Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

BLOGUE DO MINHO

Espaço de informação e divulgação da História, Arte, Cultura, Usos e Costumes das gentes do Minho e Galiza

MINHOTOS NA ARGENTINA CELEBRAM PORTUGAL

Realiza-se amanhã, na Argentina, dia 30 de agosto, a 5ª edição do festival “Buenos Aires Celebra Portugal”. São sete os agrupamentos musicais e folclóricos que, entre as 12horas e as 18 horas, vão desfilar na avenida de Mayo, entre Bolivar e Chacabuco, seguindo-se a sua atuação em palco. São eles, os seguintes, por ordem de desfile e atuação.

Conjunto Folclórico Português Saudades de Portugal de Mar del Plata

Rancho Folclórico Dançarinos Portugueses

Rancho Folclórico Saudades de Portugal de Berisso

Grupo Etnográfico Raízes de Portugal

Rancho folclórico Dançares da Nossa Terra

Rancho folclórico Estrelas do Minho

Grupo Etnográfico Mocidade Portuguesa

"NOITE BRANCA" DIVERTE BRACARENSES

Noite Branca de Braga promete proporcionar experiência única. Evento decorre de 11 a 13 de Setembro

De 11 a 13 de Setembro, Braga recebe a 4ª edição da Noite Branca, que este ano tem como principal novidade o facto de se prolongar por 48 horas. “É um momento de convidar ao usufruto da nossa Cidade, tanto aos que nela vivem como aos muitos milhares que irão acorrer a Braga durante esse fim-de-semana”, afirmou Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante a apresentação do evento, que decorreu hoje, dia 28 de Agosto, no Coreto da Avenida Central, em Braga.

3

Concertos de António Zambujo, Deolinda, DJ Ride, Richie Campbell, Diabo na Cruz, Capicua, Budda Power Blues e Consórcio. Performances, exposições, gastronomia, animação, instalações, comércio e museus abertos à noite, actividades para as crianças. A Noite Branca de Braga oferece tudo isto e muito mais. São três dias e duas noites recheados de actividades culturais e diversão pelas ruas, praças e avenidas de Braga que prometem atrair milhares de pessoas.  

“Teremos uma programação intensa, diversificada e dirigida a todos os públicos. Queremos, acima de tudo, qualificar a Noite Branca em aspectos como a qualidade da programação, conforto e segurança, propiciando uma experiência única aos participantes nesta manifestação absolutamente marcante para a vida da cidade e de toda a região”, salientou o Edil.

1

O autarca sublinhou que o objectivo para esta edição e para as vindouras passa por continuar a reforçar a adesão do público e o número de visitantes.

“Na edição transacta ultrapassamos a marca histórica dos 150 mil participantes e, este ano, com o prolongamento da Noite Branca e as melhorias introduzidas, esperamos ultrapassar largamente esse número e receber visitantes de todo o país e Norte de Espanha”, referiu, adiantando ainda que a larga oferta disponível permite que cada um, à medida das suas preferências e interesses, construa o seu próprio itinerário durante a duração da Noite Branca.

Por fim, Ricardo Rio apelou à participação de toda a comunidade no evento e na sua formatação, realçando também que, logo após a Noite Branca, Braga tem ainda para oferecer ao público o Festival de Gente Sentada, o Festival Semibreve e os Encontros da Imagem. “Temos vindo a apostar numa dinâmica forte que coloque Braga no mapa a nível cultural”, realçou.

2

BARCELOS DIVULGA PROGRAMAÇÃO DE SETEMBRO DO TEATRO GIL VICENTE

O programa cultural do mês de setembro do Teatro Gil Vicente contém música, cinema e teatro.

A programação arranca com música no dia 2 de setembro, às 21h30, com o espetáculo Música de Verão, uma atuação conjunta de Paulo Gaio Lima (violoncelista), António Rosado (pianista), Anna Tomasik-Michalczyk (pianista). No dia 4 de setembro, às 22h, é a vez do duo OZO "A Kind of Zo", Paulo Mesquita e Pedro Oliveira, apresentarem o seu novo projeto. Arte in Web, da Colectânea Braga 2015, terá lugar no dia 11, às 22h e consiste num espetáculo constituído por dezasseis bandas do distrito de Braga, sendo que seis são de Barcelos. Os dias 17, 18 e 19 são reservados ao Jazz com Harmos Plural, ao ar livre, no Largo Martins Lima, às 21h30. Todos estes espetáculos são de entrada gratuita.

