horário de 35 horas.

A Câmara Municipal de Cabeceiras de Basto, empenhada na maior eficácia e eficiência dos serviços municipais, entendeu que a matéria de organização e duração do tempo de trabalho era merecedora do ajustamento à realidade e especificidades do Município, justificando-se, por isso, a celebração do Acordo que, entre outros aspetos de relevante interesse para a obtenção dos objetivos atrás mencionados, permitirá melhores condições de trabalho e de conciliação entre a vida profissional e pessoal dos seus trabalhadores, elevando, desse modo, os níveis de motivação e de produtividade.

Espera-se que a publicação do referido acordo possa ocorrer nas próximas semanas e a introdução do novo horário de trabalho possa entrar em vigor ainda no decurso do corrente mês de dezembro.

JOVEM VIMARANENSE LUÍS ALVES DESTACA-SE NA MODALIDADE DE KARTING COMO PILOTO AOS 9 ANOS

Jovem piloto de karting oferece luvas de campeão ao Presidente do Município de Guimarães

Vimaranense Luís Alves entregou a Domingos Bragança o par de luvas que lhe valeu, esta época, a conquista do Campeonato Nacional e da Taça de Portugal, em Karting.

Guimaraes_Karting_Luvas

O piloto vimaranense Luís Alves, de 9 anos, que se sagrou recentemente Campeão Nacional de Karting na categoria de Cadetes, juntando na mesma época a conquista da Taça de Portugal, troféu que conquistou pela segunda vez na sua carreira, ofereceu ao Presidente da Câmara Municipal de Guimarães as luvas de competição que utilizou em todas as finais disputadas no decurso desta época.

«Agradeço e fico extremamente sensibilizado com o gesto de um jovem talento vimaranense, que foi justamente reconhecido pelo Município. O Luís é ainda muito jovem e está a fazer um percurso notável, o que honra Guimarães e as suas gentes», disse Domingos Bragança. «É um gesto simbólico que quis demonstrar depois de uma época bem-sucedida», referiu, por sua vez, Luís Alves, após ter autografado o quadro onde colocou o par de luvas.

Em reunião do Executivo Municipal, realizada no passado dia 12 de novembro, o Município de Guimarães aprovou, por unanimidade, a deliberação de um voto de louvor ao jovem piloto, que iniciou o seu percurso desportivo aos 5 anos, tendo alcançado em 2011, na época de estreia, um 3º lugar na Taça Ibérica Mojo, na categoria “Iniciação”. No ano seguinte, o vimaranense colecionou os primeiros títulos da carreira e, em 2013, sagrou-se Vice-Campeão no Troféu Regional Norte e conquistou um 3º lugar na Taça dos Campeões.

Já em 2014, Luís Alves continuou um percurso de ascensão, sagrando-se Vice-Campeão Nacional, Vice-Campeão da Taça de Portugal e Vice-Campeão da Taça dos Campeões de Karting. Este ano, foi Campeão Nacional a 20 de setembro, no Bombarral e, no recente dia 25 de outubro, venceu a Taça de Portugal em Leiria, ao terminar a prova no 1º lugar à frente de 16 participantes.

Após um ano desportivo memorável, Luís Alves irá competir, em 2016, nas categorias de “Juvenil” (Campeonato Nacional de Karting) e “Mini Max” (Troféu Rotax) em cinco provas cada e Taça de Portugal, podendo também participar no competitivo Campeonato Nacional Espanhol. Por ter sido Campeão Nacional em 2015, beneficia do facto de poder disputar uma categoria superior, apesar de ainda ter idade para participar no escalão de Cadetes.