A música termina no dia 25 de setembro às 22h com a apresentação do disco de Tiago Araújo, “Mayday”, com entrada paga.

A ZOOM promove no Teatro duas noites de cinema. No dia 10 de setembro, O Primeiro Verão, com entrada paga, e Rasgar o Céu, no dia 21, com entrada gratuita. Os dois filmes têm início às 21h30. Este último realiza-se ao ar livre, no Largo Dr. Martins Lima.

No dia 24, o Teatro do Montemuro traz ao palco do Gil Vicente a peça “Memórias Partilhadas”, às 21h30, com entrada paga.

Os espetáculos dos dias 17, 18, 19 e 21 realizam-se ao ar livre, no Largo Dr. Martins Lima, por se encontrarem inseridos na Semana Europeia da Mobilidade 2015.

Os bilhetes para assistir aos espetáculos no Teatro podem ser adquiridos no local, ou através de reserva por e-mail (tgv@cm-barcelos.pt) ou telefone (253 809 694).

GUIMARÃES COMEMORA SEMANA EUROPEIA DA MOBILIDADE

Semana Europeia da Mobilidade apresentada em Guimarães no dia 07 de setembro (14h30) , no Laboratório da Paisagem

Encontro com a Comunicação Social marcado para a primeira segunda-feira do próximo mês. Iniciativa de consciencialização ambiental decorrerá na semana seguinte.

Guimaraes_Laboratorio_Paisagem

A Câmara Municipal de Guimarães vai apresentar, em conferência de imprensa, no próximo dia 07 de setembro, pelas 14:30 horas, no Laboratório da Paisagem, o programa da “Semana Europeia da Mobilidade”, que decorrerá de 16 a 22 de setembro, iniciativa promovida no âmbito da candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020.

A Semana Europeia da Mobilidade é uma campanha anual sobre mobilidade urbana sustentável, organizada com o apoio da Direção Geral para o Ambiente e Transportes da Comissão Europeia, com o objetivo de incentivar as autoridades locais europeias a apresentarem e promoverem medidas de transporte sustentáveis e convidarem os seus cidadãos a experimentarem alternativas ao uso do carro.

No âmbito da Semana Europeia da Mobilidade 2015 em Guimarães, pretende-se desenvolver um conjunto de ações para a consciencialização da população sobre os impactos do atual funcionamento do sistema de transportes (centrado no carro) e a necessidade de mudança para meios alternativos. Estas ações têm a coordenação da Unidade Operacional Transporte Local integrante da Unidade de Missão da Candidatura de Guimarães a Capital Verde Europeia 2020.

MINISTRO E SECRETÁRIO DE ESTADO DO AMBIENTE E PRESIDENTE DA POLIS VISITAM OBRAS EM CURSO NA DUNA DOS CALDEIRÕES EM VILA PRAIA DE ÂNCORA

Segunda-feira, dia 31 de agosto, pelas 15h00

O ministro e o secretário de Estado do Ambiente, assim como o presidente da Polis Litoral Norte visitam na segunda-feira, dia 31 de agosto, pelas 15h00, as obras em curso na Duna dos Caldeirões, em Vila Praia de Âncora. O ponto de encontro será junto ao campo de jogos do Âncora Praia, pelas 15h00.

Jorge Moreira da Silva, ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia; Paulo Lemos, secretário de Estado do Ambiente e Pimenta Machado, presidente do Conselho de Administração da Polis Litoral Norte vão estar no concelho no início da próxima semana, para apreciar as obras da 2ª fase relativas à Intervenção na Duna dos Caldeirões.

Trata-se de uma intervenção fundamental para o concelho de Caminha e, particularmente, para Vila Praia de Âncora. Recorde-se que a grande preocupação do Município foi a criação de condições para que a época balnear pudesse decorrer sem percalços, tal como está a acontecer e como já aconteceu em 2014. Este ano, a praia de Vila Praia de Âncora recuperou mesmo a Bandeira Azul da Europa.

As marés vivas que assolaram a costa ocidental portuguesa em janeiro de 2014 destruíram a Duna dos Caldeirões. Antes da época balnear foi possível executar os trabalhos que permitiram devolver o rio à sua foz natural e acautelar a época balnear.

Neste momento, a empreitada de Reforço e Proteção dos Sistemas Dunares e Renaturalização de Áreas Naturais Degradadas (2.ª fase) Foz do Rio Âncora contempla medidas corretivas de erosão superficial e ações de reordenamento de áreas construídas em zonas de risco e consequente reposição das condições de ambiente natural, nomeadamente a consolidação e fixação de margens do rio Âncora, com recurso a técnicas de bioengenharia; a construção de um esporão deflector na margem esquerda do rio Âncora, em enrocamento e estacas com vegetação plantada; a reabertura do leito secundário do Rio Âncora; a movimentação de areias na praia para reforço do cordão dunar; e a colocação de uma cortina de paliçadas na área do anterior rompimento da Duna, por forma a favorecer a retenção de areias nessa zona.

Estão ainda previstas ações como a construção de passadiços sobrelevados de acesso à praia; a construção de observatório da natureza no remate do passadiço sobrelevado da Duna do Caldeirão; diversas limpezas de espécies exóticas infestantes arbóreas e herbáceas; a renaturalização do acesso rodoviário existente na parte terminal da Rua de Águas Férreas; e a colocação de painéis informativos dos valores naturais presentes.

Trata-se de um investimento global no valor de 392 mil euros, financiado pela União Europeia através do Programa Operacional Temático de Valorização do Território em 85% e pelo Estado Português em 15%.

Na primeira fase, foram garantidas as condições imediatas de segurança na zona, através da restituição do curso do rio pelo desassoreamento da sua foz, da deposição dos volumes de areia resultantes daquela escavação no reforço do cordão dunar e da desmontagem de infraestruturas colapsadas, garantindo assim o usufruto daquele espaço já durante a época balnear de 2014.

O Município de Caminha conseguiu também, em diálogo com a Polis, que paralelamente fosse realizada uma ação de limpeza do rio, e que fosse construído um parque de estacionamento junto ao campo de jogos do Âncora Praia.

CONFRARIAS PROMOVEM COZINHA PORTUGUESA

unnamed (3)

MAPA DE EVENTOS

Eventos Da FPCG

24 de Outubro - Assembleia Geral electiva

28 de Novembro - Assembleia Geral Ordinária da FPCG

Capítulos de Confrarias Federadas – 2015

29 de Agosto - Confraria do Presunto e da Cebola do Vale do Sousa

13 de Setembro – Confraria da Chanfana

26 de Setembro - IX Capitulo da Confraria das Papas de S. Miguel

27 de setembro – Capítulo da Confraria do Arroz e do Mar

27 de Setembro - Confraria Gastronómica da Maçã Portuguesa

3 de Outubro - V Capítulo da Confraria do Chícharo

3 de Outubro - Capítulo da Confraria Gastronómica "O Rabelo"

3 de Outubro – Confraria dos Gastrónomos do Algarve

10 de Outubro - VII Capítulo da Real Confraria da Matança do Porco

17 de Outubro – Capítulo da Confraria do Bucho de Arganil – Pomares

17 de Outubro - Confraria das Tripas à moda do Porto

31 de Outubro - Real Confraria do Maranho

7 de Novembro – Confraria dos Ovos Moles

14 de Novembro – Confraria da Raça Arouquesa

21 de Novembro - XIII Capítulo da Confraria Queirosiana 

21 de Novembro - Confraria da Marmelada de Odivelas

22 de Novembro - VIII capítulo da Confraria do Medronho

28 de Novembro - Confraria dos Nabos e Companhia

5 de Dezembro -  X Capítulo da Confraria Gastronómica do Cabrito e da Serra do Caramulo

Capítulos de Confrarias Federadas – 2016

5 de Março - III Capítulo da Confraria dos Rojões da bairrada com Grelo e Batata à Racha

22 a 25 de Abril - Academia Madeirense das Carnes / Confraria Gastronómica da Madeira

14 de Maio – Confraria dos Ovos Moles de Aveiro.

21 de Maio - Confraria da Doçaria Conventual de Tentúgal

Outros eventos

30 de Agosto - Real Confraria Gastronómica das Cebolas

12 de Setembro - CAMINHADA “O Campo e a Ria” com passeio de Barco Moliceiro - Confraria Gastronómica “O Moliceiro”

26 de setembro - VII Capítulo da Confraria da Água.

10 e 11 de Outubro - IX FESTIVAL GASTRONÓMICO DA ENGUIA - Confraria Gastronómica “O Moliceiro”

Outros Eventos – 2016

12 de Março - V Capítulo da Confraria Enogastronomica Sabores do Botaréu - Águeda

26 de Março - Festa da Matança do Porco.
2 e 3 de Abril de 2016 - VIII Capítulo da CONGROG - Confraria do Grog de Santo Antão - Cabo Verde

ROMARIA DE S. JOÃO D’ARGA LEVA MILHARES DE “ROMEIROS” À SERRA

A animação já é grande à volta do Mosteiro

A animação já é grande à volta do Mosteiro de S. João d’ Arga. Dezenas de entusiastas passaram a noite de hoje em tendas e os “romeiros” não param de chegar. Os comerciantes de comes e bebes já instalaram as suas tendas. São os preparativos para a grande romaria que começa amanhã.

De 28 a 30 de agosto, a Serra d’Arga é palco de uma das festas populares mais genuínas do Alto Minho – a Romaria de S. João d’Arga. Todos os anos, milhares de romeiros sobem a serra para participarem na festa onde a animação é a palavra de ordem.

Este ano, os romeiros têm mais um motivo para festejar. Vão ser recebidos num Santuário renovado. Recorda-se que o Mosteiro foi alvo de obras de requalificação orçadas em mais de meio milhão de euros, que melhoraram as condições em todo o edificado, introduzindo também as infraestruturas básicas, como a energia elétrica.

De acordo com a história, após a subida ao monte, os peregrinos e visitantes dos nossos dias mantêm a tradição de dar três voltas à igreja, seguindo-se a entrega de duas esmolas: uma ao santo…e outra ao diabo.

No dia 28, esta romaria que junta o sagrado e o profano, começa cedo quando os vários grupos oriundos de vários pontos do distrito começam a subir a pé a serra. O ambiente é de festa. Os caminheiros fazem-se acompanhar de concertinas e fazem o percurso a cantar ao desafio. Às 11 horas, decorre uma missa e às 17 horas a procissão. Essa noite é uma grande festa, a animação e a boa disposição são uma constante. Para além, das cantigas ao desafio e das concertinas, esta festa é conhecida pelas especialidades locais, a tão afamada aguardente com mel.

No dia 29, decorrem mais três eucaristias. A festa termina no dia 30, com uma última missa em honra de Santo Aginha. É sem dúvida a romaria mais genuína do concelho de Caminha! Se não conhece, aqui fica o convite.

SOU VALENCIANO!

- Afirma o Prof. Doutor Sampaio da Nóvoa em depoimento exclusivo ao BLOGUE DO MINHO

Pertencemos sempre ao lugar onde nascemos. Valença é a minha mátria, terra da minha mãe. Em Vila Verde dei os primeiros passos e disse as primeiras palavras. Em Caminha, na escola pública, com o professor Laureano, aprendi as primeiras letras.

O Minho é o lugar da minha família e da minha infância. Foi daqui que parti para tantas viagens, dentro e fora de Portugal. As raízes foram sempre comigo.

O meu país começa em Valença e continua pelo outro Minho, do meu pai (Póvoa de Varzim, Famalicão, Guimarães), e continua pelo Porto, por Aveiro, por Coimbra e, claro, por Lisboa, onde passei a parte maior da minha vida adulta.

Antes de tomar a decisão de me candidatar a Presidente da República, precisei de vir às origens. Sozinho, revisitei os lugares da minha infância. Fechei os olhos, para ver dentro de mim. Senti que, em tempos tão duros, ninguém tem o direito de se esconder, de se resignar. Primeiro, em Lisboa, a 29 de Abril, depois, no Porto, a 25 de Maio, apresentei aos portugueses as razões e os princípios da minha candidatura.

“Arrisque e siga sempre o seu coração” – disse-me o Presidente da Câmara Municipal de Paredes de Coura. É o que estou a fazer. Em nome de um país mais justo, mais humano, mais solidário. Com a certeza de que quanto mais pertencemos a um lugar mais pertencemos ao mundo inteiro.

António Sampaio da Nóvoa

STARTUP BRAGA E INL DEBATEM FUTURO DAS TELECOMUNICAÇÕES

Sessão decorreu no GNRation e juntou empresários do sector

A Startup Braga e o Laboratório Ibérico Internacional de Nanotecnologia (INL) realizaram, esta Quinta-feira, dia 27 de Agosto, uma sessão o futuro das telecomunicações, com a presença de Tord Wingren, vice-presidente da Huawei.

4

“The next generation mobile telephony”, juntou diversos empresários Bracarenses em torno do mundo das novas tecnologias. O futuro para uma área que está em constante mudança, foi um dos pontos em análise, bem como, a partilha de experiências com o responsável de operação da Huawei, na Suécia.

Para Carlos Oliveira, presidente da InvestBraga, esta foi uma “oportunidade única para absorver todo o ‘know-how’ de alguém com um passado muito relevante em várias empresas internacionais de extrema importância na área das telecomunicações”.

Esta foi também uma oportunidade para “abrir as portas para uma futura parceria com a Startup Braga”. Como explicou Carlos Oliveira, “em Braga existem muitas empresas que trabalham neste sector e que poderão tirar dividendos desta troca de conhecimentos”.

Com uma vasta experiência na área das telecomunicações, Tord Wingren está no sector desde 1985. Com passagem pela Ericsson e pela Samsung, o vice-presidente da Huawei, ficou a conhecer mais o funcionamento da Stratup Braga e das empresas incubadas no GNRation, tal como o tecido empresarial Bracarense no sector.

1

MONÇANENSES LUTAM PELA ESCOLA PÚBLICA EM MONÇÃO

Os monçanenses estão unidos para evitar a degradação do funcionamento do Agrupamento de Escolas de Monção. No próximo dia 31 de agosto, autarcas, deputados municipais, professores, alunos e representantes de vários partidos com representação parlamentar vão reunir-se no Cineteatro João Verde para debater os problemas com que o ensino público se debate em Monção.

O novo processo eleitoral, conduzido segundo as indicações da DGAE, teve como resultado a suspensão da homologação da eleição do professor que já venceu 3 actos eleitorais.

Todos os esforços foram feitos pela comunidade escolar para acabar com a instabilidade que ali se vive.

Nesse sentido, os monçanenses decidiram desafiar os partidos políticos representados na Assembleia da República, principalmente os cabeça de lista pelo distrito nas próximas eleições legislativas, a participarem nesta reunião.

BRAGA VAI REGENERAR AVENIDA DA LIBERDADE

Concurso de ideias para a Avenida da Liberdade: Prazo de apresentação de propostas termina dia 8 de Setembro

O prazo de apresentação de propostas para o Concurso de Ideias Profissionais de Arquitectura «Acção Piloto para a Regeneração Urbana - Avenida da Liberdade» termina dia 8 de Setembro, pelas 17h30.

Avenida Liberdade

O presente concurso visa contribuir para a reflexão e o debate dos processos de regeneração urbana, subordinada a uma intervenção articulada e multidisciplinar assente nas vertentes económica, social, ambiental e física. O cerne da problemática encontra-se na capacidade de articular e potenciar conjuntamente duas áreas estratégicas para o desenvolvimento da cidade: a área do centro histórico de Braga (ARU Centro Histórico), através de uma intervenção na Avenida da Liberdade, e a definida em plano como a ARU Braga Sul.

Simultaneamente é fundamental considerar a importância da componente de regeneração económica dos espaços reclamada pela existência de diversos centros comerciais de primeira geração, onde urge intervir e repensar um novo modelo de viabilidade económica associado a uma reabilitação arquitectónica. Mais informações disponíveis no seguinte link: http://goo.gl/evt45z.

O concurso é aberto a propostas de arquitectos ou empresas de arquitectura, habilitados ao exercício da profissão no país onde se encontram inscritos. Para o efeito, deverão ser constituídas equipas projectistas multidisciplinares, coordenadas pelo arquitecto autor do projecto ordenador. O projecto que conquistar o 1º Prémio irá receber 12.000€. Para o 2º Prémio estão destinados 5.000€, para o 3º Prémio, 2.500€; estando ainda prevista a atribuição de Menções Honrosas de natureza não pecuniária.

Esta iniciativa conta com a parceria da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, da AIMinho – Associação Empresarial e da Universidade do Minho, contando ainda com o apoio do Liberdade Street Fashion / Javere Imobiliária, SA.

VIANENSE PAULO MORAIS É CANDIDATO À PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

As próximas eleições para a Presidência da República estão a despertar o interesse dos minhotos. Para além do Prof. Sampaio da Nóvoa, natural de Valença, e do Prof. Marcelo Rebelo de Sousa, descendente de celoricenses, também o vianense Prof. Paulo de Morais é candidato ao mais alto cargo do Estado Português.

O Prof. Paulo de Morais tem vindo a distinguir-se na denúncia da corrupção e da promiscuidade entre os poderes políticos e os poderes económicos, e a inconstitucionalidade preconizada por alguns escritórios de advogados, ao serem redatores das leis nacionais, e ao mesmo tempo representantes nos meios judiciais de entidades que se deparam com essas mesmas leis, sendo presentemente Vice-presidente da Direção da Associação Cívica Transparência e Integridde

A astronomia era a sua grande paixão mas, como ele próprio refere, esse interesse ficou pelas observações noturnas das estrelas a partir da varanda de sua casa, em Viana do Castelo. Licenciou-se em matemática e doutorou-se em Engenharia e Gestão industrial pela Universidade do Porto, cidade onde aliás veio a ser Vice-presidente da Câmara Municipal e responsável pelos pelouros do Urbanismo, Ação Social e Habitação.

É também professor na Universidade Portucalense, investigador no InescPorto e perito do Conselho da Europa em missões internacionais sobre boa governação pública, luta anticorrupção e branqueamento de capitais.

Resta saber se os minhotos conseguirão que os portugueses elejam algum dos três candidatos à Presidência da República que são oriundos da nossa região…

VIANA DO CASTELO: RANCHO REGIONAL DAS LAVRADEIRAS DE CARREÇO É O MAIS ANTIGO DE PORTUGAL

Rancho Regional das Lavradeiras de Carreço é o decano do folclore português

Fundado em 1923, este grupo folclórico do concelho de Viana do Castelo ainda está em atividade, razão pela qual é reconhecido como o decano do folclore português. Nascido espontaneamente, à sombra tutelar do promontório de Montedor, com o seu caraterístico farol cuja luz vigia pela segurança de pescadores e outros navegantes que navegam junto à costa portuguesa na região do Minho, o Rancho Regional das Lavradeiras de Carreço mantém-se como guardião das danças e cantares da histórica Freguesia de Santa Maria de Carreço.

11921706_898380003542513_8760092947604130215_n

Data de 4 de setembro de 1892, a mais antiga referência escrita acerca da existência de um grupo de folclore em Portugal. Trata-se de um artigo com ilustração de Sebastião de Sousa sanhudo, publicado no jornal humorístico “O Sorvete”, nº 123, dando conta da deslocação à cidade do Porto de “Grupo de Lavradeiras de Ponte de Lima”. Por conseguinte, até prova em contrário, deverá ter sido em Ponte de Lima que surgiu pela primeira vez surgiu um grupo folclórico devidamente organizado e trajado.

Porém, este facto em nada contraria a longevidade única das “Lavradeiras de carreço”, fazendo delas o mais antigo rancho folclórico de Portugal.

11232997_873477966032717_6107595936723783583_n

O Rancho Regional das Lavradeiras de Carreço é uma Associação Cultural de Utilidade Pública, e Instituição de Mérito Cultural, que preserva e divulga as tradições, usos e costumes do povo da Região de Viana do Castelo.

Desde a sua fundação, tem mantido uma atividade ininterrupta, encontrando os jovens de hoje os mesmos motivos que os seus avós para continuar a expressar através do folclore, o mesmo sentir das gerações passadas, a alegria e solidariedade universais.

Foi Carlos Peixoto Freitas Sampaio, exímio bailador das modas que em Carreço o povo dançava no século passado, que há mais de setenta anos reuniu um grupo de jovens, que costumavam formar os “ranchos” para animar os serões as festas e romarias das redondezas, tendo desde logo contado com o apoio do pároco local, Padre Domingos Afonso do Paço.

Alguns anos mais tarde, com o apoio do etnógrafo Abel Viana, atribuíram-lhe o nome pelo qual continua a ser conhecido: Rancho Regional das Lavradeiras de Carreço.

Das danças e cantares, todas elas oriundas de Carreço, destacam-se o Senhor da Serra, Chula, Gota, Rusga, Tirana, Velho, Preto, Pai do Ladrão, Cana Verde, Redonda, Verde-gaio, Rosinha, Carreço por Ser Carreço, e o Vira, como não podia deixar de ser, com várias versões, todas elas de imponente beleza.

10533053_771426732904508_2001345028931391566_n

Em relação aos trajes, cada um tinha uma função específica, apropriada a cada atividade, sendo mais ou menos elaborados, conforme as posses de cada um. Assim, das várias existentes salientamos para a mulher: Traje de Lavradeira, Lavradeira de Dó, Traje de Ceifeira, Traje de Tradição, Traje de Feirar, Traje de Trabalho e embora não sendo de Carreço, mas sim da região de Viana, temos ainda o Traje de Mordoma e Traje de Noiva. Para os homens destacam-se o Fato de Domingo ou Dias de Festa, Traje de Mordomo, Traje de Lavrador e Traje de Trabalho.

Quanto aos instrumentos musicais, também eles recebem a herança do passado, hoje mais enriquecido. Nas primeiras atuações, havia apenas uma harmónica, depois foram-se juntando as Concertinas, as Violas, os Cavaquinhos, os Ferrinhos e, mais tarde, o Acordeão diatónico. Destaca-se um instrumento único no País, as Conchas de Crustáceos (Vieiras), que marcam o ritmo da música, funcionando assim, com um instrumento de percussão.

Ao longo da sua existência, vários foram os seus intervenientes, destacadas cantadeiras e dançadores, quase sempre anónimos, mas que sem eles, este percurso seria impossível. De destacar o papel desempenhado pelo seu fundador, Carlos Peixoto de Freitas Sampaio, sua filha Teresa Freitas Sampaio e seu neto e atual diretor Carlos Silvano Freitas Sampaio.

Por onde passa, o Rancho Regional das Lavradeiras de Carreço deixa uma marca indelével da nossa identidade, transmitindo o seu saber de cultura e as nossas tradições. Dentro de apenas oito anos, o Rancho Regional das Lavradeiras de Carreço comemora o seu primeiro centenário, motivo de orgulho para todos os vianenses e minhotos em geral.

z12

A foto data de 29 de maio de 1937 e regista a visita efetuada pelo Rancho Regional das Lavradeiras de Carreço, de Viana do Castelo, ao jornal “O Século”.

Fonte: Arquivo Nacional da Torre do Tombo

TERRAS DE BOURO E LÓBIOS RECONHECEM LIMITES FRONTEIRIÇOS

Cerimónia de assinatura do Tratado de Limites de Fronteira entre Terras de Bouro e Lóbios

No dia 25 de agosto os Municípios de Terras de Bouro e Lóbios, representados pelas suas respetivas entidades máximas, Dr. Joaquim Carcel e Dª Maria Del Carmen Salgado, para além da presença dos respetivos vereadores de ambos os executivos, procederam ao reconhecimento dos limites fronteiriços, através da assinatura, no Salão Nobre do município terrabourense, da correspondente ata de confirmação.

1

O Tratado de Limites de Fronteira, que data de 29 de setembro de 1864, é desde então comprovado e assinado, anualmente, numa cerimónia realizada em cada um dos concelhos, alternadamente. Este ano foi a vez de Terras de Bouro acolher este momento que, segundo o Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro, Dr. Joaquim Cracel, “representa sempre uma oportunidade de estreitar os laços entre os dois concelhos vizinhos, numa conjuntura em que ambos têm, inclusive, projetos em comum como a “Raia Termal” e a “Reserva Mundial da Biosfera”, nunca descurando as enormes potencialidades naturais dos dois concelhos, tendo o objetivo de promover uma desejada interação, nomeadamente, no campo desportivo e cultural, com a realização de provas de trail e ultra trail.” O Presidente da Câmara Municipal de Terras de Bouro abordou, igualmente, a questão dos combates aos incêndios e de como seria fundamental que, através dos necessários contactos com as entidades oficiais, pudesse ser aplicada em pleno a possibilidade de cooperação e ajuda entre os bombeiros dos dois lados da fronteira.

Já a Alcaldesa – Presidenta do Concello de Lóbios, Dª Maria Del Carmen Salgado, manifestou, em primeiro lugar, o seu agrado pela calorosa receção e sublinhou, igualmente, a importância de Terras de Bouro e Lóbios desenvolverem uma simbiose de interesses sobre os quais deve assentar uma forte estratégia de defesa desses mesmos objetivos comuns.

2